Você está na página 1de 6

12/06/2020 A Botânica da Cannabis - ADWA Cannabis

  LOGIN (CONTEUDO EXCLUSIVO)

PT-BR EN-US

C O NT E U D O L I B E R A D O , P L A N O 1 , P L A N O G R ÁT I S

A BOTÂNICA DA CANNABIS

 Adwa Cannabis  24/01/2020

A Cannabis, popularmente conhecida como “maconha”, é uma planta que pertence a


família Cannabaceae e engloba três tipos mais conhecidos: Cannabis sativa, Cannabis

ruderalis e Cannabis indica segundo o sistema de classi cação APG II.

A Cannabis sativa L. foi descrita em 1753 por Carolus Linnaeus e atualmente possui duas
subespécies e quatro variedades catalogadas botanicamente, sendo elas: C. sativa subsp.
sativa var. sativa, C. sativa subsp. sativa var. spontanea, C. sativa subsp. indica var. indica, C.

sativa subsp. indica var. ka ristanica ou afghanica, sendo esta a classi cação mais aceita
por pesquisadores. A variedade spontanea também é conhecida como “ruderalis”.  Um
grupo menor de cientistas reconhece a existência de três espécies, sendo elas C. sativa, C.
indica e C. ruderalis, atribuindo o conceito de ring species ou “espécies em anel” para

justi car a classi cação poli especí ca.

https://adwacannabis.com.br/a-botanica-da-cannabis/ 1/6
12/06/2020 A Botânica da Cannabis - ADWA Cannabis

A cannabis é classi cada como uma dicotiledônea de ciclo anual,  que possui dimor smo

sexual, ou seja, são plantas com sexos separados, mas  podem ocorrer plantas
hermafroditas induzidas por estresse ou fatores intrínsecos. Possui um tronco rígido onde
se inserem os ramos com folhas opostas e dispostas em pares alternados, ou seja,

apresentam lotaxia oposta cruzada, sendo que durante a fase reprodutiva podem
apresentar lotaxia alternas nas pontas dos ramos.

Seu sistema radicular é constituído por uma raiz pivotante, que se aprofunda quando não
há impedimentos, e grande quantidade de raízes secundárias nas horizontais, que

geralmente crescem a uma profundidade de 20 cm a 40 cm.

As folhas são classi cadas como palmatissectas com nervura palminérvea, compostas por
folíolos geralmente presentes em números ímpares, variando de três a onze, de acordo
com a variedade e estágio de desenvolvimento da planta, sendo o bordo das folhas
serrilhado. A coloração geralmente é verde escura, sendo que em algumas variedades, ou
de acordo com a nutrição e/ou condições climáticas e tossanitárias, essa coloração pode
ser mais clara.

A subespécie sativa possui o limbo mais estreito, enquanto a subespécie indica possui o
limbo mais largo. Embora possa variar muito de tamanho, sendo encontradas plantas de
60 cm até 7 metros de altura, a Cannabis spp. é considerada um planta arbustiva e que se
desenvolve bem tanto em regiões temperadas como tropicais.

Muito se fala em relação a classi cação da Cannabis enquanto espécie mono ou poli
especí ca e para esta classi cação são avaliados ao menos 4 características. Um dos
fatores que indicam a existência de uma única espécie é sua capacidade de reprodução
entre os indivíduos com geração de descendentes férteis como ocorre com a Cannabis. Os
demais fatores são as constituições genética e química e as características fenológicas e

morfológicas.

Analisando o aspecto genético são levados em considerações a similaridade do código


genético e qual a distância entre eles. A distância entre o código genético de plantas
chamadas de indicas e plantas sativas é de 0,403 sendo necessária uma distância mínima

de 0,460 para considerá-las como espécies distintas. Outro aspecto muito importante é a
morfologia das plantas com ênfase na morfologia das ores que são muito similares tanto
https://adwacannabis.com.br/a-botanica-da-cannabis/ 2/6
12/06/2020 A Botânica da Cannabis - ADWA Cannabis
morfologia das plantas com ênfase na morfologia das ores que são muito similares, tanto

as ores masculinas como as femininas para todos os tipos de Cannabis. As ores


masculinas são do tipo panículas, e constituídas por cinco pétalas e cinco sépalas. Os
estames possuem cinco letes curtos e a antera encontra-se na terminal. Já as ores
femininas possuem ovário súpero e a presença de dois estiletes com pelos e dois estigmas
longos e liformes, e se desenvolvem agrupadas em in orescências. Os frutos são
classi cados como aquênios.

