Você está na página 1de 6

UNINTA – CENTRO UNIVERSITÁRIO INTA

CURSO DE GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA

ANGELA SANTOS DO ROSÁRIO


JAIRO FERREIRA BARRETO

RECICLAR É PRECISO!

PRIMAVERA - PA
2020
ANGELA SANTOS DO ROSÁRIO
JAIRO FERREIRA BARRETO

RECICLAR É PRECISO!

Trabalho apresentado à UNINTA como


requisito parcial para a obtenção de nota
da avaliação da disciplina: Seminário
interdisciplinar V. Curso de graduação em
Pedagogia.
Coordenadora: Profª. Miriam Rosário

PRIMAVERA - PA
2020
INTRODUÇÃO

Desde os tempos mais remotos o homem acostumou-se lançar seus detritos


no ambiente próximo a sua moradia. A partir desse momento começa a degradação
do meio ambiente, provocando uma deterioração nos aspectos naturais,
comprometendo diretamente a qualidade de vida do ser humano, pois as condições
ambientais são imprescindíveis para a vida, tanto no sentido biológico como no
social.
Entende-se que a poluição é qualquer degradação (deterioração, estrago)
das condições ambientais, do habitat de uma coletividade humana. E uma perda,
mesmo que relativa, da qualidade de vida em decorrência de mudanças ambientais.
São chamados de poluentes os agentes que provocam a poluição, como um ruído
excessivo, um gás nocivo na atmosfera, detritos que sujam os rios ou praias e até
mesmo um cartaz publicitário que dificulta na visualização natural de uma paisagem.
No entanto, foi na revolução industrial que a poluição passou a constituir um
problema para a humanidade. Mas o grau de poluição aumentou muito com a
industrialização e urbanização, e a sua escala deixou de ser local para se tornar
planetária.
Refletindo sobre o assunto, foi possível chegar à decisão em criar iniciativas
que diminuam a agressão humana no meio ambiente, onde também possa
incentivar a responsabilidade da preservação ambiental de cada cidadão por meio
de ações como a reciclagem, mostrando a importância de se preservar melhor o
meio em que está inserido podendo reaproveitar aquilo que poderia ser descartado.

DESENVOLVIMENTO

É nítida que cada vez a sociedade está ficando mais modernidade, chegou
nesse nível por conta do progresso alimentado pelo consumismo humano. Conforme
pesquisas em média cada habitante produz cerca de 1 Kg de lixo diariamente, isto é,
milhões de toneladas de lixo produzidas anualmente. Percebe-se que a capacidade
de produzir lixo é inerente à condição humana.
Por isso que é comum se ver os latões ou sacos de lixo estão abarrotados
de garrafas, latas, papel, vidros, etc., grande parte desse lixo é produzido nas
cidades e poluem os rios e oceanos. Uma grande verdade é que a maioria desse
material pode ser reciclado.
Na busca por respostas aos questionamentos atribuídos ao destino dos
resíduos sólidos produzidos pela população, a alternativa mais viável é a reciclagem,
a mesma possibilita diversas das soluções para minimizar aos problemas ambientais
relacionados com o lixo.
Para Branco (2003) a reciclagem é um conjunto de técnicas que tem por
finalidade aproveitar resíduos e reutiliza-los no ciclo de produção de que saíram.
Reaproveitar e reutilizar o que de alguma forma foi rejeitado.
Dessa forma entende-se que os materiais recicláveis são aqueles que após
sofrerem uma transformação física ou química podem ser reutilizados no mercado,
seja sob a forma original ou como matéria-prima de outros materiais para finalidades
diversas.
Refletindo na possibilidade que o tema reciclagem faz parte do conteúdo
estruturante Ambiente, das Diretrizes Curriculares e tem em um de seus objetivos, a
integração com as diferentes áreas do conhecimento, pensou-se na ideia de criar o
“Projeto Reciclar é preciso!”
Segundo Silva (2007, p. 11): “O lixo é um elemento presente na vida de
qualquer pessoa, sendo um ótimo tema a ser trabalhado com os alunos, de forma
interdisciplinar, objetivando a conscientização e a mudança de atitude dentro e fora
de sala de aula”. Nesse sentido trabalhar com o tema reciclagem de lixo na escola
proporciona novas formas de aprendizagem e certamente contribuirá também para
melhorar as condições de vida em nossa escola, bairro e comunidade e
consequentemente em nosso planeta.  
Faz-se necessário que a escola evidencie em seu projeto educativo que
aquilo que a criança vivencia fora da sala de aula também educa (...) a forma de
lidar com a limpeza ou com o lixo, entre outras representam situações de ensino e
aprendizagem. (Silva 2007, p. 11).
Um tema interdisciplinar como o lixo é de grande valia para se trabalhar em
sala de aula, com o mesmo pode explorar grandezas e medidas, produções e leitura
de texto de diversos gêneros, diálogos, rimas, poesias, entrevistas até mesmo
paródias.
Como a reciclagem trata-se de uma separação metódica e sistemática de
papéis, metais, plásticos, vidros, entre outros, para a sua posterior transformação e
reutilização na fabricação de outros produtos. A reciclagem considera o lixo como
matéria-prima a ser aproveitada para fazer novos produtos. O trabalho em prática
com a reciclagem é desenvolvido nesse projeto por meio de diversas atividades:

