Você está na página 1de 56

FUEL MATRIX MERCOSUL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

Edição 2019
INTRODUÇÃO A FUEL MATRIX BRASIL
RESULTADOS SURPREENDENTES PARA UMA
DESCOBERTA INCRÍVEL!
Tudo necessita de oxigênio para queimar - os combustíveis de petróleo não são exceção.
Nossos pesquisadores descobriram uma maneira de fazer algo que os cientistas até hoje não
foram capazes de fazer antes. Encontrar uma maneira de criar uma ligação estável entre moléculas
de combustível e oxigênio.

O aditivo Fuel Matrix age com uma mudança nos campos eletromagnéticos das cadeias de
hidrocarbonetos para criar ligações intermoleculares estáveis permanentes entre as moléculas de
hidrocarboneto e oxigênio. Mais oxigênio (não ar) na câmara de combustão resulta em uma queima
mais eficiente e limpa de todos os combustíveis de petróleo como gasolina, diesel e querosene de
aviação.

Quando misturado com diesel ou outros combustíveis fósseis, o Aditivo Fuel Matrix ...

- Reduz o consumo de combustível de 10 a 20%


- Aumenta a autonomia dos veículos
- Reduz significativamente as emissões (até 57% no NOx e 65% Co2)
- Reduz custos para enquadramento de níveis de emissão em ônibus e caminhões.
- Limpa as câmaras de combustão e as velas de ignição
- Limpa injetores de combustível e linhas de combustível
- Maximiza a vida útil do motor
- Aumenta o torque do motor
- Fortalece a vantagem competitiva da sua empresa reduzindo os custos com
combustível

2 Fuel Matrix Apresentação Institucional


Tecnologia em Combustíveis

CONTEÚDO

04 NOSSA COMPANHIA 14 REDUÇÃO DA FORMAÇÃO DE NOX

CRONOGRAMA DE IMPLANTAÇÃO ESTUDO AMBIENTAL E TESTE


05 FUEL MATRIX MERCOSUL
16 DE PERFORMACE

RELATÕRIO UNIVERSIDADE DA
07 NOSSO TIME 17 CALIFÓRNIA

08 ADITIVO FUEL MATRIX 30 PATENTE EXCLUSIVA

09 INTRODUÇÃO 34 LAUDOS E CERTIFICADOS

POR QUE FM É DIFERENTE DE SEGURO DE UTILIZAÇÃO DO


10 OUTROS TIPOS DE ADITIVOS
44 ADITIVO (1.000.000,00 U$)

FASE DE LIMPEZA DO REGISTRO DE FABRICANTE DE


11 COMBUSTÍVEL o Pro
45 PRODUTO QUÍMICO

FASE DE DESEMPENHO DO
12 COMBUSTÍVEL
46 VIABILIDADE ECONÔMICA

O MERCADO BRASILEIRO
13 MELHORIAS: 52 PARA FUEL MATRIX

Fuel Matrix Apresentação Institucional 3


NOSSA COMPANHIA
Fuel Matrix é uma empresa norte americana criada por Tom Host, pois ele e sua equipe procuravam
uma solução para redução de emissões na queima de combustíveis fosseis e que não causassem impacto
negativo tanto ao consumo de combustível quanto ao fator econômico dos utilizadores, no incio de
2006 então resolveram estudar o etanol para essa solução.
Tom e os outros cientistas viram que o etanol simplesmente não resultou em melhorias significativas
para redução de impacto nas emissões nem tão pouco no consumo do combustível e se tornaram
obcecados em encontrar uma solução para o problema usando o mesmo etanol para melhorar a
eficiência do combustível e reduzir drasticamente as emissões. Eles trabalharam nessa solução por
5 anos e finalmente tiveram seu “momento eureka” no final de 2011. Assim nasceu a primeira real
invenção sobre combustíveis nos últimos 100 anos. Após a invenção Fuel Matrix ingressou com
a patente que finalmente foi concluídas em 2018, possibilitando o lançamento do produto para o
mercado internacional. Durante todos esses anos de espera Fuel matrix promoveu exaustivos testes
em diversos tipos de veículos como, carros, motos, caminhões e ônibus inclusive em aviões movidos
a querosene provando assim que o produto ativa a nível molecular qualquer combustível a base de
hidrocarboneto o oxigenando melhor e consequentemente queimando melhor sem a necessidade de
modificar quimicamente os combustíveis já aprovados por fabricantes e órgãos governamentais.

Fuel Matrix Mercosul


Fuel Matrix Mercosul é uma joint venture
entre Fuel Matrix USA e os empresários
Fuel Matrix USA F.Godoy R.Carson Fernando Godoy e Richard Carson.
50% 25% 25% A empresa é uma extensão da empresa
americana para os países da américa do sul
e américa latina, o intuito da joint venture
e atender melhor os clientes de língua latina
dando suporte local em cada localidade de
atuação.
A joint venture também tem todo o suporte
técnico do time de engenheiros de fuel matrix,
Fuel Matrix Mercosul é responsável pela comercialização exclusiva
dos produtos e serviços ofertados por fuel
matrix, bem como a homologação, emissão
de relatórios, acompanhamento técnico,
importação e fracionamento dos produtos
Bolívia Chile Colômbia Equador Guiana Peru para os países em que atua.

Oxigênio. Nós quebramos o código para melhorar a combustão.

“Esta Descoberta Muda Tudo !”


Devido aos tremendos efeitos que tem na combustão, os cientistas têm tentado descobrir como
ligar as moléculas de oxigênio ao combustível por décadas. Nós fizemos isso!

NOSSA MISSÃO NOSSOS OBJETIVOS

A Fuel Matrix, tem como missão - Reduzir emissões na queima de combustível


principal produzir produtos para ajudar - Reduzir custo operacional de nossos clientes
na redução das emissões de gases nocivos - Reduzir custo de manutenção
ao meio ambiente e emissões de carbono - Reduzir o consumo de combustível
gerados na queima de combustíveis
- Aumentar autonomia
fosseis, bem como diminuir o consumo
global de petróleo, pois um combustível - Aumentar a vida útil dos motores
de melhor qualidade aumenta a - Aumentar o torque dos motores
autonomia reduzindo assim o consumo - Reduzir o deficit de importação de combustíveis.
global, trazendo economia aos usuários,
e ajudando o meio ambiente.
4 Fuel Matriz Apresentação Institucional
CRONOGRAMA DE IMPLANTAÇÃO
FUEL MATRIX MERCOSUL
Fuel Matrix Mercosul, está iniciando suas atividades pelo Brasil, em seguida estará abrindo escritórios
na argentina, paraguaí, Uruguai e chile. Também já iniciou o processo de homologação e testes junto aos
órgãos competentes comprovando o que já esta consolidado pela Universidade da Califórnia , compro-
vando a eficiência e eficacia de nossos produtos em diversos tipos de motores e veículos.

PESSOAS CHAVE TEMPO DE IMPLANTAÇÃO TESTES NOS CLIENTES

Fuel Matrix, em todos os países O tempo para implantação de Seguindo a mesma politica dos
que atuara diretamente estará cada pais dependerá das exigên- estados unidos, Fuel Matrix
contratando pessoas com vas- cias governamentais, e tempo de Mercosul, executará testes sem
ta experiencia no mercado de homologação do produto, pois custo aos clientes para compro-
combustíveis, bem como enge- não existem similares ao aditivo var a eficiência e eficacia de seus
nheiros químicos para auxiliar Fuel Matrix, sendo necessário produtos, tanto para empre-
na homologação de seus produ- em alguns casos a criação de sas e frotistas quanto para con-
tos de forma rápida e segura. uma nova classe de produto. sumidores finais

Fuel Matrix Apresentação Institucional 5


“O aumento de Quilometragem
é milagrosa”
“ Ian Griffiths - Director Operacional
Berkshire Engineering Supplies Ltd - United Kingdom
Transportadora Inglesa”

6 Fuel Matrix Apresentação Institucional


NOSSO TIME
Fuel Matrix conta com um time de especialistas em suas áreas, integrando desde cientistas para aprimorar ainda mais os pro-
dutos, como um time administrativo capaz de gerir o negocio para o lançamento global dos produtos e serviços prestados por
nossa empresa.

ANDREW LOWENSTEIN Robert Biddle V Eric Heinicke


Fuel Matrix CEO Presidente / Co-Founder VP Eng. e Tecnologia

Andrew é um líder envolvente com Robert (Bobbie) é um empreendedor Eric é especialista em desenvolvimento
ampla experiência em start-ups, de sucesso com grande exito em e implantação de soluções de
gestão corporativa em vários setores, imóveis e energia. Recentemente,
economia de energia e gerenciou
vendeu sua empresa de energia
incluindo energia, telecomunicações
ao consumidor para um grupo uma empresa multidisciplinar
móveis e bens de consumo.
de private equity de Chicago. de conservação de energia.

Scott Robinson Fernando Godoy Richard Carson


COO - Diretor de Vendas Fuel Matrix Mercosul - CEO FM Mercosul / Co-Founder

Scott construiu e gerenciou várias Fernando é gestor e sócio de varias Richard é um empresario americano
empresas, atua também como e atua no segmento de tecnologia
grandes organizações de vendas nos
CEO do grupo Bristar que atua em bancaria a vários anos, além de
setores financeiro, de call center diversas áreas como construção CFO da FM Mercosul e Chairman
e de equipamentos industriais. Civil, estaleiro de yachts, meios de do conselho do banco PASPX
pagamento e limpeza de efluentes. PLC localizado na Dinamarca.

Fuel Matrix Apresentação Institucional 7


Aditivo Fuel Matrix e o
Processo de Combustão

8 Fuel Matrix Apresentação Institucional


INTRODUÇÃO
Fuel Matrix (FM)é uma maneira única e completamente nova de melhorar a combustão de combustíveis
líquidos. FM aumenta a combustão melhorando a taxa que o combustível interage com o oxigênio na
câmara de combustão. Mais oxigênio por unidade de combustível queimado resulta em combustão mais
completa, maior eficiência do combustível e redução de emissões nocivas.

