Você está na página 1de 2

Simulando 1º ano - Filosofia

1. Leia o texto a seguir sobre o conhecimento filosófico:

No período socrático ou antropológico, no âmbito da filosofia grega, surgem os sofistas. A


palavra era antigamente sinônimo de sábio. Porém, no século V a.C., toma um matiz pejorativo
e se aplica a um grupo de mestres ambulantes, que recorrem aos cidadãos gregos, ensinando
o que eles chamam de sabedoria.
(COLOMER, Klimke. Historia de la filosofia. Madrid: Labor, 1961, p.39) Adaptado.

No âmbito do conhecimento filosófico, o texto retrata que, no período socrático ou


antropológico, os sofistas representam algo totalmente novo nesse cenário com relação ao
estudo do homem. Sobre isso, assinale a alternativa CORRETA.
a) Os sofistas foram, na verdade, reputados como grandes mestres de cultura; inicia-se a fase
antropológica.
b) Os sofistas foram sábios nos estudos da natureza cosmológica e deram pouca importância
ao problema antropológico.
c) Com a sofística, inicia-se uma nova fase no período filosófico, o estudo de Deus.
d) Os sofistas não reconheceram o valor formativo do saber e elaboraram o conceito de
natureza, excluindo o homem da sua consideração.
e) Os sofistas influenciaram parcialmente o curso da investigação filosófica, com seu enfoque
teórico frente aos problemas prático-educativos. Eles aprenderam com Sócrates a arte
argumentativa.

2. O trecho seguinte, do diálogo platônico Górgias, refere-se ao modo de filosofar de Sócrates.

“Assim, Cálicles, desmanchas o nosso convênio e te desqualificas para investigar comigo a


verdade, se externares algo contra tua maneira de pensar.”

PLATÃO. Górgias. Trad. de Carlos Alberto Nunes. Belém: EDUFPA, 2002, p. 198, 495a.

Marque a alternativa que expressa corretamente o procedimento filosófico empregado por


Sócrates.
a) A base da filosofia socrática é a educação mediante os discursos políticos e jurídicos
encenados nos tribunais atenienses. Sócrates parte das proposições dos adversários para
encontrar um discurso oposto que seja retoricamente persuasivo.
b) A base da filosofia socrática é a procura da verdade acerca do conhecimento da Natureza e
da maneira de pensar sobre os princípios racionais que governam o cosmos a partir do
conhecimento acumulado pelos filósofos anteriores.
c) A base da filosofia socrática é a refutação, a partir de um convênio em busca da verdade, de
todas as proposições de seus interlocutores com o intuito de demonstrar que o conhecimento
das questões morais é impossível.
d) A base da filosofia socrática é a procura da perfeição da alma, mediante o exame de si
mesmo e dos concidadãos, que é a condição da excelência moral. A refutação socrática é,
sobretudo, um modo de testar a verdade da excelência da vida.
e) A base da filosofia socrática é a lógica formal e o estabelecimento das regras do raciocínio
dedutivo e indutivo que superam as falácias elencadas pelos sofistas.
Gabarito:

Resposta da questão 1:
[A]

O período destacado pelo texto é caracterizado por uma prática filosófica voltada para a
reflexão das questões relacionadas ao indivíduo, cujos primeiros expoentes são Sócrates e os
filósofos sofistas. Nesse contexto, atribui-se aos sofistas a introdução da retórica, que
possibilitou o desenvolvimento da habilidade de convencimento através do discurso, de modo
que se aponta os sofistas como mestres da oratória.

Resposta da questão 2:
[D]

Sócrates nunca buscou um discurso retoricamente persuasivo. Pelo contrário, ele criticava a
ação dos sofistas que assim agiam. Sua intenção era a busca da verdade, que ocorria
mediante um método de refutação que passa pela ironia e pela maiêutica. De fato, pode-se
dizer que ele testava a verdade da excelência da vida, examinando a si mesmo e os
concidadãos, a fim de chegar à perfeição da alma.