Você está na página 1de 1011

t

SENADO
FEDERAL
CATÁLOGO DA EXPOSIÇÃO
DE HISTÓRIA DO BRASIL
COLEÇÃO BRASIL 500 ANOS

CATÁLOGO DA EXPOSIÇÃO
DE HISTÓRIA DO BRASIL

TOMOI

Introdução de
JOSÉ HONÓRIO RODRIGUES
Apresentação e Organização de
RAMIZ GALVAO

EDIÇÃO
FAC-SIMILAR

Brasília- 1998
BRASIL 500 ANOS
O Conselho Editorial do. Senado Federal, criado pela Mesa Diretora em 31 de janeiro de 1997 - composto
pelo Senador Lúcio Alcântara, presidente, Joaquim Campeio Marques, vice-presidente, e Carlos Henrique
Cardim, Carlyle Coutinho Madruga e Raimundo Pontes Cunha Neto como membros - buscará editar, sem-
pre, obras de valor histórico e cultural e de importância relevante para a compreensão da história política,
econômica e social do Brasil e reflexão sobre os destinos do país.

COLEÇÃO BRASIL 500 ANOS

Lançamentos programados para 1998:

De Profecia e Inquisição, do Padre Antônio Vieira


O Brasil no Pensamento Brasileiro (Volume I) — Djacir Meneses (organizador)
O Brasil no Pensamento Brasileiro (Volume II) - Walter Costa Porto e Carlos Henrique Cardim (organizadores)
Manual Bibliográfico de Estudos Brasileiros (Volumes I e II) - Rubens Borba de Morais e Wüliam Berrien
Catálogo da Exposição de História do Brasil (Tomos I, II e III) - Ramiz Galvão (organizador)
Textos Políticos da História do Brasil (9 volumes) - Paulo Bonavides e Roberto Amaral (organizadores)

Projeto gráfico: Achilles Milan Neto

© Senado Federal, 1998


Congresso Nacional
Praça dos Três Poderes s/n 2
CEP 70168-970
Brasília — D F

Catálogo da exposição de história do Brasil / introdução de José


Honório Rodrigues ; apresentação e organização de Ramiz Galvão. -
Ed. fac-similar. — Brasília : Conselho Editorial do Senado Federal,
1998. 3 v.-{Colcção Brasil 500 anos)

3 v.-(Coleção Brasil 500 anos)

1. Brasil, história, exposição. 2. Brasil, história, catálogo. I.


Galvão, Ramiz. II. Serie.

CDD 320.981
A HISTORIOGRAFIA DA
HISTÓRIA DO BRASIL

^ ^ m ^ ^ Catálogo da História do Brasil, - CEHB, ora reeditado


pelo Senado Federal, não é só uma obra pioneira. É um trabalho insuperável, produ-
to da competência, da obstinação e da dedicação de Rami^ Galvão que, em tempo re-
corde para as enormes dificuldades da época, organizou, em 1881, em comemoração
ao aniversário de D. Pedro II, a maior exposição bibliográfica e iconográfica sobre o
País, publicando o respectivo catálogo em dois tomos que, junto com o suplemento, or-
ganizado por seu sucessor, Saldanha da Gama, constituíram o vol IX dos Anais
da Biblioteca Nacional.
Para não di^er mais, basta lembrar o que assinala José Honório Ro-
drigues na Introdução, especialmente preparada para a reedição publicada pela Edi-
tora da UnB, em comemoração ao centenário da obra: trata-se da mais extensa bibli-
ografia impressa até hoje, editada no Brasil, e a maior, em extensão, de todo o mun-
do, na época da versão original. Nos dois primeiros volumes há 19.288 referências
que, somadas às do Suplemento, atingem o espantoso número de 20.337 entradas!
Basta compará-la com esforço admirável organizado sob a direção de
Rubens Borba de Moraes e William Benien que é o Manual Bibliográfico de
Estudos Brasileiros, publicado em 1949, 68 anos depois, que contém 5.845 refe-
rências.
Aqui está compendiado o maior acervo de livros, opúsculos, periódicos,
mapas, quadros, medalhas e bustos referentes ao Brasil já reunido em qualquer época
que, hoje, seria impossível restaurar. Como a edição original estava há muito esgota-
da, constituindo uma verdadeira raridade, foi reeditada cem anos depois, em 1981
pela UnB. Também essa edição estáfora do mercado, o quejustifica atiragemdessa
terceira edição, no momento que o Brasil prepara-se para as comemorações do V
Centenário de seu Descobrimento.
E lamentável que, com os recursos hoje disponíveis, sobretudo a partir
da informatização das bibliotecas brasileiras, nada igual ou semelhante tenha sido
imaginado ou realizado com essa abrangência em relação à área essencial da realidade
histórico-nacional, quando, cada ve% mais intensamente, nos perguntamos quem so-
mos, de onde viemos epara onde vamos que, na visão de Rami% Galvão, era há mais
de um século a grande interrogação que todos tínhamos e ainda temos a obrigação de
responder.

OCTACIANO NOGUEIRA
Professor da Universidade de Brasília
INTRODUÇÃO
A bibliografia histórica

O Catálogo da Exposição de História do Brasil è uma publicação de extraordinária


importância na historiografia brasileira, não somente por ser única em sua época, em
termos universais, como porque nada melhor se construiu no Brasil depois dele, já
que o Manual Bibliográfico de Estudos Brasileiros* muito deixa a desejar, mesmo que se
considere como um suplemento relativo aos anos de 1882 a 1949.

Escrevemos ser única porque as bibliografias anteriores, brasileiras não as havia


e estrangeiras ou eram comerciais, preparadas por grandes antiquários, como a
Biblioteca Brasiliensis de Maggs Bros, uma obra singular pela descrição de livros raros
sobre o Brasil, feita na década dos vinte deste século, ou a Biblioteca Americana, da
mesma época, ou eram gerais, universais e americanas ou de bibliotecas particulares.

O Epitomedela Biblioteca Orientaly Occidental, preparado por León Pinelo 2 constitui


um exemplo universal, como Henry Harrisse, com a sua Biblioteca Americana
Vetustissima, a description ofworks relating to America published between 1492 and 1551J,
representa a primeira tentativa de bibliografia histórica americana geral de livros
raros e esgotados.

Os únicos exemplos que Ramiz Galvão, diretor da Biblioteca Nacional, com seus
colaboradores possuíam na tradição luso-brasileira eram a Biblioteca Luzitana, Critica e
Chronologica na qual se comprehende a noticia dos autores portugueses e das obras que compuzeram
desde o tempo da promulgação da Lei da Graça até o tempo presente* que só veio a ser superada
pelo Diccionario Bibliographico Portuguez de Innocencio Francisco da Silva5, afora o Guia
Bibliográfico de Ernesto Soares (1972), os Aditamentos de Martinho da Fonseca6, e os
Subsídios para um Dicionário de Pseudônimos Iniciais e Obras Anônimas, por Martinho A. da
Fonseca 7 .

1. Rio de Janeiro, 1946.


2. 'l. a ed. 1629; 2.» ed., 1737.
3. Paris, 1876.
4. Lisboa, H41-1759, 4 vols. Foi reeditada várias vezes.
5. 1858-1879, 9 vols., continuados por P. V. de Brito Aranha, 1883-1914, do 10." ao 21." vols.
6. Lisboa, 1972.
7. Lisboa, 1972.
VIII Catálogo da Exposição de História do Brasil

Mas a diferença entre a obra de Barbosa Machado e a de seu continuador e


ampliador Inocêncio Francisco da Silva é enorme. Primeiro, porque o Catálogo é
muito mais amplo que a Biblioteca de Barbosa Machado, e muito menor que o
Dicionário de Inocêncio, mas muito superior a este porque abrange obra estrangeira
sobre o Brasil. Barbosa Machado e Inocêncio atêm-se à bibliografia portuguesa,
enquanto o Catálogo compreende todo e qualquer livro que trate do Brasil, em
qualquer língua, de 1500 a 1881, ou sejam 381 anos de bibliografia brasileira.

Os catálogos comerciais ingleses, como o de Maggs Bros, ou holandeses, como o


de Martinus Nijhoff, apresentam os livros que põem à venda e não os livros todos que
compõem uma bibliografia especial.

O Catálogo da Exposição de História do Brasil supera mesmo a Biblioteca Lusitana de


Barbosa Machado, ou o Dicionário Bibliográfico de Inocêncio, porque é temático e sua
chave de classificação começa pela geografia do Brasil, rios, costa, portos, províncias,
roteiros, viagens, cartas geográficas, hidrográficas e topográficas, e ainda cartas gerais,
adas, cartas parciais de costas, de rios e de limites. Segue-se a estatística e depois as
publicações periódicas, anuários e almanaques, gazetas e periódicos. A segunda parte
da classificação é a História do Brasil desde as histórias gerais do Brasil e das
províncias, depois a história do Brasil por épocas, e aí se apresenta a classificação
puramente cronológica, na base do material bibliográfico. Segue o Catálogo a
exposição temática, e à História Geral, classificada por período expressamente
cronológico, seguem-se a História Administrativa, a Eclesiástica, a Constitucional, a
Diplomática, a Militar, a Natural, subdividida em etnografia, lingüística, zoologia,
botânica, mineralogia e geologia, a História Literária e das Artes, a Econômica, a
Biográfica e a Numismática. Esta só apareceu em face da riqueza da coleção de
moedas e medalhas que a Biblioteca Nacional possuía e que depois, com a criação do
Museu Histórico Nacional, passou-se para ele, como naturalmente a ele devia
pertencer.

A seção artística, composta de vistas, paisagens e marinhas, continha ainda um


capítulo histórico artístico-cronológico, a campanha oriental e do Paraguai, e os
retratos dos estrangeiros que se prendem à história do Brasil. Outras classes, tipos,
usos, trajes, genealogia e heráldica, retratos, estátuas e bustos dos reis e titulares de
Portugal aos da família imperial brasileira, ministros de Estado, Corpo Legislativo,
séries e grupos vários e retratos avulsos.

Termina com a parte artística de história natural, dividida em etnografia,


zoologia, botânica, geologia. Ao todo eram 20.337 entradas, em 1.612 páginas e mais
o Supplemento, que vem do nP 19.289 ao 20.337, e segue da página 1.615 à p. 1.758.

Um monumento bibliográfico-liistórico, a maior bibliografia histórica publicada


sobre um país no mundo. Nem as bibliografias do mundo europeu, nem as norte-
I iii rod ução IX

americanas, se comparavam, na época, ao Catálogo da Exposição de História do Brasil


publicado em 1881.

Já me referi a Antônio León Pinelo e seu Epitome (1629), a Diogo Barbosa


Machado e sua. Biblioteca, è refiro-me agora, para exemplificar, ajoseph Rodrigues de
Castro, com sua Biblioteca Espanota*, a Nicolás Antônio, com sua Biblioteca Hispana
Nova, compreendendo os escritores espanhóis desde 1500 a 16849, ^.Biblioteca Italiana
Ossia Notizia de libri Rari italiani , a Jorge César Figanière e sua Bibliografia Histórica
Portuguesa11, a Gcorge Michael Asher, A Bibliographical and Historical Essay on the Dutch
Books and Pamphlets relating to New Netherland and to the Dutch West índia Companyi2, a
Pieter Anton Tiele e sua Biblioteek van Nederlandsche Pamphlets^, ao Dicionário de
Inocêncio, já referido, de 1858 a 1923, à Bibliothèque Américaine de PaulTròmel 14 , e o
grande, o maior de todos, o Dictionary of Books relating to America from its discovery to the
presenttime, dejoscph Sabin 15 . O Dicionário de Sabin compreende 84.000 títulos e é o
único que abrange uma área maior que o Catalogo da Exposição de História do Brasil na
data do início da composição e na totalidade da especialidade, contendo livros
relativos à América que, como se sabe, nos Estados Unidos não significa Estados
Unidos apenas, mas a América em geral. Assim mesmo este, que é o maior
monumento bibliográfico mundial, não supera o nosso Catálogo, pois além de ter
sido, como o de Inocêncio continuado até 1923 (e mais 3 vols. em 1972), não é
exclusivamente histórico, nem se divide tematicamente, tal como o seu equivalente, o
Manual dei libro hispano-americano de Antônio Palau y Dulcet 16 .

Bibliografias especiais, saídas logo depois, como a de A.V.A. do Sacramento


Blake, Dicionário Bibliográfico Brasileiro17 é biobibliográfico e muito descuidado. Ainda
outro exemplo de bibliografia temática insuperável até hoje é a Bibliothèque de Ia
Compagnie de Jesus1 de Carlos Sommervogel 18 .

E certo que grandes autores publicaram grandes bibliografias históricas de seus


países, como Pieter Anton Tiele, a Nederlandsche Bibliographie van Land-en-Volkerkunde
(Bibliografia da terra e do povo holandês) 19 , Henri Pirenne, o grande historiador
belga que fez ele próprio a Bibliographie de 1'Histoire de Belgique20, José Carlos

8. 1781, 2 vols.
9. Madrid, 1783-1788, 2 vols.
10. Milão, 1803.
11. Lisboa, 1850.
12. Amsterdam, 1854-1867.
13. Amsterdam, 1858-1861.
14. Leipzig, 1861.
15. New York, 1868-1936.
16. Barcelona? 1923-1927. 7 vols.
17. Rio de Janeiro, 1883-1902. 7 vols.
18. Bruxelas, 1890-1909.
19. Amsterdam, 1884.
20. Bruxelas, 1931
Catálogo da Exposição de História do Brasil
X

Rodrigues, a Biblioteca Brasiliense^, ou ainda a Biblioteca Exótico-Brasileira de Alfredo de


Carvalho".

Infelizmente não se continuou o esforço notável e incomparávcl de Ramiz


Galvão, coadjuvado por Alfredo do Vale Cabral, João Capistrano de Abreu, João
Ribeiro e Menezes Brum.

O Manual Bibliográfico de Estudos Brasileiros, dirigido por Rubens Borba de Moraes e


William Berrien 23 , nem continuou, nem completou, nem seguiu o empenho do
Catálogo deixado para a posteridade por Ramiz Galvão.

A Exposição

Em 24 de dezembro de 1880, o Jornal do Comércio publicava que o Ministério do


Império, chefiado pelo Barão Homem de Mello, homem erudito e devotado aos
estudos históricos, que aceitou a idéia de fazer a Exposição, determinara, por Aviso
de 21 de dezembro, que em solução ao Aviso recebido da Biblioteca Nacional, o
Governo Imperial, considerando a utilidade da instituição das conferências de
história e geografia do Brasil, resolvera nomear diversos cidadãos para fazerem parte
da comissão organizadora da primeira sessão das mesmas conferências, a qual, de
conformidade com o plano proposto, deveria realizar-se por ocasião da exposição
histórica e geográfica promovida pela mesma Biblioteca.

A Exposição abriu-se aos 2 de dezembro de 1881, quando D. Pedro II


comemorava 56 anos. D. Pedro e D. Teresa chegaram às 11 horas da manhã à
Biblioteca e foram recebidos à porta do edifício pelo Diretor Dr. Ramiz Galvão,
ministro, corpo diplomático, oficiais e outras personalidades de fora e da casa. Na sala
principal, ocupando Suas Majestades o lugar que lhes havia sido designado, Ramiz
Galvão leu um discurso considerado brilhante pela imprensa da época.

"Senhor" disse Ramiz Galvão, "o pensamento desta solenidade foi um pensa-
mento altamente patriótico, mas os brasileiros que o desenvolveram e executaram, se
bem que em proporções modestas, tiveram em mira alguma coisa mais que renderá
pátria o estremecido vulto que ela merece. Pela primeira vez na América e talvez no mundo
(o grifo é nosso), um grupo de trabalhadores realiza a exposição de tudo o que
concerne à história pátria, oferecendo aos seus concidadãos em um só e amplo
quadro copiosa fonte de ensino do que foi, e calorosa animação para o que há de vir".

"A exposição de história do Brasil é portanto, Senhor, uma ressurreição do


passado e uma previsão do futuro."

21. Rio de Janeiro, 1907.


22. Rio di-Janeiro, 1929.
23 .Rio di-Janeiro, 1949.
Introdução XI

Lembra, então, todos aqueles que cooperaram na obra da construção do Brasil,


todos eles, Senhor, com suas obras e seus feitos aí estão projetando sobre nós uma
radiosa luz, que é ensino vivificador".

Diz a seguir que esta lição não é todo o intuito dos organizadores da exposição de
história do Brasil. "Por mais beneméritos que foram Ayres de Cazal fundando a
geografia do Brasil, Veloso perscrutando os segredos da natureza, Cayrú lançando as
bases da ciência econômica, Varnhagen escavando os arquivos com pertinácia
germânica para rasgar nossos horizontes à história brasileira; por muito que se hajam
empenhado os coevos em devassar os territórios especiais de cada um dos ramos da
mesma história, é certo que a grande obra está por fazer-se".

Declara, então, que convinha congregar em um ponto os elementos dissemina-


dos deste trabalho, apelando para todos os arquivos do país e para o patriotismo de
inteligentes amadores, para que se pudesse "levantar o inventário geral destes
haveres, para saber-se o que temos e o que ainda nos falece. Tal foi, Senhor, o grande
empenho da cruzada que se levantou há apenas um ano, e de que hoje vimos dar
conta ao Brasil e aos brasileiros".

Afirma que o que fizeram ele e seus colaboradores foi "um estudo de posição que
trará a luz no porvir".

"Bem-vinda seja esta luz fagueira que clareia a história da pátria; quando ela
fulgura mais viva, referve mais caloroso o amor dos cidadãos, avigoram-se as virtudes
cívicas que sustentam e nobilitam a nação, consolida-se o monumento harmônico da
grande família brasileira, e cresce a febre do trabalho que é a grande alma do
progresso e a força viva das gerações que caminham."

"A história é a mestra da vida, disse o grande romano. Um povo sem história é
uma sombra que passa, não é um marco que fica; é multidão confusa que acidentes
dirigem e outros acidentes desfazem, não é falange compacta e invencível que
afronta, resiste e senhoreia; é uma dúvida, não é um fato sociológico; é um esboço
vago, não ê uma tela imortal. Bem-vinda, pois, a luz esplêndida dos trabalhos
históricos que preparam e asseguram a glorificação do futuro pela evocação do
passado. Foi para entretê-la mais viva e para ampliá-la na mais fulgurante, Senhor,
que a Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro, aceitando a idéia de um patriota e
ajudada dos auxílios do governo esclarecidq, atirou-se ao mar das fadigas, sem
lembrar-se dos riscos, dos sacrifícios e das angústias da voragem. Se logrou, pelo
menos, parte do seu nobilíssimo desejo, di-lo a exposição das gemas preciosas - fruto
da cansada peregrinação, ou antes di-lo o diário da derrota que seguimos, porque um
suntuoso palácio não bastará à ostentação destes finos corais e destas pérolas
alvíssimas. Honrai-as, Senhor, com o vosso exame, e excusando benigno os senões de
uma primeira tentativa, dignai-vos de assentar este marco miliário nos anais
literários do país, declarando inaugurada a l. a Exposição de História do Brasil".
XII Catálogo da Exposição de História do Brasil

A exposição compunha-se de sete salas. A primeira sala denominou-se D. Pedro


II e nela se expuseram, em pedestais, bustos de brasileiros ilustres, alguns quadros
históricos e particularmente retratos da lamília real portuguesa até 1822, e imperial
brasileira e dois antigos estandartes da Câmara Municipal da Corte. Nela mereciam
destaque a estátua de D. Pedro I em mármore e a de D. Pedro II em gesso, que serviu
de modelo à feita em mármore no hospício dos alienados (antiga Reitoria da
Universidade do Brasil), ambos, modelo e reprodução, de Pettrich & Filhos, antigos
escultores, muito conhecidos entre nós. O busto de D. João VI é também em
mármore, de autor desconhecido. Outros destaques são a sagração deS. Majestade o
Senhor D. Pedro II, o casamento, por procuração, de S. Majestade a Imperatriz em
Nápoles, o juramento de S.A. a Princesa Imperial por Vitor Meirelles, vários retratos
de personalidades, gravuras preciosas, a série de 31 retratos a meio corpo dos jesuítas
catequizadores, alegorias sobre o descobrimento da América, diversos bustos dejosé
Clemente, dejoão Alves Carneiro, velho ídolo do povo, que sofria e sofre os martírios
da miséria e que ele, como médico, atendia na sua inexaurível caridade, o busto de
Gonçalves Dias, os três irmãos Andrada, o de Januário da Cunha Barbosa, e fecha o
ciclo o do Visconde do Rio Branco. A declaração da independência do Brasil por F.
Renato Moreaux, e os retratos da princesa D. Francisca, o de D. Amália, e o exemplar
do Jornal do Comércio de 20 de julho de 1842, impresso em seda, trazendo na página
da frente o retrato de S. M. o Imperador D. Pedro II.

A segunda sala, intitulada Ayres do Cazal, contém as obras de geografia e viagens,


história civil e administrativa, a coleção numismática colonial e do Império desde
1583 até 1831; das paredes desta sala pendiam cartas geográficas, pela maior parte
manuscritas e inéditas. Destinava-se à leitura pública e ocupava toda a extensão do
grande corpo do edifício. O número de cartas não expostas mas numeradas no
Catálogo elevava-se a 1.945. Uma das peças mais valiosas era a Karte von Amerika aus dem
Iahre 1500, dejuan de Ia Cosa, célebre carta descoberta por Humboldt na biblioteca
do Barão de Walchenaer. Aí dizia o Catálogo que se achava representado o Brasil pela
primeira vez, e na altura do Cabo de Santo Agostinho ocorre a seguinte nota: "Este
cabo descobriu-se no ano de MCDXCIX (1499) por Castilla, sendo descobridor Vi-
centias (Vicentes Afies Pinzon). Nela se continham muitas preciosidades, entre as
quais a Rezão do Estado do Brasil, o original da Constituição de 1824, o autógrafo do
Thesouro Descoberto no Rio Amazonas, do Padre João Daniel, a cópia da carta de Pero Vaz
de Caminha, mandada tirar do original por Manuel de Araújo Porto Alegre e
publicada pela primeira vez por Ayres do Cazal, extraída de uma cópia existente no
Arquivo da Marinha desta Corte, a Relação da entrada quefez o Bispo do Rio de Janeiro D.
Frei Antônio do Desterro Malheiro na sua diocese no dia 1." do ano de 1747, impressa em 1747
pela primeira tipografia que funcionou no Brasil, estabelecida por Antônio Isidoro da
Fonseca, mandada destruir pelo governo português. Continha mais a sala Ayres do
Cazal a correspondência autografa de el-Rei D.João V em 5 vols., e os originais do
Processo Tiradentes, descritos no Guia da Exposição da História do Brasil, pequeno
trabalho ftitt) com a maior lucidez e critério por Vale Cabral, um dos mais labo-
riosos colaboradores de Benjamin Franklin Ramiz Galvão. Os originais dos dois
Autos da Devassa, o mandado proceder pelo Visconde de Barbacena, capitão-general
Introdução XIII

de Minas Gerais e o que mandou proceder no Rio de Janeiro o Vice-Rei Luís de


Vasconcelos, e os respectivos autos dos seqüestros feitos aos conjurados.

Esta segunda sala cheia de preciosidades continha ainda em exposição as


conferências da Academia Brazílica dos Esquecidos de 1724 a 1725, os estatutos da
Academia dos Renascidos, as Cartas dos padres jesuítas, as primeiras histórias de
Gândavo, Gabriel de Souza, Fernão Cardim, a Rezão do Estado do Brasil, ajornada do
Maranhão de Campos Moreno, as obras de Hans Staden, André Thévet, Jean de Léry,
Claude d'Abbeville, Joan de Laet, Rocha Pitta, e a Corografia de Avres do Cazal.

A terceira sala, denominada Varnhagen, continha a história eclesiástica e


diplomática. No centro erguia-se um troféu formado de jornais desde 1808 até 1881,
e nas paredes destacavam-se paisagens e vistas do país, desenhos originais, aquarelas,
plantas de cidades do Brasil. "Tem Francisco Adolfo de Varnhagen os mais valiosos
títulos à honra insigne, que, à sua memória, prestou Ramiz Galvão patrocionando
com seu nome uma das salas da exposição de história do Brasil". Varnhagen morrera
em 1878, com 62 anos, mas nenhum brasileiro contemporâneo trabalhara mais que
ele pelo progresso intelectual da pátria. A munificência imperial o recompensara com
o título de Visconde de Porto Seguro e o reconhecimento da Biblioteca Nacional o
condecorara com uma sala da exposição com o seu nome.

Apresentavam a Sala Varnhagen e os gabinetes anexos uma copiosa coleção de


fotografias, gravuras, litografias, desenhos originais e alguns quadros a óleo, de
paisagens, vistas da natureza, obras de arte, vistas da cidade do Rio de Janeiro,
templos, montanhas, usos, costumes e composições históricas. Além disso tudo, que
é muito, expunham-se as obras legislativas raríssimas, como as Ordenações do Reino e
obras históricas igualmente raras, como o Orbe Serafico de Antônio de Santa Maria
Jaboatão, a Chronica de Simão de Vasconcelos, os 29 volumes do Correio Brasiliense,
espécimes vários da imprensa periódica, a começar pela Gazeta do Rio, o primeiro
jornal publicado no Rio de Janeiro, que iniciou sua atividade a 10 de setembro de
1808, saindo duas vezes por semana. Apareciam os vários jornais, o Diário do Rio de
Janeiro, impresso na Tipografia Regia, por conta de Zeferino Victor de Meirelles. O
Diário do Rio durou 57 anos, terminando em 1878.

O Aviso de 21 de agosto de 1821 acabou com a revisão prévia dos escritos


destinados à publicidade, isto é, a censura, permitindo-se a impressão de escritos
anônimos; em face de abusos, o ministro dos negócios do Reino, Francisco José
Vieira, pela Portaria de 18 de janeiro de 1822, ordenou que nada fosse publicado
anonimamente, mas, o gabinete do Ministro José Bonifácio, revogou-a. A 4 de
fevereiro de 1822, o Senado da Câmara, tendo como presidente José Clemente,
requereu ao Príncipe Regente o restabelecimento da Portaria de 18 de janeiro, o que
não foi concedido, sendo em 2 de outubro de 1823 promulgada a Lei de Imprensa.

Aparecem, então, os primeiros jornais, o Spectador Brazileiro, produzido na


tipografia de Siegnot-Plancher, e que três anos depois se transformou no Jornal do
XIV Catálogo da Exposição de História do Brasil

Commercio, (1827), o segundo mais antigo jornal do Brasil, logo após o Diário de
Pernambuco, de 1825. Eram também expostos o Patriota (1813), o Parnaso Brasileiro
(1829), o Correio Mercantil (1830), o Mercantil (1844), transformado em Correio Mercantil
(1848). Também a Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (1839), a Minerva
Brasiliense (1843), o Ostensor Brasileiro (1845), a Marmota Fluminense (1849), a Guanabara
(1849) e a Revista Popular (1859).

São estes os jornais e a revista mais notáveis que apresenta a exposição, além das
publicações políticas de duração efêmera, mas que ocupam lugar destacado na
bibliografia nacional, pelas épocas agitadas que representam, pelas idéias que
sustentaram e, sobretudo, pelos nomes daqueles que escreveram e que tão
proeminentes papéis representaram posteriormente no nosso mundo político.

A sala Silva Lisboa, continha os livros concernentes à história econômica e à


biografia, tendo nas paredes ricas coleções de retratos pintados a óleo, gravuras e
litografias. Nas mesas que as circundavam e na do centro foram reunidas as obras
relativas à história econômica do país, em grande parte modernas; copiosa coleção de
estatutos de companhias, relatórios, documentos relativos ao comércio, destacando-
se como obra mais importante a Cultura e Opulência do Brasil por suas drogas e minas
(Lisboa, l. a edição raríssima de 1711).

A sala Veloso, o sábio naturalistajosé Mariano da Conceição Veloso, guardava os


livros relativos à história militar, natural e literária, oferecendo ao estudo grande
cópia de documentos. Achavam-se ali grandes quadros históricos da campanha
cisplatina, da Guerra do Paraguai, uma copiosa coleção de estampas originais do
naturalista Lacerda, as obras manuscritas de Alexandre Rodrigues Ferreira, com
belíssimos e numerosos desenhos, e, entre os retratos dos naturalistas, o de Saint-
Hilaire, La Condamine, Aimée Bompland, Martius. Notava-se também a magnífica
coleção de 89 estampas coloridas litografadas por Henrique Fleiuss. Entre os livros
raros desta sala estavam a 1 . a edição de Barleus, de Santa Tereza de Rafael de Jesus, as
Viagens de Saint-Hilaire. No centro da sala, reuniram-se as obras manuscritas e
impressas dos naturalistas José Mariano da Conceição Veloso, Alexandre Rodrigues
Ferreira, Francisco Freire Alemão, Martius, Corrêa de Lacerda, Maximiliano Wied-
Neuwied e a do médico J. F. Sigaud. Os legados dos três grandes botânicos
brasileiros, Francisco Freire Alemão, José Mariano da Conceição Veloso e Alexandre
Rodrigues Ferreira estavam expostos com grande destaque.

Expositores particulares, possuidores de grandes brasilianas, foram a Sra. D.


Joana T. de Carvalho, o Dr. Glaziou, e J. A. Alves de Carvalho.

A exposição de história do Brasil foi um empreendimento notável e incompará-


vel mesmo depois de passado um século. Especialmente se considerarmos que da
concepção da idéia à realização mediaram apenas alguns meses, e esses mal
chegaram para convidar os possuidores particulares, oficiar às repartições públicas e,
o que é mais difícil, conseguir destas a expedição dos objetos.
Introdução XV

Quanto deve ter custado ao Dr. Ramiz Galvào a seus colaboradores Alfredo do
Vale Cabral, João Capistrano de Abreu, João Ribeiro e Menezes Bruni realizar este
feito expositivo-bibliográfico incomparável no Brasil. A indiferença de uns, o desdém
de outros, a má-vontade de alguns, a inveja de outros devem ter sido embaraços que
perturbaram a realização de um cometimento único.

O tempo foi tão escasso, que foi necessário adiar de 7 de setembro, a primeira
data escolhida, para 2 de dezembro, aniversário do nascimento de D. Pedro II, a
inauguração da exposição.

Os jornais de dezembro de 1821 reconhecem que a Biblioteca Nacional carecia


de uma casa própria, um edifício isolado e sólido, que abrigasse a produção
bibliográfica. À sua frente estava o Dr. Ramiz Galvào, um moço sábio, cercado de
outros sábios como Vale Cabral, Capistrano de Abreu, João Ribeiro, Menezes Brum,
que cuidava da parte artística, para citar apenas os que mais se destacaram.
Felicitavam todos eles pelo brilhante triunfo alcançado.

Para avaliar a concorrência pública, basta registrar que de 4 a 26 de dezembro de


1881, 5.376 pessoas visitaram a Exposição.

A Exposição de História do Brasil fez notáveis revelações, entre as quais a de


maior vulto foi o aparecimento da História do Brasil de Frei Vicente do Salvador, que
pela primeira vez deu à sua História o nome do Brasil.

Capistrano de Abreu contou na nota preliminar que precede a edição de 1918 da


História do Brasil de Frei Vicente do Salvador, por ele preparada, que em 1881 o livro
esquivo, quase mítico de Frei Vicente do Salvador entrou de modo inesperado- na
Biblioteca Nacional, por ocasião da exposição de História e Geografia do Brasil
realizada nesta instituição de 2 de dezembro a 2 de janeiro de 1882. Vieram,
acrescenta Capistrano, "à luz suas riquezas em impressos, manuscritos, mapas,
estampas, medalhas e moedas; instituições diversas, colecionadores particulares
concorreram ao certame; pela primeira vez desenhou-se nítida a imensidade da
empresa de descrever a terra brasileira e conhecer os feitos de seus filhos".

"Pelos salões e corredores do velho casarão da rua do Passeio [ao lado do atual
(1981) edifício do Automóvel Clube] peregrinaram sete mil, sejscentos e vinte e um
visitantes. Não é muito. Podia ser menos sem inconvenientes. A exibição figurava
aparato transitório, mero pretexto da obra verdadeira, o Catálogo. Desde o primeiro
dia distribuíram-se dois volumes, somando mil, seiscentos e doze páginas, arrolando
dezenove mil, duzentos e setenta e oito objetos com o suplemento, que pouco
demorou, as páginas subiram a cerca de mil e oitocentas, os objetos excederam de
vinte mil... Poucos dias antes da inauguração sobreveio aos que trabalhávamos ao
lado e sob as ordens do Dr. Ramiz Galvào, a mais agradável das surpresas."
XVI Catálogo da Exposição de História do Brasil

Conta, então, o pouco que sé sabia de Frei Vicente do Salvador, os trechos de


Jaboatão no Novo Orbe Seraphico Brasileiro, e que Varnhagen folheara o exemplar de sua
História na Biblioteca das Necessidades de Lisboa; sumido desde então, sabia-se, diz
Capistrano, do capítulo avulso descoberto por João Francisco Lisboa na Torre do
Tombo, identificado e impresso por Varnhagen em 1858, na Revista Trimensal do
Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. "Depois da última data nem a obra nem o nome
do autor emergiam mais do mistério".

Diz que Varnhagen bem podia tê-lo desvendado quando deparou com a obra na
Torre do Tombo em 1872. Na segunda edição da História Geral Varnhagen repetiu
novidades ditas no postfácio à segunda edição da História das Lidas, e forneceu outras
no primeiro volume da segunda edição da História Geral, as mais das vezes sem
indicar-lhes a procedência, ou escudando-^senodizerdeum escritor antigo (p. 379), e
outras vezes recorrendo à sigla pouco transparente de F. V. do S.

Do livro de Frei Vicente do Salvador, cuja edição crítica, uma das melhores da
hist jmogralia brasileira, era isso o que se sabia, quando, como disse Capistrano de
Abreu, ele e urou de modo inesperado na Biblioteca Nacional, por ocasião da
Exposição de História do Brasil.

E Capistrano relata co: no se passou a doação do livro de Frei Vicente do Salvador


à Biblioteca Nacional, o que dá à Exposição este valor outro de despertar interesse e
dedicações à história do Brasil. "João Martins Ribeiro, inteligente livreiro do Rio...
adquiriu papéis vários e alfarrábios e de mistura alguns manuscritos, entre os quais
uma história do Brasil de que nunca ouvira falar. Não os quis expor à venda, e doou-
os à Biblioteca Nacional, como sua quota para a Exposição que ia ser inaugurada 21 ".

"O mais ligeiro exame do códice revelava seu passado: a encadernação de couro à
portuguesa, o aspecto do papel, a letra do copista, denunciavam-no como um dos
numerosos volumes copiados dos arquivos e bibliotecas lusitanas na era de 50 por
comissão do governo imperial confiada primeiro a Gonçalves Dias e por fim ajoão
Francisco Lisboa. A coleção depois de ficar alguns anos na Secretaria do Império, foi
remetida para o Instituto Histórico, donde uma parte escorreu para mãos de
particulares."

O manuscrito oferecido procedia indiretamente do espólio do Marquês de


Olinda, e Capistrano imaginava como se passara deste para as mãos do livreiro e este
o oferecera à Biblioteca, arrebatado pelo sucesso da Exposição.

Assim, a- Exposição despertou gestos como este, de oferecer um livreiro à


Biblioteca Nacional uma das maiores preciosidades da historiografia brasileira, um
livro que, terminado em 1627, usou pela primeira vez o título de História do Brasil,

24. Vide Gazeta de Noticias, 19 de novembro de 1881.


Introdução XVII

quando Rocha Pitta, escrevendo em 1730 der a seu livro o titulo de História da América
Portuguesa25.

D. Pedro, D. Teresa Cristina e a comitiva imperial chegaram às 11 horas da


manhã e demoraram-se na Biblioteca até às 13 horas.

Esta é a história desta Exposição de que resultou um Guia, feito por Vale Cabral, e
o Catálogo, a mais vasta, a mais completa, a mais exaustiva bibliografia da história e
geografia do Brasil até 1881.

Ao reeditar-se este Catálogo, modelo da erudição brasileira, no centenário da


Exposição e do Catálogo, presta-se aos estudiosos brasileiros um serviço inestimável. E
pode-se e deve-se sugerir a elaboração de outra Exposição e outro Catálogo, que
abranjam os cem anos de trabalho e pesquisa entre 1881 e 1981. Este é o dever de
nossa geração.

JOSÉ HONÓRIO RODRIGUES

Julho de 1981.

2/>. Vide JOM- Hoiií.rin R-^JIÍ^IICN, Hi^ti.-ia th: I!Í\tú:::i tio !',;<i\i/. l. a p;ntr, Historiografia Colônia/. C o m p . Edil.
N a c . lí)7í). 495.
A EXPOSIÇÃO DE HISTORIA no BRAZIL, feita pela Bibliotheca
Nacional do Rio de Janeiro, é a execução d'um pensamento pa-
triótico do ex. snr. conselheiro barão Homem de Mello. A esse
pensamento demos corpo, propondo ao Governo os meios de
realiza-lo, e pondo á disposição de tão nobre causa não só os
grandes recursos da Bibliotheca, sinâo também a actividade e
as provadas habilitações dos empregados d'este estabelecimento,
com cujo zelo e patriotismo nos-era licito contar. Não foi illu-
soria a esperança: a Exposição é um facto na historia litteraria
do paiz, e o seu catalogo vê hoje a luz da publicidade, para dar
aos coevos c vindouros idéa dos nossos trabalhos e do manancial
que pudemos reunir.
Certo é que obra mais meditada e lavrada com mais tempo
sairia com menos senões e lacunas; todavia nâo é menos verdade
que o trabalho feito representa um ingente exfôrço, e que nâo
obstante as suas máculas elle pode e ha de prestar notáveis ser-
viços aos estudos históricos no Brazil, emquanto se nâo fizer
segunda tentativa mais ampla e mais completa.
Ninguém ignora com que difficuldades luctam todas as idéas
generosas ao nascer: a tibieza de uns, a má vontade de outros,
a indifferença de quasi todos. Com o tempo esses obstáculos se
-irão vencendo, a convicção calará no espirito do povo, e dia virá,
estamos seguros, em que não haverá cidadão que se não apresse
a vir trazer-nos as jóias preciosas de seu escrinio para se-le-
vantar á historia da pátria o monumento que ella reclama.
XX

Neste primeiro tentamen faltou muito o concurso dos par-


ticulares, e devo confessar que das províncias do Império pou-
quíssimo nos-foi remettido ; d'ahi os claros em certos períodos,
d'ahi as collecções incompletas, e a insufficiencia de noticias em
relação a factos particulares de historia local. Por isso mesmo
mais dignos de alto apreço e profundo reconhecimento foram os
contingentes recebidos do Pará, Pernambuco, Bahia, Rio de Ja-
neiro e Minas-Geraes,—assim como as informações ministradas
por muitas Câmaras Municipaes do Império, que acudiram pres-
surosas ao pedido que lhes-haviamos feito em circular de 2 de
Janeiro de 1881.
Na Corte merecem especial menção: S. M. o Imperador,
que se-dignou de franquear-nos o seu Paço e a sua copiosa
bibliotheca particular; as repartições públicas, que em bôa parte
concorreram com preciosos documentos, e alguns intelligentes
amadores, de cujas collecções auferimos livremente e a mãos
largas o que nos-foi mister.
A consulta do Catalogo revelará claramente a quem neste
particular mais elevemos, e a quem devemos o melhor; o nosso
reconhecimento entretanto é egual para com o magnânimo Im-
perante e para com os mais modestos contribuintes, pois que
se-uniram todos em accorde e nobilissima cruzada a favor da idéa.
Nesta justa de thesouros litterarios e artisticos não se-poderá
dizer que houve vencedores nem vencidos, porque são todos be-
neméritos brazileiros, ou generosos amigos do Brazil.
A demora havida na remessa dos documentos fêz com que
uns se-descrevessem á pressa, e outros ficassem excluídos do Ca-
talogo ; o primeiro facto justifica os lapsos que por ventura hou-
verem escapado, e que o leitor benevolo e consciencioso relevará.
Por sua parte a impressão de tão extenso trabalho foi feita quasi
vertiginosamente para que não corrêssemos o risco de abrir a
Exposição sem o seu catalogo — guia indispensável aos estu-
diosos ; mais outro motivo de excusa para as leves inexacções
que nelle oceorrem, e que, a fallar sinceramente, puderam ser
maiores e mais numerosas, si não fora a intelligente cooperação
da officina, que tomou a seu cargo esta publicação!
XXI

Por maior diligencia que puzemos todos em ser completos,


é certo que numerosas espécies litterarias e artísticas parecem
haver ficado no olvido. Um supplemento reparará a seu tempo
estas lacunas, e si ainda é occasião de appellar para o patrio-
tismo dos brazileiros, seja-nos licito fazê-lo, pedindo-lhes que com-
muniquem á Bibliotheca Nacional com a indispensável urgência
o que possa completar as collecções indicadas, ou preencher as
lacunas que ahi se-deparam.
O catalogo da presente Exposição não é pura e simplesmente
um indicador de livros, painéis, estampas ou medalhas.
Tanto quanto no-lo permittiram o espaço e o tempo, vâe
ttelle um esboço de bibliographia histórica brazileira, considerada
a historia em sua maior amplitude, e não exquecidos os docu-
mentos subsidiários que a-podem esclarecer. Para completar tra-
balho de tão grande fôlego justo é que ainda concorram os que
se-interessam pela pátria.
Não fecharemos este curto prólogo, sem ostensivamente tri-
butar louvores aos dignos chefes de secção, officiaes e mais em-
pregados da Bibliotheca Nacional, a cuja sollicitude se-deve a
presente obra. Agradeça-lhes o Brazil este exforço, e estamos
certos que ha muito mais a esperar-se do patriotismo e do ta-
lento de tão indefessos quão distinctos trabalhadores.

DR. B. F. RAMIZ GALVÃO,


Bibliothocario.

Bibliotheca Nacional do Rio de Janeiro. i88i.


CATÁLOGO DA EXPOSIÇÃO DE
HISTÓRIA DO BRASIL
CLASSE I

G E O G R A P H I A DO B R A Z I L

Do Brazil em geral
(Por ordem clironologita)

1. - Do Tcllurc quam tum Lusitani: tum colambus obscrvauere quem


Mundum appclant Nouum. (1508j. V. Porto-Seguro, Ainda Amerigo Vespucci
(Vicnna, 1S74) pg. 3 et seq, (B. N.)
E ' a mais antiga dcscriição do Brazil. Appareceu na Nona orbis drsrrijitio ao
nona Oceani nauigatio qua lAsbona ad Jndicü pc-uenitur judaçns Marco Bcneueniano
monacho ccvlesiino cvdita, c ó o cap. X I V deste appondix do Ptolomcu de 1508.
Embora o-conteste o visconde de Porto-Soguro, a opinião geral é que Marco Bene-
ventano fez esta deseripção á vista das informações de Vespucci. Na « Collecção
Ultramarina» I I , p. 145 vem traduzido este Capitulo.
2. - Suma de gcographia q trata de todas Ias partidas r prouincias
dei mundo: cn especial de Ias índias. ~ trata largamète dei arte dcl marear:
juntamête con Ia espera en romãee: con cl regimièto dol sol ~ dcl norte:
jiueuamentc hccha. Por Martin fcrnãdez deneiso (de Encisso). Fue impressa
en Ia nobilifsima ~ muy leal ciudad de Seuilla por Jacobo crõberger alemã enel
ano d'la encarnacion de nuestro seiior. de mil ? quinientos 7 diez .» nueue-.
In-fol. peq. goth. de 1 fl. de tit, o 75 ff. inn. (B. N.)
« Le premier livre espagnol, qui trai to de l'Amérique». Ternaux.
Segundo se-vê da «Bibl. Amor. vetustifsinia» de Harrisse, onde a obra vem mi-
nuciosamente descripta, o auetor da «Suma de gcographia » veio ao ííovo Mundo
com Rodrigo de Bastidas, foi o planejador da expedição de Vasco KTufiez de Balboa,
c aceonipanhou a Ojeda em sua viagem ao continei te; Enciso se-estabelecêra a
principio em S. Domingos.
«The account of America is principally from his oivn observations » (Rich).
E ; obra rarissima.
3.-Libro dela Cosmographia do Pedro Apiaro, cl qual trata Ia descri-
pcion dei Mundo, y sus partos, por muy claro y lindo artificio, augmêtado
por ei doctissimo varon Gomma Frisio, doctor en Mcdecina, y Mathcmatico
excellentissimo : con otros dos libros dei dieho Gcmma, de Ia matéria mesma.
Agora nueuamête traduzidos en Eomãco Castellano. Envers, Gregorio Bontes,
15-18, in-4.°, com ch. e gravuras. (B. N.)
Esta traducção, assim como a franceza de 1544, foi feita sobre a edição de 1540.
Encerra noticia incompletissima do Brazil, c á ti. 34 uma « Carta cosmographiea,
con los nombres propriedad y vertu de los vientos». A ed. prinecps appareccu em
latim no anno de 15:24. Ambas muito rara*.
4

4. - Cosmographin- uniucrsalis, libii VI. Autoro Scbast. Munstcro.


liasileae, apud Henrichvm Petri, 1550, in-fol., com o rctr. do auctor na
edadc de 60 annos, chartas o grav. X3Tlogr. (B. N.)
E ' a tradueção lntinti feita pelo próprio Munster da obrti original cm allemão,
que se-publicou no mesmo anno do lôõO, Basilcio, II. Petri.
Tracta da «America» no L. V. pp. 1009-1110.
5.-Tratado da terra do Brazil, no qual so contém a informação das
cousas que ha nestas partes; feito por Pcro de Magalhães. (1570?) V. Col-
lecção Ultramarina, IV (1S2Ü) n.° IV p. 181. (B. N.")
Esto livro de Gandavo é, segundo todas as probabilidades, anterior á «Historia».
Foi dedicado «ao mui alto, c sereníssimo ])i'inei])C Dom Anrrique, Cardeal, Infante
do Portugal». A «líevista do Instituto» I I , JI. 428 reimprimiu a Introducção »
esto Tratado. Embora o indico attribua esta introducção a Gandavo, não é dclle
evidentemente: ó de Trigoso ou de quem foi seu editor na Collccçfo Ultramarina.
C.-Historia da prouincia sãcta Cruz a que' vulgar meto chamamos
Brasil loita por Perode Magalhães de' Gãndauo, dirigida ao muito Ills. síior.
Dom Lionis P r " gouernador que foy de' Malaca & das mais partes do Sul
na índia. (Arm. dos PtrcirasJ. (In-fine): Impresso em Lisboa, na ojficina
de Antônio Gonsalucz. Anno de 1Õ7G. In-4.°, do 4S ff. num. pelo rect., com 2
est. interc. no texto. (B. X.)
A Historia de Gandavo é livro rari-simo. do qual se não conliccciu mais do dons
exemplares: este, e o que pertenceu a Tcrnaux-Compans, de cujo destino nào lia-
vemos conlieeimento.
í'oi reproduzida em Lisboa, na Typngr. da Acad. Beal das Scieneias, 18-">8, in-
4.", de XX-liS pp., com 1 est., .segundo uma cópia mss. que d'ella existia na
bibliotheca da mesma Academia, e é o n.° I I I do tomo 1.° da «Collcccão de opus-
oulos rcimpressus relativos á bistoria das navegações,, viagens o conquistas dos
Portuguczes ».
Xo mesmo anno de 18">8 pagava o Brazil justo preito de liomcnngem no seu
primeiro chronista, reimprimiiuío por sua vez a obra de Gandavo no tomo X X I
da ulicvista do Instituto Histórico o Geograpbico Brazileiro », onde a-poderão
achar os curiosos do pp. 807 a 480, com uma estampa lithog. na Lith. Imp. de Ed.
Pensburg. l'ara esta rcproducçào serviu o texto original, que temos á vista o ora
bC-desereve como jóia inestimável da «Collcccão Barbosa Machado».
Todavia muito antes de Portugal c do Brazil, já Ternaux-Compans n-liavia
feito conhecer traduzindo-a ]iara 1'raneez e ineluindo-a no tomo I I da collcccão
intitulada « Voyages, rolations et mémoires originau.v pour servir à 1'histoiro d e l a
découverte de 1'Aiiiíriquc». Paris, Arthus Bertrand, 1887, in-8.°
Força é porém confessar quo nem esta traduceãu é do todo irrcprehensivcl, nem
lis reimpressões portuguesas cie 18Ú8 foram feitas com a desejável fidelidade.
7.-Thcatrum orbis terrarum. Auct. Abrahanlo Ortelio. A.ntverpice, apud
Christophorum Ptantinum, 1579, in-íòl., com 93 eh. o o retr* do auctor.
(B. N.)
8. - Idcm. lbi, 1584, in-fol., com 114 ch. (B. K )
Esta obra de üertcl, o chamado Ptolomeo do 10.° século, foi a primeira que
neste gênero so-publieou em Europa; abi se-aeha sob n.° 32 a famosa charta da
«Flandres» de Gerardo Marcator, cujo original desappareccu.
Contem: Americae sive novi orbis nova deseriptio.
9. - Noticia do Brazil, descripção verdadeira da costa daquellc Estado,
que pertence á coroa do reino d,ò Portugal, sitio da Bahia de Todos os
Santos. (Por Gabriel Soares de Soatsa). Lisboa, Typ. da Academia, 1825,
in-4.° Extr. da Coll. de noticias para á hist. e geoy. das nações ultramarinas...,
tomo I I I , parte I. (B. N.)
Exemplar annotado á margem pela própria mão do Bodrigo José de Limar
Felner. (V. o n.° que segue).
10. - Tratado descriptivo do Brazil em 1587, obra do Gabriel Soares
de Souza ... Edição castigada pelo estudo e exame de muitos códices manns-
ciiptos existentes no Brazil, em Portugal, llcspanha e França, e aceres-
5

centada de alguns Commcntarios á obra por Francisco Adolpho de Var-


nhagcn, Rio de Janeiro, Typographia Universal de Laemmert, 1851, in-4.°, do
422 pp. (B. N.)
Saíra na «Rev. do Inst. Hist. », tomo X I V .
11.-Reflexões criticas sobre o escripto do século XVI impresso como
titulo do Noticia do Brazil no Tomo 3." da Coll. de Not. Ultr. ... por
Francisco Adolpho de Varnbagen &. Lisboa, Typ. da Academia, 1839, in-4."
Ext. da Coll. de Noticias, Tom. V. r\. II. (B, N.)
Exemplar com annotnçõcs marçinaes do Rodrigo José do Lima Fclncr.
V. Parecer, na «Rcv. do I n s t . ' H i s t . » , I I (1840), p. 100.
12. - A Trcatise of Brasil written by a Portugall wich had long lived
thero. V. Purchas his Pilgrimes, IV, 1289-1320. (B. N.)
Esto trabalho, segundo Purchas, foi escripto por um Jesuíta que vivera no
Brazil durante trinta annos. Vindo no Brazil cm 1001, um Francos Cooke, natural
do Dartmouth, o-tomou á força do dono, «much against his will», vendendo-o
depois por 20 xelins a Mnstcr Hncket, que o-imiudou traduzir. Esta tradueção
cotejada com o original ó que nos dá Purchas.
No original, além do Trnctado, vinham no fim algumas receitas médicas sulis-
cripfas pelo o Ir. Manoel Tristnoin Emfcrmciro do Colégio de Bayan, que Purchas
julga ser o auetor. Entretanto esta suggestão não parece muito plausível. O logar
de crmfio era exercido ou por gente moça, que apenas entrava na Companhia, ou
por pessoas de pouca intelligencia e que por este motivo não se tinham podido ordenar.
O facto do escriptor ter estado no Brazil durante 30 annos inutiliza a primeira
hypothese; os conhecimentos manifestados no livro inutilizam a segunda.
O livro foi escripto depois de 1584, pois que já se-refere á conquista da Pa-
rahybn: isto permitto concluir que o auetor chegou ao Brazil em 1554 pelo
menos. Será Anchicta que chegou cm 1553 ? fiada se oppõe a tal conclusão, tanto
mais quanto em outros trabalhos que andam esparsos, c alguns dos quaes ainda se
conservam inéditos, existem os elementos reunidos neste.
Eis os capítulos do livro :
| I ii Of the beginning and originall of the lndians of Brasil and of their Custo-
mos, lícligions and ccrcmonics ».
\ I I «Of their mnnucr of killing and cating of humane,flesh: and of their crea-
ting Gentlomcn ».
\ I I I «Of the diuersitie of Nations and Languagcs, and of the Soylo and Cli-
niate ».
\ I V «Of the Beasts, Land-serpents, Fowles.
| V « Of the Brasilian Trces for fruit, medecinc and olher vses; and their
Herbes of raro operations ».
jj V I «Of the Fishes that swimme in the salt water; also Shel-tishes. Trees and
Fowles of the Sea ; of Riuers and the Creatures which liue therein ; and the
Beasts and Plants brought thither out of Portugall».
A respeito deste opusculo veja-se ainda Purchas, V, 912.
13. -Descriptionis ptolemaicaj avgmentvm, siue Occidentis notitia breui
commentario illustrata, et bac secunda editione magna sni parte aueta.
Cornelio Wytflict... autoro. Dvaci, apud Franciscum Fabri, 1603, in-4.° com
ch. (B. N.)
Tracta dos descobrimentos feitos na America no século X V I ; traz uma charta
do Brazil a pg. 121, c faz cVeste paiz uma breve descripção até a pg. 120.
14.-Histoire vniversclle des Indcs Occidentales et Orientales, et de
Ia conversion des Indiens. Diuiséc en trois Parties, par Cornille Witfliet,
& Anthoine Magin, &. Dovay, François Fabri, 1611, in-lbl., de r. grav., com
ch. (B. N.)
A primeira parto d'este livro é traducção da obra precedente.
15. -Rezão do Estado do Brasil no Gvoverno do Norte somte asi como
o teve Dõ Diogvo de Meneses até o anno de 1612. (Por Diogo de Campo
Moreno).
C ó p i a do X V I I I século. In-fol. oblongo, com chartas geogr. em pergaminho.
(V. o n.° 1393 deste Catalogo).
Exp.: Inst. llistorico.
6

16.-Nicuvve "Wereldt ... cloor Ioannes de Laet. Zeyden, Is. Elzevier,


1625, in-fol., ch. (B. K )
17.-Beschryvinghe van West-Indicn door Ioannes de Lact. Tweede
Druck. &. Tot Leyden, bij de Elzeviers, 1630, in-fol., de r. grav., com est., e
ch. (B. N.)
18.-Novvs orbis seu descriptionis Indise Occidentalis libri XVIII.
Authore Ioanne de Laet Antverp. novis Tabulis Geogr. et ... iconibus
illustrati. Lvgd. Batav., apud Elzevirios, 1633, in-fol., com est. e ch. (B. N.)
O livro X V ó dedicado ao Brazil.
19. - L'histoire dv nouvcau monde ou description des Indes Occidentales
... Par le Sieur Iean de Laet &. Leyde, chez Bonanenture & Abraham EU
seuiers, 1640, in-fol., com est. e ch. (B. N.)
Trad. do procedente.
20. - Description de 1'Ameriqve & des parties d'icelle, eomme de Ia Nou-
velle France, Florido, des Antillos &. Par I. II. do Linschot. Amsterdam,
Evert Cloppenburch, 1638, in-fol., com 1 charta geogr. (B. N.)
üs cap. X a X V I I se-roferem ao Brazil em particular.
2 1 . - Die unbekante Neue Welt...durch Dr. O. D. (Dappcr). Amsterdam,
Jacob von Meurs, 1673, in-fol., est. e ch. (B. N.)
E ' versão «lleman da obra. de Arn. Montanus — De Nieuwo en Onbekendc
"VVecrld—, publicada pela primeira vez em 1671 na lingua hollandeza.
22. - Latitudes de diffcrcntes pontos do Brasil, e Noticias sobre o Pará
e Mato Grosso. 1730-89.
C ó p i a . In-4.°, 11 ff.
Exp.: D. AntoniaK. do Carralho.
23.—Taboadas de longitudes, e latitudes de grande parto do Brazil,
observadas pelos Astrônomos empregados na Demarcação (o outras pessoas).
1730-1807. (Colligidas pelo t. coronel E. F. de Almeida Serra).
O r i g i n a l . "111-4.°, 10 ft'.
Exp.: Inst. Histórico.
24.-Description du Bresil. V. Ilist. gén. des voyages. Paris, Didot, 1757,
voh XIV, pg. 222. (B. N.)
25. - II Gazzctticrc Americano contenente un distinto ragguaglio di
tuttc Io parti dei Nuovo Mondo ... Trad. dali' inglese ... Livorno, per Marco
Coltellini ali' Insegna delia Veritd, 1763, 3 vols. in-4.° com ch. o est. (B. N.)
A obra, eseripta em forma de diecionario, traz artigos vários sobre agcographia
do Brazil, uma planta da Bahia, e estampas de animaes do Brazil.
2G. - Boschrcibung des portugicsischcn Amerika vom Cudena. Ein spa-
nisches Manuseript in der Wolienbüttelschen Bibliothek, lierausgegebon
vom llcrrn 1 Loira th Lcssing. Mit Anmcrkungen und Zusützcn begloitot
von Christian Leistc. Braunschweig, in der Buchhandlung des Flirstl. Way-
senhauses, 17S0, in-S." do 1G0 pp. (B. N.)
27. - Catálogo da verdadeira posição dos Lugares abaixo declarados,
pertencentes ás Capitanias do Grão-Pará, c Mato grosso, determinada pelos
Annos ile 17S0, c 178-1-, suppondo ser 20.° a diftbrença Meridional da llba
do Ferro, e Pariz. (Tor Francisco Joseph de La Ccrda, c Almcyda D.r As-
trônomo). (B. N.)
C ó p i a ]ii>r Ictlra do dr. Alexandre 'Rodrigues Ferreira. Cod. C L X V I I I (10-34)
a fl. 1. 1 II. ÜOXIU.
28. - Obsorvaçoens Astronômicas, e Pliysieas, praticadas pelos Astrôno-
mos da Divisão (le Mato-Círosso, em serviço de 8. Mag. Fm.", nas Villas,
Capitães, c Lugares romarcaveis das vastíssimas Itogioons das Amaso-
nas, Jíio Negro, Rio Branco, Pios da Madeira, Mamoró, Guaporó, Jaurii,
c Paraguay, <] compreheiidem mais do 20.° de Latitude, c outros tan-
7

tos de Longitude, desde o Parallelo de 4.° de latitude Boreal, em que


demórão as Fontes do Eio Branco até o de 16.° de Latitude Aus-
tral, em que demora o notável, e singular Isthmo dos Rios Aguapehy,
e Alegre, que com poucas braças de intervallo, formão Ilha da Península
do Brazil, sahindo á fálla uma da outra, duas copiosas Fontes, huma,
que he o Aguapehy para o Eio da P r a t a , e outra que é o Alegre p a r a
o Eio das Amasónas; e se comprehende neste espaço observado os Me-
ridianos desde 30.° 58.' de longitude oriental, ato o de 50.° e mais de
Longitude da mesma Denominação; suppondo o 1." Meridiano 20.° ao ocei-
dente de Pariz; feitas as presentes observaçoens nos Annos de 1780, até o
fim de 1784. (B. N.)
C ó p i a por lcttra do dr. Alexandre Rodrigues Ferreira. Cod. CLXVIII (1G-34)
a fl. 2. 1 pg. 27X18.
29. - Observaçoens feitas noa Rios da Madeira, c nos que nclle con-
fluem, desde a sua Foz sobre o Rio das Amasónas; com todas as que se
praticarão, dentro dos Limites da vasta Capitania do Mato-grôsso; c recti-
licadas por outras, que se repetirão, as Observaçoens duvidozas, <j na Es-
tação chuvoza da 1.* Derrota, se não poderão obter sem escrúpulos, mormente
as do Longitude, só praticáveis naqucllc tempo, pelas distancias da Lua,
sendo j a então J u p p i t e r immerso nos raios do sol; mas que se forão prati-
cando na conformidade do Regimento do Viagem. &.a (B. N.)
C ó p i a por lettra do dr. Alexandre Rodrigues Ferreira. Sem data. — Ibi, a fl'.
8 v. 1 pg. 28X18.
30. - Diccionario geográfico-histórico de Ias índias Occidontales o Amé-
r i c a : es à saber: de los roynos dei Peru, Nueva Espaíia, Tiorra F i r m e ,
Chile, y Nuevo Rcyno de Granada... Escrito por cl G.cl A. Antônio de
Alcedo, &. Madrid, 178(3-80, 5 vols. in-4." (B. N.)
31. - The gcographical and bistorieal dictionary of America and thc
"West Indics oi' colonel don Antônio de Alcedo... with largo additions...
By G-. A. Thomjison, &. Loadon, Jamrx Car/ienter, 1812-1814, 5 vols. in-4."
(B. N.)
Trad. do precedente.
32. - Astronomical obsorvations, made in thc voyagcs which were un-
dertakcn ... Ibr maldng discovories in thc Southern Ilcmisphere ... By
AVilliam AVales &. Landim : by C. Buckton, 1788, in-4.° com ch. (B. N.)
33. - Rccopilação de Noticias Brazilicas contidas cm trez cartas es-
criptas da cidade da Bahia, por um a outro Amigo cm Lisboa, debaixo de
nomes alusivos, noticiando-o das Capitanias de Pernambuco e Goyaz, e
terminando finalmente com a rccopilação de alguns pensamentos políticos
aplicados cm p a r t e ás Colônias Porluguczas no Brazil, feita o ordenada
pára servir na parte cm que convier de Elementos para a Historia Brazi-
lica, accompanhada de uma cóllecção de plantas Geographicas c topogra-
phicas que a... .1). líodrigo do Souza Coutinho... ottereco e dedica Luiz
dos Santos Vilhena. Anuo de 1802.
Contem as Cartas 22.», 2:5." o 24.»
C ó p i a niod. In-íol. 117 11'. faltando ai plantas. A*ide o n.° seguinte.
Kxp.: I). Autonia II. ik- Carvalho.
34. - Noticias brasiliras, cartas de um amigo residente na Bahia a outro
cm Lisboa acerca de notas geographicas e históricas do Brazil, ort'. ;io Mi-
nistro D. Rodrigo cie Souza Coutinho por Luis dos Santos Vilhena em
1802.
C ó p i a assign. por Amador Veríssimo do Aleteia; nulas modernas de lVdro
Paulino da Fonseca. Idêntica ao u.° precedente'.'
V.x\t.: I n s t . A r d i . i' CEU;.'!'. Aln.n.
35. - B o a u t é s de 1'histoire d'Amériquc d'après les plus celebres voya-
8

geurs et géographes... Par G*** Paris, Alexis Eymery, 1816, 2 vols. in-12."
com est.
Tracta do Brazil no tom. I I , pp. 115-162.
Exp.: Francisco Ramos Faz.
36. - Corografia brazilica, ou relação historico-geografica do reino do
Brazil; por hum presbitcro eccular do Gram Priorado do Grato (o padre
Manoel Ayres de Cazal, que ass. a dedicatória). Rio de Janeiro, na Impress.
Regia, 1817, 2 v. in-4.° (B. N.)
V . Noticia, por P . Denis, nos « Nouv. Ann. des Voyages, I X (1821).
37. -Idem. Nova edição. Ibi, Typ. de Gíiefjier e Comp., 1833, 2 tom.
em 1 vol. in-8.°, com ch. (B. N.)
38. - I/Europe et 1'Amérique comparées; par M. Drouin de Bercy.
Paris, Rosa, 1818, 2 vols. in-8.° com est. color.
Kzp.: Francisco Ramos Paz.
39. - Latitudes c longitudes dos principaes pontos do Brazil, segundo
as mais exactas observações, polo coronel Antônio Bernardino Pereira do
Lago. 1821. (B. N.)
Nos «Annacs das soiene, das artes o das lettras» X I V (1821), pp. 4-15.
40.-Latitudes e longitudes de differentes lugares das Províncias de
S. Paulo, Goyaz e de Matto-Grosso. Segundo o roteiro de viagem de Luiz
d'Alincourt.
O r i g i n a l . In-fol. 1 fl.
Exp.: Iust. Histórico.
41. - Corographia ou abreviada historia geographica do Império do
Brasil, especialmente da Província, e Cidade do S. Salvador Bahia de Todos
os Santos; por Domingos José Antônio Eebello, etc. Bahia, Typ. Imp. e
Nac., 1829, in-4.° de 255 pp.-2 ff. inn. (B. N.)
42. - Statistique de plusieurs provinces du Brésil, do Pedro Magalès,
extr. par M. Adam de Bauve. (B. N.)
V. (.Buli. do Ia Soe. de Géogr.» XVIII (1832) e XIX e XX (1833).
43.-Noticia histórica, política, civil e natural do Império do Brazil
cm 1833, por Pedro d'Alcantara Bellegarde. Rio de Janeiro, Typ. Stujnot
-Plancher e C, in-4.° de 39 pp. (B. N.)
44. - Histoire géographique du Brcsil,par M. Ferdinand Denis. Paris,
(Imprimerie de Casimir), 1833, 2 part. em um vol. in-18.» com ch. geogr.
(B. N.)
No fim do vol., do pp. 89 a 91, traz uma breve notícia sobro a Republica
Oriental do Uruguay.
45. - Diccionario topogvaphico do Império do Brasil, contendo a descri-
pção do todas as províncias em geral, o particularmente de cada huma de
suas cidades, villas,... por José Saturnino da Costa Pereira, etc. Rio
de Janeiro, na Typ. Commcrcial de P. Guefíier, 1834, in-8.° obl. (B. N.)
46. - Compêndio de geographia universal, contendo a descripção parti-
cular de todas as regiões do mundo conhecido, c com especialidade do
Império do Brasil... por hum official general do exercito. Rio de Janeiro,
Eduardo Lacmmert, 1835, 2 vols. in-4.°
E ' obra do conde do Beaurepaire.
Exp.: D. Antonia R. ilo Carvalho.
47. - Noticia gcographica e política do Império do Brazil. V. Folhinha
de Simão de0 Naiitua, para o anno de 1835. Rio de Janeiro, Sciijiwt-Plancher,
1834, in-16. (B. N.)
'° - Compêndio de geographia elementar, para uso das escolas brazi-
9

l o i r a s , p o r J o s é S a t u r n i n o d a C o s t a P e r e i r a , e t c . Rio de Janeiro, Typ. de R.


Ogier, 1836, in-4.° peq., e s t .
O auctor tracta da geographia do Brazil com pormenor, de pg. 138 a 210.
Exp.: Dr. José Francisco Vianna.
4 9 . - B r é s i l p a r M. F e r d i n a n d D e n i s . C o l o m b i e e t G u y a n e s p a r M. C.
F a m i n . Paris, Firmin Didut Frères, 1837, in-8.* c o u i est. e 2 c h a r t . g e o g .
(13. N . )
Faz parto da colleeção do « Univcrs. »
50. - B r a z i l , p o r F e r n a n d o D e n i s . C o l ô m b i a e G u y a n a s p o r M . C. F a -
m i n . T r a c l u s i d o d o f r a n c ê s p o r (***). Lisboa, Typ. de L. C. da Cunha,
1844-45, 2 vols. in-4.*, com est. ( B . N . )
51. - I n t r o d u c ç ã o corografica á bistoria do Brasil, por P e d r o d'Alcan-
t a r a B o l l e g a r d e . Rio de Janeiro, Typ. de J. E. is. Cabral, 1840, in-8.° p e q .
d o 40 p p . — 1 m a p p . e s t a t .
Exp.: D. Antonia R. íle Carvalho.
52. - S u r les p r o g r è s d e Ia g é o g r a p h i e a u B r é s i l , e t s u r Ia n e c e s s i t e
•do d r e s s e r u n e c a r t e g é n é r a l e d e e e t e n i p i r e , p a r M. Sigaucl, &. Paris, imp.
<l'A. Pene et Comp., s. d. ( 1 8 4 4 ) , in-4.' ( B . N . )
Extr. do « Investigatcur. »
53. - T a b e l a s do L a t i t u d e s , e L o n g i t u d e s de alguns lugares do Brasil.
•.( Pelo b r i g a d e i r o E . J . d a C u n b a M a t t o s ) .
A u t o g r a p h o . Som data. In-fol. 10 ff.
Exp.: Inst. Histórico.
54. - D i c c i o n a r i o g c o g r a p h i c o , h i s t ó r i c o e descriptivo, do I m p é r i o do
B r a z i l . . . O b r a c o l l i g i d a o c o m p o s t a . . . p o r J . C. R. M i l i i e t d e S a i n t - A d o l p h e ;
c trasl. em p o r t u g u e z . . . com addições pelo dr. Caetano Lopes de Moura,&.
Pari*, J. P. Aillaud (Typ. de Fain <fc Thunot\ 1845, 2 vols. in-8.°, c o m G
t h . (B. N.)
55. - B r e v e s n o ç õ e s d e g e o g r a p h i a u n i v e r s a l m u i a c e r e s c e n t a d a s n a
p a r t e r e s p e c t i v a d o I m p é r i o d o B r a s i l . 2.* ed. Rio de Janeiro, Typ. Univ.
de Laemmert, 1845, in-8.° de 70 p p .
Exp.: D. Antonia 11. ile Carvalho.
5G. - M é m o i r c s u r Ja q u e s t i o n d e s a v o i r à q u e l l c e p o q u e 1'Amúriquo m é r i d .
a cessé d ' ê t r e r o p r é s c n t é o d a n s les c u r t e s g é o g r . c o r a m e u n o íle d ' u n c
g r a n d e é t e n d u o . P a r M. le v i c o m t e do S a n t a r é m . V . Eull. de ia Soe. de
'.Géogr., 3 - s é r i e , V I I ( 1 8 4 7 ) . ( B . 2Í.)
57. - O b s e r v a t i o n s s u r les diviseuvs dos e a u x do p l u s i c u r s dos g r a n d e s
r i v i ò r c s d o 1'Amériquo chi S u d & p a r M. A u g . d e S t . I l i l a i r c . V . Xouv.
Ann. des voyages, 5m" s é r i o , 1847, IV r . ( B . X . )
5 8 . - P h y s i o n o m i a d o B r a s i l P h y s i c a ou X a t u r a l .
C ó p i a . — K tralialho moderno. íi vols. in-fol.
Exp.: D. Antonia lt. do Carvalho.
50. - JSoçõcs p r e l i m i n a r e s d e G e o g r a p h i a c m f o r m a de d i a l o g o , c o m
e s p e c i a l a p p l i c a ç ã o ao i m p é r i o d o B r a s i l ; . . . p o r A n t ô n i o P i n t o d a C o s t a do
S o u z a B r a n d ã o : s e g u n d a e d i ç ã o , &,. Rio de Janeiro, Tijp. Parisiense, 1852,
in-8." d e 74 p p . (B: N . )
60. - E n s a i o c o r o g r a p h i c o cio i m p é r i o d o B r a s i l . P e l o D r . A. J . d e M e l l o
M o r a e s c I g n a c i o Accioli d e C e r q u e i r a e Silva. Rio de Janeiro, Typ. de P.
Brito. 1 8 5 4 , ' i n - 8 . ' , do 3 5 3 p p . ( B . N . )
6 1 . - C h o r o g r a p h i a d o B r a z i l , p o r J o ã o F e l i x P e r e i r a . Lisboa, Impr. de
Lucas Evangelista, 1854, in-8." do 349 p p .
Exp.: Fraucitcu haiuos Paz.
10

62. - Geographia histórica, physica e política do Brazil. P o r Francisco


Xunes de Sousa, V. Guanabara, I I I (1854), pg. 65-72. (B. N.)
63. - Breve noticia corographica do império do Brasil em 1854... por
Manoel Antônio Martins Pereira &. Becife, Typ. Universal, 1855, in-4.° de
130 p p . e 1 11. de índice. (B. N.)
64. - Breves noções para se estudar com methodo a geographia do
Brasil, etc. Pelo dr. J. P r a x . Pereira Pacheco. Rio de Janeiro, Typ. de J.
Vílleneuve e C, 1857, in-12." gr. de 204 pp. (B. X.)
05. - Tratado do geographia elementar, physica, histórica, ecclesiastica
e política do Império do Brasil, obra... composta pelo dr. J.-G.-Amedeo
Moure,... c pelo lento Y.-A. Malte-Brun, etc. Pa/is, V. J.-P. Aiüaud, Monlon
d- C.\ 1861, in-8.°, do VIII-314 pp. (B. X.)
66. - Geographia elementar, mcthodica do Brasil... por Josó Vicente
Thibaut. Rio Grande do Sul, Typ. do Echo do Sul de P. B. de Moura,
1862, in-8." gr. de 110 p p .
Exp.: D. Autunia II. de Ciirvallin.
07. - L'empii'0 du Brésil. Monographic complete de 1'empirc sud-amé-
ricain, par V. L. Baril, conito de Ia I l u r e . Paris, Ferdinand Sartorius, imp.
Simon Bacon et Comp., 1862, in-8.° com 1 retr. (B. X.)
68. - Elementos de geographia off. á mocidado cearense por Thomaz
Pompco de Souza Brasil, &. Ceará, Typ. Fidclissima de F. L. de Yascon-
cellos, 1851, in-8.° de Y1ÍI-276 pp. (B. X.)
Ecl. p r i n e e p s .
09. - Compêndio do geographia... por Thomaz Pompco de Souza Brazil...
Segunda edição augmentada. Ceará, Paira et- C, 1S50, in-8.° de X-520 pp.
(B: x.)
70. - Compêndio elementar de geographia geral o especial do Brasil...
por Thomaz Pompco do Sousa Brasil. Terceira edição augm. e corr. lli-i
de Janeiro, Typ. de J. Gomes Brandão, 1809, in-8." de 512-VTI pp. (B. X.)
71. - Compêndio elementar de geographia geral c especial do Brazil.
Adoptado no Collegio cio Pedro 11, nos Lycèos c Seminários cio Império,
por Thomaz 1'onipèo de Souza Brazil. (Quarta cd. augmentada e cuidado-
samente- corrigida. Rio de Janeiro, em catados editores J-Àluardo if; Henrique
Laemmert, 1SG4, in-S." (15. X.)
<) rpie diz respeito ao Jirazil oecupa t • «ti:» a I I I p a r t e do l i v r o , e vuo üe \<x " 1~>
a Õ47. A püs. Õ4'J e õõil t r a z u m a nota íúliro o ecu-o da p o p u l a e ã o du I m p é r i o .
7 2 . - J d e m . Quinta edição. Ibi, lSliü, in-S.° (B. X.)
O a u e t o r aocrescentou a esta cdie.ão u m a notieia ligeira da (!oo^niplii;i a n t i g a ,
n ã o só th' cada u m a da< trez partes a n t i g a s du m u n d o , como dos paizes da Kuropa
o da A.-ia. o q u e s e - t o r n a v a necos-ario p a r a c o m p l e t a r o c o n h e c i m e n t o desces paize-,
X a |iarti' da Kuropft m o d e r n a a c c o m p a n h o u as u l t i m a s modilieaoões da A l l e m a n h a .
(pio i n t r o d u z i u o t r a c t a d o do L'ra^a ; na p a r i r do lira/.il d e u mais alinim desonvo!-
v i m c i i t o á parte estatística c noticiosa. (1'ivf'aràu do l i v r o l .
73. - B r a z i l ; its provinees and chiei' cities : the mannors & customs ot'
the peoplo; agricultura!, commercial, and othcr slatisties, takeii íVom. tbo
latest otlicial documents; witli a variety ot' uselnl and ontertaining know-
lcdgc, both lur the morchant and the etingrant. I>y William Scully. Lon-
don, Murraij <(• Co., lSGti. in-S.", com 1 cb. ( B. X.)
7 4 . - Brazil as a ííeld 1'or omigration: its geography, climate, agrieul-
tural capabilities and the iaeilities altorded tm- permanonl settlemcnt. By
Charles Dunlop. Lnndon, ]>rint. Inj Rates, lleiuhj d- Cj., s. d. (1800), in-8."
(B. X.)
75. - O Império do Brasil na Exposição Universal de 1SG7 cm Paris.
11

Rio de Janeiro, Typ. Univ. de Laemmert, 1867, 2 part. cm 1 vol. in-8.°, tendo
a 1.' part. 133 pp., e a 2." IV-197 pp. num. c 1 ch. (B. K )
76. - L ' E m p i r e du Brésil à 1'Expos. Univ. do 1867 à Paris. Rio de
Janeiro, Laemmert, 1867, in-4.° pcq. (B. X.)
77. - The Empirc of Brasil at tho Paris Intorn. Exhib. of 18G7. Ibi,
1867, in-4.° peq. (B. X.)
7 8 . - D a s Kaiscrrcich Brasilicn boi der Pariscr Universal Ausstollung
von 1867. Rio de Janeiro, E. & li. Laemmert, 1867, 2 part. cm 1 vol. in-8.°
com ch. (B. X.)
79. - Gcolog) r and physical gcography of Brazil, by Ch. Frod. I l a r t t .
Boston, Fields d: (Cambridije : electroti/ped and printed bij Weleli, llitjelou-, & Co.),
1870, in-8." gr. com chart. c cst. (B. X.)
80. - Ilandbiich der Gcographic und Rtatistik des Kaiscrreichs Brasilicn,
von Dr. I. 1*1 Wappitus. Leipziij, Verlay der 1. C. IIinrichs'sclten Buchhand-
lung (üruck ron Aekermann. v. Glaser in leipzitj), 1871, in-8.° (B. X.)
81. - Epitomo do gcographia o historia do Império do Brasil confeccio-
nado por Antônio Francisco do Assis Coes. Pelropolix, Ti/p. do Mercantil de
B. Pereira Sudré, 1S72, in-S.° de 57 pp.
Exp.: D. Antimia It. ile Ciirvulliu.
8 2 . - N o ç õ e s do gcographia e historia do Brazil... pelo Dr. Joaquim
P . C. de Freitas. Sétima edição. Pará, Typ. Commereial de F. da Costa Júnior,
s. d. (B. X.)
83. - Xoções de corographia do Brasil por Joaquim Manoel de Macedo.
Rio ile Janeiro, Tijp. Franco-Amerie.ana, 1873, 2 vols. in-S.", com quadros
(B. X.)>
8 4 . - X o l i o n s de chorographie du Brésil p a r Joaquim Manoel do Ma-
cedo. Traduction de ,1. F. IJalbout. Leipziij, impr. de. F. A. Hrockhaus, 1873,
in-8.° de V I - 504 pag. com mapp. (B. X.)
S5. - Xotions on the ehorogrnphv of Brazil, by J. .M. de Macedo.
Transi, by II. L c Sage. Lcipzia, Rroekkaim, 1S73, in-8." (B. X.)
86. - Gcographische Bcschrcibnng Brasiliens von Joaquim Manoel tio
Macedo. Uebersetzt von M. K. Alves Xogueira und Wilhelm Theodor v.
Schiefler. I.eipziij, Dniek von /•'. .-1. Brnckhuus, 1S73, in-8.° (15. X.)
87. - I / K m p i r e du Brésil à 1'Kxposition Univcrsello de Vienne en 1873.
Rio de Janeiro, E. d II. Laemmert, 1873, in-8." de 364 pp. c 2 ch. (B. X.)
8 8 . - A c l e s de Ia Sociéló Philologiquc &,. — Xoticc sur lc Brésil par
Charles Wiener. Pari", M<iiwnne.urr <C: ' C.l°, 1S74, in-8.° (B. X.)
89. - Kl Império dei Brasil en Ia Kxposieion Universal de 1873. Eesti-
men y estúdios comparativos por A. Vaillant. Monteviileo, Jmp. de El Tele-
ijrafo Marítimo, 1S74, in-10.° de V J I - 8 8 pp.
llxp.: S. M. O ImpiM';i<lor.
90. - Lições de gcographia do Brasil aos aluirmos do Instituto dos
Surdos-^l udos. Rio de Janeiro, Tijp. Cnic. de Laemmert, 1873, in-8." de 22 pp.
(B- ^ )
91. - Memória relativa ao projecto de unia nova divisão administrativa
do Imporio tio Brasil, 1873. Riu de Janeiro, Typ. Nacional, 1873, in-4.° P o r
Antônio (,'andido da Cruz Machado. (B. X.)
92. - Kssai sur 1'orograpliie du Brésil par 1'abbé Durand, Sc. Lille, Im-
•primerie L. Danei, 1874, in-4.°
Kxp.: S. J l . o Iinporuilur.

93. - Compêndio de gcographia elementar especialmente do Brasil pelo


12

Dr. Jcronymo Sodré Pereira, &. Bahia, Imprensa Econômica, 1876, in-8.° de
1 fl.-VIII-165 pp. (B. N.)
94. - O Império do Brasil na Exposição de 1876 em Philadelphia. R io
de Janeiro, Typ. Nacional, 1875, in-4.° peq., de 3 ff.-2-543 pp. Sem map-
pas. (B. N.)
Edição princcps, da qual se não tiraram mais do que uns 30 exemplares como
prova. D'es.ses mesmos se-estragaram muitos com as correcções que a obra ainda
sottreu, de sorte a serem hoje rarissimos os exemplares que sobraram.
95. - Idem. Rio de Janeiro, Typ. Nacional, 1875, in-4.° de 3 ff.-556-2
pp. - 2 ff., com quadros estat. c mappas. (B. N.)
E ' do siir. visconde do Bom Retiro a redacção geral iVésta obra, para cuja com-
posição contribuíram vários especialistas com memórias parciaes.
96. - L'Empire du Brósil à FExposition de 1876 à Philadelphie. Rio
de Janeiro, Typ. e Lith. do Imperial Instituto Artístico, 1876, in-4.° de 1 fl.-
VI - 542 pp. e 1 fl. inn. com a errata, com ch. e mapp. estad. (B. N.)
97. - The Empire of Brassil at thc Universal Exhibítion of 1876 in
Philadelphia. Rio de Janeiro, Tijp. e Lith. do Imperial Instituto Artístico,
1876, in-4.0 de 1 A.-VI-494 r>p.'(B. K )
98.-Das Kaiserrcich Brasilicn bei der Weltaustellung von 1876 in
Philadelphia. Rio de Janeiro, Laemmert, 1876, in-4.° peq. (B. N.)
99.-11 Brasile nel 1876. (Por) Enrico II. Giglioli. (Firenze, 1877), in-
8.° de 18 pp. (Estratto dalla Nuora Antoloijia. Firenze, Febbraio, 1877).
Exp.: Francisco Ramos Paz.
100. - Subsídios para a organização da carta physica do Brazil. Estudo
gcographico pelo cons. F. I. M. Homem de Mello. Rin de Janeiro, Imp.
Inst. Artístico, 1876, iii-fol., de 2 ff.-44 pp. - 2 ff. (B. N.)
101. - Subsidies to the formation of the physical map of Brazil desig-
ned for thc Philadelphia Ccntcnary Exhibition.-Gcographical study by
conselheiro Homem de Mello. Rio de Janeiro, Ti/pigraphia Acadêmica, 1876,
iii-4.0 gr. (B. N.)
102. - Exposição dos trabalhos históricos e hydrographicos que servi-
ram de base á carta geral do Império, exhibida na Exposição Nacional de
1S75, pelo conselheiro barão da Ponto Bibeiro. Rio de Janeiro, Typorjraphia
Narionul, 1876, in-4.0 peq., de 1 fl.-90pp. (B. X.)
103. - Dados meteorológicos do observações feitas no Brazil, memória
preparada cm virtude de requisição do Ministério do Império, e para satis-
fação de um pedido do Governo d'Italia, por uma commissão de lentes da
Escola Polytcchnica. Rio de Janeiro, Typoijraphia National, 1876, in-8." de
C5 pp. (li. N.)
104. - Lições do corographia do Brazil para uso dos alumnos do Im-
perial Collcgio D. Pedro II. Por Joaquim Manoel do Macedo. Rio de Ja-
neiro. B. L. Garnier, 1877, in-8.° de 289 pp. c 3 ff. inn. com mappas do
receita c despeza. (B. N.)
105. - Lições do geographia particular do Brazil acompanhadas de um
lindo mappa do Império do Brazil por Luiz Cândido de Oliveira Lopes, &.
Rio de Janeiro, J. G. de Azccedo, editor. (Paris, 1'iltet e Dumoulin), 1877,
in-8." de 48 pp. (B. N.)
100. - Estudos acerca da organisação da carta gcographica e da historia
physica e política do Brazil, pelo marechal de campo Henrique de Iieau-
repaire Itohan, &. 11 io de Janeiro, Tijpoijraphia Nacional, 1877, in-8.° de 36
pp. (li. N.)
107. - Organisation de Ia Cartc géographique et de 1'histoire physiquo
13

et politiqnc du Brósil. (Ass. por Luiz Cruls). Rio de Janeiro, Tijpugrapliiit


Nacional, 1S77, in-4.° pcq. de 24 pp. (I?. N . ) '
K' uuiii suecinta analyse do projecto apresentado pelo snr. marechal II. de lirau-
repairc Kolian.
108. - Brasilicn unter D. Pedro I I . Ycrfasst und hcrausgegcbcn vom
Dr. A. v. iíowakovvski und II. r i e c h n c r . iriV;/i, Ycrlwi vou Rttdolf Lechncr,
1877, in-8.° (B. N.)
100. - Brasilicn, Land und Lcutc, von Oscar Canslatt. Eerlin, E. Sictj-
fried Mittler und So/tn, 1877, in-8.° com est. (B. X.)
110. - Quadro synoptico do Império do Brasil, das divisões administra-
tiva, eleitoral, judiciaria, ccelcsiastioa o instrueção publica pelo D r . •). A.
Pereira de Carvalho. 1878. Rio de Janeiro, Tijp. de Leuzingcr i0 Filhos,
in-fol. max. obl. (B. N.)
111. - Commissão da carta geral do Império. Resumo dos cálculos rela-
tivos á medição da base geodesica de Santa Cruz e ao estudo dos respec-
tivos instrumentos. Rio de Janeiro, Tijp. Xacional, 1S78, in-4.° pcq. (Pelo
engenheiro Carlos Lemaire Teste, com a cooperação do Dr. José Manuel
da Silva o outros engenheiros). (B. K.)
112. - Commissão da carta geral tio I m p c r i o . — E s t u d o s de níveis. Ri'j
de Janeiro, Tijp. Xac., 1S78, in-4.° pcq. (1>. N.)
Assi^n.: Carlos Lomaire Testo.
113. - Xoçõcs elementares de chorogrnphia do Brazil ... por Alfredo ^Mo-
reira Pinto, &. Eio de Janeiro, Cruz Coutinho, 1881, in-S." (B. X.)

Ç 9°

Rios do Brazil
114. - Relatório de João "Rodrigues de Medeiros sobro a exploração do
Eio Abacaxis. V. Falia do cons. Ü. V. Penna, presid. do Amazonas, 185/1.
(B. N.)
115. - Eelation historiqvcet gcographiqvc, de Ia grande riviòrc des Ama-
zones dans TAmcriqvc par le comte de Pagan. Kxtraicto de diucrs a u t h e u i s
& reduitte en meilleuro forme. Auec Ia carte de Ia mesmo riuière, k do ses
prouinces. Pariu, chez Cardin Eeson/juc, 1G5G, in-4.° peq. (B. X.)
11G.-Thesouro descoberto no Rio Amasonas. (Pelo padre João Daniel.)
5 partes. (B. N.)
A u to jírnpli n o o r i g i n a l . Sem o nome do auetor. In-4.° contendo aparto
1.» 198 ]>]).', a 2.» loO, a ü.» 200, a 4." 70 o 5." Ki2 pp.
A parte quinta foi pub. no Kio de Janeiro em 1820, o a segunda em 1840-41 nos
tomos II c I I I da «Jíevista trimcnsal» do Inst. llist. do Brazil.
Ultimamente, no tom. XLI, 1." parte, da mesma «Kcvista» (1878) saiu pul>i. a
parte <;.» segundo cópia autentica do original existente em Évora. Vido K i v a r a ,
Cat. doa mss. de Kvora, 1, pg. 27-28.
117- - Observações on notas illustrativas dos primeiros 3 cap. da p. I I
do Thesouro descoberto no rio Amazonas, por A. L. Monteiro Baena. V.
Eev. do Inst. UM., V (1843), pg. 253. (B. X.)
118. - (irão-Pará. Confluentcs do Amasonas, pela sua margem Boreal,
contando da foz do Araguary para cima. (Pelo dr. Alexandre Rodrigues
Ferreira).
A u t o g r a p l i o . 8 ft\ inn. 1!IX1°-
£xp.: D. Antouia R. de Carvalho.
119.-Descripção Geográfica do Maranhão c de alguns rios, assim per-
14

tencentcs á Cappitania do Maranhão como do celebre rio das Amazonas,


Eios que neste se metem e Naçõens de que são povoados.
Cópia moderna, sem data. In-fol. 23 ff.
E x p . : I n s t . Histórico.
120. - Memória ds algumas Noticias antigas, e inéditas sobre a Navega-
rão dos Rios de Amazonas, Negro, Madeira, Topajos, o Tocantins, as quaes
forão as bases, cm que se firmão, c so authoiúzão as interessantes indaga-
ções, e repetidos exames, feitos ultimamente pela incansável Direcção, e
cfficaz actividadc do Ill.mo c Ex.m° Senhor Don Francisco de Sousa Coutinho
... actual Governador do Estado do Grão-Para, &c. &c. &c.
O r i g i n a l . In-fol. 3 ff.
E x p . : D. Antonia R. de Carvalho.
121. - Officio de d. Francisco de Sousa Coutinho, datado do Pará a 27
de Abril de 1799 o dirigido a d. Rodrigo de Sousa Coutinho, remettendo
vários mappas do uma parte do rio Amazonas levantados polo engenheiro
José Joaquim Victorio da Costa o algumas das chartas que lhe foram diri-
gidas pelo mesmo engenheiro, relativas á sua diligencia ao referido rio
Amazonas. (B. N.)
O r i g i n a l som titulo. Cod. C C L I X (17-47) 11 ff. inn. Faltam os mappas.
Traz no fim um ligeiro esboço do parte do rio Amazonas, feito á penna pelo
engenheiro Victorio da Costa. Mede 40X28.
122. - Reconhecimento o exame da foz do Amazonas, feitos em 1799 o
1S00 pelo sargento-mór engenheiro dr. José Joaquim Victorio da Costa.
(B. N.)
O r i g i n a l . In-fol. 10 ff.
123. - Copia da carta escripta pelo Sargento Mor dos Engenheiros Jozé
Joaquim Victorio da Costa a qual trata do reconhecimento da Foz do
Amazonas cm 1799. Ilha Caviana em 5 do Agosto de 1799.
C ó p i a feita em 1820. In-fol. 4 ff.
Kxp.: Arclr. Militar.
124. - Observations on tho Navigation of the Amazon and its Tributá-
rios (By W. Smith). 8 números. (B'. N.)
O r i g i n a l , com assign. autogr., som data. Cod. CCLX(17-48) n. 3. 1 fl. 30X18.
125. - Observações sobre a navegação do Amazonas e seus tributários,
pelo capitão Smith. (Traducção). (B. N.)
Segue-se: N. B. —Os números roferem-so aos logares marcados no original de
I). Knmon Asscaratc.
O r i g i n a l , com a assign. autogr. sem data. Cod. CCLX (17-48), n.° 4 . 1 fl.
28X20.
126. - Account ofthe Rivers Amazon and Negro, from recent observa-
tions. Communicated by Lieutenant Smyth. V. Journ. of the B. Geogr. Soe,
VI (1836), com ch. (B. N.)
127. - Sur l'Amazone et ses affluents. Extr. d'une lettre... par M. Léon
Favro etc. V. Buli. de Ia Soe. de Géogr., 4.rae série II, 1851. (^B. N.)
128.-El rio Amazonas y Ias comarcas que forman su hoya, vertientes
hacia ei Atlântico. Lima, impreso por José Maria Monterola, 1853, in-4.°
(B. N.)
129. - Ex2)loração dos affluentcs do Amazonas. (Por Herculano Ferreira
Penna. (1855).
Original com annotações marginaes. In-fol. 14 ff.
Kxp.: D. Antonia lt. de Carvalho.
130. - The rivor Amazon. V. British Quaterley Review, 1863. (B. N.)
131. - (Estudos sobre os rios da prov. do Amazonas). V. Relatórios do
dr. A. de B. Cavalcanti de Albuquerque Lacerda, pres. do Amazonas, 1864
e 1865. (B. N.)
132. - Documentos officiaes. Exame do mappa do Amazonas levantado
15

pela commissão de demarcação de limites com o Peru. Pará, Typ. do Pro-


gresso, 1865, in-fol. peq. (B. N.)
Assign. pela comra.: Guilherme S. de Capanema, H. Luiz dos Santos "Werneck,
e Manuel Ant. Vital de Oliveira.
133. - L'embouchure de 1'Amazone par don João Martins da Silva Cou-
tinho. V. Buli. de Ia Soe. de Géogr., 5.me série, XIV, 1867. (B. N.)
134. - Considérations générales sur l'Amazone par 1'abbé Durand. V.
Buli de Ia Soe. de Géogr., 6.'ue sério II, 1871; e IV, 1872. (B. N.)
135.-Le flouve des Amazoncs et ses affluents par Eafael Reys. V-
Buli. de Ia Soe. de Géogr., G.™ serie XII, 1876. (B. N.)
136.-Apontamentos sobre o rio Aquiry affluente do Purús pelo eng.
W. Chandless. V. liei. da Agricultura de 1866. (B. N.)
137. - Discripção sobre o estado actnal da Navegação dos Eios Ara-
guaya, Tocantins e Maranhão (e sobre o estado das Minas de oiro da mesma
Capitania de Goyaz). (Por Jozé Manoel da Silva e 01ivr.a) 1808. (B. N.)
O r i g i n a l , com assign. autógr. Cod. C C C X L I I (17-130), 4 ff. inn. 30X20.
Consta de indicações summarhis para a navegação d'aquelles rios a primeira me-
mória, e a segunda tracta dos meios de tirar partido das riquíssimas minas do. ouro
de que abunda a provincia : firma-se sobretudo na venda do escravos aos mineiros
por parte do estado.
138. - Exploração do rio Araguaya, feita por ordem do ... d.r José
Vieira Couto de Magalhães, presidente da provincia do Goyaz, cm 10 de
Julho de 1863. .Rio de Janeiro, Typ. de Quirino & Irmão, 1864, in-4." de 41
pp. -1 fl. (B. N.)
Traz a assignat. mss. do auetor — o engenheiro Ernesto Vallée. Publ. no Rei.
da Agricultura de 1865.
139. - Viagem ao rio Araguaya, contendo a descripção pitoresca deste
rio, precedida de considerações adm. o econ. a cerca do futuro de sua na-
vegação ... por Couto de Magalhães. Goyaz, Typ. Provincial, 1863, in-8.° gr.
de'2 ff.-3-267-7 pp.
Kxp.: D. Antonia R. de Carvallio.
140. - Exploração do rio Araguaya, r>or Franc. Sisenando Peixoto. Yt
A Luz, 11 (1873), pg. 75-70 c 82-83. (B. X.)
141. - O rio Araguaya. Relatório de sua exploração pelo major d'enge-
nheiros Joaquim E. de Moraes eJardim. Procedido do um resumo histórico
sobro sua navegação pelo T. C.el d'en sonhei n_>s Jeronimo E. de Moraes
Jardim e seguido de um estudo sobro os Índios que habitam suas margens
pelo D.r Aristidos de Souza Spinola. Ilin r,V Janeiro, Typ. Nac., 1880, in-8.°,
de 49 pp. (B. N.)
142. - Observações sobre a navegação ilos Eios Arinos, e Tapajoz para
a Cidade do Pará, c delia pela mesma via para as Minas de Cuiabá. 1814.
(B. N.)
O r i g i n a l ? Sem nome do auetor. In-fol. 5 ff.
143. -Memória sobre a nova navegação do rio Arinos até á Villa dô
Santarém. V. llec. do Imt. Ilist., XIX '"(1856), pg. 99. (B. N.)
144. - Notes on the Eivers Arinos, Jurucna, and Tapajós. By W.
Chandless. V. Journ. of the R. Geogr. Soe, XXXII, 1862. (B. N.)
145. - Mcm. a respeito dos rios Baures, Branco, da Conceição, de S.
Joaquim, Itonamos e Maxupo, e das três missões da Magdalena, da Con-
ceição c do S. Joaquim; pelo dr. Francisco José de Lacerda e Almeida. V.
Jlev. do Inst. Hüt., 2." ser. V (1849), pg. 106. (B. N.)
146. - Memória hydrographica sobre a répreza do rio Beberibe para
servir aos projectos de encanamentos, o navegação do ditto rio com apro-
veitamento do terreno actualmente allagado, contendo também duas ligeiras
indicaçoens, 1.° sobre o meio de tornar continua a navegação entre Olinda
16

c Recife som espera de marés, 2." sobro o methodo d'elovar as ngoas em


Olinda para serem conduzidas ao Recife. Que por ordem da exm. J u n t a
do Gov. prov. ... fez o sargento mor de engenheiros Conrado Jaeob de
Niemcver cm o anuo de 1822. Pernambuco, na Typ. de Ctwulrunte & Comp.,
1823, i"n-8.° gr. de 15 p p . - l ti.
Exi>.: A r d i . Militar.
147. - Descripção diária do Rio Grande do Belmonte, desde o Porto
grande desta Yilla até ao fim delle, ou divizão tio Yilla Pica ... pelo Ca-
pitão mor da Capitania de P o r t o Seguro João da Silva Santos, cuja expe-
dição e embarque foi no dia 1.° d'(.)iilubro de 1801. 1S05.
C ó p i a moderna. In-lbl. 113 pp.
Esp.: Inst. Ilisturirn.
148. - Breve Diário, ou llcmoria do Pio Branco, c do outras que nolle
des Agoão, conseqüente á diligencia, e .Uáppa que deste l!io se ies no
Anno ile 17S1. (Por Antônio Pires da Silva Pontes c Jíicardo Franco de
Almeida Serra.) (13. N.)
C ó p i a , que pertenceu ao (Ir. Antônio líodrigucs Ferreira. Cod. C'CX\M (lli-S'_'i
7 ff. não num. 30X20.
Ha outra cópia por lettra moderna no Cod. C C C X X X I (17-119) de ff. 1 a 7.
7 ft'. 29X19.
149. - (Informação sobre o Pio .Branco c suas fontes), pelo capitão Pi-
cardo F. cie Almeida Serra e dr. A. P. da Silva Pontes. 17S1. V. lier. do
Inst. Hist., V I (1S44), pg. 84. (13. N.)
150. - D o c u m e n t o s acerca tio Pio Branco csua3 vertentes. 17S1-18P3.(B. X.)
C ó p i a s iiutli. Cod. C C C X X X I (17-11!)), 120 ff. 30X1'">•
Aeliam-sc incluídos os documentos sobre a questão do líio Branco de 1S37.
151. - Observaçocns feitas no Pio Branco, e outros, que nolle confinem,
o nos Lugares remarcaveis daquella Região, como o Lago Amucú, por onde
se communica o Rio Branco, o por clle o das Amasónas como o notável Pio
Ruponory, ou Rupune-nim, que depois so chama Ksscqncbe na Colônia do
Suriname, o se comprchende o Paiz dei Dorado de Guilherme Ealcgli com
o nome de Lago Parimc, nome, que conserva huma das Fontes do líio
Branco, que desce do N . para o S., e tem a süa origem nos Pântanos ad-
jacentes a o lado Austral da Cordillcira, que separa as vertentes do Pio
Orinôco, das do Rio das Amazonas; a qual Cordillcira entre vários pontos
muito distantes, em que se observou, guarda constantem." o rumo do L'.Kstc,
e Oeste, polo Parallclo de 4.° ao N., o faz huma Quebrada, ou Bocaina,
nas cabeceiras do Rio Urarikapará, por onde clandestinamente descerão os
Hespanhocs da Guyanna, nos Annos proximamentc passados, tendo subido
pelo Rio Paraná-Mussé, que confino no Orinôco, até a Cordilleira, c dalli
introduzindo-so pelo dito Urari-Kapará. &." (B. N.)
C ó p i a por lettra do dr. A. K. Ferreira, sem data. Cod. C L X V I I I (1G-34) a.
ff. 2 v. c 3. 2 pp. 20X15-
1 5 2 . - R e l a ç ã o Geographico-IIistorica do Rio Branco da America Por-
tugueza. N a qual se dá noticia do sou Descobrimento ... Composta por
Francisco Xavier Ribeiro de Sãopayo, Ouvidor, quo foi da Capitania do
Rio Negro. (B. N.)
C ó p i a . Cod. C X X I X (10-31), 45 ff. não num. 30X15.
Saiu publicada na Itev. do Inst., 2.» ser., V I (1850), pg. 200.
153. - Descripção relativa ao Rio Branco c seu Território por Manoel
da Gama Lobo de Almada. Anno de 1787. (B. N.)
C ó p i a s (2) por lettra moderna. Codd. L (5-17) 2 ff. inn.-55 num. 24X13, »
L I (5-18) 35 ff. num. 25X19.
Saiu impressa na Rev. do Inst., X X I V (1861), pg. 617.
154. - Exploração e estudo do valle do Amazonas: rio Capim. Relat..-
por João Barbosa Rodrigues. &. Rio de Janeiro, Typ. Nac, 1875, in-8.°, de-
52 pp., com 1 pi. (B. N.)
17

155. - Apontamentos sobre a Navegação do Rio Doce


O r i g i n a l . In-fol. 6 ff.
£xp.: Inst. Hist.
156. - Memória sobro a uavogação do Rio Doce, por Manoel Vieira
d'Albuquerque Touar. 1810. (B. N.).
O r i g i n a l , com a assign. autógr. do auctor. Cod. C C C X C V I I (18-49) 3 ff. i n n .
2 9 X 17.
Imprimiu-se na Rev. do Inst. Hist. sob o titulo: Carta regia de 10 de Agosto &.
E m seguida á carta regia vem, sem mais declaração, a Memória de Tovar. Esta
charta regia é dirigida a Tovar, que foi governador da capitania do Espirito Santo
c traz a data de ltt de agosto, e pelo que se-vê do titulo, ha erro typogrnphico ou
talvez de cópia. Também em outros documentos dá-se u esse governador o nome
de—Manoel Vieira da Silva e Tovar de Albuquerque.
157. - Carta regia de 10 de Agosto de 1810, sobre a estrada para
Minas pelo Rio Doce. V. Rev. do Inst. Hist., VI (1844), pg. 343. (B. N.).
158. - Informação do Manuel Vieira de Albuquerque Tovar sobre a
navegação do rio Doce. V. Rev. Trini. do Inst. Hist., I (1839), pg. 159.
(B. N.).
159. - Memória das cousas mais notáveis do Rio Doce, e suas margens,
para melhor intelligencia do que se vê no Mappa deste Rio. Anno de 1810.
(Por Maximiano de Oliv.™ Leite, Teh.e Cor." c Deputado da Junta Militar.
Villa Rica 12 de Novembro de 1810). (B. N.).
C ó p i a contemporânea. In-fol. 0 ff.
160. - I d e m .
C ó p i a contemporânea. In-4.° 15 ff.
Exp.: D. Antoiiia It. d© Carvalho.
161. - Documentos sobre o rio Doce, pelo major Luiz d'Alincourt. 1832.
V. Rev. do Inst. Hist, VII (1845), pg. 351. (B. N.).
162. - Memória sobre o reconhecimento da foz e porto do rio Doce, ...,
por Luiz d'Alincourt. 1833. V. Rev. do Inst. Hist., XXIX, 1.' p. (1866),
pg. 115 e 139. (B. N.).
163. - Noticia dos principaes rios da Província do Espirito Santo.
Copia da parto do relatório apresentado pelo Engenheiro de Ia Martiniere
relativa a navegação fluvial da Província do Espirito Santo.
C ó p i a auth. In-fol. 4 ff.
Exp. : lust. Hist.
164. - Breves reflexões sobre o rio Doce da província do Espirito Santo
pelo D.r José Joaquim Rodrigues &. Victoria, Typ. Capitaniense de P. A.
d'Azeredo, 1853, in-8." de 27 pp. (B. N.).
165. - Le Rio Doce par 1'abbé E. J. Durand. V. Buli. de Ia Soe. de
Géogr., 6.m0 série VI, 1873. (B. N.).
166. - O rio Gequitinhonha. No Recreador Mineiro, I I I (1846), pg. 497.
(B. N.).
167. - Rio Guaporé. (Pelo dr. Alexandre Rodrigues Ferreira).
A u t ó g r . 5 ff. inn. 20X13.
Exp.: D. Antonia B. de Carvalho.
168. - Exploração do Rio Hyupurá, pelo eng. J. M. da Silva Coutinho.
No Relat. da Agricultura de 1865. (B. N.).
169. - Francisco Xavier Rodrigues de Souza. Do Pará á Colômbia ou
apontamentos sobre o rio lçá ou Putumayo. Maranhão, Typ. do Frias,
1880, in-4.« de 53 pp. (B. N.).
18

170. ~ Descripção do Rio da Ribeira de Iguape, c dos seos ramos até


ao Juquiá, feita pelo Cheia d'Esquadra Paulo Freire d'Andrade. 1828.
Cópia. In-fol. 3 ff.
Exp.: InBt Hist,
171. - Relatório da exploração do rio íguassú feita em 1866 pelos eng.
Kellers. No Selat. da Agricultura de 1867. (ann. P.) (B. N.)
172. - Exploração do Ivahy, pelos eng. J. e F. Eeller, No Rélat. da
Agricultura de 1866. (B. N.)
173. - Discrição. Noticia secular que dou dos Rios Jauapari, o Curerú:
E do Rio Aranacuá, por informaçoens, que tirei dos moradores do lugar
do Carvoeiro, por ordem que para isso tive do Illustrissimo Senhor Manoel
da Gama Lobo d'Almada, Governador d'esta Capitania de Sam José do
Rio Negro. (Por Pedro Affonso Gato.) 1787. (B. N.)
C ó p i a moderna. Cod. C C C X X X I ( 1 7 - 1 1 9 ) nas ff. 17 e 18. 2 ff. 3 4 X 1 7 .
174. - Exploração dos rios Juruá, Maueassú, e Abacaxis. Por W. Chand-
less. No Itelat. da Agricultura de 3870. (ann. N.) (B. N.)
175. - Noticia abreviada (mas verdadeira) que se dá do Rio da Madeira,
com a individuação e clareza que he percisa para se vir no conhecimento
da distancia e eommunicação que pode haver com os moradores das Minas
do Matto-Grôço.
C ó p i a moderna. Sem data. In-fol. 2 ff.
Exp.: Inst. Hist.
176. - Idem. Cópia mod. In foi. 3 pp.
Exp.: P. Antouia Jt. de Carvalho.
177. - Descripção dos Rios Madeira e Topajóz.
C ó p i a moderna. In-fol. 4 ff. Escripta depois de 1747.
Exp.: Inst- Hist.
178. - Navegação do Rio da Madeira principiada em 25 de Setembro
de 1749. (Por José Gonçalves da Fonseca.) 1752.
C ó p i a mod. In-fol. 375 pp.
Exp.: Inst. Hist.
179. - Mappa das Cachoeiras que passão indo para Matto-Grosso. (Por
Antônio Nunes de Sousa). 1754.
C ó p i a moderna. In-lbl. 9 pp.
Exp.: Inst. Hist.
180. - Memórias p.° em seus lugares se inserirem, quando se ordenar o
Tit. das Antigüidades do Rio da Madeira. (Pelo dr. Alexandre Rodrigues
Ferreira).
Autographo. 13 ff. inn. 29 X H-
Exp.: D. Antonia B. de Carvalho-
181. - Descripção de vários rios (Beny, Maraoró, Itunamas e Baures,
pelo dr. Alexandre Rodrigues Ferreira).
Autographo. 2 ff. inn. 2 0 X 1 0 .
Exp.: D. Antoniu R. de Carvalho.
182. - Suplemento á Memória dos Rios (Pelo dr. Alexandre Rodrigues
Ferreira).
Autographo. 8 ff. inn. 21 X H
Exp.: D. Antonia II. de Carvalho.
183. - Informações sobre as latitudes geographicas da foz do rio Ma-
deira, foz do Guaporé ou Ithenes e sobre o Madeira. Por Francisco José de
Lacerda e Almeida e Antônio Pires da Silva Pontes. (B. N.)
Cópia moderna. Sem data. In-fo'.. 1 fl.
19

184. - .Relatório apresentado ao... dr. Manoel Clomentino Carneiro da


Cunha, presidente da província do Amazonas, por J. M. da Silva Coutinbo,
mcarregado de examin.or alguns logares da proviricia, expecialmente (sic)
o rio Madeira debaixo do ponto de vista da colonisação e navegação.
Jíandos, Typ. de Francisco José da Silva .Ramos, 1861, in-4° de 45 pp. e no
fim um mappa de observações meteorológicas. Vide tb.: Relat. da Agri-
cultura de 18G2. (B. N.)
185. - O Eio Madeira e suas cabeceiras. Breve discripção d'este Eio,
seus afHuentes e sua foz, por Quintin Quevcdo. 18G1.
C ó p i a . In-fol. 19 pp. e 11 ff. num. Puhl. no Jornal do Commercio d o l t i o d o l 7
do junho de ]8(il.
F.\\i.: Ardi. militar.
1SG. - Relatório da exploração do rio Madeira pelo dr. J. M. da Silva
Coutinbo. No Relat. da Agricultura de 1SG5. (B. X.)
1S7. - Eclatorio da exploração do rio Madeira na parte compr. entre a
cachoeira de Santo Antônio e a barra do Mamoré. Pelos cng. J. e E.
Iveller. Xo JMat. da Agricultura de 1SG9. (ann. X.) (B. X.)
1SS. - Exploração do furo de Tupinambaranas, do Eamos o rios Sacara
e Atrcnnan. Polo cng. J. Miguel Ribeiro Lisboa. No .Relat. da Agricultura
.de 1870 (app. O.) (B. X".)
ISO. - La Madeira et son bassin, par 1'abbé Durand. V. Buli. de Ia
Soe. de Cléogr., G""-' sério X, 1875. (B. X.)
100. - Eclatorio da exposição dos rios Mucury c Todos os Santos
polo ongonhoiro Pedro Yictor Eeinault. Xo Becrcador Mineiro, I I I (1S4G),
pg. 4G5. (B. X.)
101. - Commissão de exploração do Mucury o Gcquitiiihonha. Interesses
materiaes das comarcas do sul da Bahia. Comarcas tio Caravollas o Porto-
Scguro. Eclatorio do cap. do imp. corpo de engenheiros I. Y. Pederneiras,
chotb dax mesma commissão. Bahia, Tijp.deJoão Alves 'Portdla, 1851, in-fol.
do 51 pp, com quadr. estat. (B. X.)
Traz no tini: —«Jircvos considerações Sobre as causas do a,ra-o material d )
l i r a ^ i l » — , do mesmo auetor.
102. - Breve descriçam das grandes reercaçoens do Eyo Muni do Mava-
nliam, polo Padre Joam Tavares da Companhia do Jczus, Missionário no
dito Estado. 1724.
C ó p i a mod. In-fol. 7 ti'.
Exp.: II. Alitmiia ü.ili! Ciirviillin.
103. - Sequentcs notitias de Rio Xegro hi, ut hic sunt conscriptas a
P. Ignacio Semartoni accepi. (B. X.)
A u t o g r a p h o . Sem data. (tins do século XVII'.M Cod. I I (-1-4) Cl íl. in::.
19 X l--* '.',•
Traz na I a fl. o seguinte titulo, por lcttra diversa e posterior:
ei Noticias do líio Xegro dadas pelo P . Ignaeio Sar.niartoni (sic)»
O auetor não chegou a concluir M notas correspondentes ás lettras do vários
ponetos do o-bóço dos rios Xegro e Oriuoco. Traz uni pequeno e-ljõeo, feito á
penna, d'e>ses doiis rios.
1Ü4. - Synopsc de algumas noticias geographieas para o conheeimeinr
dos rios, por cuja navegação so podem comunicar os Dominios da Coroa
Portugucza em o Eio X"egro, com os do Espanha o Províncias unidas da,
America. Dat. do Barccllos, 22 do Octubro do 17G4. (B. X.)
O r i g i n a r . ' ln-1'ol. .!>• 11 ti', inn.
105. - Idem. Copia moderna. In-fol. de 12 if.
Jixp.: Juií. Ilist.
20

19C. - Segunda parte da Historia dos Bios e por cuja navegação se-
podem comunicar os Domínios da Costa Portngueza em o Eio Negro com
os de Espanha, e Províncias nnidas da America com huma breve noticia
Geográfica para a navegação dos mesmos rios. B he a seguinte. (B. N.)
Sem nome de auctor nem data; mus parece escripta em fins do X V I I I século.
Falta a primeira parte.
C ó p i a . Cod. C L X X (16-3G). 13 ff. 2"X !•*• Começa pelo num. de p. 46, o
que indica ter feito parte de alguma collecção.
197. - Catalogo de algumas das observaçoons Astronômicas feitas nos
Lugares do Iiio Negro que abaixo se indicão, conforme se participarão ao
Illm. e Exm. Siíor. Capitão General João Pereira Caldas, pelos Doutores
Mathematieos Antônio Pires da Silva Pontes, e Francisco José de Lacerda
e Almeida, que da Cidade do Pará acompanharão a S. Ex. no anuo de
1780. (B. N.)
Original. Cod. C L X X V (16-41). 1 fl. 26 7 / X 18.
198 - Relação dos Eios que dezaguão no Eio Negro.
C ó p i a moderna. Sem data. In-fol. 10 ff.
j:>p.: lust. Hist.

