Você está na página 1de 7

CONTRATO DE LOCAÇÃO RESIDENCIAL

Pelo presente instrumento particular de um lado como LOCADOR: ROSIMAR SOUSA BARROS,
brasileiro, solteiro, servidor público, portador da carteira de identidade nº 1.439.953-SSP– MA e
CPF nº 403.009.863-00 residente e domiciliado na AV. Tito Coelho nº 215 Bairro Nazaré, CEP
65.800-000 Balsas/ MA e, de outro lado como LOCATÁRIO: JOÃO RAFAEL CORRÊA ROCHA,
Brasileiro, Casado, Engenheiro Eletricista, residente e domiciliado na Rua 17 QD 10, CASA 35,
Cohatrac, São LUIS–MA, portador da carteira de identidade nº. 18961662001-0 SSP-MA, e CPF
nº. 018.282.363-65, assim doravante simplesmente designados pelo presente instrumento de
CONTRATO DE LOCAÇÃO e na melhor forma de direito e a quem interessar as partes acima
qualificadas e abaixo assinadas, têm, entre si, ajustada e contratada a locação do imóvel adiante
identificado e especificado, que se faz obedecendo às cláusulas e obrigações legais a seguir
estipuladas, as quais, por si, seus herdeiros e sucessores mutuamente aceitam, outorgam e
ratificam, a saber:

CLÁUSULA PRIMEIRA– O LOCADOR dá em locação ao LOCATÁRIO o imóvel do tipo residencial,


localizado na Estrada da Maioba, AP 305 BL Brreirinhas, Maraville Residence, vaga de garagem

BA-63 – Sitio Saramanta, São José de Ribamar/ MA ; assim caracterizado: apartamento térreo com
quintal, sala, 2wc, 2 quartos sendo 1 suíte, cozinha com um armário, e área de serviço em perfeito estado
de uso, devendo o identificar os defeitos e comunicar ao LOCADOR por escrito, no prazo de até 72 horas
após a efetivação do laudo de vistoria, sobe pena de preclusão. Fica também acordado, que o imóvel será
devolvido nas mesmas condições aqui previstas, além de, no ato da entrega das chaves, com todos os
tributos e despesas pagas. O imóvel, de propriedade do LOCADOR , doravante designado simplesmente

IMÓVEL LOCADO, será entregue totalmente livre e desimpedido de pessoas.

PARÁGRAFO PRIMEIRO – O imóvel locado destina-se exclusivamente para fins residenciais, não
podendo ser mudada sua destinação sem o prévio e expresso consentimento do LOCADOR.

PARÁGRAFO SEGUNDO – Salvo mediante prévio consentimento dado por escrito pelo LOCADOR,
fica expressamente vedado ao LOCATÁRIO, sublocar, emprestar, ceder, transferir, total ou
parcialmente ou, por qualquer outra forma, substituir-se na locação ou ocupação do imóvel
locado.
CONTRATO DE LOCAÇÃO RESIDENCIAL

PARÁGRAFO TERCEIRO - Qualquer benfeitoria ou construção que seja destinada ao imóvel objeto
deste, deverá de imediato, ser submetida a autorização expressa do LOCADOR. Vindo a ser feita
benfeitoria, faculta ao LOCADOR aceitá-la ou não, restando ao LOCATÁRIO em caso do LOCADOR
não aceitá-la, modificar o imóvel da maneira que lhe foi entregue. As benfeitorias, consertos ou
reparos farão parte integrante do imóvel, não assistindo ao LOCATÁRIO o direito de retenção ou
indenização sobre as mesmas.

PARÁGRAFO QUINTO - Fica desde já ciente o LOCADOR, que, em caso de edifício onde haja
condomínio, restará o mesmo obrigado por todas as cláusulas constantes na Convenção e no
Regulamento Interno existente.