O combustível tratado com FM se combinará mais rapidamente com o oxigênio que entra na câmara de
combustão. Isso melhora a eficiência de combustão de várias maneiras:

1. A quantidade de combustível que combina com oxigênio na combustão é aumentada.


O resultado é que com menos quantidade de combustível podemos gerar os mesmos resultados
comparados a combustíveis não tratado.

2. A quantidade de combustível que não é queimada é reduzida. A combustão incompleta é


essencialmente um combustível desperdiçado que acaba como hidrocarbonetos não queimados
nas emissões. Isso inclui as moléculas de combustível não queimadas (combustível bruto não
queimado) e o monóxido de carbono.
O CO é um combustível parcialmente
queimado (oxidado) resultante da
falta de oxigênio. Isso resulta em
energia desperdiçada, uma vez que a
ligação C-O permanece ininterrupta.
O aparecimento de monóxido de
carbono no processo de combustão
é geralmente um resultado simples de
oxigênio insuficiente (mistura rica) em
uma base global ou local. Causas típicas
de hidrocarbonetos não queimados e
emissões de CO incluem:
A) Resfriamento na parede (superfícies relativamente mais frias que resfriam a chama e inibem a
combustão)
B) Geometria da câmara de combustão que, sob condições menos que ideais, dificulta a propagação
de chama / combustão
C) Válvulas, anéis e bicos injetores sujos que capturam ou bloqueiam o combustível e limitam a
propagação da chama

3. A quantidade de oxigênio que combina com o nitrogênio para produzir NOx é reduzida.
O nitrogênio não faz nada útil no processo de combustão, mas absorve energia do processo de
combustão. O NOx é uma reação endotérmica, o que significa que requer a absorção de calor
para combinar o nitrogênio com o oxigênio. A formação de NOx retira energia útil do processo de
combustão.

4. FM é um agente oxidante que faz do combustível tratado um forte composto de limpeza. Motores
limpos e componentes do sistema de combustível, como injetores, permitem operação adequada.
Por outro lado, componentes sujos resultam em ineficiências de combustão. Injetores e válvulas
sujas interferem na maneira como o combustível e o ar fluem para a câmara de combustão, o que
resulta na redução da mistura. Sujeira também pode resultar em faísca inadequada (gasolina ICE)
resultando em combustão a baixa temperatura, que produz hidrocarbonetos não queimados e HC
parcialmente queimados deixando CO como resultado. Adicionalmente, depósitos de carbono na
câmara de combustão são porosos e irão absorver combustível e prevenir sua combustão, em
seguida, os HCs são liberados no escapamento.

Fuel Matrix Apresentação Institucional 9


Quando existem depósitos na linha de combustível e no motor, o combustível tratado por Fuel Matrix
troca prontamente elétrons pelos depósitos até que eles sejam oxidados e desalojados das superfícies
metálicas. As reações de limpeza aumentam a capacidade do combustível tratado para melhorar a
combustão. Uma vez que o sistema de combustível esta totalmente limpo, o combustível tratado atua
suando suas propriedades para a eficiência de combustão enquanto mantém os motores limpos.

Reação Redox: Uma reação química envolvendo uma transferência de elétrons como
uma reação de oxidação-redução.

Combustível tratado com FM (A), tem elétrons que estão prontos para compartilhar ou perder
(oxidação). Durante o ciclo de limpeza inicial, o combustível tratado com FM perde alguns elétrons
para os depósitos, a fim de limpar os depósitos do motor (B). Durante a fase de mistura do processo
de combustão, o combustível tratado por FM compartilha prontamente elétrons com oxigênio e
o combustível combina-se agressivamente com o
oxigênio.
Combustível tratado com FM atua com um solvente.
O2 no ar é o agente oxidante. Isto significa que o
O2 ganha elétrons do combustível tratado e fica
reduzido (recebe uma carga mais negativa). Este é o
lado da redução da reação (Soluto).

O combustível tratado se torna um solvente contra


impurezas no sistema de combustão. Da mesma
forma que o combustível tratado com FM dissolve
os depósitos do motor, ele também dissolve o
oxigênio do ar na combustão. Para uma descrição
mais detalhada do processo de combustão com o
combustível tratado com FM, veja abaixo “Fase de

PORQUE FM É DIFERENTE DE OUTROS


TIPOS DE ADITIVOS
O segredo por trás do FM não é uma fórmula ou combinação de substâncias químicas, mas sim um
método de mudar as propriedades eletromagnéticas do combustível, de modo que elas atraiam mais
oxigênio do ar. Fuel Matrix não altera o conteúdo energético do combustível.

A tecnologia Fuel Matrix não é química e não contém boosters de octanagem.


O processo de produção patenteada de FM altera eletromagneticamente nosso aditivo a nível
molecular de modo que, quando misturados a combustíveis líquidos, eles transferem os campos
eletromagnéticos intermoleculares alterados para as moléculas de combustível.

A FM é uma mistura proprietária composta principalmente por etanol, com pequenas quantidades
de água e minerais. Antes do tratamento pelo processo patenteado, estes produtos químicos na
dosagem prescrita não têm efeito algum sobre o combustível.

Aditivos de combustível convencionais contêm apenas uma mistura de produtos químicos que
supostamente adicionam energia ou octanagem ao combustível ou melhoram a lubrificação dentro
do motor. Nenhuma delas pode afetar significativamente a eficiência do combustível, como
qualquer agência de testes irá comprovar. Para uma melhoria de até 1% no conteúdo de energia do
combustível, um aditivo de 225 ml em um tanque de 20 litros (uma proporção de 1: 320) exigiria um
conteúdo de energia três vezes maior que o do combustível. Nenhuma solução econômica desses
produtos existe, e nem poderia ser usada com segurança. Uma adição química prática para aumentar
a eficiência do combustível acima de 5% NÃO EXISTE.
10 Fuel Matriz Apresentação Institucional
FASE DE LIMPEZA DO COMBUSTÍVEL
TRATADO COM FUEL MATRIX
Quando aplicado pela primeira vez em um veículo, o Fuel Matrix começa a funcionar de várias maneiras.
Inicialmente, vimos o desempenho de quilômetros por litro subir, depois descer um pouco e depois
subir novamente. Também vimos quase que imediatamente melhora nas emissões e, em alguns casos, no
poder e na capacidade de resposta dos motores.

A diminuição no desempenho de quilômetros por litro quando aplicado inicialmente é atribuída à


fase de limpeza, pois a Fuel Matrix ataca os depósitos do motor e até mesmo os vernizes da linha de
combustível. A fase de alto desempenho, onde o desempenho de KMP (quilometro por litro) melhora
drasticamente e é mantido durante a vida útil restante do veículo, começa quando a fase inicial de
limpeza está terminada. Com base em uma base de dados limitada de dados empíricos, a equação a
seguir fornece uma estimativa “regra geral” para a duração da fase de limpeza inicial. Observe que a fase
de limpeza é medida na quantidade de combustível a ser consumida para processar Fuel Matrix através
da linha de combustível e do motor. Os resultados reais variam de acordo com o tipo de combustível,
o tipo de motor, as condições atmosféricas e de condução e até as condições da fonte de combustível.

Fórmula para calculo da Fase de Limpeza:

Q = [(O / Xo) + (n / Xn)] x Ce x Xe x Xf


Legenda:
Q = Quantidade de combustível consumido durante a fase de limpeza em litros
O = Leitura do odômetro em Km no momento da aplicação inicial do Aditivo Fuel Matrix
n = Idade do veículo em anos
Ce = Capacidade do Motor em KW
Xo = Fator odométrico; = 200.000 para gasolina
Xn = Fator de idade; = 10 para gasolina
Xe = Fator de Capacidade do Motor; = 0,5 para veículos de passageiros a gasolina e caminhões
Xf = Fator do tipo de combustível; Xf = 1,0 para gasolina, e 1,5 para Diesel # 2

Exemplo 1 Veiculo leve: Ford Ranger 2004 - 4WD, 4 litros-207 Hp (155 KW) motor a gasolina
Odômetro = 180.000 mi (290.000 Km); Fuel Matrix aplicado em 2013;

Q = [(290,000 / 2.0 x 105) + (8.5 / 10)] x 155 x 0.5 x 1.0 = (1.45 + .85) x 78
Q= 179 litros (47 gal) “Quantidade de litros para a fase de limpeza”

Exemplo 2 Caminhão de Carga: Motor a diesel 18 Rodas, 2009 Cummins X15, 600 Hp (450
kW), O = 330.000 mi (530.000 Km); FM aplicado em 2016;

Q = [(530,000 / 2.0 x 105) + (7 / 10)] x 450 x 0.5 x 2.0 = (2.65 + .7) x 338
Q = 1500 litros (300 gal) “Quantidade de litros para a fase de limpeza”

“ A proporção de mistura de Fuel


Matrix para Diesel de Baixo Teor de
Enxofre e Gasolina é de 1:10.000”

Fuel Matrix Apresentação Institucional 11


“Fuel Matrix Age alternado as forças
de dispersão entre as moléculas
de hidrocarboneto e oxigênio”

FASE DE DESEMPENHO DO COMBUSTÍVEL


TRATADO COM FUEL MATRIX
Resumo: O processo da mistura ar-combustível pode ser considerado como a dissolução de
oxigênio e nitrogênio (os solutos) em hidrocarbonetos combustíveis (o solvente). Em combustíveis não
tratados com Fuel Matrix, as forças de dispersão entre as moléculas de hidrocarboneto são diferentes
das moléculas de oxigénio-oxigénio e, como resultado, o oxigênio é repelido. No entanto,
quando os hidrocarbonetos são misturados com o aditivo Fuel Matrix, eles se tornam um solvente
melhor para o oxigênio do ar e formam uma mistura combustível-oxigênio bem homogeneizada.

