Você está na página 1de 3

CHACRAS ILUMINADOS

(tradução do áudio do filme)

No início era só o vazio e a centelha da Consciência Divina. Desta centelha nasceu a C


riação, girando a partir do centro, através do tempo, girando para vir a ser, formando
círculos de vida.
Das imensas galáxias espirais distantes milhares de milhares de anos luz a átomos ro
dopiando num grão de areia. Universos feitos de círculos de energia, rodas giratórias
de poeira de estrelas, dando inicio à vida.
Circulo após circulo girando no espaço, solidificando-se, girando num eixo em torno
do sol, movendo-se e evoluindo através do tempo. O uno e o múltiplo dando inicio à vid
a. Nosso planeta azul, brilhante, girando no espaço, com somente uma lua, um plane
ta feito de terra, de água, de fogo, de ar, um planeta sonoro, de beleza e de cons
ciência da vida.
Uma teia intrincada, tecida com delicado equilíbrio esta terra abençoada, o nosso la
r, é a Grande Roda da qual nasce toda a vida gerada no coração do Espírito Divino, conde
nsada na manifestação, o uno e o múltiplo, o Pai Céu e a Mãe terra. Entre eles as sete cam
adas de manifestação formam a ponte do arco-íris ligando a Terra e o Céu, as pedras angu
lares da matéria no espírito conectando-se através de nossos corpos como nos conectamo
s uns aos outros e à infindável teia da vida, num constante espertar de consciência.

Os sete chacras distribuem-se ao longo de um canal central chamado sushumna , da


base à coroa, gerando os padrões do campo áurico*. Seu movimento ocorre pela intersecção
de duas correntes básicas: uma que vem de cima e outra que vem de baixo.
Quando essas correntes circulam entre os chacras, o movimento dos mesmos nos lev
a a uma jornada através da vida. Juntos, esses sete chacras descrevem uma formula
profunda de inteireza, de completude.
A localização dos chacras no corpo dão significado aos respectivos níveis de consciência q
ue iremos explorar a medida que entrarmos em cada chacra, começando com a Lótus verm
elha localizada na base da coluna.
O primeiro chacra representa o mundo material, a essência gravitacional da matéria,
a força que une a energia à forma e cria a densidade do mundo físico. Seu elemento é a t
erra, e este chacra representa o instinto de sobrevivência em sua conexão primeira c
om a matriz de vida na terra.
Acredita-se que a deusa kundalini Shakti esteja enrolada três vezes e meia em volt
a do chacra básico, desta forma, mantendo a matéria coesa. Quando provocada, a kunda
lini sobe pela coluna penetrando e despertando um chacra de cada vez até alcançar o
chacra coronário onde habita Shiva, seu parceiro divino, que permanece em estado d
e consciência pura.
O nome desta chacra, Muladhara, significa raiz, apoio. É preciso ter raízes profunda
s na terra para que se possa fazer a longa jornada para o alto. É aqui que se enco
ntra a paz, a quietude e a solidez encontrada no mundo natural. Medite aqui com
suas raízes na terra honrando o templo do seu corpo.
Muladhara agora está desperta na base de sua coluna, para que você possa abrir-se à Lótu
s de 6 pétalas do segundo chacra, chamado Swadhistana, que significa sua própria bem
aventurança.Este chacra está relacionado ao elemento água e representa o continuo mov
imento da maré da dualidade, dos opostos que se atraem movendo-se e fluindo um em
direção ao outro no anseio primário de fundir-se em um só. Aqui se penetra no movimento
interno da energia da força vital, puxada pelas correntes dentro da sua alma com s
eus anseios e desejos.
No nível do segundo chacra, a serpente kundalini ao mesmo tempo une e separa crian
do o yin/yang da existência, girando num equilíbrio máximo. No corpo, esse chacra eman
a do sacro, dos quadris e da pélvis como centro do movimento, da sensação, do prazer e
do desejo. Quando dois corpos se conectam um com o outro em grande comunhão, eles
se tornam um só, abrindo-se às águas da paixão e a um oceano de bem-aventurança.
Satisfeito, você sai das águas do segundo para o terceiro chacra, localizado no plex
o solar, a Lótus amarela de Manipura, que significa pedra brilhante. Da terra para
a água e da água para o fogo, aqui as centelhas divinas da consciência acendem os fog
os da sua vontade para queimar sua resistência e vitalizar todo seu ser. Chamas pu
lsantes de energia se agitam para despertar seu poder para queimar com propósito e
fortalecer sua vontade. Mantenha essa chama viva através de todas suas provações e at
ribulações quando você se move pela vida com maior liberdade e poder. Deixe que este f
ogo se extinga. Esse poder deve ser domado por meio de uma prática diligente, à medi
da que você acende suas energias internas e externas. Não é uma tarefa fácil conduzir o
fogo caótico da kundalini, leválo até sua barriga para apoderar-se dele permitindo que
essa energia floresça e se transforme em poder. Agora este fogo vai conduzir e su
stentar você no trabalho com o seu ego ao dissolver-se na pedra brilhante que é a ve
rdadeira fonte do poder em Manipura.
Deixando o terceiro chacra aceso você sobe para o coração para encontrar a Lótus de 12 p
etalas chamada Anahata, que significa, intocada, imaculada. O elemento deste cha
cra é o ar, quando você se eleva na suavidade e amplidão do céu. Agora a kundalini leva
você para cima em ventos de amor para abraçar o despertar do Espírito Divino que supli
ca que seu coração se abra e voe livre expandindo-se no elemento ar com cada respiração
e o faça elevar-se no infinito, tornado-se luz e imensidão interior. Dançando alegreme
nte com o outro, você penetra no mistério do amor e do relacionamento, transcende o
ego e viaja com outros para o reino divino do coração. Unindo o céu e a terra, o mascu
lino e o feminino, a mente e o corpo em equilíbrio perfeito, o coração é um lugar macio,
terno e profundo, um lugar de compaixão e conexão. Quando desperto, o coração pulsa com
o ritmo da vida, distribuindo amor para os seus relacionamentos, para si mesmo
e para todo o planeta. Abrindo seu coração você se alinha com o coração global que agora d
esperta para a consciência social.

