Você está na página 1de 4

escolaridade; cor, profissão, idade , estado civil , naturalidade e procedencia

queixas? ( início, tempo de duração, intensidade,


ciclicidade e fatores predisponentes)
AP=doenças
comuns da infância, vacinações, alergias, cirurgias (gerais e pélvicas),
transfusões de sangue,
anestesias, tratamentos clínicos prévios à gestação e no decorrer da
gravidez atual, doenças
infectocontagiosas, desvios nutricionais, alergias, reações medicamentosas,
vacinações, uso
crônico de medicamentos prescritos e hábitos nocivos à saúde.
CIRURGIAS NAS PELVE E SEIOS
gemeralidade
Exame físico geral
Nesse item avaliam-se o estado nutricional, o peso e a altura, variáveis que
permitem o
cálculo do índice de massa corporal (IMC). A aferição do pulso, da pressão
arterial (PA) e da presença de edema é item obrigatório nessa fase do
exame.
Não se pode esquecer da palpação da
tireoide e da avaliação do aparelho locomotor,
Exame das mamas.
Exame físico obstétrico
Faz parte do exame físico obstétrico o exame do abdome, que inclui sua
inspeção, palpação,
mensuração da altura uterina e ausculta dos batimentos cardíacos fetais
(BCF).
ao final da consulta, a gestante tenha a
oportunidade de esclarecer dúvida
Orientação sobre sinais de alerta
Perda líquida ou sangramento genital e redução dos movimentos fetais são
os clássicos sinais
de alerta
orientação sobre amamentação
Orientações alimentares e sobre ganho de peso(A
gestante deve ingerir frutas, verduras e legumes, leite e derivados, o qual
contêm nutrientes
importantes para o crescimento fetal, da mesma forma que podem
contribuir para evitar o
ganho excessivo de peso. )

Orientações sobre as vacinas e imunizações

Cuidados com dentes e gengivas Deve-se estimular a escovação e o uso do fio dental, além de
orientar a gestante sobre a possibilidade de ocorrer hipertrofia gengival (épulis) e a facilidade
de sangramento gengival nesses casos

Atv física:

As atividades físicas mais adequadas são as caminhadas, a natação e a hidroginástica. Os


exercícios de alto impacto estão relacionados a maior risco de lesões articulares e, por isso,
devem ser suspensos durante a gravidez. Da mesma forma, deve-se evitar a prática de
esportes coletivos com risco de contato físico e aqueles que envolvem atividade física
extenuante. Também são contra-indicados os esportes com risco de queda, como o hipismo e
o esqui

Estímulo da participação do parceiro ou dos familiares no pré-natal

A lista a seguir apresenta todos os exames solicitados na primeira consulta de pré-natal


(prevendo-se que essa consulta ocorra no primeiro trimestre da gravidez), Deve-se explicar à
gestante que alguns exames serão realizados logo após a primeira consulta pré-natal e outros
em momentos distintos da gravidez.

Devem ser solicitados na primeira consulta os seguintes exames complementares: o


Hemograma; o Tipagem sanguínea e fator Rh; o Coombs indireto (se for Rh negativo);
Glicemia de jejum; o Teste rápido de triagem para sífilis e/ou VDRL/RPR; o Teste rápido
diagnóstico anti-HIV; o Anti-HIV; o Toxoplasmose IgM e IgG; o Sorologia para hepatite B
(HbsAg); o Exame de urina e urocultura; o Ultrassonografia obstétrica (não é obrigatório), com
a função de verificar a idade gestacional; o Citopatológico de colo de útero (se necessário); o
Exame da secreção vaginal (se houver indicação clínica); o Parasitológico de fezes (se houver
indicação clínica); o Eletroforese de hemoglobina (se a gestante for negra, tiver antecedentes
familiares de anemia falciforme ou apresentar história de anemia crônica).

NUMERO DE CONSULTAS

Pensando uma situação ideal para o calendário das consultas de pré-natal para gestantes sem
risco reprodutivo adicional, é razoável manter retornos mensais até a 32a semana, quinzenais
da 32a até a 36a, e semanais até o nascimento

A primeira consulta após a inicial não pode obedecer a esse cronograma, pois servirá
basicamente para avaliar os exames subsidiários e implementar as medidas corretivas
necessárias. Orienta-se que essa consulta seja agendada para no máximo 15 dias após a inicial
Consultas de retorno ao pré-natal

Nas consultas subsequentes ao novo caso de pré-natal, o roteiro de atendimento deve ser
similar ao da primeira consulta, porém mais simplificado, buscando basicamente as queixas e
alterações apontadas pela grávida, especialmente aquelas que surgiram ou se intensificaram
após a última consulta.

Exame físico geral

O exame físico geral nas consultas de retorno pré-natal avalia grande parte das variáveis
abordadas no caso novo, como o pulso, a coloração das mucosas, a pressão arterial e a
presença de edema. Exame físico especial Nas consultas de retorno pré-natal está indicada a
avaliação pormenorizada dos sistemas ou aparelhos com alguma anormalidade referida pela
gestante, a exemplo do aparecimento de varizes e cloasma.

Avaliar mucosas

No exame físico, os mais importantes componentes que precisam ser incluídos na primeira
visita pré-natal são os seguintes: peso, altura, pressão arterial, avaliação de mucosas, da
tireoide, das mamas, dos pulmões, do coração, do abdome e das extremidades.

Nas visitas subsequentes, torna-se obrigatório medir a altura uterina, pesar a paciente,
mensurar a pressão arterial, verificar a presença de anemia de mucosas, a existência de
edemas e auscultar os batimentos cardíacos fetais. Deve-se avaliar o mamilo para lactação. A
definição da apresentação fetal deverá ser determinada por volta da 36ª semana

o Exame físico geral: - Inspeção da pele e das mucosas; - Sinais vitais: aferição do pulso,
frequência cardíaca, frequência respiratória, temperatura axilar; - Palpação da tireoide , região
cervical, supraclavicular e axilar (pesquisa de nódulos ou outras anormalidades); - Ausculta
cardiopulmonar; - Exame do abdome; - Exame dos membros inferiores; Determinação do
peso; - Determinação da altura; - Cálculo do IMC; - Avaliação do estado nutricional e do ganho
de peso gestacional; - Medida da pressão arterial; - Pesquisa de edema (membros, face, região
sacra, tronco). o Exame físico específico (gineco-obstétrico): - Palpação obstétrica; - Medida e
avaliação da altura uterina; - Ausculta dos batimentos cardiofetais; - Registro dos movimentos
fetais; mamas

Exame físico gineco-obstétrico

As mamas deverão ser examinadas em caso de alterações referidas pela gestante. O exame
abdominal deve ser minucioso, incluindo inspeção e palpação do abdome, mensuração da
altura uterina e ausculta dos BCF. Como já foi dito, o útero atinge a cicatriz umbilical em torno
da 20a semana de gravidez.
Condutas gerais:

Deve-se prescrever suplementação de sulfato ferroso (40mg de ferro elementar/dia) e ácido


fólico (5mg/dia) para profilaxia da anemia; o Deve-se orientar a gestante sobre os sinais de
risco e a necessidade de assistência em cada caso; o Deve-se referenciar a gestante para
atendimento odontológico; o Deve-se encaminhar a gestante para imunização antitetânica
(vacina dupla viral), quando a paciente não estiver imunizada

Você também pode gostar