Você está na página 1de 21

SETEMBRO 2014 ANO 17 Nº 120 PREÇO 800Kz

FELICIDADE CORPORATIVA

OS TRABALHADORES
ANGOLANOS SÃO FELIZES?
DESCUBRA O QUE DIZ O ESTUDO DA JASON EM PARCERIA COM O SINFIC

COMPETITIVIDADE PRESTAÇÃO PARQUEAMENTO ENTREVISTA


EMPRESARIAL DE CONTAS Caos total em Luanda Com Cristiana Paiva
Corrupção e falta Empresas chumbam e travam e Pedro Brito, Business Manager
de quadros são entraves arranque da bolsa de valores e CEO da Jason Associates
44 | CAPA

FELICIDADE CORPORATIVA

FELIZES PRODUZIMOS
MAIS E DURANTE
MAIS TEMPO
Sebastião Vemba

A aposta nos recursos humanos, através da criação de um ambiente de bem-estar no trabalho, oportunidades

Pelo menos 88,7% dos banca, das quais, 86,2% têm ainda que destas empresas,
colaboradores das empresas durante o mês de Julho. 100% de capital angolano, 80,9% têm 100 ou mais
que actuam em Luanda são O inquérito foi dirigido 77,4% têm mais de dez funcionários e 79,5% oferecem
felizes ou muito felizes, de a 195 líderes de empresas anos de existência e 60,4% salários médios iguais ou
acordo com a amostra do estabelecidas no país, de apresentam volume de superiores a 1000 dólares
inquérito sobre felicidade vários sectores de actividade, negócios iguais ou superiores americanos por mês.
nomeadamente agricultura, a 50 milhões de dólares. Por De acordo com a análise,
angolana da Jason Associates indústria, serviços, comércio e outro lado, a amostra indica ainda que de forma
www.economiaemercado.sapo.ao | Setembro 2014 CAPA | 45

FACTORES DE BEM-ESTAR PIRÂMIDE DAS NECESSIDADES DE MASLOW


NAS EMPRESAS
NECESSIDADE DE AUTO-REALIZAÇÃO
Condições Físicas de Trabalho
NECESSIDADE DE AUTO-ESTIMA
Bom Ambiente Interno
NECESSIDADES SOCIAIS
Missão e Visão Claras
NECESSIDADE DE SEGURANÇA
Organização Sustentável e Segura

Pacote Remunerativo Competitivo NECESSIDADES FISIOLÓGICAS

exploratória e partindo do atestam os pesquisadores,


pressuposto de que pessoas “promover o bem-estar das
felizes fazem mais, melhor e pessoas que fazem parte de
durante mais tempo, o estudo os pesquisadores uma organização é, cada vez
tentou aferir como a questão constataram que apenas mais, o factor número um
da felicidade é vivida nas para uma maior entrega dos

31,8%
empresas a actuar em Angola. colaboradores. É isso que faz
Assim, referem os autores com que cada um dê o extra-
do estudo, “estes resultados -mile – corra mais uma milha -,
espelham a realidade em traços seja proactivo na presença de
globais, permitindo avaliar o
barómetro da felicidade das colegas de forma voluntariosa
empresas alvo do estudo”. e, acima de tudo, que se
Para a Jason, numa preocupe com a empresa como
economia em expansão, como se fosse sua”.
é o caso da angolana, cuja O estudo também refere
estimativa de crescimento do que as lideranças assumem
PIB é de 7% para os próximos um papel preponderante ao
anos, “as pessoas assumem- promoverem este espírito e
-se como o principal activo, cultura na organização através
o único verdadeiramente de diferentes mecanismos,
diferenciador e que pode de preferência de forma
acrescentar real valor às consistente e alinhada com a
empresas”. Deste modo, estratégia corporativa.
46 | CAPA

