Você está na página 1de 43

MANUAL DE FORMAÇÃO

481 – CIÊNCIAS INFORMÁTICAS

481038 – OPERADOR/A DE INFORMÁTICA

0757 -FOLHA DE CÁLCULO FUNCIONALIDADES


AVANÇADAS

Entidade Formadora: IBJC - Instituto Bento de Jesus Caraça


Conceção/Autoria: Nuno Mendes

0
Índice

1. Introdução ......................................................................................................................................... 5
a. Âmbito do manual ........................................................................................................................ 5
b. Objetivos ....................................................................................................................................... 5
c. Conteúdos programáticos ............................................................................................................ 5
d. Avaliação sumativa - teste de avaliação de conhecimentos ...................................................... 5
e. Carga horária ............................................................................................................................... 5
2. MS Excel ........................................................................................................................................... 6
i. Ficheiro (File)............................................................................................................................ 6
ii. Editar (Edit) .............................................................................................................................. 6
iii. Ver (View) ............................................................................................................................. 7
iv. Inserir (Insert) ...................................................................................................................... 7
v. Formatar (Format)................................................................................................................... 7
vi. Ferramentas (Tools) ............................................................................................................. 7
vii. Dados (Data) ......................................................................................................................... 8
viii. Janela (Window)................................................................................................................... 8
ix. Ajuda (Help) ......................................................................................................................... 8
i. Deslocamento da janela ........................................................................................................... 9
ii. Modificação das dimensões da janela ..................................................................................... 9
iii. Janela em pleno ecrã (Maximizar)...................................................................................... 9
iv. Retorno às dimensões originais (Restaurar) ...................................................................... 9
v. Segundo Plano (Minimizar)..................................................................................................... 9
vi. Encerrar Programa ou Ficheiro (Fechar) .......................................................................... 9
vii. Deslocação da Janela .......................................................................................................... 10
f. ZOOM ......................................................................................................................................... 10
3. Múltiplas folhas de cálculo ............................................................................................................ 11
a. Múltiplas folhas .......................................................................................................................... 12
i. Referência para outras folhas ............................................................................................... 12

1
ii. Referencias externas .............................................................................................................. 12
iii. Hiperligações para outros livros ....................................................................................... 12
b. Reunião de folhas de cálculo ..................................................................................................... 13
4. Resumo de dados ............................................................................................................................ 18
a. Inserção de subtotais .................................................................................................................. 18
b. Destaques .................................................................................................................................... 20
5. Análise de dados ............................................................................................................................. 22
a. Análise de dados em tabelas e listas .......................................................................................... 22
b. Criação e formatação de uma tabela dinâmica ....................................................................... 22
c. Utilização de totais e subtotais .................................................................................................. 25
d. Fórmulas em tabelas dinâmicas ................................................................................................ 29
e. Elaboração de gráficos ............................................................................................................... 31
6. Macros ............................................................................................................................................. 34
a. Macros de personalização das barras de ferramentas ............................................................ 36
b. Criação e gravação de uma macro............................................................................................ 37
c. Atribuição de uma macro a um botão ...................................................................................... 38
d. Execução de uma macro ............................................................................................................ 40
e. Eliminar uma macro .................................................................................................................. 40
f. Editar uma macro ...................................................................................................................... 40
7. Bibliografia: .................................................................................................................................... 42

2
Índice de figuras

Figura 1 - Logotipo MS EXCEL ................................................................................................................ 6


