Você está na página 1de 16

APROFUNDAMENTO EM HIDROSTÁTICA PROF.

: EMILSON MOREIRA

1. (Ufpr 2019) Um conceito importante que surge no Os exercícios feitos nas aulas de hidroginástica
estudo dos fluidos é o conceito de pressão. Com podem ajudar as pessoas com problemas como
relação a ele, considere as seguintes afirmativas: artrite, pois favorecem a melhor utilização das
articulações afetadas, sem oferecer risco de
1. A pressão atmosférica ao nível do mar a 0 C vale agravamento dos sintomas. Pesquisas identificaram
melhora nos casos de pessoas com artrite reumatoide,
1atm.
além de reduzir dores de osteoartrite.
2. Um processo termodinâmico que ocorra sujeito a
uma pressão constante é chamado isobárico. Fonte: http://www.mundoboaforma.com.br/13-
3. A pressão exercida por um líquido num dado ponto beneficios-da-hidroginastica-para-boa-forma-esaude/
aumenta à medida que a profundidade desse ponto Acesso em: 13 de set. 2017.
aumenta.
4. No Sistema Internacional de Unidades, a unidade Assim, analise as proposições a seguir, marque com V
de pressão é o pascal (Pa). as verdadeiras e com F as falsas e assinale a
alternativa com a sequência correta.
Assinale a alternativa correta.
a) Somente a afirmativa 1 é verdadeira. ( ) Na piscina da hidroginástica aparece uma força
b) Somente as afirmativas 1 e 3 são verdadeiras. de empuxo da água sobre a pessoa para cima
c) Somente as afirmativas 2 e 4 são verdadeiras. diminuindo o efeito do peso.
d) Somente as afirmativas 2, 3 e 4 são verdadeiras. ( ) O valor da força peso será igual ao empuxo
e) As afirmativas 1, 2, 3 e 4 são verdadeiras. quando a pessoa estiver boiando em equilíbrio
na piscina de hidroginástica.
2. (Unioeste 2019) Um bloco maciço de Ferro, de ( ) O empuxo recebido pela pessoa tem o mesmo
massa m = 500 g, está suspenso por um cabo preso a valor do peso da massa de água da piscina que
uma superfície fixa (Figura A). O bloco é então a pessoa desloca.
submerso em água (Figura B). Considere desprezíveis ( ) O valor da força peso só será igual ao empuxo
tanto a massa do cabo como o empuxo do ar. quando a pessoa estiver totalmente submersa
na piscina de hidroginástica.
Considere a densidade do Ferro igual a 7,90 g cm3 e a) V - F - V - F
da água igual a 1,00 g cm3 . Considere g = 10 m s2 . b) V - V - V - F
c) F - V - F - F
d) V - F - F - V

4. (Upf 2016) Um indicador de profundidade mostra


uma medida de 100 metros. Considerando que a
densidade da água em que o indicador se encontra é
igual a 1 g cm3 , pode-se afirmar que a pressão (em
atm) exercida pela água, no local onde o indicador
está, será, aproximadamente, de:
Os módulos aproximados da força de tensão no cabo
(considere 1atm equivalente a 1  105 Pa e
antes da submersão do bloco na água (Figura A) e
depois da submersão (Figura B), considerando o bloco g = 10 m s2 )
em repouso nas duas situações, são, a) 100 b) 120 c) 13 d) 12 e) 10
respectivamente:
a) 500 N e 4,37 N
5. (Imed 2016) Uma criança brincando com uma
b) 5,00  103 N e 6,3  102 N balança de verdureiro, instrumento utilizado para a
c) Ambos são nulos. medição de massas, mergulha e tira uma caneca de
d) 5,00 N e 1,33 N porcelana de uma bacia cheia de água. Fora da água,
a balança registra uma massa de 360 g para a
e) 5,00  103 N e 6,3  10−1 N caneca e, mergulhada totalmente, uma massa de
320 g.
3. (Acafe 2018) Com base nessas informações, qual a força de
empuxo sobre a caneca quando ela está totalmente
mergulhada? Considere a aceleração da gravidade
igual a 10 m / s2.
a) 0,4 N.
b) 1,2 N.
c) 3,2 N.
d) 3,6 N.
e) 4,0 N.
Página 1 de 16
APROFUNDAMENTO EM HIDROSTÁTICA PROF.: EMILSON MOREIRA

6. (Ufrgs 2016) Um objeto sólido é colocado em um Desconsiderando o efeito do ar, analise as afirmativas
recipiente que contém um líquido. O objeto fica sobre as forças peso, empuxo e elástica que atuam na
parcialmente submerso, em repouso. esfera nas figuras 1 e 2, e preencha os parênteses
com V (verdadeiro) ou F (falso).
A seguir, são feitas três afirmações sobre o módulo da
força de empuxo sobre o objeto. ( ) A força peso é vertical para baixo nas figuras 1 e
2.
I. É proporcional à densidade do líquido. ( ) As forças elástica e peso têm sentidos opostos
II. É proporcional ao volume total do objeto. entre si tanto na figura 1 quanto na 2.
III. É proporcional à densidade do objeto. ( ) A força elástica é vertical para cima na figura 1;
na figura 2, é vertical para baixo.
Quais estão corretas? ( ) Na figura 2, as forças elástica e empuxo têm o
a) Apenas I. b) Apenas II. c) Apenas III. mesmo sentido.
d) Apenas I e III. e) I, II e III. ( ) Na figura 2, as forças peso e empuxo têm a
mesma intensidade.
7. (Pucrs 2016) Para responder à questão, analise a
situação representada na figura abaixo, na qual uma O correto preenchimento dos parênteses, de cima
esfera de isopor encontra-se totalmente submersa em para baixo, é
um recipiente contendo água. Um fio ideal tem uma de a) V – F – V – F – F b) V – V – F – F – F
suas extremidades presa à esfera, e a outra está c) V – F – F – F – V d) F – V – F – V – V
fixada no fundo do recipiente. O sistema está em e) F – V – V – V – F
equilíbrio mecânico.
9. (Pucrs 2015) Analise a figura abaixo, que
representa um recipiente com cinco ramos abertos à
atmosfera, em um local onde a aceleração
gravitacional é constante, e complete as lacunas do
texto que segue. As linhas tracejadas, assim como o
fundo do recipiente, são horizontais.

