Você está na página 1de 5

Teste 1 – 11Q – 2019/2020

Duração: 90 min.

NOME ___________________________________________________ Turma __________ Número _________

Consulte a Tabela Periódica, a tabela de constantes e o formulário sempre que necessário.


Nos itens de escolha múltipla selecione a letra da única opção que permite obter uma afirmação correta
ou que responda corretamente à questão formulada.
Nos itens de construção que envolvam cálculos numéricos é obrigatório apresentar todas as etapas de
resolução.
Junto de cada item, entre parênteses, apresenta-se a respetiva cotação.

Grupo I

O etino (ou acetileno) é um gás utilizado em larga escala na soldadura de metais e no corte de
metais por maçarico, uma vez que a sua combustão é extremamente exotérmica. Essa reação é
traduzida pela equação química seguinte:

5
C2 H2 (g) + O (g) ⟶ 2 CO2 (g) + H2 O (g)
2 2

O etino pode ser sintetizado por desidrogenação do etano (processo I) ou por reação do carbeto de
cálcio com a água (processo II).
C2 H6 (g) ⟶ C2 H2 (g) + 2 H2 (g) Processo I
CaC2 (s) + 2 H2 O (ℓ) ⟶ Ca(OH)2 (s) + C2 H2 (g) Processo II

1. (8p) Das seguintes opções, qual não representa as proporções estequiométricas da reação de
combustão do etino?
(A) 1: 5: 2: 1
(B) 2: 5: 4: 2
15
(C) 3: 2
: 6: 3

(D) 4: 10: 8: 4

2. Uma empresa comercializa garrafas de 4,0 kg de etino e de 5,0 kg de oxigénio utilizados na


soldadura de metais.

2.1 (8p) Da combustão completa de uma garrafa de etino formam-se


(A) 13,52 kg de dióxido de carbono e 5,54 kg de água.
(B) 6,76 kg de dióxido de carbono e 5,54 kg de água.
(C) 13,52 kg de dióxido de carbono e 2,77 kg de água.
(D) 6,76 kg de dióxido de carbono e 2,77 kg de água.

Editável e fotocopiável © Texto | Novo 11Q 1


2.2 (16p) Considere que um técnico de soldadura utiliza os gases das garrafas, comercializadas
pela referida empresa, exclusivamente para a combustão do etino e que todo o conteúdo
das garrafas pode ser consumido. Conclua, justificando, qual das garrafas ficará vazia em
primeiro lugar.
Apresente todos os cálculos que permitam validar a conclusão estabelecida.

3. (16p) Considere que se fez reagir, com excesso de água, uma amostra impura de 55 g de carbeto
de cálcio (𝑀 = 64,10 g/mol) contendo 10% de impurezas, tendo-se obtido 10,0 dm3 de etino,
em condições normais de pressão e de temperatura (PTN).
Determine o rendimento da reação de síntese do etino realizada.
Apresente todas as etapas de resolução.

4. (8p) Da desidrogenação de 1,75 × 1024 moléculas de etano, obtém-se


(A) 1,75 × 1024 átomos de hidrogénio.
(B) 3,50 × 1024 moléculas de etino.
(C) 2,91 mol de moléculas de hidrogénio.
(D) 2,91 mol de etino.

5. (8p) Tendo em conta os princípios da química verde, pode afirmar-se que a economia atómica do
processo I é
(A) 3,3 vezes inferior à do processo II.
(B) 3,3 vezes superior à do processo II.
(C) 2,7 vezes inferior à do processo II.
(D) 2,7 vezes superior à do processo II.

Grupo II

O nitrato de amónio, NH4 NO3, é um sal utilizado em larga escala pelo setor agrícola como
fertilizante nitrogenado.
Este sal pode ser produzido a partir da reação química entre o amoníaco e o ácido nítrico, tal como
se traduz na seguinte equação química:

NH3 (aq) + HNO3 (aq) ⟶ NH4 NO3 (aq)

1. A 15,0 cm3 de uma solução aquosa de ácido nítrico, HNO3 (aq), de concentração
2,12 × 10−2 mol dm−3, adicionaram-se 25,0 mL de uma solução aquosa de amoníaco,
NH3 (aq), contendo 2,00 × 10−4 mol.

1.1 (12p) Indique o reagente em excesso e determine a quantidade desse reagente que ficou
por reagir.
2 Editável e fotocopiável © Texto | Novo 11Q
1.2 (12p) Calcule a concentração de nitrato de amónio na solução resultante, admitindo que a
reação acima representada é completa e que não ocorre expansão nem contração do
volume de solução.
Apresente todas as etapas de resolução.

1.3 (8p) A razão entre a massa de nitrato de amónio obtido experimentalmente e a que se
deveria obter é
(A) 1 porque há um reagente em excesso.
(B) 1 porque ocorrem reações secundárias.
(C) inferior a 1 porque ocorrem reações secundárias.
(D) inferior a 1 porque há um reagente em excesso.

2. (12p) Numa outra situação, fizeram-se reagir 50,0 g de uma solução de amoníaco (NH3 ) a
28% 𝑚/𝑚, com excesso de HNO3 . Determine a massa de nitrato de amónio que se poderá
obter considerando que o rendimento da reação é 100%.

