Você está na página 1de 5

www.qconcursos.

com

1 Q1120533 Direito Penal > Concurso de Pessoas , Autoria e coautoria , Participação


Ano: 2020 Banca: CESPE / CEBRASPE Órgão: TJ-PA Prova: CESPE - 2020 - TJ-PA - Auxiliar Judiciário

Em regra, consideram-se autores de um delito aqueles que praticam diretamente os atos de execução, e partícipes aqueles
que atuam induzindo, instigando ou auxiliando a ação dos autores principais. No entanto, é possível que um agente, ainda
que não participe diretamente da execução da ação criminosa, possa ter o controle de toda a situação, determinando a
conduta de seus subordinados. Nessa hipótese, ainda que não seja executor do crime, o agente mandante poderá ser
responsabilizado criminalmente. Essa possibilidade de responsabilizar o mandante pelo crime decorre da teoria

A da acessoriedade limitada.

B do favorecimento.
C do domínio do fato.

D pluralística da ação.
E da causação.

2 Q999113 Direito Penal > Concurso de Pessoas , Participação


Ano: 2019 Banca: CESPE / CEBRASPE Órgão: Prefeitura de Boa Vista - RR Prova: CESPE - 2019 - Prefeitura de Boa Vista - RR -

Procurador Municipal

            Juan González, estrangeiro, enfermeiro, residente havia dois anos em Boa Vista – RR, apresentava-se como médico
no Brasil e atendia pacientes gratuitamente em um posto de saúde da rede pública municipal, embora não fosse
funcionário público. Seu verdadeiro objetivo com essa prática era retirar medicamentos do local e revendê-los para obter
lucro.

          Em razão de denúncia anônima a respeito do desvio de medicamentos, Juan, portando caixas de remédios retiradas
do local, foi abordado em seu automóvel por policiais logo após ter saído do posto e foi, então, conduzido à delegacia. Para
que seu verdadeiro nome não fosse descoberto, Juan identi cou-se à autoridade policial como Pedro Rodríguez, buscando,
assim, evitar o cumprimento de mandado de prisão expedido por ter sido condenado pelo crime de moeda falsa no Brasil.

            Questionado sobre a propriedade do veículo no qual se encontrava no momento da abordagem, Juan informou tê-lo
comprado de uma pessoa desconhecida, em Boa Vista. Durante a investigação policial, veri cou-se que o veículo havia sido
furtado por outra pessoa no Brasil e que a placa estava adulterada. Veri cou-se, ainda, que a placa identi cava um veículo
registrado no país de origem de Juan e em seu nome, embora Juan tivesse alegado ter adquirido o veículo já com a referida
placa.

Considerando essa situação hipotética, julgue o item que se segue.

Juan deverá responder por participação no crime de furto do veículo que adquiriu, apesar de o autor do crime ter sido outra
pessoa.

Certo

Errado

Direito Penal > Concurso de Pessoas , Classi cação dos crimes , Autoria e coautoria
3 Q972050
Crimes comuns, próprios e de mão própria , Participação
Ano: 2019 Banca: CESPE / CEBRASPE Órgão: TJ-PR Prova: CESPE - 2019 - TJ-PR - Juiz Substituto

A respeito de autoria e participação no âmbito penal, é correto a rmar que

a autoria colateral é aquela em que há pluralidade de agentes e liame subjetivo entre eles para a realização da
A
conduta.
o crime de falso testemunho é classi cado como crime próprio e nele são admitidas tanto a coautoria quanto a
B
autoria mediata.

C a participação, que pode ser moral ou material, é admitida até a consumação do crime.
D a teoria da acessoriedade limitada entende que basta o fato principal ser típico para que o partícipe seja punido.

4 Q941905 Direito Penal > Concurso de Pessoas , Punibilidade no concurso de pessoas


Ano: 2018 Banca: CESPE / CEBRASPE Órgão: MPU Prova: CESPE - 2018 - MPU - Analista do MPU - Direito
Cada um do item a seguir apresenta uma situação hipotética seguida de uma assertiva a ser julgada, a respeito da aplicação
e da interpretação da lei penal, do concurso de pessoas e da culpabilidade.

