Você está na página 1de 79

AURICULOTERAPIA CHINESA

Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

SUMÁRIO

Introdução ..................................................................................................................................................................... 3
Relação Comparativa entre Auriculo e Sistêmica .......................................................................................................... 5
Anatomia da Orelha ...................................................................................................................................................... 8
Definição, classificação e distribuição dos pontos auriculares .................................................................................... 11
Reações e Contra-Indicações ....................................................................................................................................... 17
Técnicas de Tratamento .............................................................................................................................................. 19
Distribuição dos Pontos ............................................................................................................................................... 21
Concha Cava – 6 Pts ..................................................................................................................................................... 23
Concha Cimba – 6 pts .................................................................................................................................................. 27
Raiz da Hélice – 2 pts ................................................................................................................................................... 30
Pontos que Rodeiam a Raiz a Hélice – 8 pts ................................................................................................................ 32
Pontos do Lóbulo – 12 pts ............................................................................................................................................ 35
Pontos do Anti-Trago – 14 pts ..................................................................................................................................... 39
Trago – 9 pts ................................................................................................................................................................ 44
Incisura Intertrago – 5 pts ........................................................................................................................................... 48
Pontos do Anti-Hélice – 16 pts ..................................................................................................................................... 50
Ramo Inferior da Anti-Hélice – 3 pts ............................................................................................................................ 55
Ramo Superior da Anti-Hélice – 9 pts .......................................................................................................................... 57
Fossa Escafóide – 8 pts ................................................................................................................................................ 60
Fossa Triangular – 9 pts ............................................................................................................................................... 63
Pontos da Hélice – 9 pts ............................................................................................................................................... 66
Dorso da Orelha – 9 pts ............................................................................................................................................... 69
Outras Indicações ........................................................................................................................................................ 71
Cadastro....................................................................................................................................................................... 75
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

Introdução

Podemos definir a auriculoterapia como uma modalidade terapêutoca na qual a superfície externa
da orelha é estimulada para aliviar condições patológicas em outras partes do corpo. (Oleson, 2003).
Em uma outra definição podemos também especificar que, auriculoterapia é uma técnica derivada
da acupuntura, que usa o pavilhão auricular para efetuar tratamento de saúde.
Livros de medicina chinesa, escritos aproximadamente no ano de 400 a.c. já consideravam a orelha
como um “sistema de relação com o todo o corpo humano”.
Há relatos de livros em que os chineses já realizavam curas de diversas enfermidades soprando um
tubo dentro do ouvido de seus pacientes.
Outros autores chineses relatam curas de doenças, tratando a orelha de diferentes formas. Um
livro de Acupuntura do século XVI, explica a técnica utilizando a moxabustão nos pontos superiores da
orelha, para a cura da catarata. Textos antigos como Huang Yi Nei Jing já estabeleciam a estreita relação
do pavilhão auricular com o resto do corpo.
Acredita-se que a auticuloterapia data de, aproximadamente, 5.000 anos, porém sua raiz ainda é
desconhecida. Pode ser da China, Pérsia ou Egito.
Existem diversos relatos e técnicas sore a auriculoterapita, indo desde tempos de Hipocrátes até
relatos mais atuais na Europa onde realmente teve uma atenção e dedicação maior.
A correspondência específica com uma somatopia de pares do corpo ou suas regiões do ouvido
externo foi desenvolvida pela primeira vez na França pelo neurologista francês, Dr. Paul Nogier, que
apresentou suas descobertas em 1957, através de sua obra “Traite d’auriculotherapie”.
Considerado o pai da auriculoterapia, Nogier concebeu uma para semelhante a um feto em
apresentação cefálica (invertida) representado na orelha.

Nogier observou esta relação a partir da constatação de escaras na orelha de pacientes que tinham
sido tratados de ciatalgia por uma terapeuta de Marselha que utilizava uma técnica de cauterização.
Esta terapeuta por sua vez havia aprendido esta técnica com um Chinês.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

A representação concebida por Nogier chegou à China em 1958, onde um estudo massivo foi
conduzido pelo Grupo Militar de Pesquisa em Acupuntura Auricular de Nanjing. Mais de 2000 pacientes
com condições clínicas foram estudados para estabelecer a relação entre os pontos auriculares e as
doenças específicas (Oleson, 2003).
Tanto a acupuntura sistêmica como a acupuntura auricular, possuem suas origens na China antiga.
Porém, enquanto a acupuntura sistêmica manteve-se essencialmente a mesma na sua perspectiva dos
Meridianos, a auriculoterapia foi muito modificada pela descoberta do modelo do feto invertido concebido
pelo Dr. Paul Nogier na Europa (Oleson, 2003).
Atualmente podemos encontrar na auriculoterapia diversos métodos e técnicas na forma de sua
aplicação com cartografias e ensinamentos diferentes, demonstrando ser uma prática atual e com muito
a desenvolver em prol da saúde e bem estar.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

Relação Comparativa entre Auriculo e Sistêmica

Tanto a acupuntura sistêmica como a acupuntura auricular, possuem suas origens e princípios na
China antiga.
Porém, enquanto a acupuntura sistêmica manteve-se essencialmente a mesma na sua perspectiva
dos Meridianos, a auriculoterapia foi muito modificada pela descoberta do modelo do feto invertido
concebido pelo Dr. Paul Nogier na Europa.
A acupuntura sistêmica é baseada sobre um sistema de 12
meridianos, dos quais seis estão relacionados aos Órgãos Yin (Zang) e
seis correspondentes as Vísceras Yang (Fu), que correm ao longo do
corpo como linhas de força que conduzem e se comunicam entre si.
O Meridiano do Fígado e Coração (meridiano Yin), e todos os
meridianos Yang mantém relação com a orelha, já os outros meridianos
yin mantém uma relação indireta através de seu meridianos distintos.

Os médicos da antiguidade, através da observação do pavilhão


auricular, de seu tamanho, textura, coloração e forma, determinavam
o estado dos Zang Fu.

O Ling Shu, no capítulo Du mai, expressa: “O Qi do rim se


comunica com o ouvido, se o Qi do rim está harmonioso, então o
ouvido receberá os cinco sons”.
De um modo geral e simplificado através dos pontos de
Acupuntura desobstruimos os canais e colaterais, regulando o vazio e a plenitude restabelecendo o
equilíbrio da atividade funcional de cada parte do corpo, permitindo a fluidez do qi entre yin yang.

Nos princípios fundamentais da auriculoterapia é a correspondência entre o mapa da orelha


externa (cartografia) e as condições patológicas nas regiões homólogas do corpo que possuem uma relação
com a desarmonia em questão.

Geralmente os pontos de acupuntura auricular aparecem somente quando há alguma desordem


física ou funcional na parte do corpo representada naquele local da região da orelha.

De modo diferente, os pontos de acupuntura sistêmica nos Meridianos podem ser detectados
independentemente de haver uma patologia relacionada, havendo um desequilíbrio ou não no Meridiano.

SENSIBILIDADE DOLOROSA AUMENTADA

Na auriculoterapia a sensibilidade dolorosa em um ponto auricular aumenta na medida em que


piora a condição patológica no órgão correspondente, e a sensibilidade diminui com a melhora da condição
de saúde. Sendo comum encontrar essa sensibilidade aumentada não somente em um ponto, mas
também em toda uma região.

Na acupuntura sistêmica é comum a ocorrência de pontos com sensibilidade dolorosa aumentada


relacionada a alguma desarmonia. Estes pontos têm utilidade para diagnóstico e tratamento, como os
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

pontos de Alarme (pontos Mo), pontos de Transporte Posterior (Bei Shu), os pontos do trajeto dos
meridianos e pontos de dor Ah Shi, que podem em alguns casos coincidir com os Pontos Gatilho
Miofasciais.

DIMINUIÇÃO DA RESISTÊNCIA ELÉTRICA DA PELE

O comportamento da condutividade elétrica, nos pontos auriculares, guarda estreita relação com
o sistema neurovegetativo. A detecção eletrodérmica do ponto de acupuntura auricular é um método
bastante confiável de diagnóstico na localização dos pontos auriculares.

Tanto na acupuntura sistêmica como na acupuntura auricular os pontos estão localizados em áreas
de diminuição da resistência elétrica da pele.

A condutância no fluxo elétrico aumenta à medida que a patologia orgânica aumenta.

À medida que o corpo torna-se mais saudável, a condutância eletrodérmica do ponto de


acupuntura auricular retorna ao seu nível normal.

EFICÁCIA CLÍNICA

A estimulação comum dos pontos da acupuntra sistêmica em comparação com as dos pontos de
acupuntura auricular parecem ser igualmente efetivos para tratamento.

Em média um momento inicial de estimulação que dura aproximadamente 20 minutos pode ser
capaz de promover benefícios que podem durar dias ou semanas.

Na auriculoterapia porém é necessário manter constantemente o estimulo, de 2 a 5 vezes ao dia


para ativação do ponto.

As acupunturas sistêmica e auricular são utilizadas para tratar um grande número de distúrbios da
saúde, como dores de cabeça, dor lombar, náusea, hipertensão arterial, asma, dores
musculoesquelésticas, reumatismo, obesidade, ansiedade, etc.

Através da auriculoterapia podemos tratar cerca de 200 enfermidades diferentes.


Em alguns casos a acupuntura auricular parece ser mais rápida para aliviar condições dolorosas do
que a acupuntura sistêmica.

A acupuntura auricular tem grande uso em tratamento auxiliar por compulsão de alimentos ou
cigarro do que a acupuntura sistêmica.

Em outras aplicações a acupuntura auricular mostra-se com grande utilidade no alívo rápido em
dores diversas como pós-operatória, inflamação por lesão articular, dor em fraturas ósseas e o desconforto
em cálculos renais (colelitíase). Pode rapidamente reduzir também inflamações, náuseas, prurido e febres.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

LIBERAÇÃO DE ENDORFINAS

Os analgésicos naturais conhecidos como endorfinas (morfinas endógenas) são encontradas na


hipófise e em partes do Sistema Nervoso Central (SNC).
Ambas as acupunturas, sistêmica e auricular, mostram-se eficazes em aumentar o nível de
endorfinas e encefalinas no sangue e no líquor (llíquido céfalo-raquidiano).

CURAR E NÃO APENAS ALIVIAR A DOR

Nos sistmas de acupunturas sistêmica ou auricular fazem mais do que apenas reduzir a experiência
da dor. Enquanto o alívio da dor é o efeito mais imediato, as duas acupunturas atuam como facilitadores
dos processos internos de cura do organismo.

As duas formas de acupuntura são capazes de promover modificações fisiológicas profundas


estimulando os mecanismos homeostáticos de auto-regulação do corpo promovovendo um estímulo mais
rápido em busca do reequilíbrio.

O estímulo dos pontos de acupuntura pode ter um efeito modulador, podendo tanto diminuir a
hiper-atividade de uma determinada função orgânica ou estimular processos fisiológicos que estão
deficientes.

Diferença entre Técnicas

O método de auriculoterapia proposto originalmente pelo Dr. Paul Nogier está assentado nos
fundamentos básicos da anatomia e fisiologia e no método científico na observação destas reações.
Nesta abordagem ocidental proposta por Nogier não há a noção de Energias ou Filosofia metafísica,
mas baseia-se unicamente na inervação e na presença de plexos neuro-vasculares no pavilhão auricular.

Para a acupuntura auricular Chinesa os pontos auriculares são locais que permitem a conexão da
orelha aos órgãos internos, aos Meridianos e Colaterais, aos tecidos, às extremidades (membros) e aos
ossos.

São também lugares através dos quais a Energia vital (Qi) dos órgãos Zang-Fu e dos Meridianos é
transportada para a superfície auricular. Por isso os pontos auriculares são zonas auriculares que permitem
refletir a função e as mudanças patológicas, sendo pontos específicos para diagnosticar e tratar as
enfermidades (Chun,2002).

De forma geral, como sistema de tratamento a auriculoterapia muitas vezes é muito mais prática
do que a acupuntura sistêmica, pois envolve menos elementos para sua aplicação e desenvovimento sendo
uma importante aliada no dia a dia do acupunturista.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

Anatomia da Orelha

Como função o pavilhão auricular destina-se a captar as ondas sonoras.

Porém temos outras funções mais atuais como:


 Suportar o apoio da haste do óculos
 Servir de função estética, como os brincos.
 E finalmente serivir de base para auriculoterapia.

Anatomicamente a orelha é composta por uma estrutura cartilaginosa de suporte, coberta por
músculos, tecido conectivo, tecido adiposo e pele. Por baixo da pele da orelha existem nervos, vasos
sanguíneos e vasos linfáticos.

A parte inferior do pavilhão, é rica em nervos, vasos sanguíneos e linfáticos;


Nos terços superiores estão formados basicamente por cartilagem;
O lóbulo da orelha é constituido por tecido adiposo e conjuntivo.

Artérias do Pavilhão auricular

Artéria temporal superficial


Artéria auricular posterior

Veias do Pavilhão auricular

Veia temporal superficial


Veias auriculares posteriores
Veia mastóidear

Distribuição linfática

Gânglio parotídeo pré-auricular.


Gânglios mastóideo, parotídeo e
Subesterno- mastóideo.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

Distribuição das áreas nervosas

Nervos Espinhais

 Nervo Auricular Maior


 Nervo Occiptal Menor

Nervos Craniais

 Nervo Auriculotemporal
 Ramo mandibular do nervo trigêmio
 Ramo articular do nervo Vago: une-se a um ramo do
nervo glossofaringeo e nervo facial.

