Você está na página 1de 48

COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA

ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO


Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

Sumário
Assunto Página
Apresentação
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

Apresentação
O Projeto Político Pedagógico representa a organização do trabalho
pedagógico como um todo, em suas especificidades e modalidades. Assim sendo,
supõe discussão e reflexão crítica sobre os problemas da sociedade e da educação
para encontrar as possibilidades de intervenção da realidade. Além disso: busca a
transformação da realidade econômica, social e política; exige e articula a
participação de todos os sujeitos do processo educativo para construir uma visão
global das realidade e dos compromissos coletivos; alicerça o trabalho pedagógico
escolar, enquanto processo de construção contínua,, portanto, nunca é pronto e
acabado; fundamenta as transformações internas da organização escolar e explicita
suas relações com as transformações mais amplas; constitui-se no anúncio do devir,
do que foi sonhado coletivamente e do que pode passar do sonho à ação.

Ai daqueles que pararem com sua capacidade de sonhar, de invejar sua


coragem de anunciar e denunciar. Ai daqueles que, em lugar de visitar de vez
em quando o amanha pelo profundo engajamento com o hoje, com o aqui e o
agora, se atrelarem a um passado de exploração e de rotina. (Paulo Freire)

O Projeto Político-Pedagógico expressa a autonomia e a identidade do


estabelecimento de ensino sendo esta amparada pelas legislações vigentes, pelas
necessidades históricas da escola pública e pelos direitos garantidos
constitucionalmente a toda população. Constitui-se nos fundamentos legais,
conceituais, filosóficos, ideológicos, metodológicos e operacionais das práticas
pedagógicas à luz da função principal da escola pública como via de acesso ao
conhecimento

Com base nesses princípios, o Colégio Estadual Nilo Peçanha, de


Jaguariaíva, apresenta seu Projeto Político-Pedagógico, fruto de discussões,
reflexões, análises e construções coletivas, ressaltando que esse não se constitui
em mero documento, mas nas vias que conduzem essa escola à realização dos
seus sonhos, com os pés posicionados na realidade do presente, e o coração
comprometido com o futuro.
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

1. Introdução

Para que a escola desempenhe sua função é necessário que tenha uma
definição clara de sua missão, seus objetivos, sua identidade, de onde quer chegar,
como caminhar e como fazer para alcançar suas metas. Para tanto, é necessário
que se construa um Projeto Político-Pedagógico que defina toda essa situação da
escola e, principalmente, que essa construção conte com todos os participantes da
comunidade escolar: professores, alunos, funcionários, pais, equipe pedagógica e
direção. Afinal, para que o mesmo seja colocado em prática, é imprescindível o
comprometimento daqueles que participam a sua construção.

O Projeto Político-Pedagógico exige profunda reflexão sobre as finalidades da


escola, assim como a especificação do seu papel social e a clara definição de
caminhos, formas operacionais e ações a serem empreendidas por todos os
envolvidos com o processo educativo. Ele é de suma importância para o bom
andamento e desenvolvimento da escola,para que haja interação entre professores,
alunos, pais, funcionários, equipe pedagógica e direção. O aluno precisa sentir amor
por sua escola e interesse no seu aprendizado; o professor precisa se sentir
motivado para transmitir os seus conhecimentos; os pais devem participar da vida
escolar de seus filhos, com responsabilidade e como transmissores de valores e
conceitos necessários ao exercício da cidadania.

Dentro do âmbito escolar percebe-se a necessidade de uma proposta


diferente e inovadora, que venha nortear o trabalho de todos os envolvidos no
processo ensino-aprendizagem, pois são explícitas as dificuldades e angústias pelas
quais o sistema educacional está passando, em virtude da perda de valores,
familiares, éticos e pessoais, na sociedade moderna.

A escola depara-se com diversas situações que dificultam que cumpra sua
função precípua de via de acesso ao conhecimento. Acaba por abarcar outras
responsabilidades e desafios, os quais nem sempre consegue superar.
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

A construção coletiva do PPP resulta de uma tarefa difícil pois a cada ano há
uma grande rotatividade de professores, o que acaba por comprometer e embaraçar
o trabalho. Ao se realizar um encontro para discussão de pontos a serem alterados e
retomados, na verdade tem que se fazer um recomeço, pois muitos professores
estão começando naquele momento e desconhecem o que já foi produzido, ao
mesmo tempo que outros que fizeram parte das discussões anteriores não mais
estão presentes, causando uma ruptura no que já foi pensado. Mas, o eixo norteador
desta escola é a busca de melhorias em seu processo de ensino para formar
cidadãos críticos e conscientes de seus direitos e deveres, com os conhecimentos
necessários para isso; isso fica muito claro neste projeto. Ele é o reflexo de muitos
estudos, pesquisas, debates e encontros, que foram realizados com a comunidade
escolar ao longo desse ano letivo e, também, em anos anteriores. É o eixo de toda e
qualquer ação a ser desenvolvida no estabelecimento de ensino e é uma
oportunidade para que a escola defina sua identidade.

Considerando-se a realidade na qual o Colégio Nilo Peçanha está inserido e a


sua própria realidade como instituição social, da qual dependem muitos alunos que
só podem contar com a formação e informação nele obtidas, quer se propor uma
nova dinâmica de trabalho, que deverá concorrer para a diminuição no índice de
reprovações e evasão dos alunos; índice esse que tem influenciado nos baixos
resultados do IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) que a escola
vem amargando nos últimos anos. Muito se tem feito na tentativa de reverter esse
quadro, que não pode ser considerado apenas do ponto de vista da escola, mas que
é fortemente influenciado pelas condições sociais e econômicas, que colaboram de
maneira brutal para a falta de motivação de nossos alunos em relação à escola e a
seu crescimento pessoal. O enfrentamento a tão graves problemas se pautará no
estabelecimento de metas, as quais, uma vez atingidas, acredita-se que concorrerão
para transformar os alunos em cidadãos integrantes, ativos e agentes da história e
de sua própria história.

Para melhor desempenho das atividades estabelecidas é necessário que a


escola seja um ambiente agradável, acolhedor, onde professores e alunos realizem
suas atividades com entusiasmo. Para isso, será feito no decorrer das ações da
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

escola todo um trabalho de resgate de valores, como: respeito, justiça e


solidariedade, para que o trabalho transcorra em perfeita harmonia, alcançando os
objetivos propostos.

É importante salientar que nos trabalhos de construção desse projeto político-


pedagógico, algumas dificuldades foram encontradas, além do que já foi
anteriormente mencionado. Isto porque, nem sempre é fácil colocar no papel o que
se pratica ou vivencia; isso causa uma certa dificuldade para se responder questões
relacionadas à elaboração do PPP, apesar de haver uma superação através da
leitura de textos, debates, etc.

Por outro lado, é muito importante afirmar que obtivemos resultados dessas
discussões muito gratificantes para todos, tais como: construção dos textos
necessários à elaboração do PPP; compartilhamento de experiências diversificadas;
enriquecimento da prática pedagógica; maior aproximação da realidade da escola
aos saberes científicos; esclarecimentos sobre os procedimentos para se chegar à
uma educação de qualidade.
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

2. Identificação

O Colégio Estadual Nilo Peçanha – Ensino Fundamental e Médio, localiza-se


à Praça Silas Gerson Ayres, n° 31, no Bairro Vila Kennedy, em Jaguariaíva – Pr; seu
telefone é (43) 3535-3277. Está jurisdicionado ao Núcleo Regional de Educação de
Wenceslau Braz, cidade da qual está , aproximadamente, a 60 km de distância.

Trata-se de um colégio urbano, porém que atende uma região fora do centro
da cidade, contando, atualmente, com uma clientela de 819 alunos, distribuídos nos
três períodos de funcionamento da escola:

PERÍODO HORÁRIO NÍVEL


Matutino 07h30min – 11h50min Fundamental e
Médio
Vespertino 13h00min – 17h20min Fundamental
Noturno 18h45min – 22h45min Fundamental e
Médio/Blocos

O estabelecimento conta com um quadro de 65 profissionais sendo: 1 cargo


de Diretor (40h), 1 cargo de Direção Auxiliar (20h), 1 cargo de Equipe Pedagógica
40h, 3 cargos de Equipe pedagógica 20h, 1 cargo de secretária (40h), 6 cargos de
Técnico Administrativo 40h, 08 cargos de Auxiliar de Serviços Gerais (40h), e 46
docentes, assim caracterizados:
NOME VÍNCULO FUNÇÃO
01 Adelina Martins Borges CLAD Aux.serv.gerais
02 Adriane Prestes da Silva Fanha SC02 Viva Esc-Leitura
03 Aline Loize de Oliveira Costa e Silva REPR Biologia
04 Alda Vitorino Pereira REPE Pedagoga
05 Almira Teixeira da Silva REPR Ciênc/Quím.
06 Ana Paula de Oliveira REPR Física
07 Andressa Leticia Weigert QPM Pedagoga
08 Angelica Heline Antunes REPR Artes
09 Anilda Poli QFEB Aux.serv.gerais
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