199.-On the Eio Negro. By Mr. Alfred E. "Wallace. V. Journ. of the


B. Geogr. .Soe, XXIII (1853), com ch. (B. N.)
200. - Le Eio Negro du nord et son bassin par 1'ábbé Durand. V. Buli.
de Ia Soe. c/e Geogr., 6me série IIÍ, 1872. (B. N.)
201. - Eelatorios sobre- a navegabilidade do rio Paraguassú, província
da Babia, apresentados pelo 1." tenente da Armada Bacharel Francisco da
Cunha Galvão e pela commissão de exploração composta dos engenheiros
Ladisláo de Vidcki e Trajano da Silva Rego em 1.° de Fevereiro de 1S64.
Bahia, Typ. tio Diário, 1878, in-4.° pcq. (B. N.)
222. - Descripção do Eio Paraguassú desde a sua foz até a Cidade da
Cachoeira feita pelo sr. José Pereira da Silva Maltez, 1866.
A u t o g r a plio. In-fol. 4 ff.
EM>. : D. Antoniti It. de CiirViillio.
203. - Copia da Discripção do Eio Paraguay em 1794.
C ó p i a s (2i mod. In-fol. 8 ff. e 5 ff.
Kxp.: An-li. Militar.
204. - Trabalhos encetados para o reconhecimento do rio Paraguay e
seus continentes pelo capitão-tenente da Armada nacional Augusto Lever-
ger. Dat. de Cuyabá a 14 de Janeiro de 1842. (B. N.)
C ó p i a , sem titulo. Cod. CCXXV (16-91) 1 fl. 26X14.
Traz nu principio um officio de José da Silva Guimarães, datado de Cuyaliá a
17 de janeiro de 1842, remettendo os referidos Trabalhos a Aureliano de Sousa e
Oliveira Coutinho, ministro dos negócios extrangeiros.
205. - Memória sobro o Eio Paraguay pelo Capitão de Fragata Augusto
Leverger desde Nova Coimbra até a Assumpção. 1844. « (Copiada do ori-
ginal existente na Secretaria d'Estado dos Negócios do Impeiio.) » (B. N.)
Cod. C L X X I X (16-45). 33 ff. num. 26 7,X16.
No tim do cod. vem uma « Carta plana que acompanha uma Memória sobre o
Reconhecimento do Rio Paraguay desde a foz da Ra.iia Negra até a cidade da
Assumpção pelo capitão do fragata Augusto Leverger, » feita em papel vegetal
por Duarte da Ponto Kibeiro.
206. - Copia do Diário do reconhecimento do Eio Paraguay, desde a
cidade da Assumpção até o rio Paraná, feito pelo Capitão de Fragata
Augusto Leverger, 184C.
In-fol. 2:-! ff.. num.
L-ip.: Al-ch. Milit.
21

207. - Exame de liuma parte do Kio Paraguay (entre a foz de S. Lou-


renço e o pai*allelo de 17° 35') e das Lagoas Uberava e Gaiba, pelo Capitão
<le Fragata Augusto Loverger em 1847. Remettida pelo Ministério da Ma-
rinha com aviso datado de 17 de Novembro de 18,48, em conformidade do
pedido feito por Aviso deste Ministério com data de 6 de Julho anterior.
Seguem-se:
1." Appendice. — Extracto de hum relatório que ao Ex.""> Capitão Ge-
neral Luiz de Albuquerque de Mello Pereira e Caceres apresentaram o
Capitão Engenheiro Ricardo Franco d'Almeida Serra, e os Doutores Astrô-
nomos Antônio Pires da Silva Pontes, e Francisco José de Lacerda e Al-
meida em data de 20 d'Agosto de 1787.
2." Advei-tencia a respeito da carta. (B. N.)
Falta t\ charta goographiea.
Cópia. Cod. CCCXXXVIII (17-12G) 12 ff. inn. 13X15.
208. - La rivière Paraguay, depuis scs sources jusqu'à son embouchuro
d:\ns le Paraná. (1851 à 1854). Par le dr. Amédée Moure. V. Buli. de Ia
Soe. de Géogr., 5mc série I, 1861. (B. N.)
209. - Memorial sobre a descoberta da navegação do rio Parahyba.
(Ass. por José de Souza Azevedo). Rio de Janeiro, Typ. Popular de Azeredo
Leite, 18G2, in-4.° de 10 pp. com 1 quadro commemorativo das vantagens
que dá a navegação do Parahyba. (B. N.)
210. - Eelatorio concernente aos prqjectos de melhoramento da nave-
gação no Rio Parahyba entre o Campo-Bello e a barra do Pirahy. Por J
e F. Keller. No Relat. da Agricultura de 1863. (B. N.)
211. - Descripção do rio Paraná por Manoel de Campos Silva. V. Rev.
do Inst. Hist., I I (1840), pg. 304. (B. N.)
212. - Apontamentos sobre o rio da Prata e seus affluentes Paraná e
Uruguay: por Duarte da Ponte Ribeiro. 1846. Datados, sem designação de
logar, a 17 de Fevereiro de 1846. (B. N.)
Cópia auth. Cod. CCCXLIII (17-131) 5 ff. inn. 28X16-
213. - O rio Paraná, e seus affluentes. V. Guanabara, I I I (1855), pg.
253-258. (B. N.)
214. - Descripção dos rios Parnahyba e Gurupy. — Relatórios sobre a
exploração dos mesmos, seguidos de uma memória sobre o porto de San
Luiz do Maranhão, por Gustavo Luiz Guilherme Dodt, &. Maranhão, Typ.
do Faiz, 1873, in-4.° peq., de 1 A.-179 pp. (B. N.)
Vide: ii Relat. da Agricultura » de 1872 (4.» sessão).
215. - Confutação da existência do novo rio « Pedro I I » apresentado
pelo Sr. Conde de Castelnau em seu relatório (Por Zeferino Pimentel Mo-
reira Freire). 1846. (B. N.)
O r i g i n a l . Cod. CCIV (16-70) sob n.° 2. 0 ff. num. 27X18.
Anda inserta no Jornal do Commercio de 28 do tíepiembio de 184G.
216. - Relatório dos trabalhos feitos pela commissão de explorações
preliminares nos rios Piracicaba e outros de S. Paulo em 1876. No Relat.
da Agricultura de 1877, 2.* sess. da 16.* leg. (B. N.)
217. - Relatório de Serafim da Silva Salgado sobre a exploração do rio
Purús. V. Falia do cons. H. F. Penna, presid. do Amazonas, 1853. (B. N.)
218. - Relatório da exploração do rio Purús, pelo eng. João Martins
da Silva Coutinho. 1862. No Relat. da Agricultura de 1865. (B. N.)
219. - Chandless'8 Notes on the River Purús. V. Jóurn. of tke R. Geonr.
Soe. XXXVI (1866) com ch. (B. N.)
22

220. - Notas sobre o rio Purús por W. Chandless. Lidas perante a Eeal
Sociedade Geographica de Londres em 26 de Fevereiro dè 1868. {Bio, Typ.
Nacional), in-fol. peq., do 15 pp. (B. N.)
Sem fl. do rosto.
221. - Les sources du rio de S. Francisco por M. Aug. do Saint-Hilaire.-
(Fragment). Paris, Arthus Bertrand, {Impr. de Fain et Thunot), 1842,
in-8.° (B. N.)
222. - Navegação do Eio de S. Francisco e seus continentes. (Extr. da'
mem. do coronel J. Ignacio do Couto Moreno.* 1843). V. Bev. do Inst. Hist.,
YI (1845), pg. 443 (B. N.)
223. - Informação, ou descripção topographica e política do Eio do
S. Francisco, escrita em virtude de ordens imporiaes, e apresentada ao go-
verno provincial da Bahia pelo coronel Ignacio Accioli de Cerqueira e
Silva. — Seguida de outra informação que em 1807 dera o dezembargador
João Eodrigues de Brito sobre os melhoramentos e interesses da agricul-
tura, commercio e industria da mesma província. Bahia, typ. Guaycurú de
Domingos Guedes Cabral, 1847, in-8°, de VIII -153 pp. (B. N.)
224. - Instrucções para os trabalhos do reconhecimento e exploração
do Eio S. Francisco em todo o seu longo curso (assignadas pelo visconde
de MonfAlegre). {Mio de Janeiro, Typ; Nacional), 1852, in-4.° de 5 pp.
num. (B. N.)
225. - Informação ou descripção topographica e política do Eio de
S. Francisco... Pelo cor. Ignacio Accioli de Cerqueira e Silva. Rio de Ja*
neiro, Typ. Franceza de Fred. Arfvedson, 1860, in-12 gr. de 127 pp. (B. N.)
226. T- Wold. Schulz : Aufnahme und Erforschung des Stromlaufes des
Eio São Francisco, mit. Ch. Y. Zeitschrift für allg. Erdkunde, X, 1861
(B. N.)
227. - Quadro hydrographico da prov. de Minas Geraes. No Becreador
mineiro, I (1845), pg. 33. (B. N.)
228." - Descripção pratica do rio de S. Francisco, por Mariano Joaquim
de Siqueira, V. O Medico do povo, 1852, ns. 160 e seguintes. (B. N.)
229. - Eelatorio concernente á exploração do Eio de S. Francisco desde
a Cachoeira da Pirapora até o Oceano Atlântico durante os annos de
1852—54, pelo engenheiro Henrique Guilherme Fernando Halfeld. Bio de
Janeiro, Typ... de Georges Bertrand (1858) in-fol. de 234 pp. (B. N.)
230. - Atlas e relatório concernente a exploração do Eio de S. Fran-
cisco desde a cachoeira de Pirapora até ao Oceano Atlântico levantado ...
pelo engenheiro civil Henrique Guilherme Fernando Halfeld em 1852, 53
d 54. Bio de Janeiro, Lith. Ijnp. de Eduardo Bensburg, 1860, in-fol. max.
(B. N.)
Obra capital sobre o nssumpto.
231. - Exploração dos rios S. Francisco e das Yelhas. Pelo Dr. Emm;
i^iais. No Belat. da Agricultura de 1863. (B. N.)
232. - Hydrographie du Haut San-Francisco et du rio uas Yelhas ou
resultats au point de vue hydrographique d'un voyage effectué dans Ia
prov. de Minas-Geraes par Emm. Liais. Ouvrage... accomp. de cartes levées
par 1'auteur avec Ia collaboration de mm. Eduardo José de Moraes et La-
dislao de Souza Mello Netto. Paris, Garnier frères, 1865, in-fol., com 20 ch.
(B. N.)
233. - Eapport partiel sur le Haut San-Francisco ou description topo-
graphique et statistique des parties de Ia province de Minas-Geraes, com-
prises dans le bassin du Haut San Francisco (Brésil), précédóe de quelquea-
23

aperçus généraux sur Ia même province. Par Eduardo José de Moraes...


&... Paris, Impr. de A. Parent, 1866, in-8», de 82 pp. (B. N.)
234. - Le San 'Francisco avi Brésil par M. Liais. V. Buli. de Ia Soe. de
Geógr., 5m0 série XI, 1866. (B. N.)
235. - Explorations scientifiqués au Brésil. -^- Traité d'astronomie applf-
quée et de géodésie pratique comprenant 1'exposé des methodes suivics dans
1'exploration du Rio de S. Francisco et prócédé d'un rapport au gouver-
nement imperial du Brésil par Emm. Liais &. Pari>s, Garnier frères, {impr.
de Ad. Lainé et J. Havard), 1867, in-8° com est. (B. N.)
236. - Keconhecimento geral sobre o rio de'São Francisco, na parte
inferior á cachoeira do Sobradinho. Pelo cng. C. Ivrauss cm 18G8. No Pelai,
da Agricultura de 18G9 (ann. T.) (B. ]ST.)
237. - .Relatório da viagem de exploração dos rios das Velhas e S.
Francisco, feita no vapor Saldanha Marinho por F. M. Alvares de Araújo.
No Relat. da Agricult. de 1872, 1." sessão da 15." leg. (B. N.)
238. - Le Bio San-Franciseo du Brésil. V. Buli. de Ia Soe. de Geógr.,
G.'"« série VII e VIU. 1874. (B. N.)
239. - Thomaz Garccz Paranhos Montcncgro. A província e a nave-
gação do Rio São Francisco. Bahia, Imprensa Econômica, 1875, in-4.c peq.
de 240 pag., mais 5 ff'. inn. no principio c 1 no fim com a errata. (B. N.)
240. - Relatório de W. Milnor Roberts, engenheiro chefe da commissão
hydraulica, sobre o exame do Rio S. Francisco desde o mar até a cachoeira
de Pirapóra... feito em 1879—1880... .Jlio de Janeiro, Tijp Xac., 1880,^-4.°
gr. do 75 pg. num. com annexos. (B. N.)
241. - Requerimento do p. Manuel Botelho de Almeida, dirigido a
D. João V, sobre a conveniência do se estabelecer no rio de São Matheus
cortes do madeiras para a construcção de navios de guerra na cidade da
Bahia c para serem transportados em charruas para Portugal. (B. N.)
C ó p i a offieial nutli. Som diitn, mas foi. oscripto polo anuo de 1730. C»d. C D I Y
(19—6) sob n.° 7. õ ff. 28X1'J- Accompanha-o uma noticia curiosa !Ò'n-<i o rio du
K. Matheus.
242. - Diário da Deligencia do Reconhecimento das Cabeceiras dos Rios
Sararé, Guapuré, Tupajoz, e Jaurú, que se achão todos de baixo do mesmo
Paralello na Serra dos Parecís,' em JÜcscmbro do 1789. (Por Antônio Pires
da Silva Pontos.)' (B. N.)
C ó p i a por lettra moderna. Cod. C L X I X (lfi-ôõ) ir, ff. inn. 20X17. Segue-i-u
um oflicio do auetor, datado de Yilla ISella a '21 de Janeiro de 1790 e dirigido a
Luis de Albuquerque do Mello Pereira e Caceres, remettendo-lho uma clitirta ge"-
graphica illuatrada de notas, descobrimentos de rios não conhecidos, &, c fazendo
reflexões ao mesmo no que diz respeito á demarcação de limites.
243. - Noticias do Rio Serinhcm, pelo p. Joaquim Francisco Malta.
(1S00).
A u t o g r a p h o nuth. In foi. 2 ff. sem titulo.
Kxp. : T). Antonia li. \W Carvulhu.
244. - Le Solimoes ou Haut Amazync brésilien par 1'abbé E. J. Dr.rand.
V. Buli. de Ia Soe. de Gcogr., 6"'- sério V, 1873. (B. N.)
245. - Breve noticia do Rio Topajoz. 16 de Agosto de 1750.
C ó p i a moderna. In-fol. 8 ff.
Jixp. : Iuat. Hist.
246. - Memória Geográfica do Rio Tapajós. Offerccida ao 111."" o Ex.m°
Senhor Caetano Pinto do Miranda Montenegro, Sexto Governador e Ca-
*ft

pitão General das Capitanias de Matto Grosso e Cuiabá, pjlo Tenente Co-
ronel Ricardo Franco de Almeida Serra. Anno de 1793.
Autographo. In-4.° 20 ff.
Exp.: Barlo <U Fenha.
247. - Idem. (B. N.).
Copia contemporânea. In-fol. 17 ff.
248. - Idem. Seguida da Noticia da Viagem do Sargento-mór J o i o de
Sousa de Azevedo. <B. N.).
Cópia moderna. In-fol. de 28 pp. num.
249. - Navegação do rio Tapajós para o Pará polo ten. cor. Ricardo
F. de Almeida Serra. 1799. V. Jtev. do Inst. Hist, I I ser., I I (1847), pg. 1.
(B. N.).
250. - Exploração do rio Tapajoz. Relatório por J. H. Corrêa de Mi-
randa e Ant. M. Gonçalves Tocantins. V. Belat. da prov. do Pará, do dr.
Abel Graça, 1872. (B. N.).
251. - Exploração e estudo do valle do Amazonas. Rio Tapajós, por
João Barbosa Rodrigues &. Rio de Janeiro, Typographia Nacional, 1875,
in-8." de 151 pp. (B. N.).
252. - O rio Tapajoz. — Memória onde se estuda semelhante tributário
do Amazonas, não só como elemento de riqueza e uma das melhores vias
de communicação, como também porque todo o território que banba é o
mais próprio para o estabelecimento do Colônias agrícolas e industriaes,
pelo Primeiro Tenente ... da Armada Nacional e Imperial R. L. Tavares
(Rufino Luiz Tavares) — Com o plano de uma parte do mesmo rio, &. Bio
de Janeiro, Typ. Nac, 187G, in-4.° peq. de 48 pp. (B. N.).
253. -Noticia dos Rios que podem ser navegáveis na Provincia do Pa-
raná. Informações colhidas do Relatório do Presidente do Paraná dat.
de 27 de Fevereiro de 1862 por Carlos lionorio de Figueiredo.
O r i g i n a ) . In-fol. 2 ff.
E*l>.: IiiBt. Hist.
254. - Nota sobre os rios Tibagy e Paranapanema, por Frederico Hé-
gréville. V. Relatório da prov. do Paraná, pelo dr. A. A. de Padua Fleury,
1865. (B. N.).
255. - Esboço hydrographico de uma parte da prov. do Paraná con-
tendo o curso dos rios lvahy, Paranapanema, Tibagy... Pelos eng. J. c F.
Keller. = Nivelamento geral dos mesmos rios. V. Relatório da prov. do
Paraná pelo dr. A. A. de Padua Fleury, 1866. (B. N ) .
256. - Relatório dos eng. Kellers sobre as explorações dos rios Tibagy
e Paranapanema. No Relat. da Agricultura de 1866. (B. N.).
257. - Relatório da exploração dos rios lvahy, Tibagy o Paranapanema,
por José Iveller e Francisco Keller. V. Relatório da prov. do Paraná pelo
dr. A. A. de Padua Fleury, 1866. (B. N.).
258. - Relatório do dr. João Baptista de Castro Moraes Antas apresen-
tado a 15 de março de 1852 acerca da exploração dos rios Tocantins o
Araguaya.
Original. In-fol. 118 pp. num. ; e uma cópia auth. pelo auetor. In-fol. 36 ff.
Exp.: D. Antonia R. de Carvalho.
259. - Informação do dr. João Baptista de Castro Moraes Antas acerca
da navegação do rio Tocantins e do seus affluentes, o Maranhão, Almas e
Urubu com preferencia á navegação do rio Araguaya e seus affluentes.
1853.
Original. In-fol. 3 ff.
Kxp.: D, Antonia R. tle CarralUo.
36
260. - O Tocantins e o Anapu'. Relatório do secretario da província
(Domingos Soares F e r r e i r a P e n n a ) . Pará, na Typ. de Frederico Jthossard,
1864, in-4." de 40 p p .
Saiu uo Relat. do Pari, pres. Couto Magalhães, 1864.
Exp.: D. Antonia R. de Carralho.
261. - Exploração e exame do rio Tocantins, pelo cap. ten.* da Ar-
mada Francisco P a r a h y b u n a dos Reis. Pará, Impresso na Typ. de Frederico
Jthossard, 1864, in-4.» de 26 p p .
Saiu no Relat. do Pará, pres. Couto de Magalhães, 1864.
Exp.: D. Antonía R. de Carvalho.
262. - Relatório dos estudos d a commissão exploradora dos rios To-
cantins e Araguaya, apresentado pelo major do corpo de estado maior de
1.* classe Antônio Florencio Pereira do Lago. Rio de Janeiro, Typ. Nac,
1876, in-4.' peq. (B. N.).
263. - Exploração e estudo do valle do Amazonas: Rio Trombetas'
Relatório apresentado ... por João Barbosa Rodrigues &. Jtio de Janeiro'
Typ. Nacional, 1875, in-8.° de 39 pp., com 1 planta. ( B . N.).
264. - Rio Trombetas, por Francisco José de Freitas. V. O Vulgari-
sádor, I, pg. 98. (B. N.).
265. - E x p l o r a ç ã o dos rios U r u b u c J a t a p ú : Relatório apresentado ...
p o r João Barbosa Rodrigues &. Mio de Janeiro, Typ. Nacional, 1875, in-8.°
gr. de 129 pp., com 2 ch. (B. N.).
266. - Exploração do rio Y a m u n d á : Relatório apresentado ... por J o ã o
Barbosa Rodrigues k. Mo de Janeiro, Typ. Nacional, 1875, in-8." de 99 p p .
com 1 pi. e 3 est. (B. N.).

§ 3.»
Costa e portos do Brazil *
267. - Soundings on tho coast of Brasil (1586). V. HakluyVs Coll. 1811.
I V , pg. 344. (B. N.).
Pela expedição de Th. Candish.
268. - Memória sobre a Situação Geográfica das Costas da America
Meridional, em que se faz huma Analyse critica de muitas Cartas Estran-
geiras, publicadas desde 1753 athe hoje. Jjida na Soe. Real Marítima, Mi-
litar, e Geográfica, por seo Soeio Manoel Travassos da Costa Araújo,
Cópia feita cm 1829. In-4.° gr. 19 ff.
Kxp.: ArcU JUÍitar.
269. - Table of latitude, longitude, and variation of the compass... =
Chronometrical measurements. Remarks on the Chronomctrical Observa-
vations made during the Surveying Voyages of H. M. Ships Advcnture
t?nd Beagle, between the years 1826 and 1836. Printed by J. L. Cox and
Sons, in-4.*
Ha indicações relativas a ponetos da costa do Brazil.
270. - Longitudes chronométriquos dos principaux points do Ia cote do
Brésíl, rapportées au premier méridien de tíio-Janciro; p a r M. Mouchez.
( E x t r a i t des Annales hydroyraphiques, 1863). Paris, Imprimerie de P. Du-
pont, 1863, in-8.° (B. N.).

Vide: outros art. sobre este assumpto no \ 5.° Roteiro».


26

271. - E. Mouchez: Recherches snr Ia longitude de Ia cote orientale


de PAmérique du Sud. V. Ann. hydrographiques, 1866, 4.me trimest. (B. N.).
272. - Longitude de Ia cote du Brésil, par M. E. Monchez. (Extraifc
des Comptes Rendvs des Séanccs de PAcadémie des Sciences, t. XCI).
Paris, Gauthier Yillars, (1880), in-4.» (B. N.).
273. - Positions géographiques des principaux points de Ia cote orien-
tale de PAmérique du Sud comprisc entre Ia Guyane française et le Para-
guay ... par M. Brncst Mouchez. Paris, Paul Dupont, 1868, in-8.° (B. 2í.).
274. - Hydrographie des cotes du Brésil. Par M. Mouchez. Paris,
Arthus Bertrand, s. d. (186..?) in-8.° eom 1 ch. (B. N.).
275. - H. Amirault: Campagnc de PAviso le Curieux : Cote Nord du
Brésil 1871. V. Revue maritime et coloniale, XXXII, 1872. (B. N.).
276. - Descripção da Costa e Pios comprehendidos desde o Cabo Cas-
sipure até ao Monte de Arjan dada pelo Piloto José Lopes dos Santos
Valadim ao Governador do Pará D. .Francisco de Souza Coutinho em 28
de Janeiro de 1795. (B. N.).
C o p i a , com uma « Tíelação dos moradores brancos do Rio Ovapock ». Cod.
C C C X X V I I I (17-llti) 10 tt'. não num. 30 X IP-
Está iinj)rc».iH na Memória do Baena (184ljj.
277. - ldem.
C ó p i a moderna. Tn-fol., de 11 ff.
Kxp.: Iiist. U M .
278. - Descripção Geográfica da Costa da Guyana Portugueza desde
a Praça de S. Joze de Macapá até os lemites contínantes com a Colônia
Franceza. (Por José Lopes dos Santos). 1706?
O ri «ri n a i . In-fol. 1!1 pp. num.
K x p . : I>. Anfoniii ] : . de Carvalliu.
279. - ldem. (B. N.).
C ó p i a . Coei. C C C L X X I X (18-21). 7 ff. iiin. 3 2 X 1 ? .
K'stii Descripc/âo anda impressa no u Bra/.il reino e Brazil império » do snr. dr.
M. Moraes.
280. - Memória sobre a Construcção da Carta da Costa Septentrional
do Brazil, desde a Jericoára, athé ao Pará, c Imnia deguerção {sic) athé ao
Cabo do Norte. (Por José Patrício de Sousa). 1799.
Cópia. In-fol. 2 ff.
Kxp.: Aivh. Militar.
281. - Informação do major dr. Marcos Pereira do Sales, dada ao pre-
sidente do Pará, sobre o melhoramento do porto da Cidade de Cametá.
Pará 23 do Dezembro de 1853.
C ó p i a autli. In-fol. 3 ff.
Kxp.: An li. Militar.

282. - Nomes das Bali ias que contem a Costa do Maranhão ao Pará.
Original? Tn-fol. 1 H.
Kxp.: Inst. Hi,t .
283. - Relatório sobre o melhoramento do porto do Maranhão... pelo
capitão tenente Giacomo Raja Gabaglia. Rio de Janeiro, Typ. Nacional, 1S62,
in-4.° de 12 pp. (B. N\).
284. - (Parecer da commissão incumbida da exploração e sondagem da
costa do Maranhão para o tini de escolher e determinar a melhor direcção
em que convenha ser immcrgido o cabo que deve unir a cidade de S. Luiz
á linha geral telegraphica submarina da costa do Brazil, e, especialmente,
determinar a posição do banco denominado — Fly—). Rio de Janeiro, Typ.
Nac, 1876, in-4.° de 6 pp. num. (B. N.).
27

285. - Dcscripção aproximada do porto do Soará, mandada fazer pelo


actual Gov.or Luis Borba Alardo de Menezes. (Pelo capitão de fragata
Franc. Ant. Marques Geraldes.) 1810.
C ó p i a fiuth. In-fol. 4 ft".
Exp.: AITII. Militar.

286. - Memória geral dos Portos c Enceadas c Costa da Província do


do Ceará os quaes suo navegáveis, como se vê das plantas, alevantadas por
João Bloem &... Fortaleza do Ceará 31 de Outubro de 1825.
C ó p i a , autli. In-fol. 7 tf.
Kxp. : Arcli. Militar.
287. - Ensaios. - Parte primeira. Porto da cidade da Fortaleza ou do'
Ceará, por G. R. Gabaglia. Rio de Janeiro, Typ. do Correio Mercantil, 18G0,
in-fol., de 1C pp. = Parte segunda. A questão das seccas na província do
Ceará. Ibi, iisd. typ., 1861, in-íol.de 1 A.-24 pp. (B. K ) .
288. - Memória sobre o Porto do Ceará ou Estudo para a construcção
de uma doca de embarque e desembarque na província do Ceará, por
Francisco Antônio Pimenta Bueno, major do Estado maior de 1." classe.
Datada da Fortaleza a 30 de março de 1869.
A u t ó g r a p h o . In-fol. peq. 11 tf. inn.
Andam intercalados os dons vnappas, a bieco do pcnna c a coros, seguintes :
1 — « Esboço da Planta do 1'orto da Fortaleza (vista do mar para terra) » do 2UX20
cent.
2 — «Futuro Porto da Fortaleza (vista da torra para o mar)» 245X152"'.
Segucm-sc :
a) — ii Copia di> parecer do Pratico da Companhia Brasileira do ^'aquotes a vapor
(Felipe Francisco Pereira). » Datado de bordo do paquete a vapor «Paraná » a
25 de abril de 1800. 2 tf.
l>) — «Esboço do aneoradouro do Ceará — do p r a t i c o — F . F . P . — » Mstppa a
cores, traçado a bieco de ponna. O r i g i n a l . 202 X 200""".
Kxp.: S. M. o ImiuTii-lor.
289. Porto do Ceará. Pelo engenheiro Zozimo Barroso. Londres: T.
Brettcll <£• Co. 1870, in-8.° de 24 pp., com 1 pi. (B. S.).
290i - Memória sobre o Plano do Porto c Rio do Parahiba. Por Jozó
da Trindade 1.° Tenente da Armada lioal. Apresentado cm 3 de Abril de
1S00.
C ó p i a feita cm 1828. In-fol: 2 tf.
K.\l».: Arcli. Militar.
291. - Dcscripção da costa de Pernambuco até os baixos do S. Roque.
V. Rev. do Inst. Hist., VI (1844), pg. 335. (B. N.)
292. - Dcscripção da costa do Brasil, de Pitimbú á São Bento c de
todas as barras, portos e rios do litoral da província de Pernambuco...
Por Manoel Antônio Vital do Oliveira, etc. Recife, Typ. de M. E. de Faria,
1855, in-4.» de 83 pp. com tab. (B. N.)
293. - Memória sobro os melhoramentos, o aperfeiçoamentos do porto
da Cidade do Eccifo de Pernambuco por L. L. Wauthier, etc. Pernambuco
Typ. da União, 1845, in-4.° de 30 pp.
Exp.: Inst. Kifit»

294. - Memória sobre o porto de Pernambuco e seus melhoramentos,


apresentada ao MiniBterio da Marinha pela commissão... composta do-
Capitão de Mar o Guerra Eodrigo Theodoro de Freitas, Capitão Tenente
Elisiario Antônio dos Santos, e o Engenheiro José Mamede Alves Ferreira.
Mio de Janeiro, Typ. de N. L. Vianna, 1849, in-4.° de 30 pp. (B. N.)
295. - Memória sobre o melhoramento do porto do Eecife, na prov. de
Pernambuco. Pelo dr. Einm. Liais.* V. Rev. Braz., IV (1861), pg. 183-222
(B. N.)
28

296. - Apontamentos sobre o melhoramento do porto de Pernambuco


pelo conselheiro Manoel da Cunha Galvão e proposta para leva-lo a effeito
pelos srs. barão de Mauá, cons. Manoel da Cunha Galvão, dr. Joaquim
Francisco Alves Branco Muniz Barreto. Rio de Janeiro, Typ. Progresso,
1867, in-fol. de 40 pp., com 1 charta lith. (B. N.)
297. - Estudos sobre os melhoramentos do porto de Pernambuco, causas
das cheias dos rios que desaguão no mesmo porto e meios de removel-as;
apresentados ao Ministério da Agricultura, Commercio e Obras Publicas,
pelo engenheiro Raphael Archanjo Galvão Filho. Rio de Janeiro, Typ. Na-
<:ional, 1870, in-fol. de 99 pp. e mais 4 ff. de indice. (B. N.)
298. - Proposta dos snrs. Barão de Mauá, Conselheiro Manoel da Cunha
Galvão e Dr- J. F. A. B. Muniz Barreto, para o melhoramento do porto
de Pernambuco e estabelecimento de docas. Rio de Janeiro, Typ. Perseve-
rança, 1871, in-4.° (B. N.)
299. - Étude sur les travaux nócessaires au développement du port de
Pernambuco. Par Victor Fournié. Mémoire adressé au gouvernement bré-
silicn. Paris, Dunod, 1874, in-4.° (B. N.)
300. - Porto de Pernambuco. Rio de Janeiro, Typ. Nacional, 1876,
in-4.°
Assig.: J. Ewbank da Câmara.
301. - Extracto do relatório sobre as obras de conservação do porto
de Pernambuco... pelo engenheiro J. Ewbank da Câmara. Rio de Janeiro,
Typ. Nacional, 1876, in-4° de 18 pp. Sem fl. de rosto. (B. N.)
302. - Estudo do porto de Maceió, mandado executar pelo Ministério
tia Agricultura. Rio de Janeiro, Typ. Nacional, 1875, in-4* peq.
Ass. pelo engenheiro Andréas Cernadak.
303. - Construcção de docas e outros melhoramentos no porto da Bahia.
Rio <le Janeiro, Typ. do Diário do Rio de Janeiro, 1871, in-4" de 109 pp.
(B. M.)
Por T. J. Ferreira c AT. J. Ferreira?
304. - Mappa circunstanciado da Costa e Rios da Comarca de Porto
Seguro que por ordem do... Seilr. Frãcisco da Cunha e Menezes Gover-
nador e Capitão General da Capitania da Cidade da Bahia fez o Capitão
Mór Governador da dita Capit. de Porto Seguro João da Silva Santos.
Cópia? Sem data. In-fol. 23 ff. Ha mais dous exemplares.
Exp.: Arch. Mil.
305. - Mappa e descripção da Costa, Rios, e seus Terrenos de toda a
Capitania de Porto Seguro, e até onde podem chegar Su maças e Canoas e
Lanchas, com seus fundos, feito e examinado pelo Capitão João da Silva
Santos... principiada em Abril do 1803 c do Sul para o Norte. 1805.
C ó p i a moderna. In-fol. 84 pp.
Exp.: InaL Hlst.
306. - Cópia da Descripção Tipographica (sic) que fez o Capitão Mor
das Caravelas incumbido do Governo da Capitania do Poi"to Seguro do
Rio Grande, hoje chamado de Belmonte. Em o anno de 1804.
C ó p i a . In-fol. 15 ff. Outra cópia mod., in-fol. 46 pp.
Exp.: Arch. Mil.
307. - Extracto de huma Memória do Capitão Mór Governador da
Commarca de Porto Seguro João da Silva Santos, sobre a Costa eRios da
-ditta Commarca.
C ó p i a sem data. In-fol. 4 ff. (Ha mais 3 copiai.)
Exp.: Arch. Mil.
28

308. - Memória sobre Macahé e Ilha de S. An na. (Por Jacinto Dezi-


derio Cony.)
A u t o g r a p h o . Sem data. In-fol. 2 ff.
El li.: Arch. MU.
309. - Memória sobre a Barra do Eio S. João. Por Jacinto Deziderio
Cony. (1808?)
A u t o g r a p h o . In-4° 1 fl.
Exp.: Arch. Mil.
310. - Memória sobre o Porto formado pellas Ilhas Cabo Frio, Porcos
e pelo continente; assim como das praias e sacos circonvezinhos ao d.'°
Porto. Por Jacinto Deziderio Cony.
A u t o g r a p h o . In-4° 2 ff.
Exp.: Arch. Mil.
311. - Methodo, que se seguio no trabalho hydrographico da planta do
porto do Eio do Janeiro, levantada... em 1810. Y. O Patriota, n.° 1 (1813),
pg. 49. (B. K )
Assign. D. J . B.
312. - Descripção do porto do Eio de Janeiro e das obras da J)oea da
Alfândega. Por Borja Castro. Rio de Janeiro, Imp. Inst. Artístico, 1877, in-4"
de 53 pp. com est. color.
313. - Ministério da Agricultura. Arrasamonto da lago submarinha,
existente na entrada do porto de Santos, provincia de S. Paulo. Rio de
Janeiro, Typ. Nacional, 1877, in-4", com 2 ch.
Ass.: barão de Tetfé.
314. - Eclatorio sobre os portos de Pedro II e Antonina, apresentado
ao... Conselheiro Dr. José Fernandes da Costa Pereira Júnior, ministro...
da Agricultura, Commcrcio c Obras Publicas, pela commissão encarregada
pelo mesmo ministério. Rio de Janeiro, Typ. Nacional. 1875, in-4.° (B. N.)
315. - Eelatorio dos trabalhos e estudos realizados na bahia de Anto-
nina, pelo capitão de fragata barão de Teffé. Rio de Janeiro, Typ. Nacional,
1877, in-4°, com 1 ch. (B. N.)
316. - Descripção desde a Cidado do Eio de Janeiro até á Villa da
Laguna.. (B. X.)
C ó p i a sem nome de auetor nem data. Lettra do começo do X I X século. Cod.
X C I (7-1) de ff. 74 v. a 82 v. 17 pp. 27 X 14 -
317. - Descripção da costa da provincia de Santa Catharina compre-
hendida entre a Ponta das Bombas e a barra do Norte do Eio de S. Fran-
cisco. Rio de Janeiro, Typ. Imp. de Paula Brito, 1849, in-4' peq. de 1 fl.
13 pp.
Assign.: J. J . da S. G. (João Joaqujm da Silva Guimarães).
Exp.: líilil. tia Marinlia.
318. - Obscrvaçoens feitas em 1840, hindo da Itapacoroya para o Eio
de S. Francisco. (Por Antônio T...). 1851.
O r i g i n a l ? In-fol. 3 ff.
Exp.: Arch. Mil.
319. - Eenseignemens sur Ia partie de coto comprise entre l'ile Sainte-
Catherine et Buenos-Ayres, trad. du Pilote Américain de Blunfc, par P,
Magré, etc, Paris, de VImpr. Royale, 1827, in-8.° (B. N.)
320. - (Officio do engenheiro Eicardo José Gomes Jardim ao ministro
da marinha sobre o estado da barra do Eio Grande do Sul e meios de
melhora-la). S. I, e s. d. (1856), in-fol.
Exp.: Arch. Mil.
30

321. - Melhoramento dos portos do Brasil pelo conselheiro Manoel da


Cunha Galvão. Rio de Janeiro, Typ. Perseverança, 1869, in-8° de 211 pp*
1 fl. inn. (B.N.)
322. - Melhoramento dos portos do Brasil. Relatórios de Sir John
Hawkshaw. Publicação offlcial. Rio de Janeiro, Typ: G. Leuzinger & Filhos,
1875, in-4", de 115 pp., com 10 ch. (B. N.)

4.°

Geographia das províncias


Amazonas:
323. - Relaçam do que há no grande Rio das Amazonas novamente des-
cuuerto. Pelo capitão Antônio Pereira. (B. X.)
C ó p i a conformo ao exeinnlar da Bibliothcca publica de Madrid. In-fül. 3 ff. o
1 1. Cod. CCCLVI (18-8) de If. Í04 a 137.
324. - Cópia de huma carta do 111."10 o Ex.n,° S.r Frco Xcr em que de-
termina os limites do termo desta Villa de Barecllos. De 28 de novembro
de. 1758. (B. N.)
C ó p i a do X V I I I século. In-fol. 1 pg.
325. - Memórias sobre a capitania do Rio Xegi-o, 1787. (B. N.)
C ó p i a moderna. Cod. C C C X X X I (17-119) de tf. 32 a 39. 8 ff. 30 X 18.
32G. - Noticias'Geográficas da Província do Rio Negro, e emanação
continuada do Bispado do Grão Pará, com varias notas de acontecimentos
alli tuceedidos desde a sua criação; que podem ser úteis aos R. R. Sacer-
dotes que tem de li ir repartir o Pasto Espiritual da Palavra do Doos, e
os mais Sacramentos ás Ovelhas daquclle Rebanho do Senhor, offerecidas
por bum. antigo Pároco daquella Província, ao Ex.mo e li."10 Senhor Ro-
mualdo Antônio do Seixas... (B.N.)
Cópia? íííío tr.iz data, mas ú do começo do X I X século. In-fol. de 73 pp.
num.
32.'. -Notice sur les capitaincries do Para et de Solimoens, au Brésil,
...par le p. Manuel Ayres du Cazal. V. JSfouv. Ann. des Voyages, IX (1821).
(B. N.).
323. - Noticias geographicas da Capitania do Rio Negro pelo Conego
André Fernandes de Souza. Dedicadas a D. Pedro I, Imperador do Brazil.
O r i g i n a l com a assig. autogv. (k> auetor. In-fol. 102 pp. num.
Foi publ. na » Revista do Inst. », 2." ser. I I I (1848), pg. 410.
Uxp.: Inst. llist.
329. - Mapa das Igrejas pertencentes á Província do Rio Negro no
anno de 1825. (B. N.)
O r i g i n a l . Cod. CDVI (19-8) sob n.°34. 1 fl. 42X54.
330. - Diccionario topographico, histórico, descriptivo da comarca do
Alto-Amazonas. Por Lourenço da Silva Araújo e Amazonas, capitão-tenente
da Armada. Recife, Typograpkia Commercial de Meira Henriqms, 1S52 in-8.°.
(B. N.)
331. - Quadro das distancias... entre a capital, cidades, villas, fregue-
zias o mais povoados da prov. do Amazonas, 1S57. V. Rev. do Inst. Hist.,
XX (1857), pg. 292. Mappa. (B. X.)
31

332. - Mandos. (Topogr. pátria). Pelo dr. Moreira de Azevedo. V. A


Primavera I, pg. 9. (B. 2í.)
333. - Lembranças e curiosidades do valle do Amazonas. Pelo Conego
Francisco Bernardino de Souza. Pará, Typ. do Futuro, 1873, in-8.° de 328
pp. (B. N.)
334. - Commissão do Madeira. Pará e Amazonas pelo encarregado dos
trabalhos ethnographicos Conego Francisco Bernardino de Souza. Rio de
Janeiro, Typ. Nacional, 1874, 3 partes em 1 vol. in-8°, de 145-177-145 pp.
(B. N.)
335. - Tabatinga ara Amazonenstrom. Ein Vortrag gehalten am 7. Marz
18C3 ira vissenschaftliehen Verem zu Berlin. Von i).' Eobcrt C. B. Avé
Lallemant. ílamburg, Perthes-Besscr & Jlauke, 1863, in-8" (B. N.)
Pará:
336. - Descripção do Estado do Maranhão, Pará, Corupá e Bio das
Amazonas feita por Maurício de Heriartc, ouvidor-geral, provedor-mór e
auditor, que foi, pelo governador D. Pedro do Mello, no armo de 16G2.
Por mandado do Governador-Geral Diogo Vaz do Sequeira. Dada á luz por
1.* vez (polo visconde do Porto Seguro.) Vienna d'Áustria, Imprensa do filho
de Carlos íferold, 1874, in-12 de 84 pp. (B. X.)
337. - Misccllanea Histórica para servir do explicação ao Prospecto da
Cidade do Pará. 19 de tíeptembro d' 1784. (Por Alexandre Eodrigues Fer-
reira)
E mnis Ulna
O r i g i n a i . 39 ff. inn. 28X15 Va- C ó p i a , 2G !f. inn. 28X15" 7 2 .
K\p.: 1). Antonia K. de Carvalho.
33S. - Mappa-Corografico do Estado do Grão Pará com os nomes dos
Eios, das Povoaçoens, o Producções. Pello Prcsbitcro Joze Nareizo Pereira
de Carvalho e Araújo.
O r i g i n a l . In-fol. 8 ff.
Kxp.: I>. Antunia Jt. ik' Carvalho.
339. - Discripção Chorografica do Estado do Gram Pará, suas Povoa-
çoens o algumas particularidades que por ordem do 111."^ o Ex."10 Senhor
Martinho do Souza e Albuquerque desereveo o Sargento Mór Engenheiro
João Vasco Manoel de Braun cm o anuo de 1788.
Cópia. In-fol. 4ü pp.
Exi>.: Inst. Ilist.
340. - Descripção chorographica do Estado do Gram Pará, que por
ordem alphabetica descreveu João Vasco Manoel do Braun, Governador da
Praça de Macapá em o anuo de 1789.
C ó p i a moderna. In-fol. 43 ff.
Publ. na u E«v. do Inst. », X X X V I , 1.' p. (1873), pg. 209.
F.X1>.: I n s t . IlisL
341. - Pontos oeularmente observados, e indagados na Villa, Curráes,
o Lavoura do Continente do Macapá. (Por João Vasco Manoel de Braun.)
17S9.
C ó p i a moderna. In-fol. 3 ff.
K.tp.: JiLSt. Hiit.
342. - Xoticias da Ilha Grande do Joannes dos Eios e Igarapés que
tem na sua circumferencia, do alguns. Lagos que se tem descoberto e de
algumas couzas curiozas. (De Alex. Eo2. Ferreira?)
C ó p i a moderna. In-fol. 9 tf.
E x ] ' . : Inst. llist.

343. - Oificio de José Simões de Carvalho datado do Pará a 1 do octu-


bro de 1S00 e dirigido a D. Francisco cie Sousa Coutinho, remettendo ura
82

mappa da ilha grando de Joannes e dando informações sobre a mesma


ilha. (B. N.)
C ó p i a moderna. Sem titulo, faltando o mappa. Cod. CCXXII (16-88). 4 ff. inn.
28X18.
Saiu impressa no tomo X I I (1849) da « Kev. do Inst. »
344. - Mappa Geral da Comarca do Pará que comprehende todas as-
Villas de Ministros de Vara Branca, Juizes Ordinários, e os Julgados, de-
clarando a extenção dos Termos de cada huma, as Freguezias quo nella
se comprehendem o numero, e denominação dos Engenhos, lugares mais
notáveis, ou Aldêas, e o numero dos Fogos, e habitantes, notando tão bem
os lugares por onde passão as principaes Estradas de commonicação p.
as diverças Capitanias, e a distancia que nestes lugares ha d'uns a outros.
Feito no Anno de 1816. (B. N.)
O r i g i n a l , com a assign. autogr. do desembargador ouvidor Joaquim Clemente
da Silva Pombo. Cod. C D V I (19-8J sob n.° 37. 2 tf. 58X43.
345. - Idem.
O r i g i n a l . In-fol., de 1 fl.
Exp.: Inst. Hist.
346. - Memória sobre o transito do Igarapè-miri e a necessidade de um
canal a bem do commercio interno da prov. do Pará. Dada em 1820... por
Antônio Lad. Monteiro Baena. V. Rec. do Inst. Hist., X X I I I (1860), pg.
479. (B. N.)
347. - Mapa das Igrejas pertencentes ao Destricto da Capital ao Pará
no anno de 1825. (B. N.)
O r i g i n a l . Cod. C D V I (19-8) sob n.-> 32. 1 fl. 42X54.
348. - Mapa das Igrejas pertencentes ao Destricto do Baixo Amazonas
no anno de 1825. (B. N.)
O r i g i n a l . Cod. C D V I (19-8) sob n.° 33. 1 fl. 42X54.
349. - Mapa do Estado actual dos Conventos existentes na Província
do Pará anno de 1825. (B. N.)
O r i g i n a l . Cod. C D V I (19-8) sob n.° 29. 1 fl. 20X33.
350. - Observações diárias thermometricas, hygrometricas e barometri-
cas tomadas na cidade de Belém do Pará - desde 1 de Janeiro de 1829
até 17 de maio de 1835 (pelo dr. Antônio Corrêa de Lacerda). (B. N.)
Autographo, sem o nome do auetor nem titulo. Cod. LXIII (5-30). 149ff.inn.
23X16.
351. - Alguns apontam.'" sobre a Província do Pará colligidos por J.
J. Machado de Oliveira. Escravos quo haviam nas fazendas nacionaes de
3Iarajó, seg."" uma informação of.al dada em 2 de Maio de 1832. — Infor-
mação sobre os terrenos auriferos do districto de Bragança. — Diário da
expedição do Bio Negro em 1832. — Extracto das Memórias do Dr. Alex.e.
Boii. Ferreira sobre os gentios do Bio Negro. 1790. — Confluentes do Ama-
zonas p.'a sua margem boreal, contando do Araguary para cima. — Extracto
da relação do rio Madeira desde a sua foz até a 1." cachoeira, chamada
de Santo Antônio, pelo Dr. Alexandre Koi2. Ferr.*
Originaes, com a assign. autogr. do collector. In-fol. 7 ff.
Exp.: Iust. Hist.
352. - Distancias relativas entre a capital do Pará, e os postos mais
notáveis da Província. (1832?)
C ó p i a . In-fol. 2 pp.
Exp.: Inst. Hist.
353. - Officio do presidente da provincia do Pará José Joaquim Ma-
chado de Oliveira datado a 31 de julho de 1833 e dirigido ao ministro do-
33

Império Nicolau Pereira de Campos Vergueiro, remettendo dous documen-


tos acerca da divisão das comarcas e termos da dieta provincia. (B. N.)
Original. Cod. CDVI (19-8) sob n.°41. 7 ff. 27X16-
354. - Corografia Paraense, ou descripção física, histórica, e politica
da provincia do Gram-Para: por Ignacio Accioli de Cerquei™ e Silva, &.
Bahia, na Typ. do Diário, 1833 (in-tine 1834) in-4°, de 8-347 pp. com map-
pas estat. (B. N.)
355. - Ensaio corographico sobre a provincia do Pará por Antônio La-
dislau Monteiro Baena, &. Pará, Typographia de Santos & menor, 1839, in-4°,
de XVI-589 pp. (B. N.)
356. - JUÍZO sobre as obras intituladas —Corographia Paraense, ou des-
cripção physica, histórica e politica da provincia do Grão-Pará: por Ignacio
Accioli de Cerqucira e Silva,— e —Ensaio corographico sobre a provincia
do Pará. por Antônio Ladislau Monteiro Baena... Por José Joaquim Ma-
chauu d'0-liveira k. Rio de Janeiro, Typ. Imparc. de F. de P. Brito, 1843,
in-8.° de 91 pp. (B. K )
357. - JUÍZO, OU parecer dado em Lisboa em 1845, a pedido do hum
diplomático brasileiro sobro o discurso do T.e C.el Antônio Ladislau Mon-
teiro Baena, dirigido ao Instituto Histórico do Brazil, por Leonardo da
Senhora das Dores Castello Branco. Maranhão, J. J. Ferreira, 1S47, in-8°
de 32 pp.
Exp.: Dr. Fernando Jlcudes de Almeida.
358. - Carta rcversal ao 111.™0 Siir. Leonardo da Senhora das Dores
Castello Branco (por Antônio Ladislau Monteiro Baena) sobre alguns luga-
res de um pequeno Folheto, acompanhada de uma carta dirigida a Antônio
Ladislau Monteiro Baena (pelo mesmo Leonardo da Senhora das Dores
Castello Branco). Oeiras do Piauhy, Typ. Saquarema, 1849, iii-4°, de 26 pp.
(B. N.)
359. - Informação sobre a Villa de Santo Antônio de Gurupá dada ao
Illm." c E x . " Siir. Desembargador Eodrigo de Souza da Silva Pontes Pre-
sidente da Provincia do Grão Pará pelo Tenente Coronel de Artilheria
Antônio Ladislau Monteiro Baena mandado em Commissão á mesma Villa
pelo ditto Senhor Presidente. Datada de 16 de Agosto de 1842. (B. N.)
C ó p i a . Cod. C L X X X V (16-51). 10 ff. inn. 28 V a X14.
360. - Breve descripção da Villa de Mazagão, e parecer sobre o Anin-
gal da sua entrada. Dada ao Illrn.0 e Exm.° Siir. Desembargador Eodrigo
de Souza da Silva Pontes Presidente da Provincia do Grão Pará polo Te-
nento Coronel de Artilheria Antônio Ladislau Mouteiro Baena mandado
em Commissão a mesma Villa pelo ditto Senhor Presidente. (B. N.)
C ó p i í i . Cod. C L X X X V I (16-52). 7 ff. inn. 28 >/2X14. Segue-se no fim um « Mappa
do (sic) População da Villa de Marzagão (sic) », datado e assignado pelo coronel
Baena.
361. - Idéa do que é a Villa de Sam José de Macapá dada ao Illm.0 e
Ex.m° Siir. Desembargador Eodrigo de Souza da Silva Pontes Presidente da
Provinça (sic) de Grão Pará pelo Tenente Coronel de Artilheria Antônio-
Ladislau Monteiro Baena mandado em Commissão á mesma Villa pello ditto
Senhor Presidente. (1842, 15 de septembro). (B. N.)
Cópia. Cod. CLXXX1V (16-50). 10 ff. inn. 29X13'/,.
362. - Informação sobre as vallas da villa de Sam José de Macapá,
dada ao Illm.0 e Ex."10 SHr. Desembargador Eodrigo de Souza da Silva
Pontes Presidente da Provincia do Grão Pará, pelo Tenente Coronel de
34

A r t i l h e r i a Antônio Ladislau Monteiro Baena, mandado em Commissão á


mesma villa pelo ditto Senhor Presidente. (B. N . )
Cópia. Cod. CCLXVII (17-55). 4 ff. inn. 29X14. Traz no fim um « Mappa da
população da villa de S. Jozé de Macapá », datado a 3 de septembro de 1842. 31X40.
363. - N o t a additiva ás minhas informaçoens ja dadas sobre as Villas de
Gurupa, Mazagão, e Macapá (Por Antônio Ladislau Monteiro Baena). (B. N.)
Cópia. Cod. .CCXXIII (16-89). 3 ff. inn. 28'/ 2 Xl 4 -
Traz no principio um officio do auctor, datado do Pará a 1 de octubro de 1842,
dirigido ao desembargador Rodrigo de Sousa da Silva Pontes, remettendo-lhe a
ii Notta additiva. »
364. - Distancias dos lugares mais notáveis da navegação da cidade do
P a r á até Villa Bella, capital de M. Grosso. V. Eev. do Inst. Hist., I V (1842),
pg. 128 (B. N . ) .
365. - Notas topographicas, e observações astronômicas e meteorológi-
cas feitas no P a r á em 1843, pelo coronel Scwcloh. (B. N.)
A u t o g r u p h o . In-4.° de 104 ff. não num.
366. - Informações dadas em 8 de Fevereiro de 1844 ao presidente da
província do P a r á (José Thomás Henriques) por Antônio Ladislau Mon-
teiro Baena, sobre a conveniência da abertura de uma estrada da mesma
provincia para a de Matto Grosso, e sobre as mattas coutadas que tem o
P a r á e das quaes se tirem madeiras para a construcção naval e onde se
façam novas plantações de arvores para o futuro. (Constam de dous offi-
cios de Baena, datados de Burajuba a 8 do Fevereiro de 1844 e dirigidos
íio presidente do P a r á José Thomás Ilonriques). (B. N.)
Cópia por lettra de Baena. Coei. CCX (10-76). 5 ff. 20X20. As informações
saíram impressas na « Eev. do Inst. », VII (1845).
367. - Bolem (Topogr. pátria) pelo Dr. M. d'Azevedo. V. A Primavera,
I pg. 17. (B. N.)
368. - Officio do Dr. Francisco da Silva Castro, datado do Pará a 29
de Dezembro de 1866 e dirigido ao Dr. Pedro Leão Velloso, presidente da
provincia, acerca das fazendas de criação de gado, denominadas Contem-
plados, que pertenceram á extiucta companhia de Jesus na ilha de Joannes
ou Marajó. (B. N.)
Cópia in foi. de 4 pp. inn.
Accompanha uma Relação das fazendas, a que alludo o officio, o também in-fol.
de 4 pp.
369. - A região occidental da provincia do Pará. Eesenhas estatísticas
das comarcas de Óbidos e Santarém appresentadas ... por D. S. Ferreira
P e n n a c publ. por ordem do governo. Pará, Typ. do Diário de Belém,
1869, in-8.° (B. N.)
370. - Pinsonia ou a elevação do território septentrional da provincia
d o Grão-Pará, á cathegoria de provincia, com essa denominação. Projecto,
defeza, e esclarecimentos co-ordenados por Cândido Mendes de Almeida,
com uma vista da cidade de Macapá. Rio de Janeiro, Nova Typographia de
João Paulo Hildebrandt, 1873, 4.° (B. N.)
371. - Noticia geral das comarcas do Gurupá c Macapá por D. S. Fer-
reira Penna. Pará, Typ. do Diário do Gram-Pará, 1S74, 8.° de 33 pp. (B. N.)
372. - Os municípios da provincia do Pará, V. Eclatorio da prov. do
P a r á , pelo dr. Pedro Vicente de xVzcvedo, 1875.
373. - A ilha de Marajó. Eclatorio apresentado ao ... sr. dr. F. Maria
Corrêa de Sá e Benevides, presidente'da provincia, por D. S. Ferreira Penna.
Pará, Typ. do Diário do Gram-Pará, 1S7G, in-S.° (B. X.)
374. - Descripção do município de Muaná, comarca da Cachoeira, pro-
35

vincia do Pará. Datada a 13 de Abril de 1881. — (Resp. ao Questionário,


dada pela respectiva Câmara Municipal. (B. N.)
Original. In-fol. 4 ff.
375. - Descripção do município de Cintra, comarca de egual nome, da
provineia do Pará. (Resposta ao Questionário, com um officio do presidente
da Câmara Municipal, Francisco de Salles, dat. de Cintra a 5 de Maio
de 1881.) (B. N.)
O r i g i n a l . In-fol. 4 pp. inn.
á76. - Descripção do município da villa de S. João Baptista de Curra-
linho, comarca de Breves. (Resposta ao Questionário, datada de 5 de Maio
de 1881.) (B. N.)
O r i g i n a l . In foi. 3 ff.

Maranhão:
377. - Relação da V." de S." Maria do Icatú, Freguczia de N. Snr." da
Conceyção, seu logar, destritos, lugares a cila aneychos, suas distancias,
legoas, dias de jornada, com o numero das peçoas de comunhão q nclla
ha. (Pelo vigário Francisco Xavier Nogueira, 1757.)
C ó p i a moderna. In-fol. 5 pp.
Exp.: Inst. Hist.
378. - Relação da freg.* de S. Bernardo no Rio da Parnahiba do Bis-
pado e Governo do Estado de S. Luiz do Mar."m, sua situação, rios, seus
nascim.1"8 longctudes e navegações, n.° das pessoas mayores, e menores, õ
as povoão, as faz.'11'3 que tem das extremas, e repartição p." baixo da p.'0
do poente donde lhe toca, principiando das extremas das Aldcyas altas
para baixo, e acabando na faz.d° do Alegre da Thetoya, e Garapé do Piriha,
divisão do Maranhão. (Por Antônio Vidal de Almeida, 1757.)
Cópia mod. In foi. 10 pp.
Exp.: Inst. Hist.
379. - Relação desta Freg.» de S. Bento das Balças, e dos Lugares, e
Povoaçoens delia; os nomes com q se denominão; e dos Rios a cila per-
tencentes. (Pelo vigário Antônio Carvalho da Cunha.) 1757.
C ó p i a mod. In-fol. 18 pp.
Exp.: Inst. Hist.
380. - Relação da freguezia de Sancto Antônio de Surubim, pelo pa-
i-ocho Nicoláu Ferreira de Britto. 1757.
C ó p i a mod. In-fol. 6 pp.
£xp.: Inst. Hist.
381. - Relação desta Freguczia das Aldeyas Altas. (Pelo vigário José
Cardozo.) 1757.
C ó p i a mdd. In-fol. 2 pp.
Exp.: Inst. Ilist.
382. - Relação da Freguezia do Apóstolo S. Mathias de Tapuytap.*
(Pelo vigário Roberto Martins Corrallcs.) 1757.
C ó p i a mod. In-fol 3 pp.
Exp.: Inst. Hist.
383. - Relação desta Cidade de Sam Luis do Maranhão Freguezia do
Nossa Senhora da Victoria da Sé Cathcdral, seu lugar, destritos e lugares,
suas distancias, legoas, jornadas, com o numero dos fogos, o pessoas de
confissão e communhão que ha nclla. (Polo cura Balthezar Fernandes de
Barros Homem.) 1757.
C ó p i a mod. In-fol. G pp.
Exp.: Inst. Hist.
36

384. - Memória que contém a descripção problemática da long. e latit-


do sertão ua cap. geral de S. Luiz do Maranhão ... pelo p. Joaquim José
Pereira. 1798. V. Rev. do Inst. Hist, XX (1857), pg. 165. (B. N.)
385. - Memória relativa ás Capit. do Piauhy o Maranhão por Francisco
Xavier Machado. 1810. V. Rev. do Inst. Hist, XVII (1854), pg. 56. (B. N.)
386. - Documentos de Sebastião .Gomes da Silva Beltort relativos a sua
commissão sobre os seguintes objcctos: 1." do estado do arraial do Prín-
cipe Regente no julgado de Pastos Bons; 2:° da navegação do rio Itapi-
curú para elle; 3." das differentes estradas que por terra vão ao dicto
arraial, c d'elle seguem até o rio Tocantins ; e 4.° do descobrimento do-
dicto rio Tocantins, ou sua navegação desde Camctá do Pará até Porto
Real do Goyaz, o da estrada quo por terra communica a cap. do Maranhão
com a de Goyaz e com a do Minas e Rio do Janeiro. 1810.
O r i g i n a c s . In-fol. 18 ff.
Kxp-: Inat. IliBt.
387. - Discripção do Território de Pastos Bons nos Sertocns de Mara-
nham; Propriedades dos seus Terrenos: Suas produçoens, Caracter dos-
seus habitantes Colonos, e Estado Actual dos seus Estabelecimentos. (Por
Francisco do Paula líiboiro.) 1819.
A u t o g r a p h o . In-fol. 49 pp. iim. Puhl. na Rov., 2.» ser. V (1849) pg. 41.
È.xp.: I u s t . Hist;

388. - Memória descriptiva da ilha do S. Luis do Maranhão, pelo Co-


ronel do Real Corpo d'Engenheiros, Antônio Bcrnardino Pereira do Lago,
V. Correio Brasiliense, XXVI, 1821. (B. N.).
389. - Observações meteorológicas, feitas na cidade de S. Luiz do Ma-
ranhão pelo coronel ... Antônio Bornardino Pereira do Lago, 1821. Nos
Annaes das scienc, dai artes e das letras, XVI 2.* (1822), pg/54-80. (B. N.)
390. - Observações meteorológicas feitas no Maranhão por Antônio Cor-
rêa de Lacerda desde 19 de Junho de 1841 até 14 de Junho de 1852. (B. N.)
Autographo. svm titulo. Cod. CDLXVI (8-3 c 4) 2 vol. 34X20.
391. - (Parecer da commissão de Estatística sobre a questão do limites
entre as prov. do Maranhão e Goyaz). 1845. V. Rev. do Inst. Hist., VII
(1845), pg. 226. (B. N.)
392. - Estudos sobre a Província do Maranhão. 185...
O r i g i n a l ? In-fol. 7 ff.
E x p . : D. Antiuiia K. ile Cnmilho.
393. - O Tury-Assú ou a incorporação d'este território á província do
Maranhão. Rio de Janeiro, Agostinho de Freitas Guimarães <£• C, 1851, in-4.°
de XXIV - 128 pp. com 1 mappa. (B. N.)
Pelo dr. Cândido Mendes de Almeida.
394. - A Carolina ou a definitiva fixação de limites entre as províncias
do Maranhão e de Goyaz. Questão submcttida á decisão da Câmara dos
Srs. deputados dpsdc 15 de Junho de 1835. Rio de Janeiro, Agostinho de
Freitas Guimarães & C, 1852, in-4.° de LXXIX-234pp. (B. N.)
Pelo dr. Cândido Mendes de Almeida.
395. - A Carolina ou a definitiva fixação de limites entre as províncias
do Maranhão e de Goyaz. Questão resolvida pela Câmara dos Srs. depu-
tados em 26 de Maio deste anno, e submcttida á dos Srs. Senadores em.
30 do mesmo mez e anno. Rio de Janeiro, l"yp. iVa?., 1854, in-4.° de 8 pp.
com 1 mappa. (B. N.)
Do mesmo auetor.
396. - Alguns apontamentos statisticos e topographicos sobre a Pro-
víncia tfo Maranhão, acompanhando a Carta-Geral d'cs^a mesma Província,.
37

compilados pelo Capitão do Estado Maior de 1.» classe Franklin Antônio


<la Costa Ferreira. 1855.
Original, ln-fol. 28 ff.
Exp.: Ardi. Mil.
397. - Die brasilianische Provinz Maranhão, nach Plagge. V Peter-
mann's Mittheilungen, IV, 1858.
398. - Apontamentos estatísticos da província do Maranhão. V. Alma-
nak administrativo ... de B. de Mattos. 1860. (B. N.).
399. - S. Luiz (Topogr. pátria). Pelo dr. Moreira de Azevedo. V. A
Primavera, I pg. 25. (B. N.).
400. - Apontamentos para o diecionario histórico, geographico, topo-
graphico e estatístico da província do Maranhão. Por Cezar Augusto Mar-
ques, &. Maranhão, José Maria Corrêa de Frias, 1864, in-8.° de X I I I -1 fl. -
371 pp.-2 ff. inn. (B. N.).
401. - Informação dada á Presidência da Provincia (do Maranhão)
acerca da navegação dos rios, pelo 1.° Vice-Presidente Doutor Manoel
Jansen Ferreira. 1867.
C ó p i a . In-fol. 1G ff.
Exp.: Inst. Hist.
402. - Diecionario historico-gcographico da provincia do Maranhão por
Cezar Augusto Marques &. Maranhão, Typ. do Frias, 1870, in-4.° gr., do
X I I pp. - 1 fl. - 558 - XXXVI pp. - 2 ff. (B. N.).
403. - Breve noticia sobre a provincia do Maranhão. Exposição Nacio-
nal. Rio de Janeiro, Typ, da Reforma, 1875, in-8." de 2 ff.-78 pp. (B. N.).
Traz no fim da Advertência o nome do auetor —Fábio Hostillio de Moraes
Rego.
404. - Descripção do município do Turyassú, da comarca do mesmo
nome na provincia do Maranhão. (Resposta ao Questionário'), com off. da
üamara. (B. N.).
Original. In-fol. G ff.
405. - Descripção do município de S. José de Penn'alva, comarca de
Vianna, provincia do Maranhão, por Marianno Raymundo Corrêa. Datada
de 14 do abril do 1881. (Resposta ao Questionário). (B. N.).
O r i g i n a l , com a assign. autógr. do auetor. In-fol. 4 ff. num.
406. - Descripção do município de Nossa Senhora do Rosário, provincia
do Maranhão. (Resposta ao Questionário), datada de 10 de Maio de 1881,
assignada pelo presidente da Câmara Augusto César da Rocha. (B. N.).
O r i g i n a l . In-fol. 4 ff.

Piauhy:
407. - Relação da Freg.' do N. Snr.a do Livram.10 do Parnagoâ, Bis-
pado do Maranhão. (Pelo vigário Francisco da Costa Silva.) 1757.
C ó p i a moderna. In-fol. 8 pp.
Exp.: Inst. HiBt.
408. - Extracto das Faz.""" e povoações, suas distancias, Rios e seus
nomes, que todos são de vau, e nenhü navegável, Pessoas de comunhão,
Capellas desta Freg.* de N. Snr.* da Conceição dos Aroazes Bispado de
S. Luis do Maranhão; anno de 1757. (Pelo cura Manoel Nunes Teixeira.)
C ó p i a mod. In-fol. 5 pp.
Exp.: Inst. Hist.
409. - Relação da Freg.* de N. Snr.* da Victoria da Villa da Moucha
38

do Certão do Piauhy do Bispado do Maranhão. (Pelo vigário Antônio Lui»


Coutinho.) 1757.
C ó p i a mod. In-fol. 8 pp.
Exp.: IiiBt. Hiut.

410. - Memória (continuação da), que em 18 de Maio do prezente anno


de 1810 fiz, rellativa á Capitania do Piauhí. (Por Francisco Xavier Ma-
chado.) Eio de Janeiro, 1810.
C ó p i a . In-fol. 5 ft'.
Exp.: Inst. Hiat.
411. - Memória chronologica, hist. e corographica da prov. do Piauhy
por José Martins Pereira d'Ãlencastre, 1855. V. Bev. do Inst. Hist., XX
(1857), pg. 5. (B. N.).
412. - Descripção do município de Marvão, (Eesposta ao Questionário),
com um officio do presidente da Gamara Eaymundo .Fernandes de Vascon-
cellos (assign. autógr.) (B. N.).
O r i g i n a l . In-fol. 2 ff.
413. - Descripção do munierpio do Campo-maior, parochia de Santo
Antônio, comarca de Gampo-Maior. (Eesposta ao Questionário), dada pela
respectiva Câmara municipal em data do 22 do Abril de 1881. (B. N.).
O r i g i n a l . In-fol. 5 ft'. num.
414. - Descripção do município da União, comarca de Campo-maior,
(Por Victor da Silva Araújo). Eesposta ao Questionário, datada da União a
2G de Abril de 1881. (B. N.).
O r i g i n a l , com assign. autógr. do auetor. In-fol 3 ff. inn.
415. - Descripção do município da Batalha, comarca das Barras, (Ees-
posta ao Questionário), datada de 22 de Abril do 1881, com um officio da
Câmara. (B. N.).
O r i g i n a l , sem nome do auetor. In-fol. 4 ft'.
416. - Esclarecimentos sobre as circumstancias topographicas e histó-
ricas do município da Villa da Manga, comarca de Jeromenha. (Eesposta
ao Questionário), com officio da Câmara municipal datado de IS de Abril
de 1881. (B. N.).
O r i g i n a l . In-fol. 2 ff.
417. - Descripção do município de Valença, comarca do mesmo nome,
província do Piauhy. (Eesposta ao Questionário) datada do 20 do Abril de
1881. (B. K ) .
O r i g i n a l . In-fol. 3 ff.
418. - Descripção do município de Piracuruca, comarca do mesmo nome.
(Eesposta ao Questionário), datada de 13 do Maio de 1881, com officio da
Câmara. (B. IS1.).
O r i g i n a l . In-fol., do 8 pp. inn.

Ceará:
419. - Memória sobre a Capit. do Ceará ... pelo sargento mor João da
Silva Feijó &. V. O Patriota 3.» ser., n.-l (1814), pg. 46; u.°2 pg. 17. (B. N.)_
420. - Memória sobre a capitania do Ceará, por Luiz Borba Alardo de
Menezes. 18-14. V. Bev. do Inst. JTÍSÍ., XXXIV, 1.» p. (1871), pg. 255. (B. N.).
421. - Memória estatística da província do Ceará sob sua relação phi-
sica, política e industrial. Pelo Dr. Thomaz Pompêo de Souza Brazil em
1858. Ceará, Typ. Brasileira de Paiva é C.°, in-8.° gr. de 68 pp.-3 mapp. est^
Exp.: D. Autonia R. do Carvalho,
39

422. - Considerações acerca dos melhoramentos de que em relação ás


seccas são susceptíveis algumas províncias do norte do Brasil. Por Henrique
de Beaurepaire Eohan. Rio de Janeiro, Typ. do Correio Mercantil de M.
Barreto Filhos & Octaviano, 1860, in-8.° de 21 pp. (B. N.).
423. - Idem. Segunda edição. Rio de Janeiro Typ. do Globo, 1877, in-4.*
de 20 pp. (B. N.).
424. - Ensaios, parte segunda. — A questão das seccas na província do
Ceará, por G. R. Gabaglia. Rio de Janeiro, Typ. do Correio Mercantil, de M.
Barreto, Filhos & Octaviano, 1861, in-fol. peq. de 24 pp. (B. N.).
425. - Diccionario topograplnco e estatístico da província do Ceará, por
Thomaz Pompèo de Souza Brasil, &. Rio de Janeiro, Eduardo e Henrique
Laemmert, 1861, in-8." de 90 pp. com um mappa demonstrativo da posição
das cidades o villas da província, e outro da distancia respectiva das
mesmas cidades, villas o sedes das freguezias. (B. N.).
426. - Ensaio estatístico da província do Ceará, por Thomaz Pompèo
de Sousa Brasil & S. I. (S. Luiz), Typ. de B. de Mattos, 1863-1864, 2 tom.
em 3 vols. in 8.° (B. N.).
427. - Noticia sobre as moléstias endêmicas do Crato (Ceará), pelo dr.
Freire Allemão. V. Prog. Med. I (1870), pg. 162. (B. X.).
428. - Clima e moléstias endêmicas da serra de Ibiapaba (Ceará). Xot.
extr. dos apontamentos inéditos do dr. Manuel Freire Allemão. V. Progr.
Med., I (1876), pg. 189. (B. X.)
429. - Breves considerações sobre as seccas do Xortc. Rio de Janeiro,
Guimarães &• Irmão, 1877, in-8.° (B. X.).
Assign. polo dr. A. Bezerra de Menezes.
430. - Ensaios sobre alguns melhoramentos tendentes á prosperidade da
província do Ceará. Rio de Janeiro, Typ. Nacional, 1877, in-4.° (B. X.).
Assign. Q. K. Gabaglia.
431. - Secca do Ceará, parecer da maioria e minoria da Commissão.
Rio de Janeiro, 1877, in-fol. (B. X.).
432. - Apreciação das causas physicas da secca do Ceará e outras Pro-
vincias limitrophes pelo D.' Maximiano Marques de Carvalho, &. Rio de
Janeiro, 1877, in-8.° de 12 pp. (B. X.).
433. - Memória sobro o clima e seccas do Ceará, pelo senador Thomaz
Pompeu de Souza Brazil. Rio de Janeiro, Typ. Nacional, 1877, in-4.° de 100
pp. (B. X.).
434. - Ponderações sobre a Memória do D.r André Rebouças «A Secca
nas Províncias do Xortc. « Por Viriato do Medeiros. Rio de Janeiro, Typ.
Acadêmica, 1877, in-4.° de 50 pp.
Kxp.: F. Ramos Paz.
435. - Observações sobre as seccas do Ceará e os meios de augmentar
o volume das águas nas correntes do Carhy por M. A. do Macedo. Rio de
Janeiro, Typ. Nacional, 1878, in-4.° (B. X.).
436. - Systema ou configuração orographica do Ceará. (Por Thomaz
Pompeu de Sousa Brazil, que ass.). Rio de Janeiro, Typ. Nacional, 1877,
in-4." peq., de 10 pp. (B. X.).
Contem mais: Syst. hydrographico—Latitudes e longitudes — da mesma pro-
víncia.
437. - Apontamentos sobre seccas do Ceará pelo Dr. Guilherme S. de
Capanoma, &. Rio de Janeiro, Typ. Nacional, 1878, in-4." (B. X\).
438. - Descripção do município de SancfAnna, comarca de Aracahu*
40

Pelo tabelião Urcinno Xavier de Castro Magalhães. (Eesposta ao Questio-


nário), datada da cidade de SancfAnna a 30 de Abril de 1881. (B. ÍT.).
O r i g i n a l . In-fol. 10 ff.
439. - Descripção do Municipio de Sobral, comarca do mesmo nome.
(Eespos.ta ao Questionário) com um officio da Câmara. (B. N.).
O r i g i n a l . In-fol. 3 ff.
440. - Descripção do municipio de Lavras, comarca do mesmo nome*
(Eesposta ao Questionário), datada de Abril de 1881, com officio da Câmara.
(B. K ) .
O r i g i n a l . In-fol. 3 ff.
441. - Descripção do municipio do Baturité. (Eesposta ao Questionário),
datada do 1." de maio de 1881, com officio da Câmara. (B. N.).
O r i g i n a l . In-fol. 4 ff.
442. - Descripção do municipio da Villa da Palma, comarca da Granja.
(Eesposta ao Questionário), com officio da Câmara dat. de 11 de Abril de
1881. (B. K ) .
O r i g i n a l . In-fol., de 6 pp. inn.
443. - Descripção do municipio de S. Matheus, comarca da Telha. (Ees-
posta ao Questionário), com a assignatura do Ilormcnegildo Mamede de
Sousa e dat, de 10 de Maio de 1881. (B. K ) .
O r i g i n a l . In-fol. de 14 pp. num.
Eio Grande do Norte:
444. - Informações sôbrc o municipio de Apody, da província do Eio
Grande do Norte. (Eesposta ao Questionário), datada de 31 de Março de
1881, com officio da Câmara. (B. N.).
O r i g i n a l . In-fol. 6 ff.
445. - Descripção do municipio da Cid.e do Jardim. Por Joaquim Ara-
ripe Dantas. (Eesposta ao Questionário), com officio da Câmara. (B. N.).
O r i g i n a l . In-fol. 3 ff.
44G. - Descripção do municipio da villa do Triumpho, comarca do Assú.
(Eesposta ao Questionário), datada de 7 de Abril de 1881, com officio da
Câmara. (B. N.).
O r i g i n a l . In-fol. 3 ff. num.
447. - Descripção do municipio de Angicos, comarca de Macau. (Ees-
posta ao Questionário), datada de 2 de Maio de 1881. (B. N.).
O r i g i n a l . In-fol. 5 ff. inn.
448. - Descripção do municipio e cidade da Imperatriz, comarca da
Maioridade. (Eesposta ao Questionário), datada de 4 de Maio de 1881. (B. N.).
O r i g i n a l . In-fol. 4 ff.
449. - Descripção do municipio de Arez, comarca de S. José de Mipibú.
(Eesposta ao Questionário), com officio da Câmara dat. de 31 de Maio de
1881. (B. K ) .
O r i g i n a l . In-fol., de 10 pp. inn.

Parahyba do Norte:
450. - Descripçam da Cidade, c barra da Paraiba — de Antônio Gon-
çalves Paschoa, piloto natural de Peniche, que ha vinte annos, que reside
jia dita Cidade. (B. N.)
C ó p i a do original feito judicialmente por ordem do Governo o anno de 1630
(Cóp. da Bib. Nacional de Madrid), authenticada por Francisco Adolpho de Var-
nhagen, em Lisboa, a 14 de Dezembro de 1846.
in-fol. 4 ff. Cod. CCCLVI (18-8) de ff. 130 a 133.
41

451. - Exame das Mattas desta Comarca (Paraíba) feito por Ordem do
Gov." e Cap. G."1 D. Thomas Jozo de Mello. Por Ant.° Felipe Soares de
And.e Brederode e Ant." Manoel Prates em 1791.
C ó p i a . In-fol. 2 ff.
Exp. Inst. Hist.
452. - Eelação das Matas comprehendidas na Capitania da Paraíba do
Norte, em que se mostra a sua extensão. 1798.
C ó p i a moderna. In-fol. 3 pp.
Exp.: Itist. Ilist.
453. - Memórias a que se referem as Demonstraçoons da Topografia
que por Ordem da Ex.™' Junta Provizoria desta Cidade da Parahiba do
Norte levantou Francisco João de Azevedo. (B. N.)
Autógrapho. Cod. CCXIV (16-80). 4 ff. inn. 82 V,X20.
454. - Mapa demonstrativo das Comarcas, Municípios, Freguczias, Fo-
gos, e Povoaçoens da Província da Parahiba do Norte, seguido do catalogo
de seus Governadores, c Presidentes, 1S41.
O r i g i n a l . In-fol. 1 fl.
Exp.: Inst. Hibt.
455. - Eelação das mattas da Capitania da Parahyba do Norte,... as
quacs pegam do rio Miriry para o Norte, entro o rio dos Marcos quo faz
a devisa do Eio Grande. V. Itev. do Inst. Iíist., VI (1844) pg. 351 (B. N.)
456. - A Parahyba c o Atlas do Dr. Cândido Mendes do Almeida. Por
Maximiano Lopes Machado &. Pernambuco, Typ. do Commercio, 1871, in-8°,
de 63 pp. com 1 ch. (B. N.)
457. - Informações sobro o município o comarca do Areias. (Resposta ao
Questionário, datada de 24 de Abril de 1881, com oílioio da Câmara). Por
Joaquim José Henrique da Silva. (B. N.)
O r i g i n a l . In-fol. 7 ff num.
45S. - Doscripção do município do Cuitó, comarca do Bananeiras, (Ecs-
jDOsta ao Questionário, dat. de 25 do Abril de 1881, com oflicio da Câmara).
(B. N.)
O r i g i n a l . In-fol. 3 lf. num.
459. - Doscripção do município de Cabaceiras, comarca de Campina
Grande. (Resposta ao Questionário), com otf. da Câmara datado de 1(3 de
Maio do 1881. (B. N.).
O r i g i n a l . In-fol. de 7 pp. inn.

Pernambuco:
460. - Idea da População da Capitania de Pernambuco, o das suas
annexas, extenção de suas Costas, Eios, e Povoaçõcs notáveis, Agricultura,
numero dos Engenhos, Contractos, e Rendimentos Eeaes, augmento que
estes têm tido &° &* desde o anno do 1774 em que tomou posse do Governo
das mesmas Capitanias o Governador o Capitam General Jozó Cezar de
31cnczes.
C ó p i a mod. In-fol. 117 ff.
Exp.: D. Antouin B. tlc Carvalho.
461. -• Discurso sobre o estado actual da Ilha de Fernão do Noronha
•e parecer a respeito do seu melhoramento, que... escreve Jozc Fernandes
Portugal... Eio de Janeiro, Anno de 1808.
C ó p i a contemp. In-fol. 9 ff.-Outra c ó p i a . In-fol. 7 ff.-Outra mod. In-fol. 15 pp.
Exp.: Arch. Militar.
462. - Itinerário statistico da nova commarca do Sertão do Pernam-
42

buco. Reimpresso em Pernambuco na Typ. Fidedigna, 1831, in-4", de 39 pp.


(B. N . )
Pelo coronel Luiz de Moura Accioli de Miranda Henriques, que subscreve a
advertência.
463. - Clima de Pernambuco. V. Arch. Med; Braz. I V (1848), pg. 133-
136. (B. N.)
464. - Mappa demonstrativo das distancias entre as freguezias da Pro-
víncia de Pernambuco pelos caminhos mais curtos. P o r José Mamede Alves
Ferreira, 1856. Copiado por Nuno Pinheiro de Campos Nunes em 9 de
J u n h o de 1859. Archivo Militar.
C ó p i a . In-fol. 1 fl.
Exp.: Arch. Militar.
465. - Idem. (Lith. no Arch. Militar. S. d., in-fol. lfl.
Exp.: Arch. Militar.
466. - Descripção da Ilha de Fernando de Noronha. 1862.
K a se unho original. In-fol. 16 fl.
Exp.: Arch. Militar.
467. - Diccionario topographico, estatístico e histórico da província de
Pernambuco por Manoel da Costa Honorato, natural da mesma província,
estudante do 5." anno da Faculdade de direito. Recife, Typ. Universal, 1863,
in-8° gr. de 4 ff. prelim. e 188 pag. (B. N.)
468. - Memória scientifica acerca da longitude da torre do Arsenal de
Marinha da cidade de Pernambuco, por José da Costa Azevedo. V. Rev. do
Inst. Hist., X X X I I , 2.» p. (1869) pg. 125. (B. N.)
469. - Elementos de geographia universal geral do Brazil c especial de
Pernambuco Pelo B. el M. P . e Moraes Pinheiro. Terceira edicção.
Pernamb., Typ do Jornal do Recife, 1878, in-8° de 106 pp.
Exp.: Francisco Ramos Paz.
470. - Compêndio de geographia universal, especial do Brazil, e da
província de Pernambuco, por Salvador Henrique de Albuquerque... Segunda
edição &,. Rio de Janeiro, Eduardo & Henrique Laemmert, 1830, 8." (B. N.)
471. - Descripção do município de Água Preta, comarca de Palmares,
província de Pernambuco (Eesposta ao Questionário), datada de Agua-preta
a 23 de Março de 1881, com officio da Câmara. (B. N.)
O r i g i n a l . In-fol. 3 fl.
472. - Descripção do município de Cabrobó (Eesposta ao Questionário),
dat. de 28 de Março de 1881, com officio da Câmara. (B. N.)
O r i g i n a l . In-fol. 3 fl.
473. - Descripção do município do Bom Jardim (Eesposta ao Questio-
nário), datada de 7 de Abril de 1881, com officio da Câmara (B. N.)
O r i g i n a l . In-fol. 4 fl.
474. - Descripção do município de Flores, comarca de Pageú de Flores.
P o r Pedro Pessoa de Sequeira Campos (Eesposta ao Questionário), com officio
da Câmara, sem data (B. N.)
O r i g i n a l . In-fol. 4 fF. inn.
475. - Descripção do município do Triumpho, comarca de Villa Bella,
(Resp. ao Questionário), dat. de 7 de Abril de 1881, com officio da Câmara.
(B. N.)
Original. In-fol. 2 ff.
476. - Descripção do município de Ouricury (Resp. ao Questionaria), dat.
de 12 de Abril de 1881, com off. da Câmara (B. N.)
Original. In-fol. 2 ff.
43

477. - Descripção do município do Exú, comarca de Ouricury, (Ees--


posta ao Questionário'), dat. de 22 de Abril de 1881, com off. da Câmara*
fa N.)
O r i g i n a l . In foi. 7 ff. num.
478. - Descripção do município da Floresta, comarca do mesmo nome,
por Firmino Gomes de Menozes, presidente da Câmara municipal. (Eesposta
ao Questionário, dat. de 25 de Abril de 1881, com off. da Câmara.) (B. N.)
O r i g i n a l . In-fol. 4 ff. inn.
479. - Descripção do município e cidade de Nazareth, comarca do*
mesmo nome. (Eesposta ao Questionário, dat. de 12 de Maio de 1881, com
off. da Câmara.) (B. N.)
O r i g i n a l . In-fol. 7 ff. inn.
Accompanha-a uma «Planta da Comarca de Nazareth, etc,», esboço a duas
cores.

Alagoas:
480. - As matas das Alagoas. Por José de Mendonça de Mattos Mo-
reira. 1797. V. Rev. do Inst. Hist., XXII (1859), pg. 339. (B. N.)
481. - Eellação das Mattas das Alagoas, que tem principio no Lago
do Pescoço, e de todas as que ficão ao Norte destas até o Eio da Ipojuca
distante dez legoas de Pernambuco. (Por José de Mendonça Mattos Mo-
reira.) Alagoas, e Agosto 20 de 1809.
C ó p i a c o n t e m p . I n foi. 10 ff.—Outra cópia. I n foi. 8 ff. (Arch. Militar).—
Outra. In-4.° gr. de 13 ff. (Inst. Hist.) Publ. na Bev. do Inst., V I I (1846)
pg. 507
482. - Mapa administrativo da Província das Alagoas, organizado em
o dia 10 de Janeiro do anno de 1840.
C ó p i a ? I n foi. 1 fl.
Exp.: Inat. Hist.
483. - Quadro, das comarcas, cidades, villas, povoações e freguezias. que
sé contêm na. província das Alagoas até o presente dia 18 de Agosto de
1840. V. Bev. do Inst. Hist, I I I (1841), pg. 260. (B. K )
484. - Opusculo da descripção geographica e topographica, phizica,
política e histórica, do que unicamente respeita á província das Alagoas
no império do Brazil. Por um brasileiro. Mio de Janeiro, typ. de Berthe e
Haring, 1844, in-8." de 61 pp. o 1 fl. com erratas. (B. N.)
485. - Extracto dos trabalhos sobro a prov. das Alagoas, ... pelo 1."
tenente José Carlos de Carvalho. V. Rev. do Inst. Hist., 2." ser., VI (1850),
pg. 336. (B. N.)
486. - Apontamentos para a topographia physica e medica da cidade
de Maceió pelo Dr. José Sesinando Avelino Pinho. Maceió, 1855.
Bxp.: Inst. Arch. e Geogr. Alag.
487. - Geographia physica, política, histórica e administrativa da pro-
víncia das Alagoas..., (pelo) Dr. Thomaz do Bomfim Espinola. Maceió, Typ.
do Jornal de Maceió, 1860, in-fol. de 33 pg. e 12 ff. inn. com quadros e
mappas. (B. N.)
488. - Geographia Alagoana ou descripção physica, política e histórica
da província das Alagoas, pelo Dr. Thomaz do Bom-Fim Espíndola. Se-
gunda edição &c. Maceió, Typ. do Liberal, 1871, in-8.° de 483 — I I I pp.
(B. N.)
489. - (Esboço histórico e geographico do Alagoas, pelo bacharel José
Alexandrino Dias de Moura) . . . v i d e Relatório de Alagoas, da dr. M. P.
de Souza Dantas. 1860. (B. N.)
44

490. - Algumas observações sobre a topographia das Alagoas em 1872


por Carlos Mornay. (Mss.)
Exp.: Ioat. Arch. e Geogr. Alag.
491. - Qual a origem do appellido de S. Bento porquo é conhecido o
outeiro sobranceiro a villa de S. Luzia do Norte ? Por João Francisco
Dias Cabral. V. Rev. do Inst. Arch. Alag. I. (B. N.)
492. - Memória histórica estatist. e geogr. dos Olhos d'Agua do Accioly
por Themistoclcs Soares de Albuquerque Leão. V. Rev. do List. Arch. Alag.,
I, pg. 131. (B. N.)
493. - Freguezia de Quebrangulo. Estudo geogr. histor. e estatístico
pelo vigário Francisco Antônio da Costa Palmeira. V. Rev. do Inst. Arch.
Alag. I, pg. 187. (B. N.)
494. - Ensaio da significação de alguns termos da lingua tupy conser-
vados na geographia das Alagoas. Mem. por J. F. Dias Cabral. V. Rev. do
Inst. Arch. Alag., I, pg. 202. (B. N.)
495. - Ligeira noticia sobro a villa e comarca de Porto-Calvo actual-
mente, pelo dr. ülympio E. de Arroxella Galvão. V. Rev: do Inst. Arch.
Alag., I, pg. 283. (B. N.)
496. - Memória descriptiva e histórica do município do Porto Calvo,
... organisada pelo b." Olympio Eusobio de Arroxellas Galvão, pov incum-
bência da Câmara Municipal da referida Villa. Abril de 1881. (Resp. ao
Questionário), com off. da Câmara. (B. N.)
Original. In foi. 86 pp. num. e mais uma no fim, contendo a «Taboa das
matérias. »
497. - Dcscripção do município de Atalaia, comarca do mesmo nome.
CEesp. ao Questionário), dat. de 12 de Abril de 1881, com off. da Câmara.
(B. N.)
O r i g i n a l . In-fol. 5 ff. num.
4S8. - Dcscripção do município de Pão de Assucar, comarca do mesmo
nome. (Resposta ao Questionário), datada de 26 de abril de 1881, com off.
da Câmara. (B. N.)
O r i g i n a l , sem nome de auetor. In foi. 4 ff.
499. - Dcscripção do município de S. José da Lage, comarca da Im-
peratriz. (Resposta ao Questionário), dat. de 10 de Maio de 1881, com off.
da Câmara. (B. N.)
O r i g i n a l . In foi. 4 pp. inn.
500. - Dcscripção do município de Coruripe, comarca de Anadia, por
Carlos de Mornay. (Resposta ao Questionário), dat. de 28 de Maio de 1881,
com off. da Câmara. (B. N.)
O r i g i n a l , com a assign. autógr. do auetor. I n foi. 6 ff.

Sergipe:
501. - Memória acerca da capitania de Sergipe d'El-rei. (B. N.)
E ' apenas um esboço original. Sem data ; mas foi escripto no começo do X I X
século. In foi. de 30 ff.
502. - Relação abreviada da Cidade de Sergipe d'ElRey, Povoaçoens,
Villas, Frcguczias e suas denominaçoens pertencentes á mesma Cidade, e
eua Com." (Por José Teixeira da Matta Bacellar.) 1817.
Original? In foi. 3 ff.
Kip.: Inst. Hlat.
503. - Mappa demonstrativo da distancia de caminho da cidade de
.Aracaju ás cidades o villas dos differentes municipios da provincia de Ser-
45

rpe, e de cada uma dellas a todas as outras, organisado pelo cap.m d'eng.M
f 0 a
ran.°* Per." da S.* por ordem do prezid.* M. da C." Galvão.
(Lith. no Arch. Militar.) S. d. In foi. 1 fl.
Exp.: Arch. Mil-
504. - Apontamentos históricos e topographicos sobre a província
de Sergipe por Antônio José da Silva Travassos. (Obra posthuma). Rio de
Janeiro, Typ. do Direito, 1875, in-16." de 5 fls.-96 pp. (B. N.)
505. - Descripção do município do Lagarto, na provincia de Sergipe.
(Eesp. ao Questionário), dat. de 6 de Abril de 1881, com off. da Câmara.
(B. N.)
Original. 4 ff. In-fol. não num.
506. - Descripção do município da Missão de Japaratuba, comarca do
mesmo nome. (Eesposta ao Questionário), datada de 5 de Maio de 1881, com
off. da Câmara. (B. N.)
Original, sem nome de auetor. In foi. 3 ff.
507. - Descripção do município e villa de Simão Dias, comarca do La-
garto. (Eesposta ao Questionário), datada de 15 de Maio de 1881, com off.
da Câmara, (B. N.)
Original. In foi. 7 pp. num.
Bahia:
508. - Informação acerca das conquistas e minas da Bahia dada a 11
de Julho de 1725.
Cópia contemp. Sem nome de auetor. In-fol. 6 ff.
Exp.: Inst. Hist.
509. - Informação dada pelo coronel Pedro Barbosa Leal a 22 de no-
vembro de 1725 acerca do sertão e minas da capitania da Bahia em que
aponta vários roteiros e outras noticias e também o que observou e achou
estando na Jacobina e Rio das Contas.
Original. I n - f o l . 11 ff.
Exp.: Inst. Hist.
510. - Eesposta que deu o mestre de campo João da Silva Guimarães
a Informação do coronel Pedro Barbosa Leal acerca do sertão e minas da
capitania da Bahia. Minas Novas 12 de Julho de 1734.
Cópia cont. In-fol. õ ff.
Exp.: Inst'. nist.
511: - Carta do coronel Pedro Barbosa Leal de 20 de fevereiro do
1727 em que declara as distancias em que ficam da cidade da Bahia as
minas da Jacobina, Eio das Contas e Arraial;
Cópia cont. In-fol. 1 fl.
Exp.: Inst. Hist.
512. - Eelação histórica de huma oceulta, e grande povoação, antiguis-
sima sem moradores, que se descobrio no anno de 1753. Em a America...
nos interiores... contíguos aos... Mestre de Cam... esuacommitiva, havendo
dez annos, que viajava pelos Certões, a vêr se descobria as decantadas
minas de Prata do grande descobridor Moribeca, que por culpa de hum
Governador se não fizerão patentes, pois queria uzurpar-lhe esta gloria, e
o teve prezo na Bahia até morrer, e ficarão por descubrir. Veio esta noticia
ao Eio de Janeiro em o principio do anno de 1754. (B. N.)
C ó pia. Cod. XCI (7 - 1) de ff. 55 a 59. 5 ff. 27 X 15.
Foi publicada no tomo I (1830) da « Kev. trim. do Instituto Hist. »
513. - Eesposta aos Quezitos das informações que se dezejão conseguir,,
pelo que resp." a villa da Nova Soure, que até gora se denominou Aldea
da Natuba. (Por José Gomes Eibeiro). Cachoeira 1759.
O r i g i n a l . In-fol. 11 ff.
Exp.: D. Antonia K. de Carvalho.
46

514. — Kepostas aos quizitos retro respectivê á Aldeya de N. Sr.* da


Escada, hoje V.* da Nova Olivença, cituada em hum alto á beira mar por
onde se navega p.* a V.* do Porto Seguro, e Carav." the o R.° de Janr.'
S ff. 29 X 16.
E mais:
a) « Kepostas aos quizitos retro respectivo a Aldeya de Nossa Sr.* das
dandêyas, hoje V.° da Nova Barccllos, situada em hum alto a beira do
Bio Mayraü » 2 ff. 28 X 1G.
b) cc Kepostas aos quizitos... a Aldeya de Santo André e São Miguel
do Scrinhaem, hoje a Nova v.illa de Santarém... » 3 ff. 28 X 16. (B. N.)
Posto quo níio tragam data nem assignatura, foram estas trez «repostas » escri-
ptas pelos unnos de 1708 c parecem ser os próprios originaes.
No fim do códice oceorrem :
ii Quczitos das Informações, que so dezejão conseguir com a mayor individuação
e verdade. » São em n.° de 25.
C ó p i a contemporânea. Tambcm não traz data. 3 ff. 32 X 15- Cod. CCCLXII
(18-14) 17 tf. não mim.
515. - Memória dos Cidades, Villas, Capitanias, Ouvidorias, e Juizes de
fora pertencentes a Capitania da Bahya: (B. N.)
C ó p i a do XVIII século. In-fol. 9 pp.
Exp.: Iiitít. llist.
516. - Noticia, c informação das Villas, e Aldeyas, q há nas Frcguezias
do Ccrtão, de Baixo desta Capitania da Bahia: (B. N.)
Cópia. Lettra dos íins do XVIII século. Cod. CCXXXII (10-98) 4ff.inn.
28 X 19-
517 - Memória descriptiva de uma parte da comarca dos Ilheos na
Capitania da Bahia, o de seus produetos nos três ramos da historia na-
tural. (B. N.)
C ó p i a moderna. Sem data. In-fol. 17 ff.
Exp.: Inst. Hist.
51S. - Ensaio de descripção fizica, c econômica da Comarca dos Ilheos
<na America por Manoel Ferreira da Câmara. Lisboa, Off. da Acad. Real
das Sc, 1789, in-L° (Sem fl. de rosto). (B. N.)
Extr. das «Alem. da Acad. Kcal das Scicncias do Lisboa», I (1789), pg.
301-350.
519. - M e m ó r i a sobre a comarca de S. J o r g e dos Ilheos. (Sem nome de
auctor nem titulo; mas é do dr. Baltbazar da Silva Lisboa, ouvidor quo
foi d'aquella comarca). Datada de Cayrú a 20 de Março de 1799. (B. N . ) .
Cópia nuth. Cod. CCIX (10-75) 20 ff. inn. 22X17.
Esta «]\Iomoriai> foi depois consideravelmente nugmentada polo auctor e sahiu
publicada, com seu nome, sob o titulo «Memória topográfica e econômica da
eommarca dos Ilheos», no tomo IX (1825) da «Historia e memórias da Academia
Kcal das tíciencias do Lisboa», nas «Memórias dos correspondentes», IX (1825),
PS- 87.
520. - Idem. Cópia moderna. In-fol. 90 pp.
Exp.: Inst. IliBt.
521. - L i s t a das Bossas Numeradas, e seus Senhorios, que existem na
Segunda Divizão da Freguezia de Santo Antônio vVlom do Carmo desta
€id." da B.° neste prcz. e anno de 1S04, do q he Cap. m An. t0 Frr.* de Sz.°
(B. N . )
O r i g i n a l ? Cod. CDVI (19-8) sob n.» 39. 1 fl. 29 X 20.
522. - Memória acerca da abertura de u m a estrada pela costa, desde a
villa de Valcnça da Bahia até ao Bio Doce, apresentada ao príncipe re-
gente pelo desembargador Baltbazar de Silva Lisboa em cumprimento da
.sua commissão. 1803. (15. N . )
O r i g i n a l . In-fol. de í>2 IV. num., com um «Mappa do terreno por onde se
vai por terra da Bahia paru o Lio do Janeiro».
47

523. - Papéis e documentos relativos á sesmaria dos Ilheos, pertencente


ao desembargador João da Cunha Neves e Carvalho e que vão remottidos
ao conselheiro Antônio de Menezes Vasconcellos de Drumond. (B. N.)
Cod. CDI (19-3) doe. sob n.° 30. 19 ff inn. 29 cent. de alt.
524. - Observações meteorolog. feitas na cidade da Bahia de Janeiro a
Abril de 1846. Pelo dr. J. J. Eodrigues. V. Arch. Med. Braz., II (1846),
pg. 190, 262 e 287. (B. N.)
525. - Observações meteorológicas feitas na capital da Bahia. Pelo dr.
J. J. Eodrigues. V. Arch. Med. Braz., I I I (1846), pg, 42-45. (B. N.)
526. - Breves noticias da villa de Nasareth. Pelo Dr. Carigé. V. Rev.
Americana, I (1848) pg. 240 (B. N.)
527. - A ilha de Itaparica, pelo p. F. Bernardino de Sousa. V. Rev.
Pop., VIII (1860), pg. 152, 229 e 285, (B. N.)
528. - Memória topogr., histor., commercial e política da villa da Ca-
choeira na prov. da Bahia por José Joaquim de Almeida e Arnizáu. V.
Rev. do Inst. Sist, XXV (1862), pg. 127. (B. N.)
529. - A villa da Barra do Eio Grande. Breves considerações acerca de
Rua posição, importância, necessidades, o futuro que lhe está destinado,
acompanhadas de alguns dados estatísticos. Bahia, Typ. do « Diário», 1872,
in-8", de 27 pp. (B. N.)
530. - A capella de N. S. da Ajuda na Cachoeira (Bahia), por Epi-
phanio José de Meirelles. V. A Luz, I (1872), pg. 249-250, est. (B. N.)
531. - Igreja e hospital da Misericórdia, da Cachoeira. V. A Luz, I
(1S72), pg. 289, est. (B. N.)
532. - A província da Bahia. Apontamentos por Manoel Jesuino Fer-
reira. Publicação official. Rio de Janeiro, Typ. Nacional, 1875, in-4° peq., de
1 A.-130-2 pp. (B. N.)
533. - Guia postal ou nomenclatura das cidades, villas e povoados na
província da Bahia... organizada por J. Egas F.Moniz etc. Bahia, Impr.
Econômica, 1878, in-4° peq. de 67 pp. (B. N.)
534. - Topographia da Villa do Prado, na comarca de Alcobaça. (Por
Osmindo da Silva Gomes) (Eesp. ao Questionário), datada de 11 de Abril
de 1881, com off. da Câmara. (B. N.)
Original. In-fol. 9 pp. mim.
53g. - Descripção do município de N. Senhora das Dores da villa de
Monte-alegre, da comarca do Camisão. (Eesp. ao Questionário), datada de
21 de Abril de 1881, com off. da Câmara. (B. N.)
Original. In-fol. 6 ff. inn.
536. - Descripção do município do Areia, comarca de Amargosa. (Ees-
posta ao Questionário), datada de 15 de Maio de Í8S1, com off. da Câmara.
(B. N.)
Original. In-fol. 9 pp.
537. - Descripção do município de Jaguaripe, comarca de Nazareth,
pelos d rs. Francisco Vicente de Vianna e Camillo Accioli Silva. (Eesp. ao
Questionário), com off. da Câmara. (B. N.)
O r i g i n a l , sem data: autographo do dr. Camillo Accioli Silva. In-fol,, G ff.
inn.
535. - Descripção do município de Sourc. comarca de Itapicurú do
Cima. (Eesposta ao Questionário), c-um olf. da (.'amara dat. do 13 de Abril
de 1881. (13. X.)
Original. In-fol. do 7 pp. inn.
48

539. - Descripção do município de Capim Grosso, comarca doJoazeiro.


(Eesposta ao Questionário), datada de 23 de Maio de 1881, com off. da
Câmara. (B. N.)
Original. In-fol. 8 pp. inn.

Espirito-Santo:
540. - Officio que Francisco Manuel da Cunha dirigiu ao conde de
Linhares sobre a cap., hoje prov. do Esgirito Santo. 1811. V. Rev. do Inst.
Hist., 2» ser., V (1849), pg. 511. (B. N.)
541. - Breve descripção topogr. e statist. da Capit. do Espirito-Santo.
Por Fransisco Manuel da Cunha. V. O Patriota, 2* ser. n.° 3 (1813), pg. 24.
(B. N.)
542. - Memória estatistica da prov. do Espirito Santo no anno de
1817, por Francisco Alberto Bubim. V. Rev. do Inst. Hist., XIX (1856),
pg. 161. (B. N.)
543. - Noticia sobre a estrada, que da província do Espirito-Santo-
segue para a do Minas, atravez da Serra geral; colligida do registo e do-
cumentos da secretaria da Presidência, e de informações particulares: por
J. J. Machado d Oliveira. Rio de Janeiro, Typ. Nacional, 1841, in-4° de
33 pp. (B. N.)
544. - Declaração do sargento Norberto Bodrigues de Medeiros sobre a
abertura da picada para o Cuiethé &. V. Rev. do Inst. Hist., 2." ser., I I I
(1848), pg. 408. (B. N.).
545. - Noticias geogíaphicas da prov. do Espirito-Santo. V. Ensaio sobre
a historia e estatistica da prov. do Espirito-Santo, por José Marcellino Pe-
reira de Vasconcellos. Victoria, 1858, in-4." (B. N.).
546. - Memória sobre os limites da prov. do Espirito Santo ... por Braz
da Costa Bubim. V. Rev. do Inst. Hist., XXIII (1860), pg. 113. (B. N.).
547. - Diccionario topographico da província do Espirito Santo por
Braz da Costa Bubim. V. Rev. do Inst. Hist, XXV (1862), pg. 597. (B. N.).
548. - Mem. hist. e geogr. da Ilha da Trindade ... pelo bacharel Pedro
Torquato Xavier de Brito. V. Rev. do Inst. Hist., XL, 2.* p. (1877), pg.
249, com 5 ch. (B. N.).
549. - Diccionario histórico, geographico e estatístico da província do
Espirito Santo, ... pelo doutor ... Cezar Augusto Marques, &. Rio de Ja-
neiro Typ. Nacional, 1878, in-fol. com mappas. (B. N.).
550. - Breve noticia descriptiva sobre a província do Espirito Santo.
Rio de Janeiro, 1878, in-fol. peq., com ch. (B. N.).
Em portuguez, italiano, francez e allemão.
551. - Descripção topographica, estatistica, monumentos e nomenclatura
(da prov. do Espirito-Santo). V. B. C. Baemon, Prov. do Espirito-Santo.
Victoria, 1879, 4." (A 3." parte). (B. N.).
552. - Descripção do município de Guarapary, comarca de Iriritiba.
(Eesposta ao Questionário), datada de 7 de Abril de 1881, com officio da
Câmara. (B. N.).
O r i g i n a l . In-fol. 7 ff. inn.
553. - Descripção do municipio da Cachoeira deltapemirim. PorDeolindo
José Vieira Maciel, engenheiro; dr. Manuel Leite de Novaes Mello e Eu-
gênio Aurélio Brandão do Valle. (Eesposta ao Questionário), datada de 28
de Maio de 1881. (B. N.).
Original, com as assign. aut. dos auctores. In-fol. 15 pp. num.
49

Rio de Janeiro:
454. - Imformação acerca dos Campos dos Gcytacazes, Parahyba do
SuJ, dada a Sua Magestade pelo Capitam André Martins da Palma a 20
de Julho de 1657.
C ó p i a moderna. In-fol. 9 pp. num.
Exp.: Inst. Hist.
455. - Descripção e Plano do arrabalde da Cidade do Eio de Janeiro,
que fica entre, a estrada de Mata Cavallos, e a rua do Lavradio, e a dos
Inválidos, ou de S. Lourcnço, feito por Ordem do 111.°'° e Ex.™ Senhor
Condo de Rezende Vice Rey e Cap.™ G." do Mar, o Terra do Estado do
Brazil. (Por Jozé Corrêa Rangel do Bullioens, Ajud.0 Engenheiro.) Datada
do Rio de Janeiro a 7 de Março de 179(3. (B. Js\).
A u t ó g n v p h o . Coei. C C C L X I X (18-21) 7 tf', inn.
456. - Observações meteorológicas feitas na cidade do Rio de Janeiro
por Bento Sanches Dorta. (1781-83). V. Alem. Acad. Sc. Lisb., I (1797), pg.
345. (B. N.).
457. - Observações astronômicas feitas (1781-S3) junto ao Castellò da
cidade do Rio de Janeiro para determinar a lat. o long. da dita cidade,
por Bento Sanches Dorta. V. Mem, Acad. Sc. Lisb., I (1797), pg. 325. (13. N.).
458. - Observações astronômicas o mcteorolog. feitas na mesma cidade
em 1784 e 85, pelo mesmo Dorta. IA, II (1799),' pg. 347 e 369. (li. N.).
459. - Liem em 1786 e 87, pelo mesmo. Ibi, III, 1.' p. (1812), pg. 68,
108 e 154. (B. JST.).
460. - Observações feitas no Rio de Janeiro de 1782 a 17S7, com hum
óculo acromatieo de 3'/, pés, por Francisco de Oliveira Barboza. V. Mem.
Acad. Sc. Lisb., I (1797), pg. 528. (B. N.).
461. - Liem, de 1788 a 1790 (com a not. do Eclypse da lua de 1790),
pelo mesmo. Ibi, II (1799), pg. 40. (B. N.).
462. - Informação dada em 1808 pelo capitão Ignacio de Sousa Ver-
neck sobre a estrada qne pela margem do rio Pirahy vai ter á barra onde
se juneta ao Paralryba, e sobre o logar mais conveniente de se postar uma
guarda para vedar aos que por ahi queiram passar sem despacho. (B. ~N.).
A u t ó g r a p h o . Sem titulo. Cod. C C X L V (17-33) 2 tf'. 2-1X17'/,.
463. - .Notas pertencentes á Descripção Gcographica da Cidade de Cabo
Frio. (30 notas, que parece não estão completas). (B. N.).
O r i g i n a l . Sem nome de auetor. Cod. C C L X X X I V (17-72), 3 ff. inn. 31X12.
464. - Descripção Topográfica Histórico Política dos Campos dos Goi-
tacazes no Brazil. Dedicada ao ... Conde de Linhares D. Rodrigo de Souza
Coutinho... Por Manoel Joze Moreira Octaviano. Rio de Janeiro anno de
1809.
O r i g i n a l . In-4.° 140 pp. - 2 ff.
Exp.: Inst. Hist.
465. - Parte de huma Memória sobre os Campos de Goytacazcs.
O r i g i n a l ? Sem data. In-fl. 104 pp. num., faltando ai primeiras 80.
Exp.: Ardi. Militar.
466. - Demarcaçoens projectadas para os Corpos Milicianos e Descripção
Topographica dos Destrictos de Macahé, e Campos dos Goitacazes.
C ó p i a , Sem data. In-4.° 13 ff.
Exp.: Arch. Militar.
467. - Tractado, ou Idéa Geral de todo o Terreno da Freguezia de
Mangaratiba, e dos seus Indígenas, e Habitantes: pelo Padre Manuel Alva-
res Teixeira: Anno de 1810. (B. N.)
A u t ó g r a p r i o . Cod. X V I (4-18). 2 ff. inn. 30 pp. 20X14-
50

468. - ProducçSes da Ilha Grande. V. O Patriota, n.* 4 (1813), pg. 96-


(B. N . ) .
469. - Memória topographica e histórica sobre os Campos dos Goita-
cazes, com huma noticia breve de suas producções, e commercio... P o r
h u m natural do mesmo paiz (José Carneiro da Silva, q assigna a dedica-
tória). Rio de Janeiro, na Impressão Regia, 1819. in-4." peq. de 59 pp. (B. N . ) .
470. - Memória sobre o Passeio Publico da cidade do Eio do Janeiro
p o r Manuel José Pinheiro. 1822. (Datada do Passeio Publico a 28 de Janeiro
de 1822.) (B. N.)
O r i g i n a l , com a assignatura autogr. do auctor, sem titulo. Cod. LX (5-27), 6
ff. inn. 18X15.
471. - Conta dos Trabalhos feitos pela Commissão encarregada do levan-
tamento, e melhoramento d a carta topographica da Província (do Rio de
J a n e i r o ) . . . em 1827 e 1828. Nivellamento da Cidade do S/Sebastião do Rio
de Janeiro, do Campo da Acclamação athé ao mar. Tirado cm 1828, &.
( P o r Henrique Izidoro Xavier de Brito.)
O r i g i n a e s . In-fol.
JSxp.: Arch. Milittir.
472. - Description de Ia province de Rio de Janeiro. V. Nouv. Ann. des
Voyages, 2."" série, X V I I e X V I I I , 1830. (B. N.)
Feita segundo notus de Spix, Luccock, Graham e outros viajantes.
473. - Resumo corograpbico da província do Rio de Janeiro e do mu-
nicípio da Corte. Rio de Janeiro, Typ. de Cremiere, 1844, in-8" peq. de 55 pp.
Exp.: D. Antunin R. (lc Carvalho.
474. - Informação do brigadeiro Manuel Martins do Couto Reis acerca
•dos brejos de S. João Grande e de S. João Pequeno da Real Fazenda de
Santa Cruz.
Cópia. Sem data. In-fol. 3 ff. Outra cópia mod. In-fol. 5 pp.
E x p . : Art-li. Jlilitur.
475. - Memória philosoph. e patholog. sobre o clima do Rio de Janeiro...
P o r Fr. J. da C. A. [José da Costa Azevedo]. V. Arch. Med. Braz., I I
(184G), pg. 170-178, 193-197, 217-224 e 241-245. (B. N.)
476. - Annacs meteorológicos do 'Rio de Janeiro nos annos de 1S51 a
185C pelo D. r Antônio Manoel de Mello. Rio de Janeiro, Typ. JVac., 1858,
in-4° ob. de 20 pp. n. com muppas. = ldom nos annos de 1859 a 1S62. Rn.
1SÜ4, in-4° obl de 41 pp. n. com mappas. = Idem, de 18G3 a 1867 pelo
capitão do fragata Antônio Joaquim Cruvcllo d'Avila. Rio de Janeiro, Typ.
i\'«c., 1868, in-4° obl. de 35 pp. n. (B. IST.)
477. - Ephcmcridcs do Imp. Observatório Astronômico para os annos
de 1853-55. Rio de Janeiro Ty\>. Nacional, 1S52 54, 3 vols. in-4° peq. (B. N.)*
478. - Idcm 1856-60. TOi, 1S55-59, 5 vols. in-4.°
Kxjt.. S. M. u liupcijultir.
479. - 1861-62, c 69-71.. Jbi, 1860-61, c 1S08-70, 5 vols. in-4°. (B. N.)
450. - Carta cliorogranca da província do Rio de Janeiro, mandada
organisar por decreto provincjal de 30 de Outubro de 1S57 e pelo presi-
dente da mesma prov-inuia í> Conselheiro A. Xicolao Tolentino
encarregada aos engenheiros Pedro d'.\leantara Bellcgardc c Conrado Jacob
de Xiemcyer. 1S5S-1S61. (Jíolalorio). Rio de Janeiro, Typ. do Instituto Artis-
ti:-o, 1S63," in-S" de 22 j«p. (B. X.)
451. - Tabellas das distancias entre os pontos mais notáveis da cidade,
marcadas em palmos passos e t e m p o : orga::isadas pela cumm. d o c o i n p l e -
tame:i'.(i da planta da cidade, llbt de Jahdiv, 1859, in-i." gr. (B. 2Í._)
51

482. - Resumo das observações meteorológicas feitas no I. Observatório


... de Setembro de 1869 a Fevereiro de 1860... Por Francisco Duarte Nu-
nes. V. Bev. Brasil. III (1860), pg. 363-S70. (B. K.).
483. - Pontos observados no Rio de Janeiro. Triângulos resolvidosi
Refferencia á Carta Topographica da Província do Rio de Janeiro. Reduc-
.ções á 1.* Meridianna e sua Perpendicular. 1859-60.
Cópia. In-fol. 7 quadernos.
Exp.: Arch. Militar.
484. - A Casa de Correcção do Rio' de Janeiro, por F. de Pina. V. Bev:
Pop., X I (1861), pg. 45. (B. N.).
485. - Pequeno Panorama ou descripção dos principaes edifícios da ci-
dade do Rio de Janeiro por Moreira do Azevedo. Bio de Janeiro, F. de
Paula Brito &, 1861-67, 5 vols. in-8" peq. (B. N.)
486. - O Rio de Janeiro. Sua historia, monumentos, & pelo Dr. Moreira
de Azevedo &. Ibi, B. L. Garnier, 1877, 2 vols. in-4.» (B. N.)
É scg. cd. refundida do « Pequeno Panorama ».
487. - Um passeio pela cidade do Rio do Janeiro, por Joaquim Manoel
de Macedo. — Primeira serie. Bio de Janeiro, Typ. Imparcial de J. M. Nunes
Garcia, 1862-C3, 2 tom. em 1 vol. in-8° com est. (B. N.)
Ainda não foi publicada a continuação.
488. - Relatório sobre a exploração dos vallcs do Parahyba o Pomba...
pelos cng. J. o F. Kcller... Em Junho a Setembro de 1864. No Belatorio
da Agricultura de 1865. (B. N.)
489. - Quadros da natureza tropical da ascensão scientifica ao Itatiaya
ponto mais culminante do Brasil pelo Dr. José Franklin Masscna &. .Rio
de Janeiro, Typ. de Pinheiro & Gomp., 18G7, in-4.° peq., de CO pp.
Exp.: I>r. José Kodrigucs Peixoto.
490. - Descripção topographica histórica da Ilha do Bom Jesus c do
Asylo dos Inválidos da Pátria pelo seu capellão conego dr. Manoel da Costa
Honorato, <fe. Bio de Janeiro, Typ. Americana, 186!), in-4° de 136 pp. com
est. (B. N.)
491. - O Rio de Janeiro. V. A Luz, I (1872), pg. 377, est. (B. N.)
492. - Nithcrohy. Est. topogr., por A. Roma. V. A Luz, I I (1873), pg.
163-164 (B. N.)
493. - Rocs da nova numeração para as ruas do Rio do Janeiro. {Bio
de Janeiro, 1875) in-4.° (B. N.)
494. - Descripção do Itatiaia ou Ititiaio por José Franklin da Silva.
V. Bev. do Inst. Jlist., XXXIX, 1.» p. (1876), pg. 413, com 1 est. (B. N.).
495. - Estudos sobre os cálculos de triangulação c nivelamento gcoile-
sico por Carlos Lemairc Teste. Bio de Janeiro. Typ. Nac, 1S76, in-4° do 30
pp., com 5 quadros, c 1 est. (B. N.).
496. - Guia da cidade do Rio de Janeiro c subúrbios, incluindo a nova
planta indicadora do Rio de Janeiro o subúrbios... Organizada por Alexan-
dre Spcltz &,. Bio de Janeiro, li. & 11. Lacmmcrt, 1S77, in-8" (B. X.).
497. - imperial Observatório. - Commissão astronômica do Ministério
da Agricultura. - 1." Operação. - Determinação d:is diflvronças de latitude o
de longitude entre o Imperial Observatório Astronômico do Rio de Janeiro
e a Barra do 1'irahy. por Manoel Pereira Reis. Bio de. Janeiro, Typ. i\*</-
cional, 1877. in-t", d'o'XI.I-98 pp. (15. N).
49S. - Relatório final da Seeção de triangulação <lo ínunieipio da Corto
apresentado ao Ex™ Sr. .Marechal do Campo Conselheiro Henrique do
52

Beaurcpaire Rohan Presidente da Commissão da carta geral do Brasil em


1." de Junho de 1878 por José Manoel da Silva, &. Rio de Janeiro, Typ. Na-
cional, 1878, in-4.°, 172 pp. (B. N.).
499. - Nova numeração aos prédios da cidade do Rio de Janeiro orga-
nisada de ordem da Illustrissima Câmara Municipal por J. C. Cavalcanti, &.
Rio de Janeiro, Typ. da Gazeta de Noticias, 1878, 4 vol. in-4.°
Kxp.: Fnnii-isco línlUüB Paz.
500. - Informações sobre as circumstancias topographicas do município
de Valença ... pelo dr. Alfredo (Carneiro Ribeiro) da Luz. (fiesp. ao Quês»
tionario). Xo 'Tempo de Valença, n.os 4243 de 1 e 8 de Maio de 18S1.
(B. N.)
501. - Deseripção do município de S. João da Barra, (Pelo dr. Antônio
Carneiro Antunes Guimarães), (Resp. ao Questionário), datada de 5 de Abril
de 1881, com off. da Câmara, (B. X.)
A u t o g r u p l i o c original. In foi. (i tf.
502. - Deseripção do município de Maricá, comarca de Itaboraliy, por
Joaquim Mariano Alvares de Castro. (Resp. ao Questionário), datada de 1
de Maio de 1SS1, com off. da Câmara. (B. X.)
Or i <;i nul. In Iol. 0 pp. num.
503. - Deseripção do município de Saquarcma, comarca de Araruama,
(Resposta ao Questionário), datada de 1G de Maio de 1S81. (B. X.)
O r i g i n a l . In foi. 0 tf. não num.
504. - Deseripção do município de Xitlierohi, comarca do mesmo nome.
(Por Dionysio da Costa e Silva). (Resposta ao Questionário), datada de 25
de Maio de 1881, com off. da Câmara (B. X.)
O r i g i n a l , com a assigu. iiutógv. do auetor. In foi. 12 tf. inn.
505. - Noticia descriptiva do município de Macahé, organisada pelo dr.
João José Carneiro da Silva, presidente da Câmara municipal. (Resposta
ao Questionário) com um off. do auetor. (B. X.)
Tem imprensa na « Gazeta Popular « cio Macaliii do 19 o 28 do Jlaio c 2 de
J u n h o do 1881.

S. Paulo:
506. - Demarcações de limites. São Paulo c Minas. Discripções. 1766.
C ó p i a moderna. I n foi 4 tf.
E x p . : Inst. llist.
507. - Projecto para a demarcação dos limites das Capitanias de São
Paulo e Matto-Grosso conforme a divisão mais natural, que offereceir os
Mappas c as primeiras navegações praticadas pelos Paulistas, que vierão
fundar a Colônia do Cuiabá. 1771 ou 1772.
C ó p i a moderna. In-fol. 1 fl.
Kxp.: I u s t . Hist.
508. - Obsei-vações Astronômicas o Meteorológicas feitas na Cidade de
São Paulo America Meridional por Bento Sanches Dorta. 17S8-S9.
C ó p i a moderna. In-fol. 15 pp.
E x p . : Inst. Ilist.
509. - Diário physicò-meteorologico de Outubro, Xovembro e Dezembro
do 1788 da cidade de S. Paulo ... por Bcntc Sanches Dorta. V. Mem. Acad.
Sc. Lisb., III, 1.» p. (1812), pg. 183, 188 e 193. (B. X.)
510. - Observações astronômicas feitas na cidade de S. Paulo ... por
Bento Sanches Dorta. (178S-89) V. Mem. Acc1 Sc. Lisb., I I (1799), pg,
190. (B. N.)
53

•511. - Observações astronômicas practicadas em S. Paulo em 1789 pelo


<U\ Francisco Joseph de La Cerda e Almeida. (B. X.)
C ó p i a sem titulo, por lcttra do clr. Alexandre K. Ferreira. Cod. C L X V 1 I I
(16-34) a ff. 4.
512. - Observasôcns Astronômicas feitas por toda a Costa da Capitania
•de S. Paulo da América Meridional, por ordem do Ill.m0 e Ex.mo Sür. Go-
vernador, e Capitão General Bernardo José de Lorèna: por Francisco de
Oliveira Barboza, Geógrafo, c Astrônomo de S. M. F. Em o Ano (sic) do
1791. (B. N.)
O r i g i n a l ? Cod. CCXCI (17-70). 2 ff. inn. 27 X 13-
513. - Observações astronômicas, feitas na barra grande da Tilla o
Praça de Santos cm os mezes do Janeiro, Fevereiro e 31 arco do anno de
1791, ... por Francisco d'01ivcira Barboza, Geogr. e Astr. de S. 31. F.
C ó p i a moderna. In-fol. 2 pp.
Exp.: Inst. Hist.
514. - Noticias da capitania de S. Paulo. ... escriptas no anno de 1792
por Francisco do Oliveira Barboza. V. Rev. do Inst. Hist., V (1S43),
pg. 22. (B. N.)
515. - Bellação da fundação da V." de S. Seb.am, dilattação (sic) do seu
destvito, povoação, dezertos q nclla ha, e huma Ilha defronte. (B. N.)
C ó p i a . Sem nome do auetor nem data. Cod. X C I (7-1) de ff. 27 v. a 28 v.
3 pp. 27 X 15.
510. - Acrcssentamcnto feito doutro dos Limites da Capitania de S.
Paulo, seguindo-se a Carta Goographica da m.'°a Capitania levantada pelo
coronel Engenheiro João da Costa Ferreira em 1792. e aeressenta (sic)
em 1S06. (B. N.)
O r i g i n a l ? Cod. C D T I (10-8; sob n.° 45. 1 fl. 2 7 X 1 7 .
517. - Mo movia que mostra a Origem da Yilla de Santos e seu Estado
prezei)te. (Pelo Capitão mor Francisco Xavier da Costa Aguiar.) 1S09.
O r i g i n a l . In foi. 2 ff.
Kxp.: Arch. Mil.
518. - Discripção do districto de Cananéa, pelo Chefe d'Esquadra Paulo
Freire de Amlrade. Em 1S28.
C ó p i a. In-fol. 2 ff.
Exp.: Inst. Hist.
519. - 3fcmoria Estatistica do Município de Tguape escrita por José
Innoceneio Alz. Alvim cm 1845 por incumbência do Ex.™ Conselheiro
Manoel da Fonseca Lima e Silva, então Presid." desta Província (S. Paulo).
(B. N.)
O r i g i n a l , com a assign. aut. do auetor. In-fol. 23 ft. o mais 2 desdobráveis.
As duas ff. desdobráveis contém :
1—«Taboa Descriptiva, e Estatistica da Tilla da Senhora das Xeves de Iguapc. »
2 — u Taboa Estatística do Município do Iguapc. »
Anda-lhe annexa uma
ii Relação dos Lavradores que tem Engenhos de beneficiar arroz, e fabricar
água ardente. » 2 ff.
C ó p i a . Offerccida por D. Thercza Innoccncia Alvim, viuva do auetor.
520. - Informação sobre os limites da província de S. Paulo com as
suas limitrophes por Manoel da Cunha de Azeredo Coutinho Souza
Chichorro &. Rio de Janeiro, Laemmert, 1846, in-4.° pcq., de 2 ff. - 143 pp.
(B. N.)
521. - Mappa das distancias das Cidades e Villas á Capital de S. Paulo,
c d'ellas entre si. 1854.
C ó p i a ? In-fol. obl. 1 fl.
Exp.: Inst. Hist.
54

522. - Mappa da divisão civil e judiciaria da Província de São Paulo.


