Você está na página 1de 174

ADOS 2 Jéssica Cavalcante-

Psicopedagoga Clínica e
ESCALA PARA OBSERVAÇÃO PARA O Institucional especializada em
Neurodesenvolvimento e

DIAGNÓSTICO DO AUTISMO Comportamento


@Dra.Jessica Cavalcante
ADOS 2 – O PROTOCOLO OURO
Autism Diagnostic Observation Schedule – ADOS ou ADOS2 (Protocolo de
Observação para Diagnóstico de Autismo) – Lord et al., 1989.
A Escala de Observação para o Diagnóstico de Autismo 2 (ADOS-2) é uma
avaliação padronizada e semiestruturada da comunicação, da interação social e
jogo ou uso criativo de materiais para pessoas suspeitas de terem Autismo. A escala
está estruturada em cinco módulos (t, 1, 2, 3 e 4), cada um específico para
determinada idade e nível de linguagem.
O ADOS é um protocolo padronizado de observação e avaliação dos
comportamentos sociais e da comunicação da criança e do adulto autista. O
propósito deste, é fornecer uma série de contextos padronizados, visando a
observação do comportamento social e comunicativo desses sujeitos.
OS COMPORTAMENTOS SÃO CLASSIFICADOS EM
QUATRO DOMÍNIOS:
interação social recíproca;

comunicação/linguagem

comportamentos estereotipados/restritivos;

humor e comportamentos anormais não específicos.

A classificação geral é feita considerando-se uma gradação de três pontos:

0 = dentro dos limites normais;


1 = anormalidade rara ou possível;

2 = anormalidade clara/distinta.

A pontuação 7 é eventualmente usada para indicar comportamento anormal, mas que não é abrangido pela codificação.

Esta escala não tem padronização brasileira, portanto não é uma escala reconhecida pelo Conselho Federal de Psicologia.

Encontramos este material somente em português de Portugal e ou em espanhol.

Não temos editoras no Brasil para comercialização deste teste.

A MÉDIA DE PREÇO EM PORTUGAL É o valor é de 4.028,25 €.


MAS POR QUE OS MÉDICOS SOLICITAM? O QUE
FAZER?
A equipe médica solicita por ser o mais completo instrumento de rastreio, devido ao seu nível
de abrangência
Deve-se aplicar, quantificar e relatar de modo QUALITATIVO, incluindo ressalvas nos
relatórios e parecerem, a exemplo de
Idade da criança, protocolos utilizados, tempo de aplicação, descrever o comportamento
dessa criança ao decorrer da aplicação do protocolo e ressaltar as limitações legais, que o
mesmo ainda não é reconhecido pelo conselho de Psicologia do BRASIL.
É LIMITADO APENAS PSICÓLOGO?
POR ENQUANTO NÃO
POR AINDA NÃO SER VALIDADO em território brasileiro, não é restrito, porém não é
proibida sua aplicação por ser um instrumento internacional, a dificuldade é apenas a
tradução e trazer sua aplicabilidade para nossa realidade, por exemplo, terá todos os
brinquedos e materiais?
RESPONDENDO AS PERGUNTAS
Sim, os materiais do ADOS são de fácil acesso, a única dificuldade que podem
encontrar é a barreira de idiomas, para tanto, estamos aqui para te ajudar.
Agora você já sabe por que o ADOS é um protocolo OURO, vamos aprender a
aplicar, quantificar e QUALIFICAR!
NESSE SLIDE você tem as informações mais importantes descritas no manual ADOS 2
*ORIGINALMENTE TRADUZIDO DO ESPANHOL E PORTUGUES*
ADAPTAÇÃO DAS FOLHAS PROTOCOLOS PARA OTIMIZAR O TEMPO DE SESSÃO.
NESSE MESMO ARQUIVO VOCE ENCONTRA TEORIA E PRÁTICA, de modo direto,
linguagem descomplicada e PRÁTICA, porém, criança não é receita de bolo. É
preciso APRENDER, mas com o tempo, todos nós iremos conseguir ! Vamos la...
MODULOS
Modulo T: para crianças de 12 a 30 meses de idade com um nível de linguagem que abrange
desde a ausência de fala a uso de expressões simples
Modulo 1: níveis de linguagem descritos anteriormente, porem com idade de 31 meses ou acima
Modulo 2: Pessoas de qualquer idade (incluindo crianças) que utilizem linguagem de frases mas
que ainda não tenham fluidez verbal e crianças com fluidez verbal que tenham menos de 3 anos
de idade
* Não usa frases de maneiras consistente - Expressões ecolalicas com 3 palavras*

Modulo 3: crianças e adolescentes com linguagem fluente que ainda se encontram na idade de
brincar com brinquedos (em geral, menores de 16 anos)
Modulo 4: Adolescentes e adultos com fluidez verbal
Duração da aplicação: 40 a 60 minutos
Nivel de Linguagem
Idade cronológica Modulo do ADOS-2
Expressivo