Nervos Simpáticos

A inervação cerebroespinhal autônoma é indispensável


para a eficácia da auriculoterapia, as propriedades de
determinados pontos, em particular os pontos de efeito
analgésico, parecem depender da sua situação de
aproximidade a um elemento nervoso ou a um feixe
vasculonervoso.
Essa informação apenas vem a corrobar as informações do Dr. Rafael Nogier de que existem dois
tipos de pontos na orelha:
 Pontos de componente exclusivamente nervoso.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Pontos de componente neuro-humoral

Segundo Nogier (2003) o primeiro é colocado em evidência atravês de um palpador de pressão e


tornam-se dolorosos quando sua área de correspondência encontra-se doente.

No segundo, os pontos de componente neuro-humoral são detectados através do aumento da


permeabilidade elétrica da pele e são formados por estruturas específicas: os Complexos Neurovasculares.

Os pontos de menor resistência elétrica foram pesquisados por Sénelar, Auziech e Terral (Apud,
Nogier, 2003) e quando observados ao microscópio revelaram formações histológicas específicas
associadas, compostas por um conjunto que engloba arteríola, vênula, vaso linfático e terminação nervosa,
sendo denominados de Complexos Neurovasculares.

Regiões Auriculares
As proeminências presentes no pavilhão
auricular são:

 Hélix,
 Antihélix,
 Trago e Antítrago,
 Lóbulo,
 Raiz do hélix,
 Tubérculo auricular,
 Fossa triangular,
 Fossa escafóide.

Face Posterior do Pavilhão Auricular


Formada por 4 proeminências, 4 sulcos e 3 faces
As 3 faces são:
 Face dorsal do hélix
 Face dorsal entre o lóbulo e fossa escafóide
 Face dorsal do lóbulo

Os 4 sulcos são:
 Sulco da cruz inferior do anti-hélix
 Sulco da raiz do hélix
 Sulco do antítrago
 Sulco posterior do anti-hélix

As 4 eminências são:
 Eminência posterior da fossa escafóide
 Eminência posterior da fossa triangular
 Eminência posterior da concha cava
 Eminência posterior da concha cimba
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

Definição, classificação e distribuição dos pontos auriculares

DEFINICÃO DOS PONTOS AURICULARES

Pontos auriculares são zonas específicas distribuídas na superfície auricular que refletem a
atividade funcional do corpo como um todo.
A medicina tradicional chinesa considera a orelha um extremo de íntima relação com os canais de
energia é uma parte do corpo que constitui todos os outros órgãos, cuja relação é a seguinte:

 Os canais Yang: intestino grosso, estômago, intestino delgado, bexiga – passam ao redor da orelha,
ligando-se diretamente.
 Os canais Yin: pulmão, baço, pâncreas, coração, rim, fígado e órgãos sexuais estão ligados à orelha
por meio de ramificações.
 Desta forma podemos reforçar que o pavilhão auricular possui uma estreita relação com os canais
e colaterais onde Qi e Xue se comunicam expressando a atividade funcional de todo o organismo.
 Podemos ainda reforçar a reação neurofisiológica do nevo vago como também um caminho para
diversas zonas e pontos reflexos.

CLASSIFICAÇÃO

A professora Huang Li Chun classificou o pavilhão auricular e os pontos de acordo com seu caráter,
função, atividade específica e experiências, em seis classes:

 Pontos da Zona Correspondente


 Pontos dos Órgãos e Vísceras (Zang-Fu)
 Pontos do Sistema Nervoso
 Pontos do Sistema Endócrino
 Pontos Específicos
 Pontos do dorso da orelha e outros

PONTOS DA ZONA CORRESPONDENTE

Os pontos da zona correspondente correspondem à representação no pavilhão auricular da


anatomia corporal, e por isso recebem o nome da zona, órgão, membro ou articulação que representam.
Caracterizam-se por se tornarem reativos quando há um ponto específico ou em toda uma zona do
pavilhão auricular.

Aproximadamente 46,10% dos pontos auriculares são classificados como pontos da zona
correspondente (Chun, 2001). Estes pontos possuem um importante papel tanto para o diagnóstico como
para o tratamento, pois tornam-se reativos num processo patológico em sua zona correspondente.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

PONTOS DOS 5 ÓRGÃOS E 6 VÍSCERAS - ZANG-FU

São pontos que representam os 5 órgãos e as 6 vísceras:

 Coração, Fígado, Baço, Pulmão, Rim;


 Intestino Grosso, Intestino Delgado, Vesícula Biliar, Bexiga, Estômago e San Jiao.

Esses onze pontos também podem ser denominados como pontos da zona correspondente, mas
diferem no fato de que estes representam não só a anatomia dos Órgãos (Zang) e Vísceras (Fu), mas
também a sua função energética e fisiológica apresentando grande importância para o diagnóstico e
tratamento através do pavilhão auricular (Chun, 2001).

PONTOS DO SISTEMA NERVOSO

Os pontos do sistema nervoso na auriculoterapia chinesa acupam 11,69% dos pontos auriculares
(Garcia e Arias, 2004).
A sua utilização na prática clínica potencializa o resultado terapêutico de muitas enfermidades.
Representam partes do sistema Nervoso como por exemplo: Cérebro, Tronco cerebral, Tálamo,
Simpático, Ciático...
Apresentam também atividades excitadoras ou repressoras do sistema nervoso (pt Shen Men e
Excitação).
Também são pontos denominados segundo a desordem do sistema nervoso (ponto e área da
neurastenia).
Podem receber o nome do nervo que estimulam diretamente como o ponto do nervo
auriculotemporal, nervo auricular maior, nervo occipital menor etc.

PONTOS DO SISTEMA ENDÓCRINO

Representam cada uma das glândulas do sistema endócrino dentro do pavilhão auricular como
hipófise, tireóide, supra-renais, pâncreas, gônadas, ovários, próstata;
O Ponto endócrino é um regulador sistêmico da atividade endócrina e metabólica do organismo.
Autores citam como exemplo o tratamento da amenorréia, onde devem ser selecionados o ponto
endócrino, mais o ponto ovários, hipófise e útero.

PONTOS ESPECÍFICOS

Pontos específicos são aqueles que têm uma determinada função diagnóstica e terapêutica.
No caso do diagnóstico, estes pontos podem ser reativos diante de enfermidades específicas.
Quanto ao tratamento, geralmente são combinados com outros pontos.
Os pontos específicos são em grande número de 25, ocupam 16,23% dos pontos auriculares, sendo
de grande importância para o diagnóstico clínico (Chun, 2001).
A eficácia dos pontos específicos é mais significativa em um reduzido número de patologias, os
quais apresentam uma função específica, como por exemplo, os pontos: alergia, tuberculose, hipotensor,
área 1 e 2 de tumor, etc.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

PONTOS DO DORSO DA ORELHA

Os pontos representativos dos cinco órgãos no dorso da orelha já eram conhecidos na MTC desde
1888. Estes pontos, representam o Coração, Fígado, Baço, Pulmão e Rim, sendo descritos na dinastia Ming
pelo médico Zhang Zhen no livro “Li Zhen Anmo Yao Shu”.
Estes pontos guardam estreita relação com os pontos da face ventral do pavilhão.

Face dorsal Face Ventral


Baço > Estômago
Fígado > Fígado
Pulmão > Pulmão
Coração > Shen Men
Rim > Cérebro

O dorso da orelha apresenta três raízes e um sulco.


O sulco é denominado sulco hipotensor e as raízes são definidas como: raiz superior, média e
inferior da orelha.
A raiz média do pavilhão fica em direta oposição ao ponto centro da orelha significando que,
através do mesmo podemos estimular diretamente o nervo vago.

OUTROS PONTOS

Além dos pontos assinalados anteriormente, através da milenar experiência clínica do povo chinês,
foram localizados no pavilhão outros pontos de amplo uso e que são denominados de acordo com a
posição que se localizam na anatomia auricular, como por exemplo, os pontos ápice da orelha, ápice do
trago, centro da concha cimba, Hélice 1-6, etc.

FUNDAMENTOS PRINCIPAIS

Diagnóstico é uma indicação, em qualquer tipo de medicina, para tratamento de qualquer parte do
corpo através dos sintomas que o paciente apresenta.
Neste conceito a medicina tradicional chinesa, procura ver o indivíduo de forma holistica.
A auriculoterapia usa tanto os diagnósticos clínicos como os alternativos para seus programas de
tratamento, faz uso, também de uma técnica denominada “aurículo-diagnóstico”.
O Pavilhão auricular conforma um microssistema que pode ser capaz de funcionar como um
receptor e transmissor de sinais de alta especificidade, podendo refletir todas as mudanças fisiopatológicas
dos órgãos e vísceras (Zang-Fu), dos quatro membros, do tronco, dos tecidos, dos órgãos, dos sentidos,
sistemas, enfim de todo o organismo como um todo.
As reações positivas podem ser de diversos e diferentes tipos, desde simples mudanças no limiar
doloroso, assim como também mudanças de coloração sofrendo alterações pigmentares, apresentando
manchas, tubérculos, vascularizações, secura ou maior secreção sebácea, atribuindo sinais característicos
da existência de desequilíbrio. Os pontos auriculares correspondentes se tornam extremamente sensíveis
ao toque ou à aplicação de agulhas.
Todas estas reações positivas podem aparecer no pavilhão auricular, ainda antes que a
enfermidade manifeste-se, e também desaparecer após a cura da enfermidade ou mesmo ainda ficar como
uma marca da mesma como um episódio ocorrido anteriormente.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

OBSERVAÇÃO

No exame da supefície auricular, observamos mudanças em regiões ou áreas


com aspectos que mudam de coloração, descamações, pápulas, aranhas vasculares,
entre outras.
Com essas informações podemos determinar se a enfermidade possui um
caráter agudo ou crônico e determinar sua localização.
É extremamente importante que a orelha não seja manipulada ou higienizada
antes do diagnóstico, pois pode sofrer alterações e não corresponder para uma
avaliação criteriosa e verdadeira.
Na palpação exploratória o diagnóstico da orelha é feito através das marcas,
da sensibilidade, da profundidade deixada pela palpação das marcas
As duas orelhas deverão ser examinadas utilizando o dedo polegar e
indicador ou palpador na manipulação das mesmas.

Através da inspeção visual observamos:


 Posição e as alterações de cores;
 Pontos de escamação;
 Manchas;
 Dilatações de vasos;
 Secura ou oleosidade.

Através da pressão observamos:


 Localizamos os pontos de reação a dor;
 Observamos alterações de cor pela palpação.

É importante distinguir a coloração provocada por uma afecção, em relação aquela que apresenta
diferença na pigmentação da pele provocada pela palpação.
Através da pressão sobre as colorações diferentes, sabe-se quando a “mancha” não é indicativa de
lesão ou de determinado órgão ou víscera, pois a cor não se altera.
Caso a cor se altere, o ponto deve ser considerado para tratamento.

MUDANÇAS DE COLORAÇÃO

 Cor vermelha - brilhante – pálido – escuro


 Cor Branca ou esbranquiçada.
 Cor cinza-escuro
 Cor Parda ou castanho escuro

PROEMINÊNCIAS

Geralmente apresentam-se em forma de nós, porém pode-se encontrar em forma de cordões ou


pequenos ramos.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

DEPRESSÕES

Podem ser em forma de sulcos, linhas, gomos ou fatias.

DESCAMAÇÃO

Indica enfermidade de natureza crônica. Apresenta-se com cor esbranquiçada que quando ao ser
raspada, desprende-se com facilidade aparentando pele seca e aspera.

POROSIDADES E IRREGULARIDADES

Podem se apresentar manifestações de asperezas, rugas ou espessamento na área ou no ponto,


são vistas com frequência nas enfermidades dermatológicas.

REAÇÕES EM FORMA DE PÁPULAS

Podem expressar-se de diferentes formas como pápulas em forma de pontos ou vesículas com
coloração vermelha, branca, ou cinza-escuro pode indicar prurido, bronquite, diarréias, neurodermatite
(psoriase), arritmias cardíacas, dermatites atópicas.

Quistos e tubérculos
Indicativos de patologias aguda que está ocorrendo ou irá ocorrer em órgãos a que esses pontos
se referem. No caso da existência da enfermidade deve-se neste caso fazer sedação nesses pontos. Não
havendo sintomas, tonificam-se os pontos.

 Secreção sebácea
Indica enfermidade de natureza sub-aguda, apresenta-se geralmente como um acumulo de
aspecto gorduroso no local, usam-se estímulos de sedação.

 Sudores
Indica tendências à doenças degenerativas, tem como característica ser brilhante com aspecto
úmidecido no local, tonificar os pontos onde houver esse sinal.

REAÇÕES VASCULARES

As mais comuns são as telangiectasias, em forma de rede, pregas, cordões, as angiectasias.


Normalmente aparecem mais na palpação manual.

 Diagnóstico através da palpação


Quando se produz uma enfermidade, todo o desenvolvimento e evolução da mesmo vão ficando
marcados no pavilhão auricular. Mesmo depois de desaparecer a enfermidade se mantém as reações nos
pontos.
Com o uso de um lápis explorador podemos encontrar no pavilhão proeminências, depressões,
cordõezinhos, edemas que ajudam a completar o conhecimento da enfermidade e determinar sua
cronicidade.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Diagnóstico através dos pontos dolorosos à pressão


Num estado patológico podemos encontrar na zona correspondente, uma diminuição do limiar
doloroso, podendo ser observado com mas evidência nas enfermidades agudas e tumores.
O uso deste diagnóstico é mais conveniente em patologias agudas, enfermidades dolorosas e
tumores.

