Você está na página 1de 12

Fundamentos da Alimentação e Sanidade Animal

NOÇÕES BÁSICAS DE CONTROLE


DE VETORES E PARASITAS

Prof. Francisco Feliciano da Silva Júnior


CONTROLE DE VETORES

O controle vetorial pode ser dividido principalmente em:


Controle Biológico;
Mecânico ou Ambiental;
Químico.
CONTROLE BIOLÓGICO

É o uso de parasitas, patógenos ou predadores naturais para o


controle de populações do vetor, tais como Anu, Garças ou peixes que
comem as larvas do mosquito.
CONTROLE MECÂNICO OU AMBIENTAL

Utilizam-se métodos que eliminam ou reduzem as áreas onde os


vetores se desenvolvem como a remoção da água estagnada, a destruição
de pneus velhos e latas que servem como criadouros de mosquito.
Controle Químico

É o uso de inseticidas para controlar as diferentes fases dos


insetos. Para o controle de insetos vetores de doenças são utilizados
produtos formulados de acordo com a fase e os hábitos do vetor.
Os inseticidas podem ser classificados como larvicidas, cujo alvo
são as fases larvárias, ou adulticidas, direcionados a controlar os insetos
adultos, para o qual é utilizada aplicação residual ou aplicação espacial.
CONTROLE DE CARRAPATOS, PULGAS E
PIOLHOS

✓ Triclorfon (Neguvon®)
✓ Fipronil (Topline® Pour On)
✓ Deltametrina (Butox®)
✓ Cipermetrina + Clorpirifós + Citronelal (Colosso)
Controle de carrapatos, pulgas e piolhos

✓ Amitraz (Triatox® pulverização)


✓ Metilcarbamato (Bolfo®)
✓ Clorpirifós (Lepecid®)
✓ Fluazuron (Acatak®)
✓ Flumethrin + Coumaphós (Bovinal)

Fentione (Tiguvon)

Coumafós + Propoxur (Tanidil)


CIDENTAL PÓ

Óxido de Zinco....................5,0 g
Fenitrothion.........................4,0 g
DDVP...................................0,5 g
Violeta de Genciana............0,1 g
Essência de Citronella.........0,2 mL
Excipiente q.s.q.............100,0 g
Diflubenzuron
NÃO DEIXA RESÍDUOS NO LEITE

CONTROLE DE MOSCA
Diazinon
Ciclorfós Plus 1Lt Detalhes
Cipermetrina ................................5,0 g
Clorpirifós.....................................2,5 g
Butoxido de Piperonila.................1,0 g
Veículo q.s.p. ...........................100,0 ml

INDICAÇÕES:
É um parasiticida de uso externo destinado ao controle de sarnas,
piolhos, carrapatos e moscas de ovinos, bovinos, equinos e suínos.
Formas de aplicação de ectoparasiticidas
✓ pulverização
✓ banhos de imersão
✓ pour-on
✓ spot-on
✓ spray
✓ injetável
✓ bolos ruminais
✓ brincos
Bom Estudo!!!

Você também pode gostar