A oxigenação adicional, a homogeneização e a atomização do combustível tratado com


Fuel Matrix age na mudança da polaridade devido às interações eletromagnéticas entre
as moléculas de combustível e oxigênio. Como resultado de novas forças de dispersão
similares entre combustível e oxigênio, as moléculas de oxigênio não são mais repelidas
por hidrocarbonetos, mas distribuídas uniformemente e ligadas a moléculas de combustível.

Detalhe: O oxigênio e o nitrogênio têm forças de dispersão significativamente


diferentes. No estado gasoso do ar, estes não são críticos e o oxigênio e o nitrogênio
são homogeneamente misturados. Mas na câmara de combustão, a injeção de ar e
combustível inicia um processo de combustível atomizado, na mistura de O2 e N2, forças
intermoleculares (FMIs) começam a desempenhar papel de liderança no processo.
Para explicar como isso ocorre, primeiro precisamos entender
algumas interações básicas e como o processo Fuel Matrix muda isso.

Quando o etanol regular é adicionado aos combustíveis, seus dipolos relativamente fracos
têm efeito mínimo sobre as forças de dispersão (forças de dispersão de Londres ou LDFs)
dos hidrocarbonetos, uma vez que também têm dipolos relativamente fracos. O efeito do
etanol normal (não tratado) no combustível e na sua oxigenação é próximo de zero.

A mistura proprietária de etanol da Fuel Matrix, depois de passar pelo processo de efeito
de campo eletromagnético proprietário, agora tem fortes cargas de dipolos permanentes.
Quando adicionados ao combustível, essas cargas iniciam flutuações adicionais (LDF na distribuição
de elétrons nos átomos e moléculas dos hidrocarbonetos combustíveis em todo o tanque de
combustível corrigindo com uma pequena quantidade a totalidade do combustível tratado.

Agora, a distribuição desigual dos elétrons nos hidrocarbonetos combustíveis cria


áreas ligeiramente carregados de forma negativa e positiva nos átomos e moléculas de
combustível. Este efeito é conhecido como dipolos instantâneos ou temporários. Isso cria
IMFs mais fortes em comparação com o combustível que não foi tratado com o Fuel Matrix.

12 Fuel Matriz Apresentação Institucional


Os dipolos permanentes fortes da matriz de combustível são capazes de causar as mudanças
permanentes nas forças de dispersão do combustível induzindo continuamente a polarização e
mantendo IMFs mais fortes no combustível.

Também considere que o ar é uma mistura de gases, principalmente nitrogênio (N2, 78%) e oxigênio
(O2, 21%) na forma de di-oxigênio O2. Em uma mistura gasosa, os vários gases se misturam
homogeneamente e ocupam espaço juntos, mas as várias moléculas gasosas não ligam moléculas
de outros gases, em outras palavras, o oxigênio não está ligado ao nitrogênio e ambas as moléculas
estão disponíveis para outras reações sem ter que romper quaisquer ligações moleculares.
Quando misturados com combustível não tratado,as moléculas de combustível,O 2 e N2 compartilham
o mesmo espaço, mas as reações entre elas são difíceis a temperaturas relativamente baixas.

O oxigênio tem dois elétrons desemparelhados que estão localizados em dois orbitais anti-ligação.
O oxigênio, como resultado, é conhecido por ser paramagnético e tem forças de dispersão.
Portanto, agora, quando o combustível tratado com FM é misturado com o ar (na câmara de
combustão), a molécula de oxigênio O2 é atraída pelos campos magnéticos e pelos momentos
de dipolo temporário do combustível tratado. Como resultado das forças de dispersão
semelhantes ou próximas entre o combustível tratado e o oxigênio agora estão diferentes,
e as moléculas de oxigênio não são mais repelidas por hidrocarbonetos, mas distribuídas
uniformemente e mantidas dentro de moléculas de combustível, criando uma matriz
combustível-oxigênio. Isso ocorre antes que as altas
temperaturas necessárias para a combustão sejam atingidas.
Em contraste, o nitrogênio não tem esses elétrons desemparelhados e tem forças de dispersão muito
menores. Isso significa que a maior parte do oxigênio será homogeneizada e dissolvida no combustível
enquanto as moléculas de nitrogênio são empurradas para fora reduzindo a criação de NOX.

O tratamento com Fuel Matriz resulta nas


seguintes Melhorias:
• Combustão mais completa
• Aumento expansão nos cilindros
• Aumento de torque e potência nas rodas
• Uso mais eficiente de combustível
• Limpeza dos depósitos no sistemas de combustível
• Redução na formação de NOx
• Redução da produção de CO2 (aumento da eficiência durante a combustão)
• Redução da produção de hidrocarbonetos não queimados
• Redução dos custos de manutenção dos motores

Simplificando, o resultado é a TRIFECTA DE COMBUSTÍVEL: MAIS LIMPO, MAIS EFICIENTE E


COM MAIS PODER DE EXPANSÃO.

“Fuel Matrix Reduz de 10% a 20% o


consumo de combustível em litros”
Fuel Matrix Apresentação Institucional 13
REDUÇÃO DA FORMAÇÃO DE NOX COM
COMBUSTÍVEL TRATADO COM FUEL MATRIX
Um efeito colateral importante e indesejado da combustão é a formação de NOx. Geralmente, existem
três fontes primárias de NOx: NOx térmico, NOx combustível e NOx imediato. Embora todos estes
sejam formados através de processos de combustão, todos eles diferem ligeiramente.
- O NOx térmico é formado a temperaturas muito altas, geralmente acima de 1200 °C e é um
resultado da oxidação do nitrogênio diatômico encontrado no ar de combustão. O NOx térmico é a
forma mais produzida de NOx criada durante a combustão. Pela função das condições de temperatura
e do tempo de residência do nitrogênio nas câmaras de combustão; quanto maior a temperatura da
chama, maior a formação de NOx térmico.

NOx de Combustível é de pouca importância


com gasolina e diesel # 2 pois o conteúdo de
nitrogênio é muito pequeno. NOx também não
é considerado no que se refere às reações de
NOx sob condições atmosféricas e estes níveis
geralmente são muito baixos.

O NOx térmico é N2 + XO2 + calor = 2NOx.


Esta reação endotérmica requer calor (energia de ativação), pois a molécula de nitrogênio é estável e
leva 946 kJ / mol para quebrar a forte ligação tripla do nitrogênio.

Átomos de oxigênio livres, produzidos em chamas pela dissociação do O2 ou por ataque radical ao O2,
atacam as moléculas de nitrogênio e iniciam um mecanismo de cadeia simples que foi inicialmente
postulado por Zeldovich em (1947), isto é,
1) N2 + 0 > NO + N
2) N + O2 > NO + 0

A concentração de O2 é baixa na combustão rica em combustível, então a reação 2


é menos importante do que na combustão pobre em combustível. A reação com o
radical hidroxila eventualmente se torna o maior problema para o N (nitrogênio):
3) N + OH> NO + H

Devido à alta energia de ativação, a produção de NO por este mecanismo ocorre a uma taxa mais
lenta do que a oxidação dos componentes do combustível e é extremamente sensível à temperatura.
A produção de oxigênio atômico necessária para a primeira reação também é altamente sensível à
temperatura. Como a taxa de reação é rápida somente nas temperaturas mais altas, a maior parte da
reação ocorre após as reações de combustão estarem completas e antes que o calor significativo seja
transferido para longe da chama.

Intuitivamente, quanto mais oxigenado for o combustível, mais eficiente será a combustão, portanto
maior será o calor liberado. Isso deve levar a uma maior formação de NOx. No entanto, os combustíveis
tratados com Fuel Matrix mostram uma diminuição dramática na formação de NOx apesar de
estarem bem oxigenados (um estudo realizado pelo Centro de Pesquisa e Tecnologia Ambiental da
Universidade da Califórnia relatou uma redução média de 59% na formação de NOx com reduções
temporárias de até 82% ). Este benefício de emissões anti-intuitivo realmente exibe como a Fuel Matriz
trabalha para melhorar a combustão.

14 Fuel Matriz Apresentação Institucional


“Estudo realizado pelo Centro de Pesquisa e
Tecnologia Ambiental da Universidade da
Califórnia relatou uma redução
média de 59% na formação de NOx”
Considere que a taxa de reação de formação de NOx depende tanto da temperatura quanto da
concentração dos reagentes (N2 e O2). Para temperatura, o combustível tratado com o Fuel Matrix
dissolve mais oxigênio, portanto o processo de combustão é mais eficiente em comparação com o
combustível não tratado.Isso significa que menos combustível pode ser queimado para produzir
a mesma quantidade de trabalho e o aumento geral na temperatura de combustão é moderado.

A taxa de formação de NOx é diretamente relacionada


com a concentração efetiva do nitrogênio (N2). As forças
de dispersão do combustível tratado com Fuel Matrix
estão próximas das forças de dispersão do oxigênio e
são muito mais fortes do que as forças de dispersão de
nitrogênio. Isso significa que a maior parte do oxigênio será
homogeneizada e dissolvido no combustível, enquanto as
moléculas de nitrogênio serão forçadas a sair da solução.
Neste caso, as moléculas de hidrocarbonetos tratadas
com FM basicamente separam o oxigênio do nitrogênio
competindo pela ligação da dispersão com as moléculas de
oxigênio paramagnético. As moléculas de hidrocarbonetos,
neste caso, basicamente separam o oxigênio do nitrogênio.
Como descrito acima, isso acontece imediatamente antes
das condições adequadas para a formação de NOx e resulta
em menos oxigênio disponível para a formação. Um resultado geral desse processo é um número
significativamente menor de moléculas de nitrogênio colidindo com moléculas de oxigênio,
e ainda menos energia suficiente para superar a barreira de ativação da formação de NOx.

O oxigênio está sendo convertido durante a combustão para CO2 e H2O de forma mais agressiva,
com menos O2 disponível para a formação de NOx. Isso resulta em mais energia utilizável
e menos perda de energia parasítica do NOx. O aumento modesto no calor da combustão
não pode compensar a perda significativa no número de colisões de oxigênio / nitrogênio. É
por isso que o efeito geral da Fuel Matrix na formação de NOx é sua diminuição significativa.