10 Antonio Carlos Camargo Junior REPR Viva Esc-Jogos


11 Aparecida dos Santos Weigert QPM História/Geog
12 Christian Luiz Legat REPR Ed. Física
13 Clarice Martins de Mello QFEB Administ.
14 Cleide Regina Aparecida de Oliveira READ Administ.
15 Cristiane Schafranski REPR Matemática
16 Crislaine Legat Schade QPM Ed. Física
17 Dalva de Jesus Jorge QPM Port/Inglês
18 Dayane de Andrade Oliveira Paulino REPR Matemática
19 Delazuita D'Avila Bida QPM Port/Inglês
20 Dulcinea Santos QFEB Administ.
21 Elcia Regina Miranda QPM Português
22 Elizandra Belini REPR Biologia
23 Fabia Noriani M. de Almeida Ferreira QFEB Administ.
24 Franciane Tomaz de Miranda REPR Ed.Fisica/Hist
25 Glaziele Vitorino REPR Bilogia
26 Geni de Souza CLAD Aux.serv.gerais
27 Helena Aparecida de Almeida QPM Português
28 Irineia Nelli Pereira QFEB Secretária
29 James Mauricio Schade REPR Seg. Tempo
30 Janete Soares Palhano QPM Ciências/Biol.
31 Jaqueline Alves REPR Geog/Filos
32 Joelma Alves de Mello PEAD Aux.servgerais
33 Josiane Branco Guedes QPM Matemática
34 Juliana Aparecida Adaimoré REPR Artes
35 Karolyne Eugenia de Mello QFEB Administ.
36 Karina Ferreira da Silva REPR Ciências
37 Karina Wasilewiski de Castro REPR Geografia
38 Larissa Cristine Rolim de Moura REPR Química
39 Lediane Mesquita QPM Ed.Especial
40 Lilian Kely Fitz REPR Português
41 Luciane Cleise Batista QPM Matemática
42 Luciane Ferreira de Melo REPE Pedagoga
43 Marcia Regina da Silva REPR Sociologia
44 Marcos Antonio Ruth REPR Geografia
45 Marlos Cesar Menão SC02 geografia
46 Maria Elizete dos Santos Sobjeiro REPR Sociologia
47 Maria Inêz Gonçalves Antunes REPR Portug/Artes
48 Maria Iris da Silva Mendes REPR Português
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

49 Maria Lucia Pereira dos Santos QPM Port/Inglês


50 Marilda Rodrigues Jorge CLAD Aux.serv.gerais
51 Neiamara Santos QFEB Administ.
52 Rafaela Delgado Ferreira REPR Artes
53 Raphael Carlos Pinheiro REPR História
54 Renata Aparecida Ayres Carneiro REPR Matemática
55 Rita de Cassia Mesquita SC02 Matemática
56 Sidnei Aparecido de Lima REPR Física
57 Silmara Lisboa dos Santos REPR História
58 Sonia Regina Moura Jorge QPM Pedagoga
59 Sonia Alves da Luz QFEB Aux.serv.gerais
60 Sueli de Fátima da Silva PEAD Aux.serv.gerais
61 Suzan Kellen Branco Guedes Padilha READ Aux.serv.gerais
62 Thabata Saldanha REPR Geografia
63 Urania Melo Viana QPM História
64 Wiviani Guimarães dos Santos REPR História
65 Valdir Camenar Machado REPR Geografia

Com um espaço físico bem estruturado, possui os seguintes ambientes:


Nº AMBIENTE Nº AMBIENTE
10 Salas de aula 01 Laboratório de Ciências
01 Sala de Direção 01 Laboratório de Informática
02 Sala para Equipe Pedagógica 01 Biblioteca
01 Sala de Apoio 01 Cozinha
01 Sala para os Professores 02 Banheiro coletivo feminino (alunas)
01 Sala para Secretaria 02 Banheiro coletivo masculino (alunos)
01 Sala para Almoxarifado 01 Banheiro para professores
02 Sala para armazenar merenda 01 Refeitório
01 Pátio interno 01 Quadra coberta
01 Casa de caseiro 02 Quadra externa

2.1 Histórico da Escola


A história deste estabelecimento de ensino começa em 02/10/67, quando as
professoras Irene Ferreira Pedroso e Maria Tereza Brunetti iniciaram as aulas para
uma turma de 1ª série, com 28 alunos. Por comemorar-se nesta data o centenário
de nascimento de Nilo Procópio Peçanha (Presidente do Brasil – 1910) e por ser
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

norma de que colocar-se-ia em escolas nomes de brasileiros ilustres, nossa escola


recebeu o nome de Grupo Escolar Nilo Peçanha, sendo inaugurado em 05/05/68,
pelo então Secretário de Educação Sr. Carlos Alberto Moro, na gestão do
Governador Paulo Pimentel e do Prefeito Silas Gerson Ayres. O ano letivo de 1968
iniciou com 172 alunos de 1ª a 4ª série do ensino primário. De Grupo Escolar Nilo
Peçanha, passou a chamar-se Escola Nilo Peçanha, em 1975.
Em 1983 sua nomenclatura foi mudada para Escola Estadual Nilo Peçanha
– Ensino de 1° grau Regular. Em 1985 foi construído um prédio de alvenaria com
4 salas e dependências e neste ano foi implantada uma turma de 5ª série (curso
ginasial).
Em 1990 foram entregues pelos Governos Estadual e Municipal mais 06
salas de aula e demais dependências. Em 1994, foi implantado o 2° grau com o
curso Educação Geral – Preparação universal e passou a chamar-se Colégio
Estadual Nilo Peçanha – Ensino de 1º e 2º Graus. Atualmente, Colégio
Estadual Nilo Peçanha – Ensino Fundamental e Médio.

Atos Legais
 Criação: “Grupo Escolar Nilo Peçanha” registro nº 12.592 de 17/10/68,
Complexo Escolar Coronel Luciano Carneiro Lobo – Homologado pela
resolução nº 619/75, Escola Nilo Peçanha – Ensino de 1º Grau Decreto n°
2425/76 de 26/10/76.
 Nova denominação: “ Complexo Escolar Estadual Coronel Luciano Carneiro
Lobo – Ensino de 1º grau regular.” Escola Estadual Nilo Peçanha-Ensino de
1º grau – resolução 595/93 de 07/03/83 – Diário Oficial de 28/03/83.
 Autorização de Funcionamento: 5ª a 8ª série: Resolução 2203/88 diário
oficial 2814 de 15/07/88. Decreto 2425 de 26/10/76 diário oficial nº 166 de
29/10/76
 Reconhecimento do Estabelecimento e curso de 1º Grau: Resolução
556/89 de 02/03/89 diário oficial 2974 de 10/03/89.
 Autorização de implantação do curso de 2º grau: Educação Geral –
Preparação Universal – Resolução nº 5093/92
 Início das atividades: 02/10/67 - Inauguração: 05/05
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

2.1.1 Bandeira do Colégio


A bandeira do Colégio Estadual Nilo Peçanha foi criada pela professora
Marlene A. Moreno em 1990, e confeccionada pela professora Paula Aparecida
Correia, em abril de 1991.
Os retângulos de cor azul representam a formação integral do aluno.
A cor vermelha representa a iniciativa, esforço, responsabilidade e dedicação
dos educandos.
O escudo branco, onde estão as letras CENP, simbolizam paz, solidariedade,
lealdade e amizade.
O pinheiro verde simboliza força e esperança na Educação.
O nome do Colégio Estadual Nilo Peçanha, escrito em branco homenageia
nosso Patrono, Nilo Peçanha ( Presidente do Brasil 1909-1910).
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

3. Objetivo Geral

 Proporcionar ao educando a aquisição dos conhecimentos necessários ao


desenvolvimento da inteligência crítica, de iniciativa e de aptidão na resolução
de problemas, através de meios adequados, procurando assim, o
desenvolvimentos dos requisitos básicos à formação dos valores que
ressaltam a consciência das responsabilidades de cidadãos de convivência
democrática.
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

