Você está na página 1de 12

AIC VESTIBULARES E REFORÇO ESCOLAR Biologia ENEM

Professor: Rubens Herbert Tema: Citologia


E-mail: rubensherbert@outlook.com Membrana e Citoplasma
1) Seres Procariontes eucarióticas, ou seja, com um núcleo celular rodeado por uma
membrana (DNA compartimentado, consequentemente separado do
Procariontes (originado do latim pro- primitivo e carionte - relativo citoplasma) e com vários organelos. No núcleo está contida a maior
à carioteca) são organismos unicelulares na sua vasta maioria e não parte do material genético, o DNA, enquanto uma parte menor está
apresentam seu material genético delimitado por uma contida nos mitocôndrios. Seu DNA está associado a proteínas
membrana. histónicas.
Esta definição engloba todos os organismos dos domínios Bacteria Os eucariotas são, portanto, os organismos vivos unicelulares ou
e Archaea. Tais células possuem diversas outras diferenças se pluricelulares constituídos por células dotadas de núcleo,
compararmos com as células eucarióticas. As células procarióticas distinguindo-se dos procariotas (grupo parafilético), cujas células
não possuem a maior parte das organelas (o ribossomo é são desprovidas de um núcleo bem diferenciado.
presente), seu DNA é cíclico. Este nome tem origem grega onde
karyon, significa núcleo, combinado com o prefixo pro-, que Variam desde organismos unicelulares até gigantescos organismos
significa anterior. Células com um núcleo são chamadas eucariontes, multicelulares, nos quais as células se diferenciam e desempenham
onde o prefixo eu- significa bom ou verdadeiro. funções diversas, não sobrevivendo isoladamente. Os eucariotas
compartilham uma mesma origem, e por isso são agrupados numa
O DNA dos procariontes, geralmente composto por um único hierarquia taxonômica superior ao reino: o domínio ou império,
cromossoma circular, encontra-se localizado numa zona chamada dependendo de como cada autor encara a origem dos eucariotas.
nucleóide no citoplasma. Este não constitui, no entanto, um
verdadeiro núcleo. Também pode existir DNA sob a forma de anéis, As formas vivas que não fazem parte do domínio Eukariota são
os plasmídeos. Os mesossomos, invaginações na membrana aquelas incluídas nos reinos Bacteria e Archaea (anteriormente
citoplasmática, estão incluídos na composição dos procariotos. denominadas arqueobactérias), ou seja, os seres vivos com células
procarióticas. Também há os vírus, que são seres acelulados
Os procariontes apresentam metabolismos muito diversificados, o
que é refletido na sua capacidade de colonização de diferentes
ambientes, tais como tratos digestivos de animais, ambientes
vulcânicos, ambientes salobros, etc. Apesar de não possuírem
organelas celulares, podem conduzir seus processos metabólicos na
membrana celular. A maioria possui parede celular, algo que não
acontece com certos tipos de células eucarióticas (como as dos
animais).
São unicelulares em sua grande maioria (a exceção é a
Magnetoglobus multicellularis). A forma mais comum de
reprodução é assexuadamente por fissão binária. Outras formas de
recombinação de DNA entre procariontes incluem a transformação
e a transdução. Estas podem ocorrer entre organismos de diferentes
géneros, emprestando características de um gênero a outro diferente.
Um exemplo deste processo, chamado de transgênese, é a aquisição
de resistência a antibióticos através da transferência de plasmídeos
contendo genes que conferem essa resistência.
A espécie bacteriana Escherichia coli se destaca como organismo
modelo e como ferramenta biológica para pesquisas científicas.

2) Seres Eucariontes
O domínio taxonômico Eukariota, Eukaria, Eukarya, Eukaryota,
também referido como eucariotas ou eucariontes (do grego ευ,
translit.: eu, "bom, perfeito"; e κάρυον, translit.: karyon, noz ou
amêndoa, núcleo) inclui todos os seres vivos com células
1
A Fórmula do Sucesso!
AIC VESTIBULARES E REFORÇO ESCOLAR Biologia ENEM
Professor: Rubens Herbert Tema: Citologia
E-mail: rubensherbert@outlook.com Membrana e Citoplasma
3) Membrana Plasmática Por outro lado, a membrana celular não é, nem um corpo rígido, nem
homogêneo – é muitas vezes descrita como um fluido bidimensional
A membrana plasmática, membrana celular ou plasmalema é a
e tem a capacidade de mudar de forma e invaginar-se para o interior
estrutura que delimita todas as células vivas, tanto as procarióticas
da célula, formando alguns dos seus organelos.
como as eucarióticas. Ela estabelece a fronteira entre o meio
intracelular, o citoplasma, e o ambiente extracelular, que pode ser a Mesmo nas membranas não biológicas, como as de plástico ou
matriz dos diversos tecidos. celulose, há moléculas que as conseguem atravessar, em
determinadas condições. Dependendo das propriedades da
Estudos com membranas plasmáticas isoladas revelam que seus
membrana e das moléculas (ou átomos ou íons) em presença, o
componentes mais abundantes são fosfolipídios, colesterol e
transporte através das membranas classifica-se em:
proteínas. É por isso que se costumam dizer que as membranas
plasmáticas têm constituição lipoprotéica. • Transporte passivo – quando não envolve o consumo de
A disposição das moléculas na membrana plasmática foi elucidada energia do sistema, sendo utilizada apenas a energia
recentemente, sendo que os lipídios formam uma camada dupla e cinética das moléculas; a movimentação dá-se a favor do
contínua, no meio da qual se encaixam moléculas de proteína. A gradiente de concentração.
dupla camada de fosfolipídios é fluida, de consistência oleosa, e as • Transporte ativo – quando o transporte das moléculas
proteínas mudam de posição continuamente, como se fossem peças envolve a utilização de energia pelo sistema; no caso da
de um mosaico. Esse modelo foi sugerido por dois pesquisadores, célula viva, a energia utilizada é na forma de Adenosina
Singer e Nicholson, e recebeu o nome de Modelo Mosaico Fluido. trifosfato (ATP); a movimentação das substâncias dá-se
contra o gradiente de concentração.
3.1) Transporte passivo
O interior das células – o citoplasma – é basicamente uma solução
aquosa de sais e substâncias orgânicas. O transporte passivo de
substâncias na célula pode ser realizado através de difusão ou por
osmose.
A difusão se dá quando a concentração interna de certa substância
(soluto) é menor que a externa, e as partículas tendem a entrar na
célula. Quando a concentração interna é maior, as substâncias
tendem a sair. A difusão pode ser auxiliada por enzimas permeáveis
sendo classificada difusão facilitada. Quando não há ação de
enzimas, é chamada difusão simples.

