Você está na página 1de 113

Limpeza de Terreno Biológico

Prof.ª Damaris Olivia Russo Silva


CONDUTAS

• Terapêuta não prescreve e sim recomenda.


• Terapêuta não tem receituário e sim bloco de recomendação.
• Terapêuta não pede exames de sangue ou imagem.
• Terapêuta não tem consultório e sim espaço terapêutico.
• Terapêuta precisa respeitar as outras áreas.
• Terapêuta não é medico e não pode ser chamado de Doutor a
não ser que tenha Doutorado.
• Terapêuta não pode prometer cura.
• Terapêuta não pode ter em seu espaço terapêutico, produtos,
florais etc , para venda. Isso é invadir outras áreas.
TUDO QUE É NATURAL É
SAUDÁVEL?
• Ah, se é natural, deve ser saudável.” Quantas vezes você já não ouviu
essa frase? Seja diante de um chá que alguém indicou, de uma planta
desconhecida vendida na rua ou de uma cápsula de um fitoterápico novo, a
reação da maioria das pessoas é achar que, se for natural, não trará
nenhum prejuízo à saúde e, de quebra, poderá trazer algum tipo de
benefício.
• Puro engano. Antes de tudo, qualquer que seja o produto, é importante
conhecer sua origem, seu modo de fabricação e se informar sobre os
estudos feitos até o momento sobre ele. Às vezes uma planta é muito
indicada para determinada situação, mas a fórmula que a pessoa está
usando não tem a quantidade ou a concentração adequadas.
• Outras vezes, suplementos de produtos naturais apresentam efeitos que,
em excesso, podem ser perigoso
TUDO QUE É NATURAL É
SAUDÁVEL ?

• Além disso, outro alerta importante é que a ingestão de suplementos dietéticos,


fitoterápicos e vitaminas pode afetar negativamente a eficácia de um medicamento
convencional, interferindo no desempenho deste no organismo ou potencializando
efeitos indesejáveis.
• A conhecida erva-de-são joão , que alguns pacientes com câncer utilizam para a
depressão, pode alterar o efeito de certas drogas anticâncer, impedindo o resultado
esperado do medicamento.
• A kava kava, conhecida planta usada no controle do estresse e da ansiedade, pode
atrapalhar o funcionamento do fígado.
• Altas doses de vitamina C podem prejudicar o desempenho da quimioterapia e da
radioterapia. Grandes doses de vitaminas não são seguras nem mesmo para pessoas
saudáveis.
TUDO QUE É NATURAL É
SAUDÁVEL?

• Ao contrário do que imaginam, esses pacientes podem estar correndo riscos


novamente, repito que produto natural não significa produto seguro.
• O profissional da saúde poderá ajudá-lo também a escolher como e onde
comprar os produtos. No Brasil, não temos padronização adequada dessas
substâncias. A leitura da bula e as informações sobre a parte da planta
utilizada e a concentração do princípio ativo são essenciais para qualquer
pessoa que for consumir fitoterápicos.
• Por fim, quando pensamos no uso de suplementação e fitoterápicos,
precisamos levar em conta que as doses e concentrações são individuais.
Não existe receita de bolo.
TUDO QUE É NATURAL É
SAUDÁVEL?
• É óbvio que vitaminas e suplementos vão ajudar, mas esse efeito
só se sustenta se eles de fato forem incorporados ao autocuidado.
Sem isso, uma grande oportunidade de transformação estará
sendo novamente desperdiçada.
• Prestar atenção !
• •Tenha cuidado com produtos vendidos por pessoas ou
empresas que divulguem a “cura” de forma apelativa.
• •Atenção com produtos ou terapias que não ofereçam
informações específicas sobre como são feitos os tratamentos ou
qual o desempenho de seus produtos.
ALGUMAS DICAS

• Aceite aquilo que você não pode mudar – não deixe que o que você não
pode modificar ou controlar provoque angústia. Enxergue o lado bom das
coisas ruins.
• •Seja realista você não pode fazer tudo. Se você está se sentindo
sobrecarregado de atividades (pessoais, profissionais ou familiares),
aprenda a dizer “não”.
• •Agregue humor à sua vida – o sorriso pode mudar a perspectiva dos
problemas, bem como ajudar a aliviar o desconforto provocado pelo
estresse.
• •Medite – permita-se ficar quieto por quinze a vinte minutos por dia em
silêncio e reflexão. Dedique esse tempo a observar seus pensamentos ou o
que se passa no ambiente. Ouvir música em um ambiente sossegado pode
ser agradável
ALGUMAS DICAS
• Exercite-se – treinar regularmente reduz o estresse e melhora
a saúde. Pratique um exercício que lhe dê prazer: caminhada,
natação, corrida, qualquer atividade que o anime e faça seu
coração pulsar.
• Descubra um passatempo – afaste sua mente das
preocupações fazendo algo prazeroso, como pintura,
jardinagem, leitura e tantas outras opções.
• Planeje – se você sabe de antemão que algo vai contrariá-lo,
evite fazê-lo. Por exemplo, rearranje sua agenda de modo a
evitar a obrigação de dirigir em horários de pico.
• Compartilhe seus sentimentos com alguém de sua confiança.
JÁ SE OLHOU NO ESPELHO HOJE?

• Todos nós já paramos para nos analisar no espelho,


observar a forma do corpo, o desenho dos músculos
e os movimentos que somos capazes de fazer, mas
quase ninguém pensa em como tudo isso funciona
para nos manter vivos e saudáveis.
• É difícil entender que o corpo tem uma capacidade
inata de diagnóstico, organização e regeneração.
Ossos quebrados se consolidam novamente,
cortes são cicatrizados, vírus e bactérias, eliminados
pelas células de defesa
JÁ SE OLHOU NO ESPELHO HOJE?
• Mesmo numa doença grave, cuja cura é um horizonte muito
distante, é possível encontrar formas de ter um cotidiano
melhor, de sentir-se mais disposto, mais equilibrado
emocionalmente, mais em paz com a natureza que é o próprio
corpo.
• O cérebro de quem passa a comer melhor, para de fumar, se
exercita e atinge um equilíbrio emocional recebe mais oxigênio,
e a pessoa pensa com mais clareza, tem mais energia e dorme
melhor. O coração recebe mais sangue e fica mais
forte, podendo começar a reverter problemas coronários. A
pele também fica mais irrigada e ganha menos rugas. A
circulação melhora nos órgãos sexuais, aumentando a potência
Batendo em sua porta
Chegará a hora em que, com alegria, você
recepcionará a si mesmo.
Quando chegar na sua própria porta, no seu
próprio espelho, e ambos sorrirão ao se
cumprimentarem, e você dirá: sente-se aqui.
Coma.
Você amará de novo o estranho que era você.
Sirva vinho. Sirva pão. Entregue de volta seu
coração. Tire da estante as cartas de amor, as
fotografias, os bilhetes desesperados, descole
sua imagem do espelho. Sente-se. Deleite-se
com sua própria vida.

