Você está na página 1de 28

P1

QUESTÕES PARA:

P1;

SUB.;

EXAME

EXERCÍCIOS

1 - As placas ilustradas em anexo, estão soldadas ao eixo fixo AB; o conjunto


assim constituído, gira com velocidade angular ω = 5 rad/s que cresce à taxa
de 8 rad/s2. No instante ilustrado o ponto C está descendo. O vetor velocidade
angular , expresso em rad/s, é aproximadamente:

A ) 18,6 . i - 7,4 . j

B ) 8,4 . i - 3,3 . j

C ) 4,6 . i - 1,9 . j

D ) 7,0 . i - 2,8 . j

E ) 9,3 . i - 3,7 . j

2 - As placas ilustradas em anexo, estão soldadas ao eixo fixo AB; o conjunto


assim constituído, gira com velocidade angular ω = 5 rad/s que cresce à taxa
de 8 rad/s2. No instante ilustrado o ponto C está descendo. O vetor velocidade
do ponto C, expresso em m/s, é aproximadamente:

A ) -0,7 . i - 1,7 . j

B ) - 0,5 . i - 1,2 . j

C ) - 0,8 . i - 2,1 . j
D ) - 2,8 . i - 7,0 . j

E ) - 1,4 . i - 3,5 . j

3 - As placas ilustradas em anexo, estão soldadas ao eixo fixo AB; o conjunto assim
constituído, gira com velocidade angular ω = 5 rad/s que cresce à taxa de 8 rad/s2. No
instante ilustrado o ponto C está descendo. O vetor aceleração angular , expresso em
rad/s2, é aproximadamente:

A ) 27,9 . i - 11,1 . j

B ) 23,2 . i - 9,3 . j

C ) 2,8 . i - 1,1 . j

D ) 9,3 . i - 3,7 . j

E ) 7,4 . i - 3,0 . j

4 - As placas ilustradas em anexo, estão soldadas ao eixo fixo AB; o conjunto assim
constituído, gira com velocidade angular ω = 5 rad/s que cresce à taxa de 8 rad/s2. No
instante ilustrado o ponto C está descendo. O vetor aceleração do ponto C, expresso em
m/s2, é aproximadamente:

1. A ) - 3,3 . i - 8,1 . j - 225,0 . k


2. B ) - 2,3 . i - 5,8 . j - 56,3 . k
3. C ) - 2,8 . i - 7,0 . j - 81,0 . k
4. D ) - 0,7 . i - 1,9 . j - 6,3 . k
5. E ) - 0,3 . i - 0,7 . j - 100,0 . k

5 - O conjunto ilustrado, é constituído por um disco horizontal soldado a um eixo


fixo vertical, e gira em torno deste. O disco parte do repouso, com aceleração
angular constante 1,0 rad/s2 Um bloco apoia-se no disco e não escorregará até a
aceleração total do mesmo atingir 6,5 m/s2. O bloco dista d = 0,35 m do eixo. A
aceleração do bloco após 1,0 s do início do movimento do disco, em m/s2, é
aproximadamente:
1. A ) 5,2
2. B ) 2,7
3. C ) 1,3
4. D ) 0,9
5. E ) 0,5

6 - O conjunto ilustrado, é constituído por um disco horizontal soldado a um eixo


fixo vertical, e gira em torno deste. O disco parte do repouso, com aceleração
angular constante1,0 rad/s2. Um bloco apoia-se no disco e não escorregará até a
aceleração total do mesmo atingir 6,5 m/s2. O bloco dista d = 0,35 m do eixo. O
instante em que o corpo inicia o escorregamento, em s, é aproximadamente:

1. A ) 28,2
2. B ) 15,8
3. C ) 45,0
4. D ) 4,3
5. E ) 8,7

7 - Um rebolo de esmeril está preso ao eixo de um motor elétrico cuja frequência


nominal é de 1200 rpm. Quando se liga o motor a partir do repouso, o conjunto
alcança esta frequência após 10 s. Girando com a frequência nominal, ao ser
desligado, o motor demora 50 s até parar. Admita que os movimentos sejam
uniformemente variados. O número de revoluções executadas pelo motor após o
desligamento, até parar, é aproximadamente:
1. A ) 1200
2. B ) 3000
3. C ) 200
4. D ) 500
5. E ) 20