O fator que mais distingue os tipos de Cannabis é o seu per l químico já que existem
plantas que expressam diferentes canabinóides nas mais diversas proporções.
Atualmente existem mais de seis quimiotipos bem de nidos, entre eles as plantas que
expressam um alto teor de THC ou CBD, plantas com baixo teor de THC, plantas que não

expressam canabinóides, plantas com teores equilibrados de THC e CBD, variedades com
altos teores de CBG e variedades com teor elevado de CBN. No entanto, esse fator
isoladamente não é su ciente para distinguir a planta em espécies diferentes. Sendo
assim, atualmente o mais aceito é que a Cannabis, devido à capacidade de deixar
descendentes férteis quando ocorre intercruzamento, à proximidade do código genético e
à similaridade da morfologia oral, é uma única espécie, subdividida em subespécies e
variedades.

Atualmente existem no mercado muitos híbridos provenientes dos cruzamentos dessas

espécies a m de selecionar plantas com as características desejáveis tanto com relação às


necessidades siológicas da planta como seu per l de canabinóides e terpenos. As plantas

que já expressam determinado quimiótipo desejado são uma vantagem pois reduzem o
custo de processamento e composição de produtos.

Em relação a reprodução a Cannabis é uma planta com predominância de reprodução

cruzada. Um fator que contribui com esse tipo de reprodução é a dioicia que consiste na
planta ter órgão masculino e feminino em indivíduos diferentes e a protandria que

consiste na maturação siológica do órgão masculino antes do órgão feminino. Esse tipo
de reprodução favorece a manutenção da variabilidade genética devido a troca de

gametas entre plantas diferentes.

A germinação da semente é epígea e pode demorar de 12 horas até 8 dias em condições


de umidade, temperatura e ausência de luz (semente fotoblástica negativa). A raiz
https://adwacannabis.com.br/a-botanica-da-cannabis/ 3/6
12/06/2020 A Botânica da Cannabis - ADWA Cannabis

embrionária, após romper o tegumento (casca da semente), cresce sentido o solo e após
sua xação lança as folhas cotiledonares que são folhas com reservas, características por

seu formato arredondado. O lançamento de suas folhas de formato característico marca o


início de sua fase de plântula e se estende até aproximadamente a quarta semana, sendo

a fase de maior vulnerabilidade da cultura. Nessa fase é necessária uma grande atenção
ao fornecimento de luz e a umidade adequada do substrato, mas não excessiva.

O lançamento de seu primeiro par de folhas verdadeiras (folhas características da

espécies) marca o início da fase vegetativa. Essa fase pode ter diferentes durações a
depender da variedade de Cannabis cultivada e também do regime de luz e temperatura.

Durante essa fase a planta irá direcionar todos seus recursos para o lançamento de folhas,

raízes e seu crescimento. Grande parte das variedades de Cannabis tem seu orescimento
induzido pela quantidade de horas de luz de determinados comprimentos de onda

durante o dia e também o acúmulo de temperatura graus dias. Em seu ciclo comum o
orescimento ocorre aproximadamente após o lançamento de seu oitavo par de folha,

mas podem ocorrer variações de acordo com a variedade, clima e manejo adotado.

O manejo da cultura nas diferentes fases está estritamente ligado a nalidade do cultivo,
sendo que, em espécies onde o produto nal é a or para produção de extrato vegetal, é

comum o uso de sementes feminizadas e o Roguing (retirada de plantas indesejáveis) de


plantas masculinas para não ocorrer a fecundação, propiciando a produção de ores sem

semente, conhecido como “sinsemilla”. Em culturas em que se objetiva retirada da bra,


efetua-se menor número de tratos culturais devido a rusticidade das plantas que são

colhidas quando as plantas masculinas iniciam o orescimento. Para a produção de

semente, é comum a semeadura em faixas das espécies masculinas e femininas que irão
cruzar de acordo com as características que se deseja obter.

Equipe ADWA Cannabis

ADWA CANNABIS
https://adwacannabis.com.br/a-botanica-da-cannabis/ 4/6
12/06/2020 A Botânica da Cannabis - ADWA Cannabis

ADWA CANNABIS

Uma empresa de desenvolvimento de pesquisas e tecnologias voltadas para


a cadeia produtiva de Cannabis.

 Painel
 Per l
 Assinatura
 Faturas
 Transações
 Ajuda
 Logout

DUVIDAS OU SUGESTÕES? ENTRE EM CONTATO -

CONTATO@ADWACANNABIS.COM.BR

Desenvolvendo tecnologias para a cadeia de Cannabis medicinal e industrial no Brasil

SITEMAP
Home

Quem Somos

O Que Fazemos

Blog

Contato

FALE CONOSCO

contato@adwacannabis.com.br

Av. Oraida Mendes de Castro, 6000 - Novo Silvestre - Viçosa / MG - CEP: 36576-400
https://adwacannabis.com.br/a-botanica-da-cannabis/ 5/6
12/06/2020 A Botânica da Cannabis - ADWA Cannabis

ADWA CANNABIS – SITE DESENVOLVIDO POR SIZEWEB

https://adwacannabis.com.br/a-botanica-da-cannabis/ 6/6

Você também pode gostar