Derek Walcott, Love after love¹


VAMOS REFLETIR?

• De nada adiantam terapias eficientes, profissionais atenciosos, tempo e


recursos financeiros se a cabeça estiver distante do corpo, o corpo distante
das ações e o cotidiano voltado totalmente para o mundo exterior.
• Se você acorda pensando nas atividades que deve realizar durante o dia,
toma banho se lembrando da discussão que teve na tarde anterior, prepara o
café lamentando não poder dormir mais meia hora e dirige até o trabalho
imaginando reuniões, prevendo problemas, fazendo mentalmente a lista do
supermercado, não vivenciou realmente nenhum dos tantos momentos que
compõem o dia.
• Não sentiu a mente despertando, as pernas se alongando ao sair da cama, o
corpo sendo alimentado. Não prestou nenhuma atenção em si mesmo.
VAMOS REFLETIR?

• A todo momento estamos batendo à nossa própria porta – e sendo contemplados


com a possibilidade de abri-la, redescobrindo o estranho que nos tornamos para nós
mesmos.
• Quando nos sentamos com a coluna curvada na cadeira do escritório,
não percebemos o movimento das vértebras. Quando perdemos a paciência,
ficamos irritados e estressados às vezes sem nem saber por quê. Não percebemos
um carinho, não somos capazes de parar para sentir um abraço. Não sabemos que
alimentos nos trazem sensações boas nem quais deles não digerimos bem.
• Por puro desconhecimento, repetimos ações que nos fazem mal e não
incorporamos ao cotidiano práticas que nos são benéficas. Não respeitamos sequer
a sede ou a vontade de ir ao banheiro – tudo fica para depois.
VAMOS REFLETIR?
• Assim, o dia vira uma correria sem fim, um amontoado de
obrigações nas quais o corpo e a cabeça são encarados como
máquinas em função de tarefas que precisam ser realizadas.
• Cuidar-se assim é impossível. Sem saber o que está
acontecendo, o que faz bem e o que faz mal, não podemos
nem mesmo pensar em começar a entender a importância do
autocuidado na manutenção da saúde e na promoção do
bem-estar.
VAMOS REFLETIR?

• Imagine o paciente que passa o dia sofrendo porque sente muita


dor. Ele vive em função dessa dor, compromete suas atividades
por causa dela, deixa de se alimentar, de passear, de dormir as
horas que necessita.
• Ele sente a dor em todo o corpo, sugando-lhe a energia. Porém,
se ele se concentrar, por mais difícil que possa parecer, será
capaz de desanuviar essa sensação, de clarear esse
universo embaçado no qual está enredado.
• Aos poucos, conseguirá localizar a dor no corpo, entenderá de
onde ela vem, como ela chega, como o atinge.
VAMOS REFLETIR?
• Esse mesmo paciente – antes tão comprometido e vítima de
tanto sofrimento sairá de uma posição passiva, que espera
que remédio eliminem seu problema, para focar a atenção e,
consequentemente, o autocuidado.
• Poderá entender suas reações aos tratamentos contra a dor,
escolhendo os que funcionam mais, os que trazem mais
benefícios. Finalmente, colocará em prática a capacidade de
organizar a própria saúde. Aí que entra você Terapêuta!
VAMOS REFLETIR?
• O paciente atento, preparado para o autocuidado, percebe
que, pouco antes de essa dor aparecer, surgem sinais no
corpo – os músculos ficam mais tensos, a visão, um pouco
turva.
• Ligado nesses indícios, ele procura fazer uma
massagem, tenta respirar melhor e relaxar. Percebe que,
quando toma um banho quente logo que chega em casa,
esquecendo os problemas do dia, a dor diminui. Assim, a
pessoa atenta vai percebendo as alterações em seu corpo,
identificando o que faz bem ou não e se cuidando com
constância.
VAMOS REFLETIR?

• Para os índios norte-americanos cherokees, essa divisão entre corpo, mente


e espírito é totalmente incompreensível. Um dos princípios dessa cultura é a
conexão entre todas as coisas – para falar de saúde mental é preciso discutir
a saúde física e espiritual, assim como a saúde da família e da comunidade.
Além de acre- ditar que todos esses elementos estão conectados, eles
creem que a maior parte das doenças é física, emocional e espiritual ao
mesmo tempo.
• Mesmo que o indivíduo consiga se reequilibrar, é preciso curar também o
ambiente no qual ele vive quem está numa família doente adoece; quem
vive numa sociedade doente manifesta os sintomas daquele grupo. A
separação e o individualismo são vistos, por si sós, como falta de cuidado e
fonte de doenças.
POSSÍVEIS SINAIS NA ÍRIS

• Depósitos tóxicos na íris


• Estes elementos apresentam-se como manchas,
pontos, "spots" ou raias em forma de estrelas, bem
delimitados, mais comumente surgem como
manchas escuras, negras ou castanhas de diversos
matizes e sempre superficiais, ou seja, não fazendo
depressão ou aprofundamento nas camadas iridais
(diferentemente das criptas e lagunas que sempre
têm sua base ou fundo abaixo da superfície iridal
DEPÓSITOS TÓXICOS NA ÍRIS