Considerando que as forças que atuam na esfera Considerando que o recipiente está em equilíbrio me-
sejam o peso (P), o empuxo (E) e a tensão (T), a cânico e contém um fluido de massa específica cons-
alternativa que melhor relaciona suas intensidades é tante, afirma-se que a pressão exercida pelo fluido no
a) E = P + T b) E  P + T c) P = E + T __________ é __________ pressão exercida pelo
d) P  E + T e) P = E e T = 0 fluido no __________.
a) ponto A – menor que a – ponto D
8. (Pucrs 2016) Para responder à questão, considere b) ponto A – menor que a – ponto C
as situações a seguir. c) ponto B – igual à – ponto E
d) ponto D – menor que a – ponto F
Uma das extremidades de uma mola encontra-se fixa e) ponto D – igual à – ponto C
no fundo de um recipiente, enquanto a outra
extremidade está presa em uma esfera de massa m. 10. (Ufrgs 2015) Assinale a alternativa que preenche
O sistema está em equilíbrio mecânico, e a mola, para corretamente as lacunas do enunciado abaixo, na
essa situação, encontra-se comprimida, conforme a ordem em que aparecem.
figura 1. Quando água é colocada no recipiente e se
reestabelece o equilíbrio mecânico, a mola fica Dois objetos, R e S, cujos volumes são iguais, são
esticada, como mostra a figura 2. feitos do mesmo material. R tem a forma cúbica e S
a forma esférica. Se R é maciço e S é oco, seus
respectivos pesos PR e PS são tais que ________.
Quando mantidos totalmente submersos em água, a
força de empuxo ER exercida sobre R é ________
força de empuxo ES exercida sobre S.
a) PR  PS - maior do que a
b) PR  PS - igual à
c) PR  PS - menor do que a
d) PR = PS - maior do que a
e) PR = PS - igual à

Página 2 de 16
APROFUNDAMENTO EM HIDROSTÁTICA PROF.: EMILSON MOREIRA

11. (Udesc 2014) Considere as proposições


relacionadas aos fluidos hidrostáticos.

I. A pressão diminui com a altitude acima do nível do


mar e aumenta com a profundidade abaixo da
interface ar-água.
II. O elevador hidráulico é baseado no Princípio de
Pascal.
III. Sabendo-se que a densidade do gelo, do óleo e da Considere que a área do êmbolo seja 400 vezes maior
água são iguais a que a área da abertura da agulha e despreze qualquer
forma de atrito. Um acréscimo de pressão igual a P
0,92 g / cm3 ; 0,80 g / cm3 e 1,0 g / cm3, sobre o êmbolo corresponde a qual acréscimo na
respectivamente, pode-se afirmar que o gelo pressão do medicamento na abertura da agulha?
afunda no óleo e flutua na água. a) P.
IV. O peso aparente de um corpo completamente b) 200P.
imerso é menor que o peso real, devido à ação da
P
força de empuxo, exercida pelo líquido sobre o c) .
corpo, de cima para baixo. 200
d) 400P.
Assinale a alternativa correta. P
e) .
a) Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras. 400
b) Somente as afirmativas II e IV são verdadeiras.
c) Somente as afirmativas I e II são verdadeiras.
14. (Efomm 2020) Uma esfera de densidade ρesf
d) Somente as afirmativas I, III e IV são verdadeiras.
e) Todas as afirmativas são verdadeiras. está próxima à superfície de um lago calmo e
totalmente submersa quando é solta, demorando
12. (Ufrgs 2014) Na figura abaixo, estão 4,0 s para atingir a profundidade de h = 40,0 m.
representados três blocos ( A, B e C ) de mesmas Suponha que a densidade do lago seja
dimensões, que estão em equilíbrio mecânico na ρH2O = 103 kg m3 . Qual é, então, a densidade da
água.
esfera? Considere g = 10 m s2 .
a) 0,5  103 kg m3
b) 1,0  103 kg m3
c) 2,0  103 kg m3
d) 4,0  103 kg m3
e) 8,0  103 kg m3

15. (Efomm 2019) Um mergulhador entra em um


3 1 grande tanque cheio de água, com densidade
Os blocos A e B têm, respectivamente, e de
4 4 ρ = 1.000 kg m3 , tendo em uma das mãos um balão
seus volumes acima da superfície, enquanto o bloco cheio de ar. A massa molar do ar contido no balão é
C está totalmente submerso. Considerando que o
de M = 29,0  10−3 kg mol. Considere que a
bloco C tem peso P, os pesos de A e B são,
temperatura da água é 282 K e o balão permanece
respectivamente,
P P em equilíbrio térmico com a água.
a) , .
4 4 Considerando que o tanque está ao nível do mar, a
P 3P que profundidade, aproximadamente, a densidade do
b) , .
4 4 ar do balão é de 1,5 kg m2 ?
P 4P
c) , . a) 10 𝑚
4 3 b) 14 𝑚
3P 3P c) 20 𝑚
d) , .
4 4 d) 25 𝑚
e) P,P. e) 30 𝑚

13. (Ufsm 2013) Um certo medicamento, tratado 16. (Efomm 2018) Em um recipiente contendo dois
como fluido ideal, precisa ser injetado em um líquidos imiscíveis, com densidade ρ1 = 0,4 g cm3 e
paciente, empregando-se, para tanto, uma seringa.
ρ2 = 1,0 g cm3 , é mergulhado um corpo de densidade

Página 3 de 16
APROFUNDAMENTO EM HIDROSTÁTICA PROF.: EMILSON MOREIRA
3
ρc = 0,6 g cm , que flutua na superfície que separa densidade da água (4 C) = 1,00 g cm3 ;
os dois líquidos (conforme apresentado na figura). O a) 1,50
volume de 10,0 cm3 do corpo está imerso no fluido de b) 1,45
maior densidade. Determine o volume do corpo, em c) 1,33
cm3 , que está imerso no fluido de menor densidade. d) 1,20
e) 1,00

a) 5,0 TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO:


b) 10,0 Na(s) questão(ões) a seguir, quando necessário, use:
c) 15,0
- Aceleração da gravidade: g = 10 m s2 ;
d) 20,0
- sen 19 = cos 71 = 0,3;
e) 25,0
- sen 71 = cos 19 = 0,9;
- Velocidade da luz no vácuo: c = 3,0  108 m s;

17. (Efomm 2017) O tipo de manômetro mais simples - Constante de Planck: h = 6,6  10−34 J  s;
é o de tubo aberto, conforme a figura abaixo. - 1eV = 1,6  10−19 J;
- Potencial elétrico no infinito: zero.

