Você está na página 1de 3

CF.1.

010 O SISTEMA CONTABILÍSTICO EM


Plano de Curso
ANGOLA
DESCRIÇÃO
O conceito de normalização contabilística pode ser entendido como um processo dinâmico
que visa a adequação da realidade contabilística face às alterações do meio económico-
financeiro envolvente, que rodeia as organizações. Esta produção normativa assume um
carácter de imperatividade, sedimentado no seu carácter legal. Daqui resulta, por sua vez,
um desenvolvimento da contabilidade segundo um modelo geral e uniforme.

OBJECTIVOS
Pretende-se, com este curso, dotar os participantes de ferramentas eficazes que possibilitem
o ajuste da realidade contabilística da empresa à normativa.
No final do curso os participantes deverão ser capazes de:
· Compreender a evolução histórica do sistema contabilístico angolano;
· Conhecer as demonstrações financeiras e suas componentes;
· Conhecer o plano de contas do sistema contabilístico angolano;
· Conhecer o âmbito e objectivos do Plano Geral de Contabilidade Angolano;
· Conhecer e elaborar os mapas que correspondem às demonstrações financeiras e
interpretá-los;
· Conhecer o quadro de contas utilizado na contabilidade angolana;
· Saber relacionar a contabilidade com o actual sistema fiscal angolano.

DESTINATÁRIOS
Este curso foi especialmente desenhado para: Directores de empresas, Directores Financeiros,
Administrativos/Financeiros e Quadros Técnicos de empresas.

METODOLOGIA
Para o presente plano de formação, os formadores utilizarão os métodos expositivos, os
métodos activos e os métodos interrogativos:
· Método Expositivo: centrado nos conteúdos traduz-se na transmissão oral pelo
formador de informação e conhecimentos ou conteúdos. A estrutura, a sequência dos
conhecimentos e o tipo de conteúdos são definidos pelo formador.
· Método Activo: designa um conjunto de métodos orientados para estimular a
participação dos formandos e partilha de experiências. Estes métodos baseiam-se na
actividade, na liberdade e na auto-educação. O formando aprende por descoberta
pessoal, vivenciando as situações. O formando constrói a resposta adaptada à
situação. O formador responsabiliza-se pela orientação, animação e pela elaboração
dos materiais pedagógicos necessários. A situação pedagógica é centrada nas
actividades dos formandos, a relação é estabelecida
com base nas interacções entre o formador e o
grupo.
· Método Interrogativo: consiste num processo de
interacções verbais, dirigidas pelo formador,
normalmente de tipo pergunta-resposta. O objectivo
é a descoberta pelo formando dos conceitos ou
conhecimentos a memorizar. A interrogação tanto
pode ser utilizada na aprendizagem de saber-fazer
como na de conceitos. Aplica-se ao conteúdo de uma
exposição ou demonstração. Assumem um papel
particular no método interrogativo a competência na

Av. D. João II, Edif. Infante, Nº35 - 8º H Parque das Nações, 1990-083 Lisboa
telf. +351 21 795 74 68 fax: +351 21 342 08 19 email. info@letstalkgroup.com www.letstalkgroup.com Page | 1
Plano de Curso
elaboração de perguntas, os processos de raciocínio indutivo e ainda o modo como se
organiza a aprendizagem por descoberta.

RECURSOS DIDÁCTICOS
Será entregue um kit de documentação por formando, que inclui: material de apoio diverso
(bloco ou folhas para apontamentos, textos, exercícios, etc.) e Manual da Acção de
Formação.
A formação decorrerá em sala devidamente equipada com capacidade e condições adequadas
à dimensão do grupo com Datashow, Quadro Branco ou Flip Chart.

INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO

Avaliação Inicial Avaliação do nível de conhecimentos.

A avaliação efectuada assenta nos seguintes critérios:


· Domínio dos assuntos/capacidade de resolução dos problemas;
· Transferência da aprendizagem para novas situações;
· Realização de actividades de aferição de conhecimentos: fichas de
Avaliação Contínua trabalho, exercícios, análise de casos, etc.;
· Participação;
· Nível de responsabilidade demonstrado;
· Comportamento relacional.

A avaliação final é aferida em função dos resultados da aprendizagem que


se traduzem com base nos critérios acima referenciados:
Avaliação Final · Questionário de avaliação da satisfação do formando da acção de
formação;
· Questionário do formador de avaliação dos formandos.

Fecho da Acção Atribuição de Certificado de Formação Profissional.

DURAÇÃO
3 Dias

HORÁRIO
09:30 – 17:00

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

1. ENQUADRAMENTO GERAL NA CONTABILIDADE EM ANGOLA


· Evolução histórica
· O plano actual e futuro da Contabilidade Angolana
· Documentos de Prestação de Contas
· O Sistema Contabilístico Angolano
· Elementos constituintes das demonstrações financeiras

2. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS
· Os utentes e as necessidades de informação
· Objectivos das demonstrações financeiras
· Responsabilidade pela preparação das demonstrações financeiras

Av. D. João II, Edif. Infante, Nº35 - 8º H Parque das Nações, 1990-083 Lisboa
telf. +351 21 795 74 68 fax: +351 21 342 08 19 email. info@letstalkgroup.com www.letstalkgroup.com Page | 2
Plano de Curso
3. COMPONENTES DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS
· Disposições Gerais
· Balanço
· Demonstração de Resultados
· Demonstração de Fluxos de Caixa
· Normas Internacionais
· Componente prática

4. QUADRO DE CONTAS PGCA


· Introdução
· Lista de Contas
o Meios Fixos e Investimentos
o Existências
o Terceiros
o Meios Monetários
o Capital e Reservas
o Proveitos e Ganhos por natureza
o Custos e Perdas por natureza
o Resultados

5. SISTEMA FISCAL ANGOLANO


· Introdução ao Sistema Fiscal Angolano
· Código Geral Tributário
· Pagamentos mensais:
o Segurança Social (INSS)
o Imposto de Rendimento do Trabalho (IRT)
o Imposto relacionado com imóveis (IPU)
o Imposto sobre serviços prestados (Lei nº 7/97)
o Imposto de Selo
· Pagamentos periódicos:
o Imposto Industrial
o Imposto sobre Aplicação de Capitais – Pagamento de Dividendos
· Imposto de Consumo
· Direitos Aduaneiros

EXERCÍCIOS PRÁTICOS

FECHO DA ACÇÃO E AVALIAÇÃO REACTIVA DA FORMAÇÃO

Av. D. João II, Edif. Infante, Nº35 - 8º H Parque das Nações, 1990-083 Lisboa
telf. +351 21 795 74 68 fax: +351 21 342 08 19 email. info@letstalkgroup.com www.letstalkgroup.com Page | 3