• São de fácil verificação, visíveis geralmente sem


auxílio de lentes; podem surgirem qualquer época da
vida ou no nascimento, quando então ficará
caracterizado o acúmulo tóxico a partir da fase intra-
uterina.
• De uma maneira geral estes sinais aparecem quando
a área orgânica ou o tecido correspondente no mapa
iridológico sofre a deposição de material tóxico
oriundo de alimentos de má qualidade e ou
substâncias quimicas.
DEPÓSITOS TÓXICOS NA ÍRIS

• Uma vez que a função de excreção esteja


prejudicada ou a cargatóxica, - muitas vezes
pequena - é perigosa, nosso organismo lança
mão do isolamento dessas substâncias e a
deposita nos tecidos, geralmente nas células
gordurosas, podendo, no entanto, colocá-Ias
em qualquer parte.
DEPÓSITOS TÓXICOS NA ÍRIS
• Este material acarretará a diminuição da função do tecido ou
órgão provocando alterações; se a carga é pouco tóxica estas
poderão não existir, caso contrário tanto pode haver
normalidade e ausência de disfunção como sérios problemas
de ordem vária.
• Quando o sinal é muito escuro e está sobre um órgão muito
importante sabe-se que a função corre risco, é uma área frágil
que está com seu trabalho celular prejudicado pela presença
de substâncias que atrapalham a respiração, a excreção, as
trocas metabólica se a vitalidade.
DEPÓSITOS TÓXICOS NA ÍRIS
• A origem desse material tóxico estaria principalmente nas
carnes condicionadas (lingüiça, salsicha, presunto, mortadela,
salame, copa, etc.) repletas de antibióticos, conservantes,
corantes sintéticos (sulfito de sódio), produtos estes também
presentes nos enlatados, em alguns queijos e outros
produtos.
• A carne PODE CONTER também repleta de sulfito de sódio,
formol, antibióticos, hormônios (ex.: Dietylobestrol para
engordar o gado), inseticida, etc
DEPÓSITOS TÓXICOS NA ÍRIS
• Alguns grupos entendem que os depósitos tóxicos são determinados
apenas por acúmulos de toxinas derivadas do metabolismo protéico
excessivo (uréia, amônia, ácido úrico, etc.); a verdade é que, dependendo
de muitos fatores como a situação do aparelho excretor(inclusive a pele) e
de elementos hereditários e familiares, muitos tipos de toxinas fixam-se
no organismo humano prejudicando-o em seu trabalho sutil.
• Verificaremos quais os sinais característicos derivados da acumulação
tecidual de drogas inorgânicas e venenos, muitos deles já conhecidos pela
ciência analítica (ex.: anel verde que surge na doença de Wilson devido ao
acúmulo de cobre em várias partes do organismo).
• Tal fato comprova a possibilidade de acúmulos que determinam sinais
iridais característicos.
DEPÓSITOS TÓXICOS NA ÍRIS
• Num tratamento ideal as manchas iridais tendem a diminuir
de tamanho e de intensidade, no entanto, não é fácil fazer
com que desapareçam uma vez quere presentam toxinas
fortemente enraizadas.
• Para terminar, devemos deixar claro que quanto pior o tipo de
toxina acumulada, maior a irritação e a agressão à região de
acúmulo; procura-se assim explicar os casos de câncer em
crianças recém- nascidas ou de tenra idade onde, inclusive,
podemos detectar sinais iridais correspondentes à região de
aparecimento da doença.
DEPÓSITOS TÓXICOS NA ÍRIS

• Se estas crianças não tiveram tempo de tomar


contato direto com agentes cancerígenos ambientais
bem conhecidos(enlatados, açúcar branco, sal
refinado, corantes e aromatizantes sintéticos,
inseticidas, poluição atmosférica industrial
específica, etc.), se não pode ser determinada uma
causa psicológica ou biológica, então a causa é
determinada pela condição herdada e por tudo
aquilo recebido na vida intra-uterina (alimentos,
drogas, remédios, carga psicológica, vibrações,etc.).
DROGAS E PRODUTOS QUÍMICOS
INORGÂNICOS
• Neste capítulo apontaremos algumas das
drogas e produtos inorgânicos que mais
comumente entram em contato com nosso
organismo e os sinais iridais que surgem
devido à sua deposição ou acúmulo em várias
partes dos sistemas; é desnecessário afirmar
que a área iridal onde surgem os sinais
corresponde à região do organismo, segundo
o mapa iridal
DROGAS E PRODUTOS QUÍMICOS
INORGÂNICOS
• Já é conhecido hoje em farmacologia que as drogas possuem
afinidades pelos tecidos; por exemplo, o DDT (inseticida) pelo
tecido gorduroso, o enxofre pela pele, etc.
• Fica fácil entender que o acúmulo ou mesmo a presença de
pequena quantidade de determinado produto químico
estranho ao metabolismo fixa-se em determinada área
quando não é eliminado, o que geralmente acontece.
DROGAS E PRODUTOS QUÍMICOS
INORGÂNICOS
• As modificações iridais secundárias ao
acúmulo tanto podem ser uma modificação da
pigmentação como uma descoloração,
conforme será visto adiante. É importante
saber que a presença de determinadas
substâncias diminui a função do órgão e
produz irritação celular e tissular profunda e
constante, levando ao perigo do câncer e
outros tipos de doenças
DROGAS E PRODUTOS QUÍMICOS
INORGÂNICOS
• Por vezes uma mancha ou spot na íris pode ser a sua única
partenormal, sendo todo o resto resultado de acúmulos ou
alterações. Se o uso de uma determinada droga sintética é
prolongado e há deposição tissular crônica, o sinal iridal
correspondente torna-se cada vez mais escuro, por vezes
negro, embora superficial, conhecido como "spot psórico" ou
"psora", significando a irritação profunda e a desintegração do
tecido com diminuição e perda da função; quando começa a
haverá profundamento deste sinal nas camadas mais
profundas da íris isso pode significar câncer no início.
ÁCIDO ACETIL SALICILICO
• Presente em muitos alimentos industrializados e
bebidas como refrigerantes, enlatados, etc., usado como
conservante em sucos industrializados. Porém a forma mais
comum de consumo é a aspirina e a maioria dos analgésicos
modernos, usado também como antitérmico, anti-trombótico
(enfarte, etc.), em inflamações, reumatismo, etc. No
estômago pode produzir úlceras corrosivas assim que
ingerido, mas, uma vez absorvido tende a fixar-se nos tecidos
intestinais, pele e membranas mucosas. O sinal iridal é uma
mácula cinza esbranquiçada tendendo para cinza "sujo", mais
comumente visto nas partes superiores da íris
ARSÊNICO

