Você está na página 1de 1

Vai sobrar trabalho no Brasil.

O Brasil vem passando por fases de mudanças no que diz respeito à


preocupação como o cidadão e as relações de vínculo empregatício. Nos
questionamos como as pessoas estão se preparando para encarar o mercado de
trabalho e como e o que o mesmo espera de um candidato. Não buscamos em um
trabalho algo que nos proporcione apenas sustentabilidade, mas sim satisfação.
Nos preparamos para essa busca, não como deveríamos, pois o mercado de
trabalho espera sempre o melhor, espera que ao nos confrontarmos com um
contratante nossos conhecimentos estejam aptos no que diz respeito a que ele
procura, mas nem sempre é isso que acontece. Quantos de nós nos preparamos
para uma entrevista? Quantos buscam informações da empresa que nos está
dando uma oportunidade? Quem sabe essa oportunidade seja a de mudar você
mesmo, mudar a visão que você tem sobre um simples trabalho e deixamos
“escapar” por pura distração, ou às vezes, até por incompetência de lidar com
pessoas.
Por outro lado tem os jovens sem muita experiência, ou até mesmo,
acadêmicos como nós que também estamos buscando um espaço nesse mesmo
mercado. Aquele jovem que se informa sobre a empresa, que busca o maior
número de informações e referências sobre a mesma, sai de casa feliz por estar
convicto que naquele dia irá conseguir o que realmente deseja e quando chega à
empresa ouve do mesmo contratante que, embora esteja disposto a colaborar
como nosso crescimento, não tem experiência, mas irá arquivar seu currículo para
que mais adiante possa o encaixar em outra oportunidade. Também há casos em
que o mesmo jovem tem todos os requisitos que a empresa o pede, mas perde a
vaga para algum primo, irmão, vizinho, tio do dono da empresa, que quase
sempre é menos qualificado que o próprio acadêmico ou jovem sem experiência.
Hoje, sobra trabalho no Brasil, por falta de mão-de-obra qualificada, embora
essa qualificação dependa em parte da empresa contratante, mas principalmente,
em maior parte das pessoas, temos que começar a nos especializar em
determinadas áreas como lazer, turismo, porque são áreas que estão expandindo.
Outra área que expande muito nos últimos anos é a engenharia, como traz a
revista Super Interessante de Novembro de 2010: “Um pedido ao próximo
Presidente, menos poesia e mais engenharia” (p.23). São áreas que necessitam
de um cuidado maior na qualificação além, é claro, da educação, transportes, e no
Brasil especificamente a saúde.
Este assunto é de suma importância para todos nós leitores, empregados
ou não, em específico os jovens acadêmicos que estão ingressando no mercado
de trabalho. Ajuda onde, quando, como e porque se preocupar com a organização
pessoal, para que possamos nos ajudar e ajudar nossa sociedade com o que
temos de melhor.

Nome: Paulo F. Menezes de Oliveira


Matéria: Produção de textos

Interesses relacionados