4. Diagnóstico do Estabelecimento (Marco Situacional)

O cenário mundial que diante de nós se descortina, nos apresenta um mundo


cheio de problemas e conflitos, os quais parecem não ter fim. A cada grave ameaça
que se tenta deter, surgem novas outras que nos assustam e, por vezes, nos deixam
estáticos diante de tantos desafios.
Observamos uma queda assustadora nos valores morais, éticos e
profissionais que saltam aos nossos olhos e parecem dizer à população que tudo é
permitido.
Por outro lado, crescem os movimentos que tentam reagir a tantos
escândalos, corrupções e atos bárbaros de covardia e violência.
A sociedade em que vivemos deve ser vista como possível de transformação.
Para isso é necessário que se busquem espaços para a valorização e a diversidade;
onde se pense em tornar possível a reversão da realidade sócio-política, econômica
e cultural de cada indivíduo de forma a desenvolver a consciência histórica e crítica,
recolocando o homem, que por sua essência é um ser criador, a desenvolver sua
autonomia, a solidariedade e a construir o respeito às diversas formas de
organização.
Diante desse contexto, está o Colégio Estadual Nilo Peçanha, com sua
comunidade escolar, seu entorno, e suas características.
O CENP completou 43 anos e é um dos pilares centrais de nossa
comunidade, o que objetiva os profissionais que aqui atuam, ao comprometimento
com a transformação e construção de indivíduos conscientes de seu papel no
mundo. Atendemos os bairros Vila Kennedy, Primavera I,II,III, Jardim Santa Cecília,
todos de baixa renda, com pais de pouca escolaridade, nem sempre comprometidos
com a formação de seus filhos. O CENP busca mecanismos para compreender sua
comunidade, trabalhando princípios de direitos e deveres, de cidadania e de justiça,
associando-os às práticas dos diferentes grupos e, ainda, problematizando as
diferentes situações da vida pessoal, social, política, econômica e cultural para, na
medida do possível, suprir algumas carências e/ou superar dificuldades.
Esses mecanismos se fazem presentes através de alternativas para a
superação e crescimento de todos, tais como:
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

 trabalho da diversidade para a inclusão;


 discussão da co-responsabilidade de cada indivíduo na construção de
recursos, espaços e valores;
 reflexão no sentido de “subir” na vida e o de “ser feliz”, bem como da busca
de diferentes caminhos para a realização pessoal;
 discussão de exigências e critérios do mercado de trabalho e suas
conseqüências para a vida.
 análise de diferentes situações no contexto social e maneiras de lutar pela
igualdade de todos perante a lei.

Conseguir aplicar os mecanismos acima nem sempre é tarefa fácil.


É de suma importância que se conheça a comunidade em que a escola está
inserida (e, portanto, seu alunado), suas necessidades, potencialidades e
expectativas, adequando a elas seu trabalho de atendimento educacional. Essa é a
única forma possível para a escola atender as suas finalidades – formar cidadãos
conscientes e capazes, fornecendo, ainda, os conhecimentos necessários a sua
melhor inserção no ambiente social. Os alunos de Colégio Nilo Peçanha não diferem
dos alunos das outras escolas públicas que apresentam carências de vários tipos,
desestrutura familiar e grande desinteresse.
A comunidade do Colégio Estadual Nilo Peçanha é composta basicamente de
filhos de operários assalariados. A grande falta de emprego ocasiona a ociosidade
para alguns moradores da região. Os pais dos nossos alunos são, na maioria,
trabalhadores braçais de serrarias, cortes de pinos e bóia –fria.
Não é difícil, assim, caracterizar o nível sócio-econômico de nossos alunos:
nível baixo, dependendo quase na sua totalidade da Merenda Escolar, de
Programas e Projetos Sociais. As famílias são carentes, na grande maioria
desestruturadas e desinteressadas da vida escolar de seus filhos. Geralmente são
famílias numerosas, onde vivem pais, filhos e avós na mesma casa, ou em
pequenos barracos. Mães separadas que trabalham fora para sobreviver, não tendo
na maioria das vezes nenhum grau de instrução. A maioria das mães são
empregadas domésticas e os pais, desempregados.
É uma comunidade onde a desigualdade social é muito grande e poucos
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

detém a autonomia financeira; pessoas com baixa renda, pais que trabalham o dia
inteiro, filhos que ficam sozinhos ou em projetos mantidos pela prefeitura municipal,
elevada desestrutura familiar, problemas com drogas e violência. Um grande número
de famílias passa por muitas dificuldades, não havendo condições financeiras para
suprir suas necessidades básicas. O número de alunos que abandonam a escola é
alto, fator que, aliados a os demais mencionados, vem justificar os baixos índices do
IDEB que o colégio tem apresentado.
Ao se realizarem visitas, por amostragem, nas residências dos alunos, pode-
se perceber o que foi expresso anteriormente. Através da aplicação de questionários
e a conseqüente transformação em gráficos, é possível descortinar o seguinte
cenário:

Com quem o aluno mora


Pai e mãe Pai Mãe
Parentes ou vizinhos Pai/Mãe em outra união Outra situação
3%

31%

61%

5%
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

Onde os alunos moram


Centro Bairro Zona rural Distrito Vilas

24% 0%

1%

75%

Quantas pessoas moram na casa do estudante


2 3 4 5 6 7 8 Mais

2% 18%
5% 4% 6%
15%

21% 30%
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

Água consumida na cas dos estudantes


Não encanada nem tratada Encanada e tratada
1%

99%

Escolaridade do pai do estudante

2%
0% 7% 5% Nunca frequentou a escola
15% 1ª a 4ª incompleta
8% 4% 1ª a 4ª completa 5ª a 8ª incompleta
1% 5ª a 8ª completa 2º grau/Ensino Médio
completo
2º grau/Ensino Médio Superior incompleto
incompleto
18%
Superior completo Pós Graduação
19%
Cursando Outra situação
18%

2%
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

Profissão do pai

Autônomo
24% 8% Empregado
Comerciante
Profissional liberal
Agricultor
Funcionário público
7%
42% Diarista
Desempregado
Aposentado
8% 6% Outra
1%
2%
2%
0%

Profissão da mãe

Autônoma
28% 7% Empregada
19%
Comerciante
Profissional liberal
Agricultora
Funcionária pública
4% Diarista
4% Desempregada
1%
4% Aposentada
1% Outra
19% 15%
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

Escolaridade da mãe

0% 4%
7% Nunca
23%frequentou a escola 1ª a 4ª incompleta
2%2%
1% 1ª a 4ª completa 5ª a 8ª incompleta
5ª a 8ª completa 2º grau/°nsino Médio
16% 3% completo
2º grau/Ensino Médio Superior incompleto
incompleto
Superior completo Pós graduação
4% Cursando Outra situação
17% 21%

Renda familiar

37% 38% 1 Salário mínimo


Até 3 salários
Até 5 salários
Até 7 salários
Não informado

20%
2%
3%
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

Bolsa Família

40%

Sim
Não

60%

Possui computador em casa

33%

Sim
Não

67%
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

Possui internet em casa


17%

Sim
Não

83%

Leitura preferida dos alunos

15% 17%
Jornais
6% Revistas científicas
Revistas de humor
Leitura virtual
21%
Romance
Livros de ficcção
Poesia
19% Outros
10% 6%
6%
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

Interesse dos estudantes

Religião
11% 14% 3% Política nacional
5% Assuntos econômicos
22% Assuntos de moda
Assuntos culturais
Comportamento sexual
Meio ambiente
17%
Avanços tecnológicos
17% 6% Outros

3%

Importância da escola

36% Meio para conseguir bom


trabalho
Preparar para o vestibular
48%
Lazer
Aquisição de
conhecimento
Preparar para a vida
6%
7%

3%
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

4%
Faculdade ou curso pretendido
1% 1%
Administração Agronomia Arquitetura
6% 1% Artes Biologia Ciências Contábeis
6% 7% Carreira Militar Computação Direito
4% 5% 0% Física
Educação Enfermagem Engenharia Agrícola
4%3% Engenharia
3% 1% 1% Ambiental Engenharia Civil Engenharia Elétrica
0% 1%
4% 2%
2%
4% Engenharia Mecânica Engenharia Química Engenharia Florestal
7% 2% 2% Farmácia
7% Biocombustíveis Outras
3% 0% 2%
2% 12% Filosofia Fisioterapia Geografia
1%
1% História Jornalismo Matemática
Medicina Nutrição Odontologia
Pedagogia Psicologia Publicidade/Propaganda

O Município, na sua base econômica, depende exclusivamente da indústria e


agricultura e a cada dia aumenta o número de famílias que adotam o nosso
Município à procura de emprego trazendo consigo seus filhos para serem
matriculados. O caminho inverso também ocorre: pais que se deslocam a outros
municípios em busca de novos empregos e levam os filhos, nossos alunos, junto
com transferência ou às vezes, levam-nos sem qualquer explicação para a escola;
quando chegam ao local de destino não procuram uma escola para realizar a
matrícula. Isso contribui para aumentar os problemas, pois muitas vezes, é onde
encontramos nossos alunos se envolvendo com coisas não relacionadas à
educação. As ofertas de emprego do nosso município não são suficientes para
atender a demanda e resolver o problema do emprego. O triste é saber que o
problema econômico aflige tanto os pais, que mandam seus filhos para a escola
simplesmente para saciar a sua carência afetiva ou se alimentar. Sua formação e
educação, nesses casos, parece que é o que menos importa. Existe ainda
problemas com drogas e violência, que envolvem alguns alunos e membros da
comunidade local.
A área demográfica circunvizinha da escola totaliza 9.506 habitantes, assim
distribuídos:
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

Bairro Nº de habitantes
Vila Kennedy I e II 1.012
Santa Cecília 3.632
Primavera I, II e III 4.862

Desse total, são 4.778 homens e 4.728 mulheres.


