Você está na página 1de 6

04/10/2018 Agentes químicos: aerodispersóides, gases, névoas, vapores, neblinas, poeiras e fumos

Agentes químicos: aerodispersóides,


gases, névoas, vapores, neblinas,
poeiras e fumos
Os agentes químicos são os compostos ou produtos que podem
penetrar no organismo por via respiratória, nas formas de: poeiras, fumos,
névoas, neblinas, gases ou vapores, ou que, pela natureza da atividade de
exposição, podem ter contato ou ser absorvidos pelo organismo pela
ingestão ou pela pele. Eles podem ser encontrados nas formas sólida,
líquida ou gasosa.

Em função de uma crescente quantidade de novos processos


desenvolvidos e do grande número de substâncias utilizadas no meio
industrial, uma variedade bastante significativa de novos agentes químicos
que demostram potencial em causar danos aos trabalhadores vem sendo
estudada.

Os agentes químicos mantêm-se em


suspensão no ar por longos períodos
causando desconforto e doenças
profissionais dos mais variados tipos
(como câncer e distúrbios reprodutivos),
comprometendo a produtividade dos
trabalhadores, levando-os à
aposentadoria precoce, à invalidez
temporária ou permanente e até à morte.

https://senac.blackboard.com/bbcswebdav/pid-3436889-dt-content-rid-61386776_1/institution/Senac%20RS/TST/UC02/conteudos/08_agentes_q… 1/6
04/10/2018 Agentes químicos: aerodispersóides, gases, névoas, vapores, neblinas, poeiras e fumos

As concentrações dos agentes químicos são expressas em termos


volumétricos e massa, através de: ppm (partes do contaminante por milhão
de partes de ar), porcentagem (volume de contaminante em relação ao
volume total de ar) e mg/m3 (massa de contaminante, em miligrama, por
metro cúbico de ar).

O conhecimento dos agentes químicos para o Técnico de Segurança


do Trabalho é de extrema relevância, pois são os agentes mais comuns e
mais prejudiciais em várias indústrias. Conhecendo-os, podemos agir
preventivamente sobre eles e para que possíveis doenças ocupacionais
sejam evitadas.

Os agentes químicos dividem-se em:

Clique ou toque nos títulos para expandir o conteúdo.

Aerodispersóides

São partículas sólidas ou líquidas de tamanho muito


pequeno (abaixo de 100mícrons) dispersas no ar. São exemplos:
poeiras, fumos, névoas e neblinas.

Os aerodispersóides ficam suspensos no ar e dependem,


para isso, do seu peso específico (quanto maior o peso
específico, menor será o tempo de permanência), da velocidade
de movimentação do ar e do seu tamanho. Assim, quanto maior
for o tempo que os aerodispersóides permanecem no ar, maior,
também, será a chance de eles serem inalados e de intoxicarem
os trabalhadores expostos.

As partículas mais perigosas são as menores de 10


mícrons (fração respirável), as quais são visíveis somente
através de microscópio. Já as partículas maiores, em geral,

https://senac.blackboard.com/bbcswebdav/pid-3436889-dt-content-rid-61386776_1/institution/Senac%20RS/TST/UC02/conteudos/08_agentes_q… 2/6
04/10/2018 Agentes químicos: aerodispersóides, gases, névoas, vapores, neblinas, poeiras e fumos

ficam junto das mucosas da parte superior do aparelho


respiratório.

Poeiras

São as partículas sólidas resultantes da ruptura mecânica


de partículas maiores. As poeiras são classificadas em:

poeiras minerais: sílica, asbesto, carvão mineral.

poeiras vegetais: algodão, bagaço de cana-de-


açúcar.

poeiras alcalinas: calcário.

Fumos

Os fumos são partículas sólidas de vapores metálicos ou


plásticos que são produzidos pela passagem do estado de vapor
ao estado líquido (condensação). Como exemplo, podemos citar
os fumos de óxido de zinco nas operações de soldagem com
ferro.

Névoas

As névoas são partículas líquidas que resultam da


passagem do estado de vapor ao estado líquido de vapores ou
pela ruptura mecânica de líquidos. Podemos citar como exemplo
o processo de pintura à pistola, que resulta em uma névoa.

Neblinas

São partículas líquidas formadas pela condensação de


vapores de substâncias que são líquidas em Condições Normais
de Temperatura e Pressão (CNTP). Como exemplo, podemos
citar orvalho, neblinas ácidas e alcalinas.

https://senac.blackboard.com/bbcswebdav/pid-3436889-dt-content-rid-61386776_1/institution/Senac%20RS/TST/UC02/conteudos/08_agentes_q… 3/6
04/10/2018 Agentes químicos: aerodispersóides, gases, névoas, vapores, neblinas, poeiras e fumos

Gases

Os gases não têm formas nem volumes próprios. Além


disso, expandem-se sem limites. Em condições normais de
temperatura e pressão (CNTP), encontram-se no estado
gasoso. Como exemplos, podemos citar GLP, hidrogênio, ácido
nítrico, butano, entre outros.

Vapores

O vapor é o gás formado quando a água passa do estado


líquido para o estado gasoso e é disperso no ar. Como
exemplos, podemos citar gasolina, nafta, entre outros.

A principal diferença entre gás e vapor é a concentração


existente no ambiente. Se a concentração dos gases a uma
determinada temperatura aumentar, eles continuarão sempre
gases. No caso dos vapores, se a concentração aumentar a
uma determinada temperatura, eles atingirão seu ponto de
saturação. Assim, a substância se transformará em líquido ou
sólido.

https://senac.blackboard.com/bbcswebdav/pid-3436889-dt-content-rid-61386776_1/institution/Senac%20RS/TST/UC02/conteudos/08_agentes_q… 4/6
04/10/2018 Agentes químicos: aerodispersóides, gases, névoas, vapores, neblinas, poeiras e fumos

Deixar alimentos expostos ou se alimentar no local de trabalho, fumar


com as mãos sujas com óleo ou graxa ou que estiveram em contato com
produtos químicos são formas de contaminação.

Tal como foi mencionado nos riscos físicos, os riscos químicos podem
atingir também pessoas que não estejam em contato direto com a fonte do
risco e, em geral, provocam doenças.

Resumindo

Nesta aula, você conheceu


algumas atividades que podem

https://senac.blackboard.com/bbcswebdav/pid-3436889-dt-content-rid-61386776_1/institution/Senac%20RS/TST/UC02/conteudos/08_agentes_q… 5/6
04/10/2018 Agentes químicos: aerodispersóides, gases, névoas, vapores, neblinas, poeiras e fumos

colocar em risco a saúde do


trabalhador, uma vez em que
podemos identificar no ambiente
de trabalho um agente químico
ou até a combinação de vários
deles.
Os agentes químicos estudados
nesse capítulo foram:
aerodispersóides (névoas,
neblinas, poeiras e fumos) e
gases e vapores.
Para aprofundar os estudos nos
agentes físicos, acesse o site do
Ministério do Trabalho para
encontrar a Norma
Regulamentadora NR 15 na
íntegra.

https://senac.blackboard.com/bbcswebdav/pid-3436889-dt-content-rid-61386776_1/institution/Senac%20RS/TST/UC02/conteudos/08_agentes_q… 6/6