19. (Epcar (Afa) 2018) Dois recipientes A e B,


contendo o mesmo volume de água, são colocados
separadamente sobre duas balanças I e II,
respectivamente, conforme indicado na figura a seguir.

Uma das extremidades do tubo está conectada ao


recipiente que contém um gás a uma pressão pgás , e
a outra extremidade está aberta para a atmosfera. O
líquido dentro do tubo em forma de U é o mercúrio,
cuja densidade é 13,6  103 kg m3 . Considere as
alturas h1 = 5,0 cm e h2 = 8,0 cm. Qual é o valor da
pressão manométrica do gás em pascal? A única diferença entre os recipientes A e B está no
fato de que B possui um “ladrão” que permite que a
Dado: g = 10 m s2 água escoe para um outro recipiente C, localizado
fora das balanças. Em seguida, mergulha-se,
a) 4,01 103 lentamente, sem girar e com velocidade constante, por
b) 4,08  103 meio de um fio ideal, em cada recipiente, um cilindro
metálico, maciço, de material não homogêneo, de tal
c) 40,87  102 forma que o seu eixo sempre se mantém na vertical.
d) 4,9  104 Os cilindros vão imergindo na água, sem provocar
variação de temperatura e sem encostar nas paredes
e) 48,2  102 e nos fundos dos recipientes, de tal forma que os
líquidos, nos recipientes A e B, sempre estarão em
18. (Efomm 2016) Uma pessoa de massa corporal equilíbrio hidrostático no momento da leitura nas
igual a 100 kg, quando imersa em ar na temperatura balanças.
de 20 C e à pressão atmosférica (1atm), recebe
O gráfico que melhor representa a leitura L das
uma força de empuxo igual a 0,900 N. Já ao
balanças I e II, respectivamente, LI e LII, em função
mergulhar em determinado lago, permanecendo
imóvel, a mesma pessoa consegue flutuar da altura h submersa de cada cilindro é
completamente submersa. A densidade relativa desse
lago, em relação à densidade da água (4 C), é

Dados: densidade do ar (1atm, 20 C) = 1,20 kg m3 ;

Página 4 de 16
APROFUNDAMENTO EM HIDROSTÁTICA PROF.: EMILSON MOREIRA

superfície superior do recipiente (figura 3), que exerce


uma força de reação normal N2 sobre a esfera.

a)

b) N2
Nessas condições, a razão é dada por
N1
1
a)
2
b) 1
3
c)
c) 2
d) 2

21. (Eear 2019) A superfície de um líquido em


repouso em um recipiente é sempre plana e
horizontal, pois todos os seus pontos suportam a
mesma pressão. Com base nessa afirmação,
d) responda qual Lei descreve esse fenômeno físico.
a) Lei de Pascal
20. (Epcar (Afa) 2013) Uma esfera homogênea, b) Lei de Stevin
rígida, de densidade μ1 e de volume V se encontra c) Lei de Torricelli
apoiada e em equilíbrio na superfície inferior de um d) Lei de Arquimedes
recipiente, como mostra a figura 1. Nesta situação a
superfície inferior exerce uma força N1 sobre a esfera. 22. (Eear 2018) Em um sistema de vasos
comunicantes, são colocados dois líquidos imiscíveis,
água com densidade de 1,0 g cm3 e óleo com
densidade de 0,85 g cm3 . Após os líquidos atingirem
o equilíbrio hidrostático, observa-se, numa das
extremidades do vaso, um dos líquidos isolados, que
fica a 20 cm acima do nível de separação, conforme
pode ser observado na figura.

A partir dessa condição, o recipiente vai sendo


preenchido lentamente por um líquido de densidade
μ, de tal forma que esse líquido esteja sempre em
equilíbrio hidrostático. Num determinado momento, a
situação de equilíbrio do sistema, no qual a esfera
apresenta metade de seu volume submerso, é
mostrada na figura 2.

Determine o valor de x, em cm, que corresponde à


altura acima do nível de separação e identifique o
líquido que atinge a altura x.
a) 8,5; óleo
b) 8,5; água
c) 17,0; óleo
Quando o recipiente é totalmente preenchido pelo d) 17,0; água
líquido, o sistema líquido-esfera se encontra em uma
nova condição de equilíbrio com a esfera apoiada na 23. (Eear 2018) Um operário produz placas de
cimento para serem utilizadas como calçamento de

Página 5 de 16
APROFUNDAMENTO EM HIDROSTÁTICA PROF.: EMILSON MOREIRA

jardins. Para a produção destas placas utiliza-se uma 27. (Espcex (Aman) 2018) Quatro objetos esféricos
forma metálica de dimensões 20 cm  10 cm e altura A, B, C e D, sendo respectivamente suas massas
desprezível. Uma prensa hidráulica aplica sobre essa mA , mB, mC e mD, tendo as seguintes relações
área uma pressão de 40 kPa visando compactar uma
mA  mB e mB = mC = mD, são lançados dentro de
massa constituída de cimento, areia e água. A uma piscina contendo um líquido de densidade
empresa resolveu reduzir as dimensões para homogênea. Após algum tempo, os objetos ficam em
20 cm  5 cm, mas mantendo a mesma força aplicada, equilíbrio estático. Os objetos A e D mantêm metade
logo o novo valor da pressão utilizada na produção de seus volumes submersos e os objetos C e B
das placas é de _____ kPa. ficam totalmente submersos conforme o desenho
a) 20 abaixo.
b) 40
c) 80
d) 160

