Você está na página 1de 8

Deus tem um corpo?

Deus tem um corpo: Gn 3:8, Ex 33:11, 33:20, 33:22-23, 34:5, Dt 23:14,


Ez 1:27, 8:2,Hc 3:3-4

Deus é um espírito que não possui corpo: Jo 4:24, Lc 24:39

Descontradizendo
Textos que dizer que Deus possui um corpo:

Gn 3:8 - "Ouvindo o homem e sua mulher os passos do Senhor Deus que


andava pelo jardim quando soprava a brisa do dia, esconderam-se da
presença do Senhor Deus entre as árvores do Jardim".

Ex 33:11 - "O Senhor falava com Moisés face a face, como quem fala
com seu amigo...".

Ex 33:20 - "E disse mais: Não poderás ver a minha face, porquanto
homem nenhum verá a minha face e viverá".

Ex 33:22 - "E acontecerá que, quando a minha glória passar, te porei


numa fenda da penha e te cobrirei com a minha mão, até que eu haja
passado".

Ex 33:23 - "E, havendo eu tirado a minha mão, me verás pelas costas;


mas a minha face não se verá".

Ex 34:5 - "E o SENHOR desceu numa nuvem e se pôs ali junto a ele; e
ele apregoou o nome do SENHOR".

Dt 23:14 - "Porquanto o SENHOR, teu Deus, anda no meio do teu arraial,


para te livrar e entregar os teus inimigos diante de ti; pelo que o teu
arraial será santo, para que ele não veja coisa feia em ti e se torne atrás
de ti".

Ez 1:27 - "E vi como a cor de âmbar, como o aspecto do fogo pelo


interior dele, desde a semelhança dos seus lombos e daí para cima; e,
desde a semelhança dos seus lombos e daí para baixo, vi como a
semelhança de fogo e um resplendor ao redor dele".

Ez 8:2 - "E olhei, e eis uma semelhança como aparência de fogo; desde a
aparência dos seus lombos, e daí para baixo, era fogo e dos seus lombos
para cima, como aspecto de um resplendor, como cor de âmbar".

Hc 3:3-4 - "Deus veio de Temã, e o Santo, do monte de Parã. (Selá) A


sua glória cobriu os céus, e a terra encheu-se do seu louvor. E o seu
resplendor era como a luz, raios brilhantes saíam da sua mão, e ali estava
o esconderijo da sua força".
+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
++++++++++++++++++++++++

Texto que dizem que não possui:

Lc 24:39 - "Vejam as minhas mãos e os meus pés. Sou eu mesmo!


Toquem-me e vejam; um espírito não tem carne nem ossos, como
vocês estão vendo que eu tenho".

Jo 4:24 - "Deus é espírito, e é necessário que os seus adoradores o


adorem em espírito e em verdade".

Corpos celestes e terrestres


1 Co 15:40 diz: "Há corpos celestes e há também corpos terrestres; mas
o esplendor dos corpos celestes é um, e o dos corpos terrestres é outro".

O que é um corpo?
Se Paulo está dizendo que existem dois tipos de corpos (Celestes e
terrestres), então, os textos usados não se contradizem. Pelo contrário,
eles apenas afirmam o que Paulo disse.

A Bíblia está repleta de histórias de Anjos (espíritos) que se assentaram


com homens. Estes espíritos falaram, comeram e lutaram com homens.
Como isto seria possível se eles não tivessem corpos?

Quando Jesus diz que um espírito não tem corpo, ele disse isto porque os
apóstolos pensavam que ele era um fantasma, ou algo parecido.

O texto está dizendo que anjos (espíritos) e o próprio Deus, não tem um
corpo como o dele (humano). Eles não tem ossos nem carne humanos. Ou
seja, eles tem corpos celestes, e não corpos terrestres (humanos).
Entenderam? Jesus tinha um corpo humano e não um corpo angelical.

Por mais que eu e você não saibamos como é sub-existir fora de um corpo
composto de carne e osso, a Bíblia diz que isto é possível.

Mesmo o espírito do homem que é algo inexplicável, porém com


consciência, e de certa forma sub-existe mesmo depois da morte, não
deixa de ser de certa forma um "corpo" desencarnado.

O espírito humano depois da morte continua sub-existindo mesmo sem o


seu corpo terretre.

Deus tem um "corpo". Como é este corpo? Não sei, e a Bíblia não diz
como é. O que sei é que o Filho hoje tem um corpo humano ressurreto.

No Trono do Universo há um Deus-Humano. Um Deus (celeste) que se fez


carne e assumiu a forma humana (terrestre). Um Deus-Humano que tem
suas mãos e pés perfurados por pregos. Que tem o lado do seu corpo
perfurado por uma lança. Que tem em sua cabeça os furos de uma coroa-
de-espinhos que carregou aqui na terra. Um Deus que tem as suas costas
marcadas de cicatrizes geradas pelos açoites, varadas e pancadas dadas
por gente como eu e você. Um Deus-Humano que carregou uma cruz
pesada por amor!