Figura 2- Exemplo de folha de cálculo MS EXCEL ................................................................................ 11
Figura 3- Menu - dados; opção - consolidar............................................................................................. 13
Figura 4 - Caixa de diálogo - consolidar .................................................................................................. 14
Figura 5 - Menu Função ........................................................................................................................... 15
Figura 6 - Ligação aos dados de origem .................................................................................................. 15
Figura 7- Exercício 1 – folha 2................................................................................................................. 16
Figura 8- Exercício 1 – folha 3................................................................................................................. 17
Figura 9- Exercício 1 – folha 4................................................................................................................. 17
Figura 10 – Exercício 1 resultado ............................................................................................................ 17
Figura 11 - Enunciado – subtotais ............................................................................................................ 18
Figura 12 – Subtotais ............................................................................................................................... 19
Figura 13 - Resultado final - subtotais ..................................................................................................... 20
Figura 14 – Destaques (1) ........................................................................................................................ 21
Figura 15 - Destaques (2) ......................................................................................................................... 21
Figura 16 - Criação de tabela dinâmica (1) .............................................................................................. 23
Figura 17 -Criação de tabela dinâmica (2) ............................................................................................... 23
Figura 18 - Quadro resumo da tabela dinâmica ....................................................................................... 24
Figura 19 - Formatação de tabela dinâmica ............................................................................................. 25
Figura 20 - Totais e subtotais ................................................................................................................... 26
Figura 21 - Subtotais ................................................................................................................................ 27
Figura 22 - Totais gerais........................................................................................................................... 27
Figura 23 - Esquema de relatório ............................................................................................................. 28
Figura 24 - Linhas em branco .................................................................................................................. 28
Figura 25 - Definições de campo em tabela dinâmica (1) ........................................................................ 29
Figura 26 - Definições de campo em tabela dinâmica (2) ........................................................................ 30
Figura 27 - Resultado final ....................................................................................................................... 31
Figura 28 - Inserir gráfico ........................................................................................................................ 32
Figura 29 - Gráficos ................................................................................................................................. 32
Figura 30 - Exemplo de gráfico dinâmico ................................................................................................ 33
Figura 31 - Segurança de Macros (1) ....................................................................................................... 35
Figura 32 - Segurança de macros (2) ....................................................................................................... 35
Figura 33 - Permissão de macros ............................................................................................................. 36
Figura 34 - Personalização da barra de ferramentas (1) ........................................................................... 36
Figura 35 - Personalização da barra de ferramentas (2) ........................................................................... 37
Figura 36 - Criação de uma macro ........................................................................................................... 37
Figura 37 - Terminar gravação de macro ................................................................................................. 38

3
Figura 38 - Macro - Botão de controlo ..................................................................................................... 38
Figura 39 - Inserir botão ........................................................................................................................... 39
Figura 40 - Inserir botão (2) ..................................................................................................................... 39
Figura 41 - Atribuir macro a um botão .................................................................................................... 40
Figura 42 - Editar macro .......................................................................................................................... 41

4
1. Introdução

a. Âmbito do manual

O presente manual foi concebido como instrumento de apoio à unidade de formação de


curta duração nº 0757, de acordo com o Catálogo Nacional de Qualificações.

b. Objetivos

Executar ligações entre múltiplas folhas de cálculo.


Efetuar análise de dados
Automatizar ações através da utilização de macros

c. Conteúdos programáticos

As sessões serão dadas com recurso a:


Exposição oral e diálogo/discussão com os formandos, recorrendo a material audiovisual;
Material de suporte à formação, como por exemplo textos complementares.
A avaliação será contínua, através de pergunta/resposta, observação direta, dinâmicas de
grupo, e sumativa, através de um teste de avaliação final de conhecimentos.
Os formandos serão avaliados pelo desempenho individual e grupal, bem como as
competências técnicas, comportamentais e motivacionais de cada um e do coletivo.
A avaliação final do módulo será cotada da seguinte forma:
Domínio Cognitivo (60%)
Domínio Comportamental (40%)

d. Avaliação sumativa - teste de avaliação de conhecimentos

O teste de avaliação sumativa terá 10 questões de escolha múltipla, valendo 2 valores


cada uma.

e. Carga horária

25 Horas

5
2. MS Excel

O MS Excel é umas das ferramentas informáticas de cálculo mais utilizadas e tem para
além de inúmeras funcionalidades uma forma intuitiva de funcionar.