24. (Eear 2018) O valor da pressão registrada na


superfície de um lago é de 1 105 N m2 , que
corresponde a 1atm. Um mergulhador se encontra,
neste lago, a uma profundidade na qual ele constata
uma pressão de 3 atm. Sabendo que a densidade da
água do lago vale 1,0 g cm3 e o módulo da
Sendo VA , VB, VC e VD os volumes dos objetos
aceleração da gravidade no local vale 10,0 m s2 , a
qual profundidade, em metros, em relação à A, B, C e D, respectivamente, podemos afirmar que
superfície, esse mergulhador se encontra? a) VA = VD  VC = VB
a) 10 b) VA = VD  VC  VB
b) 20 c) VA  VD  VB = VC
c) 30
d) VA  VD = VB = VC
d) 40
e) VA = VD  VC  VB
25. (Eear 2017) Uma prensa hidráulica possui ramos
com áreas iguais a 15 cm2 e 60 cm2 . Se aplicarmos 28. (Espcex (Aman) 2015) Pode-se observar, no
desenho abaixo, um sistema de três vasos
uma força de intensidade F1 = 8 N sobre o êmbolo de comunicantes cilíndricos F, G e H distintos, abertos e
menor área, a força transmitida ao êmbolo de maior em repouso sobre um plano horizontal na superfície
área será: da Terra. Coloca-se um líquido homogêneo no interior
F dos vasos de modo que não haja transbordamento por
a) 1
4 nenhum deles. Sendo h F, h G e h H o nível das
F1 alturas do líquido em equilíbrio em relação à base nos
b)
2 respectivos vasos F, G e H, então, a relação entre as
c) 2 F1 alturas em cada vaso que representa este sistema em
equilíbrio estático é:
d) 4 F1

26. (Eear 2016) Qual dos recipientes abaixo,


contendo o mesmo líquido, apresenta maior pressão
no ponto P?

a) h F = h G = h H
b) h G  h H  h F
c) h F = h G  h H
a) A d) h F  h G = h H
b) B e) h F  h H  h G
c) C
d) D

Página 6 de 16
APROFUNDAMENTO EM HIDROSTÁTICA PROF.: EMILSON MOREIRA
32. (Esc. Naval 2018) Analise a figura abaixo.
29. (Espcex (Aman) 2014) Um cubo maciço e
homogêneo, com 40 cm de aresta, está em equilíbrio
estático flutuando em uma piscina, com parte de seu
volume submerso, conforme desenho abaixo.

Conforme indica a figura acima, uma bolha de hélio


sofre um deslocamento vertical na água, do ponto A
Sabendo-se que a densidade da água é igual a 1
até o ponto B, onde AB = 10 m. Sabendo que a razão
g/cm3 e a distância entre o fundo do cubo (face
totalmente submersa) e a superfície da água é de 32 (vB v A ) entre os volumes é o dobro da razão
cm, então a densidade do cubo: (TB TA ) entre as temperaturas. Qual a pressão, em
a) 0,20 g/cm3 pascal, no ponto B?
b) 0,40 g/cm3
c) 0,60 g/cm3
d) 0,70 g/cm3 Dado: massa específica da água 103 kg m3 e
e) 0,80 g/cm3 g = 10 m s2
30. (Espcex (Aman) 2013) Um elevador hidráulico de a) 1 103
um posto de gasolina é acionado por um pequeno b) 2  104
−4 2
êmbolo de área igual a 4  10 m . O automóvel a ser
elevado tem peso de 2  104 N e está sobre o êmbolo c) 1 104

maior de área 0,16 m2 . A intensidade mínima da força d) 2  105


que deve ser aplicada ao êmbolo menor para
conseguir elevar o automóvel é de e) 1 105
a) 20 N
b) 40 N 33. (Esc. Naval 2017) Analise a figura a seguir.
c) 50 N
d) 80 N
e) 120 N

31. (Espcex (Aman) 2012) A pressão (P) no interior


de um líquido homogêneo, incompressível e em
equilíbrio, varia com a profundidade (X) de acordo
com o gráfico abaixo.

Na figura acima, tem-se a representação de um tubo


em “U” que contém dois líquidos imiscíveis, 1 e 2. A
densidade do líquido menos denso é d. A figura
também exibe duas esferas maciças, A e B, de
mesmo volume, que estão ligadas por um fio ideal
tensionado. A esfera A está totalmente imersa no
Considerando a aceleração da gravidade igual a líquido 1 e a esfera B tem 3 4 de seu volume imerso
10 m s2 , podemos afirmar que a densidade do líquido no líquido 2.
é de:
Sabendo que as esferas estão em equilíbrio estático e
a) 1,1 105 kg m3 b) 6,0  104 kg m3 que a esfera A tem densidade 2d 3, qual a densidade
c) 3,0  104 kg m3 d) 4,4  103 kg m3 da esfera B?
a) 7d 6 b) 4d 3 c) 3d 2
e) 2,4  103 kg m3
d) 5d 3 e) 11d/6

Página 7 de 16
APROFUNDAMENTO EM HIDROSTÁTICA PROF.: EMILSON MOREIRA
líquido de densidade 1,1 g cm3 . Mantendo o bloco 2
34. (Esc. Naval 2017) Analise as figuras a seguir.
na mesma posição em relação ao ponto A, a que
distância, em cm, do ponto A deve-se colocar o
bloco 1 para que o sistema mantenha o equilíbrio
estático?
a) 3,0 b) 2,5 c) 1,8 d) 0,8 e) 0,5