Do equilíbrio do coração agora você vai para a Lótus azul de 16 pétalas localizada na garga
ta chamada Vishudda, cujo nome significa purificação. No reino etérico do chacra da ga
rganta, a kundalini desperta as vibrações da essência interior. O som que vem com o ar
da sua respiração abre sua expressão para a música das estrelas. Escute a alegria da vo
z interna, escute a canção que vem do seu coração...ohm...desde o ohm primordial a vibração
se propaga através de toda criação ressoando, expressando, harmonizando, sincronizando
e abrindo sua voz para que você possa cantar a sua verdade no coro da vida. De de
ntro para fora sua auto-expressão flui e aumenta a vibração levando-o mais profundamen
te para sua verdade interna e sua verdade externa. Vibração ao som, à linguagem, á comun
icação e à expressão e criatividade, transferindo música, conhecimento e poesia através do
empo.

À medida que o quinto chacra vibra dentro da garganta, você move-se para o sexto cha
cra , a Lótus de somente 2 pétalas chamado Ajna, que significa perceber e comandar.
A kundalini agora é uma serpente brilhante de luz, desenrolando-se das profundezas
de seu estado meditativo para abrir o sexto chacra, o terceiro olho, centro da
visão, do insight e do mundo ilimitado da luz. As duas pétalas deste chakra trazem o
entendimento da dualidade para o foco unificado do terceiro olho. Esta é o chacra
da visão, da imaginação, o local que revela a radiante luz interior. Concentre a sua
consciência neste centro para obter insight, para buscar visão e penetrar na beleza
eterna do mundo interior, quando uma expansão de consciência perpassa a ilusão e traz
clareza. Quando o terceiro olho abre entre seus dois olhos físicos, você entra na me
ditação profunda que revela sua luz interior. Mantenha o seu olhar firme entre os mu
itos pensamentos e descubra o portal para os mistérios de iluminação interiores à medida
que eles desdobram os padrões abertos do olho da mente. Siga esses padrões para des
cobrir e alcançar seus sonhos. Busque a sua guiança dentro da quietude silenciosa do
seu mundo interior.
Uma vez visto o caminho, a serpente kundalini dirige-se para a parte superior da
coluna para penetrar o chacra da coroa Sahashara que significa milhares de veze
s. Totalmente completo da base à coroa, o sétimo chakra agora pode desabrochar como
a Lótus de mil pétalas, que emana da consciência interior infinita e sem dimensão. Você é e
sa consciência: desperta, atenta, inteligente, divina, desabrochando em consciência
infinita. A natureza da consciência não tem limites. Aquiete sua mente para testemun
har o desdobramento das centelhas de iluminação quando a kundalini encontra o seu co
nsorte divino, Shiva. Shiva, cujas centelhas de iluminação deram a luz às estrelas, á me
dida que você deixa as etapas menores para trás e viaja para o coração do cosmos, para a
inteligência da criação em si mesma, o reino da mente divina, a consciência universal,
ou seja, a Fonte de tudo.
E agora você retoma a viagem de volta através de cada chacra numa corrente de manife
stação, sabendo que você despertou a Lótus de mil pétalas da consciência cósmica, que você
mbrou a beleza do seu mundo interior, que você abriu sua garganta e cantou, que vo
cê se uniu no amor, que superou a inércia através do fogo, que você dançou nas águas da dua
idade e que voltou para a terra, seu lar. Pois todos os chacras estão dentro de vo
cê despertos, vivos, partes de um ser, unidos da base à coroa, energizados e complet
amente iluminados.
Do uno ao múltiplo e do múltiplo ao uno, você é a ponte do arco-íris entre os mundos.