Questionados sobre se eles CARACTERIZAÇÃO DA AMOSTRA e uma organização sustentável


mesmos são felizes nas suas segura, encontram-se no
organizações, 89,7% dos 195 LÍDERES DE EMPRESAS COM AS SEGUINTES CARACTERISTICAS patamar das necessidades
líderes assumiram ser “feliz” básicas, enquanto a existência
VÁRIOS SECTORES DE ACTIVIDADE ECONÓMICA
ou “muito feliz”. Contudo, de uma visão e missão claras e
quando comparados estes 86,2% Com capital 100% Angolano um bom ambiente de trabalho
resultados com o nível de estão mais acima na pirâmide,
77,4% ≤ 10 anos de existência
energia sentido pelos líderes, no âmbito da realização
60,4% ≤ 50.000.000 Usd de volume de negócios pessoal.
consideram ter a sua energia A Jason, com base no
80,9% ≤ 100 Funcionários
no máximo da escala e 41,5% Modelo de Cultura de
consideram ter ainda alguma 79,5% Com salários médios ≤ a 1.000 Usd/mês Cameron, indica quatro
energia. tipos de cultura corporativa,
nomeadamente, aquela que
condiÇÕes FÍsicas se concentra nas pessoas,
lideram Factores nos resultados, na inovação
de Bem-estar e nos processos. No entanto,
Entre os factores que têm apesar de não existir uma
mais impacto no bem-estar ligação directa entre cultura
das empresas, de acordo corporativa e índice de
com as respostas obtidas pelo menos felicidade, os pesquisadores

88,7%
pela Jason, aparecem as consideram importante
condições físicas de trabalho, perceber como é que as
seguidas do bom ambiente lideranças percepcionam a
interno, missão e visão claras, cultura das organizações em
organização sustentável e que estão inseridas. Dos líderes
inquiridos, 39% consideram
remunerativo competitivo. liderar empresas focadas nas
De acordo com o estudo, pessoas, 29,7% responderam
este resultado espelha a liderar empresas focadas nos
realidade das economias resultados, 18,5% julgam
em expansão, nas quais liderar empresas focadas
coexistem necessidades na inovação e apenas 9,7%
corporativas mais básicas consideram liderar empresas
com as mais complexas. focadas nos processos.
Fazendo uma analogia com Para os pesquisadores,
a Pirâmide das Necessidades este resultado vem reforçar a
do psicólogo norte-americano importância dada pelos líderes
Abraham Maslow (as que participaram no estudo
necessidades de nível mais ao bem-estar das pessoas nas
baixo devem ser satisfeitas organizações. Entretanto, a
antes das necessidades dúvida que se coloca é se as
de nível mais elevado), o práticas implementadas pelas
estudo aponta que tanto as empresas estão alinhadas e são
condições físicas de trabalho, comunicadas de acordo com a
como o pacote remunerativo cultura corporativa.
www.economiaemercado.sapo.ao | Setembro 2014 CAPA | 47

“Em mercados como o


88,7%
Contudo, quando comparamos
estes resultados com nivél de energia angolano, a retenção de
sentido pelos lideres, verificamos que
da amostra reflecte que
talentos é fundamental,
os colaboradores das suas empresas
são “felizes” ou “muito felizes”.
PERCENTAGEM 49,2% uma vez que colaboradores
de elevado potencial
89,7% DE TRABALHADORES FELIZES consideram ter a sua energia no maximo
da escala e
são recorrentemente
tentados a aceitar novos
dos lideres consideram estar
“felizes” ou “muito felizes”
com as suas organizações.
41,5%
consideram ter alguma energia.
acrescentando que, quando
os colaboradores estão
envolvidos na cultura da
empresa e sentem que o seu
percurso pessoal acompanha