Figura 1 - Logotipo MS EXCEL

A cada documento de Excel chamamos Livro, cada livro pode ter várias folhas (de
calculo).

a. A BARRA DE MENUS

A barra de menus do Microsoft Excel apresenta os seguintes comandos:


Funções dos comandos do Menu
Qualquer comando do menu pode ser acedido de duas maneiras:
- Rato: Clique sobre a opção pretendida.
- Teclado: Através da tecla [ALT] e da respetiva letra sublinhada: F, E, V, I, R, M, D, J
ou U.

i. Ficheiro (File)

Algumas opções deste menu:


- Abrir um novo documento (folha de cálculo),
- Abrir um documento previamente gravado,
- Fechar um documento
- Guardar documentos
- Imprimir documentos
- Sair do Microsoft Excel

ii. Editar (Edit)

Algumas opções deste menu:

6
- Mover, copiar ou apagar uma célula ou um grupo de células selecionadas,
- Eliminar linhas ou colunas,
- Eliminar o conteúdo e/ou formatos de uma célula
- Procurar dados na folha de cálculo,
- Deslocar-se para uma célula,

iii. Ver (View)

Algumas opções deste menu:


- Visualizar Barras de Ferramentas,
- Ampliar ou reduzir a folha de cálculo.

iv. Inserir (Insert)

Algumas opções deste menu:


- Inserir uma fórmula numa célula,
- Inserir células, linhas ou colunas na folha de cálculo,
- Inserir quebras de página,
- Inserir gráficos,
- Definir um nome para uma célula ou grupo de células,

v. Formatar (Format)

Algumas opções deste menu:


- Escolher os formatos dos números (monetário, percentagem, etc.), das datas ou das
horas,
- Alinhamento dos dados [centro, esquerda, direita) numa célula ou grupo de células,
- Alterar o tipo e tamanho das letras e números de uma ou mais células,
- Colocar ou retirar um bordo numa ou mais células,
- Alterar a altura das linhas,
- Alterar a largura das colunas.

vi. Ferramentas (Tools)

Algumas opções deste menu:


- Correção Ortográfica,
- Alterar a apresentação da folha de trabalho quanto à grelha ou aos números de linha e
coluna,

7
- Proteger um documento com palavra-chave contra eventuais tentativas de alteração por
parte de um operador não autorizado,
- Alterar as operações de cálculo para o automático ou manual,
- Definir outras opções de trabalho especificas do operador,
- Criar ou Utilizar macros - instruções.

vii. Dados (Data)

Algumas opções do menu Dados são dedicadas a operar a base de dados do Microsoft
Excel permitindo criar séries, ordenar e procurar informações.

viii. Janela (Window)

As opções do menu Janela são dedicadas às janelas (folhas de cálculo ou gráficos) que o
operador abriu no Microsoft Excel. Assim, podemos passar de uma folha de cálculo para outra e
desta para um gráfico. Também é possível visualizar todas as janelas ao mesmo tempo ou
esconder janelas que não estejam a ser necessárias.

ix. Ajuda (Help)

Este menu, como o seu próprio nome indica, é destinado a ajudar o utilizador quando, por
vezes, existirem dúvidas em relação a alguns comandos ou funções do Microsoft Excel. A tecla
F1, o Microsoft Excel dá-lhe ajuda ao comando que está a executar.

b. As opções dos comandos do Menu

Depois de abrir a caixa das opções do comando, estas podem ser acedidas com o rato
bastando para isso um clique sobre a opção, ou com o teclado sendo necessário premir a tecla da
letra sublinhada da opção, ou ainda, deslocando o cursor (com as teclas de direção) e premir
ENTER quando estiver na opção pretendida.
Das opções apresentadas, umas aparecem a negro e outras em cinzento que lhe indicam
que as últimas não estão disponíveis no momento.
Existem ainda algumas opções com reticências (...) que lhe indicam que escolhendo estas
terá ainda outras opções. Estas são selecionadas numa caixa de diálogo a que nos referiremos
mais tarde.

