Você está na página 1de 44

Operação e montagem

PIKO 3.0 3.6 4.2 5.5 8.3 10.1


KOSTAL Inversor
EDITORIAL

KOSTAL Solar Electric GmbH


Hanferstraße 6
79108 Freiburg i. Br.
Alemanha
Tel. +49 (0)761 703870-0
Fax +49 (0)761 703870-19
www.kostal-solar-electric.com

Exclusão de responsabilidade
As denominações próprias, nomes comerciais ou de marcas e outras designações
utilizadas podem estar protegidos legalmente mesmo sem identificação especial
(p. ex. marcas). A KOSTAL não assume qualquer tipo de responsabilidade ou
garantia pela sua livre utilização.
Na composição de imagens e textos procedeu-se com o maior cuidado.
De qualquer forma, não é possível excluir falhas. Não se assume quaisquer
responsabilidades pela sua composição.

Igualdade de tratamento geral


Versão do software a partir de 3.50 (Auto-IP)

A KOSTAL tem consciência do significado da igualdade de tratamento entre


mulheres e homens e terá sempre em consideração o respeito pelo mesmo.
No entanto, para facilitar a leitura, evitámos as constantes formulações de
diferenciação.

© 2009 KOSTAL Industrie Elektrik GmbH


A KOSTAL reserva-se todos os direitos, incluindo a reprodução fotomecânica e a
memorização em meios electrónicos. A utilização ou reprodução dos textos
utilizados neste produto, modelos apresentados, esquemas e imagens não é
permitida. É proibido reproduzir, memorizar ou transmitir este manual, no seu todo
ou mesmo parcialmente, e também transmiti-lo, copiá-lo ou traduzi-lo sob qualquer
forma ou meio.
Índice

Índice
Parte geral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5
1 Sobre este manual. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5
2 Utilização adequada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5
3 Garantia e informações de serviço . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6
4 Indicações de segurança gerais. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6
5 Descrição do aparelho e do sistema . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6
5.1 Energia solar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6
5.2 Funcionamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7
5.3 Entradas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9
5.4 Consulta de dados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10
6 Dados técnicos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14
6.1 Placa de identificação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14
6.2 Dados técnicos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15
6.3 Vista geral das interfaces de comunicação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16

Informações para a entidade operadora . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18


7 Indicações de segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18
8 Indicações e configurações no inversor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18
8.1 Indicações no funcionamento/Determinar estado de funcionamento (LEDs) . . . . . . . . . . . . 19
8.2 Determinar o estado de funcionamento (display) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 19
8.3 Exibir valores de funcionamento e alterar configurações . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 19
9 Indicações e configurações através de servidor de Web integrado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20
9.1 Log-in no servidor Web integrado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 21
9.2 Consultar informação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 22
9.3 Memorizar dados de potência . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 22
9.4 Apresentar os dados de potência . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 22
9.5 Alterar configurações. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 24
10 Avarias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 26

Informações para o instalador . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 28


11 Indicações de segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 28
12 Transporte e armazenamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 28
13 Montagem . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 28
13.1 Seleccionar o local de montagem . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 28
13.2 Montar o suporte de parede e suspender o inversor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 29
13.3 Abrir caixa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 29
13.4 Conectar à corrente AC. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 29
13.5 Conectar à corrente DC . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 31
13.6 Configurar país de utilização . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 35
13.7 Instalar acessórios (opcional) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 35
13.8 Fechar caixa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 35
14 Colocação em funcionamento e desactivação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 36
14.1 Ligar inversor. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 36
14.2 Configurar o idioma . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 36
14.3 Introduzir o código PIN (apenas no modem GSM) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 36
14.4 Desligar inversor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 36
15 Instalar acessórios (opcional) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 37

Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO 3


Índice

15.1 Abrir caixa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 37


15.2 Instalar o modem. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 37
15.3 Ligar cabos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 38
15.4 Fixar o cabo e fechar a caixa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 39
15.5 Realizar a configuração para acessórios . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 40
16 Entrega à entidade operadora . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 42
17 Conservação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 42
18 Desmontagem e eliminação. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 42
18.1 Desmontagem. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 42
18.2 Eliminação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 42

Índice remissivo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 43

4 Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO


1 Sobre este manual

Parte geral
Indicação
Obrigado por ter adquirido um inversor solar PIKO da Informações adicionais sobre a operação do aparelho.
empresa Kostal Solar Electric!
Desejamos-lhe boas captações de energia com o
inversor PIKO e a sua unidade fotovoltaica. 2 Utilização adequada
Caso tenha dúvidas técnicas, contacte-nos através da O inversor PIKO converte corrente contínua em
linha de assistência: +49 (0)761 70387025 corrente alternada monofásica (PIKO 3.0/3.6) ou
trifásica (PIKO 4.2/5.5/8.3/10.1) simétrica e conduz a
1 Sobre este manual mesma para a rede pública. O aparelho apenas deve
ser utilizado em unidades fotovoltaicas ligadas à rede
Leia atentamente este manual. Ele contém
dentro do âmbito de potência previsto e sob as
informações importantes sobre a instalação e sobre o
condições ambientais permitidas. O aparelho não é
funcionamento do inversor. Tenha especial atenção às
adequado para a aplicação móvel.
indicações sobre a utilização segura. A KOSTAL não
se responsabiliza por danos resultantes do Em caso de utilização inadequada, podem surgir
incumprimento do manual. perigos de ferimento e de morte para o utilizador ou
terceiros. Para além disso, podem surgir danos no
Este manual faz parte do produto. O manual é válido
aparelho e em outros objectos. O inversor apenas deve
exclusivamente para o inversor solar PIKO da empresa
ser aplicado para o fim de utilização previsto.
Kostal Solar Electric. Guarde este manual e, no caso
de troca de entidade operadora, entregue o manual ao Exclusão de responsabilidade
sucessor.
Uma outra utilização, ou uma utilização que
Tanto o instalador como os utilizadores devem ter transcenda os âmbitos definidos, é considerada como
sempre acesso a este manual e devem estar inadequada. O fabricante não se responsabiliza por
familiarizados com o mesmo, especialmente com as danos daí resultantes. É proibido realizar alterações no
indicações de segurança. inversor. Apenas é permitido utilizar o inversor em
Os inversores descritos neste manual apresentam estado técnico impecável e de funcionamento seguro.
diferentes características técnicas. As informações e Qualquer utilização incorrecta leva à anulação da
as instruções de procedimento válidas apenas para garantia, obrigação e responsabilidade geral do
determinados modelos de aparelhos estão fabricante.
devidamente identificadas, por exemplo “PIKO 4.2/ Apenas um electricista especializado tem permissão
5.5”. para abrir o aparelho. O inversor deve ser instalado por
As informações sobre a sua segurança ou a segurança um electricista que seja responsável pelo cumprimento
do aparelho estão especialmente realçadas. das normas e prescrições válidas. Os trabalhos que
possam ter efeitos sobre a rede eléctrica da empresa
de abastecimento de energia no local da alimentação
Perigo! de energia solar apenas devem ser realizados por
Indicações gerais de segurança: incumprimento pode técnicos especializados autorizados por essa empresa
causar danos em pessoas e aparelhos. de abastecimento de energia.
Ao mesmo pertence também a alteração dos
parâmetros ajustados a partir de fábrica. O instalador
deve respeitar os regulamentos da empresa de
Perigo!
abastecimento de energia. Durante a configuração dos
Indicação de segurança que chama à atenção para parâmetros, as indicações devem ser sempre
perigos com corrente eléctrica ou tensão eléctrica: respeitadas, de outro modo, a monitorização de rede
incumprimento pode causar danos em pessoas e já não funciona de modo adequado.
aparelhos e limitar o funcionamento do aparelho.

Perigo!
Indicação de segurança que chama à atenção para os
perigos de queimaduras e escaldões: incumprimento
pode causar danos em pessoas e aparelhos e limitar o
funcionamento do aparelho.

Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO 5


3 Garantia e informações de serviço

3 Garantia e informações de
serviço Perigo de morte devido a choque
Para mais informações sobre a garantia, consulte as eléctrico!
condições de garantia fornecidas em separado. O seccionador de corte em carga DC não é um
Tem dúvidas técnicas sobre o seu inversor? A nossa interruptor de desligar. O inversor encontra-se apenas
Hotline +49 (0)761 70387025 pode ajudar. separado totalmente do gerador PV quando as fichas
de ligação também estão desconectadas.
Para informações sobre o serviço e um eventual
refornecimento de peças, necessitamos do modelo do
aparelho e do número de série. Encontra estas
indicações na placa de identificação na parte de fora Perigo de morte devido a choque
do aparelho. eléctrico!
Se for necessário, utilize apenas peças de substituição Durante o funcionamento do aparelho, nunca puxe os
originais. cabos do mesmo! Nunca desconecte as fichas de
ligação quando as mesmas estão sob carga eléctrica!
4 Indicações de segurança A conexão e a separação das fichas de ligação sob
gerais tensão são possíveis.
As placas e identificações aplicadas pelo fabricante
não devem ser removidas da caixa e não devem ser
Perigo de morte devido a trabalhos alteradas!
realizados incorrectamente! Respeite os regulamentos de instalação válidos no seu
O instalador tem de estar familiarizado com este país!
manual e seguir as suas instruções.
5 Descrição do aparelho e do
Perigo de queimaduras!
sistema
Peças individuais da caixa, especialmente os corpos
5.1 Energia solar
de refrigeração, podem aquecer acima dos 80 °C,
durante o funcionamento. Não toque em A parte da técnica solar que se ocupa da produção de
componentes quentes! energia eléctrica a partir dos raios solares é chamada
fotovoltaica. O termo é uma combinação da palavra
grega para luz e do nome do físico Alessandro Volta
(1745–1827).
Perigo de incêndio devido a
Como fotovoltaica, hoje em dia, é geralmente
sobreaquecimento!
designada a transformação de luz solar em energia
Mantenha as aberturas de ventilação sempre livres. eléctrica através de células solares. O processo de
Não encoste nada ao aparelho. transformação baseia-se no efeito fotoeléctrico
descoberto por Alexandre Becquerel em 1839: a
libertação de partículas carregadas positivas e
Perigo de morte devido a choques negativas num corpo fixo através de irradiação solar.
eléctricos! Uma célula solar é composta por semicondutores e
No estado de funcionamento do inversor existem transforma a energia dos raios solares em energia
tensões com perigo de morte. Nunca abra o aparelho eléctrica. Condição para o mesmo é um desequilíbrio
enquanto o mesmo não estiver totalmente livre de entre o pólo positivo e o negativo da célula. Com o
tensão (lado DC e lado AC). Aguarde, no mínimo, impacto dos raios solares é criada tensão, que conduz
cinco minutos após o desligamento, até os corrente contínua.
condensadores estarem descarregados.

Perigo de morte devido a choques


eléctricos!
Durante o funcionamento do aparelho, nunca puxe os
cabos do mesmo!

6 Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO


5 Descrição do aparelho e do sistema

Caso várias células solares forem interligadas é criado Numa ligação paralela dos strings, a potência possível
um módulo solar. Quando vários módulos são e a corrente de módulo são aumentadas, no entanto, a
interligados formando um string (com origem do inglês, tensão mantém-se.
um termo utilizado na linguagem técnica), tanto a A corrente contínua criada nos módulos solares pode
potência como a tensão aumentam. ser introduzida na rede pública, se, primeiro, for
transformada em corrente alternada no inversor.
É esta a tarefa do PIKO.