Grupo III

Os óxidos de nitrogénio, NOx , são compostos nocivos para a saúde humana e para o ambiente
quando libertados para a atmosfera. Um desses compostos é o monóxido de nitrogénio, NO, que
contribui para a formação da chuva ácida e para a destruição da camada de ozono.
Este composto forma-se, a altas temperaturas, a partir da reação entre o nitrogénio e o oxigénio
atmosféricos, de acordo com a seguinte equação química:

N2 (g) + O2 (g) ⇌ 2 NO (g) ∆𝐻 > 0

Tal como esquematizado de seguida, em 5 reatores distintos, foram introduzidos, à temperatura


de 2500 K, determinadas quantidades de N2 e de O2 que alcançaram o equilíbrio com as
concentrações indicadas abaixo.

Reator 1 Reator 2 Reator 3 Reator 4 Reator 5


1,0 L 1,0 L 1,0 L 1,0 L 1,0 L
−3 −3 −3 −3 −3
ceq mol dm ceq mol dm ceq mol dm ceq mol dm ceq mol dm
O2 1,0 O2 1,0 O2 1,0 O2 1,0 O2 1,0
N2 0,50 N2 0,60 N2 0,70 N2 0,80 N2 0,90
NO ? NO ? NO ? NO ? NO ?

No gráfico seguinte estão registados os valores da concentração de NO e de N2 presentes nos


diferentes reatores após se atingir o equilíbrio químico.

Editável e fotocopiável © Texto | Novo 11Q 3


1. (8p) Escreva a expressão da constante de equilíbrio, 𝐾c .

2. (8p) Determine a constante de equilíbrio para esta reação a partir do declive da reta de ajuste
apresentada no gráfico.

3. (12p) Conclua, justificando, qual é o efeito na quantidade de O2 (g) provocado por uma
diminuição da temperatura do sistema.

4. (8p) Quando se provoca um aumento da pressão do sistema em equilíbrio, a temperatura


constante,
(A) a formação de NO é favorecida.
(B) a decomposição de NO é favorecida.
(C) o consumo de N2 e de O2 é favorecido.
(D) o equilíbrio não sofre alteração.

5. (8p) O gráfico seguinte evidencia um estado de


equilíbrio de um sistema reacional anterior sobre o
qual foi efetuada uma perturbação que levou ao
estabelecimento de um novo equilíbrio químico.
Selecione a opção que identifica, corretamente,
as espécies intervenientes neste equilíbrio.
(A) I − NO (g); II − O2 (g); III − N2 (g).
(B) I − O2 (g); II − N2 (g); III − NO (g).
(C) I − O2 (g); II − NO (g); III − N2 (g).
(D) I − NO (g); II − N2 (g); III − O2 (g).

4 Editável e fotocopiável © Texto | Novo 11Q


Grupo IV

O ácido acetilsalicílico é uma substância com propriedades analgésicas e anti-inflamatórias que é


utilizada como componente ativo em muitos medicamentos.
A síntese do ácido acetilsalicílico (C9 H8 O4 ) pode ser realizada a partir da reação entre o ácido
salicílico (C7 H6 O3 , 𝑀 = 138,13 g/mol) e o anidrido acético (C4 H6 O3 ) sendo representada pela
equação química:
C7 H6 O3 (s) + C4 H6 O3 (ℓ) ⇌ C9 H8 O4 (s) + CH3 COOH (ℓ)
Numa síntese de ácido acetilsalicílico utilizaram-se 5,000 g de reagente sólido e 10,00 mL de
reagente líquido. O ácido acetilsalicílico é bastante solúvel em água quente e em etanol e cada
mole desta substância possui uma massa de 180,17 g. A quantidade de matéria de anidrido acético
por unidade de volume dessa substância é 1,06 × 10−2 mol/mL.
Os resultados experimentais obtidos foram:

Massa do papel de filtro / Massa do papel de filtro com cristais secos


g (± 0,001 g) de ácido acetilsalicílico / g (± 0,001 g)
0,392 4,901

1. (8p) Para medir o volume do reagente líquido, deve utilizar-se uma


(A) pipeta graduada de 10,00 mL.
(B) bureta de 10,00 mL.
(C) proveta de 10,00 mL.
(D) gobelé de 10 mL.

2. (12p) Conclua, justificando, qual é o reagente limitante.

3. (12p) Determine, em percentagem, o rendimento da síntese.

4. (8p) Para facilitar a cristalização dos cristais de ácido acetilsalicílico, deve-se

(A) adicionar água quente à mistura. (C) colocar a mistura num banho de gelo.
(B) adicionar etanol à mistura (D) colocar a mistura em ebulição.

5. (8p) Análises realizadas à amostra de ácido acetilsalicílico obtido na síntese revelaram a presença
de 0,25 g de ácido salicílico.
Considera-se que há contaminação quando a percentagem em massa de ácido salicílico na
amostra ultrapassa 0,15%. A amostra de ácido acetilsalicílico analisada
(A) não está contaminada e o seu grau de pureza é 5,5%.
(B) não está contaminada e o seu grau de pureza é 94,5%.
(C) está contaminada e o seu grau de pureza é 5,5%.
(D) está contaminada e o seu grau de pureza é 94,5%.

Editável e fotocopiável © Texto | Novo 11Q 5