 Diagnóstico através da Marca deixada à pressão


Nos pontos do pavilhão que guardam estreita relação com a patologia, podemos observar
mudanças morfológicas como proeminências e edemas. A pressão sobre estes pontos produz uma marca
ou impressão como parte da reação do ponto.

 Diagnóstico através da exploração elétrica


Diante de um quadro patológico os pontos que possuem relação com a enfermidade produzem
uma queda da resistência elétrica em limiar de alcance entre 20 – 500 quilo-ohms, sendo de 5 a 10 mega-
ohms nos pontos que não guardam relação com a enfermidade.

Exploração de acordo com a anatomia


Realiza-se da seguinte forma:

 Fossa triangular
 Concha cimba
 Em torno da raiz do hélix
 Concha cava
 Antitrago
 Incisura do antitrago
 Lóbulo da orelha
 Anti-hélix
 Superior e inferior do anti-hélix
 Fossa escafóide
 Hélix
 Dorso da orelhas

Após a inspeção
1. Realizar massagem em toda orelha para ativação do Qi e Xue e com isso potencializar o uso da
auriculoterapia.
2. Proceder assepcia local utilizando alcóol 70% embebido em algodão.
3. Esperar a secagem do alcóol para só então começar a aplicação.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

Reações e Contra-Indicações

Apesar da auriculoterapia apresentar poucos efeitos colaterais, alguns cuidados devem ser
observados e levados em consideração.
Com uma criteriosa assepecia podemos evitar possíveis infecções.
Infecções ocorrem por inadequada assepsia do pavilhão auricular antes do tratamento
A cartilagem do pavilhão auricular possui irrigação sanguínea reduzida em relação ao restante do
corpo, como resultado pode-se produzir infecções difíceis de curar.
Infecções da pele é mais frequente com o uso da agulha permanente ou da agulha intradérmica.
Infecção de cartilagem se produz por causa de uma infecção da pele do pavilhão auricular que não
foi tratada adequadamente.
Caso haja alguma ferida no local, ou quando houver inflamação ou infecção no pavilhão auricular
evitando a região ou não realizar a aplicação;
Se durante a aplicação, apresentar tonturas, mal-estar, sudorese, frio nos membros, o tratamento
deverá ser interrompido imediatamenete, retirando rapidamente todos os pontos aplicados.
Em mulheres grávidas, não aconselha-se aplicação, devido sua instabilidade hormonal ou
metabólica por conta da gestação;
Em clientes desnutridos, anêmicos ou em jejuns prolongados, não é recomendado a utilização de
muitos pontos ou estímulos fortes;
Nervosismo, ansiedade, fraqueza ou cansaço aplicar auriculo de forma gradativa e
preferencialmente deitado.
Durante uma eventual aplicação pode ocorrer desmaio, neste caso deitar o paciente erguendo os
seus mebros inferiores, e retirar toda aplicação.

REAÇÕES

Em geral a técnica de auriculoterapia possue algumas reações distintas durante sua aplicação, que
nada mais é que o estimulo provocado por sua aplicação.
No pavilhão auricular: sensação de entumescimento, distensão e aquecimento.
Reações em outras partes do corpo: sensação de calor ou de conforto, pode apresentar movimento
involuntário dos músculos, sensação de fluxo que corre para os membros
Reações a nível dos canais e colaterais: distensão, intumescimento e formigamento etc.

Reações sistêmicas: aumento da força e da vitalidade, melhora do movimento peristáltico, melhora


do apetite, sensação de sono e tranquilidade.

Reação conectiva: há casos, em que ao tratar a queixa principal, produz melhora de outros
sintomas.

Reação com retardo: Nos casos onde não há resultado após um ciclo de tratamento.

Reação de caráter intermitente: Não se deve manter um tratamento contínuo durante um tempo
prolongado, pois diminui a capacidade terapêutica do ponto auricular.

Reação letárgica: paciente que não encontramos reação dos pontos, ausência do De Qi, resultados
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

terapêuticos escassos.

Reação de efeito contrário: Há casos em que não só se deixar de obter o resultado terapêutico
como aparece um agravamento da sintomatologia.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

Técnicas de Tratamento

Os tratamentos de auriculoterapia em geral possuem um ciclo de reatividade, variando de paciente


para paciente.
Um período de uma semana entre uma sessão e outra é o tempo necessário para reavaliar e
determinar uma nova estratégia definindo mais ou menos pontos, dependendo de uma reavalição com o
paciente.

TRATAMENTO COM AGULHAS FILIFORMES

As agulhas utilizadas possuem geralmente um comprimento de 5 fen por um diâmetro que variável
de 26, 28, 30, 32.
Alguns acupunturistas não recomendam a puntura do pavilhão auricular com agulhas filiformes,
pois o risco de infecção é maior.

TRATAMENTO COM AGULHA INTRADÉRMICA OU PERMANENTE

É uma pequena agulha que fica permanente durante um curto período de tempo no pavilhão
auricular, é extremamente importante a assepsia correta e criteriosa do pavilhão auricular.

TRATAMENTO COM ELETROAURICULOPUNTURA

Combina o uso de agulhas filiformes com estímulo elétrico, são usados diferentes tipos de ondas
elétricas a fim de proporcionar um resultado específico.

TRATAMENTO COM COLOCAÇÃO DE SEMENTES

É o mais comum, consiste na seleção de materiais esféricos, de superfície lisa, que realizam pressão
sobre os pontos auriculares mediante um estimulo.
Podem ser pequenas esferinhas imantadas ou sementes, é um método simples e barato e mais
aceito pelos pacientes.

TRATAMENTO DE MESOPUNTURA

Consistem na utilização de pequenas quantidades de medicamentos que se injetam nos pontos,


combinando-se o estímulo da puntura com a ação farmacológica do medicamento (lidocaína, procaína) –
Utilizado somente por médicos, já que terapeuta não receita ou aplica medicamento.

TRATAMENTO MEDIANTE CORTES E EMPLASTOS TRATAMENTO COM RADIOISÓTOPOS

Produz estímulo sobre os pontos mediante injeção de pequenas quantidades de substâncias


radioativas (fósforo).
Consiste em realizar pequenos cortes ou rasgaduras com um bisturi no pavilhão auricular que serão
preenchidos com emplastos de medicamentos. Utilizado somente por médicos.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

TRATAMENTO MEDIANTE SANGRIA

Consiste no uso de agulhas filiformes, triangulares, intramusculares ou bisturi oftalmológico para


realizar picadas, perfurações ou pequenos cortes em zonas e veias específicas do pavilhão auricular com
objetivo de sangrar. Dispersando o calor e estagnção do Qi.

TRATAMENTO COM MARTELO DE FLOR DE AMEIXEIRA

Uso do “martelo de flor de ameixeira” ou substituído por agulhas filiformes, picando sobre a área
ou pontos durante o tratamento, fazendo uma leve sangria sobre uma área.

TRATAMENTO COM MAGNETOTERAPIA

Utiliza-se imãs sobre os pontos auriculares.

TRATAMENTO COM LASERPUNTURA

Uso do estímulo que produz o raio laser sobre os pontos auriculares.

MÉTODO DE TRATAMENTO COM BRINCOS

São empregados brincos sobre os pontos, pela força de pinçamento que exercem sobre os mesmos.

TRATAMENTO MEDIANTE MASSAGEM

Método muito difundido e com especiais resultados na profilaxia de enfermidades, porém


necessita de estímulo constante.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

Distribuição dos Pontos

Para encontrar os pontos auriculares, visualizamos um homúnculo como se fosse um feto em


apresentação (posição) cefálica invertida. Esse homúnculo determinará os princípios gerais para a
representação de cada uma das partes do corpo humano no pavilhão auricular.

DISTRIBUIÇÃO

 Lóbulo da Orelha: Região cefálica e facial


 Anti-Trago: cabeça e cérebro.
 Fossa Superior do Anti-Trago: tronco cerebral
 Trago: Laringe-faringe, nariz externo e interno, supra-renal, nervo temporoauricular, etc.
 Incisura Supratrago: Ouvido externo.
 Anti-Hélice: Tronco, no ramo inferior da anti-hélice localiza-se a região glútea, e o ramo superior
os membros inferiores.
 Fossa escafóide: Membros superiores
 Fossa Triangular: Região pélvica e os órgãos genitais internos.
 Raiz da hélice: Diafragma e em torno da hélice distribui-se o aparelho digestivo.
 Concha Cava: Cavidade torácica.
 Incisura do Intertrago: Glândulas endócrinas.
 Concha cimba: Pontos da Cavidade abdominal.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

Concha Cava – 6 Pts

Na cocha cava distribuem-se todos os pontos representativos da cavidade torácica.


 Ponto Coração
 Ponto Pulmão
 Ponto Traquéia
 Ponto Brônquios
 Ponto Baço
 Ponto Sanjiao (Triplo Aquecedor)
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Ponto Coração

Localização: Na depressão situada no centro da


concha cava.
Função: Acalma a mente e controla a atividade
emocional. Dispersa o Fogo do Coração. Regula a atividade
cardiovascular e hipertensão. Controla a Sudorese. Ativa a
circulação do sangue e detém ador.
Indicação: Palpitação, arritmia, taquicardia, dor
precordial, hipertensão arterial, insuficiência
cérebrovascular, insuficiência vascular periférica,
enfermidade de Raynaude. Depressão, ansiedade, insônia,
desordens da atividade neurovegetativa. Hiperidrose.
Faringite, glossite, disartria, úlceras bucais.
Diagnóstico: No caso de neurastenia o ponto de
neurastenia e área neurastenia, subcórtex e Shen Men mostram reação positiva; Nos casos de palpitação
e transtornos do sono pode-se encontrar nesta área uma depressão de forma circular e de coloração
vermelha ou edema.

 Ponto do Pulmão

Localização: Encontra-se acima e abaixo do ponto coração. O ramo inferior do ponto pulmão
coincide do lado da orelha tratada, e o ramo que se localiza acima do ponto coração corresponde ao
pulmão do lado contrário.
Função: Dispersa o calor e transforma a fleuma. Detém a tosse e a dispnéia. Dispersa o vento
exógeno. Controla o prurido. Drena os líquidos corporais. Favorece a defecação
Indicação: Empregado no tratamento de todas as afecções do sistema respiratório tais como:
bronquite, asma brônquica, pneumonias, etc. Estados edematosos de qualquer etiologia. Dermatites,
prurido dermatológico, alopecias. Faringites, rinites, sinusites, afonia, perda do paladar, etc. Constipação,
íleo paralítico, divertículo e pólipos do cólon, etc.

 Ponto Traqueia

Localização: Encontra-se na borda externa imediata do conduto auditivo externo, na metade da


distância entre este e o ponto do coração.
Função: Clareia o pulmão. Transforma a fleuma. Drena a garganta.
Indicação: Laringites aguda e crônica, epiglote, laringotraqueobronquite, tosse e dispnéia.
Diagnóstico: Diagnóstico da laringite, traqueíte, epiglotite, periodontite, pulpite e gengivite.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Ponto Brônquios

Localização: Encontra-se na metade da distância de


uma linha traçada entre o ponto traquéia e o ponto pulmão.
Função: Detém a tosse. Acalma a dispnéia. Elimina a
fleuma.
Indicação: Bronquite aguda e crônica, asma
brônquica e bronquiestasia.
Diagnóstico: Na Bronquite aguda apresenta reação
positiva forte; Na bronquite crônica o ponto mostra uma
proeminência em forma de gomo que pode estar
acompanhada de pápulas, pode-se perceber um cordão ao
tato; Na bronquiectasia presença de mútiplos cordõezinhos
na exploração tátil com menor freqüência podem-se
apresentar aranhas vasculares que cobrem deforma
horizontal em direção á área do pulmão.

 Ponto Baço

Localização: Localiza-se na borda supra-externa da concha cava, na metade da distância de uma


linha traçada a partir do ponto estômago até a fossa supra-antitrago.
Função: Fortalece o baço e harmoniza o estômago.Tonifica o Qi e nutre e controla o sangue.
Controla as hemorragias e a ascensão do Qi. Fortalece os músculos. Ponto de tonificação geral. A boca é a
abertura do baço e se expressa através dos lábios.
Indicação: Transtornos do sistema digestivo, tais como diarréias, distensão abdominal,
constipação, dispepsias, etc. Afecções edematosas, ascites, eczema da pele, etc. Metrorragias, hemorragia
uterina de caráter funcional e outras afecções hemorrágicas. Prolapso do estômago, do reto, vaginal,
vesical, hérnias, hemorróidas, etc. Algias lombares e dos membros, dos ombros, da cintura escapular,
artrofia muscular e perda da força muscular nas extremidades dos quatro membros. Glossite, inflamação
dos lábios, úlceras bucais, etc
Diagnóstico: A presença de reação positiva acompanhada de uma proeminência e um cordãozinho
ao tato indica presença de esplenomegalia.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Ponto San Jiao

Localização: Encontra-se abaixo do conduto


auditivo externo, na borda interna do anti-trago, na
metade da distância entre a borda inferior do conduto
auditivo e o ponto da subcórtex, na zona onde se unem os
ramos dos nervos glossofaríngeos, facias e vago.
Função: Reúne a função do 5 Zang e o 6 Fu. Regula
o Qi. Acalma a dor. Tonifica a função do coração e pulmão.
Tonifica a função do baço e estômago. Transforma o Qi e
transporta a essência. Favorece a formação dos líquidos
corporais. Drena as articulações. Reúne ramos do nervo
vago, do facial, e do glossofaríngeo. Ponto de tonificação
geral.
Indicações: Enfermidades do aparelho urogenital,
do sistema digestivo, distensão abdominal, dor intercostal,
edemas discretos, constipação, zumbidos, etc. Paralisia facial, espasmos da musculatura facial, neuralgia
do trigêmeo, odontalgia e afecções da cavidade bucal. Dores articulares.
Diagnóstico: Este ponto apresenta reação positiva nos casos de distensões abdominais e nos
edemas superficiais.

