Você está na página 1de 4

INSTRUÇÃO DE TRABALHO CÓDIGO: IT.IR.5240.01.

3
DATA: 18/02/03
ASSUNTO
PÁGINA: 1 / 4
CENTRIFUGAÇÃO BMA

1. OBJETIVO
Definir instrução para a operação das centrífugas BMA’s.

2. AMPLITUDE
Abrange desde a entrada de massa cozida no coletor principal até a saída do açúcar separado do
mel.

3. CONCEITO
3.1. MEL - Terminologia utilizada para identificar um resíduo líquido viscoso, espesso de
consistência xaroposa e coloração escura;
3.2. CENTRIFUGAÇÃO - Etapa da fabricação do açúcar, que tem a finalidade de separar o mel
que envolve os cristais de açúcar formados durante o cozimento da massa cozida.

4. (*) DOCUMENTOS ASSOCIADOS


4.1. FO.IR.5240.02 - Controle das Centrífugas Automáticas;
4.2. NP.IR.5460.21 - Plano de Amostragem e Ensaios;
4.3. FO.IR.5511.04 - Check List Quinzenal – Centrífugas de Açúcar;
4.4. Livro Ata Registros de Processo do Setor

5. RESPONSABILIDADES
Compete ao Operador de Centrífuga e ao Operador de Equipamento da Fábrica de Açúcar executar
a tarefa conforme esta instrução.

6. INSTRUÇÕES
6.1. PARTIDA
6.1.1. Verificar se no interior da centrífuga está limpo e isento de materiais estranhos;
6.1.2. Verificar o funcionamento dos equipamentos abaixo:
- Sistema de ventilação forçada;
- Transportador de correia sanitário;
- Bomba de MR e MP;
- Bomba de água das centrífugas;
- Nível de óleo do sistema pneumático;
- Se a centrífuga está ligando;
6.1.3. Ajustar os itens acima se necessário;
6.1.4. Verificar o estado de limpeza dos cones de descarga / transportador sanitário e ajustar
quando necessário;
6.1.5. Verificar se os filtros de água / vapor está limpo e ajustar quando necessário;
6.1.6. Verificar o sistema de ventilação forçada quando o duto de ar de alimentação está aberto;

6.2. OPERAÇÃO
6.2.1. Abrir a válvula gaveta DN 6” de água para coletor das bombas de água superaquecidas,
localizada atrás da V 1000-4 na parte inferior próxima à separação de méis;

EMITENTE APROVAÇÃO
Marcos Galvão Gilson Fuzaro
Líder de Produção Coordenador de Produção
INSTRUÇÃO DE TRABALHO CÓDIGO: IT.IR.5240.01.3
DATA: 18/02/03
ASSUNTO
PÁGINA: 2 / 4
CENTRIFUGAÇÃO BMA

6.2.2. Abrir válvula borboleta DN 2 ½” de água da entrada e saída das bombas de água
superaquecidas;
6.2.3. Abrir válvula borboleta DN 6” de entrada e saída de água para aquecedor horizontal;
6.2.4. Abrir válvula para purgador do aquecedor horizontal;
6.2.5. Abrir válvula angular DN 1 ½” de vapor direto, localizada atrás do cozedor `vácuo n° 05,
próximo a tubulação de descarga do multijato;
6.2.6. Abrir válvula de entrada e saída das bombas de água para as centrífugas localizadas próximo
à Kont 12;
6.2.7. Ligar as bombas 1 e 2 de água para as centrífugas no painel das TGB’s;
6.2.8. Abrir válvula angular DN 4 de vapor direto para aquecedor horizontal;
6.2.9. Regular set point do controlador de temperatura da água em 105 a 110 °C;
6.2.10. Ligar o exaustor;
6.2.11. Ligar as bombas de água superaquecida;
6.2.12. Abrir válvula DN 1” para drenagem de água atrás V.1000-4 e permanecer aberta por
aproximadamente 5 min.;
6.2.13. Ligar bombas de mel rico e mel pobre;
6.2.14. Posicionar :
- O seletor em “manual”;
- Rotação 60 RPM;
- Girar seletor para posição “partida”;
- Alterar rotação para 260 RPM;
- Posicionar o seletor “abre água”;
- Observar se todos os bicos de lavagens estão desobstruídos e alinhados e ajustar quando
necessário;
- “Apertar o seletor emergência” e verificar o seu funcionamento;
- Posicionar o seletor em 60 RPM;
- Posicionar o seletor em partida;
- Posicionar o seletor em 260 RPM;
- Abrir a válvula de alimentação do coletor de massa;
- Ajustar o posicionador aproximadamente em 8 PSI;
- Posicionar o seletor em “Abre comporta” e observar visualmente a alimentação de massa;
Nota: Se não alimenta a centrífuga, abrir cuidadosamente o vapor do duto até a sua desobstrução.
- Quando o nível de massa atingir o apalpador, posicionar o seletor “partida” ;
- Posicionar o seletor em “auto” e observar o ciclo por completo da centrífuga;
- Repetir esta operação para as demais centrífugas.
6.2.15. Ligar esteira lona para a transportadora de açúcar
Nota:
- Checar o limitador de carga se está funcionando corretamente.