mesma, são mais difíceis


poucos sÃo para trabalhar. Unidos da América estimam de se deixar captar pela
emBaiXadores das Como hipóteses, e ainda que os funcionários que não concorrência.
suas orGaniZaÇÕes analisando os dados expostos estão contentes no trabalho Além disso, acrescenta
A Jason considera que acima, a Jason avança que custam cerca de 450 a 550 o estudo, os colaboradores
ser embaixador de uma os líderes podem estar mil milhões de dólares comprometidos esforçam-se
organização é mais abrangente comprometidos com as funções por ano devido à perda de para servir melhor os clientes
do que estar satisfeito desempenhadas, mas não com produtividade. O estudo da empresa, não só por serem
com o projecto. Para tal, é as empresas em si. Mais: o refere que algumas das razões sujeitos à metodologia de
necessário ser-se promotor mercado angolano é jovem, pelas quais os empregados formação e de crescimento
e estar comprometido constituído na sua maioria por estão insatisfeitos se devem,
emocionalmente com a empresas com menos de 10 fundamentalmente, a gestores também a empresa como
empresa em que se está anos de existência. Ou seja, negligentes. sua. Como consequência,
inserido. Neste sentido, a Jason os trabalhadores com
Questionando os líderes é possível que as ferramentas atesta que projectos de elevados níveis de felicidade
sobre se recomendariam a de gestão de pessoas que felicidade corporativa são aumentam os seus
sua empresa a um amigo ou geram uma ligação emocional programas que estimulam a índices de produtividade,
familiar, os pesquisadores às instituições não estejam cultura de comprometimento desempenhando mais
constataram que apenas desenvolvidas pois, nos organizacional, de auto- tarefas e melhor, e tornam-
31,8% recomendariam primeiros anos de actividade, -se criativos e inovadores,
sempre, ao passo que 41,1% as empresas concentram-se, na empresa, sentido de sendo que gerem melhor os
o fariam algumas vezes e tendencialmente, nos processos presença e colaboração. seus níveis de stress. Ou seja,
24,6% nunca recomendariam. e no negócio em si, de forma a Os pesquisadores adianta a pesquisa, estimulam
De acordo com o estudo, gerar crescimento e fortalecer consideram fundamental o pensamento divergente
tendencialmente, quanto a estrutura. que as empresas invistam em situações inesperadas,
maior é o nível de felicidade em projectos de felicidade
percepcionado, maior será a empresas inFeliZes corporativa, porque pessoas com maior capacidade de
probabilidade de alguém ser perdem milHÕes com elevados níveis de adaptação a ambientes de
promotor da empresa. Ou dÓlares satisfação estão comprometidas
seja, é preocupante que um Segundo um estudo da emocionalmente com a
quarto dos inquiridos nunca consultora norte-americana empresa, o que diminui as decorrentes do desgaste
recomendaria a sua empresa Gallup, de 2013, os Estados taxas de abandono de funções. gerado pela tensão.
48 | CAPA

É preciso FaZer uma


GestÃo positiVa do
CULTURA CORPORATIVA NAS transversal a todas as empresas,
na medida em que se pretende
stress EMPRESAS ANGOLANAS
Procurando perceber informação, promover uma
qual o impacto do stress na
felicidade dos trabalhadores, diálogo permanente entre as
a Jason revela que 45,1% dos
inquiridos considera-o positivo
39%
Consideram liderar empresas
29,7%
Consideram liderar empresas
Entretanto, aponta o
ou muito positivo e 52,4% focadas nas focadas nos estudo, os líderes referiram
negativo ou muito negativo. PESSOAS RESULTADOS repetidamente que o empenho
Para os pesquisadores, a dos colaboradores nas suas
dúvida que se levanta é se tarefas é ainda muito fraco.
os líderes inquiridos estão a A implementação de novas
implementar estratégias que tecnologias para uma maior
promovam uma gestão positiva
do stress. Existem dois tipos 18,5% 9,7% a melhoria da qualidade
de stress, nomeadamente o Consideram liderar empresas
focadas na
Consideram liderar empresas
focadas nos
da prestação de serviço e o
distress, disfuncional e com INOVAÇÃO PROCESSOS recrutamento de quadros
impacto negativo, e o eutress,
funcional, com um impacto académica de maior qualidade,
positivo no bem-estar. Este para além da criação de
um plano de carreira
da produção de adrenalina que dê oportunidade aos
funcionários para crescerem e