36. (Esc. Naval 2014) Uma embarcação de massa


total m navega em água doce (rio) e também em
água salgada (mar). Em certa viagem, uma carga foi
removida da embarcação a fim de manter constante
seu volume submerso, quando da mudança do meio
líquido em que navegava. Considere dm e dr as
densidades da água do mar e do rio, respectivamente.
Qual a expressão matemática para a massa da carga
removida e o sentido da navegação?
 d − dr 
a) m  m  , do mar para o rio.
As figuras acima mostram dois instantes diferentes, t  dr 
e t ', de um mesmo sistema, imerso no ar ao nível do  d − dr 
mar. O sistema é constituído por um cilindro, cuja área b) m  m  , do mar para o rio.
 dm 
da base é de 3,0 cm2 , contendo um gás ideal
 d − dm 
comprimido por um pistão móvel de massa c) m  r  , do rio para o mar.
desprezível. No instante t, a base do cilindro está em  dr 
contato com uma chama que mantém o gás a uma  d − dm 
temperatura T. No instante t ', a base do cilindro está d) m  r  , do mar para o rio.
 dm 
em contato com uma chama mais intensa que mantém
o gás a uma temperatura 2T, e sobre o pistão  d + dr 
e) m  m  , do rio para o mar.
encontra-se uma massa M que promove um  dr 
deslocamento do pistão de 2,0 cm para baixo.
37. (Enem PPL 2016) Um navio petroleiro é capaz de
Qual o valor da massa M, em kg? transportar milhares de toneladas de carga. Neste
caso, uma grande quantidade de massa consegue
flutuar.
Dados: g = 10 m s2 ; p0 = 105 Pa.
a) 0,2 Nesta situação, o empuxo é
b) 1,2 a) maior que a força peso do petroleiro.
b) igual à força peso do petroleiro.
c) 2,2 c) maior que a força peso da água deslocada.
d) 3,2 d) igual à força peso do volume submerso do navio.
e) 4,2 e) igual à massa da água deslocada.

35. (Esc. Naval 2016) Analise a figura abaixo. 38. (Enem PPL 2015) No manual de uma torneira
elétrica são fornecidas instruções básicas de
instalação para que o produto funcione corretamente:

- Se a torneira for conectada à caixa-d’água domiciliar,


a pressão da água na entrada da torneira deve ser
no mínimo 18 kPa e no máximo 38 kPa.
- Para pressões da água entre 38 kPa e 75 kPa ou
água proveniente diretamente da rede pública, é
necessário utilizar o redutor de pressão que
A figura acima ilustra dois blocos de mesmo volume, acompanha o produto.
mas de densidades diferentes, que estão em equilíbrio - Essa torneira elétrica pode ser instalada em um
estático sobre uma plataforma apoiada no ponto A, prédio ou em uma casa.
ponto esse que coincide com o centro de massa da
plataforma. Observe que a distância em relação ao Considere a massa específica da água 1.000 kg m3
ponto A é 3,0 cm para o bloco 1, cuja densidade é
3
e a aceleração da gravidade 10 m s2 .
de 1,6 g cm , e 4,0 cm para o bloco 2. Suponha
agora que esse sistema seja totalmente imerso em um

Página 8 de 16
APROFUNDAMENTO EM HIDROSTÁTICA PROF.: EMILSON MOREIRA
a) diminui a força para baixo que a água aplica no
frasco.
b) aumenta a pressão na parte pressionada da
garrafa.
c) aumenta a quantidade de água que fica dentro do
frasco.
d) diminui a força de resistência da água sobre o
frasco.
e) diminui a pressão que a água aplica na base do
frasco.

Para que a torneira funcione corretamente, sem o uso 40. (Enem 2013) Para realizar um experimento com
do redutor de pressão, quais deverão ser a mínima e a uma garrafa PET cheia de água, perfurou-se a lateral
máxima altura entre a torneira e a caixa-d’água? da garrafa em três posições a diferentes alturas. Com
a) 1,8 m e 3,8 m a garrafa tampada, a água não vazou por nenhum dos
b) 1,8 m e 7,5 m orifícios, e, com a garrafa destampada, observou-se o
escoamento da água, conforme ilustrado na figura.
c) 3,8 m e 7,5 m
d) 18 m e 38 m
e) 18 m e 75 m

39. (Enem 2ª aplicação 2010) Um brinquedo


chamado ludião consiste em um pequeno frasco de
vidro, parcialmente preenchido com água, que é
emborcado (virado com a boca para baixo) dentro de
uma garrafa PET cheia de água e tampada. Nessa
situação, o frasco fica na parte superior da garrafa,
conforme mostra a figura 1.

Como a pressão atmosférica interfere no escoamento


da água, nas situações com a garrafa tampada e
destampada, respectivamente?
a) Impede a saída de água, por ser maior que a
pressão interna; não muda a velocidade de
escoamento, que só depende da pressão da coluna
de água.
b) Impede a saída de água, por ser maior que a
pressão interna; altera a velocidade de
escoamento, que é proporcional à pressão
atmosférica na altura do furo.
c) Impede a entrada de ar, por ser menor que a
Quando a garrafa é pressionada, o frasco se desloca
pressão interna; altera a velocidade de
para baixo, como mostrado na figura 2.
escoamento, que é proporcional à pressão
atmosférica na altura do furo.
d) Impede a saída de água, por ser maior que a
pressão interna; regula a velocidade de
escoamento, que só depende da pressão
atmosférica.
e) Impede a entrada de ar, por ser menor que a
pressão interna; não muda a velocidade de
escoamento, que só depende da pressão da coluna
de água.

Ao apertar a garrafa, o movimento de descida do


frasco ocorre porque

Página 9 de 16
APROFUNDAMENTO EM HIDROSTÁTICA PROF.: EMILSON MOREIRA
Gabarito:
Resposta da questão 4:
Resposta da questão 1: [E]
[E]
De acordo com o princípio de Stevin, a pressão p0 de
Análise das afirmativas: um ponto imerso de certa profundidade h na água é
[1] (Verdadeira). A definição de pressão está vinculada dada por:
à temperatura de acordo com as CNTP (condições p0 = μgh
normais de temperatura e pressão) que define a
pressão atmosférica ao nível do mar em 1atm
Sendo:
para a temperatura de 0 C. μ = massa específica do líquido;
g = aceleração da gravidade;
[2] (Verdadeira). A expressão isobárico deriva de iso
h = profundidade abaixo da linha d’água.
(do grego, mesmo, igual) e bar (referente à
pressão), constituindo, assim, processos que se
Substituindo os valores para o Sistema Internacional
realizam sem a mudança da pressão, isto é, com a
de Unidades:
pressão constante durante todo o processo.
p0 = 1000 kg m3  10 m  100 m
[3] (Verdadeira). A pressão exercida por líquidos
 p0 = 10  105 Pa
aumenta à medida que aumenta a profundidade
dentro do líquido, pois quanto mais coluna de
líquido existir acima do ponto considerado, maior Transformando a pressão para atm :
será força que esse líquido exerce em cada 1 atm
p0 = 10  105 Pa   p0 = 10 atm
unidade de área, assim, a pressão neste ponto. 1 105 Pa
[4] (Verdadeira). A unidade para a pressão no SI é o
Pascal, apesar de existir várias outras unidades mais Resposta da questão 5:
utilizadas comumente. [A]

