Você está na página 1de 26

14/09/2017

Solicitações Normais

1
14/09/2017

Hipótese de Navier (Seções permanecem planas)

encurtamento encurtamento

alongamento

3/15

Estados Limites Últimos (Caracterização)

• Por Esmagamento do Concreto


– Compressão simples => εc= 2,0 %ο
– Flexão simples ou composta => εc= 3,5 %ο
εc= 2,0 %ο εc= 3,5 %ο

Por Deformações Plásticas Excessivas do Aço


– εs= 10,0 %ο
εs= 10,0 %ο

2
14/09/2017

Seção Transversal na Flexão


– h = altura total
– d = altura útil
– bw = largura
– As = área de aço tracionada
εc – εc = def. encurt. concreto
σcd= 0,85 fcd σcd= 0,85 fcd – εs = def. along. do aço
Rcc Rcc – x = altura da linha neutra real
y
x – y = altura da linha neutra fictícia
Md – z = braço de alavanca
h d z – Md = momento fletor de cálculo
As – Rcc = força resist. no concreto
comprimido.
Rst Rst
– Rst = força resist. no aço tracionado
– σcd= tensão no concreto
bw εs

Diagramas de Tensões (Compressão na flexão)


σc= 0,85 fcd σc= 0,85 fcd
y

σc= 0,80 fcd σc= 0,80 fcd


y

3
14/09/2017

εc εc= 3,5 %ο εc= 1,5 %ο εc= 3,5 %ο


Diagrama de Domínios (ELU)

x
h As d

bw εs εs= 1,5 %ο εs= 10,0 %ο εs= 10,0 %ο

εc= 2,0 %ο εc= 3,5 %ο

2
h d
3
4a
4

εs= 10,0 %ο εs= εyd 0

εc εc
Diagrama de Domínios (ELU)

As
+ =
h As d

ε ε
bw εs= 10,0 %ο
Flexo-Tração
εc= 2,0 %ο εc= 3,5 %ο

1 2
h d
3
4a
4

εs= 10,0 %ο εs= εyd 0

4
14/09/2017

εc εc
Diagrama de Domínios (ELU)

As
h d + =
As

εs εt εc εc
bw
Flexo-Compressão
εc= 2,0 %ο εc= 3,5 %ο

3
h
1 2 7

h d
3 5
4a
4

εs= 10,0 %ο εs= εyd 0

εc
x d−x  εc
x = 

= .d
Diagrama de Domínios (ELU)

x
εc εs  εc + εs 
h As d
εc
ξ=
x ξ=
bw εs d εc + εs

εc= 2,0 %ο εc= 3,5 %ο

3
h
1 2 7

h d
3 5
4a
4

εs= 10,0 %ο εs= εyd 0

5
14/09/2017

εc •Domínio 1:
(≤)0
x ξ= ξ ≤0
Diagrama de Domínios (ELU)

x ξ= d
d •Domínio 2:
h As d
 ε   3,5 0 00 
ξ =  c  ξ =   = 0,259
εs  εc + εs   3,5 00 + 10 00 
0 0
bw
0 ≤ ξ ≤ 0,259
εc= 2,0 %ο εc= 3,5 %ο

3
h
1 2 7

h d
3 5
4a
4

εs= 10,0 %ο εs= εyd 0

εc •Domínio 3:
ξ=
x 0,259 ≤ ξ ≤ ξ lim
Diagrama de Domínios (ELU)

x
d  3,5 0 
h d ξ lim =  0 00 

 3,5 00 + ε yd
As  ε  
ξ =  c  ξ lim_ CA−50 A = 0,628
bw εs  εc + εs 
ξ lim_ CA−60 B = 0,585
εc= 2,0 %ο εc= 3,5 %ο

3
h
1 2 7

h d
3 5
4a
4

εs= 10,0 %ο εs= εyd 0

6
14/09/2017

εc •Domínio 4:
x ξ lim ≤ ξ ≤ 1
Diagrama de Domínios (ELU)

x ξ=
d •Domínio 4a:
h As d
 ε  h
ξ =  c  1≤ξ ≤
bw εs  εc + εs  d
εc= 2,0 %ο εc= 3,5 %ο