também foram apontados


os líderes de empresas a como sugestões para o
operar em Angola estão desenvolvimento das
preocupados com a questão instituições. A formação,
do desenvolvimento das defende ainda o estudo,
suas organizações, e, entre tornou-se numa necessidade
vários aspectos, defendem evidente no sentido de
a importância de uma melhorar não só o bem-estar
gestão global e cuidada dos dos colaboradores, mas
recursos humanos dentro das também de optimizar os
resultados da empresa.
-se a implementar políticas De resto, estes aspectos
e práticas alinhadas com são apontados por estudos
a cultura corporativa para internacionais como factores
viabilizar o bem-estar das chave para a felicidade dos
pessoas e um bom clima trabalhadores. De acordo
organizacional. com um artigo publicado no
A comunicação interna, por site science.howstuffworks.
sua vez, foi mencionada como com, assinado por Cristen
um vértice a ser trabalhado Conger, dez factores são
diariamente e de uma forma imprescindíveis para manter
www.economiaemercado.sapo.ao | Setembro 2014 CAPA | 49

os trabalhadores felizes. para a felicidade corporativa, los nas funções do dia-a-dia. que poderão ser aplicadas.
segundo a autora. Deste modo, aponta Contudo, é fundamental
de trabalho, praticar a Por seu turno, a Jason a consultora, empresas que elas respeitem a cultura
comunicação, de preferência reforça que a base da cultura que pretendam garantir existente, as necessidades e
presencial – “cara a cara”-, organizacional parte da e conquistar resultados
reconhecer o sucesso individual sustentáveis ao longo do suas pessoas”, argumenta
e do grupo, estabelecer e valores corporativos que tempo, através dos seus a Jason, reforçando que
objectivos claros, garantir tem de ser acompanhada por recursos humanos, devem “não existem soluções
oportunidade de crescimento um trabalho individualizado ser capazes de implementar universais”, mas que as
de carreira, construir para que cada colaborador políticas que permitam estratégias apresentadas
compreenda de forma prática actuar ao nível da felicidade assumem-se como prioritárias
responsabilidades individuais como se enquadra em cada um corporativa das suas equipas. em qualquer projecto de
são alguns dos ingredientes dos factores e como pode vivê- “Muitas serão as estratégias felicidade corporativa. &
50 | CAPA

FELICIDADE CORPORATIVA

FAZER DO ESCRITÓRIO
A NOSSA SEGUNDA CASA
Quingila Hebo

A Sonangol EP, a Total E&P, a Endiama foi estabelecido um ranking das 1 843
maiores empresas do continente africano,
lista das 500 maiores empresas de África. mas apenas 500 são divulgadas.
De acordo com o ranking de 2013 da Embora estas empresas apresentem
revista The Africa Report, a Sonangol é grandes volumes de negócio e de lucros,
a segunda maior empresa em África, a
Total E&P encontra-se na 51ª posição, a dos mais bem pagos, o engenheiro José
Endiama é a 127ª colocada e a Catoca Gualberto Matos, na sua habitual crónica
está no 225º lugar da lista. publicada na E&M, lamenta o facto de
A revista The Africa Report tomou existirem muitos gestores empresariais
como base o volume de negócios e em Angola que acreditam que a
os lucros das 500 maiores empresas única recompensa pelo contributo dos
africanas em sectores-chave da economia. colaboradores é o vencimento, quando o
A lista, que foi publicada em Fevereiro do sistema de recompensa de uma empresa
ano passado, baseia-se no desempenho deve ir mais além da folha de salários.
José Matos defende que para um
Foram avaliadas 6 256 empresas trabalhador dar mais do que o respectivo
africanas e 6 147 receberam um “litro”, as empresas devem apostar,
questionário detalhado. Depois do igualmente, em práticas motivacionais
não monetárias. Para o engenheiro, a
www.economiaemercado.sapo.ao | Setembro 2014 CAPA | 51

