Você está na página 1de 27

MEGADOSAGENS DE VITAMINA D3

(PROTOCOLO DR COIMBRA)

Dr Felipe Bruel | CRM/PR: 31.643


@drfelipebruel
MEGADOSAGENS DE VITAMINA D3 - Dr Felipe Bruel
@drfelipebruel
1
Este documento de maneira alguma substitui
uma consulta médica integral. Seu conteúdo
serve apenas como fonte de informação e de
orientação. Na presença de sintomas ou de
alguma doença, procure o seu médico.

MEGADOSAGENS DE VITAMINA D3 - Dr Felipe Bruel


@drfelipebruel
2
A VITAMINA D3

MEGADOSAGENS DE VITAMINA D3 - Dr Felipe Bruel


@drfelipebruel
3
E studos recentes apontam para deficiência global de Vitamina D3
envolvendo aproximadamente 1 bilhão de pessoas,
principalmente europeus e latino-americanos (nós brasileiro
inclusos).

É triste ver uma informação dessa, pois a Vitamina D3 é essencial


para promover saúde e prevenir diversas doenças. Estamos vivendo
uma epidemia de desnutrição de Vitamina D3.

Podemos citar alguns dos benefícios que a suplementação adequada


de Vitamina D3 pode gerar numa pessoa:
► Proteção cardíaca, pois reduz o risco de Infarto Agudo do
Miocárdio em 50%.
► Proteção contra câncer, pois reduz o risco de câncer de cólon em
80% e de câncer de mama em 83%.
► Proteção contra doenças infecciosas, tanto virais quanto
bacterianas.
► Controle da imunidade → Remissão de doenças autoimunes.

É muito importante salientar que a Vitamina D3 na verdade não é


uma vitamina, ela é um hormônio. Diga-se de passagem, um dos
hormônios mais potentes do corpo humano. Ele é responsável por
“gerenciar” aproximadamente 10% do nosso DNA.

Isso significa que se você tiver níveis adequados de Vitamina D3 o


seu DNA vai expressar principalmente genes que promovem saúde
e previnem doenças.

No final das contas, qual a diferença entre uma vitamina e um


hormônio? A Vitamina é uma substância que nosso corpo precisa em
pequenas quantidades. Pelo fato de nós não termos capacidade de
produzir elas, precisamos ingeri-las constantemente. A exemplo
disso, a Vitamina C. Ela é de extrema importância para nosso corpo,
mas não temos capacidade para produzir ela, por isso precisamos
ingerir alimentos que contenham vitamina C.

MEGADOSAGENS DE VITAMINA D3 - Dr Felipe Bruel


@drfelipebruel
4
Já os hormônios são substâncias que o nosso corpo produz por si
mesmo. A sua função principal no organismo humano é sinalizar para
as células sobre como elas devem se comportar.

Para dar um exemplo, o hormônio insulina carrega a importante


informação para que as células absorvam a glicose que está
circulando no sangue. Sem esse importante hormônio, as células não
absorvem glicose e acontece uma disfunção possivelmente fatal
chamada de Cetoacidose Diabética.

Perceba a importância magistral dos hormônios sobre o organismo


humano.

MEGADOSAGENS DE VITAMINA D3 - Dr Felipe Bruel


@drfelipebruel
5
O PROTOCOLO DO DR COIMBRA
(MEGADOSES DE VITAMINA D3)

MEGADOSAGENS DE VITAMINA D3 - Dr Felipe Bruel


@drfelipebruel
6
O protocolo consiste em 4 fatores importantes: suplementação
elevada e adequada de Vitamina D3; suplementação
complementar; restrições alimentares, principalmente alimentos ricos
em cálcio; controle laboratorial com exames de sangue e urina com
determinada frequência.

O que é considerado Megadose? Convencionalmente as megadoses


diárias começam com pelo menos 10.000UI por dia. Se você está
tomando pelo menos essa dosagem, você já está no caminho certo.

