Você está na página 1de 7

Proposta da atividade: Plano de ação para o regime especial de aulas não presenciais do

Município de Bom Jardim – Maranhão

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM JARDIM


SECRETÁRIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO
GOVERNO MUNICIPAL
BOM JARDIM
NOVO TEMPO, NOVOS DESAFIOS

1. Caracterização

Atualmente residem da cidade 41.630 mil habitantes, sendo que 39% da população
vive na área urbana, enquanto 61% vive na zona rural da cidade. Mais da metade da
população (55,9%) vive com ½ salário mínimo, e apenas 3,9% possui carteira de trabalho
assinada, isso tem relação com a perfil econômico do município, que é essencialmente
agrícola.

Dados dos equipamentos educacionais municipais

Modalidade Equipamentos Alunos atendidos Docentes


CEI 62 1.287 75
EMEI 69 1.286 126
1º ano 593
2º ano 683
Fund. I 3º ano 82 778 133
4º ano 775
EMEF 5º ano 758
6º ano 874
7º ano 722
Fund. II 51 273
8º ano 645
9º ano 639
I 79
Alfabetização
II 55
EJA* 0 13
I 110
Básica
II 98
* Não possui equipamento próprio, sendo que as aulas são ministradas no período noturno nas EMEF’s.

2. Contextualização

A taxa de escolarização é adequada (96,8%) entre jovens de 6 a 14 anos, o Ideb de


2019 foi de 4,4 nos anos iniciais, e 3,5 nos anos finais. Grande parte dos alunos residem a
área rural, certa de 70% tem acesso a celulares/smartphones, mas apenas 30% tem acesso à
internet

FARIA, D. S. MAIO/2020
2. Objetivos

Durante o regime especial de aulas não presenciais, em razão da COVID-19 (Corona


Virus Disease), as instituições de ensino da rede municipal de ensino de Bom Jardim deverão:

- Garantir a continuidade do processo de aprendizado, por meio do acesso aos conteúdos e


aulas a distância, com foco na educação integral do aluno;
- Disponibilizar orientações pedagógicas diversificadas para o atendimento dos estudantes
durante o regime especial de aulas não presenciais;
- Reorganizar o conteúdo curricular, garantindo as aprendizagens essenciais a cada nível,
etapa e modalidade, minimizando os prejuízos acadêmicos.
- Conscientizar os educandos a respeito da pandemia, e medidas de prevenção de contágio e
disseminação.

3. Cronograma

Para apoiar a continuidade da aprendizagem dos estudantes durante o período de


distanciamento social, será necessária a retomada das atividades escolares, mas de forma não
presencial. Desta forma, a SME, estabeleceu no calendário escolar:
- 22 de abril: reunião setorial com as equipes gestoras para orientação sobre as novas
diretrizes para o regime especial de aulas não presenciais;
- 23 a 24 de abril: formação dos gestores e docentes para o uso das plataformas digitais;
- 20 a 30 de abril: replanejamento escolar, para preparação o início das atividades a distância a
partir de 04/05;
- A partir do dia 04/05 os coordenadores pedagógicos devem retomar, à distância, as
atividades de formação docente;

Reunião de apoio pedagógico setorial com Divisão Pedagógica (DIPED):


- EJA: as 14h as 16h todas as quintas-feiras, a partir de maio;
- CEI: as 10h as 11h dos dias 06/05 e 20/05;
- EMEI as 10h as 11h dos dias 13/05 e 27/05.
- Fundamental I: as 13h as 15h dos dias 06/05 e 20/05;

FARIA, D. S. MAIO/2020
- Fundamental II: as 13h as 15h dos dias 13/05 e 27/05.

4. Conteúdos

Cada unidade de ensino vai construir seu plano de ação para o regime especial de
aulas não presenciais, identificando as atividades que serão desenvolvidas, objetivos,
metodologias e ferramentas utilizadas, estratégias de acompanhamento e avaliação dos
estudantes, professores envolvidos e carga horária destinada para cada atividade.
Entre as atividades a serem promovidas durante o regime estão: o desenvolvimento de
competências e habilidades conforme o Currículo da Cidade; a aprendizagem colaborativa; o
desenvolvimento de atitudes, capacidades e valores que promovam a criatividade, inovação,
organização, planejamento, responsabilidade, liderança, colaboração, visão de futuro,
assunção de riscos, resiliência e curiosidade científica, entre outros e a apropriação e
utilização das linguagens das tecnologias digitais.
Quanto ao Atendimento Educacional Especializado (AEE), os professores devem
revisar, orientar e organizar, junto ao regente, o planejamento das atividades, com estratégias
diversificadas, articuladas às competências, habilidades e adaptações curriculares, a fim de
dar continuidade ao desenvolvimento dos estudantes.
Durante a execução do regime especial de aulas não presenciais, as atividades
propostas deverão ter caráter interdisciplinar, atendendo as premissas da equidade, da
colaboração, inovação, ética e transparência.