motivação humana é essencialmente agradáveis, segundo o director-geral da


um processo psicológico e por isso a BACK, o pacote remunerativo inclui
recompensa não monetária funciona, seguro de saúde, bem como outras
muitas vezes, melhor e tem efeitos regalias, de modo a garantir o bem-estar
mais duradouros do que a atribuição dos seus trabalhadores.
puramente material. Ou seja, um Carlos Cardim sublinha, contudo,
trabalhador motivado contribui mais, que, na área em que a empresa actua,
melhor e durante mais tempo para o bem o que mais contribui para a satisfação
da empresa. dos colaboradores é o reconhecimento
“Neste sentido, no caso das instituições dos clientes. Fruto do bom desempenho
empresariais, motivar e criar felicidade da equipa, a empresa foi distinguida
corporativa é compatibilizar as recentemente como a agência de
expectativas dos trabalhadores com o comunicação mais criativa de Angola.
interesse próprio da empresa”, defende A Back emprega 46 funcionários e
José Matos, acrescentando que uma das conta com representações em Portugal
e Moçambique, actuando nos sectores
pessoas é acreditar nelas. da publicidade, design, media, inovação,
Neste sentido, o estudo sobre realização de eventos, relações públicas
Felicidade Corporativa, realizado pela e tem na manga a apresentação de um
Jason Associates, em parceria com o novo serviço ligado à área digital.

promovam o desenvolvimento pessoal empresas deVem alinHar-se


dos colaboradores, proporcionando- ao GoVerno
-lhes um conjunto de ferramentas e Segundo o estudo desenvolvido pela
oportunidades que lhes permitam Jason, 39% dos gestores consideram
melhorar as suas componentes técnicas liderar empresas focadas nas pessoas,
e comportamentais. Acresce ainda que 29,7% nos resultados, 18,5% na inovação
o desenvolvimento pessoal é importante, e 9,7% consideram liderar empresas
porque permite que cada indivíduo se focadas nos processos.
sinta potenciado e, consequentemente, Para o economista Daniel Miezi,
acrescente valor nas decisões que
toma e nas suas funções diárias. deve pensar apenas nos lucros, mas esta
Entre as iniciativas de promoção de deve concentrar-se acima de tudo, nos
desenvolvimento pessoal, a Jason aponta recursos humanos. “Se uma companhia
as reuniões de equipa, a construção tem 2 000 trabalhadores, todos recebem
de um plano de carreira, formação, o salário atempadamente e têm as
desenvolvimento de grandes e pequenos É a pensar na tranquilidade e na condições mínimas de vida, como uma
talentos, encorajando os colaboradores a maior entrega dos seus colaboradores moradia condigna, essa já é uma parte
serem cada vez melhores. que a BACK apostou num ambiente dos encargos do Governo que esta
O director-geral da BACK de trabalho semelhante ao de uma empresa assume”, argumenta.
Comunication, Carlos Cardim, assegura residência, com uma vasta área de lazer Para o especialista, uma empresa que
que a sua empresa procura proporcionar e com móveis e compartimentos que se se preocupa com o bem-estar dos seus
o bem-estar permanente aos assemelham aos de uma moradia, onde trabalhadores está melhor organizada
colaboradores, para que se comprometam o trabalhador, por exemplo, sempre que em relação àquela que apresenta bons
cada vez mais com as funções que o desejar, pode dirigir-se à cozinha para resultados, mas tem salários em atraso
desempenham, e prima, sobretudo, pelo preparar um café ou um almoço rápido. e não garante as condições mínimas
respeito entre colegas, primeiro como Além das condições laborais laborais para os seus colaboradores.
52 | CAPA

Carlos Cardim, por sua vez, garante com o trabalho ou com a função que
que na empresa, sempre que há uma desempenha. Carlos Cardim recomenda
boa performance individual de um a sua empresa como uma experiência
trabalhador, os lucros são distribuídos interessante para pessoas que gostam e
através de prémios em espécie e apostam na inovação.
subsídios para formação.
Daniel Miezi, que é também área de recursos humanos, Daniel Miezi,

que o facto de alguns líderes não das maiores seguradoras angolanas,


recomendarem as suas empresas a outras entende que o mercado ainda tem
pessoas é um factor cultural que, do seu muitos chefes e poucos gestores. Do seu
ponto de vista, resulta da necessidade de
desmotivar os outros com a preocupação chefe cria uma barreira de crescimento
de que a pessoa que indicar pode vir a aos seus trabalhadores. Já o gestor cria
retirar-lhe o lugar. um campo aberto de crescimento aos
“Quem assume que é feliz numa seus colaboradores, que se socorrem
determinada empresa, então deve um do outro para atingir os objectivos
recomendar que outros também da empresa, assim como os pessoais”,
trabalhem lá”, reforça o gestor. conclui Daniel Miezi. &
Já o director da BACK entende que
quem não recomenda outra pessoa
à empresa em que trabalha é um
sinal claro de que não está satisfeito
www.economiaemercado.sapo.ao | Setembro 2014 CAPA | 53