A membrana celular é responsável pela manutenção de uma


substância do meio intracelular, que é diferente do meio extracelular,
e pela recepção de nutrientes e sinais químicos do meio extracelular.
Para o funcionamento normal e regular das células, deve haver a
seleção das substâncias que entram e o impedimento da entrada de
partículas indesejáveis, ou ainda, a eliminação das que se encontram
no citoplasma. Por ser o componente celular mais externo e possuir
receptores específicos, a membrana tem a capacidade de reconhecer
outras células e diversos tipos de moléculas, como hormônios.
As membranas celulares possuem mecanismos de adesão, de
vedação do espaço intercelular e de comunicação entre as células.
Os microvilos ou microvilosidades são muito frequentes e
aumentam a superfície celular.
Não confundir a membrana celular com a parede celular (das células
vegetais, por exemplo), que tem uma função principalmente de
proteção mecânica da célula. Devido à membrana citoplasmática
não ser muito forte, as plantas possuem a parede celular, que é mais
resistente.
A membrana celular é uma camada fina e altamente estruturada de
moléculas de lípidos e proteínas, organizadas de forma a manter o
potencial eléctrico da célula e a controlar o que entra e sai da célula
(permeabilidade seletiva da membrana). Muitas vezes, esta
membrana contém proteínas receptoras de moléculas específicas, os
Receptores de membrana, que servem para regular o comportamento
da célula e, nos organismos multicelulares, a sua organização em
tecidos (ou em colónias).

2
A Fórmula do Sucesso!
AIC VESTIBULARES E REFORÇO ESCOLAR Biologia ENEM
Professor: Rubens Herbert Tema: Citologia
E-mail: rubensherbert@outlook.com Membrana e Citoplasma
No que se refere à osmose, quando a concentração externa de heterofágico, também chamado de lissosomo secundário. Nesse
substâncias é maior que a interna, parte do líquido citoplasmático vacúolo, parte das substâncias são digeridas e transformadas em
tende a sair fazendo com que a célula murche - plasmólise. Quando moléculas menores que atravessam a membrana e se espalham no
a concentração interna é maior, o líquido do meio externo tende a citosol. A outra parte não digerida permanece no vacúolo, que agora
entrar na célula, dilatando-a - Turgência, entretanto existe ainda a passa a ser vacúolo ou corpo residual. A clasmocitose termina
situação em que a célula murcha e depois por motivos externos volta quando o vacúolo residual se funde à membrana plasmática da célula
a obter sua quantidade normal de água, então esse fato é chamado de e expulsa o seu conteúdo para o meio externo.
Deplasmólise, ou seja, uma plasmolise inversa. Neste caso, se a
diferença de concentração for muito grande, pode acontecer que a
célula estoure. As células que possuem vacúolos são mais resistentes
à diferença de concentração, pois estas organelas, além de outras
funções, agem retendo líquido.

3.3) Parede Celular


A parede celular é uma camada muito resistente, flexível e
ocasionalmente rígida. Está presente em células vegetais, bactérias
e fungos. As células animais, não possuem parede celular. A parede
celular envolve a membrana celular e fornece à célula suporte
3.2) Transporte ativo estrutural e proteção. Além disso, ela atua como filtro para a célula.
O transporte ativo através da membrana celular é primariamente Uma das principais funções da parede celular é atuar como vaso de
realizado pelas enzimas ATPases, como a importante bomba de pressão, evitando a Citólise (morte da célula) quando água entra na
sódio e potássio, que tem função de manter o potencial elétrico das célula. A parede celular está presente em plantas, fungos, células
células. procarióticas.