A maioria dos pais são analfabetos, outros freqüentam o curso de
alfabetização para adultos e outros não demonstram interesse em buscar um nível
educacional mais elevado.
Com a educação caminham junto a saúde e o emprego. Quando o
desemprego foi substituído por um emprego com certeza serão solucionados muitos
problemas na Educação.
O professor reconhece os problemas da realidade brasileira atual e
compreende a realidade dos seus alunos como : falta de necessidades básicas, a
falta dos pais na sua educação devido a necessidade de trabalho dos mesmos e o
reflexo que isso causa na escola.
Por outro lado, o professor e a escola sabem que não está apenas em suas
mãos a capacidade de transformar a sociedade atual. Nem por isso se omite,
fazendo de contas que esses problemas não existem na escola. Pelo contrário,
“arregaça as mangas” e faz a sua parte para tentar mostrar aos alunos que esta
realidade em que vivemos poderá ser mudada, plantando-se a semente da
transformação para um futuro melhor, mais digno. A capacidade de propiciar a
construção do conhecimento sem, dúvida é uma das maiores contribuições do
professor no processo de aprendizagem.
Esses são os maiores desafios enfrentados pelo CENP. Felizmente, o colégio
tem uma direção bem atuante e muito envolvida com a missão da escola. Isso se
reflete em um grupo de professores e funcionários comprometidos com a escola e
que buscam solucionar os desafios acima de várias forma, entre as quais,
trabalhando em forma de projetos que envolvam questões de ética, cidadania, meio
ambiente, higiene, saúde, drogas, etc, envolvendo a comunidade escolar como um
todo.
O Colégio mantém um bom relacionamento com a comunidade procurando
envolver os pais com a escola; apesar disso, não é grande a participação dos
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

mesmos nas atividades regulares do Colégio. Ao contrário, restringe-se a um número


pequeno de pais conscientes e cooperativos.

Pelas características de seu alunado, há uma grande preocupação da escola


em oferecer oportunidades para que os alunos se insiram nos objetivos propostos.
Por isso, este colégio entende o tempo como uma variável que interfere na
construção da autonomia, permitindo ao professor criar situações em que o aluno
possa progressivamente utilizá-lo na realização de suas atividades. A vivência do
controle do tempo pelos alunos se insere dentro de limites criteriosamente
estabelecidos pelo professor que se tornarão menos restritos, à medida que o grupo
desenvolva sua autonomia dentro de um limite.
Assim, é preciso que o professor:
 defina claramente as atividades, dentro dos objetivos que pretende
alcançar;
 estabeleça a organização em grupos;
 organize os recursos materiais adequados disponíveis na escola;
 defina o período de execução previsto, dentro do qual os alunos serão
livres para tomar decisões.
Além disso, o colégio procura organizar seu espaço físico, de forma a que se
possam utilizar todos os ambientes:
 realizando o trabalho em sala de aula, onde as carteiras são móveis e
podem ser distribuídas de acordo com as necessidades do professor;
 os alunos têm acesso a materiais de uso freqüente;
 os alunos utilizam os biombos e o saguão para exposição de trabalhos
individuais ou coletivos ( desenhos, murais), sempre que necessário;
 alunos assumem a responsabilidade pela decoração, ordem e limpeza
da classe com auxílio do professor.
 em nosso dia a dia aproveitamos os espaços externos para realizar
atividades como ler, desenhar, observações, danças, buscar de
materiais, atividades de educação física, apresentações, etc..
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

Além da utilização do espaço físico do colégio, promovemos atividades como:


passeios, visitas conforme as possibilidades, necessidades e temas abordados pelo
professor/aluno.
Outra preocupação do Colégio Estadual Nilo Peçanha é a de desenvolver
hábitos, pensamentos e ações necessários e desejados para o indivíduo atuar na
sociedade.
É através dos conteúdos articulados com a realidade que o aluno
compreenderá sua estrutura e sua inserção no real, para que desta forma contribua
e participe na transformação social.
A finalidade principal da escola é a apropriação de conhecimento pelo
aluno como instrumento de cidadania, por isto, esta deve ser organizada para
cumprir este fim, com o projeto político pedagógico elaborado com a participação
também da comunidade, pois todos visam os mesmos objetivos. A presença da
comunidade fortalece o colégio, rompe o isolamento dos professores, aperfeiçoa a
qualidade do ensino, consolida o projeto pedagógico e dá aos alunos um exemplo de
prática de cidadania.
São várias as oportunidades para se abrir o colégio a comunidade.
No nosso colégio são elaborados projetos que visam a participação dos pais
dos alunos, onde o objetivo principal é desenvolver maior parceria entre escola e
comunidade, facilitando assim o processo de ensino e aprendizagem. A A.P.M.F. e o
Conselho Escolar são grandes auxiliares para solidificar a relação escola-
comunidade, uma vez que os pais e escola tomam decisões juntas e dividem
responsabilidades. As festas juninas, as inter-séries, chás, tem por objetivo angariar
fundos que revertam em prol da escola nas compras de material permanente,
enriquecimento da merenda escolar, material de limpeza, material para secretaria,
formatura.
As festas, gincanas, encontros, quermesses, formatura, são maneiras de atrair
os pais promovendo a aproximação dos mesmos com a escola, estabelecendo
vínculos afetivos que podem garantir maior envolvimento com o cotidiano da sala de
aula.
Dentre as muitas ações de envolvimento da comunidade, destacamos:
Palestras
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

As palestras, são recursos valiosos que unem a escola à comunidade. São


promovidas na escola palestras para os alunos com o objetivo de esclarecimentos,
ou seja, uma forma de levar o aluno a ampliar seus conhecimentos. Contamos com a
participação de:
 Membros do Conselho Tutelar – Direitos e deveres do aluno, problemas
de faltas na escola, brigas....
 Equipe de bombeiros;
 Equipe da Copel;
 Dentistas – Prevenção dos dentes.
São passados filmes educativos que são inseridos nas áreas do conhecimento
com o objetivo de oferecer qualidade de ensino.

Visitas
O trabalho da escola visa manter a solidariedade social através do
desenvolvimento do senso social do educando e ao mesmo tempo um compromisso
com a sua forma de viver. As visitas ajudam os alunos a coletarem e sistematizarem
informações necessárias ao desenvolvimento das atividades propostas levando-os a
identificarem suas potencialidades e a desenvolverem o hábito de analisar, discutir
valores, atitudes e formas de comportamentos de cooperação e sociabilidade.
Programas de visitas:
 Parque do Cerrado;
 SAMAE;
 NORKE/PISA
 Prefeitura Municipal
 Parque Linear;
 Apresentações e artísticas

Atividades culturais
Quando se analisa a importância cada vez maior da educação para o futuro
dos povos, percebe-se que as soluções para os problemas enfrentados devem ter
níveis de excelência que exigem competência global. Esta competência, por sua vez,
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

exige que a educação seja uma responsabilidade também em conjunto com a


sociedade. Esta é, portanto a tarefa de nossa escola: formar cidadãos
adequadamente preparados para cumprirem melhor o papel que lhes cabe, a cultura
das exigências das estruturas da realidade onde estão inseridos. Através da
participação de alunos em atividades como dramatizações, passeios, danças,
teatros, grupos musicais, gincanas, a escola busca a valorização da troca de
experiência entre os alunos como forma de aprendizagem promovendo assim o
intercâmbio de idéias como fonte de aprendizagem e o respeito do próprio
pensamento.
Incentivamos os alunos a participarem de atividades relacionadas a diferentes
culturas, despertando assim o interesse em assistir, apresentar e participar.
A construção de uma visão solidária de relações humanas contribui para que
os alunos superem o individualismo por meio do diálogo e da valorização da
interação e da troca, percebendo que as pessoas se complementam umas com as
outras. As atividades desenvolvidas pelo CENP, relacionam-se à:
 danças;
 campanhas de alimentos, agasalhos;
 jogos interativos;
 dramatização;
 gincanas;
 concursos;
 consciência.

Atividades cívicas, competitivas e de expressão de solidariedade


São muitas as possibilidades de aproximação dos conteúdos às atividades
que envolvem o civismo. No CENP o civismo é despertado através da hora cívica,
regras na formação de filas, comportamento em comemorações ou apresentação
dentro e fora do colégio, tratamento com os colegas, professores, funcionários,
posturas e atitudes em sociedade. É trabalhado civismo interdisciplinar tanto na
relação a Símbolos Nacionais como em atitudes e posturas, desenvolvendo-se,
assim, a compreensão dos direitos e deveres da pessoa humana, do cidadão, do
Estado, da família e dos demais grupos que compõem a comunidade e a cultura em
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

que vive o aluno. Através de campanhas de agasalho, do quilo, são despertados o


respeito pelo ser humano e a solidariedade. As atividades de gincanas, concursos,
eventos e jogos, estimulam os alunos a competirem de uma forma respeitável, onde
se desperta o espírito esportivo, respeitando as regras e trabalhando a conduta.
O mais importante é o que se ensina e o que se aprende no Colégio. Sendo
assim, deve haver o envolvimento e a preocupação de toda comunidade escolar
com os conteúdos a serem ensinados, de forma que se desenvolva a capacidade de
aprender com autonomia, de resolver problemas e a relacionar a teoria com a prática.
A atualidade nos impõe um grande desafio: formar alunos que saibam pensar,
e participar da sua coletividade e que sejam pessoas que saibam fazer previsão e
organizar um projeto de vida, entendendo como se dão as relações sociais.
Por isto a importância da interdisciplinaridade onde as competências e
habilidades previstas para os próprios alunos facilitem ao mesmo, organizar e
planejar seu trabalho, participando de um projeto coletivo dentro da escola. A
apropriação de conteúdos não pode ser solitária, tem que ser solidária e coletiva.