1855.
Cópia? In-fol. gr. 1 fl.
Exp.: Iost. HUt.

523. - Mappa da divisão civil, judiciaria e ecclesiastica da Província de


São Paulo, com declaração do computo da população, e seu movimento no
ultimo anno. 1856.
Cópia? In-fol. gr. 1 fl.
Exp.: Inst. Hijt.

524. - Relatório do Primeiro Tenente d'Armada Antônio Mariano de


Azevedo, sobre os exames de que foi incumbido no interior da província
do S. Paulo. Rio de Janeiro, typ. de Peixoto, 1858, in-4.° peq. de 51 pp.
l
(B. N.)
525. - Geographia da província de S. Paulo adaptada á lição das es-
cholas e offcrecida á Assembléa Legislativa Provincial por [José Joaquim]
Machado d'01iveira &. S. Paulo, typ Imparcial, de J. R. de A. Marques,
1862, in-8.°, de XIV - 122 pp. (B. N.)
526. - Memória sobro o melhoramento da prov. de S. Paulo applicavel
cm parto ás prov. do Brasil, por Antônio Rodrigues Velloso de Oliveira
&. V. Reo. do Inst. Ilist, XXXI, 1." p. (1868), pg. 5. (B. N.)
527. - Eelatorio da commissão encarregada do reconhecimento da região
do Oeste da província de S. Paulo e escolha da direcção mais conveniente
para os transportes entre a comarca de Botucatú e o littoral, pelo chefe
da mesma commissão o engenheiro João Martins da Silva Coutinho. Rio
de Janeiro, Typ. do « Diário'do Rio de Janeiro », 1872, in-4.° de IV - 73 pp.
U
(B. K )
528. - Campinas. A matriz nova, pelo dr. F. Quirino dos Santos. V»
A Lu:, I (1S72), pg. 227, 235, 270. (B. N.)
520. - Colônia Sete-Qucdas, por Campos Sallcs. V. A Luz, I I (1S73),
pg. 202 e 210. (B. N.)
530 - A província de S. Paulo. Trabalho estatístico, histórico e noti-
cioso... pelo senador do império dr. Joaquim Floriano de Godoy. Rio de
Janeiro, Typ. do «Diário do Rio de Janeiro», 1875. iu-4°, de 147 p p . - l fl-,
com 1 ch. e mappas. (B. N.)
531. - A província de S. Paulo por Xepomuceno. (João Xepomuccno
da Silva). Rio de Janeiro, Typ. de Pinheiro iD C.*, 1876, in-8" de 95 pp.
(B. S.)
Occorrcm ahi: uma poesia do Luiz da Gama Furtado, c outra do Conselh.0
José Bonifácio do Andrada o Silva.
532. - Pindamonhangaba. Por Bcnedicto M. Homem de Mello. V. Alma-
nak litterario de S. Paulo, 1877, pg. 125. (B. N.)
533. - Araraquara. Pelo dr. J. d'Almeida Leite Moraes. V. Almanak
litterario de S. Paulo, 1S77, pg. 172. (B. N.)
534. - Projecto para o levantamento da carta eorograj>hica da província
de S. Paulo. Pelos engenheiros A. F. de Paula Souza, Adolpho Augusto
Pinto c J. Pinto Gonçalves. S. Paulo, Typ. da Constituinte, 1880, in-4° de
14 pp.
Exp.: Francisco Itamos Paz.
535. -«Diseripção do Município de Ubatuba da Província de São
Paulo, por Manoel Pereira d'AsBumpção, ... presidente da Câmara Munici-
55

pai da cidade do Ubatuba. 1881. » (Kesp. ao Questionário), com off. da


Câmara. (B. N.)
Autô"grapho. In-fol. 8 ff., com uma desdobrável, contendo um
« Quiidro gerul da população do município «Io Ubatuba..., em 31 de Dezembro
de 187U. »
536. - Dcscripção do município do Bananal, comarca do mesmo nome.
(Resposta ao Questionário), datada de 2 de Abril de 1881. (B. N.)
Cópia authenticada. In-fol. 3 ft'.
537. - Dcscripção do município do Itatiba, comarca do J u n d i a h y , por
Eugênio Joly, encarregado pela Câmara de a organisar. (Resp. ao Questio-
nário), datada do 8 do Abril do 1881. (B. N.)
O r i g i n a l . In-fol. 14 pp. num.
538. - Dcscripção do município do Santa Branca, da comarca do Jaca-
rehy. (Resp. ao Questionário), datada do 9 de Abril de 1881, com off. da
Câmara. (B. N.)
O r i g i n a l . In-fol. 3 ff.
539. - Dcscripção do município de S. Carlos do Pinhal, na comarca d o
Rio Claro. (.Resp. ao Questionário), dat. de 12 do Abril do 1881, com off.
da Câmara. (B. N.)
O r i g i n a l sem nome de auetor nem data. In-4°, 5 ft". não num.
540. - « Informações que á pedido da... Câmara Municipal desta Cidade
de São José dos Campos {província de S. Paulo) dá o Bacharel Antônio de
Castro de Mendonça Furtado!» Datadas do 2 do Maio de 1881. (Resp. ao
Questionário), (li. N.)
O r i g i n a l . In-fol. 5 ft'. inn.
541. - Dcscripção do município- de Porto Feliz, comarca de Capivary,
provincia de S. Paulo. (Resp. ao Questionário), datada do 15 de Maio do
1881. (B. N.)
O r i g i n a l . In-fol. 5 ft".
542. - Dcscripção do município de S. Sebastião, comarca do mesmo
nome. (Resposta ao Questionário), dada cm 21 do Maio de 1881 por José
David do Vai Io, presidente da Câmara m u n i c i a i . (B. N.)
O r i g i n a l . In-fol. 8 ft'. num.
543. - Dcscripção do município do Bragança. (Resposta ao Questionário),
datada do 22 de Maio do 1881. (B. N.)
O r i g i n a l . In-fol. 4 ft'.
544. - Dcscripção do município de Xeririca, comarca do mesmo nome,
por José Martins Ribeiro. (Resposta ao Questionário), datada de 22 do Maio
de 1881. (B. N.)
O r i g i n a l . In-fol. 10 ff.
545. - Descripção do município da villa de Sancto Antônio do Apiahy,
da comarca de Xiririea. (Resposta ao Questionário), datada do 24 de Maio
de 1881, com off. da Câmara. (B. N.)
O r i g i n a l . In-fol. 30 ff.
546. - Dcscripção do município de Caraguatatuba, comarca de S. Se-
bastião. (Resposta ao Questionário), dat. do 25 de Maio de 1881, com off.
da Câmara. (B. N )
O r i g i n a l . In-fol. 2 ff.
547- - Descripção do município de Santa Isabel, comarca de J a c a r e b y .
(Resposta ao Questionário), dat. de 27 de Maio de 1881, com off. da Câmara.
(B. fc)
Original. In-fol. 2 ff.
56

548. - Descripção do município de Santos, comarca do mesmo nome.


Pelo b.el Manuel Ferreira Garcia Redondo, engenheiro. (Resposta ao Ques-
tionário), com off. da Câmara, datado de 29 do Maio de 1881. (B. N.)
Autographo. In-fol. 12 ff. num.

Paraná:
549. - Questão de limites entre a província do Paraná e a de Santa
Catbarina. Rio de Janeiro, Typ. do Correio da Tarde, s. d. (1857 ?). in-4°,
de 26 pp. (B. N.)
Por Zacharias do Góes e Vasconcellos.
550. - As leis em conflicto com o direito de occnpação e conquista ou
a província de Santa Catharina em seos confins com a província do Paraná.
Santa Catharina, Typ. Desterrense de J. J. Lopes, 1865, in-8° de 190 pp.
Exp.: D. Antonia R. de Carvalho.
551. - Discussão da questão de limites entre o Paraná e SantaCatha-
rina, por Bento Fernandes de Barros&. Rio de Janeiro, Typ. de Dias da
.Silva Júnior, 1877, in-8° de 82 pp. (B. N.)
Publ. do «Club Litterario Curytibano».
552. - Eellação da Comarqua de Parnaguâ.
Cópia, sem nome de auetor, nem data. Cod. XCI (7-1) de ff. 28 v. a 30 v.
5 pp. 20 X 15.
553. - Noticia da Conquista, e Descobrimento dos Certõens do Tibagy
na Capitania de S. Paulo, no Governo do General D. Luiz Antônio de
Souza Botelho Mourão, conforme as Ordens de Sua Magestade. Olíerecido
á Raynha N. Síira. Por Affonso Botelho de S. Payo, e Souza, Ajudante
das Ordens daquclle Governo, Then." Coronel, e Coronel de Infantaria da
Praça de Santos, Comandante do todas as Expediçõeas, assistindo ás en-
tradas, o mais diligencias, q se íi/.erão para o d." fim, principiando uo anno
de 1768.athé o de 17 (74). (B- N.)
A u t o g i a p h o . E ' accompanhada por cópias de diários de explorações e outros
documentos, In-fol. do 222 fl. não num.
554. - Informações sobre os campos denominados Paiqueró (antigo
território de Guayra), por João Bandeira de Gouvêa. V. Rev. do Inst. Hist.
V (1843), pg. 100. (B. N.)
555. - Memória antiga sobre a actual Cid.e de Paranaguá com annota-
Çõcs do S.r Joaquim Pedro Villaça (datados de Sorocaba a 24 de Dezembro
de 1844).
Cópia. In-fol. 6 ff.
Exp.: Inst. Hist.
556. - Noticias da província do Paraná dadas por Nuno Luiz Bellegarde
em officio ao ministro da guerra. S. Paulo 20 de Fevereiro de 1854.
Cópia. Incompletas. In-fol. 23 ft'.
Exp.: Arcll. Mil.
557. - Noticias geographicas sobre a prov. do Paraná. V. Relatórios da
prov., por Z. de Góes e Vasconcellos, e H. de Beaurepaire Eohan, 1854-56.
(B. N.).
558. - Relatório das estradas de Palmas, comprehendendo alguns dados
geographicos, physicos e statisticos sobre aqucUa região, pelo t. coronel
Henrique de Beaurepaire Rohan. V. Relatório da prov. do Paraná, do con-
selheiro Z. de Góes e Vasconcellos, 1855. (B. N.).
559. - Woldom. Schultz: Notizen über das Küstenland dei brasil. Pro-
vÍT.en Paraná und S. Paulo mit Ch. V. Zeitsch. für allg. Erdkunde, IX,
1 ,0 '•>!. N.).
57

560. - Kcport on tho Brazilian Province of the P a r a n á . B y . . . H . P .


Vereker &. V. Journ. of the R. Geogr. Soe, X X X I I , 1862. (B. X.).
561. - Noticias de Paranaguá, por Júlio César Leal. V. Rev. Pop., X I I I
(1862), pg. 165. (B. X.).
562. - Observações feitas a p a r t i r da confluência do rio I v a h y no Pa-
raná, em dirccção á colônia Thercza, por Gustavo Bumbelsperger. V. Re-
latório da prov. do P a r a n ã pelo dr. A. A. do P a d u a Fleury, 1865. (B. X . ) .
563. - Dcscripção geral da província do Paranã, pelo dr. José Cândido
da Silva Murici e outros. V. Relatório dO Paranã, pelo dr. P . C. Burla-
maque, 1867. (B. X.).
564. - Compêndio de gcographia da província do Paraná. P o r Luiz de
F r a n ç a Almeida e Sá. Rio de Janeiro, Eduardo £• H. Lacmmcrí, 1871, m-8.°
de S8 pp. (B. X.).
565. - Ligeiras noticias sobro a província do P a r a n á pelo D.' José Cân-
dido tia Silva Murici, &. & /., 1875, in-8.° de 68 pp., com os Adlitaméritos
que começam á pg. 61. (B. X.).
566. - The Valley of the Tibagy, Brazil. By Thomas P. Bigg-AVithcr.
V. Journ. of the II. Geogr. Soe, XLVT (1876), com ch. (B. X.).
567. - Xoticia sobre a província do Paraná. Rio de Janeiro, Tmpr. Imp.
de S. A. Sisson, 1877, in-lbl. peq., com a cl>.. da prov. e inapp. (B. X.).
Km portuguez, italiano o allomâo.
508. - Memória sobre o município do P o r t o de Cima, comarca de An-
tonina, por Antônio .Ribeiro de Macedo, presidente da ('amara municipal,
&. (üesposta ao Questionário), datada do 1.° de Setembro de i s s o . (B. X.).
O r i g i n a l . In-fol. 47 pp. num.
501). - Província do Paraná. Comarca de Castro. Município de P o n t a
(Irossa. (Resposta ao Questionário), datada de 7 de Abril de 1881, com oft'.
da Câmara. (B. X.).
O r i g i n a l , In-fol. 4 ff. inn.
570. - Dcscripção do município do Tílo Negro, comarca da Lapa, por
José Pereira Linhares. (Resposta ao Questionário), datada de Abril de 1831.
(B. X.).
O r i g i n a l . In-fol. 8 ft num., com uma «Planta topogr. »
571. - Dcscripção do município do Arraial Queimado, na comarca de
Curitiba. (Resposta ao Questionário), datada de 2S de Abril de 1881, com oft".
da Câmara. (B. X.).
O r i g i n a l . 2 if.
572. - Dcscripção do município do Votuvcraua, comarca do Curytiba.
(Resposta ao Questionário), datada de 28 de Maio de 1881, com oft'. da Ca-
jnara. (B. X.).
O r i g i n a l . In-fol., do 7 pp. inn.

Saneta Catharina:

573. - Descripção da Ilha do Santa Catharina na America Austral, e


Portugueza.
C ó p i a ? Sem data. In-fol. 2 ff.
E.\p. Ardi. Militar.
574. - Memória sobre a Ilha de Santa Catharina por João Alberto de
Miranda Eibeiro. 1797. (B. N.).
O r i g i n a l . Cod. C D L X X V I I (8-17). 81 ff. inn. 28X15"/,.
58

575. - « Kelasão que acompanha o Dezenho dos Campos de Arasatuba,


na qual se trata da sua Extensão; da natureza e qualidade das suas agoas,
e a distancia em que ficão, e do numero de Rezes que se podem manter na
mesma Estância. (Por João Alberto de Mir.d* Ribr.0) ». (B. N.).
O r i g i n a l , com a assign. autógr. do auctor, então governador da Ilha de Sancta
Catliarina.
Precede-o um officio original do dicto governador, e accompanha-a/o desenho
alludido, feito a cores e medindo 31 cent. por 41 V2. Cod. C C X L I V £17-32) 3 fl".
57G. - Memória sobre a abertura do huma estrada de communicação
entre a capitania de Santa Catbarina e a Villa de Lagens... ^por Silvestre
José dos Passos. V. O Patriota, n." 3 (1813) pg. 23. (B. TS.).
577. - Pontos da Ilha de S.w Catbarina determinados astronomieamente.
(Por Antônio Joze Rodrigues). ÍS20.
C ó p i a ? In-4.° 1 fl.
Exp.: Ardi. Militar.
578. - Apontamentos sobro a província do Santa Catbarina. 1860.
O r i g i n a l . In-fol. 6 ff. com uma pcq. ch. geogr.
Exp.: Arch. Militar.
579. - A colônia D. Francisca, por J. de L. V. A Luz, I (1872), pg.
'.'19-221. (B. N.)
580. - Noticia geral da Provincía de Santa Cathavina pelo Arcyprestc
Joaquim Gomes d'Òlivcira e Paiva &. Desterro, Typ. da Regeneração, 1873,
jn-4° 1 fl. - V I - 1 fl.-35-16-11 pp., com um mappa ostatist. e outro das
distancias (B. N.)
581. - Descripção topographica do mappa da província de Santa Catba-
rina organisada na Commissão do Registro geral e Estatística das terras
publicas o possuidas sob a presidência do Conselheiro Bernardo Augusto
^Nascentes de Azambuja. Rio de Janeiro, Ti/p. Franco-Americana, 1873, in-4.°
de 26 pp. e um mappa topograpbico (B. 2Í.).
Km portuguez, trance/, e allcmão.

S. Pedro do Rio Grande do Sul:


582. - Compêndio noticiozo do Continente do Rio Grande de S. Pedro
até o Dcstrito do Governo de Santa Catarina, extraído dos meus diários,
observaçoens, e noticias, que alcancey nas jornadas, que fiz ao ditto Conti-
nente nos annos de 1774, e 1775. (Por João Francisco João Roscio). Lisboa
21 de Junho de 1781. (B. N.).
A u t o g r ú p h o . In-fol. do 21 11'. innum., com 3 chartas geogr.
583. - Memória, qno ao... Conde de Linhares... tem a honra de offe-
recer Thomaz da Costa Corrêa Rebello e Silva. (Sobre a província de Mis-
sões, parte da Capitania de São Pedro.)
C ó p i a . Sem datn. In-fol. 9 ff.
Exp.: Arch. Militar.
584. -Memória sobre a província de Missões,... por Thomaz da Costa
Corrêa Rebello e Silva. V. Rev. do List. Hist., I I (1840), pg. 153. (B. N.).
585. - Diário... do reconhecimento dos campos'de novo descobertos
sobre a serra geral, nas cabeceiras do Rio Pardo; por José de Saldanha &
JRev. do Inst. Hist. I I I (1841), pg. 64. (B. ÍL).
586. - Descripção Corographica da Capitania de Rio Grande de S. Pedro
do Sul, contendo em resumo a Guerra do Vruguai terminada em 1756 e a
do 1801.
Cópia. In-fol. 81 ff.
Exp.: Imt. Hbt.
59

587. - Statistica da Província do Eio Grande de São Pedro. (Por Joze'


Pedro Cezar). Porto Alegre 25 de Junho de 1827.
O r i g i n a l , com a assign. autogr. do auctor. In-fol. de 174 ff. inn.
Exp.: Arch. Militar.
588. - Noticia descriptiva da provincia do Rio Grande de S. Pedro do
Sul... Com um mappa reduzido do theatroda guerra presente. PorNicoláo
Dreys. Rio de Janeiro, Typ. de J. Villeneuve e C, 1839, in-8.° de XI-216
pp. V. JUÍZO na Rev. do Inst., I I (1840), pg. 99 (B. N.).
589. Descripção topographica da provincia do S. Pedro. Nos Annaes da
Provincia, pelo visconde de S. Leopoldo, 1839. (B. N.)
590. - Reconhecimento topographico da frontefra do Império, na pro-
vincia de S. Pedro, pelo conselheiro Cândido Baptista de Oliveira. Rio de
Janeiro, Typ. Nacional, 1850, in-4.° de 36-15 pp. (B. N.).
591. - Campo das Vacas Brancas. Por João Pedro Gay. V. Rev do Inst.
Hist, XXI (1858) pg. 323. (B. N.).
592. - Woldem Schultz. Historische-geographische-statistike Skizze der
lcaiserliche-brasilianische Provinz Rio Grande do Sul mit Ch. V. Zeitsch.
für allgemeiner Erdkunde, IX, 1860 (B. N.)
593. - Copia da collecção das observações e cálculos Astronômicos da
Commissão exploradora do Alto-Uruguay. 1860 63.
In-fol. 118 ff.
Exi>.: Arcli. Militar.
591. - Diccionario histórico e geographico da provincia de S. Pedro ou
Rio Grande 4° Sul... por Domingos de Araújo e Silva, &. Rio de Janeiro,
Eduardo & Henrique Laemmert, 1865, in-8.°, do V1I-192 pp. (B. N.).
595. - Woldem. Schultz, Geographisches Material aus den brasil. Siid-
provinzen. V. Petermann's Miltheilungen, 1865. (B. N.).
596. - Exploração dos rios, lagos o babias da prov. do S. Pedro do Rio
Grande do Sul, pelo engenheiro ten. coronel José Maria Pereira de Cam-
pos. V. Rdatorio da prov. do Rio Grande do Sul do dr. F. I. M. Homem de
Mello, 1867. (B. N.)
597. - R. Ilensel: Beitráge zur naheren Ivenntniss der bras. Provinz
São Pedro do Rio Grande do Sul, mit Ch. V. Zeitschrift der Gesellschaft fâr
Erdkunde zu Berlin, II, 1867. (B. N.).
598. - Quadro estatístico e geographico da provincia de S. Pedro do
Rio Grande do Sul, organisado pelo bacharel Antônio Eleutherio do
Camargo. Porto Alegre (Typ. do Jorn. do Comm., de L. F. Cavalcanti de Al-
buquerque), 1868, in-4", de 185-III pp., 1 fl. inn., e 1 appenso contendo
mappas. (B. N.).
599. - Compêndio de geographia da provincia do Rio Grande do Sul.
Por Eudoro Berlink. Terceira edição. Porto Alegre, 1872, in-8.° de 103 pp.
(B. N.).
600. - Compêndio de geographia da provincia do Rio Grande do Sul
por Eudoro Berlink... Quarta edição, &. Porto Alegre, {Rio de Janeiro, Typ.
Perseverança), 1877, in-8", de 103 pp. (B. N.)
601. - Descripção do municijiio de Nossa Senhora da Conceição do
Canguçú, comarca de Piratiny (Resposta ao Questionário), dat. de 30 de
Março de 1881. (B. N.).
O r i g i n a l , com as assign. autogr. de Pedro Baptista Corrêa da Câmara e Mi-
guel de Jesus Vasques Filho, membros da commissão de estatística e limites da
Câmara de Canguçú. In-fol. 4 ff. não num.
60

602. - Descripção do municipio do Senhor Bom Jesus do Triumpho,


comarca do mesmo nome (Eosposta ao Questionário), 1881, cora off. da
Câmara. (B. N.)
Cópia authcnticada. In-fol. 4 pp.
C03. - Descripção do municipio de Itaqui, comarca do mesmo nome
(Resposta ao Questionário), d a t . d e 30 do Abril de 1881, com off. da Câmara.
(B. N.).
O r i g i n a l . In-fol. G pp. inn.
604. - Descripção do municipio de Jaguarão. (Resposta ao Questionário),
datada de 2G de Maio de 1881, com off. da Câmara. (B. N.).
O r i g i n a l . In-fol. 11 pp. inn.
605. - Descripção do municipio de S. João Baptista de Camaquan, co-
m a r c a de Camaquam. (Resposta ao Questionário), datada de 1 de .Maio do
1S81, com offieio da Câmara. (B. N.).
O r i g i n a l . I n - f o l . , ilo 8 p p . i n n .

Minas-Geraes:

004). - Geograpliia Histórica da Capitania de Minas Geraes.


Cópia. Soni nome do auetor nem data. ln-4.° 9 (anulemos do 10 11'., faltando o
í>.°, o alguns mappas demonstrativo*.
Kxp.: S. -M. u .Impenulur.
(!07. - Instrueção para o governo da cap. de Minas Geraes por José
J o ã o Teixeira Coelho. 1780. V. ./.Vc. do fnst. J/.ist., X V (1852), pg. 257.
(.!?. X.).
Contem: Descripção chorograpliica da capitania o sua historia.
liOS. - Memória sobre a cap. de Minas Geraes, seu território, clima, o
producçõcs metallicas: sobro a necessidade de se restabelecer e animar a
mineração decadente do Bra/.il: sobre o commercio e exportação dos me-
tacs, e interesses regios &. P o r José Vieira Couto. 1790. V. Jiev. do Inst.
7/ist., 2." ser., I V (1848), pg. 2S9. (15. .N.).
609. - Descripção dos Sertões de Minas, despovoação, suas causas, e
meios de os fazer Horcntes.
O r i g i n a l . Som data. In-4.° 3 ff.
Kxp.: Inst. llist.
610. - Panorama do Sul de Minas. Estudos orographicos. Altitudes. Es-
tudos Geológicos, e Mineralogieos. Estudos Hidrographicos. Vcgetaes do
Sul de Minas. Animaes. Insectos. Peixes. Aves. Águas medicinaes. Agri-
cultura. Temperatura. (Por José Franklin de Massena Silva).
O r i g i n a l . I n - f o l . 20 tf.
Kxp. Inst. Iíist.
611. - Breve Descripção Geográfica Fizica, c Política da Capitania do
Minas Geraes P o r Diogo Pereira Ribeiro de Vasconcellos. 1807. (B. N.).
Cópia, com nnnotaçõcs, sem nome do auetor. (Faltando o capitulo 12.°).
Cod. XIX (4-21), 12G tf. inn. 18X14.
612. - Idem.
Cópia cont. In-4.° 90 ff.
Kxju D. Antouia R. de Carvalho.
613. - Reflexões sobre a Capitania de Minas Geraes, escriptas da villa
de Piracatu em o 1." de Septembro de 1818 por Antônio da Costa R o c h a
Pitta. V. Correio Brasiliense, X X I I , X X I I I , 1819. (B. K ) .
Veja-se no mesmo jornal, vol. XXIII a « Carta ao redactor, em resposta á Me-
mória sobre o character dos habitantes do Minas Geraes», assignada por — Um
.constante leitor.
61

614. - Noticias e reflexões Estatísticas da Província de Minas Geraes


por Guilherme Barão de Eschwege. (1822?). Publicadas no tomo IX das
Mem. da Acad. Beal das Sc. de Lisboa (1825), de pg. 1 a 28. (B. N.).
Cópia. Cod. DXXI (9-28) 13 ff. inn. 34X18>/.,.
615. - (Noticia perfunctoria da província de Minas). No Becreador. Mi-
neiro, I (1845), pg. 2. (B. N.).
616. - Descripção da villa de Itabira de Matto-Dentro. No Becreador
Mineiro, I (1845), pg. 145. (B. N.).
617. - Relatório do tenente João José da Silva Theodoro, encarregado
pelo ... doutor Quintiliano José da Silva Presidente da província de Minas
Geraes de levantar o mappa topographieo dos municípios do Presidio,
Pomba, e S. João Nepomuceno, e de verificar as divisas entre a dita pro-
víncia, e as do Rio de Janeiro e Espirito Santo pelo lado de Campos e
Itapemirim. Ouro Preto, Typ. do Echo de Minas, 1847, in-4.° de 23 pp.
Exp.: D. Antoniu R. de Carvalho.
618. - S. João d'FJEei. No Becreador Mineiro, VI (1847), pg. 1105,
(B. N.).
619. - Memória sobre a divisão da província de Minas por A. S. de S-
offerecida á Gamara Municipal da cidade da Campanha. S. Paulo, Typ.
Litteraria, por J. E. S. Cabral, 1854, in-4.° de 12 pp. (B. N.).
620. - DioBrasilianische Provinz Minas Geraes. Original Karte nach den
offiziellen Aufnahmen dos civil-ingenieurs H. G. F. Halfeld, 1836-55, unter
Benutzung iilterer Vesmcssungen und Ivarten gez. von Friedrich Wagner.
Beschr. Text von J. J. von Tschudi, 1862. Gotha, J. Perthes, 1862, in-4>gi\,
com ch. (Extr. do Petermann's Geogr. Mittheilungen).
Exp.: Dr. J. B. Toixotü
621. - Apontamentos da população, topographia e noticias chronologicas
do Município da cidade de S. João Del-Roi província de Minas-Oicraes ...
Por José Antônio Rodrigues &. S. João J)'Él-Bei, typ. de J. A. Bodriijues,
4.° de 2 7 - I X pp.
Exp. Inst. Hist.
622. - Descripção dos sertões de Minas &. V. Bev. do Inst. Hist., XXV
(1862), pg. 430. (B. N.).
623. - Noções geographicas e administrativas da província du Minas
Geraes por Henrique Gerber ... Com uma planta topographica do Ouro
Preto. Bio de Janeiro, Typ. de Georges Leuzinger, 1863, ia-4.° de 1 fi.-S5 pp.
-1 inn. (B. N.).
624. - Relatório do eng. "Whitaker sobre a exploração da serra da Man-
tiqueira. No Belat. da Agricultura de 1S67, aim. M. (B. N.).
625. - Tabeliã das Altitudes sobre o nivel do oceano dos principaos lu-
gares, e montes da Carta Topographica de Minas G.s Pelo Dr. José Fran-
klin Masccna. 1S67.
A u t o ^ r a p h o . In-fol. 7 ff.
Exp.: Inst. Hist.
626. - Ponte-Nova, por Bcrnardino de Brito. V. A Luz, I (1872, pg. 15S
-159. (B. N.).
627. - Topographia de S. Thomé das Lottras, por Marianno Eug. de
S. Ferraz. V. A Luz, I I (1873), pg. 98-100. (B. N.)
628. - Geosraphical Notes on the Province of Minas Geraes. By Hen-
rique Gerber. V. Joum. of the B. Geogr. Soe, XLIV, 1874. (B. N.)
62

629. - Tratado do geographia descriptiva especial da província de Minas


<reraes ... Por José Joaquim da Silva &. Juiz de Fora, G. C. Dupin, Typ.
do Pharol, 1878, in-4.° de 177 pp. num. com appendice, ecrata e índice.
(B. N.)
630. - Guia de viagem ás águas mmeraes de Caxambú. Breve noticia,
contendo um ligeiro esboço histórico da descoberta destas águas, o roteiro
d a Corte a Caxambú, a descripção da povoação e o resumo da analyse
-official das água». Por J. Tinoco. & Rio de Janeiro, Typ. G. Leuzinger &
Filhos, 1881, in-8.* (B. N.)
631. - Descripção topographica e histórica do município do Curvello e
comarca da Paraopeba pelo padre Severiano de Campos Rocha. 188L
(Resposta ao Questionário), dat. de 12 de Maio de 1881, cora off. do auetor.
(B. k)
O r i g i n a l e autágrapho. In-4.° 73 ff. num.
632. - Descripção do município da Cidade do Turvo - (Pelo dr. Ernesto
d a Silva Braga). (Resposta ao Questionário), datada de 16 de Maio de 1881
com off. da Câmara. (B. N.)
O r i g i n a l . In-fol. 25 ff. inn.
633. - Descripção do município do Bom-Sucecsso, na comarca do Rio
das Mortes. (Resposta ao Questionário), dat. de 23 de Maio do 1881, com off.
d a Câmara. (B. N.)
O r i g i n a l . In-fol. 2 ff.
634. - Descripção do município de S. João d'El-Rei, comai'ca do Rio
d a s Mortes. (Resposta ao Questionário), por Aureliano Pereira Corrêa Pi-
mentel com off. da Câmara d a t . de 18 de J u n h o de 1881. (B. N.)
O r i g i n a l . In-fol., de 18 pp. e mais 3 com documentos, todos num.

Goyaz:
635. - (Carta do cap. mór J o ã o de Godocs Pinto da Silveira sobre a
demarcação da capit. de Guaiaz com a do Matto-Grosso). 1761. V. Rev. do
Inst. Hist., V I I (1845), pg. 221. (B. N.)
6 3 6 . - M e m ó r i a sobre o Descobrimento, Governo, População e Couzas
mais notáveis da Cap."'* do Goyaz. (Pelo p. Luis Antônio da Silva c Sousa.)
Duas Cópias. In-4.° 8-5 ff. - In-4.» 137 pp. Foi publ. na Eev. do Inst., 2.* ser-
V (.1849), pg. 429.
Kxi>.: Inst. Hist.
637. - Memória Estatística da Proviucia de Goyaz dividida pelos Jul-
gados das duas Comarcas, e na forma do Elencho enviado pela Secretaria
do Império : escripta por determinação do Excel. Conselho Administrativo
da Província, c conforme as informações,, que se receberão dos differentes
Julgados (pelo p. Luiz Antônio da Silva c Sousa, que ass.) Rio de Janeiro,
Typ. Nacional, 1832, in-4°, de 89 pp. ( B . N.)
638. - Not. das novas povoaçües de S. Pedro do Alcântara e S. F e r
nando, civilização da nação Maeamecran, estrada p a r a o Pará. V. O Pa-
triota, 2.* ser. n.° 3 (1813), pg. 61. (B. N.)
639. - Oflicio do Caetano Maria Lopes Gama, datado da cidade de
Goyaz a 21 de Novembro do 1826 c dirigido a José Feliciano F e r n a n d e s
Pinheiro, em que dá esclarecimentos necessários para se conhecer da pos-
sibilidadu c proveito da abertura de uma estrada que vá de algum ponto
• Tosta província até ás cabeceiras do rio Mojú ou Igarapé-mirim na do
Pará. o outros objectos. (B. N.)
O r i g i n a l . O d . CDV (10-7) doe. sob n.° 23. 7 ff não num. 25 )< 15.
63

640. - Informação acerca da navegação na província de Goyaz, por


Vallée. 1857.
O r i g i n a l . In-fol. 6 ff.
£xp.: Inet. Hist.
641. - Chorographia histórica da prov. de Goyaz, pelo brigadeiro fiay-
mundo José da Cunha Mattos. V. Mev. do lnst. Hist., XXXVII, 1.* p.
(1874), pg. 213; XXXVIII, 1.* p. (1875), pg. 5. (B. N.)
642. - A província de Goyaz na Exposição Nacional de 1875, por Al-
fredo de Escragnolle Taunay. Mio de Janeiro, Typ. Nacional, 1876, 4." (B. N.)
643. - Descripção do município de Entre Eios, comarca do Paranahyba.
(Eesp. ao Questionário), datada de Entre-Eios a 14 de Abril de 1881. (B. N.)
O r i g i n a l . In-fol. 3 ff.
644. - Descripção do município de Pouso-Alto, da comarca do Eio-Co-
rumbá. (Eesposta ao Questionário), datada de 12 de Maio de 1881, com off.
da Câmara. (B. N.).
Orfginal. In-fol. 4 ff.
645. - Descripção do município de Morrinhos, comarca de Sancta Cruz,
(Eesposta a*o Questionário), datada de 13 de Maio de 1881, com off. da Câ-
mara. (B. N.)
Original. In foi. 5 ff.
646. - Descripção do município de.Catalão, comarca do Eio Paranahyba,
(Por Francisco Victor Rodrigues). (Eesposta ao Questionário), datada de 27
do Maio de 1881. (B. N.)
Original. In foi. 22 ff. inn., com uma « Carta do Município de Catalão tra-
çada a pcnna » 85 X Co cent.

Matto-Grosso:
647. - Eelação das povoaçons do Cuyabá, e Mato grosso desde seus
princípios thc os prez." tempos. (Por Jozò Barboza de Sàa.) 1775.
Original. In-fol. 82 ff.
Exp.: barão dn 1*CQ)IO.
648. - Idem. Cópia moderna. In-fol. de 02 pp. num. (B. N.)
649. - Estensão, População c limites da Cidade de Santa Cruz de Cu-
rumbá. Por Miguel Paes de Barros. 1779. (B. N.)
C ó p i a . In-fol. 4 ff.
650. - Observações astronômicas e physicas feitas na Capital do Villa-
Bclla no Palácio da Eezidencia dos Senhores Governadores Generaes desde
15 de Fevereiro até 7 de Agosto de 1782. (Por F. J. de Lacerda o Almeida
e A. P. da Silva Pontes, astrônomos.)
C ó p i a moderna. In-fol. 3 pp.
Exp.: Iust. Ilist.
651. - Eegistro de uma Carta de S. Ex.* para a Secretaria d'Estado
Ultramar.* acompanhando uma memória feita pelos mathematicos dos grãos
de latitude Austral Longitude do merediano da Ilha do Ferro cm quo se
considera achar esta Capital de Matto Grosso e o mais concernente de que
trata, De Villa Bella, 11 de Agosto de 17S2. (B. N.)
C ó p i a moderna. In-fol. 2 ti'.
G52. - Carta do Dr. Lacerda a S. E>;.a sobre varias observações astro-
nômicas que fez pelo Forte do Príncipe da lieira e estrada quo fez pelos
rios Baures c Mamoré. De 2S de .Maio de 1T6Ú. \Y:. N.)
C ó p i a lavcU-rna. In-íol. 3 ff.
64

653. - Informação de quo se trata na ordem retro f. 125 dada p e l a


velho João Martins, a qual foi sem numero. (B. N.)
Cópia mod. In-fol. 2 ff. Datada de Villa Bella a 16 de Fevereho df> 1784 e
assign. por Manoel Vclloso Rabello e Vasconcellos, versa acerca das lagoas libe-
rava e Mandioré.
654. - Carta de S. Ex.* (Luis de Albuquerque de Mello Pereira e Ca-
ceres) p a r a o Dr. Lacerda sobre varias observações astronômicas que devo
fazer quando subir do F o r t e do Príncipe da Beira p a r a esta Capital. De
Villa Bella 22 de Janeiro de 1784. (B. N.)
Cópia moderna. In-fol. 1 fl.
655. - Noticia da situação de Mato-Grosso o Cuyabá: estado de uma
e outras minas e novos descobrimentos de ouro o diamantes por José
Gonçalves da Fonseca. V. Rev. do Inst. Hist, X X I X , 1." p. (1866), p.'. 352.
(B. N.)
656. - Sobi'e a Nova Gruta, que modernamente se descobrio, ao pó do
Arrayal das Lavrinhas, no Anno de 1788, veja-se o q achei escripto nas
Memórias da Câmara de Villa Bella (Pelo dr. Alexandre Eodrigues Fer-
reira). (B. N.)
A u t o g r a p h o . Cad. CXXI [10-22] sob n.° 2. 1 fl. 28 X 13.
657. - Viagem á Gruta das Onças. P o r Alexandre Rodrigues Ferreira.
1790.
O r i g i n a l . 9 ff. inn. 23 '/2 X 10.
Exn.: D. Antoniu R. do Carvalho.
658. - Viagem á Gruta das Onças, por Alex. Rodrigues Ferreira. 1793.
V. Rev. do Inst. Hist, 2." ser. V (1849), pg. 87. (B. N.)
659. - Viagem a Gruta do Inferno. (Por Alexandre Rodrigues Fer-
reira).
A u t o g r a p h o . 2 ff. inn. 24 X !*•
Exp. D. Antoniu R. do Carvalho.
660. - Discripção da Gruta do Inferno, no morro da Nova Coimbra
sobre o Paraguay. Pelo Doutor Alexandre Roiz Ferr." Encarregado por
S. Magestadc F. da expedição Filosófica e natural nas Capitanias do Para,
Matto Grosso, e Cuiabá. Anno M.DCC.XCI. (B. N.)
Cópia contemporânea. In-fol. 4 ff. Publ. na uEev. do Inst.», IV (1812)
pg. 3(i3 e no «Ost. Brás.», I (1845-40) pg. 154.
661. - Prospecto Filosófico da Serra de S. Vicente, o seus Estabeleci-
mentos por Alexandre Rodrigues Ferreira. 1790.
Cópia incompleta.. 19 ff. inn. 19 X 10-
Exp.: D. Antonia R. de Carvalho.
C62. - Obscrvaçoens Astronômicas, e Physicas, praticadas no Território
Limitrophe desde os suburbanos de Villa Bella, nos Reconhecimentos, que
se tem constantemente proseguido, por 0 ' r d e m do lll. mo e Ex. mo Snr. Gene-
ral Commissário. encarregado da Real Demarcação, o Ex. m ° Snr. Luis de
Albuquerque, de Mello, Pereira, e Cáceres &.* (B. N.)
Cópia, por lcttra de A. 11. Ferreira, sem data. Cod. CLXVIII (10-34) a
ff. 4. 1 pg. 27 X 17-
663. - Memória Phisico-Geografica acompanhada de h u m plano das
Lagoas Gayva l i b e r a v a e Mandiorem q offerece ao Snr. D . " Alex." Ro-
drigues Ferr." Naturalista a serv. 0 de S. Mag. e por seo Condiscipulo e Cr. 0
obr.m° D. r Pontes (Antônio Pires da Silva Pontes). D a t a d a de 29 de Maio
de 1790. B. N.)
A u t o g r a p h o . Cod. CXXVJ (10-27). 1 fl. 14 pp. 1 fl. 23 X 17.
65

664. - Discripção Topográfica da Província de Mato Grosso com enpla-


nações p a r a a agricultura, mineração &. ( P o r Joaquim J o s é d a Silva.)
Cópia. Sem data. In-fol. 3 ff.
Exp.: Arch. Mii.
665. - Reflexões sobro a capitania de Matto-Grosso ... pelos tenentes
coronéis ... Joaquim José Ferreira e Ricardo Franco de Almeida Serra.
V. Rev. do Inst. Hist, 2.» ser., V (1849), pg. 377. (B. N.)
666. - Discripção Geográfica da Capitania do Matto Grosso Ofterecida
ao 111.°" e Ex. m o Senhor Caetano P i n t o «de Miranaa Monte Negro, Caval-
leiro Proffeço na ordem de Cristo, do Conselho de S. Magestade, Sexto
Governador, e Capicão General da mesma Capitania. Anno de 1797.
(B. N.)
Cópia contemporânea. Sem nome de auetor; mas é de Ricardo Franco de
Almeida Serra. Incompleta. In-4", 30 ff. não num.
667. - Idem. Cópia contemporânea. In-4.° 110 fls. inn.
Exp.: S. M. o Imperador.
668. - Idem. Cópia moderna. In-fol. 97 pp.
Exp.: Arch. Mil.
669. - Idem. Cópia moderna. In-fol. 93 ff.
Exp.: Inst. Hist.
Foi publicada esta Descripção no «Patriota», 1813-14; no «Medico do Povo» de
1851, e na «Rev. do Inst.», XX (1857), pg. 85, com mapp.
670. - E x t r a c t o da Descripção Geográfica da Capitania de Matto Grosso,
feita cm 1797, por Ricardo Franco de Almeida Serra. Cuiabá 1831. A. Le-
verger.
In-fol. 21 ff. Foi publ. na «Pvev. do Inst.», VI (1844), pg. 156.
Exp.: Arch. Mil.
671. - Memória ... sobre a capitania de Mato Grosso, por Ricardo
Franco de Almeida Serra,... em 31 de Janeiro de 1800. V. Rev. Trim. do
Inst. Hist., I I (1810), pg. 19. (B. N.)
672. - Discripção Geographica ; e Topographica da Província de Mato
Grosso, seguida do um Mapa respectivo ás suas longitudes e latitudes. ( P o r
João Joq. m da S." Guim. M )
A u t o g r a p l i o . In-4." 110 ff. e 1 cópia, in-fol. 107 ff.
Exp.: D. Antonia R. de Carvalho.
673. - Noticia da V.» de Cuyaba. (B. N . )
Cópia. Sem nome de auetor, nem data. Cod. XCI (7-1) a ff. 27. 1 pg.
22 X !«•
674. - Notice sur Ia province de Matogrosso, p a r le p. M. Ayres do
Cazal. X. Nouv. Ann. des Voyages, X I (1821). (B. N.)
675. - Officio do eng.° Luiz d'Alincourt em 10 de Novembro de 1824,
contendo noticias... sobre a p a r t e meridional da prov. de Matto Grosso.
V. Rev. do Inst. Hist, X X (1857), pg. 332. (B. N.)
676. - Resumo das explorações feitas por Luiz d'Alincourt, desde o
registo de Camapuã até a cidade de Cuyabá. 1825. V. Rev. do Inst. Hist.,
X X (1857), pg. 334. (B. N )
677. - Resumo das observações estatísticas feitas por Luiz d'Alincourl,
desde a ejdade do Cuyabá ate a villa do P a r a g u a y Diamantino. (1826).
V. Rev. ão"Inst. Hist., X X (1857), pg. 345. (B. N.)
078. - Rozultado dos trabalhos, e indagações Statisticas da Província
de Mato-Grosso, por Luiz d'aliucourt, Sargento mor Engenheiro, Encarrc-
66

gado da Comissão Statistica, e Topográfica acerca da mesma Província.


Cúyabá 1828. (B.N.)
O r i g i n a l , com a assig. autogr. do auctor. Cod.CDXLIX (16-109) 1 fl., 40 pp.
num.
Foi impresso nos vols. I I I (1877-76) e V I I I (1880-81) dos ANNAES DA BIBL.
NACIONAL com uma introducção do sr. A. do Valle Cabral.
679. - Memória Geographica e Histórica sobre a vasta Fronteira da
Província de Matto-Grosso, com a descripção dos Postos que a guarnecem,
sua origem, qualidade de Fortificações, e seu estado actual. Offerecida ao
Ill.mo e Ex.mo Sr. Joaquim d'01iveira Alvares, Ministro e Secretario d'Estado
dos Negócios da Guerra. Por Antônio José Rodrigues Brigadeiro do Impe-
rial Corpo de Engenheiros. Em o anno de 1829. (B. N.)
Cópia. Cod. CCXXIX (16-95). 23 ff. num. 2 7 X 1 5 .
680. - Algumas lembranssas sobre a preferencia que deve ter huma ou
outra das duas estradas projectadas para a Província de Matto-Grosso (por
Joaquim Francisco Lopes em 1841, pouco mais ou menos). (B. N.)
O r i g i n a l . Cod. CXCIII (16-59) sob n.° 1, 8 ff. não num. 30 X 19-
Ha uma cópia no mesmo Cod. CXCIII (16-59) sob n.° 2.
Ha outro exemplar, porém incompleto, no fim das «Derrotas de Joaquim Fran-
cisco Lopes», descripto em seu logar.
681. - Algumas noticias médicas, e outras observações acerca da prov.
de Matto-Grosso. pelo dr. F. Sabino. V. Arch. JUed. Braz., I I I (1847), pg.
97, 121 e 169. (B. N.)
682. - Descripção da Lagoa Mandioré. (Por Francisco Nunes da Cunha.)
1854.
C ó p i a auth. In-fol. 1 fl. com 1 oh. da lagoa.
Exp.: S. M. o Imperador.
683. - Observações sobre a carta geogr. da prov. de Mato Grosso. Por
Augusto Leverger. 1862. V. Rev. do iiist. Hist, XXV (1862), pg. 346.
(B. N.)
684. - Noticia sobre a Província de Matto Grosso. (Pelo barão de Mel-
gaço). 1863. (B. N.)
Cópia. In-fol., 47 ff. num.
685. - Breve memória relativa á chorographia da prov. de Matto
Grosso por Augusto Leverger. V. Rev. áo List. Hist., XXVIII, 1.* p.
(1865), pg. 129. (B. N.)
686. - K. von Kósoritz: Zur Hydrographio der bras. Provinz Matto
Grosso. V. Globus IX, 1866. (B. N.)
687. - Noticia sobre a província de Matto Grosso seguida d'um Roteiro
•da viagem da sua capital á S. Paulo. Por Joaquim Ferreira Moutinho.
S. Paulo, Typ. de Henrique Schroeder, 1869, in-4.°, com retr., e cst. (B. N.)
688. - Província de Matto Grosso, por Th. Pompeu de Sousa Brazil.
V. A Luz, II (1873), pg. 145, 153, 161, 169, 177, 185, 193 c 201. (B. N.)
689. - Observações sobre a carta geral do Império relativas á província
•de Matto Grosso pelo barão de Melgaço. Rio de Janeiro, Typ. Nacional, 1877,
iu-4.° (B. N-)
690. - Dicciouario gcographico da província de Matto Grosso. 1.* parte.
O r i g i n a l . In-fol. 7 quadernos contendo no todo 134 ff. num.
Seguem-se :
« Apontamentos chronologicos da Capitania de Mato Grosso». 2.» e 3.* partes.
O r i g i n a l . Por Augusto Leverger, l>a"ã;> de Melgav". In-fol. 235 pp. num.
para a 2.» parte e 00 pp. num. para a >!." 0,r.nTC!ii ainda 42 pp. de imtas A esta
parte e uma rehteãj dos euiinmndante? da- armas, vice-presidontes, juizes de direito
67
lettrados, chefes de policia effectivos e interinos, juizes municipaes lettrados e
•outros empregados e funccionarios públicos da província.
Acompanham-n'o8 os opusculoa seguintes: «índios da Prov.* de Matto Grosso»
<e «Apontamentos sobre eleições na Prov.* de Mato Grosso».
E' o trabalho mais completo que até ao presente se tem escripto sobre Matto-
Grosso como capitania e como província. Comprehende do anno de 1718 ao de
1878.
691. - Esboço chorographico d a província d© Matto-Grosso. V. Viagem
ao redor do Brasil, pelo S r . JoSo Severiano da Fonseca, I (1880), p g . 9 - 223.
(B. N.)

Roteiros
692. - A r u t t i e r or course to be k e p t for him t h a t will saj-le from Cabo
Verde t o t h e coast of Brasil, and ali along t h e coast vnto t h c riuer of
P l a t e : and namely first from Cabo Verde to Fernambuck. V. HakluyVs Coll.
1811. I V . pg. 220 ( B . K )
693. - Hidrographia, exame de pilotos, no qval se contem as regras
q v e todo Piloto deue g u a r d a r em suas nauegações Com os Eoteiros de
P o r t u g a l pera o Brasil, Eio da P r a t a , Guiné, S. Thomé, Angolla, & índias
de Portugal, & Castella. Composto por Manoel de Figueiredo &. Lisboa,
Jmpr. por Vicente Aluarez, 1625, in-4° peq. (B. N . )
V. sobre este Roteiro, assim como sobre os de Pimentel: «Cartas bibliogra-
phicas, » por A. do Valle Cabral, na Rev. Brazileira de 1880.
6 9 4 . - I d e m . Ibi, Iorge Rodrigxtez, 1632, in-4° (B. N.)
Traz trez appendices : 1.° «Roteiro e Navegaram de índias, e Ilhas Occidentais « ;
2o « Roteiro de Portvgal pera oa índia por Vicente Rodrigues, & Pilotos moder-
nos. Segunda vez impresso » ; 3 « Kalendario perpetro dos doze mezes do anno, com
as lvas, logar <ão sol, nos doze Signos do Zodíaco, & Sanctos dos Mezes. »
A' fl. 49 occorre o—« Roteiro de Portvgal pera o Brasil».—
6 9 5 . - L e Grand routier de m e r de Iean Hvgves de Linschot... Conti-
i i a n t une instruction des routes & cours qu'il convient tenir en Ia Naviga-
tion des Indes Orientales, & au voyage de Ia coste du Bresil, des Antilles, &.
Trad. de flameng en françois. Amsterdam, Evert Cloppenburgh, 1638, foi.
(B. N . )
Os cap. LIX a LXII dizem respeito ao Brazil.
6 9 6 . - A r t e pratica de navegar e regimento de pilotos... P o r Lvis Serrão
Pimentel &. Lisboa, Antônio Craesbeeck de Mello, 1681, in-fol. (B. N.)
A' pg. 209 ii Roteiro da navegação do Briisil, Guiné &. »
697. - A r t e pratica de navegar e roteiro das viagens e costas maríti-
mas do Brasil, Guiné, Angola, índias e Ilhas Orientaes e Occidentaes ,
por Manoel Pimentel &. Lisboa, Off. de Bernardo da Costa de Carvalho, 1C99,
in-fol. peq. (B. N.)
698. - A r t e de navegar... & roteiro das viagens, e costas marítimas de
Guiné, Angola, Brasil, índias, & Ilhas Occidentaes, & Orientaes. Airova
novamente emendadas, & accreFontadas muitas derrotas novas. P o r "Ma-
noel Pimentel &. Lisboa, Off. Real Beslandesiana, 1712, in-fol. cst.
De pg. "275- 310 occorre um «Roteiro do Brasil».
0 9 9 . - T h e Brazil P i l o t ; or, a description of the coast of Brazil. Trans-
lated from t h e portuguese of Manoel Pimentel, &. London: printed for
Lonqman, IL.rrst, Rces, and Orme, !»j C. Stoicer. 1809, in-4° com chart.
(B. X.)
68

700. - Roteiro Occidental para a navegação da costa, e portos do Bra-


sil. Por J. J. P. (Jacintho José Paganino.) Lisboa, na Off. Patr. de Fr. L.
Ameno, 1784, in-4°. com ch. (B. ET.)
701.-Guia dos navegantes, quo contem os rumos da agulha, e distan-
cias de lugar a lugar em léguas de 20 ao grão, para as principa.es costas
de Europa, África, America Meridional, Ilhas da Madeira, Canárias. Açores,
o Cabo Verde... Por J. P. do S. Segunda edição. Lisboa, Simão Thaddeo
Ferreira, 1801, in-4° obl.
Exp.: Bibl. dy Marinha.
702. - Descripçuo Hydrographiea c Roteiro de Cabotage da Costa do
Brazil desde o Cabo de Santo Agostinho até a Bahia da Traição. Para
accoinpanhar a Carta da mesma Cos,. , que... levantou Jozó Fernandes Por-
tugal Sargc;nto-mor d'Artilhcria de Pernambuco nos Annos de 1809, 810
e Sll.
C ú p i a . I n - 4 " S r . l(j tt'.-3G4 p p . n u m .
Exp. : Auli. Mil.
703.-Roteiro o mappa da viagem da cidade de S. Luiz do Maranhão
até a corte do Rio de Janeiro, feita por ordem do Governador, c Capitão Ge-
neral daquella Capitania, pelo coronel Sebastião Gomes da Silva Berford,
&,. Mio de Janeiro, na Impressão Regia, 1S10, in-8.° gr. (B. N.)
704.-Roteiro para seguir a melhor estrada do Maranhão para a Corto
<lo Rio de Janeiro. Por José Pedro César de Menezes. V. O Patriota, 2a ser.,
n.° G (1813), pg. 6, c Rev. do Inst. III, pg. 464. (B. N.)
705.-The Brazil pilot; or, sailing directions for the coast and barbours
of Brazil, by Messrs. "Warner and Harris &... Compiled... by Joscph Foss
Dessiou, &. London, W. Faden, 1818, 8.°.
Ex. : Inst. Hist.
700.-Roteiro das Capitanias do Pará, c Maranhão, Piauhi, Pernambuco
e Bahia pelos seus Caminhos, e Rios Centraos, por Manoel Jozé de Oliveira
Bastos. Rio de Janeiro 1819.
C ó p i a c m i t c m p . I n - 4 0 u r . 11 ft'. I m p . n a « E e v . T r i m . do I n s t . H i s t . » , 2." ser.
I (1840), p - , 527.
Exp. : D. Antc.nia K. do Carvalho.
707.-Instrucções praticas em forma de roteiro para os pilotos saberem
dirigir a sua derrota aos portos do reino do Brazil, com todas as precisas
advertências para a entrada no Rio de Janeiro; <&. Lisboa, Imp. 2\ac, 1821,
in-4». (B. X.)
708. - índia Directory. or directions for sailing to and from the East
Indies, China. Austrália, Cope of Good Hope, Brazil and the interjacent
ports... By James Iiorsbourgh. Vol. I. Fourth edition. London, TF. H. Allen
.(•• C, 1S36, in-4».
Exp.: líibl. de Marinha.
709. -Derrotero de Ias costas de Ia America Meridional. Comprehcndi-
das entre Ia islã de Santa Catalina y ei Maranhão; y entre Ia misma y
ei rio de La Plata. Escrito em francês por ei baron Roussin, y ei Capitan
Barrai. Traducido por d. Juan Doy y Carbonell, &. Barcelona, Impr. de
D. A. Albert, 1S44, in-4° gv. com est.
Exp. : D. Antonia li. de Carvalho.
710.-Apontamentos para a formação de hum Roteiro das costas do
1'i'aíil, com algumas reflexões sobre o interior das províncias do litoral, e
suas prodiieções. Por José Saturnino da Costa Pereira, official engenheiro,
o s. iiudor do iivij.' ri.:. I,'io de Janeiro, na Typ. Racional, 1S48, in-4"., de 2 ff.-
22S-4 r P . (11. ZV;
69

711. - Eotciro geral dos mares, costas, ilbas c baixos reconhecidos no


Globo. Extrahido das de.scripçõcs c diários dos mais celebres e acreditados
•navegadores c babeis astrônomos e hydrografos. Por ordem da Academia
Eeal das Scicncias de Lisboa.-Parte undceima.-Que comprchendo as Costas
do Brazil de Cabo Norte até ao Eio da Prata, com a Patagônia, Cbili c
Peru até ao Istlimo do Panamá, com as ilhas adjacentes c navegação nes-
tes mares. Por Ant. Lopes da Costa Almeida... Seg. edição, &. Lisboa,
Ti/p. da Academia, 1840, 4".
K x p . : Dr. Kernando Mondes de Almeida.

712. - Eenseignements sur Ia coto méridionale du Erésil et sur le Eio


- d c - l a - P I a t a , vcceuillis dans Ia campagne hydrographique de Ia gítbare
VE'mvlation, 1830-1832, par M. Barrai, &. Paris, Imp. Adm. de Paul I)u-
}pont, 1840, in-8.°
Kxp. : IJilil. de Miirinlia.

713. - Guida gencralc delia navigazione por lc coste settentrionali ed


oriontali deli' America dei sud dal Rio delia Plaía ai Pará, accompagnata
dalla descrizione de' principali grupi di Madcra, delle Canário, deli Azore
c dol capo Verde, delle isole di Fernando Noronha &:.... Aggiuntavi 1'espo-
sizione delle carte dei venti c delle correnti dei ..Maury... per Eugênio Ro-
driguez k. Napoli, Iteale Tip. Militare, 1S54-57, 2 vols. gr. in-4.° com est. e
um atlas in-fol. (B. N.)
714. - Sailing directions for thc coast of Brazil: from Cape Frio (o
Cape Santa Maria. Compilcd chicíly from tlio Survcys made b}7, Baron
Roussin and M. Barrai &. London, by James Imray and Son, 185G, in-8.°
Kxp.: llilil. de 3I:irhiliii.

715. - Sailing directions for thc coast of Brazil; from Maranham to


Rio Janeiro. Including remarks on thc winds, cnrrcnts, scasons, &. and
instruetions for thc routos from Europe and thc United States to thc prin-
cipal ports. London, by James ímray and Son, 1S56, in-8.°
Kxp.: líibl. de Mtlrinlia.

71G. - Jtoteiro da costa do norte do Brasil... pelo piloto, ... Joaquim


Duarte de Souza c Aguiar. S. Luiz, Tijp. Maranhense, Imp. por J. A. Pires,
1857, in-8.° de 2 ff. - 7 0 pp. - 2 ff. inn.,'eom um quadro. (B. N.).
717. - N.° 100. Instruetions pour.naviguer sur Ia cote septentrionalc du
Brésil et dans lc fleuve dos Amazoncs, par M. li. Tardy do Montravel, ...
pour faire suite au Pilote du Brésil. Eéimprossion de 1'édition de 1847, &.
Paris, Impr. Adm. de Paul Dupont, 1SG2, in-8.°
Kxp.: BiM. de Marinha.
718. - Thc coast of Brazil. Volume I. From Cape Orangc to Rio
Janeiro. Compilcd at thc United States Ilydrographic Ofíicc by Lieutenant
-Commander II. II. G-orringe &. Washington: Government Printimj Office,
1873, in-8.° gr., est. (B. N.).
719. - Ministério da Marinha. Instrucções organisadas polo capitão
do fragata A. Tamborim, a bordo da canhoneira Araguary, cm cumpri-
mento do Aviso n.° 1635 de 30 do Julho de 1S73. (Avisos aos navegantes :
para demandar a barra da Victoria, os portos da Bahia, S. Francisco, Per-
nambuco, Parahyba, e a barra velha de Iguarassú). Rio de Janeiro, Typ.
Nac, 1874, G ff. in.4.°
Exp.: Bibl. de Marinha.

720. - The South America Pilot. Part I. East coast of South America,
from Cape St. Eoque to Cap Virgins... Compiled by James Penn. Second
edition. Part II. Comprising Magellan Strait, Tierrá dei Fuego and Avest
coast of South America... By Captains Phillip Parker King and Eobert
70

TUtzroy. Seventh edition. London, pr. for the Hydrogr. Office, Admirálty,
1874-1875, 2 vols. in-8.'
Exp.: Bibl. de Marinhe.
721. - Sailing directions for the coast of Brazil included between Ma-
ranhão and Eio de Janeiro. Compiled chiefly from the Surveys made by
Baron Eoussin and M. Mouchez &. London, James Imray & Son, 1875, in-8."
Exp.: Bibl. do Marinha.
722. - Eoteiro da costa do norte do Brazil desde Maceió até o Pará...
Por Pelippe Francisco Pereira, pratico da mesma costa. Pernambuco, Typ.
do Becife, 1877, in-4." de 170 pp.-l ff. inn. com tabellas e ch.
Exp.: Bibl. de Marinho.
723. - Navigation aux cotes du Brésil; por M. le baron Eoussin, &•
Paris, de VImprim. Boyale, 1821, in-8.°
Exp.: Conselheiro José 'Maurício Fernandes Pereira de Barros.
724. - Le pilote du Brésil ou description des cotes de 1'Amérique Mé-
ridionale, comprises entre 1'ile Santa-Catarina et celle de Maranão... par le
b.™ Eoussin. Paris, de VImpr. Boyale, 1827, in-8.° e um volume in-fol. de
atlas. (B. N.).
725. - Le Pilote du Brésil ou description des cotes de l'Amérique Mé-
ridionale comprises entre l'ile de Sai.ta-Catharina et celle de Maranhão
avec les instructions nécessaires pour atterrer et naviguer sur ces cotes.
Par M. le Baron Eoussin... Seconde édition. Paris, Tmpr. Boyale, 1845, in-8."
Exp.: Bibl. de Marinha.
726. - O piloto do Brasil ou descripção das costas da America Meri-
dional entre S.° Catharina e Buenos-Ayres, e instrucções para navegar nos
mares do Brasil. Por M. Baral, capitão de corveta. Executada por ordem
do governo francez em continuação ao Piloto do Brasil, pelo barão Eoussin.
Bio de Janeiro, Typ. Commercial de P. Guefier, 1834, in-8.° gr. de 114 pp.
Exp.: D. Antonia R. de Carvalho.
727. - Memória tendo por objecto principal a Hydrographia do
Brazil, e o conceito que corresponde aos trabalhos respectivos de Mr.
Eoussin. Por José Maria Dantas Pereira. V. Mem. Acad. Sc. Lisb., X, 2.*
p. (1830), pg. 229. (B. N.).
728. - Description of, and sailing directions for, the eastern coasts of
Brasil, from Seara to Santos; including the island of Fernando Noronha,
A\}th the harbours of Pernambuco, Bahia, or St. Salvador, Eio de Janeiro,
k. By John Purdy &. London: printed by Weed and Bider, 1818, in-4.°
(B. N.).
729. - Description of, and sailing directions for, the northern coast of
Brasil, from the flats of St-Eoque to Para... By John Purdy... Third edi-
tion... London, for B. H. Laurie, 1834, in-8.°
. Exp.: Bibl. do Marinha.
730. - The Brasilian Navigator; or, saiiing directory for ali the coasts
of Brasil, etc. from the river Pará to the Eio de Ia Plata, including gen.
instructions for the routes, both from England and from North America,
•\vith descript. of Madeira, Canary, and Cape Verde islands Fernando No-
ronha, etc. By John Purdy; third ed., improved by Alex. G. Findlay &.
London, for Bichard Holmes Laurie, 1851, in-8.°
Exp.: Bibl. de Marinha.
731. - Idem. Fourth ed..., by Alex. G. Findlay. London: Bichard Holmes
Laurie, 1854, in-8.° gr.
Exp.: D. Antonia R. de Carvalho.
732.-Idem. Fifth edition... by Alexander G. Findlay, &. London: for
Bichard Holmes Laurie, 1862, in-8°. (B. N.).
71

733. - A sailing directory for the Ethiopic or South Atlantic Ocean in-
cluding the coasts "of South America and África. The scventh edition. By
Alexandcr George Eindlay, &. London, for Richard Holmes Laurie, 1871 r
in-8" com est. e ch.
Exp.: Cap. de fragata L. V. de Saldanha da Gama.
734. - Idem. The eighth edition. By Alexander G. Findlay, &. London,
for Bichara Holmes Laurie, (1875), in-8." com est. e ch.
Exp.: Bibl. da Marinha.
735. - Sailing directions for the coast of Brazil, containing a descrip-
tion of the coasts and harbours from Maranham to Cape St. Mary... By
J. W. Norie... A new edition. London, for Ch. Wilson, 1841, in-8."
Kxp.: Bibl. de Marinha.
736. - Sailing directions for the coast of Brazil and the .Rio de Ia
Plata, containing a description of the coasts and harbours from Maranham
to Buenos Ayres... By J. W. Norie... A new edition. London, for Ch. Wil-
son, 1841, 2 vol. in-8.°
Kxp. : Bibl. de Marinha.
737. - Sailing directions for the Coast of Brazil and the Eio de Ia
Plata, containing a description of the coasts and harbours from Pará to
Buenos Ayres &. By J. "W. Norie. A new edition. London, Ch. Wilson, 1856,
in-8.° gr.
Kxp.: I). Antonia R. de Carvalho.
738. - Lcs cotes du Brésil, description et instruetions nautiques, par
M. Ernest Mouchez,... Premiere section. Du Caj) San Eoque a Bahia. Paris,
Imp. Nationale, 1874, in-8.°
Kxp.: Bibl. de Marinha.
739. - Les cotes du Brésil. Description et instruetions nautiques, par
M. Ernest Mouchez. II e section. De Bahia a Rio-Janeiro. Paris, Imp.
Adm. da Paul Dupont, 1864, in-8.° com ch.
Kxp.: Bibl. de Marinha.
740. - Les cotes du Brésil. Description et instruetions nautiques, par
M. Ernest Mouchez... 2." section. Do Bahia a Rio-Janeiro. Seconde edition.
Publiée... Avec nn supplément comprenant Ia cote de Bio-Janeiro à Ia
Plata. Paris, Challamel Ainé, libraire-éditeur. {Clichy, Imp. Paul Dupont),
1876, in-S° gr. com chart. das costas do Brazil. (B. N.).
741. - Les cotes du Brésil, description et instruetions nautiques, pai*
Ernest Mouchez. 4°me section. Cote nord. Du cap San Roque à Maranhão.
Paris, Paul Dupont, 1869, in-8° com vistas e chart. marit. (B. N.).
742. - Roteiro da Viagem da Cidade do Pará athe as últimas Colônias
dos Domínios Portuguezes em os Rios Amazonas e Negro. íllustrado com
algumas Noticias, que podem interessar a curiosidade dos Navegantes, e
dar mais claro conhecimento das duas Capitanias do Pará, e de S. Jozê do
Rio Negro. (B. N.).
Sem nome de auetor, nem data ; mas é do padre José Monteiro de Noronha.
C ó p i a de lettra dos fins do X V I I I século. Cod. C X X I V (10-25) 44 ff. 30X18.
(B. N.). — O u t r a c ó p i a do X V I I I século, também sem nome de auetor, nem data.
In-fol. de 86 pp. num. (B. N.). — Outra c ó p i a de lettra do começo do X I X sé-
culo. Cod. C X X V (10-20) 04 ff. inn. 27X1-5- (B. N.). — Outra c ó p i a de lettra
moderna com o titulo « Roteiro da Viagem do Pará até as ultimas Colônias do-
Sertão da Província. Escripta na Villa de Barcellos pelo Vigário Geral do Rio
Negro o Padre Jozé Monteiro de Noronha. No anno de 1708. » In-fol. de 00 ff.
inn. (B. N . ) . — Outra c ó p i a , de lettra moderna, porém incompl. chegando até ao-
li 09. Cod. C X X X I (10-32). In-fol. (B. N . ) . — Outra c ó p i a do X V I I I século, com
annotações marginaes do visconde de S. Leopoldo. In-fol. 45 ff. (D. Antonia R.
de Carvalho). — Outra c ó p i a do começo do X I X sec, com a data de 1774 e annot.
marg. do cons. Drummond. In-fol. 45 ff. (D. Antonia R. de Carvalho). — Outra
72

•cópia moderna. In-fol. 28 pp. (Inst. Hist.). — Mais duas c ó p i a s in-fol. e in-4.°
(Inst. Hist.). Foi publicado pela primeira vez sem nome de auctor, nem data, por
diligencia de Felippe Alberto Patroni Martins Maciel Parente, no « Jornal de
Coimbra, » n.° L X X X V I I , part. I, pg. 87, e depois na « Coll. Ultr. », V I (1856),
n.° 1. Ultimamente fez-se uma edição em separado, que é a que se segue.
743. - Roteiro da viagem da cidade do Pará, até as ultimas colônias
do Sertão da província. Escripto na villa de Bareellos, pelo vigário geral
do Rio Negro, o padre D.r José Monteiro de Noronha, no anno de 1768.
Pará, Typograplúa de Santos & Irmãos, 1862, in-4.° (B. N.).
744. - Roteiro da Viagem do Estado do Pará até a ultima Povoação
do Rio Negro.
É um resumo do Koteiro do p. Noronha acima indicado. C ó p i a . In-4.° gr.
20 tf.
E x p . : inst. Jlist.
745. - Algumas advertências sobre o Roteiro da Viagem do Pará pelo
Amazonas, e Rio Negro, que se diz feito pelo P." Montr." Vigário Capi-
tular que foi da Cidade do Pará.
Cópia. In-fol. 3 tf.
E x p . : 1>. Antonia li. de Carvalho.
746. - Parecer de Antônio Ladislau Monteiro Baena acerca do auctor
do niauuscripto anonynio intitulado Roteiro da viagem da cidade do Pará.
até a vitima povoarão do liio Xcgro.
Cópia. In-fol. 2 tf.
E x p . : Inst. Hist.
747. - Rio Iapoc ende estão os Marcos de El-Rei. (É uma espécie de ro-
teiro).
C o p i a moderna. Sem data. In-fol. 3 tf.
E x p . : I n s t . Hist.
748. - Instrueções Náuticas para os Nauios que quizerem aterarem-se
(sic) as Costas da Guiana p." li irem a Cayenna.
O r i g i n a l ? In-4.° 5 tf.
Exp.: D. Antonia It. de Carvalho.
74P. - Inatrucçoens Náuticas para os Navegantes, que dirijindo-se a
Oaycnna, quizerem reconhecer a terra nas Costas da Guiana. Por João
Baptista Monaeli, capitão do Porto de Cayenna no tempo do Governo
Francês o achada no Deposito das Cartas o Planos\lesta Colônia. (B. N.)
C o p i a . Sem data. Lettra do copista do brigadeiro Manuel Marques d'Elvas
Portugal, conquistador de Cayona. £ : de lettra do brigadeiro, posto que se não
declare, a A d v e r t ê n c i a que vem no principio do códice. Cod LX1V (5-31).
10 tf. inn. 20X14-
750. - Roteiro da Costa de Araguary athe o Rio de Vicente Pinson
p.10 nome da terra Guayapoco que mandou fazer o Capp.*m Comandante João
Paiz do Amaral p r Ordem do G.or e Capp."* G.1 do Estado João da Maya
da Gama indo o d.° Capp.om Comandante a reconhecer a parage honde
estauão os Marcos das terras do Portugal &." (B. N.)
O r i g i n a l , sem nome de auctor. 4 tf. não num. 27X17. Datado do 12 de Maio
de 1723. Ha uma copia pouco fiel, por lettra moderna, do dicto r o t e i r o , que
anda junctainente com o original. 2 tf. não num.
Preceda-os, tanto ao original como á copia primitiva, uma charta original, sem
data, de Antônio Cândido Ferreira, dirigida ao senador Caetano Maria Lopes
Gama. Cod. C C X L V I (17-34). 7 tf. inn.
751.-Idem.
C o p i a . In-fol. 2 tf.
Exp.. D. Antonia It. de Carvalho.
752. - Roteiro Corográfico, da Viagem, que o 111.™" c Ex.™ Senhor Mar-
'.. le Souza e Albuquerque, Governador c Capitão-General deste Estado,
73

determinou fazer ao Rio das Amasónas, em a p. e q. fica eomprehendida na


Capitania do Grão P a r á ; tudo em destino de ocularm." observar, e soc-
correr a Praça. Fortalezas, e Povoações, q. lhes são confrontantes. Pelo
Sargento-Mór Engenheiro João Vasco Manoel de Braun. 1784. ( B . N . )
O r i g i n a l que pertenceu ao dr. A. Rodrigues Ferreira. Cod. CLXIII.(17-30)
1 fl. -00 pp. 30X20. Imprimiu-se na «Revista do Instituto Hist. », 2.» ser. V
(1849), pg. 289. Outra Copia. Lettra do XVIII século. In-fol. de 72 pp. num.
(B. N.)
753. - Idem.
Copia moderna. In-fol. 49 ff.
Exp.: Inst. Hist.

754. - Roteiro das Viagens da Cidade do P a r á athé os limites do Rio


Branco. Feito pelo coronel reformado de Artilharia de Linha da Provín-
cia do P a r á o n a t u r a l da mesma província, João Hcnriqucs de Mattos.
(B. N.)
Original, com a assignatura autograplia do auc.tor. Cod. DXX\ (9-32) 1 II.
-52 pp.'
755. - Descripção das Derrotas, Sondas, o Confrontaçocns das Terras,
que devem fazer os Navios que vão de Portugal para o Maranhão o P a r á .
Escripta por ordem do... S.or Joaquim F r a n c . d e Mello e Povoas... P o r Ma-
noel da Sylva Thomaz. (1797?)
Copia cont. In-fol. 13 ff.
Exp.: D. Antonia Ií. ile Carvalho.

75G. - Instruetions pour Ia navigation aux atterrages et dans Ia rivière


do P a r á , réiligécs... p a r M. Arnous-De.ssaulsavs... Paris, Imprimerie lioyale,
18-40, 8.» gr. do 39 pp.
Exp.: D. Antonia II. ilo Carvalho

757. - Instruetions pour navignor sur Ia c-ôte septcntrionalo du Brésil


et dans le fleuvo des Amazonas. P a r M. L. T a r d y de Montravel, &. Paris,
Impr. JRoyale, 1847, in-8.° gr.
Exp. : D. Antonia ]t. «le ('ai-v.-ilho.

758. - Roteiro da Costa do Maranhão e Pará. Do P a r á a P r a ç a do


Macapá. Da Praça do Macapá e Rio das Amazonas ao Rio do Pará.
O r i g i n a l . I n - 4 ° . "(> p p . n u m . c o m 5 c-li. geogr.
Exp.: I). Antonia ll.ile Carvalho.

759. - Derrota Moderna do Pará.


Original? In-4". 1 ft.
Exp.: D. Antonia H. de Carvalho.

7G0. - Instrucçõcs para navegar sobre o canal da ilha das Flexas,


desde o cabo de Maguarv, até o porto do Macapá. (Por 11. L. Tavares.)
(Rio de Janeiro, Typo/jraphia Xacioiial, 1SG8) in-4.° e sem fl. do rosto. (B. N.)
761. - Roteiro da navegação do rio Amazonas do P a r á até Iquitos.
Isisboa, Typ. de J. II. Verde, 1S78, in-4.° pcq.
Traz a assignatura de José Vtlloso Barreto. (V. o Jlappa na seeção resp.)
Exp.: Conselheiro harào Homem tlc Mello.

7G2. - Roteiro Chorográfico da Viagem, que se costuma fazer da Ci-


dade de Santa Maria de Belém, Capital do Gram Pará; á Villa Bclla,
Capital do Matto-Grosso.
Tirado do Diário Astronômico, que no Rio Madeira fizerão os Officiaes
Engenheiros, o Doutores Mathematicos, que no anno do 1781 forão man-
dados por Ordem de Sua Magestade á demarcar a Terceira Divisão dos
Reaes L i m i t e s : E das Praticas o Theóricas Indagações, e Combinações, que
74

nos Kios e Povoações interiores tem feito o Sargento Mor Engenheiro João
Vasco M.cl de Braun &- &. em 1784. (B. N.)
O r i g i n a l , que pertenceu no dr. Alexandre R. Ferreira. Cod.CLXII (17-2(J).
2G ff. 32X17. Ha uma cópia. Cod. C C X X X V I (10—102) 22 ff. inn. 2!)X1<.
763. - Roteiro chorographico (Inédito) da viagem, que se costuma
fazer da Cidade de Bolem do Grão-Pará á Villa-Bolla de Matto-Grosso.
Tirado do Diário Astronômico, que ao Rio Madeira fizerão os Officiaes
Engenheiros o Doutores Mathomaticos, mandados no anno de 1781 por Sua
Magestade Fidelissima a demarcar a 1." Divisão dos Reaes Limites. Seguido
das praticas e theoricas indagações e combinações, que nos rios, e povoa-
ções interiores fez o Sargento-mor Engenheivo, João Vasco Manoel de Braun.
&. Pará, Typ. do Diário do Grão-Pará, 1851, Impresso por João Corrêa dos
Santos Almeida, in-4.° de 36 pp. (B. N.)
O mesmo Roteiro foi publicado na «ltcv. do Inst.» X X I I I (18G0), pag. 439.
764. - Noticia das viages do Mato groço ao Pará, pelos Rios Madeira,
e Topajos, q dezaguão no das Amazonas. Noticia Corioza do llio Negro.
O r i g i n a l ? In-fol. 2 pp.
Exp.: D. Antúnia H. de Carvalho.
765. - Roteiro da cidade de Santa Maria de Belém do Gram-Pará pelo-
rio Tocantins acima até o Porto Real do Pontal na capitania do Goiaz, &.
Por Manoel José d'01iveira Bastos. Rio de Janeiro, na Impressão Regia,
1811, in-S.° de 19 pp. (B. N.)
766. - Viagem que se faz do Pará para o Maranhão cm Canoas e Em-
barcações pequenas por dentro. - Viagem do Cabo do Norte.
C ó p i a moderna. Sem data. In-íbl. 8 ff.
Exp.: Inst. Hist.
767. - Itinerário da prov. do Maranhão por Antônio Bermmlino Pe-
reira do Lago ... começado cm Janeiro de 1820. V. Rev. do Inst. Hist.,
XXXV, 1." p. (1S72), pg. 385. (B. N.)
768. - Roteiro da costa da província do Maranhão, desde Jericoacoara
atè a ilha de S.10 João, e da entrada, e sabida pela bahia de S.10 Marcos;
que deve acompanhar a carta reduzida da costa da sobredita província: ...
Pelo coronel do R. C. de Engenheiros Antônio Bernardino Pereira do
Lago. Licerpool, printed by G. F. Harris's Widow <C- Brothers, 1821, foi. peq.
(B. N.)
Em port. o inglez.
769. - Roteiro da costa do Maranhão e Pará ou resumo de varias pos-
tulas observadas por diversos navegadores da dita costa, e publicado por
Antônio Gregorio de Freitas ... Lisboa: Typ. Patriótica, 1823, in-4.°,
de 16 pp. (B. N.)
770. - Instruction pour remontei- Ia cote du Brésil, depuis San-Luiz
de Maranhão, jusqu'au Para, pour descendre Ia rivière de ce nom, et pour
en débouquer; par Charles Philippc de Kerhallet &. Paris, hnpr. Royale,
1841, in-8.°, de 83 pp. com est. (B. N.)
(Extr. dos « Annales Maritimes » do 1841).
771. - Roteiro do Maranhão a Goyaz pela Capitania do Piauhi.
C ó p i a moderna. Sem nome de nuctor, nem data. In-fol. 89 ff. Foi publ. no
«Patriota», 1814, 3.» ser. n. os 3-G.
Exp.: Inst. Hist.
772. - Roteiro do Porto de Pernambuco, ou instrucçoens náuticas para
uso e inteligência do Plano do mesmo Porto. Dedicado ao ... Conde da
Barca ..., por Diogo Jorge de Brito, Capp.°° Tent.e da Real Armada. Anno
de 1816.
C ó i a . In-4.° 27 pp. num.
Exp.: I). Antonia R. do Carvalho.
75

773. - Koteiro da costa do Brasil, do Kio Mossoró ao Eio de S. Fran-


cisco do Norte, por M. A. Vital de Oliveira. Eio de Janeiro, Typ.- Perseve-
rança -1864, in-8.° de 4 fls.- 260 - X X I I pp. (B. N.)
774. - Koteiro das Estradas da Cidade da Bahia para a Capital do
Kio de Janeiro, tanto pela Costa, como pelo interior: por B. T. C. A. C.
Original. Sem data. In-4.° gr. 8 ff.
Exj>. Arcb. Mil.
775. - Projecto de estrada da Bahia ao Kio de Janeiro, por terra.
(1815). V. Eev. do Inst. ffist, V (1843), pg. 251. (B. N.)
776. - Roteiro da costa do Brasil comprehendida entre a Bahia de
Todos os Santos e a capitania do Espirito Santo, organizado pelo 1.° te-
nente da armada Collatino Marques de Souza. Rio de Janeiro, Typ. Nacio-
nal, 1860, in-4.° de 40 pp. (B. N.)
777. - Diário do exame do Cam." do Estreito the a Villa da Guaratuba,
e sua reforma, que fiz por ordem do 111.™° e Ex."" Sn." Antônio Carllos
Furtado de Mendonça G."al do Departamento da Ilha de S.ta Catherina..
Por Manoel Vieira Leão. 177G.
C ó p i a cont. In-fol. 3 ff.
Exp.: Arcb. Mil.
778. - A ruttier which declarcth the situation of the coast of Brasil
from the Isle of Santa Catelina vnto the mouth of the riuer of Plata &.
V. Hakluijfs Coll. 1811. IV, pg. 230. (B. N.)
779. - Renseignemens sur Ia partie de cote, comprise entre l'ile Sainte
Catherinc et Buenos-Ayres, traduits du Piloto Américain de Blunt. Par P.
Magré. Paris, Impr. Eoyale, 1S27, in-8.° gr. 45 pp.
Exp.: D. Antonia R. de Carvalho.
780. - Roteiro da Commissão da Inspecçíío da Fronteira da Província
do Rio Grande, de que forão encarregados os Coronéis Joaquim Norberto
Xavier de Brito, e Salvador Joze Maciel no anno de 1820.
C ó p i a. In-fol. 2 ff.
F.xp.: Arch. Mil.
781. - Roteiro por onde se deve governar quem quizer ir por terra da
Colônia do Sacramento para o Rio de Janeiro em V." do Santos. (Por Do-
mingos F. da Filgueira em 1703.)
C ó p i a moderna. In-fol. G pp. Ha outra c ó p i a . In-fol. 0 pp.
Exp.: Iust. lliát.
782. - Manual de Ia navegacion dei Rio do Ia Plata y de sus princi-
pales afluentes, con instrueciones para Ia Irccalada y derrotas de ida y
vuelta á Europa, segun los documentos más fidedignos, nacionales y cx-
tranjeros, por los Sonoros Lobo y Ruidavcts. Segunda edicion ampliada é
ilustrada con una carta y vistas de Costa. Madrid, Tip. de T. Fortanet,
1868, in-8°, com mappa. (B. N.)
783 - Demonstração dos diversos caminhos do que os moradores de
S. Paulo se servem para os Rios Cuyabá, e Provincia de Cochiponé. (B. N.)
Som nome de auetor, nem data. C ó p i a por lettra do X V I I I século. Cod.
L X X V I I I ((i-23) de 11. 78 a 83.
784. - Viagem da Capit. de S. Paulo á Villa de Cuiabá. V. O Patriota,.
n.° 5(1813), pg. 50. (B. N.)
785. - Roteiro da Viage que se fáz de Villa Bélla do Mato groço, até-
o Cuyabá.
O r i g i n a l ? I n foi. 1 fl.
Exp.: D. Antonia R. do Carvalho.
76

786. - Roteiro corographico da viagem que se costuma fazer do forte


do Príncipe da Beira a Villa-Bella, cap. de Matto-Grosso. 1781. V. Mev. do
Inst. Rist., X X (1857), pg. 390. ( B . N.)
787. - Boteiro da Viagem de Mato-grosso. (B. N.)
Não traz nome de auctor, nem data Foi escripto a pedido do dr. A. Rodri-
gues Ferreira. O r i g i n a l . In-fol. 2 fl*.
788. - Diário e Boteiro da Viagem feita pelo Capitão de F r a g a t a Au-
gusto Leverger desde a cidade da Assumpção no P a r a g u a y até a Bahia
Negra. 1844.
Cópia In-fol. 38 pp. num. Ha outra cópia. In-fol. 41 pp.
E x p . : Àrcliivo Hilitar.
789. - Copia de huma Memória sobre a navegação do Rio Paraguay,
desde, a Cidade da Assumpção até a foz da Bahia Negra, ... pelo Capitão
de F r a g a t a ... Augusto Leverger, 1844.
Cópia da lettra do dr. J. A. Alves de Carvalho. In-4.° 22 ff. num.
E x p . : D. Antonia K. tlc Carvalho.
790. - Roteiro da navegação do rio P a r a g u a y desde a foz do S. Lou-
rcnço até o Paraná. Por Augusto Leverger (1847). V. Mev. do Inst. Rist.,
X X V (18G2), pg. 211. (B. X.).
791. - Itinéraire de Ia navigation de Ia rivièrc P a r a g u a y , ... par Aug.
L e v e r g e r &. Traduit du brésilien par le dr. A. Moure. V. Buli. de Ia Soe.
de Géogr., 5.'"° série, V I I I , 1864, e I X , 18C5. (B. X.).
792. - Roteiro da navegação do rio P a r a g u a y desde a foz do rio Sepi-
t u b a até o do rio S. Lourcnço. P o r Augusto Leverger. (1848). V. Kev. do
J?ist. Jfist, X X V (1862), pg, 2S7. (B. X.).
793. - Navegação a vapor pelo P a r a g u a y até Cuyabá. Roteiro. ( P o r
Viriato Bandeira Duarte). 1S5G.
Cópia. In-fol. 38 pp. num.
Kxp.: A r d i . Militar.
794. - Carta e roteiro da navegação do rio Cuyabá, desde o Salto até
o rio S. Lourcnço e d'este ultimo até a sua confluência com o Paraguay.
P o r Augusto Leverger. 1S59. V./íei\ do inst. Ilist., X X V (18C2), pg. 331.
(B. X.).'
795. - Itinerário da villa de Meyaponto de Goyaz a cidade da Bahia.
Cópia? Sem data. In-ful. 3 íf.
Kxp.: Inst. lli.-t..
796. - Roteiro para os Martyrios. indo ora canoa pelo ribeirão de Goyaz.
Por Bartholomeu Bueno da Silva. V. /íev. do Inst. Rist., VI ( 1 8 4 4 ) / p g .
311. (B. N ) .
797. - Viagem de Goyaz ao Pará. Roteiro pelo dr. Rufino Theotonio
Segurado. V, Rev. do Inst. Ilist., 2.' ser. I I I (1848), pg. 178. (B. X.).

§ a»
Viagens
(Por ordem chronologica )
a) Collecções geraes :
79S. - Novvs orbis regionvm ac insvlarvm vctcribvs incognitarvm. Ba-
silear, ap. Jo. Ilerviii/ium, mense Martio. Anuo 1532. In-fol. de 24 A.-584 pp.
•c uma charta. (B. N.)
77
Edição princeps e muito rara.
A obra é uma collecção de noticias reunida por J. Huttich, e publicada por
Sim. Gryoeus, sob cujo nome geralmente se-conhecc. Entre as narrativas que ahi
se-acham, sobresaem pelo que diz respeito á America as seguintes :
« Christophori Columbi navigatio &. Madrignano interprete » ;
« De navigatione Pinzoni, et de rebus per eum repertis » ;
« Alberici (sic) Vesputii navigationum epitome » ;
n Pctri Alvaris navigatio, et epistolarum quorundam mercatorum opusculum »;
« Americi Vesputii navigationes quatuor; e
« Petri Martyris de insulis nuper repertis liber. »
799. - Idom. Parisüs, ap. Ant. Angerellum, 1532, in-fol. (B. N.).
800. - Idem. Basilece, ap. Io. Hervagivm, 1555, in-fol., com ch. (B. Us\).
Edição mais completa.
801. - Dolle navigationi, e viaggi raccolto gia da M. Gio. Battista Ea-
mvsio, & con molti & vagbi discorsi, da lui in molti |luoghi diebiarato &
illustrato. Tom, 1." (terza editione) Venetia nella Stamperia de Givnti, 1563.-
Tom. I I (nvova editione acerescivta) Ibi, 1574.-Tom. IIJ. Iòi 1565. 3 vol. in-fol.
Ex-libr. de Barbosa. (B. N.)
Obra rara e ainda hoje muito estimada, mormente quando os exemplares são
completos, o lhes não falta nenluima das relações que só vieram á luz nas edições
posteriores a 1583.
(Ex. com as armas do cardeal Carlos de Bourbon—o célebre Carlos X dos
dos ligueiros—).
802. - Collcctiones peregrinationuni in Indiam Occidentalem, X I I par-
tibus comprehensre a Theodoro, et Joan. - Theodoro de firy publicatas).
Francofurti ad Mcenum, 1590 - 1624, 12 partes em 4 vols. in-fol., ch. e cst.
( B . N.)
Collecção preciosa o rara. Em 1634 Matheus Merian publicou cm latim a X I I I
e ultima parte, que falta a este exemplar, mas oceorre na edição alleman. V. o
numero que segue.
803. - Drcyzehend<jr Tbeil Amcricae, das i s t : Fortsctzung der Histo-
rien von der Newen Welt, oder Nidcrgangischen Indien, &. Franckfurt, bey
Caspar Hotel, in Verlegung Matthei Merian, 1628, foi., com ch. e est. (B. IST.)
804. - Sammlung von Sccbs und Zvvanzig Schiffahrten in verschiedcn
fromdo Liinder d. Lev. Hulsium u. einige andere aus dem Holliindischen
ins Deutsche übersetzt u. mit allerhand Anmerkungen vorsehen. JXàrn-
berg, Frankfurt u. Hannover, 1598 - 1650, 26 p. em 3 vols. in-4.°, com
ch. e est.
Exp. : Inst. Histórico.
805. - H a k l v y t v s postbumus or P v r c b a s bis Pilgrimes, contaj-ning a
H i s t o r y of t b e World, in Sea voyagcs, & lande-Trauells, by EngUshmon &
others... By Samvel Pvrchas. Irnprinted at London for Henry Fetherston,
1625 - 26, 5 vols. in-fol., de r. grav., com ch. e est. (B. N.)
Bcllissimo exemplar em perfeito estado de conservação, e completo, d'esta col-
lecção rara.
806. - Naaukeurigc Versameling der Gedenk - Avaardigste Zco cn L a n d
- reysen na Oost en West - Indien, & (Verzameld door Pieter van dor Aa).
Leyden, door Pieter van der Aa, 1707, 28 vol. in-12, com est. e ch. (B. N.)
807. - De Aanmerkens - -waardigste Voyagion... na Oost - en W e s t -
Indien,... versamelt... door J o h a n L o d e w y k Gottfried, &. Leyde, Vander Aa,
1727, 8 vols. in-fol., est. Ex-libr. Cbev. d'Araujo. (B. JST.)
808. - L a Galerie agreable du monde, oíi l'on voit cn un grand nombro
de cartes tròs-cxactcs et de belles taillcs-douccs, les principaux empires,
roiaumes, republiques, provinces, villcs, bourgs et fortresses, avec leur
76
situation, & ce qu'elles ont de plus remarquable, &; avec une courte des-
cription (publiée par P. van der Aa). Leide, par Pierre van der Aa, (1729),
•66 tom. em 33 vol. in-fol. front. grav. (B. N.)
A obra consta de numerosas estampas, que o collector publicara antes em diffé-
rentes livros, e que aqui se-acham em nova ordem e precedidas de explicações his-
tóricas. O tom. 65 diz respeito ao Brazil.
809. - Navigantium atque itinerantium bibliotheca, or a complet col-
ilection of voyages and travei». By lohn Harris, now carefülly revised and
continued down to the present time. Ljmdon, printed for T. Woodward, &.
1744 - 48, 2 vol. in^fol. com est. e ch. (B. N.)
O 2.° vol. até a p. 376 occupa-se com os descobrimentos feitos na America.
810. - HistOire generalo des voyages, ou nouvelle collection de toutes
les relations de voyages par mer et par terre, qui ont été publiées jusqu'à
present dans les différentes langues de toutes les nations connues. &. (Par
l'abbé A. F. Prévosfc) Paris, chez Didot, é. 1746 - 89, 21 vol. in-4.°, com 1
jetr., est. ch. e planos. (B. N.)
Nos vols. X I V e X X encontram-se viagens ao Brazil.
811. - A new universal collection ofauthentic'and cntertaining voyages
and traveis, from the earliest accounts to the present time...both by sea and
land... By Edward Cavendish Drake. London, pr. for J. Cooke, 1768, in-fol.
com est. e ch. (B. N.).
812. - Le voyageur françois ou Ia connoissance de 1'ancien et du nou-
veau monde, mis au jour par M. 1'abbé X)élaporte. Nouvelle edition. Pa-
ris, chez L. Céllot, imprimeur-libraire, 1768 - 1790, 32 vol, in-12°. (B. N.)
Extracto, cm forma de chartas, das viagens conhecidas e publicadas até
aquella epocha.
813. - The new universal traveller, containing a full and distinct
account of ali the empires, kingdoms, and states in the known world. By
Jonat. Carver. London, printed for G. Robinson, 1779, in-fol., com est. (B. N.)
Tracta do Brazil succintamentc.
814; - A general collection of voyages : undertaken either for disco-
vcry, conquest, settlement, or the opening of trade, from the commence-
ment of the portuguese discoveries to the present time. London, published
by W. Jtichardson, in-4." com chartas. (B. N.)
Este vol. contem a relação das viagens d e : Colombo, Ojeda, Vespucio, Alvares
Cabral, Cortês, Magalhães c outros.
O exame da obra não deixa dúvida sobre sua identidade com a que descreve
Leclerc (Bibl. americana) sob n. 359; entretanto os títulos divergem, e a data do
1789 não apparoce no exemplar que aqui vac apponctado.
815. - Bibliothèque universelle dos voyages, ou notice complete et rai-
sonnée de tous les Voyages ancions et modernos dans les différentes par-
ties du monde,... par G. Boucbcr de Ia Bicharderio &. Paris, Treuttel et
Würtz, 1808, 6 tom. em 3 vols. in-8.°. (B. N.)
A obra interessa mais á bibliographia ; entretanto nos tom. V. c V I oceorrem
noticias c descri peões curiosas de viagens feitas ao Brazil.
816. - A general collection of the best and moíi interesting voyages
and traveis in ali parts of the world... By John Pinkerton, &... London,
printed for Longman, &, 1808 -14, 17 vols. in-4° gr. com est. (B. H.)
817. - Collection of the carly voyages, traveis, and discoveries of the
english nation by Bichard llaklvyt. London, 1809 - 12, 5 vol. in-4.°. gr.
(li N.)_
Edição do que se nao tiravam mais de 325 exemplares, dos quacs 7o em papel
iiiinerial ; cila é muito mais completa du que a edição in-fol., e deve-se aos cuida-
dos de B. l i . Evans. ( Ur.)
O .",." e 4.° vol. íraoíain largamente das viagens e descobrimentos feitos na
America.
79
818. - Brazil. V. The modem traveller by J. Conder. XXIX e XXX.
(1824), com est. (B. N.)
E' uma larga noticia extrahida das obras de Henderson, Luccock, Grabam, pr.
Maximiliano, Mawe, Martius e outros viajantes.
819. - Lives and voyages of Drake, Cavendish, and Dampier including
an introd. view of the earlier discav. in the South Sea, and the hÍBtoiy of
the Bucaniers. New-York, J. J. Harper, 1832, in-16°, com retr. (B. N.)
E' o n.» XXX da «Harper's Family Library.»
820. - Archives des voyages ou collection-d'ancienne8 relations inédites
ou très-rares de lettres, mémoires, itinéraires et autres documenta relatifs a
Ia géographie et aux voyages, &. Par H. Ternaux-Compans. Paris, Ar-
thus Bertrand, 2 v. in-8.° (B. N.)
821. - Voyages, relations et mémoires originaux pour servir a 1'histoire
de Ia decouverte de l'Amérique, publiés pour !la première fois en français.
Par Henri Ternaux. Paris, A. Bertrand, 1837-41, 20 vols. in-8° (B. N.)
822. - Nouvelle bibliothèque des voyages anciens et modernos, con-
tenant Ia relation complete ou analysée des voyages de Christophe Co-
lomb, Fernand Cortez, Pizarre, Anson, Byron,... Ouvrage illustré... et
accompagné de 5 belles cartes géographiques coloriées Paris, chez P. Du-
ménil (fyp. de Firmin Didot frères) 12 vol. in-8.° com est. (B. N.)
823. - Histoire pittoresque des voyages danslescinq parties du monde,
Voyages en Amérique...Extrait des voyages de Christophe Colomb, Pizarre,
La Condamine et d'autres: par L. E. Hatin. Paris, chez Dutertre, 1844-47,
2 v. in-4.°, com est. (B. N.)
824. - Voyageurs anciens e medernes ou choix des relations de voyages
les plus interessantes et les plus instruetives depuis le cinquièrae siècle
avant Jésus-Christ jusqu'au dix-neuvième siècle, avec biographies, notes et
indieations iconographiques. Par M. Édouard Charton. Paris, Typographie de
J. Best, 1854-57, 4 vol. in-4.° gr., com retr. e est. (B. N.)
b) Viagens em particular.
825. - Cosmographiae introdvetio cvm qvibvsdam geometriae ac astro-
nomiac principiis ad eam rem nccessariis Insuper quatuor Americi Vespucij
nauigationes &. (In fine): Vrbs Deodate tuo clarescens nomine prmsul Qua
Vogesi montis sunt iuga pressit opus Pressit & ipsa eadem Christo monimenta
fauente Tempore venturo caitera viulta premet. Finitum. vij. kl. Maij Anno
supra sesqui millesimum. vij (1507). In-4.° de 52 fls. inn. (B. ÍN".)
E ' provavelmente a 2.» edição da obra, em que pela primeira vez se-publicaram
junetas as quatro viagens do Vespucio. A edição princeps é do mesmo anno (1507)
A «CosmoirrnphiHí introduetio» é o celebro tratado de Hylacomilus. ou Martim
Waltzmüllor natural de Friburgo e professor no Gymnasio do. St. Dié na Lorona,
— o primeiro que propoz para o Novo-mundo o nome do America.
826. - Qvattvor Americi Vospvtii navigationes. Finitum. iiij. kl. Septem-
bris Anno supra sesquimillesimum. vij. In-4.°, de 32 fls. inn.
E ' destacado da «Cosmograpliiiu introdvction de Hylacomylus, com assignaturas
especiaes a -f.
Kxp.: Inat. Histórico.

827. - Americi Vosputü navigationes IIII. V. Novvs orbis regionvm de


Grynreus. Basüeae, 1532, foi. pg. Í55. (B. N.)
828. - De quatuor nauigationibus Americi Vcsputij ad nonas insulas.
V. Cosmographiae nnivcrsalis Lib. VI... autoro Scbast. Munstcro. Basileae,
apvd Jlcnr. Petri, 1550, foi. retr. e est. (B.N.)
80

829. - Voyagien der Kastiliannen en Portugezen, ter Ontdekking gcdaan


naar de West-Indien, in den Jaaren 1500. en 1501 & V. De... Voyagien de
J. L. Gottfried. Leyde, 1727, foi. (B. N.)
830. - Americus Vespucci,... Leben und nachgclassene Briefe, woinnnen
dessen Entdeckungen der "neucn Welt und die Merkwürdigkeiten seiner
Reisen hist. und geogr. beschrieben werden. Aus dem Italienischen des
Herrn Abts Angelus Maria Bandini übersetzet, und mit Anmerkungen
crláutert. Hamburg, G. Ghr. Grund, 1748, in-8.°, est. (B. E.)
831. - Cartas de Américo Vespucio a Pedro Soderini gonfaloneiro per-
petuo da república de Florença, sobre duas viagens feitas por ordem do
sereníssimo rei de Portugal. Trad. do italiano. (1501) V. Coll. Ultram.
tomo II (1812), n. IV. (B. N.) -
832. -Viaggi di Amerigo Vespucci con Ia vita, 1'elogio e Ia disserta-
zione giustificativa di questo celebre navigatore di Stanislao Canovai. Se-
conda edizione, riveduta e corretta. Firenze, Attilio Tofani, 1832, 4 tom.
em 1 vol. in-12.° com o retr. de Vespucio. (B. N.)
833. - Eecberches historiques. critiques et bibliographiques, sur Améric
Vespuce et ses voyages par M. le Vicomte de Santai-em. Paris, Arthus-
Bertrand, (Imp. et lithog. de Maulde et Benou) in-8.° (B. N.)
834. - Vespuce et son premier vojTage ou notice d'une découverte et
exploration primitive du golfe du Mexique et des cotes des Etats-Unis en
1497 et 1498, avec le texte de trois notes importantes de Ia main de Co-
lomb; par Mr. F. A. de VaiMihagen. (Extrait du Bulletin de Ia Société de.
Géographie, Janvier et Février 1858). Paris, imp. de L. Jlartinet, 1858, in-S.°
(B.N.)
835. - Les voyages de Améric Vespuce au compte de 1'Espagne et les
mesures itinéraires employées par les marins espagnols et portugais des
XV.e et XVI." siècles... par M. d'Avezac &. (Extrah, du Bulletin de ia
Soe. de Géographie.) Paris, L. Martinet, 1858, in-8.° (B. N.)
83G. - Amerigo Vespucci. Son caractère, ses écrits (même les moins
authentiques), sa vie et ses navigations, avec une carte indiquant les routes,
par F. A. de Varnbagen, &. Lima, Impr. du Mercúrio, 1865, in-fol. (B. N.)
837.-Le premier voyage de Amerigo Vespucci définitivemont explique
dans ses détails par F. A. de Varnhagen. (Vienne), Ch. Gerold, in-íbl.
(B. N.)
838. - Nouvelles recherches' sur les derniers voyages du navigateur flo-
rentin, et le reste des documents et éclaircissements sur lui... Par F. A.
de Varnhagen. Vienne, Ch. Gerold fils, 1870, in-fol., com 1 cb. e fac-sim.
(B. N.)
839. - Ainda Amerigo Vespucci: novos estudos e achegas, especialmente
em favor da interpretação dada á sua 1.° viagem, em 1497-98, ás costas
do Yucatan e Golfo Mexicano, por F. A. de Varnhagen, barão de Porto
Seguro, etc. Vienna d'Áustria, Impr. do filho de Carlos Gerold, 1874, in-fol.,
de 1 11.-8 pp., com um fac-sim. de parte do mappa-mundi de Euyscb.
(B.N.)
840. - Améric Vespuce, Biographie et voyage au cote du Brésil. V.
Voyageurs anciens et modernes...par Éd. Charton, III, pg. 192. (B. N.)
841. - Cartas de Amerigo Vespucci na parte que respeita ás suas três
viagens ao Brasil. Traduzidas e annotadas ... pelo visconde de Porto Se-
guro. V. jftcv. do Inst. Hist., 1." p., (1S78), pg. 5. (B. X.).
81

842. - O Brasil no século XVI. Estudos por João Capistrano de Abren.


I. A armada do d. Nuno Manoel. Rio de Janeiro, Typ. da Gazeta de No-
ticias, 1880, in-8." peq. (B. N.).
843. - Campagne du navire 1'Espoir do Honfleur. 1503-1505. Relation
authentique du voyago du capitaino de Gonneville ès nouvelles terres des
Indes publ. intégr. pour Ia première Íbis avec une introd. et des éclairc.
par M. D'Avezac. Paris, Challamel ainé, 1869. in-8.° (B. N.).
Sairá nos » N O U T . Ánn. des Voyages, 1869, I I e I I I . Vejam-se sobre este as-
sumpto:
D'Avezac, Considérations géographiques &. Paris, L. Martinet, 1857, in-8.°—
P. Marary, Les navigations trançaises &. Paris, Tross, 1867, in-8.°— P. Qaffiirel,
Hist. du Bréíil francais. Paris, Maisonneuve, 1878, in-8.* — Itnmiz Galvão,J) novo
livrodo sr. P . Gaffarel na « Kev. Brazil., I (1879), pg. 181-193.
844. - Nouvelles du pays du Bresil (150G ?). Ap. Ternaux-Compans, Ar-
chive des voyages, II, 306. (B. N.).
Este documento é a « Zeitung auss Prcsillig Jjandt», de que primeiro fallou
Humboldt no V volume do « Essai historique sur In Géographie du Nouveau Con-
tinent», e, segundo uns, refere-se á viagem de Gon7alo Coelho, segundo outros á
armada de D. Nuno Manuel.
845. - Llyuro da náoo bertoa que va}' para a terá do brazyll de que
som armadores bertolameu marchone e benadyto morelle e fernã de lloro-
nha e francysco mjz que partio deste porto de lix.* a xxij da feureiro de
511. V. Varnhagen, Historia do Brasil (1.* edição), I, 427. (B. N.).
846. - Roteiro de Duarte Fernandes, o mais documentos orHciaes, rela-
tivos á viagem da Náo Bretoa até Cabo Frio em 1511. V. Jlev. do Inst.
Hist., XXIV (1861), pg. 96. (B. N.).
847. - Primo vinggio intorno ai globo terracqueo ossia Bagguaglio delia
navigazione alie Indie orientali per Ia via d'occidente, fatta dal cav. An-
tônio Pigafetta ... sulla squadra de capit. Magagliancs negli anni 1519
-1522. Ora pubblicato per Ia prima volta, tratto da un códice ms. delia
Biblioteca Ambrosiana di Milano, e corredato di note da Cario Amoretti,
con un transunto dei trattato di Navigazione dello stesso autore. Milano,
nella Stamperia di Giuseppe Galeazzi, 1800, in-4." com cb. c est. (B. N.).
848. - Premicr voyage antour du monde, par le chev." Pigafetta, sur
Peacadro de Magellan, pendant les annécs 1519, 20, 21 et 22; suivi de
1'extrait du Traité de Navigation du même auteur, et d'une Notice sur le
Chevalier Martin Behain. Paris, H. J. Jansen, l'an IX, in-8.° (B. N.).
É versão da obra de Carlos Amoretti.
849. - Eoteiro da viagem do Fernam de Magalhães. (1519). V. Cott.
Ultr., tom. IV. (1826) n." II. (B. N.).
850. - Discorso d'vn gran capitano di maré Francese dei luoco di
Dieppa sopra le nauigationi fatte alia terra nuoua deli' Indie oceidentali
chiamata Ia nuoua Francia, da gradi 40 fino a gradi 47 sotto il polo ár-
tico, & sopra Ia terra dei Brasil, Guinea, Isola di San Lorenzo, & quella
di Summatra, fino alie quali hanno navigato le Carauelle & naui Francese.
V. JRamusio, III, 423-432. (B. N.).
Por meio de um manuscripto encontrado em Sens, em 1830, Estancelin des-
cobriu que o «gran capitano» era Jean Parmentier. Gaitarei (Histoire du Brésil
Français) conjectura que a viagem ao Brazil teve logar por 1025.
851. - Carta de Diego Garcia. Memória de Ia navegacion. que hice este
viaje cn Ia parte dei mar Oceano dendê que sali de Ciudad de Ia Coruna
... 1526.- V. Rev. do Inst. Hist, XV (1852), pg. 6. (B. N.).
852. - Carta do Luiz Ramirez, 10 de Julho de 1528. V. Rev. do Inst.
Hist., XV (1852), pg. 14. (B. N.).
853. - Diário da navegarão da armada que foi á Terra do Brasil cm
82

1530 sob a capitania-mor de Martim Affonso de Souza, escripto por seu


irmão Pero Lopes de Souza. Publicado por Francisco Adolfo de Varnbagen.
Lisboa, Typ. da Soe. Propag. dos Conhecimentos Úteis, 1839, in-8.° de XXIV
-130 pp. num. com retr. (B. N.).
854. - Diário da navegação de Pero Lopes de Sousa (de 1530 a 1532).
V. Jlev. do Inst. Hist. XXIV (1861), pg. 3. (B. N.).
855. - Diário da navegação do Pedro Lopes de Souza pela costa do
Brazil até o rio Uruguay (de 1530 a 1532), (4.* edição) acompanhada de
vários documentos e notas: e Livro da Viagem da nao «Bretoa» ao Cabo
Frio (em 1511) por Duarte Fernandes (nova edição). Tudo annotado e pre-
cedido de um noticioso prólogo escripto pelo seu editor F. A. de Var-
nhagen. Rio de Janeiro, Typ. de D. L. dos Santos, 1867, in-4.° de 111 pp.
num.-l pg. inn. (B. N.).
856. - Analyse du Journal de Ia navigation de Ia flotte qui est allé à
Ia Terre du Brésil en 1530-32. par Pedro Lopes de Sousa, publié pour Ia
première fois a Lisbonne par M. de Varnbaglicn Par JI. le V.w de Santarém.
Paris, Impr. de Fain et Thunot, 1840, in-8.° (B. N.).
Extr. des « Nouvelles Annalcs dos Voyagcs ».
857. - A briefe relatiõ of two sundry voyagcs made by ... William
Haukins of Plimmouth, ... in the yeere 1530 and 1532. V. IlakluyVs Collect.,
1811, vol IV, pg. 198. (B. X.).
858. - Warhafftige vnnd liebliche Beschrcibung ctliehcr fiirncmmen In-
dianischon Landschafften vnd Insulen, dio vormals in keiner Chronicken
gedacbt vnd orstlich in der Scliiffart Vlrici Schinidts (sic~) von Straubingen
mit grosser gefahr erkündigt vnd von ibm solber auffs fleissigst besehrie-
ben vnd dargçthan. Vnd an Tag gebracht durch Dieterich von Bry. In Offi-
cina Theodori de Bry, 1597, in-fol., de r. grav. (B. N.).
E a V I I parto — A m e r i c a — das Grandes A"iagcns de de Bry, c contem a Via-
gem de U. Sehmidel. Faltam-lhe as estampas.
8õ9. - Vera historia, admirando) cvivsdam nauigationis, quam Hulderi-
cus Sehmidel, Straubingcnsis, ab Anno-1534. usqne ad annum 1554. in Ame-
ricam vcl nouum Mundum, iuxta Brasiliam & Rio delia Plata, confecit...
Ab ipso Schmidelio Germânico, deseripta: Nunc vero... in hac forma re-
dueta. JXoriberga', impensis Lcvini llidsij, 1599, in-4.° (B. N.).
860. - Vierdte Schiffart. "Warhafftigo Historiei! einer Wunderbarcn Schif-
fart, welche Ulrich Sehmidel von Straubing von Anno 1534 biss Anuo 1554.
in Americam oder Neinvewolt boy Brasilia und Pio delia Plata gethan...
Durch Lcvinvm Hvlsivm. Editio tertia. Franclífurt am Mayn, bey Erasmo
Kempfíern, In Verlegung Leuini Hukii Wittibe, 1612, in-4", com est. e ch.
(B. X.).
Extr. da eollecção de Hulsius.
561. - The trauels of Hv!derike Sehnirdel (sic) in twentie yeéres space
from 1534. to 1554. abbrcuiated. V. Pcrchas, IV, 1347. (B. X.).
562. - Schceps-togten na en in Eio delia Plata, ... besehrcven door
Ulrich Schmidt van Straubingen. V. De... Voyagien de J. L. Gottfried.
Lcyde, 1727, foi. (B. X.).
563. - Iiistoiro... d'un voyage curieux, fait par Ulrich Sehmidel de
"Straubing, dans 1'Amérique..., par le Brésil &. depuis 1'année 1534, jusqu'en
1554 &. V. Voyaijes, relations et mémoires... par T. Compans, V. (B. X.),
SG4. - Warhaiftig Historia vnnd beschrcibung einer Landtscbafft der
AVildcn. Xaeketen, Grinimigen Hensclifresser Leuthcn, in der Xcwen welt
Anieric". gelegen, vor vnd nach Christi geburt in Land zu Hosscn unbekant,
83

biss auff dise ij. nechst vergangcne jar, Da sie Hans Stadon von Hombcrg
auss Hessen durch sein eygne Erfarung crkant und jctzund durch den
truck an tag gibt... Mit ciner vorredo D. Joh. Dryandri, gcnant Eychman
&. (In-finc:) Gedmckt zu Frankfurt am Mayn durch Weygandt Ilan, in der
Schnuraassen zum Krug. S. d. (1557), in-4°, de 84 fls. inn., char. goth.,
com est.
A obra consta de 2 pnrtcs, intitulada a segunda: « Wai - liafftigcr,kurtzcr berieht,
nllcr von mir erfarnen hándcl vnd sitten der Tuppin Inbas » &. É esta :i 2.° edi-
ção do livro de II. Studcn, postoque publicada no mesmo nnno da 1.» Karissima.
K x p . : Inst. Hist.
805. - Brasilias historia scripta à Joanne Stadio Homburgcnsi Ilesso &.
V. De Bry, Collectiones peregrinationum, pars. III. (B. N.).
866. - Schccps-togtcn van Jan Stadon van Ilamburg in Ilcsscn, na
Brazil, gcdaan Anno 1547. cn 1549. V. De Voyagien de J. L. Gottfricd.
Lcyde, Í727, foi. (B. N.).
867. - Eclation de Hans Stadcn. V. Voyages, relations etmémoires,... par
Tcrnaux-Compans. III. (B. N.).
8G8. - N. Fedcrmanns und II. Stados Beiscn in Siid America 1529 bis
1555 herausgcgcbcn von Dr. Karl Kliipfcl. Stuttgart, 1859, S.° (B. N.).
É o vol. X L V I I da « Bibliothck des Litteravischen Vcroins in Stuttgart. »
8C9. - The captivity of Hans Stadc of llcsse, in A. D. 1547-1555, among
thc vvild tribes of Eastcrn Brazil. Transi, by A. Tootal,... and annot. by
E. F. Burton. London, 1874, in-8."
E o n.° L I das publ. da « Hakluyt Society. »
Kxp.: ]lr. .1. ] ! . Peixoto.
S70. - Lcs singularitcz de Ia Franco Antarctiquc, autrement nommóc
Amériquc, et de plusicurs torres et isles découvortes do nostre temps. Par
F. André Thcvet. Paris, chez les herities de Maurice de Ia Porte, 155S, in-4"
pcq. com cst. (Earo). (B. N.).
871. - Lcs singvlaritez de Ia Franco Antarctiqvo... par F. Andrc The-
vet &. A?ivers, Cliiist. Plantin, 1558, in-3.°, cst. (Earo).
As grav. xylogr. pão talvez de Assucrus van Londeiv.cel, segundo informa
« Kuelens D, Annal. Plantin.
Kxl>.: Dr. F . M. Gltuiiun.
872. - André Thevet. - Lcs singularitcz de Ia Franco Antarctiquc. Kou-
vello éd. aveo notes et commcntaircs par Paul Gaffarel &. Paris, Jíaison-
neuve & C.i0, 1878, in-8.° (B. N.).
873. - Ilistoirc d'vn voyago faict cn Ia Torre dv Brcsil, avtremcnt dito
Amériquc ... Avcc lcs figvrcs, reveve, corrigee & bien augmenteo ... en
cesto troisiòme Edition. Lc tout rccucilli sur lcs licux par Jcan do Lcry
& ... (Gencve), pour Antoine Chuppin, 1585, in-8°, com cst. (B. N.)
874. - Ilistoiro d'vn voyago fait cn Ia torro dv Brcsil, dito Amériquc.
, ; . . Quatriòmc edition ... Lo tout rccucilli sur les licux, par Jcan do
Lcry, natif do Ia Margellc &. (Genèvé), povr ies heritiers d'Ei:$tache Vignon,
1600, in-8° peq. de 36 ft'. inn.-478 pp. c 8 íf, inn. para a Tablc, com cst.
(B. N.)
875. - J e a n de Lér}\ Histoire d'un voyage faict en Ia torro du Brésil.
Nouv. éd. avec une introduetion er des notes par Paul Galfarel &. Paris,
Alphonse Lemerre, éd., 1880, 2 vols, in-12.° (B. N.)
876. - Historia navigationis in Brasiliam, qvre et America dicitvr. Qva
describitvr avtoris nauigatio, quseque in mari vidit momoriro prodenda:
Villagagnonis in America gesta: Brasilicnsium victus & mores, à nostris
admodum alieni, cum eorum língua; dialogo: animalia et iam, arbores, %: \ i>
84

hcrba;, rcliquáque singularia et nobis penitus incógnita. A Joanne Lerio


Bvrgvndo Gallicè «cripta. Nunc vorò primura Latinitate donata & variis
figuris illustrata. Excudebat Eustathius Vignon, 1586, in-8.° cora est., e entre
outras a que representa o - Tououpinambaultiorum cum Margaiatibus cer-
tamen - , que em alguns exemplares não apparece. (B. N.)
Postoque de 158f>, ó tida esta edição por segunda no Catai, do uma bibliothecn
americana, que publicou E. Tross cm 1873, mas não sabemos que antes d'esta
houvesse outra em latim, e por isso a-considcruinos ainda como primeira.
877. - Idem. Secvnda editio. Genevas, apud hceredes Eustathij Vignon, 1594 r
in-8.° com est. (B. N.)
878. - Des H e r r n J o h a n n von L e r y Eoise in Brasilien . . . Mit Anmer-
kungen und Erláutcrungen. Munster, Platooetische Buchh., 1794, in-8°.
Exp.: Dr. J. R. Peixoto.
879. - Navigatio in Brasiliam Americac ... a J o a n n e Lerio Bvrgvndo
&. V. de Bry, Collect. peregninationum, pars. I I I . (B. N.)
880. - E x t r a c t s out of the Historie of J o h n Lerivs a Frcnehman, who
liued in Brazil with Mons. Villagagnon, Ann. 1557 and 1558. V. Porchas,
I V , 1325-1347. ( B . N.)
881. - Eeys, van Johannes Lerius na Brazil in America. Gcdaan Anno
1556. V. De ... Voyagien de J. L. Gottfried. Leyde, 1727, foi. (B. N.)
882. - Carta de Brás Cubas a el-rei dando-lhe conta de uma viagem feita
ao sertão por ordem de Men de Sa, e de ouro descoberto a 30 léguas de
Santos. - Dat. de Santos a 25 de Abril de 1562.
Exp.: S. M. o Imperador.
883. - Naufrágio que passou Jorge do Albuquerquo Coelho vindo do
Brazil no anno de 1565. P o r Bento Teixeira Pinto. N o vol. I I da Hist.
tragico-maritima de B. Gomes de Brito. P g . 7-59. (B. N.)
884. - T h e Eelation of Peter Carder of Saint "Vcrian in Cornwall, ...
which went with Sir Francis in his Voyage about t h e "World, begun 1577,
w h o ... was separatcd from his Gcnerall, ... in October An. 1578. w h o
r e t u r n i n g ... toward Brasill, were ali cast away, saue this one only afore
named d: V. Pvrchas, his pügrimes (1625), I V . pg. 1187.
Sobre Peter Carder veja-se ainda o mesmo Purchas, V, 909.
885. - Sir Francis Drake revived... Beeing a Summary and true Eelation
of foure severall Voyages made by the said Sir Francis Drake to the "YVest-
Jndies. &. London, for Nicholas Boume, 1653, 4 partes em 1 vol. in-4° Earo.
(B. N.)
886. - Certaine notes of the voyage to Brasill with the minion of
London aforesaid, in the yere 1580. written by Thomas Grigs Purser of
t h e said ship. V. HakluyVs Coll. 1811. IV, pg. 203. (B. N.)
Foi commnndante nesta viagem Stephen Hare.
887. - The voj-ago of M. Edward Fenton and M. L u k e Ward hia
viceadmirall with 4 ships intcnded for China but performed onely to t h e
c-oast of Brasil, as farre as 33 degrees of Southerly latitude; begunne in
the ycere 1582. V. Haldvyfs Collection, IV, 263-277. (B. N )
Cimpare-se Purchas, IV, 1141-1142.
888. - O Eio de Janeiro [de 1583 a 1584], pelo p . Fernão Cardim. V.
Guanabara, I I , p. 112-115. (B. N.)
889. - Kurtze vnnd "Warhafftigc besch'reibnng der Schiffart so Thomas-
Candish &. ( 1 5 8 6 ) . V. Hulsius, Sammlung von Seíhs und Zwanzig
Schiflahiten.
85

890. - Eerstc Scheeps-togt van Thomas Candish, ... 1586. V. De aan-


inerkens-waardigste Voyagien de J. L. Gottfried. Leyde, 1727, vol. I. (B. N.).
891. - The voyage of M. Robert Withrington, and M. Christopher
Lister intended for the South Sea, with two tal ships set forth at the
charges of the righfc honourable Earle of Cumberland, but performed onely
to the Southerly latitude of 44 dcgrees, begun Anno 1586. V. Hakluyfs
Collection, IV, 277-288. (B. N.).
892. - De ... Voyagio van Andries Battel van Leigh in Essox, naBia-
silicn, ... 1589. V. De ... Voyagien de J. L. Gottfried. Leyde, 1727, vol. I.
(B. K ) .
893. - Master Thomas Candish his discourse of his fatall and disastrous
voyage towards the South Sea ... written with his owne hand to Sir
Tristram Gorges &. V. Porchas, his pilgrimes, IV (1625), pg. 1192-1201.
(B. K ) .
894. - The admirable aduentures and strange fortunes of Master An-
tônio Knivet, which went with Master Thomas Candish in his second
voyage to the South Sea, 1591. V. Pvrchas his pilgrimes, IV, 1201-12.
(B. N.).
Esta obra foi publicada na « Revista do Instituto » pelo dr. Duarte Pereira,
que a traduziu do hollandez, como se-vê de outro n.° d'este Catalogo. Comparando-
so entretanto a versão de Purchas cora a hollandeza traduzida pelo dr. Duarte
Pereira, vê-se que aquella é mais completa.
Eis os capitulos em Purchas:
\ I. « Wliat befcll in their voyage to the Straits, and after, till he was takcn by
the Portugals ». (Rev. Inst. 185-208).
? I I . « Anthony Knivet his oomming to the R. of Ianero and vsage amongst the
Portugals, and Indians; his diuers trauols thorow diuers Regions of those parts. »
(Ib. 2Ò8-238).
\ I I I . « His strange trauailes with twelue Portugals, whom the Sauages did eato.
His life with the Canibais: and after that with the Portugals, from whom ho
ileeth to Angola, is brought backe, and after manifold chances, is shipped to
Lisbone». ( í b . 238-272).
(S I V . « T h e diuers Nations of Sauages in Brasil, and the adisyning Regions: their
diuersities of Conditions, States, "Rites, Creatures and other things remarkeable,
which the Author obscrued in his many yeares manifold perigrinations. » (Falta
na Revista do Instituto).
\ V . « T h e description of diuers Riuers, Ports, Harbours, Ilands of Brasil; for
instruetion of Nauigatores. » (Falta na Revista).
Sobre Knivet veja-se ainda Purchas, V. 909.
895. - Eeys, en verwonderlijk seldsame Voorvallen op de selve, van
Antoni Knivet, ... met Thomas Candish, gedaan Anno 1591 &. V. De...
Voyagien de J. L. Gottfried. Leyde, 1727, vol. I. (B. N . ) Í
896. - Narração da viagem, que, nos annos de 1591 e seguintes, fez
Antônio Knivet da Inglaterra ao mar do Sul, em companhia de Thomas
Candish. Trad. do hollandez (por J. H. Duarte Pereira). V. Rev. do Inst.
Hist., XLI, 1.* p. (1878), pg. 183. (B. N.).
897. - The Obseruations of sir Bichard Hawkins, Knight, in his Voyage
into the South Sea. An. Dom. 1593 &. V. Pvrchas, his pilgrimes, 1625, IV,
pg. 1367-1415. (B. N.).
O navegante inglez aportou a vários ponetos da costa do Brazil.
898. - Belations of Master Thomas Tvrner who liued the best part of
two yeerea in Brasill, &c wich I (Purchas) receiued of him in conference
touching his Trauels. V. Pvrchas his pilgrimes, IV, 1243. (B. N.).
Sobre o auetor d'esta relação, aliás de pouco valor e muito breve, veja-se o
mesmo Purchas, I V , 1224.
86

899. - Of Brasil. V. Pvrchas Ms pilgrimes, V, 906-920. (B. K ) .