Muitas células possuem uma ATPase do cálcio que opera as Nas plantas, a parede celular é composta basicamente pelo
concentrações intracelulares baixas de cálcio e controla a polissacarídeo celulose, formando a parede celulósica. Na maioria
concentração normal (ou de reserva) deste importante mensageiro dos fungos, a parede é formada por quitina, podendo apresentar
secundário. Uma outra enzima atua quando a concentração de cálcio celulose.
sobe demasiadamente. Isto mostra que um íon pode ser transportado
por diferentes enzimas, que não se encontram permanentemente
ativas.
Há ainda dois processos em que, não apenas moléculas específicas,
mas a própria estrutura da membrana celular é envolvida no
transporte de matéria (principalmente de grandes moléculas) para
dentro e para fora da célula:
• endocitose – em que a membrana celular envolve
partículas ou fluido do exterior - fagocitose ou pinocitose
- e a transporta para dentro, na forma duma vesícula; e
• exocitose – em que uma vesícula contendo material que
deve ser expelido se une à membrana celular, que depois
expele o seu conteúdo. A exocitose pode se subdividir em
Clasmocitose, defecação celular, ou Clasmatose quando
resíduos provenientes da digestão intracelular realizado
pelas células é eliminado, e em secreções quando a célula 3.4) Glicocálix
descarrega substâncias no meio externo. O Glicocálix é uma matriz extracelular, uma camada externa à
Nos seres humanos e animais, a secreção serve como meio que o membrana, presente formada por glicolipídios, esfingolipídios,
corpo possui de eliminar resíduos metabólicos celulares que ainda glicoproteínas e proteoglicanos. Protege a célula contra agressões
tem importância funcional. físicas e químicas, retém nutrientes e enzimas e participa do
reconhecimento celular e reconhecimento intercelular, uma vez que
Através da fusão entre o lisossomos primários e bolsas formadas na
fagocitose ou pinocitose, forma-se o vacúolo digestório
3
A Fórmula do Sucesso!
AIC VESTIBULARES E REFORÇO ESCOLAR Biologia ENEM
Professor: Rubens Herbert Tema: Citologia
E-mail: rubensherbert@outlook.com Membrana e Citoplasma
diferentes células possuem diferentes glicocálix e diferentes material conseguido através da autodigestão é mandado, através da
glicídios. circulação, para outras partes do corpo do animal, onde é
aproveitado para o desenvolvimento.
Possui dois tipos de constituintes:
Lisossomos e morte celular - Assim que a célula morre, os
Variáveis: como as glicoproteínas e as glicosaminoglicanas, que são
lisossomos se rompem aos poucos, libertando suas enzimas; estas,
primeiramente secretadas pela membrana plasmática e depois
evidentemente, aceleram o processo de degradação do material
aderidas por ela;
celular (autólise), simultaneamente à ação das bactérias da
Constantes: como a porção glicídica de glicoproteínas e decomposição.
glicolipídeos.
Armazena substâncias químicas essenciais para a manutenção da
Suas principais funções são de proteção, barreira de difusão, vida.
enzimática, antigênica – só a porção constante – adesiva, inibição
4.1) Citoplasma em Procariontes
por contato, reconhecimento celular e definição de um ambiente
especial, com pH, força iônica e carga elétrica próprios. O glicocálix As células procariontes (do latim pro - primeiro e cario - núcleo)
pode atuar como proteção contra certos tipos de vírus. podem ser definidas, grosso modo, como as células que não possuem
material genético delimitado por um envoltório nuclear. Isso quer
A membrana plasmática é rica em moléculas proteicas e lipídicas
dizer que seu material genético está disperso no citoplasma.
contendo glicídios. Estas moléculas ricas em glicídeos constituem o
glicocálix. Presente na maioria das células animais, e a parede A principal característica de uma célula procarionte é a ausência de
celulósica, presente em células de plantas e de algumas algas. um núcleo delimitado. Nessas células, observa-se apenas um local
(nucleoide) contendo DNA circular (DNA cromossômico) não
associado a proteínas histonas. Podem existir ainda pequenas
moléculas de DNA livres no citoplasma, conhecidas como
plasmídeos, que são capazes de se reproduzir independentemente
do DNA cromossômico.
Essas células destacam-se também pela ausência de organelas
membranosas, como retículo endoplasmático e complexo golgiense.
Nessas células são encontrados apenas ribossomos, organelas
relacionadas com o processo de síntese proteica. Apesar de ser uma
organela presente em células eucariontes e procariontes, nesses
últimos, apresenta um menor tamanho.
4) Citoplasma
O citoplasma é o espaço intracelular entre a membrana plasmática e
o envoltório nuclear em seres eucariontes, enquanto nos procariontes
corresponde à totalidade da área intracelular. O citoplasma é
preenchido por uma matéria coloidal e semi-fluida denominada
citosol, na qual estão suspensos os organelos celulares. Nos
eucariontes, em oposição ao protoplasma, o citoplasma não inclui o
núcleo celular, cujo interior é formado por nucleoplasma. No geral,
o citoplasma é tudo o que compreende a célula menos o núcleo e a
membrana plasmática.
O movimento de íons de cálcio para dentro e para fora do citoplasma
é considerado ser uma sinalização de atividade dos processos
metabólicos.
Além de servir de meio das reações metabólicas vitais (glicólise
anaeróbia e a síntese proteica), é onde se localizam as mitocôndrias
e o citoesqueleto, este mantendo a consistência e a forma da célula.
É também o local de armazenamento de substâncias químicas
indispensáveis à vida.
As enzimas lisossômicas são produzidas no retículo endoplasmático Como as células procariontes não apresentam organelas
granuloso, passam para o complexo de golgi, onde são empacotadas membranosas, as mitocôndrias, relacionadas com o processo de
e liberadas na forma de vesículas (lisossomos primários). Quando respiração celular, estão ausentes. Assim sendo, as moléculas da
uma partícula de alimentos é englobada por endocitose, forma-se um cadeia respiratória em procariontes estão presentes na membrana
vacúolo alimentar, e um ou mais lisossomos fundem-se no interna da membrana plasmática, e não nas mitocôndrias.
fagossomo, despejando enzimas digestivas nele. Assim forma-se o As células procariontes não apresentam também citoesqueleto, uma
vacúolo digestivo, e as moléculas provenientes da digestão se espécie de rede formada por filamentos proteicos. A ausência de
fundem no citoplasma. O vacúolo cheio de resíduos é chamado de citoesqueleto impede a realização dos processos de endocitose e
vacúolo residual. exocitose, uma vez que é essa rede que garante a movimentação das
Lisossomos e desenvolvimento - Em alguns casos, para vesículas.
desenvolvimento de um corpo (como no caso do girinos), as células Nas células procariontes, pode haver ainda uma parede celular rica
promovem autodigestão através do rompimento de seus lisossomos, em peptidoglicanos e a presença de fímbrias, pequenos
o que é chamado de apoptose (morte celular programada). O prolongamentos filamentosos. A função das fímbrias é garantir a

4
A Fórmula do Sucesso!
AIC VESTIBULARES E REFORÇO ESCOLAR Biologia ENEM
Professor: Rubens Herbert Tema: Citologia
E-mail: rubensherbert@outlook.com Membrana e Citoplasma
fixação da célula procarionte na célula hospedeira e ajudar no substâncias tóxicas, modificando-as ou destruindo-as, de modo a não
processo de conjugação. causarem danos ao organismo. É a atuação do retículo das células
Poucos organismos possuem células procariontes. Atualmente essas hepáticas que permite eliminar parte do álcool, medicamentos e
células podem ser encontradas apenas em bactérias e algas azuis, outras substâncias potencialmente nocivas que ingerimos.
também conhecidas como cianobactérias. Todos os outros
organismos, tais como protozoários, fungos, plantas e animais, Dentro das bolsas do retículo liso também pode haver
possuem células do tipo eucarionte. armazenamento de substâncias. Os vacúolos das células vegetais,
por exemplo, são bolsas membranosas derivadas do retículo que
4.2) Citoplasma em Eucariontes crescem pelo acúmulo de soluções aquosas ali armazenadas.
A principal diferença entre uma célula procarionte e eucarionte é o
envoltório nuclear, presente apenas nas eucariontes. Essas últimas
células também se diferenciam por apresentarem citoesqueleto e
organelas celulares membranosas, além de não apresentarem
plasmídeos nem fímbrias.