Deus assumiu a natureza terrena para que eu e você assumissemos a


natureza celeste.

Parece contraditório
Estes textos parecem contraditórios:

Ex 33:11 - "O Senhor falava com Moisés face a face, como quem fala
com seu amigo...".

Ex 33:20 - "E disse mais: Não poderás ver a minha face, porquanto
homem nenhum verá a minha face e viverá".

Ex 33:22 - "E acontecerá que, quando a minha glória passar, te porei


numa fenda da penha e te cobrirei com a minha mão, até que eu haja
passado".

Porém, se você ler todo o contexto dele (33:11-23), você perceberá que:

1. O texto diz que Moisés falava com Deus e não que via literalmente a
Deus.

2. Vs.18 - Moisés não tinha visto a glória de Deus. Como alguém pode ver
Deus face a face e não ver a sua glória?

O termo face a face não é portanto uma referência literal de um aspecto


humano como o vemos. Moisés falava com Deus face a face, porém, como
é que isto acontecia? Não sei, e o texto não diz. Porém, o texto diz que
quando ele falava face a face com Deus, isto não implica literalmente em
vê-Lo.

3. Sempre que um profeta como no caso de Isaías (Is 6) "via" a Deus na


Sua Glória e Poder, "via" através de um estado de extase (um tipo de
arrebatamento no espírito). Era algo confuso de se explicar como nas
palavras de Paulo em 2 Co 12:2-4:

"Conheço um homem em Cristo que há quatorze anos foi arrebatado até o


terceiro céu. Se no corpo não sei, se fora do corpo não sei, Deus o sabe.
E sei que o tal homem - se corpo, se fora do corpo, não sei, Deus o sabe
-, foi arrebatado ao paraíso, e ouviu palavras inefáveis, as quais não é
lícito ao homem referir".

Nenhum ser-humano em carne e osso viu Deus em toda a sua glória e


poder. Moisés não o viu dessa maneira. Moisés falou com algo de Deus,
mas não viu a sua Glória.

4. Os vs.20-22 deixam claro que Moisés veria as costas de Deus mas não
o Seu rosto que estava relacionado a Sua Glória.

Portanto, o vs.11 diz que Moisés falava com Deus e não que via Deus. O
termo Face a face é um mistério, porém o que o contexto deixa claro é
que não significa vê-Lo face a face porque isto acarretaria em sua morte.

O corpo de Moisés
Apenas para dar mais reforço na questão do corpo físico (humano) e do
corpo celeste (espiritual), veja este dois textos:

Jd 9 diz: "Contudo, nem mesmo o Arcanjo Miguel, quando estava


disputando com o Diabo acerca do corpo de Moisés, ousou fazer acusação
injuriosa contra ele, mas disse: "O Senhor te repreenda!".

Mt 17: "E eis que lhe apareceram Moisés e Elias, falando com ele".

Como é possível Jesus ter falado com Moisés se ele estava morto?

Esta é uma prova que o homem (pelo menos em espírito) mesmo depois
de morto continua a existir.

E neste caso, Jesus falou com Moisés mesmo que este já estivesse
morrido a séculos anteriores.

Obs: Os espíritas usam este texto para defender a mediúnidade. Porém,


este texto mostra duas coisas:

1. Jesus falou com Moisés diretamente. Ele não usou um médium para
isto.

2. Ele falou com Elias. Elias não morreu, ele foi arrebatado em corpo, alma
e espírito, como no mesmo caso de Enoque.

Por tanto, Jesus se comunicou naquele momento com duas formas de


existir: Uma em espírito (Moisés) e outra em corpo (Elias). Porém, em
ambos os casos, Jesus conversou com eles e não houve nenhum
impedimento "físico, temporal" para isto ocorrer.

Teofania
texto retirado do
site: http://www2.uol.com.br/bibliaworld/smleoto/workshop/lid044.htm

O ANJO DO SENHOR
Você já deve ter ouvido a expressão "o anjo do Senhor". Ela aparece
algumas vezes na Bíblia e nos revela alguns ensinos sobre os anjos, que
precisamos analisar com maior profundidade. Fique atento e vibre,
conhecendo as maravilhas que Deus pode fazer.

1. QUEM ELE É?

O Anjo do Senhor é um ser celestial enviado por Deus, para tratar com os
homens como Seu agente pessoal e porta-voz. Muitas vezes é identificado
e até confundido com o próprio Deus. Não somente fala em nome de
Deus, mas fala como o próprio Deus, na 1ª pessoa do singular.