• Pode ser ingerido acidentalmente; é encontrado em


"sprays", cosméticos e em alguns alimentos
enlatados como almôndegas, presuntadas, etc. Foi
usado antes para estimulação cardíaca e continua a
ser componente de alguns medicamentos para
distúrbios gástricos e doenças dermatológicas.
• Sua presença é verificada na área circulatória da íris
onde se pode verificar finos dots brancos isolados ou
em grupos no sistema linfático.
• Alcatrão da hulha Produto base para a fabricação de muitos
remédios como anti-térmicos, aspirina, sacarina, vitaminas,
corantes e aromatizantes sintéticos. Fixa-se no cérebro e
tecido nervoso periférico e pode ser verificado por meio de
manchas cinzas de tonalidade metálica escura.

• Bismuto Hoje pouco usado, foi famoso no "tratamento" da


sífilis e ainda faz parte de alguns fortificantes. Fixa-se mais no
aparelho digestivo e pode ser confirmado pela presença de
um círculo irregular acinzentado metálico escuro
• Brometos Usados como sedativos, anti-térmicos e
em recuperação de desgastes nervosos. Pode ser
detectado pela presença de um crescente branco
azulado na área cerebral.
• Enxofre Está presente em muitos medicamentos,
alimentos enlatados, cerveja industrializada e vinhos
como conservante, sais para banhos, águas minerais
naturais sulfuradas, cosméticos, sabonetes e óleos
medicinais. Fixa-se mais nas áreas dos intestinos,
pele e mucosas. Surge na íris como nuvens castanho
escuras e descolorações
• Ergotamina Encontrado em medicamentos que
promovem contração uterina e em antidistônicos.
Acumula-se ordinariamente em órgãos de
regeneração e no estômago. Seu sinal característico
é um"spot" vermelho claro na área uterina e do
estômago.
• Estricnina Usado em alguns medicamentos como
tônico nervoso e estimulante. Acumula-se mais
comumente no estômago, surgindo na íris como um
halo branco que tende ao branco amarelado
circundando total ou parcialmente a pupila
• Ferro Componente de medicamentos tônicos, anti-anêmicos e
em águas minerais ferruginosas. Seus depósitos podem
ocorrer em qualquer parte do organismo, aparecendo na íris
um"spot" castanho escuro mais destacado na íris azul e verde
e visível na íris marrom como uma área mais escura.
• Glicerina A glicerina é usada como solvente ou veículo de
vários medicamentos como xaropes, tônicos, linimentos,
fórmulas vegetais complexas e como supositório de contato
para provocar a descarga intestinal. Comumente fixa-se na
pele, rins e pulmões (por via oral) e apresenta-se nestas
mesmas áreas iridais como grandes nuvens branca.
IODO

Seu uso tópico mais comum é como antisséptico da


pele, sendo assim absorvido em pequena quantidade
por essa via; no entanto a ingestão através de remédios
é mais responsável pela sua acumulação, sendo usado
em medicamentos contra distúrbios glandulares,
xaropes, etc.
Em medicina nuclear é usado em sua forma radioativa
(Iodo 131) para a marcação de células eem grande
concentração como contraste para raio X.
IODO
• O sal refinado também possui iodo soba forma de iodeto de
potássio, que lhe é acrescido devido à perda do iodo natural
orgânico induzido pelo processo industrial. Sabe-se
perfeitamente que o iodo orgânico, além de cumprir o seu
papel biológico não se acumula como o sintético que tem
grande afinidade como fígado, intestinos, rins, estômago,
pulmões e pâncreas, podendo entretanto fixar-se em
qualquer parte.
• Na íris surge nas áreas respectivas à sua presença como
“spots" ou manchas vermelhas pálidas ou vermelho-
amareladas circundadas por bordos brancos ou
esbranquiçados, por vezes descorados
MERCÚRIO
Sua ingestão pode ser acidental devido a águas fluviais
industrialmente poluídas e venenos, porém sua presença como
poluente ambiental cresce rapidamente.
Outras formas encontar o mercúrio são em medicamentos que
contenham sais mercuriais(muito usados antes para tratamento
da sífilis), drogas tópicas contra parasitas, carrapaticidas, além
de desinfetantes, loções, cosméticos, amálgamas dentárias,
pomadas oftálmicas, pastas de dentes, etc. As áreas de afinidade
são os ossos, cérebro e tecido vascular (principalmente o
endotélio).
Na íris azul aparece como manchas esbranquiçadas ou cinza
prateado e na íris castanha como uma área azulada escura
ÓPIO E COCAÍNA
• O ópio é usado sob a forma de morfina e seus derivados
sintéticos como poderoso analgésico e narcótico e a cocaína
como anestésico local. Ambos produzem dependência física
em viciados e modificações psíquicas importantes. Uma forma
natural de ópio é o fraco elixir paregórico, usado como
antiespasmódico, mas que hoje é dificilmente encontrado nas
farmácias devido aos substitutos sintéticos, apesar de
mantido o mesmo nome.
• A cocaína natural é um pó branco derivado das folhas do
"erytroxilon coca", mas hoje, para se obter tal preparado é
necessário o uso de produtos químicos perigosos.
ÓPIO E COCAÍNA
• Estes dois agentes(ópio e cocaína) possuem a mesma
afinidade tecidual e tendem a fixar-se no sistema nervoso, na
cadeia simpática, nos intestinos e no estômago. Na íris
surgem como linhas brancas ou cinza esbranquiçadas que se
irradiam da pupila circundando-a.
• Em consumidores de cocaína os sinais são mais mesclados
devido à presença de outros ingredientes no pó; se se usasse
a cocaína pura, mesmo que natural, os sinais seriam idênticos
ao acúmulo do ópio natural. Desde que se extraia de uma
planta um princípio ativo, este mostrará efeitos mais potentes
e sinais mais evidentes que a planta usada como um todo
QUININO