4.5) Complexo de Golgi


4.3) Retículo Endoplasmático Rugoso ou Granuloso
O aparelho de Golgi está presente em praticamente todas as células
O retículo endoplasmático rugoso (RER), também chamado de eucariontes, e consiste de bolsas membranosas achatadas,
ergastoplasma, é formado por sacos achatados, cujas membranas empilhadas como pratos. Cada uma dessas pilhas recebe o nome de
têm aspecto verrugoso devido à presença de grânulos – os dictiossomo. Nas células animais, os dictiossomos geralmente se
ribossomos – aderidos à sua superfície externa (voltada para o encontram reunidos em um único local, próximo ao núcleo. Nas
citosol). células vegetais, geralmente há vários dictiossomos espalhados pelo
O retículo endoplasmático atua como uma rede de distribuição de citoplasma.
substâncias no interior da célula. No líquido existente dentro de suas O aparelho de Golgi atua como centro de armazenamento,
bolsas e tubos, diversos tipos de substâncias se deslocam sem se transformação, empacotamento e remessa de substâncias na célula.
misturar com o citosol. Muitas das substâncias que passam pelo aparelho de Golgi serão
O retículo endoplasmático rugoso, graças à presença dos eliminadas da célula, indo atuar em diferentes partes do organismo.
ribossomos, é responsável por boa parte da produção de proteínas da É o que ocorre, por exemplo, com as enzimas digestivas produzidas
célula. As proteínas fabricadas nos ribossomos do RER penetram e eliminadas pelas células de diversos órgãos (estômago, intestino,
nas bolsas e se deslocam em direção ao aparelho de Golgi, passando pâncreas etc.). Outras substâncias, tais como o muco que lubrifica as
superfícies internas do nosso corpo, também são processadas e
pelos estreitos e tortuosos canais co retículo endoplasmático liso.
eliminadas pelo aparelho de Golgi. Assim, o principal papel dessa
4.4) Retículo Endoplasmático Liso estrutura citoplasmática é a eliminação de substâncias que atuam
fora da célula, processo genericamente denominado secreção
O retículo endoplasmático liso (REL) é formado por estruturas celular.
membranosas tubulares, sem ribossomos aderidos, e, portanto, de As enzimas digestivas do pâncreas, por exemplo, são produzidas no
superfície lisa. RER e levadas até as bolsas do aparelho de Golgi, onde são
empacotadas em pequenas bolsas, que se desprendem dos
Uma importante função de retículo endoplasmático liso é a produção dictiossomos e se acumulam em um dos pólos da célula pancreática.
de lipídios. A lecitina e o colesterol, por exemplo, os principais Quando chega o sinal de que há alimento para ser digerido, as bolsas
componentes lipídicos de todas as membranas celulares são cheias de enzimas se deslocam até a membrana plasmática, fundem-
produzidos no REL. Outros tipos de lipídios produzidos no retículo se com ela e eliminam seu conteúdo para o meio exterior.
liso são os hormônios esteróides, entre os quais estão a testosterona
A produção de enzimas digestivas pelo pâncreas é apenas um entre
e os estrógeno, hormônios sexuais produzidos nas células das muitos exemplos do papel do aparelho de Golgi nos processos de
gônadas de animais vertebrados. secreção celular. Praticamente todas as células do corpo sintetizam
e secretam uma grande variedade de proteínas que atuam fora delas.
O retículo endoplasmático liso também participa dos processos de
desintoxicação do organismo. Nas células do fígado, o REL, absorve É responsável pela produção dos lisossomos.

5
A Fórmula do Sucesso!
AIC VESTIBULARES E REFORÇO ESCOLAR Biologia ENEM
Professor: Rubens Herbert Tema: Citologia
E-mail: rubensherbert@outlook.com Membrana e Citoplasma
identificadas e enviadas para uma região especial do aparelho de
Golgi, onde são empacotadas e liberadas na forma de pequenas
bolsas.
Os lisossomos são organelas responsáveis pela digestão
intracelular, incluindo a autofagia, a apoptose e a necrose celular.
As bolsas formadas na fagocitose e na pinocitose, que contêm
partículas capturadas no meio externo, fundem-se aos lisossomos,
dando origem a bolsas maiores, onde a digestão ocorrerá.

Formas a cabeça dos espermatozoides (acrossomo). O aparelho de


Golgi desempenha um papel importante na formação dos
espermatozoides. Estes contêm bolsas repletas de enzimas
(Exemplo de apoptose)
digestivas, que irão perfurar as membranas do óvulo e permitir a
fecundação. A bolsa de enzimas do espermatozoide maduro, As bolsas originadas pela fusão de lisossomos com fagossomos ou
originada no aparelho de Golgi, é o acrossomo (do grego acros, alto, pinossomos são denominadas vacúolos digestivos; em seu interior,
topo, e somatos, corpo), termo que significa “corpo localizado no as substâncias originalmente presentes nos fagossomos ou
topo do espermatozoide”. pinossomos são digeridas pelas enzimas lisossômicas.
4.7) Peroxissomos
● Organelas ricas em oxidases;

● Função: oxidação de ácidos graxos para as moléculas de


Nas células vegetais o complexo de Golgi participa ativamente da colesterol, liberando H2O2 (peróxido de hidrogênio) e
formação da lamela média, a primeira membrana que separa duas H20;
células recém-originadas na divisão celular. Os dictiossomos
acumulam o polissacarídeo pectina, que é eliminado entre as células
irmãs recém-formadas, constituindo a primeira separação entre elas
e, mais tarde, a lâmina que as mantém unidas.
4.6) Lisossomos
Os lisossomos (do grego lise, quebra, destruição) são bolsas ● Como o peróxido de hidrogênio é tóxico para o corpo, os
membranosas que contêm enzimas capazes de digerir substâncias peroxissomos também o digerem.
orgânicas. Com origem no aparelho de Golgi, os lisossomos estão
presentes em praticamente todas as células eucariontes. As enzimas 4.8) Vacúolo
são produzidas no RER e migram para os dictiossomos, sendo
6
A Fórmula do Sucesso!
AIC VESTIBULARES E REFORÇO ESCOLAR Biologia ENEM
Professor: Rubens Herbert Tema: Citologia
E-mail: rubensherbert@outlook.com Membrana e Citoplasma
Os vacúolos das células vegetais são interpretados com regiões “esqueleto” formado por vários tipos de fibras de proteínas cruza a
expandidas do retículo endoplasmático. Em células vegetais jovens célula em diversas direções, dando-lhe consistência e firmeza.
observam-se algumas dessas regiões, formando pequenos vacúolos
Essa “armação” é importante se lembrarmos que a célula animal é
isolados um do outro. Mas, à medida que a célula atinge a fase
desprovida de uma membrana rígida, como acontece com a
adulta, esses pequenos vacúolos se fundem, formando-se um único,
membrana celulósica dos vegetais.
grande e central, com ramificações que lembram sua origem
reticular. A expansão do vacúolo leva o restante do citoplasma a Entre as fibras protéicas componentes desse “citoesqueleto” podem
ficar comprimido e restrito à porção periférica da célula. Além disso, ser citados os microfilamentos de actina, os microtúbulos e os
a função do vacúolo é regular as trocas de água que ocorrem na filamentos intermediários.
osmose.
Os microfilamentos são os mais abundantes, constituídos da
proteína contráctil actina e encontrados em todas as células
eucarióticas. São extremamente finos e flexíveis, chegando a ter 3 a
6 nm (nanômetros) de diâmetro, cruzando a célula em diferentes
direções , embora concentram-se em maior número na periferia, logo
abaixo da membrana plasmática. Muitos movimentos executados
por células animais e vegetais são possíveis graças aos
microfilamentos de actina.
Os microtúbulos, por sua vez, são filamentos mais grossos, de cerca
de 20 a 25 nm de diâmetro, que funcionam como verdadeiros
andaimes de todas as células eucarióticas. São, como o nome diz,
tubulares, rígidos e constituídos por moléculas de proteínas
conhecidas como tubulinas, dispostas helicoidalmente, formando
um cilindro. Um exemplo, desse tipo de filamento é o que organiza
o chamado fuso de divisão celular. Nesse caso, inúmeros
microtúbulos se originam e irradiam a partir de uma região da célula
conhecida como centrossomo (ou centro celular) e desempenham
papel extremamente importante na movimentação dos cromossomos
Em protozoários de água doce existem vacúolos pulsáteis (também durante a divisão de uma célula.
chamados contráteis), que exercem o papel de reguladores Os filamentos intermediários são assim chamados por terem um
osmóticos. O ingresso constante de água, do meio para o interior da diâmetro intermediário – cerca de 10 nm – em relação aos outros
célula, coloca em risco a integridade celular. A remoção contínua dois tipos de filamentos protéicos. Nas células que revestem a
dessa água mantém constante a concentração dos líquidos celulares camada mais externa da pele existe grande quantidade de um tipo de
e evita riscos de rompimento da célula. É um trabalho que consome filamento intermediário chamado queratina. Um dos papeis desse
energia. filamento é impedir que as células desse tecido se separem ou
rompam ao serem submetidas, por exemplo, a um estiramento.

