Você está na página 1de 6

ESCOLA EB 2,3 DE RUY BELO

ANO LETIVO 2019/2020

ATA DE REUNIÃO DE CONSELHO DE TURMA 2.º período

5.º ano – turma F

Aos trinta dias do mês de março de dois mil e vinte, pelas onze e quarenta minutos, sob a presidência do diretor de
turma, reuniu-se o conselho de turma, com a presença dos seguintes elementos:-----------------------------------------------
INTERVENIENTES NOME RUBRICA
PRESIDENTE DA REUNIÃO Isabel Branco Paulos Presente
Português Isabel Branco Paulos Presente
Inglês Paula Maria Rodrigues Presente
História e Geografia de
Gertrudes Guerreiro Presente
Portugal
Cidadania e Desenvolvimento Gertrudes Guerreiro Presente
Matemática Claudina Amaral Soares Presente
Ciências Naturais Cristina Vigário Presente
Educação Visual Carla Saldanha Presente
PROFESSORES

Educação Tecnológica Carla Saldanha Presente


Educação Musical Filipa Pires Presente
Educação Física Pedro Silva Presente
Oficina de Projetos Isabel Branco Paulos Presente
Oficina de Projetos Filipa Pires Presente
Educação Moral e Religiosa
Josleine Cláudia César Andrade Ausente
(Evangélica)
Educação Moral e Religiosa
Ana Isabel Candeias Oliveira Presente
(Católica)
Educação Especial Maria José Barroso Presente
------Iniciou-se a reunião à distância, recorrendo ao “Google Reunião”, para dar cumprimento à seguinte ordem de
trabalhos:---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
- Ponto um - Informações;-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
- Ponto dois - Avaliação dos alunos no segundo período;--------------------------------------------------------------------------------
- Ponto três - Outros assuntos de caráter pedagógico.------------------------------------------------------------------------------------
------Deu-se início à reunião com a presença de todos os docentes com exceção da professora Josleine Andrade de
Educação Moral e Religiosa Evangélica que não se encontra por motivos devidamente justificados tendo entregue,
antecipadamente, a sua proposta de avaliação dos alunos.-----------------------------------------------------------------------------
------A diretora de turma informou o Conselho de Turma que contactou quase todos os encarregados de educação
pelos meios ao dispor (caderneta, Inovar, telefone, email), no sentido de os pôr ao corrente da situação escolar dos
educandos, solicitar justificação de faltas, entregar autorizações para os apoios, entre outras situações. A diretora de
turma convocou a encarregada de educação da aluna Carolina Rasquilha (número cinco), via caderneta, para se
deslocar à escola no sentido de ser informada das dificuldades da aluna, tomar conhecimento e autorizar a proposta
de apoio Antecipação do Reforço da Aprendizagem (ARA), justificar faltas e reforçar a importância da aluna ser mais
assídua e pontual. A responsável nunca compareceu na escola, nem estabeleceu qualquer contacto com a diretora
de turma. Assim, a diretora de turma enviou através da aluna a autorização para o apoio (ARA) e a mesma veio
assinada no dia seis de março de dois mil e vinte. É ainda de salientar, as inúmeras tentativas de contacto telefónico
efetuadas, mas sempre sem resposta. Ainda sobre esta aluna, a diretora de turma comunicou com a psicóloga Ana
Alves a fim de tomar conhecimento da situação da aluna.
---------------------------------------------------------------------------------------------
