Você está na página 1de 73

ÍNDICE

Introdução.................................................................................................................... 2
Sobre mim.................................................................................................................... 3
Manipulação Funcional da Região submentual....................................................... 6
Referências...................................................................................................................8
Escala de Convexidade submentual..........................................................................8
Dimensões das vias respiratórias-cefalometria....................................................... 9
Sinais e Sintomas mais comuns da SAOS............................................................. 10
Prejuízos Cognitivos................................................................................................. 12
Frouxidão tecidual.....................................................................................................18
Escala de rugas do pescoço.................................................................................... 19
O que é um pescoço jovem e bonito?.....................................................................22
Parâmetro...................................................................................................................23
Necessidade da visão integrativa............................................................................ 27
Você sabe diferenciar uma papada de gordura para uma papada de flacidez
tecidual?.....................................................................................................................29
Como remover essa gordura?..................................................................................31
Redução da gordura submentual com outras técnicas ........................................32
Diferenças QUÍMICAS entre ácido deoxicólico e desoxicolato de sódio.............35
Diferenças CLÍNICAS entre Ácido deoxicólico e Desoxicolato de sódio.............38
Você sabe como funciona o ácido deoxicólico fisiologicamente?.......................43
Cuidados.....................................................................................................................45
Contra Indicações......................................................................................................46
Você sabe como aplicar o produto com segurança...............................................49
Dose máxima..............................................................................................................52
Tempo entre as aplicações.......................................................................................53
Orientações quanto as possíveis reações após o procedimento.........................54
Anatomia.....................................................................................................................55
Compartimento de gordura submental................................................................... 57
Técnicas integrativas que podem ser utilizadas para a lipólise da godura
submental e para o fortalecimento muscular e tecidual........................................71
Conclusão...................................................................................................................72

Copyright Juliana Varão © 2018


Introdução

Este e-book, é uma 2ª edição e foi


todo reformulado desde o seu
lançamento em agosto de 2017, para
não somente explicitar a diferença
entre ácido deoxicólico e desoxicolato
de sódio, com a atual utilização do sal,
mas principalmente enfatizar o seu
uso no aspecto funcional do produto
dentro da nossa área anatômica de
atuação e de uma especialidade já
consagrada da odontologia, a
Odontologia do Sono, na qual
realizamos diversos tipos de
tratamentos para a redução e até
mesmo o fim do ronco e da apneia
obstrutiva do sono.
Copyright Juliana Varão © 2018 2
Introdução

SOBRE MIM

Sou professora de Harmonização


Orofacial Funcional, Terapia Neural e
Odontologia Integrativa, cirurgiã-
dentista formada desde 2004, pela
UFRJ. Sempre lutei por uma
Odontologia mais humanizada,
completa e holística, dentro de todos os
seus aspectos científicos e casuísticos,
e hoje tenho a certeza de que esse
caminho é necessário para toda a
classe, pois é uma exigência Mundial
para que a saúde seja realmente algo
mais próximo do real e do alcançável.

Copyright Juliana Varão © 2018 3


Introdução

Cirurgiã-Dentista formada pela UFRJ

Especialista em Prótese Dentária

Acupunturista e Pós-graduada em Medicina


Tradicional Chinesa

Terapeuta Neural Odontológica

Pós-graduada em Harmonização Orofacial

Pós-graduada em DTM, Dor Crônica


e Distúrbios do Sono

Pós-graduada em Implantodontia

ThetaHealer ® e Access
Consciousness Bars®
practioner

Prof. de Harmonização
Funcional Orofacial

Prof. de Terapia Neural


Copyright Juliana Varão © 2018 4
Introdução

Infelizmente, por desconhecimento


de grande parcela de nossa Classe, a
Redução da gordura submentual tem
sido sub-aproveitada e realizada de
forma superficial dentro de toda a
amplitude com a qual pode ser
abordada. Não somente elevando o
nível da Odontologia, mas também,
ampliando o espectro de abrangência
de pacientes e público-alvo,
melhorando o fluxo de caixa da sua
clínica e obviamente, devolvendo de
fato a qualidade de vida de seus
pacientes.

Copyright Juliana Varão © 2018 5


Manipulação Funcional da Região submentual

Manipulação Funcional
da Região submentual
Um dos grandes incômodos das
pessoas, tanto mulheres como homens é
a papada, o queixo duplo. Mas muito
além de ser um incômodo estético, a
gordura submentual com excesso de
volume representa um grande risco, pois
pode comprimir a hipofaringe, ou
laringofaringe, dificultando assim a
respiração durante o sono, está presente
em 90% dos casos de Apnéia Obstrutiva
do Sono, de acordo com a respectiva
literatura e casuística.