 Ponto Tuberculose

Localização: Está por fora do ponto coração, faz um triângulo entre o ramo inferior do ponto
pulmão e do ponto coração.
Função: Dispersa o calor e transforma a fleuma. Detém a tosse e a dispnéia. Dispersa o vento
exógeno. Controla o prurido. Drena os líquidos corporais. Favorece a defecação
Indicações: Importante para o diagnóstico do quadro de tuberculose pulmonar e extrapulmonar.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

Concha Cimba – 6 pts

Nesta concha estão distribuídos os pontos que representam a cavidade abdominal.

 Ponto Rim
 Ponto Próstata - (Uretra Interna na Mulher)
 Ponto Bexiga
 Ponto Fígado
 Ponto Vesícula Biliar (Orelha Direita)
 Ponto Pâncreas (Orelha Esquerda)
 Ponto Centro da Concha Cimba
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Ponto Rim

Localização: Este ponto localiza-se na pequena


cavidade que se forma abaixo do ramo inferior da anti-hélice,
ao mesmo nível do ponto pélvis.
Função: Fortalece o Yang do Rim e nutre sua essência.
Favorece a audição e clareia a visão. Drena os líquidos
corporais. Ponto de tonificação geral.
Indicação: Astenia e debilidade geral, enfermidades
crônicas, nefrite, glomerulonefrite, dor lombar, e dos joelhos,
dor no calcâneo, dispepsias, diarréias, impotência,
espermatorréia, irregularidades menstruais, neurastenia,
transtornos neurovegetativos, artralgias, transtornos
intelectuais, tinido e hipoacusia, enfermidades oftalmológicas,
alopecia areata e seborreíca, anúria e edema.
Diagnóstico: O ponto pode estar reativo em muitas
enfermidades.

 Ponto Prostáta (Uretra Mulher)

Localização: Este ponto localiza-se no ângulo superior da concha cimba, abaixo da cruz inferior do
anti-hélice, no lado mais próximo à borda interna da hélice.
Função: Ponto utilizado no tratamento das afecções da próstata, tais como prostatite e a
hiperplasia prostática, cistite, e os transtornos da função sexual.
Diagnóstico: Nas mulheres se este ponto estiver reativo junto com o ponto da uretra sugere o
diagnóstico de problema das vias urinárias. Nos homens se este ponto for reativo certifica o diagnóstico
de prostatite.

 Ponto Bexiga

Localização: O ponto localiza-se fazendo uma linha a partir do ponto próstata até o ponto rim, no
primeiro terço da mesma, ao nível do ponto constipação.
Função: É a víscera (Fu) do Rim; Dispersa o calor e elimina a umidade; Favorece a diurese; Tonifica
o rim.
Indicação: Polaciúria, disúria, retenção urinária, glomerunefrite, enurese incontinência urinária,
cistite. Cefaléia occipital, lombalgias e ciatalgias.
Diagnóstico: Se o ponto mostra dor intensa à pressão associada a uma reação positiva no ponto
uretra, indica infecção de caráter agudo do aparelho genital.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Ponto Fígado

Localização: Este ponto localiza-se na borda póstero-


inferior da concha cimba.
Função: Drena o fígado e a vesícula biliar. Controla o
Qi e ativa a circulação do sangue. Fortalece o baço e
harmoniza o estômago. Fortalece os tecidos moles articulares
(tendões e ligamentos). Controla a região intercostal.
Desobstrui os canais e acalma a dor.
Indicações: Utilizado no tratamento de hepatite
crônica, seqüelas das hepatites, afecções das vias biliares,
gastrite crônica e da distensão abdominal, afecções
ginecológicas, afecções do aparelho urogenital, neuroses,
cefaléias do vértex, problemas sanguíneos ou vasculares,
hipertensão, elimina fleuma, trata vertigens, epilepsias,
intumescimento dos membros, dor intercostal, espasmos de
mãos e pés, paralisia facial, enfermidades dos olhos, ativa a circulação de sangue e tonifica a energia.

 Ponto Vesícula Biliar (Direita) - Pâncreas (Esquerda)

Localização: Este ponto localiza-se entre o ponto fígado e o ponto rim, na borda externa da concha
cimba. Este ponto representa, na orelha esquerda o pâncreas e na orelha direita a vesícula biliar.
Função Ponto Pâncreas: Tonifica o baço; Favorece a digestão; Controla a glicemia.
Indicação: Pancreatite e diabete melitus.
Função Ponto Vesícula Biliar: Drena o F e a VB; Elimina os espasmos. - Drena os canais e acalma a
dor. Favorece a digestão.
Indicação: Enfermidades das vias biliares, colecistite, colecistolitíase, sabor amargo na boca,
digestão e plenitude intercostal, herpes zoster. Zumbidos, surdez, enxaqueca, rigidez de nuca, etc.

 Ponto Centro da Cocha Cimba

Localização: Este ponto está localizado no centro da concha cimba e também é denominado ponto
da região periumbilical.
Função: Regula o Qi do Jiao médio e acalma a dor; Elimina a distensão abdominal.
Indicação - Diagnóstico: Dores periumbilicais, distensão abdominal, dismenorreia, dores
abdominais, prostatite, litíase renal, áscaris nas vias biliares.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

Raiz da Hélice – 2 pts

Na região da raiz da hélice está representado o diafragma.


 Ponto Ouvido Central (ponto zero).
 Ponto Diafragma.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Ponto Ouvido Central

Localização: Este ponto localiza-se onde nasce a raiz


da hélice. Na metade da distância entre o ponto estômago e
diafragma. Conecta diretamente com o nervo vago.
Função: Estimula o nervo vago (sistema digestório).
Controla a diurese (produção de urina).
Indicações: Tratamento das afecções do aparelho
digestivo e cardiovascular. Ouvido central, com uma
significativa ação na enurese noturna. Regula a atividade
funcional dos órgãos internos.

 Ponto Diafragma

Localização: Este ponto encontra-se sobre a raiz da


hélice, ao nível do conduto auricular.
Função: Refresca o sangue; Controla as hemorragias; Controla o prúrido (coceira); Elimina os
espasmos do diafragma; Faz descer o Qi do estômago.
Indicação: Homeostase sanguínea, enfermidades hemorrágicas (hemorragia disfuncional uterina),
libera espasmos, espasmos do diafragma, tratamento de afecções dermatológicas.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

Pontos que Rodeiam a Raiz a Hélice – 8 pts

Os pontos que se encontram rodeando a raiz da hélice representa o sistema digestivo desde a boca
até o intestino grosso.
 Ponto Boca
 Ponto Esôfago
 Ponto Cárdia
 Ponto Estômago
 Ponto Duodeno
 Ponto Intestino Delgado
 Ponto Intestino Grosso
 Ponto Apêndice - (Na orelha esquerda Sigmóide)
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Ponto Boca

Localização: Na parte póstero-superior do conduto


auditivo externo, no primeiro terço que une o conduto auditivo
à região onde começa a raiz da hélice.
Função: Ponto sedante – calmante; Desinflama e acalma
a dor; Acalma a tosse.
Indicações: Afecções da cavidade bucal, laringe, faringe,
ulceras bucais, glossite, gengivite, transtornos da articulação
temporomandibular, Bruxismo, laringofaringite. Acalma a tosse
utilizado na tratamento da traqueíte aguda e crônica. Ação
sedante para tratamento da insônia. Ponto que restabelece o
cansaço excessivo onde há perda da força muscular.

 Ponto Esôfago

Localização: Abaixo da raiz da hélice, ao nível do ponto ouvido central.


Função: Garante o livre movimento diafragmático e descongestiona a cavidade torácica;
Harmoniza o correto funcionamento do esôfago.
Indicação: Alivia a indigestão, sensação de plenitude torácica, náuseas, vômitos, pirose
(queimação), hérnia de hiato, episódios eméticos de refluxo gastroesofágico.
Diagnóstico: Se estiver com reação positiva pode indicar esofagite.

 Ponto Cárdia

Localização: Imediatamente abaixo da raiz da hélice, ao nível do ponto ouvido central.


Função: Auxilia no movimento diafragmático e descongestiona a cavidade torácica; Harmoniza o
funcionamento do esôfago.
Indicação: Esofagite, opressão torácica, disfagia, etc. Pode ser associado ao ponto estômago nos
planos de tratamento para perda de peso.
Diagnóstico: Reação positiva em pacientes com náuseas ou vômitos de caráter recorrente, se tiver
reação positiva mais dor indica perda total do controle esfincteriano da cárdia sugerindo hérnia de hiato.

 Ponto Duodeno

Localização: Encontra-se sobre a borda superior da raiz da hélice, ao nível do ponto cárdia.
Função: Controla a função do duodeno; Drena a vesícula biliar; Favorece a digestão.
Indicação: Duodenite, úlceras, colecistite, colecistolitíase, azia.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Ponto Intestino Delgado

Localização: Encontra-se no bordo superior da raiz da


hélice, ao mesmo nível do ponto esôfago.
Função: Favorece a absorção e a transformação dos
alimentos; Dispersa o calor e elimina a umidade. Mobiliza as
fezes e detém as deposições diarréicas; Acalma o espírito.
Dispersa o “Fogo do Coração” e controla os fluidos mais
densos.
Indicação: Dispepsias, diarréias, constipação,
distensão abdominal e transtornos gastrointestinais, etc. Pela
relação interior-exterior pode tratar Hipogalactia, afecções da
faringe e da laringe, úlceras bucais, hematúria.
Diagnóstico: Quando reativo sugere transtorno da
função de absorção do intestino, proeminência edematosa ao
tato.

 Ponto Intestino Grosso

Localização: Encontra-se na borda superior da raiz da hélice, ao mesmo nível do ponto boca.
Função: Drena o intestino. Ajuda no processo de evacuar; Dispersa o calor dos Fu –vísceras; Elimina
o vento; Controla o prurido, relaciona-se com o nariz e garganta.
Indicações: Enterite, transtornos intestinais, constipação, distensão abdominal. Pela relação
interior exterior permite o tratamento de dermatites, enfermidades do nariz e garganta.

 Ponto Apêndice (Direita) - Ponto Sigmóide (Esquerda)

Localização: Encontra-se sobre a borda superior da raiz da hélice, entre o ponto intestino grosso e
intestino delgado.
Função: Desinflama; Acalma a dor; Favorece o transito intestinal.
Indicação: Constipação, apendicite.
Diagnóstico: Na apendicite aguda este ponto mostra-se de coloração avermelhada acentuada. Nos
casos de apendicectomia mostra a presença de cordão.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

Pontos do Lóbulo – 12 pts

Para facilitar a localização dos pontos no lóbulo da orelha, este deve ser dividido em 9 quadrantes
ou zonas, começando a enumerá-los desde a incisura intertrago e seguindo uma ordem de localização de
dentro para fora e de cima para baixo.
 Ponto Dente
 Ponto Palato Inferior
 Ponto Palato Superior
 Ponto Língua
 Ponto Maxilar Superior - Mandíbula
 Ponto Maxilar Inferior - Maxila
 Ponto de Neurastenia
 Ponto Olho
 Ponto Ouvido Interno
 Ponto Tonsilas (Amídala)
 Área de Bochecha
 Ponto Ansiedade
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Ponto Dente

Localização: Este ponto encontra-se no centro da zona 1 do lóbulo. Também é chamado de


anestesia dental ou ponto odontalgia.
Função: É um ponto específico para o tratamento das odontalgias e das periodontites.
Indicações: Alivio da dor, auxiliar no tratamento dentário ou implantes recentes.

 Ponto Palato Inferior

Localização: Dividindo-se em três partes iguais a borda superior da zona dois do lóbulo, o ponto
está localizado no primeiro terço desta linha.
Função: Desinflama e acalma a dor.
Indicações: Tratamento das afecções inflamatórias dos lábios, úlceras bucais, periodontite e
neuralgias do trigêmio.
Diagnóstico: Se os pontos paladar superior e inferior e ponto língua revela proeminência ou
depressão de forma irregular, tanto na exploração visual como na exploração tátil, acompanhado de
reação positiva indicam úlceras bucais.

 Ponto Palato Superior

Localização: Este ponto localiza-se sobe a linha que une as zonas 2 e 3, sobre o quarto inferior da
mesma.
Função: Ponto utilizado nas afecções antes mencionadas no ponto dente (afecções inflamatórias
dos lábios, da cavidade bucal, úlceras bucais, periodontite e as neuralgias do trigêmio), sendo empregado
simultaneamente com o ponto anterior.
Indicações: Tratamento das afecções inflamatórias dos lábios, úlceras bucais, periodontite e
neuralgias do trigêmio.
Diagnóstico: Se o ponto apresenta reação positiva intensa nos confirma o diagnóstico de neuralgia
do trigêmeo.

 Ponto Língua

Localização: Lançando uma linha entre o ponto


paladar superior e inferior, o ponto localiza-se no centro
desta linha.
Função: Dispersa o calor e acalma o fogo do coração.
Indicações: Afecções da língua, que incluem glossite,
fissura lingual e úlceras linguais.
Diagnóstico: Se apresentar uma proeminência de cor
avermelhada pode indicar diagnóstico de glossite ou de
úlceras linguais.