Na realidade megadoses diárias mais recomendadas são aquelas


baseadas no peso de quem vai estar tomando o suplemento. No
mínimo, a pessoa deveria estar suplementando 200UI por
quilograma de peso corporal.
► Pessoa com 60kg → dosagens diárias ≥ 12.000UI
► Pessoa com 90kg → dosagens diárias ≥ 18.000UI
As dosagens máximas existentes dento do protocolo é de até
200.000UI por dia

PORQUE SUPLEMENTAR DOSES ALTAS DE VITAMINA D3?

Dr Cícero Coimbra é um neurologista e professor de Medicina da


USP que tem conduzido pacientes pelo protocolo de megadoses de
vitamina D3 associado a Vitamina K2, a Vitamina B2, ao magnésio,
a baixa ingestão de cálcio e ao elevado consumo em líquidos. Ele
afirma que 95% dos seus pacientes com Esclerose múltipla (uma
doença autoimune) permanecem em total remissão quando mantidos
sob dosagens de D3 apropriadas e individualizadas. Isso mesmo, a
doença permanece inativa e indetectável com as Megadoses. Os 5%
restantes apresentam alívio parcial dos sintomas.

Isso de fato acontece, pois a vitamina D3 é um hormônio com


propriedades imunomoduladoras, ou seja, ela tem capacidade de
controlar o sistema imune.

Se o sistema imune estiver hiperativo, como nos casos das doenças


autoimunes, a Vitamina D3 reduz essa exacerbação imunológica. Em
contrapartida, se a imunidade estiver baixa, como nas doenças

MEGADOSAGENS DE VITAMINA D3 - Dr Felipe Bruel


@drfelipebruel
7
imunossupressoras, a Vitamina D3 aumenta a capacidade
imunológica.

O SISTEMA IMUNE

Não é minha pretensão entrar nos pormenores do belíssimo sistema


imune. Mas vou falar superficialmente de um mecanismo
extremamente poderoso e que é controlado pela Vitamina D3.

Dentre os muitos objetivos do sistema imune, ele defende o nosso


corpo contra invasores (microrganismos e corpos estranhos). As
células do sistema imune fazem isso ao utilizar uma regra simples:
Proteger o corpo humano ao atacar tudo o que não pertence a ele.

É como se as células do sistema imune fossem soldados. Elas fazem


a ronda por todos os tecidos. Quando elas se deparam com uma
célula cancerosa ou uma bactéria ou um vírus, o papel do nosso
sistema imune é destruir essas células estranhas. Mas isso deve
acontecer sem que haja destruição de células boas.

Para que isso dê certo, existe uma célula que tem a responsabilidade
de manter essa regra funcionando. Essa célula é chamada de
Linfócito T Regulador.

DOENÇAS AUTOIMUNES

Entretanto, nem tudo na vida é perfeito. Quando o sistema imune


começa a ter dificuldade de diferenciar entre o que pertence e o que
não pertence ao corpo humano, o organismo pode desenvolver
doenças autoimunes.

Auto significa próprio e imune significa resposta imune. Quem tem


doença autoimune é caracterizado pelo seu próprio sistema imune
atacando partes normais e próprias ao corpo humano.

A artrite reumatoide é uma doença em que o sistema imune ataca as


articulações da própria pessoa. Na Esclerose Múltipla, o ataque
acontece nos neurônios, fazendo com que eles não funcionem
corretamente.
MEGADOSAGENS DE VITAMINA D3 - Dr Felipe Bruel
@drfelipebruel
8
SISTEMA IMUNE E VITAMINA D3

Os Linfócitos T Reguladores tem o papel de não permitir que o


sistema imune ataque o próprio corpo. Sem essa regulação, o
sistema imune pode atacar qualquer parte do corpo.

Por isso é tão comum que os pacientes que tem uma doença
autoimune desenvolvam alguma outra doença autoimune.

Na minha prática clínica é muito comum pacientes com doença


autoimune procurarem meus serviços. Quando eu aprofundo a
investigação clínica dessas pessoas, é comum eu encontrar uma
segunda doença autoimune; a mais comum é a doença de
Hashimoto (doença autoimune da tireoide).