5.2 Funcionamento

1 2 3 1 2 3

4 5 6 7 8 4 5 7 8

Imagem 1: Inversor PIKO (à esquerda o modelo DCS com seccionador de corte em carga, à direita sem
seccionador de corte em carga)
1 Parafusos 5 Fichas de ligação ou aberturas de cabos para a conexão
2 Tampa dos módulos solares
3 Display 6 Seccionador de corte em carga
4 Caixa 7 Aberturas de cabos para comunicação opcional
8 Abertura para cabo de alimentação

Os inversores solares PIKO são inversores string de O inversor PIKO está disponível em duas variantes:
alta potência e sem transformador com elevado grau — Com seccionador de corte em carga DC integrado.
de eficiência. Eles transformam a corrente contínua Estes aparelhos recebem a sigla “DCS” adicional no
produzida pelos módulos fotovoltaicos em corrente nome do aparelho. Nos modelos DCS, não é
alternada trifásica (PIKO 4.2/5.5/8.3/10.1) ou necessário instalar um seccionador de corte
monofásica (PIKO 3.0/3.6) simétrica e introduzem-na externo. Os módulos solares são conectados ao
na rede de abastecimento público. Uma produção inversor através de fichas de ligação.
eléctrica independente da rede pública (“operação
— Sem seccionador de corte em carga DC. Nestes
isolada”) não é possível com este aparelho.
modelos, é necessário instalar um seccionador de
Através da tecnologia de três fases, o PIKO associa a corte externo entre a fase e o inversor. Os módulos
estabilidade e a longa vida útil do inversor central à solares são conectados ao inversor através de
flexibilidade e ao elevado grau de eficiência dos bornes de encaixe com mola.
inversores de strings sem transformador.
Os inversores PIKO estão disponíveis em tamanhos de
Para melhorar o grau de eficiência no caso de potência potência diferentes (ver tabela 1, página 15) e
de entrada baixa (menos de 10 porcento da potência oferecem a maior flexibilidade nas configurações da
nominal), o PIKO 8.3/10.1 utiliza apenas uma ou duas sua unidade solar. O mesmo é alcançado através de
fases para a alimentação de corrente. O aparelho uma vasta gama de entrada de tensão DC,
selecciona a fase de acordo com o princípio do acaso. reguladores MPP independentes para cada entrada,
que possibilitam a ligação de módulos solares em
várias configurações (alinhamento, inclinação,
quantidade, modelo) e uma variedade de interfaces de
comunicação. Para exibir confortavelmente os

Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO 7


5 Descrição do aparelho e do sistema

rendimentos e os dados de funcionamento da sua


unidade fotovoltaica, está integrado um servidor Web
no inversor.

1 4

7 8

6
3

Imagem 2: Apresentação sistemática de uma unidade fotovoltaica ligada à rede


1 Fase PV 1
2 Fase PV 2 e 3 (opcional)
3 Seccionador DC (apenas necessário nos inversores sem
seccionador de corte em carga DC integrado)
4 Inversor PIKO DCS (com seccionador de corte em carga
DC integrado)-
5 Seccionador de corte em carga DC electrónico
6 Cabo de alimentação AC
7 Protecção da linha AC (dimensionamento, ver tabela 7,
página 31)
8 Contador de alimentação

8 Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO


5 Descrição do aparelho e do sistema

5.3 Entradas De acordo com o modelo do aparelho, estão


disponíveis uma, duas ou três entradas reguláveis
O funcionamento do PIKO baseia-se no chamado
separadamente (ver tabela 1, página 15). Em parte, as
conceito de string: nestes casos, uma quantidade
entradas um e dois também podem ser conectadas
limitada de módulos solares (dependente da potência
em paralelo para possibilitar uma corrente de entrada
desejada sob cumprimento da tensão de entrada
mais elevada (ver tabela 8, página 31). No PIKO 5.5
máxima) é ligada em string formando um conjunto que
não é possível uma ligação paralela.
é conectado ao inversor. A quantidade de strings
depende da configuração da unidade solar. Os resultados mais elevados são alcançados com uma
tensão de entrada o mais elevada possível. É possível
Os strings são conectados ao inversor através de
alcançá-la se se ocupar o mínimo de entradas
fichas de ligação Multi-Contact. Nos aparelhos sem
possíveis com a mesma potência. Um exemplo: para a
seccionador de corte em carga DC integrado, os
instalação de 48 módulos solares é melhor ocupar
strings são conduzidos para dentro da caixa através de
duas entradas com 24 módulos cada do que três
aberturas de cabos e conectados directamente aos
entradas com 16 módulos cada.
respectivos bornes.
Tenha sempre em consideração as indicações de
potência na placa de modelo!

1 2 3

0 1

9
8 - 4
+
-

L1
+ - + - L2
-
– – L3 5
N
+ -
-
– PE

7 6
Imagem 3: Esquema de comutação em bloco PIKO 10.1
1 Chopper DC 1
2 Chopper DC 2
3 Chopper DC 3
4 Comando de sistema com reguladores MPP
5 Indicação e comunicação
6 Monitorização e desligamento de rede
7 Fonte de alimentação
8 Ponte de inversor
9 String 1
10 String 2
11 String 3

Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO 9


5 Descrição do aparelho e do sistema

5.4 Consulta de dados Existem diversas possibilidades de ligação do inversor


O inversor grava regularmente dados de produção, por ao portal solar.
exemplo a tensão criada pelos módulos fotovoltaicos — Montar um modem analógico no inversor e ligar o
ou a quantidade de corrente introduzida na rede. modem a uma linha telefónica analógica ou a uma
Estes dados são memorizados no aparelho durante extensão analógica do sistema telefónico.
aprox. 100 dias ou 400 dias, dependendo do intervalo Pressupondo que existe uma ligação telefónica por
de memorização (15 min. ou 60 min.). perto. O inversor deve estar constantemente ligado
Os dados mais importantes podem ser consultados no à ligação telefónica.
display montado no inversor (ver capítulo 8.3). — Ou montar um modem de rádio com antena (GSM)
Para consultar, apresentar e memorizar no inversor.
permanentemente os dados, existem duas Pressupondo que no local de instalação existe
possibilidades: recepção de rádio suficiente. Além disso, necessita
de um cartão SIM e de um acesso a uma
— Transferir os dados de potência para um portal operadora de rede móvel.
solar.
— Ou conectar o inversor a um roteador DSL,
— Consultar directamente os dados de produção. o que pressupõe uma ligação DSL. Caso o seu
Evidentemente, também pode utilizar ambas as inversor se encontre perto de casa e se já tiver uma
possibilidades simultaneamente. ligação DSL, pode utilizar a ligação existente para a
transferência.
Transferir os dados de potência para um
portal solar
Realize a transferência dos dados de potência da sua
unidade fotovoltaica para um portal solar na Internet.
Para isso, registe o seu inversor no portal solar.
Depois, o inversor envia regular e automaticamente
todos os dados de potência para o portal solar. O
portal solar apresenta os dados na página de Internet e
arquiva os mesmos.
Deste modo, é possível consultar o estado da sua
unidade fotovoltaica em qualquer altura e a partir de
qualquer lugar. Necessita apenas de acesso à Internet
(computador, cibercafé, telemóvel, etc.).
Para a transferência de dados é possível serem
cobradas despesas adicionais.

Indicação
Na altura da impressão é possível um registo nos
portais solares convert-control (www.convert-
control.de) e safer’Sun (www.meteocontrol.com).
Para o futuro está planeado o apoio através de mais
portais.

10 Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO


5 Descrição do aparelho e do sistema

Consultar directamente os dados de


potência
Consulte os dados de potência da sua unidade
fotovoltaica directamente no inversor. Para isso,
estabeleça uma ligação ao seu inversor com um 1
computador. O servidor Web integrado apresenta os
dados de potência actuais em páginas HTML, de 2 3
modo a que possa aceder facilmente aos dados com
qualquer browser de Internet comum. Não necessita
Imagem 5: Consultar os dados de potência com o
de qualquer software especial. Adicionalmente, pode
computador através de um cabo Crossover
descarregar todos os dados de potência memorizados
e apresentar com o software de visualização gratuito 1 Inversor PIKO
PIKO Master Control (ver capítulo 9.4). Em alternativa, 2 Cabo Crossover
pode utilizar qualquer programa de folhas de cálculos. 3 Computador

Para consultar os dados, ligue o seu computador


através de uma rede local (Ethernet) ao inversor.
Conecte simplesmente o inversor com um cabo de
rede comum (cabo Twisted-Pair) ao Switch ou Hub da
sua rede (ver imagem 4).
Caso não tenha um Switch ou um Hub, pode ligar o
inversor com um cabo Crossover directamente a um
computador (ver imagem 5).

Indicação
Os cabos Twisted-Pair (cabo de rede) são os cabos de
conexão habituais para redes de comutadores que
existem em todo o mundo. Estes cabos são
adequados para a maior parte dos casos de aplicação
e estão disponíveis em lojas especializadas.
Um cabo Crossover é um modelo especial do cabo
Twisted-Pair, no qual as fichas estão ocupadas de
modo diferente. Deste modo é possível conectar dois
aparelhos, sem que seja necessário um Switch ou um
Hub.
Apenas necessita de um cabo Crossover, caso ligue o
inversor directamente a um computador, isto é, sem
Switch/Hub (imagem 5).

3 4

Imagem 4: Consultar os dados de potência com o


computador através da rede
1 Inversor PIKO
2 Cabo de rede
3 Switch/Hub
4 Computador

Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO 11


5 Descrição do aparelho e do sistema

Em vez de uma rede local, também se pode ligar ao


seu inversor “à distância”. Para tal, é possível que 3
1 2
sejam cobrados custos de ligação adicionais.
— Montar um modem no inversor (analógico ou GSM).
A condição para o funcionamento de um modem
analógico é que a ligação seja estabelecida através
de uma linha telefónica analógica ou através de
uma ligação analógica de uma unidade de
comunicação telefónica.
Em seguida, pode estabelecer uma ligação de 4
acesso ao inversor através da rede telefónica
usando o computador (ver imagem 6). Imagem 7: Consultar os dados de potência: inversor
— Ou conectar o inversor a um roteador DSL e conectado à rede móvel
registar o roteador num serviço DDNS. Ajustar no 1 Inversor com modem GSM montado
roteador um reencaminhamento de porta para o 2 Antena de rede móvel
inversor. Depois, o inversor pode ser acedido 3 Linha de telefone
através da Internet sob o nome de domínio 4 Computador
colocado à disposição pelo serviço DDNS. Com um
computador ou um telemóvel com ligação à
Internet, pode-se estabelecer uma ligação com o 1 3 5
inversor (ver imagem 8).
WWW

Indicação
Os serviços DDNS também podem ser encontrados
sob a designação de “Dynamic DNS” e “DNS-Host-
2
Service”.
Para que o seu roteador esteja sempre alcançável pelo 4
nome de domínio seleccionado, o roteador deve comu-
nicar automaticamente todas as mudanças de endere- Imagem 8: Consultar os dados de potência: inversor
ço IP ao serviço DDNS. A maioria dos roteadores conectado à Internet através da ligação DSL
actualmente disponíveis possuem uma função desse ti- 1 Inversor
po, no entanto e na maior parte das vezes, um roteador 2 Switch/Hub
apenas suporta determinados serviços DDNS. 3 Internet
Em alguns fabricantes de roteadores, a função para o 4 Computador
reencaminhamento de porta chama-se “Virtual Server” 5 Telemóvel com ligação à Internet
ou semelhante.
Para mais informações, consulte o manual de
operação do roteador.

3
1 2

Imagem 6: Consultar os dados de potência: inversor


conectado à linha de telefone
1 Inversor com modem analógico montado
2 Tomada de telefone
3 Linha de telefone
4 Computador

12 Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO


5 Descrição do aparelho e do sistema

Interligar diversos inversores


Pode interligar diversos inversores através da interface
Ethernet. Para isso, necessita de um Switch de
Ethernet ou de um -Hub.
1
2
3

1
2 4 5
3
WWW

6
4 5
Imagem 10: Ligar vários inversores através da
Imagem 9: Ligar o inversor através da Ethernet,
Ethernet, transmitir dados através de modem
consultar directamente os dados
1 Inversor com modem montado (analógico ou GSM)
1 Inversor 2 Outros inversores (sem modem), máx. 30
2 Outros inversores 3 Cabo de rede
3 Cabo de rede 4 Switch/Hub
4 Switch/Hub 5 Computador
5 Computador 6 Tomada de telefone ou antena de rede móvel (conforme
modem utilizado)
Para transferir os dados de vários inversores através
do modem para um portal solar, ligue primeiro o
inversor através da Ethernet. Depois, necessita apenas
de um modem para um inversor. Este inversor Indicação
assumirá a função de um roteador. Mesmo para a Caso tenha exactamente dois inversores, pode ligar
consulta directa dos dados de potência de diversos ambos com um cabo Crossover e equipar um dos
inversores ligados à Ethernet, necessita de apenas um dois inversores com um modem. Deste modo, não é
modem para um dos inversores. necessário um Switch ou um Hub. Neste caso, não é
Se os inversores estiverem ligados à Internet através possível a ligação adicional de um computador ou de
da rede local por roteador DSL, tanto é possível a um roteador DSL.
consulta directa dos dados de potência como a
transferência dos dados de potência de todos os
inversores conectados a um portal solar.
A quantidade de inversores que podem ser interligados
apenas está limitada através dos endereços IP
disponíveis. Na prática, existe a possibilidade de WWW
interligar no máx. 30 inversores com a transmissão de
dados através de um modem GSM ou analógico e no
máx. 300 com a transmissão de dados através da 1 2 3 4
ligação DSL.
Imagem 11: Ligar dois inversores com cabo
Crossover
1 Inversor (sem modem)
2 Inversor com modem montado (analógico ou GSM)
3 Cabo Crossover
4 Tomada de telefone ou antena de rede móvel (conforme
modem utilizado)

Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO 13


6 Dados técnicos

Em alternativa, pode ligar o inversor através da 6 Dados técnicos


interface RS485 e consultar os dados de potência
através da Ethernet (ver imagem 12).
6.1 Placa de identificação
Neste tipo de ligação, o servidor Web do primeiro
A placa de identificação encontra-se no lado direito do
inversor (conectado através da Ethernet) também
inversor. Com a ajuda da placa de identificação pode
apresenta os dados de potência actuais dos outros
determinar o modelo do aparelho e os dados de
inversores. No entanto, a interface Web e os dados
potência mais importantes.
memorizados apenas estão disponíveis para o inversor
conectado através da Ethernet.