CLÁUSULA SEGUNDA– O prazo de locação será de 06 (meses) com início em 10/04/2019 e término
em 10/10/2019, podendo renovar a locação por mais 06 (meses)ou segue-se a data na qual o
imóvel deverá ser devolvido nas mesmas condições em que foi recebido, pintado com tinta látex
na cor que lhe foi entregue, sendo que as instalações elétricas, hidráulicas e acessórios deverão
também, estar em perfeitas condições de funcionamento, salvo as deteriorações decorrentes do
uso normal e habitual do imóvel, independentemente de qualquer notificação ou interpelação
judicial ou extrajudicial, livre e desimpedido, fazendo por conta do LOCATÁRIO consertos, reparos
e pinturas que se fizerem necessários.

CLÁUSULA TERCEIRA– O LOCATÁRIO, findo o prazo de locação, sem que haja prorrogação, obrigar-
se-á a comunicar ao LOCADOR ou ADMINISTRADOR, por escrito, e com antecedência de 30(trinta)
dias, a sua intenção de desocupar o imóvel, dando por finda a locação, a fim de permitir que seja o
referido imóvel vistoriado e colocado sob proteção de guarda ou zelador, para evitarem-se furtos,
roubos ou depredações.
E no caso de devolução do imóvel ao LOCADOR antes do período acordado entre as partes de
locação o LOCATÁRIO pagará multa de 01 (um) mes de aluguel vigente na data da ocorrência por
quebra de contrato.

Página 2 de 7
CONTRATO DE LOCAÇÃO RESIDENCIAL

CLÁUSULA QUARTA– Pela locação ora contratada o LOCATÁRIO pagará ao LOCADOR ou


ADMINISTRADOR, o aluguel mensal de R$2000,00 (dois mil reais), depositado em nome de
ANDREA SOUSA CARNEIRO, CPF nº. 653.515.253-72; na Conta Poupança nº 00101298-0, Agência
1576; OP: 013 Banco Caixa Econômica, os demais valores de locação será feito deposito na conta
do Sr. ROSIMAR SOUSA BARROS, CPF n°403.009.863-00; na conta Corrente n° 6252-9, Agência
44408-3

PARÁGRAFO PRIMEIRO: O LOCATÁRIO pagará no ato da assinatura deste Contrato,


01 (um) mês de adiantamento de aluguel equivalente total de 1000,00 (hum mil reais) e a caução
equivalente de R$ 1.000 (hum mil reais) será juntamente com o aluguel; equivalente o valor total
de 2.000,0 (dois mil reais).
OBS: A CAUÇÃO É O EQUIVALENTE AO ULTIMO PAGAMENTO DE ALUGUEL DO LOCATÁRIO
,DESSA FORMA O MESMO FICARÁ ISENTO DE PAGAR O ULTIMO MÊS JÁ QUE NO ATO DA
ASASINATURA DO SEU CONTRATO DEU O VALOR.
CLÁUSULA QUINTA– O aluguel mensal vencerá todo dia 10 de cada mês ou, recaindo em
domingos e feriados, no prazo e até 05 dias de tolerância subsequente, impreterivelmente, e
deverá ser pago conforme Cláusula Quarta deste instrumento.
PARÁGRAFO PRIMEIRO – Se o aluguel e encargos da locação não forem pagos até a data do
vencimento, será acrescido de multa de 10%(dez por cento) ao mês de atraso, incidente sobre o
valor não pago.

PARÁGRAFO SEGUNDO – Qualquer recebimento fora do prazo estabelecido na CLÁUSULA QUINTA,


será mera liberalidade do LOCADOR/ADMINISTRADOR, sem prejuízo de quaisquer das cláusulas
deste contrato.

CLÁUSULA SEXTA– O atraso no pagamento de 02(dois) aluguéis mensais, consecutivos ou não,


poderá implicar no imediato encaminhamento deste contrato à cobrança judicial, no foro local.
Neste caso, além da multa, dos juros moratórios e da atualização monetária, o LOCATÁRIO pagará
os honorários profissionais advocatícios além das custas judiciais (sucumbência).

