Você está na página 1de 2

FRAME RELAY

Roger Guterres, Frederico, Mauricio Morais, André Corso e Esteves Klein

O que é Frame Relay?

O frame relay é uma rede de comutação de pacotes que envia pacotes de tamanho variável através de LANs ou de WANs. Os pacotes de tamanho variável, podendo ser quadros que além de transmitir dados, contêm informações adicionais sobre endereçamento e tratamento de erros necessários para entrega. A comunicação ocorre através de uma rede que fornece um caminho de dados permanente e virtual entre cada estação. Esse tipo de rede usa links de fibra ótica ou links digitais de longa distância e fornece rápido acesso à transferência de dados pela qual você paga somente de acordo com as suas necessidades. No entanto, você poderia ter um circuito virtual permanente (PVC) estabelecido, que usaria o mesmo caminho para todos os pacotes. Isso permite uma transmissão mais rápida do que as redes frame relay normais e elimina a necessidade de desagrupar e reagrupar os pacotes.

Funcionamento da Rede Frame Relay

O funcionamento de uma rede com suporte para tecnologia frame relay consiste basicamente em rotear os quadros baseado em seus campos de endereço.

Controle de Erros

FCS – Frame Check Sequence, técnica utilizada em Frame Relay. Utiliza dois bytes e serve para verificar se o frame (quadro) foi recebido sem erros de transmissão. Essa tecnologia utiliza um CRC (Cyclic Redundance Check) com o polinômio de verificação de 16 (x 16 +x 12 +x 5 +1). O FCS opera em todos os bits do quadro excluindo os flags, o próprio FCS e qualquer operação de bit stuffing. O Frame Relay apenas carrega o FCS, porém não é sua função fazer a verificação de erro, para melhorar a sua velocidade. É feita a verificação dos erros apenas nas camadas superiores.

Controle de Congestionamento

Uma rede Frame Relay é uma rede baseada em filas, há uma fila de quadros para cada link de saída. Se a taxa em que os quadros chegam e se enfileiram for maior que a taxa em que eles podem ser transmitidos, a fila cresce sem limites e o atraso de um quadro é muito alto. Deve haver dois buffer em cada nó virtual (link), ou seja um buffer para armazenar a entrada de quadros e outro para armazenar a saída de quadros do link, quando chega o quadro fica no buffer de entrada, que por sua vez é roteado e posto no buffer de saída. Quando acontecer a saturação dos buffers pode haver duas maneiras de solução. Primeira eliminar os quadros enviados pois não foi possível armazenar (desde que haja possibilidade de retransmissão). A segunda seria a técnica de “controle de congestionamento”, ou seja, tomar uma providência quando se tem a eminência de um congestionamento. No Frame Relay é feito este controle através de variáveis em seu cabeçalho (BECN e FECN, Backward e Forward Explicit Congestion Notification).

Enquadramento em Frame Relay

Estrutura do Frame (quadro)

FRAME RELAY Roger Guterres, Frederico, Mauricio Morais, André Corso e Esteves Klein O que é Frame

o

Flags Indicam o início e o fim de cada frame.

  • 1. DLCI (Data Link Connection Identifier), com 10 bits, representa o número (endereço)

o

Cabeçalho Carrega as informações de controle do protocolo. É composto por 2 bytes com as

seguintes informações:

designado para o destinatário de um PVC dentro de um canal de usuário, e tem significado local apenas para a porta de origem;

  • 2. C/R (Command / Response), com 1 bit, é usado pela aplicação usuária;

  • 3. FECN (Foward Explicit Congestion Notification), com 1 bit, é usado pela rede para informar um equipamento receptor de informações que procedimentos de prevenção de congestionamento devem ser iniciados;

  • 4. BECN (Backward Explicit Congestion Notification), com 1 bit, é usado pela rede para informar um equipamento transmissor de informações que procedimentos de prevenção de congestionamento devem ser iniciados;

  • 5. DE (Discard Eligibility Indicator), com 1 bit, indica se o frame pode ser preferencialmente descartado em caso de congestionamento a rede;

  • 6. EA (Extension Bit), com 2 bits, é usado para indicar que o cabeçalho tem mais de 2 bytes,

o

em casos especiais; Informação de usuário Contém as informações da aplicação usuária a serem transportadas através da

o

rede Frame Relay. FCS (Frame Check Sequence) representa o CRC padrão de 16 bits usado pelo protocolo Frame Relay para detectar erros existentes entre o Flag de início do frame e o próprio FCS, e pode ser usado apenas para frames com até 4096 bytes.

Método de acesso

O frame relay usa o método de acesso ponto a ponto. Esse método transfere pacotes de tamanho variável de um computador diretamente para outro, em vez de entre vários computadores e periféricos.

Velocidade de transferência

O frame relay permite uma transferência de dados tão rápida quanto o provedor é capaz de oferecer através de linhas digitais dedicadas.

Fontes Bibliográficas:

http://www.imasters.com.br/artigo.php?cn=3207&cc=77

http://www.mplsforum.org/frame/

http://www.cisco.com/univercd/cc/td/doc/cisintwk/ito_doc/frame.htm

http://www.etinc.com/index.php?page=frmain.htm

http://www.jsmnet.com/

http://www.protocols.com/papers/voe.htm

http://www.teleco.com.br/