O módulo do empuxo é a diferença entre o peso


Resposta da questão 2:
medido fora da água e o peso aparente medido para a
[A]
caneca totalmente mergulhada na água.
E = P − Pap  E = ( m − map ) g  E = ( 0,36 kg − 0,32 kg )  10 m / s2  E = 0,4 N
Para a figura A, a tração no cabo é igual ao peso do
corpo.
TA = P = m  g = 0,50 kg  10 m s2  TA = 5,00 N Resposta da questão 6:
[A]
Para a figura B, temos que considerar o Empuxo,
A intensidade da força de empuxo é igual ao peso de
assim a condição de equilíbrio é:
líquido deslocado. Portanto, o empuxo é proporcional
TB + E = P  TB = P − E à densidade do líquido, ao volume de líquido
deslocado e à aceleração gravitacional do local do
O Empuxo é dado por: experimento. Então apenas a afirmativa [I] está
m
Vdesl =
ρ kg m 500 g 1m3 correta.
E = ρliq  g  Vdesl ⎯⎯⎯⎯⎯⎯
corpo
→ E = 103  10    E = 0,63 N
m3 s2 7,9 g cm3 106 cm3

Resposta da questão 7:
TB = 5,00 N − 0,63 N  TB = 4,37 N [A]

Resposta da questão 3: De acordo com o diagrama de corpo livre, as forças


[B] que atuam na esfera são:

[V] O empuxo, sendo uma força vertical, de baixo para


cima diminui o efeito do peso dos hidroginastas
imersos na piscina.
[V] O equilíbrio dinâmico representa que a força
resultante sobre o corpo é nula, então para a
pessoa boiando temos a igualdade entre seu peso
e empuxo.
[V] O empuxo é igual ao peso de líquido deslocado
pela pessoa.
[F] O peso é igual ao empuxo quando o corpo estiver
em equilíbrio na água, boiando ou totalmente
submerso desde que não esteja em contato com o
fundo da piscina.

Página 10 de 16
APROFUNDAMENTO EM HIDROSTÁTICA PROF.: EMILSON MOREIRA
Os módulos das forças Empuxo, Tração e Peso se [I] Verdadeira.
relacionam entre si de acordo com a equação de [II] Verdadeira.
equilíbrio: [III] Verdadeira.
E =P+T [IV] Falsa. O peso aparente de um corpo
completamente imerso é menor que o peso real,
Resposta da questão 8: devido à ação da força de empuxo, exercida pelo
[A] líquido sobre o corpo, de baixo para cima.

Justificando as alternativas falsas: Resposta da questão 12:


[F] As forças elástica e peso têm sentidos opostos [B]
entre si tanto na figura 1 quanto na 2.
Uma mola comprimida exerce um empurrão sobre Os três blocos estão em equilíbrio pelas ações
um objeto. Ou seja na Figura I a força elástica está exclusivas do empuxo (E) e do peso (P). O volume
pra cima. imerso do corpo C é ViC = V, do corpo B é ViB = (3/4)
Uma mola esticada exerce um puxão sobre um V e do corpo A é ViC =(1/4) V. Sendo da a densidade
objeto. Ou seja na Figura II a força elástica está da água e g a intensidade do campo gravitacional
pra baixo. local, equacionando esses equilíbrios, temos:
[F] Na figura 2, as forças elásticas e empuxo têm o
mesmo sentido. 
A força empuxo está pra cima, e a força elástica PC = EC = da V g = P.

está para baixo, em sentidos opostos.  da V g
 1 P
[F] Na figura 2, as forças peso e empuxo têm a PA = EA = da ViA g = da V g=  PA = .
 4 4 4
mesma intensidade.
 3 da V g
E + Fel − P = 0 PB = EB = da ViB g = da 3
V g=  PB =
3P
.

 4 4 4
E + Fel = P

Resposta da questão 13:


Resposta da questão 9:
[A]
[A]
Pelo Princípio de Pascal, qualquer acréscimo de
A pressão (p) de uma coluna líquida é dada pelo
pressão transmitido a um ponto de um líquido em
Teorema de Stevin:
repouso, é transferido integralmente a todos os
p = d g h, sendo d a densidade do líquido, g a
demais pontos desse líquido.
intensidade do campo gravitacional local e h a
profundidade. Assim: Resposta da questão 14:
[C]
Considerando que o recipiente está em equilíbrio me-
cânico e contém um fluido de massa específica cons- Aceleração adquirida pela esfera:
tante, afirma-se que a pressão exercida pelo fluido no
ponto A é menor que a pressão exercida pelo fluido at 2
Δs = v 0 t +
no ponto D. 2
a  42
Resposta da questão 10: 40 = 0  4 +
2
[B]
a = 5 m s2
Se têm o mesmo volume, o corpo oco possui menor
quantidade de matéria, portanto, menor massa e, Durante a descida, a força resultante sobre a esfera é
consequentemente, menor peso. Assim: dada por:
PR  PS. FR = P − E

O módulo do empuxo é: Logo:


E = dágua Vimerso g. mesf g − ρH2O Vesf g = mesf a
ρesf Vesf g − ρH2O Vesf g = ρesf Vesf a
Como têm volumes iguais e ambos estão totalmente
imersos em água, a força de empuxo ER exercida 10ρesf − 103  10 = 5ρesf
sobre R é igual força de empuxo ES exercida sobre 5ρesf = 104
S.  ER = ES.
 ρesf = 2  103 kg m3

Resposta da questão 11:


Resposta da questão 15:
[A]

Justificando a falsa:

