Você está na página 1de 4

O exemplo de Paulo em meio às lutas  Texto Base: 1 Coríntios

12: 7-10.

Jesus nos comunicou que no mundo teríamos aflições, entretanto


ressaltou que a nossa postura diante delas é a de bom ânimo.

O Apóstolo Paulo tinha toda a propriedade para falar sobre o


assunto. Passou por naufrágios, enfrentou perseguições daqueles
de fora, dos que eram contra o Evangelho e também daqueles de
dentro da Igreja que queriam introduzir os preceitos legalistas do
judaísmo na vida cristã.

Paulo tinha tudo para não precisar se submeter a essa vida. Tinha
privilégios entre os judeus, reconhecimento, alta posição, mas
não se apegou a isso depois que algo aconteceu em sua vida.

Foi um perseguidor da Igreja até o momento em que teve um


encontro com o Cristo ressurreto (Atos 9: 1-6).

Paulo guardou em seu coração a convicção do chamado que o


Senhor lhe fez (Atos 9:15-16).

Não seria fácil alcançar os gentios, após muitos e muitos anos na


condição de perseguidor dos mesmos (os gentios eram
desprezados pelos judeus porque eles, os judeus, tinham a
condição privilegiada de povo escolhido).
    
Hoje sabemos que para Deus não há judeus nem gregos e que
todo fazemos parte do mesmo Corpo. Não há barreiras de
separação e esta verdade chegou até nós por meio do ministério
de Paulo.

Paulo teria que vencer as tais barreiras a para supera-las teria


que passar pelas mais difíceis tribulações. 

No entanto, Paulo sabia o propósito de tudo isso para sua vida


cristã. Com disse o Espírito Santo por meio de Tiago (Tg 1: 2-4)
“Meus irmãos, tende por motivo de grande gozo o passardes por
provações, sabendo que a prova da vossa fé desenvolve a
perseverança. Ora a perseverança deve terminar a sua obra, para
que sejais maduros e completos, não tendo falta de coisa
alguma).

O apóstolo Paulo faz uma declaração de fé, mas de uma fé que


resiste a tudo e a todos porque é centrada em Deus. (Filipenses
3:12-14) “Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito,
mas prossigo para alcançar aquilo para o que fui alcançado por
Cristo Jesus. Irmãos, não jugo o que haja alcançado. Mas uma
coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que para trás
ficam, e avançando para as que estão adiante de mim, prossigo
para o alvo, pelo prêmios da soberana vocação de Deus em Cristo
Jesus”.

Essa fé não é fortalecida somente por meio das bênçãos, mas


também através dos momentos difíceis.

O seu passado altamente reprovável não atormentava, pois ele


olhava para o prêmio da sua corrida cristã e este prêmio está à
frente e não nos dias que já passaram. Ele centra a sua busca em
Cristo e, em nome desta busca, está disposto a passar por tudo.
(Filipenses 4:12-13) “Sei passar necessidade, e também sei ter
abundância. Em toda maneira, e em todas as coisas aprendi tanto
a ter fartura, como a ter fome, tanto a ter abundância, como a
padecer necessidade. Posso todas as coisas naquele que me
fortalece”.

Conclusão

Você tem lutas, dificuldades, angústias, aflições. Saiba que estas


coisas estão presentes na caminhada cristã, estiveram presentes
nas vidas de Paulo, Pedro, João, Davi, Elias, Moisés, Ezequiel,
Daniel e do próprio Jesus. Por que na nossa?

Muitas vezes precisamos passar por sérias dificuldades nas nossas


vidas. Umas em virtude dos nossos próprios erros, algumas por
investidas do diabo (precisamos pedir a Deus discernimento para
reconhecermos a origem). Porém, as lutas também vêm como
provas para que alcancemos a capacidade de declarar como Paulo
o fez em (Filipenses 1:21) “Pois para mim o viver é Cristo, e o
morrer é lucro”. 

Peçamos a Deus a capacidade de perseverar ainda que em meio


as lutas e dificuldades da vida. E que o Senhor nos abençoe!
O Apóstolo Paulo em sua segunda carta a Igreja de Corinto relatou que houveram
momentos em sua vida que passou fome e sede.

"Recebi dos judeus cinco quarentenas de açoites menos um. Três vezes fui açoitado
com varas, uma vez fui apedrejado, três vezes sofri naufrágio, uma noite e um dia
passei no abismo; em viagens muitas vezes, em perigos de rios, em perigos de
salteadores, em perigos dos da minha nação, em perigos dos gentios, em perigos na
cidade, em perigos no deserto, em perigos no mar, em perigos entre os falsos
irmãos; Em trabalhos e fadiga, em vigílias muitas vezes, em fome e sede, em jejum
muitas vezes, em frio e nudez." (II Coríntios 11:24-27) 