• É um alcaloide encontrado em alguns cipós e raízes


(quina), mas hoje é produzido em laboratório e faz
parte de numerosos medicamentos como os anti-
maláricos, tônicos e loções capilares, usado
principalmente como anti-térmico, fortificante e anti-
nevrálgico. Acumula-se em qualquer área, mas
principalmente no trato gastrointestinal. Aparece na
íris como áreas amarelas ou verde-amareladas na
área do estômago e intestinos (Primeira Zona
Menor) ou em toda a íris.
QUININO

• Os sinais iridais em questão podem persistir a vida


inteira; muitos adultos com manchas iridais as
possuem devido à ingestão de drogas ou produtos
sintéticos desde a infância, principalmente quinino e
sulfa.
• Hoje a água de torneira também traz elementos
perigosos capazes de se acumularem, como o cloro,
o sulfato de alumínio, o sulfato de cobre (enxôfre e
cobre), magnésio e mais modernamente o flúor.
• As águas minerais, mesmo naturais, como as
sulfurosas (enxôfre), ferruginosas,
magnesianas, alcalinas (sódio), etc., também
podem produzir modificações na íris, como
pode ser verificado nos habitantes de estações
de água que as consomem desde longos anos;
nestes casos, por serem produtos naturais, o
grau de alteração tecidual é quase nulo e
os sinais desaparecem mais facilmente
• Terebentina
• Sua ingestão é comumente acidental por ser
componente de tintas; é usada nas fábricas de
materiais sintéticos e de pigmentos, por
funcionários ou por artistas e pintores. A
terebentina é usada às vezes como diurético e
antisséptico. Deixa mancha branca na área
genito-urinária e, às vezes, densas nuvens
cinzas
FÓSFORO
Os compostos fosfóricos são usados em medicina comum como
tônicos nervosos, na neurastenia, cansaço, impotência sexual, e
em alguns problemas dermatológicos e pulmonares. Sua
ingestão pode ocorrer ainda em fábricas que lidem com o fósforo
(adubos), ou pelo contato da pele ou pela inalação de inseticidas
organofosforados.
Refere-se também o acúmulo orgânico de fósforo devido ao
consumo de legumes e verduras tratadas com excesso de adubos
que o contenham em sua fórmula. Fixa-se mais comumente em
áreas do diafragma, coração, músculos e ossos, o que provoca o
surgimento de flocos brancos aí ou mesmo em qualquer área
iridal respectiva à deposição.
• Quanto mais desgastados e prejudicados os sistemas
de eliminação como a pele e o sistema de drenagem
linfática, maior o acúmulo e a concentração das
toxinas e produtos inorgânicos; o tratamento mais
eficaz na maioria das doenças é então a limpeza, a
drenagem, a depuração, a desintoxicação e a
renovação biológica integral que devolve às células e
aos tecidos sua função ampla, o que não se consegue
com drogas químicas que, paradoxalmente, ainda
perturbam mais o equilíbrio biológico.
RAIOS SOLARES

• Como pode ser notado, estes sinais, quase sempre


múltiplos, originam-se do trato gastrointestinal;
significam o acúmulo ou presença de material tóxico
indesejável no tubo gastrointestinal espalhando-se a
várias partes do organismo, segundo a direção que
tomam.
• Pode-se saber assim qual órgão está sendo afetado
pela difusão desse material que geralmente provém
de alimentação cárnea excessiva, ovos de granja,
conservas, açúcar branco, produtos confeccionados
com farinha branca,
RAIOS SOLARES

• margarina e fermentos que acabam, todos estes, por


produzir fermentações intestinais perigosas e formar
cargas tóxicas capazes de alcançarem a corrente
sanguínea e depois todo o organismo .
• Frequentemente nota-se também que raios solares
encaminham-se para a região do fígado que assimila
grande parte das toxinas que, quando em grande
quantidade produzem dilatação desse órgão com
prejuízo de sua importante função.
RAIOS SOLARES

• Alguns autores relacionam também a


presença destes sinais com vermes intestinais
que produzem toxinas.
• A verdade é que, desde que existam, é
necessário executar uma limpeza intestinal
sob pena de prejuízos sistêmicos
LIMPEZA DE TERRENO BIOLÓGICO
Dicas Importantes
Comece sempre com doses mínimas e vá aumentando conforme o corpo vai
acostumando com a terapêutica. Teste sempre a dosagem antes de ajustar a
terapêutica.

Respeite sempre a individualidade biológica de cada individuo.

Lembre se de praticar exercícios físicos e ter uma alimentação natural.

Assista a aula antes de começar a Terapêutica!


QUAL MELHOR TRATAMENTO NÃO ADIQUIRI-LÁ!
PARA QUALQUER DOENÇA?
IMUNIDADE
DETOX METAIS DESPARASITAÇÃO
RADIAÇÃO
DETOX MUCOLÍTICO
REPOR FLORA INTESTINAL
POOL DE AMINOACIDOS
NUTRIR

RADIAÇÃO DETOX METAIS

DESPARASITAÇÃO
Primeiro Passo- Subir Imunidade

- Uma semana antes de começar o Detox de Metais precisa


subir imunidade.
- Pode escolher um desses moduladores imunológicos:
- Levedo de cerveja.( 2 a 6 caps DIVIDIDOS 2 x ao dia antes
refeições)
- Agarius Blazei (Cogumelo do Sol)( Betaglucan)( 3 a 6 caps 2 x
ao dia antes das refeições)
- Própolis- Começar com 5 gotas e aumentar gradativamente
ate chegar a 20 gotas de 1 a 2 vezes ao dia
- Clorella de 2 a 6 gr por dia.
Primeiro Passo- Subir
Imunidade
Própolis tem propriedades anti-inflamatórias e
antibióticas, modulador imunológico e ajuda a
acelerar a desintoxicação do organismo.