8
c. Anular um Comando

Em qualquer situação, isto é, nas caixas de opção de menu ou nas caixas de diálogo,
pressionar a tecla ESC anula a escolha que estava a efetuar e volta para folha de cálculo.
As caixas de diálogo têm, normalmente, a opção Cancelar que também abandona o
comando.

d. MANIPULAÇÃO DA JANELA

i. Deslocamento da janela

- Clique sem largar sobre a barra onde indica o nome da folha de cálculo;
- Desloque a janela para a posição pretendida e largue o botão do rato;

ii. Modificação das dimensões da janela

- Apontar o cursor para um dos lados ou o canto da moldura da janela (o cursor muda de
aspeto);
- Clique e sem largar, desloque a moldura para as dimensões desejadas:
- Largar o botão do rato para terminar.

iii. Janela em pleno ecrã (Maximizar)

- Clique no botão no canto superior à direita ( ).

iv. Retorno às dimensões originais (Restaurar)

- Clique no botão ( ) à direita.

v. Segundo Plano (Minimizar)

- Clique sobre o botão ( )

vi. Encerrar Programa ou Ficheiro (Fechar)

- Clique sobre os botões ( )

9
vii. Deslocação da Janela

Linhas seguintes ou precedentes


- Clique sobre a seta para baixo na barra de deslocação vertical para visualizar a linha
seguinte.
- Clique sobre a seta para cima na barra de deslocação vertical para visualizar a linha
anterior.
- Clique sem largar na barra de deslocação vertical largando na posição desejada.

Colunas seguintes ou precedentes


- Clique sobre a seta para a direita na barra de deslocação horizontal para visualizar a
coluna seguinte.
- Clique sobre a seta para a esquerda na barra de deslocação horizontal para visualizar a
coluna precedente.
- Clique sem largar na barra de deslocação horizontal largando na posição desejada.

Voltar à primeira célula


Por vezes torna-se necessário ir rapidamente para o início da folha de trabalho.
- Pressione [CTRL] +[HOME].

Deslocação para o fim do documento


- Premir [CTRL] +[END].

e. BARRAS DE DESLOCAMENTO

Nos bordos direito e inferior encontram-se zonas sombreadas, designadas de barras de


deslocação. Estas barras mostram-nos qual a zona da folha que estamos a trabalhar, isto é, em
função da posição da barra de deslocação, sabemos se a zona visível da folha de cálculo está no
início, a meio, ou no fim do espaço disponível, seja na barra horizontal ou na vertical.
Permitem a deslocação na folha, na vertical para a barra da direita e na horizontal para a
barra a baixo. É mais fácil usar as barras de deslocação com o rato do que com o teclado.

f. ZOOM

Para trabalhar desfrutando completamente do espaço disponível, é possível alterar o


tamanho da janela da folha de cálculo, alargando na totalidade ou minimizando conforme as
necessidades.
- Utilize a caixa de Zoom, na barra de ferramentas Padrão.

10
3. Múltiplas folhas de cálculo

A ferramenta de cálculo MS EXCEL tem na sua base a folha de cálculo, da qual se mostra
em seguida um exemplo, é uma tabela ou grelha, formada por um conjunto de células.

Figura 2- Exemplo de folha de cálculo MS EXCEL

Uma folha de cálculo permite:


- Apresentação de tabelas e listagens de valores
- Uso de fórmulas, funções estatísticas, matemáticas que ajudam a executar cálculos
- Automatização de tarefas
- Representar graficamente a informação
- Imprimir dados
- Etc.

11
A folha de cálculo e formada por linhas e colunas que definem o endereço das várias
células das folhas de cálculo.

a. Múltiplas folhas
Cada documento (livro) envolverá provavelmente várias folhas de cálculo com ligações
entre elas, o que permitira que a informação seja utilizada pelas várias folhas e até pelos vários
livros sem a necessidade de ser copiada nos mesmos.
Sempre que numa folha de cálculo são usadas informações constantes noutras folhas de
cálculo ou noutros livros são usadas referências destas folhas nas fórmulas.

i. Referência para outras folhas

Acontece quando na folha destino se vai buscar informação a outra folha do mesmo livro.
Ex:
=Soma (folha2!B2:B5)

Em que na folha destino vão ser somados os valores da folha 2 nas células B2, B3, B4 e
B5

Qualquer alteração de valores na folha de origem são automaticamente alterados na folha


destino.

ii. Referencias externas

Acontece quando na folha destino se vai buscar informação a uma folha de outro livro.