Copyright Juliana Varão © 2018 6


Manipulação Funcional da Região submentual
Índice de Apneia e Hipopneia (n°eventos / hora)

Gordura é um dos fatores predisponentes ao ronco e apneia.

PRINCIPAIS ACHADOS DO EXAME FÍSICO NA SAOS

Obesidade (IMC >30kg/m3)


Circunferência cervical >43 nos homens e 38 nas mulheres
Circunferência abdominal > de 80 cm nas mulheres e 94 cm
nos homens
Classificação de Mallampati III e IV
Hipertrofia de Tonsilas palatinas (graus III e IV)
Palato Ogival

Copyright Juliana Varão © 2018 7


Referências

REFERÊNCIAS

Circunferência cervical maior que 43 cm em homens e 38 cm


nas mulheres ,e Volume submentual aumentado caracterizam
grande risco de ronco e apneia.

Circunferência abdominal a partir de 80 cm nas mulheres


e 94 cm nos homens Obesidade (IMC >30kg/m3).
Carvalho, D.M., 2014.
Peppard et al. JAMA.2000

Escala de Convexidade Submentual

Copyright Juliana Varão © 2018 8


Dimensões das vias respiratórias-cefalometria

DIMENSÕES DAS VIAS


RESPIRATÓRIAS-CEFALOMETRIA

FS

FI

FS → Faringe superior
FI → Faringe inferior

FS 1ª medida na faringe superior


Ponto mais posterior do palato mole até a parede posterior da faringe.
Média da nasofaringe 15 a 20 mm

FI 2ª medida bordo posterior da língua até o ponto mais próximo da


parede posterior da faringe (sofre alterações com o volume excessivo
de gordura submentual)
Maciel, R.N. 2012

Copyright Juliana Varão © 2018 9


Sinais e Sintomas mais comuns da SAOS

1º passo do tratamento é conscientizar o paciente de que


precisa perder peso, quando o caso é o excesso de gordura.

A atividade física e alimentação mais balanceada também serão


indicadas quando os casos forem de flacidez tecidual e
cirurgia.

Sinais e Sintomas mais


comuns da SAOS

SINTOMAS NOTURNOS SINTOMAS DIURNOS

Ronco Sonolência Excessiva


Pausas respiratórias no sono Sono não reparador
testemunhadas
Episódios de sufocamento Cefaléia matutina
Despertares frequentes Alteração de humor
Noctúria (urina de 2 a mais xs Dificuldade de concentração
interrompendo o sono)
Sudorese excessiva Alteração de Memória
Pesadelos Diminuição da Libido
Insônia Fadiga
Pirose e regurgitação
Engasgos

Copyright Juliana Varão © 2018 10


Sinais e Sintomas mais comuns da SAOS

É durante o sono que as inúmeras experiências do dia são


consolidadas e memorizadas, sendo assim, a fragmentação do
mesmo por qualquer motivo, dentre eles os despertares das
hipopneias e apneias, prejudica o aprendizado geral e a
abstração gramatical para a consolidação na linguagem.

A hipóxia intermitente, a fragmentação e a ruptura dos estágios


da arquitetura do sono são suspeitas de causar disfunção do
córtex pré-frontal, prejudicando as funções executivas, ou seja,
cognitivas.

Maahs, M.A.P e Almeida, S.T. 2017

Copyright Juliana Varão © 2018 11


Prejuízos Cognitivos

Prejuízos Cognitivos

Cognição – conjunto de habilidades cerebrais


necessárias para o processamento humano da
informação.

Tais habilidades envolvem:

Atenção
Memória
FS
Linguagem
Raciocínio
FI
Criatividade
Capacidade de Resolução de Problemas, etc

Tais funções em conjunto permitem a interpretação,


a comunicação, o relacionamento, e comportamento
consigo mesmo e com o Mundo.

