Você está na página 1de 7

RESUMO DE ANATOMOFISIOLOGIA 1 (2 UNIDADE)

SISTEMA MUSCULAR
MÚSCULO
• Estruturas especializadas e individualizadas
• Cruzam uma ou mais articulações
• São os responsáveis pela geração de movimento
• Sua unidade básica são as Fibras
• Transformam energia química em movimento
Características dos Músculos:
• Estrutura rica em Proteínas
• Boa Inervação
• Fortemente Irrigado
• Coloração Avermelhada
• Representa de 40 a 50% do peso corporal
Funções dos músculos:
 Produção dos movimentos corporais: movimentos como andar e correr;
 Estabilização das posições corporais: a contração dos músculos
esqueléticos estabilizam as articulações e participam da manutenção das
posições corporais, como de ficar de pé ou sentar.
 Regulação do volume dos ossos
 Manutenção do equilíbrio e da postura
 Conferem forma ao corpo
 Produzir calor
 Gerar Movimento
 Manter o Contorno dos órgãos
 Promover estabilidade
 Mobilizar fluidos corporais
 Manter a temperatura corporal
Classificação geral dos músculos:

1. Musculatura lisa: Miócitos alongados, mononucleados. Sem estrias


transversais. Está no tubo digestório, nas artérias, nas pupilas, nos vasos
sanguíneos, vias aéreas e maioria dos órgãos da cavidade abdômino-
pélvica. Serve para regular funções orgânicas. São involuntários
2. Músculo estriado cardíaco: Miócitos estriados com um ou dois núcleos
centrais, células alongadas, irregularmente ramificadas, que se unem por
estruturas especiais: discos intercalares. Representa a arquitetura cardíaca,
é encontrado no coração. É um músculo estriado, porém, são involuntários –
AUTO RITMICIDADE
3. Músculo estriado esquelético: Contraem-se por influência da nossa
vontade, ou seja, são voluntários. O tecido muscular esquelético é chamado
estriado porque faixas alternadas claras e escuras (estriações) podem ser
vistas no microscópio óptico. Estão presos aos esqueletos e diferentemente
da outras musculaturas tem o caráter voluntario ou seja depende da sua
vontade.
 Fixado em ossos, move o esqueleto;
 Voluntario, pode ser levado a contrair e relaxar por controle
consciente;
 Capacidade de regeneração limitada, pois tem poucas células que
podem sofrer divisão celular.

Componentes Anatômicos dos Músculos:


• Tendão: É um elemento do tecido conjuntivo, ricos em
fibras, colágenos e que serve para a fixação do ventre
muscular, em ossos, no tecido subcutâneo e em cápsulas
articulares. Possuem aspecto morfológico de fitas ou de
cilindros.
• Ventre Muscular: É a porção contrátil do músculo,
constituída por fibras musculares que se contraem.
Constitui o corpo do músculo (porção carnosa).
• Aponeurose: É uma estrutura formada por tecido
conjuntivo. Membrana que envolve grupos musculares.
Geralmente apresenta-se em forma de lâminas ou em
leques.
• Bainhas Tendíneas: São estruturas que formam
pontes ou túneis entre as superfícies ósseas sobre as
quais deslizam os tendões. Sua função é conter o
tendão, permitindo-lhe um deslizamento fácil.
• Bolsas Sinoviais: São encontradas
entre os músculos ou entre um músculo e um osso. São
pequenas bolsas formadas por uma membrana serosa que
possibilitam o deslizamento muscular.
Classificação dos músculos:
a) Quanto a situação:
 Superficiais ou cutâneos: estão logo abaixo da pele e apresentam no
mínimo uma de suas inserções na camada profunda da derme. Estão
localizados na cabeça e face, pescoço e na mão (região hipotênar).
Exemplo: Platisma
 Profundos ou subponeuróticos: são músculos que não apresentam
unserções na camada profunda da derme, e na maioria das vezes, se
inserem em ossos. Estão localizados abaixo da fáscia superficial.
Exemplo: Pronador Quadrado.
b) Pelo número de origens em: Bíceps, tríceps e quadríceps.
c) Pelo número de inserções em:
 Bicaudado: 02 inserções
 Policaudado: Mais de duas inserções.
d) Pela forma de acordo com dimensões em:
 Longos: são encontrados especialmente nos membros. Os mais
superficiais são os mais longos, podendo passar duas ou mais
articulações. Exemplo: Bíceps Braquial.
 Curtos: encontram-se nas articulações cujos movimentos tem pouca
amplitude, o que não exclui força nem especializações. Exemplo:
Músculo da mão.
 Largos: caracterizam-se por serem laminares. São encontrados nas
paredes das grandes cavidades (tórax e abdome). Exemplo: Diafragma.
e) Pela forma de acordo com aparência: Peniformes, fusiformes, quadrados,
triangulares e romboides.
f) Pela função em:
 Agonistas: são os músculos principais que ativam um movimento
específico do corpo, eles se contraem ativamente para produzir um
movimento desejado. Exemplo: Pegar uma chave sobre a mesa,
agonistas são os flexores dos dedos;
 Antagonistas: músculos que se opõem a ação dos agonistas, quando o
agonista se contrai, o antagonista relaxa progressivamente, produzindo
um movimento suave. Exemplo: idem anterior, porém, os antagonistas
são os extensores dos dedos;
 Sinergistas: são aqueles que participam estabilizam as articulações para
que não ocorram movimentos indesejáveis durante a ação principal.
Exemplo: idem anterior, porém, os sinergistas são estabilizadores do
punho, cotovelo e ombro.
 Fixadores: estabilizam a origem do agonista de modo que ele possa agir
mais eficiente, estabilizam a parte proximal do membro quando move-se
a parte distal.
g) Pela ação principal em: Flexor, extensor, adutor, abdutor, rotador medial,
rotador lateral, pronador, supinador, flexor plantar, flexor dorsal, depressor ou
abaixador, levantador ou elevador, orbicular, esfíncter, dilatador, tensor, retrator
ou protrator, eversor e inversor.
h) Pela quantidade de ventres em: Digástrico e poligástrico.
i) E pela disposição de fibras em: Paralelos, oblíquos e
circulares.

