Você está na página 1de 10

RENDA

VARIÁVEL
Guia de como investir

insideapp.com.br
ÍN Introdução

2. O que é renda variável?

DI
3. Perfis de investimento

4. Dinâmica do Mercado

5. Como investir em renda variável?

CE
6. Alguns exemplos de investimentos em renda variável

7. Princípios do bom investidor

Conclusão
INTRODUÇÃO

Segundo dados da Bolsa de Valores B3 atualizados em abril, A renda variável, diante do crescente volume de milhões de
há pouco mais de 1 milhão de investidores pessoa física com reais negociados diariamente na bolsa de valores, está acessível
aplicações que somam R$ 234 bilhões. para todos. Ela vem como uma oportunidade para quem vê os
rendimentos em renda fixa serem cada vez menos interessantes.

Iniciativas da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Se você ainda não faz parte do universo da renda variável te
Financeiros e de Capitais (Anbima), da B3 e demais instituições convidamos a conferir este guia, para te dar mais segurança nas
do setor, demonstram que as tentativas em tornar o mercado suas decisões financeiras.
financeiro mais acessível tem mostrado seus resultados.
E se você já chegou até aqui, é porque sabe que pode fazer muito
No mesmo levantamento da B3, em 2002 havia cerca de 85 mil mais com o seu dinheiro.
investidores pessoa física no país. Por mais que hoje esse número
ultrapasse 1 milhão de pessoas, ainda é pouco para uma nação de Boa leitura!
210 milhões de habitantes, segundo estimativa o Instituto Brasileiro
de Geografia e Estatística (IBGE).

A intenção de estimular a educação financeira tem como objetivo


desmistificar os velhos jargões que ainda rodeiam o mercado de
renda variável. Qualquer cidadão que saiba usar o dinheiro com
consciência e sabe que é possível tirar melhor proveito dele pode se
tornar um investidor.
2. O QUE É RENDA VARIÁVEL?

Na verdade, existem diversos tipos de análises de desempenho, ciclos e


Os investimentos em renda variável são representados através estimativas para tentar prever qual o grau de segurança para seguir com
dos títulos negociados na bolsa de valores que estão sujeitos determinado investimento.
às oscilações diárias de preços. O preço dos ativos podem ser
influenciados pelos resultados apresentados pelas companhias, Assim, mesmo que o segmento de uma empresa na bolsa, por exemplo, não
por fatores como decisões políticas e econômicas, expectativas atravesse uma boa fase, é preciso considerar a possibilidade de renovação do
futuras com relação aos negócios ou aos setores relativos à mercado e as ações internas da empresa.
eles. Esses fatores são capazes de influenciar os investidores e
consequentemente a oferta e a demanda por determinada ação. O que a companhia faz para atravessar esse período e as iniciativas para se
inovar no mercado e expandir suas atividades são pontos importantes e que
A principal diferença entre renda fixa e variável está na estão intimamente ligados à gestão do negócio.
previsibilidade que se tem sobre o investimento. Enquanto na renda
fixa você conseguirá prever o quanto terá de retorno dentro de um
Altos e baixos
período, na variável este cenário não é possível.

É preciso levar em conta também que qualquer empresa está sujeita a


atravessar períodos de turbulência. Ao comprar ações de uma companhia, por
Existem diversos fatores,
exemplo, você está sujeito a ver os papéis se valorizarem muito durante um
como mencionamos, que
período de anos promissores. Da mesma forma, poderá presenciar tempos de
podem influenciar o preço dos
redução nas vendas ou mudanças no segmento de atuação, que poderão retrair
ativos. No entanto, o mercado
o preço das suas ações.
de renda variável não deve
Assim, a volatilidade é o grande motor que dá movimento à renda variável. É
ser encarado como simples
importante ter a percepção de quão longe é possível chegar com uma visão de
especulação de preços, como
longo prazo.
comumente se imagina.
3. PERFIS DE INVESTIMENTO

Quem conhece pouco sobre o mercado de renda variável


pode pensar que os ganhos vêm apenas na corrida
desenfreada de compra e venda de ativos. De fato, há
investidores que focam no lucro obtido na troca dos papéis,
partindo da famosa premissa de “comprar na baixa e vender
na alta”. Ou seja, aproveitar a mesma volatilidade dos
mercados para adquirir ativos a um preço menor, sabendo
que ele poderá se valorizar e, então, vendê-lo novamente
(muito óbvio mas não tão fácil).

Mas, se você tem interesse em investir de verdade em


renda variável, é muito possível que você tenha sucesso
procurando nas companhias listadas em bolsa aquilo pelo
qual as companhias trabalham: bons resultados e boas
perspectivas para o futuro do negócio.
4. DINÂMICA DO MERCADO
representar a realidade da empresa (atente-se sempre à situação da empresa
no mercado em que atua)
Por mais que você tenha uma estratégia forte para aplicar em renda variável,
é preciso ter em mente qual é a dinâmica que envolve o mercado de renda - Na renda variável não há cobertura do Fundo Garantidor de Crédito (FGC)
variável. Confira:
De acordo com o Raio-x do Investidor Brasileiro, feito pela Associação Brasileira
- Há possibilidade de ganhos expressivos no longo prazo, acompanhando os das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais (Anbima) e o Instituto
bons resultados das companhias (quanto melhor os resultados das companhias Datafolha, menos de 1% dos entrevistados em 2018 (de um total de 3,4 mil
melhor também serão os resultados dos seus investimentos) pessoas) investem no mercado de ações.