Maahs, M.A.P e Almeida, S.T. 2017

Copyright Juliana Varão © 2018


12
Prejuízos Cognitivos

Esse estudo demonstra a relação entre


o momento do dia em que ocorre mais
morte súbita por problemas cardíacos,
em pacientes com a Síndrome da apneia
obstrutiva do sono. A conclusão foi
demonstrada no período entre meia-
noite e 5:59 da manhã, ou seja, durante o
sono. FS

FI

Copyright Juliana Varão © 2018 13


Prejuízos Cognitivos

Mas a apneia obstrutiva do sono também pode ser agravada


por muitos outros fatores, além do excesso da gordura
submentual, e um outro fator que também tem um prejuízo
estético importante, é a flacidez tecidual.
Bem já sabemos que nem todo “papo” ou “queixo duplo” é
de gordura, pois temos a flacidez muscular e de todo o
conjunto submentual e submandibular contribuindo com a
ptose do osso hióide, que também é um fator de extrema
importância na entrada de ar para os pulmões enquanto
dormimos. A flacidez está diretamente relacionada ao
metabolismo de envelhecimento, à postura, alimentação e
outros.
Vejamos aqui algumas características importantes a serem
FS
consideradas nesta avaliação e percepção.

FI

Nem todo papo é gordura!!!


Copyright Juliana Varão © 2018 14
Prejuízos Cognitivos

Na situação da gordura como fator causal


mais relevante temos um acúmulo de gordura
branca na região submentual, indicação para o
procedimento de lipólise.

Na situação da frouxidão tecidual, temos a


ptose do osso hióide, que traz consigo todo o
grupo da musculatura supra-hioidea, e vice-
versa, necessitando assim de uma diferente
abordagem de tratamento.
FS

Além disso, temos as questões esqueléticas


FI
também, relacionadas ao crescimento
mandibular, no retrognatismo, por exemplo,
temos a “impressão” de papada e gordura
submentual, quando na verdade existe ali um
excesso de tecido por falta de suporte ósseo do
terço inferior da face. Outro tipo de abordagem,
planejamento e tratamento.
Nem todo papo é gordura!!!
Copyright Juliana Varão © 2018 15
Prejuízos Cognitivos

Pacientes com um osso hioideo baixo tem a


menor possibilidade de atingir um ângulo
cervico-mentual fechado porque o ventre
anterior do músculo digástrico está deslocado
para baixo junto com o osso hioideo.

FS

FI Robert DeFatta, MD, PhD, et al, (2007)

No adulto, o posicionamento inferior do osso


hióide, altura posterior de face diminuída e
mandíbula retruída, contribuem para uma
redução do espaço faríngeo, e com isso há
interferência na respiração bucal, gerando a
predisposição à apneia.
Nem AY,
Gungor todo papo é gordura!!!
Turkkanhraman H, Yilmaz HH et al. 2013

Copyright Juliana Varão © 2018


16
Prejuízos Cognitivos

FS

FI

Nem todo papo é gordura!!!


Naini, Farhad B., Estética Facial - 2014
Copyright Juliana Varão © 2018 17
Frouxidão tecidual

Frouxidão tecidual

FS

FI

Naini, Farhad B., Estética Facial - 2014


Nem todo papo é gordura!!!
Copyright Juliana Varão © 2018 18
Escala de rugas do pescoço

Escala de rugas
do pescoço

FS

FI

Sattler, Gerhard e Gout, Uliana, Guia Ilustrado


para Preenchimentos injetáveis, 2017

Nem todo papo é gordura!!!


Copyright Juliana Varão © 2018 19
Escala de rugas do pescoço

Retrognatismo mandibular gera “excesso”


tecidual em região submentual

FS

FI

Naini, Farhad B., Estética Facial - 2014

Nem todo papo é gordura!!!


Copyright Juliana Varão © 2018 20
Escala de rugas do pescoço

No caso do retrognatismo, um aumento no


volume do mento é uma solução mais eficaz e
deve ser abordada antes de qualquer
manipulação da gordura submentual.

FS

FI

Nem todoNaini,
papo Farhad B., Estética Facial - 2014
é gordura!!!
Copyright Juliana Varão © 2018
21
O que é um pescoço jovem e bonito?

O que é um pescoço
jovem e bonito?

Naini, Farhad B., Estética Facial - 2014

Copyright Juliana Varão © 2018


22
Parâmetro

Parâmetro

A posição ideal do hióide é no nível C3-C4, (posição


igual ou superior à do mento).
Robert DeFatta, MD, PhD, et al, (2007)

Copyright Juliana Varão © 2018


23
Parâmetro

Outros critérios correlacionados a um colo juvenil:


-Ângulo cervico-mentual fechado (900)
-Borda mandibular bem definida
-Protuberância produzida pela cartilagem tireóidea
-Borda anterior visível do músculo ECOM

Robert DeFatta, MD, PhD, et al, (2007)

Copyright Juliana Varão © 2018 24


Parâmetro

Tunstall, R. Shah, N. 2012

Copyright Juliana Varão © 2018 25


Parâmetro

Naini, Farhad B., Estética Facial - 2014

Copyright Juliana Varão © 2018 26


Necessidade da visão integrativa

NECESSIDADE
DA VISÃO INTEGRATIVA

Copyright Juliana Varão © 2018 27


Necessidade da visão integrativa

Por que intervir?