Além disso, ele ajuda a melhorar a digestão e tem


uma alta concentração de Bioflavonóides que darão
suporte ao Fígado para o Processo de Desintoxicação.
Própolis
• O própolis é uma mistura de pólen, cera e resinas vegetais coletadas pelas
abelhas por meio de suas enzimas salivares. Ele é considerado o melhor
método de defesa da natureza. Sua função original é vedar a entrada e
frestas da colmeia, impedindo a entrada de insetos, bactérias e fungos.
Além disso, serve também para manter a temperatura constante dentro
da "casa das abelhas" e desinfetar o alvéolo onde a rainha irá depositar os
ovos, além de mumificar o invasor que consiga entrar na colmeia.
Atualmente, a substância é muito usada na forma de extrato de própolis,
que traz diversos benefícios à saúde humana, já que se trata de um
antibiótico natural.
• A composição química é formada por diversos itens, mas o que mais tem
chamado atenção são os flavonoides.
Benefícios do Própolis
• Efeito antibacteriano
• Os flavonoides juntamente com alguns tipos de ácidos
também presentes no própolis, causam danos à membrana
ou parede celular das bactérias e abalam sua estrutura e
funcionamento, impedindo sua multiplicação. Apesar de não
ser eficaz contra todos os tipos de bactérias, o extrato de
própolis é utilizado regularmente pela população para evitar
infecções e aliviar sintomas de dor de garganta,
tosse, gastrite, intoxicação alimentar, problemas na gengiva
e aftas, assim como prevenir placa bacteriana e mau hálito.
Benefícios do Própolis

• Efeito antiprotozoário
• O própolis impediu o crescimento de culturas do Trichomonas
vaginalis, (causador da DST Tricomoníase) e também se
mostrou efetivo no combate à giárdia (parasita do sistema
digestivo humano que causa inflamação no intestino),
Toxoplasma gondii (causador da Toxoplasmose) e
Trypanosoma cruzi (causador da Doença de Chagas).
Benefícios do Própolis
• Efeito antifúngico
• O própolis, combinado com drogas antimicóticas, pode ser eficaz contra
alguns tipos de fungos. Um exemplo do seu potencial é sua ação contra
Tricophyton e Microsporum (causadores de manchas na pele) em
combinação com o líquido propilenoglicol.
• Efeito cicatrizante: Os flavonoides são também os responsáveis por essa
propriedade do própolis. O efeito cicatrizante do própolis, também
presente no extrato de própolis, está ligado a outros de seus benefícios,
como a ação antioxidante, que ao retirar os radicais livres permite a
regeneração de células e tecidos, e o poder anti-inflamatório do própolis,
que promove por si só uma cicatrização do local. Por muito tempo, o
própolis foi usado em sua forma bruta em guerras, sendo passado
diretamente em cima dos ferimentos dos soldados
Benefícios do Própolis
• Efeito anti-inflamatório
• O flavonoide chamado galangina impede a formação de
enzimas que causam reações responsáveis por sintomas de
inflamação e dor em humanos. Além disso, o própolis
estimula a imunidade celular e incentiva a atividade de
destruição de corpos estranhos (atividade fagocítica).
Benefícios do Própolis
• Efeito antioxidante
• A presença de radicais livres nas células, resultantes de reações de
oxidação, podem causar morte celular precoce. Isso faz com que várias
doenças possam ser desenvolvidas, como cardiovasculares, reumáticas,
neurológicas, diabetes e envelhecimento precoce. Os flavonoides
presentes no própolis conseguem eliminar do nosso corpo esses radicais
livres em excesso.
Benefícios do Própolis

• Efeito antineoplásico
• Estudos indicam eficácia dos flavonoides do própolis no combate à substância dioxina,
produzida na degradação de produtos que contêm cloro (como plásticos e herbicidas).
• A dioxina é absorvida pelos humanos através da cadeia alimentar, já que está presente na
água, em vegetais e, consequentemente, em animais dos quais nos alimentamos, e
promove a formação de substâncias cancerígenas. Além disso, outros diversos compostos
do própolis têm sido isolados e usados em estudos que buscam impedir o crescimento de
tumores
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pub
med/27717933
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pub
med/32223047
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pub
med/18222501
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pub
med/14551169
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pub
med/30697106
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pub
med/17084001
https://www.sciencedirect.com/scienc
e/article/pii/S0033062020300372?via
%3Dihub
https://www.sciencedirect.com/scienc
e/article/pii/S0033062020300372?via
%3Dihub
https://www.sciencedirect.com/scienc
e/article/pii/S0033062020300372?via
%3Dihub
https://www.sciencedirect.com/scienc
e/article/pii/S0033062020300372?via
%3Dihub
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pub
med/28825174
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pub
med/32009489
Segundo Passo: Detox de Metais

Argila verde ( . Detox de Heel ( Nux


própria para
Tintura de Coentro, Vomica, Berberis e
consumo interno) , 1
tomar dose mínima e ir Lymphomyosot)
col rasa de café em
ajustando conforme pegue uma garrafa de
Zeólita, 1 col de café água, misturar e
necessidade, comece vidro de 1 litro ,
em agua( em jejum, deixar repousar por no
com 1 gota 3 x ao dia encher com agua e
Chlorella , tomar de 3 mas longe de mínimo 3 horas, ou da
antes das refeições, e pingue 5 gotas de
a10 pastilhas ( 200mg remédios, pois a noite para o dia.
depois vá aumentando cada e deixe repousar
cada)2 x ao dia antes Zeolita pode anular Tomar somente o
até chegar 10 gotas. por no mínimo 3
das refeições. Dose seu efeito). liquido e desprezar a
horas, se necessário
máxima 2 a 4 gr dia “Pode fazer o chá ou argila que ficar no
pode ir aumentando
suco de coentro” fundo do copo. Tomar
ate chegar em 30
longe de
Spirulina, tomar de 2 gotas de cada um.
medicamentos.
a 4 caps 2 x ao dia.
Tintura de Coentro
Cuidado: Apenas alguns segundos depois de ingerir a tintura de coentro você
pode espirar mercúrio. Para não se pôr em perigo e outros, assegure uma boa
ventilação!

Importante! Durante a fase de desintoxicação com tintura de coentro precisa ter


cuidado com a vitamina C. A vitamina C e outros antioxidantes, como o selênio,
inibem o efeito mobilizador do coentro.

