Você está na página 1de 48

Disciplina de Anatomia Clínica

SISTEMA ARTICULAR

Profa Vanessa Almeida Amorin


Ribeirão Preto
2017
TIPOS DE ARTICULAÇÃO

 PODEMOS CLASSIFICAR AS ARTICULAÇÕES DE ACORDO COM A


SUBSTÂNCIA INTERPOSTA ENTRE AS PEÇAS ÓSSEAS E O GRAU DE
MOVIMENTO

1. Articulações fibrosas ou Sinartroses (Imóveis).

2. Articulações Cartilagíneas (Anfiartroses) ou com movimentos


limitados.

3. Articulações Sinoviais (Diartroses) ou articulações de movimentos


amplos.
ARTICULAÇÕES FIBROSAS DO CRÂNIO

 As articulações fibrosas incluem todas as articulações onde as


superfícies dos ossos estão quase em contato direto, como nas
articulações entre os ossos do crânio (exceto a ATM).

 Há três tipos de articulações fibrosas: SUTURAS

SINDESMOSES

GONFOSES

O TECIDO INTERPOSTO ENTRE OS OSSOS É FIBROSO E POR


ISSO ELAS SÃO IMÓVEIS
SUTURAS
Junturas fibrosas

• As suturas, que são encontradas somente entre os ossos do crânio, são


formadas por várias camadas fibrosas, sendo a união suficientemente íntima
de modo a limitar intensamente os movimentos, embora confiram uma certa
elasticidade ao crânio

• A maneira pela qual as bordas dos ossos articulados entram em contato é


variável, reconhecendo-se suturas planas (união linear retilínea ou
aproximadamente retilínea), suturas escamosas (união em bisel) e suturas
serráteis (união em linha “denteada”)

• No crânio, a articulação entre os ossos nasais é uma sutura plana; entre os


parietais, sutura denteada; entre o parietal e o temporal, é escamosa
FIBROSAS: SUTURA
• Ocorrem somente entre os ossos da cabeça.
SUTURAS
Junturas fibrosas

**maioria
ARTICULAÇÃO
TEMPOROMANDIBULAR (ATM)
Lembrando....
• O que é articulação sinovial?
• Liberdade de movimento
• Envolvidas por cápsulas articulares
que contém líquido sinovial.
• A membrana sinovial produz a
sinóvia.
• Enquanto o disco articular divide
uma cavidade articular
completamente, o menisco só a
divide parcialmente. Têm a função de
orientar e melhorar o contato das
superfícies articulares
• Ligamentos
Articulação
temporomandibular
ARTICULAÇÃO ATLANTOCCIPITAL
• Entre o atlas e os côndilos occipitais
Articulações do tórax
• Nas articulações cartilagíneas a mobilidade é
reduzida, e o elemento que se interpõe entre
as peças que se articulam é a cartilagem.

Sínfise Sincondroses
Cartilagem Cartilagem
fibrosa hialina
SINCONDROSES DO TÓRAX
Muitas sincondroses são articulações temporárias, com a
cartilagem sendo substituída por osso com o passar do tempo. As
articulações entre as dez primeiras costelas e as cartilagens costais
são sincondroses permanentes.
ARTICULAÇÕES COSTOVERTEBRAIS
Uma costela típica se articula com a coluna
vertebral através de duas articulações: a articulação da
cabeça da costela e a articulação costotransversária
(ambas articulações sinoviais):

1. Articulação da cabeça da costela: a cabeça da


costela típica se articula com as fóveas costais das
vértebras torácicas
2. Articulação costotransversária: o tubérculo de uma
costela típica com o processo transverso da
vértebra de mesmo número.
ARTICULAÇÕES ESTERNOCOSTAIS

• 1ª costela: articulação
cartilaginosa hialina
(sincondrose), pouco
movimento ou nenhum.
• 2-7ª costela: articulação
sinovial plana, ligamentos
esternocostais,
movimento de
deslizamento- respiração
• As cápsulas articulares
são fracas e reforçadas
pelos ligamentos.
ARTICULAÇÃO COSTOCONDRAIS
ARTICULAÇÃO
INTERCONDRAIS
*ARTICULAÇÃO SINOVIAL
ARTICULAÇÕES DA COLUNA
VERTEBRAL
Entre os corpos vertebrais há um pequeno movimento de deslizamento de
um corpo vertebral sobre o outro através do disco intervertebral (sínfise
intervertebral)

• PROJETADA PARA SUPORTAR


O PESO

• DISCO INTERVERTEBRAL
FIBROCARTILAGIONOSO
HÉRNIA DE DISCO
Hérnia de disco é a projeção da parte central do disco intervertebral (o
núcleo pulposo) para além de seus limites normais (a parte externa do disco,
o ânulo fibroso). Ocorre geralmente póstero-lateralmente, em virtude da falta
de ligamentos que sustentem o disco nessa região.
A cartilagem pode ser lesada, comprimindo raízes nervosas. Em qualquer
local da coluna vertebral pode haver herniação discal.
ARTICULAÇÃO ATLANTOAXIAL
ARTICULAÇÃO ZIGOAPOFISIAIS

As articulações zigoapofisárias
são articulações sinoviais que
estão entre os processos
articulares inferiores de uma
vértebra superior e os
articulares superiores de uma
vértebra inferior.
Sua função principal é
proporcionar estabilidade
rotacional.
ARTICULAÇÃO LOMBOSSACRAL