Pois é, essa afirmação paulina é um disparate para os adeptos da teologia da


prosperidade não é mesmo? Ora, aonde já se viu, diriam alguns, um apóstolo, herdeiro
de Cristo, passar necessidades? Alguma coisa devia estar errada com
Os 10 maiores sofrimentos do apóstolo Paulo
1) Teve de descer em um cesto para fugir de uma prisão arbitrária
Em 2 Coríntios 11:32-33 vemos que Paulo teve de sofrer a humilhação de ser
içado por uma janela de uma muralha como se fosse um criminoso fugitivo, a
fim de escapar do apetite voraz de governantes injustos que queriam a sua
cabeça.
2) Foi expulso de Antioquia pelos poderosos da cidade
Em Atos 13:50-51 vemos uma conspiração entre os judeus, mulheres e
homens de alta posição da cidade para expulsar Paulo da cidade pelo simples
fato dele estar expondo o evangelho naquele lugar e estar havendo
conversões.
3) Foi apedrejado quase até a morte em Listra
Em Atos 14:19 vemos que Paulo foi arrastado por uma multidão para fora da
cidade e foi apedrejado por essa multidão e, provavelmente, tenha desmaiado,
fato este que fez a multidão achar que ele estava morto.
Veja também:
- Conheça Sua Bíblia de Capa a Capa (Comece aqui)
- Teologia sem mensalidades (Comece aqui)
- Formação de Professores Para o Ministério Infantil (Comece aqui)
- Memorização Fácil da Bíblia (Comece aqui)
- Método Como Ler a Bíblia E Entendê-la Mais Facilmente (Comece aqui)
- Outros Materiais (Comece aqui)
4) Na Macedônia foi açoitado, preso e amarrado com os pés em um tronco
Em Atos 16:23-24 vemos que Paulo foi preso porque expulsou um demônio de
uma jovem adivinhadora que dava muito lucro aos que a exploravam. Por isso,
foi açoitado, lançado na cadeia e teve seus pés amarrados em um tronco.
5) Foi perseguido pelos judeus de Tessalônica porque pregou em Bereia
Em Atos 17:13-14 vemos que Paulo sofre perseguição dos próprios judeus
apenas pelo fato de pregar em uma sinagoga em Bereia. Por causa disso, mais
uma vez, teve de fugir desses judeus que queriam a sua morte.
6) Por pregar contra outros deuses em Éfeso, ficou em meio a uma grande
confusão na cidade
Em Atos 19:23-26 alguns ourives, temendo ficar sem seu lucro por produzirem
imagens de deuses para adoração, incitaram grande tumulto contra Paulo e
outros discípulos, o que fez a estadia de Paulo nessa cidade ainda mais
perigosa.
7) Em Jerusalém é acusado injustamente de ter levado um grego ao templo e,
por isso, é perseguido e quase é morto
Em Atos 21:27-31 mais uma vez os judeus fazem uma grande confusão por
deduzirem que Paulo teria profanado o templo levando um grego (Trófimo) até
lá. Eles incitam as pessoas e Paulo é arrastado para fora do templo,
espancado e quase é morto pela multidão.
8) Preso e enviado a Roma, sofre um naufrágio em Mileto
Em Atos 27:13-20 Paulo, injustamente preso, é levado de navio até Roma,
onde teria uma audiência sobre sua prisão injusta. No caminho, o navio deles
sofre um grave naufrágio devido a uma tempestade.
9) Na ilha de Malta é picado por uma cobra venenosa
Em Atos 28:3 vemos que, após se recuperar do grave naufrágio, Paulo é
picado por uma cobra venenosa que estava escondida entre os gravetos que
ele pegava para fazer uma fogueira. Felizmente não morreu.
10) Foi decapitado por Nero em Roma
Apesar da Bíblia não narrar esse fato, a tradição sobre a morte de Paulo diz
que ele foi decapitado por Nero, por volta do ano 67 ou 68 d.C., o que é bem
provável, já que o imperador Nero foi um dos mais cruéis governantes de todos
os tempos.
Evidentemente, os sofrimentos que Paulo passou foram ainda maiores do que
estes 10 listados. Ele teve de suportar um espinho na carne (2 Coríntios 12:7).
Teve que se separar de amigos queridos por causa do ministério (Atos 20:22-
23). Etc. A vida cristã não é brincadeira, mas também é o melhor caminho a ser
trilhado. É o caminho de Deus, ainda que o mundo se levante contra esse
caminho e desencoraje todos nós a segui-lo. Que possamos nos espelhar em
Paulo, um grande homem de Deus que não se abateu pelos sofrimentos do
caminho!
Não sei se você é uma dessas pessoas que tem dificuldades de entender a
Bíblia. Eu já fui e sofri muito! Mas não me dei por vencido, não me deixei ser
derrotado pelos inimigos. E você, como anda sua leitura da Bíblia? Seu
entendimento? Que tal melhorar nessa área da sua vida espiritual, aprendendo
a entender assuntos da Bíblia de forma simples e rápida, ajudado por quem já
superou as mesmas dificuldades que você enfrenta?Clique aqui agora e pegue
um Manual de estudos exclusivo para você!

NO FINAL DA CARREIRA PODER DIZER:

Quanto a mim, já fui oferecido em libação, e chegou o tempo de minha


partida. Combati o bom combate, terminei a minha carreira, guardei a
fé. Desde já me está reservada a coroa da justiça, que me dará o Senhor,
justo juiz, naquele dia; e não somente a mim, mas a todos os que tiverem
esperado com amor sua aparição (2Timóteo 4,6-8).
Fica claro que o combate de Paulo não é literalmente uma batalha, uma
guerra, mas uma imagem que descreve a vida do cristão, o seu
comportamento sobretudo em relação ao perseverar na fé. A vida do cristão é
feita de escolhas e a liberdade que nos foi dada faz com que cada vez
tenhamos que decidir qual estrada tomar; o bom cristão deve seguir fiel ao
ensinamento divino. Esse processo é chamado por Paulo de "combate". O
êxito final vai defini-lo como "bom" ou "mau".