------Dos contatos efetuados com sucesso, quer telefonicamente, quer presencialmente, salientam-se os contactos
com os encarregados de educação dos alunos, a saber: ---------------------------------------------------------------------------------
-Bruno Brás (número cinco), que continua a registar um elevado número de faltas justificadas por motivo de saúde.
A encarregada de educação comunicou à diretora de turma que o educando continua com a saúde debilitada e que
a consulta marcada para janeiro teria sido remarcada para março pelo Hospital Fernando Fonseca. A diretora de
turma alertou-a para o facto da situação estar a prejudicar gravemente o seu desempenho e aproveitamento
escolar e que todos os docentes estão preocupados com a situação. Em relação a este aluno, foi também feita a
referenciação para o Gabinete de Apoio ao Aluno e à Família (GAAF) ficando responsável a Técnica a Anabela
Fernandes e ainda elaborada a referenciação para a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens, no dia onze de
março de dois mil e vinte.-----------
-Jelson Moreira (número doze), ao qual foi anulada a autorização da frequência do Desporto Escolar (Futsal Infantil
Masculino), por diretriz da encarregada de educação.------------------------------------------------------------------------------------
-Luana Mendes (número quinze), cuja encarregada de educação referiu que o pai está a acompanhar a situação
escolar da aluna. Neste momento, a aluna vive na casa do pai durante a semana e ao fim de semana fica em casa da
mãe. Mediante solicitação prévia e conhecimento da encarregada da educação, foi entregue ao pai cópia dos
relatórios psicológicos constantes no processo da aluna, para entregar ao psicólogo do Centro de Estudos. A diretora
de turma sugeriu ainda que a aluna fosse à médica de família, com vista a ser encaminhada para uma consulta
Pedopsiquiatria e Desenvolvimento no hospital da área de residência. Foi também feita a referenciação para o
GAAF, tal como tinha ficado definido em conselho de turma
anterior;------------------------------------------------------------------------
-Thienry Djaló (número vinte) e Jelson Moreira (número doze), atendendo ao facto de no dia três de março, os dois
alunos estarem a empurrar com o pé e a “brincar” com o portão de acesso ao ginásio e este ter caído, foram
encaminhados para o GAAF onde fizeram uma exposição, por escrito, do ocorrido. A diretora de turma informou os
alunos e os encarregados de educação que iam ser tomadas as medidas previstas no regulamento
interno.--------------
-Dominick Palaoro, a encarregada de educação referiu a necessidade de se orientar bem a educanda porque ela tem
alguma falta de concentração.------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
------Para terminar, a diretora de turma veiculou ainda as seguintes informações: -----------------------------------------------
-foi feita a sinalização para o Serviço de Psicologia e Orientação do aluno Guilherme Monteiro (número nove);---------
-todos os alunos propostos em conselho de turma anterior, estão a frequentar os apoios (IFA) e (ARA) à exceção da
aluna Luana Mendes (número quinze), pois esta já tinha sido inscrita num Centro de Estudos e os horários não eram
compatíveis;------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

