Você está na página 1de 4

MISSIOLOGIA- TRABALHO 01

QUESTÃO A

I. LEIA O ARTIGO – MISSIOLOGIA – MISSÕES: A PRIORIDADE DE

DEUS (RUSSEL SHEDD) E RESPONDA:

I. POR QUE DEUS DECIDIU FAZER TUDO O QUE FEZ? CITE

5 MOTIVOS ABORDADOS NO TEXTO.

O primeiro motivo da criação foi o desejo de Deus de ter pessoas com


quem pudesse desfrutar comunhão. Deus é social. Ele ama pessoas como
nós — gente. Ele queria alguém com quem pudesse conversar e de quem
recebesse adoração.
O segundo motivo: é que Deus é um Deus feliz. Ele queria compartilhar
sua felicidade com o ser humano.
O terceiro motivo: Deus nos criou para mostrar seu amor. Ele já amava o
Filho, e o Filho amava o Pai, mas queriam um povo para demonstrar seu
amor.
O quarto motivo: Deus criou o mundo para ser glorificado por meio dele.
Ele criou o ser humano à sua imagem para que este pudesse glorificá-lo
por causa de sua graça.
O quinto motivo: Deus criou o homem para compartilhar com ele sua
santidade. “Sereis santos, porque eu sou santo” (Lv 11.44).

II. EXPLIQUE, COM SUAS PALAVRAS, AS BASES PARA

FAZERMOS MISSÕES E O PROPÓSITO DIVINO PARA A

HUMANIDADE DE ACORDO COM:

a) GN 12.1-3: Ao chamar Abraão para deixar a sua terra, sua

parentela e a casa do seu pai, Deus promete a Abraão que o

abençoaria, faria dele o pai de uma grande nação, que seria

formada pelos seus descentes e as outras nações través de

seus descentes também seriam abençoadas. Vemos que

Deus o chama, promete abençoá-lo e torná-lo conhecido, mas


havia uma condição: ele teria que obedecer a Deus

completamente. ‘A bênção da promessa está diretamente ligada

à obediência à ordem de ser uma bênção’.

b) GN 50.15-21: O propósito de Deus é que ao sermos

abençoados, outras vidas também sejam abençoadas através

de nossas vidas. José perdoou completamente seus irmãos e

lhes garantiu que cuidaria deles e de suas famílias. Devemos

perdoar e abençoar graciosamente como Deus faz conosco,

devemos passar adiante as bênçãos recebidas.

c) DT 4.5-8: Deus deixou preceitos para o povo de Israel e

alertou que ao obedecê-los eles seriam abençoados, sábios e

bem sucedidos. O propósito de Deus ao estabelecer os

mandamentos é apontar o pecado e ensinar ao povo a viver

de acordo com a vontade de Deus. As bênçãos são

decorrentes da obediência. O perdão para os nossos pecados

devem ser buscados pelos méritos de Cristo, não precisamos

fazer nenhum tipo de sacrifício, mas devemos obedecer e

olhar para Cristo, o modelo a ser seguido. Somos escolhidos e

portanto, abençoados, e o vontade de Deus é que ao olhar

para nós as nações almejem seguir e buscar a Cristo como

Senhor de suas vidas.


d) SL 67.1,2: O salmista suplica a misericórdia, a bênção e a

luz de Deus sobre ele e assim todas as nações conhecerão o

caminho e a salvação do Senhor. Ao cumprirmos a grande

comissão, a ordem de Jesus para ir e pregar as boas novas a

todas as nações, todos devem ouvir e ver através de nós

como Jesus transforma a vida do homem. A nossa

preocupação deve ser pregar a Palavra para que o mundo

creia e as bênçãos do Senhor venha sobre todos os povos.

Devemos compartilhar as boas novas a todos, indistintamente.

III. COMENTE SOBRE O QUE VOCÊ APRENDEU E O QUE VAI

FAZER A PARTIR DA LEITURA DO ARTIGO.

O texto nos fala sobre o propósito da criação, porque Deus

criou o homem. Deus quer se relacionar conosco, quer

compartilhar sua felicidade, para mostrar o seu amor, para ser

glorificado por nós e para demonstrar a sua santidade e

compartilhá-la conosco.

O chamado de Abrão, o chamado de Jesus para cumprir o

Seu Ide para levar as boas novas para que todas as nações O

conheça e reconheça que somente Ele pode salvar a

humanidade.

O brilho da Igreja fará com que todos desejem vir para a luz.

Deus prometeu fazer de Abraão uma grande nação, e ao

obedecer ele seria abençoado. As bênçãos são em

decorrência da nossa obediência, elas nos alcançarão, mas


não podemos ser egoístas, devemos falar daquele que nos

salvou e contar as bênçãos recebidas. Devemos louvar a

Cristo pelo Seu sacrifício e compartilha-lo com todos e,

certamente a colheita será abundante, devemos produzir

frutos de arrependimento, esse é o propósito do Senhor.

Como Israel teve a oportunidade de influenciar as nações de que

Deus é o Deus verdadeiro e único, cumprindo as suas leis, amando

e demonstrando o seu amor através da obediência e da adoração,

nós também temos o privilégio de demonstrar o nosso amor pelo

Senhor e Deus de nossas vidas.

Não podemos jamais deixar de compartilhar esse amor e proclamar

que somente Jesus pode salvar o homem e todas as nações ao

conhecer e reconhecer Jesus como Senhor das suas vidas serão

bem-aventuras e prósperas.

IV. FAÇA UM RESUMO DO LIVRO PAIXÃO PELAS ALMAS –

Oswald Smith.

Você também pode gostar