EM RESUMO:
O novo método de ação do aditivo Fuel Matrix - utiliza o carregamento
eletromagnético de moléculas de hidrocarbonetos via mistura de um
agente de transporte - resultando em uma das primeiras inovações
verdadeiras em tecnologia de combustível nos últimos 100 anos. Esta
inovação traz economia de custos (eficiência de combustível) e impacto
ambiental (redução de emissões nocivas) para todos os usuários!

Fuel Matrix Apresentação Institucional 15


Estudo Ambiental e
Teste de Performace Fuel Matrix

16 Fuel Matrix Apresentação Institucional


United States Environmental Protection Agencycy
Fuel matrix passou por todos os testes junto a agencia de proteção ambiental americana EPA para
homologação e utilizou como base cientifica para comprovação da eficiência e eficacia na redução
de emissões e aumento de performance de patente exclusiva universidade da califórnia riverside
que comprovou primeiramente que o aditivo quando misturado com combustíveis fosseis diesel,
gasolina e querosene de aviação não altera sua composição química estando dentro da regulamentação
mundial exigida para tais combustíveis, ou seja a quantidade de produto adicionado para ativar as
moléculas de hidrocarbonetos não modificam em nada a especificação do combustível vendidos ao
consumidor final estando dento das normas e procedimentos de garantia dos fabricantes de motores.

A seguir estaremos replicando o laudo emitido pela universidade da Califórnia utilizado como base
para homologação do Aditivo Fuel Matrix nos estado unidos e Europa.

Relatório Final
Testes concluídos para analise de emissões e Performance
do Aditivo para Combustíveis Fuel Matrix

Universidade da Califórnia
Centro de Pesquisa e Tecnologia Ambiental

Submitted by:
Dr. Georgios Karavalakis (Primary Investigator)
Jiacheng Yang University of California CE-CERT
Riverside, CA 92521
951-781-5799 / 951-781-5790 (fax)
Índice do Relatório

Sumário Executivo
1) Introdução
2) Procedimentos Experimentais
2.1) Veículo de Teste e Combustíveis de Teste
2.2) Ciclos de Teste e Matriz de Testes
2.3) Teste de Emissões e Medições
3) Resultados do Teste do Dinamômetro do Chassi para Veículos Pesados
3.1) Resultados de Emissões de NOx
3.2) Resultados de Emissões de CO2
3.3) Resultados de Emissões de CO
3.4) Resultados de Emissões de PM
3.5) Resultados de Emissões THC
4) Relatório Geral
5) Apêndice
6) Apêndice A: Ordem Executiva para o Mecanismo de Testes
7) Apêndice B. Resultados Abrangentes de Emissões
8) Apêndice C. Matriz de Testes
9)Apêndice D. Relatório de Análise de Propriedades do Combustível

Fuel Matrix Apresentação Institucional 17


Relatório Final
Testes concluídos para analise de emissões e Performance
do Aditivo para Combustíveis Fuel Matrix

Universidade da Califórnia
Centro de Pesquisa e Tecnologia Ambiental

Sumário executivo

O teste foi conduzido em um veículo pesado com óleo diesel de baixo teor de enxofre “ULSD” e
duas misturas tratadas com aditivo para combustíveis Fuel Matrix como parte de uma avaliação
de emissões gasosas e de partículas. O veículo de teste foi equipado com um motor Cummins
ISX modelo de fabricação ano 2009 e um filtro de partículas diesel (DPF). As medições de
emissões e economia de combustível foram feitas ao longo do ciclo de alta velocidade da Cruise
Heavy-Duty Diesel Truck (HHDDT) usando um dinamômetro de chassi para serviço pesado.
O teste consistiu em comparações entre a utilização de óleo diesel de baixo teor de enxofre
fornecido pela distribuidora como linha de base e os combustíveis aditivados com Fuel
Matrix. A ênfase foi dada às emissões de dióxido de carbono (CO2), monóxido de carbono
(CO), hidrocarbonetos totais (THC), óxidos de nitrogênio (NOx) e material particulado (PM).

Os resultados deste estudo estão resumidos abaixo.

• O uso do aditivo da Fuel Matrix resultou em reduções significativas de NOx estatisticamente


significativas em comparação com o óleo diesel de baixo teor de enxofre na linha de base durante
o ciclo de alta velocidade Cruise HHDDT. As reduções nas emissões de NOx foram da ordem de
55,26% e 57,54%, respectivamente, quando adicionado o aditivo Fuel Matrix1 (0,9 mL de Fuel Matrix
por galão de Diesel) e Fuel Matrix 2 (0,80 mL de Fuel Matrix por galão de Diesel) em uma base de
gramas/milha. As reduções nas emissões de NOx em termos de g/bhp-hr foram da ordem de 58,12% e
59,61%, respectivamente, para o Fuel Matrix 1e o Fuel Matrix 2 em comparação com o Diesel de baixo
teor de enxofre.

• No geral, as emissões de CO2 mostraram reduções com os combustíveis adicionado o aditivo Fuel
Matrix em comparação com o Diesel da linha de base, com algumas reduções sendo muito significativas.

• As emissões de CO mostraram diminuições com o uso do aditivo Fuel Matrix em comparação com o
Diesel da linha de base.

• Emissões de Massa de Partículas PM para o Diesel de linha de base e os combustíveis com o aditivo
Fuel Matrix mostraram-se em níveis muito baixos devido à presença do Filtro de partículas para diesel
sem diferenças estatisticamente significativas entre os combustíveis de teste e o diesel de base.

18 Fuel Matriz Apresentação Institucional


1. Introdução

O teste foi conduzido para avaliar o desempenho das emissões do aditivo Fuel Matrix.
O aditivo Fuel Matrix foi adicionado “tratando” um combustível automotivo típico a diesel de baixo teor
de enxofre e posteriormente testado em um caminhão com um motor Cummins ISX 2009 equipado
com um filtro de partículas diesel (DPF). O teste consistiu em comparações entre a operação de linha de
base com o Diesel e a operação com o mesmo combustível tratado com Fuel Matrix. O processo incluiu
comparações de emissões de dióxido de carbono (CO2), monóxido de carbono (CO), hidrocarbonetos
totais (THC), óxidos de nitrogênio (NOx) e massa de matéria específica (PM) entre a linha de base do
veículo e o aditivo combustível Fuel Matrix para o mesmo veículo e nas mesmas condições de teste .
O caminhão foi testado em testes de partida a quente usando o ciclo de teste de
cruzeiro Hi-Speed de Caminhão Diesel Pesado (HHDDT), simples, duplicado e triplicado.

2. Procedimentos experimentais
 
2.1 Testar veículos e testar combustíveis
 
Um caminhão pesado de 2010 com um motor Cummins 2009 foi utilizado para este programa.
Este caminhão foi alimentado com um óleo diesel de baixo teor de enxofre e o mesmo diesel que
foram tratados com o aditivo Fuel Matrix em duas concentrações diferentes. Uma descrição do
veículo de teste é fornecida na Tabela 2-1 abaixo. Os sistemas de controle de emissão incluíram
injeção direta de diesel (DDI), recirculação de gás de escape (EGR), unidade de controle do
motor (ECM), catalisador oxidante (PTOX) e um turbocompressor com um refrigerador de ar
de carga. A Ordem Executiva de certificação para o motor testado é fornecida no Apêndice A.

Tabela 2-1. Especificações do motor e veículo


Familia do
Fabricante Modelo Ano do Tipo do Motor CV Deslocamento Pico de
Motor

Motor 1450/1650 FT-


435 HP @
Cummins ISX 435ST 2009 9CEXH0912XAK Compres s ion-ignition 14.9 L LB @ 1200
1800 RPM
RPM

Fabricante Ano Chassis Peso Milhas Placa


Veículo
International 2010 3HSCUAPR0BN357675 20,000 lbs 467,027 miles WP64133

Os coeficientes de carga da estrada foram calculados com base na área frontal do veículo e um fator
responsável pela sua forma geral. A carga na estrada e os coeficientes de desaceleração associados foram
verificados com o declínio da costa do dinamômetro do chassi antes do teste. O veículo foi testado com um
peso de teste de 65.000 libras, o que representa o peso carregado médio de um caminhão Classe 8 nos EUA.

A linha de base do Diesel era um combustível diesel automotivo típico da Califórnia e adquirido
de uma estação de combustível local. O Diesel Base foi tratado com o aditivo Fuel Matrix a 45 mL
de concentração por 50 galões de óleo diesel (Fuel Matrix 1). Um combustível de teste adicional
foi criado (Fuel Matrix 2), que continha 32 mL de aditivo Fuel Matrix por 40 galões de diesel.

Fuel Matrix Apresentação Institucional 19


Relatório Final
Testes concluídos para analise de emissões e Performance
do Aditivo para Combustíveis Fuel Matrix

Universidade da Califórnia
Centro de Pesquisa e Tecnologia Ambiental

2.2 Ciclos de Teste e Matriz de Testes

Cada combustível foi testado usando o ciclo de condução Cruise Heavy-Duty Diesel Truck (HHDDT)
Cruise Hi-Speed. Testes simples, duplicados e triplicado foram realizados durante o ciclo HHDDT Cruise
Hi-Speed para todos os combustíveis de teste. O perfil de velocidade-tempo do ciclo de teste é mostrado
Figura 2-1.
A seguir, os parâmetros básicos de um
único ciclo HHDDT Cruise Hi-Speed:
Velocidade em Milhas por hora

• Duração: 760 segundos / 12,67 m


• Distância: 10,55 milhas

Em cada ciclo o motor foi aquecido


por 2 minutos de operação a
45 mph, então os testes foram
conduzidos como testes de
“corrida quente”. Houve
aproximadamente um período de
20 minutos entre os testes para a
conclusão das medições de emissões,
calibrações dos instrumentos
e para a troca do filtro PM. Figura 2-1 - Tempo do Ciclo

No primeiro dia de testes, o Diesel de linha de base foi conduzido em dois ciclos simples de teste
HHDDT Cruise Hi-Speed ​​e triplicado HHDDT Cruise Hi-Speed. Após uma mudança de combustível
para o combustível Diesel com o Aditivo Fuel Matrix 1, o teste foi realizado em dois dos ciclos de
teste HHDDT Cruise Hi-Speed ​​ e dois cinclos de testes triplicados HHDDT Cruise Hi-Speed.