 Ponto Maxilar Superior (Mandibula)

Localização: Encontra-se no centro da zona 3 do


Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

lóbulo.
Função: Desinflama; Aclama a dor; Favorece a articulação têmporo-mandibular.
Indicação: Odontalgia, periodontites, pulpites, artrite ou subluxação da articulação
têmporomandibular, neuralgias do trigêmio, bruxismo, etc.
Diagnóstico: Nevralgia do trigêmio observa-se uma proeminência no ponto associado a palpação
com dor de intensidade II – III.

 Ponto Maxilar Inferior (Maxila)

Localização: Encontra-se no centro da linha superior da zona 3 do lóbulo.


Função: Ponto com propriedades terapêuticas iguais ao ponto mandíbula.
Indicação: Mesmas indicações do ponto Maxilar Superior.

 Ponto Neurastenia

Localização: Encontra-se no centro da zona 4 do lóbulo. É também chamado de ponto do lóbulo


anterior.
Função: Tranquiliza e acalma a mente; Favorece um sono profundo e mais prolongado.
Indicação: Tratamento dos estados de neurastenia, ansiedade, depressão, transtornos do sono
como sono leve ou curto tempo de duração, despertar fácil, pesadelos e sonhos excessivos.
Diagnóstico: Uma depressão ao tato pode sugerir os transtornos menconados.

 Ponto Olho

Localização: Encontra-se no centro da zona 5 do lóbulo


da orelha.
Função: Dispersa o calor; Desinflama; Clareia a visão.
Indicação: Empregado no tratamento de todas as
afecções oftalmológicas como a conjuntivite aguda, calázio,
ametropia, glaucoma, blefarite, queratite, etc.
Diagnóstico: Ponto específico para diagnóstico de
todas as afecções oftalmológicas.

 Ponto Ouvido Interno

Localização: Encontra-se no centro da zona 6 do


lóbulo.
Função: Dispersa o calor; Desinflama; Favorece a
audição.
Indicações: Tratamento das afecções correspondentes a esta região do ouvido como hipoacusia,
tinidos, otite, estados vertiginosos causados por alteração vestibulococlear, labirintite.
Diagnóstico: Se a afecção tende a ser crônica, percebe-se em torno do ponto o começo do sulco
que diagnóstica o tinido. Otite média aparece uma proêminecia edematosa, se for aguda aparece então
região mais avermelhada.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Ponto Amigdalas (Toncilas)

Localização: Encontra-se no centro da zona 8 do lóbulo.


Função: Dispersa o calor; Desinflama; Drena a garganta
Indicação: Ponto empregado no tratamento da amidalite (toncilite) e da faringite.
Diagnóstico: Quando toncilite aguda aparecerá no ponto uma coloração vermelha, associada a
presença de edemas com palpação dolorida de grau II ou III. Na toncilite crônica revela-se na área
proêminencia de cor esbranquiçada que pode estar acompanhada de ponteado vermelhos.

 Área da Bochecha
Localização: Esta área se distribui nas zonas 3, 5 e 6, formando um óvulo de maneira oblíqua.
Função: Ativa a circulação na região da bochecha. Desinflama e acalma a dor.
Indicação: Área empregada no tratamento das afecções faciais que incluem, a paralisia facial, os
espasmos da musculatura facial, as neuralgias do trigêmeo, as afecções dermatológicas da face. Por isso,
pode ser empregado na manutenção da beleza facial.
Diagnóstico: Se na palpação esta área mostrar-se
dolorosa grau II – III, nos faz expor uma possível neuralgia de
trigêmeo.

 Ponto Ansiedade

Localização: Encontra-se no centro da zona 7 do lóbulo.


Função: Acalma a mente; Controla a emoção; Reduz a
ansiedade
Indicação: Estados de ansiedade, estresse emocional,
irritabilidade, depressão e fadiga excessiva, auxilia na
compulsão.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

Pontos do Anti-Trago – 14 pts

Para facilitar a localização dos pontos do anti-trago, lançamos uma linha a partir de seu ápice
anatômico até o pulmão. Outra linha em forma de arco desde a incisura superior do anti-trago até seu lado
anterior.
 Ponto Parótida  Ponto Asma
 Ponto Temporal (Tai Yang)  Ponto Fronte
 Ponto Occipital  Ponto Vértice
 Ponto Hipófise  Ponto Cérebro
 Área de vertigem  Área de Neurastenia
 Ponto Tálamo  Ponto Excitação
 Área de Subcortex  Ponto Testículo
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Ponto Parótida

Localização: Encontra-se localizado exatamente no ápice anatômico do antitrago


Função: Dispersa o calor; Elimina as infecções; Acalma o prurido.
Indicação: Parotidite, pruridos dermatológicos, dermatites neurogênicas (psoríase) e dermatites
em geral.

 Ponto Asma

Localização: Encontra-se na face externa do antitrago, 2 mm abaixo do ponto parótida.


Função: Aclama a tosse e a dispnéia; Transforma a fleuma.
Indicação: Bronquite asmática, bronquite, bronquiestasia, tosse, gripe, ponto empregado para
diagnóstico e tratamento da asma.
Diagnóstico: Se os pontos brônquios, dispnéia, alergia revelam reação positiva à exploração
elétrica podemos afirmar um quadro de alergia. Mas se o ponto brônquio oferece reação positiva e o pont
dispnéia negativa nos confirma um quadro de bronquite ou um bronquiectasia.

 Ponto Temporal (Tai Yang)

Localização: Encontra-se na face externa do anti-trago, abaixo do ponto asma, no centro da linha
em forma de arco lançada desde a borda superior à borda inferior do mesmo.
Função: Analgésica (cefaléias temporais); Clareia a visão e ajuda a audição.
Indicação: Enxaquecas ou cefaléias temporais, ametropia, zumbidos e hipoacusia, ação semelhante
a do ponto TaiYang.
Diagnóstico: Mostrando reação em ambos os lados indica cefaléia na região temporal, já reação
positiva em um só lado, com proêminência em gomo ou cordão interno possível enxaqueca.

 Ponto Fronte

Localização: Encontra-se no lado externo do anti-


trago, na extremidade ântero-inferior da linha em forma de
arco.
Função: Fortalece a mente e a memória; Clareia e
ajuda à visão; Analgésica; Faz ascender o Yang Qi puro;
Ponto de tonificação geral.
Indicação: Sensações de peso e distenção na cabeça,
cefaléia frontal de qualquer etiologia. Perda da memória,
falta de concentração, sonolência, queda nos níveis de
atenção, síndrome de estagnação e hipertensão arterial.
Diagnóstico: Se o ponto apresenta proeminência
com forma circular, ou alargada como cordão indica cefaléia
frontal.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Ponto Occiptal

Localização: Encontra-se no lado externo do antitrago, no extremo póstero-superior da linha em


forma de arco lançada.
Função: Ponto sedante; Acalma vertigem; Função hipotensora; Acalma a mente, tranquiliza o
espírito; Acalma o pânico e a convulsão; Clarea a vista.
Indicação: Acalma a vertigem e tontura produzida por transtornos do ouvido interno,
arterioesclerose, sintomas da hipertensão, acalma a tosse e a dispnéia, prurido, vômito, dor e diarréia,
função hipotensora e para cefaléia occipital, acalma o pânico e a convulsão, paralisia facial, ametropia.

 Ponto Vértex

Localização: Encontra-se na face externa do anti-trago, aproximadamente a 1mm abaixo do ponto


occipital.
Função: Ponto utilizado para o tratamento das cefaléias no vértice e nos estados de neurastenia.
Diagnóstico: Se a área apresenta proeminência com reação positiva sugere que o paciente é
portador de cefaléia de vértex.

 Ponto Hiófise

Localização: Encontra-se na borda superior do anti-trago, próximo a incisura (fossa) superior do


anti-trago.
Função: Ponto de tonificação geral; Controla a atividade da hipófise; Regula a atividade
ginecológica; Controla as hemorragias.
Indicação: Afecções ginecológicas causadas por transtornos do sistema endócrino, tais como:
amenorréia, menstruações irregulares e impotência. Transtornos da hipófise, tais como: nanismo,
adenomas de hipófise, diabetes melitus. Enfermidades hemorrágicas, tais como: melena, metrorragia,
hemorragia uterina funcional, etc.

 Ponto Área de Vertigem

Localização: Encontra-se na fossa superior do anti-


trago, entre os pontos tronco cerebral e hipófise.
Função: Zona específica de diagnóstico e tratamento
da vertigem.Diagnóstico: Quando a presença de cordão e
telangiectasias ou depressão nos aponta para diagnóstico
de vertigem.

 Ponto Área de Neurastenia

Localização: Esta área encontra-se na face externa


do anti-trago, atrás dos pontos occipital e vértice.
Função: Acalma a mente; Induz o sono.
Indicação: Depressão, ansiedade, estresse, insônia,
dificuldade para dormir.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

Diagnóstico: Quando há manifestação de neurastenia este ponto apresenta um cordão


proeminente com certa dureza a exploração táctil. Para obtenção de uma maior resposta ao tratamento,
este ponto se reforça anterior e posteriormente.

 Ponto Cérebro

Localização: Encontra-se na face interna e superior do


anti-trago.
Função: Fortalece o cérebro; Estimula a atividade
cérebro-vascular.
Indicação: Insuficiência cérebro-vascular. Acidente
Vascular Cerebral (AVC), ataxia cerebelar, epilepsia,
hipercinesia e para fortalecer a capacidade cognitiva.

 Ponto tálamo

Localização: Encontra-se na face interna do antitrago,


na extremidade interna de uma linha lançada entre os pontos
parótida e pulmão, imediatamente abaixo deste último.
Função: Controla a temperatura corporal; Controla o
apetite; Regula o sistema endócrino; Homeostase do metabolismo hidromineral; Ponto de tonificação
geral.
Indicação: Controle da temperatura corporal, eficiência na absorção dos alimentos pela atividade
digestiva, homeostase do metabolismo hidromineral controle central da atividade endócrina. Tratamento
de afecções endocrinometabólicas (obesidade endógena e exógena, diabetes) edemas, sonolência e
letargia.

 Ponto Excitação

Localização: Encontra-se na face interna do antitrago, entre os pontos testículo e tálamo.


Função: Estimula a atividade do córtex cerebral; Ponto de tonificação geral.
Indicação: Estado de letargia, enurese noturna, obesidade, hipofunções do sistema endócrino, tais
como impotência e amenorréia.

 Área Subcórtex

Localização: Encontra-se na face interna do anti-trago, na metade da distância de uma linha que
une os pontos tálamo e ovário. Esta dividido em três áreas: nervosa, cardiovascular e digestiva.
Função: Regula a atividade do córtex cerebral. - Fortalece o cérebro e acalma a mente. -Regula a
atividade dos sistemas nervoso, cardiovascular e digestivo.
Indicação Área nervosa da subcórtex: regula a atividade do córtex cerebral mantendo o equilíbrio
excitação-depressão, o que permite tratar enfermidades como: neurastenia, transtornos do sistema
neurovegetativo, neuroses e essquizofrenia.
Indicação Área digestiva do subcórtex: podem ser tratadas todas as afecções do sistema digestivo
tais como: dispepsia, gstrite, úlceras gástricas e duodenais, vômitos, náuseas, distensão abdominal,
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

diarréias, cosntipação, enfermidades do fígado e da vesícula.


Indicação Área cardiovascular do subcórtex: podem ser tratadas enfermidades do sistema
cardiovascular tais como: hipertenção, flebites, tromboangeítes obliterantes, enfermidade de Raynaud,
cardiopatias, arritimias, etc.
Diagnóstico: Utilizado para diagnosticar enfermidades dos sistemas digestivo, cardiovascular e
nervoso.

 Ponto Testículo

Localização: Localiza-se na face interna do anti-trago,


2mm atrás do ponto parótida.
Função: Fortalece o rim e tonifica o Yang; Desinflama
e acalma a dor.
Indicação: Orquite, impotência; esterilidade
masculina, infertilidade e prostatite.
Diagnóstico: Reação positiva nas áreas dos genitais
internos, pelve, endócrino e rim, sugere diagnóstico de
impotência ou disfunção sexual.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

Trago – 9 pts

Esta área do pavilhão auricular reflete a laringe-faringe, nariz e glândulas supra-renais. Além disso,
é inervado pelo nervo têmporo-auricular. Os pontos distribuem-se no lado externo e interno do trago.
 Ponto Ápice do Trago
 Ponto Supra-Renal
 Ponto Nariz Externo
 Ponto Fome
 Ponto sede
 Ponto do Órgão Coração (Redutor do rítmo cardíaco)

Trago - Parte Interna


 Ponto do Nervo Aurículo-Temporal
 Ponto Laringe-Faringe
 Ponto Nariz Interno
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Ponto Ápice do Trago

Localização: Encontra-se na metade superior do trago


em seu lado externo, acima da proeminência central do ápice.
Função: Ponto sedante; Dispersa o calor e abaixa a
febre; Desinflama e acalma a dor.
Indicação: Febres de qualquer etiologia. Este ponto, em
geral, é usado para realizar a sangria como método terapêutico.