Outro ponto de grande importância, diz respeito à formação continuada.

No Colégio Nilo Peçanha, através da formação continuada, pretende-se levar


os professores a :
 dar aulas mais dinâmicas, relacionadas às coisas do mundo e
diferentes da prática livresca;
 conhecer a realidade econômica, cultural, política e social do país;
 crescer profissionalmente, flexibilizando-se à mudanças e abrindo-se à
atualização;
 participar do desenvolvimento e da avaliação do projeto educativo da
escola;
 escolher didáticas que promovam a aprendizagem de todos os alunos
evitando a exclusão e respeitar a particularidade de cada criança,
como sua religião ou origem étnica;
 orientar sua prática de acordo com as características da comunidade
avaliando e compreendendo o programa social do país e do entorno da
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

escola;
 compreender que seu trabalho não é um sacerdócio e com isso deve
participar das associações da categoria e assumir que ele tem uma
profissão de verdade, não uma missão;
 utilizar diferentes estratégias de avaliação de aprendizagem, cujos
resultados servem de base para elaborar novas propostas
pedagógicas;
 capacitar os professores à novas atitudes, habilidades ou
conhecimentos;
Nesta perspectiva, pretendemos ter sempre os profissionais participando
dos cursos ofertados pela SEED, NRE, Faxinal do Céu para que posteriormente ele
possa repassar as experiências aprendidas a seus colegas bem como outros cursos,
a fim de garantir uma formação continuada.,
As atividades serão desenvolvidas através de capacitação permanente na
escola: grupos de estudos, reflexão de textos, vídeos, revistas educativas, jornais e
outros; palestras; oficinas, troca de experiências, debates; motivação e criatividade
para o trabalho.

A execução destas atividades deverão ser através da SEED, NRE, Semana


Pedagógica, Faxinal do Céu.

O Cronograma se fará de acordo com as datas previstas em calendário.

Estudos/ Leitura:

Nas reuniões pedagógicas, também serão discutidos temas diversos que


envolvam ambiente escolar, visando corrigir as falhas e buscando o progresso para
uma melhor educação. Este é um momento em que os membros da comunidade
escolar discutem as práticas pedagógicas, apontam dificuldades e apresentam
soluções para a melhor aprendizagem do aluno e funcionamento do Colégio. Quer
dizer, todos devem trabalhar em busca do bem comum com objetivos claros, que
possam ser plenamente atingidos.

Cronograma: Essas reuniões pedagógicas, além das previstas em calendário,


COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

podem ser feitas mensalmente.

Participação em cursos e eventos:

Os professores, bem como os funcionários, serão incentivados a participar de


cursos e eventos, sempre que surgir oportunidade. Quando possível, serão
Integrados também os alunos, nesses eventos, para que sejam valorizados e
mostrem o seu potencial.

Os cursos ofertados pela SEED deverão ter maior número de vagas,


possibilitando a todos os professores participarem, inclusive os professores que não
são efetivos. Todos precisam ter a oportunidade de capacitar-se e atualizar-se.

Formação de grupos de estudos

É importante proporcionar a formação de grupos de estudos dentro do


ambiente escolar, bem como nos grupos de estudos pela SEED por área de
atuação. Esses grupos podem ser realizados para a discussão da prática
pedagógica, projetos a serem executados na escola, enfim atividades que
enriqueçam o bom andamento do Colégio Estadual Nilo Peçanha.

Hora- Atividade

Ela é regulamentada pela legislação vigente, de acordo com a carga horária


de cada professor. Em nosso colégio a hora-atividade desenvolve-se normalmente,
de forma a que os professores possam aproveitar esse momento para grupos de
estudos, leitura de documentos, troca de experiências, planejamento de aulas,
correção de atividades, atendimento de alunos e pais. Pretendemos que cada
professor continue sendo responsável e aproveitando esta oportunidade. O ideal
seria que a hora-atividade realizada por disciplina, mas muitas vezes é totalmente
impossível porque o professor não detém toda sua carga horária no mesmo
estabelecimento0 de ensino.
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

Formação de Pais, professores, alunos e funcionários

Acontece através da organização de palestras, debates e encontros a fim de


trazer informações diversas e atribuir –lhes valor, e a importância de sua
participação. Com a comunidade unida, com objetivos propostos bem traçados e
sendo executados, certamente a escola terá um caminhar pedagógico com sucesso.
É importante proporcionar aos pais, momentos para que possam conhecer as
atividades realizadas com os alunos e, também, para que os professores conheçam
quem são os pais de seus alunos.
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

5. MARCO CONCEITUAL

Ao pararmos para refletir sobre a escola e seus rumos, percebe-se que até
pouco tempo atrás, isso se manifestava em decidir se a escola desejava ser
tradicional ou moderna; isso ainda não desapareceu e nem deve; a escola precisa
definir quais são os alicerces pedagógicos a serem seguidos. Mas, essa visão da
escola ampliou-se. Hoje, a escola, ao definir as bases para a construção de seu
projeto político pedagógico precisa discutir quais são as suas concepções a respeito
de sociedade, homem, educação, escola, currículo, ensino e aprendizagem. É dessa
forma, ao discutir essas questões e chegando-se a uma visão que norteie os rumos
da escola, que a construção coletiva de seu projeto político pedagógico se efetivará.
O projeto político pedagógico da escola insere-se, hoje, em um panorama
marcado pela diversidade. Assim, cada escola resulta do processo de
desenvolvimento de suas próprias contradições e, por isso, não existem duas
escolas iguais. Dessa forma, não há espaço para a pretensa arrogância de saber
antecipadamente os resultados do projeto para todas as escolas de um sistema
educacional. A altivez do dono da verdade cede lugar para a discussão, a análise, o
diálogo e a criatividade.
O filósofo grego Aristóteles, que viveu entre 384-322 a.C., afirmava que o
homem é por natureza um ser social. Quer dizer, a vida em grupo é uma exigência
da vida humana.
Mas, afinal, o que é sociedade e que sociedade é essa em que vivemos
atualmente?
Segundo Pinto: “A sociedade configura todas as experiências individuais do
homem, transmite-lhe resumidamente todos os conhecimentos adquiridos no
passado do grupo e recolhe as contribuições que o poder de cada indivíduo
engendra e que oferece a sua comunidade. Nesse sentido a sociedade cria o
homem para si”. (Pinto, 1994).
Saviani orienta que “o entendimento do modo como funciona a sociedade
não pode se limitar às aparências. É necessário compreender as leis que regem o
desenvolvimento da sociedade. Obviamente que não se trata aqui de leis naturais,
mas sim de leis históricas, ou seja, de leis que se constituem historicamente”.
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

Baseados nessa fundamentação conceitual, percebemos a escola fazendo


parte de uma sociedade nem sempre justa para com todos. É possível, inclusive,
afirmar que vivemos numa sociedade desigual e injusta, onde convivemos com a
inversão de valores.

“O ser humano é, naturalmente, um ser da intervenção no mundo à razão de


que faz a História. Nela, por isso mesmo, deve deixar suas marcas de sujeito e não
pegadas de objeto.” (Paulo Freire, 1997, p.119)

O homem é, antes de tudo, um ser de vontade, um ser que se pronuncia


sobre a realidade. E, aí, está a importância da educação. A educação é uma prática
social, uma atividade específica dos homens situando-os dentro da história – ela não
muda o mundo, mas o mundo pode ser mudado pela sua ação na sociedade e nas
suas relações de trabalho. A escola é o local por excelência para o “fazer
acontecer”, para o despertar de mentes rumo às mudanças desejadas. De acordo
com o dicionário, “escola pode se referir a uma instituição de ensino ou a uma
corrente de pensamento com características padronizadas que formam certas áreas
do conhecimento e da produção humana.. A palavra vem do grego scholé, que
significa lugar do ócio. Na Grécia Antiga, as pessoas que dispunham de condições
sócio-econômicas e tempo livre, nela se reuniam para pensar e refletir” (Vikipédia).
O significado de escola modificou-se no decorrer da história da humanidade e, ao
contrário de ser o local para ir pensar aqueles que tinham o tempo livre, hoje a
escola é um direito para todos os cidadãos. Isto significa que todos têm o direito de ir
à escola, de pensar, de refletir, de ampliar sua visão de mundo.