No segundo dia de testes, o teste foi iniciado com dois ciclos de teste HHDDT Cruise
Hi-Speed com
​​ Diesel Base com a dosagem 2 do aditivo Fuel Matrix. Após uma troca de
combustível, o veiculo foi conduzido por um ciclo de teste HHDDT Cruise Hi-Speed.

Além do pré-condicionamento antes de cada teste, o veículo também foi aquecido aproximadamente 30
minutos no início de cada dia de teste para assegurar que o veículo não estivesse no modo de partida a frio antes
de qualquer uma das sequências de teste. Os ciclos de pré-condicionamento aqueceriam tanto do veículo
quanto o dinamômetro às condições de teste, reduzindo assim as diferenças de emissões entre os testes.

Uma matriz de teste detalhada para os dois dias de testes está fornecida no Apêndice B.

20 Fuel Matriz Apresentação Institucional


2.3 Teste de Emissões e Medições

O teste de dinamômetro do chassi foi realizado na Universidade do Califórnia, Riverside (UCR) no


Centro de Pesquisa Ambiental e Tecnologia (CE-CERT), departamento de teste de dinamômetro para
chassi de grande carga e tamanho. O departamento inclui um dinamômetro de chassi CA elétrico de
48 Polegadas com dois motores de 300 cavalos de potência conectados diretamente a cada conjunto
de cilindros. O dinamômetro aplica cargas apropriadas a um veículo para simular fatores como o
atrito da pista e a resistência do vento, como seria experimentado em condições típicas de condução
em uso. Fotos da configuração do veículo no dinamômetro de chassi são fornecidas na Figura 2-2.

Figura 2-2. Configuração típica de veículos de teste no dinamômetro do chassi

As concentrações de massa de PM 2,5 foram obtidas por análise de partículas coletadas em filtros
de Teflo de poro de 2 μm com diâmetro de 47mm (marca Whatman). Os filtros foram medidos para
ganhos líquidos usando uma microbalança de ultra precisão UMX2 com correção de flutuabilidade
seguindo as diretrizes do procedimento de pesagem do Código Federal de regulamentação (CFR). A
amostragem para o PM foi feita cumulativamente durante todo o ciclo de cruzeiro de alta velocidade
HHDDT devido aos baixos níveis de massa esperados para estes poluentes.

3. Resultados do teste de dinamômetro do chassi para veículos pesados

Os resultados das emissões para cada teste são apresentados nesta seção. Isso inclui os resultados de
emissões para o caminhão testado com o Diesel Base, Diesel + Fuel Matrix 1 e Diesel + Fuel Matrix 2
para NOx, PM massa, THC, CO e CO2 em uma base de gramas/milha e gramas/bhp-hr.
Os resultados incluem os resultados dos testes individuais, as médias, a diferença percentual e a derivação
padrão para os combustíveis Diesel, Fuel Matrix 1 e Fuel Matrix 2. Para o ciclo de teste HHDDT Cruise
Hi-Speed, foram feitas comparações estatísticas entre os resultados para as diferentes configurações
usando um teste T de variância bicaudal e igual, com os valores P para o teste T fornecido nas tabelas a
seguir. Os valores são considerados estatisticamente significativos para P <0,1, o que representa um nível
de confiança de 90%. As diferenças estatisticamente significativas são sombreadas nas Tabelas 3-1 e 3-2.
Os resultados para o ciclo de teste HHDDT Cruise Hi-Speed são ​​ apresentados em gramas / milha e em
gramas / bhp-h na Tabela 3-1 e na Tabela 3-2, respectivamente.

Mais detalhes sobre os resultados do teste também estão incluídos no Apêndice C.

Fuel Matrix Apresentação Institucional 21


Tabela 3-1. Resultados do Teste para o Ciclo de Alta Velocidade do Cruzeiro HHDDT em
gramas / milha

Valores em Negrito significam que as diferenças estatisticamente significativas representam um nível de confiança de 90%

Tabela 3-2. Resultados do teste para o ciclo de alta velocidade de cruzeiro HHDDT em
gramas / bhp-hr

Valores em Negrito significam que as diferenças estatisticamente significativas representam um nível de confiança de 90%

22 Fuel Matriz Apresentação Institucional


Relatório Final
Testes concluídos para analise de emissões e Performance
do Aditivo para Combustíveis Fuel Matrix

Universidade da Califórnia
Centro de Pesquisa e Tecnologia Ambiental

3.1 Resultados das Emissões de NOx


Os resultados médios de emissões de NOx para o caminhão com Diesel Base, Fuel Matrix 1 e Fuel
Matrix 2 são apresentados na Figura 3-1 e Figura 3-2 para o ciclo de teste HHDDT Cruise Hi-Speed.
Os resultados mostraram reduções relativamente consistentes nas emissões de NOx para o aditivo da
Fuel Matrix, com reduções de 55,26% e 57,54%, respectivamente, para a Fuel Matrix 1 (0,9 mL de Fuel
Matrix por galão de Diesel Base) e Fuel Matrix 2 (0,80 mL de Fuel Matrix por galão de Diesel Base) em gramas
/ milha. As reduções nas emissões de NOx em uma base de gramas / bhp-h foram na ordem de 58,12% e
59,61%, respectivamente, para a Fuel Matrix 1 (0,9 mL de Fuel Matrix por galão de Diesel Base) e Fuel Matrix
2 (0,80 mL de Fuel Matrix por galão de Diesel Base). As reduções nas emissões de NOx para o ciclo de teste
HHDDT Cruise Hi-Speed ​​foram todas estatisticamente significativas com um nível de confiança de 90%.

A redução nas emissões de NOx para o combustível Fuel Matrix em relação ao Diesel Base foi
observada tanto para a aceleração quanto para a parte de alta velocidade no ciclo de teste HHDDT
Cruise High-Speed, conforme mostrado na Figura 3-3. Os dados em tempo real (dados representativos
obtidos durante o primeiro dia de testes) apresentados na Figura 3-3 mostram que durante os períodos
de aceleração, as emissões de NOx para a Fuel Matrix 1 diminuíram aproximadamente 50% em
comparação com as do Diesel Base. Para a parte de alta velocidade do ciclo de teste, as emissões
médias de NOx para a Fuel Matrix1 só foram responsáveis ​​por um terço das obtidas no Diesel Base.

Figura 3-3. Comparação de emissões de


NOx em tempo real

Diesel Baixo Teor de Enxofre

Fuel Matrix 1 0,9 mL/Galão

Fuel Matrix 1I 0,8 mL/Galão

Fuel Matrix Apresentação Institucional 23


Relatório Final
Testes concluídos para analise de emissões e Performance
do Aditivo para Combustíveis Fuel Matrix

Universidade da Califórnia
Centro de Pesquisa e Tecnologia Ambiental

3.2 Resultados de Emissões de CO2


Os resultados das emissões de CO2 para o caminhão com os combustíveis Diesel Base, Fuel Matrix 1
e Fuel Matrix 2 são apresentados na Figura 3-4 e na Figura 3-5, respectivamente, para o ciclo de teste
HHDDT Cruise Hi-Speed. Os resultados relatados aqui mostram algumas reduções nas emissões de
CO2 com o uso do Aditivo Fuel Matrix comparado ao Diesel Base em uma base gramas / milha, mas
não em um nível estatisticamente significativo. Em uma base de g-bhp / hr, as reduções nas emissões de
CO2 com os combustíveis aditivados em relação ao Diesel Base foram estatisticamente significativas.

Figura 3-4. Emissões médias de CO2 em uma base Figura 3-5. Emissões médias de CO2 em uma base
de gramas / milha. de gramas / bhp-hr.

3.3 Resultados de Emissões de CO


Os resultados das emissões de CO para o caminhão com os combustíveis Diesel Básico, Fuel Matrix
1 e Fuel Matrix 2 são apresentados na Figura 3-6 e na Figura 3-7 para o ciclo de teste HHDDT Cruise
Hi-Speed. Os resultados mostraram reduções relativamente consistentes nas emissões de CO para o
aditivo da Fuel Matrix em relação ao Diesel Base, com essas diminuições na ordem de 1,43% e 5,06%,
respectivamente, para Fuel Matrix 1 e Fuel Matrix 2 em uma base de gramas / milha, e na ordem de
7,86% e 9,75% para a Fuel Matrix 1 e a Fuel Matrix 2 em uma base de g / bhp-h em comparação
com a Diesel Base. As reduções nas emissões de CO foram estatisticamente significativas para
o ciclo de teste HHDDT Cruise Hi-Speed, exceto para a Fuel Matrix 1 em uma base de g / milha.

24 Fuel Matriz Apresentação Institucional


Figura 3-6. Emissões médias de CO em uma base Figura 3-7 Emissões médias de CO2em uma base
de gramas / milha. de gramas / bhp-hr.

3.4 Resultados de Emissões de PM


As emissões de PM, expressas em g / milha e g / bhp-h, são mostradas na Figura 3-8 e na Figura 3-9,
respectivamente. Em geral, verificou-se que as emissões mássicas de PM para os combustíveis de
linha de base e Fuel Matrix estavam em níveis muito baixos devido à presença do DPF (filtro de
partículas). Os resultados relatados aqui não mostraram diferenças estatisticamente significativas nas
emissões mássicas de PM entre os combustíveis de teste durante o ciclo HHDDT Cruise Hi-Speed.