Página 11 de 16
APROFUNDAMENTO EM HIDROSTÁTICA PROF.: EMILSON MOREIRA
Pressão do balão quando sua densidade é de μlago 1333,33 kg / m3 μlago
1,5 kg m : 2 =  = 1,33
μágua 1000 kg / m3 μágua
m ρnRT ρRT
PV = nRT  P = nRT  P = =
ρ nM M Resposta da questão 19:
1,5  8,31 ( 282 + 273 ) [A]
P=  P  2,4  105 Pa
29  10−3
Leitura na balança I:
LI = L0 + E  LI = L0 + ρgA  h
Aplicando a lei de Stevin, temos:
P = Patm + ρágua  g  h
Portanto, LI  h é linear.
5 5
2,4  10 = 1,01 10 + 1000  10  h
1,39  105 = 10 4  h Leitura na balança II:
LII = L0
 h  14 m
Não haverá alteração, pois, devido ao “ladrão”, o
Resposta da questão 16: líquido deslocado será retirado do recipiente.
[D] Portanto, LII  h é uma reta de inclinação nula.
Para o equilíbrio, devemos ter:
E1 + E2 = P Resposta da questão 20:
[B]
Logo:
A figura mostra as forças que agem nas três
ρ1gV1 + ρ2 gV2 = ρc g(V1 + V2 ) situações:
0,4V1 + 1 10 = 0,6(V1 + 10)
 V1 = 20 cm3

Resposta da questão 17:


[B]

Sabendo que a pressão manométrica do gás é dada


por pm = pint − patm, pelo Teorema de Stevin, temos
que:
pm = ρHg  g  (h2 − h1)
( )
Na situação 1, o peso da esfera P e a normal N1 ( )
pm = 13,6  103  10  (8 − 5)  10−2 equilibram-se:
 pm = 4,08  10 Pa 3 N1 = P  N1 = m g  N1 = μ1 g V.

( )
Na situação 2, o peso P é equilibrado pelo empuxo
Resposta da questão 18:
[C] (E2 ) , sendo que metade do volume da esfera está
imerso.
Sabendo que a expressão para o Empuxo é dada por:
V
E = μfluido  Vsuberso  g E=P  μ g = μ1 g V  μ = 2 μ1.
2
Na situação 3, a esfera está comprimida contra a
Para o ar:
Ear = μar  V  g  0,9 = 1,2  V  g  V  g = 0,75 (1) parede superior, de modo que a normal N2 é vertical ( )
e para baixo.
Para o lago: Então:
Elago = μlago  V  g (2) N2 + P = E2  N2 + μ1 g V = μ V g  N2 + μ1 g V = 2 μ1V g 
N2 = μ1V g.
Elago = P = m  g  Elago = 100 kg  10 m / s2  Elago = 1000 N (3)
Fazendo a razão entre as normais:
N2 μ1V g N
Juntando (1), (2) e (3): =  2 = 1.
N1 μ1V g N1
Elago 1000 3
μlago =  μlago =  μlago = 1333,33 kg / m
V g 0,75 Resposta da questão 21:
[B]
Então a densidade relativa do lago em relação à
densidade da água é: Segundo Stevin, a pressão exercida em pontos de
mesma altura num mesmo fluido são iguais.

Página 12 de 16
APROFUNDAMENTO EM HIDROSTÁTICA PROF.: EMILSON MOREIRA
Pelo Teorema de Stevin
Resposta da questão 22: (P = P0 + d  g  Δh  ΔP = d  g  Δh) a maior é a
[D] pressão exercida pelo líquido é aquele que possui
maior variação de altura.
Como a água possui maior densidade, ela é o líquido Vale lembrar que o formato do recipiente não importa.
que fica mais abaixo e atinge a altura x.
Resposta da questão 27:
Igualando as pressões na altura da linha tracejada, [C]
temos:
Póleo = Págua Como os objetos esféricos estão em equilíbrio,
P0 + ρóleo  g  hóleo = P0 + ρágua  g  hágua  ρóleo  hóleo = ρágua  hdevemos
água
ter que o peso é igual ao empuxo para cada
um deles. Sendo assim:
0,85  20 = 1 x VD
PB = PC = PD  ρ  g  VB = ρ  g  VC = ρ  g   2VB = 2VC = VD
 x = 17 cm 2
VA
PA  PB  ρ  g   ρ  g  VB  VA  2VB
2
Resposta da questão 23:
[C] Portanto:
VA  VD  VB = VC
Como F = PA, se mantivermos a mesma força,
teremos (princípio de Pascal):
Resposta da questão 28:
P1A1 = P2 A 2 [A]
40 kPa  200 cm2 = P2  100 cm2
De acordo com o teorema de Stevin, pontos de um
 P2 = 80 kPa mesmo líquido em repouso, que estão na mesma
horizontal, suportam a mesma pressão. Usando a
Resposta da questão 24: recíproca, se os pontos da superfície livre estão sob
[B] mesma pressão, eles estão na mesma horizontal.
Assim, a altura do nível é a mesma nos três vasos.
Pela lei de Stevin, sabendo que
1g / cm3 = 103 kg / m3 , temos: Resposta da questão 29:
[E]
P = P0 + ρgh
3  105 = 105 + 103  10  h Se o corpo está em repouso, o peso e o empuxo têm
5 4 a mesma intensidade:
2  10 = 10 h dcubo vimerso
P = E  dcubo Vcubo g = dágua Vimerso g  = 
 h = 20 m dágua Vcubo
dcubo A base himersa dcubo 32
=  = 
Resposta da questão 25: dágua Abase Hcubo 1 40
[D]
dcubo = 0,8 g /cm3 .
F1 F F F 60
= 2  1 = 2  15  F2 = 60  F1  F2 = F1  F2 = 4 F1
A1 A 2 15 60 15 Resposta da questão 30:
[C]

Dados: P = 2104 N; A1 = 410–4 m2; A2 = 0,16 m2 =


1610–2 m2.
Pelo Teorema de Pascal:

F
=
P
 F= =
4
P A1 2  10 4  10 (−4
=
8  102) 
A1 A 2 A2 16  10−2 16
F = 50 N.