Neste capitulo, Purchas condensou o que de mais importante e curioso se-co-
nhccia sobre o Brazil, recorrendo principalmeute a Maftei, Han Staden, Lery,
Knivet, Carder, etc.
Eis o summario:
§ I. « The Discoucrie and Eelations thereof by Maffievs ».
§ I I . K More full Eelations by Stadivs, Lerivs and Peter Cnrder ».
$ I I I . <( Most amplo Eelations of the Brasilian Nations and Customes by Master
Anthony Knivet.
g IV. ii Of the strango creaturcs in Brasilo ».
Of the Customes and Eites of the Brasilans:
\ I. « Of their warres and man-eating, and of the Diuel torturing them ».
\ II. « Of their Pricsts or Mngieians ».
§ I I I . «Of othcr their Eites and a new Mungrell Sect amongst them».
Além d'esto trabalho e de diíferentcs narrações de viagem reunidas no vol. IV,
Purchas tracta ligeiramente do Brazil o incidentemente no vol. I, pg. 24, 80, 34,
48; vol. I I , pg. 1858; vol. I I I , 'J03.
900. - Itinerário. Voyage ofte Schipvaert, van J a n H u y g e n van Lins-
choten nacr Oost ofte Portugaels Indien, inhoudende een corte besehry-
vingbo der sclver Landen ende Zce-custcn &. I I . Keysgheschrift &. I I I
Beschryvinghe van do gantsche Custe van Guinea, Manicongo, Angola,
Monomotapa, endo tegon over de Cabo de S. Augustijn in Brasilien &.
fAmstclredam, by Comelis Claesz, ... 1596, in-fol., com ch. e est. (B. JST.);
É a ed. original hollandeza, rara.
901. - Kurtzo vnnd Warhafftige beschreibung der Wunderbaren Schiffart
Oliuarii »on JSToort &. (1599). V. Hulsius, Sammlung von ... Schiffahrten,
p. V I . (B. N.).
902. - Voyagcs cn Afriqvc, Asic, Indes Orientales & Occidentales, faits
p a r lean Mocqvet. Paris, lean de JlevqveviUe, 1617, in-8.° com cst. (B. N".)
Exp.: D. Antonia li. de Carvalho.
903. - Idem. Paris, 1S30, in-8.°
O 2.° livro intitula-se : « Sccond livre des voyagcs aux Indes Occidentales, cn
Ia riviòro des Amazoncs, pays des Caripous ot Caribes, et autres torres et iles
d'Occidont, cn Van 1004. » O auetor veio com La Eavardière.
Jíxp.: Dr. J. li. Peixoto.
904. - A Dcscription and Discouery of the Riuer of Amazons, by "Wil-
liam Davics Barber Surgcon of London. V. Purchas his pilgrimes, IV, 1287.
(B. K >
E extr. da obra que publicou o referido Davics cm 1614.
905. - Voyage de François P y r a r d de Laual contenant sa navigation
aux Indes Orientales, aux Moluques & au Bresil &. Paris, par Itemy Dallin,
1615, 2 vols. in-8.° (B. K ) .
9 0 6 . - V i a g e m de Francisco P y r a r d , de Lavai... (1601-1611) ... Ver-
tida do francez em portuguez sobre a edição de 1679, correcta e aceres-
centada com algumas notas, por Joaquim Heliodoro da Cunha Eivara.
Nova-Goa, Impr. Nac, 1858-1862, 2 vols. in-4.°
Tracta do Brazil no vol. II, pp. 201-282.
Exp.: Dr. II. A. Alves do Carvalho.
907. - L o t t r e d'vn Pero Capvcin s'estant Achemine en Ia flotte dresséo
soubz L'Auctorité du Roy, par le Sieur de Razilly au fleuue de Maragnon
et terres adjacentes en L'inde Occidentale, Em laquelle est descritte 1'arri-
uée des françois au dict pais et 1'acueil qu'on leur y a faict... Escritte par
le Eeuerend pére Claude d'Abbeuille (Maranhão 20 de Agosto de 1612.)
Ap. Ternaux Compans, Archives des voyagcs, I I , 397. (B. N.)
87

908. - Voyage dans le nord du Brésil fait durant les années 1613 ôt
1614 par le père Yves d'Evreux. Publié d'après 1'exemplaire unique con-
serve a Ia Bibliothèque Impériale de Paris. Avec une introduction et des
notes par M. Perdinand Denis. Leipzig & Paris, librairie A. Franck, Albert
L. Herold, 1864, in-8.° (B. N.)
Faz parte da «Bibliotheca Americana» publicada por A . Franck.
909. - Vieux voyageurs français. Yves d'Évreux. Paris, H. Fournier,
1835, in-8.°
Opusculo do sr. Ferdinand Denis, c oxtr. da «Revue de Paris».
Exp.: Dr. J. B. Peixoto.
910. - Die Siebenzehende Schiffart. Das ist: Eigentliche vnnd warhaftige
beschreibung dor... Eeiss vnd Schiffart so durch Herr Georgio von Spil-
bergen glücklichen volbracht. &. V. Hulsius, Sammlung, p. XVII.
911. -Eeys-boeck van het rijcke Brasilien, Eio de Ia PI ata onde Ma-
gallanes, ... Ais oock de leste Beyse van dcn Heer van Dort, met het
ver-overen vandc Baeye De todos los Santos, fsamen ghestelt door N. G-.
Ghedruckt int Jaer... 1624- By Ian Canin. In-4.°, com ch. e planos. (B. N.)
N.° 100 de Asher. Extremamente raro.
912. - Nieuvve Wereldt ofte Beschijvinghe van Westindicn, wt veelder-
hande Schriften onde Aen-teeckeninghen van verseheyden Natíen by een
vorsamelt door Ioannes do Laet, ende met noodighe líaerten ende Tafels
voorsien. Tot Leyden, in de druckerye van Isaac/c Elzevier, 1625, in-fol. em
antigos characteres flamengos, do 510 pp. sem comptar os índices e as
folhas preliminares. (B. N.)
Ed. princeps e rara, já cit. sob n. 10. V. as outras edições c traducções nos
ns: 17-1'J.
913. - Eotciro de Pernambuco ao Maranhão (na armada que conduziu
Alexandre de Moura). Por Manoel Gonçalves Ecgeifeiro. 1625. (B. N.)
C ó p i a tirada por Francisco Adolpho de Varnhagen do Archivo geral de Siman-
cas. Cod. CCCLVI (18-3) de ff. 138 a 144. 7 ff.
914. - Nvcvo descvbrimiento dei gran rio do Ias Amazonas. Por ei
padre Chrstoval(sic) de Acurla, Eeligioso de Ia Compania de Iesus,, y Cali-
ficador do Ia Suprema General Inquisicion. Al qval fve, y se hizo por
orden de su Magestad, ei ano de 1639. por Ia província de Qvito cn los
Eeynos dei Peru. Al excelentíssimo seflor conde Duque de Oliuarcs. (Vinh.
xyl.) Con licencia; En 3fadrid, en Ia Imprenta dei Reyno, afto de 16^1. In-4.°
de 6 fls. inn. - 46 num. pela frente. (B. N.)
Livro muito raro, e de grande apreço, do qual Salva confessa não ter visto
mais de 4 ou 5 exemplares.
Contem: titulo; dedicat. ao duque de Olivares; adv. uAl lector; Certflcacion
(sic) dei capitan... Pedro Texeyra; Certificacion dei lteuerendo Padre Comissário
de Ias Mercedes (frav Pedro de Santa ülaria y de Ia B u a ) ; Clavsvla de ia P r o -
vision Real &.»; a «ílelacion» dividida em 83 números; e «Memorial, presentado
en ei Real Consejo de Ias índias, sobre ei dicho descubrimientq, despues dei reue-
lion de Portugal.»
Foi traduzida a obra para francez por Gomberville, e saiu de envolta com
relações curiosas de outras viagens á America em «Paris, Claude Barbin», 1682,
4 tom. em 2 vol. in-12.°; d'ésta traducção ha uma supposta segunda edição, que
não differe da primeira sinão nos dizeres da folha de rosto, onde se-lè: «Paris, cheí
Ia veuve Louis Billaine», lti84.
Traduzida em portuguez publicou-se na «Revista Trimensal do Instituto Hist.
G e o g r . e Ethnogr. do Brasil». Tomo X X V J I I . p. I . (anno ie 1865), de pag. 163
a 265., convindo notar que si abi a p p a r e c .t Relacion com 84 capítulos, é isso
exclusivamente devido a se haver feito capitulo á parte (o 51°) para a descripção
do rio Tumburagua.
938. - Nuevo descubrimento dei gran rio de Ias Amazonas por ei Padre
88

Christoval de AcuHa. V. Memórias do Maranhão por C. M. do Almeida, II,


1874. (B. N.)
915. - Voyagcs and discoverics in South America. Tlie first up the
Eiver of Amazons to Quito in Peru, and back again to Brazil, perform'd at
the Comtnand of the King of Spain. By Christopherd'Acvgna. The Second
up the Eiver of Plata, and thonce by Land to the Mines of Potosi. By
Mons. Acareie. The Third from Cayenne into Guiana, in search of the Lako
of Parima, rcputcd the richest Placc in the World by M. Grillet and
Bechamel. &. London, printed for S. Buckley, 1698, in-8.°, com 1 mappa.
(B. N.)
916. - Expcditions into the valley of the Amazons, 1539, 1540, 1639.
Translated and edited vvith notes, by Clements E. Markham. London, prin-
ted for the Hakluyt Society, 1859, in-8.° (B. N.)
Contem: ((Expedição de Gonzalo Pizarro» (1539-42); a Viagem de Orcllana
(1540-41); o «Novo Descobrimento» do p. Acuiia (1U39), e uma lista das tribus
indígenas do Amazonas.
917. - Descubrimicnto dei rio de Maranon llamado de Ias Amazonas
hcebo por Ia religion do S. Francisco. Eolacion escrita por cl p. fr. Lau-
reano de Ia Cruz... 1651. Manuscrito ined. dado a luz por ei p. fr. Marce-
lino de Civczza. Prato, Banieri Guasti, 1878, in-4.°, do 44 pp. (B. ÍT.)
918. - Eelation dv voj\agc de Eovlox Baro, interprete et ambassadevr
ordinaire do Ia Compagnic iles lndcs d'Occident, de Ia part des lllustrisis-
mes Seigncurs des Prouinces Vnies au pays des Tapuios daus Ia terre fermo
du Brasil. Commencé le troisiesme Avril 1647. & finy lc quatorziesme
luillet de Ia mesme année. Trad. d' Hollandois... par Pierre Moreav &.
V. Belations veritables et cvrievses de P. Moroau. Paris, A. Covrbé, 1651,
in-4.° (B. N.)
919.-Diário da Jornada que fiz ao Pacajá anno 1656.
C ó p i a moderna. In-fol. lõ tf. K' do p. João de Sotto-Mayor; v. «llivara»,
Catai, dos mss. da Eborcnse, I pg. 28.
Exp.: Iitdt. Hiat.

920. - Idem.
C ó p i a mod. In-fol. 13 if.
Exp.: D. Antonia R. de Carvalho.
921. - De groote -wonderlijcke wcreldt. Korte beschrijvinghe des gants-
cbe Aert-bodcm... Europa, Ásia. África, America, alsoo ick se... doorge-
reyst-bebbe... namcntlijck Túrclcven, Hungaiyen, Poolen, Euslandt... Bro-
silien &. Noch vcrgrost met de Turckse Grammatica. Beschrevcn door
Eeyst van Iacob Iooste Tolck &. t'Amstcrdam, gedr. voor dén Autheur,
1659, in-4.°, com 1 ch. (B. N.)
Primeira edição, rara.
922. - J o a n Nieuhofs Gedenkwaerdige Zee en Lantreize door do Voor-
maemste Landschappen van West en Oost Indien. t'Amsterdam, Jacob
van Meurs. 1682, 2 partes em 1 vol. in-fol., de r. grav., com retr. o est.
(B. N.)
A 1' parte da obra intituln-sc: «Gedenkwaerdige Brasiliaensc Zee-en Lant-
reize».
923. - Eelação da viagem, qve foz ao Estado do Brazil a armada da
Cõpanhia, anno 1655. A cargo do general Francisco do Britto Freyre.
Lisboa, na officina de Henrique Valente de Oliueira, 1657, in-32.° (B. N.)
Esta Relação foi depois incorporada no fim da—«Historia da guerra brasillea».
'.'24. - America By John Ogilby. London, by the author, 1671,
om retr., est. e ch. (B. N.)
89

925. Voyages de François Coreal aux Indes Occidentales... Traduits de


1'espagnol avec une relation de Ia Guiane de Walter Ealeigh & le voyage
de Narborough. à Ia mer du sud par le detroit de Magellan &. Traduits
do 1'anglois. Amsterdam, chez J. Frederic Bernard, 1722, 3 vols. in-12." com
chart. e est. (B. N.)
926. - Relation d'un voyage fait en 1695. 96 & 97 aux cotes d'Afrique,
détroit de Magellan, Brezil, Caycnne & isles Antilles, par une escadre des
vaisseaux du Roy, commandée par M. de Gennes. Fait par le Sieur Froger.
Paris, Michel Brunet, 1698, in-12.° com eh. e est. (B. N.)
Edição original.
927. - Idem. Ed. enrichic de grand nombre de figures dessinées sur les
Jieux. Paris, chez Nicolas le Gras, 1699, in-12.° de 7 ff.—219 pp., com ch.
e est. (B. N.)
Exemplar enquadernado por Selz-Niedrce, e que pertenceu a M. Ferreira Lagos.
928. - A relation of a voyage made in the Years 1695, 1696, 1697. on
the Coasts of A/rica, Streights of Magellan, Brasil, Cayenna, and the An-
tilles, by a Squadron of French Men of War, under the Command of M.
de Gennes. By the Sieur Froger. &. London, M. Gillyflower &, 1698, in-8.°,
com est. (B. N.)
Versão ingleza da obra precedente.
929. - Derrota feyta da Cid.e da B." p." as Minas da Jacobina, Rio das
Contas, e Minas novas, e o mais, viagens scg.t0! &. (Por Joaquim Quaresma
Delgado.)
C ó p i a . Do começo do X V I I I século. In-íbl. 35 pp.
Exp.: Inst. llist.
930. - Derrota da Villa do Rio das Contas entrando nos Criollos, q he
aonde principia a estrada p." a B." athc o porto de S. P. da Moritiba no
Rio da Cachr." (Por Joaquim Quaresma Delgado.)
C ó p i a . Do começo do X V I I I século. In-fol. 16 pp.
Exp.: Inst. llist.
931. -Journal d'un voyage sur les costes d'Afrique et aux Indes d'Es-
pagne, avec une description partic-ulièro de Ia Riviere de Ia Plata, de
Bucnos-ayres, & autres lieux, commencó en 1702. & fini en 170G. Amsterdam,
aux dépens de Ia Compagnie, 1730, in-8.° (B. N.)
De pg. 285 a 295 oceorre unia descripção assás imperfeita e malévola da cidade
do Kio de Janeiro.
932. - A voyage round the world. Containing an Account of çapt.
Dampier's Expcdition into the South-Seas ... in the years 1703 and 1^704
... Togother with the author's Voyage from Amapalla on the West-Coast
of México, to East-India ... By William Funncll, &, London, James Knapton,
1707, in-8", com est. c ch. (B. N.)
933. - A voyage to the South Sea, and round the world, perform'd in
the ycars 1708, 1709, 1710 and 1711, by the ships Duke and Dutchess of
Bristol . .. By Capt. Edw. Cooke. London, B. Lintot &, 1712, 2 vols. in-12.°,
com est. e ch. (B. N.)
934. - Voyage autour du monde, commencó en 1708 & fini en 1711.
Par le capitaine "Woodes Rogers. Trad. de l'anglois... Oú l'on a joint quel-
ques pièces curieuses touchant Ia riviere des Amazones & Ia Guiane.
Amsterdam, chez Ia Veuve de Paul Merret, 1716, 2 tom. in-12.° com ch.
geogr. e est. (B. N.)
Exp.: D. Antoula R. de Carvalho.
935. - A voyage to the South-Sea, and along the coasts of Chili and
Peru, in the years 1712-14... By Monsieur Frezier... With a Postscript by
ao
dr. Edmund Halley, &. London, Jonah Botoyer, 1717, in-4", com est. ,e ch<
(B. K ) .
936. - Eelation du voyage de Ia mer du Sud aux cotes du Chili, du
Perou, et du Brésil, fait pendant les années 1712, 1713 & 1714, par M.
Frezier. Amsterdam, chez Pierre Humbert, 1717, 2 tom. era 1 vol. in-12.°, com
est. e ch. geogr.
Exp.: D. Antonia It. de Carvalho.
937. - Voyages aux cotes de Guinée & en Ameriquo. Par mr. N***.
Amsterdam, JEtienne Roger, 1719, in-8.° com est.
Exp.: D. Antonia R. de Carvalho.
938. - A voyage round the -\vorld by the "Way of the gr. South Sea,
perform'd in the Years 1719-22... By capt. George Shelvocke &. London, J,
Senex, 1726, in-8.°, com 1 ch. e est. (B. N.).
939. - Eelatorio... do mestre de campo de engenheiros Miguel Pereira
da Costa, quando voltou da commissão em que 1'ôra ao districto das minas
do Kio das Contas (1721). V. Rev: do List. Hist, V. (1843), pg. 36. (B. N.),
940. - Xouvcau voyage autour du monde par L. G. de Ia Barbinais.
Enrichi de plusieurs plans, vues & perspectives cies principales villes & ports
iu Perou, Chili, Brésil, & de Ia Chine, avec cartes et figures. Paris, chez
Briasson, \728-29, 3 vol. in-12.° (B. N.).
941. - Ncòieias praticas do descobrimento das minas de Matto-Grosso,
Goiaz c Mim.s.
C ó p i a . In-fol. 113 ff. não num.
Contém :
1 — <i Noticia l. a Practica Que dá ó P. c Manuel Diogo Soares o alferes José Pei-
xoto da Silva Braga do que passou na primeira bandr. a que entrou ao descobri-
mento das Minas do Guavtcs até sahir na cidade de Belém do Grão Pará. (1734)
10 ft'.
2 — i( Noticia 2. a Practica Do que suecedeo ao Capitão João Antônio Cabral
Camello na volta da viagem das Minas do Cuvaba, cm 1780, para S. Paulo. »
(1734). 7 tf.
3 — « Noticia 3." Practica... sobre o infeliz suecesso que tiveram no rio Paraguay
as tropas que vinham para S. Paulo no anno de 1730. » 4 ff.
4 — n Noticia 4. a Pratica Vinda da cidade do Paraguay á nossa colônia do Sacra-
mento... escripta por D. Carlos de los Pcyes Valmanda. » (1730). 2 tf.
5 — « Noticia 5. a Practica... sobro os reinos e nações de bárbaros que ha na der-
rota o viage do Cuyabá, e seu recôncavo. » 8 tf.
G — « Noticia 6." Pratica e relação verdadeira da derrota e viage que fez da cidade
de S. Paulo para as minas do Cuyabá o Ex.™0 Sr. Kodrigo César de Menezes
gov. or o Cup.™ gen. al da Cap. a de S. Paulo e suas minas descobertas no tempo
do seu gov.° e nelle mesmo estabelecidas. i> 13 tf. (1727). Eseriptas por Gervasio
Leite Rebello, secretario de »S. Ex. a .
7 — « Noticia 7." Pratica o roteiro verdadeiro das minas do Cuiabá, e de todas as
suas marchas, cachoeiras, itaipavas, varadouros o dcscarregadr.° J das canoas que
navegam paru as ditas minas com os dias de navegação e traveça que se costu-
mam fazer por mar c terra. » lõ tf. Assignado « Manuel de Barros. » Sem data.
8 — ii Noticia 8." Practica exposta na copia de uma carta escrita do Cuyabá aos
novos pretendentes daqucllas minas. » 21 ff.
Seguem-se:
« Noticias Practicas das Minas geraes do Ouro, o Diamantes. »
São quatro as « Noticias », dadas todas ao p." Diogo Soares, a 1." pelo capitão-mór
Luis Borges Pinto « sobre os seus descobrimentos da celebre casa da Casca, ein-
prehendidos nos annus do 1726, 27 e 28 (3 ff.); a 2. a pelo alferes Moreira
« das suas bandeiras no descobrimento do celebrado morro da Esperança empre-
hendidas nos hnnos do 1731 o 1732...» (2 tf.) ; a 3. a dada pelo mestre de campo
José Ribeiro Perdigão « sobro os primeiros descobrimentos,das minas gerais do
ouro» (3 ff.) o a 4." pelo sargento mór José Mattos «sobre os descobrimentos
do famoso rio das muertes » (3 pp.).
Seguem-se:
« Noticia Practica do sitio da nova colônia do Sacramento e mais operações dos
91

inimigos deade o mez de Setembro até 18 de Desembro de 1735, sendo goveiv


nador daquella praça Antônio Pedro de Vasconcellos (15 pp.). »
« Noticias Practicas do novo caminho que se descobriu das campanhas do rio
Grande, e nova Colônia do Sacramento pnra a villa de Coritiba no anno de/
1727 por ordem do governador de S. Paulo Antônio da Silva Caldeira Pimentel. »
São trez, dadas ao mesmo p." Diogo Soares, a 1.* « pelo sargento-mor de cavallaria
Prancisco de Sousa e Faria primeiro descobridor e abridor do mesmo caminho »,
a 2.» pelo piloto José Ignacio, « que foi e acompanhou em todo elle ao mesmo
sargento mor... » e a 3." pelo coronel Christovam Pereira de Abreu «sobre o
mesmo caminho. » 10 ff.
Seguem-se:
« Noticias Practicas da costa e povoaçõcs do mar do sul. »
Consta de duas « noticias », a saber :
a) — « 1.* Practica e resposta que deu o sargento mor da praça de Santos, Manuel
Gonçalves do Aguiar as perguntas quo lhe fez o governador e capitão general
da cidade do K\o de Janeiro c capitanias do sul Antônio do Brito e Menezes-
sobre a costa e povoações do mesmo mar. » 7 ff.
b) — « 2.* Pratica, que dá ao P.° M.e Diogo Soares, o capitão Christovão Pereira
sobre as campanhas da nova colônia, e Kio Grande, ou Porto de S. Pedro.» 2 ff.
Parte d'estas noticias está publicada no « Bra/.il Histórico » do snr. dr. Mello Moraes.
Exp.: S. M. o Imperador.
942. - Idcm.
Cópia moderna e incompleta. In-fol.
Exp.: D. Antoniu R. de Carvalho.
943. - Noticias praticas das minas do Cuyabá o Goyazcs ... que dá o
capitão João Antônio Cabral Camcllo, sobre a viagem que fez ás minas do
Cuiabá no anno de 1727. V. Rev. do Inst. Hist., I V (1843), pg. 487. (B. N.)
944. - Conta quo deu o mestre de campo João da Silva Guimarães dos
progressos do seu descobrimento, cm que declara o que fez o achou cm
todo o tempo que andou na conquista de S. Mathcus. Minas Novas 26 de
Maio de 1734.
Cópia cont. In-fol. 7 ff.
Exp.: Inst. Hist.
945. - Voyagc to Guinca, Brasil, and the "Wcst-Indics ; in ITis Magesty's
Ships tho Swallon and Weymouth ... by J o h n Atkins &. The second edition.
London, Ward and Chandler, 1737, in-8° (B. N.)
946. - A voyage to t h c South-Seas, in t h c years 1740-1
Tho wholc compiled b y persons eoncernccl in t h c facts relatctl, viz. J o h n
Bulkclcy and J o h n Cummins &. London, printed for Jacob Robinson, 1743,
in-8.° (B. N.)
947. - A voyage round t h c world, in t h c ycars MDCCXL, I, I I , I I I ,
I V . by Georgc Anson, ... compiled, ... and publ. by Riehard "\Valtov &.
London, John and Paul Knapton, 1748, in-4°, cst. c ch. (B. N.)
948. - Voyage autour du monde, fait dans les annécs MDCCXL, I, I I ,
I I I , I V . p a r Gcorge Anson, ... publié par Riehard Waltcr, ... Trad. do
anglois. Amsterdam (1749), in-4°, est. (B. N.)
Trad. de Elio de Joncourt. Traz como appenso, em 2o vol. : Voyage a Ia mer
du Sud, fait par quelques ofliciers commandaiits & i I j o n n, 175G, in-4."
949. - Idem. Paris, chez Quülau <£•, 1750-56, 4 tom. cm 5 vols. in-12°,
cst. (B. N.)
950. - Voyage autour du monde cn 1740-44, par G. Anson. V. JVouv.
Bibliothèque des voyages, (Didot), I. (B. N.)
951. - E r n . Frezier, ... Eeisc nach der Süd-See, und donen Ciiston von
Chili, P e r u und Brasilien. Aus dem Frantzosischcn übersetzet, ... mit cinem
A n h a n g aus der in den J a h r c n 1740 bis 1744 von ... H r n . Georg Anson,
... gethanen Eeise vormehret. Hamburg, Th. von W. Erben, 1749, in-8%
com est. e ch. (B. N.)
92

952. - Belation abrégée d'un voyage fait dana 1'interieur de 1'Amérique


Meridionale. Depuis Ia cote de Ia Mer du Sud, jusqu' aux cotes du Brésil
& de Ia Guiane, en descendant Ia rivière des Amazones; par M. de La
Condamine. Paris, chez Ia Veuve Pissot, 1745, in-8.° (B. N.)
Exemplar accompanhado de um autógrapho do viajante.
953. - Idem ... avec une carte du Maragnon, ou de Ia rivière des
Amazones, levée par le même. Nouvelle édition augmentée de Ia relation
de 1'emeute populaire de Cuenca au Péroti, et d'une lettre de M. Godin des
Odonais contenant Ia relation du voyage de Mad. Godin, sou épouse &.
Maestricht, chez Jean-Edme Dufour & Phil. Roux, 1778, in-8.° (B. N.)
954. - A succinct abridgment of a voyage made within tho inland
parts of South-America; from the coasts of the South-Sca, to thc coast of
Brazil and Guiana, down the river of Amazons: by mons. de Ia
Condamine &. London, print. for E. Withers, 1747, in-8° com 1 map. do rio
Amazonas. (B. N.)
955. - Noticia da Viagem de João de Souza de Azevedo (pelos rios
Jaurú, Paragoay, Arinos e outros). 1746-47.
C ó p i a do X V I I I século. In-4° 5 ft".
Exp.: BarSo da Penha.
956. - Noticias da America. (B. N.)-
C ó p i a . Consta de várias noticias e da descri pçiio do uma viagem feita por
Francisco de Me. . . pela Bahia, S. Paulo, Matto Grosso, &., pelo anuo de 1748.
Cod. X C I (7-1) de ff. GO a 74. 16 ff. 25 X 16.
957. - Navegação feita da cidade do Gram Pará até a bocea do rio
da Madeira pela escolta que por este rio subio ás minas do Mato Grosso
por ordem ... de s. m. f. no anno de 1749, escripta por José Gonçalves
da Fonseca no mesmo anno. V. Coll. Ultr. tom. IV (1826), n° I. (B. N.)
Saiu reproduzida com outro titulo nas «Mcm. do Maranhão» de C. Mendes
de Almeida, vol. I I (1874). pg. 207.
958. - Explorations made in the Vallcy of tho River Madeira, from
1749 to 1868. Publ. for the National Bolivian Navigation Co., 1875, 8" de
355 pp.
Contem: «Kepovt» de J . e P . Kellor; «The rapids of the river Madeira»
do fíibbon ; « Madeira and its Hcad Wntcrs, de Q. Quevedo ; « Voyage from P a r á
to tho niouth of thc r. Madeira i>, do J . Gonsalvcs da Fonseca.
Exp.: S. M. o Imperador.
959. - Derrota desta Cidade do Santa Maria do Belém do Grão-Pará
para as Minas de Matto Grosso, Arraial de S. Francisco Xavier do que
foi Cabo o Sargento Mor Luiz Fagundes Machado feita por mim Antônio
Nunes de Souza, Piloto e Mestre aprovado feita cm 14 de Julho de 1749.
que pôde servir para outra qualquer monção hindo passar as Cachoeiras
estando o rio da Madeira de meio barrarão para cima que tenha água para
passarem Canoas, &.* 1750.
C ó p i a moderna. In-fol. 19 pp.
Exp.: Iust. IliBt.
960. - Carta do 111.""* c Ex. mí Silr. Conde de Azambuja, ao de Vai de
llcys cm que lhe relata os suecessos de sua viagem para o seo Governo do
Matto-grosso cm 1750; c Noticias relativas a viagem do mesmo Excellen-
tissimo, e a creação de Villa Bella do Mato Grosso. (B. N.)
Cópia. In-fol. de 31 ff. não num.
961. - Diário de Matto Grosso no anno de 1750. Por Antônio Nunes
de Souza, piloto. (B. N.)
Cópia contemporânea. ln-4°. 12 ff.
08

962. - Lembrança da notioia e averiguação que iez a Real Escolta


vinda <da-Cidade do Grão Pará em serviço de Sua Magestade ... a esta»
Kínas de MattorGrosso, onde chegou em 16 d'Abril de 1750 de que eip.
Cabo e Commandante o Sargento Mor de infantaria paga daquelía Capi-
tania Luiz Fagundes Machado, e averiguação entregue ao Mestre do Campo
José Gonçalves de Aflonsêca, trazendo por Piloto Antônio Nunos de Souza,
remettida a ditta Escolta por ordem de S. Magestade sendo Governador...
do Grão Pará e Maranhão ... Francisco Pedro de Mendonça Gorjão. 1750.
Cópia moderna. In-fol. 4 pp.
Xxp.: Inrt. Ulit
963. -Relação da viagem que fez o Conde de Âzambuja, d. Antônio
Kolim, da cidade de S. Paulo a Cuyabá. 1751. V. Mev. do Inst. Hist., V I I
(1846), pg. 469. (B. N.)
964. - Reisen einiger Missionarien dor' Gesellschaft Jesu in Amerika,
AUB ihren eigenen Aufsàtzen herausgegeben von Christoph Gottlieb von
Murr Núrnberg, Johann Eberhard Zeh, 1785, in-8° est. e ch. (B. N.)
Contem:
I. Gründliche Nachrichten ueber die Verfassung der Landschaft von Maynas...
von Franz Xavier Veigl. [E como appendice: Nachricht von den Sprachen der
Võlker am Orinokoflusse, . . . aus F. S. Gilij... ins deutschc übersetzt &].
II. Des Herrn P. Anselm Eckurt... Zusátze zu Pedro Cudena's Bescnreibung:
der Lünder von Brasilien.
965. - Relaçam e noticia da gente, que nesta segunda monção chegou
ao sitio do Grão Pará, o ás terras de Mato Grosso, caminhos que fizerão
por aquellas Terras, com outras muitas curiosas, e agradáveis de Eios,
Fontes, fructos, que naquelle Paiz acharão. Copia tudo de huraa Carta, que
a esta Cidade mandou Isidoro de Couto oscripta por Caetano Paes da
Silva. Lisboa, na off. de Bernardo Anton. de Oliveira, 1754, in-4*, de 4 fls. inn.
Baro.
Exp.: S. M. o Imperador.
966. - Relaçam curioza do sitio do Grão Pará terras de Mato-Grosso
bondade do clima, e fertilidade d'aquellas terras. Escrita por hum curiozo
experiente daquelle Paiz. Primeira parte. S. I e s. d {Lisboa, 1754?), in-4.*,
de 8 pp.
Baro.
Exp.: 8. M. o Imperador.
967. - Roteiro da viagem do desemb." Henrique da Silva, e do major
de engenh.0' Manuel Cardoso Saldanha, á Serra dos Montes-Altos para o
estabelecimento da fabrica do salitre &, 1758. V. Bev. do Inst. Hist., Y
(1844), pg. 447. (B. K ) .
968. - Viagem e Vezita do Cortão em o Bispado do Gram Pará, em
1762 e 1763. Escripta pelo Bispo D. F. r João de S. Jozó Monge Benedic-
tino. (B. N.).
Cópia por lettra moderna, e incompleta; chega ató ao gg 256. Cod. CCCXXI
(17-109) 88 ff. num. 29XH-
O autógrapho existe na Bibliotheca publica eborense, como consta do « Catalogo »
dos respectivos mss. organizado pelo snr. Bivara, tomo I, pp. 31.
Vide o art. que se segue.
969. - Viagem e visita do sertão em o bispado do Gram-Pará em 1762
e 1763, pelo bispo d. f. João de S. José. V. Bev. do Inst. Hist.. 2.* ser., I I
(1847), pg. 43, 179, 328 e 476; um resumo no Brazü Histórico do snr. dr.
Mello Moraes, 1864. (B. N.).
O snr. C. Castello Branco deu-a também em volume com a biographia do prelado.
970. - Voyago autour du monde en 1764-66, par le commodore Byron.
V. Hist. génér. des voyages, tom. XX; Nouv. bibliothèqué des voyages, I. pg.
168. (B. N.).
94

971. - Viage dei comandante fiyron ai rededor dei m a n d o . . . j u n t a m e n t e


«on una dèfecnpeion m u y circunstanciada dei Estrecho de Magallanes, y
d e cierta Nacion de Gigantes, llamados Patagones... Trad. dei inglês, é
ilustr. con notas... por ei doct. don Casimiro de Ortega. Seg. edicion, en
que se afiade ei Resumen Histórico dei Viage emprendido p o r Magallanes,
y concluído p o r ei Capitán Espafiol J u a n Sebastian dei Cano. Madrid, Impr.
Real de Ia Gazeta, 1769, in.4.°, com 1 est. e 1 ch. (B. N . ) .
97JJ. - Jornada, q. fez o Ajudante de Ordens do Governo de Goayas
Thomaz de Souza de Villa Boa, t h é á Fortaleza de N . Snr. a da Conceição
n o anno de 1766.
Cópia do começo do XIX século. In-4." 7 ff.
Bxp.: D. Antonia E. de Carvalho.
973. - Diário da Derrotta que fizemos aos Rios Mutuacá, Vpixuna,
Auxiuruxi, e Cajari (Pelo Alferes Joze de Brissos Machado, o Ajudante
J o z e Pinheiro de Lacerda e o Capitão de Campo Lino da Silva). Datado
d e Macapá a 27 de Julho de 1767. (B. N . ) .
Cópia auth., com a assign. autógr. de Marcos José Monteiro de Carvalho. 1 fl.
24X18.
É como quo o resumo do Diário quo occorre em seguida com o titulo: « Jor-
nal da viagem que com o favor de Deos nosso Seuhor devemos fazer aos Rios q
desagão (sic) na Margem Septentrional das Amazonas p.* riba do Rio Vanara pecú
em vinte de Junho de mil e sette centos,^ sessenta, e sétte. » Com a assign. autógr.
de Marcos José Monteiro de Carvalho. É egualmente cópia authentica. 8 tf. não
num. 32X17.
Vem no principio do códice um officio original de Fernando da Costa de At-
tajde Teive, datado do Pará a 23 de Octubro de 17G7 e dirigido a Francisco Xavier
de Mendonça Furtado, remettendo o « Jornal da viagem. » 1 fl. 24X17.
Cod. CCCLXXyiI (18-29) 10 ff. inn.
974. - Voyage autour du monde, par Ia frégate du roi La Boudeuse
e t Ia flüte VEtoüe en 1766, 1767, 1768, & 1769. ( P a r Louis Ant. de Bou-
gainville). Seconde édition, augmentée. Paris, chez Saülant & Nyon, 1772,
3 vol. in-8." (B, N.).
O viajante esteve no Rio de Janeiro em 1767.
975. - Voyage autour du monde, pendant les années 1766-69, par
Bougainville. V. Nouvelle Bibliothèque des voyages (Didot), 1, pg. 219. (B. N . ) .
976. - Astronomical observations made in the voyages which were
undertaken... for making discoverics in the Southern Hemisphere, and...
performed by comm. Byron, capt. Wallis, capt. Carteret, and capt. Cook,...
d r a w n u p and publ... by W. Wales, &. London, C. Buckton, 1788, in-4.° gr.,
ch. (B. N.).
977. - Relação summaria da viagem que fizemos polo Rio do Registo
abaixo. P o r Domingos Lopes e Bruno da Costa Filgueira. Corityba 11 de
Abril de 1769.
Cópia moderna. In-foi. 2 ff.
Exp.: Inst. Ilist.
978. - Descoberta dos Campos de Guarapuava, por Affonso Botelho de
Sampaio. 1771. V. Rev. do Inst. Ilist, X V I I I (1855), pg. 252. (B. K ) .
979. - Itinerário da Cidade do S. Paulo para o Continente de Viamão
feito por um pratico. 1773.
Cópia moderna. In-fol. 10 ff.
Exp.: Inst. Hist.
980. - Itinerário da Cidade de S. Paulo para o Continente de Viamão.
O r i g i n a l ? Sem data. In-fol. 3 ff.
Exp.: Iust. Hiat.
95

98L - Diário da viagem qne «m visita e correiçSo das povoações da


capitania de S. Joeé do Bio Negro fez o oavidor e intendente geral da
mesma Francisco Xavier Bibeiro de Sampaio, no anno de 1774 e 1775, &.
(B. N.).
Cópia contemporânea, fragmento. In-fol. 16 ff. nSo num.
Foi publ., como se-vê do n.* seguinte.
982. - Diário da viagem que em visita, e correiçSo das povoações da
capitania de S. Joze dò Bio Negro fez o Oavidor e intendente geral da
mesma, F . X. Bibeiro de Sampaio no anno de 1774 e 1775; exornado com
algumas noticias geog. e hydrograficas da dita Capitania, &. - Vindica-se
©ocasionalmente o direito dos seus verdadeiros limites pela parte do Peru,
Nova Granada e Guyana, &. Lisboa, Typ. da Academia, 1825, in-4.° de 115
pp. (B. N.).
983. - Appendix ao diário da viagem, que em visita, e correição das
povoações da capitania de S. José do Bio Negro, fez o Ouvidor e Inten-
dente geral da mesma, Francisco Xavier Bibeiro de Sampaio no anno de
1774 e 1775. V. Coll. Ultr., VI (1856), a." 2. (B. N.).
984. - Diário da Viagem que fez o Brigadeiro Jozé Custodio de Sá, e
Faria desde a cidade de S. Paulo the a Praça de N. S.™ dos Prazeres do
Bio Ygatemi. 1774-75.
C ó p i a cont. In-fol. 70 ff. incl. as ch. geogr. V. o .n.° que se-segue.
Exp.: D. Antonia B. de Carvalho.
985. - Diário da viagem que fez o brigadeiro José Custodio de Sá
Faria da cidade de S. Paulo á praça de N. S. dos Prazeres do rio Igiia-
temy, 1774-75. V. Bev. do lnst. Hist, XXXIX, l. a p. (1876), pag. 217, com
uma ch. reduzida sob a direcção do conselheiro Homem de Mello ((B. N.).
986. - Diário da Expedição que ultimamente se fez, desde o Prezidio
da Nova Coimbra pelo Bio Paraguay abaixo, por ordem do Gov. e Cap.
Gen. das Cap. de Matto-Grosso, e Cuyabá Luiz de Albuquerque de Mello
Pereira e Caceres aonde principalmente se relatam algumas conferências
que se tiveram pela gente da mesma expedição com os índios Guacurus
ou Cavalleiros. (Por Miguel José Bodrigues). 1776.
C ó p i a moderna. In-fol. 31 pp. Está publ. na « Kev. do l n s t . » com uutro titulo.
V . o ii.° que se-segue.
987. - Exploração do rio Paraguay e primeiras praticas com os Índios
guaycurús. 177G. V. Bev. do lnst. Hist, XXVIII, 1.» p. (1865), p. 70. (B. N.)
E publ. do mss. precedente.
988. - Diário da Viagem que fez Henrique João Wilkens Sargento
.Maior de Artilheria com exercício de Engenheiro, e Segundo Commissario
da quarta Divisão de limites, Portugueza e Hespanhola ao antecipado exame
do Kio Japurá; partindo da Villa da Ega no dia 23 de Fevereiro de 1781,
por Ordem de Sua Magestade.
C ó p i a mod. In-fol. 76 pp.
Exp.: lnst. Hist.
989. - Registro do Diário que entregou o Commandante da Bandeira,
o Tenente Manoel Pedro Babello, no regresso intempestivo que fez para
esta villa. 1781. (B. N.).
C ó p i a moderna. In-fol. 30 pp. num.
990. - Eegistro do pequeno Diário do exame do rio São Simão para
onde partiram por ordem de S. Ex. a no dia 7 de Abril de 1781 expedidos
desta capital, o Cabo de esquadra commandante João de Almeida Pereira
e os doas Soldados Dragões, Jorge Pompéo c Francisco Peixoto com o
anspeçada de Pedestre Pedro Ferreira e os Pedestres Antônio José, José
96

"Victorio, Folix Leite, Pedro Corrêa, Antônio Ferreira, Felippo Lcones, Ma-
noel Vieira e Feliciano Baptista. (B. N.).
C ó p i a moderna. In-fol. 5 ff. num.
991. - Eegistro do Diário que apresentou ao 111."' e Ex.""* Sfir. Gene-
ral» actual, o Alferes Francisco Garcia Velho Paes de Camargo, na segunda
vez que so rocolheo da diligencia de continuar a picada desde certa altura
do rio Paragahú até o descoberto o Sorra dos Guararapéz avista dás ordens
que tinha levado de S: Ex.* com data de 24 do Abril de 1781. (B. N.)
C ó p i a moderna. In-fol. 31 pp. num.
992. - Novo Diário da Viagem dos Eios da Madeira, Mamoré, e Gua-
poré, até Villa Bella, Capital do Governo de Mato Grosso. Em que vão
emendadas, e correctas todas as differenças de que foi susceptível, o que s.e
foz da mesma viagem no anno de 1782. Accrescentado do muitas noticias
essenciaes, sobre os três mencionados Eios, assim como dos mais Eios lite-
raes (sic) que nelles entrão. Anno do 1790. Pelo sargento-mor engenheiro-
Eicardo Franco de Almeida Serra.
C ó p i a moderna In-fol. 34 ff.
Exp.: Bibl. de Marinha.
993. - Briefe über Portugal nobst einem Anhang über Brasilicn. Au»
dem Franzõsischen. Mit Anmerkungen herausgegobcn von Matthias Christ.
Sprengel... Leipzig, 1782, in-8." (B. N.)
994. - Parte quo deu o capitão Cândido Xavier do Almeida o Sousa
sobre o descobrimento do rio Ygurehy. 1783. V. Jtev. do Inst. Hisl., XVIII
(1855), pg. 244. (B. N.)
995. - Diário da Viagem quo fez o Doutor Pontes ao tirar a configura-
ção do Eio Guaporé. (1783). (B. N.) °
C ó p i a de c o p i o . Cod. C C X X X I (16—97) 31 ff. não num. 29X17.
Com.—No dia 13 de Janeiro do presente anno de 1783 parti—4 ff.
E ' do dr. Antônio Pires da Silva Pontes.
Accompunha este « Diário » :
« Diário da Viagem quo S. Ex. acompanhado dos Commissarios, Officiaes En-
genheiros, c Doutores Astrônomos et cetera foi ao Cume da Serra, que fronteya
esta Villa. » 5 ff.
Era commissario da 3* « Divisão » o capitão general Luis do Albuquerque de
Mello Pereira e Caceres. E ' do nnno de 1782.
Segue-se outro « Diário do viagem », sem titulo, de Novembro de 1783 o tendo
por assumpto o reconhecimento da cabeceira principal do rio Barbados. 22 ff.
996. - Divertimento admirável para os Historiadores Curiozos obser-
varem as maquinas do mundo reconhecidas nos Certoens da Navegação das
Minas do Cuyaba c Mato Grosso: extrahido pela curiosidade incansável de
hum Certanista Paulistenso, quo os calculou suecessivos huns poucos de
annos. Offcrecido a... Martinho do Mello e Castro, &. &. (1783).
Cópia cont. In-fol. 15 ff. Ha outra cópia da lettra de um dos amanuonses
do A. R. Ferreira, mas com muitas suppressõos. In-fol. 28 ff.
Exp.: Inst. Hist.
997. - Memória das Expedições feitas desta Capitania do Pará para
a de Matto Grosso, desde o mez de Novembro do 1783 até o mcz de Abril
do presente anno de 1788.
C ó p i a moderna. In-fol. 1 fl.
Exp.: Inst. Hiet.
998. - Diário das visitas pastoraes de D. Fr. Caetano Brandão no seu
bispado do Pará (1784 - 1787). V. Jornal de Coimbra IV, 1813. (B. N.)
999. - Diário da Viagem, que fez o D.or Astrônomo Fran.00 Joze de La
cérda, e Almeida; da Va Bella do Matto-grosso, e Cuyaba, ate' a Cid.° de
07

S. Paulo; pela Ordinária derrota dos Eios; em o anno de 1788. Datado


de S. Paulo a 25 de maio de 1789. (B. N.)
A u t o g r a p h o . Cod. C C X X X V I I (16-103) 1G ff. inn. 3 0 X 1 8 . — U m a c ó p i a
contemp. In-fol. 15 ff.
Pertenceu ao dr. Alexandre Rodrigues Ferreira.
Está publicado na obra: «Diário da viagem do Dr> Francisco José de Lacerda
e Almeida pelas capitanias do Pará. &.
1000. - Idem.
C ó p i a cont. in foi. 17 ff.
Exp.: BarSo da Penha.
1001. - Diário da viagem do dr. Francisco José de Lacerda e Almeida
pelas capitanias do Pará, Eio Negro, Matto-Grosso, Cuyabá e S. Paulo, nos
annos de 1780 a 1790. S. Paulo, na Typ. de Costa Silveira, 1841, in-8°, de
89 pp. (B. N.)
Obra impressa por ordem da Asscmbléa Leg. de S. Paulo.
1002. - Documentos relativos á Viagem Philosophica do dr. Alexandre
Eodrigues Ferreira desde o anno de 1784 até ao de 1792.
O r i g i n a e s e c ó p i a s . Cod. C L X V I (19—1) sob n.° 1. 61 ff. inn.
I.—Officio de Martinho de Souza e Albuquerque datado do Pará a 19 de septem-
bro de 1784 e dirigido a Martinho de Mello e Castro, communicando a sua
partida nesse mesmo dia para o rio das Amazonas, afim de visitar a praça e
villa de Macapá e todas as mais povoações de uma e outra margem do rio,
acompanhado do dr. Alexandre Rodrigues Ferreira e sua expedição, &.
O r i g i n a l , escripto da própria mão do auctor. I fl. 24X18. Andam-lhe
annexos:
a) Portaria do governador e capitão general do Pará Martinho de Souza o
Albuquerque, de 16 de septembro de 1784, mandando que todas as auctoridades
do estado prestem todo o auxilio e ajuda ao dr. Alexandre Rodrigues Ferreira
em sua commissão scientifica. 1 fl. 32X15-,
C ó p i a authenticada pelo próprio governador.
b) « Relação dos Medicamentos que leva o D. o r Alexandre Rodrigues Ferreira
para a Botica portátil da viagem Filozofica q fas a Rio Negro. » 1 fl. 33X15.
c) « Relação do que leva o D. or Alexandre Roiz Ferr.* p.* a viagem filozofica
q faz A Rio Negro. » 1 fl. 85X15. Sem data como a antecedente.
II.—Relação dos Medicamentos que se dérão na Cidade do Pará, para servirem aos
doentes da Expedição Philosophica, quando esta sahio em Diligencia na dita
Cidade, na noite de 19 de Septembro de 1784, para o Rio Negro.
C ó p i a contemporânea. 1 fl. 26X14. Ha outra c ó p i a d ' e s t a « Rolação », a acima
descripta sob n.° I (b).
III.—« Relação dos Preparos necessários que se pedirão para fornecimento da Ex-
pedição Philosóphca (stc), no Anno de 1785. a Para a viagem da Parte Supe-
rior do Rio Negro.
C ó p i a «ficial contemp. 1 fl. 16X20.
IV.—« Relação dos Preparos necessários que se pedirão para fornecimento da Ex-
pedição Philosophica, no Anno de 1786. » Para a viagem do Rio Branco.
C ó p i a contemp. 1 fl. 23X20
V.—« Relação dos Preparos que se pedirão no Anno de 1787 (e no de
1788. »
P a r a a viagem do Rio Solimões e em Barcellos. C ó p i a contemp. 22. ff.
25X20.
"Vfll.—« Relação do que entre o que pede o D. o r Naturalista Alexandre Rodrigues
Ferreira, e o que se pode apromptar na Villa de Barcellos, se faz preciso man-
dam-se da Cidade do Pará, a fim de subirem o Rio da Madeira, e se encaminharem
á Capital do Governo de Mato-grosso o sobredito D. o r , e mais Empregados da
Expedição Philosophica deste Estado, conforme por sua Magestade se deter-
mina. »
C ó p i a contemp. 6 ff. 26X15.
98

"VII.— Officio de Martinho de Sousa e Albuquerque, datado do Para a 8 de


agosto de 1788 e dirigido a Martinho de Mello é Castro, sobre oWectos relati-
vos á expedição do dr. Ferreira.
O r i g i n a l . 2 ff. 26X17. Andam annexos:
a) « Relação do que entre o que pede... &. a
C ó p i a , egual á acima descripta.
b) « Relação de tudo, que na Cidade do Pará, se appromptou para a Expedi-
ção da Viagem Philosophica, que p. r ordem de Sua Magestade se vay a fazer,
pelo Ryo Madeira, acima, as Capitanias de Mato Grosso, comprehendidos os
gastos, e despezas ao mesmo fim feitas. » 4 ff. 30X20.
"VIII.—« Relação dos Fornecimentos pertencentes á Expedição Philosophica, que
vão incluídos nos 17 Volumes : os quaes são os que da Cidade de Lisboa se
trouxe, para o exercício da dita Expedição. » 2 ff. 26X16-
C ó p i a , contemporânea.
IX.—Officio de Martinho de Sousa e Albuquerque, datado do Pará a 26 de feve-
reiro de 1789 e dirigido a Martinho de Mello e Castro, remettendo por cópia
um officio de João Pereira Caldas, acompanhado de outros documentos, sobre o
estado da expedição philosophica a Matto-Grosso.
O r i g i n a l . 1 fl. 18X17. A.companha-o o officio alludido, e os papeis que lhe
andam annexos, a saber :
A ) « Do Doutor Naturalista Alexandre Rodrigues Ferreira. » airigido a João Pe-
reira Caldas. E ' acompanhado das duas relações seguintes, assignadas po. Fer-
reira :
« N . l.°—Relação dos índios, que se ausentarão do serviço da Expedição p n i -
losophica, em Viagem para Matto Grosso, aos 31 de Agosto de 1788. »
« N. 2."—Relação dos índios, que se ausentarão do Serviço da Expedição Phi-
losophica, em Viagem para Matto Grosso,- em 7 de Septembro de 1788. » 2 ff.
B) « Do Doutor Naturalista Alexandre Rodrigues Ferreira. »
Accompanham-na duas cartas, uma do naturalista a Antônio Vieira Corrêa da
Maia, e outra de Ignacio de Moraes Bettcncourt para Ferreira. 2 ff.
C) « Do Doutor Naturalista, Alexandre Rodrigues Ferreira. »
Dirigida a João Pereira Caldas. E ' acompanhada do Termo feito a 7 de no-
vembro (de 1788) no rio Manicoré, que deságua na margem oriental do Ma-
deira ; de uma Relação dos indígenas que se têm ausentado do serviço da expe-
dição, e de uma do sargento Elias José Liz dirigida a João Pereira Cal-
das. 6 ff.
D) « Para Manoel da Gama Lobo de Almada, Governador da Capitania de S. José
do Rio Negro. »
£ ' um officio de João Pereira Caldas, versando sobro objoctos relativos á ex-
pedição philosophica. 1 fl.
E) « Para o Doutor Naturalista Alexandre Rodrigues Ferreira».
X.—Officio do dr. Alexandre Rodrigues Ferreira datado de Villa Bella a 25 de
maio de 1700 e dirigido a Martinho do Mello e Castro, relativo ao exame das
terras diamantinas de Matto Grosso, &. 1 fl.
O r i g i n a l , cseripto da própria mão do auetor.
Accompnnha-o a CoUeção das cópias dos officios, a que allude o officio supra,
u que sobre a mesma Viagem se tem ultimamente passado, entre o I11"M. eEx m °.
01,
S" João de Albuquerque, de Mello, Pereira, o Cáceres. e o Naturalista En-
carregado desta Expedição. » a saber :
1) Officio de João do Albuquerque dirigido a A. R. Ferreira. Andam-lhe an-
nexos :
a) « Copia de hum $° do Diário da Viagem, do Reconhecimento do Rio Pa-
raguay, em o Anno de 1786. »
E ' a deseripção de uma gruta, extrahida do Diário do capitão de engenheiros
Ricardo Franco de Almeida Serra. Ha outra copia em separado.
b) « Memória dos lugares, que parecem mais oportunos a fazer alguns Exa-
mes de Historia Natural (principalmente, quanto ao recommendado Artigo da
Mincralogia) na Viagem desta Villa (Villa Bella), para o Arrayal de São P e -
dro de EIRei, Villa do Cuyabá, e mais paragens circumvisinhas; assim mesmo,
•quo-pclas margens dos Rios Cuyabá, S. Lourenço (ou Porrudos) Paraguay e
99

J a u r ú , cuja Memória, em observância das Reaes Ordens, que tenho recebido,


entrego ao Senhor D. or Alexandre Rodriguez Ferreira, afim de que p. r ella haja
de regular a direcção, da que proximamente tem de fazer. (Por João d'Albu-
querque de Mello Pereira e Cáceres). » 5 ff. 28X15-
A Bibl. Nac. possue o original d'ésta memória.
2) Resposta de Alexandre Rodrigues Ferreira ao officio precedente.
Anda annexo: a Relação do que se faz preciso apromptar de Homens, db
Mantimentos, de Bestas, e de outros Fornecimentos necessários para o trans-
porte dos Empregados na Expedição Phylosophica, em viagem desta Villa Bella,
até a do Cuyabá. u 4 ff. 27XK>-
3) Officio de Alexandre Rodrigues Ferreira datado do Villa Bella a 21 de Maio
de 1790, dirigido a João de Albuquerque de Mello Pereira e Caceres. 3 ff.
27X15-
4) « Resposta de Sua Exccllencia. »
E datado do mesmo logar c dia. 1 fl.
XI.—ii Officio de d. Francisco de Sousa Coutinho, datado do Pará a 5 do Outubro
de 1792 e dirigido a Martinho de Mello e Castro, communicando que embarca
para Lisboa o dr. Alexnndre Rodrigues Ferreira com os dous desonhadores José
Joaquim Freire e Joaquim José Codina, levando também os dous Índios capi-
tães do suas povoações, e que accompanharam a expedição phüosophica como
preparadores, &.
O r i g i n a l . 1 fl. 2f>X19.
Todos estes papeis são muito interessantes e curiosos, e serão consultados com
proveito por quem se propuzer a escrever a historia circumstanciada da viagem
soientitica do dr. Alexandre Rodrigues Ferreira pelas capitanias do Pará o Matto
Grosso.
1003. - Diário da Viagem Philosophiea pela Capitania de São Joseph
do .Rio Negro, com a informação do estado prezente dos Estabelecimentos
Portuguezes na sobreditta Capitania, desde a Villa Capital de Barcellos,
athe á Fortaleza Fronteira de São Joseph de Maribitenas... Cumprido em
sette participações de differentes dattas, pelo doutor Alexandre .Rodrigues
Ferreira, 1785-86.
C ó p i a moderna. In-fol. 3 vols. de 234-2S0-M8 ff. num.
Kxp.: Inst. Hist.
1004. - Diário da Viagem Phüosophica, pela Capitania de São Joseph do
Rio Negro; com a Informação cio Estado presente, dos Estabelecimentos
Portuguezes na sobredita Capitania, desde a Villa Capital de Barcellos,
até a Fortaleza da Barra, do dito Rio. Ordenado em Officio de 15 de Abril
de 1786 pelo Ill.m0 e Ex.n'° Silor. João Pereira Caldas, &. Cumprido em
sette Participaçoens de differentes datas, peto Doutor Alexandre Boiz Fer-
reira, Naturalista Empregado na Expedição Phüosophica do Estado. (B. N.)
O r i g i n a l , com assign. autógr. do auetor e trazendo correcções feitas de sua
lettra. Datado de Barcellos a 31 de Outubro de 1786. Só contem a 1.* « participa-
ção D. Cod. C X L I I (17-9) 70 ff. inn. 28X13.
1005. - Diário da Viagem Phüosophica pela Capitania de S. Joseph do
Eio Negro ... Pelo Dr. Alexandre Eodrigues Ferreira. ^1." Participação).
Autofçrapho. 62 ff. num. 26 X 13- V. «Annaes da Bibliotheca Nacional»,
I I I , pg. 59).
Exp.: D. Antonia R. de Carvalho.
1006. - Extracto do Diário da Viagem Phüosophica, pelo Estado do
Grão-Pará. No qual se contem huma .Relação Chronológica; primeiramente
das Viagens, que por arnbas as Capitanias, do Pará, e Eio Negro, fez o
D.or Naturalista Alexandre Eodriguez Ferreira... desde o o 1.° de Septembro
de 1783, em que sahirão de Lisboa, até o ultimo de Septembro, de 1787,
em que ficou prompta. ... Em segundo Lugar. Das Eeraessas, que se fi-
zerão para o Eeal Gabinete de Historia Natural... Em Terceiro. Das Par-
tierpaçoens, e Memórias, que escrevêo, e remetteo o sobredito D.or Natura-
lista... Em quarto, e ultimo lugar. Dos Eiscos, que desde a viagem do
100

Lisboa para o Tara, fizerão ambos os Dosenliadores... Barcellos 31 do Ou-


tubro de 1787. (B. N.).
O r i g i n a l . Cod. C X X X V I I I (17-5), 24 ff. inn. 32X20.
Ha outro exemplar, Cod. C l (16-2), com accrcscentamentos da própria mão do
nuotor, e mais outro, egualmentc original, Cod. C I I (16-3), sem as referidas cor-
íeceões.
1007. - Miscellanea de Observaçocns Filosóficas no Estado do Grão
Pará. Anno de 1784. (Por Alexandre Rodrigues Ferreira).
A u t ó g r a p h o . 11 ff. inn. 14X10.
Exp.: 1). Aubinia K. ilc Ciirvaltu).
1008. - Diário do Eio Branco (Por Alexandre Rodrigues Ferreira)
1786?
A u t ó g r . 22 ff". inn. 15X9- E mais uma có|pia, por lettra do dr. J . A. A. de
Carvalho feita v.m 18l>8.
Exp.: D. Antnnifi R. do Carvalho.

1009. - Participação Geral do Rio Negro, e seu Território. Extracto do


Diário da Viagem Pliilosophica pela Capitania de S. Joseph do Rio Negro.
Com a Informação do Estado presente dos Estabelecimentos Portuguezcs
no sobredito Rio. Polo D.or Naturalista Alexandre Rodrigues Ferreira, nos
Annos do 1785, e 86. Datada do Barcellos a 28 do Outubro de 1787. (B. N.)
O r i g i n a l , com emendas o annotaçõcs marginaes do auetor. Cod. C X V I I
(16-18). 98 ff. inn. 26X16.
1010. - Participação Geral do Rio Negro, e seu Território... Pelo Dr.
Alex. Rodrigues Ferreira. (1787?).
O r i g i n a l . 5 ff. inn. -124 pp. 29X13. (Incompleto).
Exp.: D. Antunia R. de Carvalho.
1011. - Relação circunstanciada do Rio da Madeira, e seu Território.
Desde a sua fóz, até a sua primeira Cachoeira, chamada de Santo Antônio.
Extracto do Diário da Viagem Phylosophica, para a Capitania de Mato
Grosso. Pelo D.0' Naturalista Alexandre Rodriguez Ferreira, a quem acom-
panharão os Desenhadores, Joseph Joachim Freire, e Joachim Joseph Co-
dina. E o Jardineiro Botânico, Agostinho Joachim do Cabo. Em Viagem,
que, de Ordem de Sua Magestade, de 31 de Outubro de 1787, fizérão, polo
dito Rio, nos seguintes Annos, do 1788, e 89. (B. N.).
O r i g i n a l . Com a assignatura autógrapha do auetor no principio e no fim da
R e l a ç ã o . Cod. C X L I I I (17-10)4 ff.-91 pp. - 1 fl. inn. 27X14.
Traz no principio um officio do auetor, datado da Cachoeira de Sancto Antônio
do rio Madeira a 30 de Janeiro de 1789, dirigido a Martinho de Mello e Castro,
remettendo esta R e l a ç ã o .
1012. - Suplemento p.' o Diário do Rio da Madeira. (B. N.)
O r i g i n a l . Cod. C X X I I I (16-24), 8 ff. inn. 25 X 15- Sem data nem o nome do
auetor, mas parece ser producção do dr. Alexandre Rodrigues í w r e i r a . Com um
acerescimo marginal por lettra do naturalista.
1013. - Observações, que se fizerão na sabida do Bergantim Francez
de dous mastros, desde a ponta do Mosqueiro costa abaixo, fronteira a esta
Ilha grande do Joannes, desta Villa de M'onforte, por ordem, que teve o
Commandante e Inspector Geral delia Florentino da Silveira Frade, do
Illra.0 e Exm." Snr. Martinho de Sousa e Albuquerque Gov.™ e Capitão
Gen.u do Estado do Pará em carta de sete de Maio de mil setecentos e
oitenta e cinco. (Por Florentino da Silveira. Frade). 1785.
C ó p i a mod. In-fol. 2 ff.
Exp.: Inat. lliat.
1014. - Voyago autour du monde, pendant les années 1785-88, par La
Pérouse. V. JSlouv. Bibliothèque des voyages, VI, pg. 5. (B. N.)
Tocou em Sancta Catharina a 6 de Novembro de 1785.
101

1015. - Diário da deligencia do Eeconhecimento do Paraguay, desde o


lugar do Marco da boca do Jaurú, athe abaixo do Prezidio de W a Coim-
bra; que comprehende a configuração das Lagoas, Gaiba, Uberaya « JMLan-
diorem, e a das Serras do Paraguay, e ígualm." o reconhecimento do Eio
Cuiabá, athe à villa deste nome, e delia, pôr S. Pedro d'ElRei athe Villa
Bella. (Pelo engenh. E. F. de Almeida Serra). 1786/
A u t o g r a p h o . In-fol. 22 ff. Publ. na « Eev. do Inst. », X X (1857), pg. 293.
Exp„ Arch. Mil.
1016. - Diário da diligencia do reconhecimento do rio Paraguay desde
o lugar do Marco na boca do Jaurú até para baixo do presidio de Nova
Coimbra, que comprehende a configuração das lagoas Gaiba, Uberava e
Mandiorem, e das serras que se encontram no mesmo Paraguay, e igual-
mente a configuração do rio Cuyabá até a villa deste nome, e de lá por
S. Pedro d'Elrei até Villa Bella. Por Eicardo Franco de Almeida Serra,
Antônio Pires da Silva Pontes e Francisco José de Lacerda e Almeida.
1787. (B. N.)
C ó p i a moderna. In-fol. de 58 ff. não num.
1017. - Diário resumido sobre a configuração do Eio Paraguay desde o
Marco e Foz do Eio Jaurú athe abaixo do Presidio de Nova Coimbra &.
Pelos eng. E. F. de Almeida Serra, A. P. da Silva Pontes e F. J. Jjacerda
e Almeida. Datado de Villa Bella, 20 de Agosto de 1787. (B. N.)
C ó p i a s (2) por lettra moderna. Codd. C X C I I (16-58) 14 ff. inn. 29X16, e
C C X L V I I I (17-36) 24ff. num. 29X16 7 2 .
1018. — Extracto do Diário da deligencia ao reconhecimento do rio Pa-
raguay, desde o lugar do Marco, na boca do Jaurú, pelo capitão Eicardo
Franco de Almeida Serra. 1786. V. Rev. do Inst. Hist., XXV (1862),
pg. 319. (B. N.)
E ' uma parte do Diário que jà sairá integralmente publ. na mesma Revista,
X X (1857), pg. 293.
1019. - Copia de um § do Diário da Viagem do reconhecimento do Eio
Paraguay em o anno de 1786. (B. N.)
C ó p i a authentica. Sem nome de auctor, mas é de R. Franco d'Almeida
Serra. Cod. CCCXX (17-108) 1 fl. 31><17.
1020. - Participação em forma de itinerário que apresentou ao capitão
Marcellino José Cordeiro, commandante do districto da parte superior do
Eio Negro, o cabo de esquadra Eaymundo Maurício, acerca da diligencia
que fizera para descobrir communicação pelos rios Capory e Piquié para
o Japurá e d'este a sahir pelo do Marié ao Eio Negro, por ordem do ge-
neral João Pereira Caldas. Datada da fortaleza de S. Gabriel a 28 de Abril
de 1787. (B. N.)
C ó p i a authentica. In-fol. de 2 ff.
1021. - Diário da Navegação do Eio Urubu, feita por ordem do Ill.m*
e Ex.mo Sr. Cap*"1 Gen.1 Comissário João Per.* Caldas, e de mandado do
mesmo Ex.mo Sr. redigido de Engr." Theodozio Constantino de Chermont.
Emprehendida e executada a navegação pelo Alferes de Infantaria Auxiliar
Ignacio de Moraes Bitancourt, Director da V.* de Silves, da onde sahio
dando principio á Navegação em 20 de Março de 1787. (B. N.j
C ó p i a contemporânea. In-fol. 5 ff. com 1 mappa.
1022. - Diário da diligencia, ou reconhecimento do Eio Paraná, desde
a Barra, ou entrada do Yguaçu, na sua margem Oriental, até o Salto
Grande do dito Paraná: o qual reconhecimento, me foi encarregado pelo
Coronel Segundo Commissario da Demarcação de Limites, em o mez de
Julho de 1788, sendo meu Concurrentè, nesta diligencia, nomeou» JJOIO
102

Commissario Hespanhol D. n Diogo de Albear, o Tenente de Engenheiros


D." Jozé Cabreras. ( P o r Joaquim Felix da Fonseca.) (B. N.)
C ó p i a official e authent. In-fol. 12 ff.
1023. - Diário da jornada, que fizemos, pelo Eio Negro abaixo, desde
o p o r t o das Canoas, j u n t o ao A r r a y a l de Vasconcelos; e do que incontra-
mos daly por diante (Por Manoel Corrêa Marvão e Manoel Pacheco Pe-
reira). ( B . N . )
C ó p i a authentica, com um offlcio do desembargador Manoel Pinto da Cunha
o Sousa, de 26 de Novembro de 1789, ao vice-rei Luiz do Vasconcellos e Sousa,
fazendo observações sobre a exploração do Rio Negro, sobre as minas de ouro do
Inibe, &. Cod. CCLXI (17-49) 8 ff. inn.
1024. - Diário da diligencia de reconhecimento do rio P a r a g a h ú e rio
Verde, por ordem do Ill. m ° e Ex. m ° Senr. Luiz d'Albuquerque Pereira de
Mello e Caceres, datada de 26 de Março de 1789. Pelo dr. Astrônomo An-
tônio Pires da Silva Pontes. 1789. (B. N.)
Cópia moderna. In-fol., de 43 ff. num.
1025. - Diário da diligencia de reconhecimento das cabeceiras dos rios
Sararé, Guaporé, Tapajoz o J a u r ú que se achão todos debaixo do mesmo
Parallelo na Serra dos Parecis, em Desembro de 1789. P o r Antônio Pires
da Silva Pontes e José Manoel Cardoso da Cunha. 1790. (B. N.)
C ó p i a moderna. In-fol. 33 pp. num.
1026. - Novo Diário da viagem dos Rios da Madeira, Mamoré e Gua-
poré até Villa Bella, Capital do Governo do Matto-Grosso em que vão
emendadas e correctas todas as differenças do que foi susceptível o que se
fez da mesma viagem no anno de 1782, tempo em que ainda não estava
verificada astronomicamente a posição geographica dos mais notáveis
pontos desta longa navegação. Accrescentando de muitas noticias essenciaes
sobre os três mencionados Rios assim como dos mais rios litteraes que
nelles entram. P o r Bicardo F r a n c o de Almeida Serra. 1790.
C ó p i a moderna. In-fol. 61 pp.num.
1027. - Diário do rio Madeira. Viagem que a expedição destinada á
demarcação de limites fez do rio Negro até Villa Bella. Pelo sargento-mór
Bicardo Franco de Almeida Serra. 1790. V. Rev. do Inst. Hist., X X (1857),
p g . 397. (B. N.)
1028. - Extractos do huraa viagem do dr. José Vieira Couto ao Indaiá,
aeomp. de huma memória do mesmo sobre as minas de Abaeté. No Re-
creador Mineiro, I I (1845), pg. 209.
1029. - Diário roteiro da diligencia de que foi encarregado em 1791
Manuel Joaquim do Abreu, afudante da praça de Macapá. V. Rev. do Inst.
Hist. 2.» ser. I V (1848), pg. 366.
1030. - Oflicio do sargento-mór Eusebio Antônio de Ribeiros datado de
S. Gabriel a 7 de Julho de 1792 e dirigido a d. Francisco de Sousa Cou-
tinho, sobre o reconhecimento dos rios Cavaburis, Maturacáj Maury-nami,
Bacimony, e outros. (B. N.)
C ó p i a authentica, com um officio original de d. Francisco de Sousa Couti-
nho. Cod. CCCXXXIV (17—122), 2 ff. não num.
1031. - Viagem de Thomaz de Sousa Villa Real pelos rios Tocantins,
Araguaya e Vermelho. 1792-93. V. Rev. do Inst. Hist. 2." ser. I V (1848),
pg. 401. (B. N.)
1032. - Noticia d', viagem, e jornadas, que fêz o Capitão Domingos
Alz. Branco Muniz Barreto, entro os índios sublevados nas Villas, e Aldeas
d a s Comarcas dos Ilheos, e N o r t e n a Capitania da Bahia. ( B . N . )
O r i g i n a l . Cod. XVIII (4-20)17 ff. inn. 17X12 •/„. Não traz data, mas foi
103

escripta depois do anno de 1792. Contem 5 estampas coloridas, feitas á mão rep-
resentando:
1.» A villa de Santarém da comarca dos Ilheos;
2." A aldeia de S. Fidelis, da mesma comarca;
3." A aldeia de N. Senhora dos Prazeres de Jequiriçà;
4.- A villa de Abrantes da comarca do Norte;
5.- A aldeia de M assarão dupiò (sic).
1033. - Voyage to the South Atlantic and round cape H o r n into the
Pacific 0%3an,... performed by capt. J a m e s Colnett, &. Londo/i, W. Bennett
&, 1798, in-4.°, ch. e retr. (B. K )
1034. - Diário roteiro do arraial do Pesqueiro d'Araguari até ao rio
Ovapoko, polo capitão Manuel Joaquim de Abreu. 1794. V. Itev. do Inst.
Hist., 2.» ser. V (1849), pg. 96. (B. JST.)
1035. - Explorações -feitas em 1797 polo capitão engenheiro José Simões
de Carvalho, no Pará, para o fim de se facilitar a communicação pelo Iga-
rapé-mirim e J a p i m cm beneficio da navegação interior e p a r a o de esta-
belecer cortes de madeiras no Amazonas &. (B. N.)
O r i g i n a l . Cod. CCCXXXV (17-123). 18 ff. inn. São officios do auetor a d.
Francisco de Sousa Coutinho, aos quaes anda nnncxa uma « Informação » de Ma-
nuel Gonçalves Mininéa, governador de Macapá, uccompanhando documentos sobre
o corte de madeiras.
103G. - Derrota do Francisco Soares Vieira da cidade do P a r á para o
pCrto da Villa de Chaves, o outras relativas a exploração da foz do Ama-
zonas. 1797. (B. N.)
O r i g i n a es. Cod. CCCLXXX (18-32). 23 ff. inn. São accompanhados de offi-
cios relativos ao mesmo assumpto : do auetor e do d. Francisco de Sousa Coutinlio.
1037. - Officio do d. Francisco de Sonsa Coutinho, datado do P a r á a 12
de Dezembro de 1797 o dirigido a d. Rodrigo do Sousa Coutinho, remet-
tendo um Diário c varias informações sobre a exploração das cabeceiras
do rio Capim, com o designio de abrir por cilas communicação para o
Piauhy. (B. N.)
O r i g i n a l . Cod. CCCLXVITI (18-20), 28 ff. inn. Os documentos s ã o : a) Der-
rota de José do Pozario Kibeiro ; b) Kclação das pessoas &; c) Informação de
Antônio Corroa Furtado de Mendonça ; d) Cópia do officio do general José Tellcs
da Silva; e) Outras duas informações de F . do Mendonça; f) Informação do ou-
vidor Francisco Tavares de Almeida.
1038. - Derrota do Jozé da Trindade do Porto da Cid.° do P a r á em
diligencia para fora do Real serviço com duas Embarcações a sondar di-
versas emboeaduras do Eio Aniasonas. E m 13 do Dezembro d'1797. (B. N.)
Cópia. Cod. CLXXIV (10-40) 8 ff. inn. 28X18. Prceedc-a um officio do auetor
a d. Francisco de Sousa Coutinho.
1039. - Itinerário feito desde os confins septentrionaes da Capit. do P i o
Grande de S. Pedro do Sul, até a cidade de S. Paulo &. 1797. V. Rev. do
Inst. Hist., X X I (1858), pg. 342. (B. JST.)
1040. - Voyago à Ia (íuiano et à Caycnno, fait cn 1789 et annécs
suivantes ... P a r L. M. B., armateur (Louis Prudhommc). Paris, chéz
Véditeur, an V I (1798), in-8.° com 1 ch. e est. (B. N.)
A obra contem indicações sobre parte do território brazileiro.
1041. - Diário da viagem, que foz á Colônia Ilollandeza de Surinam o
P o r t a Bandeira da Sétima Companhia do Regimento da Cidade do P a r á
(Francisco José Rodrigues Barata) pelos Cortoens, e Rios deste Estado em
Diligencia do Real serviço. ÜfForecido ao Iliustrissimo c Excollcntissimo
Senhor Dom Francisco de Souza Coutinho, Cavalleiro Professo da Sagrada
Religião de Malta, do Conselho de S. Mag. de Fidelissima, Chefe d'Esquadra
104

da sua Real Armada, e Gov." e Capitão Gen." das Cap."1" do Pará, e Rio
Negro. &.• Datado do Pará a 29 de Abril de 1799. (B. N.)
Original com a asgignatura autógrapha do auctor. 76 ff. inn. 19X15. Cod.
XIII (4-15). Foi impresso no tomo VIII da « Rev. trim. u do Inst. Hist. do
Brazil.
1042. - Porto, Cittá e Paese di Rio-Janeiro. V. Viaggio nelVinterno
delia China, fatto negli anni 1792 94 da lord Macartney. Compilato da sir
G. Staunton &. Firenze, 1799, Tom. I, cap. V. (B. N.)
1043. - Roteiro do Maranhão á Goyaz pela Capitania do Piauhv.
E ' dos fins do X V I I I século. C ó p i a mod. In foi. 115 ff.
E x p . : D. Antonia R. de Carvalho.
1044. - Exploração feita em 1800 pelo tenente coronel José Simões de
Carvalho, para reconhecer o curso do rio Capim, e determinar nas suas
cabeceiras a posição do ponto onde se deva abrir, o trajecto por terra do
Pará para o Piauhy. (B. N.)
A u t o g r a p h o . Cod. CCCXCIV (18-4G). Accompanha-o um officio de d. Fran-
cisco de Sousa Coutinho.
1045. - Diseripção diária dos Progreços da Expedição destinada da
Cap."1" de S.m Paulo p. a as Fronteiras do Paraguay, em 9 de Outubro de
1800, dedicada ao 111.°"> e Ex.mo S.or Dom Rodrigo de Souza Coutinho ...
Por Cândido Xavier de Almeida e Souza, T.e Cor/1 de ínfr.a do Regim.w
<le Linha da m.m* Cap."'* Pr." Commiss.0 na Seg."* Devizão destinada p."
a Demarcação de Lemittes da America Meridional pela Frontr." da Pro-
víncia do Paraguay dos Domínios de Hespanha. Parte 1.* q contem os suc-
cessos desde a Capital de S. P.'° athe a Ilha denominada das Armas.
Parte 2." que contem os succços desde a Ilha das Armas athe
a Capital do Villa Bclla.
P.w 3.* q contem os suceços desde a Capital de Villa Bella, athe o
Aeantonamento de Albuquerque.
Parte 4." que contem os suceços do Aeantonamento de Albuquerque.
Parte 5.a que rezumo os Habitantes, montes, Rios, Lagos, o distancias,
que compreende o vasto Continente da Cap."1" de Matto groço, e as confi-
nantes, pelo sententriam, Occidental Meyo dia e Oriente.
Parte 6." que contem os suceços do Aeantonamento de Albuquerque
athe a Capital de S.B Paulo. 1S00-O2.
O r i g i n a l ? In-4.° 25-17-2G-18-Õ7-20 ff. num.
Exp.: Arch. Mil.
1046. - Idcm, sem a 5." parte (B. N.)
O r i g i n a l ? In-4.°, do 22-33-28 ff. -37 pp. - 25 ff.
1047. - Idcm, com as duas primeiras partes somente.
O r i g i n a l , com a assign. autogr. de Almeida e Sousa. In-4. 0 , de 32 ff.
E x p . : barão da Penha.
1048. - Praumento da Viagem das Amazonas e Rio Xcgro desde o pa-
ragrapho 54 ate 103.
Parece ser de Ant. Nunes do Sousa. Sem data. C ó p i a moderna. In-fol. 23 pp.
E x p . : Inst. Hist.
1040. - A vovage round the World, in the Years 1800, 1301, 1802,
1803 and 1804. By John Turnball. Veja-se: Correio Braziüense, XVI, 1816.
(B. N.)
1050. - A voyage to Terra Australis; undcrtaken for tho purpose of
complcting the discovcry of that vast countrv, and prosoeuted in the years
1801, 1802, and 1803, in His Majesty's ship Tlío Investigator... By Matthew
Flinders, &... London: by W. Bulmcr and Co., 1814, 2 vols. in-4." com est.,
e 1 atlas. (B. X.)
105

1051. - Narrative of a voyage to Brasil; terminating in the seizure


•of a british vessel; and the imprisonment of the author and the ehip's
crew, by the Portuguese. With a description of the city and provinces of
St. Salvadore and Porto Seguro &. By Thomas Lindley. London, printed
for J. Johson, 1805, in-8.° (B. N.)
O auctor esteve no Brazil de 1802 a 1803. A obra traz no flm uma taboa de
latitudes e longitudes de vários ponetos do paiz.
1052. - Jornaes das Viagens pela Capitania de S. Paulo, de Martim
Francisco Ribeiro d'Andrade Machado, estipendiado como director das
minas e matas e naturalista da mesma capitania, em 1803 e 1804, copiados
dos originaes que possue o sócio F. A. de Varnhagen.
Cópia. In-fol. 22 ff.
Eip.: Inat HiBt.
1053. - Bemerkungen auf einer Reise um die Welt in den Jahren 1803
bis 1807 von G. H. von Langsdorff ... Frankfurt am Mayn, im Verlag bey
Friedrich Wilmans, 1812, 2 vols. in-4.° com o retrato do auctor e est.
(B. K )
1054. - Discripção diária do R.° gr."" de Bollom.tó desde o porto gr."0
desta V.* te o fim delle ou divizão de V.* Rica na conformidade da Ordem
do... Sen.or-Francisco da Cunha e Menezes Gov.or ... desta Cap.ni* da Cid.°
da B.* cometida ao Capitão Mor da Cap."'* de Porto Seguro, João da S.*
-S.""' cuja expedição e embarque foi no dia 1." de 8br.° de 1804.
Original? In-fol. 48 fl.
Exp.: D. Antonia K. de Carvalho.
1055. - A voyage to South America and the cape of Good Hope ...
by Sir George Mouat Keith &. London: printed for the author, by J. B. G.
Vogel, 1819, in-4.° (B. K )
1056. - Memória summaria, e compendioza da Conquista do Rio Pardo
feita pelo Capitão mor João Gonçalves da Costa. Anno de 1806 p." o
•do 1807.
C ó p i a contemp. In-fol. 10 ff. inn.
Exp.: D. Antonia R. de Curvnllio.
1057. - Traveis in the interior of Brazil, particularly in the gold and
«diamond districts of that country, including a voyage to the Rio de Ia
.Plata, and an historical sketch of the revolution of Buenos Ayres. By John
Mawe. London, printed for Longman, Hurst, Rees, Orme, and Brown, 1812,
in-4.°, com est. (B. N.)
Mawe visitou as províncias de Sancta Catharina, S. Paulo, Rio de Janeiro e
Minas Geraes, domorando-se de 1807 n 1810.
ID58. - Voyages dans 1'intéricur du Brésil, particuliòrement dans les
•districts de l'or et du diamant en 1809-10. Contenant aussi un voyage au
Rio-de-la-Plata, et un essai historiquo sur Ia revolution de Bucnos-Ayres.
P a r Jean Mawe. Traduits de 1'anglais par J.-B.-B. Jíyriès. Paris, Gide
fãs, 1816, 2 tom. em 1 vol. in-8.° com est. (B. N.)
1059. - Reizen in de Binnendoelen van Brazilie ... door John Mawe.
Telíaarlem, François Bohn, 1817-18, 2 vols. in-8." com cliart. o est. (B\N\)
1060. - Viagens ao interior do Brazil, com huma exacta descripção das
Ilhas dos Açores, por João Mawe ... Obra promovida pelo r. p. m. Fr.
Polydoro de N. Senhora da Lapa <fc. Lisboa, na Impressão Regia, 1820,
in-4.° de 208 pp. com est. (Não se-ultimou esta versão). (B. N.)
1061. - Memória dos differentes suecessos de uma viagom do Pará até
ao Rio de Janeiro, que fez Romualdo Antônio (1808). V. Jornal de Coimbra,
VI, p. 2.* (1814), pg. 319. (B. K )
106

1062. - J o r n a l da viagem que fez por terra da Bahia para a Corte do-
Eio de Janeiro Jozé Manoel Antunes da Frota, Cirurgião Mor de Linha do-
Begimento de Macapá. 1808.
O r i g i n a l . In-fol. 7 ff.—Uma c o p i a cont. In-fol. 5 ff. — Outra c o p i a mod.
8 ff.
Exp.: Arob. Militar.
1063. - I t e n e r a r i o da Viagem feita em 1808, pelo sargento mor Enge-
nheiro Luiz d'Alenc,ourt, desde o Porto do Sanctos a t h é . á Cidade de
Cuyabá.
C ó p i a cont. In-fol. 4 ff.
Exp.: Ardi. Militar.
1064. - I t i n e r á r i o da viagem que fez por terra da Bahia ao Rio de
Janeiro, o desemb. or Luiz Thomaz üe Navarro (de Campos) 1808. V. Jtev.
do Inst. Hist., V I I . (1846), pg. 433. (B. N.)
Seguido de um Plano pura o estabelecimento do Correio do Rio do Janeiro á
cidade da Bahia.
1 0 6 5 . - N o t e s on Eio de Janeiro, and thc southcrn parts of Brazil ;
taken during a residence of ton years in t h a t country. Ifrom 1808 to ISIS.
By J o h n Luccock. London, Samuel Leiijh, 1820, in-4.° de XVI-639 pp.,
com 1 pi. e 2 ch. (B. N.)
1 0 6 6 . - I . Lobo da Silveira: Skizzo von Brasilien. Stockolm, 1809.
Desta obra dá noticia e ia/, extraetos o Investigador Portiigucz no vol. V.
(1812-1813). O auetor era portuguez e fazia parte tia Sociedade lieal das Sciencias
em Gottimrg
Eis os capítulos da obra «rguiulo o Investigador:
I Tracta dos limites,—DJSCOI crtu,—Clima,— Habitantes d ) Brazil.
I I Divisão do Jiruzil, — Limites de suas diversas capitanias ou Covernos, —
Regime político do paiz, — Administração da justiça, — Religião e Estado Iv.rie-
siastico.
l í l Prodtictos do paiz cm geral, prodtictos dos reinos Mineral, Vegetal ,1
Animal.
1007. - Roteiro da Cidade do Maranhão p." a da Bahia por João Maria
Xavier de Brito cm 1809. P á também algumas idéas sobro o estabeleci-
mento de Correios, p. a coninninicação da Capital com as Capitanias do
Norte.
A u t o g r a p h o . In-fol. 7 ff.
Exp.: An-h. Militar.
1 0 6 8 . - T h e traveis a n d ' e x t r a o r d i n a r y adventures of I l e n r y Sidney. in
Brazil, and the interior regions of South America, in the years 18119,18111,
1811, and 1812. London: sold by J. Ferijuson (printed by J. Leiy/i, Jliin-
chester), 1815, in-8.° (B. N.)
10(59. - Traveis in Brazil, by I l e n r y Kostcr. London, Lonijmnn <£•, 181(1,
in-4.° com est. color, (by A. Strahan). (B. N.).
O auetor visitou as províncias do Maranhão, Ceará, Rio (Jrnndc do Norte,
Parahyba e Pernambuco, demorando-se no lirazil de 18U1) a 181õ.
1 0 7 0 . - Idcm. Second edition. London, Longman, Jíurst, Jlees, Orme
and Broicn, 1817, 2 vol. in-S.° com est. e chart. geogr. (B. N.)
1071. - Roteiro c mappa da viagem da cidade de S. Luiz do Maranhão
até a corte do Rio de Janeiro, feita por ordem do governador, e capitão
eneral daquella capitania, com os ofíicios relativos ;í mesma viagem, por
§ebastião Berford (Sebastião Gomes da Silva). Rio de Janeiro, na Impressão
Regia, 1810, in-8.° de 95 pp. (B. N.)
1072. - N a r r a ç ã o da viagem que fez ao rio P a r a n á João Ferreira de
Oliveira Bucno com seu irmão Miguel Ferreira de Oliveira Bucno. 1810,
V. Bev. Trim. do I. Hist. I (1S39), pg. 165. (B. N.)
107

1073. - Voyage de Bio de Janeiro au Comarca d'Ilha Grande... en !


1810 par m. G. C. d'Eschevege (Extr. da Journal von . Brasilien). V. Nouv.
Ann. des Voyages, X X (1823). (B.N.)
1074. - Brasilien die Neue Welt wahrend eines elfjáhrigen Aufent-
haltes, von 1810 bis 1821 beobachtet von L. "W. von Eschwege.
Braunschweig, bei Friedrich Vieweg, 1827, 2 tom. em 1 v. in-8.° com 2 est.
(B. N.)
1075. - Journal von Brasilien ... von W. C. von Eschwege, & ... Wei-
mar, 1818, 2 tom. em 1 vol. in-8.° est. e ch. (B. N.)
1 0 7 6 . - A n d r e w G r a n f s , ... Beschreibung von Brasilien nebst dem, am
19 F e b r u a r 1810 zu Rio-de-Janeiro zwischen Sr. Britannischen Maj. und
Sr. Kõnigl. Hoheit. dem Prinz-Rcgenten von Portugal, abgeschlossenen
Frenndschafts-IIandels und Schifífahrts Vertrage. Aus dem Franzòsischen
übersetzt und mit den Berichtigungcn des H r n . N a v a r r o d'Andrade, ...
versehen. Weimar, im Verlage des Landes-Industrie Comptoirs, 1814, in-8. 0 '
(B. X.)
1077. - Rellasão do Bio do Grajahu, suas Margens, Vertentes, Ribei-
roens, Morros, Mattos, e Campinas. (Por Antônio Francisco dos Reis.)
1812.
O r i g i n a l . In-fol. 4 ft'.
Kxp.: D. Antoniu 11. de Ciirvíilho.
1078. - Abertura da communicação commcrcial entre o districto do
Cuyabá e a cidade do P a r á por meio da navegação dos rios Arinos c Ta-
pajós emprolicndida em Setembro de 1.812 c realizada cm 1813. [Viagem
dos capitães Miguel João de Castro e Tliomc de França]. V. Itev. do List.
Hist., X X X I , 1> p. (1808), pg. 107. (B. X.)
1079. - Viagem ao Rio do Tucantins em 1S15, pelos Sertocns do Ma-
ranham. Divizam de Lomites cnlre as Capitanias de Maranham c Goiaz
em 1810 e seus Documentos. Observaçoens Geraes relativas aos Scrtoens
da mesma Capitania, Propriedade dos seus terrenos, Discripção dos seus
Rios o Estado dos seus habitantes: Judios e Colunnos. P.10 Major Francisco
de Paula Ribeiro. 1818.
O r i g i n a l . In-fol. 298 pp. num.
K\p.: Inst. Ilist.
1080. - Roteiro da Viagem que fez o capitão Francisco do Paula Ri-
beiro ás fronteiras da capitania do Maranhão e da do Govaz no anno de
1815. V. llev. do List. Hist., 2." ser., J1I (1S48), pg. 5. (B. X.)
S. M. o Imperador possuo uma cópia inss., in—1.° gr. de V-08 tV. inn.; e d. An-
tonia li. de Carvalho outra contemporânea, de 2 11'. -110 p p . - l il. com ch.
1051. - Voyage pittoresque autour du mondo avec des portraits de
sauvages d'Amériquo, d'Asic, d'Afrique, et dos ilcs du Girand Occan; des
paysages, des vues maritimes, ctplusieurs objects d'histoiro naturolle; ao.com-
pagnó de descriptions par M. lc baron Cuvier, et M. A. do Cbamisso et
d'obscrvations sur les cràncs humains par M. le docteur Gall. P a r M. Louis
Choris, peintre. Paris, de Vlmp. de Firmin Didot, 1822, in-fol. com 1 rct.,
est. col., e 1 ch. (B. X.)
A expedição tocou em Kaneta Catharina cm Dezembro de 1815.
1052. - Reisc nach Brasilien in den J a b r e n 1815 bis 1817, von Maxi-
milian Prinz zu "Wicd-Neuwicd, &. Frankfurt a M., líeinrich Ludicig Bron-
ner, 1820, 2 vols. in-4." gr., e 1 atlas, com est. o ch. (B. X.)
V. Analysc nos «Nouv. Ann. des voyages», X V I I I (1823). O auetor, seguindo'
mais ou menos a costa, percorreu de sul para norte a província do liio do Janeiro,
Espirito-Santo e Bahia ató líricos; d'ahi se-internou até os limites da prov. do
Minas-Geraes, e seguiu depois pelo sertão para a cidade de S. Salvador.
108

1083. - Traveis in Brazil, in the years 1815-17. By prince Maximilian,


of Wied-Neuwied &. London, H. Colbum & Co., 1820, in-4.°, com cst.
(B. N.)
1084. - Voyage au Brésil, dans les années 1815, 1816 et 1817, par S.
A. s. Maximilien, prince de Wied-Neuwied; trad. de 1'allemand par J. B. B.
Eyriès &. Paris, Arthus Bertrand, 1821-22, 3 v. in-8.°, com chart. (B. N.)
1085. - Quelques corrections indispensables a Ia trad. française de Ia
Description d'un voyage au Brésil par le prince Maximilien de Wied.
Francfort sur le Mein, H. L. Brónner, 1854. in-8.°
Exp.: Dr. J. R. Peixoto.
1086. - Notice sommaire des voyages de M. Aug. de S.' Hilaire dans
le Brésil &. V. Nouv. Ann. des Voyages] XVII (1823). (B. N.)
1087. - Aperçu d'un voyage dans 1'intérieur du Brésil, Ia province Cis-
platinc et les missions dites du Paraguay. Par M. Auguste do Saint-Hilaire.
Paris, Imprimerie de A. Belin, 1823, íh-4.° (B. N.)
(Extraindo das-Mém. du Muséum d'histoirc naturelle-5.°anno, t. 9.). O auetor
viajou pelo Brazil, do 1810 a 1822.
1088. - Voyage dans les provinces de Eio de Janeiro et de Minas Ge-
raes; par Augusto do Saint-Hilaire, &. Paris, Grimbert et Dorez, 1830, 2
vols. in-8.° com 1 retr. e 1 cst. (B. N.)
V. Analysc nos «Nouv. Ann. dos Voyages», 2. me série X X (1831).
1089. - Voyage dans le district des diamans et sur le littoral du Bré-
sil... Par Augusto de Saint-Hilairc &. Paris, Libr. Gide, 1833, 2 vol. in-8."
(B. N.) ^
\ . Analysc nos «Nouv. Ann. do Voyages», 3. me série I I I (1834).
1090. - Voyage aux sources du Rio de S. Francisco et dans Ia pro-
vince de Goyaz, par M. Augusto do Saint-Hilaire &. Paris, Arthus Bertrand,
1S47-48, 2 v. in-8." (B. N.)"
V. Analysc nos «Nouv. Ann. des Voyages, 5. me sério X V I I (1849).
1091. - Voyage dans 1'intéricur du Brésil. Por Aug. do Saint-Hilairc.
Bncxclles, Jíeline,^1850, 2 tom. em 1 vol. in-18.° com cst. (B. N.)
1092. - Voyage dans les provinces de Saint-Paul et de Sainto Cathe-
rine; par M. Auguste do Saint-Hilaire, &. Paris, Arthus Bertrand, 1851,
2 v. in-S.° (B. N.)
1093. - Tableau general de Ia province do Saint-Paul, par Auguste de
Saint-Hilaire... (Extrait d'un voyage dans les provinces de Saint-Paul et
do Sainto-Cathcrine.) Paris, Arthus Bertrand, 1851, in-8.° (B. N.)
1094. - Voyage pittoresquo et historique au Brésil, ou séjour d'un
artiste trancais au Brésil, depuis 1816 jusqu'en 1831 inclusivemcnt... Par
J. B. Dcbrot &. Paris, Firmin Uidot frères, 1834-39, 3 vols. in-lbl. com
retr. c cst. (B. N.)
1095. - Instituí Royal de France. - Rapport fait a rAcadcmic dos Beaux
-Arts, sur un ouvrage intitule «Voyage pittoresque et historique au Brésil,
depuis 1816 jusqu'a 1831, par J. B. J)obret». Lu à Ia séancc du samedi 17
Aóut 1839. Paris, Firmin Didot Frères, 1839, in-fol. (B. N.)
Assign. ]»>r: «Coudcr, com to do Clarac» c «Leras, rapportcur».
109Ü. - Itenerario pelas Capitanias do Maranhão, c Piauhy c parte das
Capitanias Circundantos. Pelo Capitão Mathias Jozé da Silva Pereira, Ar-
chitecto Civil. 1817.
C ó p i a cont. In-fol. õ 11'.
Exp. : Arth. Mil.
109

1097. - Digressão que fez João Caetano da Silva, ... em 1817, para
descobrir, como com effeito descobriu, a nova navegação entre a Capitania
de Goyaz e a de S. Paulo &. V. Rev. do Inst. Rist., I I (1840), pg. 312.
(B. N.)
1098. - A narrativo of the Briton's voyage, to Pitcairn's Island ; inclu-
ding an interesting sketch of the present state of the Brazils and Spanish.
South America. By Lieut. J. Shillibeer &. Second edition. London, printed
for Lato and Whittaker, 1817, in-8.°, com est. (B. N.)
1099. - Idem. Third edition. London, printed for Law and Whittaker,
1818, in-8.° gr. com est.
Exp.: D. Antônio. B. de Carvalho.
1100. - Keise in Brasilien auf Befehl Sr. Majestàt Maximilian Joseph
I, Kõnigs von Baiern in den Jahren 1817 bis 1820 gemacht und beschrie-
ben von Dr. Joh. Bapt. von Spix ... und Dr. Carl. Fredr. Phil. von Mar-
tius, &. München, M. Lindauer, 1823-31, 3 vol. in-4.°, e 1 atlas in-fol. (B. N.)
Os viajantes, tendo chegado ao Kio de Janeiro a 14 de J u l h o de 1817, visitaram
os arredores da capital, seguiram por terra para S. Paulo, d'ahi a Minas-Geraes
até o Xipoto, Minus-Novas, sertão do rio de S. Francisco até os limites da prov.
de Goyaz; da Malhada voltaram pelo interior da prov. da Bahia até a cidade de
S. Salvador; depois de terem visitado a comarca dos Ilheos, seguiram até Joazeiro,
d'ahi por Pernambuco a Oeiras, Caxias e S. Luiz do Maranhão. Por mar subiram
ao Pará, e d'ahi pelo Amazonas até a Barra do Bio Negro e Tabatinga, pelo
J a p u r á até Araracoara, e pelo rio Negro até Barcellos. De volta, chegaram ao
Pará, onde embarcaram para Europa a 14 de J u n h o de 1820, com suas collecções
zoológicas e botânicas, que constavam de: 3.381 espécies de animaes e 6.500 espé-
cies de plantas—farta, messe de infatigavel labor.
A viagem de Spix e Martius é no seu gênero obra de importância capital para
o Brazil.
1101. - Keise in Brasilien von Dr. Joh. Bapt. von Spix und Dr. Caii
Friedr. Phil. von Martius. Für die reisende Jugend bearb. und mit Wor-
terklàrungen versehen von Dr. Jos. von Hefner. Augsburg, G. Jaquet, 1846,
2 vols. in-8.°, com est.
É um resumo da obra precedente.
Exp.: Dr. J. B. Peixoto.
1102. - Traveis in Brazil, in tho years 1817-1820. Undertaken by com-
mand of His Magesty the king of Bavária. By dr. Joh. Bapt. von Spix,
and dr. C. F. Phil. von Martius. London, printed for Longman, Hurst, Bees,
Arme, Brown, and Green, 1824, 2 vols. in-8.° (B. N.)
Versão da primeira parte da Viagem.
1103. - Villa de Camamu. Voyage de ce lieu à Bahia. V. Nouv. Ann.
des voyages, 2.m° série XXI, 1831. (B. N.)
(Extr. de Spix u. Martius — « Beise in Brasilien. »)
1104. - Reise im Innern von Brasilien Von Johann Emanuel
Pohl Wien, gedruckt bey A. Strauss's sei. Witwe, J. B. Wallishausser,
1832-37, 2 vols. in-4.° gr., est. (B. N.)
1105. - Voyage autour du monde, ... execute sur les corvettes ... VUra-
nie et Ia Physicienne, pendant les années 1817, 1818, 1819 et 1820; ... par
M. Louis de Freycinet &. Paris, Pillet ainé, 1824—44, 9 vols. in-4.°, e 4 vols.
in-fol. de atlas.
O tomo I da « Part. Historique » tracta extensamente do Brazil, e no « Atlas »
se-acham estampas e chartas sobre o mesmo assumpto.
Exp.: Mus. Nac.
1106. - Roteiro da Viagem do Rio de Janeiro até ao Rio Grande Pro-
víncia do S. Pedro do Sul, com um grande Mappa tirado em 1819, quando
governou aquella Província o Conde de Figueira.
C ó p i a auth. sem o mappa. In-fol. 10 ff. num.
Exp.: D. Àntonia B. .du Carvalho.
110

1107. - Observations sur Ia manière de voyager dans Tintérieur du


Bresil, et Tableau de cette partie du pays, p a r M. d'Esehwège. V. Nouv.
4nn. des Voyages, I I I , 1819. (B. N.)
1108. - Tagebuch meincr Eeise nach Rio de Janeiro in Brasilien, und
zurück. I n den Jahren 1819 und 1820. Fr. Lud. von Rangt. Zweite Auf-
lage. Ronneburg, bey Friedrich Weber, 1832, in-8." com est. (B. N.)
1109. - Traveis in South America, during the years 1819-20-21
B y Alexander Caldclèugh. London, John Murray, 1825, 2 vol. in-8.° com
grav. (B. N.)
Os capítulos I - 1 V e X V I T - X I X dizem respeito ao Brazil; o resto refere-se á
Republica Argentina e ao Chile. V. Analvse nos «Nouv. Ann. des Voyages», 2. m e
série, I (1820).
1110. - Meine Ausflucht nach Brasilien oder Reise von Berlin nach Rio
de Janeiro und .von dort zurück ... von Theodor v. Loithold, &. Berlin,
Leopold Wilhelm Krause, 1820, in-8.° de X V I - 2 3 2 pp. num.
Kxit. Inst. Hist.
1111. - Bemerkungen iiber Brasilien. Mit gewissenhafter Bclehrung für
auswanderndc Deutsche. Von G-. II. von Langsdorff, &. Heidélberg, Karl
Gross, 1821, in-8.° (B. K )
1112. - L c Brésil ou histoire, moeurs, usages ot coutamos des habitans
de ce r o y a u m e ; par M. Hippolyto Taunay, ... et M. Ferdinand Denis k.
Paris, Êepveu, 1822, 6 vols. in-18.°, est. (B. K )
1113. - Scènes de Ia nature sous les Tropiques, et de lour influcncc sur
Ia poésic; suivies de Camoons et Jozó índio, p a r Ferdinand Denis. Paris,
chez Jjoiiis Janet, 1824, in-8.° (B. N.)
1114. - ISTachrichten von den kaiserlich õsterrcichischcn N"aturfín-schern
in Brasilien und den Resultaten ihrer Botriebsamkeit. Zwcites Heft. Brünn,
hei Jos. Georg. Truszler, 1822, in-8.° (B. N.)
1115. - Narrativo of a visit to Brazil, Chile, Peru, and the Sandwich
Islands, during the years 1821 and 1822... By Gilbert F a r q u h a r Matliison,
&. London, pnnted for Charles Knight, 1825, in-8.° com est. e ch. (B. JST.)
1116. - Journal of a voyage to Brazil, and residence there, during p a r t
of the years 1821, 22, 23. By Maria Graham. London, printed for Longman,
1824, in-l.° com est. (B. X.)
1117. - Rio do Janeiro. Extr. du dernier voyage autour du mondo du
cap. Othon do Kotzcbue. V. Nouv. Ann. des Voyages, 2.mc sério X I I , (1829).
(B. X.)
111S. - Rio de Janeiro und scino Umgobungcn im J a h r 1824. I n
Briofen cinos Rigacr's. (Ernst Ebel). #.' Petersbvrg, gedruckt bey der Kay-
fcrlichrn Akadcmie der IVissenscltaften, 1823, in-8.° de 2 tf. - 124 pp. com 2
planos.. (B. X.)
1119. - Journal do Ia navigation autour du globo de Ia frégate Ia
Thélis et de Ia corvcttc 1'Espénuieo pendant les annóes 1S24, 1825 et 1826
publ.'.. par .M. Io baron de Bougainvillc &. Pu ris, A. Bertrand, 1S38, 2 vols.
iii-4.° gr. c 1 atlas in-íbl.
.Km ainlw- HÍ vnl. o aurtm- se-ixvupa cun o Urazil, c o atlas contem C vi>tas
do |.aiz.
V.x\<.: ?ri:-. Xur.
1120. - Memória sobro a viagem do porto de Santos á cidade do
Cuvabá. (1825j. j"or Luiz. dAlincuurt. Ilin <h: Janeiro, na Typ. Imperial e
Nacional, 1S3;J. in-4.°, de X I I - V->$ pp. (.- 5 de errata, (li. N._)
111

1121. - Voyage de M. Natterer au Brésil. V. Nouv. Ann. des Voyages,


XXI (1824). (B. N.)
1122. - Extr. d'une lettre de M. de Langsdorff, à son père. V. Nouv.
Ann. des Voyages, XXVIII (1825). (B. N.)
1123. - Voyage de M. de Langsdorff dana le Brésil. Ibi, XXIX (1826).
(B. N.)
1124. - Extr. d'une lettre de M. de Langsdorff. Ibi, 2.m' série VI
(1827). (B. N.)
1125. - Nouveaux détails sur le voyage de M. de Langsdorff. Ibi,
VII e X I I I (1828 e 29). (B. N.)
1126. - A expedição do cônsul Langsdorff ao interior do Brasil por
Alfredo d'Escragnolle Taunay. V. Sev. do Inst. Jlist, XXXVIII, 1.' p.
(1875), pg. 337; ibi, 2." p., pg. 231; XXXIX, 2.» p. (1876), pg. 157. (B. N.)
Vem seguida do : Esboço da viagem feita pelo sr. de Langsdorff no interior
do Brazil, desde Septembro do 1825 até Março de 1820. Por Hercules Florence.
Trad. por A. d'Escragnolle Taunay.
1127. - Souvenirs du Brésil. V. Nouv. Ann. des Voyages, 2.m° série XVI
(1830). (B. N.)
1128.-Voyage dans 1'Amériquo Méridionale ... execute pendant les
íinnóes 1826, 1827, 1828, 1829, 1830, 1831, 1832 et 1833 par Alcide d'Orbigny
&. Paris, Pitois-Lcvrault cí C.% 1834-47, 7 vols. in-4.° gr., com est. e 2 vols.
in-fol.
No tom. I da « Histoire », cap. I I , o auetor tracta do Rio de Janeiro.
Exp.: Mus. Nac.
1129. - Voyage pittoresque dans les dcux Amériques. Eésumé general
de tous les voyages de Colomb, Las-Casas, Gomara &. ... parles redacteurs
du Voyage pittoresque autour du monde publié sons Ia direction de M.
Alcide d'Orbigny. Accompagne de cartes et de nombreuses gravures en
taille-douce sur acier. Paris, chez L. Tenré, litíraire-éditeur, (Imp. de Henri
J)upuy), 1836, in-4.° (B. N.)
1130. - Fragment <run voyage au centre de 1'Amérique Méridionale;
contenant des consid. sur Ia navigation de 1'Amazone et de Ia Plata, et
sur les anc. missions de Chiquitos et de Moxos (Bolívia). Par Alcide d'Or-
bigny. Paris, P. Bertrand, 1845, in-8.° (B. N.)
1131. - Voyage dans les deux Amériques par Alcide d'Orbigny. Nou-
velle édition annotée publiée par Ch. Vanderauvera. Édition diamant. Bru-
xelles, Typ. Mec. de Vanderauvera, 1854, 4 tom. em 2 vol. in-32."
Exp.: D. Ântonia K. do Carvalho.
1132. - Voyage dans les deux Amériques publié sons Ia direction de
M. Alcide d'Orbigny. Nouvelle édition. Paris, Fume, Jouvet et C.la ed., 1867,
in-4.° com est. (B. N.)
1133. -Narrativo of the surveying voyages of H. M.'s ships Adventure
and Beagle, between ... 1826 and 1836 &. London, H. Colbum, 1839, 4 vols.
in-8.°, ch. e est. (B. N.)
Vol. I . Proceed. of the first expedition, 1826-1830, P . Parker King ; vol. I I .
Prpceed. of the socond exped., 1831-36, E. Fitz-Roy ; vol. 311. Journal and re-
marks, 1832-36, Ch. Darwin; appendix.
1134. - Voyage d'un naturaliste autour du monde, fait a bord du navire
le Beagle de 1831 a 1836, par Charles Darwin ... Traduit de 1'anglais par
Ed. Barbier. Paris, C. Beinwald et C.°, 1875, in-8.°, com est. intercal. no
texto. (B. N.)
1135. - Viagens e observações de hum brasileiro, que, desejando ser
112

util á sua Pátria, se dedicou a estudar os usos o costumes dos seos Patrí-
cios, e os três reinos da Natureza, ora vários lugares e sertões do Brasil,,
off. á Naçaõ Brasileira [por Antônio Muniz de Souza - o homem da natu-
reza brazileira]. Tomo primeiro (e único). Rio de Janeiro, Rua de Traz do
Hospicio n.° 160, {Typ. Americana de 1. P. da Costa), 1834, in-4." peq., do
218 pp. (B. N.)
Entro outras cousas contem a Viagem que de 1827 a 1828 fez o auetor por
mo as e S. João da Barra.
1136. - Reise in Chile, Peru und auf dem Amazonenstrome, wáhrcnd
der Jahre 1827-32 von Eduard Poeppig. Leipzig, Friedrich Fleischer. I. C.
Hinrichssche Buchhandlang, 1835-36, 2 vol. in-4.° (B. N.)
V. Analyse no « Journ. of the K. Geogr. Soe.», V I (1836).
1137. - Voyages de Pòppig. V. Nouv. Ann. des Voyages, 2.me sério XXVI
(1832). (B. JSf.)
1138. - Notiees of Brazil in 1828 and 1829. By the Rev. R. Walsh &.
London, Frederick Westley and A. H. Davis, (printed by R. Clay), 1830,
2 vols. in-8.° gr. com chart. e est. (B. N.)
1139. - Narrative of a voyage to the Southern Atlantic Ocean, in tho
years 1828-30, perform. in H. M. sloop Chanticlcer, under tho command
of the late capt. Henry Foster ... From the private journal of "VV. H. B.
Webster, &. London, R. Bentley, 1834, 2 vols. in-8.*, com est. e ch. (B. N.)
1140. - Voyage autour du monde, publié sous Ia direction du contre
-amiral Dumont D'Urville. Paris, Fume et C", 1853, 2 v. in-4.°, com est.
e chart. (B. N.)
1141. - A viagem de Patroni pelas províncias brasileiras de Ceará, Rio
de S. Francisco, Bahia, Minas Geraes, e Rio de Janeiro: nos annos de
1829, e 1830. Dividida em quatro partes. Segunda edição. JJsboa, Typ. Lis~-
bonense, de José Carlos de Aguiar Vianna, 1851, in-8.° (B. N.)
1142. - Derrotas de Joaquim Francisco Lopes pelos sertões das pro-
víncias de S. Paulo, Minas e Matto Grosso. 1829-1841. (B. N.)
Original. Cod. CCI (16-67). 57 ff. inn. 30X19.
1143. - Journal of a passage from the Pacific to the Atlantic, crossing
the Andes in the northern provinces of Peru, and descending the river
Maraüon, or Amazon. By Henry Lister Maw, &. London, John Murray,
1829, in-8.° (B. N.)
1144. - Narrativa da passagem do Pacifico ao Atlântico, a travez dos
Andes nas províncias do Norte do Peru, e descendo pelo rio Amazonas,
até ao Para. Por Henrique Lister Maw. Traduzida do inglez (por Antônio
Julião da Costa). Liverpool, F. B. Wright, 1831, in-4.° com 1 ch. do Ama-
zonas. (B. N.)
1145. - Rio de Janeiro wie es ist. Beitrãge zur Tages und Sitten-Ges--
chichte der Hauptstadt von Brasilien mit vorzüglicher Rücksicht auf dio
Lage des dortigen deutschen militairs von C. Schlichthorst. Hannover,
im Verlage der Hahn'schen Hofbuchhandlung, 1829, in-8.°, de X - 394 pp.
(B. N.)
1146.-Memórias diárias do coronel A. A. F. de Sewelohj 183C-72 (26
de Fevereiro). (B. N.)
Autógrapho. Em allemão. 31 vols. in-4.°
1147. - Skizze meiner Reise nach Brasilien in Süd-Amerika im Jahre
1817 ... von F. J. Frühbeck. Wien, aus der Buchdruckerey der Witwe
Stóckholzer v. Hirschfeld, 1830, in-8." (B. N.)
113

1148. - Voyage autour du monde par- les merS' de: V Indo et de Chino
execute sur Ia corvette de 1' E'tat Ia Favorite pondant les années 1830,
1831 et 1832 sous le commandement de M. Laplace &. Paris, A. Bertrand
{Impr Royale), 1833-1839, 5 vols. in-8.° e 2 in-íbl. de atlas.
No tom. I V , cap. X X I I I , o auctor descreve a sim estuda no Rio de Janeiro^
e no « Álbum hist. » se-acham 2 vistas da mesma cidade.
Exp. : Mus. Nac.
1149. - Voyage a Buénos-Ayres et a Porto-Alògrc, par Ia Banda
-Oriental, les Missions d'Uruguay et Ia provinco de Rio-Grande-do Sul (do
1830 a 1834). Suivi de considérations sur 1'état du commerce français ;i
1'extérieur ... par Arsène Isabelle. Havre, Jmpr. de J. Morlent, 1835, in-8.",
com est., e 1 ch. (B. N.)
V. Analysc nos « Nouv. Ann. des Voyages », 3. me série I X (183G).
1150. - Excursions dans Ia province do Eio-Grande-do Sul au Brésil
(1834). Extr. d'un voyage inédit par Arsène Isabelle &. V. JS7ouv. Ann. des
Voyages, 3.m> série V (1835). (B. N.)
1151.-30 niois de ma vié, quinze móis avant et quinze móis après
mon Voyage au Congo, ou ma justification des infamies débitéus contre moi;.
Buivie de détails nouv. et cur. sur les moeurs et les usages dos habitans du
Brésil... Par J.-B. Douville. Paris, {Impr. d'E'verat), 183, in-8° gr.
lExp.'- D. Ãntonia R'. de Carvalho.
1152. - Voyaye pittorosque dans le Brésil par Maurice Eugendas. Tra-
duit de 1'allemand par Mr. de Colbery... Paris, publié par Engelmann & C'°,
1835, in-fol. com est. (B. N.)
1Í53. -Narrativo of a journey from Lima to Para, across thc Andes
and down the Amazon... By lieut. W. Smyth and mr. F. Lowc, &. Lon-
don, John Murray, 1836, in-8.°, com est. (B. N.)
V . Analyse nos « Nouv. Ann. des Voyages », 3 m c série X I I I (1837).
1154. - Viagem de Lima ao Pará, pelos Andes, pelas Missões e pelo
Amazonas (pelo capitão Smyth, em 1834). Na Rev. Nac. e Estrang. II,
pg. 81-Í04. (B. N.)
1155. - Itinerário do Rio de Janeiro ao Pará e Maranhão, pelas pro-
víncias de Minas-Geraes e Goiaz, seguido de huma descripção chorogra-
phica de Goiaz, e dos roteiros desta província ás de Mato-Grosso e
S. Paulo... pelo brigadeiro Raimundo José da Cunha Mattos, &. Rio de Ja-
neiro, Typ. Imp. e Const. de J. Villeneuve & C.', 1836, 2 v. in-4", de XIX-268-
pp.-l fl. de Erratas-Í4& pp.-l fl- de Erratas com 4 mappas chorogr. e 3
est. (B. N.)
1156. - Voyage autour du monde oxécuté pendant les années 1836 et
1837 sur Ia corvette Ia Bonite commandée par M. Vaillant &. Paris, A.
Bertrand, 1840 e seg., 14 vole. in-8.6 e 3 in-fol.
No tom. I . da « Relation » por A. de La Salle sc-acham noticias do Brazil, e
no « Álbum hist. » 6 vistas.
Exp. : Mus. Nac.
1157.-Exploring expedition during the years 1838-1842. Madeira—
Brazil-Southera Cruise-Chili-Peru-Paumotu Group. By Charles Wilkes. &.
New-York, G. P. Putnam, 1858, in-8° gr. com retrato, chart. e est. (B. N.)
1158. -Souvenirs d'un aveugle. Voyage autour du monde, par M. J.
Arago &. Paris, Hortet et Ozanne, 1S39, 4 vol. in-8", com est. (B. N.)
1159.-Idem. Nouvelle édition... Enrichie de notes scientifiques par M.
François Arago, et précédée d'une introduetion par M. Jules Janin. Paris,
chez H. Lebrun {Typ. Lacrampe etComp.~),2 vols. in-8°, com retr. est. (B. N.y.
114

1160. - Voyage autour du mondo sans Ia lettre A, par Jaequcs Arago.