3
h
1 2 7

h d
3 5
4a
4

εs= 10,0 %ο εs= εyd 0

h
εc •Domínio 5: ξ≥
d
x
Diagrama de Domínios (ELU)

x ξ= 2,0 0 00 ≤ ε c _ sup ≤ 3,5 0 00


d
h d
As ε c 3 h = 2,0 0 00
 ε 
ξ =  c  7

bw εs ε
 c + ε s  0 ≤ ε c _ inf ≤ 2,0 0 00
εc= 2,0 %ο εc= 3,5 %ο

3
h
1 2 7

h d
3 5
4a
4

εs= 10,0 %ο εs= εyd 0

7
14/09/2017

εc •Domínio 1: ξ ≤0
x
x ξ= •Domínio 2: 0 ≤ ξ ≤ 0,259
Diagrama de Domínios (ELU)

d •Domínio 3: 0,259 ≤ ξ ≤ ξ lim


h As d
 ε  •Domínio 4: ξ lim ≤ ξ ≤ 1
ξ =  c  •Domínio 4a: 1≤ ξ ≤ h d
 εc + εs 
bw εs
•Domínio 5: ε c 3 h = 2,0 0 00
7
εc= 2,0 %ο εc= 3,5 %ο

3
h
1 2 7

h d
3 5
4a
4

εs= 10,0 %ο εs= εyd 0

εc
Peça Superarmada:
ξ > ξ lim
Diagrama de Domínios (ELU)

x – ruptura frágil.

h d Peça Normalmente Armada:


As
– ruptura não frágil ξ = ξ lim
εs
Peça Sub-armada:
bw
– ruptura não frágil ξ ≤ ξ lim
εc= 2,0 %ο εc= 3,5 %ο

2
h d
3

εs= 10,0 %ο εs= εyd 0

8
14/09/2017

εc σc= 0,85 fcd εc σc= 0,85 fcd


Diagrama de Domínios (ELU)

x y Rcc y Rcc
x
h d Md z Md z
As
Rst Rst

bw εs εs

εc σc= 0,85 fcd


Rcc
y
x
h d z Dom. 4 - Superarmadura
As Md Rst

bw εs

Flexão Normal Simples


Dimensionamento de seções retangulares

9
14/09/2017

Introdução
Definições – A flexão simples é definida pela flexão em uma peça com ausência de força
normal. No caso da existência de força normal, denominamos flexão composta.
Os elementos estruturais de concreto armado que geralmente estão submetidos a flexão simples são as
lajes e as vigas.

19/15

Conceito de flexão pura e flexão simples


A NBR 6118:2014 define vigas como sendo elementos lineares em que a flexão é
preponderante.

20/15

10
14/09/2017

Flexão Normal Simples – Hipóteses básicas do dimensionamento (NBR


6118: 2014).

Hipótese das seções planas;

Aderência perfeita;

Despreza-se a resistência à tração do


concreto.

Diagrama tensão-deformação dos materiais

Concreto Aço
CEB NBR6118: 2014
  ε 
2
 E S = 210GPa
σ c = 0,85 f cd 1 − 1 − c   σs E S = 200GPa
σc   0, 002  
0,85 fcd fyd

εc
ε0=2,0%o εu=3,5%o εyd 10 %o εs

11
14/09/2017

Flexão Normal Simples - Diagrama de domínios


εc= 2,0 %ο εc= 3,5 %ο

Reta a: tração simples;


a 3
h
1 2 7 Reta b: compressão simples;
h d Flexo-tração: domínios 1, 2, 3 e 4;
3 5
Fexo-compressão: domínios 2, 3, 4, 4a e 5
4a
4
b
εs= 10,0 %ο εs= εyd 0

tração compressão

Domínios na flexão simples


Vigas de concreto armado submetidas a flexão simples, encontram-se nos domínios 2, 3 ou 4.