Diante da complexidade e diversidade social, a escola estabelece suas metas


e define sua identidade; nesse contexto, surge um elemento muito importante para
que a escola direcione suas ações – é o currículo. Este é entendido aqui, como o
conjunto de ações, objetivos, metas, recursos, encaminhamentos metodológicos e
subsídios que norteiam o trabalho dos educadores, com vistas para realizar a
aprendizagem e o desenvolvimento de seus alunos. Para que o currículo possa
cumprir sua função, precisa estar em consonância com a realidade, ou pelo menos,
bem próximo a ela; se não for assim, a escola acaba por perder um pouco o seu
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

rumo.

Só quem conhece a realidade e acredita no potencial transformador do


conhecimento é capaz de aprender e fazer aprender.

O compromisso do CENP é educar alunos para serem autônomos em sua


aprendizagem e em seu desenvolvimento humano, produtores de conhecimento
critico e significativo, conscientes de sua singularidade, subjetividade e
compromissados com o coletivo. O colégio procura cumprir o seu papel buscando
sempre a discussão sobre as práticas vivenciadas, criando alternativas para a
melhoria da qualidade do trabalho, atendendo às necessidades dos educando, para
a apropriação do saber que favorecerá na construção do sujeito como cidadão.
Afinal, trabalhamos com pessoas que têm anseios, dúvidas e que necessitam de
orientação sobre as questões da vida, da sociedade, do ser humano como um todo.
Educar para a vida significa ir além de instrumentalizar com o conhecimento
científico, mas sim ajudá-los a desenvolverem a capacidade de raciocinarem por
conta própria, repensarem suas ações e a criarem um mundo novo.
Ao se conceber a educação como um processo de emancipação que se dá
através de movimentos de reflexão que ultrapassam a mera obtenção de
informações, estabelece-se, também, que a construção de conhecimentos deve
resultar do diálogo do aluno com o pensamento e o mundo que o rodeia.
Por meio de uma sólida formação humanística e científica, procuramos
sensibilizar nossos alunos para que efetuem análises do cotidiano que promovam
transformações em busca da paz e cooperação entre os povos, com posições éticas
e atitudes de cidadãos que possam atuar na comunidade, de forma comprometida e
responsável.
Neste contexto, o Colégio Nilo Peçanha pretende tornar-se um espaço próprio
para a problematização da realidade e das vivências do trabalho coletivo, que faz
frutificar talentos e potencialidades, desenvolvendo a capacidade de realização de
projetos pessoais e coletivos.
Através dos princípios piagetianos e vygotskianos pretendemos desenvolver
uma pedagogia ativa e cooperativa em sala de aula centrada no indivíduo, onde o
conhecimento se processa através de sua interação com o meio. Isto remete a uma
linha pedagógica progressista transformadora, de cunho sócio-interacionista.
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

Dessa forma, acreditamos em uma metodologia onde o papel do aluno seja


implicar-se, participar da construção do seu conhecimento e do conhecimento do
outro. Esta concepção é elaborada pelo próprio trabalho do aluno e pela vivência em
grupo de maneira que os conhecimentos sejam mobilizados para a resolução de
problemas onde a aprendizagem acontece por meio da internalização, a partir de um
processo anterior de troca, que possui uma dimensão coletiva, numa dinâmica onde
a ação ou o discurso do aluno causam modificações na forma de pensar e agir,
interferindo no modo como a elaboração a apropriação do conhecimento se
consolidarão.
A cidadania e a cultura precisam ser cultivados pois segundo Vygotsky o que
nos torna humanos é nossa capacidade de imaginar , de pensar. Desenvolver essa
capacidade requer o convívio com outras pessoas, pois como já foi exposto
anteriormente, o homem é um ser social, portanto precisa da convivência com outras
pessoas.
O convívio escolar refere-se a todas as relações e situações vividas na
escola, dentro e fora da sala de aula, em que estão envolvidos direta e indiretamente
todos os sujeitos da comunidade escolar.
A busca entre o que se pretende ensinar e o que se faz na escola (e o que se
oferece a eles), é também fundamental. Por exemplo, não é possível obter sucesso
no ensino de temas de auto-cuidado e higiene, numa escola suja e abandonada.
Nem se poderá esperar uma mudança de atitudes em relação ao desperdício
(importante na questão ambiental), se não se realizarem na escola práticas que
pautem esses valores. Trata-se, portanto, de oferecer aos alunos a perspectiva de
que tais atitudes são viáveis e, ao mesmo tempo, criar possibilidades concretas de
experiênciá –las. A práxis deve estar presente, para que o “ensinar” produza frutos;
afinal, todos sabemos que se as palavras convencem, o exemplo atrai, educa.
O trabalho com os temas sociais se concretizará nas diversas decisões
tomadas pela comunidade escolar, o que aponta a necessidade de envolvimento de
todos no processo de definição de trabalho e das prioridades a serem eleitas. O
fundamental é que todos possam refletir sobre os objetivos a serem alcançados;
cada um - alunos, professores, funcionários e pais - terá sua função nesse trabalho.
A direção da escola estará sempre facilitando o trabalho em equipe, promovendo
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

situações favoráveis à comunicação, ao debate e à reflexão entre os membros da


comunidade escolar, e também, a trabalho das prioridades a serem eleitas.
A política da igualdade é um princípio que deve nortear conteúdos de ensino,
assim como norteia a missão desta escola, de forma a desenvolver a solidariedade,
a justiça, a responsabilidade de direitos e deveres; com isto, o resgate de valores
como moral, ética e filosofia permeiam os ensinos dos alunos, buscando a
construção da identidade própria, e autonomia coerente e responsável.
É dessa forma que se vai desenvolvendo o processo de construção do
conhecimento.
Entendemos que a construção do conhecimento não se deve apenas ao
professor e nem somente ao aluno e, sim, ao encontro de dois sujeitos em
compreender os fenômenos de uma mesma realidade a fim de transformá-la. O
conhecimento é resultado de um processo de construção histórica e social. É
construído a partir daquilo que o aluno já construiu anteriormente e do ensino que
recebe, pois o próprio aluno é quem vai modificar, enriquecer e construir novos
instrumentos de ação e interpretação, que se apresentam:
 através da transformação de conhecimentos pré-existentes para formação de
novos conceitos;
 partindo dos saberes trazidos pelos alunos acrescentando os conhecimentos
específicos;
 ao trabalhar conhecimentos que possibilitem aos alunos uma ampla visão da
sua comunidade e também outras, pois no mundo globalizado em que
vivemos faz-se necessário um conhecimento também globalizado;
 ao trabalhar conhecimentos sócio-culturais, políticos e pedagógicos
explicitados em comum acordo, inclusos no Projeto Político Pedagógico da
escola;
 ao aplicar conhecimentos úteis e necessários para a transformação da
sociedade;
 ao trabalhar os conhecimentos Moral, Ético, Político e Social, para a formação
de um cidadão crítico e responsável;
 ao propiciar ao aluno uma aproximação real dos saberes relacionados a
disciplina com a sua realidade, possibilitando a formação de cidadãos
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

polivalentes, críticos capazes de interpretar fenômenos que ocorrem no seu


dia- a- dia;
 ao se incorporar conceitos novos aos antigos, que exigirá do professor uma
maior ou menor acomodação do contexto em que ele se encontra;
 ao proporcionar ao aluno conhecimento teórico científico, baseado nos
princípios da educação;
 ao fortalecer os conteúdos, partindo do contexto social e de sua vivência;
 ao propiciar ao educando conhecimento científico, partindo das experiências
de seu cotidiano;
 ao relacionar os saberes científicos, de forma a solucionar os problemas do
cotidiano, levando-o à prática da reflexão e do diálogo permanente.