 Ponto Supra Renal

Localização: Encontra-se sobre a metade inferior o lado


externo do trago, abaixo de sua proeminência central.
Função: Tonifica e ativa as funções das glândulas supra-
renais, tanto da medula como do córtex; Tem propriedades
antialérgicas, antiinfecciosas, antiinflamatórias, anti-reumáticas e antipiréticas. Controla o tônus
vasomotor do sistema vascular; Controla as hemorragias; Elimina os estados de rigidez das fibras
musculares lisas bronquiais; Estimula o centro da respiração.
Indicações: Ativa as funções das glândulas supra-renais, tratamento da doença de Addison e
Cushing, ação anti-alérgica, antiinfecciosa, do colágeno alérgicas e inflamatórias, enfermidades febris.
Controla o tônus vasomotor do sistema vascular, está contra indicado nos pacientes com hipertensão
arterial de base, por vasocontrição, trata metrorragias, hemorragias uterinas disfuncional, melenas,
epistaxe.

 Ponto Nariz Externo

Localização: Encontra-se sobre a face externa do trago, formando um triângulo com os pontos
supra-renal e ápice do trago.
Função: Ativa a circulação; Desinflama; Aclama a dor
Indicação: Afecções da área do nariz, inflamações, máculas, acne

 Ponto Fome

Localização: Encontra-se na metade da distância da linha que conecta o ponto nariz externo ao
ponto adrenal.
Função: Controla o apetite.
Indicação: Obesidade, hipertireoidismo, diabetes, polifagia de caráter neurológico.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Ponto Sede

Localização: Encontra-se na metade da distância da


linha que une os pontos nariz externo e ápice do trago.
Função: Controla a sede.
Indicação: Regula o mecanismo da sede, diabetes,
enurese e polidipsia de caráter neurológico.

 Ponto Redutor Rítimo Cardiaco (Órgao Coração)

Localização: Encontra-se acima e por dentro do ponto


ápice do trago, na metade de distância de um linha lançada
desde o ponto sede até o ponto ouvido externo.
Função: Controla o ritmo cardíaco.
Indicação: Fibrilação, taquicardia paroxística (auricular).
Diagnóstico: Se a área do coração mostra reação positiva e reação positiva no ponto órgão coração,
e na área cardiovascular do subcórtex pode afirmar um quadro de taquicardia.

 Ponto Ouvido Externo

Localização: O ponto encontra-se sobre a área que


forma a depressão entre a fossa supratrago e a hélice na
Incisura Supratrágica
Função: Acalmar a dor; Acalmar a vertigem; Drenar as
fossas nasais; Garantir a função auditiva.
Indicação: Surdez, zumbidos, afecções do conduto
auditivo externo que incluem as lesões dermatológicas e
neuralgias do pavilhão auricular. Cefaléias tipo enxaqueca,
neuralgias do trigêmeo, síndrome de Meniére, afecções
vertiginosas, dor subocciptal, rinites e sinusites.

 Ponto Laringe/ Faringe

Localização: Encontra-se na face interna do trago, sobre sua metade superior.


Função: Desinflama e acalma a dor; Drena garganta; Clareia o pulmão e transforma a fleuma.
Indicação: Afecções laringo-faríngeas, faringite, amidalite aguda e crônica, afonias, traqueíte,
bronquite e asma bronquia.

 Ponto Nariz Interno

Localização: Encontra-se na face interna ao trago, sobre sua metade inferior.


Função: Elimina o vento e libera a superfície; Desinflama e controla o sangramento do nariz.
Indicação: Rinites alérgicas; epistaxes, resfriado comum; obstrução nasal, sinusite, etc.
Diagnóstico: Na rinite reação positiva, Na rinite hipertrófica proeminência de cor esbranquiçada,
rinite atópica proeminênica de cor esbranquiçada acompanhada de edema. Na sinusite proeminência em
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

forma de gomo, que associa a um proeminência no ponto fronte.

 Ponto Nervo Auriculo Temporal

Localização: Encontra-se na face interna do trago, entre os pontos laringe-faringe e nariz interno,
mas ligeiramente adentrando no conduto auditivo externo, formando um triângulo com os pontos
anteriores.
Função: Desinflama e acalma a dor
Indicação: Neuralgias do trigêmeo principalmente de seu ramo inferior, afecções do pavilhão
auricular, cefaléias, enxaquecas, vertigens e nas enfermidades causadas por transtornos dos nervos
craniais.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

Incisura Intertrago – 5 pts

 Ponto Endócrino
 Ponto Visão
 Ponto Visão 2
 Ponto Hipotensor
 Ponto Ovário
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Ponto Endócrino

Localização: Encontra-se na parte mais baixa da incisura intertrago, a 0,5 mm para dentro.
Função: Regula a atividade de todas as glândulas do sistema endócrino. Têm propriedades
antialérgicas, antiinfecciosas, antiinflamatórias e antireumáticas. Nutre o Yin Regula o metabolismo.
Desinflama Drena a umidade.
Indicação: Regula as funções do sistema endócrino, disfunção da glândula tireóide, diabetes melito,
enfermidades do colágeno (artrite reumatóide, lúpus eritematoso, esclerodermia), enfermidadesalérgicas
e infecciosas, inflamação pélvica, dispepsias, gastrite atrófica, trata edemas de origem endócrina ou
vascular, eczemas e obesidade.

 Ponto Visão 1

Localização: Encontra-se na borda ântero-inferior da incisura intertrago.


Função: Dispersa o calor e elimina o fogo; Ativa a circulação dos colaterais; Clareia a mente e a
visão.
Indicação: Glaucoma, retinite, queratite, atrofia do nervo óptico, ametropia entre outras afcções
oftalmológicas.

 Ponto Visão 2

Localização: Encontra-se na borda póstero-inferior da incisura intertrago.


Função: Dispersa o calor; Elimina as infecções; Refresca o sangue; Nutre a essência o sangue e
fortalece a visão.
Indicação: Ametropia, conjuntivites, calázio e a iridoqueratites.

 Ponto Hipotensor

Localização: Encontra-se na borda inferior da incisura intertrago, entre os pontos visão 1 e 2.


Função: Ponto específico para o diagnóstico e tratamento da hipotensão. Levantar a pressão

 Ponto Ovário

Localização: Encontra-se na incisura intertrago, sobre o


início da borda interna do antitrago.
Função: Regula a função dos ovários.
Indicação: Ponto utilizado para tratar os transtornos
menstruais, anexites, infertilidade e as hemorragias uterinas de
caráter funcional, etc.
Diagnóstico: A reação positiva do ponto associada a uma
proeminência, edema ou um cordãozinho ao tato indica
alterações no ovário (cistos) do lado correspondente ao
diagnóstico.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

Pontos do Anti-Hélice – 16 pts

Esta parte relaciona-se com o tronco e as regiões cervicais, dorsais e lombares.

 Região cervical
 Região dorsal
 Região lombar
 Região sacra
 Ponto cóccix
 Ponto pescoço
 Ponto Tórax
 Ponto Abdômen
 Ponto Ombro e espalda
 Ponto da Região intercostal
 Ponto dos músculos lombares
 Ponto Articulação sacroilíaca
 Ponto das glândulas mamárias
 Ponto da região do hipocôndrio
 Ponto Tireóide
 Ponto Calor
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Ponto Região Cervical

Localização: Esta zona abrange a primeira quinta parte inferior do anti-hélice. (De baixo para cima)
Função: Ativa a circulação; Elimina o vento; Acalma a dor.
Indicação: Ponto empregado no tratamento das afecções da região cervical de qualquer etiologia
que inclui as inflamações fibróticas da musculatura da região cervical, torcicolo, etc.
Diagnóstico: Transtornos da região cervical, hiperplasia óssea cervical

 Ponto Região Dorsal

Localização: Esta região abrange o segundo quinto e o terceiro quinto do anti-hélice (de baixo para
cima).
Função: Ativa a circulação; Elimina o vento; Acalma a dor.
Indicação: Similar ao ponto anterior. Utiliza-se no tratamento das afecções da região dorsal, algias
dorsais de etiologia traumática ou por sub-luxações, etc.
Diagnóstico: Sua exploração revela mudanças patológicas a este nível, com a presenças de
cordãozinho, potnos vermelhos, etc.

 Ponto Região Lombar

Localização: Encontra-se sobre o anti-hélice entre a região sacral e dorsal.


Função: Fortalece o rim; Ativa a circulação; Elimina o vento; Acalma a dor.
Indicação: Ponto utilizado no tratamento das afecções da coluna lombar, artrose e lombalgias de
qualquer etiologia.
Diagnóstico: Se encontrarmos uma proeminência edematosa e cor branca, com persistencia a
pressão tactil indica uma lombalgia por deficiência do rim.

 Ponto Região Sacro

Localização: Encontra-se na parte superior do anti-hélice antes da separação da cruz superior com
a cruz inferior.
Função: Ativa a circulação; Elimina o vento; Acalma a dor.
Indicação: Ponto empregado no tratamento das
afecções que se apresentam a este nível: sacrolombalgias,
espermatorréia, etc.

 Ponto Cóccix

Localização: No ponto de união da cruz superior com a


inferior do anti-hélice.
Função: Regula a circulação do Qi neste nivel; Dispersa
o calor e desinflama.
Indicação: Ponto de utilidade terapêutica nas afecções
desta região, por exemplo: a inflamação da cadeia ganglionar
do pescoço, hipotiroidismo, etc.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Ponto Abdômen

Localização: No ponto da região inferiro da cruz superior do anti-hélice, em sua borda.


Função: Regula a circulação do Qi neste nivel; Dispersa o calor e desinflama.
Indicação: Ponto empregado no tratamento das afecções que se apresentam a este nível, como
enterite, constipação, dor pós-parto, tratamento da obesidade.

 Ponto Tórax

Localização: Encontra-se ao nível da região torácica, sobre a borda interna da anti-hélice.


Função: Abre o tórax; Regula o Qi; Ativa a circulação; Alivia a dor e a pressão.
Indicação: Dor torácica, opressão torácica, osteocondrite, neuralgias intercostais, herpes zoster,
etc.

 Ponto Pescoço

Localização: No nível da região cervical mas pelo bordo interno do anti-hélix.


Função: Relaxa a musculatura cervicobraquial; Ativa a circulação; Acalma a dor.
Indicação: Cervicalgias, cervicobraquialgias, dores das escápulas e do ombro causadas por fibroses
da musculatura desta área.

 Ponto Região Intercostal

Localização: Encontra-se ao nível da região torácica,


sobre a parte mais próxima à fossa escafóide. Circulação local;
Acalma a dor.
Indicação: Traumas nas costelas, herpes zoster,
neuralgias intercostais e sensação de plenitude torácica, etc.

 Ponto Região Músculos Lomabres

Localização: Encontra-se sobre a anti-hélice ao nível da


zona lombar, na borda mais próxima da fossa escafóide.
Função: Relaxa a musculatura lombar; Tonifica o rim;
Acalma a dor.
Indicação: Ponto utilizado para tratar as afecções da
musculatura paravertebral lombar.

 Ponto Articulação Sacro-Ilíaca

Localização: Localiza-se na metade da distância de uma linha lançada entre o ponto cóccix e a borda
externa do anti-hélice.
Função: Ponto utilizado para diagnóstico e tratamento dos transtornos desta articulação,
subluxação sacro-ilíaca, artrite da articulação, etc.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Ponto Glândulas Mamárias

Localização: Na metade da distância de uma linha traçada a partir da coluna ao nível da borda
externa do anti-hélice.
Função: Beneficia as mamas; Beneficia a lactação; Elimina as massas
Indicação: Mastite, hiperplasia do conduto lactífero, displasias, hipogalactia.

 Região Hipocôndrio

Localização: Este ponto localiza-se sobre a borda interna do anti-hélice, entre o ponto tórax e o
abdome.
Função: Regula o Qi; Drena o fígado e a vesícula biliar; Elimina a distensão.
Indicação: Moléstias no hipocôndrio, hepatomegalia, colesistite, estagnação de Qi do fígado.

 Ponto Tireóide

Localização: Encontra-se entre a área do pescoço e o ponto tronco cerebral.


Função: Regula a função da tireóide.
Indicação: Hipotiroidismo, hipertiroidismo e nódulos da tireóide.

 Ponto Calor

Localização: Encontra-se na metade da distância da


linha que se lança entre o ponto cóccix e o ponto abdome.
Função: Ativa a circulação do sangue principalmente a
nível periférico; Aumenta a temperatura corporal.
Indicação: Tromboangeite obliterante e na
enfermidade de Raynaud.

 Ponto Tronco Cerebral

Localização: O ponto localiza-se na borda superior na


incisura do antitrago e do anti-hélice.
Função: Ponto sedante; Fortalece o cérebro; Acalma o
espírito; Elimina os espasmos; Controla o vento interno.
Indicação: Acalma o pânico, a convulsão, trata a tosse e diminui a febre. Também pode ser usado
para tratar a epilepsia, esquizofrenia, neurose, meningite e bronquite.

 Ponto Ombro/ Escápula

Localização: Localizado no nível da região cervical mas sobre a parte mais próxima da fossa
escafóide.
Função: Alivia dor; Trata região correspondente
Indicação: Cervicalgias, cervicobraquialgias, dor no ombro e escápula causadas por fibroses da
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

musculatura desta área.


Diagnóstico: Paciente com fibromiosite da musculatura do ombro e da escápula pode se observar
uma proeminência em forma de cordão esbranquiçado que se estende para o bordo externo do anti-hélix.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

Ramo Inferior da Anti-Hélice – 3 pts

No ramo inferior da anti-hélice está representada a região glútea especificamente em três ponto
auriculares.