João e Manoel, penalmente imputáveis, decidiram matar Francisco. Sem que um soubesse da intenção do outro, João e
Manoel se posicionaram de tocaia e, concomitantemente, atiraram na direção da vítima, que veio a falecer em decorrência
de um dos disparos. Não foi possível determinar de qual arma foi de agrado o projétil que atingiu fatalmente Francisco.
Nessa situação, João e Manoel responderão pelo crime de homicídio na forma tentada.

Certo

Errado

5 Q940919 Direito Penal > Concurso de Pessoas , Autoria e coautoria


Ano: 2018 Banca: CESPE / CEBRASPE Órgão: PC-SE Prova: CESPE - 2018 - PC-SE - Delegado de Polícia

João e Pedro, maiores e capazes, livres e conscientemente, aceitaram convite de Ana, também maior e capaz, para juntos
assaltarem loja do comércio local. Em data e hora combinadas, no período noturno e após o fechamento, João e Pedro
arrombaram a porta dos fundos de uma loja de decoração, na qual entraram e caram vigiando enquanto Ana subtraía
objetos valiosos, que seriam divididos igualmente entre os três. Alertada pela vizinhança, a polícia chegou ao local durante o
assalto, prendeu os três e os encaminhou para a delegacia de polícia local.

Considerando essa situação hipotética, julgue o item subsequente.

De acordo com a teoria objetivo-subjetiva, o autor do delito é aquele que tem o domínio nal sobre o fato criminoso doloso.

Certo
Errado

6 Q940918 Direito Penal > Concurso de Pessoas , Noções gerais de Concursos de Pessoas
Ano: 2018 Banca: CESPE / CEBRASPE Órgão: PC-SE Prova: CESPE - 2018 - PC-SE - Delegado de Polícia

Considerando essa situação hipotética, julgue o item subsequente.

Para que que caracterizado o concurso de pessoas, é necessário que exista o prévio ajuste entre os agentes delitivos para
a prática do delito.

Certo
Errado

7 Q940917 Direito Penal > Concurso de Pessoas , Noções gerais de Concursos de Pessoas , Autoria e coautoria
Ano: 2018 Banca: CESPE / CEBRASPE Órgão: PC-SE Prova: CESPE - 2018 - PC-SE - Delegado de Polícia

Considerando essa situação hipotética, julgue o item subsequente.

Na situação considerada, con gurou-se a autoria imprópria decorrente do concurso de pessoas.

Certo

Errado

8 Q940916 Direito Penal > Concurso de Pessoas , Noções gerais de Concursos de Pessoas , Autoria e coautoria Participação
Ano: 2018 Banca: CESPE / CEBRASPE Órgão: PC-SE Prova: CESPE - 2018 - PC-SE - Delegado de Polícia

Considerando essa situação hipotética, julgue o item subsequente.

Como as ações paralelas de João, Pedro e Ana — agentes diversos — lesionaram o mesmo bem jurídico, constata-se a
ocorrência da autoria colateral, haja vista que o resultado foi previamente planejado em conjunto.

Certo

Errado

9 Q940915 Direito Penal > Concurso de Pessoas , Participação


Ano: 2018 Banca: CESPE / CEBRASPE Órgão: PC-SE Prova: CESPE - 2018 - PC-SE - Delegado de Polícia

Considerando essa situação hipotética, julgue o item subsequente.


Na situação descrita, está presente a hipótese de participação necessária imprópria.

Certo
Errado

10 Q940914 Direito Penal > Concurso de Pessoas , Autoria e coautoria , Participação Punibilidade no concurso de pessoas
Ano: 2018 Banca: CESPE / CEBRASPE Órgão: PC-SE Prova: CESPE - 2018 - PC-SE - Delegado de Polícia

Considerando essa situação hipotética, julgue o item subsequente.

Aquele que planeja toda a ação criminosa é considerado autor intelectual do delito, ainda que não detenha o controle sobre
a consumação do crime.

Certo

Errado

11 Q940913 Direito Penal > Concurso de Pessoas , Autoria e coautoria


Ano: 2018 Banca: CESPE / CEBRASPE Órgão: PC-SE Prova: CESPE - 2018 - PC-SE - Delegado de Polícia

Considerando essa situação hipotética, julgue o item subsequente.