------Considerando o ponto número dois da ordem de trabalhos, o Conselho de Turma procedeu ao lançamento,
verificação e ratificação dos níveis atribuídos nas diversas áreas, que constarão nos registos de avaliação e
pauta.-----
------De seguida, foi realizada a Avaliação das Medidas de Suporte à Aprendizagem e à Inclusão, através do
preenchimento da Ficha A, aos alunos que usufruem de medidas ao abrigo do Decreto-Lei n.º 54 de seis de julho;
alunos com medidas universais (artigo 8.º), designadamente: Bruno Brás (número quatro), Guilherme Monteiro
(número nove), Simão Dias (número dezoito) e Thomas Fernandes (número vinte e um) que se encontram
abrangidos por estas medidas desde o início do ano letivo e a aluna Luana Mendes (número quinze) desde o início
do segundo período; para os alunos com medidas seletivas (artigo 9.º), nomeadamente, as alunas Ceara Rosário
(número seis), que usufrui das medidas desde o início do ano letivo e Carolina Rasquilha (número cinco), à qual
foram acrescidas as medidas seletivas a partir da reunião intercalar, designadamente: a alínea b) – adaptações
curriculares não significativas às disciplinas de português e História e Geografia de Portugal; a alínea d) - antecipação
e reforço das aprendizagens (ARA) às disciplinas de português, inglês e matemática; Utilizar dois pontos duas vezes
na mesma frase não é recomendável mas é aceitável. Fica ao vosso
critério--------------------------------------------------------------
------Relativamente aos alunos que usufruem, apenas, de medidas universais (artigo 8.º), importa referir:----------------
- aluno Bruno Brás (número três) apresenta três níveis inferiores a três, às disciplinas de Inglês, História e Geografia
de Portugal e Matemática. A docente de inglês referiu que, muito embora tenham sido aplicadas as medidas
previstas e referidas nos documentos próprios para o efeito, o aluno não desenvolveu as aprendizagens essenciais,
não só devido às suas dificuldades, mas, principalmente, devido à sua falta de assiduidade, agravada pela falta de
hábitos de trabalho e de empenho. A História e Geografia de Portugal, o aluno não realizou as tarefas da sala e não
esteve nos momentos formais da avaliação, situação esta que comprometeu a aquisição de conhecimentos nesta
área. A professora de Matemática disse que o aluno não desenvolveu as aprendizagens essenciais na disciplina de
Matemática ao longo deste ano letivo. Foram realizadas fichas de avaliação diferenciadas/consulta, nas quais o
aluno nunca obteve menção diferente de fraco ou não satisfaz e não entregou um trabalho individual para
avaliação. Revelou dificuldades em expressar as suas ideias utilizando vocábulos específicos de matemática para
responder às questões orais e escritas, bem como ao nível da aplicação dos conhecimentos em situações práticas,
dificuldades a nível de cálculo, apreensão e relacionação de conceitos/conhecimentos, resolução de problemas, falta
de uma cultura de trabalho (empenho, persistência e responsabilidade) e falta de hábitos e métodos de estudo. O
aluno cumpre pouco com as tarefas que lhe são propostas em casa e na sala de aula, não participa na aula nem tira
dúvidas, está muitas vezes distraído e não se empenha de modo a ultrapassar as suas dificuldades. Em grande parte,
o insucesso do Bruno passa pela assiduidade muito irregular, não permitindo acompanhar as matérias lecionadas.
Por outro lado, a diretora de turma referiu que pelo facto não ter frequentado os apoios IFA, não permitiu fazer uma
intervenção adequada junto do aluno. Não obstante as avaliações acima referidas, o Conselho de Turma considera
que as medidas foram eficazes, e deverá mantê-las no próximo
período.-----------------------------------------------------------------------------------------------------
-quanto ao aluno Guilherme apelido (número oito), assinala-se a subida de nível dois para três a História e Geografia
de Portugal, a Matemática e a Educação Musical e Ciências Naturais. Neste período o aluno obteve três níveis dois
às disciplinas de Português e Inglês. Os docentes referiram que o aluno se mostrou mais empenhado e colaborante,
o que permitiu um trabalho mais sistemático dos conteúdos. Contudo este aluno precisa de fazer os trabalhos de
casa para reforçar as aprendizagens. O Conselho de Turma irá manter as mesmas medidas, tendo sido de certo
modo
eficazes.-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
-os alunos Simão Dias (número dezoito) Thomas Fernandes (número vinte e um) não apresentam níveis inferiores as