É uma anfiartrose
do tipo sínfise
formada por disco
intervertebral
entre seus corpos.
ARTICULAÇÃO SACROCOCCÍGEA

Esta é uma sínfise entre


o ápice do sacro e a
base do cóccix, unidos
por um disco
fibrocartilagíneo.
DOENÇA ARTICULAR DEGENERATIVA

A artrose ou osteoartrite é uma doença articular degenerativa que resulta


do envelhecimento e irritação das articulações. As cartilagens articulares
gradualmente se desgastam e se desintegram. Esporões ossificados são
depositados no osso exposto, causando dor e restringindo os movimentos
dos ossos que se articulam. A osteoartrite compromete mais comumente as
articulações do joelho, quadril e intervertebrais.
Causas: idade, diabetes, obesidade etc
ARTICULAÇÕES DO MEMBRO
SUPERIOR
COMPLEXO ARTICULAR DO OMBRO
O ombro é formado por três articulações:

1 – Esternoclavicular
2 – Acromioclavicular
3 – Glenoumeral
Articulação Esternoclavicular
É uma articulação sinovial selar que
une a clavícula ao manúbrio do
esterno.
Apresenta um disco intra-articular
achatado que se interpõem entre as
superfícies articulares do esterno e
da clavícula.
É o único ponto de união entre o
membro superior e o tronco.
Permite os movimentos de elevação
e depressão do ombro, assim como
diminutos movimentos de
deslizamento do membro superior
no tórax.
Articulação Acromioclavicular

É uma articulação sinovial


plana entre face articular
acromial da clavícula e a
borda medial do acrômio.

Esta articulação permite


apenas movimentos
limitados de deslizamento
da clavícula na escapula
Articulação Glenoumeral
É uma articulação sinovial esferóide que existe entre a cabeça do úmero e a
cavidade glenóide da escapula.
É dotada de amplos movimentos de: rotação, flexão, extensão, adução, abdução e
circundação.
Articulação do Cotovelo
A união entre o úmero e os ossos do antebraço
constitui a articulação do cotovelo. É uma articulação
sinovial do tipo gínglimo (dobradiça) e mista, uma vez
que existem mais de dois ossos se articulando
simultaneamente.

É dividida em três:
1. Articulação umeroulnar
2. Articulação radioumeral
3. Articulação radioulnar proximal
UMEROULNAR
Articulação entre a tróclea do úmero e incisura troclear da ulna

RADIOUMERAL
articulação entre o capítulo do úmero e a fóvea articular da cabeça do rádio
ARTICULAÇÃO RADIOULNAR
Articulação entre a circunferência articular da cabeça do rádio e incisura
radial da ulna
Sindesmose

Sindesmose é nome que se dá ao tipo de articulação fibrosa permeada


por tecido fibroso, como membrana ou ligamento interósseo.
COMPLEXO ARTICULAR DA MÃO

As articulações da mão podem ser


divididas entre as articulações do
punho e articulações dos dedos.
*SINOVIAL
COMPLEXO ARTICULAR DA MÃO
ARTICULAÇÕES DO MEMBRO
INFERIOR
COMPLEXO ARTICULAR DO QUADRIL

• Articulação sacroilíaca: sinovial, tem componentes fibrosos e móveis,


mobilidade limitada
• Articulação sínfise púbica: cartilagínea do tipo sinfise, articulação
semimóvel que une o púbis formando a cintura pélvica.
COMPLEXO ARTICULAR DO QUADRIL

É a articulação existente entre a cabeça do fêmur e a cavidade do acetábulo.


Ela é classificada como sinovial esferóide e permite movimentos amplos em
todos os eixos como rotação, adução, abdução, flexão, extensão e
circundação.
COMPLEXO ARTICULAR DO JOELHO

1. FEMOROTIBIAL:
entre os côndilos
laterais e mediais
do fêmur e da tíbia.

2. FEMOROPATELAR:
entre a face
articular da patela e
o fêmur.

3. TIBIOFIBULAR:
união entre a tíbia
e a fíbula
MENISCO: são cartilagens presentes na articulação tíbiofemoral (região
do joelho), entre os côndilos do fêmur e da tíbia. Os meniscos têm a
função de diminuir o impacto e promover a adaptação (melhorar o
encaixe) entre as faces articulares do fêmur e da tíbia
COMPLEXO ARTICULAR DO PÉ
COMPLEXO ARTICULAR DO PÉ

Tarsometatarsais

Interfalângicas
BURSITE
Bursite é o nome que damos à
inflamação da bursa, também
conhecida como bolsa sinovial, que
é uma pequena bolsa cheia de
líquido que age como um
amortecedor, diminuindo o atrito
entre músculos, tendões e ossos
ao redor das articulações.
Qualquer processo inflamatório
nestes tecidos moles será
percebido frequentemente por
pacientes como dor na articulação
e, equivocadamente como artrite.
SÍNDROME DO TÚNEL DO CARPO
Os sintomas da síndrome do túnel
do carpo são causadas por
compressão (esmagamento) do
nervo mediano no punho.
Qualquer pressão sobre o nervo
mediano pode perturbar os sinais
nervosos, interferindo na
sensibilidade do tato e movimento
das mãos. O nervo mediano pode
se tornar compactado se os
tecidos dentro do túnel estiverem
inchados.
Causas: histórico familiar,
trabalhos manuais, lesões etc.