Mesmo se tivesse assumido a condição de autora mediata por colocar em seu lugar na prática do delito pessoa inimputável,
Ana seria responsabilizada pelo resultado do crime.

Certo

Errado

12 Q940912 Direito Penal > Concurso de Pessoas , Participação , Punibilidade no concurso de pessoas
Ano: 2018 Banca: CESPE / CEBRASPE Órgão: PC-SE Prova: CESPE - 2018 - PC-SE - Delegado de Polícia

Considerando essa situação hipotética, julgue o item subsequente.

João e Pedro tiveram participação de menor importância no crime de furto; assim, eventual indiciamento dos dois será na
condição de partícipes, razão por que eles poderão ser bene ciados pela diminuição de um a dois terços da pena.

Certo
Errado

13 Q932929 Direito Penal > Concurso de Pessoas , Participação


Ano: 2018 Banca: CESPE / CEBRASPE Órgão: Polícia Federal Prova: CESPE - 2018 - Polícia Federal - Delegado de Polícia Federal

Em cada item seguinte, é apresentada uma situação hipotética seguida de uma assertiva a ser julgada com base na
legislação de regência e na jurisprudência dos tribunais superiores a respeito de exclusão da culpabilidade, concurso de
agentes, prescrição e crime contra o patrimônio.

Clara, tendo descoberto uma traição amorosa de seu namorado, comentou com sua amiga Aline que tinha a intenção de
matá-lo. Aline, então, começou a instigar Clara a consumar o pretendido. Nessa situação, se Clara cometer o crime, Aline
poderá responder como partícipe do crime.

Certo
Errado

14 Q893190 Direito Penal > Concurso de Pessoas , Participação


Ano: 2018 Banca: CESPE / CEBRASPE Órgão: EBSERH Prova: CESPE - 2018 - EBSERH - Advogado

Com referência à lei penal no tempo, ao erro jurídico-penal, ao concurso de agentes e aos sujeitos da infração penal, julgue
o item que se segue. Para a punição de um partícipe que colabore com a conduta delituosa, é preciso que o fato principal
seja típico, ilícito, culpável e punível.

Certo
Errado

15 Q883567 Direito Penal > Concurso de Pessoas , Participação


Ano: 2018 Banca: CESPE / CEBRASPE Órgão: STJ Prova: CESPE - 2018 - STJ - Técnico Judiciário - Administrativa

Julgue o item subsequente, relativo ao delito praticado em concurso de pessoas.

Partícipe é o agente que concorre para cometer o ato criminoso sem, contudo, praticar o núcleo do tipo penal, ou seja, a
sua participação é de menor importância e, por essa razão, sua pena pode ser diminuída.

Certo

Errado

16 Q883566 Direito Penal > Concurso de Pessoas , Noções gerais de Concursos de Pessoas
Ano: 2018 Banca: CESPE / CEBRASPE Órgão: STJ Prova: CESPE - 2018 - STJ - Técnico Judiciário - Administrativa

Julgue o item subsequente, relativo ao delito praticado em concurso de pessoas.

Para a con guração do concurso de pessoas, é necessário que três ou mais agentes se auxiliem mutuamente na prática do
ilícito penal.

Certo
Errado

17 Q872835 Direito Penal > Concurso de Pessoas , Autoria e coautoria


Ano: 2018 Banca: CESPE / CEBRASPE Órgão: STM Prova: CESPE - 2018 - STM - Analista Judiciário - Área Judiciária

Acerca dos institutos do erro de tipo, do erro de proibição e do concurso de pessoas, julgue o item subsequente.

Inexiste, no ordenamento jurídico, a possibilidade de as condições e circunstâncias de caráter pessoal de um agente se


comunicarem com as de outro agente que seja coautor de um crime.

