Você está na página 1de 9

Projecto Curricular de Turma

12º Ano, Turma P – Artes Visuais

MAX ERNST
UMA REFERÊNCIA INCONTORNÁVEL

Visita de Estudo
ao
Max Ernst Museum, Brühl

2º Período: Fevereiro/ Março de 2011


Projecto Curricular de Turma 12ºP.doc- Max Ernst Museum 2010-2011 Página 2 de 9

1. Introdução

Um Projecto Curricular de Turma tem por finalidade consolidar o desenvolvimento global


dos alunos, adequando-se aos currículos e ao processo de ensino-aprendizagem. A
actividade a incrementar neste âmbito decorre da articulação dos saberes das disciplinas
que compõem a estrutura curricular, bem assim como do modo como os alunos
estruturam a sua aprendizagem e das suas diferentes motivações e expectativas
individuais.
Após a observação dos alunos em sala de aula durante todo o primeiro período, o
Conselho de Turma propõe um projecto que procura ir de encontro às necessidades,
curiosidade e anseio de conhecimentos, no sentido de despertar a curiosidade intelectual
e criar as condições favoráveis a um ambiente motivador de uma aprendizagem mais
eficaz.
O ponto central do projecto aqui proposto consiste numa visita ao Max Ernst Museum.
Este museu alberga uma parte representativa da obra de Max Ernst (1891-1976), um
dos artista mais influentes do séc. XX, fonte inesgotável de inspiração para outros
artistas seus contemporâneos e actuais. O referido Museu está situado na cidade de
Brühl, próximo de Colónia, na Alemanha.

A decisão de propor esta visita resulta da constatação de que, de um modo geral, existe
da parte os alunos grande interesse pela obra do artista e a ambição de alcançar e
aprofundar os seus conhecimentos sobre essa mesma obra e tudo o que ela significa no
panorama das artes contemporâneas. A concretização deste projecto constituirá
igualmente um real alicerce para uma implementação de metodologias de trabalho mais
eficazes que permitirão melhorar o desempenho nos conteúdos a leccionar até ao final
do ano lectivo.

Inaugurado em 2006, o Max Ernst Museum é o único museu dedicado inteiramente à


2
obra de Max Ernst. Com uma área de exposição de 2400 m , contem cerca de trezentas
obras que cobrem os períodos-chave do percurso criativo deste artista multifacetado. Os
visitantes podem aceder e imergir nos mundos fantásticos criados por aquele que foi um
dos pioneiros do Dadaísmo na Renânia, um dos protagonistas do Surrealismo em
França e o criador de monumentais esculturas na paisagem árida do Arizona.
A visita, com realização prevista para o próximo mês de Fevereiro ou Março, inclui
deslocações a outros pontos de interesse cultural e artístico, tanto em Brühl como em
Colónia, para além da experiência única de participar em workshops e contactar in-loco
com a produção artística de Max Ernst.

Após o regresso à escola será realizada uma homenagem simples, mas certamente
muito sentida, a Max Ernst. Consistirá essa homenagem na realização de um projecto

Projecto Curricular de Turma 12ºP.doc- Max Ernst Museum 2010-2011 Página 3 de 9



artístico interdisciplinar no qual serão adoptadas as técnicas, os processos, os
instrumentos e os modos de fazer observados no universo onírico/artístico de Max Ernst.
Após a concretização deste projecto, será feita uma análise e reflexão em grupo sobre
os resultados da actividade. Estes últimos serão divulgados numa exposição a promover
num espaço adequado.

Uma vez que os custos calculados com o voo, o alojamento, as deslocações e


alimentação, apontam para um orçamento cujos valores rondam 10.000 €, a
concretização desta “demanda cultural” dependerá certamente de uma verba que
compreenda uma boa parte das despesas, pois os meios económicos disponíveis são
escassos. Cerca de metade dos alunos da turma recebe o apoio do SASE, o que faz
transparecer a ausência de um desafogo económico suficiente que permita encarar esta
iniciativa de forma autónoma.
Estamos certos que todos os apoios, além de indispensáveis, serão muito bem
empregues e certamente possibilitarão encurtar a distância física que separa a nossa
escola da cidade de Colónia.
Estamos igualmente convictos da importância de alcançar e cumprir os genuínos
objectivos deste PCT, pois o impacto positivo desta actividade em todos os seus
intervenientes, seja na vertente cultural, seja na humana, não pode ser desprezado.

Projecto Curricular de Turma 12ºP.doc- Max Ernst Museum 2010-2011 Página 4 de 9



2. Objectivos

A amplitude dos objectivos de um projecto deste tipo é vasta e refere-se


obrigatoriamente a várias esferas pessoais, quer no campo das aprendizagens e das
competências quer, e acima de tudo, como experiência de formação do indivíduo,
pelo contacto com a arte num contexto geográfico e cultural diferente do nosso.
Os objectivos, encarados de modo formal, são os seguintes:

- Criar situações de aprendizagem que permitam a reflexão, o


desenvolvimento do espírito crítico e da cidadania, a capacidade de
resolução de problemas e a cooperação;
- Incrementar o gosto pela arte;
- Tornar as aprendizagens úteis e significativas e reforçar o sentimento de
pertença a uma comunidade;
- Conhecer a relação de factores que influenciam a produção de uma obra de
arte;
- Desenvolver o sentido de análise e a sensibilidade estética;
- Conhecer e compreender a metodologia projectual associada a uma peça de
arte;
- Desenvolver a criatividade e a capacidade de expressão e comunicação
artística;
- Aprender a ver e a reconhecer a riqueza cultural da obra de Max Ernst e de
outros artistas do Dadaismo e do Surrealismo;
- Observar processos e técnicas associados ao processo criativo utilizados na
obra de Max Ernst;
- Contactar com o universo cultural e artístico das cidades de Colónia e Brühl.