Consequentemente, é importante que os níveis de vitamina C no sangue sejam


baixos durante a ingestão. Como o coentro se mobiliza apenas por um curto
período, não há problemas de ingerir a vitamina C algumas horas depois.

Você deve ter uma evacuação intestinal pelo menos uma vez por dia, melhor
duas vezes por dia. Procure por alimentos ricos em fibras e ricos em proteínas
e uma boa hidratação de pelo menos 30ml de água por quilo de peso corporal
por dia.
Segundo Passo: Detox de Metais

Níveis elevados de Vitamina C e Cálcio são excelentes para drenagem


de alumínio.

Durante a fase da desintoxicação com a tintura de coentro, no


entanto, lembre se de tomar a vitamina C só após um intervalo de no
mínimo 3 horas.

O Selênio se for testado por kinesiologia ou bioressonância para


verificar a compatibilidade. Em geral, o selênio é considerado um
importante oligoelemento para a remoção de metais pesados, mas
deve ser testado individualmente.
Segundo Passo: Detox de Metais

A clorella , a Spirulina,o levedo ou Agarius você pode tomar até


4 meses direto, depois de uma pausa de 15 dias. E teste antes
de recomeçar

Alimentos ricos em aminoácidos que contêm enxofre tais como


Cisteína e N-Acetilcisteína (por exemplo, algas de Spirulina). Os
aminoácidos que contêm enxofre são importantes para o
transporte dos metais pesados para fora do sistema
Segundo Passo: Detox de Metais

O Zinco em caso de deficiência de zinco (é muito frequente na presença


de metais pesados); No entanto, se há deficiência de cobre também,
nenhum zinco deve ser administrado!

O zinco causa a excreção de cobre e pode levar à deficiência de cobre


(muitas vezes em mulheres anêmicas).

Os metais pesados são mais reativos (tóxicos) em um ambiente ácido.


Uma alimentação equilibrada, rica em frutas, vegetais e saladas, bem
como água pura. Também o bicarbonato de sódio, o suco de limão e o
magnésio ajudam muito a aumentar o PH do corpo
Segundo Passo: Detox Metais
Tinturas Fitoterápica e Infusões ( chás ) são ricos em fito químicos e antioxidantes que melhoram a
circulação e ajudam na desintoxicação do organismo, sendo os Chás ,capsulas ou Tinturas de:

Dente de leão,

Cardo-mariano

Hortelã

Alecrim

Guaçatonga

- No entanto, é importante lembrar que a recomendação é tomar apenas 10 a 20 gotas de Tintura


Fitoterápica 2 x ao dia, ou 2 a 3 xícaras de chá / dia .
Terceiro Passo: Detox Parasitário

• Tintura de Romã, tomar 5gotas 2 x ao dia e vá aumentando até chegar 10 gotas


2 x ao dia. Ou chá de romã 2 xic por dia por 15 dias.
• Parasitas como Taenia Saginatta e Taenia Sollium. Comece na virada da Lua
Cheia e vá ate o final da Lua Nova.
• Chá de Artemísia (1 col de sopa de folhas de artemísia ;1 litro de água fervente,
Adicionar as folhas na água fervente e repousar por 5 minutos. Coar e tomar
quando estiver morno 3 vezes ao dia.
• Semente de mamão batido com água, água de coco ou kefir.
• Chá de mastruz ou erva Santa Maria 250 ml de água fervente;1 colher de café
de folhas e sementes. Adicionar a planta à água fervente e depois deixar
repousar por 10 minutos. Coar quando estiver morno e beber a seguir.
DETOX PARASITÁRIO
• Sementes de Erva-doce, Uma decocção de sementes de erva-
doce tem ação vermífuga (1 colher de sopa de sementes de
erva-doce para 1 litro de água, ferva por 10 minutos, abafe e
deixe repousar por 30 minutos, tome um copo a cada 8 horas)
• Cravo-da-índia, Tome diariamente,300 ml de agua fervente
para ,1 colher café rasa de cravo em pó(bater o cravo e usar )
durante 15 dias.
• Chá de mastruz ou erva Santa Maria 250 ml de água
fervente;1 colher de café de folhas e sementes. Adicionar a
planta à água fervente e depois deixar repousar por 10
minutos. Coar quando estiver morno e beber a seguir.
TERCEIRO PASSO : Detox
Parasitário
• Leite aromatizado com hortelã e mel, coloque 300 ml leite na
panela, acrescente 4 galhos de hortelã, 10 folhas e 1 col de sopa de
mel. Deixe ferver, espere amornar e beba em jejum, e repita depois
de 7 dias.

• Pode mandar fazer:


• Tintura de hortelã pimenta ,Tintura de losna (artemisia),Tintura de
melão de são caetano.
• Tomar 5 gotas do composto 10 min antes do almoço e jantar e vá
aumentando podendo chegar a 20 gotas.
• Você pode também fazer o chá das plantas e tomar 50 ml. Antes
das refeições . Para o chá , ferva 300 ml de agua e acrescente 1
pitada de cada erva, deixa repousar por 10 minutos, coe e beba
frio.
Terceiro Passo: Detox Parasitário

Para manutenção e prevenção, o consumo de óleo


de coco, semente de abóbora, aloe vera, própolis,
semente de mamão, gengibre, raiz de genciana,
abacaxi, hortelã, cápsulas de alho ou orégano e
Ornitina.
Plantas como Artemísia, Berberis, são muito eficazes
na luta contra os parasitas.
Terceiro Passo: Detox Mucolítico
Tintura Mãe de Jatobá, Óleo de Rícino, Óleo de Copaíba, Óleo essencial de
Menta Piperita 50ml (dose única). Ou uso somente o óleo de ricino ( 1 col de
sopa)

Agitar bem o frasco e misturar o conteúdo total ao suco de 2 limões, ingerindo


o conteúdo na sua totalidade.

Ate às 14 horas ingerir apenas frutas e legumes; Das 14:00 as 18:00 apenas
água de coco.

As 18:00 ingerir o conteúdo da preparação (Detox Mucolítico + suco de 2


limões), ingerir somente água e permanecer em casa; No dia seguinte ingerir
alimentos leves
Pra que Serve Detox Mucolítico?
• Depois da Desparasitação, pode ficar vestígios de toxinas, e a limpeza
do intestino é importante.