FELICIDADE CORPORATIVA

AMBIENTE DE TRABALHO
LIDERA OS FACTORES DE
SATISFAÇÃO

no entanto, não passa apenas pela oferta salarial, mas é complementada por factores determinantes como o

Geomar camaia
canJundo — cHilemo —
enGenHaria
inFormÁtica
Sou feliz

Não existe melhor
distri-
BuiÇÃo
Sinto-me feliz
porque trabalho proposta de trabalho pelas experiências
exactamente do que aquela que estou a
na área em que adquirir dentro
me formei. Mas baseada na aposta da empresa,
reconheço que ou na contrução mas a gestão
não existem empresas perfeitas. Apesar de do meu percurso actual da empresa não me convence. Se
determinadas situações acontecerem contra recebesse uma proposta de trabalho, o
a minha vontade, penso que a componente que me levaria a mudar de emprego seria
de acções de formação simplesmente o ambiente de trabalho
fundamental porque, por mais que se tenha e o respeito ao trabalhador, sendo que,
um excelente salário, se a empresa não para mim, o salário não é fundamental.
primar pelo respeito aos trabalhadores, ela O que determina quanto ganho são as
conhecimentos.
que reúno e não posso exigir um salário
ele conseguirá motivar-se. muito além daquilo que posso oferecer.
54 | CAPA

lÁZaro aceitar desde que o ambiente de trabalho ao salário deveria ser mais ou menos
marques — equiparado aos nacionais.
distriBuiÇÃo
Não sou feliz Jair Yuma Fortes
porque o ambiente rasGado — telecomu-
de trabalho não é dos carlos — nicaÇÕes
melhores e a relação telecomu- Considero-me
entre os superiores nicaÇÕes uma trabalhadora
hierárquicos e os Sou feliz feliz, porque gosto
funcionários às vezes por causa do do ambiente
deixa muito a desejar. Estou de acordo, que o ambiente de de trabalho da
salário não deve ser o factor primordial para trabalho e do empresa em que
que um trabalhador se sinta feliz na empresa, salário. Mas o estou e o salário
mas a familiaridade e outras condições que me levaria a mudar de empresa seria também é aliciante. Sempre gostei de
necessárias para uma boa convivência devem simplesmente o salário. trabalhar com pessoas e interagir com o
ser a base. público.
dilcarina
JosÉ Valente GonZaGa — Barros
salVador — Banca manuel —
distriBuiÇÃo Sou feliz, Banca
porque tenho um Sou um
considero-me um bom ambiente trabalhador
trabalhador feliz, de trabalho e feliz, porque me
porque as condições gosto do espírito
que me foram de equipa que que faço. Acredito
disponibilizadas são as existe entre mim que a ambição,
mais adequadas para e os meus colegas, o que é muito salutar a honestidade,
que possa trabalhar. Por vezes, no entanto, o empenho no trabalho, a vontade de
sinto insatisfação por causa das mudanças produtividade. Um bom salário, respeito aprender, bem como a atitude resiliente
constantes de administração, com a chegada pelo funcionário e bom ambiente de
de novos gerentes com métodos diferentes. trabalho são factores que me levariam a contribuído para o meu bom percurso
Alguns incentivam os colaboradores, mas mudar de empresa.
outros vêm com arrogância para se imporem, existe melhor proposta de trabalho do que
o que é mau e acaba por desmotivar o BiBiana aquela baseada na aposta ou na contrução
trabalhador. GourGel
(nome acções de formação adequadas, que visem
eduarda da FictÍcio) — proporcionar-me novos conhecimentos,
GraÇa (nome seGuros desenvolver as minhas competências e
FictÍcio) — Não me ajudar a pôr o meu talento ao serviço da
petrÓleo considero uma instituição a que estou vinculado. &
Não sou feliz trabalhadora
devido ao ambiente feliz porque não
de trabalho existente estou satisfeita
na empresa. Acho que com o meu salário actual. Acho que a
a gestão actual é por
conveniência e não padrões de remuneração tendo em conta
por competência, de facto. Apesar de tudo, a formação académica e a experiência
não me queixo das condições, como o salário,
que é bom, mas, infelizmente, no que diz ser estrangeiro ou nacional. Aceito que
respeito ao ambiente de trabalho e à gestão, o facto de o estrangeiro vir para Angola
a empresa falha. Se recebesse agora uma trabalhar implique a criação de algumas
proposta de trabalho, sentir-me-ia tentada a condições especiais, mas em relação
www.economiaemercado.sapo.ao | Setembro 2014 CAPA | 55

