Você está na página 1de 8
SISTEMA IMUNOLOGICO Ao ficarmos gripados ou com algum tipo de infeeg&o ou inflamagao, apresentamos determinados sintomas caracteristicos como febre, aumento dos génglios linféticos (Figura 4), ete. Essas caracteristicas néo sao causadas pela doenca propriamente dita, mas por um sistema de defesa do organismo denominado sistema imunolégico ou sistema imunitario. sistema imunclégico é formado por diferentes espécies de glébulos brancos ow também chamados de leucécitos, ¢ por érgios que produzem e procede sua maturacio. Existem diferentes modos de ataque dos glébulos brancos a um invasor: uns atacam diretamente; outros, a distancia; alguns, s6 colhem e distribuem informages a outros, sao células de combate. Gangto Le Figura 1 — Aumento dos cing Ginglios linféticos = CELULAS DO SISTEMA IMUNOLOGICO As células do sistema imunologico tim a fungao de defender o organismo contra qualquer tipo de ataque invasor - uma bactéria, virus ou até mesmo alguma outra célula defeituosa do nosso organismo que, por estar anormal, é identificada como um corpo estranho e logo eliminada. Os glébulos brancos dividem-se em macréfagos ¢ linfécitos - estes, por sua vez, subdividem-se em quatro grupos: linfécitos B, linfécitos T matadores (CD8), Tinfécitos T auxiliares (CD4) e linfécitos T supressores. Também encontramos as células NK, ou células matadoras naturais, que fazem parte do sistema imune inato. Maeréfagos Sfin importantes na regnlagin da respnsta imme Fstiin presentes nas teridas conjuntivos, no sangue e, no sistema imune, possui a fungiio de detectar e fagocitar (processo que engloba e digere substancias no organismo) microrganismos invasores, células mortas ¢ ‘varios tipos de residuos. Essas eélulas sao as primeiras a perceber a presenca de agentes invasores. Sio células que se movimentam continuamente entre os tecidos. Quando presentes no sangue sio chamados de monécitos. Linfocit Essas células, presentes no sangue, sao um tipo de leucéeito (glébulo branco) e podem ser de 4 tipos principais: Linfécitos B. Os linfécitos B ou células de meméria, originados na medula éssea, so transportados pelo sangue e se instalam nas estruturas linfiticas - exceto o timo -, onde se proliferam quando ativados por substineias estranhas. Sao responsaveis pela formacao dos anticorpos, proteinas especificas que se combinam com alguma substancia estranha e também especifica, inativando-a. Essa substineia contra a qual 0 anticorpo reage chamada de antigeno e esse tipo de resposta imunitaria chama-se imunidade humoral (Figura 2). Linfocitos T Os precursores dos linfécitos T originam-se na medula éssea, penetram no sangue ¢ sio retidos no timo, onde se proliferam e se diferenciam em linfécitos T, os quais, novamente carregados pelo sangue, vio ocupar fireas definidas em outros érgios linfiticos. No time, os linfécitos T se diferenciam em linfécitos T matadores (citotéxicas), linfécitos T supressores ¢ linfécitos T cusiliares (helper), conferindo a chamada imunidade celular (Eigura 2). Medieda Lnfécitos 8 i Anticorpos Os linfécitos T matadores (CD8) reconhecem e matam células anormais ou desconhecidas, como as infectadas por virus, células transplantadas e células malignas (cancerasas) Figura 2 - Imunidade Humorale Imunidade Celular Os linfécitos T supressores inibem a resposta humoral e celular e apressam o término da resposta imunitaria. Os linfécitos T auxiliares (CD4) comandam o sistema imunolégico. Recebem informagSes dos macréfagos sobre a presenca de antigenos no organismo ¢ estimulam os Tinfécitos Be os T matadores a combater os invasores. Se os linfécitos T auxiliares nao atuarem bem, ou simplesmente nao atuarem, as células de combate nfo poderao ser ativadas - consequentemente, o organismo nao reagiré 7 a0 ataque invasor (6 0 caso da AIDS, em que o virus HIV ataca ¢ destréi os infécitos T auxiliares, impedindo o sistema imunolégico de combater as infeegdes). Macsfago _~S 2a... © antigen \ a “4 . rac sf > peste AA gireracto indy SS see ZO pee ie en B ‘Lintocitos T ausiliazes Eequema de defesa do organismo (produgio de anticorpos) ORGAOS DO SISTEMA IMUNOLOGICO Slo aqueles que possuem relago com o sistema immnolégico do organismo. Dividem- se em duas classes: primérios e secundarios (Figura 3). 