Por que acelerar a perda de gordura?
Por que acelerar o aumento da tonicidade muscular e
tissular?

A Resposta é simples:

Porque estamos realizando o TRATAMENTO de um


paciente, com intuito de melhora e quiçá de cura.

Porque estamos em nossa área odontológica de


atuação (sistema estomatognático).

Porque estamos utilizando ferramentas prescritivas e


injetáveis, dentro de conhecimentos pertinentes a
nossa atuação.

Porque somos íntegros no cuidado e na assistência


ao próximo, e gerar um resultado belo é a
consequência natural de tudo aquilo que estudamos
para realizar.

28
Copyright Juliana Varão © 2018
Você sabe diferenciar uma papada de gordura para uma papada de flacidez tecidual?

Gordura x Frouxidão tecidual

São formas diferentes de tratar

Você sabe diferenciar uma


papada de gordura para
uma papada de
flacidez tecidual?
Saber diferenciar o papo de gordura do papo de
flacidez tecidual é imprescindível, pois o correto
diagnóstico viabilizará o resultado satisfatório e evitará
intercorrências, assim como a insatisfação do paciente.

Copyright Juliana Varão © 2018 29


Você sabe diferenciar uma papada de gordura para uma papada de flacidez tecidual?

FS

FI

Copyright Juliana Varão © 2018 30


Como remover essa gordura?

Como remover essa gordura?

Lipólise através de intradermoterapia:


Desoxicolato de sódio a 1% (existem outras
concentrações, mas para submentual é a mais
segura)

Desox-sil (desoxicolato + silício)

Prostrolane
FS

Lipossomas de Girassol

L-Carnitina FI

Cafeína

SAC (siloxanetriol alginato cafeína)

L-arginina

Outros

Copyright Juliana Varão © 2018


31
Redução da gordura submentual com outras técnicas

Redução da gordura submentual


com outras técnicas:

Ozonioterapia

Laser

ILIB
FS

Fototerapia

FI
Terapia Fotônica frequencial

Laserpuntura (acupuntura a laser)

Outras

Copyright Juliana Varão © 2018 32


Redução da gordura submentual com outras técnicas:

O ácido deoxicólico não foi proibido por problemas


de efeitos colaterais graves, ou mesmo por questões
de biossegurança relacionada à manipulação em
farmácias. Uma proibição não condizente com o
protocolo da Anvisa surpreendeu a todos em
dezembro de 2017, fazendo com que o produto fosse
rapidamente recolhido e sua comercialização fosse
substituída pelo desoxicolato de sódio, também
manipulado, e utilizado já há bastante tempo para a
FS
lipólise de gordura abdominal, e outros locais com
grandes acúmulos de gordura .
FI

Desoxicolato de sódio, é um sal biliar, endógeno,


classificado como surfactante e detergente, por
dissolver lipídeos no trato gastrointestinal. Existem
aproximadamente 0,5g de desoxicolato em nosso
organismo, tanto na bile (maior parte) como na
circulação.

Copyright Juliana Varão © 2018 33


Redução da gordura submentual com outras técnicas:

Já era muito utilizado na estética


corporal, como dito anteriormente, para
reduzir a gordura abdominal, na
dietoterapia da Medicina Tradicional
Chinesa por suas propriedades
ativadoras do sistema
FS
imune na forma
de pó, e ainda na indústria farmacêutica
FI

e em análise laboratorial para verificação


e diagnóstico da presença de
determinadas bactérias.

Thuangtong, MD. et al. 2010 Odo, M.E.Y., et al 2007

Copyright Juliana Varão © 2018 34


Diferenças QUÍMICAS entre ácido deoxicólico e desoxicolato de sódio

Diferenças QUÍMICAS entre ácido


deoxicólico e desoxicolato de sódio

Ácido Deoxicólico Desoxicolato de Sódio

Ácido presente em 15% da Sal sódico do ácido


composição da bile deoxicólico

Detergente biológico suave Detergente biológico forte


FS
Até 12 horas para estar na Até 24 horas está na cisterna
cisterna biliar biliar

FI
Até 24 horas para ser Até 48 horas para ser
excretado pelas fezes excretado pelas fezes,