Ex:
= Soma ( '[livro2.xlsm]folha1'!B2:B5)

Em que na folha destino vão ser somados os valores da folha 1 do livro 2 nas células B2,
B3, B4 e B5

Qualquer alteração efetuada na folha origem noutro livro:


- Se ambos os livros estiverem abertos são automaticamente alterados na folha destino.
- Se o livro origem não estiver aberto e este tenha alterações, o programa pedirá permissão
para atualizar assim que este seja aberto

iii. Hiperligações para outros livros

12
Permite ligar a uma localização específica, seja ela na mesma folha ou noutra folha do
mesmo livro ou de outro livro.

b. Reunião de folhas de cálculo


A reunião e consolidação automática de dados de múltiplas folhas de cálculo numa única
folha pode ser útil em várias situações
- Reunir informação de várias folhas numa só folha de cálculo.
- Recolher dados de células com as mesmas coordenadas de várias folhas do mesmo livro.
- Recolher dados de células com as mesmas etiquetas, usando as etiquetas como ponto de
referência.

A forma mais fácil e automática de fazer a consolidação de folhas de cálculo é por


posição, ou seja recolher dados com o mesmo endereço (coordenadas) em cada uma das folhas
de cálculo, contudo esta é uma forma que apresenta o risco de alteração das coordenadas da célula
de origem, podendo assim produzir resultados incorretos.

Para consolidar folhas por posição:

- Abrir o livro destino e os livros origem


- Ativar a folha do livro destino
- Escolher o menu dados /consolidar

Figura 3- Menu - dados; opção - consolidar


- O programa abre a seguinte caixa de diálogo

13
Figura 4 - Caixa de diálogo - consolidar

- No menu função escolher a função apara fazer a consolidação:

14
Figura 5 - Menu Função

- Definir as referências. Trata-se nesta fase de definir a informação e as folhas de cálculo


a consolidar, cada folha de cálculo será uma referência a adicionar. O programa Excel por defeito
assume o mesmo intervalo quando se seleciona a folha de cálculo seguinte facilitando o processo
seleção de intervalos a referenciar.

- Ligação aos dados de origem. Permite a atualização de dados, se estes forem alterados
nas folhas de origem.

Figura 6 - Ligação aos dados de origem

Exercício
Dadas seguintes folhas Folha 2, Folha 3 e Folha 4, consolidar os dados nelas constantes.

15
Figura 7- Exercício 1 – folha 2

16
Figura 8- Exercício 1 – folha 3

Figura 9- Exercício 1 – folha 4

Resultado:

Figura 10 – Exercício 1 resultado

17
4. Resumo de dados

Uma tabela em Excel é uma base de dados que permite guardar e manter atualizada a
informação.

a. Inserção de subtotais
O Excel coloca á disposição do utilizador a opção de cálculo de subtotais para um dado
intervalo de dados, inserindo linhas para os valores de subtotais calculados, esta função apenas é
possível depois de ordenados os dados.

Figura 11 - Enunciado – subtotais

- Ordenar a coluna de ‘nome’


- No friso Dados/Subtotais

18
Figura 12 – Subtotais

O resultado final ficará com a seguinte forma:

19
Figura 13 - Resultado final - subtotais
O programa define o subtotal de cada um dos nomes da coluna G e o total geral em que
é feito o total de todos os nomes.

b. Destaques
Ao criar tabelas grandes pode originar a folha de cálculo crescer de forma a ter dimensão
maior que o écrans, o que cria dificuldades e perdas de tempo especialmente quando é necessário
fazer deslizar a folha frequentemente.
Ao definir uma hierarquia é possível criar destaques de forma a conseguir ter uma maior
parte da informação disponível no écran.
O destaque pode ter até 8 linhas de destaque, permitindo que se possam criar folhas de
sumário.
Após a definição de subtotais na folha de cálculo as linhas de cada um dos nomes são
agrupadas e é possível agrupar apenas pelos subtotais ou abrir o destaque com cada um dos
elementos dos subtotais.