εc= 2,0 %ο εc= 3,5 %ο

2
h d
3

εs= 10,0 %ο εs= εyd 0


24/15

12
14/09/2017

Peças subarmadas – Domínio 2


Peças subarmadas: rompem no domínio 2. A ruptura ocorre por deformação excessiva da armadura
sem haver o esmagamento do concreto. (Ruptura dúctil com aviso prévio)
  εc  
2

σ c = 0 ,85 f cd 1 −  1 −  
εc= 2,0 %ο εc= 3,5 %ο σc   0 , 002  

0,85
fcd
2
h d σ ε0=2,0
ε
εu=3,5c
sfy
3 %o %o
d
4

εs= 10,0 %ο εs= εyd


εy 10 %oε
0

25/15
d s

Peças normalmente armadas – Domínio 3


Peças normalmente armadas: a ruptura ocorre no domínio 3, com esmagamento do concreto e com
escoamento da armadura. O tipo de ruptura é semelhante ao das peças subarmadas.
  εc  
2

εc= 2,0 %ο εc= 3,5 %ο σ c = 0 ,85 f cd 1 −  1 −  


σc   0 , 002  

0,85
fcd
2
h d σ ε0=2,0
ε
εu=3,5c
sfy
3 %o %o
d
4

εs= 10,0 %ο εs= εyd 0


εy 10 %oε
26/15
d s

13
14/09/2017

Peças superarmadas – Domínio 4


Peças superarmadas: a ruptura ocorre no domínio 4. O aço não escoa e a ruptura ocorre por
esmagamento do concreto. A ruptura é frágil, brusca e sem aviso prévio. Essas peças devem ser
evitadas (com o emprego de armadura dupla).
  εc  
2

εc= 2,0 %ο εc= 3,5 %ο σ c = 0 ,85 f cd 1 −  1 −  


σc   0 , 002  

0,85
fcd
2
h d σ ε0=2,0
ε
εu=3,5c
sfy
3 %o %o
d
4

εs= 10,0 %ο εs= εyd


εy 10 %oε
0

27/15
d s

Flexão Normal Simples – Dimensionamento de Seções Retangulares


– h = altura total
– d = altura útil
– bw = largura
– As = área de aço tracionada
εc – εc = def. encurt. concreto
σcd= 0,85 fcd σcd= 0,85 fcd – εs = def. along. do aço
Rcc Rcc – x = altura da linha neutra real
y
x – y = altura da linha neutra fictícia
Md – z = braço de alavanca
h d z – Md = momento fletor de cálculo
As – Rcc = força resist. no concreto
comprimido.
Rst Rst
– Rst = força resist. no aço tracionado
– σcd= tensão no concreto
bw εs

14
14/09/2017

Flexão Normal Simples – Dimensionamento de Seções Retangulares

Equações de equilíbrio
εc σcd= 0,85 fcd σcd= 0,85 fcd
Rcc Rcc
y
x
Md
h d z
As
Rst Rst

bw εs

Flexão Normal Simples – Dimensionamento de Seções Retangulares

Equações de equilíbrio
εc σcd= 0,85 fcd σcd= 0,85 fcd
Rcc Rcc
y
x
Md
h d z
As
Rst Rst

bw εs

15
14/09/2017

Flexão Normal Simples – Dimensionamento de Seções Retangulares

Equações de equilíbrio
εc σcd= 0,85 fcd σcd= 0,85 fcd
Rcc Rcc
y
x
Md
h d z
As
Rst Rst

bw εs

Flexão Normal Simples – Dimensionamento de Seções Retangulares

Equações de equilíbrio
εc σcd= 0,85 fcd σcd= 0,85 fcd
Rcc Rcc
y
x
Md
h d z
As
Rst Rst

bw εs

Armadura Simples

16
14/09/2017

Flexão Normal Simples – Dimensionamento de Seções Retangulares

Momento limite para seções retangulares


normalmente armadas – entre domínios 3 e 4

3,5%0

xlim

h d
As d-xlim

bw εyd
Depende do aço

Flexão Normal Simples – Dimensionamento de Seções Retangulares

Momento limite para seções retangulares


normalmente armadas

3,5%0 σcd= 0,85 fcd σcd= 0,85 fcd


Rcc Rcc
xlim y 0,8xlim

Md
h d z
As d-xlim
fyd fyd

bw εyd

17
14/09/2017

Flexão Normal Simples – Dimensionamento de Seções Retangulares

Momento limite para seções retangulares


normalmente armadas
0,4xlim
3,5%0 σcd= 0,85 fcd σcd= 0,85 fcd
Rcc Rcclim
xlim y 0,8xlim

Mdlim
h d Zlim
As d-xlim
Rst Rst

bw εyd Depende do aço

Flexão Normal Simples – Dimensionamento de Seções Retangulares


Prof. Dr. José Milton de Araújo E S = 200 GPa

Aço CA-50 CA-60

εc%o 3,5 3,5


Subarmada ou normalmente armada, domínio 2 ou 3 – armadura simples.
εyd%o 2,174 2,609