8 - Um rebolo de esmeril está preso ao eixo de um motor elétrico cuja frequência


nominal é de 1200 rpm. Quando se liga o motor a partir do repouso, o conjunto
alcança esta frequência após 10 s. Girando com a frequência nominal, ao ser
desligado, o motor demora 50 s até parar. Admita que os movimentos sejam
uniformemente variados. A intensidade da aceleração angular do motor na fase
retardada, em rad/s2, é aproximadamente:

1. A ) 6,5
2. B ) 2,5
3. C ) 5,0
4. D ) 9,0
5. E ) 50,0

9 - No mecanismo ilustrado, as duas engrenagens possuem respectivamente raios R A


= 500 mm e RB = 200 mm. A engrenagem A gira com frequência constante, fA =
600 rpm no sentido horário. A aceleração normal (centrípeta) de um ponto da
engrenagem B, que dista 100 mm de seu centro, em m/s2, é aproximadamente:
1. A ) 5667,0
2. B ) 2467,0
3. C ) 250,0
4. D ) 356,7
5. E ) 12,5

10 - No mecanismo ilustrado, as duas engrenagens possuem respectivamente raios


RA = 600 mm e RB = 200 mm. A engrenagem A gira com frequência constante, fA =
600 rpm no sentido horário. A frequência de rotação da engrenagem B, em rpm, é
aproximadamente:

1. A ) 200
2. B ) 1400
3. C ) 1800
4. D ) 2500
5. E ) 3000

11 - O rotor de um motor elétrico encontra-se inicialmente em repouso. Sabe-se que


após10 minutos, o motor ser ligado, o rotor executou 1600 voltas completas. Admita
que se trate de movimento uniformemente variado. A velocidade angular do rotor,
18 minutos após o motor ter sido ligado, vale aproximadamente, em rad/s:

1. A ) 60
2. B ) 10
3. C ) 5
4. D ) 20
5. E ) 25

12 - O conjunto ilustrado, é constituído por um disco horizontal soldado a um eixo


fixo vertical, e gira em torno deste. O disco parte do repouso, com aceleração
angular constante 4 rad/s2. Um bloco apoia-se no disco e não escorregará até a
aceleração total do mesmo atingir 0,8 m/s2. O bloco dista d = 0,04 m do eixo. No
instante em que o corpo inicia o escorregamento, a frequência de rotação do disco,
em rpm, é aproximadamente:

1. A ) 1,11
2. B ) 1,22
3. C ) 4,44
4. D ) 42,40
5. E ) 46,60

13 - O conjunto ilustrado, é constituído por um disco horizontal soldado a um eixo


fixo vertical, e gira em torno deste. O disco parte do repouso, com aceleração
angular constante 4 rad/s2. Um bloco apoia-se no disco e não escorregará até a
aceleração total do mesmo atingir 0,8 m/s2. O bloco dista d = 0,04 m do eixo. O
instante em que o corpo inicia o escorregamento, em s, é aproximadamente:

1. A ) 1,11
2. B ) 1,22
3. C ) 4,44
4. D ) 42,40
5. E ) 46,60

14 - A polia dupla ilustrada, tem raios R1 = 0,8 m e R2 = 1,5 m, e é acionada através


das massas m1 e m2. Não ocorre escorregamento entre a polia e os fios ligados às
massas. A massa m1, no instante ilustrado (t = 0), está descendo com velocidade v1
= 4 m/s e move-se com aceleração constante a1 = 5 m/s2. No instante t = 3 s, a
velocidade da massa m2, em m/s, é aproximadamente:

1. A ) 24,7
2. B ) 16,7
3. C ) 2,8
4. D ) 10,1
5. E ) 5,7

15 - O rotor de um motor elétrico, apresenta frequência de rotação f = 300


rpm. Quando se desliga o motor, o rotor para após 200 voltas completas. O
movimento é uniformemente retardado. O tempo total do movimento até a
parada, em s, é aproximadamente:

1. A ) 40
2. B ) 80
3. C ) 20
4. D ) 10
5. E ) 200

16 - O rotor de um motor elétrico, apresenta frequência de rotação f = 300


rpm. Quando se desliga o motor, o rotor para após 200 voltas completas. O
movimento é uniformemente retardado. A aceleração angular α em rad/s 2, é
aproximadamente:

1. A ) /8
2. B ) /4
3. C ) /2
4. D ) /5
5. E ) /6

17 - A haste ABCD ilustrada, gira apoiada em duas articulações esféricas


em A e D, no sentido horário, quando a mesma é observada do ponto de
vista da articulação A. A velocidade angular da barra, no instante
considerado, é igual a 16 rad/s, e diminui de forma constante, à razão de 2
rad/s2. O vetor aceleração do ponto B, em m/s2, é aproximadamente:

1. A ) 12,3.i-4,7.j
2. B ) 12,3.i-4,7.j+4,6.k
3. C ) 18,5.i-23,1.j-22,3.k
4. D ) -18,5.i+23,1.j-22,3.k
5. E ) -23,3.i-24,5.j-27,7.k

18 - O rotor de um motor elétrico encontra-se inicialmente em repouso. Sabe-se que,


oito minutos após o motor ser ligado, o rotor executou 1230 voltas completas.
Admita que se trate de movimento uniformemente variado. A aceleração angular do
rotor vale aproximadamente, em radiano por segundo ao quadrado:
1. A ) 0,132
2. B ) 0,567
3. C ) 0,067
4. D ) 0,005
5. E ) 0,045

19 - O rotor de um motor elétrico encontra-se inicialmente em repouso. Sete


minutos após o motor ser ligado, o rotor gira com frequência de 620 rpm. Admita
que se trate de movimento uniformemente variado. O número de voltas executadas
pelo rotor durante os cinco primeiros minutos de operação do motor vale
aproximadamente:

1. A ) 1236
2. B ) 567
3. C ) 1765
4. D ) 1075
5. E ) 123

20 - O rotor de um motor elétrico encontra-se inicialmente em repouso. Sabe-se que,


cinco minutos após o motor ser ligado, o rotor executou 1100 voltas completas. O
movimento é uniformemente variado. A velocidade angular do rotor 15 minutos após o
motor ter sido ligado, vale aproximadamente, em rad/s:
1. A ) 90
2. B ) 138
3. C ) 315
4. D ) 611
5. E ) 150

21 - A haste ABCD ilustrada, gira apoiada em duas articulações esféricas em A e D,


no sentido horário, quando a mesma é observada do ponto de vista da articulação A .
A velocidade angular da barra, no instante considerado, é igual a 15 rad/s, e diminui
de forma constante, à razão de 5 rad/s2; o vetor aceleração do ponto B, em rad/s2, é
aproximadamente:

1. A ) 0,79.i – 0,51.j – 0,34.k


2. B ) 11,87.i – 7,63.j – 5,09.k
3. C ) -3,96.i + 2,54.j – 1,70.k
4. D ) 0,00.i – 1,42.j + 2,14. k
5. E ) -23,55.i – 27,89.j – 17,62.k

22 - A haste ABCD ilustrada, gira apoiada em duas articulações esféricas


em A e D, no sentido horário, quando a mesma é observada do ponto de
vista da articulação A . A velocidade angular da barra, no instante
considerado, é igual a 15 rad/s, e diminui de forma constante, à razão de 5
rad/s2; o vetor velocidade do ponto B, em m/s, é aproximadamente:
1. A ) 0,79.i – 0,51.j – 0,34.k
2. B ) 11,87.i – 7,63.j – 5,09.k
3. C ) -3,96.i + 2,54.j – 1,70.k
4. D ) 0,00.i – 1,42.j + 2,14. k
5. E ) -23,55.i – 27,89.j – 17,62.k

23 - A haste ABCD ilustrada, gira apoiada em duas articulações esféricas em A e D,


no sentido horário, quando a mesma é observada do ponto de vista da articulação A.
A velocidade angular da barra, no instante considerado, é igual a 15 rad/s, e diminui
de forma constante, à razão de 5 rad/s2; o vetor velocidade angular, em rad/s, é
aproximadamente:

1. A ) 0,79.i – 0,51.j – 0,34.k


2. B ) 11,87.i – 7,63.j – 5,09.k
3. C ) 11,87.i – 7,63.j + 5,09.k
4. D ) 0,00.i – 1,42.j + 2,14. k
5. E ) -23,55.i – 27,89.j – 17,62.k

gerado em: 11/26/2017 9:54:28 PM

GABARITO

1-C
2-B
3-E
4-D
5-E
6-D
7-D
8-B
9-B
10 - C
11 - A
12 - D
13 - A
14 - D
15 - B
16 - A
17 - E
18 - C
19 - D
20 - B
21 - D
22 - E
23 - B

P2

QUESTÕES PARA:

P2;

SUB;

EXAME.

EXERCÍCIOS

1 - As engrenagens ilustradas A e B tem respectivamente raios RA = 0,32 m e RB = 0,24


m. A engrenagem A tem eixo fixo e gira no sentido horário com velocidade angular ωA
constante. A haste AB, gira no sentido horário com velocidade angular ωAB = 13 rad/s.
A engrenagem B não gira em torno de si mesma, ou seja, apresenta-se em translação. A
aceleração do ponto de contato entre as engrenagens, e que pertence à engrenagem B,
em m/s2, é aproximadamente:

Formulário:
1. A ) 7,3
2. B ) 13,0
3. C ) 22,8
4. D ) 94,6
5. E ) 165,6

2 - As barras AB, BC e CD, são articuladas entre si conforme ilustrado. A barra


ABgira com velocidade angular constante ωAB = 5 rad/s, no sentido horário. A
velocidade angular da barra CD, em rad/s, é aproximadamente:

Formulário:

1. A ) 1,5
2. B ) 2,5
3. C ) 0,5
4. D ) 3,2
5. E ) 1,6

3 - As engrenagens ilustradas A e B tem respectivamente raios 0,32 m e 0,24 m. A


engrenagem A tem eixo fixo e gira no sentido horário com velocidade angular ωA =
16 rad/s. A haste AB, gira no sentido horário com velocidade angular ωAB = 13
rad/s. A velocidade do ponto B, em m/s, é aproximadamente:
Formulário:

1. A ) 13,0
2. B ) 7,3
3. C ) 16,0
4. D ) 9,0
5. E ) 75,3

4 - As engrenagens ilustradas A e B tem respectivamente raios 0,32 m e 0,24 m. A


engrenagem A tem eixo fixo e gira no sentido horário com velocidade angular ωA = 16
rad/s. A haste AB, gira no sentido horário com velocidade angular ωAB = 13 rad/s. A
velocidade angular da engrenagem B, em rad/s, é aproximadamente:

Formulário:

1. A ) 13,0
2. B ) 7,3
3. C ) 16,0
4. D ) 9,0
5. E ) 75,3
5 - Três engrenagens D, E e F, estão conectadas conforme ilustrado. A engrenagem
D é fixa. A barra ABC gira com velocidade angular ωABC = 30 rad/s, no sentido
horário. As dimensões indicadas estão em m. Para o instante ilustrado, a velocidade
do ponto da engrenagem F, que faz contato com a engrenagem E, em m/s, é

aproximadamente:

Formulário:

1. A ) 961,0
2. B ) 32,5
3. C ) 41,3
4. D ) 71,7
5. E ) 10,0

6 - Três engrenagens D, E e F, estão conectadas conforme ilustrado. A engrenagem


D é fixa. A barra ABC gira com velocidade angular ωABC = 30 rad/s, no sentido
horário. As dimensões indicadas estão em m. Para o instante ilustrado, a aceleração
do ponto da engrenagem F, que faz contato com a engrenagem E, em m/s2, é
aproximadamente:

Formulário:
1. A ) 961,0
2. B ) 32,5
3. C ) 41,3
4. D )71,7
5. E )10,0

7 - No instante ilustrado, a barra AB gira com velocidade angular ωAB = 7 rad/s, no


sentido horário, e aceleração angular nula. O cursor C tem seus movimentos
limitados por haste fixa. Para o instante ilustrado, a velocidade do ponto B, em m/s,
é aproximadamente:

Formulário:

1. A ) 0,1
2. B ) 0,7
3. C ) 7,0
4. D ) 4,9
5. E ) 44,0

8 - No instante ilustrado, a barra AB gira com velocidade angular ωAB = 7 rad/s, no


sentido horário, e aceleração angular nula. O cursor C tem seus movimentos
limitados por haste fixa. Para o instante ilustrado, a aceleração do ponto B, em m/s2,
é aproximadamente:

Formulário:
1. A ) 0,1
2. B ) 0,7
3. C ) 7,0
4. D ) 4,9
5. E ) 44,0

9 - No instante ilustrado, a barra AB gira com velocidade angula ωAB = 7 rad/s, no


sentido horário, e aceleração angular nula. O cursor C tem seus movimentos
limitados por haste fixa. Para o instante ilustrado, a velocidade angular da barra BC,
em rad/s, é aproximadamente:

Formulário:

1. A ) 0,1
2. B ) 0,7
3. C ) 7,0
4. D ) 4,9
5. E ) 44,0

10 - No instante ilustrado, a barra AB gira com velocidade angular ωAB = 7 rad/s, no


sentido horário, e aceleração angular nula. O cursor C tem seus movimentos
limitados por haste fixa. Para o instante ilustrado, a aceleração do ponto C, em m/s2,
é aproximadamente:

Formulário:
1. A ) 0,1
2. B ) 0,7
3. C ) 7,0
4. D ) 4,9
5. E ) 44,0

11 - A barra AB, ilustrada, gira com velocidade angular constante ω = 7 rad/s, no


sentido horário. O cursor C desloca-se sobre barra horizontal fixa, no instante
ilustrado, a velocidade do ponto B, em m/s, é aproximadamente:

1. A ) 3,3
2. B ) 0,7
3. C ) 0,2
4. D ) 4,9
5. E ) 7,0

12 - A barra AB, ilustrada, gira com velocidade angular constante ω = 7 rad/s, no


sentido horário. O cursor C desloca-se sobre barra horizontal fixa, no instante
ilustrado, a aceleração do ponto B, em m/s2, é aproximadamente:

1. A ) 3,3
2. B ) 0,7
3. C ) 0,2
4. D ) 4,9
5. E ) 7,0

13 - A barra AB, ilustrada, gira com velocidade angular constante ω = 7


rad/s, no sentido horário. O cursor C desloca-se sobre barra horizontal fixa,
no instante ilustrado, a velocidade do ponto C, em m/s, é aproximadamente:
1. A ) 3,3
2. B ) 0,7
3. C ) 0,2
4. D ) 4,9
5. E ) 7,0

14 - A barra AB, ilustrada, gira com velocidade angular constante ω = 7


rad/s, no sentido horário. O cursor C desloca-se sobre barra horizontal fixa,
no instante ilustrado, a aceleração do ponto C, em m/s2, é
aproximadamente:

1. A ) 3,3
2. B ) 0,7
3. C ) 0,2
4. D ) 4,9
5. E ) 7,0

15 - As barras AB, BC e CD, são articuladas entre si conforme ilustrado. A barra


AB gira com velocidade angular constante ωAB = 6 rad/s, no sentido horário.
Para o instante ilustrado, a velocidade angular da barra BC, em rad/s, é
aproximadamente:

1. A ) 6,0
2. B ) 1,8
3. C ) 9,0
4. D ) 7,5
5. E ) 1,0

16 - As barras AB, BC e CD, são articuladas entre si conforme ilustrado. A barra


AB gira com velocidade angular constante ωAB = 6 rad/s, no sentido horário. Para o
instante ilustrado, a aceleração do ponto B, em m/s2, é aproximadamente:

