Você está na página 1de 6

LOMBAR

A região da coluna lombar fica na


parte inferior das costas, logo abaixo da
região torácica. São cinco vértebras que
L1 compõe este segmento e são chamadas
L2 de L1, L2, L3, L4 e L5.
L3 É muito frequente os relatos de dor
L4
vindas desta região. Má postura, não
L5
praticar atividade física regularmente,
carregar peso excessivo, movimentos
bruscos com a coluna, entre outros, são
as principas causas das dores.

Aguda:

Esta dor pode variar entre leve e forte, a sensação de dor, queimação interna
e pontadas são características da dor aguda. Este tipo de problema começa
repentinamente e pode se agravar com o tempo. Esta dor pode permanecer no
indivíduo por até seis semanas. Estes incômodos têm a característica de serem
apendiculares, ou seja que irradiam para os membros, que neste caso, como
estamos falando sobre a lombar, a irradiação será para os membros inferiores,
acometendo uma ou ambas as nádegas, coxa e quadril.
Quando a dor não irradia, chamamos de Axial, que ficam restritas às costas.
Geralmente estas dores aparecem após a realização de alguma atividade física
feita de maneira incorreta ou por ter sofrido algum trauma. As causas das dores
geralmente, podem estar relacionadas a problemas ou lesões nos tecidos,
ligamentos, articulações e cartilagem.
Os primeiros dias são os mais dolorosos, mas se tratado corretamente, em
poucas semanas as dores vão desaparecendo espontaneamente. Neste
momento não é recomendada a prática de atividade física intensa, mas deve-se
permanecer ativo, exercendo uma atividade leve, para que o sangue e os
nutrientes cheguem até a área afetada, inibindo e reduzindo a inflamação. A
aplicação de gelo, no caso da inflamação e de calor se for uma contratura
muscular por exemplo, ajuda mas não tira a causa da dor.
É importante saber que se esta dor não for sanada, ela pode se tornar
crônica.

Os incômodos podem ser mecânicos,


que surgem ou se agravam pelo
movimento; e os espontâneos, que
aparecem do nada, sem causa aparente.
Como por exemplo, durante o sono ou
por conta de uma osteoporose.
VISTA LATERAL
Crônica:

Segundo a OMS (Organização Mundial da


Saúde) mais de 30% da população mundial,
sofre com algum tipo de dor crônica. E esta é
classificada por permanecer no indivíduo por
mais de três meses.
As causas são inúmeras, mas as mais
comuns estão relacionadas às lesões,
doenças, ferimentos e estresse, como a
implantação de neuroestimuladores por
L1 exemplo.
L2
L3 O incômodo interfere em diferentes partes
L4
L5
do corpo, podendo ser sentido como dor óssea,
muscular ou nos nervos. Não é correto conviver
e mascarar a dor, em muitos casos, o
medicamento prescrito pelo médico trata a dor,
LOMBAR

porém nos casos mais graves, a cirurgia é o caminho indicado, que vai das
menos invasivas, até as mais, que exigem a reconstrução parcial ou total da
coluna.
Geralmente, as causas da dor crônica na lombar são decorrentes do
processo degenerativo da coluna, na qual as articulações podem inflamar e
causar a hérnia de disco. A atividade física ajuda muito no combate, porém
quando a causa for genética, essas dores podem aparecer mesmo em quem tem
essa prática regular.
Existe também mais um tipo de dor crônica, conhecida como Iatrogênica, que
acontece após um procedimento cirúrgico, e em geral, são difíceis de tratar e se
faz necessário o uso de medicamentos e de procedimentos cirúrgicos
específicos, como a implantação de neuroestimuladores por exemplo.

Dicas:

Respire melhor, a dor deixa o organismo mais tenso. Respire profundamente e


relaxe. Inclua meditação na sua rotina.

Durma bem, um sono reparador ajuda no controle da dor e na manutenção


do bem-estar. Se acordar muitas vezes durante à noite, tente relaxar um pouco
mais à tarde.
Alongamentos que contribuem para
o alívio das dores na lombar.
Exercícios que ajudam no
fortalecimento da lombar.

VACA GATO

PERDIGUEIRO

PRANCHA

ABDOMINAL NA CADEIRA
Exercícios que ajudam no
fortalecimento da lombar.

ANTEVERSÃO
DE QUADRIL

RETROVERSÃO
DE QUADRIL

Mexa o quadril para frente e para trás - 20x

Faça movimentos circulares com o quadril


15 x para a esquerda e 15 x para direita

Prof.: Luiz Fernando C. Bocato - CREF.: 057163-G/SP


lffitness.com.br - lfpilates@yahoo.com - @lfpilates