Você está na página 1de 32

2

TEXTO É FORMADO POR PARTES QUE SE INTEGRAM E


SE COMPLETAM

A ORGANIZAÇÃO ENTRE AS PARTES DO TEXTO É


FUNDAMENTAL PARA SUA TOTAL COMPREENSÃO

O TEXTO É UMA ESPÉCIE DE MALHA

COMBINAÇÃO PERFEITA ENTRE A SINTAXE E A


SEMÂNTICA

INTENÇÃO FINAL DE TODO TEXTO É A COMUNICAÇÃO


3
O QUE É TEXTO?
A palavra texto provém do latim TEXTUM, que
significa tecido, entrelaçamento.

TECIDO
TECER
TEXTO

A etimologia da palavra remete a tecido: um texto,


como um tecido, deve entretecer seus fios de
ideias, de modo que, nos pontos em que essas
ADICIONAR UM
4
ideias se tocam, se estabeleça a coesão textual
RODAPÉ
Tema da charge?

A influência da mídia televisiva

De que forma esse aspecto é


retratado na charge de Caulos?

Processo involutivo

Postura passiva da personagem


relação à televisão 5
Considerar os indícios do texto a fim de
alcançar as “entrelinhas”, ou seja, o
conteúdo que não está evidente no texto.

Conhecimento de mundo do leitor, ampliando


o que foi lido

Sentido de um texto é construído na


interação que o leitor trava com o material
textual
7
Ler é muito Leitor deve
mais do que assumir
decodificar uma postura
palavras de ativa na
um texto. leitura

O leitor dará
Atividade de
sentido e
produção de
significado
sentidos
ao que lê.

8
ETAPAS DO PROCESSO DE
INTERPRETAÇÃO TEXTUAL

PROCESSAR CRITICAR AVALIAR


ETAPAS DA FORMAÇÃO
DO LEITOR CRÍTICO

9
COMO É UM LEITOR CRÍTICO?

ASSUME UMA POSTURA ATIVA DIANTE DO TEXTO

LEITURA ESSA QUE CONTRIBUI PARA A LIBERDADE

CONFERE RESPONSABILIDADE AO LEITOR


10
12
INTERPRETAR É PRECISO
Diante de textos tão variados, é fundamental
reconhecer suas diferenças, tanto na estrutura como
na função social por eles cumprida.

Cada gênero textual permite uma forma de


comunicação, possuem, portanto, finalidades
diversas.

As características de estrutura e linguagem de cada


texto contribuem para que este venha a cumprir sua
função
13
14
Alguns textos
exigem um Tais textos têm o
esforço maior dos intuito de cumprir
leitores, como os uma função
poemas, os específica na
contos, as letras sociedade
de músicas.

São textos
artísticos e, por
Possuem
isso, possuem
conteúdos e
uma linguagem
estruturas
que lhes confere
variados
maior
expressividade 15
Para Ruben Alves, diante de um texto poético, as
perguntas que devem ser feitas são:

Que leitura posso fazer desse texto?

A que ideias ou outros textos ele me


remete?

Evitar: o que o autor quis dizer?

Ele simplesmente disse

16
Enfim, um indivíduo de ideias abertas

A coceira no ouvido atormentava. Pegou o


molho de chaves, enfiou a mais fininha na cavidade.
Coçou de leve o pavilhão, depois afundou no orifício
encerado. E rodou, virou a pontinha da chave em
beatitude, à procura daquele ponto exato em que
cessaria a coceira.
Até que, traque, ouviu o leve estalo e, a chave
enfim no seu encaixe, percebeu que a cabeça
lentamente se abria.
17
INTERPRETAR É PRODUZIR SENTIDO
• Considerar a natureza artística do texto.
• A literatura revela sempre uma verdade que está
escondida, brinca com a língua
• O texto brinca com a linguagem ao empregar a
expressão “cabeça aberta”, associando a expressão
à função de uma chave.
• Cria-se a ideia de que uma mente aberta é capaz de
livrar o indivíduo de um aprisionamento.
• Assim, qual é o significado atribuído a coceira que
inicia o texto?
QuaisUMelementos devem ser considerados para se 18
•ADICIONAR
RODAPÉ
construir o significado do texto?
Enfim, um indivíduo de ideias abertas

A coceira no ouvido atormentava. Pegou o


molho de chaves, enfiou a mais fininha na cavidade.
Coçou de leve o pavilhão, depois afundou no orifício
encerado. E rodou, virou a pontinha da chave em
beatitude, à procura daquele ponto exato em que
cessaria a coceira.
Até que, traque, ouviu o leve estalo e, a chave
enfim no seu encaixe, percebeu que a cabeça
lentamente se abria.
19
CONTEXTO
Além dos elementos que estão apresentados no texto, existem
outros relacionados à apreensão, à compreensão e à
interpretação textuais.

O texto não é uma produção linguística separada da realidade


histórica, cultural, social e política.

É preciso considerar outros aspectos , como a situação a que o


texto se refere,

as circunstancias que influenciaram sua produção

Conhecimento de mundo que cada leitor possui


21
22
A peça publicitária anterior é de fácil
compreensão?

A quais acontecimentos ela se refere?

Quais elementos devem ser considerados


para que o leitor alcance o objetivo
comunicativo pretendido?
23
Todo texto apresenta um contexto. O significado
dessa expressão remete a rede de relação que
envolvem a produção e a recepção de um texto.

O texto apresenta um contexto interno e outro


externo

Dessa forma o sentido de uma palavra em


determinado contexto relaciona-se à situação
textual da palavra em questão 24
Hoje a Cultura Inglesa vai dar
bolo. Compareça. Não dê bolo na
Cultura

A palavra bolo é empregada com o


mesmo sentido em suas duas
ocorrências?

O anúncio explora a dupla


significação da palavra a fim de
construir um efeito humorístico.
Para comemorar, com você, seus
50 anos de juventude. Hoje a
Cultura Inglesa vai dar bolo.
Compareça. Não dê bolo na Cultura
25
As informações em um texto nem sempre estão explícitas, ao contrário
disso, muitas estão implícitas. Por isso devemos ter atenção ao ler um
texto

27
INFORMAÇÕES IMPLÍCITAS DO
TEXTO

PRESSUPOSTO SUBENTENDIDO
Para Dona Anésia DJ não é um
trabalho. 29
Veio me visitar e me Não sabia que tinha
Olha Anésia, meu A última vez que veio Isso mesmo, como
deixou uns um neto candidato
neto se candidatou me visitar foi... você sabe?
santinhos... Veja que Ele vem
de novo...
rapaz bonito! pouco, pois é
muito 2018
ocupado
Hum...

Para entender a ironia da tirinha o leitor deve


lembrar que as eleições no país ocorrem de 2 em 2
anos 30
Os pressupostos estão inscritos na
língua; não há como fugir ao
sentido que eles determinam. Já os
subentendidos dependem de
interpretação.
31
Professora
Adriana Lavorato 32