Você está na página 1de 8

INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

DEPARTAMENTO DE ECONOMIA E GESTÃO


CURSO DE GESTÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

ILÍDIO RICARDO ANTÓNIO PONDJA

Influenciar os fazedores das políticas públicas educacionais do país, para a


necessidade do uso de currículos resultantes da base, que é a comunidade para
onde este mesmo currículo se destina.

Maputo, Maio de 2020


ILÍDIO RICARDO ANTÓNIO PONDJA

Influenciar os fazedores das políticas públicas educacionais do país, para a


necessidade do uso de currículos resultantes da base, que é a comunidade para
onde este mesmo currículo se destina.

Trabalho de Investigação apresentado como


requisito para a avaliação no módulo de
Metodologias de Investigação Científica no
curso de Gestão de Sistemas de Informação.

TUTORA: SOFIA AHMAD DE JANY VASCO

Maputo, Maio de 2020


ÍNDICE

Introdução ........................................................................................................................................... 4
1. Problemática e Problema de Investigação ................................................................................ 5
2. Objectivos Específicos................................................................................................................. 5
3. A Relevância e dos Contributos da Investigação ..................................................................... 5
4. Hipóteses ...................................................................................................................................... 5
5. Metodologia ................................................................................................................................. 5
6. A Educação e o Sistema Nacional de Educação ....................................................................... 6
Conclusão ............................................................................................................................................. 8
BiBliografia.......................................................................................................................................... 8
Introdução

O Governo da República de Moçambique, através do seu Ministério da Educação e Desenvolvimento


Humano (MINEDH), uniu esforços com a UNESCO para avaliar os objectivos, estratégias e realizações do
sistema de educação moçambicano em relação aos seus contextos nacional, regional e internacional.
Esta revisão da política educacional visa ajudar as autoridades educacionais a fortalecer as suas
capacidades para alcançar os seus objectivos e metas educacionais, no âmbito da Agenda Educação

2030 dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Considerando o forte foco da UNESCO no
desenvolvimento das capacidades nacionais, esta actividade representa uma oportunidade para apoiar
os esforços de Moçambique em melhorar as suas políticas numa variedade de domínios prioritários
nacionais, de acordo com seus planos de educação e estrutura nacional de desenvolvimento mais
ampla.

Após consultar as autoridades moçambicanas de educação, a UNESCO foi convidada

a rever três domínios prioritários nacionais e a providenciar recomendações políticas

para ajudar a fortalecer o desenvolvimento da educação em Moçambique, no âmbito

da agenda do ODS4 – Educação 2030.


1. Problemática e Problema de Investigação
Na busca da gestão do alto desempenho do sistema de educação do país, varias acções são desempenhadas
para colocar em desenvolvimento do País.

O país corre a passos largos para uma maior efectividade de pessoal certificado com algum currículo em
certa área profissional adquirido na social com vista a moldar a sociedade e é com o eximínio destas acções
políticas que é observada a seguinte questão de pesquisa: quais os factores que influenciam no deficit de
centro de formação para a distribuição de currículos na sociedade?

2. Objectivos Específicos
Constituem os objectivos específicos os seguintes aspectos:

• Apresentar as políticas de investimento que o governo implementa na área;


• Dar ênfase aos objectivos do desenvolvimento social;
• Apresentar as politicas do Estado face aos direitos do cidadão e a sua formação;

3. A Relevância e dos Contributos da Investigação


A relevância deste estudo está inserida no contexto da assimilação da matérias que diz respeito a influência
do poder político para uso dos currículos que as pessoas (sociedade, comunidade) dispõem como
mecanismo de auto – sustento para a própria sociedade, esta abordagem traz contributos inovadores que
dizem respeito as intenções políticas educacionais do país, ou seja, contributos a serem lançados com vista
a influenciar de certa maneira o bem – estar do povo e das politicas públicas educacionais do País.

4. Hipóteses
1. Que Politicas são usadas neste tipo de investimento?
2. Quais os objectivos a alcançar face as zonas rurais e em expansão?
3. Quais são os desafios do Estado para dar a conhecer a importância da formação e direito de uso dos
currículos ao cidadão?

5. Metodologia

Na elaboração de uma pesquisa científica são usados diferentes tipos de pesquisa, sendo neste
trabalho foi usada a pesquisa de estudo de caso do tipo descritiva com uma abordagem qualitativa.
A pesquisa do tipo estudo de caso caracteriza-se pelo estudo concentrado de um único caso.

5
Foi usada a pesquisa bibliográfica com base de livros, artigos e documentos ligados a área para
melhor assimilação dos conceitos para o estudo de caso.