 Ponto da Região Glútea


 Ponto do Nervo Ciático
 Ponto do Nervo Simpático
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Ponto Região Glúteo

Localização: Encontra-se sobre o primeiro terço do ramo


inferior da anti-hélice.
Função: Ativa a circulação; Elimina o vento; Drena os
colaterais e elimina a dor.
Indicação: Empregado no tratamento das algias da região
glútea, do sacro e ciatalgias.

 Ponto Nervo Ciático

Localização: Encontra-se sobre o terço central do ramo


inferior da anti-hélice.
Função: Comunica os canais e desobstrui os colaterais;
Favorece a função sedante e analgésica; Ponto específico.
Indicação: Ciatalgia e dor dos membros inferiores.

 Ponto Nervo Simpático

Localização: Encontra-se sobre o terço interno da cruz inferior do anti-hélice.


Função: Regula a função do sistema neurovegetativo; Relaxa os espasmos da musculatura lisa;
Função vasodilatadora; Regula as secreções internas.
Indicação: Desordens neurovegetativas, espasmos gastrointestinais, cálculos renais e das vias
urinárias, colecistolitíases, gastrites, úlceras gástricas e duodenais, asma, etc. Este ponto não deve ser
usado na distensão abdominal. Tromboangeite obliterante, hipertensão. Hiperidrose, enurese infantil,
dermatite seborréica, alopecia, e por ser um ponto importante para deter a acidez trata a hiperacidez.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

Ramo Superior da Anti-Hélice – 9 pts

Nesta parte do pavilhão auricular localizam-se todos os pontos que representam os membros
inferiores.

 Pontos Artelhos
 Ponto do Calcâneo
 Ponto da Articulação do Tornozelo
 Ponto Articulação do Quadril
 Ponto Articulação do Joelho
 Ponto Joelho
 Ponto da Prega Poplítea
 Ponto dos Músculos Gastrocnêmios
 Ponto do Músculo Quadriceps
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Ponto Artelhos

Localização: Encontra-se sobre a borda externa da


cruz superior da anit-hélice.
Função: Ativa a circulação do sangue; Acalma a dor.
Indicação: Entorses da articulação dos artelhos,
traumas, debilidade vascular das extremidades,
intumescimento, aversão ao frio e nas micoses.

 Ponto Calcâneo

Localização: Encontra-se sobre a borda interna da


cruz superior da anti-hélice.
Função: Ativa a circulação do sangue; Acalma a dor.
Indicação: Ponto utilizado para tratar os esporões do
calcâneo, dor do calcâneo devido à deficiência do rim.
Diagnóstico: Reação positiva nos casos de dor em calcâneo e cordão nos casos de esporão de
calcâneo.

 Ponto Articulação Tornozelo

Localização: Encontra-se lançando uma linha entre o ponto calcâneo e articulação do joelho, na
metade da distância desta linha.
Função: Ativa a circulação do sangue; Acalma a dor.
Indicação: Entorse do tornozelo, inflamação da articulação, etc.

 Ponto Articulação do Quadril

Localização: Encontra-se no ponto central da área onde começa a cruz superior da anti-hélice.
Função: Ativa a circulação do sangue; Acalma a dor.
Indicação: Infecções da articulação do quadril, dores lombares e do quadril e ciatalgias.

 Ponto Articulação do Joelho

Localização: Encontra-se exatamente no centro da cruz superior do anti-hélice.


Função: Ativa a circulação do sangue; Acalma a dor; Trata esta articulação.
Indicação: Artrite e artrose do joelho, entorses, traumas e dores em geral.
Diagnóstico: Em casos agudos o ponto apresenta coloração avermelhada com a presença de
capilares tortuosos, nas afecções crônicas o ponto revela na exploração a presença de um cordão como
sinal principal.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Ponto Joelho Externo

Localização: Encontra-se no lado mais próximo à fossa


escafóide, ao nível do ponto onde começa a cruz superior do
anti-hélice.
Função: Ativa a circulação do sangue; Acalma a dor;
Joelho Contrário.
Indicação: Ponto empregado no tratamento das
afecções da face externa do joelho.

 Ponto Prega Poplítea

Localização: Se lançarmos uma linha entre o ponto


articulação do quadril e o ponto Shen Men o ponto prega
poplítea encontra-se na metade dela.
Função: Ativa a circulação do sangue; Acalma a dor.
Indicações: Dores reflexas da prega poplítea, causada no percurso da ciatalgia, dores no joelho.

 Ponto Músculos Gastrocnêmios

Localização: Encontra-se na metade da distância entre os pontos artelhos e joelho externo.


Função: Ativa a circulação do sangue; Acalma a dor; Libera os espasmos.
Indicação: Ponto empregado no tratamento das afecções do músculo gastrocnêmio: spasmos do
músculo gastrocnêmio, fibroses, inflamação e dores reflexas causadas no curso da ciatalgia.

 Ponto Músculos Quadríceps

Localização: Encontra-se na metade da distância entre o ponto articulação do joelho e articulação


do quadril.
Função: Ativa a circulação do sangue; Acalma a dor; Libera os espasmos.
Indicação: Patologias dos músculos da coxa.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

Fossa Escafóide – 8 pts

Na fossa escafóide localizam-se os pontos correspondentes aos membros superiores.

 Ponto Falanges
 Ponto Clavícula
 Ponto Articulação do Punho
 Ponto Cotovelo
 Ponto Ombro
 Ponto Articulação do Ombro
 Ponto Alergia
 Nervo Auricular Maior
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Ponto Falanges

Localização: Localiza-se no extremo superior da fossa


escafóide.
Função: Ativa a circulação do sangue; Acalma a dor.
Indicação: Entorses, luxações, síndrome de Raynaud, a
hiperidrose, dermatite, parastesias dos dedos devido a
transtornos radiculares da cervical.

 Ponto Clavícula

Localização: Encontra-se sobre o centro da fossa escafóide


ao mesmo nível do ponto coração.
Função: Ativa a circulação do sangue; Acalma a dor.
Indicação: Periatrite do ombro, dores da região
cervicobraquial e das costas.
Diagnóstico: Na periartrite de ombro o ponto apresenta reação positiva forte.

 Ponto Articulação do Punho

Localização: Este ponto é localizado ao dividir a fossa escafóide, desde o ponto falanges até o ponto
clavícula, em cinco partes iguais, na união da primeira parte com a segunda, de cima para baixo, ao centro
da fossa.
Função: Ativa a circulação do sangue; Acalma a dor.
Indicação: Afecções do punho, tais como tenossinovite, síndrome do túnel do carpo, etc.

 Ponto Cotovelo

Localização: O ponto localiza-se na terceira das cinco partes em que se dividiu a fossa escafóide,
contando-se de cima para baixo, ao nível do centro da fossa.
Função: Ativa a circulação do sangue; Acalma a dor; Libera os espamos.
Indicação: Periartrite do ombro, traumatismos do ombro, tendinite, dores reflexa de radiculite
cervical.

 Ponto Articulação do Ombro

Localização: Encontra-se entre o ponto ombro e o ponto clavícula.


Função: Os pontos clavícula, ombro e articulação do ombro são denominados os três pontos do
ombro e têm uso específica na periartrite e bursite desta articulação.
Diagnóstico: Ponto fundamental no diagnóstico das afecções do ombro.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Ponto Alergia

Localização: Localiza-se na metade da distância entre os


pontos falange e articulação do punho.
Função: Antialérgico; Antiinfeccioso; Antireumático.
Elimina o vento e acalma o prurido.
Indicação: Asma brônquica, dermatite atópica, rinite
atópica, púrpuras atópicas, urticária atópica, em geral todo tipo de
enfermidade alérgica de pele, alimentar ou medicamentosa.

 Ponto Alergia

Localização: Localiza-se na metade da distância entre os


pontos falange e articulação do punho.
Função: Antialérgico; Antiinfeccioso; Anti-reumático; Elimina o vento e acalma o prurido.
Indicação: Asma brônquica, dermatite atópica, rinite atópica, púrpuras atópicas, urticária atópica,
em geral todo tipo de enfermidade alérgica de pele, alimentar ou medicamentosa.
Diagnóstico: Nos casos de urticária aguda, na área da alergia apresenta telangiectasias de aspecto
rosado pálido, nas afecções de curso crônico a região apresentase com edema e de coloração
esbranquiçada.

 Ponto Nervo Auricullar Maior

Localização: Localiza-se abaixo do ponto clavícula, num ponto bem sensível à palpação.
Função: Ativa a circulação de Energia (Qi) e Sangue (Xue); Relaxa a musculatura; Alivia a dor.
Indicação: Periartrite do ombro, parestesia dos membros superiores, cervicalgia, lombalgia,
nevralgia do pavilhão auricular.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

Fossa Triangular – 9 pts

Na fossa triangular encontramos os pontos auriculares que representam os órgãos genitais internos
e outros pontos de caráter funcional.

 Ponto Hipotensor
 Ponto Pélvis
 Ponto Shen Men
 Ponto Hepatite
 Ponto Genitais Internos (Ponto Útero)
 Ponto Anexos do Útero
 Ponto Colo do Útero
 Ponto Prega Inguinal
 Ponto Constipação
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Ponto Hipertensor

Localização: Encontra-se sobre a borda interna e superior da fossa triangular, próximo à face
interna da hélice.
Função: Função hipotensora.
Indicação: Hipertensão Arterial.

 Ponto Pélvis

Localização: Encontra-se no ponto onde se cruzam o ramo superior e inferio da anti-hélice em sua
borda interna.
Função: Dispersa o calor. - Drena a umidade. Desinflama.
Indicação: Inflamação pélvica, prostatite, dismenorréia e dores do baixo ventre.
Diagnóstico: Nas mulheres reação positiva nos casos de inflamação pélvica e dismenorréia. Nos
homens prostatite ou dores no hipogástrio.

 Ponto Shen Men

Localização: Encontra-se lançando uma linha entre o hipotensor e o ponto pélvis no primeiro terço
da mesma.
Função: Sedante; Antiinflamatória; Hipotensora; Analgésica; Acalma a mente e controla as
emoções; Acalma a dor.
Indicação: Tosse, dispnéia, prurido, diarréia, leucorréia e vertigem. Ansiedade, estresse, insônia,
epilepsia, histeria, asma, hipertensão arterial, sintomas inflamatórios.
Diagnóstico: Quando reativo indica enfermidade dolorosa ou neurastenia.

 Ponto Hepatite

Localização: Encontra-se na mesma linha que une o ponto hipotensor ao ponto pélvis, porém no
terço superior da mesma.
Função: Dispersa o calor do fígado; Drena o fígado e a vesícula biliar.
Indicação: Enfermidades do fígado e VB, dor e distensão da região intercostal e hipocôndrio.

 Ponto Útero

Localização: Encontra-se na depressão interna e central da fossa triangular.


Função: Beneficia o útero; Controla a menstruação.
Indicação: Menstruações irregulares, dismenorréias, amenorréia, leucorréias, hemorragia
disfuncional uterina, endometriose, infertilidade, disfunções sexuais.
Diagnóstico: A presença de cordão indica endometrite ou hiperplasia do endométrio. Quando
aparece telangiectasia com cor cinzento violácea, indica que a mulher terminou seu ciclo menstrual.
Nos homens quando estão reativos os pontos genitais internos, rim, endócrino, coração, e
subcórtex têm reação positiva indica que o paciente é portador de disfunção sexual. Se o ponto tem reação
positiva junto com o ponto pelve e próstata indica quadro de Prostatite.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Ponto Anexos do Útero

Localização: Localiza-se lançando uma linha entre os


pontos genitais internos e pélvis, no terço posterior da
mesma.
Função: Beneficia o útero e as trompas; Controla a
menstruação.
Indicação: Anexites, leucorréia, dismenorréias e etc.

 Ponto Colo do Útero

Localização: Encontra-se na linha que une os pontos


genitais internos e pélvis, no terço anterior da mesma.
Função: Beneficia o colo do útero; Desinflama.
Indicação: Cervicite, ectopias do colo, leocorréias, etc.
Diagnóstico: Quando este ponto apresenta de coloração rosada e com a presença de descamação
de caráter sebáceo indica cervicite, leucorréia. Nos homens pode ser indicativo de Prostatite.

 Ponto Prega Inguinal

Localização: Encontra-se formando um triângulo entre o ponto da região glútea e o ponto do nervo
ciático, porém sobre a borda inferior da fossa triangular. Também conhecido como ponto da articulação
coxofemural.
Função: Dispersa o calor; Acalma a dor.
Indicação: Algias da região do hipogástrico inflamação da cadeia ganglionar da região inguinal,
varicocele.

 Ponto Constipação

Localização: Encontra-se formando um triângulo com os pontos nervo ciático e simpático, porém
sobre a borda inferior da fossa triangular.
Função: Ponto específico para o diagnóstico e tratamento da constipação, se na exploração
encontrar cordãozinhos configura um quadro de cosntipação.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

Pontos da Hélice – 9 pts

 Ponto Ápice da Orelha


 Ponto Ânus
 Ponto Órgãos Genitais Externos
 Ponto Uretra
 Ponto Reto
 Ponto Yang do Fígado
 Pontos Hélice de 1 a 6
 Nervo Occipital Menor
 Simpático externo
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Ponto Ápice da Orelha

Localização: Encontra-se no ponto mais alto do pavilhão auricular, na ponta que se cria ao dobrar
o pavilhão para frente.
Função: Antiinflamatória; Antipirética; Hipotensora; Antialérgica; Clareia a mente e a visão; Pacifica
o fígado e controla o vento interno; Refresca o sangue e acalma o prurido; Acalma a dor.
Indicação: Antiinflamatória, antipirética, hipotensora, antialérgica, clareia visão, para casos de
hipertermias, hipertensão, neurastenia, cefaléias, vertigens, enfermidades oftalmológicas e dermatites em
geral.