três, pelo que, as medidas foram eficazes e devem manter-se até ao final do ano letivo.---------------------------------------
-quanto à aluna Luana Mendes (número quinze), subiu de nível às disciplinas de Português, História e Geografia de
Portugal e Educação Musical. Apresenta ainda três níveis inferiores a três, nomeadamente, a Inglês, Matemática e
Ciências Naturais. Apesar das avaliações acima referidas, o conselho de turma considera que as medidas foram
parcialmente eficazes pois a aluna ainda não é regular no seu estudo e apresenta ainda muitas dificuldades em se
concentrar nas aulas e na concretização de tarefas. --------------------------------------------------------------------------------------
------Relativamente aos alunos que usufruem de medidas seletivas (artigo 9.º), Ceara Rosário (número seis) e
Carolina Rasquilha (número cinco), importa destacar:
-----------------------------------------------------------------------------------------------
-a aluna, Ceara Rosário (número seis) obteve nível igual ou superior a três a todas as disciplinas, considera-se que as
medidas forma eficazes e serão para manter no próximo período, contudo o seu desempenho e resultados foram
menos visíveis neste período, mostrando-se menos atenta na realização das tarefas. ------------------------------------------
-a aluna Carolina Rasquilha (número cinco) obteve nível inferior a três ou a três disciplinas? disciplinas, a saber:
Português, Inglês e Matemática. A professora de português salientou que a atribuição do nível dois à aluna se
prende com o facto da mesma só ter iniciado o apoio do ARA, no final deste período. Como ta l, não foi possível
aplicar todas as estratégias e medidas adequadas ao perfil da aluna e que seriam fundamentais para reforçar as
competências em falta, por forma a atingir mais sucesso. Acresce a esta situação, o facto de a aluna não ter
realizado a maioria das tarefas de reforço enviadas para casa. Na sala, implementaram-se as estratégias e
acomodações previstas, mas ainda assim mostrou muitas dificuldades em perceber e aplicar os conhecimentos. A
docente de Inglês referiu que forma aplicadas as medidas previstas, no entanto, a aluna revela graves dificuldades
na aquisição, compreensão, relacionação e aplicação de conhecimentos, além de que não apresenta hábitos, nem
métodos de trabalho que lhe permitam colmatar algumas das suas dificuldades. De acordo com a professora de
matemática, a aluna não desenvolveu as aprendizagens essenciais na disciplina (de Matemática) ao longo deste ano
letivo. Foram realizadas fichas de avaliação diferenciadas/consulta, nas quais a aluna nunca obteve menção
diferente de fraco ou não satisfaz e não entregou um trabalho individual para avaliação. Inicialmente a aluna não
tinha material, passado meio período é que o obteve. Apresentou dificuldades a nível de cálculo, apreensão e
relacionação de conceitos/conhecimentos, pouca participação na aula, resolução de problemas, falta de uma cultura
de trabalho (empenho, persistência e responsabilidade) e falta de hábitos e métodos de estudo. Foi irregular na
assiduidade e na realização dos trabalhos de casa, estando registado no programa INOVAR as faltas para a
encarregada de educação tomar conhecimento. -----
------Decorrente da aplicação das medidas de suporte à aprendizagem e à inclusão, a docente de Educação Especial
solicitou e anotou as avaliações obtidas pelos alunos que usufruem de medidas seletivas. No que se refere à aluna
Ceara Rosário (número seis) obteve resultados positivos em todas as áreas. É uma aluna empenhada, mas revela
fragilidades ao nível da concretização das tarefas e alguma lentidão na execução das mesmas. Foi uma aluna
assídua, mas nem sempre pontual. Em relação à aluna Carolina Rasquilha (número cinco) regista nível inferior a três
às disciplinas de português, inglês e matemática. Todos os professores são unanimes em dizer que a aluna manifesta
grandes dificuldades em perceber, reter a informação e em aplicar os conhecimentos. As aquisições estão muito
aquém do expectável, não mobilizando os conteúdos básicos. As medidas aplicadas seriam ajustadas se a aluna não
manifestasse tantas dificuldades nas aprendizagens, se se empenhasse mais nas tarefas da sala, se realizasse os
trabalhos de casa, se tirasse dúvidas, se fosse mais pontual e tivesse o material necessário às aulas. Desde o
primeiro período que a aluna tem uma frequência irregular das aulas, situação esta que também não a ajuda a