- Maiores chances de rentabilidade acima da inflação (menores chances de ter Os investidores citaram como principais motivos que os fariam optar por esse
seu poder de compra corroído pela inflação) tipo de aplicação:

- Recebimento de proventos (você se beneficia de bons negócios por meio dos • A elevada possibilidade de retorno financeiro
dividendos pagos pelas empresas, juros sobre Capital Próprio ou aluguel de • As perspectivas de crescimento das empresas em que investem
ações) • Motivos pessoais para usarem melhor seu dinheiro
• A possibilidade de contar com algum tipo de consultoria financeira
- Existe risco de deterioração dos fundamentos da companhia investida (por especializada
isso a importância de se manter bem informado e em contato com outros
investidores) Estes foram os mesmos estímulos citados por quem investe em fundos de
- Mercado volátil onde as oscilações de preços no curto prazo podem não investimento.
5. COMO INVESTIR EM
RENDA VARIÁVEL?

Para começar a investir em renda variável você precisa escolher


uma instituição financeira (banco ou corretora de valores), que será
a responsável pelas suas transações no mercado.

A maior diferença na hora de escolher uma instituição financeira


é a confiabilidade e os custos. Pesquise preços, as diferenças são
muito grandes entre as instituições. Procure entender sobre como
a instituição ganha dinheiro com o seu investimento, isso pode ser
determinante para identificar sugestões ruins.

Vale destacar que, por mais que algumas instituições te ofereçam


caminhos que pareçam mais práticos, nem sempre serão esses
caminhos que favorecerão os seus investimentos. Muitas vezes a
conveniência têm preços altos.

Hoje em dia tudo é feito online através das plataformas digitais das
instituições, desde a abertura da conta até o envio de ordens para
compra e venda dos ativos. É extremamente rápido e fácil!
6. ALGUNS EXEMPLOS DE
INVESTIMENTOS EM RENDA
Fundos de Índices (ETFs)
VARIÁVEL
• O Exchange Traded Fund tem por objetivo replicar o retorno de índices do
mercado financeiro (por exemplo o BOVA11, que replica o Ibovespa). Esses
fundos são negociados diretamente na Bolsa de Valores.
Confira a seguir alguns tipos de investimentos em renda variável:

Ações Commodities

• São os ativos mais conhecidos na renda variável. Elas funcionam • São matérias-primas com
como “pedaços” de uma companhia. Ao adquiri-la, você se torna baixo ou nenhum nível de
sócio minoritário e pode receber dividendos (participação nos industrialização e que podem
lucros) e/ou Juros sobre Capital Próprio (remuneração pelo sofrer oscilações de preço
capital investido). Também é possível alugar suas ações e obter conforme o estoque, efeitos
rendimentos periódicos. climáticos e influências
político-econômicas. São
Fundos de Investimentos em Ações negociadas através de
contratos no mercado
• Investido através de cotas, os fundo de investimentos em ações futuro através da B3 (Bolsa
possuem estratégia e tipo de gestão definida pelos gestores do de Valores). Podem ser do
fundo. Você deve avaliar se o seu perfil de investidor é adequado tipo agrícolas, financeiras,
ao perfil definido pelo fundo. minerais ou energéticas.
7. PRINCÍPIOS DO BOM Acompanhamento: procure se informar com outros investidores. Investir não

INVESTIDOR precisa ser encarado como uma obrigação, conheça outros investidores e
aproveite para tornar suas discussões sobre investimentos em seu momento
de lazer. Busque ferramentas que te auxiliem na busca por informações e
certifique-se de que possa confiar.
Para que você não se torne um investidor desesperado com as
oscilações do mercado de renda variável, vale a pena conhecer Paciência e determinação: se você quer investir em renda variável deve ter
alguns princípios. foco e paciência. Um investidor que muda constantemente de estratégia
geralmente é um investidor sem estratégia. Os resultados parciais que você
Conhecimento: por maior que seja a importância de contar com irá observar ao longo do tempo não podem ser confundidos com o retorno dos
especialistas e se manter bem informado, nada substitui o seu auto- seus investimentos, muitas vezes o investidor inseguro se desfaz de um bom
conhecimento. Os investidores de sucesso geralmente são aqueles investimento por não ter tido paciência de esperar pelos resultados.
que se sentem confortáveis e seguros com as suas decisões. O
mesmo investimento feito pvor dois investidores diferentes podem Metas: é impossível ter determinação e paciência sem metas. Todo investidor
ter resultados opostos por decisões tomadas baseadas no medo e precisa fazer a lição de casa, tendo um planejamento financeiro e objetivos
na insegurança. definidos sobre o dinheiro que está aplicando, bem como o prazo em que será
mantido para chegar ao resultado esperado.

Diversificação: nunca é demais mitigar os riscos por mais empenhado que


esteja em acompanhar suas aplicações. Diversifique os segmentos, oscilações
nos mercados acontecerão e diversificando você se sentirá mais confortável
quando elas chegarem.
CON Entendemos que o risco dos investimentos está muito mais ligado às
decisões dos investidores do que propriamente aos investimentos. Você
pode adequar seu investimentos ou repensar sobre o seu perfil. É nesse

CLU
ponto que a educação financeira é fundamental, não deixe de investir
por acreditar que não possui perfil de investidor. Crie seu ambiente
de investimentos com pessoas em quem você confia e invista na sua
independência financeira!

Aproveite nosso chat com investidores e confira nossas lives, vídeos,


podcasts e artigos, além de participações exclusivas de pessoas que são

SÃO
referência no mercado financeiro.

Acesse nosso site!