A boa notícia é a Vitamina D3 tem controle direto sobre os linfócitos


T reguladores. Ela consegue estimular a proliferação e a qualificação
desses linfócitos. Ou seja, mais Linfócitos T Reguladores e mais
capacitados para frear as respostas imunes exacerbadas. Esse é o
motivo pelo qual muitas pessoas com doenças autoimunes são
extremamente beneficiadas com o protocolo de Megadose de
Vitamina D3.

MEGADOSAGENS DE VITAMINA D3 - Dr Felipe Bruel


@drfelipebruel
9
A TOXICIDADE DA VITAMINA D3

MEGADOSAGENS DE VITAMINA D3 - Dr Felipe Bruel


@drfelipebruel
10
P ara que você entenda de onde vem a toxicidade das megadoses
de Vitamina D3 e como se prevenir dela, você precisa entender
que há uma correlação muito grande entre Vitamina D3, Cálcio,
Hormônio PTH, intestino e rins.

A principal correlação aqui é entender que a Vitamina D3 aumenta a


absorção de cálcio pelo intestino. É aqui que mora o perigo.

A toxicidade das Megadoses de Vitamina D3 está na possibilidade


de acumular muito cálcio no sangue e com isso gerar uma série
de problemas de saúde. Podemos falar sobre a possibilidade de
calcificar os vasos sanguíneos (o que aumenta a chance de infarto
do coração e AVC) e de produzir pedras nos rins.

Entenda que baixos níveis de cálcio é tão ruim quanto excesso de


cálcio. Ele precisa estar em níveis adequados.

Tendo em vista que as megadoses podem aumentar o cálcio e


causar os males que descrevi acima, é preciso ter todo o cuidado ao
fazer esse tipo de protocolo. Procure um médico que entenda do
protocolo.

O HORMÔNIO PTH

No nosso pescoço há 4 pequenas glândulas chamadas de


Paratireoides. Juntas elas têm a função de checar e de manter a
quantidade de cálcio no sangue dentro da normalidade.

Se a quantidade de cálcio no sangue cai, as Paratireoides mandam


informações para o osso liberar um pouco de cálcio para a corrente
sanguínea. Se acontecer de aumentar os níveis de cálcio no sangue,
as glândulas paratireoides param de enviar essa mensagem aos
ossos. Outro papel das paratireoides é ativar o Vitamina D3 para que
ela aumente a absorção de cálcio pelos intestinos.

Essa informação é carregada pelo hormônio chamado


Paratormônio (PTH). Ou seja, o PTH aumenta a ativação de
Vitamina D3 e a liberação de cálcio dos ossos.

MEGADOSAGENS DE VITAMINA D3 - Dr Felipe Bruel


@drfelipebruel
11
PTH → Ativa Vitamina D3 → Maior absorção de Cálcio pelo intestino.

A CONCLUSÃO é que quanto mais Vitamina D3, mais cálcio há no


sangue.

Em níveis normais, o cálcio é um mineral essencial para a vida.


Nosso corpo o usa para: regular o pH do sangue, contração
muscular, contração cardíaca e mineralização dos ossos.

Entretanto, quando em níveis altos, o cálcio pode acarretar diversos


problemas. Mas, antes mesmo dele causar os problemas de
calcificação e pedras nos rins, o excesso de cálcio pode apresentar
uma série de sintomas. Seguem:
► Sede e urina excessiva.
► Dor estomacal, náusea, constipação e vômitos.
► Pode afetar a função cerebral e causar sintomas como confusão,
fadiga mental e depressão.
► Uma vez que o cálcio ajuda na regulação dos batimentos
cardíacos, quantidades elevadas podem causar palpitação, arritmia
e desmaio.