Página 3 de 7
CONTRATO DE LOCAÇÃO RESIDENCIAL

PARÁGRAFO PRIMEIRO – A repetição do pagamento do aluguel ou encargos da locação com


atraso, por mais de 02(duas) vezes, durante a vigência deste contrato, mesmo feito com adicionais
pactuados, ensejará a rescisão contratual com a imediata denúncia da locação, por
descumprimento de cláusula contratual e quebra de contrato.

CLÁUSULA SÉTIMA– O LOCATÁRIO pagará dois alugueis até a entrega efetiva do imóvel, a qual
somente se dará após a vistoria que o LOCADOR/ADMINSTRADOR realizarem no imóvel locado e
em suas instalações, para verificar a necessidade da realização de eventuais consertos, reparos e
readaptações.

Parágrafo único – fica acertado entre ambas as partes que o LOCADOR irá colocar primeiramente
somente um BOX em um dos banheiros e em até 30(trinta) dias colocará o segundo e em caso de
não cumprimento o LOCATÁRIO poderá rescindir o contrato sem se quer pagar multa alguma.

CLÁUSULA OITAVA– Correrão por conta e responsabilidade do LOCATÁRIO, os pagamentos e a


apresentação mensal ao LOCADOR/ADMINISTRADOR dos comprovantes devidamente quitados
referentes aos encargos e acessórios da locação, além dos tributos incidentes sobre o imóvel, tais
como: despesas com energia elétrica (CEMAR), com o consumo de água e esgoto (BRK), e outras
ligadas ao uso do imóvel, multas pecuniárias, provenientes do não pagamento ou do atraso do
pagamento de quantias sob sua responsabilidade e emolumentos devidos a órgãos públicos,
durante o período da locação, sendo a taxa de condomínio inclusa no valor do aluguel. No ato da
assinatura deste contrato fica autorizado o locatário ou preposto deste a proceder junto à CEMAR
e à BRK, a transferência da titularidade da conta de energia para o seu nome e CPF, no prazo de 72
horas após a assinatura do contrato. Sob pena de desligamento sem obrigação de aviso por parte
do LOCADOR.

PARÁGRAFO PRIMEIRO – o LOCATÁRIO ficara ISENTO pelo pagamento do Imposto Predial e


Territorial Urbano – IPTU.

Página 4 de 7
CONTRATO DE LOCAÇÃO RESIDENCIAL

PARÁGRAFO TERCEIRO - Na hipótese do LOCATÁRIO não receber os boletos de CEMAR, BRK e


outros, se houver, fica obrigado a procurá-los junto aos órgãos competentes, de modo que não
poderá se eximir dos respectivos pagamentos quer seja em cota única ou parceladamente. Em
caso de mora, reconhece, desde logo, ser devedor também das multas e correções incidentes.

PARÁGRAFO SEGUNDO – Ficam de inteira responsabilidade do LOCADOR os impostos Federais,


Estaduais e Municipais que vierem a surgir antes da assinatura do presente contrato.

CLÁUSULA NONA– O LOCATÁRIO declara ter procedido à vistoria do imóvel locado recebendo em
perfeito estado e obrigando-se a restituir o imóvel locado em perfeito estado de conservação e
limpeza em que o recebeu, quando finda ou rescinda a locação, correndo por sua conta exclusiva
as despesas necessárias para esse fim, notadamente, as que se referem a mobílias e seus
acessórios em perfeitas condições de higiene, limpeza e conservação de pinturas, fechaduras,
portas, trincos, puxadores, vidraças, dobradiças, aparelhos sanitários, pias, torneiras,
encanamentos, pisos, interruptores de iluminação elétrica, instalações elétricas, forros, obrigando-
se a pintá-lo novamente em sua desocupação com tintas e cores iguais as existentes, tudo de
acordo com o laudo de vistoria assinado e anexado a este contrato, fazendo parte integrante do
mesmo, etc.

CLÁUSULA DÉCIMA– Se houver incêndio, depredação, ou quaisquer outras ocorrências causadas


pelo LOCATÁRIO que impeçam ou dificultem o uso normal do imóvel locado, caberá ao
LOCATÁRIO à responsabilidade de repor o imóvel locado ao estado em que se encontrava antes do
evento.
PARÁGRAFO ÚNICO – Fica ressalvado ao LOCATÁRIO o direito de reclamar do causador dos
sinistros, a indenização a que porventura, fizer jus.

CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA– No caso de desapropriação do imóvel locado, ficará o LOCADOR


desobrigado de todas as cláusulas deste contrato, ressalvada também ao LOCATÁRIO, a faculdade
de haver do Poder Desapropriou a indenização a que, porventura, tiver direito.

Página 5 de 7
CONTRATO DE LOCAÇÃO RESIDENCIAL

CLÁUSULA DÉCIMA SEGUNDA– O LOCATÁRIO permitirá, desde já, o LOCADOR examinar e vistoriar
o imóvel locado, sempre que entender necessário, e previamente combinado.

CLÁUSULA DÉCIMA TERCEIRA– Se o LOCATÁRIO ou o LOCADOR não cumprirem pontualmente


qualquer obrigação assumida neste contrato e/ou resultante da legislação pertinente ao assunto,
pagará multa de 10% sendo proporcional aos meses restantes e do valor do aluguel mensal à
data da infração, para pagamento integral e imediato, qualquer que seja o tempo contratual
decorrido, inclusive se eventualmente prorrogada a vigência da locação. O pagamento da multa
não eximirá o LOCATÁRIO de solver os aluguéis vencidos, nem de ressarcir os danos que,
porventura, vier a causar no imóvel locado.

CLÁUSULA DÉCIMA QUARTA– Obrigam-se o LOCATÁRIO a renovar expressamente o novo


contrato, caso vier a permanecer no imóvel. O novo aluguel será acordado entre às partes,
observado o índice IGPM e a Legislação vigente na ocasião.

CLÁUSULA DÉCIMA QUINTA - Caso o LOCADOR manifeste vontade de vender o imóvel objeto do
presente, deverá propor por escrito ao LOCATÁRIO que se obrigará a emitir a resposta em 30
(trinta) dias, a partir da comunicação inicial.

PARÁGRAFO PRIMEIRO - O LOCATÁRIO permitirá ao LOCADOR, realizar vistorias no imóvel em dia


e hora a serem combinados, podendo este último averiguar o funcionamento de todas as
instalações e acessórios. Constatando algum vício que possa afetar a estrutura física do imóvel
ficará compelido, o LOCATÁRIO a realizar o conserto, no prazo de 30 dias. Não ocorrendo o
conserto, o LOCADOR ficará facultado a RESCINDIR O CONTRATO, sem prejuízo dos numerários
previstos neste.

PARÁGRAFO SEGUNDO - O LOCATÁRIO não se manifestando no prazo estipulado, contido no caput


desta cláusula, permitirá desde logo ao LOCADOR, vistoriar o imóvel com possíveis pretendentes.

Página 6 de 7
CONTRATO DE LOCAÇÃO RESIDENCIAL

CLÁUSULA DÉCIMA SEXTA – A locação estará sempre sujeita ao Regime estatuído no Código Civil
Brasileiro e a Lei nº. 8.245 de 18/10/1991, ficando assegurados o LOCADOR todos os direitos e
vantagens conferidos pela Legislação que vier a ser promulgada durante a locação.

CLÁUSULA DÉCIMA SÉTIMA – Fica eleito pelas partes contratantes o foro da Comarca de São Luís
– MA, para dirimir quaisquer questões oriundas da interpretação ou aplicação deste contrato,
renunciando a qualquer outro por mais especial que se apresente.
E, por estarem assim justas e contratadas, assinam as partes o presente instrumento, em 03(três)
vias de igual teor e forma, juntamente com as testemunhas abaixo qualificadas.

São Luís/MA, 03 de Março de 2019.

_________________________________________________
LOCADOR: ROSIMAR SOUSA BARROS
CPF nº 403.009.863-00

________________________________________________
LOCATÁRIO: JOÃO RAFAEL CORRÊA ROCHA
CPF nº 018.282.363-65

TESTEMUNHAS
______________________________ _______________________________
CPF nº. CPF nº.

Página 7 de 7

Você também pode gostar