De 12 a 30 meses
Desde a ausência de
fala ate expressões
simples
31 meses

Desde a linguagem
com frases ate a Qualquer idade
fluidez verbal

Crianças e
Adolescentes
A partir da fluidez
verbal
Adolescentes e
Adultos
DICA QUANTO A ESCOLHA DO MODULO DE
APLICAÇÃO
Em caso de dúvidas sobre qual módulo escolher

É melhor escolher um modulo que exija menos habilidades, do que escolher um modulo
que exige que a criança demonstre habilidades que ela ainda não adquiriu. Voce vai
avaliar o que a criança já tem

O ados 2 está centrado na observação do comportamento social e da comunicação


ABREVIAÇÕES IMPORTANTES
PI: Pede Informação IAC: Inicio espontâneo de atenção conjunta
MC: Maneirismo completo OI: Oferece informação
GD: Gesto descritivo S: Aponta
VD; VI: Vocalização direta, Vocalização P: Faz pedidos (pede algo)
Indireta
DC: Dis frute compartido
Eco: Ecolalia Imedita
CAL: Conduta autolesiva
GE: Gestos emocionais ou empáticos
OS: PROPSIÇÃO SOCIAL
EX: Examinador
IV: INSPECÇAO VISUAL
EF: Expressão facial
SON: SORRISO SOCIAL
MH: Maneirismo Manual
DESCRIÇÃO
0= Quando o comportamento não mostra evidências de autismo
1= Quando o comportamento é levemente anormal
2= Quando o comportamento apresenta anormalidades conforme o item
3= Quando o comportamento é marcadamente anormal de tal maneira que interfere na rotina e
atividades
4= Aparece no item A1 dos módulos T e 1, indica que demonstra um uso espontâneo de palavras
ou de aproximações de palavras.
7= Quando há um comportamento anormal de um tipo que não está representado em outras
codificações
8= Quando o comportamento em questão não está descrito no item supracitado (exemplo
anormalidades na linguagem expressiva, qual não se pode codificar se a criança carece de fala)
9= Quando o item não pode ser codificado. Ou seja a criança apresenta um comportamento que
não está descrito na codificação dos protocolos do ADOS- 2
CODIFICACAO
A LINGUAGEM E COMUNICAÇAO
B INTERAÇÃO SOCIAL
C BRINCADEIRA – JOGO (IMAGINAÇAO)
D COMPORTAMENTO ESTERIOTIPADO
E OUTROS COMPORTAMENTOS ANORMAIS
MODULO 1- PREVERBAL E PALAVRAS SOLTAS
Idade recomendada- a partir dos 31 7- Antecipação de uma rotina social
meses
8- Imitação funcional e simbólica
ATIVIDADES
9- Festa de aniversario
1- Jogo livre
10 Hora do lanche
2- Resposta ao nome
3- Resposta a atenção conjunta
4- Jogo com bolhas
5 – Antecipação de uma rotina com
objetos
6- Resposta a sorriso social
PASSOS IMPORTANTES
10 atividades
34 itens
Após aplicar as atividades o aplicador precisa tomar nota sobre o comportamento
da criança
Realizar a codificação sempre que terminar a sessão
Esse modulo é para crianças que tem ausência total de fala ou que utiliza palavras
ou frases simples
MATERIAL
Jogo livre: jogos na mesa ( jogo pop-up *outros jogos conforme fator indicativo de idade*,
bloco de texturas, livro, telefone de brinquedo, 4 novelhos de lã
Resposta a atenção conjunta (brinquedo de controle remoto)
Jogos com bolhas ( frascos que fazem bolhas de sãbão ou pistolas de bolhas)
Antecipação de uma rotina com objetos (caixa com objetos surpresa)
Antecipação de uma rotina social: Manta do bebê
Imitação funcional: carro de brinquedo, sapo de brinquedo, xicara de brinquedo, avião de
brinquedo, flor de plástico, bloco cilíndrico
Festa de aniversário: boneca, prato, talheres, xicara, guardanapos, massinhas, manta
Hora do lanche: copo pequeno, prato descartável, talheres, dois tipos de comidas, recipiente
plástico transparente com tampoa que seja difícil de abrir
PREPARAR O ESPAÇO DE TERAPIA
Ter tamanho confortável
Mesa de terapia
Organizar os materiais a serem utilizados, o que não for usar colocar longe do
alcance visual da criança
Controle de estímulos e orientações aos familiares da criança que estarão presentes
durante a sessão
Atrair a atenção da criança para a mesa de terapia
Observe o modo como a criança interage
ECOLALIA IMEDIATA
PONTUAÇÃO DO ADOS 2
10, 9, 8= Nivel alto de sintomas associados
ao espectro autismo em comparação com
outras crianças e sujeitos que tem a mesma
idade cronológica e niivel de linguagem