FELICIDADE CORPORATIVA

“O PRAZER NO TRABALHO
APERFEIÇOA A OBRA”
Patrícia Cruz
56 | CAPA

A Google doa 50 dólares googlers elogiam, sobretudo, a 7 milhões de dólares e mais de complexo de quase 3 700
por cada cinco horas de competência dos seus líderes, 10 mil horas de voluntariado. quilómetros quadrados de
trabalho voluntário de cada o suporte que recebem como O ambiente de trabalho é
funcionário e está envolvida pensado para colocar todos ténis, piscina. Pelo contrário.
na organização de vários à vontade - cores garridas, Há também um “centro de
projectos comunitários. lado a lado com uma equipa mobília fora do vulgar e saúde gratuito no recinto, do
“Isso dá-me um sentido de espectacular. brincalhona, pipocas e snacks qual a nossa família também
responsabilidade que me faz Outra empresa que segue o disponíveis a toda a hora, pode usufruir, farmácia,
fazer mais e melhor do que exemplo da Google, tanto nos um open space onde as pessoas ginásio, creche, salão de
aquilo que é esperado de mim. seus projectos comunitários circulam de triciclo, momentos estética, zona de massagens
Sinto-me orgulhoso, mesmo como na atenção que dá de pausa ao longo do dia para e terapia e vários cafés com
quando o que eu realmente à importância de um bom jogar e divertirem-se. E todos esplanada”, conta uma das
faço no dia-a-dia seja apenas ambiente de trabalho é a os dias, às 17 horas, fazem funcionárias.
corrigir erros de software”, diz Quicken Loans. São muitas o máximo de barulho que Não basta haver, no
um dos funcionários. Esta é as razões que fazem os entanto, uma zona com redes
uma empresa para a qual as funcionários desta empresa do dia. para fazer a sesta durante
pessoas querem trabalhar, nem Já na SAS, não havendo uma pausa a meio da tarde
que seja como voluntários ou trabalho da organização para dúvidas de que todos para nos mantermos em
estagiários. ajudar a restaurar Detroit, a trabalham muito e bem, equilíbrio se os problemas
O recinto inclui cafés, zonas cidade norte-americana que pessoais nos impedirem de
de limpeza de roupa a seco, está na falência e a passar por que esta empresa de nos concentrarmos durante as
salões de jogos, zonas para tempos difíceis, é inspirador. desenvolvimento de software horas de trabalho. Na Boston
dormir a sesta e todos os A empresa dá tempo pago aos os encoraja a equilibrarem a Consulting Group (BCG),
funcionários comentam como trabalhadores que querem vida pessoal com o trabalho. os trabalhadores dizem ter
as refeições, gratuitas, são as fazer voluntariado para ajudar benefícios únicos e especiais e
melhores que já provaram. a comunidade. Só em 2012, a muitos incentivos para os a liberdade de trabalhar onde
Para além de tudo isto, os Quicken Loans contribuiu com trabalhadores saírem do e quando quiserem, desde que
www.economiaemercado.sapo.ao | Setembro 2014 CAPA | 57