- Educação Infantil: atividades que potencializem as dimensões do desenvolvimento infantil,


trazendo ganhos cognitivos, afetivos e de sociabilidade. Focado nas ações do dia a dia, que
são extremamente ricas e podem ser fonte de inúmeros aprendizados.
- Ensino Fundamental Anos Iniciais (1º ao 3º ano): atividades que desenvolvam a
coordenação motora, a aquisição do sistema de escrita e habilidades matemáticas; acesso a
aplicativos e jogos; programas educativos de televisão;
- Ensino Fundamental Anos Iniciais (4º e 5º ano): atividades que fortaleçam as competências
de leitura, escrita e matemática.
- Ensino Fundamental Anos Finais (6º ano 9º): atividades que fortaleçam as competências de
leitura, escrita e matemática.

FARIA, D. S. MAIO/2020
- Educação de Jovens e Adultos – EJA: atividades que priorizem a aquisição do sistema de
escrita alfabética e desenvolvimento do letramento matemático, contextualizado pelos temas
contemporâneos transversais.

No início do processo é crucial focar as primeiras atividades na retomada das


aprendizagens anteriores, especialmente aquelas que são essenciais para a continuidade do
processo de aprendizagem dos estudantes. Escolas e professores têm autonomia para
prosseguir de acordo com o conhecimento de seus alunos, adequando à realidade de cada
contexto, modalidade e à proposta pedagógica da escola

5. Estratégias e Planejamento

O regime especial de aulas não presenciais será ofertado no âmbito das escolas da rede
pública municipal de Bom Jardim, nos níveis, etapas e modalidades da Educação Básica,
considerando os objetos de conhecimento dispostos neste documento.
A escola deverá manter um canal de diálogo contínuo entre estudantes, professores e
gestores sobre as ações implementadas durante o regime especial de aulas não presenciais,
com o objetivo de avaliar a efetividade nos processos de ensino e aprendizagem. Orientamos
que diante da impossibilidade de comunicação pelos canais/plataformas oficiais, que as
unidades de ensino estabeleçam o uso de outros meios/canais, que se adequem mais as
necessidades dos alunos e de seus familiares, a fim de fortalecer a parceria entre a escola e
comunidade, garantindo a adesão as ações educativas durante a pandemia.
O plano de ação terá como centro os Cadernos de Aprendizagem, que serão retirados
pelos familiares na escola. Os docentes deverão pautar suas aulas no Currículo da Cidade,
utilizando os Cadernos de Aprendizagem e as aulas transmitidas pelo canal de televisão como
ponto de partida para as aulas, orientações e atividades disponibilizadas na plataforma
educacional.
O Plano Emergencial prevê a instituição de aulas assíncronas e síncronas, as aulas
assíncronas serão criadas em parceria com a SEE, por meio do programa “Aula em Casa”,
junto ao Centro de Mídias e a TV Diário, que disponibilizará aulas em canais de televisão
aberta. Já as aulas síncronas, serão mediadas pelos docentes das unidades de ensino, por meio
da plataforma Google Classroom.

Programação canal

FARIA, D. S. MAIO/2020
Dias da Semana
Período Horário
Segunda Terça Quarta Quinta Sexta
08h – 10h EF- 4 EF-4 EF-4 EF-4 EF-4
Matutino
10h - 12h EF-3 EF-3 EF-3 EF-3 EF-3
12h – 13h EI EI EI EI EI
13h – 15h EF-2 EF-2 EF-2 EF-2 EF-2
Vespertino
15h – 17h EF-1 EF-1 EF-1 EF-1 EF-1
17h – 19h EF-1 EF-2 EI EF-3 EF-4
Noturno 19h – 21h EJA EJA EJA EJA EJA
EI (crianças de 0 a 5 anos e 11 meses) EF-1 (1º ao 3º ano), EF-2 (4º e 5º ano), EF-3 (6º e7º ano), EF-4 (8º e 9º), EJA (Alfabetização e
Básica).

