Você está na página 1de 7

Professores,

Em atendimento ao disposto na Deliberação CEE 177/2020, estamos solicitando que todos os docentes desta Unidade Escolar elaborem atividades que serão
disponibilizadas para nossos alunos por meio de redes sociais e via e-mail. Este movimento será articulado pela coordenação e poderá contar com a colaboração de todos
os professores que decidirem pessoalmente oferecer estas atividades. Buscando a padronização das atividades estamos enviando os elementos específicos e essenciais.
Todo empenho é necessário para que alcancemos juntos os bons resultados. Reafirmamos que todas as informações recebidas serão compartilhadas.

Antecipadamente, manifestamos nossos agradecimentos e elevada consideração.

Equipe Gestora
EE PROF. GENÉSIO DE ASSIS
e-mail pedagógico: pedagogicogenesio@gmail.com

EE PROF. GENÉSIO DE ASSIS


PLANO DE AULAS - EAD
NOME DO PROFESSOR: Sthefanny Teixeira de Moura
DISCIPLINA: Quimica
PÚBLICO ALVO: 1º A, 1ºB e 1ºC E.M.
NÚMERO DE AULAS: 06
DATA DA DEVOLUÇÃO: 30/03/2020
TEMA: Estados Físicos da Matéria, Mudanças de Estados Físicos, Substancias e Misturas, Substancias Simples e Compostas, Misturas Homogêneas e Heterogêneas e
Misturas Euteticas e Azeotropicas
OBJETIVO: - Compreender as mudanças de estado físico: fusão, ebulição, sublimação, solidificação, condensação;
- Reconhecer os três estados físicos da matéria: solido, liquido e gasoso
- Interpretar gráficos de mudanças de estados físicos da matéria
- Reconhecer diferenças entre substancias e misturas e suas variações: substancias simples e compostas, misturas homogêneas e heterogêneas e misturas euteticas e
azeotropicas
JUSTIFICATIVA: Os alunos deverão ter compreendido os conhecimentos passados e revisados em sala de aula referentes aos estados físicos da matéria e as mudanças que
podem ocorrer com esses estados para que consiga identificar os estados e as transformações físicas do cotidiano. O reconhecimento das diferenças entre substancia e
misturas também se torna importante para que consigam compreender as soluções do cotidiano e os métodos de separação que podem ser utilizados.
HABILIDADE(S): - Reconhecer a ocorrência de transformações químicas e físicas no dia a dia.
- Compreender o ciclo da água e relacionar com as mudanças de estados físico das substancias.
- Compreender que as propriedades temperatura de ebulição e de fusão, densidade e solubilidade podem servir para identificar substância.
- Construir e interpretar gráficos de temperatura x tempo de um aquecimento e de um resfriamento.
- Compreender as diferenças entre substancias e misturas de substancias, substancias simples e compostas, misturas homogêneas e heterogêneas e misturas euteticas e
azeotropicas.
DESENVOLVIMENTO:
Resolver as seguintes questões relativas ao conteúdo:

1. A tabela a seguir traz os pontos de fusão e ebulição, em ºC, sob pressão de 1 atm, de alguns materiais. Com base nas informações da tabela, quais materiais estão no
estado de agregação líquido à temperatura ambiente (cerca de 25ºC)?

2. O naftaleno, comercialmente conhecido como naftalina, empregado para evitar baratas em roupas, funde em temperaturas superiores a 80°C. Sabe-se que bolinhas de
naftalina, à temperatura ambiente, têm suas massas constantemente diminuídas, terminando por desaparecer sem deixar resíduo. Explique o que ocorre com as bolinhas
de naftalina para diminuírem e nomeie esse processo físico.

3. O ponto de fusão do cobre é igual a 1083 ºC e o ponto de ebulição é de 2 310 ºC. Qual o estado físico do cobre em 20ºC, 100ºC, 1000ºC e 2500ºC, respectivamente?

4. Um técnico recebeu duas substâncias sólidas desconhecidas para serem analisadas. O gráfico a seguir representa as curvas de aquecimento das amostras dessas
substâncias até atingirem o estado líquido. Analisando o gráfico, responda:
a) Em quanto tempo cada substância (X eY) atingem a fusão?

b) Quanto tempo demora a fusão de cada substância?

c) Quais as temperaturas aproximadas em que cada uma entra em fusão?

d)Por quanto tempo cada substância permanece exclusivamente sólida?

5. Uma amostra de material apresenta as seguintes características:


• temperatura de ebulição constante à pressão atmosférica;
• composição química constante;
• é formada por moléculas idênticas entre si;
• é formada por dois elementos químicos diferentes.
Logo, tal material pode ser classificado como:
a) mistura homogênea, monofásica;
b) substância pura, simples;
c) mistura heterogênea, bifásica;
d) substância pura, composta;
e) mistura heterogênea, trifásica.

6. A curva mostrada no gráfico a seguir representa um processo de aquecimento constante, submetido a uma amostra de um determinado líquido. Ele é um dos principais
produtos do beneficiamento de uma cultura agrícola, cultivada há séculos, no Litoral e na Zona da Mata de Pernambuco. Em relação a esse produto, responda:
a) A amostra é uma substância pura ou uma mistura? Caso seja mistura, é eutética ou azeotrópica?

b) Qual a temperatura de ebulição dessa amostra?

c) Qual o estado físico da substância em temperaturas maiores que 79ºC?

7. O gráfico abaixo representa a temperatura de uma amostra, inicialmente no estado sólido, em função da quantidade de calor absorvida.