Paris, Typ Beaulé et Ck, 1853, in-16.°.
£xp.: 8. M. o Imperador.
1161. - Voyage autour du monde sur Ia frégate Ia Vcnus, pcndant les
années 1836-1839... par Abel Du Petit-Thouars, &. Paris, Gide, 1840-49,
11 vols. in-8.° e 4 in-fol. de atlas.
No 1.° vol. da u Rei. histor, », cap. I I , o aurtor trncta da cidade do Rio do
J a n e i r o ; no cap. I I I , de Sancta Catharina; e no u Atlas pitt. se-acham 3 est.
Exp. : MUB. Nac.
1162. - Traveis in the interior of Brazil, prineipally through tbe
northern provinces, and the gold and diamond distriets, during tbe years
1836-41. By George Gardner. London, print. and publis. by Beeve, Brothers,
1846, in-8°, com 1 est. (B. N.)
1163. - Idem. Idem. Second edition. Ibi, Benham and Reeve, 1849, in-8",
com 1 est. e 1 chart. (B. N.)
1164. - Beisen im Innercn Brasiliens, besonders durch die nõrdlichen
Provinzen und die Gold und Diamantendistricte. Von Georg Gardner... Aus
dem Englischen von M. B. Lindau. Dresden und Leipzig, Arnoldische Buch-
handlung, 1848, 2 v. in-8°- com 1 ch. (B. N.)
Trad. da precedente.
1135. - Relatório da exposição dos rios Mucury e Todos os Santos,
por Pedro Victor Eeinault, 1837. V. Rev. do Inst. Hist., 2.* ser., I 1846),
pg. 356. (B. N.)
1166. - Extractos das viagens feitas no Deserto, que separa as Povoa-
•ções da Província de Minas Geraes, e as Povoações do Littoral nas Pro-
víncias do Eio de Janeiro, Espirito Santo, e Bahia. Por Manoel José Pi-
res da Silva Pontes.
C ó p i a . In-fol. 13 ff.
Exp. : D. Antonia R. de Carvalho.
1167. - Extractos de uma viagem á prov. do Espirito Santo por Mar
jjuel José Pires da Silva Pontes. V. Rev. Trim. do Inst. Hist, I (1840;
pg. 333. (B. N.)
1168. - Huma viagem á fazenda de S. Thomé, districto de Cantagallo,
por .T. J. Machado de Oliveira, &. Rio de Janeiro, Typ. Imp. e Const. de
J. Villeneuve, 1842, in-8° de 35 pp. (B. K )
1169. - Traveis in the south of Europe and in Brazil ; witb a voyage
np the Amazon and its tributary the Xingu, now first cxplored by
Princo Adalbert of Prússia, (1842-1843), transi, by Sir E. H. Schomburgk
and J. E. Taylpr, with an introd. by Baron von Humboldt. London, D.
Bogue, 1849, 2 vols. in-8° com retr. e ch. (B. N.)
1170. - Derrota do Eio de Janeiro ao Pará no Barco de Vapor Pa-
raense em Outubro, e Novembro de 1842. Por A. A. F. de Seweloh.
Om,560xOm,375.
A u t o g r a p h o a traço de penna. Traz escala.
Exp.: Arch. Militar.
" 1171. -Breves observações feitas de passagem em huma viagem do Eio
de Janeiro para o Pará, o acompanhadas do Mappa da Derrota da mesma
viagem. (Por A. A. F. de Seweloh). Pará 30 de Janeiro 'do 1843.
Autographo. In-fol. 4 ff.
Exp.: Arch. Militar.
1172. -Expédition dans les parties centrnles de l'Amériquc du Sud,
de Eio ile Janeiro a Lima. et de Lima au Para ; cxécutée par ordre du
•Gouverncmcnt Français, pcndant les années 1843-47, sous Ia direction de
*15

Francis de Castelnau. Paris, chez P. Bertrand, lib. éd. 1850 e annos se-
guintes, in-8.°, in-4.° e in-fol. (B. N.)
Esta coll. consta do seguinte: «Histoire du voyage», 6 v. in-8." — Weddell-
«ClUoris Andina», 2 v. in-4." —Des Murs, «Oiseaax», 1 v. in-4.*—«Poissons», 1 v.
in-4.° — H u p é «Mollusques», 1 v. in-4."— «Vues et acenes», 1 v. in-4. 0 — Gervais,
«Myriapodes et scorpicms» 1 v. in-4.°—Guichenot. «Reptiles», 1 v. in-4."— Lucas.
«Entomologie», 1 v. in-4".—Gervais. «Anatomie», 1 v. in-4."—Idem. «Mammifères»,
1 v. in-4."—«Géographie», 1 v. in-fol. — Weddell. «Hist. natur. de3 qüinquinas»,
1 v. in-fol.
1173. - Eelatorio de F. de Castelnau [sobre sua viagem ao interior da
J\.merica Meridional]. 1844. V. Bev. do Inst. Hist. V i l (1845), pg. 196, e
Ost. Brasil., I, pg. 318 e 322. (B. N.)
1174.-Les résultats géographiques de 1'expédition de M. le comte F .
de Castelnau dans les régions ccntrales de 1'Amérique du Sud, resumes en
une seule carte par M. le dr. A. Petermann. V. Nouv. Ann. des Voyages,
•6a». série, 1857, IV. (B. N.)
1175. -Viagem feita pelo cap. tenente José Maria Nogueira, coraman-
dante do vapor Guapiassü, primeiro que subiu o Amazonas. V. Bev. do
Inst. Hist, VI (1844), pg. 378. (B. N.)
1176. - Le Bresil en 1844. Par M. L. de Chavagnes. V. Bev. des Deux
Mondes, VII, nov. série (1844), pg. 66. (B. N,)
1177.- Uma palavra acerca do artigo de Chavagnes.—O Brasil em 1844,
por M. de A. Porto-Alegre. V. Minerva Brasil., II (1844), pg. 711.
1178. - Resposta ao artigo da Rev. dos Dous Mundos—O Brasil em
1844, por B. Adet. Ibi, pg. 719. (B.N.)
1179. - Voyages dans les deux océans Atlantique et Pacifique 1844-
1847. Brésil, États-Unis, Cap. de Bonne-Esperance &. Par M. Eugène De-
lessert. Paris, A. Franck, 1848, in-4." com est. (B. N.)
1180.-Voyage en Chine. — Tenerife. — Rio-Janeiro. — Le Cap. —
lie Bourbon.— Malacca.— Singapore.— Manille.— Macao. — Canton. — Ports
chinois.—Cochinchine Java. Par M. C- Lavollée. Paris, Just. Banvier, &
A. Ledoyen (Imp. de Pommeret et Moreau), 1853, in-8." (B. N.)
1181.-Viagem da cidade de Cuzco a de Belém do Grão Pará pelos
rios Vilcamayu, Ucayaly e Amazonas, precedido de hum bosquejo sobre o
estado político, moral e litterario do Peru em suas três grandes épocas;
pelo Dr. José Manoel Valdez y Palácios. I. Bio de Janeiro, Typ. Austral,
1844-45, in-4." (B. N.)
1182. - Itinei-ario das viagens exploradoras ... para descobrir uma via de
communicação entre ... Antonina e o Baixo Paraguay na prov. de Matto
Grosso: feitas nos annos de 1844 a 47 pelo sertanista Joaquim Francisco
Lopes, e descriptas por J. Henrique Elliott. V. Bev. do Inst. Hist., 2.* ser.
I I I (1848), pg. 153. (B. K )
1183. - Itinerário de Joaquim Francisco Lopes, encarregado de explorar
a melhor via de communicação entre a prov. de S. Paulo e a de Matto-
Grosso pelo Baixo Paraguay. V. Bev. do Inst. Hist., 2." ser., VI (1850),
pg. 315. (B. N.)
1184. - Resumo do itinerário de uma viagem exploradora pelos rios
Verde, Itareré, Paranapanema, e seus affluentes, pelo Paraná, Ivahy, e
sertões adjacentes, por John Henrique Elliot. V. Bev. do Inst. Hist. 2.» ser.,
I I (1847), pg. 17. (B. N.)
1185. - Viagem ás villas de Caravellas, Viçosa, Porto Alegre, de. Mu-
cury e aos rios Mucury e Peruhipe, por Hermenegildo Antônio Barboza
de Almeida, 1845. V. Bev. do Inst. Hist. 2.» ser., I (1846), pg. 425. (B. N",)
116

1186. - Los brésilicnncs, par L. de Gcslin: Rio de Janeiro, Imp. Fran-


çaise, 1845, in-12.» (B. N.)
1187. - Skctclics of rcsidcncc and traveis in Brazil, embracing histo-
riral and geographical notices of the empire and its several provinces. By
Daniel 1*. Kidder. Philadelphia, Sorin & Bali, 1845, 2 v. in-8.°; com cst. e
retr. (15. N.)
118S. - Jornal de viagens (de Henrique Raimundo des Genettes).
S. João d'J£l-llei, na Typoyraphia de Pimentel, 1846, in-4.° de 16 pp. (B.N)
1189. - Viagem de Cuyabá ao Eio de Janeiro, pelo Paraguay, Cor-
rientes, Rio Grande do Sul e Santa Catharina, em 1846, por Henrique de
Beauropaire liohan <.v. S. Paulo, Typ. de Silva Sobral, 1847, in-4.° de 19'
pp. V. também Hev. do Inst., 2.» ser. II (1847) pg. 376. (B.N.)
1190. - Lettres écrites du Brósil par M. lc baron d'Arcct. 1846. V.
Kouv. An», dos Voyagcs, 5.mo série, 1846, III. (B. N.)
1191. - Voyage d'une femmo autour du monde par M.1"0 Ida Pfeiífer.
Trad. de l'all. ... par W. de Suekau. Quatr. éd. Paris, Hachette et C.ie, 1874,
in-8." (B. N.)
1192. - Souvcnirs de voyagcs: Los provinces du Caucasc, 1'empire du
Brésil. Par M. Io comte de Suzannet. Paris, G. A. Dentu, 1846, in-8.*
(B. N.)
1193. - Esplorazione delle regioni equatoriali lungo il Napo ed il fiume
dcllc Amazzoni. Frammcnto di un viaggio fatto nelle due Americhe negli
anni 1846-47-48. Da Gaetano Osculati. Sec. ediz. corr. ed aceresciuta. &.
Milano, presso i fratelli Centenari e Comp., 1854, in-4.°, com est., chart. geog.,
e o retr. lithogr. do auct.or. (B. N.)
Osculati, a 10 do Dezembro de 1847 chegou a Tabatinga, o d'ahi desceu até o
Pará.
1194. - Copia do Itinerário da septima exploração feita para verificação
da possibilidade de uma via do communicação entre a Cidade de Antonina
a Província de Mato-Grosso, pelo Baixo Paraguay, em 1848. (Por Joaquim
Francisco Lopes.)
C ó p i a auth. In-fol. 24 pp. num. Foi publ. no «Diário do Eio» n.03 8450 o
84õl de Julho de 1850. Ha outra cópia mss. na Biljl. do Inst. Histórico.
Exp.: Arch. Mil.

1195. - Eoteiro da viagem e exames, sobro a construcção de um Farol


na ponta d'Atalaia, próximo á povoação de Sa inas, que ... fez o capitão
d'eDgenheiros Christiano Pereira de Azeredo Coutinbo &. Pará, 14 do
Agosto do 1849.
O r i g i n a l . In-fol. 6 ff.
Exp.: Arch. Militar.

1196. - Diário da Viagem feita pelos sertões de Guarapuava do rio


Paranan por Camillo Lellis da Silva P. d'Armada Imperial e N."' em 23 de
Maio de 1849. (B. N.)
O r i g i n a l , com uma «Resenhada Caça, Peixes, o Abellieiras, durante o curso
da viagem de hida e volta ao Rio Paranan». Cod. CCV (10-71) 17 ff. não num.
25X1Õ-
D. Antonia R. de Carvalho possue uma copia cm 13 ff., tendo as primeiras
numeradas. 25X17.
Eítà impresso no t. X X V I I I (1865) da «Revista trim.» do Inst. Hist. do Brazil,
parto I.
1197. - Apontamentos sobre província do Eio Grande do Sul e a
117

republica do Paraguay, por Pedro de Alcântara Bellegarde. Datados de


Assumpção a 3 de Junho de 1849 (B. N.)
Cópia começada por lettra de Manoel Ferreira Lagos. Cod. CCCl (17-89).
19 ff. inn. 30X20.
Constam dos capítulos seguintes:
1." — «Viagem (do auetor) até Assumpção.»
2." — «Estado político e militar da Província do Jüo Grande do Sul.»
4.° — «Descripção geral do Paraguay».
õ." — «Systema administrativo do Paraguay.»
6.° — «Estado militar do Paraguay.»
7." — «Estado político do Paraguay em relação ao Brasil.»
1198. - Viages en Europa, África i America, por D. F. Sarmiento, &.
JSantiago, Impr.' de Júlio Bellin i C.*, 1849-51, 2 part. em 1 vol. in-8."
(B. N.)
1199. - Descripção da viagem da Fragata á Vapor Affonso abrindo a
Navegação do TJruguay. (Por Jesuino Lamego Costa, hoje barão da La-
guna).
A u t o g r a p h o . In-fol. 8 ff. num.
Kxp.: S. M. o Imperador.
1200. - Itinerário feito pelo ten. coronel Vicente Ayres da Silva, ...
pelo rio do Somno acima, desde a sua confluência no Tocantins. 1850. V.
Jtev. do Inst. Hist., XIV (1851), pg. 438. (B. N.)
1201. - Phalanstôre du Brésil. Voyage dans 1'Ameriquo Meridionale.
(Par Louisc Bachclet.) S. L, Imprimerie de Pommeret et Guenot, s. d., in-8."
gr. com 1 est. (B. N.)
Exp.: D. Antonia K. de Carvalho-
1202. - Gertacker's traveis. Rio de Janeiro - Buenos Ayres-Ride through
the Pampas - Wintor journey across the Cordilleras - Chili - Vai paraíso -
Califórnia and the Gold-fields. - Translated írom the german [of Fredcrick
Gcrstíicker. London, T. Nelson and sons, 1854, in-8.° com est. (B. N.)
1203. - Exploration of the valley of the Amazon, made under direction
of the Navy Department, by Wm. Lewis Herndon and Lardner Gibbon.
(Partes I, e II.) Washington, Robert Armstrong, A. O. P. Nicholson, 1854,
4 'vols. in-8.° sendo 2 vols. com o texto e est. e 2 vols. com mappas.
(B. N.)
1204. - Rapport sur 1'exploration de Ia vallée de 1'Amazone par ...
Herndon et Gibbon (1851-52). Par M. Isambert. V. Buli. de Ia Soe. de
Géogr., 4.m0 série, IX (1855). (B. N.)
1205. - Itinerário das visitas do E x . " e Rev.° Snr.'D. José Affonso de
Moraes Torres, Bispo da diocese do m0Grão Pará as Igrejas de seo Bispado
em cartas escriptas pelo mesmo Ex. Rm." Snr. a um seo amigo na Corte
do Rio de Janeiro. Pará, Typ: de Mattos e C.*, 1852, in-4.° de 104 pp.
(B. N.)
1206. - Huma viagem cm 1852 a Villa de Nossa Senhora de Nazareth
da Vigia, antiga aldeia de Uruj-tá. (Por André Curcino Benjamin). Pará,
Typ. de Santos & Filhos, 1853, in-8.0'de 33 pp. (B. N.)
1207. - The Geral-Milco : or the narrative of a residence in a tnazi-
lian valley of the Sferra-Paricis. By A. R. Middletoun Payne. New- York:
Charles B. Norton, 1852, in-12." gr. com chart, e est. (B. N.)
1208. - Paraguay, Brazil, and the Plate. Letters written in 1852-1853.
by C. B. Mansfield ... With a sketch of the author's life by the rev.
118

Charles Kingsley. &. Cambridge, Macmillan & Co., 1856, in-12.*, com est,,
retrat. do auct. e 1 chart. geogr. (B. N.)
1209. - Ensaio crítico sobre a viagem ao Brasil em 1852 de Carlos B.
Mansfield por A. D: de Pascaal (Adadns Calpe). Bio de Janeiro, Laemmert
1861, 2 v. in-8.» (B. N.)
1210. - Les deux Amériques. Histoire, moeurs et voyages. Par Xavier
Eyma. Paris, D. Giraud, 1853, in-18.° (B. N.)
1211. - Apontamentos que tiramos na nossa navegação pelo Rio Vaeca-
cahy até sua foz no Jacuhy. (Por Manoel Ribeiro Baltar e José Thomaz
de Aquino Pena.) 1853.
C ó p i a authenticada. In-fol. 32 ff.
Exp.: D. Antonia R. de Carvalho.

1212. - Roteiro da viagem desde a capital do Pará até a cidade da


Barra, ... effectuada no primeiro vapor - Marajó - da Companhia de Nave-
gação e Commercio do Amazonas &. Por Marcos Pereira de Sales. Pará,
20 de Fevereiro de 1853.
C ó p i a auth. In-fol. 11 ff.
Exp.: Arch. Militar.

1213. - Noticia dada á presidência do Pará pelo capitão dr. Marcos


Pereira Sales da viagem que fez á cidade da Barra no vapor Marajó. Pará,
28 do Fevereiro de 1853.
C ó p i a autli.. In-fol. 17 ff.
Exp.: Arch. Militar.
1214. - Relatório da viagem do vapor Marajó' da cidade da Barra do
Rio Negro á povoação de Nauta na republica do Peru, apresentado em
Janeiro de 1854 ao ... conselheiro Hcrculano Ferreira Penna presidente da
província do Amazonas pelo major conde Rozwadowski. Rio de Janeiro,
Typ. Nac, 1854, in-4.° de 38—45 pp., com mapp.
Existe no Archivo Militar o autographo, e D. Antonia K. de Carvalho possuo
outro exemplar mss., também original.
Exp.: S. 51. o Imperador.
1215. - Brazil, the river Plate, and the Falkland ialands; with the
cape Horn routo to Austrália. Including noticcs of Lisbon, Madeira, tho
Canaries, and Cape Verds. By William Hadfield. London, Longman, Brown,
Green, and Longmans, 1854, in-8.°, com retr., ch. e cst. (B. N.)
1216. ( Viagens e explorações t>elo rio Amazonas o seus afluentes.
1853-57.
D o e . o r i g i n a e s . In-fol. 45 ff.
Exp.: D. Autonia R. de Carvalho.
1217. - A narrative of traveis on the Amazon and Rio Negro, with
an account of the native tribos, and observations on the climate, geology,
and natural history of the Amazon valley; by Alfred R. Wallace. - With a
map and illustrations. - London, Jteeve and Ç.°, 1853, in-8." (B. N.)
1218. - Narrativo of a recent visit to Brazil, by John Candler and Wil-
son Burgess: to present an address on the slave-trade and slavery, issued
by the Religions Society of Friends. London, Edward Marsh, 1853, in-8.°
(B. N.)
1219. - Reise nach Brasilien ... von D.r Hermann Burmeister &. Berlin,
1853, Dmck und Verlag von Georg Jteimer, in-8.° gr. com 1 ch. (B. N.)
1220. - Descripção da viagem foita desde a cidade da Barra do Rio
Negro, pelo rio do mesmo nome, até a Serra do Cucui ... Pelo major de
119

artilheria e bacharel em mathematicas Hilário Maximiano Antunes Gurjão.


Rio Negro, M. S. Ramos, 1855, in-4.# de 18 pp. (B. N . ; .
Está também publ. na «Rey. do Inst. Hist. », X V I I I (1855), pg. 177 ; e D.
Antonia R. da Carvalho possua uma cópia mas. authentica.
1221. - Relatório da viagem do Paquete a Vapor « Mon&reha » do p o r t o
d a Barra do Rio Negro ao porto de N a u t a no Peru principiada a 11 de
Março e concluída a 8 de Aoril de 1854. ( P o r Miguel Mirand* Vianna).
C ó p i a aut. In-fol. 8 ff.
Exp.: D. Antonia B. de Carvalho.
1222. - Roteiro da primeira viagem do vapor Monarcbia, desde a cidade
da Barra do Rio Negro até a povoação de Nauta, na republica do Peru,
p o r João Wilkens de Mattos, &. Rio Negro, M. S. Ramos, 1855, in-4.° de
92 pp. (B. N.)
1223. - Roteiro da viagem do Brilhante na Província de Matto Grosso
ao porto do Tibagy na do P a r a n á por Antônio Monteiro de Mendonça,
1854. (B. N . )
Cópia. In-fol. 4 ff. inn.
A Bibliotheca de Marinha possue outra copia, in-fol., da 8 ff.
1224. - Erinnerungen an Brasilien. Von F ivé-LaÜemant &. Lübeck,
Rohdensche Buchhandlung, 1854, in-8.° (B. N.)
1225. - Viagem da Capital do Amazonas a Santa izabel. ( P o r J o ã o
Mamede Júnior.) 1855.
Original. In-fol. 1 fl.
Exp.: D. Antonia B. de Carvalho.
1226. - Roteiro da viagem redonda desde a Cidade da Barra, Capital
da Província do Amazonas até a Povoação do Santa Izabel do Rio Negro,
effectuada no primeiro Vapor empregado nesta linha «Monarcha» ... (por
J o ã o Mamede Júnior) em Janeiro e Fevereiro de 1855.
O r i g i n a l . In-fol. 14 ff. Foi publicado?
Exp.: D. Antonia R. de Carvalho.
1227. - Reconhecimento de uma Estrada dos Campos do rio Branco
para a Capital (do Amazonas, por Gabriel Antônio Ribeiro Guimarães).
1855.
Cópia auth. In-fol. 15 ff.
Exp.: D. Antonia R. de Carvalho.
1228. - A voyage u p t h e river Amazon, ineludíng a residence a t P a r á .
By William II. Edwards. London, John Murray, 1855, in-8.' (B. N.)
1229. - O Campo do Ypiranga. P o r Henrique de Beaurepaire Rohan.
Curityba, Typ. Paranaense de G. Martins Lopes, 1855, in-4.° de 6 p p .
Exp.: Inst. Hist.
1230. - Mato Grosso por Coritiba e Tibagy. Itinerário da viagem quo
fez o capitão Manoel Joaquim Pinto Pacca ao Baixo Paraguay. 1855. V.
Rev. do Inst. Hist., X X V I I I , 1.' p. (1865), pg. 32. (B. N.)
1231. - Exploracion oficial por Ia primera vez desde ei norte de Ia Ame-
rica dei Sur, siempre por rios, entrando por Ias bocas dei Orinoco... hasta
N a u t a en ei Alto Marafion ó Amazonas, arriba de Ias bocas dei Ucayali
bajada dei Amazonas hasta el Atlântico; comprendiendo en ese immenso
espacio los Estados de Venezuela, Guayana Inglesa, Nueva-Granada, Brasil,
Ecuador, P e r u y Bolívia. Viaje a Rio de Janeiro desde Belen en el Gran
Pará, por el Atlântico, tocando en Ias capitales de Ias principales províncias
dei Império, en los allos de 1855 hasta 1859; por F . Michelena y Rojas.
Bruselas, A. Lacroix, Verboeckhoven y C, 1867, in-8.*, com map. o 1 est.
(B. N.)
mo
1232. - Itinerário da viagem que fiz ao Baixo-Paraguay • por ordem do
£>. Ex." o Seür. Marquez de Caxias Ministro e Secretario do Estado dos
Negócios da Guerra, acompanhado das observações, que lhe são concer-
nentes. (Por Manuel Joaquim Pinto Paeca). 1856.
O r i g i n a l ? In-fol. i ff. O Archivo Militar possue uma cópia d'este mss., também
in-fol. de 4 ff.
Exp.: Inat. Hiat.
1233. - Souvenirs de 1'Amérique Espagnole. Chili, Pérou, Brésil p a r
M a x Radiguct. Paris, Michel i",evy frères, 1856, in-18." (B. N.)
1234. - Souvenirs de FAmóriquo Espagnole. Chili - P é r o u - B r é s i l par
Max Radiguct. Nouv. éd. rev. et corr. Paris, Michel Lévy frères, 1874,
in-18." (B. N.)
1235. - L c Brésil. P a r Charles Reybaud. Paris, Guillaumin,(Typographie
de Henri Plon), "856, in-8.° (B. N.)
1236. - Brasilicn von Charles Reybaud. Ilamburg, Noite & Kòhler, 1857,
in-8.°
Exr>.. S. M. o Imperador.
1237. - Brazil and Ia P l a t a : t h c pcrsonal record of a eruiso. B y C. S.
Stowart &. New York, G. P. Putiuim S Co., 185G, in-12." com 2 est. (B. ZST.)
1238. - Life in Brazil, or the land of the. cocoa and the palm by
Thomas Ewbank. London, Sampson Low, Son & C.°, 1856, in-8.°, com est.
(B. K )
1239. - L'Amazone, par Emilc Oarrcy. Paris, 1856 (Leipzig, chez Wolf-,
gang Gcrhnrd), 2 vols, in-8.° pcq. (B. 2s.)
1240. - L'Amazon<\ H u i t jours sons 1'Equateur p a r Étnilo Carroy. Paris,
Michel Lcvy frères (Typ. de M.™ v.° Dondey-Dupré),185Q, in-12." ( B / N . )
1241. - Viagem ás províncias do norte por Antônio Ildefonso Gomes.
1856 e 1857. Mio de Janeiro, Ti/p. Americana de José Soares de Pinho, 1857,
in-4.° de 3 ff. i n n . - 4 2 pp. (B. X.)
1242. - Itinerário da viagem terrestre da cidade do Santos, ... a Oiiyabsí
... feita pelos engenheiros José do Miranda da Silva lieis, e Joaquim da
Gama Lobo dMíça. 1S57. V. Rev. do Jnst. Ws!., X X V I (1863;, pg. 3.17.
(B. K )
1243. - Itinerário d6 uma. viagem cxplovadoura pelos rios Iguatemy,
Amambaby, c parto do Ivinhpima, com os terrenos adjacentes começado no
dia 3 de Agosto de 1857, por Joaquim Francisco Lopes, e João Henrique
Elliott,
C ó p i » . In-fol. 44 pp. num.
Ex|).: Inat. llist.
1244. - L'Amazone. Los métis de Ia Savanc par Emilc Carrcy. Paris,
Michel Levy frères, (Typ.de 3Lm'v.° Dondey-Dupré), 1857, in-12." gr. (B. N . )
1245. - L'Amazone. Les revoltes du P a r á p a r Emile Carroy. Paris, Mi-
chel Lévy frères, (Typ. de Jf."" v.° Dondey-Dupré), 1857, in-12.° (B. N.)
1246. - Brazil and the brazilians, portrayod in historical and descrip-
t i v e , skctehcs ; by rev. D. P. Kidder, and rev. J. C. Fletcher. Illustrated
b y onc hundred and fifty engravings. Philaddphia, Childs <C- Pderson, 1857,
in-8.° (B. N.).
1247. ^-Brazil and t h e brazilians portrayed in historical and discriptive
eketches, by rov. Jánies C Fletchcr and rev. D. P. Kidder. Illustrated by
onc hundred and fifty engravings. Sixth edition, reviscd and enlargcd.
Boston, Brown and company. (London: Sampson, Low, son, é C.°), 1866, in-8.°
IN.).
121

1248. - Brazil and the brazilians portrayed in historical and descrip-


tive sketches, by Eev. J a m e s C Fletcher ánd Eev. D. P . Kidder... N i n t h
•edition&. London, Sampson Low, Marston &... 1879, in-8.°, com est. (B. N ) .
1249. - Eeisen durch Siidamcrica. "Von J o h a n n J a k o b von Tschudi, &.
Leipzig, Brockhaus, 1866-1869, 5 vol. in-8.° com est. e ch. (B. N.).
1250. - Beitrag zu Instructioncn für die wissenchaftliche Abtheilung
d e r "Weltumseglungs-Expedition der k.k..Fregatto-Novara. Aus den Mitthei-
lungen der k.k. Gcographischen Gesellschaft. . JVien, Druck von M. Auer,
in 3.° (B. N-).
1251. —. Bemerkungen und Anweisungcn für die Naturforseher, welchc
dic Expcdition von sr. k.k. apost. Maj. F r e g a t t e Novara, unter dem Com-
mando dos Ilorrn Oberston Bernhard v. Wüllerstorf-Urbair, bcgloiten. (Auf
A n o r d n u n g der k. Akademio der Wissenschaften). Wien, a.us der kaiserl.
kõniijl. Ilof-und Staatsdruckerei, 1857, in-8-.° de 146 pp. (B. N.).
1252. - Eecollections of my life by Maximilian I emperor of México.
London, Iiichard Bentley, 1868, 3 v. in-8.° (B. X.).
O 3.° vol. é quasi todo dedicado ao Biazil.
1253. - Itinerário do reconhecimento do estado da estrada da cidade
de Antonina á colônia militar do j a t a h y , na prov. do P a r a n á . Pelo 1." te-
nente Epiphanio Cândido de Souza Pitanga, 1S58. V. Jien. do List. Ilist.,
X X V I (1863), pg. 537. (B. X.).
1254. - Diário de viagem do porto de J a t a h y a Villa de Miranda eom-
prebendendo os rios Tibagy, Paranapancma, Paraná, iSamambaia, Ivinhoima
o Brilhante, o varadouro do Xioac, o os rios Xioac e Miranda. (Por Epi-
fanio Cândido de Souza Pitanga). 1853.
Original, ln-fol. 22 it'. rubi. n:i « Kcv. do Inst. », XXV1T. 1.» p. (18C-1), pg. MO.
Kxp.: Inst. Hist.
1255. - Eclatorio do Major José do Miranda da Silva lieis, chefe da
com missão do engenheiros na Província de Mato-Grosso sobre o exame das
estradas, que vão da Cidade de Santos á tio Corumbá, passando pelo Eio
Claro em Goyaz. 1S58.
C ó p i a . In-ful. 13 ff.
E x p . : Inst. Ilist.
1250- - Itinerário resumido da viagem que .acaba de fazer no rio Uru-
guay, desde a foz do rio Passo-Fui ido até o passo de S. Borja, o sr. Joa-
quim Antônio do Moraes Dutra &. Pelo vigário João Pedro (iay. Y. Jlev.
do Inst. Jíi-st., X X I (1858), pg. 315, o Jom. do Comia, do .l!io do Janeiro
de 24 de Maio do mesmo anuo. (B. X.).
1257. - L'cmpii'0 du Brésil. Souvenirs de voyagc par X. X . : rccueillis
et publiés p a r J. J. C. Eoy. Tours, A. Mame et C1'-, 1S58, in-S." com 1 est.
(B. X.).
1258. - A traveis l'Amériquc du Sud par F. Dabadie. Paris, Fcrd. Scir-
torhts éd., 1858, in-18.° (B. X.).
1259. - Idem. Deuxiòme édition. Ibi, 1859; in-18."
Não é sinâo a mesma 1." edição, a quu se-junetou um « AvcitisscMieut do
1'éditeur. »
1260. - Voyage au Brésil, par M. Biard (1858-59). Xo Tour du JSIonde,
1861. (B. X.).
1261. - Deux années au Brésil par F. Biard. Ouvragc illustré de 180
vignettes dessinécs par E. Eiou d'a]>ròs les croquis de M. Biard. Paris, L.
Iíuchette et C.'0 {Imprimcrie de Ch. Lahure et Ç.ie) 1862, in-8." gr. .(B. X.).
122

1262. - Brazil pittoresco. Historia - descripçõos - viagens - instituições -


colonisação por Charles Kibeyroles; acompanhado de um álbum de vistas,
panoramas, paisagens, costumes, etc, etc, por Victor Frond. Rio de Janeiro,
Typ. Nacional, 1859, 3 tom. cm 1 vol. in-4.° gr. (B. N.).
1263. - Keise durch Süd-Brasihen im Jahre 1858. Von dr. Eobert Avé-
Lallemant. Leipzig, F. A. Brockhaus, 1859, 2 partes em 1 vol. in-8.° (B. N.)
1264. - Itinerário da viagem da corte á villa de Miranda, prov. de
Matto Grosso, feito... pelo capitão Luiz Soares Viegas. 1859. V. Rev. do
Inst. Hist, XXVI (1863), pg. 455. (B. N.).
i265. - Itinerário da cidade da Palma em Goyaz á cidade de Belém
no Pará pelo rio Tocantins: o breve noticia do norte da prov. de Goyaz.
(Por Vicente Ferreira Gomes). Aracaty, (Tip. Social), 1861, in-8.° gr. de
25 pp.
Exp.: D. Antonfa R. de Carvalho.
1266.-Idem. V. Rev. do Inst. Hist., XXV (1862), pg. 485. (B. K ) .
1267. - Viagem ás Caxooiras de Paulo Affonso. Pelo dr. José Vieira do
Carvalho e Silva. V. Rev. do lnst. Hist., XXII (1859), pg. 201. (B. N.).
1268. - A m Mucuri. Einc Waldgesehichtoaus Brasilien... von Dr. Eobert
O. B. A. Lallemant. Hamburg, Perthes-Besser & Mauke, 1859, in-8.° (B. N.).
1269. - Reise durch Nord-Brasilien im Jahre 1859. Von Dr. Robcrt
Avé-Lallemant. Leipzig, F. A. Brockhaus, 1860, 2 vols. in-8.° (B. N.).
1270. - W. Sehultz. Aus moinem brasil. Tagobuchc, mit Zeichnungcn.
V. Globus, VI. (B. N.).
1271. - Visita de S. M. I. o Senhor D. Pedro II á Cachoeira do Paulo
Affonso, pelo dr. Francisco José da Rocha, e descripção da Cachoeira por
H. J. F. Halfeld. V. Rev. Brazil. III (1860), p£. 93-111, cst. (B. N.).
1272. - Eram. Liais. L'éspace celeste et Ia nature tropioale... Prcfaco
de M. Babinet. Dessins de Yan' Dargent. Paris, Garnier Frères, in-8.° gr.
com retr. e cst. interc. no texto. (B. N.).
Urna parte da obra c destinada a descripçõos de viagem, c da natureza do
Brazil.
1273. - Passeio á minha terra, por Salvador José Correia Coelho. S.
Paulo, Typographia da Lei, 1860, in-4.°, de 86 pp. 1 fl. (B. N.).
1274. - Voyagc do 1'Oeéan Pacifique a l'Océan Atlantiquo, a travers-
1'Amériquo du Sud, par M. Paul Marcoy. 184S-60. Brésil. V. Tour du Monde,
1867. (B. N.).
São longos eitractos da obra, que dons annos depois se-publicou. V. o n.° que
segue.
1275. - Voyage atravers 1'Amériqiio du Sud de 1'Océan Pacifique a 1'0-
cóan Atlantique par Paul Marcoy. III... par E. líiou &. Paris, L. Jfachette
d- C'% 1869, 2 vols. in-4.° gr., est. o retr. V. vol. II, pgs. 331-516. (B. N.).
1276. - Relatório da viagem do Madeira apresentado ao E x . " Presi-
dente da Província do Amazonas, pelo 1." Tenente d'Armada ex Comman-
dante do Vapor Pirajá Francisco Gomes da Silva. Datado do Manáos a 31
do Julho de 1861.
C ó p i a . In-fol. 8 ff. inn.'
Eip.: Ililil. du Marlnlm.
1277. - Relatório da primeira viagem do vapor do guerra « Piraja »
feita desde Manáos Capital da Província do Amazonas até a ponta de Ta-
mandahy no Rio Negro, quinzo milhas abaixo da Freguezia de Santa
Izabel. Organisado pelo 1.° tenente Rufino Luiz Tavares.
Original, com a assign. autógr. do auetor. In-fol. 8 ff. não num.
Exp.: Bibl. de MariDha-
123

1278. - Rio das Velhas (Sabará, Curvello, Sancta Luzia e Caethé). Por
J. M. Vaz Pinto Coelho. V. Rev. Pop., X I I (1861) pg. 42 e 22»; XIV
(1862), pg. 14; XV, pg. 171. (B. N.).
1279. - Peregrinação pela provincia de S. Paulo 1860-61. Por Augusto-
Emilio Zaiuar. Rio de Janeiro, B. L. Gamier {Paris, Typ. de Ad. lioiné e
J. Havard) in-8° de 2 fls. - III-402 pp. (B. N.),
A dedicatória é datada de 15 de Maio de 1862.
1280. - Viagem imperial de Petropolis ao Juiz de Fora, por occasião-
da inauguração do tronco principal da C.1* União e Industria. (Carias do
correspondente do Jornal do Commercio). Rio de Janeiro, Typ. de J. Vüle-
neuve e C, 1861, in-4.° (B. N.)
1281. - Belmar. Voyage aux provinces brésilieni^a du Pará et des-
Amazones en 1860, précédé d'un rapide coup d'cBÍl sur le littoral du
Brésil. Londres: Trezise, 1861, in-8." (B.N.)
1282. - Itenerario da viagem que fez o Dr. A. David V. de Canavarro r
Inspector da Saúde Publica, ao Rio Negro á bordo do Vapor de Guerra
Pirajá, partindo de Manáos, Capital da Provincia do Amazonas, até o lugar
denominado Chibarü, e d'ali em diante em canoa á Fronteira do Cucuhy,
1862.
Original. In-fol. 34 ff.
Xxp.: InBt. Hiat.
1283. - Itinerário da visita do sr. dom Luiz Antônio dos Santos,
ao Norte do bispado, no aano de 1862, pelo padre Carlos Augusto Peixoto-
de Alencar, &. Ceará, Typ. Cearense, 1863, in-8,° gr. de 6 folh. -148 pp.
Exp.: D. Antonia R. de Carvalho.
1284. - Une colonie au Brésil, Récits historiques, par M.me Van Lan-
gendonck. Anvers, Imp. L. Gerrits, 1862, in-8.° (B. N.)
1285. - Le Brésil tel qu'il est par Charles Expilly. Paris, E. Dentu,
1862, in-18°. (B. N.)
1286. - Los femmes et lcs moeurs du Bré9il par Charles Expilly. Deu-
xiòmo édition. Paris, Charlieu et Muillery, 1864, in-18°. (B. N.)
1287. -Voyage do Ia corvette brésilienne Belmonte dans lcs Amazones.
V. Revue maritime et coloniale, XII, 1864. (B. N.)
1288.-Le Brésil et Ia societó brésilienne.—Moeurs et paysages, par
Mr. Adolphe d'Assier. V. Revue des Deux-Mondes, tom. 46, 1 e 15 de Junho
c 1 do Julho de 1863. (B. N.)
Fez-so uma tiragem a parto, quo a Bibl. também possuo.
1289. - Le Brésil oontemporain.—Raccs.— Moeurs.—Institutions.— Pay-
sage; Par Adolpho d'Assier. Paris, Durand et Lauriel, (Toulouse, Imp. Treyes
Ouvriers Réunis), 1867, in-8.° (B. N.)
1290. - Exploração da prov. do Mato Grosso por Rodolpho "VVachneldt.
1863. V. Rev. do Inst. Hist., XXVII, 1.* p. (1864), pg. 193. (B. N.)
1291. - Dr. Couto do Magalhães. Viagem ao Araguaya. Goyaz, Typ.
Provincial, 1863-64, in-4." peq., do 5 fls.-267-7 pp.
Exp.: Dr. J. B. Peixoto.
1292. -Reise in den Araguaya von Dr. Couto de Magalhães ... im Ja-
nuar 1865. V. Petermann's Mittheilungen, XXI e XXII (1875-1876). (B.N.)
1293.-South American Skotches; or a visit to Rio de Janeiro, the
Organ mountains, Ia Plata, and tho Paraná. By Thomas Woodbino Hin-
chliff &. London, Longman, Green & C.°, 1863, in-8.°, com uma ch. googr. c
est. (B. N.)
124

1294. - Viage pintoresco por los rios Paraná, Paraguay, S." Lorenzo,
'Cuyabá y ei Arino tributário dcl grande Amazonas con Ia descripcion do
Ia piovincia de Mato Grosso bajo su aspecto físico, geográfico, mineralojico
y sus produeciones nuturales, por ei C. Bartolomé Bossi. Paris, Dupray de
Ia Mahérie, 1863, in-4.° com o retr. do auetor, est. e 1 ch. (B. X.)
1295. - Le Eio Paraná. Cinq années do séjour dans Ia .Republique Ar-
gentino par M.me Lina Beck Bernard. Paris, Grassart, (Saint-Germam, Im-
primerie de L. Toinon et Ç.'), 1864, in-18". (B. X.)
1296. - Alguns apontamentos da viagem feita por terra d'esta corte á
cidade de Cuyabá por João Vito Vieira da Silva (1865). V. Rev. do Inst.
Jíist., XXXV. 1.° p. (1872), pg. 423. (B.X.)
A «Kev.u dá, por engano, João Vito Vieira do Carvalho.
1297. - Itinerário da viagem que fiz da Cidade de Goyaz até a de
Cuyabá, desde 3 de Setembro a 2 de Outubro de 1865. (Pelo ten.c co-
ronel de engenh. João Vito Vieira da Silva.) 1869.
A u t o gr. In-fol. 3 ff.
Exp. : Arch. Mil.
1298. - Onze dias de viagem na provincia de S. Paulo com os Srs.
americanos Brs. Gastou o Shaw, c o Major Merowcather. 1865. Carta ao
sr. liarão de Piracicaba por J. J. Aubcrtin &. S. Paulo, Typ. Allemã de
11. Se/troeder, 1866, in-S." cio 39 pp.
Kxp.: S. M. o I m p e r a d o r .

1299. - Vovaii-e au Brésil, par 3Í. et M.™0 Agassiz. 1865-66. V. Tour


<hi Monde, XVI Í.1S68). (B. X.)
1300. - Impressões do professor Agassiz sobre o Brazil. Cap. XVI do
livro «Uma viagem no Brazil», pelo professor e m.'"a Luiz Agassiz. Boston,
1S6S. Traduzido do inglez ]ior um brasileiro. Londres, T. IiretteU &, C.°,
1S71, in-8.° (B. X.)
1301. - 31."" et 31. Louis Agassiz. — Voyage au Brósil, traditit do l'an-
glais avec 1'autorisation dos autours par rVlix Vogeli. Paris, L. Hachette
\t C.ic.. ]8(.i9, in-S." gr., com est. e ch. (B. X.)
131)2.-31. et 31.'"" Agassiz.—Voyage au Brésil. Abrégé sur Ia traduetion
do r. Vogeli par ,1. Belin-de Launay. Paris, Hachette d'- C.ic (Coulommiers,
Ttjjiõijrajikie A. Moussin), 1S72, iu-S." (B. X.)
1303. - Louis Agassiz. TTn voyage d'exp!oration seientifique dans
]'Atlanliquo et rAmériquc dtt Sud. \'. Recue Seientifique, XI (1873j, pg.1077.
(B. X.j
1304. - Louis Agassiz: La valléc dos tropiques au Brésil. V. Rev.
Seientiji</ue, X U I (1S74), p. 937. (B. X.)
130"). - Uma excursão á comarca de Iguape pelo Dr. Joaquim Antônio
Pinto júnior A:. »S'. Paulo, Tijpoijraphia Americana, 1866, 8.° de 77 pp.
Ks\'.: I>. A i i t i m i i i H. cli. CiUViilli.i.

1306. - Gaspoy : Souvenirs d'tino campagne sur les cotes da Brésil et


de Ia Plata. V. Rei: maritime et coloniale, XVIII, 1866. (B. X.)
1307. - Brazil, tiie home for southerners: or a practical account of
•\vhat the author, and otliers, who visited that country, for the same
objects, saw and did while in that empire. By Rev. Ballard S. Dunn.
JS'eic- York, (i. B. Rie/iardson, 1S66, in-S.° gr. com o retr. do author e 1 ch.
K x p . : 1). Aiitoiiiii II. ilc C a r v a l h o .

130^. - Excursões pelo Ceará, pelo dr. F. I. Marcondes Homem de


Mello (1866). V. Rei: do List. J/.ist., XXXV, 2.» p. (1872), pg. 80. (B,N.)
125

1309. - Scenas de viagem. —Exploração entre os rios Taquary e Aqui-


dauana, no districto de Miranda. — Memória deseriptiva, pelo 1." tenente-
d'artilharia Alfredo d'Escragnolle Taunay & Rio de Janeiro, Typ.Ameri-
cana, 1868, in-4.0 de 187 pp. (B. N.)
1310.-Viagem de regresso de Mato Grosso á corte. Memória pelo ba-
charel Alfredo'd'Escragnolle Taunay (1867). V. Rev. do Instit. Hist, XXXII,
2> p. (1869), pg. 5. (B. N.)
1311. -Excursões por S. Pedro do Sul, pelo dr. F. I. Marcondes
Homem de Mello. (1867-68). Rev. do Instit. Hist, XXXV, 2.» p. (1872)r
pg. 102. (B. N.)
1312. - Viagem a S. Paulo, pelo dr. F. I. Marcondes Homem de Mello
(1868). V. Rev. do Inst. Hist, XXXV, 2» p. (1872), pg- 155. (B. N.)
1313. - Itinerário de S. Paulo ao Paraguay, por Joaquim de Paula
Souza. & Paulo, Typ. de J. R. d'Azevedo Marques, 1868, in-8° de 103 pp.
(B. N.)
Exp.: D. Antonin R. do Carvalho.
1314. - C." de Gabriac. Promenade à travers 1'Amérique du Sud,. Nou-
vclle-Grenade, E'quateur, Pérou, Brésil. &. Paris, Michel Lévy frères libr.
ed. 1868, in-8.°, com est. e ch. (B. K )
1315.-Brasilien. Erlebnisso eines dcutschen Auswanderers in den Mu-
cury-Colonien Von J. Eetcliffe (Wilhelm Sohrotor). Leipzig, Jul. Hàfele sen.,
Druck von A. 31. Colditz, 1868, in-8° fig. (B. N.)
1316. - The Amazon and Madeira Eivers. Sketchcs and deseriptions from
the note-^book of an explorer. By Franz Iveller. London, Chapman and Hall,
1874, in-4.° gr. com est. (B. E\)
1317. - Voyage d'exploration sur 1'Amazone et le Madeira, texte et
dessins par M. Franz Keller-Leuzinger. V. Tour du Monde, XXVIII, 1874.
(B. N.)
1318. - Itinerário da viagem de Cuyabá a S. Paulo por Joaquim? Fer-
reira Moutinho. & Paulo, Typ. de Henrique Schrõder, 1869, in-4°, com est.
(B. N.)
Saiu appenso á —Província de Matto Grosso—do mesmo auetor.
1319. - The Andes and the Amazon; or across the Continent of South
America: by James Orton. London, Sampson Low, son & Marston, 1870,
in-8°, com 1 mappa e estampas. (B. N.)
1320. - Brazil and the Eiver Plate in 1868: by "VVilliam Hadfield, &.
London: Bates, Hendy and Co., 1869, in-8° est. (B. N.)
1321. - Uma viagem ao Sul do Brasil por A. Augusto de Pinho. Rio
de Janeiro, Typ. de F. A. de Sz.", 1872, in-4°, com retr. do auet.
Exp.: Francisco Ramos Paz.
1322. - Excursiou à Ia Serra de Caraça... par M. 1'abbé Durand. V.
Buli. de Ia Soe. de Géogr., 5.me sério XVII (1869). (B. N.)
1323. - Une épopée au Brésil par M. Euelle-Pomponne. Paris, Librai-
rie internationale, 1869, in-8° peq. (B. N.)
1324. - Notes of a journey up the River .Turuá. By W. Chandless. V.
Journ. of the R. Geoyr. Soe. XXXIX, 1869. (B. N.)
1325. - Explorations of the highlands of the Brazil; withafull account
of thc gold and diamond mines. Also candeing down 1500 miles of the
great river São Francisco, from Sabará to the sea. By cap. Eichard F.
126

^Burton, &. London, TinsUy Brothers, 1869, 2 v. in-8°, com 2 est. e 1 mappa
dos rios S. Francisco e das Velhas. (B. N.)
1326. - Da Corte á Fazenda de Santa Fé. Impressões de viagem por
A. P. Corrêa Júnior. Rio de Janeiro, E. & H. Laemmert, 1870, in-8.°, de
179 pp. e 1 fl. inn. (B. N.)
1327. - Descripção das viagens do... dr. José Bento da Cunha e Fi-
gueiredo J." ao interior da prov. das Alagoas. Maceió, 1870.
Exp. : InBt. Arch. e Geogr. Alag.
1328. - Eelatorio da viagem de exploração dos rios das Velhas e
S. Francisco feita no vapor « Saldanha Marinho» por Francisco Manoel
Alvares de Araújo (1870-71) V. Rev. do Inst. Hist., XXXIX, 2' p. (1876).
pg. 77 e 211. (B. N.)
1329. - A villa da Conceição de Itanhaen. Impressões de viagem por ***.
Santos, Typ. Imparcial, 1871, in-8° peq., de 42 pp.
Exp. : Dr. J. K. Peixoto.
1330. - Life and nature under the tropies... By H. M. and P. V. N.
Myers. New York: D. Appleton and Co., 1871, in-12°, com chart. e est.
(B. N.)
1331. - L e Brésil par M.mo Brasileira Augusta. Paris, André Sagnier,
1871, 4.»
Exp. : D. Autonla E. de Carvalho.
1332. - Doze horas em diligencia. Guia do viajante de Petropolis a
Juiz de Fora, escripto em dous idiomas-portuguez e francez- pelo photo-
grapho H. Klumb. Rio de Janeiro, photogr. Klumb, e em casa do editor J. J.
da Costa Pereira Braga, 1872, in-4°, com est. (B. N.)
1333. - Nouvelles études sur le Brésil par Charles Pradez. Paris, E.
Thorin, 1872, in-18°. (B. N.)
1334. - A Visit to Fernando de Noronha. By Alex. Rattray. V. Journ.
•of the R. Geogr. Soe, XLII, 1872. (B. N.)
1335. - Rough notes of a journey through the Wilderners, from Trini-
dad;to Pará, Brazil, by way of the great cataracts of the Orinoco, Atabapo
and Rio Negro. By Henry Alexander "Wickham k... London, W. H. J. Car
ter, 1872, in-> gr. com est. (B. N.)
Occorre no fim: « Keport on the industrial classes in the provinces of P a r á
and Amazonas, Brazil, by James de Vismes Drummond Hay cônsul at Pará.
Septcmber, 1870.
1336. - Reisen in Amerika und der Siidamerikanische Krieg. Von Max
•von Versen. Breslau, Verlag von Max Malzefs Hofbuchhandlung, 1872, in-8°
gr. com 3 chart. geog.
Exp. : D. Antooia B. de Carvalho.
1337. - Aus der Bai von Paranaguá von Julius Platzmann. Leipzig.,
Druck und Verlag von B. G. Teubner, 1872, in-8° com um mappa da bahia
de Paranaguá. (B. N.)
1338. - Do Amazonas ao Sena. Nilo, Bosphoro c Danúbio. Apontamen-
tos de viagem por J. C. da Gama o Abreu. Lisboa, Typ. Universal de Tho-
mas Quintino Antunes, 1874, 2 vol. in-8°, com o retrato do autor e est.
(B. N.)
1339. - Estúdios sobre ei Império dei Brasil.-La Ciudad de Rio de Ja-
neiro, por D. Manuel Fcrnandcz Soler. Vigo, Typ. de D. Juan Compãnel,
1873, 4» peq.
Exp. : Francisco Iíamus Faz.
127

1340. - Eio Grande do Sul and its german colonies. By Michael G.


Mulkall. London, Longmans, Green and Co., 1873, in-8", com 1 est. (B. N.)
1341. - A. Baguet. Bio Grande do Sul & le Paraguay. Précédó d'une
notice historique sur Ia découverte du Brésil. Souvenirs de voyage. Anvers,
Impr. a vapeur Henri Ernest, 1874, in-4." peq. (B. N.)
1342. - Lembranças de uma viagem ao Norte ... pelo bacharel Benja-
mim Franklin de Albuquerque Lima. Mio de Janeiro, Typ. do Globo,
1875, 8.»
Exp.: Francisco Ramos Paz.
1343. - Notes d'un voyage au Brésil par Walthère de Selys-Longchamps.
Bruxelles, Merzbach & Falk, (typ. de M.tUe Weissenbruch), 1875, in-8." gr.
(B. N.)
Extr. da « Révue de Belgique ».
1344. - Viagem ao redor do Brasil. 1875-1878, pelo dr. João Sevcriano
da Fonseca &. 1. Rio de Janeiro, Typ. de Pinheiro & C, 1880, in-4.°, de 399
pp. - 1 fl., com est. xylogr. (B. N.)
Contém: Esboço chorographico da prov. de Matto Grosso; Itinerário da Corte
ú cidade de Matto Grosso. O 2." vol. está no prolo.
1345. - Minhas Viagens - Visitas ao interior da província do Bio de
Janeiro - S. João da Barra, por Nepomuceno. Bio de Janeiro, Typ. de Pi-
nheiro & C., 1876, in-8." de 33 pp. (B- N.).
O nome do auctor é João Nepomuceno da Silva ; da Bahia.
1346. - Província do Paraná. - Excursão ao Salto do Guayra - O parque
nacional - Notas e considerações geraes, pelo engenheiro André Rebouças.
Mio de Janeiro, Dias da Silva </.", (Typ. e Lith. Carioca), 1876, in-8.°, de
46 pp., e 1 chart. da região do Parq. Nac. (B. N.)
1347. - Descripção da viagem ás Sete quedas pelo capitão Nestor Borba.
V. Prov. do Paraná. Caminhos de ferro para Matto Grosso e Bolívia, &.
Mio, 1876, 4.» peq. (B. N.)
1348. - Viagem á Comarca de Palma, na prov. de Goyaz; pelo bacharel
Virgílio Martins de Mello Franco, &. Rio de Janeiro, Typ. da Reforma,
1876, 8.° (B. N.)
Exp.: Francisco Ramos Paz.
1349. - Ten years in South America. Notes of travei in Peru, Bolívia,
Chile, Arg. Republie, Montevideo and Brazil ... by Benjamin S. Dingman.
Part second - Bolívia &. Montreal, Gaz. Print. House, lff76, in-8.° (B. N.)
1350. - Notes of a Journey from the River St. Francisco to the River
Tocantins and to the city of Maranhão. By James W. Wells. V. Journ. of
the R. Geogr. Soe., XLVI (1876), com ch. (B. N.)
1351. - Do Amazonas ao Oyapock. - Relatório da commissão ao Norte
da costa da província do Pará. - Por José Luiz da Gama e Silva, em 1877,
Pará, Typ. do « Futuro » (1877) in-8.°, de 37 pp. - 1 fl. (B. N.)
1352. - De Rio de Janeiro a S. Paulo par (Frédéric) Houssay. Parisi
Gauthier-Villars, 1877, 8."
Exp.: S. M. o Imperador.
1353..- Stanford's compendium of geography and travei ... Central
America, the West Indies and South America. Edited and extended by H.
W. Bates ... with Ethnological Appendix by A. H. Keane. London, Edioard
Stanford, 1878, in.8.° com est. e ch. (B. N.)
1354. - Brasilien unter D. Pedro II. Vcrfasst und hevausgegeben von
Dr. A. v. Nowakowski und H. Flechner. Wien, Verlag von R. Lechnefs
K. K. Univ. - Buchhandlung, 1877, in-8.° de 87 pp.
Exp.: S. M. o Imperador.
126

1355. - Dix-huit móis dans 1'Amérique du Sud. Le Brésil, 1'Uniguay,


Ia Republique Argentine, les P a m p a s et le voyage au Chili par Ia Cor-
dillère des Andes, p a r le C." Eugène de Eobiano. Paris, E. Plon et C.{" ...
1878, in-18." (B. N.)
1356. - Pioneering in South Brazil ..., By Thomas P . Bigg - W i t h c r
&. London, John Murray, 1878, 2 vols. in-8.° com ch. o est. (B. N.)
Excursão pela prov. do Pnrani.
1357. - Fifteen thousand miles on the Amazon and its tributários. B y
C. Barrington Brown ... and William Lidstone &. Lond., JEdiv. Stan/ord,
1878, 8.°, com est. (B. N.)
1358. - José Veríssimo. Primeiras paginas. Viagens no sertão - Quadros
paraenses - Estudos. Belém, Typ. Guttemberg, 1878, in-4.° 236 p p . - 1 fl. (B. N.)
1359. - Viagem do ... dr. Soares Brandão, presidente das Alagoas á
cachoeira de Paulo Affonso. Maceió, 1878.
Exp.: Inat. Arch. e Geogr. Alag.
1360. - Aus Pernambuco bis in die Wüsto Atacam». Tagebuchblatter
von Dr. W. Ivrall. V. Das Ausland, 1878, pg. 426. (B. N.)
1 3 6 1 . - I m p r e s s õ e s de uma viagem dó P a r á ao Recife, passando por
S. Miguel e Teneriffe a bordo da Corveta « Trajano », por A. A. C. [Alves
Câmara]. Rio. de Janeiro, Typ. do Cruzeiro, 1879, in-4.° (B. N.)
1362. - Presidência do barão Homem de Mello na B a h i a . - E x c u r s õ e s
administrativas pelo bacharel Aristides de Souza Spinola. Bahia, Typ. do
Diário da Bahia, 1879, in-8.° de 209 p p . - 2 fls. e 1 mappa. (B. N.)
1363. - Silva Pinto. - N o Brazil. Notas de viagem. 1879. Porto, Typ. de
A. J. da Silva Teixeira, 1879, 8.°
Exp.: Francisco líamos Paz.
1364. - Brazil. - T h e Amazons and the coast. B y H e r b c r t H . Smith. II-
lustrated from sketches by J. Wells Champncy and others. New York,
Charles Scribnefs Sons, 1879, in-8.°, est. e ch. (B. N.)
1365. - U p the Amazon and Madeira rivers, through Bolivia and Peru.
By Edward D. Mathews, &. London, Sampson Low, &., 1879, in-8.° com
est. (B. N.)

Chartas geographicas, hydrographicas e


topographicas
a) Chartas geraes e atlas:
1366. - K a r t e von Amerika aus dem I a h r e 1500 entworfen von J u a n
de Ia Cosa Begleite» des Columbus auf dessen zweiter Reise aufgefunden
von Alexander von Humboldt. Verlag v. Bauer & Raspe in Nürnberg. 0"',339
X0»,275. (B. N.).
Em Ghillany e Humboldt —« Geschichte des Seefahrers Martin Beh&im, &. »
Nürnberg, 1853, in-fol.
É a celebre charta descoberta por Humboldt na bibliotheca do_barão "Walckenaer,
e que traz a declaração expressa — Juan de Ia cosa Ia fizo enel puerto de S." m.»
en anfio de 1500—.w Ahi se-acha representado o Brazil pela primeira vez, e na al-
tura do Cabo de S. Agostinho occorre esta nota: « Este Cabo se descubrio en annc»
de mil y IIIIXCIX por Castilla syendo descubridor Vicentians (Vicente Afies
Pinzon). »
120

13G7. - Yniversalior cogniti Orbia Tabvla ex recentibvs confecta obser-


vatioiiibvs. (Mappe-monde de Ruyseh de 1508, renlermant les dernières dé-
couvertes faites jusqu'à cette époque). J. Feuquières, lith. Imp. Kaeppelin <£
C.,e 0ra;450x0m,562. (B. N.).
No ((Atlas» do visconde de Santarém. Paris, 1842—33, in-fol.
É a primeira charta em que vem representado o Brazil sob o titulo — TERRA.
SANCTK CKVC1S — .

1368. - Universalior cogniti orbis Tabula ex recentibus confecta obser-


vationjbus. (Fragmentam depromptum ex ed. Geogr. Ptolomsci, Roma) 1508,
in-folio). (Grao.^aris, 1839.) 0m.2tí5x0m,360. (B- N.).
Em Huinboldt —« Examen critique de 1'histoire do Ia géogr. du Nouv. con-
tinent », no tom. V.
É fragmento da cliartn precedente. Foi reproduzido na obra do Ghillany e
Humboldt— « Geschichte Bchaim &, » 1803.
1369. - Fac-simile approximado de parte do mappa mundi de Ruyseh.
{Vienna, 1874). Ü - ^ x O » , ! ^ . (B. N,).
Na obra de Varnhagen: «Ainda Amerigo Vcspucci: novos estudos & ».
1370. - Primeiro mappa da costa do Brazil organizado por João Ruyseh
segundo as notas fornecidas por Américo Vespueio e publicada na edição
da Geographia de Ptolomeu no anuo de 1508 em Roma. (Lith.). (B. ÍST.)
Na «Revista trimensal do Instituto» tom. X L (1877), parte 2." Foi extr. da
obra de Alex. de Humboldt pnra intelligcncia das « Notas para a historia pátria »
n."" I o l i do senador C. Mendes de Almeida.
1371. - Fac-simile de Ia Carte de 1'Amérique du Ptolomé de 1513.
0™,384x0m,454. (B. K ) .
Nas « Nouvelles recherches» ... de Varnhagen. Vienne, 1870.
1372. - Westliche Halfto des Globus von Johann Schõner aus dem
.Tahre 1520. Facsimilc n. d. Original-Globus v. 2' 8" par. Durchmesser. Vlg.
v. Bauer é Raspe i. A7bg. Lit. v. Joh. Gebhard. 0m,570x0m;558. Color. (B. X.)
Em Ghillany e Humboldt —«Geschichte des Seefahrers Martin Bchain &. »
Nürnberg, 18õo, in-fol.
O Brazil acha-se representado com o nome de—«America vel Brasília sive Pa-
pagalli Terra. »
1373. - Globo de Jean Schoener de 1520. Gravépar Schwaerzlé. Imp. de
Lemercier. 0"',313x0m,492. (B. N.)
No d Atlns » do vise. de Santarém. Paris, 1842-1853, in-fol. max.
É a mesma charta precedente, em escala menor.
1374. - Mappcmonde d' Apianus do 1520, lirée du Solin de Camers.
Grave par Sclacaerzlé. Imp. de Lemercier. 0m,365x0m,492. (B. N.)
No «Atlas» do vise. de Santarém. Paris, 1842-53, in-fol. max.
1375. - Karte einzelner Theile von Nord-und Südamerika, im Norden
ein Theil von Canada und der Lander an der Dayisstrasse, im Siiden die
Küste Paria im heutigen Venezuela bis zum Flusse Cananea in Brasilien.
0"',552xOm,707. (B. N.)
Em Kunstmann: u Atlas zur Entdeckungsgeschichte AmeriKas.» München, 1859.
BI. I I . — ü Brazil indicado sob o nome: «Terra sanete Cruéis». Parte da costa,
de « san rocehc » ao « rio de cananor ».
1376. - Karte iihnlichen Inhaltes; im Norden sind dio bereits angege-
benen Lander wiederholt, Im Siiden beschrankt sie sich auf die Küste
vom Cap S. Roque bis zum Flusso Cananea. 0m,730x0m,376. (B. N.)
Em Kunstmann: « A t l a s » , &. BI. I I I . Parte da costa, de «San Roq » ao «Rio
de cananea. »
1377. - Karte iihnlichen Inhaltes; im Korden ist auch die Küste von
9
130

Florida angcgeben, im Süden ist die Küste von Yucatan bis zum Cap Sta
Maria in Úruguay abgcbildet. 0m,G66 K0m,538. (B. N.)
Em Kunstmnnn: « Atlns » &. BI. I V .
O continente trnz o titulo: « Brasil] u, e a costa está toda figurada até o « C :
de samta maria. »
1378. - Karte dos Vesconte de Majolo, die Antillen und das Festland
von Honduras bis zum Cap Sta Maria in Uruguay. 0m,413X0m,481. (B. N.)
Em Kunstmann: «Atlas» &. BI. V.
O Brazil traz o titulo: «tora santo crucis », e a costa está cgualmcnte represen-
tada até o cabo de S.« Maria.
1379. - Karte der Ostkiiste von Amerika von der Hudsonsbay bis zum
Fcucrlande. 0m,367x0'",45G. (B. JST.)
Em Kunstinann: «Atlas», &. BI. V I I .
1380. - Brasil. (1525?). 0m,2G3x0n,,364. (B. X.).
V. « Discorso d'vn çran cajiitano & ». (J. Pnrmentier). (1525?). Em Ramusio,
Viaggi, I I I , vg. 4-2$. -
1381. - Typvs cosmographicvs vniversalis. 0ra.361x0m,552. V. Novus or-
lis regionvm cio Grynoeus. Basileae, 1532, in-fol. (B. N.).
O Brazil vem alii indicado sob o nome de — Prisilia.
1382. - Mappeinonde dresséo par Francesco Rosclli de Florcnce, cn
1532. J. Feuqvièrcs, Uth. Jmp. Kacppdin <£• C.'6. 0"',202xOm,400. (B. N.)
O Brazil nlii vem representado com o nome: «Terra S. O v e i s : sive Mvndvs
Novvs. ii — No «Atlas» do vise. de .Santarém. Paris, 1842-58, in-fol. mux.
1383. - Mappemonde de Ia Cosmograpliic de Sébastien Munster, de
1544. J.-Feuquières, Uth. Lnp. Kaeppelin"<(; <7.ie Om,26GxO"\400. (B. N.)
No «Atlas» do vise. de Santarém. Vem o Brazil representado com o nome d e :
« America seu insula Brasilis. »
1384. - Mappemonde de Vadianus, 1546. J. Feuquières, Uth. Imp. Kaep-
pelin & C.<° Om,140xOm,400. (B. N.)
No « Atlas i> do vise. do Santarém.
1385. - Vniversalis et integra totivs orbis hidrographia ad verissimam
Lvzitanorvm traditionem descriptio Fcrdinãdo Vaz. (Charta de Vaz Dou-
rado, 1571? 0m,468x0'",647. (B. N.)
Em Kunstmann: «Atlns» &. BI. V I I I .
1386. - Karte von Südamerika von der Landengc von Panamá bis zum
34.° S. B. 0"\.476x0'"650. (B. N.)
Em Kunstmann: «Atlas» &. BI. I X .
Toda a costa até o Cabo de tà." Maria; interior desconhecido.
1387. - Chorographia nobilis & opulentos Peruanos Províncias, atque
Brasilia\ quas à décimo ad quintum & quinquagesimum fere gradum ultra
Aequatorcm in longitudinem patere, diligenti observatione deprehensum
•est: ex Auctorum, qui eas Províncias pcrlustrarunt. scriptis recens à Theo-
doro de Bry concinata. MDXCII. 0",365x0m,447. (B. N.).
Em De Bry: «America Tertia Pars ».
1388. - Delineatio omnium orarum totius Australis partis Américo;,
{Hcta? Peruvianffi, à R de Ia Plata, Brasiliam, Pariam & Casteilam auream
... ex opt. Lusitanicis enrtis hydrographieis delineata atq. emendata. Ar-
noldus Florentius à Langren author & sculptor. (1599). 0m,391x0m,555.
(B. N.).
Em Linschoten: « Navigatio ac ítinerarivm &. » Hagae-Comitis, 1599, in-fol.
1389. - Idem. (Copia da precedente). Imprinted at London by Iohn Wolfe
und Grauen by Robert Beekit. (B. N.).
131

1390. - Nova et exacta delineatio America; partis avstralis. qvc cst.


Brasília, Caribana, Gviana &. Xoribergce, per Leuinum Hulsium. Anno 1599.
Gb. 0m,319x0ro,260.
Occorre na Collecção de Hulsius.
Kxp.: Inst. Hitit.
1391.-Al Molto Mag." Sig." Gio: Pietro Contarini ... Paulo di For-
lani da Verona. La. Descrittione. di tvtto. il. Perv (XVI soe.). 1 fl. de
fl-^XO^õie. (B. K ) .
1392. - Charta do Brazil. 0m,800x0m,462. (B. K ) .
Ch. mss. e color., do fins do século X V I ou começo do X V I I . Costa mal deli-
neada, e interior desconhecido.
1393. - Be/.ão do Estado do Bra/.il no Gvovorno do Norte someto asi
como o teve I)õ Diogvo de Meneses e Sa té o anno de 1G12.
Contém as seguintes chartas, em pergaminho, a aquarclla:
« Descripção de todo o estado do Brasil, q peru O norte começa no Grão Pará,
cuja entra."" está debaixo da equinoçial e pera o Sul, se termina na entrada do Kio
da prata, em altura de 35 grãos, mostrãoce na presente Carta, todos seus portos em
suas verdadeiras alturas, e nas seguintes tavoas. Cada hu em particular cõ suas
sondas, Barras, e povoações, e juntamente se mostra neste Mapa a confrontarão
q. tem este estado cõ as terras do Peru e novo Mundo, c cõ os estreitos de Ma-
galhães e São Vicente. Feitas por João Teixeira, Cosmographo de Sua Magestade.
Em Lixboa. » 0m,813X0m,G07. Escala do 100 léguas cquinoeiacs.
« Descripção da Costa q vai do Kio de Ianeiro atê o Porto do São Vicente ...ir
Um,403X0"',5G8.
ic Kio de Ianeiro. Este Porto do Kio de Ianeiro he o melhor do todo o Estado
do Jirasil... >. 0'»,420X0™,5G4.
« Mostraçe na prezonte tavoa toda a costa que ha entre as Ilhas de maricaha o
o Cabo de São thome... » 0 m ,394X0 m ,370.
(i Demon-tração da Capitania do Eqiirito Santo até a ponta da Barra do Kio
doce no qual parto cõ Porto Seguro... n 0m,420X0"',5G3.
« Porto Seguro. » 0m,415X0m,5G0.
« Demonstração da sonda dos Abrolhos na Costa do Brasil, desde o Kio dos
Frades, e põta, de Corumbabo atê o Kio das Caravelas, feita por mandado do Go-
vernador l)ò Dioguo do Menezes. O Anno de 1010. » 0m,395X0"',5G9.
(( Mostra a barra de Santo Antônio, que até o Kio Grande (pio se ve no ponto
B. he terra de Porto Seguro... » Om,418XOm,õ03.
(( Capitania dos Ilheos. » Om,418X0m,5G3.
ei Kio das Contas. Camamv. Morro de S. Pavlo. » Ora,391XOra,õ07.
ei A Bahia de Todos os Santos. Em prespectiva mostra as verdadeiras Legoas
do Keeomcavo de toda cila... » Om,832XOm,(iOO.
« Planta da Cidade do Salvador. » 0 ra ,427Xl m ,28.
(i Sirigipc Delrei. » 0nl,393X0m,õU8.
« Kio de São Francisco. » 0n,.718X0m,ÍJí)0.
ei Forte Novo da Passage. (Planta). 0"»,314X0m,388.
« Capitania de Pernãobvco. do que he gouernador o senhoi Duarte de Albu-
querque Coelho... » Om,393XO'",5U8.
« Todas as fortificasões que se mostrão do lugar do Keçife até a Villu de Olinda,
c ainda adiãte atê o Kio tapado... » 0">,39õX0m,õüG.
« Capitania de Itamaracá. » 0"',392X0m,5G7.
(i Paraíba, Ov Kio de São Domingos. » 0"'50GX0m,400.
« (Kio Grande) c Planta do forte qve defende a barra do Rio Grande. » 0m,414
X0m,õG8.
« Deeerpção do verdadeiro descobrimento e nova conquista do Kio de Iaguaribe,
Serras de Arianna, muibuapaba o ponaré. e cõfins do maranhão, que fez o capitão
mor poro coelho de Sousa, de Ordem de dioguo botclho. Governador c capitão
Geral do estado do Brasil, des do Anno de 1G03. té o de 1008. com todos os
seus portos, Barras, Serras e Kios. cõ suas nacensas. » 0m,395X0l",5G9.
« Maranhão. » 0 m ,393X0"',507.
16 tf. de texto cm papel. 2 fl'. cm pergaminho.
E.\p. : Inst. Hist.
132

1394. - Tlandt van Brasil met do aengelcgene Provincien. (B. N.).


Em o Nieuvve Vereldt » ... door I . de Laet. Leiaen, I. Elzenier, 1025, foi.
1395. - Província do Brasil cum adiacentibvs Provinciis. 0",28lX0m,357-
(B. Jf.)._
Km Laet: « Besehrijvinghe van Wcst-Indien ». Leydcn, 1630, in-fol.
1396. - Accuratissima Brasilise Tabula. Amstelodami Joanncs Janssonius
cxcudit. (Grav.). 0",350xOm,460. (B. N.).
Com as plantas da Bahia e Pernambuco.
1397. - Descripção de Todo o maritimo da Terra de S." Cruz chamado
vulgarmente o Brasil. Por loão Teyxeyra Cosmographo de Sua Magestade.
No' Anuo de 1640.
Consta de 32 mappas coloridos, medindo cada um pouco mais ou menos 0m,375
X0"\2-~>0.
Contém antes do cada mappa uma folha com a explicação do sou contexto, ao
tnil.) 02 ri'. K o mesmo a que se-refere o dr. Joaquim Caetano da Silva na sua
obra « LOvapoc et 1'Amazuiic », \ 2455.
E.\|>.: HiM. Ji: Mtirinli.i.
1398.-« Província do Brasil.» O-.õGOxOVOO. (B. X.).
C ó p i a , sem nome de auetor, nem data.
Accompanhm a esta charta cm separado:
a) ic Demostração da Cananeya atho o Kio da Alagou. » O"Y-24X0m,33G. A cores c
doirada, assim como as que se-seguem.
b) u Demostrarão da Cananeya athe o Rio de S. Francisco. » O™,224X0™,3Õ'>.
0) ii Demostração da barra de Santos athe Cananeya. 0ra,224X0'°,OÕG.
d) ii Demostração de Vbatvba athe a Ilha de Santo Amaro. » 0"',224XOra,350.
c) ii Demostração de Toivca athe a einceada de Vbatvba. » 0 m ,224X0'",350.
f) « Aparência do Kio de Ianeiro cõ todos os baixos e ilhas. » 0m,224xOm,3')f>.
g) ii Demostração do Cabo de S. Thome athe as ilhas de Maricaru (Maricá). 0"',224
X0 m ,3óii.
li) ii Demostração do Morro do loão Moreno ao Cabo de S. Thome. » 0°,224X0™,33G.
i) ii Demostração do Rio Dose ao porto do Sprito ti."» 0m,224X0'",35G.
j ) ii Demostração da Ponta do Agasvipe ao Rio Dose.» Om,22iiX0"l,3ti0.
k) ii Demostração do Rio dos Frades a Ponta de Agasvipe. » 0'",224X0°,300.
1) ic Demostração do Rio S. w Ant.» athe o dos Frades, » 0 m ,225X0'",300.
m) ii Demostração dos Ilheos atlio o Rio de S. t0 Antônio.» 0°,225X0™,35G.
n) ii Demostração do Morro do S. Pavlo atho os Ilheos. » 0!",22GXOm,3GO.
o) u Bahia de Todos os Santos. » 0 m ,505X0'",400. Escala de 4 léguas hispanholas.
p) ii Aparência de Pernambuco. » 0™,288X0™,410.
q) ii Demostração do Rio S. Fran. c o athe o Tapoham. » 0™,224X0™,35G.
r) ii Demostração do Rio Tapvcagipe athe o de S. Fran. 00 » 0™,220X0",360.
s) ii Demostração do Cabo de S." Avgostinhoathc o Rio Tapucagipe. » 0™,224X0™,357..
t) ii Demostração da Perayba athe Pernambuco e Tamaraca. » Cm,225X0"',357.
u) u Costa que corro do Rio Grande athe a Ponta do Lvsena. » 0"'224X0m,35G.
v) ii Demostração dos Baixos de S. Roque c Rio Grande. » 0 m ,225X0"',357.
•\v) « Demostração do líio Openama athe os Baixos de S. Roque. i> O"',225X0m,357.
x) «Demostração do Seara atne o Rio Openama. » 0"',22UX0m,3G0.
y) ii Demostração do Rio das Pregviças athe o Seara.» 0™,225X0™,355.
•/.) «Demostração do Maranhão athe o Rio das Pregviças.» 0™,224XO™,360.
aa) <i Demostração do Rio Tvri athe o Maranham. » 0™,224X0™,355.
hb) ii Demostração do Pará athe o Rio Turi. » 0 m ,224X0°,350.
10 rT.
Acha-se na importante e curiosa collecção organizada polo abbade Diogo Bar-
bosa Machado, que tem por titulo: «Mappas jlo Reino de Portugal, e suas conquistas
m m as vistas das suas principaes cidades. » É reproducção modificada das ehartas
do cosmographo João Teixeira, c tudo leva a crer que se-fez antes de 1030.
133

1399. - Le Bresil, dont Ia cost est possedéo par les portugais et di-
visée en quatorze capitanieries. Par N. Sanson d'Abbeville. Paris, chez
Pierre Mariette. 1656. J. Somer sculp. 0 n ,394x0 m .545. (B. N.)
Sanson d'Abbeville: « Cartes gcnerales de tovtes les parties dv monde». Paris,
1658, in-fol.
1400. - Le Bresil, dont Ia cost est possedée par les portugais et di-
-viscé en quatorze capitaineries. Par N. Sanson d'Abbeville. (Grav. 1682).
Om,184xOm,256. (B. N.).
Em De Vries: « Indischc Dingen ». Utrecht, 1682, in-4."
1401. - Brasília. (1682). O-^OxO-^ÔO. (B. N.).
E m Nieuhofs: « Zee en Lant Reise ». Amsterdam, 1682, in-fol.
1402. - II Eegno dei Brasilo parte nobilissima dei Mondo nuouo &.
Eomce, 1698. Hubertus Vincent sculp. Anton.' Donzel scripsit. (B. N.).
Occorre na « Istoria delle gverre dei Regno dei Brasile ... dal p. G. G. di S.
Teresa.
1403. - Carte du Pcrou, du fleuve des Amazones et du Brétil. (Grav.).
.Om,367x0°,,475. (B. N.).
1404. - Carte de Ia terre ferme du Perou, du Bresil et du pays des
Amazones dressée sur les Descriptions de Herrera, do Laet, e des pp.
d'Acuna, et M. Rodriguez, et sur plusieurs relations et observations poste-
rieures par Guillaume Del'Isle. Paris, 1703. Ph. Buache, 1745. 0m,485x0B,656.
(B. N.).
1405. - Le Bresil dont les Cotes sont divisées en Capitaineries, dressé
sur les dernières Relations des Flibustiers et Fameux Voyageurs. Par. N.
de Fcr... 1719. A Paris, chez G. Danei... 0m,534x0m,414- (B*. N.).
1406. - Le Bresil, suivant les nouvelles observations de Mess." de l'Aca-
• demie Royale des Sciences, etc. augmentées de nouveau. Leide, chez Pierre
Vanderaa. 0°,,332xOra,405. (B. N.).
No tomo III da America da « Galerie agreable du monde ».
1407. - Mappa geral do Brazil. 0m,570x0m,365. (B. N.).
O r i g i n a l . A uquarella. Sem nome de auctor, nem data, mas é do X V I I I sé-
culo. Mostra a « Divizfio Mathematica e verdadeira entre as Coroas de Portugal e
de Castella. »
1408. - Brasil. 0n,800x0m.460. (B. N.).
O r i g i n a l . Sem nome de auctor, nem data; mas parece ser do meado do X V I I I
século.
1409. - Carta geographica da America Portugueza ou terreno ameri-
cano, compriendido entre os Rios das Amazonas e Paraguay; supostas as
suas Fontes no Guapehy, e Alegre, nas terras de Portugal na Capitania
do Matto Grosso. Ajustado, o feito porm Thomâs de Souza Ajudante das
Ordens do Governo de Goyâs... 1775. 0 ,887x0m,559.
Original? a aquarella. — Uma cópia de 1871.
Exp.: Arcli. Militar.
1410. - «Mappa da America Meridional desde Dez grãos de Lat. N.
athe Sínco de Lat. S. para fazer comprehender completamente a verdadeira
oituação Topográfica e Hidrográfica do Rio Branco da America Portugueza
e das Povoaçoens novamente estabelecidas na mesma. 1778. » 0"i,300xOm,395.
(B. K ) .
C ó p i a , a aquarella.
1411. - A sua alteza real o príncipe do Brazil d. João nosso senhor
-dedica a Carta geográfica de pi'ojeeção espherica orthogonal da Nova
Lusitânia ou America Portugueza, e Estado do Brazil Antônio Pires da
Silva Pontes Leme, Capitão de Fragata, Astrônomo, e Geographo de Sua
134

Magestade nas Demarcaçoens de Limites, que em execução da ordem dor


lll.mo e E x . " Ministro, e Secretario de Estado da Repartição da Marinha,
e Domínios Ultramarinos o S.r D. Eodrigo de Sousa Coutinho, graduou
TIOS seus verdadeiros pontos de Longitude, e Latitude pelas Observaçoena
Astronômicas da Costa, e do Interior: recopiladas nesta, tanto as próprias
configuraçoens do Continente pelo mesmo Astrônomo, como oitenta e seis
Chartas do Depozito da Societária de Estado da Marinha, e Desenhada no
Gabinete Eeal do Real Jardim Botânico de Sua Magestade pellos Desenha-
dores Joze Joaquim Freire, o Manoel Tavares da Fonceca. Anno de 1798.
I m ,280xl m ,431.
Traz planos da « Barra do Pará », « Bahia do Todos Santos », « Topográfica do
Eio Grande de S. 1'cdro do Sul » o «Eio de Janeiro. »
O r i g i n a l . — Uma c ó p i a feita no Areh. Militar do Eio do Janeiro em 1822.
E x p . : Arcli. Militar.
1412. - Phases do eclipse do sol do 28 outubro do 1799 que hão de ser
visíveis no Brazil. (Com uma cbarta geogr. do Brazil). Om,625xOm,587.
O r i g i n a l , a aquurella.
JCxp.: Arch. Militar.
1413. - Mapa da America Meridional, a qual so pega com á America
Septontrional pelo isthmo de Panamá. Vay dividida em suas prirteipaes
Províncias Castelhanas, e prineipalm.10 o Estado do Brazil, c este dividido
em suas capitanias, como mostra. 0"1,559x(Jm,841.
O r i g i n a l ? a aquarella.
K.\p.: Arch. Militar.

1414. - Mappa da America Meridional devidido em províncias, c o


Brazil cm capitanias. 0m,557x0m,S39.
C ó p i a a aquarella. — Outra c ó p i a de 1870.
E x p . : Arch. Militar.
1415. - Mapa Gcographico que mostra hua grande parte da Costa do
Brasil contada da Latitude Meridional de 19, atê os 37 grãos na confron-
tação do Cabo de Santo Antônio no Eio da Prata, comprehcndcndo junta-
mente Imã grande porção de terreno, que deste ponto discorro a ü'estc,
pelo interior, e voltando ao Norte até 11 grãos Austraos. Copiado na cidade
do Rio do Janeiro, em Abril de 1S07. Por Francisco Manoel da Silva o
Mello... 0'-',884xO'",7üO.
C ó p i a de 1807 u aquarella. — Outra c ó p i a do 1870.
E x p . : Ait-li. Militar.
1416. - Xova Carta da America Meridional que está dividida por seus
limites, cm muitas capitanias, c commarcas quanto as posseçocíis do domí-
nio Portuguoz, as quaes se observão pela linha divizoria, comprehendida
desde a Capitania do Pará, té ao Eio Grande do S. Pedro do Sul. Feita
no Anno de 1809. Por João tia Silva Leal primeir.0 Ten.,e do E.' Corpo
d'Enginh.M lm,642 X 1"J, 142.
O r i g i n a l , a aquarella. - U m a c ó p i a do 1870.
E x p . : Arcli. Militar.
1417. - Outlines of thc Physical and Política! Divisions of South-Amc-
rica; delincated by A. ArrOAVsmith, partly from scarce and original docu-
ments, publishcd beíbre thc year 180G, but principally from manuscript
maps and surveys mado between the ycars 1771 and 1806, corrected from
acurate astronomical observations to 1810. London. Published J/th January
1811 by A. Arroivsmük. Engraved by Ed. Joncs. Additions to 1814, 1817,
1819. 6 folhas de O^SOOXl" cada uma. (B. N.).
1418. - A map of the Table Land of Brazil. John Luccock delin. Lon-
don, 1820. Sam.1 Topham seulp. Om,257XOm,549. (B. N.).
Em Luccock « Notes on Eio de Janeiro. » London, 1820, in-4.° gr.
135

1419. - A map of the Southern Lowlands of Brazil. John Luccock


delin. Zondon, 1820. S. Topham se. 0m,247x0B,359. (B. JST.).
Em Luccock « Notes on Bio de Janeiro. » Loridon, 1820, in-4.° gr.
1420. - Nova carta do Brazil e da America Pórtugueza. Anno de 1821.
(Grav.) 0m,512x0m,395.
Exp.: D. Antonia R. de Carvalho.
1421. - General-Carte - von Süd-America. Carte générale de rAmeriquo
Meridionale en deux grandes feuilles, d'après les observatiops et les cartes
speciales rapportées du Voyage dans* l'intérieur du Brésil pendant les an-
nées de 1817-1820... par les Docteurs de típix e de Martius. Munich, 1825.
2 folhas de 0m,775xlm,040. (B. JST.).
1422. - Calque pris sur Ia Carte de 1'Amérique Meridionale dressée
par les Docteurs de Spix et de Martius, et Publiée à Munich en 1825.
0 ,340x0n,486. (B. N.).
m

C ó p i a , a aquarella em papel vegetal.


1423. - Tabula geographica Brasília? et terrarum adjacentium cxhibens
Itinera Botanicorum. 0m.575x0m,701. (B. N.).
E m Martius. — « Flora brasiliensis. »
1424. - Carte du Brésil et d'une partie des pays adjacents, redigéc pnr
Cl. Brué, Gcographe du Roi. Augmentée et revue pour les limites par Ch.
Piquet, Geographe du Eoi et du Duc d'Orleans. Paris, 1836. Ckez Ch. Pi-
quet. 0°',520x0m,470. (B. N.).
1425. - South-America. Sheets II-III. Guyana and North-Brazil; South-
Brazil with Paraguay and Uruguay. Published under the superintendance
of the Society for the diffusion of Useful Knowledgc. London, 1836-1837.
Engrav. by J. & C. Walher. 2 folhas de 0,-400YO/^IÔ. (B. K ) .
1426. - Carte du centre de 1'Amerique meridionale rclative a Ia navi-
gation de 1'Amazone et de Ia Plata, par A. d'ürbigny. 1844. Grave par L.
Eouffard. Lith. de Lemercier. 0m,358x0,m458. (B. N.').
Em d'Orbigny.—Fragment d'un voyage au centre do 1'Amcriquo múrid. Paris,
1845, in-8.° gr.
1427. - Império do Brasil. Imp." Kaeppelin (Paris). 0»,337x0m,284.
(B. N.).
Em « S.' Adolphe», Dicc. geogr. I , pg. 60.
1428. - Carte de 1'Empire du Brcsil. Gravée chez Erhard. Imp}° Bineteau.
Paris. 0m,329x.0,m308.
Exp. D. Antonialt. do Carvalho.
1429. - Carta corographica do Império do Brazil dedicada ao Inst. Ilist.
e Geogr. Braz. pelo coronel eng... Conrado Jacob de Niemeyer pelo mesmo
aranjada sobre os melhores trabalhos existentes, antigos, e modernos, con-
tendo igualmente as Plantas, que se poderão obter, das cidades capitães, e
outros lugares importantes. Lith. no Jísta/d. de Hcaton & liensburg. Rio de
Janeiro, 1846. 4 ff. 0m,727x0"',760 a maior.
Kxji.: Aruh. Militar.
1430. - O Brasil em 19 departamentos. Lit?° por F. Krauss. Litog."- de
D. Bachiller. (1850). 0,n'237x0'",195. (B. N.).
E m Varnhagen — « Mcmoriiilt orgânico. Madrid. » 1850, in-8. gr.
1431. - Mappa geral do Império do Brazil erigido sobre os' trabalhos
dos engenheiros e geographos La Condaminc, S." Thereza, Arowsmith, Pinto,
La Rochette, Wois, Martius, Wied-New-Wied, Q. Niemer, Z. L. Niemcycr,
Boussin, de Barrai, de Lacerda, de Montravel, Kinzi, Parker, Fitzroy, Mar-
tins Couto Reis, Carneiro Leão, Eoscio, Coelho, Miranda e Brito, Zannoiii,
136

Miranda Montenegro, Vieira Leão, Eschweige, Thomaz de Souza, Bento


Lourenço, Cronemberger, Bloem, Diogo do Brito, Firmino de Ancora, Silva
Real, Felisberto, Caldeira, Brandt Menezes, Miiller, Saldanha, Montesinho,
Pereira da Lagoa, Guillobel, H a r t m a n , Lages, Cadozzi, Victorio da Costa,
Zepherino Lopes, Maria Roiz, Trindade, Cavalcanti de Albuquerque, P e d r o
Leão, Ponte Ribeira, Oliveira Machado, Torrezão, Eloi-Portelli, Desiderio
Silverio d'Araújo, Souza e Mello, Cunha Mattos, Rugendas, Silva Pontes,
Silva Palet, Reis Gama, &, &, e mais de trezentas diversas mappas anony-
mas, o todo devido em maior parte as liberacs o officiosas communieações
dadas pelo Governo do Império brazileiro. Com a major approximação pos-
sível redigido pelo V."" J. de Villiers de l'Ile Adam. Publicado por B. L.
Garnier, lith. p.' J. H. Leonard. liio de Janeiro, 7.br° de 1851. 2 ff. de
O»,790x0°'515. (B. N.).
1432. - Idem. Rio de Janeiro, 1857. (B. N.).
1433. - Idem, 1858. (B. N.).
1434. - South America and its rivers. Engr. by George Philip <V Son.
{London, 1854.) 0 m ,620x471. Color. (B. N.).
Com uma eliarta da prov. do Rio de Janeiro. Em Hadfield - Brazil, the River
Flate &. London, 1854, in-8.° gr.
1435. - Nova Carta Chorographica do Império do Brazil reduzida pelo
Bacharel Pedro Torquado X. r do Brito, Tenente Coronel (ir.» do Corpo de
Engenheiros... da que foi confeccionada pelo Coronel Conrado Jacob de
Niemeyer e outros Offieiaes Engenheiros em 1856. Gravada, na. Lithogra-
phia do Archivo Militar por Álvaro e Pereira, do dia S a 7 de Abril. 1867.
0 m ,645x0"',630. (B. N.).
1436. - Nova Carta Corographica do Império do Brazil, confeccionada
a vista dos trabalhos existentes, por ordem do Jil.m0 e Ex. m0 Snr. Tenente
General, Marquez de Caxias, Presidente do Conselho, .Ministro e Secretario
d'Estado dos Negócios da Guerra, pelo Coronel Engenheiro Conrado Jacob
de Nienieyer e seos ajudantes o Capitão d'Est;ulo Maior da 1." Classe José
Joaquim de Lima c Silva e o 1.° Tenente d'Engenhciros Antônio Augusto
.Monteiro de Burros. Gravada por Guilherme, Kramer na IJthographia Impe-
rial de Eduardo Rensburg. Rio de Janeiro, 1857. [Impresso em papel nacio-
nal da Fabrica do Dr. G. A. de Capanema]. 4 folhas de : a 1." Onyj^ilxO-ylO
a 2." 0»',700X0»,7!)0 a 3." (I,",Ü20XÜ,",69(I, e a 4.» de 0'°,70i>X0'»,ü90. (B. N.)
1 4 3 7 . - I d e m , 1861. 4 ff. colhidas em 1 fl. de l»-,281Xl»',35ü. Color.
Kvp.: D. Antuiiiii Ti. áv. Carvalho.
1438. - A new map of Brazil. compiled from the latest governmcnt &.
other authentic surveys, for "William Soullj-. liio de Janeiro 1866. Draicn
i<- emjr. by George Plulip <fc son, Liverpool <£• London. Publ. by IV. Scully.
0"',603 X 0°',584. 'Color.
Exp.: D. AiitiuiiH R. dv Carvalho.
1439. - C o l t o n ' s B r a z i l a n d G u v a n a p r e p a r e d b y G. W ( a n d ) C. B .
C o l t o n & Co. New-Yorh, 1866. O m ,37ÜxO'",30U. Color.
No «Hrazil, tiití lloine for Soutlierners», bv «li. S. Dunn. Xew-York. 18GU,
in-8.° gr.
Exp.: D. Antonia It. de Carvalho.
1440. - Novo mappa do Império do Brazil. Publ. com as ultimas cor-
recções do Governo, por G. W & C. B. Colton. Nova York 1867.
1"',289X1"\265. Color.
E x p . : Arch. Mil.

1441. - Carta postal do Brazil organisada pelos engenheiros civis C.


T~'-auss c II. L. dos Santos "Werneek, publ... no lmp. Inst. Artist. 1867.
r>nr C. Shwestka. e O. Koegel. 0 n i ,807xl°',85.
Exp.: 1). Aiitoniu K. lie Carvalho.
1S7

1442. - Atlas do Império do Brasil comprehendendo as respectivas di-


-visões administrativas, ecclesiasticas, eleitoraes e judiciarias ... Por Cândido
Mendes de Almeida. Èio de Janeiro, Lithographia do Instituto Philomathico,
1868, in-fol., de 36 pp. do texto e 24 ch. (B. 2í.)
V. a—Noticia litteraria—que a este respeito publicou o sfir. dr. F. I. M. Homem
de Mello. «Rio de Juneiro, Typ. de Quirino & irmão», 1869, in-8.° peq. (B. N.)
1443. - Carte physique du Brésil Oriental par Emra. Liais. V. Buli. de
Ia Soe. de Géogr., 6 . - série 1 7 (1872). (B. N.)
1444. - Carta do Império do Brasil organisada pela comraissão da carta
geral sob a presidência do general Henrique de Beaurepaire Eohan, com
a coadj. do ... baião da Ponte Ribeiro ... 1875. Escala 1 : 3.710.220.
Jnst. Heliographico A." Henschél. 4 ff. medindo a maior 0m)609x0°'i628.
(B. N.)
1445. - Carta physica do Brazil mostrando os systhcmas orographico
e bydrographico d'esta região por P. I. M. Homem de Mello ... 1875.
Aranha gr. Lith. Imp. de Rensburg. 1 fl. color, de O-^OxOVSS. ( B - N.)
1446. - Mappa do Brazil e territórios limitrophes para acompanhar a
Historia Geral d'aquelle paiz; delineado pelo autor d'ella, e gravado sob a
direcção de A. Lemaitre. 0n,,220x0,a,170. (B. N.)
Acompanha o tomo I da «Historia geral do Brazil», &., pelo visconde de
Porto Seguro, impressa em Vienna d'Austria, 2.* edição.
1447. - Mappa do Império do Brazil augmentádo de dados estatísticos
e outras correcções resultantes de estudos e melhoramentos recentep r>or
C. Brockes e C. Held com a coadjuvação de A. Ziltlow agrimensor í-SO.
Lith. a vapor de Ângelo & Robin (Rio de Janeiro). 0m,607x0",,6-:2. {Ú. N.)

b) Chartas parciaes: (*)


1448. - Provincic (lei Pará e dei Maragnone. (Poma, lüí/ J ). A. - lio-
ratij inu. et delin. II Vincent sculp. (B. X.)
Occ. na «Istoria» de fr. G. G. de S. Teresa.
1449. - Mappa geral do Pará repartido nas suas Frcguezias que nelic
fundou, o crigio o ex.n"> e rev."'° sfir. d. Fr. Miguel do Bulhões I I I : bispo
do Pará &c. &e. construindo e reduzido ás regras da Geografia com Obser-
vações Geométricas, o Astronômicas, pello Adjudante Kngonheiro Henrique
Galluzzi. MDOCLIX. 0"',570Xl"',727 em 4 folhas. (B. X.)
O r i g i n a l , a aquarella.
1450. - Mappa geográfico das capitanias do Gram Pará, Rio Negro,
Maranhão o Piauhy. (Por Ricardo Franco de Almeida Serra c Joaquim
José Ferreira). MDCCLXXX. O^õÜXO^SOS.
C ó p i a de 1827, a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
1451. - Carta geographica das viagens feitas nas capitanias do Eio
Negro c Mato Grosso desde o anno de 1780 até 1789 para servirem de
base a demarcação dos limites das ditas Cap."" a respeito dos domínios
Hospanhoes a cilas contíguas por José Joaquim Victorio da Costa D.r em
Mathematicas. 0u,,582xÒm,747. (B. N.)
C ó p i a , a aquarulla. Abaixo lê-se: «lzaltino José Mendonça de Carvalho
copiou.»
1452. - « Carte d'une partie de Ia Guiane francoise (sic) et Portugaise

(*) São as que comprehcndcm mais de uma província.


138

depuis Cayenna jusqu'a Pernambuco: tiree d'une Carte de Jozé Fernandes


Portugais (sic).» 0m,365x0m,585. (B. N.)
C ó p i a , a traço de penna.
1453. - Mappa Topographico da Parte da Capitania do Grão Pará;
0n,440x0m)350.
C ó p i a auth. moderna, a aquarella.
Exp.: Br. Luiz da Ponte Ribeiro.
1454. - Carta geographica das capitanias do Grão Pará e rio Negro.
Anno de 1803. 0m,355x0°,,822.
Original? a aquarella.
Exp.: Arcli. Militar.
1455. - O Estado e capitanias do Gram Pará e Eio Negro, com as do
Maranhão, e Piauhy, que delle se desanexarão em separado Governo geral
no anno de 1774, aumentado atlie o paralello de 5 gráos de latitude boreal
com as communicaçoens dos rios Negro, Orinoco, e Cavaburia, a situação
do nova fortaleza, e verdadeiro curso do rio Branco feito em 1780.
O^ÕSXO-.SOT.
Cópia de 1874, a aquarella.
Exp.: Areli. Militar.
1456. - Carta geográfica das Cap." do Pará, Maranhão, Piauhy, Goiás,
Matto Grosso, e S. Paulo, e das mais Províncias e Reinos confinantes,
desde o Paralello de 10 Gráos de latitude septentrional, athc ao parallulo
de 26 Gráos de latitude Meridional, formada dos melhores Mappas, e obser-
vaçoons mais modernas, e derrotas que fes o Gov.or e Cap.*IU G."' que foi de
Matto Grosso, Luis Pinto de Souza Continuo, cortando-se aqui as Cap."
do Mar."'", e Piauhy por irem ja incluídas, e com mais individuação na
Carta do N.° 1." a quem essa serve de continuação, que mandou copiar
... Carlos Cezar Burlamaqui, G." da Cap." do Piauhy, por José Pedro Cezar
de Menezes, no anno de 1S09. 0ra,972x0",,890.
Cópia de 1809. Ha outra cópia nu Secretaria do Estrangeiros.
Exp.: Arch. MilitJir.
1457. - Carta topographica e administrativa das Províncias de Gram
-Pará e Alto-Amazonas, erigida sobre os documentos mais modernos pelo
V.cieJ. de Villiers de l'Ile Adam. Gravada na lithorjraplúa imperial de IV
Laréé, •publicada no Rio de Janeiro por. Garnic.r, Irmãos. Eio de Janeiro,
1850. J. II. Leonhard gr. 0"',440x0'",643. (B. N.)
1458. - Mapof thc valley ofthe Amazon,by II. C. Elliott. 0o,)4llX0",,5S7.
(B. N.)
Em iiTIerudon and Gil>l>onn-Exploration oftlio valley of thc Amazon. "W a.-íhing-
ton, 18Õ.J. ü Arehivo Militar possúe duas cópias de 18-3Õ.
1459. - Mappa de toda a Terra, que se comprihcndc entre os dons líios
Parnahiba, e Tocantins. 0m,446x0'",525.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: tlr. L. dn Ponte Ribeiro.
1460. - Mappa topographico das capitanias do Maranhão e Piauhy e
parte das capitanias cireundantes levantado pelo capitão Mathias Jozé da
Silva Pereira arch. civil. 0°',474 X 0 ",334.
Original ?
Exp. Arch. Militar.
1461. - Cartas tias províncias do Maranhão, e Piauhy, organisada por
ordem do Ill.me e.Ex.m° Síir. Luis Alves de Lima, Presidente, e comman-
dante das Armas da primeira destas Províncias por J. J. li. Lopes, Cap.
do I. C. de Eng. 1840. 0m,798x0'",712.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Secret. de Extruugeiros.
139

1462. - Carta corografica das províncias do Maranhão e P i a u h y e p a r t e


das do P a r á , Goyáz, Bahia, Pernambuco, e Ceará. Rio de Janeiro. 1855.
o-.ôiaxovei. (B. N.)
1463. - P a r t of t h e empire of Brazll, shewing t h e line of t h e projecter*
railway & navigable upper levei of the Kiver San Francisco. 0 m ,260x0° , ) 192.
(B. N.)
Em «W. Hadfleld » — Brazil, the Kiver Plate &. « London ... 1854. 8.»
1464. - P r o v i n d e di Seara e Eio Grande. (Roma 1698). A. A. Horatij
inu. et delin. H. Vincent sculp. (B. N.)
• Na «Istoria » de fr. G. G. de S. Teresa.
1465. - P a r t e de uma carta do Brazil: comprehendo desde o Ceará até
os Abrolhos. O - ^ O x O ^ S O . (B. N.)
Eascunho ou esboço original a traço de penna e a lápis, sem titulo, nem nome
de auctor, nem data.
1466. - Carta corographica ... contendo as prov. de Alagoas, P e r n a m -
buco, Parahiba, Eio Grande do Norte, e Ceará arranjada ... pelo coronel
d'engenheiros Conrado Jacob de Niemeyer; sendo ultimamente auxiliado
pelo 1.° tenente d'artilheria Marcos Pereira de Sales. Lith. no Est. de Jíeaton
e Rensburg, 1843. Escalla aproximada 1 : 1.200.000. 0 m ,600x0'",756. (B. N.)
1467. - Carta topographica e administrativa das prov. do E i ° Grande
do N o r t e e P a r a h i b a erigida sobre doe. mais modernos pelo V.cdB J . de
Villiers de L'Ile Adam. Grav. ou Lith. Imp. de V.' Larée. Rio de Janeiro.
1848. 0°',210xO m ,233. color.
Exp.: Arch. Militar.
1468. - Desenhos, e Plantas illuminadas do Eecife de Pernambuco, da
Bahia de todos os S.'°3, da Costa do mâr, e B a r r a da Bahia athé a do
Gãmamu, da fortíficação da Taparica, e dons das fortificações do Morro do
S. Paulo com alguma difterença hum do outro, c todos seis assignados com
a rubrica de — Tinoco —, e encadernados com três papeis do algumas ex-
plicações, hum dos Eios, cj há da Bahia a t h é Pernambuco, outro da dis-
tancia, cj v a y dás Fortalezas de Pernambuco, c Recife de humas a outras
e o terceiro das Viagens da Costa do m a r do Sul &. (1631-33.) Collecção
de 6 plantas, medindo a maior 0 m ,428x0 m ) 622. (B. N.)
O r i g i n a e s , a aquarella.
1469. - Provincio de Paraíba, Itamaracá e Pernambvco. (Poma, 1698).
A. A. Horatij inu. et delin. H. Vincent se. (B. N.)
Na « Istoria» do fr. G. G. de S. Teresa.
1470. - Planta do Eeconhecimento feito nas Capitanias de Pernambuco,
& Alagoas, p a r a servir ao projecto do estabelecimento da E s t r a d a Militar,
Defeza da Costa, e Correspondência Telegraphica, entre a Villa de Santo
Anto. do Eecife, e a Cidade de São Salvador n a Capitania da Bahia,
que por ordem do Ex. m ° SHr. Luiz do Eego Barreto, Gov... de Pernambuco
levantou o Capitão do Eeal Corpo d'Engenheiros Conrado Jacob de Nie-
meyer. 1819. 0 m ,666x0 m ,587.
Cópia de 1824, a aquarella.-Mais trez cópias de 1852, 1859 e 1860.
Exp.: Arch. Mi!.
1471. - Carta geographica das províncias de Pernambuco e Alagoas.
0 n ,378x0 m ,544.
Cópia de 1835, a aquarella.-Mais duas cópias de 1860 e 1870.
Exp.: Arch. Militar.
1472. - Mappa topographico de Pernambuco, Alagoas e Parahiba com-
prehendida pelo Eio Parahiba ao Norte, Oceano a 1'Este, Eio de S. F r a n -
cisco ao Sul e Eio Panema a Oeste. 'Arranjado segundo os trabalhos-
140

-existentes; observaçoens tiradas por Ordem da Ex. m * J u n t a do Gov.° Provi-


zorio da Prov.* de Pernb.» pelos Tenentes Coronéis do Corpo d'Engen. M
Firmioo Herculano de Moraes Ancora e Conrado Jacob de Niemeyer.
Anno de 1823. Desenhado por A.""0 A."'" F . de Seweloh C:p*° d'Eng. 08 .
o-seesxo^eoo.
O r i g i n a l , e quatro copias: 1846, 1854 e 1870, e outra sem data.
O mesmo Mappa reduzido O^SOXO^Ol. Cópia de 1841, a aquarella.
Exp.: Arch. Mil.
1473. - P a r t e do Brasil que contem pella banda de leste, des Santos
a t h c Pcrnambveo, com todos os seos Portos de mar, e com as vertentes
do Certão que aqui se mostra, no qual se achão as minas nouas de Ouro,
e P r a t t a , e pedras preçiozas, donde existem diversas Nações de Gentios
Bárbaros, q u e . t e m discuberto o Cap.*m Mor Manoel Fran. c ° dos Santos So-
ledade ... Lx.* Or."1 25 de Mayo de 1729. João de Abreu Gorjão. 0 m ,635XO m ,440.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Areli. Mil.
1474. - K a r t c von Ost-Brazilicn. Cartc geographique de Ia partic orien-
talc de l'Empire du Brésil, en quatro feuilles, eontenant les Provinces ma-
ritimes de Pernambuco jusqu'à Rio de Janeiro, celle de Minas Geraes, et
une partie des Provinces limitrophes. redigée d'après leurs propres obser-
vations et les cartes les plus exactes et dediée à S. M. D. Pedro, Empereur
du Brésil par Guill. de Eschwege et Cb. Fr. P b . de Martius dressée p a r
I. Schwarzman. Mvnieh 1831. 4 if. de 0m,i90xQ°1A5Q, a maior. (B. N.)
1475. — Idcm. Munich 1834. 4 ff. (B. N.)
1476. - Carta topographica e administrativa das Províncias do Per-
jiambuco, Alagoas e Sergipe, erigida sobre os documentos mais modernos
pelo V.0'1, J. ile Villiers de l'Jlc Adam. Gravada na Lithographia Imperial
de V: Larée, ... Jlio de Janeiro, 1848. II. Leonhard gr. 0 m ,460x0 D, ,563.
(B. N.)
1477. - Comarca de Sergipe d'El Rei e Comarca das Lagoas.
0",41GxO m ,527.
O r i g i n a l ?, a aquarella.
Exp.: Arcii. Mil.
1478. - P r o v i n d e delia Baia e di Sergipe. II. Vincent se. (Roma, 1698).
(B-N.)
Na «Istoria» de fr. G. G. de S. Teresa.
1479. - Cartc der neucn Strasse von Villa de S.' José do Porto-Alegre
nacb Minas-Novas welche in Jalir 1816 durcb die Wiilder gebahnt Avard
vom Coronel Bento Lourenco (sie) Vaz de Abreu e L i m a ; Inspector dieser
Strasse. Zur Reise des Prinzen Maximilian von Nemvied nacb ÜBasilien
gebõrig. 0 m ; 210x0"',3G8. (B. N.)
No Atlas de Ncuwied : « K. Brás. » —.
1480. - Carte de Ia nouvelle route de ville de S.' José do P o r t o Alegre
H Minas Novas, fraj'ée au milieu des forêts en 1816 par le eolonel Bento
Lourenco Vaz de Abrou e Lima, inspecteur de cetto route, pour le Voyage
du princo Maximilien de Neu,wied au Brésil. (Grav. 1821) 0"»,210xOm|370.
(B. N.)
Em Wied-Neuwied - « Voyage au Brésil », tr. de Eyriês.
1481. - Carta da nova estrada da Villa de S. José de P o r t o alegre a
Minas Novas. Aberta através dos matos em 1816, pelo Coronel Bento Lou-
renco Vaz de Abreo Lima, Inspector da dita estrada. Existente M. S. n a
^Secretaria do Império. Exactamcute copiada d'esse M. S. o qual he m u i
141

cxacto com a Carta que vem no Atlas da Voyage du Prince Maximilien


au Brcsil. (B. N.)
Cópia a traço de penna, da ch. precedente.
1482. - Ostküstc von Brasilien zvischen dem 12." und 15." Grad südlicher
Brcite nach Arrow-Smith mit einigen Berichtigungen. Gest. v. J. Schleich.
O'°,274x0 m ,420. (B. N.)
No Atlas de Neuwied : «R. Brás. »—
1483. - Cote orientalo du Brésil compriso entro les 12.° et 15.° degrés-
do lat. australe. P o u r servir au Voyage du Princo Maximilien. Dess." par
Desmadryl et Joumar. Lith. de, G. Engeimann. 0 m ,2õ9x0 m ,403. (B. N.)
Em "VVicd. Neuwied —< « Voyage au Brésil, tr. par Eyriès. Tomo II.
1484. - Ostküstc von Brasilien zwischcn dou 15." und 23.° Grad südli-
cher Brcite nach Arrow-Smith mit einigen Berichtigungen. Gest. v. L.
Zertahelly, 3fitnchen. 0" , ,501x0'",425. (B. K )
No Atlas de Neuwied : « 11. Brás. » —
1485. - Mappa do terreno por onde se vai por terra da Bahia para o
Rio de J a n e i r o ; onde se vé que já se vai pula beira-mar, pelo caminho que
mostra o signal... 0 ,n ,350xO m ,485.
A aquarella. Escala do 18 léguas. Accompanha uma memória de Balthazar da
Silva Lisboa.
Exp.: Arch. Militar.
1486. - Mappa itinerário de uma viagem da cidade dá Bahia a do Rio
de Janeiro, por Francisco Theobaldo Sanches Brandão. Dezembro do 1824.
0,-863 X0, m 588.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.; Arch. Militar.
1487. - Mappa da parte meridional do Brazil, comprehcndendo desde-
o rio dos Ilhcos até o rio da P r a t a . 0, m 550xO m ,655. (B. N.)
Esboço original a traço de penna, sem titulo, nem nome de auetor, nem data.
Traz notas e observações.
1488. - Nova e 1." Carta da Terra firme, e Costas do Brazil ao Meri-
diano do Rio do Janeiro, desde e R.° da P r a t a athe Cabo Frio, com o novo-
cam.° do Certão do R.° Gr.de athé â Cid.° de S. Paulo. O. E. D. ao Podero-
zissimo R e y e S.r D. J o ã o V. pelo P . M. Diogo Soares S. J. seu G. R. no-
mesmo Estado. 0, m 482x0, n 694.
O r i g i n a l ? , a aquarella.
Exp.: Arch. Mil.
1 4 8 9 . - Mappa do Rio do Janeiro o S. Paulo. 0, m 310xO m ,430. (B. N . )
Esboço original a traço do penna e a lápis, sem titulo, nem nome de auctorr
ne data.
149U. -,Idem...0, m 385x0 r a ,577. (B. N.)
Esboço original a lápis.
1 4 9 1 . - I d e m . 0, n, 415xO m ,620. (B. K )
Rascunho original.
1 4 9 2 . - M a p p a da estrada da Corto do Rio de Janeiro para a Ilha d e
S. w Catarina por S. Paulo e Santos com as Vilas e Freguezias, e os Rios
mais concideraveis, não levando todos os moradores para evidar confuzão;.
sendo pela Costa mais povoado do Rio de S. Fr. co para a Ilha, e menos, do
P o r t o do Una, ao Rio do Prelado. Offerccido ao... Condo da Barca... P o r
J o z e Pedro Cezar. 1816. 0, B '675x2, n, 117.
Original.—Uma cópia de 1870.
Exp.: Arch. Militar.
142

1493. - Continuação do Mappa da Estrada da Corte do Eio de Janeiros


p a r a a Capitania do Rio Grande de S. Pedro, té a Vi lia de Porto Alegre.
Offerecido ao... Conde da Barca... Por Jozé Pedro Cezar. 1816. 0",444X
l-,439.
Original.
Exp.: Arch. Militar.
1494. - Topographia do Caminho Novo do Rio de Jenneiro athe as
Minas de Ouro. 0 m ,500x0 m ,640. (B. N.)
Esboço o r i g i n a l a traço de penna, sem nome de auctor, nem data.
1495. - P l a n t a geographica de p a r t e das Províncias do Rio de Janeiro
e Minas Geraes. l m ,519"xl m ,425.
Cópia mod. a aquarella.
Escala de 10 léguas port. de 18 ao grau.
Exp.: Arch. Militar.
1496. - Carte de Ia route de 1'auteur. De Rio Janeiro, à Canta-Gallo, et
à Villa Rica, et p a r le milieu dn pays de mines d'or, à Tejuco capitale du
district dos mines de diamans appellé Cerro do Frio. Grave à Paris, par
G. Zemaítre. 0 m ,233x0-»,170. (B. N.)
No tomo I I das « Voyages dans 1'intérieur du Bresil », par J. Mawe, trad. de
Eyriès. Paris, 1816, 2 tom. in-8°.
1497. - Map of p a r t of the provinces of Rio de Janeiro and the Minas
Geraes, with the Authors Route. Printed by G. W. Lander. N. Whillock
Zithog. (1829?) 0 n ,357x0 m ,471.
Exp.: S. M. o Imperador.
1498. - Mappa da Estrada entre Ouro P r e t o e Rio de Janeiro, tirado
do Mappa da Província de Minas, levantado pela Commissão de Geogra-
fia 1839 e 1840. l-,215xO m ,360.
Original.—Uma cópia de 1842.
Exp.: Arch. Militar.
1499. - K a r t e zur Uebersicht von II. Burmei3ter's Reise in Brazilien im
J a h r e 1850. Nach den besten vorhandenen Hülfsmitteln zusammengestellt.
Berlin. Geo-lithogr. Anst. v. H. Mahlmann. Om,457xOm,290. Color. Cortado em
folhas de 8.° pequeno. (B. N.)
1500. - Plano que comprehende, parte das Capitanias- de S. Paulo, Mi-
nas Geraes, Goyas e Rio de Janeiro o a Costa desde a Ilha de S.ta Catha-
rina até a Ilha Gr. e 0"',477x0 n, ,643.
Escala de 20 léguas.—Cópia.—Outra cópia a aquarella do 1878;
Exp.: Arch. Mil.
1501. - Mappa que comprehende parte das capitanias dé S. Paulo,
Minas Geraes, Rio de Janeiro, Goiaz e a Costa desde a ilha, de S. Oithe-
rina até a Ilha Grande. 0°,516xO m ,388.
Cópia do 1853, aquarella.—Mais duas cópias de 1853 e 1870.
Exp.: Arch. Militr.
1502. - Carta geográfica que mostra a viagem do Rio de Janeiro athe
Villa Bella da Santíssima Trind." Cap." do Gov." do Mato Groço o mais
Ocidental d'America Portugueza, executada no anno de 1772 pelo Gov...
Luis de Albuquerque do Mello Pereira e Caceres: na qual se vem t a m b é m
descriptas as Sinco Capitanias de S. Paulo, Rio de Janeiro, Minas Geraes,
Goiaz, e Mato Grosso, com as suas relativas estençoens e lemites, igualm. w
que a Fronteira do Estado do Brazil com os Dominios de Castella de«do
•os 23 gr." o 52 m. de La." austral athé aos 9 gr.' em que termina a mesma
Fronteira, o que tudo se redigio com bastantes aumentos e correçoena
fundados nas próprias noticias, e exames oculares, e nos Mapas mais mo-
143

d e m o s e v e r d a d e i r o s q u e p o d e r a m a d q u e r i r s e na m e s m a v i a g e m pelo sobre
d i t o G. or e C a p . M G e n e r a l . 0 m , 5 2 2 x 0 " , 7 1 1 .
O r i g i n a l , c o m a assign. de Luis de Albuquerque de Mello Pereira e Oaceres.
A aquarella.
Exp.: Arch. MiUUr.
1503. - C a r t a d e t o d a a p o r ç S o d ' A m e r i c a M e r i d i o n a l , q u e p a r e c e u n e -
cessária a manifestar a v i a g e m de 569 legoas c o m m u a s , q u e d a escala e
. « i d a d e d o E i o d e J a n e i r o , e x e c u t o u p o r t o r r a , e m 17 d o m e z d e m a y o d e
1772, p a r a V i l l a B e l l a d a S a n t í s s i m a T r i n d a d e ; o g o v e r n a d o r e c a p i t q o
g e n e r a l do E s t a d o do M a t o Grosso e Cuiabá, L u i z d ' A l b u q u e r q u e de Mollo
P e r e i r a e Caceres... 0n,419x0m,8'*<.
O r i g i n a l ? A aquarella.
H a uma cópia, de 1858, no Arc., ; o Militar. 0 m ,393X0,821.
Exp.: Secret. de Extrangeiros.
1504. - P l a n o d a C o s t a , d e S a n c t a C a t h a r i n a , t h é a I l h a G r a n d e , e m
q u e c o m p r e h e n d e a C a m p . * cie S ã o P a u l o , h ü a p a r t e d e M i n a s G e r a e s e
G u a i a s . M a n d a d o f a z e r p e l o c o n d e d e C u n h a . E x e c u t a d o p o r M a n o e l Vr.*
Leão. 0m,478X0m,642.
O r i g i n a l , a aquarella.—Uma c ó p i a de 1876.
Exp.: Arch. Militar.
1505. - P a r t e d o g o u e r n o d e S a m P a u l l o e Parte dos Domínios d a
C o r o a d e E s p a n h a . 0 ° , 4 9 0 x O m , 6 7 0 . ( B . N.)
1 5 0 6 . - P a r t e d o g o v e r n o d e S. P a u l l o e P a r t e d o s D o m í n i o s d a C o r o a
d e C a s t e l l a , 0 m ,480x'0,58U. ( B . N . )
Esboço, a penna e lápis, da charta. antecedente.
1507. - M a p p a d o B r a z i l d e s d e S. P a u l o a t é a e m b o c a d u r a d o E i o d a
P r a t a p o r F r a n c i s c o T o z i C o l o m b i n a . 1756. 3 f o l h a s c o m a d e s i g n a ç ã o d e
T e r c e i r a , q u a r t a e q u i n t a p a r t e s . 0 m , 5 0 7 X 0,717 c a d a u m a .
O r i g i n a l , a aquarella. Traz dedicatória do auctor a Thomé Joaquim da Costa
Corte Real datada de Funchal na ilha da Madeira a 9 de Dezembro de 1756.
Exp.: Dr. L. da Ponte Ribeiro.
1508. - M a p a G e o g r a p h i c o , q u e c o m p r e e n d e d e s d e a C a n a n e a a t é á
C o l l o n i a d o S a c r a m e n t o n a m a r g e m O c i d e n t a l d o E i o d a P r a t a , offerecido
a o I l l u s t r i s s i m o e E x c e l l e n t i s s i m o SQr. D . E o d r i g o d e S o u z a C o u t i n h o . . .
p o r M a n o e l d a C o s t a F r a g a , A j u d a n t e d o N.° d e M i l í c i a s d o D e p a r t a m e n t o
d a I l h a do S a n t a C a t h a r i n a , C o p i a d o c o m a l g u m a s e m e n d a s e a d i c ç o e n s
p e l o m e s m o A j u d a n t e c m S e t e m b r o d e 1808. 0 m , 9 6 2 x 0 , 7 1 0 .
O r i g i n ai,, a aquarella.
Exp.: A>ch. Militar.
1509.4- P a r t e do Governo de São P a u l o e do de M a t t o Grosso.
O m ,400xO m ,570. ( B . N . )
A traço de penna. Não traz titulo.
1 5 1 0 . - M a p p a d a s C a p i t a n i a s d e M a t o G r o s s o , G o y a z e S. P a u l o e m
q u e se n o t ã o os c a m i n h o s d e S. P a u l o p a r a C u i a b á . 0m,401x0m,468.
C ó p i a de 1853, a aquarella.—Outra c ó p i a da mesma data.
Exp.: Archivo Militar.
1 5 1 1 . - I t i n e r á r i o d e S. P a u l o a C u y a b á p e l o C o n s e l h e i r o P i m e n t a
B u e n o ( p a r a m o s t r a r a s u a v i a g e m d o C u y a b á a o p o r t o d e S a n t o s ) . 1838.
0m,415x0m,440.
C ó p i a . Um esboço do mesmo mappa organizado pelo conselheiro Duarte da
Ponte Ribeiro segundo este itinerário e outros dados geographicos. — O r i g i n a l .
(^«XO^-IO.
Exp.: Sr. L. da Ponto Ribeiro.
144

1512. - Mappa Chorographico de parte das Províncias do S. Paulo e-


Matto Grosso, mostrando a nova via de communicação do P o r t o da Villa
de Antonina ao território do Cuiabá e .Republica do P a r a g u a y , em conse-
qüência das Explorações feitas pelos sertanistas Joaquim Francisco Lopes,
e João Henrique Elliott desde o anno 1844 ate fins de 1847 em serviço do'
Barão de Antonina. Desenhado por João Henriqne Elliott. 0 m ,854x0°',772.
O r i g i n a l , a nqunrolla.
Ha uma cópia na Secretaria de Extrangeiros.
Exp.: S. M. o Imperador.
1513. - Mappa Corographico de parte das províncias de S. Paulo e
Matto Grosso, incluindo também parte da Republica do P a r a g u a y o Pro-
víncia de Corrientes, mostrando a nova via de' communicação desde o-
P o r t o de Antonina até a cidado de Cuyubá, e augmentado com as ultimas-
explorações feitas no Baixo P a r a g u a y pelo Piloto João Henrique Elliott
em serviço do Barão d'Antonina, nos annos de 1850 e 1851, e desenhado
pelo mesmo. 1852. I m ,27x0 m ,871.
O r i g i n a l , a aquarella.
Ha uma cópia, de 1855, a aquarella no Arch. Militar.
Exp.: D. Antonia It. do Carvalho.
1514. - Carta geográfica da parte da America Meridional, comprehcn-
dida entre 27° e 34° de latitude. Levantada pelo Sargento Maior Manoel
Vieira Leão. 0 m ,504xl m ,283.
Cópia, a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
1515. - Siid-Brasilien. Entworfen mit Benutzung der zuverliissigsten
K a r t e n und Quellen vou P r . Wilh. H u h n . Hamburg, Gustav Carl Würger
1858, Lith. von C. Adler. 0 m ,527X0 m ,4 60 -
Exp.: P. Antoiiin R. de Carvalho.
1516. - Mappa do Continente das Capitanias do Mato-Grosso, deGoyás,
c do S. P a u l o , com a configuração mais exacta, até agora, de todas as
Terras, Eios e Serras; principalmente dos dous caminhos, num pelos rios,
outro por terra, de S. Paulo para o Cuyabá. Anno de 1764. 0 n, ,433x0 nl ,624..
O r i g i n a l , a aquarella.—Duas copias sem data, outra de 1870.
Exp.: Arch. Mil.
1517. - Carta de parte da capitania de Mato Grosso e Guayas. O^OO
X0 m ,725.
Cópia, a aquarella.— Outra cópia de 18G0.
Exp.: Arch. Mil.
1518. - Esboço de uma p a r t e das Províncias de Mato Qárosfco, Goyaz e
P a r á , attendendo sobre tudo á hydrographia relativa ao- transporte de
vapor Cuiabá até o Araguaya. 0 m ,724x0 m ,389.
Cópia, a aquarella.
Exp.: S. M. o Imperador.
1519. - M a p a de todo o Campo grande tanto da p a r t e da Conquista
que p a r t e com a campanha de Eio Vorde, e S. Paulo, como de P i a u h y
cabeceyras do Eio de S. Francisco e Goyazes. Franc." Jozé de Mello, Cabo
de Escoadra do Eegim. w da Artr.* feçit. 0 m ,417x0 r a ,671.
Original, a aquarella.— Uma cópia.
Exp.: Arch. Mil.
1520. - Esboço geographico de uma parto do Império do Brazil, se-
gundo a projecção de Mercator, indicando os diversos traços que tem sido
propostos p a r a diretriz da estrada de Matto Grosso, coordenado avista dos
trabalhos existentes pelo engenheiro Eduardo Jozé de Moraes. 1872. (Pho-
lographado.) 0 m ,366x0 ra ,310.
Exp.: Arch. Mil.
145

1521. - (Collecção de chartas geographicas das seguintes colônias.) —


N.* 1. Cananea. N.° 2. Assunghy. N.°3. Dona Francisca. N.° 4. Blumenau.
N.° 5. Itajahy. N.° 6. Theresopolis. N.° 7. S. lsabella. N/> 8. Colônia Na-
cional. Angelina. Situação das Colônias. Lith. Imp. S. A. Sisson. Rio de
Janeiro. (1867.) 9 ff. 0m,274x0m,197. (B. N.)
No «Relatório da Agricultura» de 1867.
1522. - Carta topographica da Província de Oyapockia. 1853. Lith,
Imp. de Heaton e Rensburg. Rio de Janeiro, 0m,397x0m,307. (B. N.)
1523. - Província do Araguaya segundo o projecto de nova divisão do
Império pelo deputado Cruz Machado ... desenhada por José Ribeiro da
Fonseca Silvares. 1873. Lith. do Arch. Militar. 1815. J. G. Thr. 0m,790x0m560
(B: N.)
1524. - Província de Sapucahy &, idem. 0m,747x0m,498. (B. N.)
1525. - Província de Entre Rios & idem. Ibi, Rolszt gravou. 0m,752x0mJ545.
(B. N.)
1526. - Província de Minas Geraes &, ide.n. Ibi, 1874. J. G. Th. 0a. JC
X0°,532. (B. N.)
1527. - Província da Januaria &, idem. Rolszt gr. 1874. 0m,683x0m,514.
(B. N.)
1528. - Província de Santa Cruz &, idem. Ibi, 1875. J. G.Th. 0m,557
XO-,506. (B. N.)
1529. - Província do Piauhy &, idem. Ibi, A. P. de Siqueira. 1875.
0m,630x0m,446. (B. N.)

c) Chartas da costa:
1530. - Mappa da maior parte da costa, e sertão do Brazil. Extraído
do original do P. e Codeo. 0m,120x2ID,208.
Cópia auth. (cont.?), a aquarella.
Exp.: Arch. Milit.
1531.-Carta reduzida da parte meridional do Oceano Atlântico ou Occi-
dental des do Equador athé 3.° 8. 20 de latitude, dedicada a s. a. r. o
piúncipe regente nosso senhor por Jozé Fernandes Portugal. 1802. Lith, do
Arch. Militar. 1858. L. J. Giz. 0m,650x0m,810. (B. N.)
Com a charta particular da bahia de S. Marcos do Maranhão.
1532. - Steel'8 new and complet chart of the coast of Brazil, from Ma-
ranham to the Entrance of the River Plate, including the Harbour of Rio
Janeiro, the Bay of Ali Saints, S.' Salvador, Pernambuco, Rio Grande,
and the island of Fernando de Noronha: on an enlarçed scale. Compiled
and drawn from the actual Surveys made by order of the Government of
Portugal and Several Experienced Officers of the Royal Navy. London,
published by Steel and C." January õ1" 1814. 3 ff. de 0m'772x0m,583. (B.N.)
1533. - A New General Chart of the Coast of Brazil, from the River
Amazon to the River Plate; drawn from the Surveys made by order of
lhe Portuguese Government communicated by Vice-Admiral Sir Sidney
Smith, the late admirai Campbell; & José Patrício, Pilot, together with
those by Mess." Warner & Harris, Masters of the Royal Navy, Describing
the Tracks of H. M. S. Nereus, Peter Heywood, Esq.re Captain adjusted
to Numerous Astronomical Obsei-vations, by Joseph Foss Dessiou, Master,
of the Royal Navy. London. Published by W. Faden Avgust 12'" 1818.
Engraved by D. tiemcood. 2 ff. de 0o"610x0m,945. (B. N.)
10
146

1534. - (Cartes et plana des cotes da Brasil, par M. le B . " Roussin).