MEGADOSAGENS DE VITAMINA D3 - Dr Felipe Bruel


@drfelipebruel
12
COMO PREVENIR A TOXICIDADE

MEGADOSAGENS DE VITAMINA D3 - Dr Felipe Bruel


@drfelipebruel
13
A Medicina não é uma ciência exata como a matemática. Cada
pessoa reage diferente ao tratamento. Por isso, para pessoas
diferentes é necessário fazer megadoses com quantidades de
suplementação totalmente diferentes. Uma pessoa pode precisar de
25.000UI ao dia; outra pode precisar de 200.000UI ao dia.

Uma maneira simples de controlar se a dosagem é suficiente, porém


com eficácia ainda incompleta, é fazer periodicamente exames de
sangue de Vitamina D3.

Vitamina D3 → 80-100ng/ml

O grande perigo é a toxicidade de que conversamos anteriormente.


Por isso, quando você for fazer o protocolo de megadoses é preciso
fazer todas as precauções para atingir sua dose ideal sem causar
toxicidade.

Para isso, é preciso associar Vitamina K2 ao protocolo, pois ele


previne que ocorra calcificação das artérias e sobrecarga dos rins.
Também é necessário fazer controle rígido de exames de laboratório
para acompanhar os níveis de PTH e de cálcio no sangue e na urina.

A RELAÇÃO DA VITAMINA D3 COM A VITAMINA K2

Vamos falar primeiro da Vitamina K2. Ela deve sempre ser tomada
associada com a Vitamina D3. Ela estimula mecanismos fisiológicos
que impedem ou dificultam a deposição do excesso de cálcio nas
paredes dos vasos. Ele também ajuda a não sobrecarregar os rins,
pois o excesso de cálcio é levado (pelo estímulo da Vitamina K2) aos
ossos e aos músculos.

É necessário tomar a Vitamina K2 em certa relação de dosagem com


a Vitamina D3. Para cada 10.000UI de Vitamina D3, é necessário
tomar 100mcg de Vitamina K2. Dessa maneira conseguimos garantir
que a toxicidade da Vitamina D3 seja reduzida ao máximo.

Vitamina D3 10.000UI : Vitamina K2 100mcg


A RELAÇÃO DA VITAMINA D3 COM O PTH

MEGADOSAGENS DE VITAMINA D3 - Dr Felipe Bruel


@drfelipebruel
14
Aqui está o grande segredo para o sucesso do protocolo de
Megadoses de Vitamina D3. A relação de Vitamina D3 com o PTH é
essencial para chegarmos à dosagem ideal e para prevenir contra a
toxicidade do protocolo.

A vitamina D3 tem a capacidade de suprimir a produção de PTH.


Esse é o ponto chave: quando a dosagem da Vitamina D3 for
suficiente para reduzir a produção do PTH para o limite inferior de
normalidade, podemos ter certeza de que estamos muito próximos
da megadose ideal.

Se a dosagem for forte demais e suprimir demasiadamente a


produção do PTH, é necessário reduzir a quantidade de Vitamina D3.
Se a dosagem for fraca demais (o que acontece em 95% das pessoas
que atendo no meu consultório), o PTH permanecerá normal, mas
não estará no limite inferior da normalidade.

Qual as referências de que me refiro ao dizer limite inferior da


normalidade?
PTH → 12-25pg/ml

Quando o resultado do seu exame de sangue estiver dentro desses


níveis de referência, você está no ápice da megadose ideal para o
seu organismo.

Existem situações em que o PTH está dentro dos limites inferiores de


normalidade, mas não é em decorrência da supressão pela
megadose de Vitamina D3.

Se a pessoa está com níveis elevados de cálcio no sangue, esse


cálcio causa supressão na produção de PTH. Portanto, pessoas que
suplementam cálcio e/ou ingerem muito leite/derivados de leite
podem causar essa supressão por erro de alimentação e de
suplementação.

Sabendo disso, quem vai iniciar megadoses precisa parar com essa
suplementação e com esses hábitos alimentares.

MEGADOSAGENS DE VITAMINA D3 - Dr Felipe Bruel


@drfelipebruel
15
Outra situação, menos comum, é que a glândula Paratireoide pode
estar disfuncional. Existe uma patologia chamada
hipoparatireoidismo, em que o corpo tem dificuldade de produzir PTH
em qualquer circunstância.