10 MELHORES EMPRESAS DO MUNDO o trabalho seja feito nos prazos


estipulados. A BCG chega a
PARA TRABALHAR pagar a totalidade das propinas
a quem quer estudar e até
Sector: Tecnologia ajuda a pagar uma casa a um
Ano de Fundação: 1998 funcionário com necessidades.
Google
Funcionários: 25 507 Fundada em 1963, os seus
Tipo de Organização: Pública valores sempre foram que
pessoas dedicadas e íntegras
Sector: Tecnologia têm o potencial necessário
Ano de Fundação: 1976 para criarem impacto na
SAS
Funcionários: 6 588
evolução da indústria e
Tipo de Organização: Privada
consequentemente mudar o
Sector: Consultoria mundo. O objectivo dos líderes
Boston é inspirar paixão nos seus
Ano de Fundação: 1963
Consulting funcionários e libertar os seus
Funcionários: 2 552
Group Tipo de Organização: Privada talentos.
Uma empresa que funciona
Sector: Financeiro de um modo completamente
Ano de Fundação: 1922 diferente de todas as que já
Edward Jones Funcionários: 38 015
falámos é a Edward Jones.
Tipo de Organização: Privada
Rivalizando com a Starbucks
Sector: Financeiro em número de localizações,
Ano de Fundação: 1985 esta empresa opera em mais de
Quicken Loans 11 mil escritórios autónomos,
Funcionários: 8 386
Tipo de Organização: Privada cada com um ou dois

Sector: Biotecnologia e Farmacêutica todos sócios minoritários. A


Ano de Fundação: 1976 rede é suportada por milhares
Genentech
Funcionários: 11 998 de outros funcionários (todos
Tipo de Organização: Privada os funcionários são referidos
Sector: Tecnologia como ‘associados’). Alguns
Salesforce.com Ano de Fundação: 1999 trabalham a partir da sede,
Funcionários: 6 739 no Arizona, outros a partir de
Tipo de Organização: Pública
que a empresa lhes dá as
Sector: Tecnologia ferramentas e a formação para
Ano de Fundação: 1983 crescer e ter o seu próprio
Intuit
Funcionários: 7 728 negócio, inspirando um
Tipo de Organização: Pública

Sector: Financeiro que os faz dar o melhor de si


Ano de Fundação: 1919 mesmos.
Robert W. Baird & Co. Fica, portanto, aqui a prova
Funcionários: 2 704
Tipo de Organização: Privada de que um trabalhador feliz
e equilibrado está disposto a
Sector: Construção e Imobiliária dar muito mais de si próprio
Ano de Fundação: 1990 à empresa de que ele se pode
DPR Construction Funcionários: 1 356 orgulhar. &
Tipo de Organização: Privada
58 | CAPA
www.economiaemercado.sapo.ao | Setembro 2014 CAPA | 59

ENTREVISTA
CRISTIANA PAIVA E PEDRO BRITO, BUSINESS MANAGER E CEO DA JASON ASSOCIATES

“A APOSTA NA
LIDERANÇA É A CHAVE
PARA O SUCESSO DAS
ORGANIZAÇÕES”

economia & mercado (e&m) – Que suspeitas ou

pedro Brito (pB) e&m

pB
havia muito trabalho a fazer para a motivação e o bem-

recomendariam outras pessoas a trabalharem na mesma

nele, inconscientemente ele trabalha mais, reclama e falta


60 | CAPA

a Felicidade É um conJunto
de Factores que sÃo mais ou
menos transVersais Às pessoas,
mas que sÃo orientados de
com muito mais respeito, trabalham num ambiente Forma diFerente. por eXemplo,

os trabalhadores não são bem tratados, não trabalham

felizes fazem mais e durante mais tempo e isso tem um

cristiana paiVa (cp) – Ainda relativamente aos


www.economiaemercado.sapo.ao | Setembro 2014 CAPA | 61

eXpectatiVas dependem da dimensÃo da empresa


e&m

pB

comprometidos com a FunÇÃo mas nÃo com a


empresa
e&m

cp

cp

e&m

cp - Quando falamos em empresas médias ou empresas


corporate pB - Quando comparamos estes resultados com os dados

e&m e&m

cp

cp

pB
62 | CAPA

cp

pB

e&m

processos nem com os resultados, mas sim com iniciativas

pB
construir propostas de Valor É Fundamental
e&m

pB
bem-estar e o apoio da liderança, naturalmente vão

e&m

pB

cp

&

pB

e pessoal do colaborador, e a criação de um ambiente de


Untitled-2 1 14/08/25 16:55