7, 6 e 5= Nivel moderado de sintomas


associados ao espectro autista

4 e 3= Nivel baixo de sintomas associados


ao Autismo

2 e 1= Nivel mínimo ou não tem evidencias


de sintomas associados ao espectro autista
MODULO 2- FALA COM FRASES
Atividades 10- Jogo livre
1- Tarefa de Construção 11- Festa de aniversario
2- Resposta ao nome 12- Hora do lanche
3- Jogo Simbolico 13- Antecipação de uma rotina com objetos
4- Jogo Interativo conjunto 14- Jogo com bolhas
5- Conversação
6- Resposta de atenção Conjunta
7- Tarefa de demonstração
8- Descrição de uma imagem
9- Contar uma historia de um livro
A- LINGUAGEM E COMUNICAÇÃO – NIVEL GERAL
DE LINGUAGEM NÃO ECOLÁLICA
QUANTIDADE DE PROPOSTAS SOCIAIS – MANUTENÇÃO DA
ATENÇÃO
ANOMALIDADES DO DISCURSO ASSOCIADA COM AUTISMO
(ENTOAÇÃO, VOLUME, RITMO, FLUÊNCIA)
ECOLALIA IMEDIATA
USO ESTEREOTIPADO/ IDIOSSINCRÁTICO DE
PALAVRAS OU FRASES
CONVERSA
B – INTERAÇÃO SOCIAL RECÍPROCA
1 Contato ocular
2- EXPRESSÃO FACIAL DIRIGIDA A OUTROS
3- PARTILHA DE PRAZER NA INTERAÇÃO
RESPOSTA AO NOME
MOSTRAR
INICIO ESPONTÂNEO DE ATENÇÃO CONJUNTA
RESPOSTA A ATENÇÃO CONJUNTA
QUALIDADE DAS INICIATIVAS SOCIAIS
QUALIDADE DA RESPOSTA SOCIAL
QUANTIDADE DE COMUNICAÇÃO SOCIAL RECIPROCA
QUALIDADE GERAL DA OBSERVAÇÃO
C- JOGO
1- Jogo funcional com objetos
IMAGINAÇÃO E CRIATIVIDADE
D- COMPORTAMENTOS ESTEREOTIPADOS E INTERESSES
RESTRITOS
1- Interesse sensorial no material de jogo ou pessoa
MANEIRISMOS COMPLEXOS DE MÃOS, DEDOS E OUTROS
COMPORTAMENTOS DE AUTO MUTILAÇÃO
INTERESSES REPETITIVOS OU COMPORTAMENTOS
ESTEREOTIPADOS
E- OUTROS COMPORTAMENTOS ANORMAIS
1- Sobre – Atividade
BIRRAS, AGRESSÃO, COMPORTAMENTO NEGATIVO
OU DISRUPTIVO
ANSIEDADE
PONTUAÇÃO DO ADOS 2
10, 9, 8= Nivel alto de sintomas associados
ao espectro autismo em comparação com
outras crianças e sujeitos que tem a mesma
idade cronológica e niivel de linguagem

7, 6 e 5= Nivel moderado de sintomas


associados ao espectro autista

4 e 3= Nivel baixo de sintomas associados


ao Autismo

2 e 1= Nivel mínimo ou não tem evidencias


de sintomas associados ao espectro autista
MODULO 3- EXPRESSÃO VERBAL COM FRASES
Atividades 9- Emoções
1- Tarefa de construção 10- Dificuldades sociais
2- Jogo faz de conta 11- Intervalo
3- Jogo de interação conjunta 12- Amigos e casamento
4- Tarefa de demonstração 13- Solidão
5- Descrição de uma imagem 14- Criar uma história
6- Contar a história de um livro
7- Desenhos animados
8- Relato e conversação
A- LINGUAGEM E COMUNICAÇÃO
B- INTERAÇÃO SOCIAL RECÍPROCA
D- COMPORTAMENTOS ESTEREOTIPADOS E INTERESSES
RESTRITIVOS
PONTUAÇÃO DO ADOS 2
10, 9, 8= Nivel alto de sintomas associados
ao espectro autismo em comparação com
outras crianças e sujeitos que tem a mesma
idade cronológica e niivel de linguagem

7, 6 e 5= Nivel moderado de sintomas


associados ao espectro autista

4 e 3= Nivel baixo de sintomas associados


ao Autismo

2 e 1= Nivel mínimo ou não tem evidencias


de sintomas associados ao espectro autista
MODULO 4- FLUIDEZ VERBAL ( ADOLESCENTE E
ADULTOS)
ATIVIDADES 8- Tarefa de demonstração
1- Tarefa de construção 9- Desenhos
2- Contar uma historia de um livro 10- Descanso
3- Descrição de uma imagem 11- Vida diária
4- Conversação e narração 12- Amizades, relacionamentos,
matrimonio
5- Trabalho ou escola
13- Solidão
6- Dificuldades sociais
14- Planos e ilusões
7- Emocões
15- Inventar uma história
Tarefa de construção: peças e modelo impresso a ser construído, exemplo LEGO
Contar uma historia de um livro- livros
Tarefas de demonstração: toalhas e objetos de uso diário
Desenhos ou filmes *procure filmes ou desenhos que tenham familiaridade com o
sujeito*
Descanso: folha de papel branco, jogos, revistas e etc