Do exemplo anterior:

20
Figura 14 – Destaques (1)

Figura 15 - Destaques (2)

21
5. Análise de dados

a. Análise de dados em tabelas e listas


Uma tabela dinâmica é uma forma de relatório que rearranja os campos e registos de uma
tabela, num formato diferente. Uma tabela dinâmica pode ser usada para realizar análises de
grandes quantidades de dados a nível da comparação de dados, filtragem e cálculos de subtotais.
Uma tabela dinâmica permite rapidamente fazer sumários de dados na folha de cálculo. Pode-se
mostrar subtotais usando dados numéricos, ou uma contagem de itens se os dados estiverem em
formato de texto.
Pode-se usar uma tabela dinâmica para colocar questões tais como:
- Que categorias dos nossos produtos estão a progredir e quais estão a regredir?
- Quem são os clientes chave que nos devemos concentrar?
- Como estão as nossas vendas deste ano em comparação com as do ano passado?
- Que vendedores vendem mais ou menos?

b. Criação e formatação de uma tabela dinâmica

Para criar uma tabela dinâmica menu inserir/tabela dinâmica

22
Figura 16 - Criação de tabela dinâmica (1)

Figura 17 -Criação de tabela dinâmica (2)

Na criação da tabela dinâmica é importante:

23
- Assegurar-se que a opção Selecionar uma tabela ou intervalo está ativada e que a tabela
ou intervalo de dados está corretamente identificado na respetiva janela

- Em Escolha onde pretende colocar o relatório da tabela dinâmica selecionar a opção


Nova folha de cálculo ou Folha de cálculo atual conforme adequado.

- Clicar no botão OK. O Excel cria a nova folha de cálculo ou seleciona a folha de cálculo
existente (dependendo na escolha feita), cria uma tabela dinâmica em branco e mostra o painel
com a lista de campos da tabela dinâmica em conjunto com uma estrutura em branco para a tabela
dinâmica. O Excel também adiciona a secção de ferramentas da tabela dinâmica ao Friso e mostra
o separador Opções.

Cria-se a tabela dinâmica selecionando os campos adequados na lista de campos existente


em Escolher campos para adicionar ao relatório. Quando se seleciona um campo, o Excel
automaticamente adiciona o campo à área adequada da tabela dinâmica.

Ao selecionar na caixa de texto do lado direito o resumo que queremos dos dados:

Figura 18 - Quadro resumo da tabela dinâmica

24
Para fazer a tabela dinâmica ter o aspeto desejado, aplica-se primeiro um estilo. Quando
se cria uma tabela dinâmica, o Excel automaticamente aplica um estilo à mesma. Pode-se aplicar
um outro estilo a partir do grupo de estilos do separador Estrutura:

Figura 19 - Formatação de tabela dinâmica

c. Utilização de totais e subtotais


O grupo de Esquema no separador Estrutura permite-nos alterar o esquema de uma tabela
dinâmica, escolhendo se se deseja mostrar subtotais e totais gerais, trocar entre três tipos de
esquemas e inserir uma linha em branco após cada item para tornar a tabela dinâmica mais fácil
de ler:

25
Figura 20 - Totais e subtotais

Subtotais – Clicar neste botão e escolher, conforme adequado, Não Mostrar Subtotais,
Mostrar todos os Subtotais no Fim do Grupo ou Mostrar todos os Subtotais no Início do Grupo:

26
Figura 21 - Subtotais

Totais Gerais – Clicar neste botão e depois escolher Desactivado para Linhas e Colunas,
Activado para Linhas e Colunas, Activado apenas para Linhas ou Activado apenas para Colunas,
para dizer ao Excel quais os totais gerais de colunas e linhas deverão ser visualizados.

Figura 22 - Totais gerais

Esquema de relatório – Clicar neste botão e escolher Mostrar em Formato Compacto,


Mostrar em Formato de Destaques ou Mostrar em Formato Tabular, conforme adequado. O
Formato Compacto é o esquema por defeito e é útil para compactar grandes quantidades de dados
numa pequena área do ecrã.

27
Figura 23 - Esquema de relatório

Linhas em branco – Clicar este botão e depois escolher Inserir Linha em Branco depois
de Cada Item se se deseja inserir linhas em branco entre os itens para tornar a tabela dinâmica
menos densa. Para remover as linhas em brancos existentes, selecionar Remover Linha em
Branco depois de Cada Item

Figura 24 - Linhas em branco

28
d. Fórmulas em tabelas dinâmicas

Posicionar o cursor sobre o campo Categoria e fazer clique na seta descendente.