(B. N.)
Occorrem na obra—Le pilote du Brésil. «Pariu, 1826, foi.
1535. - General chart of tbe coasts of Brasil, &c. from the river Para
to Buenos-Ayres; with particular plans of the harbours. Constracted,
chiefly from the surveys of the baron Roussin and captain W." Hewett,
adjusted by the later observ. of captain Phillip Parker King, cap. Robert
Fitzroy, and other distinguished omcers of the BritishRoyal Navy. London
publ. by R. H. Laurie, 1838. With additions and corrections to the year
1853. Engr. by A. Findlay. 0°,965Xlm,951.
Exp.: Secret de Extrangeln».
1536.-Carte generale de 1'Ocean Atlantique Septentrional, dressée
d'après les Documents les plus récents par Robiquet Hydrographe. \Paris.
1855. Leclercq. gr. 0'°,675xlm.025. Ocean Atlantique Mériditmal (do mesmo
auctor). 0 n ,672xl n ,025. (B. N.)
1537. - Atlante delia Guida general per Ia navigazione delle coste set-
tentrionali ed orientali dell'America dei Sud dal Rio delia Plata ai Pará,
accompagnata dalle carte dcgli atterraggi e dalle piante baic, rade, porti,
ed entrate de principali fiumi navigabili dalle carte generali delia costa dei
Brasile tra Maranham ed il capo Nord delia Riviera dei Pará e de'suoi
ancoraggi...*raccolte... per Engenio Rodriguez. Napoli, 1857, Lith. Richter
e C. Napoli, in-fol. (B. N.)
1538. - Cartes des vents sur Ia cote est de 1'Amériquo du Sud, de
1'Amazone a Ia Plata. Par le contre-aniiral V.w de Chabannes. (Paris, Typ.
de F. Didot frères, 1861), in-fol. 53 ff.
Exp.: S. M. o Imperador.
1539. - Croquis des cotes du Brésil, indiquant les travaux bydrographi-
ques executes peadant... (1856-66), par M.' É. Mouchez, &. Impr. A. Bry.
(B. N.)
Em Mouchez... « Hydrogr. des cotes du Brésil. »
1540. - Cotes du Brésil, Rio de Ia Plata, republique du Paraguay. Car-
tes dressées d'après les travaux executes sur les avisos a vapeur le Bisson
(de 1856 a 1860), le D'Entrecasteaux (1861-1862) et le Lamotte-Piquet
(1863-1865), et completées par le Rio de Ia Plata et 1'embouchure de
l'Amazone a 1'aide des documents les plus récenls par M. Ernest Mouchez
&. Au JDépot des Cartes et plans de Ia Marine, 1864-70, in-fol. (B. N.).
1541. - Laurie's general chart of the coast of Brasil, &c. from the
river Para to Buenos-Ayres; with particular plans of the harbours. Cons-
tructel chiefly Irom the surveys of the baron Roussin and captain W.m He-
wett, ajusted by the later observations of captain Philipp Parker King, captain
Robert Fitzroy, and other distinguished omcers of the British Royal Navy.
London, publ. by Rich.' II. Laurie. 1872. Engr. by Alex.' Findlay. 0n,945X
lm,902.
Exp. * D. Antdnia li. de Carvalho.
1542. -Carta Redozida comprihendendo parte da Costa do Brazil e
Oceano meridional, em cj está citoada a derrota do Ryo de Janr.° athe a
Equinociál; feita a bordo da Nau Princeza da Beira auxiliando o Comboy,
comandado pello Chefe de Esquadra Fran.co de Paula Leite em 1798.
Oferecida ao Ill.m° e Ex.°>° SHr. D. Rodrigo de Souza Coutinho, por Bazilio
Ferr.m de Carv.° P. T. da A. R. 0»,416xOm,415.
Original.
Exp.: Arch. Militar.
1543. - Carta, q. no Felicíssimo Governo do 111."» e Ex.™" Sfir. Fernando
•da Costa de Atahide Teyve fes, seu mais humilde subdito João Bap." Mar-
147

t e l ; p a r a demonstrar a Costa ei corre daB Amazonas a t h é Cayêna dos Do-


mínios de França. 0 M ,326x0 m ,494.
O r i g i n a l , a aquarella. Com a planta da fortaleza de Oyapok.—Duas cópias:
uma sem data, outra de 1862.
Exp..: Arch. Mllit.
1544. - Carta plana da costa do Brazil que compreende entre as Sal-
linas e o Cabo do Norte e Ilhas adjacentes que corre para a Boca do Bio
das Amazonas e Eio do P a r á , 1793. 0-606X0 m ,792.
Originaea (2).—Uma cópia de 1875.
Exp : Arch. Mllit.
1545. - Carta reduzida d a p a r t e septentrional da costa do Brasil, desde
o E q u a d o r athe 18° 45' de Latitude, por Jozé Fernandes Portugal. E m
Pernambuco no Anno de 1803. 0 m ,513x0 m ,612.
Cópia de 1841.
Exp.: Arcli. Mllit.
1546. - Carta da Costa da Goiana Portugueza e Franceza desde o forto
de Macapá, athé Cayena, formada por ordem do Governador e Capitão
General do Estado do P a r á no anno do 1808. Lith. do Arch. Militar, 1841.
Ant.° Pinto de Siq.n 2 fls. de 0-,335 e 0 m ) 375x0° , ) 520. (B. N.)
154,7. - Blachford'8, N e w and improved Chart, of t h e Coast of Brazil
a n d Guyana, extending from the river Orinoco to Maranham, drawn from
t h e most recent authorities, 1823. London. Engraved by S. Stocldey. 0 m ,943x
l m ,275.
Exp.: D. Antonia K. de Carvnlho:
1548..-Carta geographica da P a r t e da Costa do norte que compre-
hende a foz do rio das Amazonas desde I o até 4o de latitude boreal. Lith.
do Arch. Militar gr. por L. J. Gonçalves em ISJfí. 0 n ',520x0 m ,355. (B. N . )
Occorre na « Rev. do Inst. Hist., I I I . »
1549. - Carte réduite de Ia coto scptentrionalo du Brésil. Partie com-
prise entre les atterrages de Maranham et le Cap N o r d ; lovée et dresséo
en 1844, par MM. T a r d y de Montravel... Dujardin..., L e Serree, Fleuriot
de Langle et Desmoulins...; publiée par ordre du roi... en 1846. Grave par
Ghassant. Ecrit par J. M. Haca. 0 m ,590x0 m ,884.
Exp.: Bibl. de Mariuha.
1550. - Plano do litoral desde o Amazonas até Cayenna segundo os
Mappas dos engenheiros J. Simões de Carvalho, J. J. Victorio da Costa,
P . Alexandrino de Souza, Mentelle, Poirson, T a r d y de Montravel, Carpen-
tier, e a Carta ha. pouco levantada pelo capitão tenente José da Costa
Azevedo. ( P o r Duarte da P o n t e Bibeiro, 1863.) Eio de Janeiro, Lith. de
Eensburg. 0 m ,590x0 m ,368.
Este Plano acha-so no Mappa geogr. de uma parte do Império, &. 1863.
Rensburg.
Exp.: Dr. L. da Ponte Ribeiro.
1551. - Plano da costa do Brazil desde o Cabo do Norte até o Mara-
nhão. 0 n ' ) 397x0 m .550.
O r i g i n a l , a traço de penna, sem titulo.
Exp.: Dr. L. da Ponte Ribeiro.
1552. - South America E a s t Coast sheet I l l . - C a b o do N o r t e to Mara-
n h a m the "Western Branch of B. Amazona à coast N o r t h of it, & Mara-
nham Bay, corrected from t h e French Charts of 1867-8 b y Cap." Mou-
chez. London, 1860. Engr. by J. & G. Walkcr. 0m, 426x0 m ,600.
Exp.: S. M. o Imperador.
1553 - A Nova Carta da Costa do norte do Brazil mostrando a entrada»
rumos e distancia do Bio do P a r a e Amazona. 1810. 0 m ,624x0 m ,768. (B. N.)
O r i g i n a l , a traço de penna.
Com a « Carta da entrada do rio do Pará com os Baixos adjacentes ».
148
1554.-Carta da costa da America Meridional desde Cayenna ato o rio
Caeté, indicando a derrota das canoas de Cayenna para Macapá em tempo
de verão o a derrota para os navios virem ao Macapá, depois do reconhe-
cidas as Salinas, o que devo ser nos mezes de junho, julho e agosto, nos
quaes os ventos suestes reinam nesta costa. Qm,33!íXQm,351-
C ó p i a de 1842, ti aquarella, sem titulo.
Exp.: S. Magestadt o Impera-.lor,
1555.-Carta geographica da parte da Costa do norte que comprehende-
a foz do Amazonas desde 1." ate 4.° de* latitude. Lith. do Arch. Militar. L.
J. G. 0»,221xOm,275.
Sem titulo.
Exp.: Arch. Milit.
1556. - Carta geographica da parte da costa do norte que comprohende
a foz do rio das Amazonas desde hum até quatro grãos de latitude bor-
reul. Lith. do Arch. Militar, 1842, L. J. Gonçalves. 0m,504x0ni,337.
Exp.: Dr. L. tia Punte Ribi'ii-0.
1557.-Esta deliniação comprehendida desde a Ponta dos Atins, até a
Ponta do Mosqueiro. pelo interior das Bahias, 4 hé copiada da Carta de
Mr. Grufel, Anno de 1769. As situaçoens das Sondas, Baixos, o extremi-
dades das Ilhas, são feitas pelas obsorvaçoens do Latitude, que fez José
Patrício do Souza, nas Digressocns da costa, até o Anno de 1797. 0m,567x
<)m,890.
C ó p i a auth. Com os planos da entrada oriental do Amazonas e da barra do
Pará.
Exp.: Secret. de Extrangciros.
1558. - Reconhecimento dos Baxos interior e exterior da Tejóca, e do
que denominão do S. João; com a curva de caminho que se fez porfóra
d'ellcs, na entrada para o Pará com o Comboio no fim do anno' 98. Execu-
tado por Ordem do... Gov.or do Pará D. Francisco de Sousa Coutinho, por
José Simoins de Carvalho Ten." Coronel Eng.° 1799. 0m,482x0,n,603.
Original.
Exp.: Secret. de Extrangeiros.
1559. - Carta da costa septcntrional do Brazil de Jericoára atho Pará
o huma deguerçam athe ao C. de Norte aprezentada á sociedade real ma-
rítima militar o hydrografiea deleniada por Jozé Patrício de Souza, pri-
meiro Official Pilloto da Armada Keal, Pratico do Maranhão e Pará. Anno
1799. Om,557XOm,909.
C ó p i a de 1829.
Anda junetamente: « Plano da entrada do rio Pará, Plnno do rio Pará, Plano
da barra, Plano da abra (sic), de Mâr.» m ou bahia de S. Marcos e Plano da barra
do Mar. , m »
Exp.: Arch. Milit.
1560. - Parte da costa septcntrional do Brazil, desde Jericoácoára, athe
ao Gram Pará. Por. J. P. S. {José Patrício de Sousa). 1801. Om,4Á7XOm,602.
O r i g i n a l . — U n i a c ó p i a a aquarella de 13G8.
Anda junetamente : « Entrada do ltio do Pará, Entrada da bahia de S. Mar-
cos e Parte da b.* de S. Marcos e barra do Mar.»"'. »
Exp.: Arch. Milit.
1561.-Plano hidrográfico da Costa entre a Bahia do Sol, e o Lugar
das Salinas, d'onde se recebe o Pratico da Tejóca; e a posição dos mesmos
Bachos. Levantado por José Simoins de Carv.° seg.° as Ordens do Il.mo e
Ex.™ Sfir. G.or e Cap.™ Gn.1 do Pará D. Francisco de Sousa Coutinho.
0"',382X0"',530.
O r i g i n a l , a aquarella.—Duas c ó p i a s de 1802 e 1870.
Kxp.: Arch. Milit.
149

1562. - Cai*ta Hidrográfica das entradas p a r a o Rio Amazonas no E s t a d o


<lo Grão Pará. Comprehende desde o L u g a r das Salinas, a Costa, co a po-
sição verdadeira do Bachos da Tejóca, que decorre athe o ancuradouro no
p o r t o do P a r á . Adjunto o Rio Capim a t h e sua v e r t e n t e ; e grande p a r t e
<io R. Mojú, Egarape-miri, que pega no R. Tucantins, constante caminho
do P a r á p a r a o Amazonas, por abrigado... L e v a n t a d a por ordem do Ill. mo
e : '. mo S.r G.°r e Cap.°° G. n " D. Francisco de Sousa Coutinho. P o r José
Siir-vins de Carvalho. 0"»,872xl°',65.
O r i g i n a l , com a assign. autogr. do auctor, a aquarella.
O dr. L. da Ponte Ribeiro possue duas cópias, de 1852 e 1872.
Exp.: Arcb. Millt.
1563. - Mappa da costa desde as Salinas até a cidade do P a r á . 0-»,520
ü-,730.
O r i g i n a l . Sem titulo.
Exp.: Arch. Milit.
1 5 6 4 . - A new c h a r t of the N o r t h Coast of Brazil, from Maranham t o
i^ará, with a sketch of the River Amazon, drawn from a late portuguese
survey with additions, by J. W. Norie. Stephenson engr. A new edition, 1828.
London. 0 m ,619x0 m ,770.
Exp.: D. Antonia R. de Carvalho.
1565. - Carte des cotes septentrionalcs du Brésil, depuis Maranham jus-
qu'à Pembouchure de Ia rivière des Amazones, dressée d'après les mate-
r i a u x les plus récents p a r M. Daussy, 18-42. Grave par Jacobs. Ecrit par J.
M. Jfacq. 0 m ,561x0 m ,849.
Exp.: D. Antonia li. de Carvalho.
1566. - Mappa geographico de parto da costa da província do Pará.
1849, 0 m ,480x0 m ,330. (B. N . )
Cópia, ft aquarella.
1 5 6 7 . - P l a n t a da Costa comprehendida entre a ponta d'Atalaya e o rio
Irindeua no Districto das Salinas, levantada pelo Capitão d'Engenheiros
Christiano Pereira d'Azeredo Coutinho cm Maio de 1849. 0 m ,399x0 m ,C71.
Cópia de 1849. Aquarella.
Exp.: Arch. Milit.
1 5 6 8 . - C o a s t of Brazil betwcen Maranham and Cape Frio. London,pu'
blished by James Imray and Son, 1866. 0" , ,9G5xl" , ,849.
Com as plantas de varias buhias, portos &, comprchendidos do Maranhão ao
Eio de Janeiro.
Exp.: Dr. L. da FoDte Hihciro.
1 5 6 9 . - B r a z i l . Maranham to Pernambuco. Maranham to R. Mossoro by
•Capt." E. Mouchez... 1867. IV Mossoro to Pernambuco by M. A. Vital de
Oliveira... 1857-9. London, 1872. J. & C. Walker seulp.1 0™,621xOm,968.
Exp.: S. M. o Imperador.
1 5 7 0 . - P l a n o da costa do Brazil desde o Seara athe a Ilha de Sam
Joam, deleniado por José Patrício d'Souza segundo as degreçoens de suas
Viagn." e pelas informações d'milhores Práticos, 1790. 0 m ,465X0'",690.
O r i g i n a l , e duas cópias, uma sem data, outra de 1870.
Exp.: Arch. Milit..
1 5 7 1 . - C h a r t s of t h e Northern Coast of Brasil, from Seara to tho
Island of S.n João, or S.' John, including the bay of Maranham, &c. Ajus-
ted from chronometric observations and a survey by capt." W.™ Hewett.
Publ. 1822, by B. H. Laurie. London. Engr. by A. Findlay. O-.õgõxO-^lO.
Exp.: D. Autouia K. de Carvalho-
150

1572.-Plano da Costa do Brazil; desde o Suhipe a thê a Ilha de"


s. João. o^oxo-seeo. (B. N.)
O r i g i n a l sem nome do auctor, nem data.
1573. - Mappa da Costa do Brazil des-de Acaracú athé a lha de
S. João. 0"',390xOm,525. (B. JSL)
O r i g i n a l sem data, nem nome de auctor.
1574. -Mappa da Costa do Brazil que contêm desde o Eio Mondahú
athê a Ilha de S. João. Feito e deliniado por Joze da Trindade nas Viagens
ao Maranhão cm 1784 a 178C. 0m,517x0"',732.
Original.
Exp.: Secret. de Extrnngciroa
1575.-Novo e exacto plano da costa do Brazil desde o fim d'Lançois
Grandes, athó. a Ilha de Sam João delcniado por Jozé Patrício d'Souza.
1790. 0m,717x0,",496.
O r i g i n a l . Com o « Plano geométrico da barra (do Maranhão).
Exp.: Arch. Milit.

1576.-Mapa da Costa dó Maranhão, do Eio Mirim, até a Ilha do


S. João, Offerccido ao 111."'» e Ex."" S.r D. Diogo de Souza, Fidalgo da Caza
de S. Mag.c F. e do seu Conselho, Coronel di Seus Exércitos, S.°' c Cap.m
Gcn.al do ""Estado do Mar.m Pelo Cap>m Ant.° Joaq.'" Sim.cs da Veiga
segundo suas observações, c Sondas dos mais experientes Práticos desta
Costa, 1798. 0",,54ãx0'",413.
O r i g i n a l . Aquarclla.
Exp.: Dr. Luiz da Ponte Ribeiro.
1577. - Mappa da Costa do Maranhão do fim dos lançoes grandes thó
á Ilha de São João Offerccido a... D. Francisco de Mello Manoel da Câ-
mara... por An.l° Joaq.™ da Veiga... 180G. 0,U,S02X0"',523.
O r i g i n a l . Aquarclla. Com o M a p p a d a B u r r a do Maranhão.
Exp. : l)r. L. da routc llibeiro.
1578. - Mapa da parte da costa do Maranhão desde os Mangues Verdes
ate S. Marcos, ou entrada do porto que em 1312 levantou A. B. P. do Lago
Coronel do li. C. d'Engenhciros. 0,",470xl'",232.
C ó p i a de 1822. Aquarclla.
Exp.: Arch. Milit.
1579. - Mapa de parte da costa do Maranhão desde os mangues verdes
ate S. Marcos ou entrada do porto que cm 1S20 levantou Antônio Bcrnar-
dino Pereira do Lago, coronel do Eeal Corpo do Engenheiros. Dezenhado
por J. C. G-uillobel P.™ Tcn."> do B, C. de Engenheiros. 0m.700xlm,230.
O r i g i n a l ? Aquarclla; escala de C000 braças.
Outro exemplar também o r i g i n a l ? — U m a c ó p i a do 1831.
Exp.: Arch. Milit.
1580.-Carta da costa da província do Maranhão, levantada por obser-
vações astronômicas e trigonometricas, acompanhada de um Eoteiro e des-
cripção hydrographica da mesma costa, Por Antônio Bernardino Pereira
do Lago. Londres, 1S21, in-4" gr. do 21 pp. (B. N.)
Indic. por InnOccncio da Silva, Dicc. t. I e V I I I .
1581. -Descrpção (sic) do verdadeiro descobrimento e nova conquista
do Eio de laguaribe, Serras de Ariama, muibuapaba, e ponaré, e costas
do maranhão, que fez o capitão mor pero coelho de Sousa, de Ordem de
dioguo botelho Governador e capitão Geral do estado do Brasil desdo
151

Anno de 1603 té o de 1608. Com todos seus portos. Barras Serras, e Eios.
Cõ. suas naçensas. 0°',570x0m,395.
C ó p i a moderna (1874), a aquarclla, de um dos Mappas da Razão de Estado
(sç. X V I I ) .
Exp.: Dr. Fernando Mendes de Almeida.
1582. - Mapa da costa desde o Cabo de S. Eoque tbe o Seara. Feito
por Francisco de P^ula Leitão. Anno de 1818. 0m,2õ0x0m,366. (B. N.)
Original.
1583. - Cartas da Costa do Brazil entre o rio Mossoró e o de S. Fran-
cisco do Norte levantadas por ordem do Governo Imperial sob a adminis-
tração do Conselheiro José Maria da Silva Paranhos. Ministro e Secretario
de Estado dos Negócios da Marinha nos annos de 1857 a 1859 por M. A.
Vital de Oliveira, 1." tenente da armada, official da Imperial Ordem da
Eosa, cavalleiro da de Cbristo e Commandante do Hiate Parahibano, man-
dadas publicar pelo Snr. Conselheiro Chefe de Esquadra Joaquim José
Ignacio, Ministro e Secretario d'Estado dos Negócios da Marinha. Rio de
Janeiro. 1862. Lithographia de Eduardo Rensburg. 5 ft'. de 0m,620x0"',fll3.
(B. N.)
l. a folha — Do rio Mossoró á ponta do Reducto (Rio Grande do Norte).
2." folha — Da ponta do Reducto á Bahia Fi.rmosu (Rio Grande do Norte).
3." folha — Da Bahia-Formosa á ponta do Leitão (Pnrahiba do Norte).
4. a folha — Da ponta do Leitão á da Estância (Pernambuco).
5." folha — Da ponta da Estância ao rio S. Francisco (Alagoas).
1584. - A now chart of the Coast of Brazil from the Banks of S.1 Eoque
to the Island of S.' Sebastian; with the Islands and soundings in the Offing:
from the Portuguese and Dutch LVaughts, and tho Journals of the British
Navigators. London: publislied by Laurie & Wkittle 12-JIay-1794. Em 1 fl.
de 0^,887 X0'",5G7 (B. N.)
1585. - Plano das Eocas feito no Vapor de S. M. B. Sharspshootcr em
6 de Março de 185(5. ... Coordenado por Leitão, Desenhado por Ferreira,
traduzido por E. M. de M. e Valle. Lith. do Arch. Militar. M. J. 31. Ro-
cha. O^SSOxO^USS. (U. N.)
1586. - Carta reduzida das Eocas levantada porM. A. Vital de Oliveira.
Agosto de 1S5S. Lith. do Arch. Jlilitar. Álvaro Maria da <S." Moiz gr.
0™,433x0m,647. (B. N.)
1587. - Brazil. Pernambuco to Victoria. Chiefly from snrveys by cap.
E. Mouchcz .... 1861. From Pernambuco to Eio San T incise-o by ... A.
Vital do Oliveira ... 1857, 59, With itional soundings b- "~m. r Fitzroy ....
1832, cant." Beethey .... 183G. k other ofticers .... London, 1872. J. <£• C.
Walker seulp. 0"',975xO'",59S.
Exp.: S. M. o Imperador.
1588. - Harbours of Brasil. The Eoad and Ilarbour of Pernambuco as
survcyed by Lieut. Ilewett. Bahia or St. Salvador, from a Portuguese
Chart. Eio de Janeiro. Entrance of Eio de Janeiro, as surveyed by Lieut.
Ilewett. To Sir Eduard Tucker K. C. B. late Captain of II. M. Ship In-
constant the Surveys of Pernambuco & are most respectfully presented by
His obedient and very humble Servant AVilliam Ilewett, Lieut. Eoyal
Navy. Published, dec.r l.st 1811, by J. A. Whittle and Rich.11 Holmcs Laurie.
London. 0m,900x0n,,590, com 4 plantas. (B. N.)
1589. - Carta da costa do Brazil entre os parallelos 15° e 1G°, pelo
1." tenente da armada M. Ernesto de Sousa França. (B. N.)
No «Relatório» da prov. da Bahia pelo presid. M. P . de S. Dantas, 1806.
152

1590. - Mapa entre o Eio do Frade e Mucury copiado das Cartas in-
glezas, mas correcto e augmentado sobre tudo nas Ilhas, Bancos, Canaes,
Coroas, Pedras e Recifes, pelo 1.° tenente I. J. da Fonceca, Commandante
do Patacho Thereza, 1857. Lith. do Arch. Militar. A. M. S. Boiz.
O m ,400x0-,610. (B. N.)
1591. - Mappa da Costa da Bahia desde o Rio Doce até o rio Taquary.
0 m ,455x2' n ,145.
O r i g i n a l , a traço de penna. Escala de 10 legias.
Exp.: Arch. Militar.
1592. - Carte des recifs Abrolhos (Brésil) et de Ia Cote adjacente com-
prise entre San Mateo et les Itacolomis, levée p a r M. E. Mouchez ... et
M.r I. da Fonceca ... Aout et Septembro 1861. 0 m 969x0»,615.
O r i g i n a l , com a assign. autogr. de Mouchez.
Exp.: S. M. o Imperador.
1593. - Carta reduzida da parte meridional da costa do Brasil desde
18 athe 38 Gráos de Latitude por Joze Fernandes Portugal. E m Pernam-
buco no anno de 1803. O - . e i õ x O - ^ l .
Cópia de 1836.
Exp.: Arch. Militar.
1594. - Mapa Geographico que mostra hiia grande p a r t e da Costa do
Brasil contada da Latitude Meridional de 19 até os 37 grãos na confron-
tação do Cabo de Santo Antônio no Rio da P r a t a comprehendendo j u n t a -
mente hüa grande porção de terreno que deste ponto discorre a Oeste,
pelo interior e voltando ao Norte de 11 grãos Austraes. Copiado na Cidade
do Rio de Janeiro em Abril de 1807 por Francisco Manoel da Silva e
Mello ... 0 ra ,878x0 m ,702.
Cópia de 1873.
Exp.: Arch. Militar.
1595. - Planta topographica da costa do Brazil desde a Lagoa Feia
até á Ilha de Itacolomy com os terrenos adjacentes. Feito por Francisco
Antônio Ciera com a direcção de seu Pai. 0" , ,385Xl m ,185-
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
1596. - Carta plana de parte da Costa do IBrazil desde as Ilhas de
S.'* Anna até a ponta de Taipú na emtrada do Rio de Janr." Por Jacinto
J o z e Paganino, anno de 1784. (Grav.) 0™,221x0»>,410. (B. X.)
Com o «Plano do Porto de Permimbuco por J. J. P. 1784.
Em Pagíinino—«Roteiro do Brazil».
1597. - Carta reduzida da Costa do Brazil, que contem das Ilhas de
Santa Anna athé á Ponta de Joatinga novam.1* reformada e oferecida a
Academia Regia das Sciencias. Observações feitas pelos Astrônomos Portu-
guezes de Latitude e Longitude, observadas pelos Navegantes. P o r Simão
Antônio da Roza Pinheiro feita no Rio de Jan.° anno de 1792. M. Faria
fec. O - ^ x O ^ õ O e . (B. N.)
1598. - Plano da costa do Brazil desde Cabo Frio até a ilha de Sancta
Catharina. 0 m ,432x0 ra ,340.
O r i g i n a l , a aquarella, sem titulo.
Exp.: Dr. L. du Ponte Ribeiro.
1599. - Carta da costa do Brazil desde a Ilha Raza a Ilha G r a n d e ,
comprehendendo a bahia de Sepetyba. 1875. 0"',623x0 m ) 835.
O r i g i n a l , a aquarella. Sem titulo.
Exp*: S. M. o Imperador.
Í JÜ. - Plano da Ilha Grande e p. t e da Costa do Brazil da Barreta da
153

Tojoca até a Ilha doa Porcos, por Jacinto Joze Paganino, anno de 1784.
(Girai;.) 0'»,181x0°',414. (B. N.)
E m P a g a n i n o — « R o t e i r o do B r a z i l » .
1601. - Carta Plana de Parte da Costa do Brazil da Ilha dos Porcos
a B.a de Santos. (Grav.) Õ-,121x0-»,95. (B. N.)
E m P a g a n i n o — « R o t e i r o do B r a z i l » .
1602. - Mappas da Costa da America meridional desde o Eio de Janeiro
ate o Eio da Prata, levantados nos annos de 1819 a 1821 pelo major F. P.
A.. Moreira. 14 ff, mcd. a maior 0°>,248x0°>,402.
C ó p i a s a u t h . d e 1866, a a q u a r e l l a .
H a o u t r a s cópias e m p o d e r d o s n r . d r . L . d a P o n t e R i b e i r o .
Exp.: Secrct. de Extrangeiros.
1603. - Curta Hj*drographka da Costa da Província de São Paulo.
Pelo Major Engenheiro F. P. A. Moreira, em 1820. O - ^ l X O - " ^ .
C ó p i a auth., a aquarella.
Exp.: Secret. de Extrangeiros.
1604. - Mappa da costa do Brazil, desde Cananéa ate o rio Traman-
day, comprehcndundo terrenos braziloiros e hespanhoes. 0m,359x0lu,820.
O r i g i n a l ? Sem titulo.
Exp.: Arch. Mil.
1005. - Carta da costa do Brazil, desde a barra do rio Guaratuba até
á Laguna. Im,403x0,u,24õ.
C ó p i a de 1865, a a q u a r e l l a .
Exp.: Secrct. de Extrangeiros.
1606. - Planno Hidrographico da Costa desde o Estreito de S.u Catha-
rina the a Villa da Guaratuba feito por distancias e Rumos arbitrários.
0"',353x0,",927.
O r i g i n a l . E s c a l a de G l é g u a s . — U m a c ó p i a do 1873.
Exp. Arch. Mil.
1607. - Plano da Costa desde o Estrej-to da Ilha de Santa Catharina
the a Villa da Guaratuba, feito por rumos o distancias arbitrarias com
ordem do 111.'"" c Ex.'"° Sn.' Antônio Cavllos Furtado de Mendonça, Gen."
do Departamento da mesma Ilha por Manoel Vieyra Leão Sargento Major
de Infantaria, e Governador da Fortaleza da Praya Vermelha. 0™,354x0"»,935.
C ó p i a de F r a n c i s c o J o ã o Roscio, a a q u a r e l l a . E x i s t e o u t r a c ó p i a , porém mo-
d e r n a , n o A r c l i i v o .Militar.
Exp.: ]>r. L. ila 1'oute Itiheiro.
1608. - Mappa da Costa do Brasil, desde S.'" Catarina até ao Eio
Grande. 0,"'755x0°,511.
O r i g i n a l ? , a aquarella.
Exp.: Arch. Mil.
1609. - Planta da costa do Brazil desde a cidade do Rio Grande do
Sul ate a ilha do Arvoredo em Saneta Catharina. 0°',437x3°',189.
O r i g i n a l , a aquarella. P a r e c e ser t r a b a l h o d e J o s é C u s t o d i o do Sá e F a r i a .
Sem titulo.
Exp.: Arch. Mil.
1610. - Mapa geographico que comprehende toda a Costa d corre desde
a Ilha de S." Caterina té o Cabo de S.u Maria e desto ato Montevidiocon
todo o Caminho q p. r terra acompanha e o <j vai ao Rio Pardo e Jaquy;
Ryo Grande 13 de Mayo do 1806. O-^OlXO-.eO?.
O r i g i n a l . A aquarella.
Exp.: Secret- de Extrangeiros.
1611. - Demonstração geographica da Costa, e terreno adjacente que
•corre desde a Ilha de S. Catharina, the o Cabo de S. Antônio no Rio da
154

Prata, e a configuração deste Eio the as confluencias do Eio Paraná, ©


Uruguay. 0m,322x0m,695.
C ó p i a de 1857, a aquarella.
Ezp.: Arcli. MU.
1612. - Carta esférica de Ias Costas de Ia America Meridional desde ei
Paralelo de 36° 30' de Latitud S. hasta ei Cabo de Hornos Levantada de
orden dei Eey en 1789, 90, 94 y 95 por vários Oficiales de su E.1 Armada
presentada a S. M. por mano dei Ex."10 Sr. D." Juan de Langara, Secreta-
rio de Estado y dei Despacho Universal de Marina Afio de 1798. (Deposito
Hidrográfico). F. Bauzá fecit. Ferd. Selma. 1 folha de 0m,957X0'°,605. Não
color.0 (B. N.).
d) C b a r t a s d e r i o s (por ordem alphabctica):
1613. - Le Perou et le cours de Ia riviere Amazone, depuis ses sources
jusques a Ia mer. Tires de divers autheurs et de diverses Eelations. Par
N. Sanson d'Abbeville. Paris, chez Pierre Mariette. 1656. Johannes Somer
Pmthenus seulp. 0m,405x0m,549. (B. N.).
Em Sanson d'Abbeville - « Cartes góncrales de toutes les parties du monde. »
Paris, 10ã8, in-fol.
1614. - Descripção dos rios. Pará, e Maranhão. 0-,530x0,m750. (Es-
cala de F0 léguas.) (B. N.)
O r i L. C i i a 1. É uma planta hydrographica dos rios das costas do Pará, incluindo
as entradas do Amazonas ; sobre bom pcrgiiminho, a cores e a ouro. Sem nome
de aucior, nem data; mas parece ser do começo do XV11I século.
1615. - A Map of the courso of the Maragnon, or great river of Ama-
zons... Dniwn in 1743 and 1744... by Mons.'' De La Condamine... (Grav.)
0,m165x<V*442' (B. N.).
Km La Condamine, « A suecinet abridgmcnt of a voyagc... of South America. »
London, '1747, in-8." gr.
1616. - Mappa hydrografico de parto dos rios das Amazonas e Negro.
Levantado pelos Officiaes Engenheiros. Sebastião Jozé, João Schwebel, Fe-
lipe Stunn, Adam Leopoldo de Breuning, e ractificado pelas observaçoens
Astronômicas do Padre Ignacio Soniartoni. 0m,408xl,'"860.
O r i g i n a l ? , a aquarella.
K\p.: Arch. Militar.
1617. - Mappa treographico dos Eios por onde navegou o 111."10 c Ex.mo
Sür. Francisco Xavier de Mendonça Furtado, ganindo da cidade do Pará
para o Arraial do Eio-Negro no dia dons de Outubro de 1754, com a
oxacta delineação da maior parte do Eio das Amazonas, e Eio Negro por
onde o mesmo Senhor continuou a viagem até a Aldòa de Mariuá; notando-
so também a entrada dos mais Eios, que vem communicar, ou contundir
as suas águas com os antecedentes, juntamente as Estações, ou logares de
repouso com o signal de uma entrelinha. Executado pela direcção, c dili-
gencia dos Engenheiros da Expedição, o Sarg.to-mor Sebastião Jozé, o Cap.lu
João André Schwebcl, o Ajiut.c Phelippc Sturm, c o Ajud.c Adam Leopoldo
de Breuning, e ratificado pelas observações astronômicas do P.° Ignacio
Semartoni. <>',444X2"',6S9.
C ó p i a do 1802, a aquarella.
Kxp.: Arch. Militiu*.
161S. - Mappa gcographico do rio das Amazonas, e do rio Negro.
MDCCLVI. 0"',382x"0,o,920.
O r i g i n a l , a aquarella. Escala de 40 léguas. *• Trcz cópias de 18-38, 1870 e 1871.
A Uibliotheca Nacional possuo uma cópia feita por I. J. M. de Carvalho, com o
titulo: « Mappa hydrographico dos rios, &. »
E.\p.: Arch. Militar.
155

1619. - Mapa geográfico do rio das Amazonas Oferecido ao Ill. mo e Ex.™*


Sflr. M..el Bernardo de Melo, e Castro, Capp." m Gen.*1, e Gouv. or do Estado
do Maranhão, &c. &c. M D C C L V I I I . 0, m 382xO m ,914.
O r i g i n a l , a aquarella. Escala de 40 léguas. — Uma cópia de 1853.
E x p . : .Arch. Militar.

1620. - Guyane Portugaise et partie du cours de Ia riviere des Amazo-


nes. (Grav.) 0,°'201xO m ,451. (B. N.).
Em Bellin — « Atlas maritime » 1764, tom. II, n.° 46;
1621. - Mappa geográfico do Eio das Amazonas thé onde conserva este
nome, e toma o de Eio chamado dos Solimoens pellas Naçoehs q nelle
a b i t ã o ; juntam. t ó com a gr.*0 p. w do Kio Negro the a caxoeira g.de, compre-
hendcndo-se neste vitimo, as Missoêns q. admenistrão os P . P . Carmelitanos.
Anno 1779. 0 m ,301xl m ,325.
O r i g i n a l . A traço de penna.— Duas cópias a aquarella, uma sem data, outra
de 1802.
E x p . : Arch. Militar.
1622. - Plano, que comprehende a distancia, entre S. Francisco Xavier
da Tabatinga e a boca do Byo J a v a i y , Situada cm 4 grãos, o 1 7 ' / , de
Latitude Meridional, e na Longitude 71 gr. os e 53 '/« ao Occidente do Meri-
diano de Paris, com p a r t e do mesmo Kyo té o lugar onde o naveguei.
Expõem juntamente a distancia entro a fos do dito Rio, o o Marco do
Limites, collocado na margem Austral, quasi na direcção d'Ocs Noroeste,
a Leste na boca do Javari. Contem também este Mapa a Ilha de J a v a i y ,
Arosseiro, Taxi, c parte d'Aramaça, Ilhas té o presente não lançadas em
Cartas. S. Francisco Xavier de Tabatinga X X I V de Julho de M D C C L X X X I .
Eusebio Antônio de Ribeiros, Sargento Mor Engenheiro. 0 n, ,4õ0x0°',763.
(B. N.).
O r i g i n a l , a aqunrella. — Uma cópia de 18G0 (Arch. Militar).
1G23. - Plano que representa a figura d'uma p a r t e do líio Solimocs
comprehendida entre S. Francisco Xavier da Tabatinga e o Rio Uaupa-
ranii... Mostra os Rios que tem os seus desagoadoiros tanto na margem
Scptentrional como na Meridional e os Lugares onde erigidos foram os
Marcos de Limites com todas aquellas Ilhas, que na perigosa Navegaçam
deste caudaloso líio so descobriram as quais vam situadas no seu respectivo
lugar cujas denominações foram dadas pelos índios práticos do Pays. Eri-
gio, e delineou Eusebio Antônio do Ribeiros Sargento Mor Engenheiro.
Antigo Tapi ou Tefé. 0 m ,4 5 9Xl m ,500.
Original, a aquarella.
K x p . : S(!Crct. ile Extrangeiros.
1624. - Delineaçam de hiia parte do rio Solimões situada entro o des-
agoadoiro do Uiityparaná e a fos do líio Tefé. Erigiu e delineou Eusebio
Antônio de Ribeiros, Sargento Mor Engenheiro. Antigo Tapj- ou Tefé V I I
de Desembro de M D C C L X X X I I . 0 m ,60'2xl ra ,430.
O r i g i n a l , a aquarella.
Kxp.: Secrct. do Extrangciros.
1625. - Maragnonii sive Amazonum Fluminis T e r r a r u m in Orbe Maximi,
quoad Hispânica) Potestati subest, cursus cum Fluviis et Regionibus finiti-
mis utilitati publica; probatissimis e JDocumentis aceuratius novíssimo
descriptus a quodam per eas províncias olim S. I. Missionário; delineatus
a P e t r o Parcar, 1780. Curante C. T. de Murr. 1785. / . Kellner se. Norimb.
0-,463x0°,546. (B. N.).
Em Murr. — « Eeisen in Amerika. » Nürnberg, 1785, in-8.0-
1626. - Collecção de Cartas do Rio das Amazonas desde a foz do R.
Tapajós ate a foz do R. Negro em grande escalla, com os fundos, baixos
156

« notas para a navegação do Alto b o r d o ; mandadas pelo III."'0 e Ex.°>° S. r


Cap.""" G.™1 do P a r á D. Francisco de Souza Coutinho; levantadas sobre o
Loch e a agulha magnética, e corrigidas sobre observaçoens de longitude,
latitude, c declinação da agulha pelo D. r em Mathematica, e Sargento Mor
Engenheiro José Joaquim Victorio d a Costa. 1797. 8 folhas. 0">,576x0°'i901
cada uma mais ou menos.
O r i g i n a l . A traço de penna. (Secret. de Extrangciros). — Uma cópia a aqua-
rclla feita no Keal Jardim Botânico de Lisboa por Manuel Tavares da Fonseca. —
Mais duas cópias, uma sem data e outra de 1861.- (Arch. Militar).
1627. - Mappa da entrada p a r a o Eio Amazonas, com a posição da
costa Boreal, da I. grande do Joanes, a costa de Macapá a foz do E. Ara-
g u a r y ; e a continuação da Costa de Araguari athé o É. Calcuêni compre-
hendendo o mesmo B. Calcuêni, Maiacaré e Carapapori athé suas cabecei-
ras com a continuação dos Lagos que desde Amapá e Maiacaré e Carapapori
continuão interiormente athé sahir no B. Araguari segundo os exames que
fis no anno de 1798. J u n t o está o E. Araguari segundo o exame que delle
fez o Tenente Cor.el Pedro Alexandrino. Ü™,390x0"",530. (B. K ) .
O r i g i n a l . A traço de penna sobre papel vegetal. Escala de 5 legoas. Ha quatro
cópias a aquarella no Arch. Militar.
1628. - Idéa Graphica grosseira de hua parte do Amazonas p." intelli-
gencia da Carta de (alias-á) S. Ex.* de 25 de Março de 1799. (Pelo sar-
gento-mor engenheiro José Joaquim Victorio da Costa.) O^éOÒxO^SO.
(£. N.).
A traço de penna da própria mão do auetor.
1629. - Porção do rio Solimoens entre Auati-parana e E g a correcta
sobre as Longitudes e Latitudes por Jozó Joaquim Victorio da Costa.
0"',562xl™,459.'
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.

1630. - I I Cartas do canal boreal do rio das Amazonas desde a b a r r a


boreal de Bailique até á praça de Macapá; mandadas pelo ill.m° e ex.»" s.r
cap.""" gc."" do P a r á d. Francisco de Souza Coutinho; levantadas sobro
triângulos apertando o canal traçados e medidos pello D.' em Mathematica,
o Tenente-Coronel José Joaquim Victorio da Costa. 1800. 2 folhas. 0m,878
Xl»' ) 7S2 e 0-,8G2xl m ,786.
Original. — Uma cópia de 18... — As mesmas cartas reduzidas. 1 folha
Om,G99XO,mõ6(3. Cópia.—Mais quatro cópias, uma sem data e as outras de 1855
18Ü2 e 1870.
Kxp.: Arch. Militar.
1631. - B a r r a Austral do Amazonas e seus canaes ate o seu concurso
em frente de Chaves levantada pelo Cap.™ de F r a g a t a Joze Joaq.™ Vit.° da
•Costa sobre hua serio de triângulos encadeados sobre duas bazes medidas.
E m 1801. 0-,491X0'",902.
Original. Escala de 1 légua ou 3 milhas. — Uma cópia de 1872 a aquarella.
Kxp.: Arch. Militar.
1632. - Mappa hydrografico da parte da America compreendida entre
8o de Lat.° Norte, e 12° Sul, e entre 295°, e 331° de Long. e 0 m ,326x0 m ,584.
Cópias (3).
Exp.: Arch. Militar.
1633. - Mapa que mostra o confluente dos Eios Negro, e Solimões, e a
direcçam, que toma o Amazonas. Erigio e delineou Eusebio Antônio de
Eibeiros, Sargento Mor Engenheiro. 0™,343x0 m ,520.
O r i g i n a l , a aquarella. —Uma cópia sem data.
Exp.: Arch. Militar.
157

1634. - Karte vom Amazonen Strome, zur Reisebeschreibung von D.'


von Spíx und D.' von Martius. Entworfen von C. v. Martins und Oberli-
eut. Schwarzmann. 1831. Mayr se. 0"°,379x0m,654. (B. N.).
Em Spix und Martius — « Reisein Brasilien », München, ,1828-31, 3 tom. in-4»
gr. — No tomo 111.
1635. - Mappa hydrographico dos rios das costas do Pará e Maranhão,
desde o rio Calsuene até o Turi-asú, comprehendendo todo o rio Amazonas
e o Tocantins. 0m,979xlm,587 em 4 folhas. (B. N.).
O r i g i n a l ? A aquarella, sem nome de auetor, nem data, nem titulo. Escala de
20 léguas.
1636. - Carta do rio Amazonas e seus amuentes e terrenos adjacentes.
0m,302x0-»,476.
Cópia de 1841, a aquarella. Sem titulo.
Exp.: S. M. o Imperador.
1637. - Cai^te réduite du cours do 1'Amazone depuis ses embouchures
jusqu'à Óbidos; levée et dressée en 1844 par MM. Tardy de Montravel.....
Dujardin... Le Serree et Fleuriot de Langle... Desmoulins... 1846. Grave
par Jacobs. Ecrit par J. M. Hacq. 0m,605x0m,901.
Exp.: Bibl. de Marinha.
1638. - Carte particulière du cours de l'Amazone depuis l'Ile Acaraassu
jusqu'à Óbidos, comprenant le cours du Tapajoz depuis. Curi jusqu'à son
embouchure levée et dressée en 1844, par MM. Tardy de JVIontravel...
Dujardin... Fleuriot de Langle... et Desmoulins. 1846. Grave par Jacobs.
Ecrit par J. ilf. Hacq. O-.eOSxO^OO.
Com o « Plan du mouillage de Santarém (au conflient du Tapajoz et de 1'A-
mazone) leve et dressé en 1843 par Desmoulins. »
Exp.: Bibl. de Marinha.
1639. - Carte particulière du cours de l'Amazone depuis le Cap Magoari
jusqu'à Macapá, au Nord, et depuis 1'entréo du Pará jusqu'à Breves au
Sud de l'Ile Marajó; levée et dressée en 1844 par MM. Tardy de Montra-
vel... Dujardin... Le Serree et Fleuriot de Langle... Desmoulins. 1846. Grave
par Jacobs. Ecrit par J. M. Hacq. 0m,663x0m,901.
Com o <« Plan partic. du cours de Ia rividre Guama, depuis S." Domingo jus~
qu'au Pará, leve et dressé en 1843 par Desmoulins. »
Exp.: Bibl. de Marinha.
1640. - Carte particulière du cours de l'Amazone depuis Macapá jusqu'à
ViHa Prainha et des Fouros dos Breves, levée et dressée en 1844, par
MM. Tardy de Montravel... Dujardin... Fleuriot de Langle... Desmoulins.
1846. Grave par Jacobs. Ecrit par J. M. Hacq. Qm$%QxOm$Qi-
Com o IÍ Plan du mouillage de Macapá leve et dressé en 1843 par Desmoulins. »•
Exp.: Bibl. de Marinha.
1641. - Esboço do Mappa do Solimões e Maranon até Nauta, cons-
truído e rectificado segundo as noções existentes e as próprias observações
pelo abaixo assignado enviado em commissão a bordo do vapor Marajó na
occasião da 1." navegação e commorcio do Amazonas, pelo Ex.m° Prez. 0 da
Prov.* o S.r Herculano Ferreira Penna, Senador do Império &. em Setembro
e Outubro de 1853. Cidade da Barra do Rio Negro 17 de Novembro de
1858. C.e Florestan de Rozwadowski, Major do Est.° m.or em Commissão
d'Engenheiros na Província do Alto Amazonas. I m ,600x350. (B. N.).
Cópia. Sem escala. Ha uma cópia de 1854 no Arch. Militar, e ainda a mesma
charta reduzida pelo major J. M. da Silva. 0m,265X0mi750.
1642. - Planta da parte mais estreita dó rio Amazonas em Óbidos. 1853.
M. P. Sales fecit. 0o,401x0m,577.
O r i g i n a l . -Cinco cópias, quatro de 1854 e uma de 1873.
Exp.: Arch. Mil.
158

1643. - M a p of t h e r i v e r s H u a l l a c a , U c a y a l i & A m a z o n from t h e obscr-


v a t i o n s of L . I l e r n d o n . U . S. N . 0 m , 6 9 2 x l m , 5 1 9 . ( B . N . )
E m Herndon & Gibhon. -« Explorations» &. 1853. Ha trez c ó p i a s de 1855,
1862 o 1874 no Arch. Militar.
1644. - M a p p a h i d r o g r á f i c o d o R i o A m a z o n a s . 0 m , 5 1 1 x l n , , 1 4 0 .
O r i g i n a l ? - U m a c ó p i a a aquarella, de 1875.
Exp.: Arch. Mil.
1 6 4 5 . - M a p p a da porção do rio Solimocns compreendida entre Vaati-
paraná, c Ega. 0m,540xl",,442.
C ó p i a , a aquarclla.
Exp.: Arch. Mil.
1646. - P l a n t a d a p a i ' t c d o r i o A m a z o n a s c T a p a j ó s , d e s d e o F u r o U t u t i
a t é a ilha Maracá-uassú. Om,263xO°,413.
C ó p i a de 1802, sem titulo, a aquarclla.
Exp.: Arch. Mil.
1647. - P l a n t a d o r i o A m a z o n a s , d e s d e S e r p a a t é M a n a u s , p a r a m o s t r a r
o n d e se p e r d e u o v a p o r R i o N e g r o d a C o m p a n h i a e e n c a l h o u o M o r o n a ,
v a p o r d e g u e r r a p e r u a n o , e m 1862. 0 m , 8 9 7 x 0 r a , 2 9 0 .
C ó p i a , sem titulo.
Exp.: ]>r. Tj. da Tonto Ribeiro.
1648. - T r a b a l h o s h y d r o g r a p h i c o s a o N o r t e d o B r a z i l d i r i g i d o s p e l o
cap. d e f r a g a t a ... J o s é d a Costa Azevedo. P r i m e i r o s traços geraos d a
c a r t a p a r t i c u l a r d o rio A m a z o n a s n o c u r s o b r a z i l e i r o l e v a n t a d a p e l o s r .
J o ã o S o a r e s P i n t o . . . c o a d j u v a d o de B e l é m a Tcffé p e l o sr. V i c e n t e P e r e i r a
D i a s , . . . n o s a n n o s d e 1862 a 1864. {'.Rio de Janeiro}, Lüh. do Imperial
Instituto Artístico. C o n s t a d o t i t u l o , e 14 ff. 0 m , 4 2 0 x 0 m , 6 4 5 . ( B . N . )
1649. - M a p p a d o A m a z o n a s l e v a n t a d o p e l o C a p . m T e n e n t e F r a n c i s c o
P a r a h y b u n a dos Reis em serviço d a C o m p a n h i a de N a v e g a ç ã o c Commcr-
cio d o A m a z o n a s n o a n u o d e 1859. O r g a n i s a d a o d e s e n h a d a p o r F . A . P .
B u e n o , m a n d a d o l i t l i o g r a p h a r p e l o Ill' n 0 e Ex.°'° Sr. C o n s e l h e i r o D.° r F r a n -
cisco C a r l o s d ' A r a u j o B r u s q n e , M i n i s t r o e S e c r e t a r i o d ' E s t a d o d o s N e g ó c i o s
d a M a r i n h a . Na lAthographia Imperial de Eduardo Rensburg. Rio de Janeiro
1865. 6 ff. d e 0 m ,740 a 0'",S70xO u , ,590 a 0™,040. ( B . N . )
1650. - E s b o ç o d o r i o A m a z o n a s p o r J o s é M a r q u e s M a n c c b o 2." T e -
n e n t e d a A . N . I . 1869. 2 folhas. l m , 2 0 0 e l ° , 2 2 2 x O m , 4 8 0 .
C ó p i a de 18C0, a aquarclla.
Exp.: Dr. L. da Ponto Ribeiro.
1 6 5 1 . - M a p of E q u a t o r i a l A m e r i c a , b y J a m e s O r t o n . {Lüh. 1870).
0ra;192x0m,680.
E m Orton - « The Andes and the Amazon ». New York, 1870, in-8.° gr.
Exp.: S. M. o Imperador.
1652. - M a p p a q u e a c o m p a n h a a d e s c r i p ç ã o d e u m a v i a g e m d e e x p l o -
r a ç ã o n o b a i x o A m a z o n a s e e m a l g u n s d e s e u s A f l u e n t e s n o a n n o d e 1872.
Lith. do Arch. Militar. 1876. J. G.^Thr. 0 m , 5 5 2 x 0 r a , 4 9 3 . (B.N.)
1653. - M a p p a d o r i o A m a z o n a s - R e c o n h e c i m e n t o p r a t i c o p a r a s e r v i r
de auxilio á navegação d'este rio desde a cidade de Belém do P a r á até á
d e Iquitos no Peru. Feito por José Vellozo Barreto. Gurupá. Reduz, e grav;
p o r J . C. V i ç o s o e L . d ' A n d r a d e . Lisboa, 1877, 3 ff.
(V. o «Roteiro» na secção respect.)
Exp.: Cons. barão Homem de Mello.
1654. - S k e t c h m a p of t h e A m a z o n s a n d i t s t r i b u t a r i e s , n e a r t h e m o u t h
-of t h e T a p a j ó s . ( B . N . )
E m H . H . Smith, « Brazil. The Amazsns and the coast ». New-York, 1879, 8.°
159

1655. - Carta de porção do Eio Apaporis obtida no anno de M. DCC.


L X X X I L 0 n ,384x0 B ,588.
O r i g i n a l . - Duas cópias a aquarella, uma sem data e outra de 1854. (Arch.
Militar). - Outra cópia (B. N.)
1656. - E . Araguari des da sua fos ate ás cabeceiras. Examinado p o r
ordem do lllm. 0 e Excm. 0 S.r D. Fr.°° de S." Coutinho por Pedro Alexan-
drino P i n t o de Souza Tn. w Cho. el 0 m ,828xl m ,304.
O r i g i n a l , com a assign. autogr. do auctor P. A. P. de Souza Pinto.
Exp.: Arch. Mil.
1657. - Mappa dos rios Araguaya, P a r a n á e P a r a g u a y e seus afluen-
tes. 0»',703xO m ,433.
O r i g i n a l , a aquarella, sem titulo.
Exp.: Dr. L. da Ponte Hibeiro.
1858. - Mapa que mostra a confluência dos Eios Maranão e Araguaia,
e os logares onde se devem estabelecer os prezidios que protejão a sua
navegação, tirado por ordem do ... Senhor Fernando Delgado Freire de
Castilho Gov... de Goyaz no anno de 1811. O ^ S ô x O ^ e õ Q .
O r i g i n a l . (Seeret. de Extrangeiros). - Uma cópia (Archivo Militar).
1659. - Carta do rio Araguaya de Leopoldina a S." Maria e a Itacaiú
levant. e des. pelo major d'engenh. Joaquim E. de M. Jardim. 1879. 6 ff.
coll. (B. N.)
1660. - Carta do Auati-paraná obtida no anno de M D C C L X X X I . P o r
D o r José Simoins de Carvalho. 0 m ,414x0 ra ,839-
O r i g i n a l , a traço de penna.
Exp.: Socret. de Extrangeiros.
1CG1. - P l a n t a hydrographica do rio Beberibe, e terrenos adjacentes
p a r a servir aos projoctos d'encanamento, e navegação do dito rio, com
aproveitamento dos terrenos actualmente alagados, segundo as diversas
observações, e exames feitos entre os annos de 1818 a 1855 pelo coronel
engh. Conrado Jacob de Niemeyer. Lith. Imp} de Bensburg, Rio de Jan.°
(1855). 0 m ,290x0 m ,245. (B. N.)
Em Nicmeyer — « Projecto d'encanamento para o rio Beberibe ». Eecife, 1855,
in-8.°
1662. - Planta hydrographica da í-eprcza do rio Beberibe para servir
aos projectos do encanamento e navegação do dito rio, com aproveitamento
de todo o terreno aetualm. te alagado que, por ordem da ox.™ J u n t a do
Governo provizorio de Pernambuco, levantou o Sarg.""'r do Corpo Nacional
d'Engn. r08 Conrado Jacob de Niemeyer. Maio de 1822. J. P. Adour Sculp.
s. d. 0»',364x0 m ,493.
Exp.: Arch. Mil.
1663. - Mapa do Eio Branco tirada no Mez de Novembro do Anno
de 1775. O Sargento Mor de Gronfeld pós en Limpo. 0 m ,243x0 m ,620.
O r i g i n a l ? , a aquarella. Escala de 10 léguas. E' seu auctor Phelippe Sturra.
Exp.: Arch. Mil.
1664. - Continuação do Mappa do Eio Branco, e do seu confim do
Orinoco, q formado unicam. ,e pellas noticias, e informações adqueridas dos
Espanhoes apre-en-didos na situação de S. João Baptista; Serve de U n i r
ao Mappa do mesmo Eio, q athé a "dita Situação fès o Capp. m Engnr. 0
Felipe Strum (sic) em 19 de Novembro de 1775. 0 m ,261x0 m ,375.
Original? a aquarella.
Exp.: Arch. Mil.
1665. - Mapa que ao outro de Eio Branco, feito, em 19 de Novembro
de 1775 pello Capitão Engenheiro Pelipe (sic)Sturm acerescento o mesmo Ca-
j)itão tão somente pelas noticias adquiridas do alguns Espanhoes Dezerto-
160

res no flm do dito Anno, mostrando o Caminho de que athé agora se ser-
virão os Espanhoes- para entrar no Rio Branco, atravessando as Serras, em
cujas nasce o Rio Peramusi, e toma a sua correnteza para o Norte ... e
nas mesmas Serras oppostas tem o Rio Branco seu nascimento . e toma
a sua correnteza para Sul. 0m,260x0m,457.
O r i g i n a l ? a aquarella.
Exp.: Arch. Mil.
1666. - Carta do Rio Branco e guas confluentes; levantada e construída
pelo D.™ em Mathematica e Cap.m Engenheiro, José Simoens de Carvalho,
na occasião do Exame, que por ordem regia se executou, em o anno de
1787. Trasladada de reducção pelo mesmo Eng.° O-^OXO""^*). (B. N.)
O r i g i n a l , a aquarella.—C Archivo Militar possue uma cópia de 1860.
1667. - Plano Geographico do Rio Branco seus Confluentes, e Cabe-
ceiras do Rupunuri, o qual por Ordem do 111.°'° e Ex.mo S." Capitam Ge-
neral Ioam Pereira Caldas fes levantar o Coronel Manoel da Gama Lobo
de Almada em rezulta da pessoal exploraçam de que foi incumbido no
Anno de M.DCC.LXXXVII. «D.or José Simoens de Carvalho.» «Erigio e
delineou Eusebio Antônio de Ribeiros, Sargento Mor Engenheiro. Bar-
cellos do Rio Negro XXX de Outubro de M.DCC.LXXXVÍII. 1D,221
X0'n,650. (B. N.)
O r i g i n a l , com a assignatura autógr. do dr. José Simões de Carvalho. A aqua-
rella. Escala de GO milhas.
O Archivo Militar da Corte possue uma cópia de 1843.
1668. - Plano geographico do Rio Branco e seus confluentes dividido
cm duas estampas: a primeira comprehende desde sua boca ate o paralello
de 2." boreaes, a segunda desde o mesmo parelello até o alto da cordi-
lheira que corre leste oeste entre suas cabeceiras e vertentes para o rio
Orinoco, levantado e construído pelo d.or em mathematica e cap.™ enge-
nheiro Jozè Simoens de Carvalho na oceasiam do exame que de ordem
regia se executou neste anno de MDCCLXXXVII. Im,010x0m,770. (B. N.)
O r i g i n a l com a assignatura autographa do dr. José Simões de Carvalho, seu
auetor. A aquarella; escala de 20 léguas.
1669. - Plano geográfico do Rio Branco e dos Rios Uraricapará, Ma-
jari, Parimé, Tucutíi e Mahú; que nelle dezagoão. Levantado por Ordem
do 111.0'0 e Ex.mo Senhor João Pereira Caldas ... Por Antônio Pires da Silva
Pontes, D.or em Mathematica, e Ricardo Franco de Alm.d* Serra Cap.°m
Engenheiro. I m ,147x0 m ,771.
O r i g i n a l , co..i as assig.autogr.dos auetores; a aquaidla.—Uma c ó p i a do 18G8
(Dr. L. da Ponte Ribeiro).— Duas c ó p i a s (Arch. Militar). — Outro original (D.
Antonia R. de Carvalho).
1670.-Mappa de parte dos rios Branco e Orinoco. 0m,259x0m,455.
C ó p i a , a aquarella.
Exp.: Arch. Milit.
l b f l . - Mappa do Rio Branco. 0m,240x0m,628.
C ó p i a , a aquarella. Escala de 10 léguas.—Outras c ó p i a s de 1848 e 1854.
Exp.: Arch. Milit.
1672. -Mappa do Rio Branco. 0m)369x0m,644.
C ó p i a de 1829, a aquarella.
Exp.: D. Antonia R. de Carvalho.
1673. -Planta dos rios Cachoeira, S. Anua, Fundão, Almada, Itaype e
Logoa levantada pelo 1.° Tenente do Corpo de Engenheiros Marcolino Ro-
drigues da Costa. 1852. Commissão de exploração, Interesses Materiacs
das Comarcas do Sul. Üm1634x0m)698.
Original e uma cópia de 1873.
Exp.: Arch.Milit.
íei
1674. - P l a n t a das porções dos rios Camapoam, Cuxiym, o Taquarí, q
3e navegão vindo de S. Paulo para o Cuyabá. 0™,719xl m ,305.
O r i g i n a l ? A aquarclla. Hu uma cópia, de 1858, no Archivo Militar.
Exp.: Secrct. de Extrangeiros.
1 6 7 5 . - Projecto d'um canal de desvio do rio Capibaribe. Junho 15 B.
O. Coragem. 1870. Lith. F. H. Carls, Pern.">. O-^OlxO-.ôlõ.
Em Magalhães—«Mem. sobre o projecto de um canal de desvio das águas do
Capibaribe.» Pern. 1870, in-fol.
Exp.: 1>. Antunia R. de Carvalho.

1 6 7 6 . - P l a n t a do Eio Capim levant. por J . Barbosa R o d r i g u e s . . . 1875.


Lith. de F. Robin. 1 fl. (B. N.)
No Kelatorio do auetor.
1 6 7 7 . - M a p p a dos llios Claro c Pilocns; que o 111.°"' e Ex m o S. r J o z c
do Almeida do Vasconcellos Gou.or o Cap. m Gn. 1 da Capitania de Goyaz
mandou fazer depois de mandar averiguar aqucllo continente: no qual so
mostrão os lugares, ou cadeya das g u a r d a s , que mareão as terras Dia-
mantinas prohibidas d'se minarem nelas. Contem também a jornada de
Fr. 00 Soares de Bulhocns em J u n h o do 1772, buscando a gr.dl! descnberta q
promete o Roteiro do Urbano do Coitto. 0 m ,389x0 m ,518.
Cópia, a aquarella. Ha outra cópia na Secret. de Estrangeiros.
Exp.: Arch. Milit.
1678. - Mappa de p a r t e do cur^o dos Rios Congonhas e Piranga
0 m ,330x0 m ,473.
Cópia, a aqunrella.
Exp.: Arch. Milit..
1679. - P l a n t a da Cerra e cabeçeyras dos Rios Cubatão, Tijucas e Ta-
jahi na terra lirme ao Ueste da Ilha de Santa Cutharina. Esta P l a n t a hó
feita por estimação do Thenento das Ordenanças Joze Luis Marinho, que
por Ordem que teve, entrou pello Rio Cubatão abrindo hua picada a des-
cobrir os Campos que se achão ao pé da Corra. Copiado por Francisco
João Roscio Sarg.' 0 Major Engenhr. 0 0 m ,516x0 m ,705.
Cópias (3) a aquarella.
Exp. Arc'i. Milit.
1680. - P l a n t a das porções dos rios P a r a g u a y , S. Lourenço e Cuyabá,
que se navegão vindo de S. Paulo para o Cuyabá. 0 m ,438xl m ,629.
Original? A aquarella. Ha uma cópia, de 1858, no Archivo Militar.
Exp.: Secret. ile Extrangeiros.
1681. - Esboço hydrographico do rio Cuyabá pelos engenheiros das
demarcações de 1781 a 1790. 0 m ,550x0 m ,250.
Cópia moderna.
Exp.: Dr. L. da Ponte Ribeiro.
1 6 8 2 . - M a p p a do rio Doce. 0*350 X l " , 150. (B. K )
Cópiaa a aquarella. Sem nome de auetor, nem data.
1G83. - Charta Geográfica do Rio Doce dezde a sua Foz tho as suas
Fontes por Antônio Pirez da Silva Pontez Governador da Província e p o r
seu Sobr.» Manoel Jo. c da Silva Pontes. 2 m ,770x2 m ,470.
B a s c u n h o s originaes (2) a traço de penna.
Exp.: Arch. Militar.
1684. - Carta geographica do rio Doce, e seus confluentes levantada
por Antônio Pires da Silva Pontes em 1800.0 m ,697x0 m ,498.
O r i g i n a l ? Aquarella. — Duas cópias, sendo uma sem data e outra de 1872.
Exp.: Arch. Militar.
162

1685. - Carta da Viagem que pelo E y o Doce athe ás Escadinhas fez o


Ten. e Cor." João Bap. u dos S.10* e Ar.° de Ordem do Ill.m0 e Ex.-° Seür.
Bernardo Jozo de Lorena Gov."" e Cap.*m General da Cap.Dl* de Minas
Geraes, offerecida ao Mesmo Ex. m0 Senhor, por Manoel Joze Pires da S.*
Pontes que acompanhou a Expedição no anno de 1800. 0 m ,374x0 m >445.
O r i g i n a l , a traço de penna.
Exp.Arch. Militar.
1686. - Carta geographica de parte do Eio Doce. por Antônio Pires
da Silva Pontes Governador da Província. Archivo Militar. Antônio Joze
Nunes Dezenhou em 1833 a. l » , 5 8 8 x l m , H 3 .
Cópia, a aquarella.— A mesmacharta, mas reduzida. Duas cópias a aquarella
de 1853 e 1855. 0"',790X0m,555.
Exp.: Arch. Militar.
1687. - An Eye-sketch of the Rio Doce taken in dry scason of 1834
by I. B. H u m p h r e y s . C E Southampton. Copicd in 1840 by Alfrod H u m -
phreys. 24aff. 0m,410x0"»,258.
Ha no Arch. Militar uma cópia reduzida que fez o cap. L. Pedro Lecor cm
1861. (0m,53OXOm,830).
Exp.: S. M. o Imperador.
1688. - Mappa do Eio Doco organisado pelo engenheiro Carlos Krauss
sobre os trabalhos de A. Pires de Silva Ponte, Arlincourt e outros, publi-
cado por ordem de S. Es. o Sr. Cons" Ant.° Franc." do Paula Souza,
Ministro e Secretario d'Estado dos Negócios d'Agricultura, Commercio e
Obras-publicas. Mio de Janeiro, 18G6. Lith. do Imp. Instit.« Artist." Schwestka
gr. O. Koegel escr. 0"',345x0"',455. (B. N.)
1689. - Plan d'une partic de Rio Grande de Belmonte ou Jcquetinbo-
nha pour servir à sa eanalisation. Bahia, le 26 Février 1842. L'Ingénieur
au service de Ia Province André Przewodowski. 0m,347 X lm,'i&.
Original.
Exp.: Arch. Militar.
1690. - Planta d'uma parte do Rio Grande de Belmonte ou Jcqueti-
nhonha afim de servir para sua canalisação pelo Engenheiro ao serviço da
Província da Bahia André Przewodowski em 1812. üm,348xl m ,34.
O r i g i n a l , a aquarella. Uma cópia de 18Õ7.
Exp.: Arch. Militar.
1691. - Planta do Eyo Guaiba (e terrenos adjacentes). 0 m ,317x0 m ,513.
O r i g i n a l , a aquarella. Escala do 5 léguas.
Exp.: Arcli. Militar.
1692. - Mappa do rio Guaiba levantado por ordem de S. M. o Impera-
dor pelo Capitão Tenente da Armada Nacional o Imperial Joaquim Eay-
mundo de Lamare. 1843. O ^ i X O " 1 ^ .
Original.
Exp.: S. M. o Imperador.
1 6 9 3 . - R i o Guamá. 0-»,475x0",611.
Original, a aquarella.
Bxp. S. M. o Iuiperadur.
1694. - Carta aonde se fas ver a corrente dos Rios Guaporé o Mamoré,
desde a Cap. al de V." Bella do Mato Grosso, ... athe q o mesmo Mamoré
conflue no outro gr. e R. da Madeira, constituindo na q.w parto d'America
o termo da E a y a Castelhana, a qual Carta, Oírece ao pé do m > Augusto
Trono da R." D. Mar." I." nossa sr." o gov. or e cap."*" gn."1 da sobredita
Cap."* c do sev conc.° Lvis d'Albuquerq. do Mello. Per." e Caceres, debaixo
de cujos olhos e direcção se levantou, o configurou com toda a Geométrica
163

«xactidâo, q foi possível, nos fins do anno de 1774; e princípios de 1775.


2™,567x0n,504.
O r i g i n a l com a assign. autogr. do gov. L. de Albuquerque e Mello Pereira o
Caccrcs. Aquarella.—Uma c ó p i a de 1862.
Exp.: Arch. Militar.
1695. - Mapa da Barra e corrente do Rio Mequaens, e de todo o Paiz
imediato, na Marg.m dereita ou Oriental do R.° Guaporé, comprehendido
com a linha circular, descripta por .um rayo de 4 legoas de distancia,
apoiado no Centro da mesma Barra, a que se. junta a relativa corrente do
Eio Guaporé, com toda a figura, e direção de seu leito, dezenhada com
quanto foy posivel de justeza, juntamente com a grande Ilha que os dous
Braços do Eio formão neste sitio, hindo tudo notado sobre as observaçoens
oculares, feitas pelo Governador e Capitam General Luiz d'Albuquerque
de Mello Pereira e Caceres em observ.* das Eeaes ordens de S. Magestade.
0"',317xOm,317.
O r i g i n a l , com a assign. autogr. de Luis de Albuquerque de Mello Pereira o
Caceres. Aquarella; escala de 4 léguas. — Outro exemplar o r i g i n a l , mas sem a
assig. do governador.— Uma c ó p i a do 18G3.
Exp.: Arch. Militar.
1696. - Mappa de parte do Eio Guaporé, c dos rios Sararé, Galera,
S. João e Branco seus braços no qual vay lançada a derrota da diligencia
que por ordem do... Senhor João d Albuquerque de Mello Pcr.a e Caceres...
se fes pelo Alferes de Dragoeíis Francisco Pedro de Mello, no anno de
1795, navegando pelo Eio Branco até perto do seu nascimento; e atravessando
delle por terra até o Eio do S. João e Aldea Carlota, e deste lugar, pelo
mais alto do terreno a sahir pelo Eio Galera ao Arrayal de S. Vicente
c ponte do Sararé, da qual contenua até os Quilombos do Pindaituba...
Igualmente vay configurada a derrota da diligencia que no anno de 1794
se fez por ordem do mesmo Senhor pelos Campos dos Perocis c cabeceiras
dos Rios Galera e Jurina, com parte do notável Eio Juruêna, pelo Ten."
Coronel Eng.™. Ricardo Franco d^lm."" Serra: &. On,,4G3xO"',694.
O r i g i n a l , a aquarella. — Uma c o p i a do 1802.
Exp.: Arch. Militar.
1G97. - Mappa de parto do rio Guaporé, e dos Eios Sararé, Galera,
S. João, e Branco seus braços, no qual era lançada a derrota da diligencia
que fez o Alferes de Dragões Francisco Pedro de Mello no anno do 1795,
navegando pelo Eio Branco até perto do seu nascimento, e atravessando
delle por terra até o Eio de S. João e Aldêa Carlota, e deste lugar pelo
mais alto do terreno a sahir pelo Rio Galera no Arraial de S. Vicente c
ponte do Sararé, da qual contenua até os Quilombos do Pindaituba, como
mostra a linha de carmim A, A : Igualmente vai configurada a derrotada
diligencia que no anno do 1794 fez o Tenente Coronel Engenheiro Ricardo
Franco de Alm."* Serra, pelos Campos, o cabeceiras dos Rios Galera, e
Juina, com parte do notável Rio Juruena como mostra a linha a carmim
B, B. 0m,460x0m,690. (B. JST.)
C ó p i a , a aquarella. Escala de 20 legoas.
1698. - Carta geográfica do rio Guaporé desde a sua origem principal
ntho a sua conflulncia (sic) com o rio Mimoré e igualmente dos rios
Alegre, Barbados, Verde, o Paragaú; com parte do Baurcs o Itonamas,
que nclle desagoão, assim como do rio Jaurú, e do Aguapohi seu braço,
com o rio Cuiabá, e parte do Paraguay. Em que da mesma forma vai con-
figurado todo o terreno limítrofe entre os estabelecimentos portuguezes
adjacentes a Villa Bella capital do Matto Grosso, e o forte do Príncipe da
Beira: e as províncias espanholas de Chiquitos e de Moxos. Que á real
prezença de sua magestade... faz de prezente subir o governador... João
164

de Albuquerque de Mello Pereira e Cacercs em conseqüência das diligen-


cias, configuração, o observaçoofls, que desdo o anno do 1781 athe o de
1790, se tem foito nestes vastos terrenos; pelos Engenheiros, o Astrônomos
empregados na Demarcação do Limites na mesma capitania. Cuja Carta
Geográfica, serve de continuação, á do Rio da Madeira, desde a sua boca
no Amazonas, athe a confluência que nelle faz o Rio Mamoré, e vai mar-
cada de Baixo no N.° 1. Pelos Sargentos Mores Engenheiros Ricardo Franco
d'Almeida Serra, o Joaquim Jozo Ferreira. 0m,544x3m,584.
O r i g i n a l , com a ossign. autogr. do gov. João do Albuquerque de Mello Pe-
reira c Cacercs ; a aquarella.— Uma c ó p i a de. 1866.—D. Antonia K.de Carvalho
possuo uma c ó p i a de 1851, o o dr. L. da Ponte Ribeiro outra de 1855, reduzida.
0°',7ti°Xlm.193-
Exp.: Areh. Militar.
1699. - Mappa suplemento ao do Guaporé que comprohende o resto do
rio Cuiabá athe a sua confluência no Paraguay, e grande parte deste Rio,
com as Lagoas Gaiba, e Uberava, c as serras que as formão e ecreão:
assim como das Salinas do Jaurú, e do resto das serras e rios Aguapehi,
e Alegre, campos o vertentes dos rios Barbados e Paragau: com as Mis-
soeils Espanholas do Chiquitos mais vizinhas a Villa Bella, Capital do Go-
verno do Matto Grosso. Cujo Mappa so devo unir, pelos tres pontos, ou
simicirculos notados com as letras, A, B. C á Carta Geográfica do Gua-
poré : quo vai marcado de baixo do N.° 2. Pelos Sargentos mores Enge-
nheiros, Ricardo Franco do Almeida Serra de (sic) Joaquim Joze FerrA
0m,508xlra,767.
O r i g i n a l , com a assign. autogr. do João de Albuquerque de Mello Pereira c
Cacercs ; a aqunrclla. — U m a c ó p i a do 1877. O dr. L. da Ponte Kibciro possuo
outra c ó p i a , a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
1700. - Mappa geo-hydrographico do rio Guaporé e de todos os rios
tpie nelle afHuem dos lados do sul o norte, com demonstração das respe-
ctivas nascentes. 0ra,c!22x0"',428.
O r i g i n a l ? A traço de pcnna. Sem titulo.
Pertenceu ao governador de Matto Grosso Luiz Pinto de Sousa Coutinlio.
depois visconde de Balsemão.
Exp.: Dr. L. da Ponte Ribeiro.
1701. - Reconhecimento do rio Ibicuhy desde a sua foz até a barra do
Ibirocay leito pelos Capitães do Corpo de Engenheiros Sebastião de Souza
e Mello e Francisco X. Lopes de Araújo, e 1.° Tenente do mesmo
corpo Sebastião Antônio Rodrigues Braga em 29 de Setembro de 1865.
0m.320x0m,450.
Cópia.
Exp.: Arcli. Mil.
1702. - Vista do Salto do Rio Yguaçú. Plano á<p Salto do Rio Yguaçú.
.s17õ9). 0ra,494 de larg.
C ó p i a moderna, a aquarella.
Exp.: Dr. L. úi\ Tonto ltibeiro,
1703. - Mappa quo cpmprehende todo o rio Ygvatemi desde as suas
cabeceiras atè a sua bocoa aonde deságua no rio Paraná. Michael Antonius
Ciera fecit, ac Ignatius Josephus Leo partem operis delineavit mense
Octobri A. 1771. 1"',454 do larg.
O r i g i n a l , a aquarella, o mais trez c ó p i a s .
Exp.: Arcli. Mil.
1704. - Planta da Barra do Rio Inhomcrim com indicação do canal
concluído em 1848 pelos Empresários João e Francisco Miers, levantada
pelo Cap.- Ten." Antônio Elisiario dos Santos. 1848. 0»',762x0'",432.
O r i g i n a l ? a aquarella. - U m a c ó p i a de 18G4.
Exp.: AlVh. Mil.
165

1705. - Mappa Hydrographico dos rios Itajahy-assu, Itajahy-merim e


Luiz Alves e seus affluentes na provincia de Santa Catharina comprehen-
<lendo o 1.» território das terras devolutas na mesma provincia. Levantado
por Carlos Eivierre eng." nos annos de 1858 e 1859. l°,305xl m ,436.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: S. M. o Imperador.
1706. - Barra e Rio de Jagoaribe. Levantou o Cap.» do Imperial Corpo
de Engenheiros J.° Bloem. Barra do Jagoaribe em 8 de Outubro de 1825.
I"yl7x0 m ,522.
C ó p i a de 1870, a aquarella.
Exp.: Arch. Mil.
1707. - Carta hydrographica do rio Japurá constr. dos trabalhos que ...
fizeram os officiaes da armada brazileira ... José da Costa Azevedo, e João
Soares Pinto com o auxilio do tenente de engenheiros Viceute Pereira
Dias. 1864-68. Mandado lithogr. ... no Imp. Inêt. Artístico. 1871. Consta do
titulo (com 3 retratos) e 8 fls. (B. N.)
1708. - Esboço hydrographico do rio Japurá. S^XO-^O.
Cópia.
Exp.: Dr..X. da Ponte Ribeiro.
1709. - Carta Geográfica do rio Javary. Copiada pelo bacharel Luiz
Joze da França, Major de Eng.rM em Janeiro de 1867. 0™,467x0m,887.
Cópia.
Exp.: Secrct. de Extrangciròs.
1710. - Carta do rio Javary lev. e constr. sob a direceão do commis-
sario José da Costa Azevedo pelos silrs ... João Soares Pinto ..., Geraldo
Cândido Martins ..., e José Antônio Rodrigues. Copiada sob a direcção do
commissario Epifanio Cândido de Souza Pitanga pelo cap. d'engenheiros
Joaquim Leovigildo de Souza Coelho. Lith. do Arch. 2Iilitar. L. J. Giz.
1868. 4 fls. (B. N.)
V. na seceão-e):—chartas de limites—.
1711. - O Rio Giquitinhonha desde a barra do Arassuahy, athé a sua
Fóz em Belmonte. Om,287xOm,383.
O r i g i n a l ? a aquarella.
Exp.: Arch. Mil.
1712. - Planta^topografica do rio de Joancs desde a sua foz, té o sitio
da Grugaya grande onde tem o seu oriente. Esta Planta mandou levantar
o Excellentissimo Senhor Conde da Ponte D. João de Saldanha da Gama
de Mello, Torres Guedes de Brito, Governador, e Capitão General da Ca-
pitania da Bahia no Anno de 1808. Levantada, e Dezenhada por João da
Silva Leal, 1.° Ten.te do R.1 Corpo d'Enginhr.0S lm,127xOm,694.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Mil.
1713. - Reconhecimento do rio de Macacu e da estrada que conduz a
Nova Friburgo (Colônia Suissa) 1819. Lith. do Arch. Militar. Tourinlio.
0"',253xOm,182. (B. N.)
Saiu na «Rev. do Instituto», 2." ser. V (1849), e cVella existe uma cópia no
Arch. Militar. 0m,514X0ra,380.
1714. - Planta de uma parte do Rio Macacú, e da sua barra, para
servir a um projecto de melhoramento da navegação; levantada pelo
1.° Tenente Engenheiro José Carlos de Carvalho, em Janeiro de 1851.
0m,680x0m,484.
Cópias de 1852, a aquarella.
Exp.: Arch. Mil.
166

1715. - Carta hydrografica, em que se descreve as origens de vários-


& grandes llios da America Meridional Portugueza; muito especialmente o
nascimento do Rio da Madeira, & rumos da sua direcção, com os Rios que
lhe são eolatheraes, atê entrar no famoso Rio das Amazonas; observado
tudo exactamente por ordem de S. Mag. Fideüssima no anno de 1750. e
da mesma sorte se faz publica a verdadeira origem do Rio Paraguay, in-
cógnita a toda a Geografia antiga, & moderna; descrevendo-se a confluência
de %guas, que fornião o tronco principal deste grande Rio; que, com os
mães forão delineados no Mato-Grosso por José Gonçalves da Fonseca, Ex-
plorador de toda esta navegação no mesmo anno. l m ,218xl m ,43.
Original.
Exp.: Arch. Mil.
1716. - Carta Hydrografica da confluência dos dous Rios, Mamoré e
Madeira, situada em 314°. 10' de longitude da Ilha do Ferro e nos 10° 0' 0"
do latitude Austral q em observ.cia das Reaes Ordens de S. Magestade foi
goometricam.'" configurada debaixo dos olhos, e imediata inspeção do Gov.°r
e Cap,"m Ger." Luiz d'Albuquerque de Mello Pereira e Caceres e q vai de-
monstrada com as reflexoens e notas do mesmo Gov.°r contidas nas memó-
rias. 0"',304X0°',287. (Escala de 500 braças).
O r i g i n a l , com a assign. autogr. do governador Pereira o Caceres. Aquarella.
— Outro exemplar também original, mas sem a assign. do gov. — Três c ó p i a s , uma
sem data e as outras de 1850 c 1866.
Exp.: Arch. Mil.
1717. - Mappa do rio da Madeira desde a sua confluência no Amazonas
até a juneção dos rios Mamoré e Guaporé. Que á real prezença da rainha...
faz de prezente subir o governador... João d'Albuquerquo de Mello Pereira
e Caceres. Pelos Sarg.toa Mores Engr.08 Ricardo Franco d^lm."" Serra, e
Joaq.m Joze Ferreira. 0n',554x3m,880.
O r i g i n a l , com a assign. autogr. do gov. J . de Albuquerque de Mello Pereira
e Caceres ; a aquarella. - O « rascunho » da mesma churta.
Ha uma c ó p i a , do 1851, na Secretaria de Estrangeiros.
Exp.: Arch. Mil.
1718. - Cachoeira do Salto (ou Theotonio) no rio da Madeira, a se-
gunda que se emeontra subindo este grande Rio &. 0m,167x0'",177.
O r i g i n a l ? a aquarella. — Uma c ó p i a de 1878.
Exp.: Arcli. Mil.
1719.-Das obero Stromgobict des Rio Madeira, nebst den angranzen-
den Liindorn. Wílhélm Mayr. se. 1831. (Ais Carton zur Generalkarte von
Siidamcrica, Miinchen, 1825, zu gebrauchen).0m,210x0'",260. (B. ]NT.)
1720. - Cartc du cours du rio Madeira depuis son embouchuro jusqu'au
rio Mamoré. Par F. do Castclnau. 1853. Grave par L. Bouffard. Paris,
Imp. Lemercier. 0"',541x0"',412. (13. JST.)
Em Castclnau-«Géogr. des parties centralcs do 1'Amérique du Sud». Paris
1854, in-fol.
1721. - Xavigation do rio Madeira par F. de Castelnau. Grave par L.
Bouffard. Paris, Imp. Lemercier. 2 tf. 0ra,542x0m,402 e 0°',547x0"',400. (B. JST.)
JTa mesma obra de Castclnau.
1722 - Carta geral. Rio Mearim pelo Visconde de Saint-Amand. 1856.
0m,582 X 0m,428.
C ó p i a , a aquarella.
Exp.: S. M. o Imperador.
1723 - Mappa demonstrativo, da nova navegação do rio 3Iogi-guassii
desde a freg". do mesmo nome até o arraial de Anicunz descoberto por
167

J o ã o C a e t a n o d a S i l v a n o a u n o d o 1817. Lith. do Archivo Militar, s. d.


0 m ,286 X ü - , 2 1 0 .
Exp. : Arcli. Militar.
1724 - E s b o ç o d o c u r s o d o E i o M o n d e g o ou d e M i r a n d a d e s d e a V i l l a
d o m e s m o n o m e a t é o Tiio P a r a g u a y . P e l o E x m o . C h e f e d ' E s q u a d r a A u g u s t o
L e v e r g e r . 1S60. 0 m ,855 X l m , 3 6 0 .
Có|>iii.
Kxp. : Pr. L. da Ponte Ribeiro.
1725 - P l a n t a d o r i o M . u c u r y d a p a r t o e n t r e a foz e a c o r o a d o s
M u r i z , p o r J o ã o R o d r i g u e s Silva, C a p " . d o I . C. d e E n g e n h e i r o s . 7br°. d e
1847. 2 n , 3 1 0 X 0"',800.
O r i g i n a l , a iiquarella ; escala de 1000 braças.
Exp. : Arc-li. Milit;ir.
1726 - P l a n o d a v i a g e m q u e fez o Jll m °. c Ex™. S n . D e s e m b a r g a d o r
R o d r i g o de Souza da Silva P o n t e s , P r e z . da P r o v . do P a r á , sobre a B a r c a
de Vapor Guapiassu, p a r a e x a m i n a r o estado da Fabrica das Madeiras no
Rio Mujú, e a o m e s m o t e m p o o e s t a d o d e R u i n a d a F r e g u c z i a d o A c a r á
1843. 0;",(i<);i x 0 r a ,457.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp. : Sixret. do Kxlr.mgeirOB.
1727 - M a p a g e o g r á f i c o d a C a p i t a n i a d o P i o N e g r o , o n d e v ã o n o t a d a s
a s s u a s c o m u n i c a ç õ e s c o m o P i o J a p u r á , p e l o s Rios U r u b a x í , U n u i x í ,
C h i u a r á , Maria, e TJaupós, q u e d e s a g o ã o n o d i t o Rio N e g r o , e so c o m u n i c ã o
c o m os Rios M a r o t í p a r a n á , A m a n u í - p a r a n á , P u r c o , V o y a , e U a p u á p o r í , q
d e s a g o ã o n o J a p u r á . I g u a l m e n t e v ã o n o t a d a s as c o m u n i c a ç õ e s d o .Rio N e g r o
com o Orinoco, pelos P i o s Caxiquarí, lliniuiní, Siimité, A t a c a ú , l l e n i r i d á ,
e A u i a r i , s e g u n d o a s n o t i c i a s d ' a l g n n s p r á t i c o s , íj t e m n a v e g a d o os d i t o s
P i o s , s e m o u t r a i n t e l i g ê n c i a m a i s , q o c o n h e c i m e n t o d'os n a v e g a : d a d a s
e m N o v b r » d o M D C C L X X X . 0"',4C3 X 0'",3n.
Urijri mil. Abaixo )ê-so— do Kibeiros— Aquarella.
Exp. : A reli. Aiilititr.
1728 - C a r t a g c o g r a p h i c a d e hfia p a r t o d o rio N e g r o e d o P i o T J a u p e s .
L e v a n t a d a por J o a q u i m J o s é F e r r e i r a Capnl de E n g e n h e i r o s . A n u o de
1780. 0"\413 x 1"',205.
C ó p i a , a aquarella. — Outra c ó p i a de 18G2.
Kxp.: Anli. Militar.
1729 - P l a n o G o o g r a p h i c o d e luitiia p a r t o d o P i o N e g r o d a V i l l a d e
B a r c e l l o s tlie a S e r r a de C u c u i : e d a boca d o Rio U a u p é s t h o a p r i m e i r a
C a c h o e i r a . L e v a n t a d o p o r o r d e m d o 111'"°. e Ex'°°. Siir. J c ã o P e r e i r a C a l d a s
G o v e r n a d o r e C a p i t ã o G e n e r a l n o m e a d o d a s C a p i t a n i a s de M a t t o G r o s s o , e
Cuyabá, e Commissario Geral das Demarcações de Limites da p a r t e do
N o r t e , p o r Francisco José de L a c e r d a D " em Mathematica, e J o a q u i m
J o s é F e r r e i r a , C a p m . E n g e n h e i r o , e m F e v e r e i r o de 1781. 0'°,408 X l m ,100.
(B. N.)
C ó p i a moderna, a aquarella. Existe outra c o p i a na Arch. Militar.
1 7 3 0 - P o r ç ã o d o R i o N e g r o e A m a z o n a s e n t r e as d u a s V i l l a s de B a r -
cellos e Ó b i d o s , seg°. a a n t i g a C a r t a d o E s t a d o . ( P e l o D r . A l e x a n d r e
R o d r i g u e s F e r r e i r a ) . 0 m ,213 X 0 m ,236.
Au tographn.
Exp.: D. Antonia li. de Carvalho.
1731 - C a r t a q u e c o m p r e h e n d c p o r ç ã o d o R i o N e g r o d e s d e a V i l l a d o
B a r c e l l o s , a t é a o p o s t o d e M a r i b a t a n a s f r o n t e i r o ; o R i o TJaupés d e s d e a
s u a fóz, a t é á s u a c o m m u n i c a ç ã o , o u t r a j e c t o d e -terra - n o Y u c a r i p a r a o
R i o A p a p o r i s ; d e s t a c o m m u n i c a ç ã o , o A p a p o r i s , a t é á s u a fóz n o R i o J a p u r á j^
168

e a porção deste entre suas grandes Cachoeiras, e o ponto onde lhe con-
corre Auati-paraná, a mais occidental entrada^eu bocca do J a p u r á no Eio
Solimões. Levantada em os annos 81, 82, e 91, por motivos das Eeáes
demarcações por Jozé Simões de Carvalho, Tenente Coronel Engenheiro
empregado nas mesmas. 0m,485 X l m ,402. (B. N.) •
Cópia, a aquarella. Villas Qoas desenhou, 1841. Existem três cópias de
1850, 1875 e 1876, no Arch. Militar.
1732 - Mappa das comonicacoens do E. Negro e Japorâ. 0m,175 X 0 n ,364.
O r i g i n a l , e uma cópia de 1871.
A Bibl. Nac. possue cópia feita por L. A. da Silva Beltrão em 1844, e o dr.
L. da Ponte Ribeiro outra cópia moderna, na qual occorre expresso o nome de
Manoel da Gama Lobo de Almada.
Exp.: Arch. Militar.
1 7 3 3 - M a p p a das communicações do rio Negro para o Japurá.
0°>,263 / 0«,358.
Cópia, a aquarella.
Exp.: Arch. Militttr.
1734 - Mappa em qne se demostrão 3 Communicações do Eio Negro
para o J a p u r á por 3 Bocas superiores á do Eio U a u p é s : a 1* pelo Eio
Xié, a 2 a pelo Eio Issana, e a 3 a pelo Eio Thomon. 0">,210 X 0">,162. (B. N . )
Cópia, a aquarella, sem nome de auctor, nem data. Abaixo lê-se: Luiz Antô-
nio da Silva Beltrão (sicj, copiou em Março 1844.
1735 - Planta de parte dos Eios Orinoco, e Negro ; com as Povoaçoens
Espanholas estabelecidas nas suas margens. 0m,244 X 0">,293.
Cópia, a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
1736 - Mappa do Eio Negro e parte do Orinoco para o conhecimento
da sua comunicação feito por noticias e informações e sem exacção de
Longitude e Latitude. 0m,295 X 0™,453.
O r i g i n a l , a aquarella.—Duas cópias, uma sem data, outra de 1875.
Exp.: Arch. Militar.
1737. - Mappa do Eio Negro des de a Villa de Barcellos, até o Eio
Caxiquiarí que deságua no mesmo Eio; como também de todos os mais
que confundem as suas águas no dito Eio Negro. Tirada pello Cap ... nhada
pello Sargento Mor Engenheiro Mauoel Alvares Calhoiros. 0 m ,76õXl m ,710.
O r i g i n a l , a aquarella.—Trez cópias, duas sem data e uma de 1872.
Exp.: Arch. Militar.
1738. - Curva do Eio Negro, conforme o mappa do Coronel Manoel
da Gama Jjobo de Almada. 0 m ,214x0 m ,167. (B. N.).
Cópia. A traço de puma sobre papel vegetal.
1739. - Carta de parte do rio P a r a g u a y e do seo confluente Paraná, in-
cluindo suas fontes. 0»,483xO m ,590. (B."N.)
Rascunho ou esboço original a traço de penna, sem titulo, nem nome de auctor.
1740. - Mappa do rio Paraguay. Desde o Eio Verde até o Eio J a u r ú
seos Afluentes. Feito por Miguel Ciera Astronomo-Geografo. Anno de 1754.
0 m ,367Xl"860.
Cópia, a aquarella. — Outra cópia de 1859.
Exp.: Arch. Militar.
1741. - Exemplum Fluminis Paraguay qua parte Fidelis. 1 ac Cath. 1 E e g .
Imp.° confinia statua. (sic) Michael Ciera geogr. E. F . fecit. Kal M a j :
1754. l m ,986x0 M ,374.
O r i g i n a l , a aquarella. — Uma cópia de 1862.
Exp.: Arch. Mil.
169

1742. - Mappa Geographieum, quo Flumen Argenteum, P a r a n á , et


P a r a g u a y exactissime nunc primum describuntur, facto initio a nova Co-
lônia ad ostium usque Fluminis Jaurü, ubi, ex pactis finium regundorum,
Terminus de mármore positus, terrarumque insigniores Prospectus, et quorum-
dam animalium forme suis quaslibet aptte locis delineantur. opera, ac studio
Miehaelis C i e m R. F . geographi ( M D C C L V I I I ) . (B. N.)
O r i g i n a l illura. Consta de 35 ff. não num. 0 m ,350X0' n ,275.
Traz uma longa dedicatória em versos latinos a el-rei d. Josá I. Entre as vistas,
que occorrem neste curioso atlas, são dignas de nota:
a) o Planta da Praça da Colônia do Sacramento. »
b) « Vista por dentro da Praça da Colônia. »
c) (( Trage das Mulheres e dos Homens do Paraguay. »
d) ii Vista dos três Irmãos. »
o) « Vista do Pan de asucar.»
f) « Vista por dentro da Lagoa Yaiba. »
g) « Vista do Lugar donde se tem posto o Marco de mármore perto da bocca
do Rio J a u i ú no anno de 1754.»
h) « Vista do Rio Paraguay p.* cima do Rio Jaurü. »
Este mappa foi o próprio offerecido pelo auctor a el-rei d. José I. Cod.
D X X X V I I I (10-5).
1743. - Nova Carta Creographica de p a r t e do Rio Paraguai, com as
suas memoráveis Lagoas e Pantanozas Margens, mais particularmente con-
figuradas da parte do Ocidente, alem de outras mais porçoens de Rios ou
Ribeiras concideraveis, que nelle eonfluem, como são o Cuiabá .Tauru &*: a
contar desde os 15.° 24' athe 20.° 10' de Latitude Meridional. Que á real
prezença de sua magestade... faz de prezente subir o governador ... Luiz
d'Albuquorque de Mello Pereira e Caceres. Formada na mais principal
p arte a dita carta, sobro as possíveis observaçoens astronômicas, derrotas,
computaçoens itinerárias, e outros mais exames, que no anno passado de
1786, se mandaram fazer na-queles e outros mais districtos, pelo referido
governador o capitão general; sigundo mais individualmente manifesta a
própria carta geographica, com os officios de que vay acompanhada, de
conformidade pouco mais, ou menos ás outras respectivas contas, que j á
de tudo isto havia antecipado á mesma augusta senhora, nas datas de 21
de dezembro de 1785 e 10 de abril de 1870. 2"',541xl"\236.
O r i g i n a l , com a assig. autóg. do gov. Luiz de Albuquerque de Mello Pereira
e Caceres.
Exp.: Ai-cli. Militur.
1744. - Planta do rio Paraguay. 4 ff., medindo a maior lm,OSOxO°,740.
C ó p i a , em tela, do 18GÕ.
Exp.: Arch. Militar.
1745. - Carta esférica, <j comprehende o Rio P a r a g u a y desde a Cidade
da Assumpção até o Estreito de S. Xavier, formada na expedição q por
ordem do Ex.D'° S.r Vice-rey de Buenos Aires, fez o Tcn." de Navio D.
Martin Boneo no anno de 1790 com o reconhecimento dos Estabelecimentos
Portuguezes, formados na margem deste Rio. 0m,830x0™,293.
C ó p i a , a aquarella, e mais duas de 1835 e 1874.
Exp.: Arch. Militar.
1746. - M a p p a d o R i o P a r a g u a y d e s d e a b a h i a N e g r a a t é a V i l l a M a r i a .
2m,543x0m,529.
O r i g i n a l , a aquarella, sem titulo. Mostra ser dos fins do X V I I I século ou co-
meço do X I X .
Exp.. Arch. Militar.
1747. - Carta do Rio P a r a g u a y e das Lagoas Gaiba e Ubcrava. Cara-
170

cteres abertos na base do Morro do Letreiro na entrada da Lagoa Gaiba


0m,949x0m,534.
C ó p i a de 1867, a aquarella. — Outra c ó p i a de 1870. O dr. L. da Ponte Ri-
beiro possue outra c ó p i a a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
1748. - Carte des sources du Paragua}7, de 1'Arinos et du rio Cuyaba
indiquant les gisements diamantifères de Matto Grosso, dressée par F. do
Castelnau et É. D'Osery. 1845. Gravée par L. Bouffard. Paris, Imp. Geny
-Gross. 0™,330xOm,516. (B. N.)
Em Castelnau: «Góogr. des parties centrales de 1'Amérique du Sud. Paris,
1854, in-fol.
1749. - Mappa topographico do rio Paraguay desde a Bahia Negra ate
o J a u r u . Obra eximia do punho do Marechal Antônio Joze Eodrigues. Offe-
recido a S. M. o Imperador D. Pedro II por Duarte da Ponte Eibeiro.
0™,495X2m,99.
C ó p i a do 1845, a aquarella. Ha outras cópias na Secretaria do Extrangciros c
cm poder do dr. L. da Ponte Kibciro.
Exp.: Arch. Militar.
1750. - Planta da Parte do Rio Paraguay comprohendida entre a boca
do Rio S. Louronço e Corumbá e dos Rios S. Lourenço e Cuybá, levan-
tada pelo Capitão de Fragata Augusto Leverger cm 1847. NB. Esta Planta
é a continuação da planta do Rio Paraguay levantada polo mesmo Capitão
de Fragata no anno supra citado, e rectifioada e augrnentada com as son.las
pelo Capitão Tenente A. C. »So'ido em 1857. Lith. do Arch." Militar. 1860.
4 ff. de 0m,tJ95x0",555. (B. N.).
1751. - Carta do rio Paraguay desde a foz do Rio Scpotuba ate a do
Rio São Lourenço, pelo Cap.ao de Frág." da A. N. I. Augusto Leverger.
1848. Om,772xO-,629.
O r i g i n a l , a aquarella. — Possue c ó p i a o dr. L. da Ponte Kibciro.
Exp.: Arch. Militar.
1752. - Carta plana que acompanha huma Memória sobre o Reconhe-
cimento do Rio Paraguay desde a foz da Bahia Negra até a Cidade da
Assumpção. Pelo Capitão de Fragata Augusto Leverger. 0ra,820x0ll')150.
(B. N.).
C ó p i a a traço de penna sobre papel vegetal feita pelo barão da Ponte Kibciro.
Anda annuxa no cod. mss. intitulado: «Memória sobre o Kio Paraguay pelo Ca-
pitão de Fragata Augusto Leverger, desde Nova Coimbra até á Assumpção. 1844.
O Archivo Militar possuo outras cópias.
1753. - Carta plana que acompanha huma Memória e reconhecimento
do Rio Paraguay desde a foz da Bahia Negra athe a Cidade da As-
sumpção, pelo Capitão de Fragata Augusto Leverger. — Carta espherica
que comprehcndc o Rio Paraguay desde a Cidade da Assumpção até o Es-
treito do São Xavier, formada na Expedição, que por ordem do Ex.m° Sfir.
Vice-Rcy de Buenos Aires, fez o Tenente de Navio D. Martin Bonco no
anno de 1790, com o reconhecimento dos Estabelecimentos Portuguezes,
formados na margem deste Rio. 1 fl. 0°',825xOm,610.
C ó p i a de 1851. Aquarella.
Exp.: Dr. L. da Ponte Ribeiro.
1754. - Planta do Rio Paraguai desde as 3 bocas até o Pilar, e do Rio
Paranác desde Comentes até o Forte de Itapiní, levantada p.r ordem do
Prezid. da Rupublica do Paraguai pelos OtKciaes do Exorcito Brazileiro
Cap.m Hermenigildo de Albuquerque Porto Carreiro e Ten.° João Carlos do
Villagram Cabrita em Julho de 1851. 0°,700xOm,470.
C ó p i a ? A traço de penna.
Exp.: D. AntonU li. de Carvalho.
171

1755. - Eeconhecimento da parte do rio Paraguay comprehendida entre


os Dourados, e Villa Maria feito pelo 1." tenente d'armada ... H. A. Ba-
ptista em Agosto de 1857. Lith. do Arch. Militar. J. A. P. 0n,,520x0m,342.
(B. K ) .
H a uma c ó p i a , de 1858, no Archivo Militar.
1756. - Planta do Rio Paraguay levantada pelo ... chefe de divisão
Augusto Leverger, e correcta em seos delineamentos e n'alguns pontos
com a indicação da apparencia das margens do rio e com as sondas, desde
a embocadura do mesmo rio até Corumbá pelo capitão tenente da Armada
Imperial Antônio Cláudio Soido. 1857. Desenhada por Lauriano Joze Mar-
tins Penha. Lith. do Arch. Militar. 1859. J. A. P. / L. J. Giz. / V. Larée.
Roch. I A. P. Siqueira. / grav. 10 ff. de 0n,,710x0B,550. (B. N.).
1757. - Fragments d'une Carte hydrographique du Eio Paraguay dressée
par M.r A. Leverger. Grave chez Erhard Imp.l° Kappelin, (1860). 0m,469
X0m,330.
Com a «Grande Cataracte du Bio Paraná.» Em Demersay: «Atlas do Paraguay».
Exp.: S. M. o Imperador.
1758. - Planta do rio Paraguay levantada pelo E.mo S.°r Chefe do
Divisão Barão de Melgasso Augusto Leverger desde a embocadura do mesmo
rio até o rio Ápa, reduzida no Archivo Militar pelo T.n0 C.el M. F. C. de
Oliveira Soares, Chefe da 2.' Secção, assignalando-se nella muitos pontos
importantes, que os Exércitos aluados, e Esquadra Brazileira oecuparão na
Campanha do 1866 em diante, segundo alguns esboços, e correspondências
publicadas nesta Corte; desenhada pelo Capitão Luiz Pedro Lecor. 1869.
3m,380x0m.865.
O r i g i n a l da reducção.— Outra reducção em poneto menor pelo mesmo.
O r i g i n a l . l m ,817X0 m ,676.
Exp.: Arch. Militar.
1759. - Mapa dos Rios nauegaveis, que sahcm da Capitania de São
Paulo,
m
e dão entrada para os Domínios de Espanha, e Rio da Prata.
O ,317XO-,432.
O r i g i n a l , a aquarella. Escala de dous graus de 20 léguas cada u m . — U m a
c ó p i a de 1869.
Exp.: Arch. Militar.
1760. - Plano do Rio Paraná desde a Barra do Rio Ygatemy te a
caxoeira que está duas legoas ao Sul do Rio Yguariy, tirado pelo Capitão
de Granadeiros Cândido Xavier de Almeida e Souza. 0m,305X404. (B. N.)
C ó p i a official e authentica, de 1783. Escala de 5 léguas.
Acha-se no vol. V. da « Correspondência entre o vice-rei do Estado do Brazil
D. Luiz de Vasconccllos e Sousa e a corte. »
1761. - Carta topográfica do rio Grande, ou Paraná, desde a Barra do
Rio Tietê, até o Salto das Sette Quedas. Por J.° Custodio de Sá e Faria.
í-.sooxfhsso.
C ó p i a de 1857, a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
1702. - Carta hydrografica do rio Parnaiba. Desde os Possoens até as
suas fózcs, e a costa comprehendida entre a primeira foz a Barra do Ga-
rassú e a ultima a Barra da Tutoia. Levantada por Simplicio Dias da.Silva
no Anno de 1806. 0»>,622xln\48.
Cópia, a aquarella.
Exp.: Dr. L. da Ponte Ribeiro.
1763. - Planta das principaes barras do Rio Paranahyba feita em Fe-
vereiro de 1853 pelo 2." Ten.e d'Armada Ignacio Agostinho Jauffret, e o
Pratico Pedro Francisco Pereira, nomeados pelo commandante do Br." Es-
172

• cuna Andorinha, o 1." Ten.° Pedro Thomé de Castro Araújo, por ordem
do Cap.m de Frag." Joaquim Manoel d'01iveira Figueiredo, com.e em chefe
<la Divisão Naval do Maranhão. 0"»,335x0m,486.
O r i g i n a l . — Q u a t r o c ó p i a s , duas de 1854 e as outras duas a aquarella de 1870.
Exp.: Arcli. Militar.
1764. - Planta do rio Parnahyba desde a sua foz até a cidade The-
resina organisada segundo os trabalhos idrographicos do 2." tenente da
armada, Ignacio Agostinho JaufFret, e o pratico Pedro Francisco Pereira
da Divisão Naval do Maranhão, em 1853, e dos do Engenheiro Civil J. N.
de Campos, por José Pereira de Sá. 1854. Planta das principacs barras do
rio Parnahyba levantada de ordem do chefe da Divisão Naval do Maranhão,
O Capitão de Fragata Joaquim Manoel de Oliveira Figueiredo, pelo 2." Te-
nente da Armada Ignacio Agostinho JaufFret e o Pratico da Divisão Pedro
Francisco Pereira, a bordo do Brigue Esc* Andorinha em Fevereiro
de 1853. Plano do rio Parnahyba desde a Cidade de S. João até o rio
do Longa. Plano do rio Yguarüçú desde a cidade de S. João até o Para-
nahyba. Plano do rio Yguarüçú da cidade de S. João ao Oceano. {Lith.
do Arch. Militar.') 1 folha O',895X0-»,575.
Existem no Arch. Militar o original e um cópia de 1871.
1765. - Mappa geral de todo o rio Parnahyba pelo engenheiro da 2.*
classe em serviço do Ministério d'Agricultura... Dr. Gustavo Luiz Guilhermo
Dodt. Escalas: 1 : 500 000 d. f. n. Maranhão em Abril de 1871. (B. N.)
O r i g i n a l , com nssign. autogr. Em panno gommado. l m ,857X0" , : 8 - 28.
Exp.: Dr. Fernandes Mendes de Almeida.
1706. - Mappa do rio do Pindare. Por Guilh.mc Wcllstood. Nov.™ de
1822. Desenhado por Diogo Guilherme Boylc. 2m,433x0'",530.
O r i g i n a l , a aquarella. Eácalla de duas léguas.
Exp.: llild. de Marinha.
1767. - Planta dos rios Ponionga c Japaratuba e das Barras destes c do
Cotinguiba, na Província de Sergipe levantada pelo Capitão J. C. de V. Ca-
brita. Maio de 1854. 0,")670x0ra,4í)9.
Cópia de 1854, a aquarella.
Exp.: Arch. Mil.
17G8. - Mappa hydrographico do Rio Purús c Aquiry por Chandlcss
no anno de 1868. 0m,336xlm,770.
C ó p i a de 1870, sem titulo. O mesmo mappa reduzido pelo barão da Ponte Ri-
beiro. O1", 320X01", 4:32. O r i g i n a l da reduc<;ão em papel vegetal.
Exp.: Dr. L. da Tontc Ribeiro.
17GÍ). - Reconhecimento do rio Quceeribú entre o rio Macacú e o atter-
rado doTipotá, feito pelo cap. de cng. A. P. de F. Antas. 1855. Lith. Imp'.
de llensburg. 0m,184x0"',271. (B. N.)
No Relat. do Rio de Janeiro, pelo Dr. J . R. de Sá Rego, 1850.
1770.-Rio Santa Maria. Im,280x0«>,370.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: S. M. o Imperador.
1771.-Entréo de Ia riviere de S'. François à Ia coste de Bresil. (Grav.)
<h219x0»,165. (B. N.)
Em Bellin «Atlas maritime » 1704, tom. I I , n.° 53.
1772. - Entrée de Ia Riviere de S. Fraçois. = à Ia Cote du Brèsil. 0m,
220x164. (B. N.)
C ó p i a a traço de penna, sem nome de auetor, nem data.
173

1773 - Cours do Ia Eiviero de S. Frane." et Ia navigation que fait de-


S.' Paul jasquau mines de P i t a n g u y . 0 m ,540x645. (B. N.)
« Rascunho ou esboço original » a traço de penna ; sem nome de auctor, nem
data.
1 7 7 4 - P l a n t a de huma p a r t e do Eio de S. Francisco. 0 m ,326x0 m ,518.
Cópia, a aquarella.
Exp.: Areh. Militar.
1 7 7 5 - M a p p a do rio de S. Francisco e seus eonfluentes. 0 ! ° ) 297x518.
O r i g i n a l , a aquarella, sem titulo.
Exp.: Arch. Militar.
1776 - Mapa Topográfico, e discripção G.1 do Eio de S. Fran. co des o
Nacim. w té a sua fos: com midisão gradual segundo as indagasões q pare-
cerão mais exactas ao B." 0 Fran. c0 Jozé Corr" V " da Manga e Vigr.°do P o r t o
da Folha q viajou p. r todos os Lugares clescriptos. Dezbr. 0 24 de 1807.
Feito pelo E.d° Fran. 00 Jozé Corr.°. O-^SGxO^eSS.
O r i g i n a l , a aquarella... Três c ó p i a s : uma sem data, outra de 1809 e a
ultima de 1870.
Exp.: Arcli. Militar.
1777 - Planta de p a r t e do rio de S. Francisco, desde o Eiacho Fundo
até o rio Paracatú. I m ,61x0 , ",622.
O r i g i n a l , sem titulo, a aquarella. Abaixo lê-se «Feito no Eeal Arcbivo
Militar. »
Exp.: Arch. Militar.
1778 - Planta do rio de S. Francisco, desde a villa do Joazeiro até a de
Carenhena, contendo as differentes Povoações e Fazendas adjacentes á essa
extensa porção do Eio, e uma Legenda das denominações das numerosas
ilhas que se encontram em seu curso; mandada levantar pel-o Ex. m0 S.' Te-
nente General Francisco Joze de Sousa Soares da Andréa em 1847, quando'
Presidente da Provincia da Bahia. 0 m ,577x0 m ) '157.
Cópias (2) do 1849, a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
1779 - A t l a s da exploração do rio de S. Francisco, por II. G. F . Hal-
ield. 1860. V i d e : o n.° 230 d'este Cat. (B. N.)
1780 - Plan de 1'entrée de Ia revière de San Francisco ícôte du Brésil),
leve en 1SG0 par ordre de m. r ;le contre-amiral V.'0 de Chabannes, comm.'
en chef Ia Station du Brésil et de Ia Plata par M.r E. Mouchez, lieutenant
de vaisseau, commandant 1'Aviso à vapeur le Bisson, assiste de M. M.
Molle, Carro et de Crouy, Lient." de vaisseau, publié p a r ordre de 1'Empe-
reur... 1862. Grave par Ch. Dyonnet. Ecritpar A. Blanchard. s. d. 0m. 640X
0m,892.
Exp.: Ardi. Militar.
17S1-Demonstração graphica da E s t r a d a do canal navegável do rio de
São Francisco da Cachoeira do Sobradinho ao mar e sua posição geogra-
phica. (Lith. e Topogr. de Koegel & Schwestka, 1869.) 0m, 165x0°', 609.
(B. N.)
Xo « Eelatorio da agricultura » de 1869.
1 7 8 2 - P l a n o do3 Eios de S. Francisco, Araquari, e Três Barras, Le-
vantado por Antônio Xavier de Noronha Torrezão Primeiro Tenente d'A.
X. o I. 1S40. 0m, 596 X0 m , 485.
O r i g i n a l ; escala do 3 milhas.
Exp.: S. M. o Imperador.
1783. - Planta do rio S. Francisco levantada por A. X. X. Tcrrezâo,.
174

Official da Armada N . e I. em 1840. {Lith. do Arch. Militar f), s. d. 0m,598


X0-,474.
Uma cópia a aquarella de 1852 com as enseadas de I t a p a c o r o y a e de Ga-
roupas. 0n,,798X0m,511.
Exp.: Arch. Militar.
178t. - lie San Francisco (du Sud) et embouchure du flenve d'apres
,les t r a v a u x de M$ Mouchez, capitaine de frégate et M.r A. X. de N . Tor-
rezao, officier de í l marine brésilienne. 1864. Baie de Garopes levée p a r A.
X . de N . Torrezao. Itapocoroya leve par A. X. de N . Torrezao Grave
par Delamare. Paris. Imp. Bry. s. d. 0 m ,279x0 m ,436.
Exp.: Arch. Militar.
1785. - Planta do Rio de São Gonçalo, na Província do Eio Grande do
Sul. Levantada e construída pelo Segundo Tenente da Armada N . I. Pedro
Garcia da Cunha. 1838. Lith. do Archivo Militar. A. R. de Araújo. ( N a
mesma folha: P a n t a da cidade de Pelotas. Barra de São Gonçalo.)
G»,610xO m .450. (B. N.)
Escala de 3000 léguas pnra a « planta. i>
1786. - Planta topográfica da barra do Bio S. João levantada pello
Capp. m do Beal Corpo de Engenheiros Jacinto Deziderio Cony. 0m,490
X0 m ,616.
O r i g i n a l ? , a aquarella. Escala de 150 braças.
Exp.: Arch. Militar.
1787. - Planta topográfica da Fóz do Bio de S. João levantada por
Ordem S. A. B. pelo Capitão do Beal Corpo de Engenheiros Jacinto De-
ziderio Cony em Janeiro de 1809. 0 m ,599x0 m .576.
C ó p i a contemporânea.
Exp.: Arch. Militar.
1788. - Mappa hydrographico do Bio S. Lourenço até a confluência
que nelle faz o Bio Cuj^abá e deste até á cidade do mesmo nome. Con-
feccionado em conformidade dos respectivos Planos levantados pelo Ex. mo
Chefe de Esquadra Augusto Leverger. Bio de Janeiro 25 de Julho de
1857. Duarte da Ponte Ribeiro. Izaltino José Mendonça de Carvalho.
3 folhas. 0 m ,950xl m ,40.
O r i g i n a l , a aquarella. —Existe no Arch. Militar cópia a aquarella,
de 1859.
Exp.: Dr. L. da Tonte Ribeiro.
1789. - Planta da parte superior do Bio S . L u i z (1863?) 0 n, ,473x0 m ,775.
O r i g i n a l ? , a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
1790. - Mappa do Leito dos Bios Taquary, Cuxiim, Camapoam, Va-
rador de Camapoam, Pardo, Paraná, Tietê, e Caminho de terra desde a
Freguezia de N. Snr." May dos Homens de Araraytaguaba athe a Cidade
de S. Paulo, que por Ordem do 111.'°° e Ex. m0 Sfir. Luiz de Albuquerque
de Mello Pereira e Caceres... levantou no anno de 1788 e 1789 Francisco
Jozè de La-Cerda e Almeida, D r . Astrônomo. 0 m .464x2 m ,5.
O r i g i n a l , com a assig. autrog. do auctor. A aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
1791. - Carta geographica dos rios Taquary, Coxim, Pardo, Grande,
Tietê e outros. 0"','549x2 m ,531. 1
Cópia, a aquarella.
Exp: Arch. Militar.
1792. - P l a n t a do rio Taquary levantada pelo capitão Joaquim da
Gama Lobo d'Eça e pelo piloto d'Armada Francisco Duarte Gularte Simas.
Maio de 1862. 8 ff. med. a maior r°,160xO m ,690.
Original.
Exp.: S. M. o Imperador.
175

179H. - ConfigvraçSm dos Rios Tietê, Paraná, Ygatemi. (Pelo brigadeiro


José Custodio de Sá e Faria.) (1775.) 20 ff. num. O^iexO-.iaO-
C ó p i a cont., a traço de pcnna.
Exp.: D. Antonia K. de Carvalho.
1794. - Demonstração Geographica do curso do Rio Tietê desde a ci-
dade de S. Paulo tê a confluência que forma com o R.° Paraná, e desta tê
a barra do R.° Ygatemi e a direcção deste tê as saas Origens. O^SS
X0m,986.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Secret. da Extrangeiros.
1795. - Planta do Rio Tietê, ou Anemby, na capitania de S. Paulo,
desde a cidade do mesmo nome....até á sua confluência no Rio Paraná,
ou Rio Grande. 2m,467x0m,292.
Original, a aquarella.
Exp.: Secret. de Extrangeiros.
179(5. - Carta chorografica dos Rios mais notáveis, que correm entre a
Cidade de S. Paulo, e a Capitania de Cuyabâ, e Mato grosso. 0m,646
X0"',610.
O r i g i n a l ? , a aquarella, e uma cópia.
Exp. Arch. Militar.
1797 - P l a n t a de numa parte do. rio Timbaúba no. Município de
.S.João pelo 2.° Tenente Francisco Pereira da S.* 1847. 0m,482x0m;299.
C ó p i a , a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.