1. A ) 6,0
2. B ) 10,8
3. C ) 9,0
4. D ) 1,0
5. E ) 7,5

17 - Três engrenagens D, E e F, estão conectadas conforme ilustrado. A


engrenagem F não gira sobre si mesma. A barra ABC gira com velocidade
angular ωABC = 30 rad/s, no sentido horário. As dimensões estão indicadas
em m. Para o instante ilustrado, a velocidade angular da engrenagem D, em
rad/s, é aproximadamente:

1. A ) 15,6
2. B ) 50,0
3. C ) 35,0
4. D ) 1051,0
5. E ) 975,0

18 - Três engrenagens D, E e F, estão conectadas conforme ilustrado. A engrenagem


F não gira sobre si mesma. A barra ABC gira com velocidade angular ωABC = 30
rad/s, no sentido horário. As dimensões estão indicadas em m. Para o instante
ilustrado, a aceleração do ponto da engrenagem F, que faz contato com a
engrenagem E, em m/s2, é aproximadamente:

1. A ) 15,6
2. B ) 50,0
3. C ) 35,0
4. D ) 1051,
5. E ) 975,0

19 - Um automóvel apresenta rodas traseiras com diâmetro 0,75 m, e tem


movimento acelerado com aceleração a = 6,5 m/s2. No instante ilustrado, a
velocidade do auto é v = 140 km/h. Sabendo-se que não ocorre escorregamento,
entre o pneu e o piso, a velocidade do ponto A, em km/h, é aproximadamente:

1. A ) 140
2. B ) 198
3. C ) 187
4. D ) 120
5. E ) 280

20 - Um automóvel apresenta rodas traseiras com diâmetro 0,75 m, e tem


movimento acelerado com aceleração a = 6,5 m/s2 . No instante ilustrado, a
velocidade do auto é v = 140 km/h. Sabendo-se que não ocorre escorregamento,
entre o pneu e o piso, a velocidade do ponto B, em km/h, é aproximadamente:

1. A ) 140
2. B ) 198
3. C ) 187
4. D ) 120
5. E ) 280

21 - As engrenagens ilustradas A e B tem respectivamente raios RA = 0,32


m e RB = 0,24 m. A engrenagem A é fixa (imóvel). A haste AB, gira no
sentido horário com velocidade angular ωAB = 13 rad/s. A velocidade
angular da engrenagem B, em rad/s, é aproximadamente:

1. A ) 13
2. B)9
3. C ) 30
4. D)6
5. E ) zero

22 - As engrenagens ilustradas A e B tem respectivamente raios RA = 0,32


m e RB = 0,24 m. A engrenagem A é fixa (imóvel). A haste AB, gira no
sentido horário com velocidade angular ωAB = 13 rad/s. A velocidade do
ponto da engrenagem B, que faz contato com a engrenagem A, em m/s, é
aproximadamente:

1. A ) 30
2. B ) 13
3. C)9
4. D)6
5. E ) zero

23 - As engrenagens ilustradas A e B tem respectivamente raios RA = 0,32


m e RB = 0,24 m. A engrenagem A é fixa (imóvel). A haste AB, gira no
sentido horário com velocidade angular ωAB = 13 rad/s. A aceleração do
ponto da engrenagem B, que faz contato com a engrenagem A, em m/s 2, é
aproximadamente:
1. A ) 126
2. B ) 169
3. C ) 900
4. D ) zero
5. E ) 52

24 -A barra AB, gira com frequência constante f = 954,96 r.p.m. no sentido


horário. O cursor C está vinculado a uma haste horizontal fixa, para o
instante configurado a velocidade angular da barra BC, em rad/s, é
aproximadamente:

1. A ) 286,5
2. B ) 9,0
3. C ) 34,6
4. D ) zero
5. E ) 85,9

25 -A barra AB, gira com frequência constante f = 954,96 r.p.m. no sentido


horário. O cursor C está vinculado a uma haste horizontal fixa, para o
instante configurado, a velocidade do cursor C, em m/s, é
aproximadamente:

1. A ) 286,5
2. B ) 9,0
3. C ) 34,6
4. D )zero
5. E ) 85,9

26 - No arranjo ilustrado, o disco AB gira com velocidade angular constante ωAB = 9


rad/s, no sentido horário. O cursor C tem seus movimentos limitados por haste fixa.
A velocidade do cursor C, em m/s, é aproximadamente:

1. A ) 5,29
2. B ) 0,90
3. C ) 0,82
4. D ) 8,10
5. E ) 2,55

27 - No arranjo ilustrado, o disco AB gira com velocidade angular constante ωAB = 9


rad/s, no sentido horário. O cursor C tem seus movimentos limitados por haste fixa.
A velocidade angular da barra BC, em rad/s, é aproximadamente:

1. A ) 5,29
2. B ) 0,90
3. C ) 0,82
4. D ) 8,10
5. E ) 2,55

28 - As barras ilustradas, AB, BC e CD, são articuladas entre si. A barra AB gira no sentido
horário com velocidade angular ωAB = 15 rad/s. A velocidade do ponto B, em m/s, é
aproximadamente:

1. A ) 3,6
2. B ) 15,0
3. C ) 19,8
4. D ) 3,8
5. E ) 7,4

29 - As barras ilustradas, AB, BC e CD, são articuladas entre si. A barra AB gira no
sentido horário com velocidade angular ωAB = 15 rad/s. A velocidade do ponto C,
em m/s, é aproximadamente:

1. A ) 3,6
2. B ) 15,0
3. C ) 19,8
4. D ) 3,8
5. E ) 7,4

30 - As barras ilustradas, AB, BC e CD, são articuladas entre si. A barra AB gira no
sentido horário com velocidade angular ωAB = 15 rad/s. A velocidade angular da
barra BC, em rad/s, é aproximadamente:

1. A ) 3,6
2. B ) 15,0
3. C ) 19,8
4. D ) 3,8
5. E ) 7,4

31 - As barras ilustradas, AB, BC e CD, são articuladas entre si. A barra AB gira no
sentido horário com velocidade angular ωAB = 15 rad/s. A velocidade angular da
barra CD, em rad/s, é aproximadamente:
1. A ) 3,6
2. B ) 15,0
3. C )19,8
4. D ) 3,8
5. E ) 7,4

32 - As barras AB, BC e CD, são articuladas entre si, conforme ilustrado. A


barra CD, tem velocidade angular constante ω = 5 rad/s, no sentido horário.
Para o instante ilustrado, a velocidade angular da barra AB, em rad/s, é
aproximadamente:

1. A ) 2,9
2. B ) 2,5
3. C ) 10,0
4. D ) 1,3
5. E ) 3,5

33 - As barras AB, BC e CD, são articuladas entre si, conforme ilustrado. A barra
CD, tem velocidade angular constante ω = 5 rad/s, no sentido horário. Para o
instante ilustrado, a velocidade angular da barra BC, em rad/s, é
aproximadamente:
1. A ) 2,9
2. B ) 2,5
3. C ) 10,0
4. D ) 1,3
5. E ) 3,5

34 - As barras AB, BC e CD, são articuladas entre si, conforme ilustrado. A barra
AB, tem velocidade angular constante ω = 3 rad/s, no sentido horário. Para o
instante ilustrado, a velocidade angular da barra BC, em rad/s, é
aproximadamente:

1. A ) 1,8
2. B ) 1,2
3. C ) 2,7
4. D ) 1,4
5. E ) 2,0

35 - As barras AB, BC e CD, são articuladas entre si, conforme ilustrado. A barra
AB, tem velocidade angular constante ω = 3 rad/s, no sentido horário. Para o
instante ilustrado, a velocidade angular da barra CD, em rad/s, é aproximadamente:
1. A ) 1,8
2. B ) 1,2
3. C ) 2,7
4. D ) 1,4
5. E ) 2,0

gerado em: 11/26/2017 9:54:28 PM


GABARITO
1-D
2-D
3-B
4-D
5-C
6-A
7-B
8-D
9-C
10 - E
11 - B
12 - D
13 - C
14 - A
15 - C
16 - D
17 - A
18 - D
19 - E
20 - B
21 - C
22 - E
23 - A
24 - D
25 - B
26 - C
27 - E
28 - D
29 - A
30 - E
31 - C
32 - A