Selecionar no menu rápido que aparece, a opção Definições do campo:

Figura 25 - Definições de campo em tabela dinâmica (1)

29
Figura 26 - Definições de campo em tabela dinâmica (2)

Aparece uma caixa de diálogo com as seguintes opções:

Nome personalizado – permite fazer a alteração do nome do campo.


Subtotais – permite colocar ou não subtotais na tabela.
Automático – insere uma linha com o subtotal sob os dados; se o campo selecionado for
um campo da linha ou coluna externa, usa a mesma função que o campo de dados.
Nenhum – não coloca subtotais
Personalizado – para calcular mais do que um subtotal (como, por exemplo, a soma e a
média).
Selecionar na opção Personalizado a função SOMA e a função MÉDIA, fazendo um
clique sobre as mesmas:

30
O resultado final:

Figura 27 - Resultado final

e. Elaboração de gráficos

Um gráfico dinâmico é um gráfico derivado de uma tabela dinâmica. A vantagem de um


gráfico dinâmico sobre um gráfico normal, é que é possível arrastar campos para localizações
diferentes no esquema do gráfico para mostrar diferentes níveis de detalhes ou diferentes vistas
dos dados. Esta flexibilidade torna os gráficos dinâmicos ideais para a análise de dados.
Para criar um gráfico dinâmico, proceder como segue:
- Criar uma tabela dinâmica conforme anteriormente explicado.
- Clicar em qualquer sítio da tabela dinâmica. O Excel adiciona a secção de ferramentas
da tabela dinâmica ao Friso.
- Escolher Inserir / Gráfico. O Excel mostra a caixa de diálogo de inserir gráfico dinâmico:

31
Figura 28 - Inserir gráfico

Opções de gráficos:

Figura 29 - Gráficos

Selecionar o tipo de gráfico dinâmico que deseja criar.

- Clicar no botão OK. O Excel fecha a caixa de diálogo de inserir gráfico dinâmico e cria
um gráfico dinâmico como um objeto na folha de cálculo que contém a tabela dinâmica. O Excel
também adiciona a secção de ferramentas do gráfico dinâmico ao Friso e mostra o painel de
tarefas de filtro do gráfico dinâmico:

32
Figura 30 - Exemplo de gráfico dinâmico

Quando se cria um gráfico dinâmico, o Excel coloca os campos no mesmo de acordo com
a tabela dinâmica selecionada.
Por vezes verifica-se a necessidade de se rearranjar os dados para fazer mais sentido.
Para rearranjar os dados no gráfico dinâmico, arrastar os campos para os locais adequados
no painel de campos da tabela dinâmica, da mesma forma como se procedeu para ajustar a tabela
dinâmica:
Igualmente se pode adicionar ou remover campos para dinamizar o gráfico. Para alterar
os campos, selecionar ou descativar as opções na janela Escolher campos para adicionar ao
relatório, ou arrastar os campos de uma caixa para a outra na parte inferior do painel de lista de
campos da tabela dinâmica.

33
6. Macros

Macros são programas adequados para a execução de tarefas numa base regular para
automatizar o processo. Quando uma Macro é ativada, ela executa sequencialmente as instruções
que a constituem.
Uma Macro é uma série de comandos Excel e instruções que se agrupam num ficheiro.
Quando é criada a Macro, em vez de se ter de executar manualmente uma série de ações, corre-
se a Macro e ela executa a tarefa por si.
De recordar que a Macro é uma ferramenta que ajuda a cortar tarefas repetitivas, e que
pode ser tão simples ou complicada como se desejar.
Uma vez que a Macro seja criada, é ativada através ou do teclado, ou de um botão na
barra de ferramentas, ou de uma lista de nomes de Macros.
Existem dois tipos de Macros: as macros de comando e as macros de função, sendo as
primeiras as mais utilizadas. As macros de comando simulam as ações feitas pelos utilizadores,
como por exemplo, formatações, criação de gráficos, etc. As macros de funções incluem funções
criadas pelo utilizador para resolver um problema específico simplificando os seus cálculos e são
adicionadas à lista de funções existentes.