Inventar uma história: objetos variados *6 objetos com funções distintas*


Tarefa de construção (opcional) Contar a historia de um livro
Observar o comportamento durante uma Avaliar o dialogo sequencial
atividade estruturada
Oportunidade para construção de dialogo
O objetivo da tarefa é criar uma possível
dificuldade para que o sujeito peça ajuda, ou
seja não é avaliar o que ele já sabe ou
consegue fazer, não medir as habilidades
motoras ou visoespaciais
Conversação e narração de fatos cotidianos Trabalho e escola
Não se usa nenhum material apenas dialogo Não se usa nenhum material apenas
dos fatos do dia dialogo dos fatos do dia
Observar a construção do dialogo, formas de Observar a construção do dialogo, formas
linguagem, construção sequencial de fatos... de linguagem, construção sequencial de
fatos
Responsabilidade social, importância social
dessas atividades diárias
Compreensão das situações sociais e
relações típicas com outros sujeitos e
contextos
Dificuldades sociais Emoção
Quais dificuldades tem encontrado nas relações sociais? Compreender acerca da inteligência e regulação
emocional do sujeito
Dificuldade na convivência com as pessoas, sensações,
contextos sociais Exemplo de perguntas para dialogo:
Observar a compreensão que o sujeito tem a respeito da 1- O que gostas de fazer para ficar alegre ou feliz
natureza desses problemas
2- como se sentes quando esta alegre, o que você faz
Se realizou alguma mudança interna ou em seu nesses momentos
comportamento para lidar melhor com as pessoas e
possíveis dificuldades ou problemas 3- o que você faz quando se sentes angustiado ou
assustado. Como é esse sentimento. O que você faz
nesses momentos
4- se sente cansado
5- que tipo de coisas de fazem se sentir assim. Como se
sentes por dentro quando estas cansado
6- a maioria das pessoas passam por momentos qual
elas ficam tristes. O que você faz quando se sente assim
7- como você se sente quando está triste. Como es para ti
estar triste. Podes descrever
8- quando te sentes relaxado e tranquilo. Que coisas
você faz para se sentir assim
Tarefa de demonstração Desenhos (opcional)
Ira demonstrar situações cotidiana O objetivo é obersevar a narração dos
fatos do sujeito após assistir a um desenho,
Material (toalha) vídeo, filme. Como ele narra a sucessão de
Imitar escovar os dentes, tomar banho e fatos
outras ações. Pede para o sujeito te ensinar Se narra usando gestos, a qualidade dessa
ou contar como se faz isso. linguagem e etc
Descanso Vida diária
Observar o que o sujeito faz no tempo livre. Observar a compreensão que o sujeito tem
Entregue jogos, outros recursos para ele se acerca de situações da vida diária
entreter enquanto você (avaliador) preenche
suas fichas de avaliação. E observe se Perguntar sobre dinheiro, como ele
enquanto esse tempo o sujeito aproveita o organiza para pagar as contas, se
tempo livre para jogar ou fazer outra organiza para arrumar a casa, com que
atividade. mora, como é morar com essas pessoas e
etc
Observar autonomia, se retorna bem para as
atividades, se apresenta resistência quando
acaba o tempo de descanso
Amizades, relacionamentos e matrimonio Solidao
Exemplo de perguntas 1- te sentes so
1- tem amigos , fale sobre eles Ou já se sentiu so alguma vez
2- que gostam de fazer juntos, como se 2- outras pessoas de suas idade também se
conheceram, com que frequência se veem sente so
3- que significa ser um amigo para você, como O que você faz para se sentir melhor. O que
sabes que tens um amigo outras pessoas fazem para você se sentir melhor
4- qual a diferença de um amigo para alguém
que so trabalha ou estuda contigo
5- tem namorada (o), qual nome, idade
Qual foi a ultima vez que se viram
Como é, o que gostam de fazer juntos
Como sabes que é tua namorada(o)
Com quem pensas que gostaria de viver seu
futuro. Onde queres morar
Planos e ilsuoes Inventar uma historia com 6 objetos com
funções definidas
Analisar as perpectivas de futuro
Pedir para que se crie uma historia com tais
Perguntas livres objetos
Observar o uso criativo dos objetos e
habilidades de linguagem.
A- LINGUAGEM E COMUNICAÇÃO
A1- Nivel geral de linguagem oral não A2 Frequencia da vocalização espontânea
ecolalico dirigida a outros
0= uso regular de verbalizações de 2 ou 0= Dirige vocalizações ao familiar ou
mais palavras cuidador, ou ao examinador em vários
contextos pragmáticos.
1= Uso ocasional de frases em geral, usa
palavras soltas 1= Dirige vocalizações ao familiar ou
cuidador, ou ao examinador em apenas 1
2= reconhece palavras soltas, utiliza pelo contexto. Poucas vocalizações
menos 5 palavras distintas numa mesma
sessão 2= Dirige vocalizações esporádicas ao
familiar ou cuidador, ou examinador
3= menos de 5 palavras numa mesma
sessão 3= Poucas ou rara vocalizações
4= não há uso expontaneo de palavras
A3- Entonação das vocalizações ou A4 - Ecolalia imediata
verbalizações
0= não repete a fala de outras pessoas
0= Entonaçao normal, com variação
apropriada, sem peculiaridades 1= eco ocasional de linguagem

