Você está na página 1de 2

Polo: CEU Feitiço da Vila

Tutor (a): Leila Bitencourt


Aluno (a): Denise de Souza Faria
RA: 000650
UE: Unidade XXIII
Módulo: Módulo IV
Data da aula: 09 de maio de 2020

Tema da Aula – O papel do pedagogo e a prática pedagógica em classes hospitalares.

Ser pedagogo dentro de um ambiente hospitalar é um grande desafio, pois ele é


responsável por dar continuidade ao processo de ensino da criança/adolescente que se encontra
internado, para que este possa continuar a aprender e retornar a escola após a alta hospitalar.
Logo, o pedagogo deve possuir a capacidade de identificar as necessidades educacionais da
criança/adolescente, para planejar suas ações de forma estruturada e flexível.
Não existem tantas diferenças entre o planejamento pedagógico escolar e hospitalar,
ambos devem levar em conta as necessidades de aprendizagem de cada criança/adolescente, no
entanto é preciso entender que neste ambiente cada dia de trabalho é diferente do outro, logo a
flexibilidade é indispensável, além disso é preciso considerar que os espaços podem ser
alterados com frequência (leitos, quarto, setores, etc.) e o tempo nem sempre será o adequado.
Ademais, considerando a situação na qual a criança/adolescente se encontra, é preciso
oferecer vivencias educacionais diferenciadas e significativas, que promovam a reflexão,
curiosidade, imaginação e criatividade. Para tal é necessário conhecer a condição do indivíduo
(clínica, terapêutica, familiar e educacional), assim como o ambiente e a estrutura
disponibilizada pelo hospital. O pedagogo pode fazer uso de livros, celulares, notebooks,
câmeras, privilegiando os métodos lúdicos (jogos, brincadeiras, música, dança, etc.), projetos e
oficinas, sempre levando em consideração os interesses da criança/adolescente.
Por fim, é preciso que o pedagogo hospitalar e a escola do aluno mantenham uma
comunicação frequente, o docente investigar o que está sendo trabalhando na escola, para que
possa dar continuidade no aprendizado. E após a alta deve fornecer a escola o relatório de
acompanhamento e desempenho do aluno, possibilitando que as ações realizadas sejam
incorporadas ao processo de avaliação realizado na escola.
REFERÊNCIAS

CUSTÓDIO, T. P.; SILVA, M. B. Classe hospitalar: práticas pedagógicas desenvolvidas


com crianças dos anos iniciais do ensino fundamental. Form. Doc., Belo Horizonte, v. 11,
n. 20, p. 163-180, jan./abr. 2019. Disponível em https://revformacaodocente.com.br/index.php/
rbpfp/article/view/34/196