• Se não encontrar todos os componentes da terapêutica mucolíta, pode


tomar 1 col de café de óleo de rícino de acordo com a terapêutica do
Slide anterior.
Refazer Muco Intestinal pós
Desparasitação
- Com a desparasitação acabamos com a flora
intestinal, então depois que terminou a terapêutica,
precisa repor com lactobacilos com:

-Kefir

- Pool de lactobacilos do grupo bifidumbacterias.


Suporte estomacal, renal e leve efeito
vermífugo

Tintura de Guaçatonga, Tintura de Coentro,


Tintura de Alecrim e Tintura de Jatobá, óleo de
orégano.........1 frasco

Tomar 20 gotas antes das refeições 2 x ao dia por


ate 60 dias.
POOL De Aminoácidos

L Leucina 1.964 ; L Valina 1.657 g ;


POOL DE AMINOÁCIDOS Isoleucina 1.483 g; L Lisina 1.429 g;
Fenilalanina 1.289 g; L Treonina 1.111 g ; L
ESSÊNCIAIS Metionina 0.699 g; L Triptofano 0.368.
Tomar 1 colher de sopa ao dia.
Detox 1.

• Tintura de Coentro
• Tintura de orégano ou óleo de orégano.
• Tintura de romã ou chá
• Levedo de cerveja.
• Detox Mucolítico
• Lactobacillus ( depois que terminou
desparasitação)
• Pool de Aminoácidos.
Detox 2

• Chlorella
• Levedo de Cerveja
• Chá de Coentro
• Tintura de Romã
• Detox Mucolítico
• Pool Lactobacilos ( depois da desparasitação)
• Pool Aminoácidos
Detox 3

• Própolis
• Zeólita
• Chá de alecrim e hortelã antes das refeições
• Tintura de Nogueira Negra
• Detox Mucolítico
• Pool de Lactobacilos( depois da
desparasitação)
• Pool de Aminoácidos
Detox 4

• Chlorella
• Levedo de cerveja
• Tintura de romã
• Cardo Mariano 70 a 140 mg 2 x dia após as
refeições.
• Detox Mucolítico
• Pool de lactobacilos
• Pool de Aminoácidos
DETOX 5

• Betaglucana ou Agarius Blazei


• Spirulina
• Chá de artemisia
• Detox mucolítico
• Pool de Lactobacilus
• Pool de Aminoácidos.
PARA NEUTRALIZAR POLUIÇÃO
ELETRO MAGNÉTICA.
• Colocar cactos e suculentas do lado dos
aparelhos eletrônicos, em janela e portas .

• Pode usar Semente de Aguaí nas portas e


janelas de casa ( lado de fora)
• SILICEA 200CH 5 GOTAS 1 X AO DIA POR ATÉ 4
SEMANAS.
Parasitas e Hemograma

Quando (Leucograma) os Eosinófilos estiverem a partir


de 3% ou mais, ou acima de 500 /mm3 ,pode ser
parasitose, alergia ou hipersensibilidade alimentar.

Em alguns casos, o parasita pode ser causador de uma


determinada alergia.
Detox Iônico
Contra indicações

• Gravidez
• Doenças Graves
• E alergia a qualquer componente.
•PROJEÇÃO DE
ORGÃOS NA ÍRIS
PROJEÇÃO ORGÃOS NA ÍRIS
LEGENDA
• 1.cérebro • 26. Testículo
• 2. Glândula pineal • 27. Ovário
• 3.Glândula pituitária • 28. Duodeno
• 4.Frontal • 29. Vesícula biliar
• 5. Seio maxilar • 30. Quadril
• 6. Amygdala • 31. Fígado
• 7. Mandíbula inferior • 32. Braço
• 8. Traquéia • 33. Costelas
• 9. glândula tireóide • 34. Pleura
• 10. Esôfago • 35. Cólon ascendente
• 11. músculos das costas • 36. Coração
• 12. coluna vertebral • 37. Mama
• 13. Entrada no estômago • 38. Pulmão
• 14. Ileum • 39. Linfonodos axilares
• 15. Próstata • 40. ombro
• 16. bexiga • 41. Orelha
• 17. Útero • 42. Cerebelo
• 18. ânus • 43.Pâncreas
• 19. Piloro • 44. Baço
• 20. Jejuno • 45. virilha
• 21. Rim • 46. cólon transversais
• 22. Perna • 47. Cólon descendente
• 23. Linfonodos inguinais • 48. Estômago
• 24. Apêndice • 49. cólon oleopélvico
• 25.Renal pelvis • 50. Curvatura maior
• • 51. curvatura menor
• 52. Timo
VAMOS COLOCAR EM PRATICA!
CASO CLÍNICO 1
CASO CLÍNICO 2
CASO CLÍNICO 3
CASO CLÍNICO 4
CASO CLÍNICO 5
CASO CLÍNICO 6
CASO CLÍNICO 7
Obrigado a Todos!
REFERÊNCIAS
• Dobbro ERL. A música como terapia complementar no cuidado de mulheres com fibromialgia
[tese]. São Paulo: Escola de Enfermagem, Universidade de São Paulo; 1998.
• Batello CF. Iridologia e Irisdiagnose: o que os olhos podem revelar. São Paulo: Ground;
1999.
• Salles LF. Epidemiologia dos anéis de tensão [monografia]. São Paulo: Instituto Brasileiro de
Estudos Homeopáticos - IBEHE; 2003.
• Fuerst EV, Wolff LV, Weitzel MH. Fundamentos de enfermagem. 5ª ed. Rio de Janeiro:
Interamericana; 1977.
• Salles LF, Silva MJP. Aincidência dos anéis de tensão na íris de pessoas que vivem em São
Paulo. Nursing (São Paulo). 2004;8(81):86-90.
• Reganin EC. A Iridologia como instrumento facilitador no processo de enfermagem. Nursing
(São Paulo). 1999;2(12):8.
• Beringhs L. Vida saudável pela Iridologia. São Paulo: Robe; 1997.
• Denny Johnson The eye reveals;1984