integrar-se nas atividades e na dinâmica das aulas.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------
------A psicóloga Ana Alves informou que a avaliação da aluna Carolina Rasquilha (número cinco) ainda não está
concluída, no entanto, disponibilizou os resultados dos testes que já foram realizados, a saber: teste das Matrizes
Progressivas de Raven – Escala Colorida (versão paralela), que mede o raciocínio não verbal (a aluna encontra-se
dentro da média para a sua faixa etária); na Escala de Inteligência de Wechsler para crianças – WISC-III, apenas
realizou três testes, de entre os treze que a compõe; no teste de Informação, que apela para os conhecimentos
adquiridos e a memória a longo prazo, ela obteve nível muito abaixo da
média.----------------------------------------------------------------------------Foi ainda analisada a situação escolar do aluno
Pedro Eller (número dezassete) que veio do Brasil no presente ano e que obteve nível inferior a três às disciplinas de
português, inglês e matemática. O conselho de turma considera que apesar de se terem implementado algumas
estratégias para colmatar as suas dificuldades, as mesmas ainda persistem e não foram suficientes. Assim,
procederão ao preenchimento da ficha B, assim que se retome a normalidade das
aulas.----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
------Analisaram-se as sínteses descritivas elaboradas pelos docentes que lecionam as disciplinas de Oficina de
Projetos e Cidadania e Desenvolvimento, no geral, os resultados foram positivos, muito embora, os alunos
necessitem de se empenhar mais e desenvolver técnicas de pesquisa, recolha e tratamento adequado da
informação. Na área de Oficina de Projetos foram atribuídos dois níveis negativos a dois alunos, pelo facto de não
terem tido uma participação ativa na realização dos trabalhos de grupo devido às faltas dadas. As apresentações dos
trabalhos de grupo foram interrompidas pelo facto da escola ter fechado devido à atual situação epidemiológica. Na
disciplina de Cidadania e Desenvolvimento, os alunos abordaram o tema “Direitos Humanos”. Aproveitando este
tema e tendo presente a “Semana da Paz e da Não Violência” que se assinalou de dez a catorze de fevereiro, os
alunos ilustraram pombas da paz e escreveram nelas o seu gesto pela paz, comprometendo-se a respeitar os direitos
de cada um e a desenvolver gestos que mantenham a paz na escola, em casa e no mundo. Os alunos iniciaram o
tema “Educação Ambiental”, viram alguns vídeos e trocaram ideias sobre o que se pode fazer, para proteger o
ambiente. A professora de Cidadania e Desenvolvimento deixou em ata uma menção qualificativa, para cada um dos
alunos: Abudulai Indjai (número um) satisfaz, Artur Trygub (numero dois) satisfaz, Bernardo Raposo (número três)
satisfaz, Bruno Brás (número quatro) satisfaz, Carolina Rasquilha (número cinco) satisfaz, Ceara Rosário (número
seis) satisfaz, Gonçalo Silva (número oito) satisfaz, Guilherme Monteiro (número nove) satisfaz, Isaque Mendes
(número onze) satisfaz, Jelson de Barros (número doze) satisfaz, João Gomes (número treze) satisfaz, Leonor Santos
(número catorze) satisfaz, Luana Mendes (número quinze) satisfaz, Maria Martins (número dezasseis) satisfaz, Pedro
Eller (número dezassete) satisfaz, Simão Dinis (número dezoito) satisfaz, Sofia Rodrigues (número dezanove)
satisfaz, Thienry Djaló (número vinte) satisfaz, Thomas Fernandes (número vinte e um) satisfaz, e Dominick Palaoro
(número vinte e dois) satisfaz bem.-------------------------Após análise do aproveitamento global da turma, cuja taxa de
sucesso é de cem por cento, foi o mesmo considerado bom. Contudo, os professores concordam que, efetivamente,
o trabalho dos alunos se situa a um nível satisfatório. Estes precisam de se empenhar mais nas tarefas, apresentar
dúvidas e dificuldades e reforçar aprendizagens na sala de aula, assumindo uma atitude responsável face à vida
escolar. Por outro lado, seria importante que realizassem as tarefas de reforço enviadas para casa e estivessem mais
atentos e colaborantes na sala de aula. O Conselho de Turma propõe ainda, as seguintes estratégias: implementação
das medidas previstas para os alunos ao abrigo do Decreto-lei; reforço na comunicação com os encarregados de
educação e responsabilização dos mesmos face ao trabalho e cumprimento do dever de assiduidade e pontualidade;
reforço na utilização da caderneta escolar; cumprimento rigoroso das normas de conduta; reforço na verificação da