Os vacúolos digestórios são responsáveis pela digestão intracelular


e surgem do processo de endocitose, no qual o alimento é capturado
pela célula e forma o pinossomo ou fagossomo, ou seja, um vacúolo ● Funções:
com alimento em seu interior. O vacúolo autofágico é um tipo
especial de vácuolo digestivo. Sua função é digerir as estruturas da - Define a forma da célula:
própria célula para reaproveitá-las. - Possibilita o deslocamento de substâncias dentro da célula
(ciclose),
4.9) Citoesqueleto -Movimento celular (amebóide e contração celular);
Quando se diz que o hialoplasma é um fluido viscoso, fica-se com a - Movimento dos cromossomos durante a divisão celular;
impressão de que a célula animal tem uma consistência amolecida e
que se deforma a todo o momento. Não é assim. Um verdadeiro - Movimento de cílios e flagelos.
4.10) Centríolos
7
A Fórmula do Sucesso!
AIC VESTIBULARES E REFORÇO ESCOLAR Biologia ENEM
Professor: Rubens Herbert Tema: Citologia
E-mail: rubensherbert@outlook.com Membrana e Citoplasma
Os centríolos são organelas NÃO envolvidas por membrana e que As mitocôndrias são delimitadas por duas membranas lipoprotéicas
participam do processo de divisão celular. Nas células de fungos semelhantes às demais membranas celulares. Enquanto a membrana
complexos, plantas superiores (gimnospermas e angiospermas) externa é lisa, a membrana interna possui inúmeras pregas – as
e nematoides não existem centríolos. Eles estão presentes na cristas mitocondriais – que se projetam para o interior da organela.
maioria das células de animais, algas e vegetais inferiores como as
A cavidade interna das mitocôndrias é preenchida por um fluido
briófitas (musgos) e pteridófitas (samambaias).
denominado matriz mitocondrial, onde estão presentes diversas
Estruturalmente, são constituídos por um total de nove trios de enzimas, além de DNA e RNA e pequenos ribossomos e substâncias
microtúbulos protéicos, que se organizam em cilindro. necessárias à fabricação de determinadas proteínas.
No interior das mitocôndrias ocorre a respiração celular, processo
em que moléculas orgânicas de alimento reagem com gás oxigênio
(O2), transformando-se em gás carbônico (CO2) e água (H2O) e
liberando energia.

C6H12O6 + O2 -> 6 CO2 + 6 H2O + energia

A energia liberada na respiração celular é armazenada em uma


substância chamada ATP (adenosina trifosfato), que se difunde para
todas as regiões da célula, fornecendo energia para as mais diversas
São autoduplicáveis no período que precede a divisão celular, atividades celulares. O processo de respiração celular será melhor
migrando, logo a seguir, para os pólos opostos da célula. explicado na seção de Metabolismo energético.
Uma das providências que a fábrica celular precisa tomar é a DNA MATERNO: Esta organela, diferentemente das outras, possui
construção de novas fábricas, isto é, a sua multiplicação. Isso carga genética própria, conhecido como DNA mitocondrial
envolve uma elaboração prévia de uma série de “andaimes” (mtDNA). Este não é como o DNA nuclear que possui longas fitas,
protéicos, o chamado fuso de divisão, formado por inúmeros formadas por dupla hélice e que codificam cerca de 100.000 genes,
filamentos de microtúbulos. o mtDNA representa apenas 1 a 2% do DNA celular, em duplo
filamento circular, codificando apenas 37 genes. Acredita-se na
Embora esses microtúbulos não sejam originados dos centríolos e
hipótese endossimbiótica, devido a existência do mtDNA. Esta
sim de uma região da célula conhecido como centrossomo, é
sugere que o surgimento das células eucarióticas se deu com o
comum a participação deles no processo de divisão de uma célula
englobamento das células procarióticas sem ocorrer a digestão, e
animal. Já em células de vegetais superiores, como não existem
estas duas desenvolveram uma relação simbiótica. Não possui
centríolos, sua multiplicação se processa sem eles.
diferença na sua composição química, em relação ao DNA nuclear,
Produzem cílios e flagelos. Os cílios são curtos e podem ser mas possui um código genético apenas seu. Possui genoma haplóide,
relacionados à locomoção e a remoção de impurezas. Nas células por ser apenas de origem materna, não havendo recombinação, pois
que revestem a traquéia humana, por exemplo, os batimentos ciliares se acredita que as mitocôndrias dos espermatozóides são destruídas
empurram impurezas provenientes do ar inspirado, trabalho pelo gameta feminino (óvulo) após a fecundação. Possui também
facilitado pela mistura com o muco que, produzido pelas células da uma região não codificadora que, aparentemente, controla a
traquéia, lubrifica e protege a traquéia. Em alguns protozoários, por replicação e transcrição do mtDNA. Quando comparada com o
exemplo, o paramécio, os cílios são utilizados para a locomoção. genoma nuclear, possui uma alta taxa evolutiva (substituições de
base). Sendo assim, tem sido muito usado em estudos evolutivos
4.11) Mitocôndrias
para a investigação de linhagens antigas.
As mitocôndrias estão imersas no citosol, entre as diversas bolsas e
4.12) Plastos
filamentos que preenchem o citoplasma das células eucariontes. Elas
são verdadeiras “casas de força” das células, pois produzem energia
para todas as atividades celulares.