 Conversações sobre a Preservação do Meio Ambiente;


 Falar sobre a importância da reciclagem e da educação ambiental; -
 Oficinas de construção brinquedos com sucatas trazida de casa, como:
bilboquê, vai e vem e pião;
 Ouvir e cantar música sobre temas ambientais;
 Interpretação de texto verbal e não verbal;
 Leitura de histórias e exibição de filmes sobre educação ambiental,
reciclagem e ação do homem sobre a natureza;
 Dramatização e cotação de história sobre o tema;
 Exposição de desenho e de cartazes sobre a decomposição do lixo;
 Firmar pareceria com órgãos públicos municipais e privados para realização
de atividades durante o projeto;
 Reconstrução da autoestima construindo uma nova identidade vivenciando a
transformação de materiais e a transformação de conceitos e preconceitos
reciclando suas vidas adquirindo uma consciência ecológica;
 Dia de culminância do projeto com uma feira expositiva de todos os materiais
reciclados.

RESULTADOS ESPERADOS

Observa-se que trabalhar somente teorias com os alunos toma-se


irrelevante, antes de compreenderem o real sentido do conteúdo para sua vida. Por
meio das atividades e oficinas desenvolvidas na escola usando materiais
diversificados tidos como lixo, com a aplicação de técnicas e práticas simples, novos
objetos foram gerados pela reciclagem, tendo uma grande importância, uma vez
que, recupera materiais que estavam aumentando consideravelmente os lixões,
aterros sanitários, poluindo ruas, rios, lagos e igarapés.
Assim através da educação ambiental usando a técnica de reciclagem
busca-se mostrar para os alunos que é possível diminuir a poluição do ar, da água e
solo, um grande esforço por menor que seja feito já é um grande impacto para o
planeta. Também pretende-se o compartilhamento de conhecimentos com toda a
comunidade escolar, sensibilizando em relação a valores éticos, atitudes e
comportamentos ecologicamente corretos. E além de fazer a integração da comunidade
nos arredores da escola, com o projeto desenvolvido.
Dando por certo que essas medidas sem muito esforço em nossas casas e
escolas e comunidades são fundamentais para melhorar tanto a qualidade do meio
ambiente, como também o social. E na certeza se educar nossas crianças nessa
perspectiva hoje serão cidadãos sensibilizados para futuras gerações.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

CASTRO, Mauriceia Aparecida de. A reciclagem no contexto escolar. Disponível em:


<http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/448-4.pdf. Acesso em: 25
de mai. de 2020.

RODRIGUES, Francisco Cesar P.; CAVINATTO, Vilma Maria. Lixo de Onde Vem?
Para Onde Vai? Moderna, 2003.

SILVA, D.T.S. Educação Ambiental: Coleta Seletiva e Reciclagem de Resíduos


Sólidos na Escola. Cachoeirinha RS – FASB 2007.

Você também pode gostar