1 2
2
3
3
4 8

4 9
5 6
5 10
Imagem 12: Ligar o inversor através de RS485 e 6
consultar os dados de potência através da Ethernet
1 Inversor 7
2 Outros inversores, máx. 20
3 Ligação RS485
4 Cabo de rede 11
5 Switch/Hub 12
6 Computador
13

Conectar acessórios
O inversor dispõem de quatro entradas analógicas
nas quais é possível conectar, por exemplo, sensores
de temperatura e irradiação ou anemómetros. 14
Os dados de medição adicionais permitem uma
monitorização mais precisa da unidade fotovoltaica.
Através da comparação das radiações solares com a
tensão de entrada DC é possível detectar Imagem 13: Placa de identificação (exemplo)
imediatamente se a unidade está a trabalhar
1 Nome e endereço do fabricante
correctamente.
2 Modelo do aparelho (nos modelos com seccionador de
Na interface RS485 de série é possível conectar um corte em carga DC integrado com “DCS” adicional)
computador, um display externo ou outros 3 Gama da tensão de entrada DC
componentes. Eventualmente, é necessário um 4 Quantidade de fases de alimentação
conversor de nível adicional. 5 Potência máxima AC
6 Tipo de protecção e gama da temperatura ambiental
O inversor dispõe adicionalmente de uma interface S0.
7 Exigências às quais corresponde a monitorização de
Com um aparelho de recepção adequado, por exemplo,
rede montada
com um contador de energia ou um display, pode 8 Corrente máxima de entrada DC
detectar e apresentar o rendimento energético da sua 9 Corrente de saída (nominal)
unidade fotovoltaica. 10 Frequência (nominal)
Com a entrada S0 pode contar os impulsos de um 11 Número de artigo
contador de energia ou de um segundo inversor. 12 Número de série
Isto faz sentido, por exemplo, quando não for possível 13 Número da versão do hardware e do software do
aparelho
integrar o segundo inversor num portal.
14 Etiqueta de garantia amovível

14 Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO


6 Dados técnicos

6.2 Dados técnicos


PIKO 3.0 PIKO 3.6 PIKO 4.2 PIKO 5.5 PIKO 8.3 PIKO 10.1
Lado de entrada (DC)
Potência máx. DC recomendada 3,2 kWp 3,8 kWp 4,4 kWp 5,8 kWp 8,7 kWp 11 kWp
para Europa Central
(event. diferente do Sul da Europa: (4 kWp) (5,1 kWp) (8,2 kWp) (9,5 kWp)
Grécia, Espanha, Itália, Portugal)
Potência nominal DC para Europa 2,95 kWp 3,45 kWp 4 kWp 5,25 kWp 8 kWp 9,65 kWp
Central
(event. diferente do Sul da Europa) (9,45 kWp)
Quantidade de entradas DC / 1/1 2/2 2/2 3/3 2/2 3/3
MPP-Tracker
Âmbito de tensão de entrada 180…950 V 180…950 V 180…950 V 180…950 V 180…950 V 180…950 V
Âmbito de tensão MPP, potência 330…850 V 340…850 V 360…850 V 360…850 V 400…850 V 400…850 V
nominal
Âmbito de tensão MPP, potência 180…330 V 180…340 V 180…360 V 180…360 V 180…400 V 180…400 V
parcial
Corrente máx. de entrada DC / em 9A/— 9 A / 13 A 9 A / 13 A 9A/— 12,5 A / 25 A 12,5 A / 25 A
ligação paralela
Lado da saída (AC)
Potência nominal AC 2,8 kW 3,3 kW 3,8 kW 5 kW 7,6 kW 9,2 kW
Potência máx. AC 3,0 kW 3,6 kW 4,2 kW 5,5 kW 8,3 kW 10,1 kW
Corrente nominal AC (por fase) 12,2 A 14,4 A 5,5 A 7,3 A 11 A 13,3 A
Corrente máx. AC (por fase) 13,1 A 15,7 A 6A 8A 12 A 14,6 A
Consumo
Consumo em standby <1W <1W <1W <1W <1W <1W
Consumo nocturno <1W <1W <1W <1W <1W <1W
Grau de eficiência
Tensão de ligação DC 180 V 180 V 180 V 180 V 180 V 180 V
Alimentação a partir de 25 W 25 W 25 W 25 W 40 W 40 W
Grau de eficiência máx. 95,0 % 94,8 % 95,9 % 95,5 % 96,0 % 96,0 %
Grau de eficiência europeu 94,2 % 94,0 % 95,1 % 95,0 % 95,1 % 95,1 %
Grau de eficiência de adaptação 99,9 % 99,9 % 99,9 % 99,9 % 99,9 % 99,9 %
MPP (estático)
Segurança
Monitorização através da posição de libertação autónoma com monitorização de rede monofásica ou trifásica
(conforme DIN VDE 0126-1-1:2006-02)
Classe de protecção SKL 1
Tipo de protecção IP 55
Protecção contra troca de pólos sim (através de diodos de curto circuito)
DC
Monitorização de contacto à terra sim
Monitorização de isolamento sim
Protecção de pessoas Monitorização de corrente diferencial sensível à corrente universal I > 30 mA garante uma
protecção de pessoas adicional
Dados do sistema
Alimentação monofásica trifásica
Princípio de conversão sem transformador
Categoria de sobretensão III
Dispositivo de separação de todos relé de rede, versão dupla
os pólos

Tabela 1: Dados técnicos

Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO 15


6 Dados técnicos

PIKO 3.0 PIKO 3.6 PIKO 4.2 PIKO 5.5 PIKO 8.3 PIKO 10.1
Temperatura ambiente –20…+60 °C
Humidade relativa do ar 0…95 %
Conformidade CE EN 50178, EN 61000-3-2, EN 61000-6-2/3
Refrigeração ventilador
Peso aprox. 19,8 kg aprox. 20 kg 20,5 kg 21,1 kg 33 kg 34 kg
Dimensões (L × A × P) em mm 420 × 350 × 211 520 × 450 × 230
Comunicação
Interfaces de comunicação ethernet (RJ45), RS485, S0, modem (analógico ou GSM, disponível como acessório)
Dados de energia saída de impulsos 2000 impulsos/kWh
Memória de dados integrada
Visualização de dados integrada no aparelho e consultável através de um browser de Internet padrão (páginas HTML)

Tabela 1: Dados técnicos (cont.)

6.3 Vista geral das interfaces de Tomada RJ11 – Através desta ligação pode ligar o
comunicação inversor a uma tomada analógica de telefone ou
através de um adaptador de terminal a uma ligação
RDIS. Para utilizar a interface RJ11, necessita de um
1
modem como acessório.
Borne para RJ45 e RJ11 – Em vez das tomadas
RJ45 e RJ11 pode utilizar este borne de rosca de seis
pólos. Este tipo de ligação está previsto para a
instalação em unidades de grandes dimensões.
2 Ocupação de ligação ver imagem 42.
3
4
Borne para S0/AL-OUT – A interface S0 é uma saída
5 de impulsos conforme DIN EN 62053-31. A constante
7
6 de impulsos é de 2000 impulsos por quilowatt-hora.
Alternativamente, pode configurar a interface S0 de
Imagem 14: Ligações da placa de comunicação
modo a que ela funcione como saída de alarme
1 Local de inserção para o modem (acessório) (ver capítulo 9.5). O interruptor livre de potencial tem a
2 Borne para S0/AL-OUT função de um contacto de ruptura. No máximo ele
3 Interface RS485
pode ser sujeito a 100 mA. As ligações possuem
4 Borne para interfaces analógicas
polaridades neutras. A tensão máxima permitida é de
5 Tomada RJ11
6 Tomada RJ45 250 V (corrente alternada ou contínua).
7 Borne para RJ45 e RJ11 Borne para sensores analógicos ou comando de
potência real – As quatro entradas analógicas podem
ser utilizadas para ligar sensores com uma tensão de
Local de inserção para modem – Local de inserção
saída de 0–10 V (ajuste de fábrica) ou para reduzir a
para um modem (analógico ou GSM). O modem está
potência real. A função pretendida tem de ser ajustada
disponível como acessório.
através da interface Web do inversor. Para a ocupação
A condição para a utilização do modem é uma ligação dos bornes, ver a imagem 43. Dependendo do sensor,
de telefone analógica ou um cartão SIM com contrato é possível que seja necessária uma alimentação de
numa operadora de rede móvel, aconselhada pela tensão adicional.
nossa Hotline. Devido à utilização do modem ocorrem
Também no borne para interfaces analógicas,
custos adicionais. Mais detalhes junto das operadoras
encontram-se ligações para a interface RS485 de
de telecomunicação.
série. Utilize as mesmas para ligar um cabo
Tomada RJ45 – Interface para Ethernet 10BaseT transposicionado, por exemplo LiYCY 2 × 2 × 0,25.
(10 MBit/s). Utilize cabos Twisted-Pair blindados da Eventualmente, será necessário um conversor de nível.
categoria 5 (Cat 5e, FTP). Comprimento de cabo
máximo 100 m. Através desta ligação pode ligar o
inversor a um computador ou uma rede de
computadores.

16 Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO


6 Dados técnicos

Indicação
Caso tenha os conhecimentos técnicos necessários,
pode conectar o inversor, através de um conversor de
nível de sinal, a uma interface de série (RS232 ou USB)
do seu computador. No entanto, neste tipo de ligação,
apenas é possível consultar os dados de potência
actuais. O servidor Web integrado e os dados
memorizados não estão disponíveis.

Entrada S0-In (contador de impulsos de energia)


– Na utilização da entrada S0, as entradas analógicas
AIn3 e AIn4 não estão a funcionar. O servidor Web
interno do inversor apresenta os impulsos contados na
página “Info”.

Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO 17


7 Indicações de segurança

Informações para a 8 Indicações e configurações no


entidade operadora inversor
Geralmente, o inversor trabalha automaticamente
conforme configuração do sistema fotovoltaico, sem
7 Indicações de segurança necessitar de um comando especial.
Assim que os módulos fotovoltaicos criarem corrente
suficiente, o inversor inicia a alimentação para a rede
Perigo de morte devido a choques eléctrica.
eléctricos! O inversor exibe o respectivo estado de funcionamento
No inversor existem tensões com perigo de morte. através de três LEDs e um LC-Display. Além disso, é
Apenas um electricista deve abrir e trabalhar no possível consultar os valores de funcionamento e
aparelho. realizar configurações.

1 2 3 4

Perigo de queimaduras!
Peças individuais da caixa, especialmente os corpos
de refrigeração, podem aquecer acima dos 80 °C,
durante o funcionamento. Não toque em
componentes quentes!

5
Perigo de incêndio devido a
sobreaquecimento! Imagem 15: Display no inversor
Mantenha as aberturas de ventilação sempre livres. 1 LED “Avaria” (vermelho)
Não encoste nada ao aparelho. 2 LED “DC” (amarelo)
3 LED “AC” (verde)
4 Sensor de toque
5 Display LCD
Perigo de morte devido a choque
eléctrico!
O seccionador de corte em carga DC não é um
interruptor de desligar. O inversor encontra-se apenas Indicação
separado totalmente do gerador PV quando as fichas
O sensor de toque reage a toques e a encostos de
de ligação também estão desconectadas.
dedos. Não pressione o sensor de toque com força.

Perigo de morte devido a choque


eléctrico!
Durante o funcionamento do aparelho, nunca puxe os
cabos do mesmo! Nunca desconecte as fichas de
ligação quando as mesmas estão sob carga!

Nota
A conexão e a separação das fichas de ligação sob
tensão é possível.