(Cloroplasto)
Plastos são orgânulos citoplasmáticos encontrados nas células de
plantas e de algas. Sua forma e tamanho variam conforme o tipo de
organismo. Em algumas algas, cada célula possui um ou poucos
plastos, de grande tamanho e formas características. Já em outras
8
A Fórmula do Sucesso!
AIC VESTIBULARES E REFORÇO ESCOLAR Biologia ENEM
Professor: Rubens Herbert Tema: Citologia
E-mail: rubensherbert@outlook.com Membrana e Citoplasma
algas e nas plantas em geral, os plastos são menores e estão presentes e) Na fagocitose a célula engloba partículas sólidas para
em grande número por célula. através da emissão de pseudópodes que as englobam
formando um vacúolo alimentar denominado fagossomo.
Os plastos podem ser separados em duas categorias: cromoplastos
(do grego chromos, cor), que apresentam pigmentos em seu interior.
6) (Mack-2005) Assinale a alternativa correta a respeito da
O cromoplasto mais freqüente nas plantas é o cloroplasto, cujo
membrana lipoprotéica.
principal componente é a clorofila, de cor verde, responsável pela
a) Em bactérias, apresenta uma organização diferente da
fotossíntese. Há também plastos vermelhos, os eritroplastos (do
encontrada em células eucariotas.
grego eritros, vermelho), que se desenvolvem, por exemplo, em
b) Existe apenas como envoltório externo das células.
frutos maduros de tomate. Leucoplastos (do grego leukos, branco),
c) É formada por uma camada dupla de glicoproteínas, com
que não contêm pigmentos e armazenam amido.
várias moléculas de lipídios encrustadas.
d) É rígida, garantindo a estabilidade da célula.
e) Está envolvida em processos como a fagocitose e a
Exercícios de Assimilação
pinocitose.
1) (PUC - RJ-2007) Em relação aos envoltórios celulares,
podemos afirmar que: 7) (UECE-2006) A respeito da plasmalema podemos afirmar,
a) todas as células dos seres vivos têm parede celular. corretamente, que nas células vegetais:
b) somente as células vegetais têm membrana celular. a) a presença de colesterol é tão abundante quanto nas
c) somente as células animais têm parede celular. células animais;
d) todas as células dos seres vivos têm membrana celular. b) tanto elas quanto as células bacterianas possuem reforço
e) os fungos e bactérias não têm parede celular. mecânico denominado parede celular;
c) a citocinese é centrípeta, ao contrário das células
2) (UFC-2002) Que processo, provavelmente, estaria ocorrendo em animais, onde é centrífuga;
grande extensão, em células cuja membrana d) a estrutura de mosaico fluido é inconsistente em virtude
celular apresentasse microvilosidades? da rigidez imposta pela presença da celulose na sua
A) Detoxificação de drogas. constituição.
B) Secreção de esteróides.
C) Síntese de proteínas. 8) (Mack-2007)
D) Catabolismo.
E) Absorção.

3) (UFG-2007) A análise de uma lâmina histológica com


células da escama interna do bulbo de cebola permite a
identificação deste material como sendo de origem vegetal
pela observação de
a) nucléolo e cloroplasto.
b) vacúolo e lisossomo.
c) cloroplasto e parede celulósica.
d) membrana celular e lisossomo.
e) parede celulósica e vacúolo.