Fórmula C24 H40 O4 Fórmula C24 H39 NaO4

pH 6,6 pH 7,5 – 9

o o
Fusão: 174 – 176 C Fusão: 357 o – 365o C

Odo, M.E.Y., et al 2007 Thuangtong, MD. et al. 2010


Copyright Juliana Varão © 2018 35
Diferenças QUÍMICAS entre ácido deoxicólico e desoxicolato de sódio

FS

FI

36
Copyright Juliana Varão © 2018
Diferenças QUÍMICAS entre ácido deoxicólico e desoxicolato de sódio

FS

FI

www.wikipedia.com

Copyright Juliana Varão © 2018


37
Diferenças CLÍNICAS entre Ácido deoxicólico e Desoxicolato de sódio

Diferenças CLÍNICAS entre Ácido


deoxicólico e Desoxicolato de sódio

Ácido Deoxicólico Desoxicolato de Sódio

Moderada queimação Intensa queimação imediata


imediata
Dor relevante por 24 a 48
Dor relevante por até 2
horas e sensível a toque por
horas e sensível a toque por
pelo menos 1 semana pelo menos 1 semana

Nódulos por no máximoFS Nódulos por no máx 6 meses


1 mês
Edema
Edema
FI
12 horas para redução de 24 horas para redução de
taxa plasmática e chegar à taxa plasmática e chegar à
cisterna biliar cisterna biliar

Fibrose do tecido adiposo, Fibrose considerável do


benéfico por reduzir a tecido adiposo, benéfico por
gordura e ameniza a reduzir a gordura e ameniza a
flacidez tecidual da pele flacidez tecidual da pele

Odo, M.E.Y., et al 2007

Copyright Juliana Varão © 2018 38


Diferenças CLÍNICAS entre Ácido deoxicólico e Desoxicolato de sódio

No restante, as duas substâncias são semelhantes


em suas funções detergentes e segurança sistêmica,
uma vez que suas formas químicas se diferenciam
durante a própria dinâmica digestiva e absortiva do
trato gastrointestinal. Atuam na dissolução de
membranas celulares, não associadas a proteínas, pela
formação de micelas provocando a solubilização das
células e seus componentes.
FS

Não aumenta, de forma relevante, a quantidade


FI
sistêmica de triglicerídeos quando injetado, e não é
metabolizado, ou seja, é excretado da mesma forma
química com a qual é injetado, pelas fezes. Uma outra
quantidade é recapturada pelo fígado e utilizada na
própria composição da bile.

Thuangtong, R. et al. 2010 Odo, M.E.Y., et al 2007


39
Copyright Juliana Varão © 2018
Diferenças CLÍNICAS entre Ácido deoxicólico e Desoxicolato de sódio

FS
Estudos comprovaram que não é tóxico “in vivo” porque as
células de outros tecidos como vasos, músculos e derme
normalmente estão fortemente
FI
associadas a proteínas
hidrofóbicas, como a albumina, que existe em grande
quantidade no sangue, protegendo esses tecidos do organismo
contra a ação do desoxicolato de sódio, ou qualquer outro sal
ou ácido biliar, porque “in vitro” os adipócitos em cultura sofrem
a lise de suas membranas muito rapidamente, provavelmente
por não estarem associadas a proteínas, o que também foi
observado em outras células musculares e epidérmicas em
cultura.
Thuangtong, R. et al. 2010

Copyright Juliana Varão © 2018 40


Diferenças CLÍNICAS entre Ácido deoxicólico e Desoxicolato de sódio

Albumina

Como o tecido adiposo é pobre em proteínas


associadas (albumina) a sua membrana, mesmo “in
vivo” ela fica vulnerável e sofre com a ação lipolítica
do desoxicolato de sódio,
FS essa é a atividade-alvo no
tecido adiposo. A proteção aos outros tipos
celulares depende da concentração de albumina
circulante no organismo.
FI
Situação que é revertida quando existe no
organismo uma concentração alta de albumina,
cada molécula desta proteína consegue inibir 4
moléculas de desoxicolato.
O plasma contém, aproximadamente, 4% de
albumina e tecidos como a derme, com grande
volume de estroma contem abundante albumina, já
outros tecidos com maior volume de células
possuem menor concentração de albumina.
Thuangtong, R. et al. 2010

Copyright Juliana Varão © 2018 41


Diferenças CLÍNICAS entre Ácido deoxicólico e Desoxicolato de sódio

FS

FI

Copyright Juliana Varão © 2018 42


Você sabe como funciona o ácido deoxicólico  fisiologicamente?

Sua indicação é para papadas consideradas moderadas (já


com convexidade submentual) a extremas (até 500 ml de
gordura). Mais do que isso já é indicada a cirurgia plástica com
liposucção.

