Você está na página 1de 2

Marcelino Fenias Manguene, ciência Politica, cadeira de Globalização e

Desenvolvimento

Resenha critica

Referências bibliográficas

Beck, Ulrich. O que é a Globalização? Dimensões, controvérsias e Definições. Carone –


São Paulo: paz e terra, 1999.

Resumo da Obra

De acordo com autor, a globalização é a palavra mais usada e menos definida nos
últimos temos e próximos anos e da maior eficácia política. Este compreende a diversas
dimensões: comunicação, ecológica, económica, cultura, sociedade civil e etc. A
globalização económica (principal) teve seu primórdio do sistema capitalista mundial do
século XVI, do início do colonialismo, outros teve o seu início com fim do câmbio fixo
ou com aqueda do bloco leste etc. portanto, a globalização significa experiencia
cotidiana da acção sem fronteiras nas dimensões supracitadas. Vale sublinhar que não se
trata de um conceito difícil de compreensão, mas ele ataca com violência. Por outra,
globalização significa o assassinato da distância. Não obstante, a neutralização da
mesma, acorrenta consequências. Numa outra vertente, este [termo] significa o
desmanche da unidade nacional, espaços sociais, identidades etc.

Abertura do Horizonte ambiental

As antigas industrias foram domesticas foram destruídas por novas industrias, isto
acontece de forma natural. Pois, com a chegada das novas indústrias, as necessidades
antigamente cabiam a assuntos nacionais passaram adicionar necessidades
internacionais.

Sociologia como poder intelectual ordenador: a teoria do container social

Parte do princípio de que as Sociedades pressupõem uma técnica e [politicamente]


controlado pelo estado. Isto é, sociedades do estado. Baseando nesta teoria, as
sociedades modernas se transformam em sociedades separadas umas as outras. E por
outro lado, as sociedades modernas ‘’são apoliticas’’. Segundo, o espaço interno das
sociedades individuais delimitadas a partir do exterior subdividem-se em dois polos:
identidades colectivas (classes, estamentos etc) e a ‘’orgânica do sistema social
(ordenada por mundo privado da economia, politica, etc). A teoria do sistema mundial
avança que toda acção social é feita em um domínio do sistema de capital transnacional.

Há controversas no tocante a factores que impulsionaram a globalização. O primeiro


grupo defende de uma logica dominante e o outro acredita logicas complexas e
multicausais da globalização.

Crítica da Resenha

Olhando para a obra ela tem conteúdo que pode nos ser uteis a face ao novo mundo
globalizado. Em parte concordo com os resultados da pesquisa aqui apresentadas pelo
autor. Porem, tem alguns elementos como as vantagens e desvantagem de uma forma
sistemática que podem advir da aceitação e na negação. Assumindo que esta maré não é
obrigatório remar no mesmo. Certo que ela ajuda a orientar os indivíduos em qualquer
parte do mundo. Existe nela grandes externalidades politicas no que tange a perca do
comando do estado em relação a sociedade nacional, por conta das sociedades globais.