Isto é, a construção do conhecimento resulta do diálogo do aluno com o


pensamento e com o mundo que o rodeia. Nesse contexto, a escola é o espaço
propício para a problematização da realidade e das vivências do trabalho coletivo,
que faz frutificar talentos e potencialidades, desenvolvendo a capacidade de
realização de projetos pessoais e coletivos, vivenciando os conteúdos escolares
para além da simples memorização.
Não se pode pensar na construção do conhecimento sem estabelecer-se uma
ponte com o currículo. Já mencionamos anteriormente que entendemos o currículo
como o conjunto de ações, objetivos, metas, recursos, encaminhamentos
metodológicos e subsídios que norteiam o trabalho dos educadores, com vistas para
realizar a aprendizagem e o desenvolvimento de seus alunos. O currículo escolar
compõe-se de conteúdos seqüenciados, articulados, selecionados como os mais
significativos - segundo critérios determinados pelas várias áreas do conhecimento.
Tais conteúdos são apresentados em situações de ensino especialmente
preparadas pelo professor, considerando-se as características e necessidades dos
alunos. Essas situações são desencadeados a partir de questões já selecionadas e
programadas no currículo. O currículo, portanto, é uma construção cultural e uma
maneira de organizar as práticas educativas; é a forma de desenvolver os
conteúdos; é o ponto central na melhoria da qualidade do ensino, na mudança da
prática, no aperfeiçoamento do professor.
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

Outro fator importante a ser considerado e a interdisciplinaridade. Esta é mais


uma concepção de ensino e de currículo, baseada na interdependência entre as
diversas áreas do conhecimento. Uma proposta interdisciplinar exige postura criativa
e ousada, pois é necessário que a especificidade de cada conteúdo seja garantida e,
ao mesmo tempo, integrada num todo harmonioso e significativo.
Para que se possa trabalhar dentro de uma proposta interdisciplinar é
necessário que se esteja pensando interdisciplinarmente, isto é, procurando ver o
todo não pela simples soma de suas partes, mas sim percebendo que tudo está em
tudo e, que tudo, repercute em tudo.
Ao estabelecer relação entre as coisas, é possível analisar, entender e
explicar fenômenos passados e presentes. O professor interdisciplinar traz em si um
gosto especial por conhecer e pesquisar; possui um grande comprometimento
diferenciado para com seus alunos; ousa novas técnicas e procedimentos de ensino;
porém antes, analisa-os, dosando-os convenientemente.
A proposta do trabalho pedagógico, baseado nos pressupostos da
interdisciplinaridade, faz a interação das diferentes culturas trazidas para a sala de
aula, por todos que ali interagem. Para que o professor assumia uma postura
interdisciplinar, além da competência e compromisso, é necessário o seu total
envolvimento profissional.
A escola integra a vivência do aluno com os conhecimentos científicos através
de diversas práticas pedagógicas educacionais, propiciando o despertar, o
desenvolvimento e a melhoria contínua das ações que os alunos possam vir a
realizar; quer dizer, através de conteúdos apropriados às séries e que levem o
aluno a pensar que possam ser agentes na vida, isto é, usar o conhecimento
adquirido para mudar a sua realidade em benefício próprio.
A escola reflete as crises políticas-, econômicas e sociais do país. Em relação
aos conteúdos, é necessário então, trabalhar com a realidade do aluno, trabalhar
com o essencial que ele venha a utilizar em sua vida, isto é, o básico, que lhes
desperte o interesse e possa evitar a evasão escolar. A escola é o ambiente onde o
aluno adquire aprendizagem e cultura, para exercer sua função de cidadania através
dos conteúdos propostos.
Os conhecimentos adquiridos, a aprendizagem apropriada da disciplina
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

através da metodologia utilizada pelo professor e de acordo com o currículo escolar,


são escolhidos em consonância com as questões sociais que marcam o momento
histórico, cuja aprendizagem e assimilação são as consideradas essenciais para que
os alunos possam exercer seus direitos e deveres.
O nosso Colégio trabalha com os conteúdos propostos conforme o contido
nas Diretrizes Curriculares do Ensino Fundamental e Médio do Conselho Estadual
da Educação do Paraná, em que se propõe um ensino onde o conteúdo é visto
como meio para que os alunos desenvolvam capacidades que permitam produzir e
usufruir dos bens culturais, sociais e econômicos
No trabalho dos conteúdos, busca-se o seu desenvolvimento, a partir de três
eixos que se complementam: conteúdos conceituais, conteúdos de procedimentos e
conteúdos atitudinais.
Conceituais porque envolvem a abordagem de conteúdos, fatos e princípios;
referem-se à construção ativa das capacidades intelectuais para operar com
símbolos, idéias, imagens e representações que permitem organizar a realidade. A
aprendizagem de conceitos se dá por aproximações sucessivas; aprender conceitos
permite atribuir significados aos conteúdos aprendidos e relacioná-los a outros.
Os procedimentos expressam um saber fazer, que envolve tomar decisões e
realizar uma série de ações, de forma ordenada e não aleatória, para atingir uma
meta (pesquisas, experimentos, resumos, maquetes, etc.). É preciso auxiliar o
educando, ensinando procedimentos apropriados, para que ele aprenda a pesquisar
em mais de uma fonte, registrar o que for relevante, relacionar informações obtidas
para produzir um texto de pesquisa.
A consideração dos conteúdos procedimentos no processo de ensino é de
fundamental importância, pois permite incluir conhecimentos com a revisão do texto
escrito, a argumentação construída, a comparação de dados, a verificação, a
documentação e organização entre outros.
Os conteúdos atitudinais permeiam todo conhecimento escolar. A escola é um
contexto socializador, gerador de atividades relativas ao conhecimento, ao
professor, aos colegas, às disciplinas, às tarefas e à sociedade.
É imprescindível adotar uma posição crítica em relação aos valores que a
escola transmite, explícita e implicitamente, através de atitudes cotidianas. Ensinar e
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

aprender atitudes requer um posicionamento claro e consciente sobre “o quê” e


“como” se ensina no colégio. Para a aprendizagem de atitudes é necessária uma
prática constante, coerente e sistemática, em que valores e atitudes almejados
sejam expressos e sejam tratados.
Temos que levar em conta a questão emocional, a qual tem relevância o
aprendizado de conteúdos atitudinais pelo fato de que cada aluno pertence a um
grupo social com seus próprios valores e atitudes. Nos PCNs e Diretrizes
Curriculares encontramos os conteúdos referentes a conceitos, procedimentos,
valores, normas e atitudes. É de vital importância e essencial esses conteúdos, pois
visam um desenvolvimento amplo, harmônico e equilibrado para os alunos.
No processo interativo da produção do conhecimento na relação professor-
aluno, é necessário que a afetividade, o amor e a criatividade também estejam
presentes. É um exercício de liberdade e democracia. A ousadia, criatividade e a
responsabilidade estabelecem ações concretas que propiciam ao aluno tornar-se
sujeito no processo ensino aprendizagem.

5.1 Inclusão

Outro tema de importante valor nas discussões atuais é o que se chama


inclusão.
Através da análise do texto “Diretrizes Curriculares da Educação Especial”,
evidencia-se que no século XVIII, o atendimento era fornecido apenas para pessoas
com deficiências sensoriais como a surdez e a cegueira, destacando-se as
concepções de sujeitos subjacentes. A organização da educação Especial sempre
esteve determinada por um critério básico: a definição de um grupo de sujeitos que,
por inúmeras razões sociais vigentes, necessitavam de um atendimento diferente
dos demais. Posteriormente, esse atendimento foi vinculado a um movimento de
sistematização de práticas de disciplinamento relacionadas à caracterização dos
indivíduos, com fim de enquadrá-los em categorias que facilitariam seu tratamento.
Atualmente, a concepção de atendimento reflete diferentes paradigmas nas relações
da sociedade com esse segmento populacional, envolvendo a concepção de
homem, sociedade e conhecimento que determinam a natureza e a abrangência das
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

políticas de atendimento a essa população.

Abre-se a perspectiva da intervenção educacional como fornecedora na


transformação da condição até então imutável, física e intelectual das pessoas com
algum tipo de deficiência, apontando as necessárias relações entre o tipo de
inteligência, as capacidades e habilidades pessoais e as experiências
ambientais/sociais.

Um novo perfil de aluno passa a compor o público alvo dessa modalidade


educacional, incorporando as chamadas deficiências não acentuadas, ou leves, e os
distúrbios de aprendizagem, evidenciando as contradições de um sistema
educacional despreparado para lidar com os diferentes estilos e ritmos de
aprendizagem.

É a prática social que dá legitimidade a essas políticas; o avanço dos direitos,


a definição de metas e as políticas públicas dependem de condicionantes
econômicos, mas também, são definidos de acordo com o ritmo das pressões
populares, da organização dos grupos sociais. Além do claro indicador, estabelece
diretrizes para a compreensão da Educação Especial como modalidade de
educação escolar, obrigatória e gratuita, ofertada, também, em estabelecimentos
públicos de ensino, o acesso aos alunos em deficiência aos benefícios conferidos
aos demais educandos, bem como a integração das escolas especiais aos sistemas
de ensino.

O que fica evidente, é o fato de que as necessidades especiais não se


referem às limitações apresentadas pelas pessoas, mas às exigências de ampla
acessibilidade que oportunize as condições necessárias à independência e
autonomia dos sujeitos. É fundamental que os professores do ensino regular
compreendam esse contingente histórico, considerando-se que ele sinaliza a origem
dos sentimentos de insegurança e despreparo que os acometem ao se depararem
com a possibilidade de educar crianças que apresentem algum tipo de deficiência
em suas turmas, por exemplo.

Refletindo sobre a questão: “Quais os aspectos fundamentais para facilitar


o entendimento de que as adaptações podem ser desenvolvidas e colocadas
em prática para todos os alunos e não somente para aqueles que apresentam
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

algum tipo de necessidade educacional especial?”

A flexibilização ou adaptação curricular, deve ser entendida como uma


prerrogativa para a celebração das diferenças em sala de aula, contrariando a
prática tradicional de que todos os alunos aprendem da mesma forma, com as
mesmas estratégias metodológicas, com os mesmos materiais e no mesmo
currículo; este deve ser adaptado para aqueles alunos que se diferenciam do grupo
“supostamente “ homogêneo que constitui as salas de aula.

