Você está na página 1de 2

INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS DE MOÇAMBIQUE (ISCTEM)

CURSO DE CONTABILIDADE E AUDITORIA


DISCIPLINA DE AUDITORIA FISCAL
II SEMESTRE (DIURNO)

“O que ama a correção ama o conhecimento; mas o que aborrece a


repreensão é insensato.”- Provérbios 12:1

PARTE I

1. Magupela é um empregado da empresa Mandhandhe Mutxovelo, Lda e está


contestando o valor do IRPS que lhe foi descontado nos meses de Janeiro a
Março de 2018, alegando ser muito.

Na qualidade de auditor fiscal, sabendo que tem (3) três dependentes, ajude-o a
esclarecer-se, calculando o IRPS que lhe deve ser descontado, nos termos da
legislação fiscal pertinente, indicando a base legal do rendimento e da retenção na
fonte a efectuar, considerando os seguintes rendimentos:

a) Para o mês de Janeiro, auferiu o valor de 85.000,00Mt a título de remuneração,


e recebeu ajudas de custo diárias de 3.000,00Mt 1 para uma viagem de trinta
dias em serviço da empresa. Foi-lhe alocado durante a sua viagem, uma viatura
de marca Ranger Rover, que custou 1.500.000,00Mt. Mais se sabe que
beneficiou se de uma formação profissional, dada pela OCAM, tendo a empresa
desembolsado 10.000,00Mt para que pudesse participar;

b) Auferiu em Fevereiro 75.000,00Mt de salário mensal, recebeu abonos para


falhas de 4.500,00Mt que recebeu por 7 meses em substituição do tesoureiro,
tendo descontado 24.000,00Mt para o seu sindicato e 120.000,00Mt de
retenção na fonte de IRPS;
c) Adquiriu em Março por 200.000,00Mt, a viatura que lhe foi alocada em Janeiro
de 2016, que a empresa comprou por 500.000,00Mt. Sabe-se ainda que a
mesma já tinha sido amortizado em 250.000,00 e o seu valor actual era igual ao
do mercado. Mais se sabe que recebeu pensão mensal por ser antigo
combatente no valor de 7.500,00Mt e o salario de 125.000,00Mt.

PARTE II

1. Rungo, residente na Av. Eduardo Mondlane nº 1325 - Maxixe, cadastrado na


DAF de Maxixe sob o NUIT 100 200 300, é um profissional que em resultado do
exercício da sua profissão e não só, obtém rendimentos da prestação de
serviços, das suas propriedades e de outras aplicações. Está empregado na
empresa Ku fefela & ku Tsonana, SA. Casado com Raci, tendo os seus filhos:
Sumbi, de 26 anos com demência identificada pelo comportamento; Mbata wa
Tumbo de 24 anos a frequentar a 10ª Classe; Kwambe, de 22 anos de idade e
cumprindo o serviço militar obrigatório, auferindo rendimentos mensais no
valor de 18.800,00Mt, Faya Koko, de 15 anos de idade que ganhou na lotaria o
2º prémio no valor de 400.000,00Mt tendo sofrido retenções na fonte de
80.000,00Mt. Vive ainda com seu sobrinho Nguila wa Tinga por decisão do
Presidente do Conselho Municipal da Maxixe.

1 A ajuda de custo pagas aos funcionários do Estado com remunerações equivalentes é de 2.000,00Mt

Docente: Simiã o GomesPage 1


Durante o exercício de 2017, registou os seguintes movimentos com relevância
fiscal:

a) O sujeito Passivo reside num apartamento arrendado por 225.000,00Mt


mensais, todavia por motivos de trabalho teve que se deslocar a uma outra
cidade por três meses mas não queria rescindir o contrato de arrendamento.
Como forma de salvaguardar seus interesses arrendou-o ao seu amigo
Muchanga por 350.000,00 pelo período em que esteve ausente. Sabe-se ainda
que pagou de IPRA 15.000,00.

b) É sócio em 40% da sociedade Maxixe numa Boa, SA, em que foram


distribuídos os lucros no valor de 1.100.000,00Mt, pela decisão da Assembleia
Geral. Sabe-se que sofreu retenções na fonte no valor de 88.000,00Mt.

c) Tem um pequeno negócio particular chamado “Bolinhos de Surra E.I”, que se


dedica a venda de biscoitos e o inscreveu no regime simplificado de
determinação do rendimento colectável, com um volume de negócios de
2.200.000,00Mt, tendo efectuado pagamentos por conta de 97.000,00Mt.

d) O sujeito passivo transferiu para o património particular, um imóvel afecto ao


activo da empresa em nome individual por sua habitação encontrar-se
degradada. Esse imóvel encontrava-se registado na escrita da empresa pelo
valor de 3.500.000,00Mt, embora tenha desembolsado a empresa o valor de
1.800.000,00Mt tendo optado pelo regime aplicado na alínea anterior;

e) Depois de pedir demissão, lhe foi pago um montante de 560.000,00Mt de modo


a garantir que não iria em nenhuma empresa do mesmo ramo de actividade
durante 2 anos.

f) Faça uma pergunta e responda tendo em conta a matéria dada sobre IRPS.

Pretende-se:
1. Indique com base legal, quem faz parte do agregado familiar do Rungo e
quem são os seus dependentes.
2. Indicar classificando, com base legal, os rendimentos de cada categoria,
quantificar os rendimentos a englobar na declaração de rendimentos,
indicando a base legal.
3. Preencher a declaração de rendimentos M/10 do sujeito passivo, apurando
se há imposto a pagar ou a receber.

Docente: Simiã o GomesPage 2