4) (Fuvest-2001) Um pesquisador estudou uma célula ao


microscópio eletrônico, verificando a ausência de núcleo e
de compartimentos membranosos. Com base nessas
observações, ele concluiu que a célula pertence a
a) uma bactéria.
b) uma planta.
c) um animal.
d) um fungo.
e) um vírus.
A respeito da célula representada acima, é correto afirmar que
5) (Covest-1997) Assinale a alternativa INCORRETA: a) se essa célula for colocada em um meio hipotônico, a organela 2
a) A difusão simples é um tipo de transporte passivo através vai passar a ocupar a maior parte do volume celular.
da membrana plasmática que ocorre quando existem b) a organela 3 é a única que pode conter pigmentos.
condições de gradiente de concentração sem haver gasto c) a organela 1 é exclusiva desse tipo de célula.
de energia. d) na organela 4 as informações existentes no núcleo da célula são
b) A difusão facilitada utiliza proteínas carregadoras para o traduzidas.
transporte de açúcares simples e aminoácidos através de e) nesse tipo de célula, a presença da organela 3 torna possível a
membrana constituindo, por essa razão, um processo de sua sobrevivência sem a organela 5.
transporte ativo.
c) A membrana plasmática é formada por uma camada 9) (UNIFESP-2008) O uso de vinagre e sal de cozinha em
bimolecular de fosfolipídeos onde estão dispersas uma salada de alface, além de conferir mais sabor, serve
moléculas de proteínas globulares, dispostas como um também para eliminar microorganismos causadores de
mosaico. doenças, como as amebas, por exemplo. O inconveniente
d) Qualquer processo de captura por meio do envolvimento do uso desse tempero é que, depois de algum tempo, as
de partículas é chamado endocitose.
9
A Fórmula do Sucesso!
AIC VESTIBULARES E REFORÇO ESCOLAR Biologia ENEM
Professor: Rubens Herbert Tema: Citologia
E-mail: rubensherbert@outlook.com Membrana e Citoplasma
folhas murcham e perdem parte de sua textura. Esses fenômenos II. A difusão facilitada da molécula “X” acontece quando ela
ocorrem porque atravessa a membrana com o auxílio de proteínas carreadoras, que
a) as amebas morrem ao perderem água rapidamente por a levam contra seu gradiente de concentração.
osmose. Já as células da alface possuem um envoltório que III. Se a molécula “X” for um íon, ela poderá atravessar a
mantém sua forma mesmo quando perdem água por osmose membrana com o auxílio de uma proteína carreadora.
e, por isso, murcham mais lentamente. IV. O transporte ativo da molécula “X” ocorre do meio extracelular
b) tanto as amebas quanto as células da alface não possuem para o citoplasma.
barreiras para a perda de água por difusão simples. Ocorre Assinale a alternativa correta.
que, no caso da alface, trata-se de um tecido e não de um a) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras.
único organismo e, portanto, a desidratação é notada mais b) Somente as afirmativas I e II são verdadeiras.
tardiamente. c) Somente as afirmativas II e IV são verdadeiras.
c) as amebas morrem ao perderem água por osmose, um d) Somente as afirmativas I, III e IV são verdadeiras.
processo mais rápido. Em contrapartida, as células da alface e) Somente a afirmativa III é verdadeira.
perdem água por difusão facilitada, um processo mais lento
e, por isso, percebido mais tardiamente. 12) (UECE-2005) Para serem atravessadas pelos nutrientes,
d) o vinagre, por ser ácido, destrói a membrana plasmática as células intestinais se apresentam:
das amebas, provocando sua morte. No caso da alface, o a) pavimentosas, dando ao nutriente a oportunidade de
envoltório das células não é afetado pelo vinagre, mas percorrer uma pequena distância
perde água por difusão simples, provocada pela presença do b) esféricas, para absorver nutrientes de todas as direções
sal. c) cúbicas, distribuindo o suco entérico uniformemente
e) nas amebas, a bomba de sódio atua fortemente capturando esse d) prismáticas com microvilosidades, para aumentar a
íon presente no sal, provocando a entrada excessiva de água e superfície de absorção dos nutrientes
causando a morte desses organismos. As células da alface não
possuem tal bomba e murcham por perda de água por osmose. 13) (UFSCar-2005) O diagrama apresenta a concentração
relativa de diferentes íons na água (barras claras) e no
10) (VUNESP-2010) Devido à sua composição química –a citoplasma de algas verdes (barras escuras) de uma lagoa.
membrana é formada por lipídios e proteínas– ela é
permeável a muitas substâncias de natureza semelhante.
Alguns íons também entram e saem da membrana com
facilidade, devido ao seu tamanho. No entanto, certas
moléculas grandes precisam de uma ajudinha extra para
entrar na célula. Essa ajudinha envolve uma espécie de
porteiro, que examina o que está fora e o ajuda a entrar.
(Solange Soares de Camargo, in Biologia, Ensino Médio.
1.ª série, volume 1, SEE/SP, 2009.)
No texto, e na ordem em que aparecem, a autora se refere
a) ao modelo mosaico-fluído da membrana plasmática, à As diferenças na concentração relativa de íons mantêm-se
difusão e ao transporte ativo. devido a
b) ao modelo mosaico-fluído da membrana plasmática, à a) osmose.
osmose e ao transporte passivo. b) difusão através da membrana.
c) à permeabilidade seletiva da membrana plasmática, c) transporte passivo através da membrana.
ao transporte ativo e ao transporte passivo. d) transporte ativo através da membrana.
d) aos poros da membrana plasmática, à osmose e à e) barreira exercida pela parede celulósica.
difusão facilitada.
e) aos poros da membrana plasmática, à difusão e à 14) (VUNESP-2005) No esquema estão representadas etapas,
permeabilidade seletiva da membrana. numeradas de 1 a 3, de um importante processo que ocorre
no interior das células, e algumas organelas envolvidas
11) (UFPR-2006) Abaixo, pode-se observar a representação direta ou indiretamente com esse processo.
esquemática de uma membrana plasmática celular e de um
gradiente de concentração de uma pequena molécula “X” ao longo
dessa membrana.

As etapas que correspondem a 1, 2 e 3, respectivamente, e


Com base nesse esquema, considere as seguintes afirmativas: algumas organelas representadas no esquema, estão
I. A molécula “X” pode se movimentar por difusão simples, através corretamente listadas em:
dos lipídios, caso seja uma molécula apolar. a) absorção de aminoácidos, síntese protéica e exportação

10
A Fórmula do Sucesso!
AIC VESTIBULARES E REFORÇO ESCOLAR Biologia ENEM
Professor: Rubens Herbert Tema: Citologia
E-mail: rubensherbert@outlook.com Membrana e Citoplasma
de proteínas; retículo endoplasmático, lisossomo e mitocôndria. a) lisossomos e cloroplastos.
b) fagocitose de macromoléculas, digestão celular e e gestão b) mitocôndrias e complexo de Golgi.
de resíduos; retículo endoplasmático, complexo de Golgi e c) mitocôndrias e cloroplastos.
lisossomo. d) lisossomos e mitocôndrias.
c) fagocitose de sais minerais, fotossíntese e exportação de
20) (ETEs-2007) Um par de esqueletos humanos, datados
compostos orgânicos; cloroplastos e vacúolos.
pelos arqueólogos como sendo do período Neolítico (com 5
d) absorção de oxigênio, respiração celular e eliminação de
ou 6 mil anos), foi encontrado perto de Mantova, Itália,
dióxido de carbono; mitocôndrias e vacúolos.
num eterno abraço.
e) fagocitose de macromoléculas, digestão celular e exportação de
proteínas; mitocôndrias e lisossomos.

15) (UECE-2006) Considere as afirmações abaixo:


I. As membranas biológicas são formadas por fosfolipídios
organizados em duas camadas nas quais se inserem moléculas de
proteínas
II. Os ácidos nucléicos são as maiores moléculas
presentes nas células, constituídas por glicídios, ácidos
fosfóricos e bases nitrogenadas
III. No citoplasma das células procarióticas diversas
organelas encontram-se mergulhadas no citosol, além de
uma complexa rede de tubos e filamentos de proteínas que
constituem o citoesqueleto
IV. A síntese de ácidos graxos, fosfolipídios e de
esteróides ocorre nas bolsas e nos tubos do retículo
endoplasmático liso.
São corretas:
a) I, II e IV
b) II e III
c) I e III O DNA mitocondrial, presente no citoplasma das células, é
d) II, III e IV de herança materna, posto que o citoplasma do zigoto
provém do óvulo. Esse DNA sofre poucas modificações e, por essa
16) (UFV-1996) As mitocôndrias, organelas celulares razão, vem sendo utilizado em muitos estudos
relacionadas com a produção de energia (ATP), estão antropológicos. Se, no caso do achado arqueológico na Itália, for
presentes em: constatado que o DNA das mitocôndrias dos dois esqueletos são
a) células animais e vegetais. diferentes, pode-se concluir que se trata de
b) eucariotos e procariotos. a) mãe e filho.
c) células animais apenas. b) mãe e filha.
d) células vegetais apenas. c) irmão e irmã.
e) procariotos. d) gêmeos fraternos.
17) (PUC-RS-2000) Sabe-se que os mitocôndrios representam e) filhos de mães diferentes.
a célula importantes locais de utilização do oxigênio. Porém, além
deles, temos outras organelas que também utilizam o oxigênio de 21) (UFSCar-2008) Em uma célula vegetal o material
maneira igualmente importante à vida celular, não formando, no genético concentra-se no interior do núcleo, o qual é
entanto, ATP delimitado por uma membrana. Além dessa região, material
O texto acima se refere aos genético também é encontrado no interior do
a) lisossomos. a) retículo endoplasmático e complexo Golgiense.
b) microtúbulos. b) complexo Golgiense e cloroplasto.
c) peroxissomos. c) lisossomo e retículo endoplasmático.
d) microfilamentos. d) lisossomo e mitocôndria.
e) fagossomos. e) cloroplasto e mitocôndria.
22) (PUC-RS-1999) Um biologista, estudando a estrutura de
18) (Unitau-1995) O retículo endoplasmático rugoso é uma célula bacteriana, iria encontrar, como uma organela
responsável pela síntese e transporte de proteínas. No deste tipo celular, o
entanto, a síntese protéica é realizada por grânulos, que a) cloroplasto.
estão aderidos a ele, denominados de: b) retículo endoplasmático liso.
a) mitocôndrias. c) centríolo.
b) ribossomos. d) ribossomo.
c) lisossomos. e) retículo endoplasmático rugoso.
d) cloroplastos.
e) fagossomos. 23) (Fatec-1996) "A silicose é uma doença muito comum
em trabalhadores que lidam com amianto. Um dos componentes do
19) (UECE-2007) Certas organelas produzem moléculas de amianto é a sílica, uma substância inorgânica que forma
ATP e outras utilizam o ATP produzido, pelas primeiras, para a minúsculos cristais que podem se acumular nos pulmões. As
síntese orgânica a partir do dióxido de carbono. Estamos falando,
respectivamente, de
11
A Fórmula do Sucesso!
AIC VESTIBULARES E REFORÇO ESCOLAR Biologia ENEM
Professor: Rubens Herbert Tema: Citologia
E-mail: rubensherbert@outlook.com Membrana e Citoplasma
células dos alvéolos pulmonares afetadas por estes cristais acabam alimentos.
sofrendo autólise". Essa doença está relacionada com organóides b) produzirem ATP com utilização de energia liberada na
citoplasmáticos denominados: oxidação de moléculas orgânicas.
a) plastos. c) consumirem moléculas de ATP na síntese de glicogênio
b) lisossomos. ou de amido a partir de glicose.
c) dictiossomos. d) serem capazes de absorver energia luminosa utilizada na
d) mitocôndrias. síntese de ATP.
e) centríolos. e) produzirem ATP a partir da energia liberada na síntese
de amido ou de glicogênio.
24) (Mack-1997) Células musculares, células glandulares e
células de um microorganismo de água doce, deverão ter
31) (PUC-SP-2003) No interior da célula, o ATP produzido
bem desenvolvidas as seguintes organelas, respectivamente:
em um processo (I) é utilizado na síntese de enzimas digestivas (II)
a) cloroplastos, mitocôndrias e centríolos.
e no mecanismo de digestão de partículas fagocitadas (III). Três
b) complexo de Golgi, retículo endoplasmático liso e
componentes celulares relacionados direta e respectivamente com
lisossomos.
I, II e III são:
c) mitocôndrias, complexo de Golgi e vacúolo contrátil.
a) mitocôndria, ribossomo e lisossomo.
d) retículo endoplasmático rugoso, mitocôndrias e
b) mitocôndria, cromossomo e lisossomo.
complexo de Golgi.
c) cloroplasto, cromossomo e lisossomo.
e) centríolos, vacúolo contrátil e lisossomos.
d) cloroplasto, lisossomo e ribossomo.
e) cromossomo, mitocôndria e ribossomo.
25) (FEI-1995) As enzimas contidas nos lisossomos são
sintetizadas pela célula à partir do: 32) (UEL-2003) Qual das organelas celulares mencionadas abaixo
a) complexo de Golgi possui menor valor adaptativo para microorganismos que habitam
b) R.E.L. os fundos dos oceanos?
c) R.E.R.
a) Vacúolo.
d) mitocôndrio
e) centríolo. b) Mitocôndria.
c) Ribossomo.
26) (UECE-2002) Os centríolos e o fuso mitótico apresentam
como aspecto estrutural comum serem formados por: d) Cloroplasto.
a) microtúbulos e) Centríolo.
b) colágeno
c) flagelina 33) (Mack-2003) O colágeno é uma proteína existente sob a pele. A
d) lipoproteínas sequência de organelas envolvidas respectivamente na produção,
transporte e secreção dessa proteína é:
27) (UFRN-2000) Os leucoplastos evoluíram, para
armazenar amido, porque as plantas a) ribossomos, retículo endoplasmático e complexo de Golgi.
a) passaram a usar glicose resultante da degradação de b) complexo de Golgi, lisossomos e retículo endoplasmático.
frutose.
b) necessitavam de organelas capazes de realizar fotossíntese. c) centríolos, retículo endoplasmático e fagossomo.
c) eram desprovidas de organelas capazes de acumular d) lisossomos, retículo endoplasmático e complexo de Golgi.
lipídios.
d) precisavam manter reservas energéticas para suas e) ribossomos, complexo de Golgi e lisossomos.
atividades metabólicas. 34) (PUC - RJ-2008) Qual das características abaixo NÃO está
presente nas células vegetais?
28) (UFRN-1998) Assinale a opção que contém a estrutura
presente nas células de Procariontes e Eucariontes: a) Parede celulósica.
a) Centrossomos b) Mitocôndrias.
b) Peroxissomos
c) Lisossomos c) Núcleo individualizado.
d) Polissomos d) Vacúolo.

29) (UFLA-2001) Se uma planta for colocada em ambiente e) Centríolos.


de total ausência de luz, a organela ______________ e o 34) (PUC-RS-2001) O citoplasma celular é composto por
processo de _____________ serão diretamente afetados, organelas dispersas numa solução aquosa denominada
nas células de suas folhas. citosol. A água, portanto, tem um papel fundamental na
a) lisossoma, digestão intracelular. célula. Das funções que a água desempenha no citosol, qual
b) complexo de Golgi, secreção celular. não está correta?
c) peroxissoma, degradação de compostos orgânicos. a) Participa no equilíbrio osmótico.
d) cloroplasto, fotossíntese. b) Catalisa reações químicas.
e) mitocôndria, respiração celular. c) Atua como solvente universal.
d) Participa de reações de hidrólise.
30) (Fuvest-2003) As mitocôndrias são consideradas as e) Participa no transporte de moléculas.
“casas de força” das células vivas. Tal analogia refere-se ao
fato de as mitocôndrias
a) estocarem moléculas de ATP produzidas na digestão dos

12
A Fórmula do Sucesso!