Figura 3-8. Emissões médias de PM em uma base Figura 3-9. Emissões médias de PM em uma base
de gramas / milha. de gramas / bhp-hr.
3.5 Resultados de emissões hidrocarbonetos totais
O teste foi conduzido para um veículo pesado com Diesel Base e duas misturas trata-
das com aditivo de Fuel Matrix como parte de uma avaliação de emissões gasosas e de par-
tículas. As medições de emissões foram feitas ao longo do ciclo de alta velocidade da Crui-
se Heavy-Duty Diesel Truck (HHDDT) usando um dinamômetro de chassi para serviço pesado.

Fuel Matrix Apresentação Institucional 25


Relatório Final
Testes concluídos para analise de emissões e Performance
do Aditivo para Combustíveis Fuel Matrix

Universidade da Califórnia
Centro de Pesquisa e Tecnologia Ambiental

4 Conclusão

O teste foi conduzido em um veículo pesado com Diesel Base e duas misturas tratadas com aditivo Fuel
Matrix, como parte de uma avaliação de emissões gasosas e de partículas. As medições de emissões
foram feitas ao longo do ciclo de alta velocidade da Cruise Heavy-Duty Diesel Truck (HHDDT) usando
um dinamômetro de chassi para serviço pesado.

Os resultados deste estudo estão resumidos abaixo.

• O uso do aditivo da Fuel Matrix resultou em reduções significativas de NOx estatisticamente


significativas em comparação com o óleo diesel de baixo teor de enxofre na linha de base durante o ciclo
de alta velocidade Cruise HHDDT. As reduções nas emissões de NOx foram da ordem de 55,26% e
57,54%, respectivamente, quando adicionado o aditivo Fuel Matrix1 (0,9 mL de Fuel Matrix por galão de
Diesel) e Fuel Matrix 2 (0,80 mL de Fuel Matrix por galão de Diesel) em uma base
de gramas/milha. As reduções nas emissões de NOx em termos de g/bhp-hr foram da ordem de 58,12%
e
59,61%, respectivamente, para o Fuel Matrix 1e o Fuel Matrix 2 em comparação com o Diesel de baixo
teor de enxofre.

• No geral, as emissões de CO2 mostraram reduções com os combustíveis adicionado o aditivo Fuel
Matrix em comparação com o Diesel da linha de base, com algumas reduções sendo muito significativas.

• As emissões de CO mostraram diminuições com o uso do aditivo Fuel Matrix em comparação com o
Diesel da linha de base.

• Emissões de Massa de Partículas PM para o Diesel de linha de base e os combustíveis com o aditivo
Fuel Matrix mostraram-se em níveis muito baixos devido à presença do Filtro de partículas para diesel
sem diferenças estatisticamente significativas entre os combustíveis de teste e o diesel de base.

26 Fuel Matriz Apresentação Institucional


Apêndice A: Ordem Executiva para Teste

Fuel Matrix Apresentação Institucional 27


Relatório Final
Testes concluídos para analise de emissões e Performance
do Aditivo para Combustíveis Fuel Matrix

Universidade da Califórnia
Centro de Pesquisa e Tecnologia Ambiental

Apêndice B. Resultados Abrangentes das Emissões


Tabela B1. Resultados abrangentes de emissões na base gramas / milhas

Tabela B2. Resultados abrangentes de emissões na base gramas / bhp-hr

28 Fuel Matriz Apresentação Institucional


Apêndice C. Matriz de Testes
Tabela C1 Matriz do primeiro dia de teste (11/12/2015)

Tabela C1 Matriz do primeiro dia de teste (11/13/2015)

Fuel Matrix Apresentação Institucional 29


Patente Exclusiva

30 Fuel Matriz Apresentação Institucional


O Aditivo para combustíveis Fuel Matrix compreendem em duas patentes exclusivas registradas, a
primeira compreende na MODIFICAÇÃO DOS CAMPOS MAGNÉTICOS DO ETANOL,
e a segunda patente MÉTODO E PRODUÇÃO PARA UMA SOLUÇÃO HOMOGÊNEA
DE COMBUSTÍVEL E OXIGÊNIO TRATADOS DO AR PARA USO EM CÂMARA
DE COMBUSTÃO, a seguir estaremos explicando resumidamente cada uma das patentes.

UNITED STATES PATENT APPLICATION


of Thomas R. Horst for

ELECTROMAGNETICALLY MODIFIED ETHANOL

Docket No. 11671.1


Customer No. 23862

CAMPO DE INVENÇÃO
A presente invenção refere-se geralmente a aditivos líquidos que melhoram as características de outro
líquido no qual é dissolvido. Mais particularmente, o presente invento refere-se a aditivos que influenciam
as características eletromagnéticas de moléculas em um combustível à base de hidrocarboneto líquido.
A presente invenção é particularmente,mas não exclusivamente,útil como um aditivo que influencia os dipolos
temporários de hidrocarbonetos no combustível para se tornarem dipolos permanentes, e assim melhorar
as características de combustão do combustível aumentando a ligação do combustível com o oxigênio do ar.

...

SUMARIO DA INVENÇÃO

Um aditivo de combustível de acordo com a presente invenção é uma solução líquida contendo etanol
modificado em conjunto com outros produtos químicos. Para a presente invenção, o primeiro passo
na criação deste etanol modificado requer a dissolução de um soluto mineral contendo iões metálicos
com uma carga permanente num solvente etanol-água que possui dipolos permanentes de moderada
intensidade. A solução de íon metálico resultante é então irradiada com uma onda eletromagnética.

Durante a radiação eletromagnética da solução de íon metálico, adutos são criados. Estruturalmente, cada
um dos adutos criados é um complexo que inclui uma associação de moléculas não ligadas. Neste caso,
partículas carregadas do íon metálico estão contidas em uma casca de etanol e água. A consequência
aqui é que os aductos (isto é, etanol modificado) têm um dipolo permanente com uma polaridade
relativamente forte. É importante ressaltar que o dipolo permanente dos adutos é mais forte do que os
dipolos permanentes que estavam presentes na solução de íon metálico antes da radiação.

Como pretendido para a presente invenção, quando o etanol modificado descrito acima é dissolvido
num combustível e utilizado como um aditivo de combustível, os dipolos permanentes mais fortes dos
aductos no aditivo irão influenciar e alterar tanto as forças de dispersão como as forças intermoleculares
(FMI). de hidrocarbonetos no combustível tratado. Como resultado, quando o combustível tratado é
atomizado em uma câmara de combustão, o combustível tratado é capaz de dissolver altas concentrações
de oxigênio do ar e, assim, fornecer uma combustão de combustível mais eficiente.

Fuel Matrix Apresentação Institucional 31


UNITED STATES PATENT APPLICATION
of Thomas R. Horst for

SOLUÇÃO HOMOGÊNEA DE UM COMBUSTÍVEL


TRATADO E DE OXIGÊNIO DO AR PARA USO
EM UMA CÂMARA DE COMBUSTÃO

Docket No. 11671.2


Customer No. 23862

CAMPO DE INVENÇÃO
A presente invenção refere-se geralmente a soluções de combustível / oxigênio que são criadas para uso
em uma câmara de combustão. Mais particularmente, o presente invento refere-se a tratamentos para
combustíveis à base de hidrocarbonetos que aumentam e prolongam a homogeneidade de oxigênio no
combustível, quando o combustível foi tratado e o oxigênio é dissolvido em solução com o combustível
tratado para combustão de combustível. A presente invenção é particularmente, mas não exclusivamente,
útil com um combustível à base de hidrocarbonetos, em que as Forças Intermoleculares (IMFs) de moléculas
de hidrocarbonetos no combustível foram aumentadas por um aditivo contendo etanol modificado
electromagneticamente,o que causa com que combustível tratado passe a agir mais eficientemente como um
solvente para dissolver solutos de oxigênio do ar para uma combustão mais efetiva do combustível tratado.
SUPORTES DA INVENÇÃO
Para gerar energia, os combustíveis à base de hidrocarbonetos dependem da oxidação do combustível
que ocorre durante a combustão do combustível. Para fazer isso, uma câmara de combustão típica cria
uma mistura ar-combustível que constitui uma carga explosiva.A mistura ar-combustível é então inflamada
de maneira controlada para oxidar os hidrocarbonetos do combustível e, assim, gerar energia. Como
mistura, no entanto, as partes de combustível e ar de uma mistura ar-combustível não são combinados
quimicamente em proporções fixas entre si (ênfase adicionada).
Dito de forma diferente, uma mistura não precisa necessariamente ser homogênea e, tipicamente, não
será homogênea.
Ao contrário de uma mistura, que normalmente não é homogênea, uma solução química será
necessariamente homogênea. Em particular, uma solução líquida resulta quando uma substância, um soluto,
é dissolvido em outra substância, um solvente. Por definição, quando dissolvidas, as duas substâncias
(solvente-soluto) formam uma estrutura molecular homogênea. Assim, ao contrário de quando eles são
combinadas, ao misturar, as substâncias dentro de uma solução são homogêneas e terão proporções fixas
em relação umas as outras. A capacidade de um solvente para dissolver um soluto, no entanto, depende
das Forças Intermoleculares (IMFs) que existem entre o soluto e o solvente.
Um aspecto importante para a presente invenção é o facto de as Forças Intermoleculares “IMFs” de
hidrocarbonetos num combustível poderem ser aumentados quando tratados com um aditivo, tal como
o aditivo de combustível divulgado no Pedido de Patente US 15 / 230,894 para uma invenção intitulada
“Etanol Electromagneticamente Modificado”.“que é atribuído ao mesmo cessionário da presente invenção,
e que foi apresentado concorrentemente com o presente pedido e que é aqui incorporado por referência
de combustível / oxigênio numa câmara de combustão que seja fácil de utilizar, seja comercialmente viável
e seja relativamente rentável.
De um modo importante, como previsto para a presente invenção, as Forças Intermoleculares de
hidrocarbonetos num combustível tratado podem ser aumentados para se tornarem efetivamente iguais
aos Forças Intermoleculares de moléculas de oxigênio paramagnético. Além disso, as forças de dispersão
de hidrocarbonetos no combustível tratado também podem ser efetivamente equalizadas com as forças
de dispersão das moléculas de oxigênio. A consequência aqui é que uma solução de combustível / oxigênio
será homogeneizada e melhor oxigenada do que um volume comparável de uma mistura combustível-ar
comumente criada.