1= Pouca variação de timbre, com alguma ou 2= repete palavras ou frases com


outra troca frequência, mas também não mostra algo
de linguagem espontânea, qual pode ser
2= enotação rara, vocalização mecânica. estereotipado
8- N/A (não há vocalização para poder avaliar 3= fala consiste em ecolalia imediata
a entonação)
8= não se percebe ecolalia mas possui
vocabulário limitado
A5- Uso estereotipado ou idiossincrático de A6= Uso do corpo de outro
palavras ou frases
0= não se utiliza o corpo de outra pessoa
0= Nunca ou quase nunca usa palavras ou frases para um objetivo concreto( por exemplo,
estereotipadas para manipular um objeto), exceto em
situações onde estratégias não havia
1= o uso de palavras ou frases tende a ser mais funcionado (exemplo: quando adultos estão
repetitivo que na maioria dos outros conversando e a criança tende a chamar
sujietos/crianças com o mesmo nível de atenção)
linguagem expressivo, ocasionalmente produz
vocalizações estereotipadas, ou emprega 1= toma a mão de adulto e leva a distintos
palavras raras. lugares, sem contato visual coordenado, mas
para objetivos concretos
2= Utiliza vocalizações estereotipadas, palavras
e frases raras, junto com linguagem adicional 2= Coloca a mão do adulto ou outra parte
de seu corpo sobre um objeto.
3= utiliz frequentemente fala rara ou
estereotipada, raramente usa fala espontânea 8= Escasa ou inexistente comunicação
espontânea
8= linguagem limitada
A7 – Apontar A8- Gestos
0= aponta com o dedo indicador para mostrar 0= uso espontaneo de gestos diferentes de
uma referencia dirigida visualmente a objetos qualquer tipo (descritivo, convencional,
que estão distantes emocional ou instrumental)
1= aponta para referirse a objetos, possui 1= uso espontaneo de gestos descritivos,
coordenação ocular convencionais, instrumentais ou emocionais
mas exagerados ou limiados.
2= aponta unicamente quando esta perto do
objeto, sem coordenação ocular. 2= não há uso espontaneo de gestos
descritivos, convencionais, instrumentais,
3= não aponta para objetos emocionais, uso inapropriado de gestos,
exemplo usa o gesto de mais quando ele
quer que pare.
8= N/A (uso limitado por alguma
dificuldade motora severa)
B- INTERAÇÃO SOCIAL RECÍPROCA
B1- Contato visual B2- Sorriso social correspondido
0= Contato visual inapropriado com 0= sorri em resposta de outros sorrisos
mudanças sutis com alternância de segunda sociais e estímulos correlacionados
maneira de comunicação
1= sorri de modo parcial ou demora para
2= estabelece um contato visual modulado dar a resposta do sorriso social. Sorri após
pobre para iniciar, terminar ou regular uma mais de 2 estímulos de sorrisos sócias
interação social
2= sorri de maneira total ou parcial a um
adulto unicamente depois de terem feitos
coscegas no sujeito avaliado ou em resposta
a uma ação repetida que inclui um
componente fisisco
3= Não sorri em resposta a outra pessoa
B3- Expressões faciais dirigidas a outros B4- Integração do contato visual e outras
condutas durante as iniciações sociais
0= Dirige ao família ou cuidador, ou
avaliador diversas expressões faciais 0= utiliza eficiente o contato visual junto
apropriadas com a intenção de comunicar com palavras ou vocalizações ou gestos
estados emocionais e cognitivos para comunicar uma intenção social
1= dirige algumas expressões faciais ao 1= utiliza o contato visual e outras
examinador (poucas expressões ) estratégias independente um do outro para
comunicar uma intenção social
2= não dirige expressões faciais
apropriadas 2= utiliza contato visual ou outras
estratégias (vocalização, gestos) para
comunicar intenção social
3= não utiliza contato visual nem outras
estratégias para comunicar intenção social,
ou não há iniciação social
B5- Compartilhamento durante a interação B6 – Resposta ao nome
0= da mostras claras que tem um 0= olha para o examinador, estabelece contato
compartilhamento com o examinador nos mais visual imediatamente
variados contextos qual sucedem varias
atividades. 1= olha, estabelece contato após 1 segundo
mediante o estimulo
1= mostra compartilhamento adequado ao
contexto e interações com o examinador, ou 2= não estabelece contato após o estimulo de
proporciona uma mostra clara de ser chamdo seu nome, mas muda a orientação de
compartilhamento dirigida ao examinador seu contato visual quando se faz vocalização ou
durante uma interação verbalização que seja interessante ou familiar
2= mostra pouco ou nenhum compartilhamento 3= não estabelece contato visual
de interação com o examinador, mas mostra
compartilhamento em suas próprias atividades,
na interação familiar, ou na interação com
componentes materiais ou atividades
3= mostra pouco ou nenhum compartilhamento
expressado durante a sessão ou pouco interesse
por jogos, brinquedos ou brincadeiras
B7- Pedir B8- Dar
0= Exibe uma integração apropriada do 0= Entrega espontânea de brinquedos ou
contato visual para realizar solicitações. objetos a outras pessoas em múltiplos
Pede invés de tomar objetos contextos com o proposito de compartilhar
1= Solicita porem não estabelece contato 1= dá objetos a outras pessoas com o