Por isso, o ideal é fazer exame de sangue completo antes mesmo de


começar as Megadoses de Vitamina D3.

A RELAÇÃO DA VITAMINA D3 COM O CÁLCIO

Já falamos que quanto mais Vitamina D3, mais a pessoa absorve


cálcio pelo intestino, o que causa elevação de cálcio no sangue.

É necessário sempre verificar os níveis de cálcio no sangue e na


urina para detectar sinais de excesso de cálcio.

Se os níveis de cálcio estiverem normais, você pode permanecer


com o protocolo. Se os níveis estiverem elevados, é importante que
o seu médico avalie as possíveis causas dessa elevação e trate da
melhor maneira possível.

Muitas vezes, o problema não está na Megadose, o erro se encontra


na alimentação da pessoa. Ela persiste em comer alimentos ricos em
cálcio. Basta corrigir isso que os níveis de cálcio voltam para dentro
da normalidade.

Ao final deste e-book tem uma lista de alimentos a serem evitados.

COMO SUPLEMENTAR VITAMINA D3 COM SEGURANÇA?

Na maioria dos casos, a dosagem inicial deve ser de 10.000UI


diariamente OU mais precisamente com 200UI por quilograma de
peso corporal.

Esse é o consenso de uma dosagem alta e perfeitamente segura. Ela


corresponde aos níveis de Vitamina D3 produzidos naturalmente pelo
corpo humano depois de alguns minutos de sol (ao redor do meio
dia).

MEGADOSAGENS DE VITAMINA D3 - Dr Felipe Bruel


@drfelipebruel
16
Em caso de doenças graves como doença autoimune, degenerativa
e câncer, é possível já começar com 1.000UI por quilograma de peso
corporal. Mas, isso somente pode ser feito junto com um médico que
vá supervisionar o protocolo.

Por exemplo, uma pessoa com câncer e que pese 60kg já pode
começar o tratamento com 60.000UI diariamente associado com
600mcg de Vitamina K2.

A cada 2 meses, novos exames de sangue e de urina devem ser


feitos para guiar as decisões médicas quanto ao protocolo.

OUTRAS IMPORTANTES ORIENTAÇÕES

Preste atenção tanto ao estilo de vida e a dieta para minimizar os


riscos e maximizar os benefícios da suplementação de Vitamina D3.

Fique atento aos alimentos ricos em cálcio, principalmente evite


leite e derivados.

Outros médicos de renome nesse tipo de tratamento como o Dr


Manuel Pinto Coelho dá um passo ainda mais a frente e recomenda
alimentação livre de glúten.

Tome muita água. Quanto mais Vitamina D3 você estiver ingerindo,


mais cálcio dos alimentos você também estará absorvendo para a
corrente sanguínea e consequentemente mais os seus rins terão que
trabalhar para remover todo o excesso de cálcio.

Limite o consumo de álcool.

Fumar é um grande inimigo da Vitamina D3. O Tabaco além de


destruir o corpo humano de diversas maneiras, afeta negativamente
o metabolismo da Vitamina D3.

Algumas medicações deveriam ser evitadas ao máximo pois


reduzem o sucesso e a segurança das megadoses de Vitamina D3.
Ao final deste e-book há uma lista.

MEGADOSAGENS DE VITAMINA D3 - Dr Felipe Bruel


@drfelipebruel
17
SUPLEMENTAÇÃO COMPLEMENTAR

MEGADOSAGENS DE VITAMINA D3 - Dr Felipe Bruel


@drfelipebruel
18
V itamina D3 tem papel primordial no protocolo. Ele age pela
ativação de genes que promovem saúde e previnem doenças.

Os outros suplementos potencializam mecanismo secundários da


Vitamina D3 e reduzem ainda mais as chances de Toxicidade da
Vitamina D3.