ξlim 0,617 0,573


Superarmada, para evitar a situação, adota-se - armadura dupla.
μlim 0,372 0,353

18
14/09/2017

Flexão Normal Simples – Dimensionamento de Seções Retangulares


NBR6118: 2014 E S = 210GPa

Aço CA-50 CA-60

εc%o 3,5 3,5


Subarmada ou normalmente armada, domínio 2 ou 3 – armadura simples.
εyd%o 2,07 2,48

ξlim 0,628 0,585


Superarmada, para evitar a situação, adota-se - armadura dupla.
μlim 0,376 0,359

Determinação do momento limite para seções retangulares com armadura simples

eixo de simetria
3,5%0
Domínio 4 – Ruptura frágil;
xlim Domínio 2 e 3 - Dúctil
Md
Linha neutra
Para garantir a ductilidade
h d das vigas, é conveniente
As d-xlim limitar a profundidade da
linha neutra, de modo a se
obter uma ruptura distante
bw εyd do domínio 4.

19
14/09/2017

Determinação do momento limite para seções retangulares com armadura simples

NBR6118: 2014

Aço CA-50 CA-60

εc%o 3,5 3,5

εyd%o 2,07 2,48

ξlim 0,628 0,585

μlim 0,376 0,359

Determinação do momento limite para seções retangulares com armadura simples

NBR6118: 2014

Aço CA-50 CA-60

εc%o 3,5 3,5

εyd%o 2,07 2,48

ξlim 0,628 0,585

μlim 0,376 0,359

20
14/09/2017

Determinação do momento limite para seções retangulares com armadura simples

NBR6118: 2014

Aço CA-50 CA-60

εc%o 3,5 3,5

εyd%o 2,07 2,48

ξlim 0,628 0,585

μlim 0,376 0,359

Determinação do momento limite para seções retangulares com armadura simples


NBR6118: 2014

Aço CA-50 CA-60

εc%o 3,5 3,5

εyd%o 2,07 2,48

ξlim 0,45 0,45

μlim 0,295 0,295


Variação da deformação no aço tracionado Relações momento-curvatura na
com a profundidade da linha neutra(fck <=
50MPa) ruptura e ductilidade mínima

21
14/09/2017

Flexão Normal Simples – Dimensionamento de Seções Retangulares


Roteiro de cálculo

Dados: bw, h, d, fck, fyk, Mk.


Valores requeridos: As e A’s

1)

2)

Flexão Normal Simples – Dimensionamento de Seções Retangulares


Roteiro de cálculo
3)

4) Se µ < µlim – Armadura Simples 5) Se µ >µlim – Armadura dupla

22
14/09/2017

Flexão Normal Simples – Dimensionamento de Seções Retangulares


Exemplo de dimensionamento
Concreto: fck = 20 Mpa;
Aço: CA-50

Cálculos iniciais:

Flexão Normal Simples – Dimensionamento de Seções Retangulares


Exemplo de dimensionamento

23
14/09/2017

Flexão Normal Simples – Dimensionamento de Seções Retangulares


Exemplo de dimensionamento – Armadura mínima
Deve-se evitar a ruptura brusca na passagem do estado não fissurado (Estádio I) para o estado fissurado (Estádio II), para isso, determina-se
uma área mínima de armadura tracionada;

A armadura tracionada deve ser suficiente para absorver o momento de fissuração Mr.

24
14/09/2017

Flexão Normal Simples – Dimensionamento de Seções Retangulares


Exemplo de dimensionamento – Armadura mínima

Onde W0 é o módulo de resistência da seção transversal bruta de concreto, relativo a fibra mais tracionada

fctk,sup é a resistência característica superior do concreto à tração.

Porém,

Flexão Normal Simples – Dimensionamento de Seções Retangulares


Exemplo de dimensionamento – Armadura mínima
Alternativamente, a armadura mínima pode ser considerada atendida se forem respeitadas as taxas mínimas
de armadura da tabela 17.3 da NBR 6118:2014

25
14/09/2017

Flexão Normal Simples – Dimensionamento de Seções Retangulares


Exemplo de dimensionamento – Armadura mínima
Portanto,

26

Você também pode gostar