Você está na página 1de 2

UNIDADE 2:

Agrupamento de Escolas n.º 1 de Serpa Ficha Informativa e de trabalho n.º 5


ESCOLA BÁSICA DE PIAS
9.º Ano de Escolaridade

Português

Ano Letivo 2012/2013 | 28 de janeiro de 2013

9.º A

Uma frase complexa é aquela que possui mais do que um verbo principal conjugado; logo, é
constituída por duas ou mais orações, que podem ser coordenadas ou subordinadas.

ORAÇÕES COORDENADAS
As orações coordenadas não dependem umas das outras para terem sentido, ou seja, têm vida
autónoma. Surgem unidas por meio de uma conjunção coordenativa ou de uma locução coordenativa e
classificam-se segundo a conjunção ou locução coordenativa que institui a ligação entre elas.
Conjunções e locuções Funções e exemplos
e/ nem/ não só… como Acrescentam, por adição, uma ideia à que é transmitida na
Copulativas também/ não só… mas primeira oração: Gil Vicente nasceu no século XV e morreu no
também século XVI.
mas/ porém/ todavia/
Introduzem uma ideia de oposição ou contraste:
Adversativas contudo/ no entanto/ ainda
Gil Vicente foi um grande escritor, mas nem todos o conhecem.
assim/ apesar disso
ou/ ou…ou/ quer…quer/ As orações são alternativa uma da outra:
Disjuntivas
seja…seja/ ora…ora Ou lês o Auto da Barca do Inferno ou lês o Auto da Índia.
logo/ pois/ portanto/ assim/ A segunda oração apresenta-se como conclusão da primeira:
Conclusivas por isso/ por conseguinte/ por Gil Vicente é um grande dramaturgo, por isso devemos ler a sua
consequência obra.

ORAÇÕES SUBORDINADAS
As orações subordinadas estão dependentes de uma outra oração (a oração principal ou
subordinante), com a qual estabelecem uma determinada relação. A ligação entre a oração subordinada e a
principal pode ser estabelecida por uma conjunção ou locução subordinativa, por um pronome relativo ou
por um pronome ou advérbio interrogativo.

ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS COMPLETIVAS OU INTEGRANTES

As orações subordinadas substantivas completivas ou integrantes completam o sentido da


oração anterior, podendo ser introduzidas pela conjunção que ou se:
 O Diabo afirmou que a sua barca teria muitos passageiros.
 O Onzeneiro perguntou, se não poderia voltar à Terra.

ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS RELATIVAS

As orações subordinadas adjectivas são as orações relativas (introduzidas por um pronome


relativo) com antecedente expresso. As orações subordinadas adjectivas relativas podem ser
restritivas ou explicativas.

Ficha informativa e de trabalho: FRASE COMPLEXA (COORDENAÇÃO E SUBORDINAÇÃO) ………………………………………………………………………………………………………………………………… Página 1 de 2


Orações subordinadas adjetivas Limitam o sentido do antecedente, sendo indispensáveis ao sentido da frase.
relativas restritivas Não se separam por vírgulas:
O rapaz que me apresentaste emprestou-me o Auto da Índia.
Orações subordinadas adjetivas Acrescentam ao antecedente uma informação acessória, podendo ser
relativas explicativas suprimidas:
O Onzeneiro, que trazia um bolsão, foi condenado ao Inferno.

ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS

Conjunções e locuções Funções e exemplos


quando/ enquanto/ mal/ antes
Acrescentam uma circunstância de tempo:
que/ depois que/ logo que/
Temporais Quando todos tiverem sido julgados, as barcas poderão
assim que/ agora que/ até que/
partir.
sempre que/ à medida que/ …
Indicam o motivo ou a causa por que acontece o que se
porque/ porquanto/ como/
afirma na oração principal:
Causais pois/ visto que/ já que/ dado
O Parvo tem hipóteses de se salvar, porque não agiu
que/ uma vez que/…
com malícia.
Indicam a finalidade do procedimento declarado na
que (=para que)/ para que/ a oração principal:
Finais
fim de que O Diabo embandeirou a sua barca, para que o ambiente
fosse de festa.
se/ caso/ a não ser que/ desde Apresentam a condição para que se realize a ação da
Condicionais que/ exceto se/ salvo se/ a oração principal:
menos que/ … Se quiseres ir connosco ao teatro, avisa.
como/ segundo/ conforme/
Estabelecem uma comparação com a oração principal:
Comparativas consoante/ assim como/
O Frade entrou a dançar, como se fosse um cortesão.
(mais)…do que/ (tal)…qual
Exprimem uma concessão, isto é, a ação enunciada na
embora/ conquanto/ ainda oração principal realiza-se embora haja uma
Concessivas que/ mesmo que/ se bem que/ contrariedade:
sem que/ por muito que/ … Embora os réus apresentem argumentos de defesa, o
seu destino é a barca do Inferno.
que (antecedida de tal, tanto,
Exprimem um facto que é consequência de outro:
tão, de tal maneira, de tal
Consecutivas Os condenados foram tantos, que a barca do Inferno
modo) / de maneira que/ de
ficou cheia.
modo que/ de forma que/ …

EXERCÍCIO DE APLICAÇÃO
Classifica as orações sublinhadas nas frases apresentadas.
1. A Mariana pensa que o teste será fácil.
2. O António não fez o trabalho que lhe pedi.
3. O tempo está tão quente que os incêndios recomeçaram.
4. As crianças não sabem se vão à festa.
5. Eu estou de acordo, desde que consigas organizar tudo a tempo.
6. Sempre que precisares, conta comigo.
7. Embora me apeteça, não vou hoje à praia.
8. Está um lindo dia, logo vou passear.
9. O João estudou muito, no entanto, não teve positiva.
10.Faz as malas com cuidado, para que não te falte nada.
11.Duvido que o tempo se mantenha bom.
12.O Luís está tão cansado, que não conseguirá sair.

Fonte adaptada: Santiago, A.I. (2008). Revisões para todo o ano. Língua Portuguesa – 9.º ano. Lisboa: Texto Editores.

Ficha informativa e de trabalho: FRASE COMPLEXA (COORDENAÇÃO E SUBORDINAÇÃO) ………………………………………………………………………………………………………………………………… Página 2 de 2