Vitamina K2
► 100mcg de Vitamina K2 para cada 10.000 de Vitamina D3.
► Dois tipos MK-4 e MK-7 → Estudos mostraram que MK-7 é a
versão com maior absorção e se mantém ativa no sangue por muito
mais tempo do que a MK-4
► Um dos principais a combater a mineralização do excesso de
cálcio nas artérias.

Magnésio
► 250-1.000mg
► Auxilia na filtração renal → minimiza a chance de produção de
pedras.

Outros:
- Probióticos
- DHA 500mg
- Zinco 5mg
- Colina 120mg
- B2 50-100mg
- B12 1-5mg
- Ácido fólico 0,5mg
- Picolinato de cromo 150mcg
- Selênio 50-100mcg
- CoQ10 100mcg

MEGADOSAGENS DE VITAMINA D3 - Dr Felipe Bruel


@drfelipebruel
19
SUMÁRIO DE COMO FAZER O
PROTOCOLO

MEGADOSAGENS DE VITAMINA D3 - Dr Felipe Bruel


@drfelipebruel
20
Q ual o seu objetivo?
Aumentar os níveis de Vitamina D3 o máximo possível. Isso vai
dar ao seu corpo a chance de lidar com problemas de saúde que
você possa estar enfrentando.
Por exemplo, se você tem alguma doença autoimune, isso significa
que devemos aumentar seus níveis de Vitamina D3 até que o sistema
imune seja controlado a ponto de parar o ataque contra o seu próprio
corpo.

Como você sabe se já alcançou o seu objetivo?


Quando os níveis de PTH estiverem no limite inferior da normalidade.

Como a quantidade de Vitamina D3 que está tomando deve ser


ajustada?
► Se o PTH ainda não estiver no limite inferior da normalidade das
referências dos laboratórios, a dosagem diária de vitamina D3 deve
ser aumentada em 10.000 – 20.000 UI e mantida até o próximo
exame de sangue
► Se o PTH estiver abaixo do mínimo dos valores de referência →
Dosagem de Vitamina D3 deve ser reduzida.
► Se o cálcio estiver acima do valor de normalidade, Isso é sinal de
início de toxicidade da Vitamina D3. Nesse caso, seu médico deve
verificar se a melhor opção e reduzir a Megadose de Vitamina D3
e/ou se deve reduzir a ingestão de alimentos ricos em cálcio. É
necessário também aumentar a atenção quanto a ingestão de água.

Quais passos especiais devemos tomar ao aumentar a dosagem de


Vitamina D3?
► É imperativo a redução de alimentos ricos em cálcio por pelo
menos três razões:
► Megadoses de Vitamina D3 aumentam a absorção intestinal
de cálcio e aumentam a desmineralização óssea.
► Altos níveis de cálcio causam a redução dos níveis de PTH,
que pode nos dar a falsa impressão de que estamos tomando a
dosagem ideal de Vitamina D3.
► Na tentativa de manter os níveis de cálcio sob controle, os
rins podem ficar sobrecarregados e se houver baixa ingesta de água
os rins podem produzir pedras.

MEGADOSAGENS DE VITAMINA D3 - Dr Felipe Bruel


@drfelipebruel
21
► É vital tomar bastante água, aproximadamente 2,5 litros de água
por dia. Isso vai ajudar os rins a reduzir a concentração de minerais
sendo filtrados simultaneamente.
► Não ter uma vida sedentária. Sedentarismo não estimula os ossos
a absorver cálcio, o que pode significar perda óssea desnecessária.
► Vitamina k2 é um auxiliar extra. Ele estimula os ossos a absorver
cálcio e devem ser tomados nas proporções corretas
► Vitamina K2 100mcg para cada Vitamina D3 10.000UI
► Fique atento aos sinais de cálcio no sangue e na urina
► Acompanhamento apropriado com testes de sangue e de urina.
► Vitamina D3 → verificar possível causa de risco de
hipercalcemia quando a D3 der acima de 100ng/ml
► Idealmente, a regularidade dos exames deve ser de 2 meses até
chegar aos níveis adequados de vitamina D3. Depois disso, pode ser
a cada 6 meses para se prevenir contra possíveis problemas que
podem ser causados.