1798. - Mappa do Rio Tucantins, que o Ill.mo e Ex.m0 Síir. Jozo de


Almeida de Vasconcellos de Sobral, e Carvalho, Governador, e Cap.m Ge-
neral da Capitania de Goyas, mandou navegar do Porto do Arrayal do
Pontal, onde o d." Snr. se achava em 7 de Agosto de 1773 athe a Cid.6 de
S. Maria de Belém do Gram Para, por Antônio Luis Tavares, que com as
instruções que S. Ex." lhe deu, o Carteou na forma que mostra este Mappa;
asertado com o Roteiro que o mesmo Antônio Luis entregou a S. Èx."
quando daquella Cid.8 chegou a esta Capital Villa Boa; e por elle se vê,
que do d.° Porto á sobredita Cidade, são na melhor estimação, 231 Le-
goas e 8/4. 9m,927x0u',359.
O r i g i n a l , a aquarella.—Quatro c ó p i a s , duas sem datas e as outras de 1853
e 1867.
Exp.: Arch. Militar.
1799. - Discrição do Rio Tocantins desde Alcobaça em thè ao Pontab
0m;420Xlm,826.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Dr. L. da Ponte Ribeiro.
1800. - Rio Tocantins desde a Villa de Cametá do Gram Pará athe os
Arraiaes do Pontal, e Carmo de Minas de Goiaz; e estrada desde a fazenda
Mirador do Maranhão athe o Porto Real do Carmo. 0m,374x0m,724.
Original, a aquarella.—Cópias de 1862, 1867 e 1870. O Dr. L. da Ponte
Kibeiro possue outro original. 0m,29õX0m)691.
Exp.: Arch. Militar.
1801. - Configuração do Rio Tocantins desde a Villa de Cametá athé
aos portos Reaes dos Arraiaes de pontal, e Carmo. 0°',230xOm,707.
O r i g i n a l ? , a aquarella.
Exp.: Dr. L. da Ponte Kibeiro.
1802. - Rios Tocantins e Araguaya configurados comforme as Cartas
que existem da Secretaria do Governo, mandados dezenhar pelo Ill.mo e
176

Ex.mo Senhor Fernando Delgado Freire de Castilho Goverdor (sic) e Cap.m


G." da Capitania de Goyas no anno de 1813. 0m}831x0a,^71.
Original?
Exp.: Arch. Militar.
1803. - Plano do rio Pará por José Fernandes Portugal em Pernam-
buco no anno de 1803. Lithographia do Archivo Militar. Jorge Vedras 1835.
0 ,340x0m,277. (B. N.).
m

1804. - Plano da entrada do Rio Pará, offerecido ao 111 ."• e Ex."" Sflr.
Marquez de Paranaguá, Ministro e* Secretario d Estado dos Negócios da
Marinha, pelo Capitão de Mar e Guerra Joee Joaquim da Silva, extraido
do Original, em Janeiro de 1827, por Hugo de Fournier Major do lmp. 1
Corpo de Engenheiros. 0m,580x0m,710.
C ó p i a do 1829.
Exp.: Arch. Militar.
1805. - Copia da Carta da entrada do rio do Pará, extrahida da que
existe no Archivo do Governo por Joaquim Rodrigues d'Andrade, Capitão
do Corpo d'Artilharia de 1.* L.* n.° 12. 0-,574xOm,716.
C ó p i a s (2) de 1830.
Exp.: Arch. Militar.
1806. - Plano das lagoas que formâo o rio Tramanday. (Por Manuel
Vieira Leão. 1778.) 0m,220x0n,,350.
C ó p i a . Escala de 5 léguas.
Exp.: Arch. Militar.
1807. - Mappa em que se mostra o reconhecim.10 do Rio Vaupés desde
a foz do Rio yucari ou Porore paranã p." sima, o a comonicação mais
alta do mesmo Vaupés p.* o Japurâ pello rio Vnhunham até ao Rio Vssa
paranã q dezagoa no Apaporis. 0m,140x0I°,340.
O r i g i n a l . — U m a c ó p i a de 1871.
Exp.: Arch. Militar.
1808. - Communicação do Rio Uaupés para o Japurá, pelo Rio Yucari,
ou Pururé paranã. 0,lm61X0M,205. (B. K )
Cópia de 1844, a aquarella, som nome do auetor, nem data.
1809. - Mappa em que se mostra o reconhecimento do Rio Uaupés
desde a foz do Yucari ou Pororé-paranã para cima, e a communicação
mais alta do mesmo Uaupés para o Japurá pelo Rio Unhunham até o Rio
Ussaparaná que desagoa no Apaporis. 0m,150x0m,373.
C ó p i a moderna.
Exp.: Dr. L. da Ponte Kibciro.
1810. - Grande Cachoeira Maúba dentro do Rio (Jraricaprá confluente
do Rio Branco. 1877. 0n,,337x203. (B. N.)
Original?
1811. - Mapa do Rio Urubu, com todos os Canaes e Comunicaçõens
que tem p." o Rio Amazonas, pela Costa Septcntrional ... conforme a Carta
Geral do Estado do Grão Pará, donde foi extraindo ... ; Coordenado pelo
Tenente Coronel de Artilheria com exercício de Engenheiro Theodozio
Constantino do Chcrmont á vista de hum .... que do rio Urubu e Aniba
o prezentou o Alferes de Auxiliarcs Ignacio de Moraes Bitancourt, Director
da V.a de Silves; por ordem de 31 de janr." de 1787 do sobred." Exm.°
S.r feito a navegação, e exame dos ditos Rios. 1787. 0m,320x0m,37õ.
(B. N.)
C ó p i a contemporânea. No uDiario da navegação do Rio Urubu», por Ignacio
de Moraes Bitancourt.
1812. - Carta corografica do Grande Rio de Paraguay e vulgarmente o
177
Rio da Prata na America Austral e Portngueza, e dos Rios Uruguay, Rio
Negro, Rio Grande, Lagoa Merim e da Terra da Missão. Bahia 1739. Fr.
Est. do Lorcto. 0m,560x0m,630?
O r i g i n a l ? a a q u a r e l l a . — C ó p i a de 1859.
Exp.: Arch. Militar.
1813. - Carta Geographica que comprende los Rios de, Ia Plata, Paraná,
Uruguay y Grande y los terrenos adyaeentes. London, • published for the-
Proprietor by G. & J. Cary, April 10, 1827. 0»,756x0m,596. (B.N.)
Existe uma c ó p i a , a aquarella, no Archivo Militar.
1814. - Mappa do rio Uruguay desde o Salto até Buenos Ayres. lm,638
X0m,397.
C ó p i a de 1847, a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
1815. - Reconheciriiento do rio Uruguay corregido de Buenos Ayres
até o Salto e levantado d'ahi até a caxoeira do Izidro pelo cap."° Ten."
d'Armada Francisco Luiz da Gama Roza e des. pelo 2° Tenente Clementino
Plácido de Miranda Machado. (Lithogr. do Archiuo Militar.) 1847. 0™,937
X0m,360. (B. N.)
1816. - Reconhecimento do Rio Uruguay desde o Quarahim até S."1
Borja e do Rio Ibicuhy desde a foz ate o arroio Pirajú pelo Capitão Te-
nente d'Armada Francisco Luiz da Gama Roza em 1850. 0m,508xlm)76.
O r i g i n a l , a traço de penna; escala do 8 léguas portuguezas. — Uma cópia
de 1874, a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
1817. - Reconhecimento do Rio Uruguay desde o Quarahim até S. Borja
e do Rio Ibicuhy desde a foz até ao arroio Pirajú pelo Capitão Tenente
d'Armada Francisco Luiz da Gama Rosa em 1850. Copiado e reduzido pelo
Tenente do Estado Maior Antônio Pedro Lecor em 1850. Lith. do Archivo
Militar. L. J. Giz. grav. 0m,455x0m,790. (B. N.)
E ' impressão reduzida da charta precedente.
1818. - Planta da parte do rio Uruguay, comprehcndida entre a barra
do rio Passo-Fundo e a do rio Turvo na qual se mostra a verdadeira pozi-
ção do Salto-Grande e as barras de seus principaes afluentes incluzive a
do Pipiry-Guassú com pequena extenção de seu curso ; bem como os prin-
cipaes obstáculos que dificultão sua navegação. Levantada pelos 1.°" Te-
nentes d'Engenheii'OS Antônio Eleuterio de Camargo, e d'Armada Imperial
José Nolasco da Fontoura Pereira da Cunha o o agrimensor Manoel José
d'Azevedo, em 1862 e 1863. O Tenente Coronel d'Èngenheiros José Maria
Pereira de Campos. 2",556x0m,573. (B. N)
C ó p i a datada de Porto Alegre a 15 de Julho de 1867, o anthenticada por A.
E. do. Camargo, um dos auetores. A aquarella. O Archivo Militar possue outra
cópia.
1819. - Planta .da parte do rio Uruguay que comprehendc a barra do
Pepiry Guassu e Salto Grande, levantada pelos 1.°' Tenentes d'Engenheiros
Antônio Eleuterio do Camargo e da Armada José Nolasco da Fontoura
Pereira da Cunha c Agrimensor M.el J.c d'Azevedo, com o fim de descri-
minar-se a verdadeira posição do referido Pepiry-Guassu, que serve de li-
mite entre o Império e a Confederação Argentina em 1863. (B. N.)
Cópia, a aquarella; escala de 1:10000 palmos.
1820. - Planta do Rio Uruguay do Porto do S. Borja ao Passo dos
Garruchos na escala do 0-,01 : 1000". Fcv." 1866. Assig.0 S. S. Mello, C. J.
Niemcyer. 0m,362x0",795.
Cópia feita cm 1872, a aquarella.
Exp.: Arch. Milit.
12
178

1821. - Planta do curso do Rio das Velhas desde ò Arraial das Tra-
hiras até a sua barra com o Rio de S. Francisco; copiada de um desenho
«em escala pelo Engenheiro Civil Fernando Halfeld. 0°',207x0',,,544:
C ó p i a . Declara-se que esta planta foi provavelmente levantada em 1832 ou 33
pelo hábil official da marinha ingleza o tenente Owen.
Exp.: S. M. o Imperador.
1822.- Rio fias Velhas. Planta geral da Ponte de S.u Luzia até o Arraial
<ie Trahiras. A' Bordo do Vasconcellos, 20 de Abril de 1854. (de Ia
Martinière.) (E. C.) Desenhada: Júlio de Borell de Verney. Engenheiro
•da Província de Minas Geraes. 3^590 X0m.600.
Cópia.
Exp.: S. M. o Imperado/.
1823. - Planta do .rio das Velhas, entre André Gomos e a Jaguara,
levant. pelo eng." Henrique Dumont em Outubro do 1864. (Rio de Janeiro)
I. Inst. Artístico. 0B,311xOm,505. (B. N.)
No «Relatório» da prov. de Minas por J . Saldanha Mnrinho, 18G7.
1824. -Planta do rio Yamundá, levant. por J. Barbosa Rodrigues ...
1875. Lüh. de P. Robin. (B. N.)
No «Relatório» do auetor.

e) Chartas de limites:
1." CHARTAS GERAES.

1825.-Mapa de los confines dei Brazil con Ias tierras de Ia Corona de


Espana en Ia America Meridional Io que está de amarillo esto que se halla
ocupado por los Portug e ' Io q está de color de roza esto que tiene ocu-
pado los Espanoles, Io que queda en blanco no está todavia ai presente
ocupado. En ei ano de 1749. 0m,581x0°',522.
Esta charta geog. é a de que se-serviu o ministro plenipotcnciario de S. M. F .
para ajustar o tractado da divisão dos limites na America Meridional asíign. a 13
de Janeiro de 1750. Traz uma declaração dos ministros plcnipotenuiarios das duas
coroas de Portugal e do Hispanha datada deMadrid a 12 de Julho de 1751.
C ó p i a de 1871, a aquarella. Ha outra cópia na Secretaria de Extran-
geiros.
Exp.: Arch. Militar.
1826.-Carta geographica de que se serviu o ministro plenipoteneiario
de S. M. Fidel. para ajustar o tratado de limites na America Meridional,
assignado em 13 de Janeiro de 1750. (B. N.)
Ann. a « Memória sobre as questões de limites », &, pelo cons.0 D. da Ponte
Ribeiro. « Rio, Laemmert., 1870, 4.°.
1827. - Carta geographica de que se serviu o ministro plenipoteneiario
de s. magestade fidelissima para ajustar o tratado de limites na America
meridional, assignado em 13 de Janeiro de 1750. Mappa de los confines dei
Brasil con Ias tierras de ia Corona de Espafla en Ia America Meridional.
1759. J. M. C. Calheiros, gr. (Lisboa) Lith. da I. N.01 Om,579xO,",522.
Accompahha a Coll. de Tractados do Borges de Castro.
Exp.: Dr. L. da Fonte Bibeiro.
1828. - Carta geographica de que se serviu o ministro plenipoteneiario
-de s. magestade fidelissima para ajustar o tratado de limites na America
Meridional, assignado em 13 de janeiro de I750.-Borrador topographico.
La linea divisória que cita ei articulo 12 dei Tratado preliminar, y ajus-
tadas distancias hasta su ponto final. Mappa que foi feito cm Madrid em
1778, para mostrar com um traço encarnado a linha divisória citada no
art. XII do Tratado preliminar de 1777, e com outro amarello a fronteira
179

•que então tinha o Brazil, que é a mesma que t e m actoalmonte. (Lith.)


1 folha 0°' ) 491X0 n ) 548.
Exp.: Dr. L. da -Ponto Bibel».
1829. - Copia do borrador topographico espanhol da L i n h a divizoria
que cita o Artigo X I I . do T r a t a d o Preliminar; e as ajustadas distancias
a t h e o seu ponto final. 0 m ,187x0 m ,554.
Cópia cont., a aquarella.
Exp.: Arcb. Militar
1830. - Borrador topográfico de Ia linea divisória, qve cita ei articvlo
12.° dei Tratado preliminar, y ajvstadas distancias hasta sv pvnto final. J.
M. C. Calheiros, gr. {Lisboa.) Lith da I. $.". 0 m ,191x0",552.
Accompanha a Coll. de Tratados de Borgc3 de Castro.
Exp.: Dr. L. da Ponto Blbeiro.
1831. - C a r t a da província do Brasil, com a linha da de Macaçaõ (sic)
das Comquistas de P o r t u g a l e Castella Por onde seue ser o Eio da P r a t a
d a nosa Comquita. O m ,563xO B ,400. (B. N.)
Ch. msc. (século XVIII) e color.
1832. - Mappa de hüa p a r t e da America Meridional, pertencente á di-
visão, pelo Publico Tractado de Limites, entre as duas Coroas de Portugal,
e Castella. 1759. 0",329x0 m ,347.
Origi nal?
Exp.: Arch. Militar.
1833. - Mapa dos confins do Brazil com as terras da coroa de Hespanha
n a America Meridional. 1764. 0 n ,581x0 m ,525.
Original.—Uma cópia a aquarella, de 1876.
Exp.: Arch. Militar.
1834. - Tabula nova, atque aecurata Ame'ricse Australis partem cxhi-
bens, in qua omnes proecipue Begiones, de quibus olim, regendorum Fi-
nium causa, inter Lusitanos, Hispanosque conuenerat, atque aliaram prrcterea
t c r r a r u m tractus continentur, quoe Agro Paraquaensi, Flumine Paraná, Flu-
mine Argenteo, atque Oceano terminantur: AuctoreMicbaele Antônio Cicra,
Astrônomo, ac Geographo Eegio, qui Josephi I. Begis Fidelissimi jussu
loca"* fere omnia semel, atque iterum peragravit, assidua observatione no-
tavit, et. ad cálculos astronômicos revocata Fide bona, atquo integra in
hanc speciem, et formam digessit, ac, nemine fraude facta, labore tantum,
ac studio vere admodum suo descripsit. Olissipone Mense Sextili An.
M D C C L X X I I . 2">,93xl m ,250. Com 14 vistas pequenas circulando a charla:
(B. N.)
O r i g i n a l , a aquarella.
1 8 3 5 . - M a p a de todo o vasto Continente do Brazil ou America Por-
tugueza com as Fronteiras respectivamente Constituidas pelos Domínios
hespanhoes adjacentes. Oferecido junto do soberano Trono da m.tó Alta e
m.10 Poderosa Bainha Nossa Senhora D . Maria I.» por Luís de Albuquerque
de Mello Pereira e Caceres do Conselho de S. Mag. de G." e Cap.*m General
do Mato groço e Cuiabá debaixo de cujos exames o direção se reduzio o
configurou o mesmo Mapa no ano de 1778. l m ,262xl m ,666.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arcb. Militar.
1 8 3 6 . - P l a n o q representa o r. Amasonas ou Solimoens com seus con-
fluentes. Da p. w do Nort., segundo a carta de Danvile; Issá estimado; Ja-
pura, Negro e Branco examinados no anno de 1781 por ordem do Cap. om
G.""1 João Pereira Caldas, e sugeitos as observaçoens Astronômicas. Da p . "
do Sul, o B. Ueayal, segundo Danvile; J a v a r i estimada sua direcção. D a
180
m.m* sorte Jutai, Juraá, Teffc, Cueri, e Purus: e a direcção media do ET.
Madeira, & &. 0 m ,597x0 m ,649.
O r i g i n a l , com assign. autogr. do general João Pereira Caldas; a aquarella.
Seis cópias, sendo uma sem data e as outras de 1854, 186.0, 1872 e 1873.
• Exp.: Arch. Militar.

1 8 3 7 . - M a p a geographico do Ia m a y o r parte de Ia America Meridional


por donde debe trazar-se Ia Linea Divisória de los Domínios de Espafla, y
Portugal. Construido en virtud le Ecal orden, por ei Temente General D."
Francisco Eequena en ei afio de 1796. I m ,241x929.
Cópia de 1856, a aquarella. O dr. L. da Ponto Ribeiro possue outra cópia
de 18G7.
Exp.: Arch. Militar.
1838. - Carta da parte America comprehendida entre a latitude 5.°
norte e 12.» sul. 0 m ,458x0 m ,S02.
Cópia, a aquarella.—Outra cópia de 1876.
Exp.: Arch. Militar.

1839. - Carta geral das Capitanias do Grão Pará, o Maranhão que nellas
se contem; comprchendendo, ao Norte as Guianas até o Orcnoco inclusive,
o a sua comunicação com Eio N e g r o : ao Sul, parto das Capitanias de
Maio Grosso, e Goiás: a Leste, os limites com a de Pernambuco, e ao
Oeste com os Domínios Hespanhocs. Feita por Ordè do Brigadeiro Manoel
Marques, por Serafim Jozè Lopes, 2." Tenente do Corpo de Artr.* do
Pará, c cxtrahida e organizada sobre 03 Planos, e Memórias que abaixo se
citão, e sobro os que possuia o dito Brigadeiro, dignos de fé por sua cx-
actidão. Anuo de 1813. 0 m ,704x0 m ,980.
Original, a aquarella, e uma cópia mod.
Exp.: Arch. Militar.
1 S 4 0 . - M a p p a que compriende os limites das Fronteiras do Brazil
desde a Villa de Albuquerque ate S. Paulo ou desde 17.° até 24.° de Latt.
e 320 ate 331 de Long. c Oriental do Meridiano do Ferro. Eeduzido e Co-
piado por Antônio Galdino da Costa e Silva no Eeal Archivo Militar no
Anuo de 1S24. O m ,127xO m ,7^.
C ó p i a auth. do 18G6, a aquarella.
Exp.: Dr. L. da Ponte llibeiro
1841. - Copia da Carta gcographica das Províncias do Grão-Pará, Bio-
Ncgro, Maranhão, o outros Governos que antes formavão os Estados do
Grão P a r á hoje Principado: alem destes a Guiana Brasileira, Francesa, IIol-
•landcsa, Ilcspanhola c outros redusidos até o Orcnoco, a dobra da super-
íicic a vista do vários Planos pelo Major de Engenheiros Hugo do Four-
nier. Cidade do P a r á 12 de Abril, 1831. 0 m ,9S6xí m ,369.
C ó p i a de 1841. Aquarella.
Exp.: Dr. L. da Pontu Kibelro.
1S42.-Estados limitropb.es do Brasil. Esta Carta tem por fim dar uma
idea aproximada das fronteiras que indica a memória que a tal respeito es-
crevi. Eio, 21 de J u n h o de 1851. F . A. de Varnhagcn. 0 n, ) 228x0 m ,186.
Cóp i a, a aquarella.
Exp.: Dr. L. ila Puute Ribeiro.
1843. - Mappa geographico de uma parte do Império do Brazil cdfefi-
íiante com as Eepublicas do Peru, Nova Granada, Venezuela e com as
Colônias do Inglaterra, Hollanda e França. Organizado conforme os traba-
lhos dos Engenheiros da Commissão de limites de 1777, Silva Pontes,
Simões de Carvalho, Victorio da Costa, do Eibeiros, Pedro Alexandrino,
Gama Lobo, iv o as Cartas, Planos e Memórias de Humboldt, Codazzi, Schom-
burgk, Mcntelle, Poirson, Montravel, Carpentier, Costa Azevedo &.* com
ai kl i lamentos de (4) quatro planos para mostrar em grande escala os pontos
sobre que tem havido questões de limites. Pelo Conselheiro Duarte da Ponto.
181

Hibeiro e o Major de Estado Maior da 1." classe Isaltino José Mendonça


<lc Carvalho. Lith. de Ed. Bensburg. Mio de Janeiro. 1863. 2 ff. de 0'",
«45x0™, 740. (B. N.)
1844. - Mappas dos Rios Uruguay, Paraná, Iguassú, e outros para
mostrar a Fronteira do Império com a Confederação Argentina, e a Repu-
blica do Paraguay, pelos Rios Pepiry-guazú e Santo Antônio. O Mappa A.
foi extraindo do Grande Mappa de D." José Maria Cabrcr. O Mappa B foi
estrahido da Carta reduzida de Ulloa, Alhear, Veiga Cabral, e Roscio, con-
struída por J. M. Cabrcr no anno de 1802. O Mapna C foi extrahido do
de Elliot de 1850 o 1851. Duarte da Ponte Ribeiro. 0"', 593x0"', 829.
C ó p i a com a nssign. iiutogr. de Duarte da Ponte 1'iboiro; u (ujiuircllu.
Exp.: P r . L. dn ] \ m t c líibi-in».
1845. - Carta das Republicas do Paraguay o Uruguay c das Províncias
Argentinas Entrcrios, Comentes o parte do Império do Brazil. Organizada
pelo Bacharel Izaltino José Mendonça de Carv." Major do Estado Maior de
1." classe com a collaboração de João Carlos Pereira Pinto, Cônsul geral
•do Brazil na Republica Argentina. 1S65. Lith. Imperial de Ed. Mensburg,
Rio de Janeiro. 0m, 732x0°',' G75. (B. N.).
1840. - Carta das Republicas do Paraguay, Uruguay c de parte das
Províncias do Império do Brazil c da Confederação Argentina que lhe são
confinantes, traçadas segundo os documentos mais acreditados o ofterecida
ao Ex.'"° Sr. D.r José Carlos de Carvalho, major de engenheiros, por Pedro
Torquato Xavier de Brito, bacharel em mathematica, major de engenheiros
o sócio do Instituto Polvthechnico. Lith. Pinheiro c Comp.a. Mio de Janeiro.
()"', 070X0'", 410. (B. N.)
1847. - Cartas das republicas do Paraguay, Uruguay o de parte das
províncias do Império do Brasil e da Confederação Argentina que lhe são
confinantes, traçada segundo os documentos mais acreditados... por Pedro
Torquato Xavier de Brito... B. L. Garnier editor. Mio de Janeiro. 2.-' edição
mais correcta. Lith. Pinheiro d'- (?." 0'",059x0'",397 = Idem, 5." edição mais
correcta. Na mesma lith.
E x p . : P r . Ti. da 1'oiitn Itlbcim.
1S48. - Mappa especial da fronteira do Brazil com as republicas do
Peru, Nova Granada e Venezuela, organizado pelo consolh.0 Duarte , da
Ponte Ribeiro. 1870. Lith. Jmp. de Ed. Bensburg. Mio de Janeiro. 0"',597x0" ,727.
(B. S.).
Ann. á ei Memória sobre as questões do limites » do mesmo P . Hibeiro. » Kio,
Laeinmcrt, 1S70, 4.» gr.
1849. - Carta do Império do Brazil, reduzida no Archivo Militar cm
conformidado da publicada pelo coronel Conrado Jacob de Xiemeyer em
1846, e das especiaes das fronteiras com os estados limitrophes organisadas
ultimamente polo Conselheiro Duarte da Ponte Ribeiro. Mio de Janeiro, 1S73,
Lith. do Archivo Militar. Álvaro & Molszt gravou. 0"',635 por 0m,G25. (B. N.).
2:° ClIARTAS ESPECIAES:
I. L I M I T E S SKI-IENTUIONAES.

1850. - Cartc de Ia Guyane pour rintclligcnce dos Considérasions (sic)


Oeogr. sur Ia Guyane Françaisc. 0",,158XOm,234. (B. N.).
C ó p i a de gravura, a aquarella.
1851. - Carte des Guiancs depuis Ia Riviere des Amazoncs jusqu'aux
Bouches do 1'Orenoque servant à faire connaitre le Cours des Rivieres et
Ia direction des Chaines de Montagne de cetto partie du Globe. 1812. —
Para Intelligencia da Memória sobre a Guiana. 0m,405x0m,387. (B. N.).
Cópia, sem nome de auetor.
182

1852. - Carte réduite des.côtes dela Guyane comprises entre les Bouchesr
de Ia Fuviere des Amazones et celles du Maroni d'après des Plans leves
par les Ingénieurs Français et Portugais. Publiée par ordre du roi soua le
Ministòre de Son Exc. le Vicomte Dubouchage... 1817. 0m,744x0,m563.
C ó p i a sobre papel vegetal.
Exp.: Sr. L. da Ponte Bibeiro.
1853. - Primeira e segunda hypotheses. Duas cartas relativas aos limites
entre o Império do Brazil e a Guyana Franceza. 2 ff. 0m,290x0M)304 cada
uma. (B. N.).
Cópia de 1843, a aquarella. Sem titulo.
1854. - Este mappa, cujo único objecto é dar uma idea geral da hydro-
graphia do norte do Brasil, é tirado dos de Coddazi, Scomburgk e Tardy
de Montravel. Ora,104xOm,495. (B. N.).
É o mappa n.° 1 que anda annexo ao códice msc. da Bibliotheca intitulado:
« Memória sobre os limites do Império e a Guyana Franceza. Por Miguel Maria
Lisboa. 1849. » — Ainda que o nosso códice seja cópia, o mappa é o próprio que accom-
panhava o original da « Memória. »
1855. - G u y a n e f r a n ç a i s e . 0 m , 2 3 0 x 0 m , 3 5 1 . ( B . JST.).
É o mappa n.° 3 que anda annexo ao códice msc. da Bibliotheca intitulado:
(i Memória sobre os limites do Império o a Guyana Franceza. Por Miguel Maria
Lisboa. 1849. »

1856. - C a r t o d u l i t t o r a l d e Ia p a r t i e m é r i d i o n a l e d e Ia G u y a n e F r a n -
çaise à 1'appui d u m é m o i r e s u r Ia fixation d e s l i m i t e s d e c e t t e c o l o n i e a v e c
l e B r é s i l , p a r A . d e S'. Q u a n t i n . 1850. Imp. chez Aug." Bry. 0 m , 4 6 6 x 0 i n , 7 8 4 .
Em S.'-Quantin. « Guyane française. » Paris, 1858, in-8.° gr.
Exp.: S. M. o Imperador.
1857. - E s q u i s s e ou c r o q u i s d ' u n e c a r t e d ' e n s e m b l e d e s G u y a n e s e t d e
Ia p a r t i e s e p t e n t r i o n a l e d u b a s s i n d e Ia r i v i e r e d e s A m a z o n e s , à l ' a p p u i d u
m é m o i r e s u r les l i m i t e s d e Ia G u y a n e F r a n ç a i s e a v e c le B r é s i l , p a r A . d e
>S'. Q u a n t i n . Imp. Aug. Bry. 0 m , 3 4 6 x 0 m , 5 0 0 .
Em Saint-Quantin. « Guyane Prançaise. » Paris, 1858, in-8.° gr.
Exp.: S. M. o Imperador.
1858. - Demonstração hypothetica da fronteira do Brazil com a Guyana
franceza. 2 ff. medindo cada uma 0m,232x0n,290. (B. N.).
C ó p i a , a aquarella. Sem nome do auetor nem data, nem titulo.
1859. - Mappa da Guayanna Hollandeza feito em 1759 por Laurons
Louis Van Bercheyk offerecido aos Estados Geraes. 0,m173xOm.230 (B. K ) .
C ó p i a , a aquarella. O Arch. Militar e d. Antonia E. de Carvalho possuem
outras cópias.
1860. - Carta Comparativa dos limites entre o Brasil e a Guiana In-
gleza. 0m)314x0ni,424.
Original?
Exp.: S. M. o Imperador.
1861. - Carta geographica dos terrenos contestados entre o Império do-
Brasil e a Guianna Ingleza levantada em conformidade do Decreto Impe-
rial de 4 de Maio de 1843. Pelos Commissarios o Ten.tó Cor.d do Imperial
Corpo de Engenheiros Frederico Carneiro de Campos, o Engenheiro Pedro
Taulois e o Cap.m do mesmo Corpo de Engenheiros Innocencio Velloso Pe-
derneiras. 0m,662x0m,767.
O r i g i n a l , a aquarella. H a cópias no Archivo Militar, e em poder do dr. L .
da Ponte Ribeiro.
Exp.: S. M. o Imperador.
183

1862.-Idem. 0m,331x0»,390.
O r i g i n a l da reduccjão, a fiquarella.
Exp.: Dr. L. da Fonte Ribeiro.
1863. - Sketch map of British Guiana by Kohert H. Schomburgk Esq.re
0n,,425x0m,237.
C ó p i a de 1871, a aquarella, e mais trez c ó p i a s .
Exp.: Dr. L. da Fonte Ribeiro.
1864. - Mappa da Guyana Ingleza- com os terrenos do Parima (Rio
Branco) e Orinoco. Conforme os Planos que se achão na Secretaria das
Colônias em Londres levantados nos annos de 1835-44 por Sir Eobert H.
Schomburgk. 1846. 0m,373x0m,456.
Cópia, a aquarella.
Ex.: Dr. L. da Ponte Ribeiro.

1865. - Carta corographica de parte de Ias Guayanas dei Brasil i de


Venezuela para demostrar Ia linea divisória de ambos paises que se ajusto
en ei tratado de 5 de Mayo de 1859, sendo su negociador por parte dei
Império ei Senor Don Felipe José Pereira Leal. A' él Io dedica José Rafael
Revenga, &. Caracas. 1859. 0m,399xOm,909.
C ó p i a , a aquarella.
Exp.: Dr. L. da Ponte Ribeiro.

1866. - Mappa de parte da Fronteira do Brasil com Venezuela, mos-


trando a posição do Forte ahi projectado. 1871. 0°',276x0ra,363.
C ó p i a de 1871, assign. pelo dr. João Eibeiro da Silva Júnior.
Exp4: Arch. Militar.

II. L I M I T E S OCCIDENTAES.

1867. - Pljino que representa porção do rio Solimoens entre as duas


disputadas boqas mais occidentaes do rio Iapura para a acordada demar-
cação de lemites. Cap.,m José Simoins de Carvalho. 0m,450x0m,690.
O r i g i n . a e s (2), a aquarella, com a assign. autógr. de Simões de Carvalho, e
uma cópi-«f moderna.—O dr. L. da Ponte Kibeiro possue outro original e outra
cópia.
Exp.í Arch. Militar.
1868. - Pliino de huma pequena parte do rio Amazonas, que mostra a
situação da boca do canal Avati-paraná, cujas águas vão ao rio Yupurá,
na qual, por ser a communicação mais Occidental entre estes dois rios, se
colocou o M.° de Limites das Coroas de Portugal e Espanha em 16 de Se-
tembro de 1781. Copiado e reduzido pelo Cap."m Pedro Alexandrino Pinto
de Souza. 0m,422x0m,708.
O r i g i n a l da reducção, a aquarella.
Exp.: Secret. de Extrangeiros.
1869. - Configuração do rio Japurá athe a segunda cachoeira grande*
Feita na deligencia do antecipado conhecimento do mesmo rio por ordem
regia no anil© de M. DCC. LXXXI. Levantada por Pedro Alexandrino Pinto
de Souza Capitão Engenheiro e Joze Simoefis de Carvalho, Doutor em Ma-
thematica e posto em limpo por Joaquim Joze Ferreira e Ricardo Franco
do Alm.d* Serra, Cap."" Engenheiros. 0m,278xt)m,662.
Original, a aquarella, e duas cópias uma sem data, outra de 1853.
Exp.: Arch. Militar.
1870. - Plano que Exp*oem a delineação dos Marcos que hão de ser
collocados; hum junto a fos do Rio lavari, outro na boca mais Occidental
do Rio Iapurá. O^SSS de alto.
O r i g i n a l , com a respectiva inscripção uus marcos.
Exp.: Arch. Militar-
184

1871. - Carta hydrograjihica do uma p a r t e do JRio J a p u r á fixando a


direcção da linha geodesica determinada da vertente do Igarapé S.u An."
cm Tabatinga a foz do rio Apoporis, e a ponta da marg. dir. do I g a r a p é
onde termina a fronteira peruana, levantada pela Commissão de limites do
Império 1868. 0 m ,890x2 m .
Cópia.
Exp.: Dr. L. da Ponte Ribeiro,
1872. - Carta do llio Içá, levantada em'1868 sob a direcção do Commissario
Jozó da Costa Azevedo pelos membros da Commissão de limites do Brazil
com o Peru Joaquim Xavier de Oliveira Pimentel e Joaquim Leovigildo
de Souza Coelho. Desenhada sob a direcção do Commissario Epifanio Cân-
dido de Souza Pitanga polo Capitão do Engenheiros Joaquim L. de Souza
Coelho. Manáos, Outubro de 18(38. 0 m ,355xl m ,79.
O r i g i n a l ? V i d e o n." q u e se-segue.
Exp.: Arcb. Mil.
1873. - Carta do rio Içá, levantada em 1868 sob a direcção do com-
missario José da Costa Azevedo pelos membros da commissão de limites
do Erazil com o Peru Joaquim Xavier de Oliveira Pimentel, Joaquim Leo-
vigildo Souza Coelho, k. Lithotjraphia do Arch. Militar. 1868. Gravado por
J.' A. P . Üm,578xOü,,í)GO.
Kxp.: Pr. L. ila Ponto Ribeiro.
1 8 7 4 . - P l a n t a hydrogr. de unia parto do rio Içá ou Putumayo que
contem os dons marcos ... assentados pela commissão mixta Brasileira
- P e r u a n a o a fronteira respectiva no iiitorvallo entre os ditos padrões. Lev.
o constr. pelo commissario barão de Tette eoadjuvado polo secretario dr.
J o ã o Ribeiro da Silva Jiinior. Julho de 1873. Dos. pelo agrimensor Carlos
G. vou Jloonholtz. Lith. do Arch. Militar. J. G. T. Om,468xOm,490. (B. N.)
1 8 7 5 . - C a r t a geographica do rio Javari. M D C C L X X X V I I . 0",466
xO m ,932.
O r i g i n a l , ciiin as assign. a u t o g r . ilo d r . c c a p i t ã o J o s é J o a q u i m V i o t o r i o d a
Cosia e c a p i t ã o P e d r o A l e x a n d r i n o P i n t o de Souza. O d r . L . da P o n t e K i b e i r o
possiiu u m a cópia m o d e r n a .
Exp.: Arcli. Mil.
1870. - Plano, que comprchcndc a distancia entre S. Francisco Xavier
da Tabatinga c a boca do Rio Javarv, situada em 4 grãos, 17 minutos o
30 segundos da Latitude Meridional (4.° 17' 30") c a Longitude de 71,
53 minutos o 3Ü segundos (71° 53' 30") ao Occidcnte de Paris, com parte
do mesmo rio. Levantado cm 1782 por Euscbio Antônio do Ribeiros nas
Demarcações de Limites. Mostra tãobciu a linha recta tirada de Tabatinga
á foz do Apaporis cm conformidade do Tratado de Limites concordado
com a Republica do Peru oin 23 de Outubro de 1851. Rio de J a n e i r o
Março do 1S61. Conselheiro Duarte da Ponte Ribeiro. Izaltiuo José Men-
donça de Carvalho. 0 m ,488x0' n .765.
O r i g i n a l V Kscala de 1 légua de 20 em grau.
Kxp.: Dr. L. du Ponte Kibeiro.
1877.- Plano que comprehende a distancia, entre S. Francisco Xavier
da Tabatinga o a boca do llio Javari, situada em 4 gráos e 17 o meio do
L a t i t u d e Meridional, e na Longitude 71 gráos e 53 '/, ao occidcnte do Me-
ridiano de Pariz, com parte do mesmo rio. Expõem juntamente a distancia
entre a fós do dito rio e o Marco de Limites, collocado na margem Austral
quasi na direcção d'Oes Noroeste a Leste da boca do Javari. Contem tam-
bém este mappa a Ilha de Javari, Arossoiro, TS.xi, o parte da Aramaça,
Ilhas té o presente não lançadas em Cartas. Feito por Euscbio Ant.° de
Ilibciros e rednsido poi Izaltino J. M. de Carv." 0 m ,224x0 m ,226.
O r i g i n ' a l da reducção, a aquarella.
Exp.: Pr. L. da Ponte Kibeiro.
185

1878. - Rio J a v a r y . (Lith. do Arch. Militar do Rio de Janeiro). 0m,67


X0 m ,76.
E x p . : Arch. Millt.

1879. - Carta do rio J a v a r y levantada e construída sob a direcção do


•commissario Jozé da Costa Azevedo pelos sefirs capitão tenente J o ã o Soares
Pinto 1." tenente d'armada Geraldo Cândido Martins e 1." tenente d'enge-
nheiros José Antônio Eodrigues, &. Lith. do Arch. Militar. L. J. Giz. 4
folhas. 0»555xO»814.
Exp.: Dr. L. da Ponte Ribeiro.
1880. - Mapa dei rio Yavari frontera entre ei Peru y ei Brasil, levan-
tado segun observaciones astronômicas por Ia comision mixta de limites en
1866. Plano dei arroyuelo de San Antônio lindero entre cl Peru y ei Brasil
levantado por Ia comision mixta de limites. Grabado por Erhard. Paris.
Imprenta Monrocq. Ü m ,575x0 m ,815.
Levantado pelo di Faz Soldun.
E x p . : Dr, L. da Ponte Ribeiro.
1881. - Carta H y d r o g i a p h i c a do Canal Auatyf*iuaná levantada sôb a
direcção do Seíir. Cap. m do F r a g a t a Joze da Costa Azevedo, Chefe da
Com."™ de Limites pelos Capitães Joaquim Xavier do Oliveira Pimentel e
Joaquim Leovigildo de Souza Coelho, Membro da mesma Commissão. 1868.
Om,440xOra,G90.
Cópia sobre papel vegetal.
Exp.: Dr. L. d;i Ponte Ribeiro.

1882. - Carta hydrographica do Alto J a v a r y desde a barranca Martins


onde terminam os trabalhos da Commissão Brasileira Peruana de Soares
Pinto o Paz-Soldan até o ultimo marco divisório collocado na principal
nascente do mesmo rio. Levantado o construído com assistência do com-
missario Peruano Don Guillermo Black e do ambas as commissões pelo
Capitão de F r a g a t a Barão de TefFé dcmarcador-brasiloiro. 1874. Desenhada
na .Repartição Hydrographica por Lauriano José Martins P e n h a Júnior.
1 fl. de 3"',600 de alt.Xl m ,187 do larg.
Or í gi n ai.
E x p . : Barão ile Tcfle.

1883. - Carta do alto J a v a r y desde a barranca Martins onde t e r m i n a


o levantamento da carta da commissão mixta do 1866 até a nascente
principal do mesmo rio levantada da construída pelo Commissario Imperial
barão de TefFé 1874 c reduzida no Archivo Militar para a quinta parte do
sua escala pelo B. el Bibiano Sérgio Mace Io da Fontr." Costallat, Capitão do
Estado Maior de 1." classe. 1875. 0m,G92'°X 0,453.
C ó p i a cm papel vegetal.
E s p.:Arch. Milit.
18S4. - Mappa gcographico dos limites da cipitania de Matto Grosso
pelos rios Gtiaporé e J a u r ú . 0"-.G50xl m ,660.
O r i g i n a l . Sem titulo, a traeo de penna.
E x p . : Ari-h. Milit.
i8S5. - Extracto dos Mappas da fronteira de Matto Grosso com as
possessões hispanholas, levantados pelos engenheiros de demarcações do
1781 a 1790, para servir de guia ao encarregado de Negócios Duarte da
P o n t e Ribeiro incumbido de fazer um tractado de limites com a republica
da Bolívia. 0™,678xl ffl ,15.
Cópia do 1836. Sem titulo.
E x p . : Dr. L. da Ponte Ribeiro.
1886. - M a p p a que acompanha a Memória de D u a r t e da Ponte Ribeiro
o b r e os L i m i t e s do Brasil com as Republicas de Bolivia e do P a r a g u a y .
186

Desenhada por Adolpho Ant." Fred.° de Sowoloh Major do Imp.' Corpo do


Engh."». 1812. O-.ôgSxO-.õSe.
O r i g i n a l , a aquarella.—Uma c ó p i a . Existe outra cópia no Archivo Militar.
Exp.: Dr. L. da Ponte Ribeiro.
1887. - Esboço geographico mostrando a fronteira do Brazil com a
Bolívia entro os rios Madeira e Javary, ajustada pelo tratado de 27 do
março de 1867, pelo barão da Ponto Kibciro. Lith. do Archivo Militar.

Não traz titulo. Accompanham-n'o umas «Hypothcsis» impressas com o titulo


«Fronteira entre o rio Madeira e Javary» sem nome de auetor, mas que são do
mesmo barão da Ponto Kibciro.
Exp.: Arch. Millt.

1888 - Esboço gcographico organ. cm conformidade <Jc documentos


officiaca c outros valiosos, com o íim principal de mostrar a fronteira do
Brazil no território comprclicndido entro os rios Madeira c Javary pelo
barão da Ponte Ribeiro. Lith. do Arch. Militar. G. T. e E. R. gr. 1874.
0"',320XO,D,260. (B. N.) "
1889. - Reconhecimento Topo-hydrographico da bahia do Caccrcs feito
rela Commissão Dcmarcadora dos Limites entre o Brazil c a Bolívia com-
posta do chefe barão de Maracajú c dos ajudantes F. X. L. Araújo, G. C.
Lassancc, T. X. O. Pimcntcl, A. J. C. Guimarães c F. F. Oliveira. Junho
de 1875. 1"',;<0'",884.
Original.
Kxp.: Secret. do Estrangeiros.
1890. - Planta hydrographica da Lagoa Maiulioré levantada pcla~Com-
missão de Limites entre o Brazil o a Bolívia, em Julho de 1S75. 0"',853
XO-.G-IO.
O r i g i n a l , com a assign. autogr. do barão de Maracajú, chefe da commissão;
a aquarella.
Exp.: Socret. do Estrangeiros.
1891.-Planta hydrographica das Lagoas Gahiba c Uberaba levantada
pela Commissão de Limites entro o Brazil c a Bolívia. Agosto do 1875.
lu,,r25xO,",81G.
O r i g i n a l , com a assign. autogr. do barão de Maracajú, chefe da commissão.
Kxp.: Secret. de Extraugeiros.
1892. - Carta geographica da parte da fronteira do Brazil com a Bo-
lívia comprchendida entre as lagoas de Caccrcs o Uberaba levantada pela
commissão mixta dcmarcadora dos limites dos dous paizes. Agosto 1875.
lL',850xOm,703.
O r i g i n a l , com as assign. autogr. dos commissarios e seus ajudantes.
Exp.: Secret. do Extraugeiros.
1893. - Carta geographica da fronteira do Brazil com a Bolivia entre a
L. Uberaba e a serra de Santa Barbara ou das Salinas, levantada pela
Com.*m mixta dcmarcadora dos limites dos dous Paizes. Novembro de 1875.
Im,298x2,u,552.
O r i g i n a l , com as assign. autogr. dos commissarios barão de Maracajú o J u a n
Mar. 0 Mujia, e dos seus ajudantes.
Exp.: Secr. de Extrangeiros.
1894. - Carta geographia da fronteira do Brazil com a Bolivia entre o
morrinho de S. Mathias e o monte da Boa Vista, levantada pela Commissão
Brazileira demarcadora dos limites dos dous Paizes. Dezembro 1876.
0 m ,924xl m ,421.
O r i g i n a l , com a assign. autogr. dos comiu. e seus ajudantes. A aquarella.
Exp.: Secret. de Kxtnwgelros.
187

1895. - Carta geographica da fronteira do Brazil com a Bolívia, entre-


o monte da Boa Vista e as proximidades das cabeceiras do Bio Verde,
levantada pela commissão Brazileira demarcadora dos limites dos dous
Paizes. Dezembro de 1876. l m , 7 6 0 x l n , 7 9 .
O r i g i n a l , com a assign. autogr. dos commissarios e seus ajudantes; a aqua-
rella.
Exp.: Secret. de Estrangeiros.
1896. - Planta da confluência dos Eios Mamoré e Beni levantada pela
commissão de limites entre o Brazil e Bolivia. E m Novembro de 1877.
0 m ,651x0 m ,4o 3 -
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Secret. de Extrangeiros.
1897. - P l a n t a geographica do rio Guapore entre a foz do P a r a g a ú e
a bahia das Pedras levantada pela commissão Demarcadora dos Limites
entro o Braztl e a Bolivia composta do chefe F . X. L. Araújo e dos aju-
dantes G. C. Lassance. J. X. O. Pimentel e F . F . Oliveira. Dezembro de
1877. 0™,831Xl m ,266.
Original.
Exp.: Secret. de Extrangeiros.
1898. - Planta geographica do Eio Guapore entre a bahia das P e d r a s
o a foz do Baures levantada pela Commissão Demarcadora dos Limites entre
o Brazil e a Bolivia composta do chefe F . X. L. Araújo e dos ajudantes
G. C. Lassance, J. X. O. Pimentel e F . F . Oliveira. Dezembro de 1877.
Qm,6H6Xlmfi33.
Original.
Exp.: Secret. de Extrangeiros.
1899. - P a n t a geographica do rio Guapore entre a foz do Baures e o
rio Mamore levantada pela Commissão Demarcadora dos Limites entre o
Brazil e a Bolivia composta do chefe F. X. L. Araújo e dos ajudantes G.
C. Lascance, J. X. O. Pimentel e F . F . Oliveira. Dezembro de 1877.
O m ,830Xl m -
Original.
Exp.: Secret. de Extrangeiros.
1900. - P l a n t a geographica do rio Mamore entre a foz do Guapore e a
do Beni levantada pela Commissão Demarcadora dos Limites entre o
Brazil e a Bolivia composta do chefe F . X. O. Pimentel o F . F . Oliveira.
Dezembro de 1877. I m ,752x0 m ,548.
Original.
Exp.: Secret. de Extrangeiros.
1901. - P l a n t a geographica do rio Guapore entre a foz do Verde e a
do P a r a g a ú levantada pela Commissão Demarcadora dos Limites entre o
Brazil e a Bolivia composta do chefe F . X. L. Araújo e dos ajudantes G.
C. Lassance, J. X. O. Pimentel e F . F . Oliveira. Dezembro de 1877.
0°,830xl°\624.
Original.
Exp.: Secret. de Extrangeiros.
1902. - Carta geral da fronteira entre o Brazil e a Bolivia organisada
segundo os trabalhos dos engenheiros Major B. el Fran. co X. Lopes de Araújo,
Major B." Guilherme C. Lassance, Cap."" B. el J. m de Oliveira Pimentel e 1.°
Tent. e da Armada Frederico F . de Oliveira, da Commissão de limites bra-
zileira, e Engr. 0 Civil D. J u a n B. Minchin da Commissão boliviana, p a r a
servir de documento da demarcação da mesma fronteira. Abril 1878.
l m ,926xl m ,407.
O r i g i n a l , com as assign. dos commissarios e ajudantes. A aquarella.
Exp.: Secret. de Extrangeiros.
188

1903. - Carta geral da fronteira entre o Brazil e a Bolívia organisada


segundo os trabalhos das eommissões de 1871 e 1875 dirigidas, esta, pelo
C.eI de Engr. 0 ' B. el Barão de Maracajú, e aquella pelo Cap. m de M a r e
Guerra Antônio Cláudio Soido. 2»,460xl m -
C ó p i a do dr. João Severiano da Fonseca de 1880; a aquarella.
Exp.: Arei). Militar.
1904 - Exemplo Geographico do Caminho da Cidade de Assumpção do
Paraguay, thé o passo do Rio Ygatemy. Configurado no Anno de 1754.
pelo Brigadeiro Joze Custodio de Sá. 13 ff. med. cada uma &%303x0 m ,182.
Cópia do XVIII século, a aquarella.
4. mesma charta reduzida em 1 folha 0m,320X0m,419.
Exp.: S. M. o Imperadur.
1905. - Mappa geográfico que corresponde o caminho desde a cidade
da Assumpçiío do Paraguai ate o Salto Grande do Rio Paran», com p a r t e
da demarcação que se fès por todo Rio Ygatimi, e nas Cabeceiras do Rio
Ypíinô Guaçú no Anno de MDCCL1V. Joze Custodio de Sá c Faria.
0™,623x0-,872.
O r i g i n a l , a aquarella.—Varias cópias, tendo algumas por titulo: «Planta
do caminho & ». O dr. L. da Ponte Ribeiro possuo outra cópia de 1845.
Exp.: Arch. Militar.
1906. - Mapa Geográfico hecho por orden de Sus Mag." Catholica y
Ficlclis.'"" que comprcliende Ia Dcmarcacion de Ia Linea de Division des de
oi Salto grande dcl Rio Paraná, hasta La boca dei Rio J a u r ú en Ia Ame-
rica Meridional, cgecutada por Ias Terceras Partidas que subieron por ei
Rio Paraguay. Anno de 1754. 2"',G63xl m ,33.
Cópia de 1852, a aquarella. O dr. L. da Ponte Ribeiro possur outra cópia
moderna, em papel vegetal, com as assignaturas de :
Manoel Ant.° do Flores ... Athanazio Varanda ... Illonso Pacheco ... .To>ó Cus-
todio de Sá o Faria ... Miguel Ciera ... João üento Belhon ... 2m,G50Xl"1r5u-
Exp.: Ardi 3111 r
1907. - Mappa Geográfico da 3.' Partida de divizocfls, <j. comprende do
Salto Grande (Io P a r a n á tho a boca do Rio Jaurú, onde se colocou huni
.Marco de Mármore cm 14 de Janeiro de 1754. 0"',G40X0m,395.
E o rascunho o r i g i n a l a traço de penna.
Exp.: D. Antonia 11. ilc Carvalho.

1908."-Mappa Geographico. da Terceira Partida de divisões, que com-


prchendez-do Salto grande do líio Paraná, até a boca do Rio Jaurú, aonde
se colocou Imm dos Marcos de mármore, em o dia 14.° de Janeyro do
anno de 1754. V.' Bclla 5 do Março de 1759. 0"',G45x0"',3G9.
C ó p i a contemporânea, a aquarella, e duas cópias de 1856 c 1802. A Biblio-
theca Nacional pnssuc unia cópia de 1857 feita por C. Burlamaquc, e o dr. L. da
Ponte Ribeiro outras duas, das quacs a primeira contemporânea.
1909. - Plano dcl Salto Grande dei P a r a n á y de los espacios em cima,
y abajo de èl q rexistraron los Com.a Astron." y Geogr.* 0 m ,227X0'°,32ü.
Cópia moderna, a aquarella.
Exp.: Dr. L. da Ponte Uibciro.
1910 - Mappa do Leito dos Rios Taquari, Coxim, Camapuam, Varador
de Camapuam, Pardo, Paraná, Tietê, e caminho de terra desde a Freguezia
<lc N . S.r* Mãi dos Homens de Araraytaguaba até a Cidade de S. Paulo,
que por ordem do III.m° e Ex. m ° S.or Luiz d'Albuquerque de Mello Pereira
u Caceres, ... Gov... das Capitanias-dc Matto Grosso e C u y a b á . . . Levantou,
JIO Anno de 1788 e 1789, o D.°r Francisco Jozé de Lacerda e Almeida,
189

Astrônomo das Demarcações determinadas em virtude do tractado preli-


minar de limites de 1777. 0m,535 X lm,984.
C 6 p i a de 1857, a aquclla.
O mesmo Mappa reduzido. 0 m ,267X985. C ó p i a de 1857. A aquarella.—Foi tam-
bém incluído nas « Chartas dos rios. »
Exp.: Arch. Militar.

1911. - Carta Limítrofe do Paiz do Matto Grosso e Cuyabá, desde a


foz do Pio Mamoré athé o Lago Xerayes, e seus adjacentes; levantada
>elos Offlciaes da Demarcação dos Eeaes Domínios de Sua Magestade Fide-
fissima, desde o anno de 1782, athé ao de 1790: correcta com as observa-
ções astronômicas em todos os lugares notáveis. Antônio Pires da Silva
Leme, Astrônomo Geógrafo a fez. 0m,716x2n,,18.
C ó p i a auth. de 1841, a nquarelln. — Outra c ó p i a correcta por Izaltino J .
Mendonça de Carvalho. — O dr. L. da Ponte Ribeiro possue oatra c ó p i a de 1851
e uma reducção por c ó p i a auth. de 1856.
Exp.: Secret. de Estrangeiros.

1912. - Carta geográfica dos Eios da Madeira, Mamoré, e Guapore ;


com parte dos Bios, Amazonas, Japura, Negro, e Paraguay, com os esta-
belecimentos adjacentes, dos quacs os Espanhoes, vão de cor amarella, c os
Portuguezes de vermelho. 0m,422x0m,580.
C ó p i a cont., a aquarella. — Outra c ó p i a de 1853.
Exp.: Arch. Militar.

1913. - Plano Topographico e Gcographico do Canal, ou Alveo do Eio


Paraná, e das Embocaduras dos Eios, e Arroyos que nelle dosagoão por
numa, e outra margem ; desde a Embocadura do Eio Yguaçu ou Grande
da Curituba no mesmo Paraná, até o pé do seu Salto Grande, elevado, e
reconhecido em Julho, e Agosto do 1788, pellas Partidas das Segundas
Subdivizocns, da actual Demarcação de Limites. 0m,840XÓm,280. (B. N).
O r i g i n a l , a aquarella. Escala do 5 léguas de 20 ao g r a u . — T r a z as assign.
autogr. do Francisco João Koscio, e do Diogo de Alhear.
Acha-se entre vários documentos que accompanham um officio do Luiz do
Vasconcellos c Souza datado do Kio do Janeiro a 17 do Agosto de 1789 e dirigido
a Martinho de Mello e Castro sobre negócios relativos a demarcação de limites da
America do Sul entre Portugal e Hespanha.
1914. - Carta esférica ó reducida do Ias Provincias dcl Paraguay y
Missiones Guaranis con ei Districto de Corrientcs por Don Felix do Azara,
Gefe de Ia 3." Division do Demarcadores de limites. Copiada pelo Capitão
de Estado Maior de 1.* classe do Exercito Eaymundo Máximo do Sepul.'1"
Everard. Lith. do Arch. Militar. A. M. S. Roiz. 4 folhas de 0m,600x0n,,37Q a
maior. (B. K ) .
A mesma Bibl. Nac. possue uma c ó p i a m s c , a aquarella.
1915. - Mappa sobre o reconhecimento praticado na fronteira de Cazal-
vasco, e Jaurú, no anno de 1827, pelo illustrissimo, e excellentissimo
sen.' Antônio Joaquim da Costa Gavião, governador das armas da provín-
cia de Matto Grosso. Organizado por Ordem do mesmo Excellentissimo
Senhor, e militarmonte dezenhado pelo Sargento Mór do Imperial Corpo
de Engenheiros, Luiz D'alincourt. Que foi testemunha oceular do mencio-
nado Eeconhecimento, o qual abrange o vasto terreno, que medêa entre os
Eios Paragaú, e Paraguay; e que tem ao Meio dia, a Província de Chi-
quitos e Cuiabá anno de 1828. 0m,904x2m,30.
O r i g i n a l , a aquarella; escala do 10 léguas.
Exp.: Dr. Luiz da Ponto Kibeiro.
1916. - Carta da Eepublica do Paraguay e dos territórios visinhos do
Império do Brazil, organisada sobre os trabalhos de Cabrer, Azara, Lcver-
190

ger, Lopes e Monteiro: correcta com algumas observações e coordenada por


P . A. Bellegarde. 0»,691X<M37.
Rascunho original, e cópias. O Arch. Militar possue outra de 1853, a
aquarella.
Exp.: Dr. Luiz da Ponte Eibeiro.
1917.-Carta geographica de uma parte do Império do Brazil confi-
nante com a Confederação Argentina e a Eepublica do Paraguay, para
melhor intelligencia da discussão sobre limites que foi consignada pelos
Eespectivos Plenipotenciarios nos Protocolos dos ajustes concluídos entre o
Império e a mesma Eepublica em 6 de Abril do Anno de 1856. Organisada
pelo Conselheiro Duarte da Ponte Eibeiro e o Capitão de Estado maior de
primeira classe Izaltino José Mendonça de Carv.0 1856. Lith. do Arch. Mi-
litar. J. L. Giz. 0m,827x0m,576. (B. N.)
1918. - Mappa da Fronteira do Sul da Província de Matto Grosso,
organisado pelo Chefe de Divisão Augusto Leverger, Presidente da mesma
Província. 1856. 0m,632x0m,622.
O r i g i n a l . Possue uma c ó p i a o Dr. Luiz da Ponte Eibeiro.
iÇxp.: Secrct. de Extrangciros.
1919.-Copia do Mappa apresentado pelo S.r Cor." Conrado ao Sr. Mi*
nistro da Guerra em 14 de Julho de 1856, para mostrar a Fronteira do
Brazil com a Eepublica do Paraguay com o fim de mostrar os pontos rela-
tivos a Limites daquella Eepublica com o Império, de que tratão os Pro-
tocolos. 0m,530x0m,440.
Cópia, a aquarella.
Exp. : Dr. Luta da Ponte Eibeiro.
1920. - Mappa da Eepublica do Paraguay segundo a intelligencia que
o S.r Pimenta Bueno dá aos mappas de Azara. 0m,253x0m,257.
C ó p i a , a aquarella. Traz titulo em separado escripto pelo barão da Ponto
Eibeiro.
Exp. : Dr. Luiz da Ponte Eibeiro.
1921. - Carta da fronteira do Império do Brazil com a Eepublica do
Paraguay organisada pelo Conselheiro Duarte da Ponte Ribeiro. 1872. Lith.
Impl. de Ed. Rensburg. Rio de Janeiro. 0-,983x0-,578. {-B. N.)
Houve d'esta Cliarta uma primeira edição, cujas inexacções, se-corrigiram nesta.
1922. - Planta da Barra do Eio Apa levantada pela Commissão demar-
cadora dos limites entre o Brazil e o Paraguay. Setembro de 1872. lm,86X
0»,974.
O r i g i n a l , com as assig. autogr. dos commissarios e seus ajudantes; aaquarella.
Exp.: Secret. de Extrangciros.
1923. - Planta da Cachoeira S. Antônio no rio Apa, levantada pelo
Cap.m G. C. Lassance. Outubro de 1872. (Commissão Demarcadora dos Li-
mites entro o Brazil e o Paraguay). 0m,352x0m,551.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Secret do Extraugeiros.
1924. - Planta do Eio Apa levantada pela Commissão Demarcadora dos
Limites entre o Brasil e o Paraguay. Janeiro de 1873. I"»,35x3m,770.
O r i g i n a l , com as assig. autogr. dos commissarios e seus ajudantes; a aquarella.
Exp. : Secret. de Extrangciros.
1925. - Planta dos cabeceiras do Eio Apa levantada pela Commissão
Demarcadora dos Limites entre o Brazil e o Paraguay. Julho de 1873.
l n, ,64xl ra ,758.
O r i g i n a l , a aquarella ; com as assign. autogr. dos commissarios.
ESpn Secret. de Extrangciros.
191

1926. - Planta da cordilheira de Amambahy do Estrella ao Y g a t e m y


levantada pela Commissão demarcadora dos limites entre o Brazil e o P a -
raguay* Setembro 1873. I n ,303x0 m ,963.
O r i g i n a l , com as assig. autogr. dos uommissarios e seus ajudantes ; a aquarella.
Exp.: Secret. de Extrangeiros.
1927. - P l a n t a da serra de Maracaju levantada pela Commissão De»
marcadora dos limites entre o Brazil e o P a r a g u a y . Abril de 1874. 0">,93<5
XO-,924.
O r i g i n a l , com as assign. autogr. dos commissarios e seus ajudantes ; a aquarella.
Exp. : Secret. do Extrangeiros.
1928. - Planta do rio P a r a n á entre o Salto das Sete Quedas e o Eio
Yguazú, levantada pela Commissão Demarcadora dos Limites entre o Bra-
zil e o Paraguay. J u n h o de 1874. I m ,856x0 m ,602.
O r i g i n a l , com as assign. autogr. dos commissarios e seus ajudantes; aaquarella.
Exp.: Secret. de Extrangeiros.
1 9 2 9 . - C a r t a geographica da fronteira do Brazil com o P a r a g u a y , orga-
nizada para servir de documento á demarcação da mesma fronteira pela
commissão mixta abaixo assignada. 1874. l m ,122xl°',22.
O r i g i n a l , com as assign. autogr. dos commissarios e seus ajudantes ; a aquarella.
Exp.: Secret. de Extrangeiros.
1930,-Mappa do Apa e Maracaju, pela Commissão mixta brazileira e
paraguaya em 1874. 0°>,563x0m,436.
Cópia, a aquarella. Titulo escripto em separado pelo barão da Ponte Ri-
beiro.
Exp.: Dr. Luiz da Ponte Ribeiro.
1931. - Croquis da parte da Província de Matto Grosso immediata aos
limites com a Republica do Paraguay, projectada para melhor intelligencia
de uma exposição que o acompanha. Agosto 1876. Qm)485xQ'°fi53.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: S. M. o Imperador.
1932. - P l a n t a de p a r t e do rio Uruguay, que comprehende a b a r r a do
rio Pepiry Guassú e Salto Grande, levantada pelos l.°" Tenentes d'Enge-
nheiros Antônio Eleuterio de Camargo e d'Armada Jozé Nolasco da Fon-
toura Pereira da Cunha e Agrimensor M.cl Joze de Azevedo com o fim de
descriminar a verdadeira posição do referido Pcpiry-Guassú, que serve do
limite entre o Império, e a Confederação Argentina, em 1863. l m ,81X
1»,505.
Cópia, a aquarella.
Exp.: Arcli. inilit.
1933. - Mappa novo e Exactissimo do Terreno incluso entre a costa do
m a r desde S.t0 Catharina t h e o Rio da P r a t a e o Rio Paraná e P a r a g u a y
t h e a boca do Rio J a u r ú donde especialmente está figurada para a demar-
cação q. fez a 1." Partida de Castilhos Grande the S.* Tecla; e toda a
demarcação q. fez a 3." Partida desde o Salto Grande do Paraná, the a
Bocca do Rio J a u r ú . I m ,290x0°',630.
O r i g i n a l , a aquarella.—Duas cópias de 1867 e 1873.
Exp.: Arch. Milit.
1934. - Mappa de hüa p a r t e da America meridional, que comtcm do
rincam das Galinhas athe Tramandy, aonde se mostra todo o terreno
andado, e contramarchado na Divizão da sobred." entre as Coroas de Por-
tugal e H e s p a n h a ; e pais medido dentro destes dous pontos; a Demarcação
do Monte de Castilhos grandes athe S. Tecla, e outras m.tM circumstancias
como se verá notado. Feito por ordem do Ex."»0 Gn." Gomes F r e y r e de An-
192

drada, Corns." principal desta Divizão Rio Grande de S. Pedro. D. Miguel


Ângelo de Blasco Cozm. de S. M. F. l n, ,42flxr ,, ) 198.
O r i g i n a l , a aquarella; escala de 20 léguas.
Exp. : Arch. Mil.

1935. - Mappa da Demarcação que por ordem de S. M. F. e C. fez


no anno de 1759 a segunda Partida, da boca do Rio Ybicuy, seguindo o
curso dos Rios Uruguay, Pepery, S. Antônio, Iguaçu e Paraná té o seu
Salto, e se puseram os rios que nelles desaguão, uns por noticia t outros
arbitrariamente attendendo a grandeza das suas bocas. Povo de S. Nicolau
a 8 de Abril de 1760. 0'°,436xOm,214.
Cópia de 1869, a aquarella.
Exp.: Arch. Mil.
1936. - Plano Topographico, e Individual dos Arroyos de Chuy, e de
S. Miguel e seus oredores até Castilhos Piquenos, em o qual se mostra a
Raya pertencente aos Domínios de Espanha estabelecida em 1784 pellos
Primeiros Commissarios das duas Coroas de Portugal, e Espanha em exe-
cução do Tratado Preliminar de Limites do 1.° de Outubro de 1777.
0™837X(K469. (B. TST.)
O r i g i n a l , com as assign. autogr. de « Joscf Varela y Ulloa e Sebastião Xa-
vier da Veiga Cabral da Câmara»; a aquarella. Escala de 6 milhas.—Outro exem-
plar egualmente original com as mesmas assign. autogr. (-Exp. Secretaria do
Estrangeiros.) - Mais outro exemplar também o r i g i n a l com as mesmas assign.
e duas c ó p i a s do 18Õ5 e 1872 (Exp. Arch Militar).
1937. - Plano Topographico e Individual que comprehende os Arroyos
de Chuy de S. Miguel de Ytaym e do Baeta a Lagoa da Mangueira e a
Lingoa de Terra que medeia entre ella e a Costa do Mar e parte da Lagoa
de Merim e seus oredores, em o qual se manifestão as Linhas de Divizão
pertencentes a os Dominios das Coroas de Portugal e Espanha estabele-
cidas pellos Primeiros Commissarios das mesmas Coroas no Anno de 1784
êm comprimento (sic) do Tratado Preliminar de Limites na America Me-
ridional do 1." de Outubro de 1777. (Escalas de 6 léguas de que 18 fazem
um grau, e de egual numero de léguas de que 20 fazem também um grau.)
o-.ssóxo-.eis (B. N.)
O r i g i n a l , com as assignaturas autographas de Josef Varela y Ulloa o Sebas-
tião Xavier da Veiga Cabral da Câmara. O Arciivo Militar possuo outro original,
com as assign. autogr. dos mesmos.
1938. - Plano Topographico, e individual que comprehende os Arroyos
de Chuy, de S. Miguel, de Itaym, c do Baeta: as Lagoas da Mangueira,
e Merim, e Lingoas de Terra que medeião entro ellas, e Costa do mar, c
seus orredores, em o qual se manifestão as linhas de Divizão pertencentes
aos Dominios das Coroas de Portugal, e de Espanha estabelecidas pelos
primeiros Comissários das mesmas Coroas no anno de 1784 em compri-
mento do Tratado Preliminar de limites na America Meridional do 1." do
Outubro de 1777. Copiado pelo Ajudante Joze Corr." Rangel. 0°",595x0m,956.
O r i g i n a l , a aquarella, e uma c ó p i a de 1855. E ' diverso do precedente.
Exp.: Arch. Mil.
1939. - Plano Topographico e Indevidual do Arroyo de Ytaym e de
huma porção da parte Septentrional da Lagoa da Mangueira e seus orre-
dores; em o-qual se mostra a Raya destinada para Portugal com a duvida
ou diferença das opinioens dos dous Primeiros Commissarios Portuguez, e
Espanhol a respeito do segui mento da mesma Raya até a Costa do Mar.
0»,399x0m,924.
Original, a aquarella; escala de 6 milhas ou 2 léguas.—Uma cópia.
Exp.: Arch. Mil.
1940. - Plano Topographico e Individual que comprehende os Arroyos
193

de Ytaym do Baeta e seus aredorcs e hfia parte das Lagoas da Mangueira


e Merim em o qual se manifesta a Linha da Eaya pertencente aos JDomi-
nios de Portugal estabelecida em comprimento do Tratado Preliminar de
Limites do 1.° de Outubro de 1777 pelos Primeiros Commissarios das Co-
roas de Portugal e Espanha no Anno de 1784. 0°>,992xOm,5G7. Escala de 6
milhas ou 2 léguas.
O r i g i n a l , com a assign. autogr. de Sebastião Xavier da Veiga Cabral da Câ-
mara e Josef Varella y Ülloa ; a aquarella. Outro exsmplar egualmente o r i g i n a l
com as mesmas assign., o uma c ó p i a contemp. (Secret. de Extrang.)
Exp.: Arch. Mil.
1941. - Planta da Embocadura do Arroyo de Itaim e seus oredores até
a Goarda do Albardão de Joanna Maria para mostrar as eituaçoens em
que acamparão as Partidas da Demarcação de Limites da America Meri-
dional no anno de 1874. 0m,408x0ra,650.
O r i g i n a l , a aquarella; Escala de 1500 braças. Outro exemplar egualmente
o r i g i n a l e uma cópia existem no Archivo Militar.
Exp. : Secret. de Extrangt-iros.
1942. - Plano topográfico do Arroyo de Itaim, e de uma porção das
Lagoas da Mangueira, e Merim. (Levantado pelos commissarios portuguez
e hespanhol. 1784.) O^^exO^Sl.
C ó p i a , a aquarella.
E.xp.: Arch. Mil.
1943. - Eepresentação dos Marcos que se collocarão na Linha Divizoria
desde a bocadura do Arroyo de Ytaim, até o Mar. (T,135 de alt. (JJ. N.)
C ó p i a official e authentica, a aquarella, de 1784; Escala de 10 palmos.
Acha-se no tomo Y I da « Correspondência com o Governo do Continente do
Rio Grande. »
1944. - Plano Corographico Individual do Eio Grande do S. Pedro das
Lagoas de Merim e da Mangueira e Línguas de Terra que medeião entre
cilas e a Costa do Mar Arroyos que desagoão na dita Costa c margens
Oriental e meridional da mesma Lagoa de Merim e seu Sangradouro e
juntamente alguns dos que desagoão na sua margem Occidental até as
suas vertentes com seus orredores correspondentes no qual se mostrão as
Linhas de Divizão estabelecidas no anno de 1784, pellos Primeiros Com-
missarios das duas Coroas do Portugal e Espanha em comsequencia do
Tratado Preliminar de Lcmites do 1." de Outubro de 1777 e igualmente
se mostra o trabalho da averiguação no Anno de 1785 nas vertentes dos
Pios e Arroyos para a Lagoa de Merim na forma acordada pellos ditos
Commissarios para informação das mesmas Cortes sobre a duvida entre
elles ditos Commissarios questionada e inteligência dos diários e relaçoens
dos mesmos terrenos. 0"',782xOm,842.
O r i g i n a l , com a assign. autogr. de Sebastião Xavier da Veiga Cabral da Câ-
mara. A aquarella. — Outro exemplar egualmente o r i g i n a l com as mesmas assign.
(Secret. de Extrangeiros).
Exp.: Arch. Mil.
1945. - Plano corographico, Individual, do Rio Grande de S. Pedro do
Sul, das Lagoas de Merim, e da Mangueira, e Lingoas de Terra, que me-
deião entre cilas, e da Costa do Mar, Arroj-os que dezagoão na dita Costa,
e Margens Oriental, e Meridional da mesma Lagoa de Merim, e seu San-
gradouro, e juntamente alguns dos que dezagoão na sua Margem Occiden-
tal, até as suas vertentes, com seus orredores correspondentes, no qual se
mostrão as linhas de Divizão estabelecidas no anno do 1784 pelos primei-
ros Commissarios das duas Coroas de Portugal, e Espanha, em conseqüência
do Tratado Preliminar do Limites de Outubro de 1777, e igualmente se
mostra o trabalho da averiguação, no anno de 1785 nas vertentes dos Eios,
c Arroyos, para a Lagoa de Merim na forma acordada pelos ditos Comis-
194

sarios, para Informação das mesmas Cortes, sobre a duvida entre elles ditos
Comissários, questionada, e inteligência dos diários, e relaçoens dos mesmos
terrenos. Que mandou Copiar o ill.m° S.or Carlos Cezar Burlamaqui G." da
Cap/ do Piauhi, por Joze Pedro Cezar de Menezes anno de 1809.
0-,769x0m,826.
C ó p i a auth. ; Escalas de 20 léguas de que 18 e 20 fazem um grau. E' diversa
da outra de egual titulo.
Exp.: Arch. Mil.
1946. - Plano Corographico Individual do Eio Grande de S. Pedro das
Lagoas de Merim e da Mangueira Lingoas de Terra que medeão entre
ellas e a costa do Mar e Arroyos que desagoão na dieta costa igualmente
dos Rios e Arroyos que desembocão na mesma Lagoa de Merim incluso o
Rio Piratiny que desagoa no Sangradouro com seus orredores correspon-
dentes no qual se mostrão as Linhas de Divizão estabelecidas no Anno de
1784 pelos Primeiros Commissarios das duas Coroas de Portugal e Espa-
nha em concequencia do Tratado Preliminar de Limites do 1." de Outubro
de 1777 e juntamente o trabalho averiguado nos annos seguintes de 1785
e 1786 nas vertentes dos mesmos Rios e Arroyos para a Lagoa de Morim
na forma acordada pelos dictos Commissarios sobre a duvida entre elles
questionada e inteligência dos diários e relaçoens dos mesmos terrenos.
Om,871xOm,842.
O r i g i n a l , com as assign. autógr. de Sebastião Xavier da Veiga Cabral da Câ-
mara e Francisco João Roscio. A aquarella.— Uma c ó p i a do 1855.
Exp.: Arch. Mil.
1947. - Plano Topográfico e Individual do Terreno Elevado desde a
Latitude Austral de 29." 0'. 26" '/2 <luo comprehende do Lado de Leste da
Coxilha Grande, parte das Vertentes do Rio Ycabaquâ, os Rios Bacacay
miri, e guasu, Ararica, até as suas respectivas Barras, e os Terrenos a elles
intermédios. Do Lado d'üeste da Coxilha parte das Cabeceiras, e Arroyos
que formão o Rio Negro, e huma porção do seu Canal, o Rio Toropi, e
alguns Arroyos, que pella Margem Oriental, entrão no Rio Ybicuy-guasu
com os Terrenos adjacentes áquelle Rio, e Arroyos. Mostra igualmente as
Linhas de Raya das Coroas de Portugal, e Hespanha, e o Terreno Neutro
entre ellas determinado, e mandado Demarcar no Anno de 1787 pelos
Primeiros Comessarios de SS. MM. Fidelissima, e Católica em conformidade
do Tratado Preliminar do 1." d'Outubro de 1787 (aliás 1777). 0m,726
X0m,538.
Escala de 10 léguas ou meio grau de circo máximo.
O r i g i n a l , com as assig. autogr. de Sebastião Xavier da Veiga Cabral da
Câmara e Jozef Varela y Ülloa. A aquarella. Outro exemplar também or i g i n a l
com as ref. assign. autogr., mas com a data do anno do Tractado preliminar de
1.° de octubro.—Uma c ó p i a auth. feita em 1863. Ha outra cópia na Secret. de
Estrangeiros.
Exp.: Arch. Militar.
1948. - Plano Topographico Individual da Fronteira e Terreno reco-
nhecido desde a barra do Arroyo de Chuy até a do Rio Pepiriguaçu no
Uruguay o qual mostra os Domínios de Suas Magestades Fidelisima, e Ca-
tholica contiguós a dita Fronteira, parte da Cochilha Grande que divide as
Águas do Rio Uruguay das do Jacuy o terreno ja Demarcado e o quo
fica em questão entre os Commissarios Principaes dos dous Soberanos em
conseqüência dos Artigos do Tratado Preliminar de Lemites do 1." d'Ou-
tubro de 1777. Mostra igualmente a Lagoa Miri e todos os Rios e Arroyos
que nella desaguão, o Rio Piratini que desemboca no Sangradouro desta
Lagoa, huma pequena parte da dos Patos na qual entra o sobredito San-
gradouro. Alem do Trabalho que consta dos Diários se ajuntou ao Plano
a porção de Costa do Mar desde a Barra do Arroyo de Chuy athe a da
195

L a g o a de Castilhos, o hüa grande p a r t e do Eio U r u g u a y , tendo-se princi-


piado a levar o Plano em Fevereiro de 1784, e acabado em Agosto de 1788 4
2"' ) 22xl° , ,43.
Escala de 12 leguns de grau de circulo máximo.
O r i g i n a l , com as assig. autogr. de «Sebastião Xavier da Veiga Cabral da
Câmara e Josef Varela y Ulloa» ; a aquarella.—Uma cópia feita era 1851.
Exp.: Arch. Militar.
1949. - Mappa Geográfico de huma p a r t e da America Meridional, quo
mostra a B a r r a do Eio da Prata, e Eio grande de S. Pedro, Ilha de S."
C a t h e r i n a athe a lagoa P a r a n a g u á ; o qual mostra o terreno, que ocupão
os Vassallos de S. M. F . pellas F r o n t e y r a s do Eio grande, e destrito p o r
onde vay o caminho de S. P a u l o ; o qual vay marcado com aguada ver-
melha, e o que ocupão os Espanhoes, se demarcou com aguada amarella:
o quo os mesmos Espanhoes individamente nos avansarão na ultima
guerra, e de quo athe o prczcnto se não dczapossarão, vay de amarcllo
fexado: E o que nós temos avansado sobre clles depois da pás se mostra
com aguada verde. l m ,330xl°\404.
O r i g i n a l ? A aquarella. Escala de 1 grau ou 20 léguas franc.
Exp.: Arch. Militar.
1950. - Mappa Geográfico de huma p a r t e da America Meridional desde
o Trópico de Capricórnio té a Barra do Rio da P r a t a o qual mostra o
Terreno quo oecupão os Vassallos do S. Mag. d " Fid."" pelas Fronteiras do
Eio Grande de S. Pedro, o parte da Capitania de S. Paulo marcado com
aguada vermelha. 0 m ,872x850.
Cópia de 1801, a aquarella. Escala do 1 grau ou 20 léguas franc.
Exp.: Arch. Militar.
1951. - Carta Corografica que comprchciulo a Capitania do S. Pedro,
parte do Governo de Monte Vidco, incluza a cidade deste nome, c os im-
portantes individuaes Ecconhccimentos Gcographicos, que se praticarão na
Primeira Divizão da Demarcação do Limites d'America Meridional, pelos
respectivos Engenheiros, e Astrônomos cm todos os Territórios, que devião
ser examinados para inteligência das Cortes Portugueza, c Hcspanhola,
comformc se ordena no Tratado Preliminar de Limites do 1." de Outubro
de 1777. N a qual se vò traçada a parte que se demarcou pelos Primeiros
Commissarios da sobredita l. a Divizão, cm concequoncia do estipulado no
mesmo Tratado, os Campos de que estávamos de pósse antes da ultima
Guerra do 1801, e os que avançamos incluzos os Sete Povos das Missocns
Oricntaes ao U r u g u a y . Construída e Desenhada pelo Coronel Engenheiro
Fran. M das Chagas S> s l m ,481Xl m ,43.
O r i g i n a l , a aquarella.—Uma cópia desenhada pelo major Antônio José
Nunes.
Exp.: Arch. Militar.
1952. - « C a r t a reducida que comprchcide los rcconocimcntos practi-
cados por los primeiras (sic) y segundas Subdivisiones Espafiolas y Portu-
guesas de los Senores D." José Varella y Ulloa Comisario Principal
Director. D." Diego d'Albear, ei Tcniente General Lucitano Sebastian Xavier
da Vega Cabral da Câmara, y ei Coronel Francisco J u a n Eoscio en cum-
plimiento dei Tratado Preliminar de limites de 11 (sic) de Octubre do 1777.
Construhida oficiosamente en 1802 por ei 2.° Comisario, y Geographo de Ia
sobredicha Segunda subdivision Espanola D. n Joscph Maria Cabrer p a r a
desatar Ias dudas ocurridas entro los referidos Gefes, y que ambas Cortes
pndiessem (sic) deliverar sobre Ia importante obra de Lemites. » l n ,XO'°,650.
(B. N.)
C ó p i a . Escala de 15 léguas de 20 em grãos.
1953. - Carta esférica de Ia Confederacion Argentina y de Ias Eepu-
196

blicas dcl Uruguay, y dei Paraguay, que comprende los Beconocimiento*


praticados por Ias Primeras y Segundas subdivisiones cspaiiolas y portu-
'.juczas dei mando de los Seíiores Don José Varella y Úlloa (Comisario
Pr." Dir.or) Don Dicgo de Albear, ei Teniente General Lucitano Sabastian
Xavier da Vega Cabral da Câmara y ei Coronel Francisco Juan Eoscio,
on complimiento dcl Tratado Preliminar de Limites de 11 de Octubre de
1777. Construída oficiosamente en 1802 por ei Segundo Comisario y Geó-
grafo de Ia sobre dieba Segunda Subivision Espailola Don José Maria
Cabrer para desatar Ias dudas ocuridas entre los referidos Gefes, y ambas
Cortes pudiesen deliberar sobre Ia importante obra de Limites. Publicada
en Paris en ei ano de 1853. Grave sur pierre chez Delamare. Irnpr. Bineteau.
lm,020X 0,625.
1954. - Carta esférica dei Eio do Ia Plata desde Ia confluência de los
rios Paraná y Urugiiay q forman hasta sua desaguadero en ei Mar y Ia
Costa iamediata dei Norte basta ei arroyo dei Chuy, levantado por los
Ofieiales de Ia Primera y Segunda Subdivicion de Limites Espaflola dei
mando de los Seiiores Comisarios y Capitanes de Navio D." José Varela
y Uloa y D.n Diego de Albear y Ponzo. 0m,588x0m,856.
C ó p i a do 18i>I, a aquarella.
Exp.: Arcb. Militar
1955. - Mappa Geográfico, que mostra toda Fronteira do Commando
do Eio Pardo, com os terrenos conquistados nesta ultima Guerra, ao
Norte, e Oeste da mesma Fronteira, o parto da do Eio Grande, e dos
Destrictos das Freguezias de S.'° Amaro, e do Triumfo, ate a Villa de
Porto Alegre; extrabido, reduzido, e posto em ordem, assim dos Planos
exactos d'actual Demarcação de Limites, como dos antigos, e das melhores
informações a respeito d'aquellas paragens, q ainda se não tem podido
configurar; para servir de inteligencea d'algumas questões subscitadas;
em quanto so não conclue o Mappa Geral d'esta Capitania cm que se
trabalha, por José de Saldanha, Sargento Mayor do Eeal Corpo de Enge-
nheiros e Astrônomo da referida Demarcação. Porto Alegre, 15 d'Outubra
de 1805. 0"',GG0x740.
O r i g i n a l , a aquarella.
Kxp.: Arcli. Militar.
1956. - Mappa Geográfico que mostra toda a Fronteira do Comando
do Eio Pardo, com os terrenos conquistados ao Norte, e Oeste da m.m»
Fronteira, nesta ultima Guerra^ purto da Front.™ do É.° Grande com os
terrenos avansados pcllo lado Occidental, e das Freguezias do interior, até
a Villa de Porto Alegre, extrabido, reduzido, e ordenado, tanto dos Planos
exactos da ultima Demarcação de Lomites, como dos antigos, e das melhores
informaçoens a respeito d'algum terreno que se não tem ainda podido con-
figurar, e elevar, para servir d'intclligencia a algumas questões prezentem.0
suscitadas; cm quanto se não conclue o Mappa geral da Capitania do Eio
Grande, cm que trabalhão, c tom trabalhado os Geógrafos da predita
Demarcação, sendo acabado de ordenar esta parto delle, pello Coronel
Engenheiro Alexandre Eloi Portellí, no Anuo de 1806. 0"i,626x0'n,745.
O r i g i n a l , a aquarella.—Uma c ó p i a auth. feita cm 1865.
Kxp.: Arch. Militar.
1957. - Mappa da Configuração da Campanha da parte do Norte do
Eio da Prata, que compreende as Missões Portuguezas, e Hespanbolas.
(1808.) 0"',400xOm,320.
C ó p i a contem p., a aquarella.
Exp.: Arcb. Militar.
1958. - Planta do terreno contíguo á linha divisória das capitanias do
Eio Grande, e Monte Video, comprchendida entre o Oceano, e o Eio
197

Uruguay, para inteligência da Informação, dada pelos Officiaes Engenheiros,


que por Ordem S. Magestade a precorrerão no anno de 1821. 0m,278
X 0-500.
C ó p i a auth. de 1865.
Exp.: Secret. de Extrangeiros.
1959. - Carta Plana da Fronteira do Chuy levantada de 15 de Outu"
bro a 31 de Dezembro de 1852 para servir a fixação da linha divisória
entre o Brazil e o Estado Oriental do Uruguay nesta parte da fronteira
comum dos dois Estados, pela Commissão de Demarcação de limites. Lith.
do Arch." Militar. 1853. 0-,770X 0-710. (B. K )
1960. - Carta plana da fronteira do Chuy, levantada de 15 de outu-
bro a 31 de dezembro de 1852 para servir á fixação da linha divisória
entre o Império do Brazil e o Estado Oriental do Uruguay nesta parte da
Fronteira commum aos dois Estados, pela commissão de demarcação de
limites, composta de cheffc da commissão o marechal d'exercito reformado
Francisco Jozé de Souza Soares d'Andréa, officiaes o tenente coronel do
Corpo de Engenheiros Jozé de Victoria Soares d'Andréa, os primeiros
ten.es d'armada Antônio Joaquim Cruvello d'AviIa, e Jozé da Costa Aze-
vedo, primeiros ten .es d'Engenheiros Cândido Januário Passos, Joze
Carlos do Carvalho, Antônio Dias da Costa, D.°r Ignacio da Cunha Galvão,
D.°r J.° Ernesto Viriato de Medeiros. Lith. do Archivo Militar. Rio de Ja-
neiro. 1853. 0m,765x0m,710.
O r i g i n a l , a aquarella, c o m a assign. autogr. do chefe da commissão.
Exp.: Arch. Militar.
1961.-Projecto de um Marco para a Demarcação de Limites. Chuy
20 de outubro de 1852. Maurício Lischke, 2." tenente. 0m,375x0,>',457.
O r i g i n a l , a aquarella. — Cinco cópias.
Exp. Arcli. Militar.
1962. - Carta dos trabalhos feitos pela commissão Imperial da Demarca-
ção do Limites desde a foz do Chuy no oceano até á Villa de Jaguarão,
levantada desde Novembro de 1852 até Março de 1854. 0m,ln,140x0"",640.
O r i g i n a l , com a assign. autogr. de Soares d'Andréa. A aquarella.
Exp. Secret. ilc Extrangeiros.
1963. - Planta corografica de Ia província Oriental de Montevidéo y
parto de Ias imediatas demarcando Ias fronteras con ei Brazil. Organi-
zada... por... d. Juaquin de Soto Garcia de Ia Vega. Aíío de 1853. Lith.
Imp.' de Jíeaton & Rensburg, Rio de Janeiro. J. JI. Leonard lith. 0,m961xOra,679.
Exp. Arch. Militar.
1964. - Primera Lamina de Ia demarcacion de limites entre Ia Eepu-
blica Oriental dei Uruguay y el Império dei Brazil, levantada por Ia Co-
jnision Demarcadora de Ia misma Eepublica. 0°',986x670.
C ó p i a ? A aquarella, sem data; escala do 10:000 varas.
Exp. Arch. Militar.
1965. - Carta plana da fronteira de Jaguarão. Terceira (e quarta folhas)
da Demarcação de Limites levantada nos annos de 1853 e 1854 pela Com-
missão Demarcadora por parte do Império do Brazil. — Planta da Villa de
Jaguarão, levantada em 1853. 2 folhas, medindo cada uma 0 m ,633xl m ,150.
O r i g i n a l ? A aquarella.
Exp. Arch. Militar.
1966. - Carta plana de Ias Costas Occidentales de Ia Laguna Merin y ter-
ritórios adyacentes comprehendidoa entre Ia desembocadura dei Chuy y Ia
dei Eio Jaguaron para se demostrar el giro de Ia linea diuisoria entre Ia
198

r e p u b l i c a O r i e n t a l d e i U r u g u a i y ei I m p é r i o dei B r a z i l . L e v a n t a d a p o r I a
c o m i s i o n d e m a r c a d o r a d e Ia e x p r e s a d a E e p u b l i c a . 1854. I r a , 2 7 9 x 0 m , 7 1 7 .
O r i g i n a l , com a nssign. autogr. do commissario do Governo oriental J . M.
Reyes. A aquarella. Escalas de 12.000 metros.
Exp. Arch. Militar.
1967. - P l a n t a d e u m a p a r t e d a F r o n t e i r a d e J a g u a i - ã o e B a g é p a r a
servir á demarcação da linha divisória, l e v a n t a d a pela Commissão de De-
m a r c a ç ã o d e L i m i t e s p o r p a r t e d o I m p é r i o d o B r a z i l . 1855. 0 m , 7 3 3 x 0 m , 8 9 0 .
O r i g i n a l , com a assign. autógr. do commissario barão do Caçapava. A aqua-
rella. Existo uma c ó p i a no Archivo Militar. 0 m ,821X0 m ,997.
Exp. Secret. do Extrangeiros.
1968. - C a i ; t a p l a n a d e s d e o P a s s o d o C e n t u r i ã o a t é a C o x i l h a d e S a n t a
A n n a p a r a servir á demarcação de limites entre o Império do Brazil e o
E s t a d o Oriental do U r u g u a y , levantada de 23 de N o v e m b r o do anno pas-
s a d o a 11 d e M a r ç o d o c o r r e n t e a n n o . 1855. 3 ff. m e d . a m a i o r l m , 2 7 4 x O D , , 7 9 0 .
O r i g i n a l , com a assign. autogr. do chefe da commissão de limites barão do
Caçapava. A aquarella.
A mesma Carta reduzida. O r i g i n a l , a aquarella. 0 m ,970X0 m ,372.
Exp. Secret. de Extrangeiros.
1969. - P l a n t a d e u m a p a r t e d o a r r o i o C u n h ã p e r u e C o x i l h a d o H e a d o ,
p a r a servir ao projecto do m e l h o r a m e n t o d a L i n h a divisória e n t r e o I m -
pério do Brazil e o E s t a d o Oriental do U r u g u a y , levantada p o r ordem do
Exm.° Snr. Marechal do Exercito Eeformado B a r ã o de Caçapava Commis-
sario de L i m i t e s p o r p a r t e do Governo I m p e r i a l e Chefe d a Commissão d e
D e m a r c a ç ã o , p e l o s l. os T e n e n t e s B a c h a r é i s C â n d i d o F l i c i a n o P e r e i r a d e
C a r v a l h o e M i g u e l A n t ô n i o d a S i l v a . 1856. 0"',654x0 , 1 , ,7 6 5-
O r i g i n a l , com a assign. autogr. do barão de Caçapava.— O Archivo Militar
possuo duas c ó p i a s a aquarella.
Exp. Secret. do Extmugeiros.
1970. - C o n t i n u a ç ã o d a P l a n t a d a f r o n t e i r a d e s d e o S e r r o d o T r i n d a d e
a t é a s v e r t e n t e s d o E i o Q u a r a i m . 1856. 0 m , 4 3 5 x 0 m , 4 0 6 .
C ó p i a , a aquarella; escala de 1/12000 ou 1 palmo para 4 léguas.
Exp. Arch. Militar.
1971. — C a r t a dos limites e n t r e o I m p é r i o do Brazil e o E s t a d o Orien-
t a l d o U r u g u a y . B e l l e g a r d e c o m m i s s a r i o . l. a , 2." e 3.* s e c ç ã o . 1858. 3 ff,
medindo a m a i o r 0m,825x2",,785.
C o p i a auth.
Exp. S. M. o Imperador.
1972. - C a r t a d o s l i m i t e s e n t r e o I m p é r i o d o B r a z i l e o E s t a d o O r i e n -
t a l d o U r u g u a y . 1859. 0 r a , 9 3 2 x l r a , 8 6 4 .
C ó p i a , a aquarella.
Exp. Arch. Militar.
1973. - C a r t a g e r a l d a f r o n t e i r a d o I m p é r i o d o B r a z i l c o m o E s t a d o
O r i e n t a l d o U r u g u a y l e v a n t a d a p e l a C o m m i s s ã o d e l i m i t e s sob a d i r e c ç ã o
d o M a r e c h a l d ' E x e r c i t o B a r ã o d e C a ç a p a v a e d o seo s u c c e s s o r o B r i g a -
d e i r o P . A . B e l l e g a r d e . 1 8 5 1 — 1 8 6 2 . Lithographia do Archivo Militar. Rio de
Janeiro, 14 de Abril de 1868. 4 ff. d e 0 m , 6 9 5 x 0 m , 8 0 0 , e m a i s 2 ff. c o m m a p -
pas (B.N.)
1974. - C a r t a g e r a l d a F r o n t e i r a d o I m p é r i o d o B r a z i l c o m o E s t a d o
O r i e n t a l d o U r u g u a y l e v a n t a d a p e l a c o m m i s s ã o d e l i m i t e s sob a d i r e c ç ã o
do m a r e c h a l d'exercito b a r ã o de C a ç a p a v a e de seu successor o brigadeiro
P . A . B e l l e g a r d e . 1852 a 1860. 0 m , 8 3 2 x l m , 7 9 5 .
S. M. o Imperador possue uma cópia authent. 0 m ,832Xl n, ) 796, e ha outra no
Archivo Militar 0°,800X2 m .
199

1975. - Mappa demonstrativo dos marcos principaes e intermédios se-


gundo a ordem por que se achão collocados sobre a linha de limites entre
o Império do Brazil e o Estado Oriental do Uruguay, determinada pela
commissão respectiva em virtude do T r a t a d o de Limites de 1851. Conrado
Jacob de Niemeyer 1863. Lith. do Archivo Militar, s. d. in-foi. gr. 2 ff.
Exp.: Arch. Mil.
1976. - Mappa do Sul do Império do Brazil e Paizes limitrophes or-
ganisado segundo os trabalhos mais recentes por ordem de S. É x . o Sr.
Conselheiro Antônio Francisco de Paula e Souza, ministro e Secretario de
Estado dos Negócios d'Agricultura, Commercio e Obras Publicas, pelos
Engenheiros Civis M. L. dos Santos Werneck e C. Krauss. Lithogra-
phia do Imperial Instituto Artístico 1865. Lith. Desenho por C. Schwestka e
letras por O. Koegel. 0 m ,645x0 m ,583. Colorido. (B. N.)
O mesmo mappa não colorido.
1977. - Detalhes da linha da fronteira da província do Eio Grande do
Sul com a Eepublica Oriental do U r u g u a y e a Confederação Argentina.
1872. I»,65x0 m ,821.
O r i g i n a l , com a assign. autogr. do cons. Duarte da Ponte Eibeiro e de E.
Vallée. A aquarella.
Exp.: Secret. de Extrangeiroa.

f) C h a r t a s das províncias:
AMAZONAS.

1978. - Carta geographica da província do Amazonas 1863. 0m,462


X0 m ,391.
Cópia, a aquarella.
Exp.: D. Antonia R. de Carvalho.
1979. - Plano Geographico da Capitania de S. José do Eio N e g r o no
Estado do Gram Pará, segundo as diligencias e exames feitos para as Eeaes
demarcações na Fronteira da mesma Capitania por ordem do Ill. mo e Ex.ml>
Snr. Cap. m G.al P. al Commissario João Pereira Caldas durante o tempo da
sua commissão desde o anno de 1780 até o de 1789. P o r ordem do mesmo
S.r fez o D.' José Simoens de Carvalho. 0 m ,624x0 m ,676.
Cópia, a aquarella. — Outra c ó p i a de 1844.
Exp.: Dr. L. da Ponte Ribeiro.
1980. - Planta das Freguesias de Fontebôa e Cahissára. P l a n t a em que
se mostrão trez communicações do Eio Negro para o J a p u r á por bocas
superiores a do Eio Uaupés, &. Planta do Ponto dos Breves. 0 m ,5S6x0 m ,679.
Cópia de 1846, a aquarella.
Exp.: Arch. Milit.
1981. - Carta da comarca do Alto Amazonas levantada nos annos de
1780 a 1789 para servir ás Eeaes demarcações de limites offerecido por ser
de novo explorado e rectificado o Eio Amazonas e Solimões até á P r a i a
Mamuriá. Ao Ill. mo e Ex. m0 Senr. Antônio Francisco de Paula Hollanda Ca-
valcanti de Albuquerque Senador do Império Ministro e Secretario de Es-
tado da Marinha e Guerra por Eaphael Lopes Anjo Cap. s,n Ten.° da Ma-
rinha de Guerra. 1845. Carta particular do Eio U a t u m a e Saraca. P l a n t a s
das freguezias de Fontebôa e Cahissára. P l a n t a em que se mostrão trez
communicações do Eio Negro para o J a p u r á por bocas superiores á do
Eio Uaupés, &. P l a n t a do Ponto dos Breves. 1 folha. 0 m ,840Xl m ,277.
Cópia de 1861, a aquarella.
Exp.: Arch. Milit.
1982. - Demonstração das Povoaçõens de Hespanhoes, que consta acha-
200

rem-se estabelecidas na parte superior do Eio Negro, e no Canal de Cachi-


quiáry, pello qual se lhe communica o Orinoco, segundo as noticias em
Junho de 1781 conceguidas do Soldado Português Aleixo Antônio que por
aquelles districtos alguns annos dezertado andou. 0m,246x0ni)294.
O r i g i n a e s (?) dous.
Exp.: A reli. Millt.

1983. - Configvraçam geoçrapliica, e original da viagem da Tabatinga,


athe o rio Vaatiparaná. 1781." 0m,454Xlra,760.
Original. Uma c ó p i a .
E x p . : Arch. Miiit.
1984.-Carta do Campo do Pirara. O-^OxO-^O.
O r i g i n a l , a aquarella, cm escala dupla da da Carta geogr.
Exp.: S. M. o Imperador.

1985. - Carta Especial do Campo do Pirara. 0m,363xM7- (B. N.)


C ó p i a , a aquarella, cm escala dupla da da Ch. geral.— Possue outra c ó p i a o
dr. L. da Ponte Kibeiro.
1986.-Carta Topográfica da Província do Eio Negro. 1818. 0m,493
X771.
O r i g i n a l , a nquarclla, o trez c ó p i a s de 1855, 1857 o 1871. A Bibl. Nacio-
nal pnssue outra cópia, a aquarella.
Exp.: Arch. Mil.

1957. - Planta da Missão Macuxv no Rio Pirara. Levantada pelo Cor."1


J. II. de Mattos. (1843.) Om,320xOV52.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: D. Antonia K.ileCarvalho.
1958. "Manta da Povoação fronteira de Tabatinga levantada com plan-
cheta c virtude da: Portaria de 9 de Dezembro pp. do Ex'u° Snr. Conse-
lheiro Jicrculano Ferreira Penna Senador do Império Prosid." da Provim"
do Amazonas &. pelos Engenheiros Major Florestai! Condo de Rozwadowski
e Alfcres Ajudante Alberto Knaul de 27 de Dezembro do 1S54 a 4 de Ja-
neiro de 1855. 0m,497X0n,,619.
O r i g i n a e s (2), a aquarella, o uma c ó p i a de 1803. Possuo outra cópia o dr.
L. dajPonte Kibeiro.
Exp.: Arch. Milir.

1989. - Mappa topographico do vallc do rio Madeira entre as cachoei-


ras do Gnnjará-Mcrim e S.' Antônio, levantado pelos Engenheiros José e
Francisco Kcllcr e o Ajudante J. M. da Silva nos mezes do Junho-De-
zembro 1868, projectado e desenhado por Francisco Kollor. 0m,961x0m,549.
O r i g i n a l , com a assig. autogr. de F . Koller, a aquarella.
Exp.: S. M. o Imperador.

1990. - Esboço de parte da Bacia do Amazonas limitada ao norte pela


margem direita d'este rio, ao Sul pelo parallelo 10°, 20' o comprohendido
entre o Javary e o Madeira. Rio de Janeiro, 1." de Fevereiro de 1871.
0m,595xl'°,39.
C ó p i a de 1871. Organizada na SccçSo da Carta geral do Brazil sob a direcção
do cbefe Vallée, auth. por Vallée; a aquarella.
Exp.: Dr. L. da Ponte Ribeiro.

1991. - Plano synoptico da parte do Rio Madeira em que se acham as


novas Missões fundadas e regidas pelos Religiosos Franciscanos Observan-
tcs. Manáos, 27 de Julho de 1872. O P. Samuel Mancini Presidente da
Missão. 0°,431XOm,333.
Cópia.
Exp.: Dr. L. da Ponto Ribeiro.
201

1992. - Plantas das villas de Manaos e E g a Offerecidas ao 111."" e Ex. mo


Sefir. Antônio Francisco de Paula Hollanda Cavalcante de Albuquerque Sena-
dor do Império e Ministro e Secretario d'Estado da Marinha e Guerra, por
Eaphael Lopes Anjo, Cap.*™ Ten. e d'A. N . e Imperial bue as levantou e
fez. 1845. 0m,836x0a,25Q.
C ó p i a de 1846, a aquarella.
Exp.: Arch. Milit.
1993. - Copia da planta da cidade da Barra do Eio N e g r o levantada
p o r ordem do Governo pelo Cap. am Ten. w Eaphael Lopes Anjo, em 1844.
O ,378x0 m ,755.
m

Cópias (2), a aquarella.


E x p . : Arch. Milit.

1994. - Planta da nova Villa de Barcellos, a qual se vai executando por


ordem do Ill. m0 S.r Joaquim de Mello e Povoas Gov.°r desta Capitania, con-
forme o novo projecto, que se acha lavado de incarnado, e o que se acha
de preto, hé a Villa antiga. Praject. e Del. p.10 Cap. am Filip. Strura 0m,328
X0 m ,609.
O r i g i n a l , a aquarella, e uma cópia.
Exp.: Arch. Mil.

1 9 9 5 . - F o r t e do Eio Branco (1778). 0 m ,156x0 m ,129. (B. N.)


C ó p i a , a aquarella.
1996. - Planta, Perfil, e Prospccto do Forte de R. Joaquim no Eio
Branco tirada no anno de 1787 por Cap. Eng. José Simoins de Carvalho.
0 m ,345x0 m ,464. (B. JSI.)
O r i g i n a l , a aquarella ; escala da « Planta» de 80 palmos e do « Perfil »
de 12 palmos.
1 9 9 7 . - P l a n o do F o r t e de S. Ioaquim do Eio Branco. 0 m ,800x0 m ,410.
(B. N.)
O r i g i n a l ? a aquarella. Não traz nome de autor, nem data.
1998. - Planta do Forte de São Joaquim do Eio Branco (Por J o s é
Joaquim Victorio da Costa) 1809. 0m, 160x0"', 150. (B. N . )
O r i g i n a l , a aquarella ; escala de 25 varas.
1999. - Planta do Forte de S.m Joaq. m do Eio Branco, levantada pelo
Coronel João Henrique de Mattos, em o anno do 1843. 0 m ,273x0°' I 450 é
O r i g i n a 1, a aquarella.
Exp.: D. Antonia lt. de Carvalho.
2000. - Prcspcctiva do Forte de S." J.ra levantada pelo Cor.01 João Hen-
rique de Mattos (1S43.) 0 m ,269x0 m ,407.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp. : D. Antonia R. de Carvullio.

2001. - Planta (e perfil) do Forte de São Josc de Maribitanas. N o Eio


Negro. (Pelo Gov. da Capitania José Joaquim Victorio da Costa) 1809.
0 ,243x0 m ,170.
m

O r i g i n a 1, com assign. autogr. do auetor, a aquarella ; escala de 25 varas.