Componentes Anatômicos do tecido conjuntivo:


• Fáscia superficial: Separa os músculos da pele.
• Fáscia muscular: É uma lâmina ou faixa larga de tecido conjuntivo fibroso, que,
abaixo da pele, circunda os músculos e outros órgãos do corpo.
• Epimísio: É a camada mais externa do tecido conjuntivo, circunda todo o
músculo.
• Perimísio: Circunda grupos de 10 a 100 ou
mais fibras musculares individuais, separando-
as em feixes chamados fascículos, os
mesmos podem ser vistos a olho nu.
• Endomísio: É um fino revestimento de
tecido conjuntivo que penetra no interior de
cada fascículo e separa as fibras musculares
individuais de seus vizinhos.

OBS: A célula muscular é chamada de miofibrila;


MUSCULOS DO MEMBRO SUPERIOR
Músculo do cíngulo do Membro Superior
 Subescapular
Posição anatômica: Póstero-lateral.
Função: Rotador medial do braço e é um musculo do manguito rotador.

 Redondo Menor
Posição anatômica:
Função: Rotação lateral do braço.

 Supra-espinhal
Posição anatômica:
Função: Abdutor do braço.

 Infra-espinhal
Posição anatômica: Póstero-lateral.
Função: Rotação lateral do ombro.

MUSCULOS RELACIONADOS AO CÍNGULO DO MEMBRO SUPERIOR.


 Elevador da escápula
Posição anatômica: Póstero-medial.
Função: Elevação da escápula.

 Romboide maior e menor


Posição anatômica: Póstero-medial.
Função: Adução e rotação inferior dá escápula.
 Bíceps Braquial
Posição anatômica: Antero-lateral.
Função: Flexão de cotovelo e ombro e supinação do antebraço.
 Braquial
Posição anatômica: Antero-lateral.
Função: Flexão do cotovelo.

 Coracobraquial
Posição anatômica: Antero-medial.
Função: Flexão e adução do braço.

 Tríceps braquial
Posição anatômica: postero-lateral.
Função: extensão do cotovelo.

 Deltoide
Posição anatômica: antero-lateral.
Função: abdução do braço.

 Redondo maior
Posição anatômica: póstero-lateral.
Função: Rotação medial.

 Psoas
Posição anatômica:
Função:

 Tensor da fáscia lata


Posição anatômica: antero-lateral
Função: Flexão, abdução e rotação medial do quadril.

 Sartório
Posição anatômica: antero-lateral
Função: Flexão, abdução e rotação da coxa.

 Quadriceps Femoral
Posição anatômica:
Função:

 Adutor Magno
Posição anatômica: antero-lateral
Função: Adução da coxa.

 Tibial Anterior
Posição anatômica: antero-
Função: Flexão dorsal
 Extensor longo dos dedos
Posição anatômica:
Função:

 Extensor longo do hálux


Posição anatômica:
Função: Extensão do hálux

 Fibular curto
Posição anatômica:
Função: Flexão plantar

 Fibular longo
Posição anatômica:
Função: Flexão plantar

 Gatrocnemio medial e lateral


Posição anatômica: póstero-
Função: Flexão do joelho

 Sóleo
Posição anatômica:
Função: Flexão plantar do tornozelo

 Papliteo
Posição anatômica:
Função: Flexão e rotação medial do joelho

 Flexor longo dos dedos


Posição anatômica:
Função:

 Flexor longo do hálux


Posição anatômica:
Função:

 Tibial posterior
Posição anatômica:
Função:

 Glúteo Máximo
Posição anatômica:
Função: Extensão e rotação lateral do quadril.

 Glúteo Médio
Posição anatômica:
Função: Abdução e rotação medial da coxa.
 Glúteo Mínimo
Posição anatômica:
Função: Abdução e rotação medial da coxa.
 Pirifome
Posição anatômica:
Função: Abdução e rotação lateral da coxa.

 Gêmeo superior
Posição anatômica:
Função: Abdução e rotação medial da coxa.

 Orbturador Interno
Posição anatômica:
Função: rotação lateral da coxa.

 Gêmeo inferior
Posição anatômica:
Função: rotação lateral da coxa.

 Quadrado femural
Posição anatômica:
Função: adução.