MEGADOSAGENS DE VITAMINA D3 - Dr Felipe Bruel


@drfelipebruel
22
TABELAS DE ALIMENTOS

MEGADOSAGENS DE VITAMINA D3 - Dr Felipe Bruel


@drfelipebruel
23
Q uando você começa a suplementar Vitamina D3 em megadoses,
você deveria se preocupar em cortar o leite e seus derivados e
reduzir o consumo de pão branco.

Se seus exames de sangue e de urina revelarem que os níveis de


cálcio estão ficando altos, isso indica que você precisa ainda mais
restringir o consumo de cálcio. Nesses casos, use a lista para
verificar se você está consumindo algum alimento que necessita ser
cortado.

Por outro lado, se seus níveis de cálcio estão caindo demais e


chegando próximo aos níveis inferiores de normalidade, a lista pode
te ajudar a introduzir alimentos que contenha baixos a moderados
níveis de cálcio ao longo da sua semana. Você pode começar a
consumir alimentos da lista de baixo para cima.

EVITAR
Leite Iogurte Requeijão
Cream Cheese Creme de Ricota Creme de Tofu
Queijo Cottage Queijo de Cabra Queijo Branco
Queijos
Queijo mozzarella Queijo Prato
Processados
Fondue de
Fondue de Queijo Creme de Leite
Chocolate
Creme de Soja Leite Condensado Chantilly
Leite de Soja Suco de Soja Leite de Arroz
Leite de Aveia Sorvetes Pudim
Sardinha

ESPORADICAMENTE
Pão de Queijo Água de Coco
(2x por semana) (1 copo por semana)
Leite de Coco Nozes ou amêndoas ou Avelãs
(200ml por semana) (1 colher de sopa por semana)
Chocolate amargo ou meio
amargo Açaí
(30 gramas por semana)
Cerveja Vinho
Destilados Banana
MEGADOSAGENS DE VITAMINA D3 - Dr Felipe Bruel
@drfelipebruel
24
Carne de Frango Carne Vermelha
Embutidos

OBS: O consumo de carnes vem sendo progressivamente


desaconselhado devido ao elevado teor de aminas heterocíclicas
durante o cozimento. Devido ao potencial carcinogênico dessas
substâncias, recomendamos o consumo comedido, especialmente
da carne de frango.

LIBERADO
Manteiga Peixe Gelatina natural
Sucos Naturais Café Chás
Aveia Frutas Legume
Vegetais Folhas Cruas Geléia natural
Cogumelos Ovos Batatas (em geral)
Fubá Ervilha Milho
Grão de Bico Lentilha Feijão
Arroz Massas Pães
Biscoitos sem Bolos sem leite.
recheio

OBS: Lembrando que o Dr Manuel Coelho ainda prefere manter o


paciente sem a ingestão de glúten.

MEGADOSAGENS DE VITAMINA D3 - Dr Felipe Bruel


@drfelipebruel
25
MEDICAMENTOS

MEGADOSAGENS DE VITAMINA D3 - Dr Felipe Bruel


@drfelipebruel
26
M edicamentos podem causar algumas modificações indesejadas
como reduzir a eficácia da Vitamina D3 e ser tóxico para os rins
piorando a filtração e, consequentemente, aumentando o risco de
pedras.

Acetoaminofeno
Aciclovir
Alopurinol
Aspirina
Amitriptilina
Aminoglicosideo
Antibióticos
Inibidores da Angiotensina
Bloqueadores de receptores de angitensina
Benzodiazepíniciso
Cimetidina
Cisplatina
Clopidogrel
Corticoide
Estatinas (Sinvastatina, Atorvastatina, etc)
Furosemida
Haloperidol
Interferon-alfa
Lonzoprazol
Carbonato de Litio
Metotrexate
Naproxeno
Omeprazol
Pantoprazol

MEGADOSAGENS DE VITAMINA D3 - Dr Felipe Bruel


@drfelipebruel
27