A programação de televisão aberta, as aulas também serão disponibilizadas na


Plataforma Google Classroom, onde o professor poderá se comunicar e orientar os alunos
durante as atividades. Todos os materiais também serão disponibilizados na Secretaria
Municipal de Educação (https://sabermais.sme.bj.gov.br/).
Considerando que apesar de possuírem os aparelhos, a grande maioria dos alunos não
possui acesso à internet, visto isso, a SME, junto com a SEE, estabeleceu uma parceria com as
operadoras de telefonia móvel, para que os uso de dados não seja cobrado durante o uso dos
aplicativos educacionais indicados pela SME.
Para a Educação Infantil a SME firmou parceria com a ONG laboratório do Saber para
criar o projeto “Aprender dentro e fora da escola”, que irá produzir conteúdo educacional
voltado às famílias de bebês e crianças, através das redes sociais da SME (Instagram,
YouTube, Facebook)
O acompanhamento e orientação dos gestores escolares na condução dos trabalhos,
previstos para o período do regime especial das aulas não presenciais, se dará por meio de
plataformas digitais, nas quais serão disponibilizados materiais (vídeos, tutorias e arquivos)
para formação e realização das reuniões setoriais, com os coordenadores pedagógicos, a fim
de acompanhar o andamento das ações pedagógicas. As reuniões serão realizadas
semanalmente para a modalidade EJA, considerando as especificidades da modalidade e os
altos índices de evasão, como forma de garantir a continuidade do aluno, para as demais
modalidades o acompanhamento será realizado quinzenalmente. Todavia, orientamos os
gestores a manter o contato regular com a equipe docente, para garantir a continuidade das
ações.

6. Avaliação

FARIA, D. S. MAIO/2020
Compreende-se que a avaliação dos alunos é indispensável no processo de ensino-
aprendizagem, pois mede a evolução de cada aluno e comprova a efetividade da metodologia
de ensino. Para alcançar toda a potencialidade, o processo avaliativo precisa se contínuo e
diversificado, tanto em metodologia quanto em ferramentas.
Durante o regime, as unidades de ensino deverão adotar a avaliação qualitativa,
considerando a evolução do aluno, em termo de consolidação dos conhecimentos
procedimentais, atitudinais e conceituais. É importante que os professores utilizem diferentes
instrumentos de avaliação para acompanhar o processo de aprendizagem e incentivar o
comprometimento com os estudos por parte dos alunos, tais como: a realização dos roteiros de
atividades; projetos ou pesquisas; AAP; instrumentos de forma discursiva; observação da
participação e engajamento; e autoavaliação.
No entanto, salientamos que nenhum estudante deve ser prejudicado em sua avaliação
por não ter acesso a computador, internet ou outros recursos. Para estes casos a escola deverá
realizar atividades adicionais de apoio pedagógico e avaliações, durante e após o retorno das
aulas.
Além disso, cabe as escolas registrar, de forma detalhada, e arquivar as comprovações
que demonstram as atividades escolares realizadas fora da escola, a fim de que possam ser
autorizadas a compor carga horária de atividade escolar obrigatória a depender da extensão da
suspensão das aulas presenciais durante o presente período de emergência,

FARIA, D. S. MAIO/2020
REFERÊNCIAS

ALAGOAS. Secretaria de Estado de Educação. Portaria 4.904/2020 – Estabelece o regime


especial de atividades escolares não presenciais nas Unidades de Ensino da Rede Pública
Estadual de Alagoas, como parte das medidas preventivas à disseminação do Coronavírus
(COVID-19). Imprensa Oficial AL: Maceió, 2020. Disponível em:
http://www.educacao.al.gov.br/images/DOEAL-07_04_2020-portaria_Seduc.pdf. Acesso em
12 de maio de 2020.

AMAZONAS. Secretaria de Estado de Educação e Desporto. Diretrizes Pedagógicas para o


Regime Especial de aulas não presenciais. / Secretaria Executiva Adjunta Pedagógica.
Departamento de Políticas e Programas Educacionais. Manaus: Seduc, 2020. Disponível em:
http://www.educacao.am.gov.br/wp-content/uploads/2020/03/DIRETRIZES-PEDAGoGICAS
-23.03.pdf. Acesso em 09 de maio de 2020

IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas. Panorama: Cidades 2019. Brasília:


IBGE, 2019. Disponível em: Fonte: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ma/bom-
jardim/panorama. Acesso em 09 de maio de 2020.

SÃO PAULO (Estado). Secretaria da Educação do Estado de São Paulo. Documento


Orientador Atividades a distância. São Paulo: SEE, 2020. Disponível em
http://www.escoladeformacao.sp.gov.br/portais/Portals/84/docs/pdf/documento-orientador-
atividades-escolares-nao-resenciais. pdf. Acesso em 10 de maio de 2020.

FARIA, D. S. MAIO/2020