Você está na página 1de 1

História de África II (século XVI-XVIII)Texto de Apoio sobre a Escravatura em África

elaborado por Mestre em Ciências Política e Estudos Africanos Mouzinho M. L.


Manhalo -UP Montepuez-2011Page 10directamente da África. Isto era apenaso início
de escravos entre a África a América e a Europa, no chamado comércio
internacional.Porém, este período era «como o princípio, o primeiro e o fundamento de
todo o resto, o motor principal da maquina que põe todas as outras rodas em
movimento»2Segundo Lucci, divide o período do tráfico de escravo em quatro fases
distintas, sob ponto de vista de origem geografica e por época da chegada ao Brasil.
Assim, os escravos chegados ao Brasil antes da instituicionalização do tráfico devem ter
vindo da Angola e do Zaire.O primeiro períodoéchamado o ciclo de Guinee inicia na
segunda metade do séculoXVI.Nesteperíodo foram trazidos aoBrasil escravos da costa
africana, que fica relativamente mais próxima ao nordeste brasileiro, costa hoje
localizada na Ingeria, Togo, Ghana Benim, Libéria, Costa de Marfim, Ilhas de Cabo
Verde, São Tome e Príncipe.O segundo períodoé chamado ciclo de Angolae Congo,
abrange o séculoXVII. Nesta época foram trazidos ao Brasil escravos procedentes das
regiões hoje Camarões, Zaire, Gabão eRepublica Centro Africana.O terceiro período e o
chamadociclo da costa da Mina, dos primeiros três quartos do sec. xviii o trafico de
escravos concentrou se nas mesmas regiões do primeiro período especialmente onde
hoje situa se a Nigéria e Benim. O Quarto e últimoperíodo incluem o últimoquarteldo
século XVIII e princípios do séculoXIX, inclusive a época do tráficoilegal. Neste
período os escravos foram trazidos em sua grande maioria do golfo do Benim, hoje nos
países da Nigéria e do Benim.Portanto, a periodização da Historia do trafico de escravos
em África e analisada sob ponto de vista da origem e sob ponto da vista Geográfico

Consequências de tráfico de escravosCertos historiadoreseuropeus, desejosos de reduzir


ao minimo o trabalho de escravos, jogam com os números. Outros sustentam, por
exemplo, que as zonas costeiras em que se exerceu o tráfico negreiro são hoje
precisamente as mais populosas. Nesta óptica KI-Zerbo pergunta, querem eles ininuar
com iso que a escravatura contribuiu, pelo contrário, para reprovar a África? Neste
âmbito iremos analisar a pompa na dimensão histórica em duas perspectivas:
nomeadamente africana e europeia. 1.8.1.Consequências de tráfico de escravos Para
Áfricaa)No âmbito Político/ideologico