18 Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO


8 Indicações e configurações no inversor

8.1 Indicações no funcionamento/ 8.3 Exibir valores de funcionamento e


Determinar estado de alterar configurações
funcionamento (LEDs) O menu do utilizador é activado através de um sensor
Os LEDs na parte frontal do aparelho apresentam o de toque redondo do lado direito do display.
estado de funcionamento actual. • Toque no sensor de toque.
LED Explicação ✓ A iluminação de display liga-se.
LED “AC” acende a O LED verde sinaliza o ✓ Os valores de funcionamento são exibidos
verde funcionamento de alimentação do seguidamente durante três segundos cada.
inversor, quando a tensão de saída
dos módulos fotovoltaicos é • Toque no sensor de toque para comutar mais
superior a 180 V.
rapidamente entre os valores.
LED “DC” acende a O LED amarelo sinaliza o estado
activo do comando do inversor. ✓ O inversor confirma a continuação de comutação
amarelo
Ele acende assim que a tensão de através de um breve sinal sonoro.
saída dos módulos fotovoltaicos
for superior a 100 V. Os seguintes valores de funcionamento são
Caso a tensão de saída não atinja apresentados no display sucessivamente:
os 100 V, o LED amarelo apaga.

Assim que a energia for introduzida


na rede eléctrica, o LED amarelo
“DC” apaga e o LED verde “AC” potência AC:
acende. 2551W

Nenhum LED aceso O aparelho está pronto a funcionar,


mas a tensão de entrada é inferior rendimento do dia
1.23kWh
a 100 V.
OU: O aparelho está desligado.
energia total
LED “Avaria” acende ou Existe uma avaria. Medidas para a 16251kWh
pisca a vermelho eliminação, ver capítulo 10.
OU: LED “DC” pisca a tempo func. total
amarelo 126h

Tabela 2: Indicações LED no funcionamento U-DC 1 2 3 [V]


600 500 0

8.2 Determinar o estado de I-DC


2,90
1 2 3 [A]
1,78 0,00
funcionamento (display)
U-AC 1 2 3 [V]
Os estados de funcionamento são exibidos através do 230 231 229
display.
modo de funcionam idioma
Mensagem Explicação alimentar (MMP) Portugûes

Desligado Tensão de entrada no lado DC configuração Auto IP / DCHP


(módulos fotovoltaicos) demasiado 189.254.47.11
baixa
Marcha em vazio Sistema electrónico pronto a funcionar, nome:
tensão DC ainda demasiado baixa para sem nome
alimentação
iniciar teste
Iniciar Medição de controlo interna conforme
do ventilador
VDE 0126
Alimentar (MPP) Medição com sucesso, regulação MPP inv. RS485
(MPP = maximum power point) activa endereço 128

Alimentação Potência de alimentação é reduzida


devido a temperatura demasiado versão
controlada 00800.1.16 1.10
elevada

Tabela 3: Estados de funcionamento valores de funci.

Imagem 16: Menu de utilizador e submenu


“Configurações”

Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO 19


9 Indicações e configurações através de servidor de Web integrado

• Coloque o dedo durante alguns segundos no 9 Indicações e configurações


sensor de toque,
... para fixar a respectiva indicação ou através de servidor de Web
... para activar o submenu do tópico de menu integrado
“Configurações”.
Para consultar os dados de potência da sua unidade
No submenu “Configurações” pode consultar os fotovoltaica de modo simples e rápido tem à sua
seguintes dados: disposição, para além da consulta de dados directa no
— Endereço IP display montado, vários modos de comunicação:
— Nome do inversor — Consulta de dados por computador/ligação por
— Endereço RS485 e cabos
— Versão do software — Consulta de dados por comunicação à distância
• Toque no sensor de toque para comutar entre os — Consulta de dados através de um portal solar na
valores. Internet
• Coloque o seu dedo durante alguns segundos no Dependendo da interface de comunicação que utilizou,
sensor de toque, para voltar do tópico de menu pode também aceder ao seu inversor ou diversos
“Valores de funcionamento” para o menu principal. inversores, com o seu computador directamente por
cabo, através de uma rede ou através do portal Web.
Alterar o idioma As configurações gerais e possibilidades de acesso no
• Aceda ao submenu “Configurações” e daí continue servidor Web integrado são iguais em todos os casos.
para o tópico de menu “Idioma”.
• Coloque o dedo durante alguns segundos no
Indicação
sensor de toque para activar a selecção do idioma.
Os dados do inversor são memorizados no aparelho
• Toque no sensor de toque para permitir a
apenas por um tempo limitado, dependendo da
apresentação sucessiva dos idiomas disponíveis.
configuração, aprox. 100 ou 400 dias. Para poder
• Coloque o dedo durante alguns segundos no assegurar e comparar os dados a longo prazo, deve
sensor de toque para confirmar o idioma registar-se num portal solar ou memorizar os dados no
seleccionado. seu próprio computador.
Activar o teste do ventilador
• Aceda ao submenu “Configurações” e daí continue
para o tópico de menu “Iniciar teste do ventilador”.
• Coloque o dedo durante alguns segundos no
sensor de toque para iniciar o teste do ventilador.

Indicação
O teste do ventilador apenas é possível durante a
introdução na rede. Caso não exista introdução na
rede, aparece a mensagem “não é possível, sem
Power DC”.

• Tenha em atenção o ruído de marcha do ventilador.


Caso o ventilador não funcione ou funcione com
dificuldades, então o mesmo deve ser,
eventualmente, limpo ou reparado. Mais indicações
ver o capítulo 17.

20 Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO


9 Indicações e configurações através de servidor de Web integrado

9.1 Log-in no servidor Web integrado Web a qualquer altura.


• Ligue o seu computador. ✓ Confirme as suas introduções com um clique no
• Apenas na selecção através de modem analógico botão “OK”.
ou GSM: estabeleça uma ligação por marcação
para o modem no seu inversor.
• Inicie o seu browser de Internet.

Indicação
Assegure-se de que o servidor proxy para ligações
LAN está desactivado.
Encontra mais indicações sobre as configurações de
rede no manual do sistema operativo do seu
computador.

• Active o servidor de Web. Caso tenha ligado


diversos inversores por Ethernet, pode aceder a
cada um individualmente como descrito de
seguida.
Se o seu computador estiver conectado ao modem
no inversor através de uma ligação por marcação,
Imagem 17: Página principal do servidor Web (A
introduza a sequência de letras “wr.S” na linha de
quantidade de entradas e saídas apresentadas pode
endereço do browser, seguida do número de série
variar conforme o modelo do aparelho.)
do inversor.
✓ A página principal do servidor Web abre-se e
Em todos os outros casos, introduza apenas a letra apresenta os dados de potência actuais.
“S”, seguida do número de série do inversor. O Com o botão “Visualizar/Actualizar” pode actualizar os
número de série pode ser consultado na placa de dados ou, durante o funcionamento de vários
identificação. inversores, que sejam parte de uma rede RS485,
seleccionar um outro inversor através do seu endereço
Exemplo: para o número de série 12345FD323456, RS85 e consultar os seus dados de potência actuais.
o endereço é o seguinte:
http://wr.S12345FD323456
ou http://S12345FD323456

Pode atribuir um nome ao seu inversor nas


configurações do servidor de Web, o que facilita a
identificação do mesmo, ver capítulo 9.5.
Depois, em vez do número de série, introduza o
nome do inversor no campo de endereço do
browser.

Em caso da ligação através de um modem, é


preciso colocar também aqui "wr." antes do nome
do inversor.
✓ A janela Log-in para o servidor Web abre-se.
• Introduza o nome de utilizador e a senha. O nome
de utilizador e a senha estão definidos a partir de
fábrica da seguinte forma:

Nome de utilizador: pvserver


Senha: pvwr

Pode alterar a senha nas configurações do servidor

Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO 21


9 Indicações e configurações através de servidor de Web integrado

9.2 Consultar informação 9.4 Apresentar os dados de potência


No link “Página de informação” pode consultar as Os dados de potência contêm informações sobre o
tensões de entrada analógicas dos sensores seu sistema fotovoltaico.
conectados, o estado do modem e as informações Para poder apresentar os dados de potência de modo
através da ligação ao portal solar. confortável, aconselhamos o software de
visualização PIKO Master Control (PMC). Poderá
descarregá-lo gratuitamente na nossa página de
Internet na área de download
www.kostal-solar-electric.com

Imagem 18: Página de informação do servidor Web

Dependendo do modo de configuração da sua


unidade fotovoltaica, é exibido o estado de modem
(“Intensidade do sinal GSM” ou “modem analógico
reconhecido”). Caso não exista um modem ou se o
modem estiver mal instalado, surge a mensagem
“modem inexistente”. Imagem 19: Software de visualização PIKO Master
Control
9.3 Memorizar dados de potência
No link “Informe” pode escolher os dados de potência Caso não utilize software de visualização, pode
do inversor. apresentar os dados de potência com qualquer
• Clique no link “Informe”. programa de folha de cálculo comum.
✓ Abre-se uma janela que solicita a abertura ou a A seguinte tabela 4 exibe os valores de medição que
memorização. existem nos dados de potência.

— Caso seleccione a opção “Abrir”, pode, por


exemplo, ver os dados com um programa de folha
de cálculo e processar os dados de modo gráfico.
— Caso seleccione a opção “Memorizar”, pode
memorizar os dados no seu disco rígido e,
posteriormente, consultá-los e avaliá-los. Este é o
procedimento aconselhado. Accione o botão
“Memorizar”, depois, crie para o mesmo uma pasta
no seu disco rígido, no qual pode memorizar
permanentemente os dados.

Indicação
Faça regularmente cópias de segurança, para arquivar
os dados a longo prazo e de modo seguro.

22 Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO


9 Indicações e configurações através de servidor de Web integrado

Registo Explicação Registo Explicação


Zeit (Tempo) Indicação do tempo em segundos desde a ENS Err Avaria da ENS (dispositivo para a
colocação em funcionamento do inversor monitorização de rede com comutadores
atribuídos)
DC1 U Tensão DC:
DC2 U Tensão de entrada do respectivo string KB S Estado interno da comunicação:
DC3 U (1, 2 e 3) em V Estado interno da comunicação na ligação
para rede AC.
DC1 I Corrente DC:
DC2 I Corrente de entrada do respectivo string Total E Energia total:
DC3 I (1, 2 e 3) em mA Energia total alimentada em kWh na ligação em
rede AC.
DC1 P Potência DC:
DC2 P Potência de entrada do respectivo string Iso R Resistência de isolamento:
DC3 P (1, 2 e 3) em W Resistência de isolamento em kOhm na ligação
para rede AC.
DC1 T Temperatura DC:
DC2 T Indicações para o serviço Ereignis Evento POR “power on reset”:
DC3 T (Evento) Nova iniciação da comunicação após perca da
tensão AC.
DC1 S Estado AC:
DC2 S Indicações para o serviço Tabela 4: Dados de potência
DC3 S
AC1 U Tensão AC:
AC2 U Tensão de saída da respectiva fase* * No caso de potência de entrada baixa, o PIKO 8.3/
AC3 U (1, 2 e 3) em V
10.1 utiliza apenas uma ou duas fases para a
AC1 I Corrente AC: alimentação de corrente. O aparelho selecciona a fase
AC2 I Corrente de saída da respectiva fase*
AC3 I (1, 2 e 3) em mA de acordo com o princípio do acaso.
AC1 P Potência AC: Nos inversores de alimentação monofásica PIKO 3.0/
AC2 P Potência de saída da respectiva fase* 3.6, é introduzido automaticamente o valor 0 (zero)
AC3 P (1, 2 e 3) em W para as fases 2 e 3.
AC1 T Temperatura AC:
AC2 T Indicações para o serviço Abreviaturas
AC3 T
— AC: Alternating Current,
AC F Frequência AC:
Frequência de rede em Hz designação electrotécnica para corrente alternada
AC S Estado AC: — DC: Direct Current,
Valor Significado designação electrotécnica para corrente contínua
0 Inversor desligado
1 Inversor em marcha livre — U: Corrente em Volt [V]
2 Inversor a iniciar — I: Amperagem da corrente em miliampere [mA]
28 Alimentação em L1 e L2 e L3
FC I Corrente de falha:
— P: Potência em Watt [W]
Corrente de falha medida em mA — E: Energia em quilowatt-hora [kWh]
AIn1 Tensão de entrada analógica: — F: Frequência em Hertz [Hz]
AIn2 Indicação das entradas analógicas 1 até 4 da
AIn3 placa de comunicação. — R: Resistência em Kiloohm [kOhm]
AIn4 O valor de tensão medido em V pode ser
calculado com o valor da tabela (digits) e com a — T: Unidades de contagem em pontos [digits]
seguinte fórmula:
Tensão de entrada [V] = (10/1024) * digits — AIn: Unidades de contagem em pontos [digits]
Se for utilizada a entrada S0 para contar os — Tempo: Indicação do tempo em segundos [sec]
impulsos de energia, ambas as colunas da
tabela AIn3 e AIn4 fornecem a soma dos desde a colocação em funcionamento do inversor
impulsos de energia por intervalo de Log.
O valor total é calculado da seguinte forma:
Eges = AIn3 * 216 + AIn4
ERR Avarias gerais
ENS S Estado do ENS (dispositivo para monitorização
da rede com comutadores atribuídos):
Estado da monitorização de rede
Valor Significado
0 Monitorização de rede inactiva
1 Fase de inicialização
2 Pending (Iniciar o inversor)
3 Running (Alimentação de corrente
para a rede)
15 Error