 Ponto Ânus

Localização: Encontra-se sobre a hélice, ao nível da borda inferior do ramo superior da antihélice.
Função: Dispersa o calor; Ativa a circulação do sangue; Desinflama.
Indicação: Hemorróidas internas, externas ou mistas, prolapso retal e prurido anal.
Diagnóstico: Para diagnóstico de hemorróidas internas, externas ou mistas, fissura anal etc. Se a
região apresentar pregas com mudança de coloração indica que o paciente é portador de prurido anal.

 Ponto Órgãos Genitais Externos

Localização: Encontra-se sobre a hélice, ao nível do ponto simpático.


Função: Dispersa o calor; Drena a umidade calor do fígado e VB; Refresca o sangue e elimina o
vento acalmando o prurido.
Indicação: Uretrites, eczema do escroto, prurido genital, impotência, etc.
Diagnóstico: Local com pele texturada e porosa, acompanhada de pregas, ou mudança de
coloração, indica prurido genital.

 Ponto Uretra

Localização: Localiza-se sobre a hélice, ao nível do ponto próstata.


Função: Elimina a umidade calor do Jiao inferior; Controla o esfíncter.
Indicação: Infecção das vias urinárias baixas, prostatite, enurese noturna, polaciúria e poilúria,
retenção urinária.
Diagnóstico: Nas cistites os pontos uretra e bexiga são reativos.

 Ponto Reto

Localização: Encontra-se sobre o hélice, ao nível do ponto intestino grosso.


Função: Regula a função do reto e intestino grosso; Controla o esfíncter anal.
Indicação: Hemorróidas internas e externas, prolapso retal, incontinência fecal, enterites, diarréias
e disenterias.
Diagnóstico: Ponto apresenta reação positiva e coloração avermelhada no ponto intestino grosso
sugere a presença de diarréia ou enterite.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Ponto Yang do Fígado

Localização: Este ponto localiza-se sobre o tubérculo auricular.


Função: Pacifica o Fígado e faz descer o Yang.
Indicação: Síndrome de ascensão do Yang do Fígado, com sintomas como tontura, visão turva,
zumbidos, etc.

 Ponto Simpático Externo

Localização: Sobre a Hélice, anterior ao ponto Genitais


Externos
Função: Ativa a circulação do Qie e Xue na cabeça;
Alivia a Cefaléia e acalma a vertigem.
Indicação: Cefaléia frontal, cefaléia têmporoparietal e
do vértice, vertigem.

 Ponto Nervo Occiptal Menor

Localização: Encontra-se ao nível do ponto Yang do


Fígado, no tubérculo auricular, em sua borda interna.
Função: Ativa a circulação de Qi e Sangue (Xue) na
cabeça; Alivia a Cefaléia; Aclama a vertigem.
Indicação: Efeito sedante e analgésico, trata cefaléia occipital, neuralgia do nervo occipital menor
e dor do pavilhão auricular, seqüela dos acidentes cerebrais, sensação de parestesia em uma parte do
corpo produzida pela neurose.

 Ponto Hélice 1 a 6

Localização: Encontra-se ao nível do ponto Yang do Fígado, no


tubérculo auricular, em sua borda interna.
Estes pontos distribuem-se a partir do tubérculo auricular para baixo
até a borda inferior da curvatura do lóbulo da orelha. Dividindo este trajeto
em 5 secções, de cima para baixo, ficam distribuídos os seis pontos,
respectivamente em cada uma destas partes.
Função: Dispersa o calor; Desinflama; Elimina as infecções.
Hélice 1: Trata a dor na região distal dos quatro membros, como
artrite dos dedos da mão, da articulação do pulso, síndromes do túnel do
carpo, dermatite e enfermidades alérgicas.
Hélice 2: Trata o cotovelo de tenista, e dores na região do antebraço.
Hélice 3: Trata as periartrites do ombro e as fibromiosites.
Hélice 4: Trata as cervicalgias, a síndrome cervicobraquial, a
periartrite do ombro, a cefaleia occipital, a fibromiosite, dor de dente,
peridontite, ATM, e a estomatite.
Hélice 5: Trata a otite média, dor de dente e hipoacusia.
Hélice 6: Trata a amidalite e faringite aguda.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

Dorso da Orelha – 9 pts

São pontos localizados no dorso da orelha.

 Raiz Superior do Pavilhão


 Raiz Central do Pavilhão
 Raiz Inferior do Pavilhão
 Sulco Posterior da Orelha (Sulco Hipotensor)
 Ponto Coração do Dorso da Orelha
 Ponto Baço do Dorso da Orelha
 Ponto Rim do Dorso da Orelha
 Ponto fígado do Dorso da Orelha
 Ponto Pulmão do Dorso da Orelha
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Ponto Raiz Superior

Localização: Na proeminência póstero-superior que forma a raiz superior


do pavilhão.
Função: Utilizado no tratamento da epistaxe.

 Ponto Raiz Central

Localização: Na parte média da linha que une a raiz superior e inferior do


dorso da orelha, ao mesmo nível da hélice.
Função: Utilizado no tratamento da colecistite, da colecistolitíase, da
ascaridíase nas via biliares, da obstrução nasal, da taquicardia, das diarréias, da
úlcera péptica, da duodenite, da cefaléia, etc.

 Ponto Raiz Inferior

Localização: No ponto onde se insere o lóbulo da orelha com a face.


Função: Utilizado no tratamento da hipotensão e nos transtornos do sistema endócrino.

 Sulco Posterior - Hipotensor

Localização: Encontra-se no dorso da orelha, por detrás do ramo superior e inferior da anti-hélice,
na depressão que se forma como um “Y”.
Função: Utilizado no tratamento da hipertensão.

 Ponto Coração Dorso

Localização: Na parte superior do dorso da orelha, aproximadamente por de trás do ponto Shen
Men.
Função: Ponto empregado no tratamento das palpitações, ou insônia, sonhos excessivos e
pesadelos, na hipertensão e nas cefaléias.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

Outras Indicações

APARELHO DIGESTIVO

 Gastrite
Estômago - Baço - Subcórtex- Shen Men.

Gastrite superficial e simples: Simpático.


Gastrite atrófica: Pâncreas, VB, endócrino - Figado - centro da concha cimba e San Jiao.

 Acidez (Azia)
Simpático, Estômago, Cárdia, Fígado.

 Constipação
Intestino grosso - San Jiao - Baço - Abdomen - Subcórtex - Pulmão.
Constipação por calor: Sangria de ápice.
Constipação por estagnação de Qi: Figado e VB.
Constipação por vazio: endócrino, Pâncreas.
Constipação por frio: endócrino, rim, supra-renal.

 Diarréias
Reto - Intestino grosso - Shen Men - Occipital - Endócrino - Baço - Simpático.

 Náuseas e vômitos
Estômago - Simpático - Cárdia - Occipital - Subcórtex.

DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS

 Tosse
Zona Correspondente, Asma, Boca, Tronco Cerebral, Shenmen, Occiptal, Baço.

 Bronquite
Sangria no ápice - Brônquios - Traquéia - Pulmão - Ping Chuan - Shen Men.

 Asma
Pulmão -bBrônquios - Simpático -bSupra-renal - Ping Chuan - Alergia - Endócrino.

 Rinite Crônica
Nariz interno, Pulmão, Ouvido externo, Endócrino, Supra-renal.

DISTÚRBIOS CIRCULATÓRIO / EMOCIONAIS

 Hipertensão
Sangria no ápice - Sangria no sulco hipotensor - Hipotensor - Coração - Subcórtex - Fígado -
Simpático – Occipital.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Hipotensão
Supra-renal - Hipertensor - Hipófise – Coração.

 Neurastenia
Shen Men - Coração - Subcórtex - Occipital - Área e ponto de neurastenia.

 Hemorróidas
Ânus, Reto, Intestino Grosso, Baço, Supra-renal, Hipófise, Diafragma, Pontos Secundários, Shen
Men, Sangria de ápice.

 Cefaléia
Sangria no ápice - Shen Men – Subcórtex.

 Depressão, Ansiedade, Stresse, Nervoso


Sangria no ápice, Shenmen, Fígado, Coração, Occiptal, Subcórtex Nervoso, Ansiedade.

DISTÚRBIOS ENDÔCRINOS / HORMONAL

 Diabetes
Glândulas do Pâncreas - Pâncreas - Fígado - Endócrino - Tálamo - Hipófise - San Jiao - Subcórtex.

 Hipertireoidismo
Glândulas tireóides - Endócrino - Tálamo - Hipófise - Subcórtex.

DISTÚRBIOS OSTEOMUSCULARES

 Entorses e contusão
Zona correspondente - Shen Men - Pontos secudários - Fígado – Baço.

 Torcicolo
Zona correspondente - Shen Men - Pontos secundários - Fígado - Baço – Bexiga.

 Periartrite de ombro
Zona correspondente, Shen Men, Pontos secundários, Figado, Baço, Endócrino.

 Ciatalgia
Ciático, Glúteos, Shen Men, Pontos secundários, Bexiga, Rim, Fígado, Vesícula Biliar.

 Cervicalgia
Pontos principais, Região cervical, Shen Men, Rim, Endócrino, Nervo occipital maior Fígado.

 Lesão da musculatura lombar


Musculatura lombar, Shen Men, Pontos secundários, Baço, Fígado.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

 Artrite Reumatóide
Zona correspondente, Endócrino, Supra-renal, Alergia, Sangria de ápice, Baço, Fígado, Rim, San
Jiao.

 Neuralgia intercostal
Zona correspondente, Shen Men, Pontos secundários, Fígado, Vesícula Biliar, Pulmão, Occipital,
Subcórtex.

DISTÚRBIOS SISTEMA URINÁRIO / GENITAL

 Cistite
Bexiga, Uretra, Endócrino, San Jiao, Shen Men.

 Menstruação Irregular
Útero, Endócrino, Ovário, Hipófise, Rim, Fígado, Baço.

 Dismenorréia
Útero, Endócrino, Ovário, Hipófise, Shen Men, Hipógástrio, Fígado, Rim, Centro da Concha cimba,
Pelve, Subcórtex, Simpático.

 Impotência
Genitais internos e externos, Testiculos, Excitação, Hipófise, Fígado, Rim, Fronte.

 Enurese
Bexiga, Uretra, Ouvido central, Hipófise

DISTÚRBIOS DO OUVIDO/ EQUILÍBRIO

 Vertigem por transtornos do ouvido interno


Sangria no ápice, Ouvidos interno e externo, Occipital, San Jiao, Fígado, Rim, Vesícula Biliar, Área
do enjôo.

 Tinido e hipoacusia
Sangria no ápice, Ouvidos Interno e externo, Rim, Fígado, Vesícula Biliar, San Jiao, Temporal.

 Conjuntivite Aguda
Sangria no ápice, Pulmão, Olho, Visão 2, Supra-renal.

 Otite Média crônica


Ouvidos interno e externo, Supra-renal, Visão 2, Ápice da orelha, Temporal, Subcórtex.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

DISTÚRBIOS ALÉRGICOS/ PELE

 Prurido
Sangria no ápice, Alergia, Supra-renal, Endócrino, Fígado, Baço, Pulmão, Shen Men, Diafragma,
Estômago, Intestino delgado, Intestino grosso, Occipital.

 Acne Juvenil
Sangria no ápice, Sangria da zona correspondente, Endócrino, Baço, Estômago, Supra-renal,
Pulmào, Coração, Intestino grosso, Shen Men

 Psoríase
Sangria em ápice, Sangria em zona correspondente, Pulmão, Fígado, Coração, Shen Men, Occipital,
Subcórtex, Sangria em alergia ramo inferior do pulmão.

 Dermatite Seborréica
Sangria na zona correspondente, Pulmão, Pâncreas, Intestino delgado, Simpático, Subcórtex,
Intestino grosso.

 Dermatite de contato
Sangria no ápice, Sangria na zona correspondente, Diafragma, Pulmão, Baço, Supra-renal, Alergia,
Endócrino, Shen Men, Occipital.

DISTÚRBIOS DIVERSOS

 Tabagismo
Simpático, Shen Men, Boca, Pulmão, Vicio (Fome), Ansiedade, Coração, Brônquios.

 Alcoolismo
Simpático, Ansiedade, Fígado, Ansiedade, Área cardiovascular do Subcortex.

 Obseidade
Fome (vício), Exccitação, Rim, Shen Men, Pulmão, Ansiedade, Baço, Sanjiao, Hipófise.
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

Cadastro

Nome: Data: _____/ _____/ _____


Idade: Profissão:
Endereço:
Bairro: Cidade/ Estado:
Telefone: ( ) Celular: ( )
E-mail:

Queixa Principal:

Outras Queixas:

Exames, Medicação, Outros Distúrbios:

Diagnóstico Inicial:

Diagnóstico MTC / Auriculo:

Tratamento:

Observaçõe:
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa

Turma: Data: _____/ _____/ _____ Avaliação:


Nome:

CADASTRO

Nome: Data: _____/ _____/ _____


Idade: Profissão:
Endereço:
Bairro: Cidade/ Estado:
Telefone: ( ) Celular: ( )
E-mail:

Queixa Principal:

Outras Queixas:

Exames, Medicação, Outros Distúrbios:

Diagnóstico Inicial:

Diagnóstico MTC / Auriculo:

Tratamento:

Observaçõe:
Auriculoterapia – Tecnica Chinesa