visual proposito de receber ajuda ou como parte
de uma rotina, pode ocorrer em contextos
2= não faz petição direta, utiliza algum específicos mas deve repetir em maneira
meio físico para solicitar algo (leva a mão espontânea, sem que provoque
do examinador ao objeto) especificamente por parte de outros
3= pode participar de rotinas ou tratar de 2= nunca ou quase nunca da algo a outra
pedir objetos mediante vocalizações ou pessoa
outras ações, mas não faz pedidos
específicos (ausência de contato visual e
outras formas de comunicação)
B9= Mostrar B10- iniciação espontânea de atenção
conjunta
0= Mostra espontaneamente brincadeiras
ou objetos durante a sessão 0= usa o contato visual integrado
claramente para dirigir a atenção de um
1= mostra brinquedos ou objetos de uma adulto a um objeto que esta fora do
maneira parcial ou inconscistente (mostra alcance. O contato visual esta integrado
objetos sem coordenar contato visual) com ação de apontar ou alguma
2= não mostra objetos vocalização.
1= faz referencias parciais a um objeto que
esta claramente fora do alcance com o fim
de dirigir a atenção de um adulto
2= não há uma aproximação a uma
iniciação espontânea de atenção conjunta
para dirigir a atenção do adulto
B11- Resposta de atenção conjunta B12- Caracteristica das iniciações sociais (se
incia alguma interação social e sua
0= estabelece contato visual com o frequência)
examinador por meio de único estimulo
(olha nos olhos) 0= uso efetivo de formas verbais ou não
verbais com a intenção de realizar
1= segue a ação do examinador e faz iniciações sociais, sendo adequadas
contato visual com o objeto conforme os contextos
2= não faz contato visual com o 1= iniciações sociais com características
examinador nem ação para apontar ao um especificas, so faz se tem algum interesse
objeto, mas olha o objeto quando solicitado
2= a iniações sócias mudam conforme o
3= não estabelece contato visual com o contexto, podendo inciações inapropriadas.
objeto inclusive quando ele está sendo
utilizado 3= não há iniciação social
B13 A- Quantidade de iniciações sociais/ B13B - Quantidade de iniciações sociais/
mantém a atenção EXAMINADOR mantém a atenção FAMILIAR OU CUIDADOR
0= intenção frequentes de captar ou manter a 0= intenção frequentes de captar ou manter a
atenção do examinador ou dirigir a objetos e atenção do CUIDADOR ou dirigir a objetos e
ações ações
1= algumas intenções de captar atenção do 1= algumas intenções de captar atenção do
examinador, porem com pouca frequência e em CUIDADOR, porem com pouca frequência e em
poucas atividades poucas atividades
2= realiza intenções de captar, manter, dirigir 2= realiza intenções de captar, manter, dirigir
atenção do examinador, qual incluem iniciações atenção do CUIDADOR, qual incluem iniciações
que unicamente tem a intenção de buscar consolo que unicamente tem a intenção de buscar consolo
3= mostra pouca preocupação com respeito a si 3= mostra pouca preocupação com respeito a si
e ao examinador esta prestando atenção (inicia e ao CUIDADOR esta prestando atenção (inicia
contato para pedir algo) contato para pedir algo)
7= demandas de atenção FREQUENTES, 7= demandas de atenção FREQUENTES,
INTENSAS OU EXCESSIVA INTENSAS OU EXCESSIVAS
8= O familiar ou cuidador não esteve presente
durante a aplicação do ADOS 2
B14- Qualidade da resposta social B15- Nivel de implicação (dificuldade)
0= mostra uma gama adequada de 0= se mostra interessado nas atividades
respostas que são variadas de acordo com que o examinador apresenta de maneira
as situações sociais consistente
1= se relaciona com a maioria dos 1= interage de modo inconsistente
contextos sociais mas de forma limitada ou
inapropriada, e ate negativa 2= interage com dificuldade, o examinador
se esforça para obter ou manter o interesse
2= respostas estereotipadas, ou poucas do sujeito
respostas, pouco variadas e que são
inapropriadas para o contexto 3= não interage quando o examinador se
esforça em atrair o interesse do sujeito
3= resposta mínima ou inexistente aos
estímulos do examinador
B16- Qualidade geral da relação
0= a interação entre o sujeito e o
examinador é agradável e apropriado
dentro do contexto evolutivo do ADOS 2
1= A interação é agradável mas não de
forma continua (alguns momentos o
comportamento do sujeito se demonstra
mecânico ou inapropriado)
2= interação sistemática, sessão
ligeiramente incomoda
3= o sujeito demonstra pouca interação
C- JOGO
C1- Jogo funcional com objetos C2- Imaginação e criatividade
0= joga espontaneamente com diversos 0= usa espontaneamente a boneca ou outro
recursos, reconhece ações realizadas pelo objeto como agente independente, ou usa
examinador. Joga com funcionalidade objetos para simular algo (talheres e simula
comer)
1= Realiza jo ou brincadeira funcional com
pelo menos 1 objeto 1= realiza jogo simbólico espontaneamente
com a boneca ou outros objetos (dar de
2= joga de maneira adequada com apenas comer a boneca, dar um abraço)
1 brinquedo ou jogo, imita jogos mais
representativos (exemplo jogos de 2= imita jogo simbólico, mas não há jogo ou
construção) brincadeira espontânea