Tabela 4: Dados de potência

Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO 23


9 Indicações e configurações através de servidor de Web integrado

9.5 Alterar configurações Configuração Explicação


No Link “Configuração” pode-se informar sobre a Idioma Selecção do idioma para a apresentação
configuração do inversor e realizar alterações. Web
Número de Número de artigo do inversor
artigo
Nome Atribuição de um nome para o inversor
Inversor RS485 Endereço do aparelho para a interface
endereço RS485. A configuração é realizada através
do instalador durante a configuração da
unidade (ver capítulo 15.5).
Registro de Selecção entre o intervalo de memorização
todos os dados de 15 minutos ou 60 minutos.
Função de Configuração como saída S0 ou como saída
saída de de alarme. A configuração é realizada através
comutação (S0/ do instalador na configuração da unidade
Al-OUT) (ver capítulo 15.5)
Função das Determina a função das entradas analógicas
entradas (conexão de sensores ou comando de
analógicas potência real).
Rede A configuração é realizada através do
instalador na configuração da unidade. Mais
indicações para a configuração de rede ver o
capítulo 15.5.
Linha externa Apenas para a utilização do modem
analógico (acessório opcional do inversor) e
é necessária uma central telefónica
analógica. A configuração é realizada através
do instalador na configuração da unidade.
Mais indicações para a configuração de rede
ver o capítulo 15.5.
PIN GSM A configuração é realizada através do
instalador durante a configuração da
unidade. Para mais indicações sobre a
configuração e a instalação do modem GSM,
ver o capítulo 13.7.
Nova senha Alteração da senha
para o login
Direct Input Apenas para fins de serviço. Introdução
apenas pelo fabricante ou instalador.
Imagem 20: Configuração do servidor Web Configuração Exportação de dados para a transferência de
dados para um portal Web

Tabela 5: Configuração do servidor Web

Alterar o idioma
Pode seleccionar um outro idioma para o servidor
Web, na lista desdobrável.

Alterar o nome
Nas configurações do servidor de Web, pode atribuir
um nome próprio ao seu inversor. No funcionamento
de vários inversores pode atribuir a cada aparelho o
seu próprio nome.

Indicação
Na atribuição do nome não deve utilizar espaços em
branco, caracteres especiais e tremas. Válidos são os
caracteres de a-z, A-Z e 0-9.

24 Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO


9 Indicações e configurações através de servidor de Web integrado

Activar a transferência de dados para um


portal solar
Indicação
Através do link “Exportar dados” pode activar a
Anote o novo nome para o inversor. O nome é transferência de dados para um portal solar.
apresentado no display do inversor no submenu
“Configurações”.
O acesso através do número do inversor também é
Indicação
possível após a alteração do nome.
Antes de transferir os dados, tem de estar registado no
Com este nome também é possível, posteriormente, portal solar. Para mais informações, consulte a
encontrar o inversor dentro da rede. entidade operadora do portal solar.
No login no servidor de Web, o nome do inversor pode,
• Clique no link “Exportar dados”.
a partir de agora, substituir o número de série.
✓ A janela “Configuração exportar dados” é aberta.
Alterar o intervalo de memorização • Seleccione o portal solar para o qual o inversor
Durante a selecção do intervalo de memorização, pode deve enviar os dados.
optar por um período de tempo entre os processos de OU: Seleccione “Não exportar dados”, para
memorização de 15 ou 60 minutos. Na memória terminar uma transferência já configurada para o
interna podem ser guardados, na selecção de portal solar.
15 minutos, os dados de aproximadamente 100 dias • Prima o botão “Aceitar”, para memorizar a
e, na selecção de 60 minutos, os dados de 400 dias. configuração.

Indicação
Os dados do inversor são memorizados no aparelho
apenas por um período limitado. Para poder assegurar
e comparar os dados a longo prazo, deve-se registar
num portal Web solar ou realizar uma cópia de
segurança de dados a longo prazo no seu
computador.

Alterar a senha
Pode alterar a senha predefinida para o login no
servidor Web integrado.

Indicação
Na atribuição do nome não deve utilizar tremas,
espaços brancos ou caracteres especiais.
Válidos são os caracteres de a-z, A-Z e 0-9.

Indicação
A sua senha antiga fica imediatamente inválida após a
alteração da mesma. Por favor, anote logo a nova
senha para poder continuar a aceder ao servidor Web.
Esqueceu-se da sua senha? A nossa assistência ao
cliente tem todo o prazer em ajudar.

Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO 25


10 Avarias

10 Avarias
O inversor interrompe a alimentação e desliga-se em
caso de avaria.
• Verifique se, eventualmente, o seccionador de corte
em carga DC ou o seccionador DC externo
disparou.
• Verifique se a avaria é uma falta de corrente geral ou
se o fusível entre o contador de alimentação e o
inversor disparou.
No caso de disparo do fusível, informe o seu técnico de
instalação, no caso de falta de corrente, aguarde
simplesmente até o fornecedor de energia eliminar a
avaria.
No caso de se tratar de uma avaria temporária (falha de
rede, aquecimento excessivo, sobrecarga, etc.), o
inversor entra automaticamente em funcionamento,
assim que a avaria estiver resolvida.
No caso de uma avaria duradoura, contacte o seu
instalador ou a assistência técnica do fabricante
(dados de contacto, ver verso).
Indique o modelo do aparelho e descreva o problema.
Forneça os seguintes dados:
— Modelo do aparelho e número de série. Encontra
estas indicações na placa de identificação na parte
de fora do aparelho.
— Descrição da avaria (indicação LED e mensagem
no display).

Indicações de avaria
A seguinte tabela 6 permite obter uma vista geral sobre
as mensagens de avaria possíveis com a respectiva
indicação LED e o texto no display.

Perigo de morte devido a choque


eléctrico!
O inversor e a instalação podem conduzir tensões
perigosas para a vida. Apenas um electricista
qualificado deve realizar trabalhos no aparelho ou na
instalação.

26 Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO


10 Avarias

Indicação de
LED Causa da avaria Eliminação da avaria
display
LED “Avaria” Falha de rede Ocorreu uma das seguinte Controlar a cablagem de rede do inversor até à cablagem
acende avarias: secundária, especialmente os condutores neutros e de
vermelho – Desconectado da rede ou protecção.
demasiado fraca. Controlar a rede: a tensão deve-se encontrar dentro dos
– A frequência da rede é limites, cujos valores precisos podem ser obtidos junto da
influenciada por Hotline. O valor de referência para as tensões de rede na
consumidores externos ou Alemanha é > 184 V e < 253 V.
geradores. Indicação para o electricista: Verifique a posição das fases. É
– A rede foi desligada de aceite um ângulo de fases de 120° até ± 20°.
modo externo, a ENS Verifique o isolamento da instalação.
desligou. Verifique se a rede sofre esporadicamente sobrecargas.
– Um erro de isolamento na Eventualmente, consumidores fortes ou geradores nas
instalação fez disparar o proximidades da rede (agregados de corrente, máquinas
disjuntor de segurança. potentes, etc.) podem ser a causa da avaria.
– A tensão de rede é ou foi Se necessário, contacte, através do seu instalador, a empresa
temporariamente de fornecimento de energia local; ela é responsável por uma
demasiado baixa. rede estável.
LED “Avaria” Corrente de Desligamento através de Verifique a instalação eléctrica em relação a erros de
pisca vermelho falha corrente de falha. isolamento, tanto no lado da corrente DC (módulos PV) como
também no lado da corrente AC (rede).
As causas da avaria podem ser por exemplo: isolamentos
gastos, fichas de ligação conectadas de forma errada,
humidade.
LED “DC” Falha de A resistência de isolamento da Controle a instalação no lado dos módulos PV.
acende amarelo isolamento cablagem dos módulos PV é As causas da avaria podem ser por exemplo: isolamento
e LED “Avaria” pequena demais em relação à gasto, fichas de ligação conectadas de forma errada,
terra. humidade.
acende
vermelho
LED “AC” pisca Sobreaquecime O aparelho está demasiado Aguarde até o aparelho arrefecer.
verde nto quente. O inversor reduziu a Eventualmente, o local de montagem pode não ser o mais
potência ou desligou a curto indicado e o inversor não recebe ar de refrigeração suficiente.
prazo.
O inversor não deve ser exposto aos raios solares directos.
Verifique o ventilador em relação a sujidade e, se necessário,
limpe o mesmo.
LED “DC” pisca Avaria no Avaria de sistema interna no Contacte a assistência técnica.
amarelo e LED sistema inversor.
“Avaria” pisca
vermelho

Tabela 6: Avarias

Se no display forem apresentadas mensagens de


avaria que não estejam descritas aqui, por favor, ligue
para a nossa Hotline de assistência técnica
(+49 (0)761 70387025).

Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO 27


11 Indicações de segurança

Informações para o 13.1 Seleccionar o local de montagem


Pode instalar o inversor tanto em espaços interiores
instalador bem como no exterior. O local de montagem ideal é o
mais seco e fresco possível (por exemplo, numa cave
ou num lado do edifício sem Sol). Evite a irradiação
11 Indicações de segurança solar directa, uma vez que o inversor reduz a potência
no caso de temperaturas elevadas. No caso de
montagem exterior, deve proteger o inversor da chuva
Perigo de morte devido a choques directa através de um telhado.
eléctricos! O inversor deve ser instalado num local fixo. Ele não é
Para todos os trabalhos no inversor e nos cabos de adequado para a aplicação móvel.
alimentação aplica-se: • Escolha um local de montagem, no qual sejam
• Comutar o aparelho livre de tensão do lado AC e cumpridas as seguintes condições:
lado DC.
• Proteger a alimentação de tensão contra uma Não instale o inversor perto de substâncias
ligação inadvertida. facilmente inflamáveis ou em áreas com perigo de
• Aguardar no mínimo cinco minutos até os conden- explosão.
sadores do inversor estarem descarregados. Em funcionamento, as aletas de refrigeração do
• Verificar o aparelho e as ligações quanto a inversor podem aquecer até mais de 80 °C.
inexistência de tensão. Escolha uma superfície suficientemente resistente
ao calor para que não se possa incendiar com as
temperaturas mencionadas. Mantenha uma
12 Transporte e armazenamento distância de segurança suficiente em relação a
Antes do fornecimento, o inversor foi verificado quanto materiais inflamáveis na área.
ao seu funcionamento e embalado cuidadosamente. A base deve ser suficientemente estável para poder
Após a recepção do fornecimento, verifique se está suportar o peso do inversor. As paredes em gesso
completo e se apresenta eventuais danos de transpor- encartonado e revestimentos em madeira não são
te. As reclamações e pedidos de indemnização devem adequados como superfície!
ser dirigidos directamente à respectiva transportadora.
O inversor foi concebido para a montagem vertical
No caso de armazenamentos prolongados antes da em paredes. O aparelho apenas deve estar
montagem, todos os componentes do inversor devem inclinado, no máximo, 10° para a esquerda ou
ser guardados na embalagem original, em local seco e direita e, no máximo, 60° para trás. O aparelho não
sem pó. deve ser instalado inclinado para a frente ou
deitado.
13 Montagem A temperatura ambiente deve situar-se entre -20 °C
e +60 °C.
A humidade relativa do ar deve situar-se entre 0 %
Perigo! e 95 % (sem condensação).
Uma montagem não adequada pode criar situações
Para garantir um refrigeração suficiente, deve ser
com perigo de morte (choque eléctrico), danificar o
mantido um espaço livre, por cima e por baixo do
inversor e os componentes conectados, bem como
inversor, de, no mínimo, 200 mm. Dos lados
elevar o perigo de incêndio.
esquerdo e direito deve ser mantido um espaço
livre de, no mínimo, 100 mm (ver imagem 21,
Antes da montagem, verifique se a corrente local e a
página 29).
potência dos módulos fotovoltaicos correspondem aos
dados técnicos do inversor. Respeite as indicações na Deixe espaço livre suficiente nas partes laterais do
placa de identificação. aparelho para, se necessário, desmontar o
Respeite a sequência de montagem indicada. Apenas ventilador para realizar trabalhos de manutenção.
quando o inversor estiver montado de forma segura, é Caso instale o inversor num espaço fechado, por
permitido ligá-lo à electricidade. exemplo num armário de distribuição ou numa sala
Durante a montagem, tenha em consideração os pequena, assegure-se, através de uma ventilação
regulamentos de segurança VDE bem como os forçada, de que o ar quente é escoado.
regulamentos de ligação e de segurança da empresa O inversor deve estar acessível para eventuais
abastecedora de energia local. trabalhos posteriores. Os LEDs devem ser visíveis e
Tenha atenção para que, durante a montagem, não o display deve ser legível.
entre sujidade ou corpos estranhos no inversor.