Analise as proposições em relação aos números, indicados no gráfico, referentes aos estados físicos da matéria e às suas características e assinale verdadeiro (V) ou falso
(F):
( )I. No estado líquido a substância assume a forma do recipiente que o contém. No gráfico, esse estado está representado pelo número 3.
( )II. O número 2 representa mudança de estado físico, conhecida como sublimação.
( )III. Uma das características do estado gasoso é que as partículas que formam a matéria estão bastante afastadas, dispersas no espaço. Devido a isso, nesse estado físico
a matéria pode ter a forma e o volume variáveis. No gráfico, este estado físico está representado pelo número 5.
( )IV. O número 1 representa o estado sólido, que é caracterizado por a substância apresentar volume e forma fixos. Para a amostra em questão, o estado sólido é
predominante até a temperatura de 350 K.
( )V. A ebulição está representada pelo número 4, e este processo é caracterizado pela passagem do estado líquido para o sólido.
8. Ponto de ebulição é ____________em que uma substância pura passa do estado ______________ a uma certa pressão. Os termos que preenchem corretamente as
lacunas são:
a) a temperatura – líquido para o estado gasoso.
b) o estado da matéria – líquido para vapor.
c) uma propriedade característica – vapor para sólido.
d) a transformação química – sólido para líquido.
e) a temperatura – sólido para líquido.

9. Veja a tabela:

Pela análise dos dados da tabela anterior, medidos a 1 atm, podemos afirmar que à temperatura de 40°C e 1 atm:
a) o éter e o etanol se encontram no estado gasoso.
b) ambos encontram-se no estado líquido.
c) o éter encontra-se no estado gasoso e o etanol, no estado líquido.
d) o éter encontra-se no estado líquido e o etanol, no estado gasoso.
e) ambos se encontram no estado sólido.
10. Seja a seguinte tabela, para a pressão de 1atm:

De cima para baixo, a 25°C e 1 atm, os estados físicos das substâncias são, respectivamente:
a) líquido, líquido, líquido e gás.
b) sólido, sólido, gás e gás.
c) líquido, líquido, sólido e gás.
d) sólido, sólido, gás e líquido.
e) líquido, sólido, líquido e gás.

MATERIAL NECESSÁRIO: Celular com acesso a internet e computador com acesso a internet, Caderno, lápis, caneta, borracha.
FONTES BIBLIOGRÁFICAS: BNCC, Currículo Paulista e Caderno do Professor de Química para o 1º ano do E.M.
AVALIAÇÃO: Correção das questões resolvidas.

Deliberação CEE 177/2020

(...)

Art. 2º - As premissas para a reorganização dos calendários escolares são:

I - adotar providências que minimizem as perdas dos alunos com a suspensão de atividades nos prédios escolares;
II - assegurar que os objetivos educacionais de ensino e aprendizagem previstos nos planos de cada escola, para cada uma das séries (anos, módulos, etapas ou
ciclos), sejam alcançados até o final do ano letivo;
III - garantir que o calendário escolar seja adequado às peculiaridades locais, inclusive climáticas, econômicas e de saúde, sem com isso reduzir o número de horas
letivas previsto em Lei, ou seja, sem redução das oitocentas horas de atividade escolar obrigatória, conforme previsto no § 2º, do art. 23, da LDB;
IV - computar nas 800 (oitocentas) horas de atividade escolar obrigatória, as atividades programadas fora da escola, caso atendam às normas vigentes sobre dia
letivo e atividades escolares (Indicação CEE 185/2019);
V - utilizar, para a programação da atividade escolar obrigatória, todos os recursos disponíveis, desde orientações impressas com textos, estudo dirigido e
avaliações enviadas aos alunos/família, bem como outros meios remotos diversos;
VI - respeitar as especificidades, possibilidades e necessidades dos bebês e das crianças da Educação Infantil, primeira etapa da Educação Básica, em seus
processos de desenvolvimento e aprendizagem;
VII – utilizar um eventual período de atividades de reposição para:
a) atividades/reuniões com profissionais e com as famílias/ responsáveis;
b) atendimento aos bebês e às crianças, com vivências e experiências que garantam os direitos de aprendizagem e desenvolvimento previstos no currículo.
VIII - utilizar os recursos oferecidos pelas Tecnologias de Informação e Comunicação para alunos do ensino fundamental e do ensino médio e da educação
profissional de nível técnico (Deliberação CEE 77/2008 e Indicação CEE 77/2008), considerando como modalidade semipresencial quaisquer atividades didáticas, módulos
ou unidades de ensino centrados na autoaprendizagem e com a mediação de recursos didáticos organizados em diferentes suportes de informação que utilizem tecnologias
de informação e comunicação remota.
Parágrafo único - No Ensino Fundamental, no Ensino Médio e na Educação Profissional, excepcionalmente, na atual situação emergencial, quaisquer componentes
curriculares poderão ser trabalhados na modalidade semipresencial. As atividades semipresenciais deverão ser registradas e eventualmente comprovadas perante as
autoridades competentes e farão parte do total das 800 (oitocentas) horas de atividade escolar obrigatória.
IX - rever a programação para o recesso, bem como as referidas a provas, exames, reuniões docentes, datas comemorativas e outras.
(...)
§ 3º As instituições de ensino deverão registrar de forma pormenorizada e arquivar as comprovações que demonstram as atividades escolares realizadas
fora da escola, a fim de que possam ser autorizadas a compor carga horária de atividade escolar obrigatória a depender da extensão da suspensão das aulas
presenciais durante o presente período de emergência.
(...)