Você está na página 1de 6

Considere o processo de calibração de uma trena em comparação com uma régua graduada,

conforme figura.

Figura 3.13.1: Esquema de medição.

Os dados referentes aos equipamentos envolvidos na calibração são dados por:

Objeto a ser calibrado: trena de fita de aço (5 m).

Resolução:   mm.

Faixa de Indicação (faixa nominal):   mm .

Padrão de referência 1: régua graduada.

Resolução:   mm.

Incerteza expandida: 

Padrão de referência 2: lupa graduada.

Resolução:   mm.

Incerteza expandida: 

Temperatura durante a calibração:  .

Faixa de indicação (faixa nominal): 


Figura 3.13.2: Medição por comparação.

Equação de medição
 

Fontes de Incerteza
 ε: Repetitividade - Tipo A;
 ResT: Resolução da trena;
 ResR: Resolução da régua graduada;
 ResL: Resolução da lupa graduada;
 R: Incerteza herdada do padrão 1 (régua graduada);
 L: Incerteza herdada do padrão 2 (lupa graduada);

Neta aplicação, vamos tomar o ponto de 2000 mm. Desta forma, observe a seguinte tabela.

Valor Indicado na Leitura da Valor indicado na P


Trena lupa régua

2000 -0,29 2000 1999,71

2000 -0,31 2000 1999,69

2000 -0,31 2000 1999,69

2000 -0,29 2000 1999,71

2000 -0,31 2000 1999,69

Média 1999,698

Correção 0,302

Desvio padrão 0,010954

Repetibilidade 0,004899

Incerteza Combinada
 

Através da equação de propagação da incerteza, temos que a expressão da incerteza


combinada para a trena da seguinte forma.

Cálculo da Incerteza Padrão das Grandezas de


Entrada
 

A seguir, vamos calcular a incerteza de cada fonte.

Repetitividade (ε)
Incerteza do Tipo A.
em que

s: representa o desvio padrão da faixa de medição;

n: representa o número de pontos de calibração.

Incerteza Herdada da Régua Graduada Padrão


(u(R))
Distribuição: Normal.

Incerteza Herdada da Lupa Graduada Padrão


(u(R))
Distribuição: Normal.

Resolução da Régua Graduada Padrão  (u(ResR))


e da Lupa Graduada Padrão (u(ResL))
Distribuição: Retangular.

 
Resolução da Trena (u(ResT))
Distribuição: Retangular.

Com isso, a incerteza combinada é dada por:

Agora, vamos calcular os graus de liberdade efetivo da seguinte forma:

Logo a incerteza expandida é dada por:

Cálculo de Incerteza: Calibração da trena

Fonte de
Símbolo Estimativa Tipo Distribuição Divisor Incerteza C.S. Contr. GL
Incerteza

Resolução
ResT 1,00 B Retangular 3,464 0,289 1 0,29 4
da trena

Resolução
ResR da régua 0,01 B Retangular 3,464 0,00289 1 0,00289 infinito
graduada

Resolução
ResL da lupa 0,01 B Retangular 3,464 0,00289 1 0,00289 infinito
graduada
Herdada da
R régua 0,02 B Normal 2 0,01 1 0,010 infinito
graduada

Herdada da
L lupa 0,004 B Normal 2 0,002 1 0,002 infinito
graduada

Repetibilida
ε 0,004899 A Normal 1 0,004899 1 0,004899 infinito
de

Incerteza
uc(T)               0,289
Combinada

Grau de
veff Liberdade               48392892
Efetivo

Fator de
k               2,0
Abrangência

Incerteza
U(T)               0,58
Expandida

T Trena               1999,698