Pode ocorrer também uma TEOFANIA que é um termo teológico,


empregado para aparições de Jesus Cristo no Velho Testamento (lembre-
se que Ele é Deus-Filho e como uma pessoa da Trindade, esteve presente
até na Criação do mundo!). Em algumas passagens, percebemos que um
ser divino aparece e é chamado de "Senhor" ou de "Anjo do Senhor". Um
dos trechos mais claros é o de Gn 18, quando três homens aparecem
diante de Abrão. Dois são chamados de "anjos" e um deles é chamado de
"Senhor".

Assim, você percebeu que em algumas passagens da Bíblia, o "Anjo do


Senhor" aparece como "um anjo mesmo", pertencente aos exércitos de
Deus. Outras vezes, a menção ao "Anjo do Senhor" diz respeito a uma
aparição de Jesus, no Velho Testamento.

2. ANALISANDO ALGUMAS APARIÇÕES

a) Aparecendo a Hagar: Gn 16:5, 7-11

Deus havia prometido a Abrão que faria a partir dele uma grande nação.
Sua esposa Sarai não conseguia lhe dar um filho e então precipitou-se
agindo conforme um costume de povos vizinhos, em sua época, que dizia
que se a esposa não gerasse filhos, uma serva poderia substituí-la nesta
tarefa. Escolheu Hagar sua criada, para dar um filho à Abrão. Logo que ela
ficou grávida, começou a menosprezar a "patroa".

O relacionamento das duas foi ficando péssimo, com ofensas mútuas, até
um ponto que Hagar foge para o deserto. É lá que aparece o Anjo do
Senhor e lhe dá instruções para voltar para casa, submeter-se a Sarai e
dar o nome de Ismael ao filho, quando nascesse. Note como o anjo fala
na 1ª pessoa do singular. Talvez tenha sido uma teofania.

b) O sacrifício de Isaque: Gn 22:11-16

Abraão e Sara desfrutaram do seu milagre: Isaque, o filho do casal havia


nascido e crescia muito bem. Até que um dia, o Senhor faz uma prova de
fé à Abraão : pede que ele sacrifique seu filho Isaque no altar, feito em
um monte.

Quando Abraão está pronto para sacrificar seu único filho, o Anjo do
Senhor o chamou do céu. Disse-lhe que havia sido uma prova, que
soltasse o rapaz e que o animal para o sacrifício havia sido providenciado.
Nesta passagem, fica claro que era apenas um anjo, que cumpriu sua
missão, dando o recado que Deus mandou.

c) Moisés e a sarça ardente : Ex 3:2-6 Este é o momento em que


Deus chama Moisés, para que tire o Seu povo do Egito. O Anjo do Senhor
aparece na sarça que não para de pegar fogo, mas que não se queima.
Toda conversa nos leva a crer que Moisés estava presente diante de um
personagem divino. Será que era Cristo? Sabemos que Paulo em 1Co
10:1-4 identificou a presença de Cristo, na caminhada de Moisés e Israel
pelo deserto. Muito possivelmente foi novamente uma teofania.

d) Balaão e a jumenta que fala : Nm 22:22,32,33

O rei dos moabitas, Balaque, estava com muito medo de Israel, pois sabia
do poder de Deus. Assim, resolveu contratar um "profeta" para lançar
maldições, contra o povo de Deus. Souberam que a melhor pessoa para o
trabalho era Balaão e pediram que ele amaldiçoasse Israel. Quando ele
está na estrada para fazer as maldições, o Anjo do Senhor com uma
espada na mão se coloca à frente da sua jumenta. Só a jumenta via o
Anjo e claro, parou à sua frente.

Balaão espancou tantas vezes o animal, que Deus dá à jumenta a


capacidade de falar com Balaão. Ela reclama que ele estava sendo injusto
ao espancá-la. É aí que Deus abre os olhos de Balaão e este vê o Anjo
com a espada desembainhada. Nesta passagem, o Anjo é diferenciado de
Deus. É apenas um Anjo, cumprindo sua missão.

e) Um príncipe dos exércitos do Senhor em Jericó: Js 5:13


ss Josué está em frente às monstruosas muralhas de Jericó. Talvez não
soubesse nem por onde começar a tarefa de atacar a cidade. Neste
momento, apresenta-se um homem com uma espada desembainhada,
que se denomina "príncipe dos exércitos do Senhor". Ele aceita a adoração
de Josué (o que não aconteceria com um anjo) e manda que este tire as
sandálias, pois o lugar é santo (esta frase também foi dita a Moisés,
diante da sarça ardente). Este príncipe dos exércitos do Senhor, fornece
toda a estratégia para vencer Jericó. É uma teofania.