32 Fuel Matriz Apresentação Institucional


Luz do exposto acima, um objetivo do presente invento aumentar a homogeneidade de oxigio numa soluo
combustel / oxigio, para uma oxigenação melhorada de um combustel tratado durante a combustão do
combustível tratado. Outro objetivo da presente invenção é fornecer um combustível tratado que seja
um solvente mais ativo para o oxigênio do ar do que seria de outro modo possível com um combustível
não tratado. Ainda outro objetivo da presente invenção é melhorar a eficiência de combustão de um
combustível à base de hidrocarbonetos tratando o combustível e atomizando o combustível tratado em
solução com oxigênio do ar, para conseguir uma melhor oxigenação no combustível tratado e assim gerar
mais energia por volume de combustível durante a combustão da solução de combustível / oxigênio.Ainda
outro objectivo da presente invenção é fornecer um meio e uma metodologia para empregar uma solução
de combustível / oxigênio numa câmara de combustão que seja fácil de utilizar, seja comercialmente viável
e seja relativamente rentável.

...

...

Fuel Matrix Apresentação Institucional 33


Laudos e Certificados

34 Fuel Matriz Apresentação Institucional


Registro de Conformidade Ambiental da Agencia
de Proteção Ambiental (EPA) Americana

Fuel Matrix Apresentação Institucional 35


Laudo de Diesel Base

36 Fuel Matriz Apresentação Institucional


Laudo Diesel Base + Aditivo Fuel Matrix “1:10.000”

Fuel Matrix Apresentação Institucional 37


Laudo de Diesel Base

38 Fuel Matriz Apresentação Institucional


Laudo Diesel Base + Aditivo Fuel Matrix “1:10.000”

Fuel Matrix Apresentação Institucional 39


Laudo de Jet Fuel A1 Base

40 Fuel Matriz Apresentação Institucional


Laudo de Jet Fuel A1 Base + Fuel Matrix “1:10.000”

Fuel Matrix Apresentação Institucional 41


Laudo de Jet Fuel A1 Base

42 Fuel Matriz Apresentação Institucional


Laudo de Jet Fuel A1 Base + Fuel Matrix “1:10.000”

Fuel Matrix Apresentação Institucional 43


Seguro de Utilização do Aditivo (1.000.000,00 U$)
DATE (MM/DD/YYYY)
CERTIFICATE OF LIABILITY INSURANCE 12/04/2018
THIS CERTIFICATE IS ISSUED AS A MATTER OF INFORMATION ONLY AND CONFERS NO RIGHTS UPON THE CERTIFICATE HOLDER. THIS
CERTIFICATE DOES NOT AFFIRMATIVELY OR NEGATIVELY AMEND, EXTEND OR ALTER THE COVERAGE AFFORDED BY THE POLICIES
BELOW. THIS CERTIFICATE OF INSURANCE DOES NOT CONSTITUTE A CONTRACT BETWEEN THE ISSUING INSURER(S), AUTHORIZED
REPRESENTATIVE OR PRODUCER, AND THE CERTIFICATE HOLDER.
IMPORTANT: If the certificate holder is an ADDITIONAL INSURED, the policy(ies) must have ADDITIONAL INSURED provisions or be endorsed.
If SUBROGATION IS WAIVED, subject to the terms and conditions of the policy, certain policies may require an endorsement. A statement on
this certificate does not confer rights to the certificate holder in lieu of such endorsement(s).
CONTACT
PRODUCER
NAME: Erin McCullough
PHONE FAX
Armar Insurance Agency, LLC or Mickey Elfenbein dba Armar Insurance (A/C, No, Ext): (916) 384-9621 (A/C, No): (877) 652-5388
E-MAIL
2233 Watt Ave. # 295 ADDRESS: insure@armarins.com
INSURER(S) AFFORDING COVERAGE NAIC #
Sacramento CA 95825 INSURER A : EVANSTON INSURANCE COMPANY 35378
INSURED INSURER B :
The Fuel Matrix LLC INSURER C :
2215 Clearwater Lake Drive INSURER D :

INSURER E :
Henderson NV 89044 INSURER F :
COVERAGES CERTIFICATE NUMBER: REVISION NUMBER:
THIS IS TO CERTIFY THAT THE POLICIES OF INSURANCE LISTED BELOW HAVE BEEN ISSUED TO THE INSURED NAMED ABOVE FOR THE POLICY PERIOD
INDICATED. NOTWITHSTANDING ANY REQUIREMENT, TERM OR CONDITION OF ANY CONTRACT OR OTHER DOCUMENT WITH RESPECT TO WHICH THIS
CERTIFICATE MAY BE ISSUED OR MAY PERTAIN, THE INSURANCE AFFORDED BY THE POLICIES DESCRIBED HEREIN IS SUBJECT TO ALL THE TERMS,
EXCLUSIONS AND CONDITIONS OF SUCH POLICIES. LIMITS SHOWN MAY HAVE BEEN REDUCED BY PAID CLAIMS.
INSR ADDL SUBR POLICY EFF POLICY EXP
LTR TYPE OF INSURANCE INSD WVD POLICY NUMBER (MM/DD/YYYY) (MM/DD/YYYY) LIMITS
COMMERCIAL GENERAL LIABILITY EACH OCCURRENCE $ 1,000,000
DAMAGE TO RENTED
CLAIMS-MADE OCCUR PREMISES (Ea occurrence) $ 100,000
MED EXP (Any one person) $ 5,000
A SP883872 05/29/2018 05/29/2019 PERSONAL & ADV INJURY $ 1,000,000
GEN'L AGGREGATE LIMIT APPLIES PER: GENERAL AGGREGATE $ 2,000,000
PRO-
POLICY JECT LOC PRODUCTS - COMP/OP AGG $ 1,000,000
OTHER: $
AUTOMOBILE LIABILITY COMBINED SINGLE LIMIT $
(Ea accident)
ANY AUTO BODILY INJURY (Per person) $
OWNED SCHEDULED BODILY INJURY (Per accident) $
AUTOS ONLY AUTOS
HIRED NON-OWNED PROPERTY DAMAGE $
AUTOS ONLY AUTOS ONLY (Per accident)
$
UMBRELLA LIAB OCCUR EACH OCCURRENCE $
EXCESS LIAB CLAIMS-MADE AGGREGATE $

DED RETENTION $ $
WORKERS COMPENSATION PER OTH-
AND EMPLOYERS' LIABILITY STATUTE ER
Y/N
ANY PROPRIETOR/PARTNER/EXECUTIVE E.L. EACH ACCIDENT $
OFFICER/MEMBER EXCLUDED? N/A
(Mandatory in NH) E.L. DISEASE - EA EMPLOYEE $
If yes, describe under
DESCRIPTION OF OPERATIONS below E.L. DISEASE - POLICY LIMIT $

DESCRIPTION OF OPERATIONS / LOCATIONS / VEHICLES (ACORD 101, Additional Remarks Schedule, may be attached if more space is required)
Evidence of Insurance.

CERTIFICATE HOLDER CANCELLATION

SHOULD ANY OF THE ABOVE DESCRIBED POLICIES BE CANCELLED BEFORE


THE EXPIRATION DATE THEREOF, NOTICE WILL BE DELIVERED IN
ACCORDANCE WITH THE POLICY PROVISIONS.
The Fuel Matrix, LLC
2215 Clearwater Lake Dr. AUTHORIZED REPRESENTATIVE

Henderson NV 89044
© 1988-2015 ACORD CORPORATION. All rights reserved.
ACORD 25 (2016/03) The ACORD name and logo are registered marks of ACORD

44 Fuel Matriz Apresentação Institucional


Registro de Fabricante de Produto Químico

Fuel Matrix Apresentação Institucional 45


Viabilidade Econômica

46 Fuel Matriz Apresentação Institucional


Comparativo Combustível Base e Fuel Matrix

Ônibus Urbano
Padron 15m
Item Diesel Comum Diesel+ Fuel Matrix
Km por Mês* 6.000 6.000
Preço Óleo Diesel (Litro)** 3,11 3,29
Consumo L/Km*** 0,7475 L 0,6428 L
Total de L/mês 4485 L 3856.8 L
Custo Mensal Diesel 13.948,35 R$ 12.688.87R$
Emissão de Equiv. de Co2 / mês 14.800 Kg 9.028 Kg
% de Equivalência de Redução CO2
0% 39%
(Nox,Co2,outros gases)****
% de Economia Financeira 0% 9.09%
* Dados SPtrans Transporte Publico SP | ** Base tarifa SPTrans 2019| *** Baseado no Relatório da
Universidade da Califórnia | **** Equivalência de CO2 pelas normas Europeias de emissões 2018

Comparativo Combustível Base e Fuel Matrix

Caminhão
Carreta 30T
Item Diesel Comum Diesel+ Fuel Matrix
Km Por Mês* 10.000 10.000
Preço Óleo Diesel (Litro)** 3,44 3,63
Consumo L/Km*** 0,524 L 0,445 L
Total de L/mês 5.240 L 4.454 L
Custo Mensal Diesel 18.046,56 R$ 16.168,02 R$
Emissão de Equiv. de Co2 / mês 17.292 Kg 10.202 Kg
% de Equivalência de Redução CO2
0% 41%
(Nox,Co2,outros gases)****
% de Economia Financeira 0% 10.40%
* Dados ANTT | ** Base Media nacional fev/2019 ANP| *** Baseado Carreta
30T | **** Equivalência de CO2 pelas normas Europeias de emissões 2018