realização dos trabalhos de casa; exigência de rigor na apresentação dos trabalhos solicitados; cumprimento total
das tarefas em sala de aula; promoção do estudo diário da matéria lecionada; encaminhamento para o Serviço de
Orientação e Psicologia (SPO) e Gabinete de Apoio ao Aluno e à Família (GAAF), caso se
justifique.-------------------------------------------------------------------
------O comportamento global é considerado satisfatório. Contudo, indicam-se os alunos Artur Trigub (número dois),
Guilherme Monteiro (número nove), Jelson Barros (número doze), Luana Mendes (número quinze) e Pedro Eller
(número dezassete), apesar de terem melhorado as suas atitudes ao longo deste período, deverão continuar a
esforçar-se por não prejudicarem o grupo/turma. Salientam-se pela positiva os restantes alunos da turma que de
um modo geral acatam as orientações e contribuem para a estabilidade da
mesma.-------------------------------------------------
------Relativamente ao ponto três, outros assuntos de caráter pedagógico, no que respeita os Domínios de
Autonomia Curricula, realizou-se o balanço das atividades desenvolvidas nas diversas disciplinas. A professora Isabel
Paulos trabalhou “Os Roteiros” em duas aulas de português. Tendo em consideração a flexibilidade curricular e a
gestão do currículo, as professoras de Educação Visual e de Matemática, em relação ao tema “Geometria”
procederam à articulação dos conteúdos comuns às duas disciplinas. A professora de matemática referiu que os
marcadores iam ser desenvolvidos aquando da exploração do domínio da geometria e medida. As restantes
atividades programadas nas outras áreas curriculares não foram desenvolvidas neste período, pois devido ao surto
pandémico as escolas fecharam duas semanas antes do término do mesmo. A diretora de turma informou que a
visita de estudo à “Caravel On Wheels”, (visita pelos locais emblemáticos da cidade de Lisboa), se realizou no dia
dois de março de dois mil. O balanço foi muito
positivo.----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- ------
Relativamente às atividades, desenvolvidas ao longo do período, foram registadas as seguintes: no âmbito da
disciplina de Português, a professora continuou a implementar o projeto "10 min a ler" em parceria com o Centro de
Recursos. No âmbito das Comemoração da Não Violência e Paz nas Escolas, trabalhou com os alunos um dos contos
sugeridos pela biblioteca. No dia seis de março, realizou-se um encontro com o escritor José Pardal para a
apresentação do livro “À Conversa com uma Tartaruga Verde”, onde o escritor alertou os alunos para os efeitos da
poluição e formas de a contornar. Na disciplina de ciências naturais, os alunos elaboraram cartazes para preservação
da natureza, para alertar para a poupança e consumo desmedido de água. A professora de História e Geografia de
Portugal referiu que os alunos se deslocaram à Biblioteca/ Centro de Recursos Educativo da Escola, para visitar a
exposição “Migrações e Desenvolvimento”, uma exposição itinerante promovida pela Cáritas Portuguesa e
destinada a desafiar os jovens a refletir sobre o fenómeno das Migrações e a sua relação com o desenvolvimento do
ser humano. No dia 19 de fevereiro, participaram na atividade de Educação Física "Mega Meeting" os alunos:
Gonçalo Silva (número oito), Leonor Santos (número catorze), Guilherme Monteiro (número nove) e Thomas
Fernandes (número vinte e um).
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
------Por fim, foi referido pelo Diretora de Turma que, ao longo destas duas semanas, todos os docentes
estabeleceram contacto com a turma no sentido de fornecer tarefas de consolidação. No último dia de aulas, alguns
docentes já tinham dado indicações sobre as tarefas a desenvolver ao longo desta quinzena. A Diretora de turma
criou um email para a turma, onde os colegas poderiam descarregar os documentos. Foi feito o levantamento dos
recursos tecnológicos de cada aluno, o qual será enviado para os docentes do conselho de turma. Contudo, não foi
possível estabelecer quaisquer contactos com a encarregada de educação da Aluna Carolina Rasquilha (número
cinco), pois o número de telemóvel não está ativo e não dispõe de
email.----------------------------------------------------------------------------
-------Nada mais havendo a tratar, foi lida e aprovada a presente ata, dando-se por terminada a reunião.
-----------------

Presidente Secretário

Isabel Paulos Filipa Pires

Visto em ………/ ……… / …………….


Presidente da CAP

……………………………………….