Projecto Curricular de Turma 12ºP.doc- Max Ernst Museum 2010-2011 Página 5 de 9



3. Roteiro

- 1º dia: Saída de Lisboa com destino à a cidade de Colónia num voo Lisboa-Colónia,
Alemanha / Alojamento no Hotel ou Residencial previsto.
- 2º dia: Visita ao Max Ernst Museum na cidade de Brühl / Visita aos castelos
Augustusburg e Falkenlust / Alojamento no Hotel ou Residencial previsto.
- 3º dia: Visita à Catedral de Colónia / Visita ao Museu de Arte da Ásia Oriental / Visita
à Casa de Beethoven / Alojamento no Hotel ou Residencial previsto.
- 4º dia: Ida para o Aeroporto de Colónia para o Voo de regresso a Lisboa.

4. Recursos humanos envolvidos

Alunos:
- Alunos da turma P, 12º Ano – (25 alunos)

Professores do Conselho de turma:


- Teresa Guerra (Directora de turma: Ed. Física)
- Rui Ferreira (Português)
- Margarida Vidal (Psicologia)
- Maria José Marques (Desenho)
- António Marques (Oficina de Artes; Área Projecto)

5. Recursos necessários/ Orçamento

Custos estimados para a implementação da actividade:


- Viagem de avião (ida a regresso): Lisboa-Colónia: 120 €
- Estadia no hotel: 120 € (40 € x 3 noites)
- Deslocações em Colónia e Bruhl: 30 €
- Alimentação: 60 € (aprox.)
- Total estimado: 10.000 € (330 € x 30 intervenientes)

Projecto Curricular de Turma 12ºP.doc- Max Ernst Museum 2010-2011 Página 6 de 9



6. Biografia do artista

Max Ernst (1891, Brühl, Alemanha - 1976, Paris, França) é um dos mais
importantes e influentes artistas do século XX. Ao longo de toda a sua carreira,
desde os anos DADA, em Colónia, à sua permanência em Paris (desde 1921 a
1941) e à sua importância entre os surrealistas Parisienses, à década do exílio
na América e o período após o retorno a Paris, o artista questionou
constantemente o seu trabalho, reflectindo sobre as potencialidades da arte com
grande criatividade. Porém o que caracterizou em todo momento a sua
trajectória foi a capacidade de seguir adiante, sempre à frente destes
movimentos, convertendo-se assim numa referência e influência, não só para
seus contemporâneos mas também para os artistas actuais, entre os quais
Cindy Sherman, Neo Rauch e Julie Nord.

A capacidade de Max Ernst criar um universo e um olhar próprio, diferente e


singular, transforma-o num dos artistas mais complexos e mutáveis. Dadaísta,
surrealista, poliglota e ávido leitor, Ernst desenvolveu um universo
absolutamente particular e pessoal. Por conta de sua deslumbrante e afiada
inteligência, além da sensibilidade e senso de humor ácido e irónico, é possível
encontrar influências de Max Ernst em toda a história do século XX. Essa
mistura de curiosidade e constância que encaixa o discurso do artista é a base
sobre a qual foi construído o olhar de Ernst: uma busca incansável, onde, como
diziam os sábios gregos, é muito mais importante o caminho que a chegada.

Max Ernst inventou uma técnica de arte gráfica chamada “frottage”, na qual se
produzem desenhos por fricção, através da fricção de um riscador (grafite,
carvão ou cera) sobre papel disposto por cima de superfícies com texturas
sugestivas. Esses registos eram posteriormente usadas como fonte de imagens.
Max Ernst criou uma outra técnica denominada "grattage", na qual a pintura é
raspada para revelar as impressões das formas que se encontram encobertas
pelo pigmento depositado à superfície. O artista explorou outras técnicas tais
como o decalque e a transferência de tinta, o “dripping”, as colagens e técnicas
mistas.

Projecto Curricular de Turma 12ºP.doc- Max Ernst Museum 2010-2011 Página 7 de 9



7. Informações/ Contactos do Museu

Max Ernst em Brühl Museu des LVR Comesstraße 42 / 1 Max Ernst-Allee 50321
Brühl (Rheinland) Alemanha

Serviço de Informações / Reservas de workshops e visitas guiadas kulturinfo


rheinland Telefone: +49 (0) 22 34 / 99 21-555 Fax: +49 (0) 22 34 / 99 21-300

E-mail: info@kulturinfo-rheinland.de

Gabinete do Secretário Sigrid Kalemba Telefone: +49 (0) 22 32 / 57 93 -116


Fax: +49 (0) 22 32 / 57 93 -130 E-Mail: mem.sekretariat @ lvr.de (Sem
reservas)

Director: Dr. Sommer Achim

Curador: Dr. Jürgen Pech

Imprensa / Departamento de Educação / Marketing Dr. Foulon Anne-Cécile


Telefone: +49 (0) 22 32 / 57 93 -111 Fax: +49 (0) 22 32 / 57 93 -130 E-mail:
anne-cecile.foulon @ lvr.de

Projecto Curricular de Turma 12ºP.doc- Max Ernst Museum 2010-2011 Página 8 de 9



Proponentes e intervenientes

Professores

Alunos

Projecto Curricular de Turma 12ºP.doc- Max Ernst Museum 2010-2011 Página 9 de 9