Você está na página 1de 3

UNIDADE CURRICULAR: DIREITO ADMINISTRATIVO.

1.º CICLO EM: LÍNGUAS APLICADAS TIPO DE PROVA: EXAME FINAL (época
(LA/SOCI). normal).
SEMESTRE: 2.º. DATA: 11/06/2017 (11h00) – Salas
ANO LETIVO: 2017/2018. G106.A/B.
DURAÇÃO DA PROVA: 120 minutos.
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
OBSERVAÇÕES:
 Este exame é constituído por três grupos, devendo a/o Estudante ler atentamente todo o
enunciado da prova antes de começar a responder. Todas as respostas devem ser completas e
fundamentadas juridicamente.
 A presente prova tem uma ponderação de 100 % na nota final. A estruturação e a precisão das
respostas são consideradas na avaliação. Quando presente um texto introdutório, as respostas
deverão ter com ele uma relação objetiva, sendo essa conexão elemento de avaliação. É
permitida a consulta de legislação.
 É permitido trocar a ordem da(s) resposta(s) às questões face à ordem destas no enunciado.
 Não é necessário separar a resposta aos grupos por folhas de resposta diferentes.
 É permitida a consulta da seguinte legislação: Constituição da República Portuguesa (CRP);
Código do Procedimento Administrativo (CPA); Lei n.º 26/2016 de 22 de agosto.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Grupo I
(4 valores)
1. Qualifique, do ponto de vista da sua natureza jurídico-administrativa e respetivo enquadramento
na Administração Pública, as seguintes entidades. (0,5 valores por alínea):
a) Infraestruturas de Portugal, S.A;
b) Universidade do Porto – U. Porto;
c) Ministério da Defesa Nacional (MNE);
d) Instituto dos Registos e Notariado – IRN;

2. Distinga fundamentadamente ato administrativo primário de ato administrativo secundário.


Justifique com um exemplo para cada conceito. (2 valores).

Grupo II
(9 valores)
Suponha que a lei atribui competência ao Diretor Nacional da PSP para conceder, por despacho, alvarás
de armeiro depois de verificar a capacidade que os requerentes possuem para o exercício da atividade
e as condições de segurança das instalações, podendo a PSP, para o efeito, solicitar parecer às
associações da classe.

Pág. 1
Em 16JAN2017, Diana, proprietária do estabelecimento comercial “Irmãs Metralha - Comércio de
Artigos de Caça, Lda.”, solicitou um alvará de armeiro. Em 17FEV2017, o Diretor Nacional-Adjunto da
PSP indeferiu o pedido nos seguintes termos: “Indeferido, porque a requerente não tem capacidade
para o exercício da atividade. Acresce que, em parecer datado de 20JAN2017, a Associação dos
Armeiros Portugueses pronunciou-se em sentido desfavorável à requerente.”.
Inconformada, Diana queixou-se ao seu familiar próximo José, o Comandante do Comando
Metropolitano do Porto da PSP, que em 23FEV2017 emitiu um alvará de armeiro para a sua familiar
Diana a troco de cinco mil euros.

Responda às seguintes questões:


1. Identifique e enquadre na organização da Administração Pública as entidades administrativas
presentes. (2 valores).
2. Identifique e classifique os atos administrativos referidos no enunciado. (1 valor)
3. Aprecie o ato praticado em 17FEV2017.
a. Qual a sua validade e eficácia? (1 valor)
4. Considere o documento datado de 20JAN2017.
a. Configura ato administrativo? Justifique juridicamente. (1,5 valores)
b. Em que fase do procedimento administrativo foi praticado? (1 valor)
5. Aprecie o ato de 23FEV2017.
a. Pronuncie-se quanto à existência de eventuais vícios e quais as suas consequências
jurídicas. Justifique juridicamente. (2,5 valores)
Grupo III
(7 valores)
Suponha que o Instituto XPTO, I.P., abriu um concurso público para contratação de um trabalhador. A
candidata Carolina foi excluída. Na sequência, Carolina requereu ao Instituto XPTO, I.P., para fins
judiciais, o acesso a cópia integral do processo/procedimento que conduziu à sua não colocação, e,
nomeadamente:
a) “atas da reunião do júri”
b) “guião da entrevista”
c) “pontuações discriminadas dos critérios e subcritérios”
d) “grelhas de avaliação individual”
e) “currículos vitae dos elementos do júri”
f) “currículos vitae dos candidatos que ficaram posicionados à sua frente”
Responda às seguintes questões:

Pág. 2
1. Considere as alíneas a)-f), e, para cada uma delas, indique sucintamente que tipo de
documentação está em causa (3 valores, sendo 0,5 valores por alínea).
2. Imagine agora que o Instituto XPTO, I.P., respondeu nos seguintes termos: “a requerente
Carolina tem direito de acesso a toda a documentação solicitada, com a exceção dos currículos
vitae dos membros do júri porque os mesmos incluem informação pessoal dos titulares”.
a. Perante esta resposta, como poderia Carolina reagir? (1 valor)
b. O argumento invocado pelo Instituto XPTO, I.P. é válido? Justifique juridicamente. (3
valores)

-------//-------

Pág. 3