Você sabe como funciona o ácido


Desoxicolato fisiologicamente?

O Desoxicolato de Sódio age provocando a


necrose do tecido adiposo, por rompimento da
membrana celular do adipócito, estimulando a
cascata da inflamação.

Copyright Juliana Varão © 2018 43


Você sabe como funciona o ácido deoxicólico fisiologicamente?

IMPORTANTE!

NÃO DEVE SER APLICADO COM USO DE


ANTINFLAMATÓRIOS
O processo consiste em uma reação inflamatória, e
dela depende para funcionar adequadamente, o uso
de AINE´s ou corticóides impedem a liberação das
prostaglandinas, responsáveis pela quimiotaxia dos
monócitos que se converterão em macrófagos,
consequentemente reduz a intensidade do processo
inflamatório e PRINCIPALMENTE a remoção dos
fragmentos e debris celulares pelos macrófagos
através da fagocitose, dificultando a fase de remissão
da inflamação.

Assim como NÃO se deve aplicar gelo, para não alterar


a vasodilatação e toda fisiologia da inflamação.

Copyright Juliana Varão © 2018


44
CUIDADOS

CUIDADOS

NÃO É INDICADO O USO DE FAIXAS


COMPRESSIVAS!

Existe uma grande diferença entre


lipoaspiração e lipólise, na lipoaspiração se
remove abruptamente um determinado volume
de gordura e a pele perde a conexão direta com
os músculos, nesse caso, o uso da faixa é
indicado, para acelerar esse reajuste tecidual. Já
na lipólise, é induzida uma inflamação
linfomononuclear aguda, na qual há edema,
calor, dor e rubor, o uso da faixa só pioraria a
sensação desconfortável de dor, e não ajudaria
nos processos fisiológicos de necrose e fibrose.

Copyright Juliana Varão © 2018


45
Contra Indicações

CONTRA-INDICAÇÕES
ABSOLUTAS
Gravidez
Lactante
Terapia anticoagulante
Recente ou corrente infecção
Alergia à soja
Câncer de mama
Diabetes (insulino dependente
descontrolada)
Obesidade mórbida
Imunossuprimidos
Dismorfismo.
Diane Irvine Duncan e Mark Palmer, 2008

Copyright Juliana Varão © 2018


46
Contra Indicações

CONTRA-INDICAÇÕES
RELATIVAS
Microangiopatia ou insuficiência vascular
das extremidades
Escleroderma
Síndrome de sjogren
Lúpus e Doenças autoimunes
Diabetes Tipo II
Hipertensos não controlados
Pacientes em quimioterapia
HIV
Psoríase no local a ser tratado.
Diane Irvine Duncan e Mark Palmer, 2008

Copyright Juliana Varão © 2018


47
Contra Indicações

OBS: De acordo com Duncan e Palmer, essas duas condições


são contra-indicações relativas. Discordo, pelos seguintes
motivos:

1) Altas doses de esteroides


- causarão alteração na dinâmica das prostaglandinas, alterando
o processo inflamatório de quimiotaxia de monócitos e
macrófagos para a remoção do tecido necrótico do local
injetado.

2) Falência hepática ou renal


– O paciente necessita de uma boa concentração de albumina
plasmática, proteína sintetizada pelo fígado, para que o
desoxicolato não tenha atividade tóxica em outras células, que
não os adipócitos, assim como para realizar o transporte da
molécula de desoxicolato para a cisterna biliar e dos
triglicerídeos para o fígado. Ela é uma das principais
responsáveis pela remissão do edema, controlando o equilíbrio
entre líquidos nos meios intra e extravasculares. No caso da
falência renal, há perda de grande parte da albumina para a
urina.

Sendo assim, como profissional de saúde integrativa,


considero tais condições contra-indicações absolutas.

Copyright Juliana Varão © 2018


48
Você sabe como aplicar o produto com segurança?

Você sabe como aplicar o


produto com segurança?

Uma das diferenças entre o ácido e o sal é a sensação de dor


durante a aplicação, sendo assim, é prudente utilizar anestésico
tópico potente, e até mesmo o bloqueio local dos ramos
cervicais do nervo facial.

Pinçar a região a ser agulhada é fundamental para que não


haja a deposição do produto nos músculos supra-hioideos e de
base de língua (quando aplicados da forma mais convencional)
pois ocorre parestesia e dor, tornando a deglutição dolorida.