Exp.: Arch. Slilit.
2002. - Planta do Forte de S.m José do Eio Negro. Levantada pelo
Coronel João I I . de Mattos. (1843.) 0 m ,269x0 m ,442.
O r i g i n a l , a aquarella.
E x p . : D. Antonia R. de Carvalho.
2003. - Planta do Forte de São Gabriel da Cachoeira. No Eio Negro. ( P o r
José Joaquim Victorio da Costa.) 1809. 0 m ,220x0 m ,190. (B. N.)
O r i g i n a 1, a aquarella ; escala de 25 varas.
202

2004. - Forte de S. Gabriel. Manaus Novembro de 1861. J. L. Souza


Coelho. 0m,338x0m,295.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arcb. Milit.
2005. - Projecto de Tabatinga comprehendendo duas Baterias de 5 pe-
ças cada uma completadas por um entrincheiramento & apresentado por
ordem do Ex.mo Senr. conselheiro Pedro de Alcântara Bellegarde ministro
secretario de Estado dos negócios da guerra, conforme o Aviso .daquella
Secretaria de 21 de Agosto de 1854 pelo Jabaixo assignado em vista da
Planta da Situação Litt. A levantada com Plancheta pelo mesmo de 27 de
Dezembro de 1854 a 4 de Janeiro de 1855. Cidade da Barra do Eio Ne-
gro Set.bro 1855, projectou e desenhou Conde Florestari de Eozwadowski,
Major do Estado maior de 1." Classe do Exercito em Comss. d'Engenheiro
na Prov.* do Amazonas. 2 folhas. 0m,524x0m,546 e 0m,643x0°',772.
O r i g i n a l , a aquarella, e duas c ó p i a s de 1874.
Exp. : Arch. Milit.
2006. - Planta do Povoado de Tabatinga e das Fortificações mixtas do
Terra e Madeira mandada construir pelo Governo Imperial em 1866.
Levantada e desenhada por Eduardo José de Moraes, 1." Tenente d'£nge-
nheiros. Archivo Militar, 5 de Março de 1868. 0,m601xOm,903.
O r i g i n a i , a aquarella; escala de 0,002 para l. m ou l, m :500. m .
Exp.: Arch. Milit.

PARÁ .

2007. - Planta d'America Meridional eomprehendida entre os rios Orc-


noco e Amazonas. 0m,405 X 0m,4°0--
O r i g i n a l , a aquarella.—Uma c ó p i a de 1870.
Exp.: Arch. Milit.
2008.-Carta corographica da província do Pará organisada no Archivo
Militar pelo capitão do Estado maior de 1." classe bacharel D. de Araújo e
Silva. 1867. 0ra,458x0»,515.
O r i g i n a l , c uma c ó p i a desenhada pelo capitão Luiz Pedro Leeór.
Exp. : Arch. Milit.
2009. - Mappa dos rios Guamá, Guarani, e Cayté do Estado do Gram Pará,
aonde mostra-se o Caminho novamente aberto por terra da Villa nova do
Bragança porá a de Ourem por cômodo destes moradores, qual Mappa ioy
feito embaixo das Ordens do IU.mo e Ex.m0 Senhor Francisco Xavier clc Men-
donça Furtado Governador e Cap.m Gn.al do Estado do Pará, e Maranham,
em o Anno de 1754, pello Engenheiro E. A. Galluzi. 0™,368xOm,S02.
O r i g i n a l , a aquarella, e duas c ó p i a s de 18-31 e 1870.
Anda junetamente: « Planta da Villa Nova de Bragança e Planta da Villa
Nova de Ourem. >i
Exp. : Arch. Milit.
2010. - Mappa Geométrica do Curso dos três Pios Guayara, Goama, o
Cayte, com todos os Sitios estabelesidos na ribeira destes rios. Parte, do
Caminho dirigido da Villa de Ourem, p." Maranhã, e Caminho inteiro da
dita Villa até a Villa de Braganza. Com as plantas Ichnographicas de
ambas as Villas. Feitas na Diligencia do S.r João Ignacio de Britto, o
Abreu, em Mezo do Augto: no Anno MDCCLVI1I. 0m,920x0m,490. (B. N.)
O r i g i n a l , a aquarella. Não traz nome do auetor, mas parece ser obra do
engenheiro Henrique Antônio Galluzzi.

m
2011. -Plano da Entrada do Eio do Grão Pará. (Grav. 1784.) 0m,189X
0 ,207. (B. N.)
Em Paganino, « Roteiro do Brazil. »
203

2012. - Mapa da Barra do P a r á desde a P o n t a do Tamanduá athe a


Boca do Eio Moju com todas as Ilhas Baixos e Sondas obervadas em o
anno 1793. 0 m ,682x0 m ,975.
O r i g i n a l , e três cópias, uma sem data e as outras de 1870 e 1875; escala
de 1 légua do Brazil de 300 braças.
Exp.: Arch. Milit.

2013. - Plano da E n t r a d a da Barra do Grão P a r á que comprehende


desde a P o n t a da Murandella athê a Boca do Eio Mojü, com todas as
Ilhas, Baixos, Sondas observadas por ordem do Ex. m0 S.or Gov.or e Cap. am
Ge." do Estado do Pará. Feito e Leniado por José da Trindade o anno de-
1793. 0 m I 672x0, m 988.
C ó p i a de 1828, a aquarella.
Exp.: Arch. Milit.
2014. - Plano da b a r r a do T a r a aprezentada a Sociedade Eeal Mari.
t i m a (em) 1801, por Jozé Patrício de Souza Off. Pilloto d'Armada Eeal.
0 m ,605x0 m ,514.
C ó p i a do 1829, a aquarella, e outra cópia de 1870.
Exp.: Arch. Militar.
2015. - Plano Hedrografico da E n t r a d a do P a r á , levantado por Jozc
Joaquim Pereira Segundo Tenente da Armada Eeal em o Anno d e M D C C C V . . .
0 n, ,513x0 m ,654.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Secretaria de Extraogoiros.
2016. - Plan de 1'Entrée du P a r a leve en 1805 p a r José Joachim Pe-
reira, 2.° Lieutenant dans l'Arméo Eoyale du Brésil, Pilote du Para, publié
au Dépôt General de Ia Marine en 1822. Grave par J. Çaplin. 0 m ,49Óx0 m ,
630. (B. N.)
2017. - A New Chart of the N o r t h Coast of Brazil, showing the En-
trances and Courses of the Eivcrs P a r a and Amazon, by W". H e a t h e r .
1810. Stephenson engr. - A Chart of the Entrance to the Eivor Para
and the adjacent Shoals, from the Portugucse Surveys & by J o h n Pedler,
Master in the Eoyal Navy. Published as the Act directs, Nov.' 7.lh 1810 by
W. Heather. London. 0 n ',636x0 m ,780; (B. N.)
2018. - A correct Chart of the Entrance of the P a r a Eivcr, from t h e
last Portugueso Survej-s. New- York. Published by Richard Patten. 1S20.
Engraved by J. M. Taylor, N. Y. 0-,530xO m ,680. (B. JST.)
2019. - Mappa da entrada do Eio P a r á c parte da Costa comprehen-
dida entro o Eio Turiassu o a Ilha Mexicana. 0 m ,408x0'",628.
C ó p i a de 1841, a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2 0 2 0 . - C a r t o de Ia rivicre du P a r á et des ses atterrages, levéc et dresséo
cn 1843, par M M . T a r d y de Montravcl ... Dujardin et Le S e r r c e . . . Flcu-
riot do Langle et Dosmoulins. 1846. Grave par Chassant. Ecrit par J. M.
Hacq. 0 m ,636x0 m ) 902.
Com o Plan part. do Ia baio do Sol.
Exp.: Dibl. de Mariuha.
2021. - Carte particulière du mouillago et des abords de Ia ville du
P a r á , levéc et dressée en 1843, p a r M M . T a r d y do Montravel ... Dujardin
et L e Serrce ... Fleuriot do Langlo et Dosmoulins. 1846. Grave par Jacobs.
Ecrit par J. M. Hacq. 0°,916x603.
Exp.: Bibl. de Mariuha.
2022. Plan du port de Vigia (rivière du P a r á ) , leve et dressé en 1843,.
204

p a r MM. L e S e r r e e . . . e t Fleuriot de Langle. 1846. Grave par Chassant.


Ecrit par J. M. Hacq. 0-,424x0 m ,589.
Exp.: Bibl. de Marinho.
2023. - P l a n t a do F u r o dos Breves e Tajapurú até o Amazonas, e deste
a t é Macapá, comprehendendo a I l h a Marajó. P o r P a r a h y b u n a dos Eeis.
0»863xO m ,611.
C ó p i a de 1872, sem titulo.
Exp.: Dr. L. da Ponte Ribeiro.
2 0 2 4 . - P l a n t a da P r a ç a da Cidade de Belém do P a r á , tirada em 1751*
O'°,455x0 m ,345.
O riginal ?
Exp.: Dr. L. da Ponte Bibciro.
2025. - P l a n t a Ichnographica da Cidade de Bellem Capital do Estado
do Gram Pará, tirada por ordem do 111.mo e Ex, mo Snõr. Manoel Bernardo
de Mello de Castro, Governador, e Capitão General do mesmo Estado &.*
&.' Anno de 1761. O - y ^ X O ^ S f i .
O r i g i n a l ? a aquarolla.—Uma cópia sem os respectivos dizercs das locali-
dades.
Exp.: Arcli. Militar.
2026. - P l a n t a da cidade de Belém do Grão Pará. Levantada em 176L
0°>,407xOm,870.
Cópia, a aquarolla.
Exp.: Arch. Militar.
2027. - Plano geral da cidade do P a r á cm 1791. Tirado por ordem do
Ill.m0 e Ex.°"' Senhor D. Francisco de Souza Coutinho, Governador, e Ca-
pitão General do Estado do Grão P a r á , e Eio Negro. Levantado pelo Te-
nente Coronel d'Artilheria com Exercício de Engenheiro Theodosio Con 8 -
tantino de Chermont. Copeada por Manoel Caetano do Oliveira. 0">,
675x0 m ,776.
C ó p i a contemporânea, a aquarolla.—Outra cópia sem data.
Exp.: Arch. Militar.
2028. - Planta da cidade do Pará. 0»,343x0 m ,4 9 5 -
O r i g i n a l ? a aquarolla.
Exp.: Arch. Militar.
2029. - Planta da cidade do Bcllcm, capital dos Estados do Grani Pará.
Feita no Kcal Archivo Militar por I<niacio Antônio dos Eeis. 0n>,650xlm>
39. (B. N.)
O r i g i n a l , a aquarolla; escala do 150 braças.
2 0 3 0 . - C o p i a da Carta topograpluca da cidade do Pará, o parte dos
seus contornos. Extrahida polo Engenheiro, Hugo de Fournicr, encarregado
do Archivo Provincial dos do 12 de Novembro do 1823. 0 m ,480x0 m ,
699.
C ó p i a do 183G, a aquarolla.—liais trez cópias, duas sem data o a outra
de 184U.
Exp.: Arch. Militar.
2031.—Prespectiva da cidade de S." Maria de Be!cm do Grão Pará.
( P o r ) Ignacio Antônio da Silva, 1." Ten." d'Artr. a do Pará. 0m,893 do
larg.
O r i g i n a l , a aquarella, sem data.
Exp.: Arch. Militar.
2032. - P l a n t a da Cidade do Para. Feito pcllo Cap. ,n Eng. ro Gasp. Gron-
feld. 0,U,264X0'",407.
O r i g i n a l , a aquarella; escala de 200 braças.
Jtxp.; Arch. Militar.
205

2033. - Plano do porto do Pará. Imp.e Kaeppelin (Paris). V. S.' Adolphe,


Dicc. geogr., II. (B. ,N.)
2034. - Planta da Capital do Pará, desenhada por Constantino Motta
desenhista da repartição das Obras Publicas. 1867. I m ,450x2 m .
C ó p i a do capitão Luiz Pedro Lecor, de 1867.
Exp.: Arch. Militar.

2035. - Planta da Parte da Cidade do Pará occupada pelos pântanos.

C ó p i a , a aquarella, e outra de 0 m ,735X0 m ,990.


E x p . : Arch. Mil.
2036. - Plano dos terrenos da marinha comprehendidos do ponto A o
mais saliente da caza da abertura d'Alfandega á ultima aresta da parte do
mar no hospital militar B cujos pontos determinam a linha que marca os
fundos dos sobreditos terrenos. Mandado levantar pelo Capitão d'Engenhei-
ros Inspector das obras publicas Ckristiano Pereira d'Azeredo Coutinho.
Dezenhado por Juvencio Manoel Cabral de Menezes Primeiro Tenente do
Imperial Corpo d'Engenheiros. 1849. Pará 24 de Fevereiro de 1849.
0",610xl m ,218.
Original, a aquarella.
E x p . : Arch. Mil.

2037. - Planta do pântano chamado Piri. João Kafacl Nogueira Cap.om


d'Engenheiros, e Ajud.0 d'ordens. 0m,319x0m,451.
O r i g i n a l , a aquarella.
E x p . : Arch. Mil.

2038. - Planta do Arsenal da cidade de Bcllem capital do Grão Pará.


0m,274x0m,450.
C ó p i a , a aquarella.
E x p . : Arch. Mil.

2039. - Planta e perfil das batarias que se devem continuar no fortim


da barra da cidade de Belém na capitania do Grão Pará. 0"',742x0m,495.
C ó p i a , a aquarella.
E x p . : Arch. Mil.

2040. - Bateria de S.'° Antônio, e Ecducto no seu antigo estado.


0'°,289x0m,442.
O r i g i n a l , a aquarella, c uma c ó p i a .
E x p . : Aruh. Mil.
2041. - (Bateria de Sancto Antônio.) Projecto do illm.0 c cxm." sür.
Jozo Narcizo de Mag.0" do Men.zcs 0",289x0,I,,443.
O r i g i n a 1, a aquarella, o uma c ó p i a .
E x p . : Arch. Mil.
. 2042. - Plano da Bateria do S.t0 Antônio da Cidade do Pará, levantado
pelo Major Engenheiro Hugo do Fournier em Julho de 1822, e Copiado
pelo mesmo cm'" Janeiro do 1826. 0n',315x0nl,993.
C ó p i a do auetor, a aquarella.
E x p . : Arcli. Mil.
2043. - Planta e perfil do redueto de S. Jozé que para augmentar a
defesa da marinha desta cidade mandou construir o Ill.m° o Ex.'"° Senhor
Fernando da Costa de Ataide Toive Governador c Capitão General do Es-
tado do Gram Pará, Maranhão, Eio Negro, Piauhy. 0m,621x0m,612.
O r i g i n a l , a aquarella. — Uma cópia em 1872.
E x p . : Arch. Mil.
2044. - Plano da nova Bateria que so construio no Lugar da antiga
206

obra de Fortificação denominado o Castello da Cidade do P a r á . Anno de


1808. Dez. 0 pello Cad. e d'Artr.° João Henrique de Matos. 0<»,266x9m,3S5.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Mil.
2045. - Planta da Obra de Fortificação a que impropriamente cbamão
o Castello da Cidade do P a r á . Anno de 1808. Dez.' pello Cad. e de Artr."
J o ã o Henrique de Matos. 0-,276x0 m ,334.
O r i g i n a l , a aquarella.—Uma c ó p i a de 1863.
Exp.: Arch. Mil.
2046. - Copia do Plano da Bateria do Castello da Cid.e do P a r á levan-
tado em Maio de 1822 pelo Major de Engenheiros H u g o de Fournier, co-
piado p.10 mesmo. 0°>,362x0 ,n ,463.
C ó p i a do auetor, a aquarella. — Outra c ó p i a de 1826.
Exp.: Arch. Mil.
2047. - Plano da bateria do Castello da cidade do P a r á em 1834. Le-
vantado e desenhado pelo Capitão Joaquim Eoiz d'Andrade. 0m ) 410x0'°,420.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Mil.

2048. - Perspccto da bateria do Castello desta cid.e em seu estado actual


no dia 28 d'Agosto d'1834. Projecto de melhoramento á referida bateria.
0-,400 xO-,540.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Mil.
2049. - Prospecto do forte da barra (da cidade do P a r á . 1834);
O-^OxO^OO.
Original.
Exp.: Arch. Mil.
2050. - Plano do forte da barra da cidade do Pará, cm vista de pás-
saro, que mostra o seu estado ruinoso em o dia 8 d'Juno d'1834. Mandado
levantar pelo 111.™° e Ex.°'° S.r Bernardo Lobo de Souza presidente desta
Provincia, de baixo da direcção e inspecção do Ex.™ S.r Joaquim Jozé da
S.* Santiago comm. e das Armas da Prov." afim de serem reparadas suas
•ruinas, e posto em estado de bem servir. 0,m375X0°1,389.
Origi nal.
Exp.: Arch. Mil.
2051. - Porspecto do Forte de S. Pedro Nolasco. 0-,276x0 m ,379.
O r i g i n a l ? a aquarella.
Exp.: Arch. Mil.
2052. - Copia do Plano Original do Fortim de S. Pedro Nolasco, le-
vantado em J u n h o de 1822 na Cidade do Pará, pelo Major H u g o de Four-
nier. 0°,,332x0™,487.
C ó p i a feita pelo próprio auetor em 1826, a aquarella. — Outra c ó p i a de 1871.
Exp.: Arch. Mil.
2053. - Plano do forte de S. Pedro Nolasco levantado em 20 d'Agosto
1834. 0=260 X O - ^ O .
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Mil.
2054. - Mapa Geographico da Ilha de Joannes, ou Mai-ajo, Arrodeado
por Mar, e por Terra por Florentino Silveira F r a d e Morador de esta Ilha,
e posto em ordem pelo Captam Engh. ro Schwebel no A." 1757. 0 m ; 500x0 m ,689.
O r i g i n a l , a aquarella.— Uma cópia de 1870.
Exp.: Arch. Mil.
2055. - Configuração da grande Ilha de Joanes feito (sic) no anno de
207

1799. governando o Estado do Grão Para o Il.m" e Ex."* S.' Gov.°* e Cap.
G.*1 D. Francisco de Sousa Coutinho. 0»,542x0»,815. (B. N.)
O r i g i n a l , a traço de penna. Escala da 15 milhas ou 5 léguas. Não traz nome
do auctor; mas, segundo toda a probabilidade, é obra do d.™ José Simões de Car-
valho. — Outro exemplar egualmente o r i g i n a l . (B. N.)
2056. - Carta da ilha de Marajó, e terrenos adjacentes, copiada no Eeal
J a r d i m Botânico por José Joaq. m Freire 2." Tenente da Armada Eeal.
1801. 0'° J 220xO m ,279.
C ó p i a de 1847, a aquarella.
Exp.: Arcb. Mil.
2 0 5 7 . - C a r t a hydrographica da ilha de Marajó. 0°',366xO m ,470.
Cópia, a aquarella.
Exp.: Arch. Mil.
2058. - Carta do Bio Marajo-assú da Ilha Grande de Joannes, e das
Fazendas do Gado que nelle se achavão situadas, em q se comtemplarão as
pessoas seg.te" comforme as Ordeüs de S. M. F . Manoel Alvares Calheiros.
0°',275xO m ,212.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Dr.. L. da Ponte Ribeiro.
2059. - Carta de parte da Costa da Ilha Grande de Joannes desde o
I g a r a p é Grande, e das Villas, e Fazendas que se achão situadas entre os
ditos Bios, até o Bio Cambú e da Fazenda em q foy comtemplado o Pro-
curador da Coroa Manoel Machado, a qual v a y notada com a letra A.
k-,207x267.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Dr. L. da Ponte Ribeiro.
2060. - P l a n t a do porto e villa de Chaves na ilha de Marajó levantada
em Míiio de 1854 pelo 2.° Tenente Ignacio Agostinho Jauffret, auxiliado
pelo 2." Tenente Vicente Ferreira de Amorim e Pratico Pedro Francisco
Pereira. &. 0»,984xO m ,630.
O r i g i n a l , com a vista da Villa. — Uma c ó p i a de 1854 existe no Archivo
Militar.
Exp.: S* M. o Imperador*
2061. - Planta da povoação das Salinas levantada pelo Capitão d'En-
genheiros Christiano Pereira d'Azeredo Coutinho em Maio de 1849.
0 ,377X0»,551.
C ó p i a de 1849, a aquarella, e outra de 1863.
Bxp.: Arch. Militar.
2062. - P l a n t a da nova villa de Mazagão, 6ituada n a margem do Bio
Mutuacá, na Latitude Austral 22', e na Longitude 326°, e 20' contada da
I l h a do Ferro. 0 m ,408x0 m ,350.
C ó p i a , a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.

2063. - P l a n t a da praça, e villa de S. Joze do Macapá como se acha


no anno de 1763. e tirada geometricamente debaixo das ordens do 111.™° e
Ex. m0 Sr. Fernando da Costa de Atayde Teyve do Concelho de S. M.
F . Governador, e Capitão General do Estado do Pará, Maranhão, e
P a u h y &c. &c. pelo Capp.»m Engenheiro Henrique Antônio Gallucio. (sic)
O m ,616X0 m ,863.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2064. - Carta de parte do porto de Macapá por ordem do 111.™° e
208

Excm.0 Síir. D. Francisco de Souza Coutinho. (Por Pedro Alexandrino


Pinto de Souza..) 1800. 0m,832xl,1',128.
O r i g i n a l , com a assign. autogr. do auctor.
E x p . : Arch. Militar.
2065. - Carta da bahia de Macapá feito por Ordem do Ex.m° Gover-
nador e Capitão General do Estado do Pará D. Francisco de Souza Cou-
tinho. Anno 1800. Copiado de P.° Alx.,Q0 Pinto de Souza T.° Coronel Eng.
—2." via. 0m,350x0m,490. (B. N-).
C ó p i a official o contemporânea. A traço de penna.
2066. - Mappa da Villa de São José de Macapá que foy tirada por
Ordem do Illust.m° Excell.m Sn.r General Manoel Bernardo Mello de Castro
Governador de Maranhão e Pará. 0m,257x485.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2067.-Planta da Praça e Villa de S. Joze do Macapá. 0m,394x0"<,525.
O r i g i n a l , a aquarella.
E x p . : Arch. Militar.
2068 - Planta do porto, villa e praça de S. Jozé de Mocapá na pro-
víncia do Grão Pará, levantada em Abril de 1854 -pelo 2." Tenente d'Ar-
mada Ignacio Agostinho Jauffret, auxiliado pelo 2." Tenente Jozé Fran-
cisco Pinto e Pratico Pedro Francisco Pereira, debaixo das ordens e di-
recção do Cap.m de Frag. ta Joaquim Manoel d'01iveira Figueiredo Com-
mandante da Divizão Naval do Maranhão. 0m,640x0m,999.
O r i g i n a l . Com a Vista da Villa e Praça. — Ha c ó p i a s no Archivo Militar.
Exp.: S. M. o Imperador.

2069. - Plano do porto e praça de Macapá levantado em 1867... pelo


1.° tenente R. L. Tavares &. Lith. A Vida Fluminense. 0°>,674x0m,546.
(B. K )
2070. - Mappa Geométrico de huni Pentágono Ecgulare projectado p."
Fortificar a prasa da V." ;St: Joze de Macapá. M.01 Fer.* do Goéz Ten.w
Engenheiro. 0m,570x0m,336.
O r i g i n a l , a aquarella, com a vista da praça.
Exp.: Arch. Militar.
2071. - Projecto para a fortificação da praça de S. Joze do Macapá.
om,480xo°>,599.
O r i g i n a l , a aquarella. — Duas c ó p i a s uma sem data, outra de 1871.
Exp.: Arch. Militar.
2072. - Projecto de hüa fortificação para a Praça de S. Joze do Ma-
capá feito por ordem do Governador Fernando da Costa de Atayde Teyve
pelo Capitão Engenheiro Henrique Antônio Gallucio. 0m,506x0m,778.
Cópia.
Exp.: Arch. Militar.

2073. - Planta de huma fortificação regular, fácil, e rezumida pera se


defender com huma limitada guarnição aplicada ao terreno mais ventajozo
da Praça de S. Jozè do Macapá, e projectada em execução das Ordens do
Ill.mo, e E.m0 Síir. Fernando da Costa do Atayde Teyve do Concelho de
S. M. Fid.ma seo Governador o Capitão General do Estado do Pará, Ma-
ranhão, e Piauhy, &c. &c. MDCCLXIV. 0m,614x0m,869.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2074. - Planta da Fortaleza de S. Jozé de Macapá na forma em que
dos mais apurados exames das circunstancias respectivas á situação do seu
mais ventajozo terreno se vay actualm.10 executando por Ordem do Ill.mo c
209

Ex. m ° Sfir. F e r n a n d o da Costa de Ataydc Teive do Conss." de"S. Mag.'


Fedelissima, seu Governador o Capp.° m General do Estado do P a r á , Ma-
ranhão, Kio Negro, e P i a u h y &.' &.* 0 m ,527x0 m ,404.
O r i g i n a l , a aquarella. — Uma c ó p i a de 1874.
Exp.: Arch. Militar.

2075. - Planta da Fortaleza de S. Jozé do Macapá n a forma om que


despois dos mais apurados exames das circunstancias respectivas a situação
do seu mais ventajozo terreno se v a y actualmente executando por ordem
do lll. mo e Ex.- 0 S.r Fernando da Costa de Ataide do Teive do Conss. 0 de
S. Mag." Fcdclissima, seu Governador, e Capp."" General do Estado do
P a r á , Maranhão, Eio-Negro, e P i a u h y , &.* &." 1765. 0»,629x0 m ,432.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch, Militar.

2076. - P l a n t a demonstrativa do estado cm que se acha actualmente a


nova Fortaleza de S. Joze do Macapá c das Obras pertencentes a sua for-
tificação athe ao dia 9 de Fevereiro de 1765. 0 m ,413x0 m ,622.
O r i g i n a l , a aqnarella. — Uma c ó p i a .
Exp.: Areli. Militar.

2077. - P l a n t a da Fortaleza de S. José do Macapá cj se vay actual.' 0


executando por Ordem do Ill. m0 e Ex. m ° Sn. r Fernando da Costa de Ataide
T e i v e , . . . . 0 m ,337x0 n ,455.
O r i g i n a l , a aquarclla, sem data. — É diversa da do anno de 17G5.
Exp.: A r d i . Militar.

2078. - P l a n t a com elevação da nova Fortaleza de S. Jozé do Macapá


que reprezenta o estado cm que actualmente se acha o dia 22 do Março
de 1766. 0'",643x0 ra ,44 .
O r i g i n a l , a aquarclla. ... Uma c ó p i a de menores dimensões.
Exp.: Arch. Militar.

2079. - P l a n t a com elevação da nova Fortaleza do S. J o z e do Macapá,


que mostra o estado, em que se acha a sua Fortificação t h é o dia 2 de
Setembro de 1766. 0 m ,552x0 m ,409.
O r i g i n a l , a aquarclla.
E x p . : Arei). Militar.
2080. - P l a n t a com elevação, que mostra o estado, em que se acha a
nova Fortaleza d© S. J o z é do Macapá t h e o dia 20 de J u n h o de 1767»
0 m ,424x0 m ,630.
O r i g i n a l , a aquarella, e uma c ó p i a .
Exp.: Arei». Militar.
2081 - Planta com elevação da nova Fortaleza do Macapá, que declara
o estado, em que se acham as suas obras a t h e o dia 6 de J u n h o de 1768.
0 ,634x0 m ) 437.
m

O r i g i n a l , a aquarella.— Duas cópias uma sem data, outra de 1871.


Exp.: Arch: Militar.
2082. - Planta demonstrativa do estado em que actualmente se acha a
nova fortificação da praça de S. Jozé do Macapá no presente dia de 13 de
Dezembro de 1769. O m ,506X0 m ,427.
O r i g i n a l , a aquarella.
E x p . : Arch: Militar.

2083. - P l a n t a do p é em que hoje se acha a praça S. Jozé de Macapá


em cuja construção se trabalha actualmente. 0 m ,549x0 m ,347.
O r i g i n a l , a aquarella.—Uma c ó p i a .
E x p . : Arch. Militar.
14
210

2084. - Planta, e perfil do reducto de S. J. e do Macapá. 0m,588x0»,617.


C ó p i a , a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2085. - Perfil da Praça de S. Jozé de Macapá cortado sobre a linha
central K L. 0 m ,179xl"\403.
O r i g i n a l , a aquarella.—Uma c ó p i a de 1874.
Exp.: Arch. Militar.
2086. - Collecção relativa á fortaleza de Macapá. 0»,320x0»,480.
C ó p i a s . São 13 plantas a aquarella dos fins do XVIII século e começo do
XIX.—Outra cópia de Luiz Pedro Lecor de 1875 a 77.
Exp.: Arch. Militar.
2087. - Fortaleza de Macapá. (Planta levantada pelo engenheiro José
Tiburcio de Magalhães.) 1868. O - ^ x O ^ õ S .
Original?
Exp.: Arcb. Militar.
2088. - P l a n t a geographica das terras adjacentes á P r a ç a de S. Jozé
do Macapá. 0 m ,852x0^617.
Cópia, a aquarella.
Exp. Arch. Militar.
2089. - Planta de Fortaleza de St. Antônio de Gurupa que foy rectifi-
cado p. r ordem de S. Ex." Snr. General Emanuel Bernardo de Mello de
Castro. Gronefeld. 0 m ,213x0™,341.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp. Arch. Militar.
2090. - P l a n t a da villa de Óbidos no Eio Amazonas. 1853. M. P . S.
{Marcos Pereira de Salles.) 0 m ,426xl°,162.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp. Arch. Militar.
2091. - Planta Topográfica do porto d/a Villa de Óbidos. 1854. Traço do
F o r t e de Óbidos, &. Levantado, projectafio e desenhado pelo major Marcos
Pereira de Sales. 0-»,610xl m .
O r i g i n a l , a aquarella, e duas cópias de maiores dimensões.
Exp. Arch. Militar.
2092. - Traço da Bateria do P o r t o de Óbidos. (Planta pelo major Mar-
cos P . de Salles. 1854.) 0 m ,529x0 m ,548.
C ó p i a de 1857, a aquarella.—Outra c ó p i a de 1873.
Exp. Arch. Militar.
2093. - Projecto. F o r t e fronteiro a Óbidos. Situação. (Apresentado por
F . Belmont de Brockonhaus,) 1856. 0 ra ,459x0 m ,576.
C ó p i a , a aquarella.
Exp. Arch. Militar.
2094. - Planta demonstrativa da Situação Eeciproca das Fortificações
de Óbidos em 1858. 0™)555x0°')804.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2095. - F o r t e de Óbidos. (Planta levantada pelo engenheiro José Ti-
Jburcio de Magalhães.) 1868. Om,490XOm,877.
Or i g i n a 1?
Exp. Arch. Militar.
2096. - P l a n t a da Fortaleza de N.* S. 1 de N a z a r e t h e Povoação de
Alcobaça que se hade erigir no Kio Tocantins por ordem do Ill. m0 e Ex™0.
211

S." Jozé de Nápoles Tello de Men. M , Gov." e Cap. m Gen.ml do Estado do


P a r á . 1780. João Vasco M.el & Braun. 0-,897x0 m ,562.
O r i g i n a l , a aquarella.—Uma c ó p i a com margens menores.
Exp.: Arch. Militar.
2097. - P l a n t a do porto da extineta povoação de Eebordello na ilha de
Caviana, levantada em Maio de 1854 pelo 2." Tenente d'armada Ignacio
Agostinho Jauffret, auxiliado pelo 2.» Tenente Vicente Ferreira de Amorim
e Pratico Pedro Francisco Pereira... 0 m ,631x0 m ,987.
O r i g i n a l , com a vista da Ponta de Eebordello.—Ha uma cópia no Archivo
Militar.
Exp.: S. M. o Imperador.
.2098. - Planta da V.* de Borba a nova. 0 m ,327x0 m ,493.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp. Dr. Luiz da Puutc Kilieiro.

MARANHÃO :

2099. - Maranhão [Ch.] copiada em 9 de Fevereiro de 1874 por José


Ribeiro da F . Silvarcs. 0 m ,563x0 m ,389.
Mss. sobre panno gomm. A aquarella. C ó p i a mod. de um dos mappas da
uRazão de Estado», (scc. XVII.)
Exp.: Dr. Fernando MendeB de Almeida.
2100. - Mappa gcographico da capitania do Maranhão e de parte das
capitanias circundantes para servir á viagem feita pelo coronel Berford.
P. S. F. Souto sculpsit. (Grav: na Impr: Regia do Rio de Janeiro, 1810.)
0m,570x0">,340. (B. N.)
Em Silva Belford — "Roteiro c mappa da viagem do Maranhão até a corto do
Rio de Janeiro.» Rio do Janeiro, 1810, in-8.° gr.
2 1 0 1 . - M a p p a do I n f r i o r da Capitania do Maranham entre parte da-
quelas de que cila se divide ; formado para mostrar os Pontos que a Lc-
mituo com a do Goyáz, segundo a Devizão feita em 9 de Iulho de 1816,
por Avizo Rcgio de 11 de Agosto de 1813. Copiada da Carta Organizada
por Francisco de Paula Ribeiro Capitan do Regimento de L i n h a do Ma-
r a n h a m encarregado da Divizão ultimada cm Iulho de 1816. P o r Domin-
gos Monteiro Tenente do Real Corpo de Engenheiros, no Rio de Janeiro
cm 1819. 0 m ,920x558. (B. N . )
C ó p i a , a aquarella.—Uma c ó p i a mod., a aquarella. (Arch. Militar.)
2102. - Mappa gcographico da Capitania do M a r a n h a m que pode servir
do Memória sobre a População, Cultura, e Couzas mais notáveis da mesma
Capitania. Francisco de Paula Ribr. 0 o desenhou e acabou de Organizar
cm 1819 Fevr. 0 no Maranham. 0°>,933x0 m ,573.
C ó p i a de 1868, a aquarella.
Exp.. Arch. Militar.
2103. - Carta geographica do Interior da Capitania do Maranham, or-
ganizada por Francisco de Paula Ribeiro, e: por elle mesmo mais aperfei-
çoada, ou corrigida, segundo as ultimas noticias adquiridas em Abril de
1819. '0 m ,716X0 ra ,528.
O r i g i n a l ? a aquarella.
Exp.: S. H. o Imperador.!
2104. - Carta geral da província do Maranhão levantada por A. B . P .
d o Lago, coronel engfnheiro, Reduzida e Desenhada por I. C. Guillobel,
T e n e n t e Engenheiro. 1823. 0m,786x0 m ,499.
O r i g i n a l da reducção, a aquarella.—A mesma Charta lith. sem data da
reducçào nem da impressão e de menores dimensões. 0m634x0m,488.—Duas cópia a
d'esta, a aquarella, de 1854 e 1868.
Exp.: Arch. Militar.
212

2105. - Carta geral da provincia do Maranhão. Por Antônio Bernar-


dino Pereira do Lago. 0n,,816x0m,526.
C ó p i a mod. nuth.
Exp.: Secret. do Estrangeiros.
2106. - Carta geral da provincia do Maranhão, dividida em 8 Comarcas
em 1838, copiada por ordem do 111.m0 e Ex.mo Sílr. Presidente da mesma
Provincia Luiz Alves de Lima. 1840. 0m,791x0m,503.
C ó p i a , a aquarclla.— Outra c ó p i a feita cm 1840 existe cm poder de S. M. o
Imperador.
Exp.: Arch. Militar.
2107. - Carta geral da provincia do Maranhão correcta, augmentada,
desenhada c otterecida a Sociedade Literária do Rio do Janeiro por seu sócio
eliectivo J.e Joaq.m Rodrigues Lopes capitão do Imp. C. d'Engenheiros,
deputado a Assenibléa legislativa da referida provincia e mandada gravar
pela mesma Sociedade cm 1841. Sob a direcção de Antônio P. F. M. Antas,
Tenente do mencionado Corpo. Grão. e est. na rua do Ouvidor n. 01, (Rio
de .Janeiro). M. J. Cardozo. 0°',3n5x0,",250. (B. K )
2108. - Carta topograpbica c administrativa da provincia do Maranhão
erigida sobre os documentos mais modernos pelo V.oie do Villiers de L'Isle
Adam. Gravada na Lithotjraphia Imperial de V'. Laréé, publ. no Rio de
Janeiro por Garnicr irmãos. Rio de Janeiro. 1S50. 0m,539x0m,421. Color.
Exp.: Ardi. Militar.
2109. - Carta geral da provincia do Maranhão. 1852. Lith. Imp.' de
Heaton e Rensburg. Rio de Jan.° 0m,225x0™,216. (B. N.)
Com o Kxtracto do mnppa de Goyaz de 1813.
Nu ii Carolina ou a def. fixação de limites entre as prov. do Maranhão e do
Goyaz. liio de Janeiro. 18õ'2, in-8° gr.
2110. - Carta geral da provincia do Maranhão, organisada sobre os
trabalhos mais acreditados existentes no Archivo Militar, e com o addi-
tamento. que ao seo território, pelo lado do Oeste, lhe trouxe a legislação
vigente, pelo capitão do Estado maior de 1." classe do exercito, Franklin
Antônio da Costa Ferreira. 1S54. Lith. do Archivo Militar. J. A. P. 0m,827
X0°i,682. (B. N.)
2111. - Carta geral da provincia do Maranhão dividida em 8 comarcas,
copiada por ordem do Ill.°"> o Ex."10 Sn.r General Manoel de Sousa Pinto de
Magalhães vice presidente da provincia. 1854. 0m,784x0n',500.
C ó p i a, a a q u a r c l l a .
Exp.: Arcb. Militar.
2112. - Carta geral da provincia do Maranhão conforme os limites-
actuaes reduzida no Archivo Militar no anno de 1855. 0'",459x0'°,418.
Có.|ua de 1800, a aquarclla. —Outra c ó p i a de 18(34.
Exp.: Arch. Militar.
2113. - Carta geral da provincia do Maranhão pelo Aspirante Joaquim
Cardozo Pereira do Mello. Im,136x0m,710.
O r i g i n a l ? a aquarclla.
Exp.: Arch. Militar.
2114. - Carta Corographica da Provincia do Maranhão organisada no
Arcbivo Militar pelo Capitão do Estado Maior de 1." Classe Bacharel D. de
Araújo c Silva. 1868. 0'°,457x0'",515.
O v i g i n a 1.
Exp: Arch. Militar.
2115. - Carta de Parte da Provincia do Maranhão. 0m,290x0m,216.
C ó p i a nuth. de 18Ü5, a aquarclla.
Exp.: Dr. L. da Tontc Kibciro.
213

2116. - Demonstra-sô Exactamente as Fazendas, Maiores, situadas na


Estrada directa de Aldeias Altas a Pastos Bons, dese Lugar ao Arraial do
Príncipe Eegente, e alguas nas sabidas para o Centro de Balssas, &. &.
Om,315Xlm-
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Dr. L. da Ponte Bibelro.
2117. - Mappa de huma parte da Província do Maranhão para servir
na questão de limites entre as Comarcas Brejo, Caxias e Itapucuru-mirim,
levantada em 1847 pelo Major Engenheiro Lopes. 0m,392x0m,525.
C ó p i a s (2) de 1850, a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2118. - Mappa de parte da província do Maranhão ondo se mostrão
as Fortificações permanentes, para servir aos trabalhos que sobre ellas tem
d'apresentar o íll.™ Siir. Tenente Coronel do I. C. d' Engenheiros A. N.
d'Aguiar. Desenhado por... J. J. Eodrigues Lopes, Cap. d'Éng. 1841. 0m,414
Xm,534.
Cópia, a aquarella.—Outra cópia de 1862.
Exp.: Arch. Militar.
2119. - Planta do lugar Capital de Pastos bons formado sobre hua
Serra e rodiado de matos com as cazas q se podem avistar do quartel Mi-
litar q hé na maior Eminência. 0m,353x0m,463.
O r i g i n a l , a aguarella. Foi levantada a charta depois de 1808.
Exp.: Dr. L. da Ponte Ribeiro.
2120. - Mapa da ilha de S. Luiz do Maranhão levantada por Antônio
Bernardino Pereira, do Lago Coronel do Eeal Corpo de Engenheiros. Deze-
nhada por Joaquim Cândido Guillobel, Pri.ro Ten.te do B.'* C. de Enge-
nheiros. Em 1820. 0m,663x0-,999.
O r i g i - n - a l ? a aquarella. Foi lithogr.
Exp.: Arch. Militar.
2121. - Mappa da Ilha do Maranhão, desenhado, e offerecido ao Ill.m0
o Ex.mo Sfir. Manoel Felisardo de Souza e Mello, Presidente das Alagoas,
por J. J. E. Lopes. 1841. 0°>,383xOm,507.
O r i g i n a l , a aquarella.—Uma c ó p i a de 1847.
Exp.: Arch. Militar.
2122. - Planta de parte da Ilha do Maranhão mostrando as communi-
cações actuaes com o interior pelas Bahias, e as fucturas pelo Canal do
Arapapahi em execução. 0m,366x0m,518.
C ó p i a de 1853, a aquarella.
Exp.:; Arch. Militar.
2123. - Pianta delia cittá di S. Lvigi metropoli dei Maragnone. (Eoma
1698). H. Vincent se. (B. N.)
N a «Istoria» de fr. G. G. de S. Teresa.
2124. - Plano do porto e cidade do Maranham. Imp.e Kaeppelin. (Paris)
V. S.' Adolphe, Dicc. geogr. I I pg. 43. (B. N.)
2125.- Planta da Cidade de S. Luiz do Maranhão levantada em 1858
por J. Veiga. 0m,437x0m,548.
C ó p i a de 1862, a aquarella; escala de 300 braças.— Outra c ó p i a de 1874.
Exp.: Arch. Milit.
2126. - Plano do Porto de S. Luis do Maranhão. (Grav. 1784.) 0M,135
X0-,314. (B. K )
E m Paganino—oKpteiro do Brazil.»
2127. - Plano da Barra do Maranhão desde o Surgidouro, era que cos-
•tumão dar fundo os Navios, que vão para o dito Porto para esperar o
214

Patrão Mor até a Ilha do Livram.10 o a ultima ponta de terra que se deS"
cobro da parto da Avêa, p.r Ant.° Josó Koiz Chaves no anno de 1789.
0n,,657Xlm,-,3.
T r a z « F a r t e d a I l h a do M a r a n h ã o » o « D e m o n s t r a ç ã o da V i l l a e P o r t o de Ta-
p i t a p e r a , o q u a l d e m o r a a o N o r u e s t e de P a l á c i o do M a r a n h ã o . »
Cópia.
Exp.: Secrot. do Estrangeiros.
2128. - Planta hidrográfica da barra do Maranhão. Levantada em 1790,
por Jozc Patrício de Souza, 0'")712xOu,;4S6.
C ó p i a , com o p l a n o da b a r r a . — O u t r a c ó p i a , a a q u a r e l l a , do 1803.
Exp.: Ardi. Milit.
2129. - Plano geométrico da habra e barra do Maranham desde a Coroa
Cirande athé áos Atins por Jozé Patrício d' Souza. 1790. O-^^XO"',* 89 -
O r i g i n a l . E s c a l a de 2 m i l h a s .
Exp.: Arch. Milit.
2130. - Mapa da Barra de São Luiz do Maranhão. Offerecido a ... D.
Diogo de Souza ... Polo Capitão Antônio Joaquim Sim.0' da Veiga ... 1792,
0ra,421X 0,5-14.
O r i g i n a l , a nquarclla.
Exp.: Dr. L. da Ponto ltiboiro.
2131. - Plano da Bahia do Sam Marcos na entrada do Porto do Sam
Luis do Maranham. (Por José Fernandes Portugal.) Lith. do Arch. Militar.
Antônio Ilodrigues de Araújo. Ilio de Janeiro de 1SJ4-. 0"')35GxO'",470. (B. N.)
N ã o t r a z o n o m e do a u e t o r .
2132. - Mappa da entrada do Maranhão, desde os Mangues Verdes té
a Bahia do Cuniá. Off. a ... ]). Francisco de Mello Manoel da Cantora,
Gov... do Estado do Maranhão. Por Antônio Joaquim da Veiga ... Anno do
1809. 0°',674X0,U,930.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Socrot. de Extnmgeiros.
2133.-Mappa da barra do Maranhão. 0,470X0m,700. (B. N.)
E s c a l a de 10 léguas de v i n t e ao g r a u . E ' trabalho executado com esmero.
2134.-Carta geométrica da barra do Maranham. 0m,474XGS9. (B.K)
O r i g i n a l , sem n o m e de auetor, n e m data. E s c a l a d e 1 legoa.
2135. - Planta da abra, e barra do Maranhão, extrahida do hüa copia
ícita no Eio de Janeiro no Anno de 1814 ... 0",,72ÜX0'",507.
C ó p i a mod. auth., a aquarella.
Exp.: Socret. do Extrangeiroa.
2136. - Configuração dos baixos o ilhas do porto do Maranhão. 0m,467
X0ra,659.
O r i g i n a l , som t i t u l o .
Exp.: Arch. Milit.
2137. - Configuração hydrographica da ilha, o bahias, do Maranhão.
0m,528x0m,730.
C ó p i a , a aquarella.
Exp.: Arch. Milit.
2138. -Plan do Ia baie de San Marcos ou do Maranham, leve et dressé
cn 1845, pav MM. Tardy de Montvavel ... Fleuriot de Langle etDesmou-
lins. 1846. Grave par Jacobs. Ecrit par J. M. iTacg'.0m,602x0,,1,434.
Êxp.: Bibliotheca da Marinha.
2139.-Plan de Ia rade et du port de Maranham leve et dressé en
215

1845, par MM. Tardy de Montravel, Fleuriot de Langle et Desmoulins.


1846. Grave par Jacobs. Ecrit par J. M. Hacq. O^bddxO",^.
Exp': Bibl. de Marinha.
2140. - Esboço da Bahia de S. Marcos Província do Maranhão. 1863.
0m,497x0m,673.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Milit.
2141. - Brazil. harbours. Maranhão. N\os 1 & 2. Plans accomp. sir J.
Hawkshaw'8 report. 1875. Thomas Kell lith. 2 fls. (BJST.)
2142.-Mapa da Ilha de S. João e mais Ilhas compreendidas entre as
Pontas Casacoeira e Caianq.™ Anno de 1799. 0IU,636x0m,989.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Milit.

2143. - Plan du mouillage des ilcs San João, leve et dressé en 1844,
par M. Desmoulins. 1846. Grave par Chassant. Ecrit par Hacq. 01°,421
X0m,286.
Exp.: Bibl. de Marinha.
2144.-Planta dos ancoradouros da ilha do Medo e Itaqui levant. pelo
1." tenente Francisco Calheiros da Graça ... coadj. pelo 2." ten. José Fruc-
tuoso Monteiro da Silva. Rio de Janeiro. 1879. Lith. de Ângelo & Robin. 1
fl. de 0m,700x0m,537. (B. N.)
2145.-Planta da Colônia Militar de S. Pedro do Gurupy levantada
pelo Cap.m Luiz B. de Carvalho. 1865. 0m,492x0m,678.
C ó p i a , a aquarella.
Exp.: Arch. Milit.
2146. - Planta da villa de S. Bento levantada pelo Administrador das
Obras Publicas do Maranhão Fernando Luiz Ferreira. 1869. 0m,527x0m,790.
C ó p i a de 1847, a aquarella. — Outra c ó p i a de 1875.
Exp. : Arch. Militar.
2147. - Planta dos Terrenos de marinha, entre o Portinho, e a Fonte
das Pedras. Lev. e Desen. por J. J. E. Lopes, Maj. gr. d'Eng. 1845.
0°,,390xOmJ402.
O r i g i n a l , a aquarella. — Uma c ó p i a de 1846.
Exp.: Arch. Militar.
2148. - Planta do forte da Ponta d'Areia na capitania do Maranhão
seo perfil alçado e terreno adjacente levantada em Dezembro de 1819 pelo
Coronel do E. C. de Engenheiros Antônio Bernardino Pereira do Lago.
Dezenhada por Joaquim Cândido Guillobel Primeiro Tenente, graduado do
E. C. de Engenheiros. 0m,582x0m,884.
O r i g i n a l ? A a q u a r e l l a . — D u a s c ó p i a s de 1858 e 1863.
Exp.: Arch. Militar.
2149. - Planta e Perfil da Tenalha denominada Baluarte de S. Luiz na
confluência dos Rios Bacanga, e Anil. L. e. D. por J. J. E. Lopes S. T.
Engenheiro. 1831. 0»,247xOm,407.
Original.
Exp.: Arch. Militar.
2150. - Planta, e Perfil do Forte de S. Marcos fronteiro á Bahia do
mesmo nome na Província do Maranhão. L. e D. por J. J. E. Lopes S.
Tene Engenheiro. 1831. 0m,239x0m,398.
O r i g i n a l . — U m a c ó p i a de 1862.
Exp.: Arch. Militar.
2151. - Planta do forte de S. Marcos na entrada do Porto do Maranhão,
216

levantada em 1837 pelo Capitão Engenheiro J. J. E. Lopes, e por elle


copiada em 1841... 0»,334x0=>,434.
C ó p i a do auctor, a aquarella.
Exp.: Ãrch. Militar.
2152. - Planta e Perfil do Porte de S. Antônio da Barra no Maranhão.
L. e D. por J. J. E. Lopes S. Ten.e Engenheiro. Em 1831. (P,254x<K434.
Original.
Exp.: Arch. Militar.

2153. - Planta do forte de S.w Antônio da Barra, á entrada do Mara-


nhão, levantada em 1837 pelo Capitão Eng. J. J. Rodrigues Lopes, e pelo
mesmo desenhada em 1841 por ordem do 111.™° e Ex.m° SHr. Presidente, e
Commandante das Armas da Província Luiz Alves de Lima, á exigência
do 111.*° Sür. Antônio Nunes d'Aguiar, Ten.' C.el Engen.™. 0»,307xÓ'",275.
C ó p i a do auctor, a aquarella.
E x p . : Arch. Militar.

2154. - Planta do baluarte de S. Luiz, fronteiro ao ancoradouro do


Maranhão, levantada em 1837 pelo Capitão Engenheiro J. J. R. Lopes, e
por elle copiada... 1841. 0-,330x0",439.
C ó p i a do auctor, a aquarella.
E x p . : Arch. Militar.
2155. - Planta do fortim d'Alcantara levantada pelo Major Engenheiro
A. de A. Braga, copiada... por José Joaquim Rodrigues Lopes, Capitão do
Imperial Corpo de Engenheiros. 0m,215x0m,280.
C ó p i a , a aquarella.
E x p . : Arch. Militar.
2156. - Planta do forte da Vera-Cruz Caxoeira do rio Itapucurú levan-
tada pelo Primeiro Tcn." J. V. V. da Silva, e copiada... por .Toso Joaquim
Rodrigues Lopes, Cap. do I. C. de Engen. 1841. 0"',324xOm,480.
Cópia, a aquarella. — Outra c ó p i a de 1862.
E x p . : Arch. Militar.

PIAUHY :

2157. - Mappa geográfico da capitania do Piauhy delineado pello Ajud."


Engenheiro, Henriques Antônio Galucio em o anno de 1760. 0'",857x0ul!562.
C ó p i a s (2), a aquarella.
E x p . : Dr. L. üa Puuto Kihciro.
2158. - Carta Geográfica da Capitania do Piauhi, e parte das adjacen-
tes levantada em 1761 por João Antônio Galuci. 0nl,578x0l»,843.
C ó p i a c o n t e m p . ? A aquarella.
E x p . : D. Antonia R. de Carvalho.
2159. - Carta Geográfica da Cap." de S. Joze do Piauhy, e das estre-
mas das suas limitrophes, levantada em 1761 por Henrique Gaulicio Cap.m
Engenheiro. Copiada, corregida, e acrescentada no anno de 1809 por Joze
Pedro Cezar de Menezes, debaixo das vistas, e por ordem do Gov.or actual
o I11.M S.or Carlos Cezar Burlamaqui. 0™,575x0m,838.
O r i g i n a l . — Três c ó p i a s a aquarella do 1851, 1855 e 1870.
E x p . : Arch. Militar.
2160. - Mappa geographieo da capitania do Piauhy. Copiado na Villa
da Parnaiba aos 20 de Maio de 1816. (N. B. Este trabalho he copia do
mappa tirado em 1761 por Henrique Galucio Capitão de Engenheiros.)
0 m ,7i5xO,547.
Cópiu de 1816, a aquarella.
E x p . : Arch. Militar.
217

2161. - Mappa Geographico da Capitania do Piauhy, e parte das do


Gram Pará e Maranhão. 0-°,440xOm,650.
O r i g i n a l , a aquarella. — U m a c ó p i a de 1855.
Exp.: Arch. Militar.
2162. - Mappa da Capitania do Piauhy e parte das do Maranhão e do
Pará. 0",649xOm,408.
O r i g i n a l , a aquarella. — Duas cópias. Escala de 80 léguas de 20 ao grau.
Exp.: Arch. Militar.
2163. - Mappa geográfico da capitania do Piauhy, e parte do Maranhão,
e Pará. 0m,629x0m,433.
Cópia.
Exp.: Secret. de Extrangeiros.
2164. - Mappa Geographico da Capitania do Piauhy, e parte das do
Maranhão, e do Gram Pará. Offerecido ao IU.m0 e Ex.mo Sr Gov.or Balthazar
de Souza Botelho de Vasc.M 0-,379xOm,615.
O r i g i n a l ? a aquarella. Escala de 80 léguas port. do 20 ao grau geometr.
Exp.: D. Antonia B. de Carvalho.
2165. - Carta geogr. de Piauhy... redigida segundo as Cartas mss. do
José Pedro César de Menezes e Mathias José da Silva Pereira por M.r
Jos. Schwarzmann... o M.r le chev.r de Martius. Munich 1828. Lith. do Arch.
Militar. J. A P. 0™,439x0n>,362. (B. K ) .
2166. - Geographischo Kartc der Provinz von São José do Piauhy.
Carte geographique de Piauhy, Provincc de 1'Empire du Brésil, rodigée
d'après les cartes manuscritos de José Pedro César do Menezes et Mathias
José da Silva Pereira, par M.r Jos: Sehwarzman, premiei- Lieutenant d'In-
fanterie de 1'Armée Bavaroise et M.r le Ch.er de Martius. Munich 1828. In
Stein gravirt von L. Zertahelly in Mánchen. 0m,447x0m,360. (B. K ) .
2167. - Carta topographica e administrativa da Província do Piauhy,
srigida sobre os documentos mais modernos pelo V.cde J. do Villiers de
Pile Adam, gravada na Lithographia Imperial de V.r Larée, publicada no
Rio de Janeiro por Garnier Irmãos. llio do Janeiro, 1850. 0m,492x0m,600.
Color. (B. K ) .
2168.-Máppa Offerecido ao Il.m0 Senhor Carlos Cezar Burlamaqui, Go-
vernador de São Joze do Piauhy. Do rio Parnaiba seus brássos, Ilhas, e
Bahias, que forma desde os Possoens, athe as diferentes Barras por onde
sahe ao Mar e da Costa desde a Barra do Garassu sua primeira Fós athe
a ultima que he a Barra da Tutoia, feito por Simplicio Dias da Silva no
anno de 1806 c copiado por Joze Pedro Cezar de Menezes no anno do 1809.
C ó p i a , a aquarella. —Mais duas c ó p i a s , uma sem data e outra do 1803.
Exp. : Arch. Mil.
2169. - Planta da Cidade do Oeiras da Cap." de S. Joze do Piauhy, que
mandou tirar o Il.m0 Senhor G.°r Carlos Cezar Burlamaqui, por José Pedro
Cezar de Menezes, no anno de 1809. Vista da parto de Oeste. 0"»,659X 0,867.
Original,
Exp. : Arch. Mil.
2170. - Copia da Villa de S. João da Parnaiba que mandou tirar o
11.™ S.or Cai-los Cezar Burlamaqui, Gov.or da Cap." do Piauhi, por Joze
Pedro Cezar de Menezes, em 1809. (Planta e Vista.) 0m,864x0m,682.
Original?
Exp.: Arch. Mil.
2171.-Planta da Villa de S. João da Parnaiba levantada cm 1809
por Joze Pedro Cezar de Menezes. 0"Y406X0m,639.
C ó p i a , a aquarella.
Exp.: Arch. Mil.
218

2179. - Planta da Villa de Jeromenha, que mandou Copiar o Il.m° S."


Carlos Cezar Burlamaqui G.°', da Cap.* do Piauhi, por Joze Pedro Cezar
de Menezes, em 1809. 0m,374x0m,450.
C ó p i a ? — Outra cópia a aquarella.
Exp.: Arch. Mil.
2173.-Planta da Aldeia de S. Gon.00 doa índios, mandada levantar
pelo II.™0 S." G.or Carlos Cezar Burlamaqui, na Cap.* de S. Joze do Piauhi,
por Joze Pedro Cezar de Menezes. Vista da parte do Sul. 1809.
0m,674x0m,875.
Original.
Exp.: Arch. Mil.
2174. - Carta topographica da Freguezia de Marvão, Província de
Piauhi. Levantada por Impcriaes ordens, e do Excellentissimo Prezidonte
desta Província João Joze Guimarães e Silva, om o anno de 1831.
Por Pedro Croncnberger Tenente do Imperial Corpo de Engenheiros.
0m,642x0m,783.
C ó p i a de 1849, a aquarella. — O u t r a c ó p i a de 1871.
Exp.: Arch. Mil.

CEARÁ:

2175. - Carta demonstrativa da Cappitania do Seara para servir á sua


Historia Geral. Pelo Sarg.'° M.r Naturalista João da S." Feijó. 1809.
0"\524xOra,740.
Original.
Exp.: Arch. Mil.
217G. - Planta da Comarca do Ciará Grande, c Séquito pcllo Sertão
athe a Cidade da Bahia de Todos os Santos. 0n,,GS5x0",,472.
O r i g i n a l , a aquarella. .Escala de 25 léguas.
Exp.: Arch. Mil.
2177.-Carta Topográfica do Seara à Mina do Salpctra, descoberta no
Sitio da Tatajuba, na dist." de 55 léguas da Villa da Fortalleza, por J. da
S. Feijó. 180Ò. 0",,175X0°,,230. (B. N.)
A u t ó g r a p h a . A traço de penna.
2178. - Planta demonstrativa da Cappitania do Ceará para servir do
piano a sua Carta Topográfica organizada o delineada pelo Sarg.'° M.r Na-
turalista da mesma Cappitania João da Silva Feijó. 1810. O P.c Montcne-
gro dez. cm Olinda 1810. 0"',413x0'",530.
O r i g i n a l . Ha uma c ó p i a contem]), na Secretaria de Extrangciros.
Exp,: Arch. Mil.
2179. - Carta topographica da capitania do Ceará que a s. a. r. o prin-
cipe regente nosso senhor dedica Luiz Barba Alardo do Menezes, gover-
nador que foi da mesma capitania. Anno de 1812. 0"',500X0™,549.
ii Anda junetamente : « Plano hydrogrnphico da Enceada da Villa da Fortaleza do
N. S. da Assumpção ou Porto do Ceará», e traz uma relação dos governadores do
Ceará e datas do posse.
C ó p i a de 1871, a aquarella.
Exp.: Arch. Mil.
2180. - Carta da Capitania do Ceará, levantada por ordem do Gover-
nador Manoel Ignacio de Sampaio por seo Ajudante do ordens Antônio
José da S.* Paulet. 1818. Lith. do Arch.0 Militar. J. A. P. 0"',670x0,u,650.
(B. N.)
A Bibl. possuo uma c ó p i a mss. d'esta chartn, porém mais perfeita e digna do
apreço, com a « Planta da villa da Fortaleza». Outra c ó p i a existe em poder do
dr. Fernando Mendes de Almeida.
219

2181. - Carta Geographica do Ceará Província do Império do Brazil


redigida segundo h u m a carta manuscripta, levantada em 1817 por ordem
do Governador Manoel Joaquim de Sampaio p o r Antônio José d a Silva
Paulet, e segundo as observações e as cartas maritimas do B . . . Eoussin
p o r M.r J o s : Schwarzmann, e M. r L e C h e v : de Martius. 1831. 0 m ,255x0 m ,252.
Anda junctamente « Plano do Porto" e da Cidade da Fortaleza, ou Ceará. »
C ó p i a , a aquarella.
Exp,: Arch. Mil.
2182. - Carta topographica e administrativa da provincia do Ceará, eri-
gida sobre os documentos mais modernos, pelo V.cde J. de Villiers de 1'Ile-
Adam. Lithographia de V.' Larêé, publicada no Rio de Janeiro por Firmin
fiidot. Belin le Prieur e Morizot. Rio de Janeiro. 1843. 0 m ,454x,0 m ,570.
(B. N . )
2183. - Mapa Geographico da Provincia do Ceará. Oferecido a S. M. I.
o Senhor D. P e d r o 2 . 0 . . . p . r Jozé Pacheco Lima Piloto Hydrographico e
Geographico, approvado pella Academia de Lisboua, cujo trabalho propou-
ee .a fazer a sua custa j a a tempos vindo a concloir em 1853, tirando pra-
ticam.* em rumo magnético, igoalm. 6 p. r ter visto as grandes alteraçoens,
que tem no Mapa do Brazil, e outros q tem aparecido, q athe feicha a
Serra Grande, com a do Per." e Apodi avendo huã grande distancia e tam-
bém p." t i r a r os meos Pat.™ de alguns enganos n a Geographia. Cidade d a
Fortaleza 28 do J u l h o de 1854. 0"',861xO m ,604.
O r i g i n a l , a aquarella.—Uma c ó p i a de 1809.
Exp.: Arch. Militar.
2184. - Carta Chorographica da Provincia do Ceará, com divisão Ecele-
siastica, o indicação da Civil e Judiciaria até hoje. Organisada pelo D.°r P."
Theberge. 1861. 0 m ,759x0 ra ,597.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: S. M. o Imperador.
2185. - Mappa topographico da Comarca do Crato Provincia do Ceará
indicando a possibilidade de um canal tirado do rio de S. Francisco no
logar da Viüa de Boa-Vista para communicar com o rio de Jagoaribe pelo
rio dos Porcos o o rio Salgado e figurando a planta de u m a estrada p a r a
Ico c a tapagem do Boqueirão no rio Salgado; por M. A. de Macedo. Lith.
do Arch. Militar. J. G. T. 0'°,340xO m ,250. (B. N.)
Accompanha os «Trabalhos da Soe. Vcllosiana.»
2186. - Plano aproximado da Enseada da Villa da Fortaleza de N . S."
da Assumpção, (a qual vulgarmente se chama Porto do Seara) tirado pelo
Capitão de F r a g a t a F . A. M. Giraldes em Setembro de 1810, indo de pas-
sagem p a r a o Kio de Janeiro. Que mandou t i r a r o actual Govern. c r Luiz
Barba Alardo de Menezes. 0 m ,174x0'°,336.
O r i g i n a l , com a assig. autogr. do auetor: A traço de penna.
Exp.: Arch. Militar.
2187. - P l a n t a Hydrographica do P o r t o e Eio do Ceará levantada por
Ordem do Ill. mo e Ex. mo Snr. Jozé Felis do Azevedo e Sá p o r João Bloem,
Capitão do Imperial Corpo de Engenheiros. Março de 1825. 0 m ,381x0 m ,486.
C ó p i a de 1870, a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2 1 8 8 . - P l a n o do P o r t o do Ciará levantado pelo Primr. 0 Ten.° da Ma-
r i n h a do Brazil, Joaquim Lúcio do Araújo para mostrar a posição das
boias mandadas alli collocar p e l o . . . Snr. Joaquim José Koiz. Torres. Mi-
nistro ... da Marinha anno do 1832. Lith. cio Archivo Militar. Rio de Ja-
neiro. 1833. An." Roiz. de Araújo. 0 m ,345x0'°,440. (B. N.)
2189. - P o r t o do Ceará, Brazil. Plano mostrando os melhoramentos
220

propostos, acompanhado pelo relatório, datado, Julho 8,1870. Charles Neate.


Metchim é Son. 0»,463X0<=,695. Color.
Eip.: D. Antonla H. de Carvalho.
2190. - Brazil. harbours. Ceará. Plan accomp. Sir J . H a w k s h a w ' s report.
1875. Thom. Kell lith. 1 fl. (B. N.)
2191. - B a r r a do Igarassú. Levantou o Cap.» do Imperial Corpo de
Eng. M J.° Bloem. Barra do Igarassú em 10 de Agosto de 1825.
0-483 X0*,379.
Cá pi a de 1870, a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2192. - B a r r a da Timonha, Levantada pelo Capitão do I m p . " Corpo de
Engenheiros J o ã o Bloem. T i m o n h a e m 19 de Agosto de 1825. 0-»,757xOm,471.
C ó p i a de 1870, a aquarella.
Exp. Arch. Militar.
2193. - Barra de Tupiú ou Eemedio. Levantou o Cap. m do I m p . " Corpo
de Eng. M João Bloem. Barra de Tupiú em 22 de Agosto de 1825.
0°',374x0'°,482.
Cópia de 1870 a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2 1 9 4 . - B a r r a do Camossim. Levantou o Cap. m do Imperial Corpo de
Eng.°" J.° Bloem. Barra do Camossim em 26 de Agosto de 1825.
0»,379x0 m ,484.
Cópia de 1870, a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2195. - Enseada de Jericoacoára. Levantou o Cap.m do Imperial Corpo
de Engenheiros J. Bloem. Jericoacoára em 1." de Setembro de 1825.
o^ssixovss.
C ó p i a de 1870, a aquarella.
Exp. Arch. Militar.
2196. - Barra de Acaracú. Levantou o Cap. m do I m p . " Corpo de Enge-
nheiros João Bloem. Barra d'Aracacü (sic), 6 de Septembro de 1825.
0 m ,483x0 m ,375.
C ó p i a d e 1870, a a q u a r e l l a .
Exp.: Arch. Militar.
2197. - Enseada e Barra do Parazinho. Levantou o Cap. m do Imperial
Corpo do Engenheiros João Bloem. Parazinho em 22 de Setembro de
1825. 0-,380xÒ m ,490.
C ó p i a de 1870, a a q u a r e l l a .
Exp.; Arch. Militar.
2198. - Enseada de Mucuripe P o r t o da Cidade da Fortaleza. Levantou
o Cap. m do Imp." 1 Corpo de Engenheiros Joiio Bloem. Mucuripe e m . . .
(1825?) 0 u ,367x0 m ,708.
Cópia de 1870, a'aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2199. - Plano do ancoradouro do Mucuripe na prov. do Ceará. Lev. o
des. pelo guarda marinha J. C. Guillobel. 1864. Lith. do Imp. Inst. Art.
Om,819xOM,567. (B. N.)
2200. - Enseada e Barra de Mundaú. Levantou o Cap. m João Bloem d o
Corpo I m p . " dos Eng. os Enseada de Mundaú em 18 de Septembro de 1825.
0 B ) 377XO ,0 ,49 1 -
Cópia de 1870, a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
221

2201. -Enseada e Barra de Aracati Assú. Levantou J.°Bloem Cap. m do


Imp.*1 Corpo de Eng.- Aracati Assú 15 de 7br.°de 1825. 0 m ,380x0"491.
C ó p i a de 1870, a aquarella.
Exp.: Arch. MU.
2202. - Barra de Carramopim. Levantou o cap.m do Imperial Corpo de
Eng.0 João Bloem. Barra de Carramopim 15 de Agosto de 1825. 0m,376x0m,482.
C ó p i a de 1870, a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2203. - Fortaleza dos S.w Eeis Magos. Vista e Secção. Planta dos Edi-
fícios e Planta das Batterias. O Engenheiro Gustavo Luiz Guilherme Dodt.
Natal 15 de Setembro de 1866. 3 folhas, medindo a maior 0m,395x0m,570,
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Mil.
2204. - Planta da Fortaleza de Nossa Senhora da Assumpção da Capi-
tania do Ceará Grande. 0m,243x0m,322.
C ó p i a auth. moderna.
Exp.: Dr. L. da Fonte Ribeiro.

Eio GRANDE DO NORTE :

2205. - Costa do Kio Grande do Norte e parte do seu Território;


0m,566x0m,4:17.
C ó p i a moderna (1874) de um dos mnppas da «Razão de Estado» (sec. X V I I . )
A um canto: «Pranta do forte qve defende a barra do Rio Grande.
Exp.: Dr/Fernando Mondes de Almeida.
2206. - Carta da Costa da Capitania do Eio Grande do Norte;
0m,200x0m,282.
Or i g i n a i .
Exp.: Arch. Mil.
2207. - Carta hydrografica comprehendida entre 7." 58' e 8." 19' de latt,
e 25°., 23', e 25°, 29' de long. occ. de Lisboa. 0m,424x0m,640.
O riginal.
Exp.: Arch. Mil.
2208. - Carta hydrographica do Eio Grande do Norte, tirada de ordem
do Governador da Capitania do mesmo nome o Ill.m0 José Francisco de
Paula Cavalcanti e Albuquerque pelo P. e João Eibeiro Pessoa de Mello
Montenegro, Lente de Desenho no Seminário de Olinda. Anno do 1809.
O P.« Montenegro fez e dezenhou. 0m.875x0m,760.
Original.—Uma cópi a a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2209. - Mappa topographico da capitania do Eio Grande do Norte
tirado por ordem do Governador da mesma capitania Jozé Francisco de
Paula Cavale.16 de Albuqr." Anno de 1811. 0m,342x0m,472.
C ó p i a de 1849, a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2210. - Carta topographica e administrativa das Provincias do Eio
Grande do Norte e Parahyba erigida sobre os documentos mais modernos
pelo V.cde J. de Villiers de l'Ile Adam. Lithographia Imperial de V.' Lane.
Publicada no Rio de Janeiro por Firmin Didot Irmãos, Belin le Frieur e
Morizot. Rio de Janeiro 1848. 0m,460x0m.574. (B. N.)
2211. - Planta Topohydrográfica do Eio Grande do Norte levantada
em 1815. 0m,433x0m,600.
O r i g i n a l ; escala do meia milha.
Exp.: Arch.. Militar.
222

2 2 1 2 . - P l a n o Topo-hydrographico do Eio Grande do Norte, desde a


b a r r a té o porto da Cidade levantado pelo Cap.°> F . I. Ferreira. 1847.
(Lith. do Arch. Militar do Rio de Janeiro), s. d. 0 m ,610x0 m ,800. ( B . N . )
2 2 1 3 . - B r a z i l . harbours. Eio Grande do Norte. Plan accomp. Sir. J .
H a w k s h a V s report. 1875. Thom. Kell lith. 1 fl. (B. N . )

PARAHYBA:

2214. - Província di Paraiba. (Eoma, 1698). A. A. Horatij Inu. H.


Yincent se. (B. N.)
Oco. na edstoria de fr. G. G. de S. Teresa.
2215. - P l a n t a da costa da capitania da Paraiba do Norte. 0m,484
X836.
O r i g i n a l ? — Uma cópia sem data.
Exp.: Arch. Militar.
2 2 1 6 . - M a p p a da comprehensão da Capitania da Cidade da P a r a h y b a
do N o r t e ... extremas as duas Cap.""" ...à, a q chamão porto dos ... de
Pern. co e p." o Norte pela Costa lhe fas extrema a Barra do Eio Goju di-
vizão da Capitania do Eio Grande do Norte, e p a r a Oeste somente t é a
Povoação chamada Serra da Eaiz, e das fabricas, e mais Lugares públicos
q se achão dentro da m.°" comprehenção &a. 0 m ,570X785.
O r i g i n a l , a traço de penna. Falta parte do titulo.
Exp.: Arch. Milit.
2217. - Mappa do Paraiba do N o r t e concertado por Amaro Joaquim
Eapozo de Albuquerque. 0 m ,514x0 m ,783.
O r i g i n a l , a aquarella. — Uma cópia de 1852.
Exp.: Arch. Milit.
2218. - Carta Corographica da Provincia da P a r a h y b a do Norte ex-
trahida da Carta Corographica do Império do Brazil organizada pelo Sefir.
Enge. r ° Conrado Jacob Niemeyer, e augmentada em 1850 pelo Primeiro
Tenente Engr. 0 Francisco Pereira da Silva. 0 m ,326x0 m ,543.
Cópia, a aquarella.
Exp.: Arch. Milit.
2219. - Carta topographica da provincia da P a r a h y b a do Norte por M.
L . Machado. 1871. Lith. de O. & H. Peregrino. (1871.) 0 D ,168x0'°,414.
Color.
Em Machado — A Parahvba e o Atlas do dr. C. M. de Almeida. «Pern. 1871.
8.» gr.
Exp.: D. Antouia R. de Carvalho.
2 2 2 0 . - M a p p a que comprehende do Cais do Varadoiro daCid. e da Par."
i ê a enciada da Villa de S. Miguel da Bahia da Traição &a. 0 m ,324xl m ,6.
Or i g i n a l , e duas cópias sem data. Ha outro original na Secretaria de E s -
trangeiros.
Exp.: Arch. Milit.
2221. - P l a n t a da Cidade da P a r a h y b a do Norte levantada por Fran-
cisco Pereira da Silva, 2." Tenente do Imp.' 1 Corpo d^ng.™". E m 1849.
iOm,260xO»>,300.
O r i g i n a l , a aquarella. — C o p i a d o mesmo anno. 0m,388X9m|490.
Exp.: Arch. Milit.
2222. - P l a n o do P o r t o e Barra da P a r a h y b a do N . cituada em 6° 50,
d e Latt. e S. Anno 1783. J. J. P . F. D. Milcent Sculp\ 0 m .180x0 m ,145.
CB-N-)
Em Paganino—«Eoteiro do Brazil.»
223

2 2 2 3 . - P l a n o do porto da P a r a h y b a por Antônio Garcia Alvares, Pr."


• T e m " d a A r m . " E e a l . A n n o d e 1798. 0 m , 4 3 2 x 0 » ) 6 2 8 .
C ó p i a auth., a aquarella
Exp.: Secrot. do Extrangeiroe.
2 2 2 4 . - P l a n o d o P o r t o e E i o d a P a r a í b a feito e d e n i a d o (sic) p o r
J o z e d a T r i n d a d e e m o a u n o d e 1799. 0 ° ' , 3 2 6 x 0 n , 3 2 7 . ( B . N . )
O r i g i n a l ? Ha no Archivo Militar uma c ó p i a de 1829, a aquarella. 0m,307
X0 m ,452.
2225. - P l a n o d o P o r t o d o r i o P a r a í b a . J o ã o J o s é V a l e r i o , levantou, e
d e s . c m 1800. 0 m , 3 2 0 x 0 ° ' , 5 3 7 .
C ó p i a de 1800, a aquarella.
Exp.: Secret. de Èxtrangciros.
2226. - P l a n t a d a b a r r a , r i o e p o r t o d a P a r a h i b a d o N o r t e p o r J o s é
F e r n a n d e s P o r t u g a l , e m P e í n a m b u c o n o a n n o d e 1803. Lith. do Arch. Mi-
litar. 1835. Leonidio José Giz. 0 m , 4 2 7 x 0 m , 2 8 0 . ( B . N . )
H a no Archivo Militar outra edição, sem logar nem data.
2 2 2 7 . - P l a n t a d a C i d a d e d a A r ê a n a P a r a h y b a p e l o 2." T e n . t e d o I . C.
d e E n g . ° s F r a n c i s c o P e r e i r a d a Silva. E m 1847. 0 " , 3 9 0 x O r a , 5 4 0 .
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2228. - P l a n t a d a V i l l a d a C a b a c c i r a s , q u e o Ill. m ° c E x . m e Seíir. F r e -
d e r i c o C a r n e i r o d e C a m p o s T e n e n t e C o r o n e l d o I . C. d ' E n g c n h e i r o s , P r e -
sidente da Província m a n d o u l e v a n t a r pelo Segundo T e n e n t e F . P e r e i r a d a
Silva, r a r a h y b a d o N o r t e 1847. 0 m , 3 7 4 x 0 m 6 8 5 .
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2229. - P l a n t a d a V i l l a d o C a m p i n a - G r a n d c n a P a r a h y b a d o N o r t e ,
q u e o Ill. m o e E x . " Seiir. F r e d e r i c o C a r n e i r o d e C a m p o s T e n e n t e C o r o n e l
d'Engenhciros, P r e s i d e n t e da Província m a n d o u l e v a n t a r pelo Segundo Te-
n e n t e F . P e r e i r a d a Silva. 1S47. 0 ' " . 5 4 6 x 0 r a 6 6 9 .
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Mil.
2230. - P l a n t a d e C a n u d o s DO M u n i c i p i o d e C a b a c e i r a s , e P r o j e c t o
d'Açudo pelo Segundo T e n e n t e do Imperial Corpo d'Engenheiros F r a n -
c i s c o P e r e i r a d a S i l v a n a p r o v í n c i a d a P a r a h y b a d o N o r t e . 1847. 0 m ,190
X0m,370.
O r i g i n a 1, a aquarella.
Exp.: Arch. Milit.^
2 2 3 1 . - P l a n t a d a Villa d o C a t o l é d e E o c h a n a P a r a h y b a d o N o r t e
p e l o 2." T e m » d o I . C. d ' E n g . 0 ' F r a n c i s c o P e r e i r a d a S i l v a . E m 1847.
0 ,210x0m,220.
m

O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2 2 3 2 . - P l a n t a d a V i l l a d e P a t o s n a P a r a h y b a d o N o r t e . P e l o 2." T e n . e
d o I . C. d ^ n g . 0 1 F r a n c i s c o P e r e i r a d a S i l v a . E m 1847. 0 r a , 3 9 0 x 0 m , 2 3 5 .
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2 2 3 3 . - P l a n t a d a V i l l a d e P i a n c ó n a P a r a h y b a p e l o 2." T e n . " d o I .
C. d ' £ n g . M F r a n c i s c o P e r e i r a d a Silva. E m 1848. 0 n , 3 0 0 x 0 m , 3 9 0 .
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
224

2234. - Planta da Yilla de Pombal na Parahyba pelo 2." Ten.° do I.


C. d'Engenheiros Francisco Pereira da Silva. Em 1848. 0m,320x0°,,4^0-
Original, a aquarella.
Exp.: Arch: Milit.
2235. - Planta da Villa de S. João na Parahyba que o 111."°° e Ex.™
Sefir. Frederico Carneiro de Campos. Tenente Coronel do Imperial Corpo
de Engenheiros, Presidente da Província, mandou levantar pelo 2." Te-
nente Francisco Pereira da Silva. 1847. 0"1,552x0m,462.
Cópia , a aquarella.
Exp.: Arch. Milit.
2236. - Planta da Villa de Souza na Parahyba pelo 2." Tenehte"do
Imperial Corpo d'Eng.0S Francisco Pereira da Silva. Em 1847. 0 n ,390x0 m ,4° 0 -
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2237. - Planta da Fortaleza de S.u Catharina do Cabedello da Cid." da
Paraiba. 0m,293x0m,313.
Original.
Exp.: Arch. Militar.
2238. - Planta da fortaleza da cidade da Paraíba denominada S." Ca-
tharina de Cabedello. 0m,292x0m,313.
Cópia, a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2239. - Planta da fortaleza do Cabedello. 0m,902x0m,568.
O r i g i n a l , com a assign. pelo capitão de engenheiros Domingos José Rodri-
gues. Aquarella. — Uma cópia de 1861. O^SSõXoSl.
Exp.: Arch. Militar.
2240. - Planta da fortaleza do Cabedello. 1867. 0m,400x0m,559.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2241. - Planta da Ponte e Atterro de Sanhauá na Parahyba do Norte
pelo 2." Tenente do I. C. d'Eng.°" Fraaeisco Pereira da Silva. Em 1847.
0°,175xOm,430.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2242. - Planta do Açude no Riacho de S.u Roza, ou projecto para a
construcção pelo 2.° Ten.* do I. C. d'Eng.M Francisco Pereira da Silva. Em
1847. O - ^ õ x O - ^ O .
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2243. - Planta do Açude projectado na Serra do Teixeira na Povoação
dos Canudos pelo 2.° Ten.8 do I. C. d'Engenheiros Francisco Pereira da
Silva. Em 1847.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.

PERNAMBUCO:

2244. - Província di Pernambvco. (Roma, 1698). Andreas Antonius Ho-


ratij Inu. et delin. H. Vineent se. (B. N.)
Occorre na «Istoria» de fr. G. G. de S. Teresa.
2245. - Mappa Geographico de todas as Matas da Capitania de Per-
nambuco da parte do Sul, athé o Rio de S. Francisco, dado pelo Dez.°r
Jozé de Mendonça de Matos Moreira p.° servir de instrucção ao Plano q
S. Mag.e he servida mandar fazer no q.1 se mostra individualmente todos
os ramos de Matas q podem servir, tanto p." a Marinha R.1 pela maior
225

fertilidade dos seus terrenos, e grandeza de suas Matas, ficando igualm. 18


separados todos os terrenos para agricultura dos. seos habitadores com todos
os KÍOB, Lagoas, Portos, Serras, Villas e Povoaçoens que se oncontrão em
toda extençâo das mesmas Matas debaixo de seos- respectivos rumos, e
longetudes, tanto da Costa de m a r como p a r a o interior dos Sertoins, &.
Bahia, e Janeiro 10 de 1799. 0 m ,837x2 m ,105.
O r i g i n a l , cora a assign. autogr. do desembargador J. de Mendonça de Mattos
Moreira; a aquarella. ...mUma c ómp i a . — O mesmo mappa reduzido. Três c ó p i a s
de 1835, 1870 e 1874. O ,359XO, 727.
Exp.: Arch. Militar.
2246. - Carta geográfica da capitania de Pernambuco comprehendida
entre a Costa Marítima do Brasil, que faz o seu lado oriental ; o Rio de
San Francisco, que a divide pelo extremo meridional com a Capitania da
Bahia, des da sua Foz até á confluência do Carunhânha, seg.d0 a digresão
curva q lhe demarca Eobert V a u g o n d y ; os limites conhecidos das Capit.*3
de Minas Geráes, e de Goyaz, ,q a terminão pelo lado occidental; o as
Comarcas de Piauhi, Ciará, e Parahiba pelo septentrion ; sendo estas ulti-
mas divizões determinadas conforme as noticias combinadas dos moradores,
e viajantes práticos dos lugares, que abrange a sua vasta extensão. P o r
José Fernandes Portugal. Anno de 1807. 0 n, ,615x0 m ,854.
O r i g i n a l , a aquarella. — Duas c ó p i a s de 1841 e 1850.
Exp.: Arch. Militar.
2247. - Cap." General de Pernambuco. ( London ) 1816. S.J Hall sculp.
0 m ,233x0 m ,177. (B. N.)
Em Koster.—Traveis in Brazil. London, 1816, in-4.» gr.
2248. - Mappa topographico da p a r t e da província de Pernambuco li-
mitada ao norte pela Província da Paraíba a 1'Bste pelo Oceano, ao Sul
pela Província das Alagoas, e ao Oeste pelo Eio Panema. Arranjado se-
gundo os trabalhos existentes, observações feitas por ordem da J u n t a do
Governo Provisório da Província de Pernambuco, pelos Tenentes Coronéis
do Corpo d ^ n g . 0 ' Firmino Herculano de Moraes Ancora, e Conrado Jacob-
de JSiemeyer. Anno de 1823. O - ^ l x O ^ õ G O .
C ó p i a de 1843.
Exp.: D. Antonia B. de Carvalho.
2249. - Mappa dos limites das comarcas e freguezias da província de
Pernambuco. 0 m ,422x0 m ,830.
Cópia de 1859, a aquarella. Possue outra c ó p i a do mesmo anno D. Antonia
E. de Carvalho.
Exp.: Arch. Militar.
2250. - Mappa geographico da Capital da Provincia de Pernambuco
athe o Bio de S. Francisco, dado pelo Dezembargador Joze de Mendonça
de Matos Moreira; indicando as Matas que podem servir p a r a a construção
da Marinha de Guerra, e Mercantil; e os Terrenos próprios á Agricultura.
0 m ,280x0 m ,7° 2 -
Cópia de 1835.
Exp.: D. Antonia R. de Carvalho.
2251. - Carta Corographica da Provincia do Pernambuco comprehen-
dendo a planta da Capital e o plano da Ilha de Fernando de Noronha.
Organisada no Archivo Militar pelo Capitão B. el Capitolino P . S. da
C u n h a avista de documentos offlciaes, existentes n a Bepartição, sendo chefe
da secção de desenho o Tenente Coronel de E. M. de 1.* classe Manoel
F . C. de Oliveira Soares em 1868. 0 m ,458x0 m ,513.
O r i g i n a l . — D u a s c ó p i a s de 1874 e 1876, a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2252. - P l a n t a da Provincia de Pernambuco feita no Arquivo Militar
226

do Rio de Janeiro no mez de Novembro do anno de 1824 por Henrique


Augusto Bastide Tenente do Imperial Corpo d'Engenheiros. Copiada a 7
de Novembro de 1868, por A. Massy. 0m,615x0m,683.
C ó p i a.
Exp.: Dr. Ternando Mendes de Almeida.
2253. - Planta da Estrada da Víctoria na Província de Pernambuco,
levantada em 1849 pelo Engr.» Civil H. A. Millet. 0°')276x0,,1)746.
C ó p i a de 1876.
Exp.: Arch. Militar.
2254. - Mappa das mattas de Jacuipe feito segundo as informações de
pessoas praticas do lugar, para acompanhar uma descripção das mesmas
mattas offerecida ao Èx.mo S.' D.r José Bento da Cunha e Figueiredo pelo
off.*1 d'Eng.° José Carlos de Carvalho. 1849. 0m,170x0m,216.
C ó p i a s (2) de 1850, a aquarella.
Exp.: D. Antonia B. de Carvalho.
2255. - Mappa das Matas do Jacuipe e da Comarca do Bonito, orga-
nisado sobre o mappa que acompanhou a descripção feita a respeito das
mesmas matas pelo 1." Tenente do Corpo de Engenheiros José Carlos de
Carvalho, e sobre um Roteiro da Comarca do Bonito vindo da Secretaria
de Estado dos Negócios da Guerra. 0m,282x0m,284.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: D. Antonia K. de Carvalho.
2256. - Mappa das mattas de Jacuipe e Água Preta organizado con-
forme as observaçoens, dados e informações colhidas durante a exploração
e reconhecimento que sobre ellas fez, por ordem do Ex.™ Sür. Ministro da
Guerra, o Capitão do Imperial Corpo d'Engenheiros Christiano Pereira
d'Azeredo Coutinho coadjuvado pelo 1.° Tenente d'Artilheria João da Gama
Lobo Bentes. 1851. l°,3Í2xl ,u ,798.
O r i g i n a l . - Quatro c ó p i a s reduzidas, a aquarella. Om,340XOm>445.
Exp.: Arch. Militar.
2257. - Comarca do Rio de São Francisco da Província de Pernambuco.
Archivo Militar Gama. 1 fl. de 0m,548x0m,408. (B. N.).
2258. - Planta e nivelamento entre a nascença do riacho da Prata, e
a Cidade do Recife- de Pernambuco, para servir ao Plano do ene. das
águas da cid., contendo igualmente os mais pi^oximos terrenos e vertentes
ao norte do Capivaribe. C. J. Niemeyer e P. A. Bellegarde dei. Heaton e
Rensburg Lith. Rio de Janeiro (1841) 0n,,292x0m,485. (B. N.)
No d Encanamento de águas potáveis para a cidade do Recife, » memória por
C. J . de Niemeyer e P . de Alcântara Bellegarde. Rio de Janeiro, 1841, in-8.° gr.
2259. - Província de Pernambuco. Obras publicas. Planta geral dos
Lugares. Canalização do Rio Goianna. 0 m ,419xl m ,14.
O r i g i n a l , com a assign. autogr. de Franc. Raphael de Mello Rego ; a aqua-
rella. — Uma c ó p i a de 1854.
Exp.: Arch. Militar.
2260. - Mavritiopolis, Reciffa, et Circum jacentia castra. (Oferesido p.10
Brazileiro mais fiel, e amante do seo Príncipe, e que m.t0 se interesa p.10
aumento do seo Pais Bento Bandeira de Melo.) 0m,390X0m)503.
C ó p i a s (2) de gravura hollandeza.
Exp.: Arch. Militar.
2261. - L e Reciff. (Planta grav. 1651.; 0n,139x0m,253. (B. N:).
Nas « Relations verit. et cvr. de 1'isle de Madagascar et dv Bresil. » Paris, 1651,
iu-4."
2262. - Pianta delia cittá Mavrizea e dei Reciffe. (Roma, 1698.) A. Â,
Horatij inu. et delin. H. Vincent se. (B. N.).
Occ. na «Istoria» de fr. G. G. de S. Teresa.
227

2263. - Plan de Fernambouc a Ia coste de Bresil. (Grav). 0",216x0», 170.


(B. N.).
Em Bellin — «Atlas maritime» 1764, tom. I I , n.° 50.
2 2 6 4 . - P l a n de Pernambouc, à Ia Cote du Brèsil. 0 - , 2 1 6 x l 6 8 . (B. K >
C ó p i a a traço de penna, sem nome de auctor, riem data.
2265. - Plano da Villa de S. Antônio do Recife de Pernambuco Cituado
em 8 o g. 4' m. de latitude e 348° g. 46', m. de longetude na America me-
ridional. Peito por Antônio Albino de Amaral Ten." na Capitania de Per. 00
1775. 0 m ,572xl D, ,360.
O r i g i n a l , a aquarella. — Uma c ó p i a .
Exp.: Arch. Militir.
2266. - Plano da villa de S.t0 Antônio do Recife de Pernambuco, situada
em 8 o , 4' sul e 348°, 46' d' Longitude. 0»,371x0 m ,481.
C ó p i a authentica, a aquarella.
Exp.: Secret. de Estrangeiros.
2267. - Planta da cidade de S." Antônio do Recife, residência do cap. m
general da capitania de Pernambuco, situada na latitude austral de 8° 4',
e na longitude de 348° 46' contada do meridiano do Ferro. 0 m ,665x970.
(B. N.).
O r i g i n a l , a aquarella. — Sem nome de auctor, nem data; escala de 300 braças.
2268. - Plano da Villa de S. Antônio do Recife de Pernambuco &.
0 ra ,970x0 m ,698.
O r i g i n a l , a aquarella, do XVIII sec. ; escala de 500 braças.
Exp.: Arch. Militar.
2269. - Planta, e prospecto da villa de S. Antônio do Recife, situada
em 8o, 4' de Lat., e 348", 46' de Longitude. 0 ra ,632x0 m ,457.
Cópia, a aquarella.
Exp. : Arch. Militar.
2270. - Vista planisbeltica, vertical, e maritima do Areai de S. B. J. do
Recife de Pern. co comprehendido entre a sobredita Capelhi, e os Coarteis
da J u n t a : no qual se mostra eréto hum grandiozo Telheyro cõ 455 palmos
de comprido, e 60 de l a r g o ; p." recolher o corte de Mad. sa da repartição
da corte, cj. p." ella se conduzem p. a construcção de Navios, &, no q.1 Te-
lheyro, se achão recolhidas, e dispostas p. r Ordê do Bxm.° S.r TJ. Tomás
Jozê de Mello G.or e Cap. m G." de Pern. c ° 1788. Pelo Soldado do Reg.°° de
Olinda Jozê de Olivr.' Barboza. 0 m ; 504x0 m ,726.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp. : Arch. Militar.
2271. - Planta do Plano da Villa de Santo Amaro do Recife de P e r -
nambuco situada na Latitude Meridional de 8 grãos e 4 minutos, e na
Longitude de 348 gr. 3 e 46 min. 8 , a que por curiosidade junto o prospecto
da mesma Villa tal qual pello lado fronteiro a Cidade de Olinda o levan-
tou o P a d r e Joze Caetano memorável ex Jezuita & N a America Meridional.
0 m ,520x0 m ,462.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp. : Arch. Militar.
2272. - Pernambuco. R Jones se. Lordon, 1808. 0 m ,254x0 m ,209. (B. N . ) .
Em Pimentel — «The Brazil Pilot transi.» London, 1809, in-4° gr.
2273. - Plano do porto de Pernambuco, desde o Cabo de Santo Agos-
tinho athe a Cidade - Olinda - construído para uzo da Navegação. 1799.
fl^400xOm,527.
Cópia de 1865.
Exp.: Secret. de Extrangeiroe.
228

2274. - Plano do porto e praça do Pernambuco, e seu Contorno Meri-


dional, e Occidental. ü m ,489xO m ,687.
O r i g i n a l ? a aquarella.— Uma c ó p i a do 1827.
E x p . : Arch. Militar.

2275. - Planta do porto c cidade do Recife de Pernambuco. 0 m ,485x0 m ,635.


O r i g i n a l ? a aquarella; sem titulo.
E x p . : Arcli. Militar.

227G. - P l a n t a do parto da Cidade de Pernambuco que comprehcndo


os Bairros do S. Antônio, e do Recife o parte do terreno contiguo.
0 ,35í»x0 n '.367.
m

O r i g i n a l , a aquarella.
E x p . : Arch. Militar.

2277. - Plano do lugar próprio para Arccnal Ecal do Recife do Per-


nambuco, levantado por Ordem do lll.™0 senhor Pedro Sheverin... e Gov.or
interino da Capitania de Pernambuco por seu umilde subdito Jozé Fernan-
des Portugal. 0"',CtlOxO,",476.
O r i g i n a l . — Uma c ó p i a sem data, a aquarella.
Kxp.: Arch. Militar.
2278. - Plano do porto e praça de Pernambuco por Jozé Fernandes
Portugal, Piloto que servio n'Armada Real. Anno de 1808. 0 n .614x0 m ,800.
O r i g i n a l . — D u a s cópias a aquarella, do 1859.
E x p . : Arch. Militar.
2279. - Planta do porto, e configuração da villa do Recife de Pernam-
buco, levantada por Antônio Bernardino Pereira do L a g o Cap m . Engenheiro
da mesma Capitania. 1S09. 0 n ',308x0 m ,523.
O r i g i n a l , a aquarella.
E x p . : Arch. Militar.
2280. - P l a n t a Topographica do Bairro da Boa Vista n a Villa do
Recife Capital da Provincia de Pernanbuco o do terreno que lhe fica ao
Nororcste, até as Águas denominadas da P r a t a para servir ao Nivelamento
e Projecto do Encanamento destas Águas para o Recife. Levantada por
Ordem do Sargento Mor Comandante da Brigada d'Engenheiros da mesma
Provincia pelos Capitaens Miranda de Brito e o 1." Tenente Niemeyer.
0 m ,8-t0x0 m ,560.
C ó p i a do 1821, a aquarella.
Kxp.: Arch. Militar.
2 2 8 1 . - P l a n o de Pernambuco feito de ordem do s e n h j Donald Camp-
bell. P o r Paulo Dias d'Almeida Sarg."' do Mar e Guerra. 0m,7B5x0m,^7.
C ó p i a' de 180-3.
E x p . : Secrct. de Extrangeirc-3.
2 2 8 2 . - P l a n o do Pernambuco. Imjp." Kaeppelin (Paris). 0 ln ,370xO m ,294.
(B. N.).
Em S.' Adolphc « Dicc. geogr. » II, pg. 283.
2283. - Plano topo-hidrographico do porto o cidade de Pernambuco. Le-
vantado pelo cap.°° ten." Elisiario Antônio dos Santos e p eng.™ Jozé Ma-
mede Alves Ferreira... em 1848. Lith. A. Garnier, em Pernambuco
0-',450xO m ,590. (B. N.)
2 2 8 4 . - P l a n t a da cidade do Recife e neus arrebaldes por José Mamede,
Alves Ferreira. 1855. Lith. Waterlow & Sons, London. 0 m ,750xl m >H0. Color.
(B. K )
2285. - Planta da cidade do Recife mostrando os melhoramentos pro-
postos no porto. 1856. Lith. Waterlow & Sons, London. 0 m ,557x0",665.
Em Law e J. Blount—«Memória para o melh. do porto de Pern.» Londres,
1856, in-4.» gr.
Exp.: D. Antonla E . de Carvalho.
229

2286. - P l a n t a da cidade do Eecife e de seus arrebaldes. Lith. de F.


H. Carls, Pern." (1870). 0»,208xO n ,203.
Em Magalhães—«Memória sobre o projecto de um canal de desvio das águas
do Capibaribe.» Pern., 1870, in-fol.
Exp.: D. Antonia R. de Carvalho.
2287. - Planta da cidade do Eecife e seus arrebaldes. 1875. Grave par
Erhard. Paris. Imp. Monrocq. l m ,268xl m ,212.
Exp.: Francisco Raphael de Mello Rego.
2288. - Plano do P o r t o de Pernambuco por J. J. P . 1784. (Grav.)
0 m ,135x 0^165. (B. N:)
Em Paganino—«Roteiro do Brazil.»
2289. - Plano do porto de Pernambuco desde o Cabo de Santo Agos-
tinho athe a Cidade de Olinda; feito para o uzo da Navegação, levantado
por o Tenente do Mar da Armada Eeal Joze da Trindade. Armo de 1800.
O m ,402xO m ,526.
Original.
Exp.: Arch. Mil.
2290. - Plano da barra, e porto do Eecife de Pernambuco e costa que
corre athé Olinda feito por Jozé Fernandes Portugal. Anno de MDCCCIII.
0 m ,672x0 n, ,490.
O r i g i n a l ; escala de 1 légua de 20 ao grau, dividida em minutos e décimos.
—Duas c ó p i a s de 1841 e 1854.
Exp.: Arch. Militar.
2 2 9 1 . - P l a n t a do P o r t o e Marinha da Villa do Eeciffe de Pernambuco,
que se estende ate ao Eeciffe, em que está o Forte do Mar com todas as
diferenças de nivel, levantada por Antônio Bernardino Pereira do Lago,
Sarg."- Mor Engenheiro. E m 1810. I m ,270x5",690.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2292. - Planta do Eecife fronteiro a Pernambuco com as differenças de
nivel, e projecto de o fortificar, que por ordem superior levantou Antônio
Bernardino Pereira do Lago, Major do Eeal Corpo de Engenheiros, cm :
pregado na mesma Capitania. E m 1814. 0 m ,626X0"',982.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Mil.
2293. - Planta hidrográfica do porto de Pernambuco levantada por
ordem de S. Magestade sendo Ministro da Marinha o... Conde da Barca,
por Diogo Jorge de Brito Cap.» Tem10. Anno de 1816. 0 m ,705x2 m ,61.
Cópia.
Exp.: D. Antonia R. de Carvalho.
2294. - P l a n t a Hydrografica, de huma parte do Porto do Pernambuco,
coraprehendida entre a Barrèta, e o Trapiche do Arsenal. 1816.
m
0 ,566xO,854.
Original.
Exp. : Arch. Militar.
2295. - Plan of the port of Pernambuco. London. 1816. SidJ Hall
sculp.K 0 m ,160x0-,227. (B. N.)
Em Koster—«Traveis in Brasil. London», 1816 in-4.° gr.
2296.-Projecto dos melhoramentos do P o r t o de Pernambuco por Eram.
Liais. Ladisláo Netto, dezenhou. 0 ra ,237x0 m ,446.
O r i g i n a l . Eoi lithographado.
Exp.: Arch. Militar.
2 2 9 7 . - P o r t o de Pernambuco. Plano para indicar o projecto de melho-
ramentos apresentado pelos engenheiros civis C. B. Lane e C. Neate em
230

1863 &. Lith, Imp. de E. Bensburg, Mio de Janeiro. (1868?). 0»,820xO m ,5í5,
(B. N.)
2298. - P o r t o de Pernambuco. Plano para indicar o projecto de melho-
ramentos apresentado pelos engenh. civis C. B. L a n e e C. Neate em 1862 ;
approvado... em 1863 e aceito... em 1864 p a r a ser posto em execução.
(Lith.) 1867. O m ) 802xO-,528. (B. N.)
Em Cunha Galvão—«(Apontamentos sobre o melh. do porto de Pern.» Rio de
Janeiro, 1867, in-fol.
2299.-Projecto da Doca no porto de Pernambuco, por M. de Barros
Barreto. 1865. (Lith.) 2 ff. 0 m ,280x0 m ,486.
Em Barros Barreto. «Mem. sobre o melh. do porto de Pern.» Recife, 1865
in-8." gr.
Exp.: D. Antonia R. de Carvalho.
2300. - Porto de Pernambuco. Planta, aecompanhando o Relatório do
sr. H a w k s h a w . . . em 11 de Fevereiro 1873. 1 fl. de 0 m ,760x0 m ,507 í
(B. N.)
2301. - Planta j u n t o a Memória de 1." de J u n h o de 1874 sobre os me-
lhoramentos que carece o porto do Recife. Lith. do Archivo Militar. P. Reis,
s. d. O ^ e g x O ^ S O . Colorida.
Exp. Arch. Militar.
2302. - Brazilian harbours. Pernambuco. Plan accornpanying Sir J (
I I a w k s h a w ' s report, 1875. 1 fl. (B. N.)
2303. - Projecto do melhoramento do porto de Pernambuco organisado
pelo bach. Tiburcio Pereira de Magalhães. Auto. J. Broise et Courtier. Paris,
(1876.) 0'°,334x0 m ,956. (B. N.)
Em Magalhães «Projecto de melh. do porto de Pernambuco.» Paris, 1876,
in-8.° gr.
2304: - Planta Geográfica da Ilha de Fernando Noronha cituada para
a parte do Sul aos 3 grãos, e 50. minutos de Latitude, e 250. grãos, e 50.
minutos de Longitude. Demonstrada com todos os portos de sua circum-
forencia, Prcspectivas q se mostrão nas seis figuras em diverças ci-
tuaçoens. Bahia, e de Julho 17. de 1757 annos. 0 m ,355x0 m .463. (B. N.)
O r i g i n a l , a aquarella; escala de 1.500 braças ou meia legoa.
2305. - Diário náutico do Pernambuco para a I. de Fernão de Noronha,
sobre a Sumáca Princesa Brióza, A. de 1798. Feito por Jozé Fernandes
Portugal. Da Ilha de Fernão de Noronha para Pernambuco. 0 m ,291x0 m ,180.
Original.—Uma cópia sem data.
Exp.: Arch. Militar.
2306. - Plano da ilha de Fernão de Noronha, levantado por José Fer-
nandes Portugal no Anno do 1798 e copiado no Anno de 1803. Lith. do
Archivo Militar A. R de Araújo. 0 m ,445x0 m ,603. (B. N.)
2 3 0 7 . - I d e m . (Outra edição.) Lith. do Arch. Militar. L. J. Gon-
çalves. 1845.
Exp.: Arch. Militar.
2308. - Plan and View of the Island Fernando Noronha. The View
t a k e n on board the Colchester Man of W a r 1760. The Plan from a French
M. S. by Mons. r Delesquellen, 1733, with some explanation from Buachê's
Plan of this Island. Rydrographical Office Published according to Act of Par-
liament by Capt Hurd April ll.,h 1811. Engraved by P. Begbie. Writing by
m
W. Harrison. 0°>,285x0 ,315.
Exp:: Arch. Militar.
2309. - Planta da ilha de Itamaracá. Levantada pelo Tenente Fran-
231

cisco Eaphael de Mello Eego, e Ajudante das Obras publicas Adolpho


Herbster. 1856. Eeduzida por Jozé Joaq. n de Lima J.or. 0",408xOm,538.
C ó p i a , a aquarella.
Exp.: Arch. Mil.
2310. - Planta do porto do Cabo de S.'° Agostinho, 1636. Gravada em
jpresença de um desenho contemporâneo. Lemaitre sculp. Om,144xOm,104.
Exp.: D. Antonia B. de Carvalho.
2311.-Planta topográfica da barra, porto, e forte de Tamandaré na
capitania de Pernambuco com entradas, fundos e differenças de nivel, que
por ordom regia levantou Antônio Bernardino Pereira do Lago, Sargento
Mor do Real Corpo de Engenheiros, actualraento empregado na mesma
Capitania. Anno de 1811. l m ,190xl m ,408.
Original, a aquarella.
Exp.: Arch. Mil.
2312. - Planta Hidrográfica do Porto de Tamandaré, levantada por
ordem de S. A. R. sendo Menistro da Marinha o Ill.mo e Ex.m0 Síir. fAnto-
nio de Araújo de Azevedo, por üiogo Jorge de Brito, Cap.,m Tenente da
Armada Eeal. 1815. 1-/78X0m,600.
Cópia?
Exp.: Arch. Mil.
2313. - Planta do porto de Tamandaré por Emm. Liais. Ladislau Neto
dei. Lith. do Arch. Militar. L. J. Giz. s. d. 0m,386x0m,558.
Exp.: Arch. Mil.
2314.-Planta dos portos contiguos de Pitimbú, hum denominado Pi-
timbú ou Barra da Guarita, outro dos Francezos ou Barra do Norte. Em
31 de Outubro de 1812, Victorianno Jozé Marinho Pereira. 0ra,570x0m,948.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Mil.
2315.-Planta da Villa d'Agoa-preta, offirecida ao Exm.° Sr. Manoel
Felisardo de Sousa e Mello, Ministro... da Guerra... e levantada pelo Ca-
pitão do Estado Maior do Exercito Manoel Roiz Barros Fonseca de Brito
em commissão na Província de Pernambuco. 1850. 0'",393x0'",342.
O r i g i n a e s (2), a aquarella.
Exp.: D. Antonia R. de Carvalho.
2316. - Copea da primr." planta dilineada p.'° Sarg.10 Mor, e hoie Thent. e
Gnl. da arthe." D.° da Sylvr." Vellozo p." se fortificar a V." do R.°, a qual
vay 2." o original q me deu o Illm.0 e Exm.° Sflr. Governador e Capp.m
Gn." Henrique Luis Pr.* Fr.e R.e 28 de 8br.° de 1731). Luis Xavier Bern.d0
0n,,402Xlm,153.
C ó p i a cont. e auth., a aquarella.—Outra c ó p i a sem data com o titulo o Planta
do projecto de forteücação da villa do Recife de Pernambuco. Peita em o anno
de 1739. »
Exp.: Arch. Milit.
2317. - Copea dassegunda planta diiiniada pello Sargt.0 Mor, e hoie
Tent. e gen."1 da artelharia D." da Syllvr." Vellozo, p." se fortificar o Bayrro
de S. Ant." a qual vay segundo o original que me deu, o lllm.» e Exm."
S2r. G.or e Capp.m Gn." Henrriq Luis Pr." Fr.° R.° 28, de 8br.° de 1739.
Luis Xavier Bern.d0 0m,408Xlm,143.
C ó p i a contemp. auth., a aquarella.—Mais duas c ó p i a s , uma sem data com
o titulo d Planta do projecto de Portiticação do Bairro de S. Antônio, em P e r -
nambuco. Peita em 1739 », e outra de 1869.
Exp.: Arch. Milit.
2318. - Quinto desenho p.' se fortificar o terreno figurado com agoada,
em o q.1 não obseruei outra máxima, mais, q. ficarem ilanquiadas todas as
suas p."", sem q. p." estas, se atendece ao lado interior, p." q. não ficarem
232

despenhadas p.to decliuio, e so neste dezenho por toda a p." E.e de Pern.00
12 de Julho de 1741. Luis X." Bem.40 O - ^ X O - ^ l .
Original.
Exp.: Dr. Luiz da Ponte Bibelro.
2319.-Planta e perfil do forte do Mar levantada por Antônio Bernar-
dino21Pereira do Lago, Cap.* Engenheiro. Pernambuco em 1808. 0m,337X
OV -
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Milit.
2320. - Planta e perfil do forte do Mar em Pernambuco por Antônio
Bernardino Pereira do Lago, Major do Keal Corpo de Engenheiros. Em
1815. 0»395x0 m ,512.
O r i g i n a l , a aquarella.—Uma c ó p i a de 1863.
Exp.: Arch. Militar.
2321. - Planta e perfil do forte do Brum, levantada por Antônio Ber-
nardino Pereira do Lago, Cap.m Engenheiro. Pernambuco, anno de 1809.
«".SOOxOV 12 -
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2322. -Idem. Anno de 1815. 0°452xO m ,491.
Original, a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2323. - Planta e perfil do forte do Buraco levantada por Antônio Ber-
nardino Pereira do Lago, Cap.m Engenheiro. Pernambuco, anno de 1808.
0 ,298x0m,444.
B

O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2324. - Planta e perfil do forte de S. Francisco levantada por Antônio
Bernardino Pereira do Lago, Cap.m Engenheiro. Pernambuco, anno de 1808*
0m,263x0m,402.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2325. - Planta e perfil do forte do Bom Jezus levantada por Antônio
Bernardino Pereira do Lago, Cap.m Engenheiro. Pernambuco, anno de 1809.
0m,305x0"',409.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2326. - Planta do fortim do Bom Jesus e differenças de nivel por An-
tônio Bernardino Pereira de Lago, Major do Beal Corpo de Engenheiros,
empregado na Capitania de Pernambuco. Em 1814. 0m,301x0m,514.
O r i g i n a l , a aquarella. — Uma c ó p i a de 1863.
Exp.: Arch. Militar.
2327. - Planta e perfil da fortaleza das Sinco Pontes (sic) levantada
por Antônio Bernardino Pereira do Lago, Cap.m Engenheiro. Pernambuco,
anno de 1809. 0n,)299x0m,433.
Original, a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2328.-Idem. Em 1812. Ora,548xOm,670.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Milit.
2329. - Planta e perfil do forte Monte Negro levantada por Antônio
Bernardino Pereira do Lago. Cap.m Engenheiro. Anno de 1808. 0m,257x0n',372.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Mil.
233

2330. - Planta, e perfil do reducto do Pau Amarello levantada por An-


tônio Bernardino Pereira do Lago, Cap.m Engenheiro. Anno de 1808.
0ra,234x0m,338.
O r i g i n a l , a aquarella.
E x p . : Arch. Mil.
2331. - P l a n t a e perfil da fortaleza de Tamandaré levantada por An-
tônio Bernardino Pereira do Lago, .Cap."" Engenheiro. Pernambuco ; anno
de 1809. 0m,303x0m,426-
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Mi!.
2332. - Planta da Fortaleza da Ilha de Itamaracâ, sitta em 7 gr., e 45
minutos ao Sul da Equinocial. Nella se mostra o deplorável estado em q
de prezente se acha; sendo hüa das principaes Fortalezas da Capp."1* de
Pernambuco. Dada a luz; e transcrita fielm.w sobre as informações dos so-
bredittos M.", p. r Fran.°° X.er Eoiz Bracarense. Pern.™ 1788 a. 0m,490x0m,480.
Original. Três cópias, uma sem data e as outras de 18G3 e 1869.
Exp.: Arch. Mil.
2333. - Planta e perfil da fortaleza de Itamaracâ levantada por Antônio
Bernardino Pereira do Lago, Cap.m Engenheiro. Anno 1808. 0m,253x0m,376.
O r i g i n a l , a aquarella.
E x p . : Arch. Mil.
2334. - Planta topográfica <lo forte de Itamaracâ e terreno adjacente
com differenças de nivel levantada por Antônio Bernardino Pereira do
Lago, Sarg.w mor do Eeal Corpo de Engenheiros empreirado na Capitania
do Pernambuco. 1811. 0m,559x0m,975.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Milit.
2335. - Planta, c Perfil da Fortaleza da Santa Cruz da Ilha de Itama-
racâ, e do Terreno, que lhe he adjacente. Em 31 de Fevereiro do 1812.
Victoriano Joze Marinho Pereira. 0m,'584x0m,950.
O r i g i n a l , a aquarella.
E x p . : Arch. Milit.
2336. - Planta da fortaleza de Itamaracâ e do sitio do arcediago Plá-
cido Antônio da Silva Santos. 1863. 0m,565x0m,754.
O r i g i n a l , a aquarella.
E x p . : Arch. Milit.
2337. - Planta e perfil do forte de Gaibú levantada por Antônio Ber-
nardino Pereira do Lago; Cap.m Engenheiro. Pernambuco, anno de 1809.

O r i g i n a l , a aquarella.
E x p . : Arch. Milit.
2338. - Idom. Anno de 1813. 0™,406x0-,530.
O r i g i n a l , a aquarella.
E x p . : Arch. Mil.
2339. - Planta c perfil do forte da Nazareth levantada por Antônio
Bernardino Pereira do Lago, Cap.m Engenheiro. Pernambuco, anno de 1809.
0m,297x0m,410.
O r i g i n a l , a aquarella.
E x p . : Arch. Mil.

ALAGOAS:
2340. - Carta de parte da província das Alagoas. 0m,714x0m,553.
C ó p i a de 1859, a aquarella, sem titulo.
Exp.: S. M. o Imperador-
234

2341. - Planta hydrographica da Lagoa do Sul. 0-°,239xOm,179.


C ó p i a por Calheiros da Graça, segundo uma planta do XVIII século. A. aqua*
rella.
Exp.: Pedro Paulino da Fonseca.
2 3 4 2 . - A s lagoas das Alagoas. Carlos de Mornay Í840. 0'°,255x0 m ,344.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: S. M. o Imperador.
2343. - Planta e nivelamento para o encanamento das águas do riacho
Bebedouro á cidade de Maceió. 1859. Lith. Imp. de Ed. Rensburg. Rio de
Janeiro. Th. Pfleger gravou, lfl. de O-V^õxO-^Oô. (B. N.)
2344. - Planta da Cidade de Maceió organisada por ordem do Presi-
dento da Provincia das Alagoas, pelo Eng.° Civil Carlos Boltenstern, em
1865. 0 m ,459X0 m ,514.
Cópia de 1869.
Exp.: Arch. Mil.
2345. - Planta do porto de Maceió organisada por ordem da Presidên-
cia da Provincia das Alagoas pelo engenheiro civil Carlos de Boltenstern,
p a r a acompanhar o memorial e o orçamento relativamente a construcção
de batterias, que se prestam á defeza do porto de Maceió. 1865. 0 m ,521x0 m ,851.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: Arch. Milit.
2346. - Brazil. harbour Maceió. Plan- accomp. Sir J. IIawkshaw's
report. 1875. Thom. Kell lith. 1 fl. (B. N.)
2347. - Plano das Enceadas de J a r a g u a e Pajusára por José Fernandes
Portugal cm Pernambuco. 1803. Lith. do Archivo Militar 1835. Ilygino José
Lopes. O-V^OXOVOO. (B. N.)
2348. - Planta do Terreno para a colônia militar da Provincia das Ala-
goas nas mattas de Jacuipe, que por ordem do Ex. m ° Sfir. Ministro d a
Guerra, médio e demarcou o Capitão do Imperial Corpo de Engenheiros
Christiano Pereira de Azeredo Coutinho. Coadjuvou o 1." Tenente d'Artilh. a
João da Gama Lobo Bentes. 1851. 0 m ,553x0'",450.
O r i g i n a l , a aquarella.—Duas cópias de 1852.
Exp.: Arch. Militar.
2349. - Planta da Barra, e Porto do Francêz, que offerecc a Sua Ma-
gestade Fidelissima El Rey Nosso Senhor a Câmara da Villa das Alagoas,
em Virtude da Vestoria que mandou a mesma Câmara fazer pelos Pilotos
Jozé da Silva Pinto, Manoel Marques Correia, Piloto da Barra do Pernam-
buco, João Jozé de Lima, e Joaquim Fernandes, e os Práticos do mesmo
P o r t o , Manoel Alves, e Pedro Paulo de Almeida, levantada por Jozé da
Silva Pinto, nesta mesma Villa das Alagoas, em o Mèz de Abril do Anuo
de 1819. 0™,342xOm,621.
Original.
Exp.: Arch. Militar.

SERGIPE :

2350. - Comarca de Cirigipe Del Rey, Pertencente à Capitania da


B a h i a : sua Divizão hè do Rio Real, té o Rio de S. Francisco. Anastasio
de S." A n n a ; em 1807. a. F . 0°,437x0"\540.
Original, a aquarella. Ha no Arch. Militar uma c ó p i a de 1842.
Exp.: Secret. de Extrangelros.
2351. - Carta Corographica para a divisão das comarcas termos e mu-
nicípios da Provincia de Sergipe d'El-Rey, organisada pelas informações
exames e de varias cartas as mais exactas que existem até hoje, por ordem
235

do ... Brigadeiro José de Sá Bethencourt e Câmara, Prezidente da mesma'


Provincia pelo Tenente Coronel do Imperial Corpo de Engenheiros João
Bloem no anno de 1844. Lith. do Archivo Militar. J. A. P. 0»,75 4X0,573.
(B. N.)
2352. - Carta corografica comprehendendo o Terreno entre o Bio do
S. Francisco, e estrada geral de Villa Nova para a Missão, e Bio de Ja-
paratuba ate a Barra; e desta Barra, costa abaixo até o Bio de S. Fran-
cisco ; para Beforma da Carta corographica da Provincia de Sergipe pelo
Tenente Coronel do Imperial Corpo de Engnr.08 João Bloem. 1846;
0°,329xOm,400.
Original, a aquarella.
Exp.: Arch. Militar.
2353. - Mappa Topográfico da Provincia de Sergippe dei Bei. Pinxit
Gonnet. 0 n ,573x 0*454.
O r i g i n a l , a aquarella; escala de 6 léguas.—Quatro cópias; sendo duas sem
data e as outras de 1850 e 1854.
Exp.: Arch. Militar.
2354. - Planta da cidade do Aracaju. Feita pelo capitão d'Enge-
nheiros Fr. Per.» da S.* 1857. 0m,540x0m,'650.
O r i g i n a l , a aquarella.
Exp.: S. M. o Imperador.
2355. - Provincia de Sergipe— Canal de navegação projectado entre
o Bio Japaratuba e o Bio Pomonga. Estudado sob a direcção do D.°r Ma-
noel da Cunha Galvão, Presidente da Provincia, pelo engenheiro civil
Eusèbe Stevaux. Lith. Jourdan & Wirz—Bahia. 6 folhas de 0m,600 e
0m,380x0",820. (B. N.)
2356. - Plan of the proposed canal to join the rivers Santa Maria &
Poxim in the province of Sergipe dei Eey. Lith. Jourdan & Wirz. (Bahia),
(1859). 0-500X2m,305. (B. N.)

BAHIA :

2357. - Mappa da comarca da Bahia de todos os Santos sua


divisão he do Bio Jequiriçá athé o Eio Beal pela parte do Norte.
0»,420X525. (B. N.)
O r i g i n a l , a traço de penna, sem nome de auetor, nem data. O Arch. Mi-
litar possúe outro o r i g i n a l , com o nome de Anastasio de S. Anna, e a data
do 1807.
2358. - Mapa da comarca da Bahia de todos os Santos seguindo a con-
tinuação delia para o poente. 0m,420x526. (B. N.)
O r i g i n a l , a traço de penna, sem nome de auetor, nem data. Escala de 8
de caminho. O Arch. Militar possue outro o r i g i n a l .
2 3 5 9 . - M a p p a geral da Bahia. lm,Xlm,200. (B. K )
Rascunho ou esboço original a traço de penna e a lápis, sem titulo, nem nome
de auetor nem data.
2360. - Mappa da Bahia. 0m,540x658. (B. N.).
Esboço original a traço de penna e a aquarella, sem titulo, nem nome de auetor
nem data.
2361. - Mapa da capitania da Bahia, dividida em suas Comarcas.