3= não joga ou o faz de modo 3= não há jogo espontaneo ou imitado
estereotipado
D- COMPORTAMENTOS ESTEREOTIPADOS E
INTERESSES RESTRITOS
D1- Interesse sensorial incomum nos matériais D2- Movimentos repetitivos de mãos, dedos
de jogos ou pessoas e etc
0= não apresenta interesse sensorial
inusitado, nem comportamento de busca
sensorial 0= nenhum
1= vários interesses sensoriais possíveis 1= movimentos inusitados ou repetitivos e
porém sem especificidade mãos, dedos ou movimentos complexos
2= interesse evidente por elementos 2= há movimentos rápidos ou retorcimento
sensoriais dos objetos ou materiais de jogos de dedos evidentes, movimentos complexos
ou brinquedos, apresentam na mesma estereotipados ou posturais, podem ser
atividade breves.
3= comportamento de busca sensorial 3= conforme descrito no item acima, esses
evidente ou incomum que ocorrem durante a movimentos são frequentes durante a mesma
mesma tarefa, atividades diferentes e que tarefa, os movimentos se repetem mesmo
podem intereferir na evoluaçao terapeutica com tarefas diferentes
D3 - Conduta Autolesiva D4- Interesses repetitivos ou comportamentos
estereotipados
0= Não tem autolesão
0= não há comportamento repetitivo nem
1= autolesão ou possibilidade de autolesão, estereotipado durante a aplicação do ADOS2
exemplo se morder
1= presença de um interesse ou comportamento
2= mais de um movimento de autolesão que é repetitivo ou estereotipado, inclui um
grande interesse por objeto, brinquedo,
brincadeira ou atividade. Este comportamento se
apresenta durante uma atitividade
2= Comportamento estereotipado que afeta a
rotina do sujeito e a conclusão de suas atividades
do ADOS 2, MAS é possível dirigir a atenção do
sujeito para retornar a atividade ou dirigir a
atenção do sujeito para outro objeto
3= O sujeito apresenta angustia ou inquietação
quando tentamos direciobar a atenção das
estereotipias e movimentos repetitivos
E- OUTROS COMPORTAMENTOS ANORMAIS
E1- Elevado nível de atenção na atividade E2- Birras, agressões, comportamentos
negativos e disruptivos
0= se senta, fica quieto quando se espera
iniciar uma atividade, não tem comportamento 0= não faz birra, nem apresenta
inquieto comportamentos negativo, desruptivo ou
agressivo
1= se senta, fica quieto de acordo com a
atividade, por exemplo em atividades mais 1= mostra exemplo leve de agressividade,
lúdicas, apresenta comportamento interativo, se birra, negativismo ou comportamento
levanta algumas vezes, demonstrando intencional disruptivo
agitação conforme a hiper estimulação
2= mostra mais de um comportamento
2= inquieto, é mais agitado que outros sujeitos intencional disruptivo (jogar os brinquedos,
de sua idade quebrar) ou moderadamente agressivo, aqui
se pode incluir também os gritos fortes
3= se movimenta semparar de modo
energético de um lado oara o outro 3= mostra negativismo marcados ou repetitivo,
birras e agressões
4= muito quieto, pouca movimentação
E3- Ansiedade
0= não há uma ansiedade evidente (não se
observam temores, sobressaltos,
nervosismos)
1= signos leves de ansiedade durante a
aplicação de atividade especificas
2= ansiedade marcada em resposta a mais
de uma atividade ou varias vezes ao lango
da aplicação do ADOS 2
CONTAÇÃO
1- A Linguagem e comunicação
A1- Nivel geral de linguagem oral não ecolalico________
A2 Frequencia da vocalização espontânea dirigida a outros_______
A3- Entonação das vocalizações ou verbalizações____
A4 - Ecolalia imediata______
A5- Uso estereotipado ou idiossincrático de palavras ou frases_____
A6= Uso do corpo de outro____
A7 – Apontar__
A8- Gestos__
CONTAÇÃO
B- interação social reciproca B11- Resposta de atenção conjunta ___
B1- Contato visual ____ B12- Caracteristica das iniciações sociais (se incia alguma
interação social e sua frequência) ____
B2- Sorriso social correspondido____
B13 A- Quantidade de iniciações sociais/ mantém a
B3- Expressões faciais dirigidas a outros__ atenção EXAMINADOR ___-
B4- Integração do contato visual e outras condutas durante B13B - Quantidade de iniciações sociais/ mantém a
as iniciações sociais___ atenção FAMILIAR OU CUIDADOR ___
B5- Compartilhamento durante a interação__ B14- Qualidade da resposta social ___
B6 – Resposta ao nome___ B15- Nivel de implicação (dificuldade)__
B7- Pedir ___ B16- Qualidade geral da relação__
B8- Dar ___
B9= Mostrar __
B10- iniciação espontânea de atenção conjunta__-
CONTAÇÃO
- C- JOGO -E- Outros comportamentos anormais
C1- Jogo funcional com objetos ___ E1- Elevado nível de atenção na atividade __
C2- Imaginação e criatividade __ E2- Birras, agressões, comportamentos
negativos e disruptivos ___
-D- Comportamentos estereotipados e
interesses restritos E3- Ansiedade __-
D1- Interesse sensorial incomum nos matériais
de jogos ou pessoas ___
D2- Movimentos repetitivos de mãos, dedos e
etc ___
D3 - Conduta Autolesiva ____
D4- Interesses repetitivos ou comportamentos
estereotipados __
PONTUAÇÃO DO ADOS 2
10, 9, 8= Nivel alto de sintomas associados
ao espectro autismo em comparação com
outras crianças e sujeitos que tem a mesma
idade cronológica e niivel de linguagem