Certo
Errado

18 Q866724 Direito Penal > Concurso de Pessoas , Concurso de crimes , Concurso material Participação
Ano: 2018 Banca: CESPE / CEBRASPE Órgão: PC-MA Prova: CESPE - 2018 - PC-MA - Delegado de Polícia Civil

Artur, Romualdo e José decidiram roubar um banco onde sabiam haver vigilantes armados e treinados para garantir a
segurança. Com um revólver, Artur rendeu um deles e lhe tomou a pistola, enquanto seus parceiros, também com
revólveres, ameaçaram os demais circunstantes e ordenaram aos caixas que juntassem o dinheiro e colocassem-no dentro
de sacolas. Consumada a ação, eles correram para onde haviam deixado o carro de fuga, mas não conseguiram chegar até
ele em virtude da chegada da polícia. Fingindo-se um cidadão comum, Artur conseguiu obter carona em um caminhão de
entregas, livrando-se da iminente prisão em agrante. Enquanto isso, Romualdo e José abordaram um motorista que
estacionava seu carro e lhe tomaram as chaves do veículo. A vítima tentou reagir e foi abatida por dois disparos feitos por
José, tendo morrido no local. Os ladrões fugiram com o automóvel, mas foram perseguidos e presos ao m da perseguição.
Horas depois, Artur também foi preso, e em seu poder foi apreendida a pistola tomada do vigilante do banco.

Acerca dessa situação hipotética, julgue os itens a seguir de acordo com a legislação e a jurisprudência dos tribunais
superiores.

I Con gurou-se o concurso material de roubo circunstanciado e de homicídio quali cado.

II Artur não tem nenhuma responsabilidade pela morte do motorista, visto que nem mesmo estava no local onde ocorreu o
fato.

III Há crime único, de latrocínio, porque o resultado morte aconteceu como desdobramento causal da ação principal e era
previsível para todos os partícipes.

IV Artur, assim como Romualdo e José, responderá por latrocínio, e sua pena não poderá ser reduzida sob o argumento de
participação menos importante.

Estão certos apenas os itens

A I e II.

B I e III.
C III e IV.

D I, II e IV.
E II, III e IV.
19 Q854427 Direito Penal > Concurso de Pessoas , Punibilidade no concurso de pessoas
Ano: 2017 Banca: CESPE / CEBRASPE Órgão: TRF - 1ª REGIÃO Prova: CESPE - 2017 - TRF - 1ª REGIÃO - Técnico Judiciário - Área

Administrativa

José, com vinte anos de idade, e seu primo, Pedro, de quinze anos de idade, saíram para conversar em um bar. José, que
estava ingerindo bebida alcoólica, cou muito bêbado rapidamente em razão do efeito colateral provocado por
medicamento de que fazia uso. Pedro, percebendo o estado de embriaguez do primo, fez que este praticasse um ato que
sabia ser tipi cado como delituoso.

A respeito dessa situação hipotética e considerando o concurso de pessoas e a imputabilidade penal, julgue o item que se
segue.

José e Pedro cometeram crime em concurso de pessoas, e, haja vista que Pedro foi o mentor, a ele deverá ser imputada
punição mais grave que a de José.

Certo
Errado

Direito Penal > Concurso de Pessoas , Culpabilidade , Inimputabilidade pela embriaguez Participação ,
20 Q854426
Punibilidade no concurso de pessoas
Ano: 2017 Banca: CESPE / CEBRASPE Órgão: TRF - 1ª REGIÃO Prova: CESPE - 2017 - TRF - 1ª REGIÃO - Técnico Judiciário - Área

Administrativa

      José, com vinte anos de idade, e seu primo, Pedro, de quinze anos de idade, saíram para conversar em um bar. José, que
estava ingerindo bebida alcoólica, cou muito bêbado rapidamente em razão do efeito colateral provocado por
medicamento de que fazia uso. Pedro, percebendo o estado de embriaguez do primo, fez que este praticasse um ato que
sabia ser tipi cado como delituoso.

A respeito dessa situação hipotética e considerando o concurso de pessoas e a imputabilidade penal, julgue o item que se
segue.

José não poderá ser punido pelo crime que cometeu porque se encontrava em estado em embriaguez decorrente de caso
fortuito, hipótese de isenção de pena.

Certo

Errado

Respostas

1: C 2: E 3: C 4: C 5: C 6: E 7: E 8: E 9: E 10: E 11: C 12: E 13: C 14: E

15: C 16: E 17: E 18: C 19: E 20: C

www.qconcursos.com