6.3. OPERAÇÃO
6.3.1. Regular a carga de massa das centrífugas, ajustando o posicionador da válvula de
alimentação conforme a necessidade;

EMITENTE APROVAÇÃO
Marcos Galvão Gilson Fuzaro
Líder de Produção Coordenador de Produção
INSTRUÇÃO DE TRABALHO CÓDIGO: IT.IR.5240.01.3
DATA: 18/02/03
ASSUNTO
PÁGINA: 3 / 4
CENTRIFUGAÇÃO BMA

6.3.2. (*) Controlar a temperatura da água conforme item 7;


6.3.3. (*) Controlar a qualidade do açúcar conforme item 7;
6.3.4. Controlar limpeza do filtro de água conforme IT.IR.5991.04;
6.3.5. Coletar amostra de água de lavagem conforme disposto no Plano de Amostragem e Ensaios
(NP.IR.5460.21);

6.4. PARADA PARA LIMPEZA (Rápida);


6.4.1. Retirar as incrutações para liberar a passagem açúcar pelo fundo do cesto;
6.4.2. Parar a centrífuga;
6.4.3. Parar a esteira de lona;
6.4.4. Ligar a bombas de água doce;
6.4.5. Lavar a parte inferior das centrífugas BMA V.1000;
6.4.6. Limpeza das Centrífugas TGB/P650;
6.4.7. Limpar o fundo das centrífugas com raspador manual;
6.4.8. Ligar as centrífugas em 240 rpm;
6.4.9. Abrir válvula de água no painel;
6.4.10. Deixar funcionar por aproximadamente 5 minutos.

6.5. PARADA PARA LIMPEZA (Longa)


6.5.1. Fechar a válvula de alimentação do duto de massa;
6.5.2. Drenar toda a massa no coletor de alimentação;
6.5.3. Colocar água no coletor e drenar individualmente cada duto;
6.5.4. Parar a centrífuga;
6.5.5. Desligar os equipamentos abaixo:
- Transportador de correia;
- Bomba de água;
- Bombas MR / MP;
- Sistema de ventilação forçada;
6.5.6. Realizar limpeza do fundo das centrífugas / transportadores de correia.
Nota:
- A limpeza da centrífuga de açúcar P650 será executada quando faltar massa;
- V.1000 limpeza uma vez ao dia;
- Não deixar a centrífuga girando abaixo de 260 rpm, pois corre risco de haver aquecimento do
motor e causar a queima do mesmo;
- Fazer o Check List Quinzenal – Centrífugas de Açúcar (FO.IR.5511.04).

6.6. CUIDADOS
- Tomar cuidado para não sofrer queimaduras, quando estiver lavando as centrífugas com água
quente;
- Em caso de pendulação das centrífugas de açúcar, acionar o botão de parada de emergência para
evitar acidentes e danos ao equipamento;
- Usar protetor auricular e EPI necessários.

EMITENTE APROVAÇÃO
Marcos Galvão Gilson Fuzaro
Líder de Produção Coordenador de Produção
INSTRUÇÃO DE TRABALHO CÓDIGO: IT.IR.5240.01.3
DATA: 18/02/03
ASSUNTO
PÁGINA: 4 / 4
CENTRIFUGAÇÃO BMA

7. (*) PARÂMETROS OPERACIONAIS


7.1. REQUISITOS
7.1.1. Usar somente água potável para lavagem de massa na centrífuga;
7.1.2. Trabalhar com filtro de água em bom estado de limpeza e conservação;
7.1.3. Temperatura da água de lavagem > 105ºC;
7.1.4. Açúcar deve ser isento de méis;
7.1.5. Açúcar de cor baixa;
7.1.6. Correta separação de méis;

7.2. DESVIOS E AÇÕES CORRETIVAS


7.2.1. Filtro de água não conforme:
- Realizar limpeza no mesmo;
- Substituir elemento filtrante;
- Intensificar monitoramento no filtro.
7.2.2. Temperatura da água < 105º C:
- Ajustar a temperatura do controlador de temperatura.
7.2.3. Temperatura da água >114° C:
- Ajustar a temperatura do controlador.
7.2.4. Açúcar com mel:
- Ajustar temperatura da água que está muito alta;
- Desentupir bicos de lavagem;
- Remover vazamento de massa da centrífuga.
- Aumentar quantidade de Açúcar
- Checar o sistema de lavagem do açúcar
7.2.5. Açúcar com cor elevada:
- Aumentar tempo de lavagem da centrífuga
- Ajustar posição dos bicos de lavagem
- Substituir bicos de lavagens
- Informar cozedores para melhorar a qualidade da massa
7.2.6. Separação incorreta de méis:
- Identificar qual centrífuga está separando mel errado
- Chamar manutenção e adequar a separação

7.3. CRITÉRIOS
O tempo de carregamento deve ser suficiente para carregar, sem que o relê de tempo fechamento da
comporta atue;
O tempo de lavagem de tela deve ser suficiente para remover o máximo de açúcar da tela.

EMITENTE APROVAÇÃO
Marcos Galvão Gilson Fuzaro
Líder de Produção Coordenador de Produção

Você também pode gostar