7, 6 e 5= Nivel moderado de sintomas


associados ao espectro autista

4 e 3= Nivel baixo de sintomas associados


ao Autismo

2 e 1= Nivel mínimo ou não tem evidencias


de sintomas associados ao espectro autista
MODULO T DOS 12 A 30 MESES
MATERIAIS
PILHAS
COMIDA E BEBIDA
PRATOS E GUARDANAPOS
MATERIAL DESCARTAVEL
POTE ANTIDERRAME
ATIVIDADES
1- JOGO LIVRE 7 resposta a atenção conjunta
1ª jogo livre com bola 8 resposta ao sorriso social
2 cadeado de brinquedo 9 Hora do banho
3 resposta ao nome 10 imitação funcional ou simbólica
4 jogo com bolhas 11 hora do lanche
4ª piadas
5 antecipação de uma rotina com objetos
5ª jogo impossível
6 atencipação de uma rotina social
ATIVIDADES
Atividade 1 – Jogo livre Atividade 3 Resposta ao nome
Atividade 1.1- jogo livre com bola (avaliar Atividade 4 Jogo com bolhas (conduta
funcionalidade, vocalizações, contato visual, motora, atenção, contato visual, expressão,
expressões sociais) linguagem, comportamento)
Atividade 2- Bloqueio de brinquedo Atividade 4.1 – pistola de bolhas
(observar como a criança lida com
frustração, se cria estratégias para se Atividade 5 Antecipação de uma rotina com
comunicar, emite sons, contato visual) objetos (caixa de surpresas) observar
emoções da criança, atenção conjunta,
compartilhamento de atenção, pedidos,
respostas motoras, se existe estereotipias ou
comportamentos repetitivos
Atividade 6- Antecipação de uma rotina
social (manta do bebe – brincar de achou)
Atividade 7 Resposta de atenção conjunta – 9ª- Atividade banho – ignorar DEIXAR A
objeto de controle remoto ( contato visual, CRIANÇA BRINCAR LIVRE, OBSERVAR
compartilhamento de atenção, se aponta, COMO A CRIANÇA BRINCA E SE
emite sons, linguagem, aspectos motores) COMPORTA MEDIANTE A AUSENCIA DE
DIRECIONAMENTOS
Atividade 8- Resposta ao sorriso social
(como a criança reage aos sorrisos sociais) 10- Imitação funcional ou simbólica (objetos
carro, sapo, xicara, avião, flor de plástico,
Atividade 9- Hora do banho (boneca, bloco cilíndrico) REALIZAR AÇÕES PARA
banheira, toalhas, bolas pequenas, estojo QUE A CRIANÇA IMITE
com tampa, jogos para banho, mata de
bebe, blocos quadrados * DAR BANHO NO 11- HORA DO LANCHE
BEBE, BRINCAR DURANTE ESSE BANHO COM
O BEBE (BONECA) MATERIAIS descartáveis, comida, liquido-
observar se a criança tem preferencia por
OBSERVAR: INTEGRAÇÃO DA ROTINA comida, se usa os objetos com
SOCIA DO BANHO, FUNCIONALIDADE, funcionalidade e etc
AFETIVIDADE – COMO A CRIANÇA TRATA A
BONECA,SE IMITA AÇÕES, COMO USA OS 12
OBJETOS SEM FUNCIONALIDADE (OS
BLOCOS)
CONTAÇÃO
CONTAÇÃO IGUAL AO MODULO 1 *lembram?*
Segue novamente para APRENDER E NÃO ESQUECER NUNCA MAIS
ECOLALIA IMEDIATA
PONTUAÇÃO DO ADOS 2
10, 9, 8= Nivel alto de sintomas associados
ao espectro autismo em comparação com
outras crianças e sujeitos que tem a mesma
idade cronológica e niivel de linguagem

7, 6 e 5= Nivel moderado de sintomas


associados ao espectro autista

4 e 3= Nivel baixo de sintomas associados


ao Autismo

2 e 1= Nivel mínimo ou não tem evidencias


de sintomas associados ao espectro autista