Fuel Matrix Apresentação Institucional 47


Comparativo Combustível Base e Fuel Matrix

Taxi Urbano
4 Portas Sedan
Item Gasolina Comum Gasolina + FM
Km Por Mês* 5.400 5.400
Preço Gasolina Comum (Litro)** 4,197 4,352
Consumo L/Km*** 0,0953 L 0,0828 L
Total de L/mês 514,62 L 447,12 L
Custo Mensal Diesel 2.159,86 R$ 1.945,86 R$
Economia em Litros / mês 0 67.5 L

Economia em Reais / mês 0 214,00 R$

% de Economia Financeira 0% 9.01%


* Dados UBER | ** Base Media nacional fev/2019 ANP| *** Baseado carros com 10,5 Km/l médios

Comparativo Combustível Base e Fuel Matrix

Transporte Leve
Sprinter 415 cdi
Item Diesel Comum Diesel+ Fuel Matrix
Km Por Mês* 8.300 8.300
Preço Óleo Diesel (Litro)** 3,44 3,63
Consumo L/Km*** 0,131 L 0,113 L
Total de L/mês 1.087,3 L 937,9 L
Custo Mensal Diesel 3.740,31 R$ 3.404,57 R$
Emissão de Equiv. de Co2 / mês 2.041,80 Kg 1.184,24 Kg
% de Equivalência de Redução CO2
0% 42%
(Nox,Co2,outros gases)****
% de Economia Financeira 0% 8,97%
* Dados ANTT | ** Base Media nacional fev/2019 ANP| *** Baseado Sprinter 415
Mercedes-Benz | **** Equivalência de CO2 pelas normas Europeias de emissões 2018

48 Fuel Matriz Apresentação Institucional


Comparativo Combustível Base e Fuel Matrix

Trator Rural
Valtra 210 HP
Item Diesel Comum Diesel + FM
Uso de Horas Por Mês* 380 380
Preço Diesel Comum (Litro)** 3,44 3,63
Consumo L/Hora*** 21 L 18,69 L
Total de L/mês 7.980 L 7.102,20 L
Custo Mensal Diesel 27.451,20 R$ 25.780,98 R$
Economia em Litros / mês 0 877,80 L

Economia em Reais / mês 0 1.670,22 R$

% de Economia Financeira 0% 6.47 %


* Dados ANTT | ** Base Media nacional fev/2019 ANP| *** Baseado Carregado
**** Equivalência de CO2 pelas normas Europeias de emissões 2018

Comparativo Combustível Base e Fuel Matrix

67’ Yacht
MAN V8-1200
Item Diesel Comum Diesel+ Fuel Matrix
Horas Navegadas por Mês* 80 80
Preço Óleo Diesel (Litro)** 3,44 3,63
Consumo L/Hora*** 454 L 395 L
Total de L/mês 36.320 L 31.600 L
Custo Mensal Diesel 124,940 R$ 114,708 R$
Economia em Litros / mês 0 4.720 L

Economia em Reais / mês 0 10.232,00 R$

% de Economia Financeira 0% 9,18%


* Dados ANTT | ** Base Media nacional fev/2019 ANP| *** Baseado Azimut
67’ | **** Equivalência de CO2 pelas normas Europeias de emissões 2018

Fuel Matrix Apresentação Institucional 49


Comparativo Combustível Base e Fuel Matrix

Aeronave
KingAir B200
Item QAV (A01) QAV + FM
Horas Por Mês* 240 240
Preço Querosene de Aviação (Litro)** 3,33 3,52
Consumo L/H*** 400 L 328 L
Total de L/mês 96.000 L 78.720 L
Custo Mensal QAV 319.680 R$ 277.094 R$
Economia em Litros / mês 0 17,280 L

Economia em Reais / mês 0 42.586,00 R$

% de Economia Financeira 0% 13.32%


* Dados ANTT | ** Base Media nacional fev/2019 ANP| *** Baseado Catálogo
**** Equivalência de CO2 pelas normas Europeias de emissões 2018

Comparativo Combustível Base e Fuel Matrix

Voo Comercial
B 737-800
Item QAV Comum QAV + Fuel Matrix
Voos SP - Rio Por Mês 750 750
Preço Querosene de Aviação (Litro)** 3,33 3,52
Consumo L/Voo SP-Rio*** 1.550 L 1.271 L
Total de L/mês 1.162.500 L 953.250 L
Custo Mensal QAV 3.871.125 R$ 3.355.440 R$
Emissão de Equiv. de Co2 / mês 2.041,80 Kg 1.184,24 Kg

Economia em Reais / mês 0 515.685 R$

% de Economia Financeira 0% 13,32%


* Dados ANTT | ** Base Media nacional fev/2019 ANP| *** Baseado Catálogo
Boeing | **** Equivalência de CO2 pelas normas Europeias de emissões 2018

50 Fuel Matriz Apresentação Institucional


Comparativo Combustível Base e Fuel Matrix

Grupo Gerador
Diesel 1000 KVA
Item Diesel Diesel + FM
Horas Por Mês* 360 360
Preço Diesel (Litro)** 3,25 3,44
Consumo L/H*** 208 L 176.8 L
Total de L/mês 74.880 L 63.648 L
Custo Mensal Diesel 243.360 R$ 218.949,12 R$
Economia em Litros / mês 0 11.232 L

Economia em Reais / mês 0 24.410,88 R$

% de Economia Financeira 0% 10.03%


* Dados ANTT | ** Base Media nacional fev/2019 ANP| *** Catálogo Cummings
**** Equivalência de CO2 pelas normas Europeias de emissões 2018

Comparativo Combustível Base e Fuel Matrix


Locomotiva
Diesel-Elétrica
SD-40 3000 HP
Item Diesel Comum Diesel + Fuel Matrix
Horas Por Mês 540 540
Preço Diesel (Litro)** 3,11 3,29
Consumo L / Hora*** 619,60 L 529,77 L
Total de L/mês 334.584 L 286.075,8 L
Custo Mensal Diesel 1.040.556,24 R$ 941.189,38 R$
Emissão de Equiv. de Co2 / mês 1.104.127,2 Kg 541.022,32 Kg

Economia em Reais / mês 0 99.366,86 R$

% de Economia Financeira 0% 9,45%


* Dados ANTT | ** Base Media nacional fev/2019 ANP| *** Baseado Catálogo
Fabricante | **** Equivalência de CO2 pelas normas Europeias de emissões 2018

Fuel Matrix Apresentação Institucional 51


O Mercado Brasileiro
para Fuel Matrix

52 Fuel Matrix Apresentação Institucional


Mercado de Combustíveis no Brasil
Quantidade de Combustivel em Bilhões de Litros (ANP)
6.76 bi Litros
Querosene “QAV”
5.55 bi Litros
54.27 bi Litros
Diesel
46.68 bi Litros
44.15 bi Litros
Gasolina
38.86 bi Litros
0 14 bi/l 29 bi/l 43 bi/l 57 bi/l
Consumo Combustível Base + Fuel Matrix
Combustível Base

Emissões de Equiv. de CO2


Emissões de Equiv. de Co2 dos
Combustivel em Toneladas / Ano
7.844.607 Tonelas Equiv. CO2
Querosene “QAV”
17.521.350.607 Tonelas Equiv. CO2

62.692.245 Tonelas Equiv. CO2


Diesel
179.120.700 Tonelas Equiv. CO2

61.810.000 Tonelas Equiv. CO2


Gasolina
123.620.000 Tonelas Equiv. CO2

0 50000000 100000000 150000000 200000000


CO2 Gerado Utilizando Fuel Matrix em Toneladas
CO2 Gerado Utilizando Combustível Padrão

Percentual de Redução de CO2 Equiv.


Utilizando Fuel Matrix
Querosene “QAV” 55%
Diesel 65%
Gasolina 50%
0% 10% 20% 30% 40% 50% 65%

Dados da Frota Brasileira


Motos 13.198.091
Onibus 382.260
Camilhões 1.887.883
Furgões e Picapes 5.093.741
Automóveis 36.007.536

0 9 mil 18 mil 27 Mil 36 Mil


Fuel Matrix Apresentação Institucional 53
CONTATOS
Para Maiores Informação entre em contato:

Matriz:
The Fuel Matrix, LLC. 2215
Clearwater Lake Drive Henderson, NV 89044
Tel: +1-785.328.4200. Ext 175
www.thefuelmatrix.com

Escritório Mercosul:
Fuel Matrix Mercosul Com. Imp. e Exp. LTDA
End: Rua Araras 195, Barueri - SP - Brasil
Tel: =55-11-4195-4545
Tel: +55-11-95354-3000
www.fuelmatrix.com.br
E-mail: comercial@fuelmatrix.com.br

Responsável Técnico:
Eric Heinicke - eric.heinicke@fuelmatrix.com.br

54 Fuel Matriz Apresentação Institucional


Tecnologia em Combustíveis

AVISO LEGAL DE CONTEÚDO

O conteúdo este material é apenas para fins informativos. Entre em contato com os representantes de
vendas Fuel Matrix para verificação de preços, condições especiais e datas de lançamento dos produtos em
sua região.

Os nomes Fuel Matrix, Fuel Matrix Mercosul e o logotipo Fuel Matrix são marcas registradas utilizadas sob
licença de The Fuel Matrix, LLC. 2215 Clearwater Lake Drive Henderson, NV 89044, de acordo com os seus
direitos autorais.Todos os direitos reservados.Todas as outras marcas mencionadas são de propriedade das
respectivas de suas empresas.

Os valores de economia de combustível bem como redução das emissões de gases propostos neste
material são valores teóricos baseados em estudos científicos elaborados pela Universidade universidade
da Califórnia - centro de pesquisa e tecnologia ambiental, os valores teóricos podem varias de acordo com
o modelo, ano, e condições de uso de cada cliente e testes em loco devem ser elaborados para um valor
exato em cada cliente.

Fuel Matrix Apresentação Institucional 55


Fuel Matrix Mercosul Com. Imp. e Exp. LTDA
End: Rua Araras 195, Barueri - SP - Brasil
www.fuelmatrix.com.br | info@fuelmatrix.com.br

Você também pode gostar