6. A Educação e o Sistema Nacional de Educação


A educação constitui um direito fundamental de cada cidadão e é o instrumento central para a melhoria
das condições de vida e a elevação do nível técnico e científico dos trabalhadores. Ela é o meio básico
para a compreensão e intervenção nas tarefas do desenvolvimento social.
As responsabilidades do Estado consistirão, mais especificamente, na:

• Regulamentação e estabelecimento de princípios gerais para a educação.


• Elaboração de projectos legislativos, que regulem o desenvolvimento da educação.
• Determinação de critérios para o financiamento das instituições de ensino público.
• Definição de políticas científicas.

O Ministério da Educação (MINED) é responsável pela administração do Sistema Nacional de Educação


em todos os níveis. A gestão das áreas do Sistema Nacional de Educação é feita tendo em conta a
existência de duas divisões: uma constituída pelas áreas fim e que integra as Direcções que se ocupam
pelo desenvolvimento da actividade fundamental - o ensino, e a outra considerada área meio na qual
intervêm os sectores que contribuem para a realização da activida- de fundamental.
As actuais responsabilidades funcionais e administrativas são organiza- das numa perspectiva de gestão
vertical. Portanto, a gestão do sistema educativo é extremamente centralizado.
Há necessidade de prosseguir com as acções de revisão da estrutura orgânica do MINED em curso e
estabelecer mais claramente uma divi- são de funções e responsabilidades sobre a decisão e a gestão
operacional a nível central, provincial e escolar.
A planificação e a administração do Sistema Nacional de Educação evoluirá, progressivamente, para a
descentralização dando mais respon- sabilidades aos Órgãos Locais para a formulação e execução dos
pro- gramas. O mandato do MINED, consistirá, fundamentalmente, em coordenar, normar e
acompanhar as actividades realizadas, minimizan- do os desequilíbrios regionais e garantindo níveis
satisfatórios de de- sempenho do sistema.
A reforma da estrutura educacional basear-se -á na:

• descentralização do sistema de decisão e gestão;


• envolvimento da comunidade na responsabilidade operacional e autoridade para a
gestão da educação e dos seus recursos;
• Introdução do conceito e prática de gestão na direcção das escolas, através de uma formação
apropriada aos seus dirigentes.

O Objectivo da reforma estrutural é criar uma atmosfera favorável à intervenção mais efectiva dos
parceiros sociais e reforçar a qualidade de educação.
Uma das premissas fundamentais para o êxito das reformas previstas na planificação e gestão do
sistema educativo é a criação, pela via de uma formação apropriada, de uma competência profissional
local para a correcta execução das políticas do sector. Nesse sentido, serão desen- volvidas acções de

6
formação inicial e contínua dos directores das esco- las, dos planificadores e administradores
educacionais, inspectores escolares e supervisores.
Serão retomados os trabalhos da microplanificação e carta escolar tendo em vista a expansão do ensino
primário e reorganização do ensino pri- mário de 7 classes. Deverá existir uma clara indicação de
competências no que concerne à construção, equipamento e conservação das instala- ções escolares,
acompanhada de uma transferência de capacidade opera- tória, financeira e técnica para os níveis
provincial e/ou municipal, conforme os casos.
A Inspecção Escolar é um instrumento importante para o acompanha- mento e melhoria da qualidade
da educação. As suas responsabilidades consistem em inspeccionar e apoiar os professores no processo
de ensi- no-aprendizagem e manter o MINED informado sobre o estado dos serviços educativos.

7
Conclusão

A recente aprovação pelo Parlamento moçambicano da Lei da revisão da Política Nacional de Educação,
empresta uma base legal para o suporte das transformações que se revelam necessárias para manter a
relevância do Sistema Nacional de Educação na sua estrutura forma le no seu conteúdo. A análise que
perpassa pelo documento confirma os importantes progressos registados pelo sistema nos anos mais
recentes ao nível do acesso, incluindo uma substancial melhoria do acesso e participação da rapariga no
sistema. Constata-se que a insuficiência de espaços educativos não é apenas um problema ditado pela
escassez de recursos, é também um problema que resulta da subtilização das capacidades existentes
devido aos ainda baixos níveis de eficácia interna do sistema educativo.

BiBliografia

Documentos
- POLÍTICA NACIONAL DE EDUCAÇÃO E ESTRATÉGIAS DE IMPLEMENTAÇÃO (1999). Ministério da
Educação

- Revisão de Políticas Educacionais em Moçambique (2019). UNESCO

Você também pode gostar