Ativar o separador programador


No caso deste separador não estar disponível no Friso, fazer:
- Clicar no botão Microsoft Office e, em seguida, clicar nas Opções do Excel.
- Selecionar Mostrar separador Programador no Friso, nas Opções principais para
trabalhar com o Excel, da categoria Popular e, em seguida, clicar em OK.

Segurança das Macros


Os vírus podem agarrar-se às Macros. Dentro do Excel há ferramentas que podem ser
usadas para a respetiva proteção (além de um programa de vírus adequado).
Para especificar as definições de segurança das macros, proceder como segue:
- Selecionar Segurança de Macros, no grupo Código, do separador Programador.

34
Figura 31 - Segurança de Macros (1)

Na área de Definições das Macros clicar em Ativar todas as macros

Figura 32 - Segurança de macros (2)

Quando terminar o trabalho com as macros e para impedir a execução de um qualquer


código potencialmente perigoso, é recomendável que volte a ativar uma das definições que
permitem desativar as macros.
Para iniciar a construção de uma macro, é necessário preparar o documento, habilitando-
o à realização deste comando:
No menu Guardar como/livro com permissão de macros do Excel:

35
Figura 33 - Permissão de macros

a. Macros de personalização das barras de ferramentas

É possível criar um botão de atalho para executar uma macro dentro da barra de
ferramentas de acesso rápido. Para isto, clique com o botão direito do rato sobre a barra e
selecione personalizar barra de ferramentas de acesso rápido:

Figura 34 - Personalização da barra de ferramentas (1)

Escolher comandos de macros:

36
Figura 35 - Personalização da barra de ferramentas (2)
Da mesma forma que se podem adicionar, podem também ser removidas as macros no
mesmo painel.

b. Criação e gravação de uma macro

Para a criação de uma macro, clicar no menu programador/gravar uma macro:

Figura 36 - Criação de uma macro

37
Neste menu, pode ser definido o nome a dar á macro, o local onde vai ser gravada.

Quando terminar de colocar o nome da macro, clique em ok. Automaticamente começa a


gravação da sua macro! Faça todo procedimento que deseja que a macro realize e ao finalizar
clique no quadrado azul da figura abaixo:

Figura 37 - Terminar gravação de macro

c. Atribuição de uma macro a um botão

É possível ainda associar uma macro a um botão de controlo, parecido com este:

Figura 38 - Macro - Botão de controlo

Para criar o botão deve clicar-se no menu inserir/forma:

38
Figura 39 - Inserir botão

Figura 40 - Inserir botão (2)

É possível então atribuir uma macro ao botão criado, basta clicar com o botão esquerdo
do rato e pode então ser atribuída a macro:

39
Figura 41 - Atribuir macro a um botão

d. Execução de uma macro


Depois de atribuir a macro, cada vez que clicar no botão, o comando da macro vai ser
executado.

e. Eliminar uma macro


Se se desejar eliminar uma macro existente, proceder da seguinte forma:
- Abrir o livro que contém a macro que se pretende eliminar
- No separador Programador, grupo Código, clicar em Macros
- Na caixa de diálogo Nome da macro, selecionar o nome da macro que se pretende
eliminar
- Clicar no botão Eliminar. Surge uma caixa de diálogo a confirmar a eliminação.

f. Editar uma macro


Quando se está a criar uma macro com o Gravador de Macros todas as ações que executam
são convertidas em código Visual Basic. Se se modificar uma macro, pode-se considerar que será
talvez mais fácil gravá-la de novo do que editar o código de programação.
Para editar uma macro:
- Selecionar Macro, do grupo Código, separador Programador.
- Selecionar a macro que se deseja editar e clicar no botão Editar.
- Surge uma nova janela, onde à direita, mostra o respetivo código em Visual Basic que
foi gerado pela macro criada:

40
Figura 42 - Editar macro

41
7. Bibliografia:

- Microsoft Office Excel 2003 Passo a Passo, Curtis Frye, Ed. Bookman
- CINTO, Antonio Fernando; GÓES, Wilson Moraes, Excel Avançado, Editora: Novatec
- www.youtube.com

42