Resposta da questão 31:


[E]

A pressão em um ponto de um líquido em contato com


a atmosfera é dada pela expressão:
Resposta da questão 26:
[B]

Página 13 de 16
APROFUNDAMENTO EM HIDROSTÁTICA PROF.: EMILSON MOREIRA
5 5 5
p = patm + μgH → 2,2x10 = 1,0x10 + μx10x5 → 50μ = 1,2x10

μ = 2,4x103 kg/m3

Resposta da questão 32:


[E]

Considerando o Hélio como gás ideal, temos a relação


entre as variáveis de estado nos dois pontos
considerados usando a equação geral dos gases
ideais. E A = PA + T
p A VA pB VB
= (1) T = E A − PA (I)
TA TB
Na esfera B:
Do enunciado:
VB T V V
=2 B  B =2 A (2)
VA TA TB TA

Substituindo (2) em (1):


pA VA pB VA
=2  pA = 2  pB (3)
TA TA

Usando o Princípio de Stevin para altura da coluna de


líquido entre os dois pontos:
pA = pB + ρgh (4)

Substituindo os dados de densidade, aceleração da EB1 + EB2 + T = PB


gravidade e altura da coluna de líquido juntamente T = PB − EB1 − EB2 (II)
com a equação (3) em (4), temos:
2pB = pB + 1000  10  10  pB = 1 105 Pa
Fazendo (I) = (II) :
E A − PA = PB − EB1 − EB2
Resposta da questão 33: [E]
2d V 5d 3V
dgV − gV = dB gV − dg − g
3 4 3 4
11d
 dB =
6

Portanto, não há alternativa correta.

Resposta da questão 34:


[E]

Da equação geral dos gases, podemos determinar a


pressão P ' no instante t ' :
PX = PY P0 V0 P' V '
=
P0 + d1gh1 = P0 + d2 gh2 T0 T'
d  5 = d2  3 (pois d1 = d) 105  3  12 P' 3  10
=
5d T 2T
d2 =
3 P' = 2,4  105 Pa

Na esfera A: Pressão devido à massa M :


PM = P'− P0 = 2,4  105 − 105
PM = 1,4  105 Pa

Sendo assim, podemos obter a massa M através de:

Página 14 de 16
APROFUNDAMENTO EM HIDROSTÁTICA PROF.: EMILSON MOREIRA
M g Pela lei da ação e reação, a força que atua sobre a
PM =
A plataforma é − N1, que por sua vez possui o mesmo
M  10 módulo de W1.
1,4  105 =
3  10−4
 M = 4,2 kg A mesma análise pode ser feita com o bloco 2.
Pelo equilíbrio dos momentos sobre a plataforma, em
relação ao ponto A, tem-se que:
Resposta da questão 35:
[D] MA = 0  W1x1 − W2 x2 = 0 ρ1V1gx1 = ρ2 V2gx2 = 0 
x 3
Situação 1: sistema fora do fluído.  ρ1x1 = ρ2 x2  ρ2 = 1 ρ1 =  1,6 = 1,2 g cm3
x2 4
Dados:
ρ1 = 1,6 g cm3 Situação 2: sistema imerso no fluído com
ρ2 = ? ρ = 1,1 g cm3

O ponto A corresponde ao centro de gravidade da


Nesse caso, as novas forças que atuarão sobre os
plataforma.
blocos serão as forças de empuxo, conforme a figura
V1 = V2 = V (volume dos blocos)
3:

A figura 1 apresenta o diagrama de corpo rígido da


Do equilíbrio dos blocos 1 e 2, conclui-se que:
plataforma, sendo W1 a força peso sobre o bloco 1,
N1 = W1 − E1
W 2 a força peso sobre o bloco 2, Wplat a força peso 
N2 = W2 − E2
sobre a plataforma, concentrada no centro de massa;
e NA a força normal do apoio simples sobre a
plataforma. sendo E1 = E1 e E2 = E2 .

A rigor, as forças que atuam efetivamente sobre o Do equilíbrio de momentos sobre a plataforma, em
bloco 1 são a força normal N1 da plataforma sobre o relação ao ponto A, tem-se que:
bloco, e a força peso W1, conforme a figura 2:
MA = 0  N1x1' − N2 x2 = 0 (W1 − E1)x1' = (W2 − E2 )x2 
(ρ2 − ρ) Vg x 2
 (ρ1Vg − ρVg)x1' = (ρ2 Vg − ρVg)x 2 = 0  x1' = 
(ρ1 − ρ) Vg
ρ −ρ  1,2 − 1,1 
 x1' =  2  x2 = 
'
  4  x1 = 0,8 cm.
ρ
 1 − ρ   1,6 − 1,1 

Resposta da questão 36:


[B]

Se foi feita uma retirada de carga para que o volume


submerso mantenha-se constante, é direto observar
que isto deve-se À redução do valor de empuxo. Logo,
a embarcação está indo do mar para o rio (redução da
densidade da água).

Para calcular o valor do Volume submerso,


Pelo equilíbrio do bloco 1, conclui-se que N1 = W1, primeiramente analisa-se as duas situações em
separado.
sendo N1 = N1 e W1 = W 1 .

Página 15 de 16
APROFUNDAMENTO EM HIDROSTÁTICA PROF.: EMILSON MOREIRA
- 1ª Situação: Embarcação no mar
E1 = P1
dM  g  VSUB = m  g
m
VSUB =
dM
Onde m é a massa da embarcação.

- 2ª Situação: Embarcação no rio


E2 = P2
dT  g  VSUB = ( m − mR )  g
m − mR
VSUB =
dT
Onde mR é a massa retirada do barco para manter o
volume submerso constante.

Igualando as duas equações:


m m − mR
=
dM dT
m  dT = m  dM − mR  dM
mR  dM = m  dM − m  dT
 d − dT 
mR = m  M 
 dM 

Resposta da questão 37:


[B]

Para o navio flutuar, é necessário que as forças peso


e empuxo se equiparem (resultante vertical nula).

Resposta da questão 38:


[A]

Do teorema de Stevin:
 18  103
hmín = 3  hmín = 1,8m.
p  10  10
p = dgh  h = 
dg  38  103
hmáx = 3  hmáx = 3,8m.
 10  10

Resposta da questão 39:


[C]

Ao apertar a garrafa, aumenta-se a pressão na água


nela contida e, consequentemente, na porção de ar
que há no frasco. Esse ar comprimido diminui de
volume, entrando mais água no frasco.

Resposta da questão 40:


[A]

Para que a pressão interior fosse maior que a pressão


atmosférica, a coluna de água deveria ter mais de 10
m. Logo, a água não sairá com a garrafa fechada.
Abrindo-se a garrafa, a pressão no orifício aumenta
com a profundidade em relação à superfície da água,
acarretando maior velocidade na saída.

Página 16 de 16