Alerto também para o perigo de se aplicar na tireóide. Por isso


a importância de uma demarcação segura com o domínio da
anatomia.
Diane Irvine Duncan e Mark Palmer, 2008

Existem outras formas, até mais seguras de aplicar o produto


na região submentual, com a utilização de cânulas.

Copyright Juliana Varão © 2018


49
Você sabe como aplicar o produto com segurança?

Copyright Juliana Varão © 2018


50
Você sabe como aplicar o produto com segurança?

Neste método clássico de aplicação, a


distância entre os pontos deve ter
Entre 1 e 1,5 cm.
Quanto menor o espaço entre eles, maior será a
retração da pele
B. Rzany, T. Griffiths, P. Walker, S. Lippert, J. McDiarmid and B. Havlickova.
Copyright Juliana Varão © 2018 51
Você sabe como aplicar o produto com segurança?

DOSE MÁXIMA

O desoxicolato de sódio tem o efeito detergente


mais forte que o ácido deoxicólico, sendo assim, para a
aplicação em gordura submentual, uma região
delicada, na qual mais se encontra gânglios linfáticos
no corpo (dos 400 gânglios do corpo, 160 estão na
cabeça e pescoço), o produto teve sua concentração
reduzida a 1% para esta utilização.

50 a 125 mg por sessão, não tiveram efeitos


sistêmicos em estudos.

Cada ampola possui, normalmente, 20 mg em 2 ml,


podendo existir outras apresentações.

Recomendo, por experiência clínica, 1 ampola de 20


mg por sessão.

Podem ocorrer Náusea, vômito e tontura com doses


maiores que a recomendada.

Patricia Walker e Daniel Lee. 2014 Irvine Duncan e Mark Palmer, 2008

Copyright Juliana Varão © 2018 52


Tempo entre as aplicações

TEMPO ENTRE AS APLICAÇÕES

O tratamento poderá ter de 4 a 6


aplicações com intervalos de 1 mês
entre elas, caso neste período ainda
apresentar dor, edema ou nódulos,
adiar. Pode ser realizada com intervalo
de até 2 meses entre uma sessão e
outra, sem prejuízo do resultado, salvo
não colaboração alimentar do paciente.

Copyright Juliana Varão © 2018 53


Orientações quanto as possíveis reações após o procedimento 

Orientações quanto às
possíveis reações após o
procedimento

Irregularidades no contorno da pele

Calor suave e localizado

Sensação de anestesia

Queimação

Edema

Prurido

Urticária

Dor

Essas são algumas das reações comuns da aplicação do


desoxicolato de sódio.

Copyright Juliana Varão © 2018 54


Anatomia

Hipoderme Panículo adiposo

Tipo: Tecido adiposo unilocular

Anatomia
Em todos os nossos cursos eu sempre reitero a importância de
reestudar muito a anatomia e com olhos mais maduros.

A anatomia é a base de tudo e precisamos considerar que


nenhum indivíduo é idêntico ao outro e compreender tais
diferenças anatômicas, levando em consideração todos os riscos
para fazer os procedimentos da forma mais segura possível.
Vamos lá?

Copyright Juliana Varão © 2018


55
Anatomia

EPIDERME

DERME

HIPODERME
(GORDURA)
(PANÍCULO ADIPOSO)

MÚSCULO

INTERSTÍCIO

OSSO

SISTEMA
LINFÁTICO

Copyright Juliana Varão © 2018


56
Anatomia

COMPARTIMENTO DE
GORDURA SUBMENTUAL

Copyright Juliana Varão © 2018 57


Anatomia

A região submentual localiza-se abaixo da mandíbula, iniciando


anteriormente logo abaixo do mento.

Nossa região de atuação (cirurgião-dentista) é o sistema


estomatognático, com limite inferior do osso hioide, ou seja, nessa
região atuaremos do mento até o ângulo cérvico-mentual, ou onde ele
deveria estar, quando perde o seu ângulo para as papadas volumosas. É
uma região delicada, com muitos vasos e nervos e temos que ter
cuidado na aplicação, principalmente com o nervo marginal da
mandíbula, ramo do facial.

Copyright Juliana Varão © 2018


58
Anatomia

1- Músculo milo-hioide
2- Ventre anterior do músculo digástrico
3- Triangulo submandibular (verde)
4- Triângulo Submentual (laranja)
5- Corpo do osso hioide
6- Ventre posterior do músculo digástrico
7- Triângulo carotídeo (vermelho)
8- Ventre superior do músculo omo-hioide
9- Triângulo muscular (azul)
10- Esternocleidomastóideo (ECOM)
11- Borda anterior direita do triângulo cervical.