0s linfécitos T e os linfécitos B sio gerados na medula éscea vermelha ou rubra, como as demais células sanguineas. Ainda jovens, os linfécitos T dirigem-se para o timo, ‘érgao situado sobre o coragio, onde irao amadurecer. J4 03 linfécitos B amadurecem na prépria medula éssea. Por constituirem os principais locais de produgio e amadurecimento dessas células, a medula éssea e o timo costumam ser denominados drgios imunoldgicos primarios ou centrais. A Medula éssea além da producio de células sanguiness e plaquetas, a medula produz linfécitos B. E nesse érgao que ocorre o processo de amadurecimento dos linfécitos B. © timo localiza-se no mediastino, atrés do esterno e na altura dos grandes vasos do corago. Suas células mais abundantes sfo os linfécitos T. Ao passar pelos génglios linfaticos, os linfécitos T ¢ B fixam-se temporariamente. Neate local, detectam a presenea de invasores trazidos pela linfa © passam a se reproduzir, formando verdadeiros exéreitos de células de combate. Os érgios que apresentam aglomerados de linfécitos em amadurecimento, como os ganglios linfaticos, as amigdalas (tonsilas palatinas), as adenoides (tonsilas faringeas), 0 apéndice, as placas de Peyer no ileo eohaca recshem o nome de drgaias imunolégiens seenndarias. Para entender o sistema imunolégico, é preciso saber que ele é formado por Srgmos Iinfoides primérios (timo e medula dasea) ¢ secundarios (linfonodos baco). ‘Amigdale Vela Substavia Vela Subctavia Timo Bago Placas ae Peyar Mecula 6osea Fig.2. Locsizaeac as aryaes tivoices prirarias ~ Media Asses/Tima (cor amatela] - 2 Crados lin Ges sevundarics ~ \lifonodasmsco (Gor 224) Bago - 0 maior dos érgios linfoides e situa- se no quadrante superior esquerdo do abdome. Eo tinieo érgio linfoide interposto na circulagio sanguinea e tem significativa importéncia na defesa contra microrganismos que penelram na corrente sanguinea. Linfonodos — estio presentes nos vasos linféiticos; neles a linfa é filtrada, permitindo que particulas invasoras sejam fagocitadas pelos linfdcitos ali presentes. BAGO “g ipentea Veta Boge Sepinica Gangliés Unfiticos ou Linfonodos Tonsilas — possuem funcéo semelhante aos Tinfonodos. Esto localizadas na parte posterior da boca e acima da garganta. Adenoides — constituem de uma massa de tecidos linfoides protetores localizados no Tonsila Faringea — Tonsila Palatina Tonsila Lingual fundo da cavidade nasal. Tém como fungio ajudar a proteger o organismo de bactérias e virus causadores de doengas transmitidas pelo ar. Apéndice cecal — é uma pequena extensio tubular localizada no ceco, primeira porgio do imtestino grosso. Através da atuacio das Dactérias estrutura, microrganismos invasores so combatidos presentes nessa 3 sh sys IMUNIDADE E a capacidade do organismo em reconhecer substincias estranhas e promover resposta contra elas, a fim de eliminé-las. IMUNIDADE NATURAL ‘A imunidade natural ou inata é constituida pelas barreiras defensivas orginicas: + Pele: que protege contra lesées fisico-quimicas ¢ entrada de microorganismos (como Staphylococcus e Streptococcus) + Barreiras quimicas das mucosas: Saliva, pH da vagina; + Acido cloridrico do estémago; + Cerume da orelha externa; + Muco presente no trato respiratério E aquela que leva o organismo a responder sempre da mesma maneira, qualquer que seja o agente agressor. E considerada a primeira defesa do organismo com atuagao imediata contra