28 Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO


13 Montagem

Coloque o inversor onde não seja possível a • Pendure o inversor no suporte de parede.
remoção acidental de cabos, por exemplo por • Fixe o inversor com o parafuso juntamente
crianças. Em zonas com perigo de inundação, fornecido no lado inferior.
deve instalar o aparelho suficientemente alto.
13.3 Abrir caixa
13.2 Montar o suporte de parede e
• Solte os quatro parafusos da tampa e remova
suspender o inversor cuidadosamente a tampa.
• Marque, no local de montagem, as posições das
perfurações, utilizando o suporte de parede com 13.4 Conectar à corrente AC
régua de perfuração.
• Desaparafuse a união roscada para o cabo de
alimentação (1 na imagem 22).
1

100 2
1. 42 200

15
max.10°
42
100

104 1
200 Imagem 22: Conexões na caixa
2.
1 União roscada para cabo de alimentação

3.

Perigo!
1 Prima obrigatoriamente o bujão a partir da parte de
dentro do aparelho para fora. Se o premir de fora para
dentro, é possível que o bujão com o anel de vedação
100 2
1. 200
caia para dentro do inversor.
45

20 • Com uma chave de fendas ou objecto parecido,


max.10° pressione o bujão cego e o anel de vedação de
45
100 dentro para fora da rosca. Solte o anel de
vedação do bujão cego.

74 1

200
2.

2
3.

Imagem 21: Montar o inversor (em cima: PIKO 3.0/


3.6/4.2/5.5, em baixo: PIKO 8.3/10.1)
1 Dimensões exteriores do inversor Imagem 23: Pressionar o bujão cego para fora do anel
2 Espaço livre necessário para a refrigeração de vedação
1 Bujão cego
• Faça as perfurações e, caso necessário, coloque 2 Anel de vedação
buchas.
• Aparafuse o suporte de parede na superfície
pretendida. Para isso, utilize os parafusos
juntamente fornecidos.

Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO 29


13 Montagem

1
Perigo! L1 L2 L3 N PE

Perigo de morte devido a cabos não isolados. Quando 2


cabos descarnados condutores de tensão se tocam,
pode surgir um curto-circuito de arco voltaico com
perigo de morte. Remova o isolamento do cabo
apenas quando necessário. O isolamento deve chegar 3
até bem perto do borne. 4

Perigo!
Perigo de morte devido a peças metálicas no inversor. Imagem 24: Colocar o cabo de alimentação
Ao isolar podem cair aparas metálicas. Através do 1 Borne de conexão AC (cinco pólos; no PIKO 3.0/3.6:
contacto com componentes condutores de tensão no três pólos)
inversor, é possível que surjam arcos voltaicos com 2 Cabo de alimentação
perigo de morte durante o funcionamento. Nunca 3 Anel de vedação
remova o isolamento dos cabos por cima do inversor! 4 Porca de capa

Recomendamos um cabo de alimentação do tipo


NYM-J 5×2,5 (para conexão monofásica NYM-J L1 L2 L3 N PE
3×2,5). O diâmetro exterior do cabo pode ser de
9…17 mm, a secção transversal dos condutores
individuais apenas deve ser de, no máx. 4 mm² em
cabos flexíveis e de, no máx. 6 mm² em cabo rígidos.
No caso de uma alimentação trifásica, as correntes
são menores do que na alimentação monofásica, de
Imagem 25: Tampa de selagem para borne de
modo a que as secções transversais possam ser
conexão AC
menores. No caso de cabos flexíveis, aconselhamos a
utilização de mangas de cabo.
• Ligue os fios de acordo com a inscrição no bloco
• Remova o revestimento e o isolamento do cabo de de aperto de cinco pólos.
rede apenas o necessário.
• Insira primeiro a porca de capa (4 na imagem 24) e,
depois, o anel de vedação (3 na imagem 24) nos Indicação
cabos de alimentação.
Para a ligação de cabos AC e DC, o inversor dispõe de
• Insira o cabo de alimentação no interior do inversor barras de fixação com mola. Estas são comandadas
através da passagem para cabos. da seguinte forma:
• Insira a tampa de selagem (imagem 25) no cabo de • Para fixar o cabo, prima-o com força para dentro
alimentação. A tampa de selagem é obrigatória em da abertura redonda do cabo.
Itália. • Verifique a fixação do cabo puxando-o
ligeiramente.
• Para soltar o cabo, pressione uma chave de fendas
plana para dentro da abertura plana e movimente-a
várias vezes de um lado para o outro para soltar a
fixação (ver imagem 26).
• Puxe o cabo para fora.

30 Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO


13 Montagem

Perigo!
Perigo de incêndio devido a sobrecorrente e
aquecimento da alimentação de rede. Proteja a
1. alimentação de rede do inversor contra
sobreaquecimento!

2. • Monte, na alimentação de rede, entre o inversor e o


contador de alimentação, um interruptor de
Imagem 26: Soltar o cabo da barra de fixação com protecção contra sobretensões (ver tabela 7).
mola Não ligue ainda a tensão.

PIKO 10.1
PIKO 3.0
PIKO 3.6

PIKO 4.2
PIKO 5.5
PIKO 8.3
• Conecte os fios do cabo de alimentação de acordo
com a identificação nos bornes de conexão AC
(imagem 27).
Tipo um pólo três pólos
L1 L2 L3 N PE
1
L1 L2 L3 N PE Característica de B
2 disparo
Corrente de 25 A 16 A 25 A
dimensionamento

Tabela 7: Interruptores de protecção contra


sobretensões AC recomendados
3

Imagem 27: Cabo de alimentação conectado (à 13.5 Conectar à corrente DC


esquerda sem tampa de selagem, à direita com tampa A quantidade de strings conectada dependente da
de selagem (ilustrado PIKO 8.3/10.1) configuração da unidade fotovoltaica. Conecte
1 Tampa de selagem primeiro o string 1, depois, caso existente, o string 2 e
2 Arame de selagem o string 3.
3 Cabo de alimentação
A secção transversal dos cabos DC deve ser tão
grande quanto possível, no máximo, 4 mm² para
• Coloque a tampa de selagem no bloco de aperto e cabos flexíveis e 7 mm² para cabos rígidos.
coloque o selo. A tampa de selagem é obrigatória
Ao utilizar as fichas de ligação, as secções transversais
em Itália.
dos cabos DC devem ser de 4–6 mm².
• Aperte a porca de capa com o anel de vedação
Caso a corrente nominal de um string se encontre
interior e bujão na união roscada dos cabos.
acima do valor de entrada permitido do inversor, pode,
em alguns modelos de aparelhos, ligar as entradas
DC 1 e 2 de modo paralelo (ver tabela 8). Uma ligação
Indicação
paralela com entrada DC 3 não é possível.
Por um lado, a união roscada do cabo veda a caixa
contra humidade e alivia, por outro lado, o cabo para
PIKO 10.1
PIKO 3.0

PIKO 3.6

PIKO 4.2

PIKO 5.5

PIKO 8.3

que não seja puxado para fora dos bornes pelo seu
próprio peso.

• Verifique se todos os cabos estão fixos e não se Quantidade de 1 2 2 3 2 3


soltam sozinhos. entradas DC
• Desligue o distribuidor de corrente da tensão e Corrente nominal 8A 8A 8A 8 A 11,5 A 11,5 A
proteja a alimentação de tensão contra uma ligação DC
não pretendida. Verifique se o distribuidor de Corrente de 9A 9A 9A 9 A 12,5 A 12,5 A
corrente está livre de tensão. entrada DC
máxima
• Coloque a alimentação de rede do inversor para o
distribuidor de corrente. Tabela 8: Ligar entradas em paralelo

Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO 31


13 Montagem

Encaixar os cabos DC no inversor

PIKO 10.1
PIKO 3.0

PIKO 3.6

PIKO 4.2

PIKO 5.5

PIKO 8.3
Ligação paralela não sim sim não sim sim
das entradas 1 e 2
possível?
Corrente nominal — 12 A 12 A — 20 A 23 A
DC em ligação
paralela
Corrente de — 13 A 13 A — 25 A 25 A
entrada DC máx. 1
em ligação
paralela Imagem 28: Conexões na caixa
1 Acoplamentos das fichas de ligação para fases PV
Tabela 8: Ligar entradas em paralelo (cont.)

• Verifique se o inversor não conduz tensão.


Conectar à corrente DC nos aparelhos • Coloque o seccionador de corte em carga DC em
com seccionador de corte em carga DC OFF.
integrado (DCS)
OFF
Este parágrafo apenas é válido para o inversor PIKO-
com seccionador de corte em carga DC integrado.
Para conectar um aparelho sem seccionador de corte
em carga DC integrado, ver o próximo parágrafo a
partir da página 33.
Respeite as indicações dos fabricantes das fichas de
ligação (empresa Multi-Contact, Imagem 29: Seccionador de corte em carga DC em
www.multi-contact.com). OFF

Montar as fichas nos cabos DC • Introduza as fichas da fase PV nos acoplamentos


• Elimine as ligações à terra eventualmente existentes existentes no inversor até encaixarem (imagem 30).
e curtos-circuitos nos strings. Tenha atenção à polaridade!
• Verifique se os cabos DC estão livres de tensão.
• Remova 6–7,5 mm de isolamento nos cabos DC.
Tenha atenção para não cortar os vários fios.
• Conecte os grampos aos cabos DC de acordo com
as recomendações da Multi-Contact.
• Introduza os contactos com os grampos por trás
nas fichas ou tomadas de isolamento até engrenar.
Tenha atenção para utilizar as peças macho ou
fêmeas adequadas aos acoplamentos das fichas
de ligação no inversor. Tenha atenção à polaridade
dos cabos.
• Puxe ligeiramente nos cabos para verificar se a
peça metálica está encaixada.
• Verifique a montagem com a caneta de verificação
recomendada pela Multi-Contact.
• Aperte manualmente a união roscada dos cabos. O Imagem 30: Conectar a fase PV
binário de aperto tem de estar adaptado ao cabo
DC. • Puxe nas fichas para controlar se estão
correctamente encaixadas.

32 Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO


13 Montagem

Nota
Para separar as fichas de ligação, pressione as
patilhas de encaixe com a mão ou com a ferramenta
disponibilizada pela Multi-Contact e remova a ficha.

• Para conectar outros strings, repita os passos de


montagem para cada string.
Fichas de ligação adicionais podem ser adquiridas
no comércio especializado. 1
• PIKO 4.2/8.3/10.1: Caso necessário, ligue agora as Imagem 32: Conexões na caixa
entradas 1 e 2 de modo paralelo. Para isso, ligue o
1 Uniões roscadas dos cabos para fases PV
respectivo borne positivo e negativo do bloco de
terminais 1 e 2 através de um cabo DC de 4 mm²
(imagem 31). • Verifique se o aparelho está livre de tensão.
• Elimine as ligações à terra eventualmente existentes
e curtos-circuitos nos strings.
Nota • Desenrosque as uniões roscadas dos cabos da
Por favor, tenha em consideração que no caso de entrada DC necessária (na parte inferior esquerda
PIKO 5.5 não é possível uma ligação paralela. do inversor).

Perigo!
Prima obrigatoriamente o bujão a partir da parte de
dentro do aparelho para fora. Se o premir de fora para
dentro, é possível que o bujão com o anel de vedação
caia para dentro do inversor.
1 2
• Com uma chave de fendas ou objecto parecido,
pressione o bujão cego e o anel de vedação de
dentro para fora da rosca. Solte o anel de
vedação do bujão cego (ver imagem 23, página 29).
• Verifique se os cabos DC estão livres de tensão.
• Insira primeiro a porca de capa e, depois, o anel de
2 vedação nos cabos DC.
• Insira os cabos DC através das uniões roscadas
1 dos cabos e ligue os cabos aos bornes de mola de
tracção no aparelho. Tenha atenção à polaridade!
Imagem 31: Entrada 1 e 2 com ligação paralela
1 Fase PV 1
2 Ponte DC

• Proteja as fichas de ligação não utilizadas no


inversor com uma tampa contra a humidade e a
sujidade.

Conectar à corrente DC nos aparelhos


sem seccionador de corte em carga DC
integrado
Este parágrafo apenas é válido para o inversor PIKO-
sem seccionador de corte em carga DC integrado.
Para conectar um aparelho com seccionador de corte
em carga DC integrado, ver o parágrafo anterior a
partir da página 32.

Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO 33


13 Montagem

1 2 1 2

1 2 1

Imagem 33: Conectar a fase PV 1 Imagem 34: Entrada 1 e 2 com ligação paralela
1 Fase PV 1 1 Fase PV 1
2 Opcionalmente outras fases (conforme o tipo de 2 Ponte DC
aparelho)
• Instale, em cada ligação de string, um seccionador
• Aperte as porcas de capas com os anéis de DC, para desligar a corrente DC do inversor (ver 3
vedação interiores e bujões na união roscada do na imagem 2, página 8).
cabo.

Nota
Por um lado, a união roscada do cabo veda a caixa
contra humidade e alivia, por outro lado, o cabo para
que não seja puxado para fora dos bornes pelo seu
próprio peso.

• Para conectar outros strings, repita os passos de


montagem para cada string.
• PIKO 4.2/8.3/10.1: Caso necessário, ligue agora as
entradas 1 e 2 de modo paralelo. Para isso, ligue o
respectivo borne positivo e negativo do bloco de
terminais 1 e 2 através de um cabo DC de 4 mm²
(ver imagem 34).

Nota
Por favor, tenha em consideração que no caso de
PIKO 5.5 não é possível uma ligação paralela.

34 Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO


13 Montagem

13.6 Configurar país de utilização Posição de Idioma


País
Antes da primeira colocação em funcionamento, deve interruptor predefinido
configurar o país no qual está a instalar o inversor. Estado de não tem
Isto é necessário para que a monitorização de rede fornecimento
(inversor sem
funcione conforme a rede de corrente local. Realize a funcionamento)
configuração do país através do interruptor DIP na
Alemanha alemão
placa de comunicação.
Espanha espanhol
Após a primeira ligação da tensão AC,
a configuração do país está definida de França francês
modo permanente!
Portugal português
No caso de uma configuração errada do país, o
inversor não vai funcionar. Itália italiano

Grécia (Continente) inglês1)


Indicação
O idioma predefinido do display e do servidor Web Grécia (Ilhas) inglês1)
integrado (ver tabela 9) pode ser alterado de acordo
com a sua preferência após a colocação em Holanda holandês
funcionamento.
Bélgica francês

Luxemburgo francês
Perigo!
Para o accionamento do interruptor DIP, utilize um Suíça francês
objecto não metálico e não aguçado. Não toque na
placa de comunicação. República Checa Checo

• Configure os interruptores DIP de acordo com o Tabela 9: Posição do interruptor DIP


país de utilização, conforme a tabela 1) Por razões técnicas o display está incapacitado de
correspondente 9. exibir letras gregas. Pedimos desculpa por esta
limitação.
1

13.7 Instalar acessórios (opcional)


Desde que existente, é necessário instalar os
acessórios como um modem analógico, cabos, etc.
(ver capítulo 15). O modem GSM representa uma
excepção, uma vez que o código PIN do cartão SIM
deve ser introduzido antes da instalação do modem
GSM com o cartão SIM no inversor (ver capítulo 14.3 e
Imagem 35: Interruptores DIP capítulo 15.2).
1 Interruptor DIP
13.8 Fechar caixa
• Verifique se todos os cabos estão fixos e não se
soltam sozinhos.
• Remova todos os corpos estranhos eventualmente
existentes (ferramentas, resíduos de arame etc.) do
inversor.
• Coloque a tampa e aparafuse-a com firmeza.

Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO 35


14 Colocação em funcionamento e desactivação

14 Colocação em funcionamento
e desactivação Indicação
Para a primeira colocação em funcionamento deve No caso de potência de entrada baixa, o PIKO 8.3/
existir irradiação solar suficiente, para que exista no 10.1 utiliza apenas uma ou duas fases para a
inversor uma tensão de entrada DC de, no mínimo, alimentação de corrente. O aparelho selecciona a fase
180 V. de acordo com o princípio do acaso.

14.1 Ligar inversor


14.2 Configurar o idioma
• Rode o seccionador de corte em carga DC para a
posição ON ou ligue sucessivamente os strings DC • Caso desejado, ajuste a indicação do display para
através do seccionador DC externo. um outro idioma (ver capítulo 9.5).

ON 14.3 Introduzir o código PIN (apenas no


modem GSM)
Antes de instalar o modem GSM com o cartão SIM, é
necessário introduzir o código PIN, que recebeu da
sua operadora de rede móvel, na configuração do
inversor.
Imagem 36: Seccionador de corte em carga DC em • Estabeleça uma ligação com o servidor Web do
ON inversor (ver capítulo 15.5).
• Comute para a página de configuração e introduza
• Ligue a tensão de rede através do interruptor de o PIN GSM.
protecção contra sobretensão. Clique em “Aceitar” para memorizar as configurações.
Caso apareça a seguinte indicação no display, o país
de utilização não está ajustado.
Indicação
Numa mudança posterior da operadora de rede
móvel, introduza, em primeiro lugar, o novo PIN GSM
no servido Web do inversor e, depois, troque o cartão
SIM no modem GSM.
Imagem 37: Indicação de display com o país de
utilização não ligado 14.4 Desligar inversor
Para trabalhos de manutenção e reparação, o inversor
Neste caso, desligue o aparelho dos lados AC e DC da
deve ser desligado. No funcionamento normal não é
tensão e ajuste o país de utilização como descrito no
necessário desligá-lo.
capítulo 13.6.
• Rode o seccionador de corte em carga DC para a
O inversor está agora em funcionamento: o display
posição OFF ou desligue o gerador solar através do
acende e apresenta sucessivamente o modelo do
seccionador DC externo.
aparelho, a configuração do país, a versão de
hardware e software e o nome do inversor. OFF
O LED amarelo acende e o aparelho realiza
automaticamente a verificação necessária conforme a
DIN VDE 0126. Caso o LED amarelo não acenda, é
possível que a corrente seja demasiado baixa.
Quando as verificações estiverem concluídas com
sucesso, o LED verde acende e o inversor inicia a
Imagem 38: Seccionador de corte em carga DC em
alimentação de corrente para a rede.
OFF
Caso o LED verde não acenda, é possível que a tensão
de entrada seja demasiado baixa ou exista uma avaria
(ver capítulo “Eliminação de avarias”).

36 Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO


15 Instalar acessórios (opcional)

15.2 Instalar o modem


Perigo de morte devido a choque
eléctrico! Perigo!
O seccionador de corte em carga DC não é um Perigo de danos para a placa de comunicação através
interruptor de desligar. O inversor encontra-se apenas de descarga electrostática. Toque num local ligado à
separado totalmente do gerador PV quando as fichas terra, por exemplo, a recepção para a união roscada
de ligação também estão desconectadas. da caixa em baixo à direita, antes de tocar na placa.
A separação das fichas de ligação sob tensão é
possível. • Apenas com modem GSM: Insira o cartão SIM, de
uma operador de rede móvel indicado pela nossa
• Separe o inversor da rede através do interruptor de Hotline, no suporte de cartões localizado no lado
protecção contra sobretensão. inferior do modem. O código PIN deste cartão SIM
• Proteja a alimentação de tensão contra deve ser introduzido no servidor Web do inversor
religamento. antes da montagem do modem GSM.
• Deixe o aparelho arrefecer. Aguarde cinco minutos • Coloque cuidadosamente o modem na placa.
até que os condensadores do inversor estejam Tenha atenção, pois nem todos os pinos de
descarregados. inserção do modem GSM se ajustam à barra de
• Verifique se todas as ligações estão livres de tomadas.
tensão.
1

15 Instalar acessórios (opcional)


15.1 Abrir caixa

Perigo de morte devido a choques


eléctricos!
Para todos os trabalhos no inversor e nos cabos de Imagem 39: Instalar o modem
alimentação aplica-se: 1 Modem
• Comutar o aparelho livre de tensão do lado AC e
lado DC. • Ligue o cabo telefónico (modem analógico) ou o
• Proteger a alimentação de tensão contra uma cabo de antena (modem GSM) (ver parágrafo
ligação inadvertida. seguinte).
• Aguardar, no mínimo, cinco minutos até os
condensadores do inversor estarem
descarregados.
• Verificar o aparelho e as ligações quanto a
inexistência de tensão.

• Desligue o inversor (ver capítulo 14.4).


• Abra a caixa (ver capítulo 13.3).

Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO 37


15 Instalar acessórios (opcional)

15.3 Ligar cabos


.

A placa de comunicação possui diversas ligações.


O cabos a conectar dependem das interfaces de
comunicação que pretende utilizar. A sequência de 1
montagem para os diversos cabos são, por princípio,
idênticos.

1
2

Imagem 41: Porca de capa e anel de vedação


2
3 1 Anel de vedação
4
2 Porca de capa
7 5
6 • Primeiro, insira a porca de capa e, depois, o anel de
Imagem 40: Ligações da placa de comunicação vedação no cabo.
1 Local de inserção para o modem (acessório)
• Insira o cabo pela união roscada para a ligação à
2 Borne para S0/AL-OUT placa de comunicação.
3 Interface RS485 Tenha atenção para que o cabo seja conduzido
4 Borne para interfaces analógicas pelo caminho directo através da chapa de
5 Tomada RJ11 protecção e não esteja lateralmente saliente da
6 Tomada RJ45 chapa de protecção.
7 Borne para RJ45 e RJ11
Cabo Twisted-Pair (RJ45)
• Insira a ficha do cabo Twisted-Pair na respectiva
tomada (imagem 40, posição 6).
Perigo!
Perigo de danos para o inversor. No inversor, conecte Cabo de telefone (RJ11)
apenas cabos duplamente isolados. • Insira a ficha do cabo de telefone na respectiva
tomada (imagem 40, posição 5).

Antena de rádio
Perigo!
• Conecte a ficha da antena de rádio ao
Perigo de danos para a placa de comunicação através modem GSM.
de descarga electrostática. Toque num local ligado à
• Instale a antena de rádio de modo a que a mesma
terra, por exemplo, a recepção para a união roscada
tenha uma boa recepção.
da caixa em baixo à direita, antes de tocar na placa.
Cabo Twisted-Pair e ligação telefónica
• Aplique a união roscada de cabo necessária.
(borne do cabo)
Pressione o bujão cego e o anel de vedação de
dentro para fora da união roscada. Solte o anel de • Conecte os cabos em conformidade com a
vedação do bujão. ocupação de ligação (tabela 10) no borne do cabo
(imagem 40, posição 7).

1 2
Rx -
Rx+
Tx -
Tx+
b
a

Modem

Imagem 42: Borne do cabo


1 Ligação do modem
2 Ligação da Ethernet

38 Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO


15 Instalar acessórios (opcional)

Borne Designação Descrição Borne Designação Descrição


1 Tx+ Par de emissão + 4 S0-In Entrada para contador de
impulsos de energia
2 Tx– Par de emissão –
5 AIn1 Entrada analógica (0…10 V)
3 Rx+ Par de recepção +
6 AIn2 Entrada analógica (0…10 V)
4 Rx– Par de recepção –
7 AIn3 Entrada analógica (0…10 V)
5 Modem a Ligação telefónica a
8 AIn4 Entrada analógica (0…10 V)
6 Modem b Ligação telefónica b
9 AGND Massa para entradas
Tabela 10: Ocupação de ligação do borne do cabo analógicas
para cabo Twisted-Pair e ligação telefónica 10 +5V Saída 5 V para sensores
externos (não livres de
potência; máx. 10 mA)
Cabos S0/AL-OUT Tabela 11: Ocupação de ligação para entradas
• Ligue os cabos ao respectivo borne analógicas
(imagem 40, posição 2).
Em alternativa, pode configurar a interface S0 de modo
a que ela funcione como saída de alarme.
Cabos RS485
O interruptor tem a função de um “contacto de • Conecte os cabos em conformidade com a
abertura”. O interruptor pode ser sujeito, no máximo, ocupação de ligação (tabela 11) no borne
a 100 mA. As ligações possuem polaridades neutras. (imagem 40, posição 4).
A tensão máxima permitida é de 250 V (corrente
alternada ou contínua). Cabo de entrada S0-In
• Conecte os cabos em conformidade com a
Entradas analógicas ocupação de ligação (tabela 11) no borne
• Conecte os cabos em conformidade com a (imagem 40, posição 4).
ocupação de ligação (tabela 11) no borne
(imagem 40, posição 4).
S0-In

Dependendo do sensor, é possível que seja necessária


AGND

2
uma alimentação de tensão adicional.
Na utilização da entrada S0, as entradas analógicas
Aln3 e Aln4 não têm função.
As entradas analógicas podem ser utilizadas para a 1
ligação de um comando de potência real.