Tunstall, R. Shah, N. 2012


59
Copyright Juliana Varão © 2018
Anatomia

1- Processo mastoide
2- Ventre posterior do músculo digástrico
3- Ventre anterior do músculo digástrico
4- Osso hioide
5- Músculo omo-hióideo
6- Músculo esternocleidomastóideo - cabeça esternal
7- Músculo esternocleidomastóideo - cabeça clavicular
8- Clavicula

Naini, Farhad B., Estética Facial - 2014

Copyright Juliana Varão © 2018 60


Anatomia

PLATISMA

Rohen , Yokochi e Lütjen-Drecoll – Anatomia Humana - 1998

Copyright Juliana Varão © 2018 61


Anatomia

Radlanski, J. Ralf e Wesker H. Karl – A face: Atlas ilustrado de anatomia - 2016

Copyright Juliana Varão © 2018 62


Anatomia

Radlanski, J. Ralf e Wesker H. Karl – A face: Atlas ilustrado de anatomia - 2016

Copyright Juliana Varão © 2018


63
Anatomia

Radlanski, J. Ralf e Wesker H. Karl – A face: Atlas ilustrado de anatomia - 2016


Copyright Juliana Varão © 2018 64
Anatomia

Notem que possuímos gordura


tanto entre a pele e o platisma
(gordura pré-platismal) , como
também entre o platisma e a fáscia
(gordura pós-platismal), pode haver
também gordura mais próxima dos
músculos milo-hióideo e ventre
anterior do digástrico, dependendo
das variações anatômicas e grau de
acúmulo de gordura.

Copyright Juliana Varão © 2018 65


Anatomia

Netter, Atlas de Anatomia

Copyright Juliana Varão © 2018


66
Anatomia

9- Nervo facial: ramo marginal da mandíbula


10- Nervo mentoniano
11- Nervo facial: Ramos cervicais
Tunstall, R. Shah, N. 2012
67
Copyright Juliana Varão © 2018
Anatomia

Radlanski, J. Ralf e Wesker H. Karl – A face: Atlas ilustrado de anatomia - 2016

Copyright Juliana Varão © 2018 68


Anatomia

Linfonodos da Cabeça e Pescoço:


1- Gânglios parotídeos
2- Gânglios pré-auriculares
3- Gânglios occipitais
4- gânglios mastoides
5- Gânglios jugulodigástricos(cervicais superiores profundos)
6- Glândula submandibular
7- Gânglios submandibulares
8- Gânglios Submentuais
9- Veia jugular interna
10- Gânglios jugulo-omohioides (cervicais inferiores profundos)
11- Esternocleidomastóideo
12- Gânglios supraclaviculares
13- Veia axilar oriunda da veia subclávia
Tunstall, R. Shah, N. 2012

Copyright Juliana Varão © 2018 69


Anatomia

Temos também no compartimento adiposo,


ligamentos que conectam os músculos à pele,
conhecidos como ligamentos falsos, integrantes do
Sistema musculoaponeurótico superficial, o famoso
SMAS.

Estes ligamentos sustentam e dividem os


compartimentos de gordura.

Radlanski, J. Ralf e Wesker H. Karl – A face: Atlas ilustrado de anatomia - 2016

Copyright Juliana Varão © 2018


70
Técnicas integrativas 

TÉCNICAS INTEGRATIVAS QUE PODEM SER


UTILIZADAS PARA A LIPÓLISE DA GORDURA
SUBMENTUAL E PARA O FORTALECIMENTO
MUSCULAR E TECIDUAL

RPG com Pompage

Laser

ILIB

Fototerapia

Terapia Fotônica frequencial

Laserpuntura

Toxina botulínica

Ozonioterapia

Terapia Neural

Dispositivos intra-orais

Etc.

Copyright Juliana Varão © 2018


71
Espero que tenham gostado da
nova edição do e-book!

Estou disponibilizando materiais


de odontologia integrativa e
Harmonização Orofacial Funcional,
confeccionados com muito carinho,
visando o
fortalecimento, desenvolvimento da
Conclusão
classe odontológica e abertura de
seus olhos para essa nova Era da
Odontologia.

Acredito que seja através da


demonstração de conhecimento
relevante diante do que realmente é
saúde e bem-estar, que a nossa
Classe alcançará o patamar que
tanto almeja.

Aguardo vocês nos comentários


da NOSSA fanpage, no canal do
Youtube, no insta e em todos os
lugares em que possamos ficar bem
pertinho.

Suuper bjss!

Você também pode gostar