f) O chamado de Gideão : Jz 6:12-14 -

Os midianitas eram um povo mau, que oprimia e roubava todo o alimento


cultivado por Israel. Diante do desânimo do povo, Deus escolhe a Gideão
para liderar seu povo até a vitória contra estes inimigos. O chamado de
Gideão é feito pelo Anjo do Senhor. Nesta passagem, a fala do anjo
confunde-se com a do próprio Deus : no início parece ser um anjo, dando
o recado do Senhor; logo após, sua fala mistura-se com a do próprio
Deus. A maior possibilidade é que seja um anjo, dando o recado e
repetindo exatamente as palavras pronunciadas por Deus, como se fosse
Ele mesmo falando.

g) Castigo contra Jerusalém : 2Sm 24:15,16

Esta, foi aquela ocasião em que o rei Davi quis fazer um censo em todo
Israel, para saber como era grande o seu poderio militar. Lembra-se que
1Cr 21:1 diz, que foi Satanás quem o incitou a esta atitude? Deus não
gostou nada dessa história e avisa que haverá um juízo sobre o reino.

O Senhor deixa a cargo de Davi escolher a punição. As opções eram : três


anos de fome, três meses de derrotas militares ou três dias de pragas
(2Sm 24:12,13). O rei optou pela mais rápida (três dias de pragas),
pensando que as conseqüências seriam menores - mas se enganou ! O
Anjo do Senhor é enviado para cumprir o juízo e muita gente morre com
as pragas. Quando o Anjo está no ar, com espada desembainhada, pronto
para castigar a cidade de Jerusalém (Cr 21:16), Deus suspende a
seqüência do castigo. Como você pode ver, aqui, o Anjo do Senhor é
distinguido de Deus. É um anjo cumprindo ordens.

h) Protege e livra os que temem ao Senhor: Sl 34:7

Quando Davi escreve este Salmo, está muito agradecido a Deus pelo
livramento que recebeu. Ele havia sido preso pelos inimigos e fingiu estar
louco. Como naquela época havia medo dos loucos, ele foi solto (1Sm
21:13-15). Davi usa uma linguagem militar, para falar da missão protetora
do Anjo do Senhor: "acampa-se ao redor". É como se ele estivesse de
"sentinela". Esta passagem, refere-se a um anjo que cumpre ordens de
Deus.

CONCLUINDO:

Você pode aprender que o "Anjo do Senhor", é encontrado na Bíblia


participando de três tipos de passagens: 1. Pode ser um anjo do exército
celestial, cumprindo uma missão dada por Deus (que pode ser de consolo,
de juízo, etc); 2. Pode também ser um anjo com tarefa especial, que fala
como o próprio Deus (e autorizado por Ele), na 1a pessoa do singular,
mesmo não sendo o Senhor; 3. Pode ocorrer também uma TEOFANIA,
onde o Anjo do Senhor é uma pessoa da Trindade, participando da
história humana.

Que maravilhoso é o nosso Deus! Cuida de Seu povo de maneira tão


completa, que se necessário for, enviará anjos para protegê-los! Mas o
mais importante, é sabermos que o Senhor nos recebe diante Si, a
qualquer momento. Não precisamos dos anjos para falar com Deus! Isso
acontece, porque o sacrifício de Jesus feito em nosso lugar, abriu o
caminho para entrarmos com confiança, diante do diante do Trono da
Graça (Hb 10:19-20). Você já agradeceu ao Senhor por isso?

Teofania...
"Pode ocorrer também uma TEOFANIA que é um termo teológico,
empregado para aparições de Jesus Cristo no Velho Testamento (lembre-
se que Ele é Deus-Filho e como uma pessoa da Trindade, esteve presente
até na Criação do mundo!). Em algumas passagens, percebemos que um
ser divino aparece e é chamado de "Senhor" ou de "Anjo do Senhor". Um
dos trechos mais claros é o de Gn 18, quando três homens aparecem
diante de Abrão. Dois são chamados de "anjos" e um deles é chamado de
"Senhor"".´

Se era Jesus de fato que junto a mais dois anjos apareceu para Abrão, isto
significa, que neste caso, ele apareceu antes de sua encarnação (corpo
terrestre) e tinha um corpo celeste.

Obs: Quando usamos a palavra corpo para Deus estamos apenas


novamente usando um termo humano para definir o ser de Deus que é
indefinível.

Face a Face ou Teofania?


Veja também que neste texto sobre Teofania, apesar dos homens verem o
Senhor eles não morriam.

Então uma outra alternativa para este "ver" é que quando Deus falava a
Moisés, a Abrão, a Jacó, e a outros, a sua Glória não estava manifesta em
sua totalidade. Toda vez que Deus "descia" para falar com algum ser
humano, Ele se despojava de Sua Glória para isto. Por isso, estes homens
não eram consumidos quando "viam" a sua "face".

Então o que o texto pode estar dizendo é que Moisés presenciava uma
Teofania quando entrava no Tabernáculo. Por isso que ele não via a Glória
de Deus. Pois, no caso de uma teofania, a glória de Deus não era
manifesta.

Você também pode gostar