Para realizar as adequações necessárias aos componentes curriculares


( objetivos, conteúdos, critérios de avaliação...), devemos colocar em prática o ponto
mais sensível e problemático de currículo: o equilíbrio harmônico entre o que é
comum e o que é individual. ( PASTOR E TORRES, 1998, p. 110)

O objetivo é que o princípio da flexibilidade curricular seja incorporado em


todos os níveis e modalidades de ensino, a fim de que não se tenha novamente, à
exemplo de outras épocas, que produzir propostas específicas, diferenciadas,
voltadas apenas a alguns grupos de alunos.

As ações de flexibilização e adequação curriculares não são desenvolvidas


apenas pelos professores, em sala de aula, mas podem ser realizadas em diferentes
níveis de atuação:

 nos sistemas de Ensino ( SEED);

 no projeto político pedagógico da escola;

 no planejamento do professor ( sala de aula ).

Na prática, observa-se que os diferentes atores sociais são responsáveis pela


realização das adaptações curriculares, sobretudo aqueles que se situam no
contexto da escola.

É fundamental que se busque a efetivação de um currículo voltado para um


ensino de qualidade, tendo como perspectiva o reconhecimento e a atenção à
diversidade do alunado.

Futuramente serão detalhados os serviços e apoios educacionais


especializados que constituem a rede de apoio da Educação Especial no Paraná.
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

Após, serão sistematizadas, por áreas de atendimento, os fundamentos teórico-


metodológicos que nortearão a prática pedagógica, quando nas escolas estiverem
matriculados alunos que apresentem deficiências, altas habilidades, superdotação e
condutas típicas (de síndromes e quadros psicológicos, neurológicos ou
psiquiátricos).

Para atuação nesses serviços, seja na rede pública de ensino ou na rede


conveniada, é necessário que o professor possua habilitação em Educação
Especial, em nível médio (Estudos Adicionais ) ou superior (Graduação,
Especialização, Mestrado ou Doutorado).

No nosso Colégio, detectamos deficiências como: problemas auditivos,


baixa visão, hiperatividade, distúrbios de aprendizagem.

As principais características de dificuldades que podem aparecer na sala de


aula são:
 Dificuldades na escrita - expressão oral superior à escrita; dificuldade em
formular uma sentença com frases incompletas e incorreções gramaticais;
freqüentes erros ortográficos; inabilidade de copiar corretamente; escrita
lenta, letra distorcida e má orientação espacial.

 Dificuldade de leitura - leitura lenta, fraca memorização e compreensão


precária; problema na identificação dos pontos importantes de um texto;
confusão de palavras e dificuldade de assimilar vocabulário novo.

 Dificuldade matemática - inversão de números; confusão nos símbolos


operacionais, sobretudo +, - e x; dificuldade em compreender a proposição de
problemas.

Em compensação, observa-se que têm excelente memória a longo prazo para


experiências, lugares e rostos; pensam mais com imagens e sentimentos do que
com palavras; podem ser ambidestros mas confundem direita com esquerda; têm
talento para artes, música, teatro, esportes, desenho e engenharia; são intuitivos,
curiosos e perspicazes.

Dicas para lidar com os alunos


COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

 Detalhar logo no início das aulas, todas as exigências, as datas de


avaliações e as formas de avaliações.

 Estimular as atividades escritas.

 Valorizar as iniciativas individuais para aumentar a auto-estima do aluno.

 Usar vários materiais de suporte na aula, lousa, projetor de slides, vídeos


e demonstrações práticas.

 Incentivar o uso de gravadores para auxiliar a memorização.

 Sempre que der uma instrução oral, repeti-la por escrito e vice-versa.

 Anunciar as tarefas de leitura com bastante antecedência.

 Criar alternativas fora de sala de aula para trabalhos de leitura como:


dramatizações, entrevistas e trabalhos de campo.

 Usar métodos alternativos para avaliar o conhecimento: avaliações orais


ou gravadas, trabalhos feitos em casa.

 Autorizar o uso de calculadoras simples, rascunhos e dicionários durante


as avaliações escritas.

É bom lembrar que diferentes somos todos nós, aliás, iguais somente
em nosso direito de sermos diferentes. Este é o grande conforto de termos
nascido no século XX.

5.1.1 Ações

Até o presente momento a nossa escola não tem o suporte básico físico e
nem materiais pedagógicos para atendimento a alunos inclusos, pois estamos
aguardando a contratação de um professor habilitado em Educação Especial. Dessa
forma, não contamos com a Sala de Recursos, a qual é, sem dúvida, uma grande
aliada dos professores para a inclusão de alunos portadores de necessidades
especiais educacionais. No projeto político pedagógico atual não consta a inclusão e
as possíveis ações estão sendo acrescentadas durante o processo de reconstrução
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

do PPP. Mesmo assim, os professores já trabalham há muito tempo, de forma


indireta, com as múltiplas faces da inclusão: social, religiosa, racial, étnica, física,
mental, entre outras. Temos que considerar ainda, as deficiências sociais,
econômicas e emocionais de nossos alunos, pois muitas vezes os próprios pais os
excluem do convívio familiar, deixando-o sob a responsabilidade de projetos sociais
e da escola.

Para que o processo de inclusão educacional aconteça realmente deverá ser


planejado e flexibilizado com a proposta pedagógica da escola, e para tanto, faz-se
necessário que haja capacitação para os profissionais envolvidos. Deverão ainda,
para cada instância responsável, desenvolver ações que visem:
 Conscientização dos pais para trazer os educandos com necessidades
especiais pára a escola e dar continuidade ao trabalho adequado ao incluso.
 Informar os pais sobre a existência da APAE, explicando sobre a importância
do acompanhamento deste órgão sobre o desenvolvimento de seu filho.
 Adaptações do espaço físico, banheiros, rampas, corrImão, mobiliário,
talheres, copos, pratos, andadores, etc..
 Materiais pedagógicos e direcionados a cada área da deficiência ( braile,
libras, etc.)
 Equipe técnica especializada para atender e dar suporte às necessidades de
cada professor e aluno, que exigem um atendimento individual (psicólogo,
fonoaudiólogo, pedagoga, assistente social, terapeuta ocupacional).
 Biblioteca com acervo específico nas áreas que irão abranger a inclusão
(hiperatividade, superdotação, cegos, surdos e condutas típicas, etc).
 Professores instruídos para atender essa clientela (cursos, palestras, grupos
de estudos).
 Valorização dos profissionais.
 Reduzir o número de alunos nas turmas para que o professor possa
desenvolver o seu trabalho com mais qualidade.
 Combinar diferentes tipos de agrupamento para facilitar a visualização dos
alunos diferentes e sua conseqüente interação com o professor e os colegas
através de círculos, duplas, grupos, etc..
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

A educação inclusiva diz respeito à identificação e superação de todas as


barreiras à participação efetiva, contínua e de qualidade na educação,
particularmente durante o ciclo primário, no qual é amplamente aceito e
documentado o direito humano de livre participação.
A nossa escola estará sempre pronta para receber, alunos com deficiência,
mas deve-se organizar solicitando aos órgãos competentes, modificações no espaço
físico, materiais pedagógicos e pessoal especializado de acordo com as diferentes
deficiências apresentadas pelo sujeito a ser incluso e capacitação em inclusão
especial, visto que esse indivíduo não terá apenas atendimento individual, mas
também em sala de aula normal. Essa capacitação deverá ocorrer mais na prática
que na teoria.
Segundo a LDB entende-se por Educação Especial, para efeitos de lei, a
modalidade de Educação escolar, oferecida preferencialmente na rede regular de
ensino, para educandos com necessidades educativas especiais. A LDB, estabelece
que:
I. Haverá, quando necessários, serviço de apoio especializado, na escola regular,
para atender as peculiaridades dos alunos de Educação Especial.
II. Haverá acesso igualitários aos benefícios dos programas sociais
suplementares disponíveis para os respectivos níveis do ensino regular.
III. Pedir auxílios para os órgãos competentes para modificações necessárias na
estrutura física da instituição, para que possamos atender melhor essa
clientela, com suas necessidades especiais,
IV. Permitir a capacitação de profissionais para melhor atuação nessa área.

Na visão do grupo, o processo de flexibilização curricular vem sendo


conduzido, no contexto escolar, à respeito do empenho dos profissionais envolvidos
para , em equipe, enfrentar o desafio da inclusão educacional, da seguinte maneira:
COLÉGIO ESTADUAL NILO PEÇANHA
ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Praça Silas Gerson Ayres – nº 31 - Vila Kennedy
Jaguariaíva – PR – CEP 84200-000 - Fone: (0**43) 3535 3277
e-mail: jivnilopecanha@seed.pr.gov.br

5. Princípios Didático-Pedagógicos (Marco Conceitual)

6. Planejamento de Ações (Marco Operacional)