qualquer agente. Quando essas barreiras sio vencidas por um agente infeccioso, o combate entra em coutra fase. Nos tecidos, algumas células liberam substancias vasoativas, capazes de provocer um conjunto de alteracdes conhecido com inflamac&o. Essas substancias atraem as células de defesa para a érea afetada, As células do sistema imune sZo altamente organizadas como um “exército". Cada tipo de célula age de acordo com a sua fungio. Algumas sfio enearregadas de receber ou enviar mensagens de ataque, ou mensagens de supressio (inibi¢io). Outras apresentam o “inimigo” ao sistema imune, outras s6 atacam para matar, outras constroem substincias que neutralizam os “inimigos” ou as substncias liberadas pelos “invasores”. IMUNIDADE ADQUIRIDA (Os mecanismos de defesa mais altamente evoluidos sio estimulados pela exposiclo aos agentes infecciosos © aumentam em magnitude e capacidade defensiva em cada exposigfo sucessiva a um microorganismo particular. Pelo fato de que esta forma de imunidade desenvolve-se como uma resposta a infeccio e se adapta a ela. ‘As caracteristieas que definem a imunidade adquirida sto a grande especificidade para as distintas macromoléculas e a capacidade de "lembrar" © responder mais ‘vigorosamente as repetidas exposi¢des a0 mesmo antigeno. Os componentes da imunidade adquirida sfo os linfécitos. As substincias estranhas «ne induzem respostas especificas on sao alvos dessas respostas, sa0 chamados antigenos. mediada por eélulas. Imunidade Inata x Adapietiva {iad "ttm gn sotlas ~ — > x East ee —— asian SEES ee es ¢ a = ae as stat oo [ar] nba ures PROPRIEDADES DO SISTEMA IMUNOLOGICO |As caracteristicas mais importantes do Sistema Imunolégico sio especificidade e meméria. A especificidade é a capacidade de reconhecer e reagir com determinada molécula ea meméria é a capacidade de voltar a reconhecer e reagir rapidamente a esta mesma molécula (quando reintroduzida no organismo). As molécullas que sto reconhecidas pelo sistema imune sf denominadas de antigenos (Gefinido por substncias estranhas ao organismo capaz de gerar uma resposta imune). A partir dos tecidos e células envolvidos, precisamos compreender as propriedades do sistema imunolégico: 81 (O sistema imine reconheee os diversos agentes infecciosos e produz uma resposta FEspecificidado | gcifiea para cada um doles. : (O sistema inne reconhece midhares de anfigenos diferentes» prod uma resposta PPeversidade | adequadaa cada um deles. Igeaniam O cistoma insane 6 capaa de rengis mesmo Giante do amma poquana quamtdads Go antigenos. ‘Uma vez am contato com o agente infeccioso, o sistema imune produ cdulas de moméria capazes de reconhecer esse agente o produzir uma resposta mais répida o cficaz em um segundo contato, © organismo humano posstti mecanismos de defesa que podem ser diferenciados quanto a sua especificidade, ou seja, existem os especificos contra o antigeno (corpo estranho) e os inespecificos que protegem o corpo de qualquer material ou miero-organismo estranho. ‘Uma vez que o sistema imunolégico tenha entrado em contato com am agente infeecioso, poder desenvolver eélulas eapazes de reeonhecer esse agente, mesmo depois de varias décadas. EXERCICIOS 01. Enumere a Primeira coluna de acordo com a segunda com respeito ao sistema imunolégico: 1 Linfécito TCDS () Responsével por detectar e fagocitar os ae anitigenos 2 — Linfécito B ( ) Responsével por eliminar antigenos 3 —Linfécito TCD4 ( ) Responsdvel por eomandar o sistema 4-Linfécito Tsupressor —*unologico ee (") Responsdvel por produzir anticorpos especificos 5+ Macréfagos ( ) Responsdvel por suprir a resposta imunoldgica 02. Quais séo as propriedades do Sistema Imunolégico? E quais sao consideradas principais? 03. Difereneie Imunidade Natural de Imunidade Adquiridc 04. — Quais sao os érgdos imunolégicos primérios e seeundérios? 83