1 2 3
Imagem 44: Exemplo para a ligação de um contador
de energia externo na entrada S0-In
1 Entrada S0-In
2 Contador de energia externo
AGND
AIn4
AIn3
AIn2
AIn1
S0-In
GND
B
A
+5V

RS485 15.4 Fixar o cabo e fechar a caixa


• PIKO 8.3/10.1: fixe todos os cabos com um
Imagem 43: Borne do cabo agrupador de cabos nos entalhes na chapa de
1 Saída de tensão
protecção.
2 Entradas analógicas
3 RS485

Borne Designação Descrição


1 RS485 A RS485 A
2 RS485 B RS485 B
3 GND Massa para RS485

Tabela 11: Ocupação de ligação para entradas


analógicas

Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO 39


15 Instalar acessórios (opcional)

✓ A janela Log-in para o servidor Web abre-se.


• Introduza o nome de utilizador e a senha. O nome
de utilizador e a senha estão definidos a partir de
fábrica da seguinte forma:

Nome de utilizador: pvserver


Senha: pvwr

• Confirme as introduções com um clique em “OK”.


✓ A página principal do inversor é apresentada.
• Clique no link “Configuração”.
✓ A página “Configuração” é apresentada.
Imagem 45: Fixar o cabo na chapa de protecção

Indicação
• Aperte a porca de capa com o anel de vedação
interior na união roscada de cabos. Na tabela 5 encontra uma descrição das
possibilidades de configuração (página 24).
• Verifique se todos os cabos estão fixos e não se
soltam sozinhos.
• Remova todos os corpos estranhos eventualmente Configurações de rede
existentes (ferramentas, resíduos de arame etc.) do A opção “Auto-IP / DHCP” está activada de forma
inversor. standard. Isto significa que o inversor recebe
• Coloque a tampa e aparafuse-a de modo fixo. automaticamente o seu endereço IP de um servidor
DHCP, por exemplo de um roteador DSL. (Um servidor
• Ligue o inversor (ver capítulo 14.1).
DHCP é um programa que atribui endereços aos
participantes de uma rede.) Se não tiver qualquer
15.5 Realizar a configuração para servidor DHCP disponível, o inversor atribui um
acessórios endereço IP a si próprio.
Realize a restante configuração através do servidor • A opção “Auto-IP / DHCP” é adequada para a
Web instalado no inversor. maior parte dos casos de aplicação
Uma atribuição de um endereço IP fixo (configuração
Estabelecer a ligação para o servidor Web do
“Configuração manual da rede”) apenas é necessária
inversor.
em poucos casos:
• Ligue o inversor através de um Switch/Hub de
— Você opera uma rede local (Ethernet) com
Ethernet ou directamente através de um cabo
endereços IP fixos e pretende integrar o inversor
Crossover a um computador.
na rede.
— Ou opera o inversor numa ligação DSL com
Indicação roteador e pretende conectar-se ao inversor, a
partir de fora, através do roteador.
A ligação de Ethernet apenas é necessária para a
configuração.
Indicação
Qualquer computador com interface de Ethernet é
adequado. O sistema operativo não tem qualquer O endereço de servidor DNS serve, com as
importância. No computador deve estar instalado um configurações de fábrica 145.253.2.203, para a
browser de Internet. resolução alternativa do nome na Internet. Não lhe é
permitido alterar estas configurações. Eventualmente,
• Ajuste a interface de Ethernet (protocolo TCP/IP) do
depois, a exportação dos dados Log já não funciona
computador de modo a que possa ocupar-se
para um portal Web externo.
automaticamente do endereço IP e do endereço do
servidor DNS. Para esta alteração de configuração
• Active a configuração “Configuração manual da
são necessários, eventualmente, direitos de
rede” caso pretenda atribuir um endereço IP fixo.
administração.
Introduza o endereço IP na máscara de subrede.
• Inicie o browser de Internet e introduza a letra S e o
número de série do inversor na linha do endereço,
por exemplo http://S12345FD323456

40 Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO


15 Instalar acessórios (opcional)

3 Inversor 3 – endereço IP 192.168.1.3, etc.


4 Ligação Ethernet (cabo Twisted-Pair)
Indicação 5 Router DSL – endereço IP 192.168.1.254
As configurações alteradas são imediatamente válidas 6 Switch/Hub
7 Computador – endereço IP 192.168.1.250
com um clique em “Aceitar”. As suas introduções
podem levar a que o inversor já não seja alcançável
através da ligação actual. Roteador externo
• Active a opção “Roteador externo”, caso esteja
• Clique em “Aceitar”. previsto o inversor utilizar um roteador externo, para
As configurações estão memorizadas. enviar os seus dados a um portal solar. Para além
disso, introduza o endereço IP na do roteador.
• Clique em “Aceitar”.
As configurações estão memorizadas.

Modem
1
2 • Comute para a página de informação do
servidor Web.
3
• Verifique se o modem foi detectado de modo
correcto.
• Em modem GSM: verifique se o modem GSM tem
4 5
captação suficiente.
WWW • Mude para a página de configuração e, caso
necessário, introduza a selecção da central.
6 • Clique em “Aceitar” para memorizar as
configurações.
Imagem 46: Configurações de rede com IP
automático Activar a transferência de dados para um
router externo, IP automático / DHCP portal solar.
1 Inversor com modem montado (analógico ou GSM) – IP • Clique no link “Exportação de dados”.
automático / DHCP
2 Opcionalmente outros inversores (sem modem) – IP ✓ A janela “Configuração exportar dados” é aberta.
automático / DHCP • Seleccione o portal solar para o qual o inversor
3 Ligação Ethernet (cabo Twisted-Pair) deve enviar os dados.
4 Switch/Hub
5 Computador • Clique em “Aceitar” para memorizar as
6 Ligação telefónica ou antena de rede móvel configurações.

Endereço RS485
1 2 3 Caso tenha conectado dois ou mais inversores através
de RS485, deve configurar os endereços RS485 dos
inversores de modo a que cada endereço exista
apenas uma vez.
• No campo “Endereço WR-Bus (RS485)” introduza
o endereço pretendido.
• Clique em “Aceitar” para memorizar as
4 configurações.

6 7
5
www

Imagem 47: Configurações de rede com configuração


de rede manual em router DSL externo, máscara de
subrede: 255.255.255.0, router externo
1 Inversor 1 – endereço IP 192.168.1.1
2 Inversor 2 – endereço IP 192.168.1.2

Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO 41


16 Entrega à entidade operadora

16 Entrega à entidade operadora Caso o ventilador não funcione de modo correcto,


deve limpar o ventilador.
Após a montagem e a colocação em funcionamento
• Desligue o inversor (ver capítulo 14.4).
com sucesso entregue o inversor e este manual à
entidade operadora. Alerte a entidade operadora para • Solte os quatro parafusos e remova
os seguintes pontos: cuidadosamente a grelha do ventilador e o
ventilador. Solte a ligação de encaixe do cabo de
• Posição e funcionamento do seccionador de corte
corrente eléctrica.
em carga DC ou do seccionador DC externo e do
interruptor de protecção contra sobretensão AC. • Limpe o ventilador com um pincel macio.
• Segurança no manuseamento do aparelho. • Volte a conectar o cabo de corrente eléctrica,
coloque o ventilador na caixa e aparafuse o
• Significado dos LEDs e das indicações de display.
ventilador e a grelha do ventilador.
• Pessoa de contacto no caso de avaria.
• Ligue o inversor (ver capítulo 14.1).

17 Conservação
18 Desmontagem e eliminação
Após a montagem correcta, o inversor trabalha
praticamente sem manutenção. Não são necessárias
18.1 Desmontagem
medidas especiais para a conservação.
Para desmontar o inversor, proceda como descrito em
Verifique, no mínimo, uma vez por ano as ligações de
seguida:
cabos e as fichas.No caso de ligações soltas, cabos
danificados ou algo semelhante, desligue • Desligue o inversor da tensão (lado DC através do
imediatamente o inversor. Os danos devem ser ponto de ruptura DC, lado AC através do interruptor
eliminados por um electricista. de protecção contra sobretensão). Proteja a
alimentação de tensão contra religamento.
Limpeza do ventilador • Deixe o aparelho arrefecer. Aguarde cinco minutos
Para a refrigeração activa durante o funcionamento, os até os condensadores do inversor estarem
inversores dispõem de um ou dois ventiladores. Para descarregados. Verifique se o aparelho está livre de
garantir que os ventiladores funcionam de modo tensão.
correcto, deve realizar regularmente um teste ao • Abra a tampa do inversor.
ventilador. Se os ventiladores estiverem sujos, Solte os bornes e as uniões roscadas dos cabos e
eventualmente, o inversor não é suficientemente remova todos os cabos DC e AC.
refrigerado e o grau de eficiência desce. • Feche a tampa do inversor.
Solte o parafuso no lado inferior do inversor e
1 remova o inversor, elevando-o, do suporte de
2
parede.
3 • Desmonte o suporte de parede.
4
18.2 Eliminação
Elimine o inversor de modo correcto e conforme os
regulamentos em vigor.
O cartão do inversor é feito em papelão e pode ser
utilizado como papel reciclado. Peças em plástico e
embalagem podem ser juntadas à reciclagem de
plásticos.

Imagem 48: Ventilador


1 Cabo de corrente eléctrica
2 Ventilador
3 Grelha do ventilador
4 Parafusos

O teste do ventilador apenas é realizável durante o


funcionamento de alimentação (LED verde aceso).
Pode consultar como iniciar o teste do ventilador no
capítulo 8.3.

42 Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO


Índice remissivo

Índice remissivo LC-Display . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18


Ligação paralela . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 31
Ligar os strings . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 31
A Local de montagem . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 28
Abrir caixa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .29 Log-in . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 21, 40
Acessórios . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .14
Antena de rádio . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .38 M
Armazenamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .28 Memorização de dados . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10, 20
Auto-IP . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .40 Mensagens de avaria . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 27
Avarias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .27 Menu de utilizador . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 19
Modem (analógico, GSM) . . . . . . . . . . . . . . 10, 12, 41
B Monitorização de rede (ENS) . . . . . . . . . . . . . . . . . 35
Barras de fixação com mola . . . . . . . . . . . . . . . . . .30
N
C Nome de utilizador . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 21, 40
Cabo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .11, 16, 30, 38
Cabo de rede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .11 P
Cabo de telefone . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .38 Página de informação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 22
Colocação em funcionamento . . . . . . . . . . . . . . . . .36 País de utilização . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 35
Configurações . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .18, 20, 24, 40 Peso . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16
Configurações de rede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .40 PIN GSM . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 24, 36
Consulta de dados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .10, 20 Placa de comunicação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 38
Contador de impulsos de energia . . . . . . . . . . . . . .17 Placa de identificação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14
Portal solar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10, 25, 41
D
Dados de potência . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 R
Dados técnicos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .15 Refrigeração . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16, 28, 42
desligar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .36 Roteador DSL . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10
Dimensões . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .16 Roteador, externo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10, 41
Display . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .28, 36 Router, externo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 41
RS485 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16, 41
E
Eliminação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .42 S
Endereço IP . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .40 Saída de alarme . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16
Entradas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .9 Secção transversal de cabo AC . . . . . . . . . . . . . . . 30
Estados de funcionamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . .19 Secção transversal dos cabos DC . . . . . . . . . . . . . 31
Ethernet . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .11 Segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15
Senha . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 21, 25, 40
F Sensor de toque . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18
Funcionamento do inversor . . . . . . . . . . . . . . . . . .5, 7 Serviço DDNS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12
Servidor DHCP . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 40
G
Servidor proxy . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 21
Garantia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .6
Servidor Web . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20, 21
Grau de eficiência . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .15
Software de visualização . . . . . . . . . . . . . . . . . 11, 22
H Suporte de parede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 29
Hotline . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .5, 6
T
Humidade do ar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .28
Tampa de selagem . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 30
I Teste do ventilador . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20
Idioma . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .20, 24, 35 Tomada RJ11 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16
Indicação da avaria . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .26 Tomada RJ45 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16
Indicações de segurança . . . . . . . . . . . . . . .6, 18, 28
U
Informe . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22
Utilização adequada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5
Interfaces . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .7, 16, 17
Interruptor de protecção contra sobretensões . . . .31 V
Intervalo de memorização . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .25 Ventilador . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 42
L
Lâmpadas LED . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .19

Manual de montagem e de operação do inversor solar PIKO 43


KOSTAL Solar Electric GmbH
Hanferstr. 6
79108 Freiburg i. Br.
Germany
Tel. +49 (0)761 703870-0
Fax +49 (0)761 703870-19

www.kostal-solar-electric.com